Projeto “Conheça o Candidato” da JCI (Câmara Júnior Internacional) Campos dos Goytacazes Recebe o Candidato a Prefeito Rafael Diniz.
27/09/2016 | 11h32
IMG_4041 Na noite de ontem, encerramos com chave de ouro o projeto Conheça O Candidato da JCI(Câmara Junior). Após receber todos os candidatos, encerramos com Rafael Diniz, que apresentou seus projetos e ressaltou que para tirar a dependência dos royalties “Temos que investir no agronegócio, criando o Agrônomo de Família, financiando recursos e levando técnicos agrícolas para treinar o homem do campo, é uma forma de aquecer nossa economia”. Ainda ressaltou, a importância de resgatar nossa história leiteira incentivando a criação de cooperativas para não levar o leite para fora do município para ser beneficiado. Na área da educação: “Vamos dar condições e dignidade ao professor para trabalhar, não deixando faltar materiais básicos como: material de quadro, papel, e até material de higiene pessoal, e ainda, vamos colocar nossas crianças estudando em tempo integral, unindo educação e esporte”. Na oportunidade, esclareceu que irá fazer valer seu projeto que está engavetado da eleição direta para diretores de escola, “No meu governo, iremos abrir o diálogo com os professores, merendeiras, e todos que trabalham para fazer uma educação de qualidade”. O marco zero no dia primeiro de janeiro de 2017, será fazer uma auditoria das finanças para avaliar qual a real situação que se encontra o município. “Não vai ser a caça às bruxas, nem perseguir quem não votou em mim, mas para conseguirmos tirar nosso município da situação que se encontra, e fazer os projetos futuros, com responsabilidade, temos que saber qual a verdadeira situação que Campos se encontra. ” Na saúde, o candidato Rafael Diniz, salientou a importância de nossos hospitais regionais que atendem além da nossa população, as cidades vizinhas. Ressaltou também a qualidade do corpo médico e técnico: “Temos que valorizar e investir na saúde, não deixando faltar medicamentos e materiais básicos. ” Marcações de exames e consultas por meio digital, será implantado como forma de acabar com filas que viram a noite “ A pessoa que vira a noite na fila fica em condição de trabalhar ou estudar no outro dia. “   IMG_4036 IMG_4042
Comentar
Compartilhe
Vida Mais Livre Para As Pessoas Com Deficiências.
23/09/2016 | 15h26
540681_1391362057747795_1687355996_n Daniel Limas, da Reportagem do Vida Mais Livre Você sabia que, em 21 de setembro, é comemorado e lembrado em todos os estados brasileiros o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência? Essa data foi instituída em 14 de julho de 2005, pela Lei Nº 11.133. Na verdade, ela começou a ser lembrada em 1982, por iniciativa de movimentos sociais. Essa data foi escolhida porque é próxima ao início da Primavera (23 de setembro) e coincide com o Dia da Árvore, datas que representam o renascer das plantas, que simbolizam o sentimento de renovação das reinvindicações em prol da cidadania, inclusão e participação plena na sociedade. Foi Cândido Pinto de Melo, um ativista do movimento das pessoas com deficiência, que propôs, no início da década de 80, esta data. Cândido foi um dos fundadores do Movimento pelos Direitos das Pessoas Deficientes – MDPD, organização de pessoas com deficiência que já se reuniam mensalmente desde 1979, e discutiam propostas de intervenções para a transformação da sociedade paternalista e da ideologia assistencialista. Acreditamos que divulgar e lutar pelas causas das pessoas com deficiência é um trabalho diário. No entanto, o 21 de setembro é muito importante como um marco, e pede a nossa reflexão e a busca por novas soluções. Este é o dia, também, em que as mais de 45,6 milhões de pessoas com deficiência, apontadas pelo Censo de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), devem colocar suas caras nas ruas ou mesmo nas redes sociais e reivindicar seus direitos. Afinal, apesar das conquistas recentes, a desigualdade, a exclusão, o preconceito e a falta de acesso a serviços ainda continuam enormes. Para evitar a exclusão, nada melhor que a informação. Conheça algumas das principais leis brasileiras que tratam sobre os direitos das pessoas com deficiência: Lei Federal  nº 7.853, de 24/10/1989 – Estatuto da pessoa com deficiência – dispõe sobre a responsabilidades do poder público nas áreas da educação, saúde, formação profissional, trabalho, recursos humanos, acessibilidade aos espaços públicos, criminalização do preconceito. Close nas mãos de uma mulher usando língua de sinaisLei Federal  nº 8.213, 24/07/1991 – Lei de Cotas – dispõe que as empresas com 100 (cem) ou mais empregados devem empregar de 2% a 5% de pessoas com deficiência. Lei Federal  nº 10.098, de 20/12/2000 – Direito à Acessibilidade – dispõe sobre acessibilidade nos edifícios públicos ou de uso coletivo, nos edifícios de uso privado, nos veículos de transporte coletivo, nos sistemas de comunicação e sinalização, e ajudas técnicas que contribuam para a autonomia das pessoas com deficiência. Lei Federal nº 10.436, 24/04/2002, dispõe sobre  o reconhecimento da LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais para os Surdos. Lei Federal 9.394/96 – Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) – reconhece que a educação é um instrumento fundamental para a integração e participação de qualquer pessoa com deficiência no contexto em que vive. Está disposto nesta Lei que “haverá, quando necessário, serviços de apoio especializado, na escola regular, para atender às peculiaridades da clientela de educação especial e que o atendimento educacional será feito em classes, escolas ou serviços especializados, sempre que, em função das condições específicas dos alunos, não for possível a sua integração nas classes comuns de ensino regular”. A legislação brasileira também prevê o acesso a livros em Braille, de uso exclusivo das pessoas com deficiência visual. Lei Nº 4.169, de 4 de dezembro de 1962 – Oficializa as convenções Braille para uso na escrita e leitura dos cegos e o Código de Contrações e Abreviaturas Braille. Direito ao passe livre – Os cidadãos com deficiência também possuem benefícios relacionados aos meios de transporte. A Lei 8.899/94, conhecida como Lei do Passe Livre, prevê que toda pessoa com deficiência tem direito ao transporte coletivo interestadual gratuito, e que cabe a cada estado ou município implantar programas similares ao Passe Livre para os transportes municipais e estaduais. Lei Nº 8.989, de 24 de fevereiro de 1995 – Dispõe sobre a Isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI, na aquisição de automóveis para utilização no transporte autônomo de passageiros, bem como por pessoas com deficiência física, e dá outras providências. (Redação dada pela Lei Nº 10.754, de 31.10.2003) Lei Nº 10.754, de 31 de outubro de 2003 – Altera a Lei Nº 8.989, de 24 de fevereiro de 1995 que “dispõe sobre a isenção do Imposto Sobre Produtos Industrializados – IPI, na aquisição de automóveis para utilização no transporte autônomo de passageiros, bem como por pessoas com deficiência física e aos destinados ao transporte escolar, e dá outras providências”. Pessoa com deficiência visual, usando uma bengalaLei Nº 11.126, de 27 de junho de 2005 – Dispõe sobre o direito da pessoa com deficiência visual de ingressar e permanecer em ambientes de uso coletivo acompanhado de cão-guia. Lei Nº 12.319, de 1 de Setembro de 2010 – Regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS. Pagina do Face, Marco Barcelos: https://www.facebook.com/Amigo-de-um-deficiente-visual-Marco-Barcelos-1390979044452763/
Comentar
Compartilhe
Projeto “Conheça o Candidato” da JCI (Câmara Júnior Internacional) Campos dos Goytacazes Recebe o Candidato a Prefeito Nildo Cardoso.
20/09/2016 | 22h04
IMG_7957 Ontem a noite tivemos a quinta rodada na JCI (Câmara Júnior Internacional) do Projeto "Conheça o Candidato" com a presença do candidato a Prefeito Nildo Cardoso, que afirmou que ganhando as eleições sua prioridade será a saúde "As pessoas que tem um familiar nos corredores dos hospitais aguardando uma vaga para fazer uma cirurgia, não tem cabeça para estudar ou até mesmo trabalhar", e ressaltou ainda que no seu governo irá de uma UPA para quatro, sendo uma no Farol, Jockey e outra em Santo Eduardo. Outra prioridade será a educação, com a diminuição da carga horária das educadoras de creche, de 8 (oito) para 6 (seis) horas diárias, "Existe hoje cerca de 30% das educadoras com atestado médico", com esta medida, segundo o candidato, as crianças terão melhor qualidade no aprendizado, e os educadores não ficarão sobrecarregados. "Os salários dos professores iremos corrigir a defasagem de 40%, acreditando que corrigindo os salários eles irão trabalhar satisfeitos, melhorando nossa qualidade de ensino". O candidato frisou que mesmo com essa mudança, manterá as creches funcionado em dois turnos.  Quando foi perguntado ao candidato sobre como acabar com a dependência dos royalties, respondeu: "Royalties, que royalties? Já que comprometeram nossos recursos por mais de 20 anos, só nos resta fechar os ralos que desperdiçam nosso dinheiro público. Desta maneira esse dinheiro irá sobrar e será investido nos buracos que foram deixados pelo atual governo."
Comentar
Compartilhe
Projeto “Conheça o Candidato” da JCI (Câmara Júnior Internacional) Campos dos Goytacazes Recebe o Candidato a Prefeito Dr. Chicão.
13/09/2016 | 18h53
14264893_1103486913061549_6487535128046253000_n Na noite de ontem tivemos mais uma noite do projeto Conheça o Candidato com a presença de Dr. Chicão que apresentou sua plataforma de governo dando ênfase a saúde "Como sou médico, sei como administrar a saúde de Campos e ainda criar um hospital da criança". O candidato Dr. Chicão frisou que sua experiência contará muito na hora das pessoas escolherem o candidato, e também analisou que está na hora de acabar com a depedência dos royaltes e reviver nossa história agrícula e leiteira. Quando foi perguntado se o ex-governador Garotinho ia fazer parte do seu governo ele foi enfático, que o CPF dele está na frente da prefeitura e as pessoas capacitadas e que deram certo na atual administração faram parte do seu governo. Na educação resaltou que nós evoluímos e melhoramos nossa posição no IDEB que passou para a 48º posição, e que se eleito avançará ainda mais.   14332939_1103486853061555_4778346850820701480_n   14238270_1103486976394876_7179356475969928280_n
Comentar
Compartilhe
O Veloz Daniel Martins Com Recorde Mundial Foi Ouro Nesta Manhã Para o Brasil.
09/09/2016 | 18h11
daniel-martins-comemora-a-vitoria-nos-400-m-rasos-na-paraolimpiada-1473431558899_v2_900x506   Foi emocionante poder sentir a emoção do nosso Daniel Martins subindo o lugar mais alto do pódio, na corrida de 400 metros do atletismo na categoria T20, para deficientes intelectuais. A galera aplaudiu de pé o nosso campeão que contagiou o engenhão de muita felicidade, me arrepiei todo quando o microfone do estádio anunciou a sua vitória. "Não consigo explicar meu sentimento agora. É uma felicidade muito grande. Depois que cruzei a linha de chegada eu vi minha família com o pessoal da minha equipe muito emocionado", afirmou ao SporTV.   IMG-20160909-WA0006 IMG-20160909-WA0010 IMG-20160909-WA0009
Comentar
Compartilhe
Projeto “Conheça o Candidato” da JCI (Câmara Júnior Internacional) Campos dos Goytacazes Recebe o Jovem Candidato a Prefeito Rogério Matoso.
07/09/2016 | 13h34
14195222_979296205525631_7229545832100276785_o     E pela 3° Rodada do Projeto "Conheça o Candidato", recebemos nesta última segunda-feira o empresário e candidato a Prefeito de Campos, Rogério Matoso. Foi uma noite onde debatemos ideias e propostas muito enriquecedoras. A JCI se orgulha em ver os jovens da nossa cidade preparados para representar toda a sociedade. A JCI Campos agradece o Candidato pelo carinho e comprometimento com a Juventude Campista. O jovem candidato não se furtou em responder todas as perguntas, ressaltando que para tirar a dependência do Royalties da nossa cidade, precisa investir na parte agrícula que no passado foi uma forte economia. Inclusive investindo na cultura, que é muito rica e pouco aproveitada, e no CEPOP ele pensa em investir em cursos de cinema que foi o sonho de Darcy Ribeiro, fazendo com que o CEPOP que hoje para ele é um Elefante Branco, levar atividades ao lugar que fica o ano todo subutilizado. Parcerias com as Universidades trazendo pessoas capacitadas para desenvolver e concretizar os projetos.   14207694_979296355525616_8529148933677100958_o     14195257_979296252192293_6533609326837970154_o
Comentar
Compartilhe
A Falta De Trabalho Em Equipe, Incentivo a Árbitros Internacionais e a Política Prejudicaram o Desempenho do Taekwondo Analisou Leonardo Gomes.
02/09/2016 | 22h35
3703_10208277519272954_384258479609109995_n   1- Leonardo Gomes após ser convidado para participar da seletiva, o presidente da CBTKD afastou você da disputa. Na sua opinião foi pela lesão ou teve motivo político? Totalmente políticagem, eu não pedi para participar, depois que acabou a seletiva aberta eu fui procurado pelo Rodney que é técnico das equipes de base da CBTKD e ele me disse que meu nome seria indicado para receber o wild card por toda a minha história de conquistas no taekwondo, a comissão técnica olímpica também aprovou pois conversei com a Natália e a mesma me disse que meu nome estava na lista, eu não pedi para participar da seletiva me escolheram por saber que agregaria, mas depois a caneta (politicagem) veio e cortou e o que muito me surpreendeu foi a comissão técnica não ter peito para sustentar suas escolhas.   2- O Maicon Andrade ganhou a primeira medalha para o Brasil no taekwondo masculino. Na sua avaliação se você pudesse estar nas olímpiadas quais seriam suas reais chances? Sempre que representei o Brasil fui com condições de ganhar medalhas, em 23 competições oficiais internacionais ganhei 19 medalhas, com certeza em boas condições físicas teria chances de brigar por medalha, o Maicon foi por mérito, não teve politicagem ou apadrinhamento ele ganhou a seletiva e se preparou para os jogos, eu não queria a vaga dele, queria disputar a vaga que estava aberta, Maicon e sua equipe partícular fizeram um excelente trabalho.   3- Os agentes federais descobriram indícios de fraudes e desvios em recursos destinados à preparação de atletas, e afastou o presidente da CBTKD Carlos Fernandes maculando a imagem do taekwondo. Qual análise que você faz deste fato ocorrido que foi uma decepção para nós amantes do taekwondo? Minha opinião é que foi um progresso a intervenção da PF e do MP porque a "patota" da CBTKD (incluindo presidentes de federações) pensavam que poderiam fazer o que quisessem (aprovar prestações, alterar estatuto, licitações, destituir federações etc) a intervenção mostrou que temos leis e que a confederação não está acima dela, isso para os praticantes e contribuintes honestos e decentes foi uma vitória. 4- Iris Tang Sing que foi ouro nos Jogos Mundiais Militares e bronze no Campeonato Mundial de Chelyabinsk foi a primeira atleta a garantir vaga para a olímpiada. A derrota na segunda luta para Mexicana foi aquém das nossas expectativas ? A Íris trabalhou mais do que todos para ir nos jogos, a história dela poderia ter sido diferente se os especialistas técnicos e estrategistas da seleção não tivesse "suicidado" o trabalho dela, porque?! A íris se classificou pelo ranking olímpico (viajou o mundo com dinheiro do próprio bolso para poder conquistar pontos) e conseguiu se classificar, mas a CBTKD escolheu a categoria dela como a categoria de direito por ser sede, isso fez com que o Brasil deixasse de escolher mais uma categoria feminina (poderíamos ter levado 3 atletas feminino) 2 por ser sede e mais a íris pelo ranking, a Íris entrou como sede e abriu a vaga para a próxima que era a mexicana que foi quem acabou tirando ela.   5- Apesar de o COB ter investido muito dinheiro em todas as modalidades, o que faltou para o taekwondo obter melhor desempenho? O governo federal fez muitos investimentos no esporte em geral, o taekwondo foi um dos beneficiados mas teve uma gestão muito incompetente desses recursos, pois os atletas  tiveram poucos camping , viagens para opens para pontuar no ranking, nem uma equipe multidisciplinar integral, não dá para fazer campeão olímpico a 6 meses dos jogos e foi o que fizeram, a equipe deveria estar pré definida pelo menos 3 nomes por peso e trabalhado de forma intensa e em conjunto com todos eles, falo isso porque vivemos um ciclo semelhante até 2008 onde o principal objetivo era os jogos pan de 2007 e fomos bem porque trabalhamos em equipe onde um fez o outro evoluir mesmo com poucos recursos, viajamos para lutar e treinar nos melhores lugares do mundo, o taekwondo modernizou e a implantação do sistema eletrônico e de ranking faz com que o atleta tenha que ter recursos para viajar para vários abertos para pontuar ou se dedicar e focar os principais eventos fechados do mundo, então o que faltou foi comando com planejamento e investimento certo, claro que criticar é mais fácil mas se o investimento tivesse sido feito não teríamos visto a Íris gastar suas economias e pedir apoio em programas como do Luciano Hulk e nem o Maicon pedindo mais apoio e profissionalismo por parte da CBTKD, muita gente pensa que SÓ levar o sistema eletrônico e todo esse arsenal de barganha para as federações vão fazer evoluir e fomentar o taekwondo, vai muito além disso, tem que levar a capacitação também, as federações não abrem para treinamentos os coletes vão ficar velhos e ultrapassados e os atletas vão usar 1 vez por mês quando tiver etapas estaduais, isso não capacita os atletas, outro assunto importante é que não temos árbitros internacionais atuante nesses jogos do Rio não tivemos nenhum mesmo sendo sede, a CBTKD não incentiva os árbitros à atuar o único que participava a nível mundial (Marcelo Rezende) aparenta sofrer boicote da própria confederação pois tem competência e deveria ter atuado na olimpíadas, são detalhes que não aplicado influência diretamente no resultado final. 6- Leonardo Gomes como avalia o desempenho brasileiro nesta olímpiada e o que espera para próxima olímpiada no Japão ? Avalio da seguinte forma, se for olhar pelo resultado individual o preço que cada um pagou e principalmente a medalha do Maicon foi satisfatório, não só no taekwondo mas em geral exemplos são o Izaquias (canoagem), Robson Conceição (boxe) e tantos outros. Mas olhando por ser sede e por todo o tempo que teve para fazer e os recursos foi um fracasso , o taekwondo se atrapalhou a respeito das vagas escolheu a categoria pesado com a intenção de sair na mídia com a presença do Anderson Silva que nem faixa preta e nem representante do taekwondo é, foi uma escolha errada que deu certo (pq o Maicon representou com dignidade a categoria) para as olimpíadas de 2020 já tinha que ter começado o trabalho porque lá vai ser mais complicado as vagas porque teremos que buscá-las e o caminho mais certo é o ranking , temos que ter uma base mais fortalecida para deixar de depender somente do talento, uma base boa faz com que tenhamos excelentes reposições em casos de aposentadoria, lesões etc. 7- Pratiquei taekwondo durante 15 anos, e no ínicio da década de 90 fui o primeiro Campista a participar de uma seletiva do Pan-Americanos. O taekwondo era mais marcial e hoje é altamente competitivo. Faça uma análogia destas duas vertentes? O taekwondo depois que se tornou olímpico teve que passar por muitas modificações, algumas  com progresso (como o sistema eletrônico) que deixou o esporte mais imparcial e isso é um progresso importantíssimo, pois no sistema antigo dificilmente teríamos visto países sem tradição em pódios olímpicos, e por outro lado "regrediu" com esse jogo de pontos sem aquele contato de combate que era a principal atração do público e muito comercial que existia, em relação a deixar a as tradições eu não vivi esse momento não, ainda prático as tradições que foi me ensinado. 02_09_2016_22_26_27
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marco Barcelos

[email protected]