Homosexuais Podem Ter Prisão Perpétua
26/02/2014 | 12h57
Entrou em vigor nesta segunda-feira (24) na república africana de Uganda uma lei que pune a homossexualidade com as penas mais rígidas do continente. A lei assinada nesta segunda pelo presidente de Uganda, Yoweri Museveni, não é a primeira do continente. Segundo a Anistia Internacional, 38 dos 54 países africanos consideram a homossexualidade ilegal. Mas a nova legislação de Uganda é a mais severa de todas. Pessoas que praticarem atos homossexuais podem ser condenadas até à prisão perpétua. O porta-voz da Casa Branca afirmou que o governo americano vai pressionar o presidente Museveni para que a lei, classificada como repugnante, seja revogada. "É mais que uma afronta e um risco para a comunidade gay em Uganda. A legislação ameaça os direitos humanos da população e a saúde pública, principalmente o combate ao vírus HIV e à Aids", disse Jay Carney. O governo americano anunciou que está revendo as relações com o governo de Uganda, incluindo os programas de assistência. Os Estados Unidos enviam US$ 400 milhões anualmente em ajuda econômica ao país. A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse que a lei institucionaliza a discriminação e a violência contra os homossexuais em Uganda.
Comentar
Compartilhe
Jornal Inglês Diz que a Organização da Copa é Um Fiasco
24/02/2014 | 17h07
Os problemas em relação aos preparativos para a Copa do Mundo no Brasil foram tema de uma reportagem do jornal inlgês "The Guardian", publicada neste domingo. Atrasos na entrega das obras - e o consequente aumento das mortes de operários - o risco de exclusão de uma das sedes e o temor por protestos violentos são pontos explorados pelo periódico em sua análise. A reportagem aponta para o fato de que a realização do torneio da Fifa no país pretendia "mostrar que a vez do Brasil - a terra condenada a ser 'o país do futuro - para sempre' - finalmente tinha chegado". Segundo o jornal inglês, mesmo que alguns problemas fossem esperados, "dado o estilo de vida descontraído do país", a expectativa era de que o Brasil "desse a melhor festa já vista pela organização do torneio. Porém, “as notícias pioraram e as críticas se intensificaram”. Entre os pontos indicados pela reportagem, estão o atraso na entrega de cinco estádios, além da possibilidade de exclusão da cidade de Curitiba - que terá resposta definitiva sobre sua manutenção como sede da Copa no dia 18 (terça) - e do aumento das mortes após a data limite para a conclusão das obras. O desperdício de vidas e dinheiro na construção de elefantes brancos que terão pouca utilidade após o evento são indicados como responsáveis pelo aumento da fúria nos protestos de rua. Como consequência disso, as manifestações, que antes não tinham nada a ver com futebol, agora têm como um dos principais gritos de ordem o “não vai ter Copa!”. A matéria do “The Guardian” também sinaliza para o fato de que, embora os protestos recentes sejam menores que os de junho do ano passado, eles estão se tornando mais sangrentos, e exemplifica com a morte do cinegrafista Santiago Andrade, da Band. A tentativa (mal sucedida) do ex-jogador Pelé de tentar dissuadir a população de que a realização do torneio tem algo a ver com os problemas do país também é mencionada pelo jornal inglês. A reportagem encerra dizendo que “ainda não é tarde para o torneio se tornar um sucesso”, e menciona que tensões antes de grandes eventos como este são normais, citando os protestos tibetanos antes dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, o medo de crimes antes da Copa do Mundo Sul-Africana, em 2010 e as questões de segurança antes dos Jogos de Londres em 2012. Porém, frisa o descompasso da forma como o evento é visto pelos políticos de Brasília e a população nas ruas e o pouco tempo que resta para que as duas visões sejam alinhadas.
Comentar
Compartilhe
Praticar a Caridade Diz o Papa Francisco
19/02/2014 | 18h58
Comentar
Compartilhe
Espião Silencioso
17/02/2014 | 17h27
Avião não tripulado fornece informação precisas, antecipa investigação e reúne dados para que 130 agentes da PF cumpram mandados de prisão e busca contra contrabandistas. No chão, ele não parece nada discreto. Mas quando decola, o pequeno monomotor se transforma em um espião silencioso. Este é o Vant, sigla para o veículo aéreo não tripulado, da Polícia Federal. A missão dele: produzir imagens de pessoas e lugares suspeitos. O resultado, aqui embaixo, é esse: “Polícia Federal, abre a porta”, ordena um policial federal durante uma operação. Em 2009, o governo brasileiro comprou duas aeronaves dessas de uma empresa de Israel. Preço total: R$ 80 milhões. O Vant tem quase 17 metros de envergadura, 9 de comprimento, consegue voar 37 horas seguidas, sem abastecer, a 204 quilômetros por hora e alcança uma altura de 10 mil metros e não leva armamentos. “Ela é uma aeronave muito silenciosa. Tem uma câmera com uma precisão muito grande. A gente consegue acompanhar alvos além de 10 quilômetros”, diz Álvaro Marques, gerente do Projeto Vant. O Fantástico foi conhecer a estação de comando. Ela é refrigerada. Do lado direito, tem alguns computadores, simuladores de voo e mais aqui a frente, o piloto que basta para ele o toque, dar um clique no mouse para manter a aeronave no ar. De outro lado, tem o operador das câmeras. Antenas parabólicas e um satélite fazem a conexão entre o Vant e a estação de comando. A aeronave pode ser controlada a mais de mil quilômetros de distância. Ou seja, de São Paulo, o piloto conseguiria comandar o avião em Porto Alegre.
Comentar
Compartilhe
Michael Schumacher encontra-se em 'estado vegetativo persistente'
12/02/2014 | 18h12
A recuperação de Michael Schumacher, que continua internado no hospital de Grenoble, em França, depois de ter sofrido um acidente de esqui em finais de Dezembro, que lhe provocou graves danos cerebrais, continua muito delicada. E as últimas notícias não são nada animadoras. Nas últimas duas semanas os médicos iniciaram o processo para retirar o piloto alemão do coma induzido, mas até ao momento não houve grandes desenvolvimentos clínicos, muito pelo contrário. "O estado de Schumacher é muito delicado, uma vez que se encontra em estado vegetativo persistente", afirmou à imprensa alemã esta quinta-feira o médico chefe do hospital de Hamburgo, Heinzpeter Moecke. Um dos muitos especialistas que têm vindo a público comentar o quadro clínico de Schumacher. Até sair do coma, os médicos do hospital de Grenoble não poderão estabelecer um diagnóstico completo, sendo esta fase lenta ao ponto de poder demorar semanas.
Comentar
Compartilhe
Tratamento Inovador em Laís Souza
10/02/2014 | 19h05
Lais Souza segue em fase de recuperação nos Estados Unidos, após o acidente em um treino de esqui que resultou em uma fratura na terceira vértebra da coluna cervical, mas está apresentando melhoras. Segundo o médico do Comitê Olímpico Brasileiro, Antônio Marttos Jr., a brasileira já começa a precisar menos do auxílio da máquina para respirar. Atualmente, a máquina ajuda apenas na inspiração, mas, nos próximos dias, pode ser que ela comece a respirar por conta própria. O próximo passo pode ser um tratamento inovador que o neurocirurgião Barth Green tenta autorização: a terapia de transplante de células nervosas, que até hoje só foi usada em pacientes paraplégicos. - Essas células isolam os nervos e ajudam a reconectar áreas que estavam desconectadas para que o paciente consiga se movimentar de novo e podemos pedir uma permissão especial para fazer uma exceção - afirmou Green. Médico Barth Green tenta autorização para tratamento em Lais Souza (Foto: AFP) O neurocirurgião também ressaltou que a melhora na sensibilidade de Lais Souza é um sinal positivo, mas que não garante que ela vá recuperar todos os movimentos em sua plenitude. - Com ela começando a respirar, detectamos sensibilidade nos ombros, em parte do braço e nos dedos, o que significa que a sensibilidade está indo mais para baixo. Isso é bom sinal, mas não significa que ela vai recuperar os movimentos - concluiu.
Comentar
Compartilhe
Tremer de frio queima tanta gordura quanto fazer exercícios
07/02/2014 | 17h43
Tremer de frio por 10 a 15 minutos pode queimar tanta gordura quanto fazer uma hora de exercícios moderados. A constatação aparece em um estudo divulgado nesta quarta-feira, dia 5, pela publicação científica Cell Metabolism. As duas situações foram capazes de produzir a mesma quantidade de hormônios que ajudam a diminuir a gordura ruim do corpo, ou branca, tranformando-a em gordura boa, chamada de marrom. O tecido adiposo humano é formado pelos dois tipos de gordura. A branca tem a função de armazenar energia no organismo, enquanto a variedade marrom, ao contrário, produz calor corporal, ajudando a queimar calorias. Pessoas com maior proporção de gordura marrom tendem a ser mais magras que indivíduos que têm menores quantidades desse tipo de gordura. “Quando sentimos frio, primeiro ativamos a nossa gordura marrom, porque ela queima energia e emite calor para nos proteger. Quando essa energia é insuficiente, o músculo se contrai mecanicamente, ou treme, gerando calor”, escreveu no artigo o coordenador do estudo, o cientista australiano Paul Lee, do Instituto de Pesquisas Médicas Garvan, em Sydney. Os cientistas estimam que 50g de gordura branca armazenem 300 calorias no corpo, ao passo que 50g de gordura marrom queimem 300 calorias.
Comentar
Compartilhe
Sobreviveu 1 ano Tomando Sua Própria Urina, Água de Chuva e Sangue de Pássaros
05/02/2014 | 17h27
governo de El Salvador espera ter de volta ao país em breve o pescador José Salvador Alvarenga, que ficou à deriva por mais de um ano no oceano Pacífico e cuja família acreditava que estivesse morto porque não sabia de seu paradeiro há oito anos, afirmou a chancelaria do país centro-americano. Alvarenga, de 37 anos, reapareceu na semana passada em um recife das Ilhas Marshall e foi transferido na terça-feira (4) para Majuro, capital do país no Pacífico Sul. Ele recebeu alta de um hospital e foi levado para um alojamento temporário até que possa ser repatriado para El Salvador. Em Gaita Palmera, cidade onde vive sua mãe a 102 km da capital, o clima é de apreensão e espera pela chegada do famoso morador. Em entrevistas à emissoras de TV locais, a mãe de Alvarenga, Maria Julia Alvarenga, falou que espera pelo filho em casa. Na terça-feira (4), mãe e filho falaram pelo telefone. O pescador disse à mãe que foi a esperança de reencontrar a família que o manteve vivo. Ele também afirmou que acreditava que ficaria louco, após tanto tempo à deriva, e que sobreviveu, segundo ele, comendo pássaros e tartarugas, tomando sua própria urina, água de chuva e sangue das aves. Já seus pais, que vivem em El Salvador, temeram seriamente por sua vida. "Não sabíamos o paradeiro de nosso filho. Há oito anos não tínhamos notícias dele. Nós aqui pensávamos que estava morto. Graças a meu Deus está vivo e nos reencontraremos muito em breve", desabafou a mãe do pescador, María Julia Alvarenga, de 59 anos, ao jornal 'El Mundo'. "Graças a Deus está vivo. Estamos muito felizes. Só quero tê-lo aqui conosco", acrescentou sua mãe.
Comentar
Compartilhe
Jovens à procura de anabolizantes encontram a morte
03/02/2014 | 13h40
Os anabolizantes pertencem a um grupo de drogas que tem indicação muito precisa na medicina. Infelizmente, nas últimas décadas, passaram a ser utilizados por rapazes e moças interessados em esculpir uma forma física que obedece a padrões rígidos ditados pela moda. O uso indiscriminado e sem controle médico dessas substâncias tem gerado problemas graves de saúde, morte inclusive, em gente muito jovem. Grande parte dessas drogas é vendida nas academias e entra no Brasil de maneira ilícita, sem que se saiba exatamente de onde vêm nem como são fabricadas. Na pressa de conseguir o efeito desejado, muitos a utilizam em doses absurdamente altas que interferem no equilíbrio geral do organismo. Por falta de informação ou apesar dela, os jovens continuam correndo atrás dos anabolizantes cuja comercialização transformou-se numa atividade clandestina e muito lucrativa.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marco Barcelos

[email protected]