Mário de Andrade dá o tom do show de abertura da Flip
24/06/2015 | 11h53
flip logo 15 [caption id="" align="alignleft" width="296"] Luís Perequê (foto de André Conti)[/caption] Intitulado “Música na Praça”, o show de abertura da Flip 2015 reúne Luís Perequê, o grupo cirandeiro Os Caiçaras e a cantora Dani Lasalvia, voltados para a arte popular -- tema recorrente na obra do homenageado Mário de Andrade (1893-1945). O autor e musicólogo foi um desbravador da música popular de raiz do Brasil, apontando suas pesquisas para ritmos indígenas, músicas africanas, acalantos, ranchos, modinhas, cirandas. O show, gratuito, acontece ao lado da Igreja Matriz, na quarta-feira (1º de julho), às 21h30, após a sessão de abertura da festa literária. Apresentando canções de sua autoria, Luís Perequê abre a noite. Na sequência, uma convidada do artista caiçara ganha a Tenda da Flipinha, a cantora Dani Lasalvia – que interpreta algumas das canções coletadas por Mário. A ciranda, que o escritor modernista chamou de “dança dramática”, estará representada pelo grupo Os Caiçaras. Programação da FlipMais é totalmente gratuita A programação da Flip transborda os limites da Tenda dos Autores e se espalha pela cidade. Marcadas pela diversidade, as atividades da FlipMais combinam literatura, cinema, teatro, arquitetura, artes plásticas e políticas públicas, que ocupam a Casa da Cultura de Paraty e, pela primeira vez, a Capela Nossa Senhora das Dores, a Capelinha – tudo com entrada gratuita. Debates sobre preço fixo do livro e produção de poesia, além de espetáculos que trazem para cena o feminismo e a linguagem contemporânea do circo, compõem a grade da FlipMais. Confira a programação completa aqui.
ascom([email protected])
 
Comentar
Compartilhe
Mário de Andrade na Flip 2015
18/01/2015 | 08h22
Mário de Andrade, um dos principais nomes do Modernismo do Brasil, poeta, escritor e crítico literário será o homenageado da Flip 2015, a Festa Literária Internacional de Paraty. O anúncio foi feito pela organização do evento na última sexta-feira (16). Nos 70 anos da morte do autor paulista, ele será objeto da conferência de abertura, de mesas na programação principal e na FlipMais, e também de uma exposição. “Mário é um autor para o Brasil do século 21, com vida e obra a serem redescobertas, rediscutidas, postas em debate", diz o curador do evento, o jornalista e editor Paulo Werneck. Mário foi um dos pioneiros da poesia moderna no Brasil. O autor de 'Paulicéia desvairada', livro considerado marco do modernismo brasileiro, formava o "Grupo dos Cinco", ao lado de Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Menotti del Picchia e Oswald de Andrade. O grupo foi responsável por organizar a Semana de Arte Moderna de 1922. A Flip, em sua 13ª edição, manterá a gratuidade no show de abertura e nos telões externos. Considerada a maior festa literária do país, acontecerá entre os dias 1° e 5 de julho. [caption id="attachment_8655" align="aligncenter" width="620"]mario_de_andrande_por_lasar_segall Mário de Andrade em tela de Lasar Segall[/caption]  
Comentar
Compartilhe