Bateu o motor
21/01/2016 | 09h17
FullSizeRender(36) Charge publicada no jornal Folha de São Paulo
Comentar
Compartilhe
Previsões fantasmagóricas
30/12/2015 | 09h30
Videntes, adivinhos, cartomantes, profetas. Agora é tempo deles. Quiçá as pitonisas nos falassem de amanhãs mais brandos... [caption id="attachment_9521" align="aligncenter" width="546"]FullSizeRender(33) Charge do Amarildo, publicada ontem (29) no jornal O Globo[/caption]
Comentar
Compartilhe
Feliz Natal Carlinhos!
24/12/2015 | 07h03
Um dia, guardarei grata memória da lida neste blog. Até aqui foram cinco anos de frutífera troca. Construimos respeito. Fiz amigos. Do leitor, recebi o retorno: cobrança e incentivo. Dos que me acompanham, sem querer melindrar qualquer pessoa, o Carlinhos é o número UM. Imbatível no destemor ao criticar a elite política que usa o eleitor como um objeto desprezível para se aboletar nos poderes da república. Presente em todos os momentos deste blog, com uma palavra humilde e colaborativa. Não o conheço pessoalmente e, no entanto, por ele nutro afeição. Na pessoa dele, faço meus votos aos demais leitores amigos. Um Feliz Natal junto aos seus!! Mesmo com retrocessos, manobras, carestia, escândalos, rebaixamentos, estagflação, uma pausa para festejar a VIDA! Queria publicar uma imagem representativa do Natal do brasileiro, escolhi a charge abaixo, fala por si. [caption id="attachment_9513" align="aligncenter" width="640"]FullSizeRender(32) Publicada, hoje (24), no jornal Folha de São Paulo[/caption]
Comentar
Compartilhe
Caroço de manga
17/12/2015 | 12h06
Há meses acompanhamos os capítulos da cruzada nacional contra o deputado federal Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara. Transformou-se no inimigo número um do brasileiro. Encarnou todas as mazelas inscritas na imagem que a população faz do político dos dias de hoje. É típico da nossa cultura personificar o mal. Passo seguinte: odiá-lo. Parece que assim exorcizamos das nossas vidas tudo aquilo que sabemos ser trabalhoso corrigir. É aquele toque de varinha mágica que no fundo desejaríamos real. Agora, esta novela se aproxima do fim e, na vida real outros surgirão para nos atazanar. [caption id="attachment_9509" align="aligncenter" width="534"]FullSizeRender(30) Charge, publicada no dia 11 de dezembro de 2015, na Folha de São Paulo[/caption]    
Comentar
Compartilhe
Mais um rebaixamento, o que diz o brasileiro
16/12/2015 | 03h11

Com reprovação de 70% da população brasileira, segundo pesquisa do Ibope divulgada ontem (15), o Governo Dilma recebe o segundo rebaixamento nesta quarta-feira (16). A agência de classificação de risco Fitch rebaixou a nota do Brasil, tirou o grau de investimento do país.

Pelos dados levantados da pesquisa Ibope são estes os percentuais de avaliação dos eleitores ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT):
- Ótimo/bom: 9% - Regular: 20% - Ruim/péssimo: 70% - Não sabe: 1% O Ibope também ouviu a opinião dos eleitores por área de atuação do governo. São essas as respostas: Combate à fome e à pobreza Aprovam: 27% Desaprovam: 71% Não souberam/Não responderam: 2% Educação Aprovam: 22% Desaprovam: 76% Não souberam/Não responderam: 2% Meio Ambiente Aprovam: 21% Desaprovam: 74% Não souberam/Não responderam:  5% Saúde Aprovam: 14% Desaprovam: 85% Não souberam/Não responderam:  1% Segurança Pública Aprovam: 13% Desaprovam: 85% Não souberam/Não responderam: 2% Combate à inflação Aprovam: 12% Desaprovam: 85% Não souberam/Não responderam: 3% Combate ao desemprego Aprovam: 12% Desaprovam: 87% Não souberam/Não responderam: 1% Taxa de juros Aprovam: 7% Desaprovam: 91% Não souberam/Não responderam: 2% Impostos Aprovam: 7% Desaprovam: 91% Não souberam/Não responderam: 2% [caption id="" align="aligncenter" width="542"] Charge do Laerte, publicada ontem (15), no jornal Folha de São Paulo[/caption]
Comentar
Compartilhe
Quem teria vazado a carta do Temer?
08/12/2015 | 02h32
Pelo andar da carruagem, ou melhor, pelo azedume da relação entre o vice-presidente Michel Temer (PMDB) e a presidente Dilma Rousseff (PT), o vazamento da carta pessoal do Temer para Dilma é só mais um episódio. Soou falsa, bem forçada,  a declaração recente da presidente de que não desconfiaria "nem um milímetro" do seu vice. Era melhor nada ter dito. Tapar o sol com a peneira é direito não facultado a quem exerce o cargo máximo da nação. E, sendo assim, a criatividade mais uma vez toma conta das redes.... FullSizeRender(19) FullSizeRender(20) Ps. Quem quiser ler a íntegra da carta do Temer que vazou, leia aqui.    
Comentar
Compartilhe
Impeachment X não impeachment
07/12/2015 | 06h46
[caption id="attachment_9470" align="aligncenter" width="548"]FullSizeRender(18) Publicada no jornal Folha de São Paulo, hoje (07).[/caption]
Comentar
Compartilhe
DA PESADA
25/11/2015 | 10h03
bancada psicopataPublicada no dia 23/11, jornal Folha de São Paulo
Comentar
Compartilhe
'Charlie Hebdo' e os atentados terroristas
18/11/2015 | 12h50
[caption id="" align="aligncenter" width="400"]Capa da edição que vai às bancas nesta quarta-feira (18) do semanário satírico francês "Charlie Hebdo" "Eles têm armas. Eles que se f..., nós temos champagne!"[/caption] O jornal satírico "Charlie Hebdo", alvo do ataque terrorista que dizimou a redação em 7 de janeiro de 2015, vai às bancas hoje, quarta-feira (18) e faz uma provocação direta aos terroristas na capa do especial sobre os atentados que mataram 129 pessoas em Paris, na última sexta-feira (13). A capa, assinada pela desenhista Coco, mostra um homem em atitude festiva, garrafa e taça de champanhe na mão, com o corpo repleto de buracos de bala por onde escapa o vinho espumoso, sobre o fundo vermelho. "Sem perceber, os parisienses em 2015 se transformaram nos londrinos dos anos 1940, determinados a não se render ao medo, não importa o que seja. É a única resposta que nós podemos mostrar aos terroristas", disse o cartunista Riss, atual editor-chefe da publicação. O desenho é uma referência direta aos ataques terroristas da semana passada: todos em lugares vinculados ao lazer, como a casa de shows Bataclan, o Stade de France e bares e restaurantes, que deixaram 129 mortos e 400 e tantos feridos. "Imaginávamos que aos atentados de janeiro se seguiriam outros. Esperávamos, resignados, que nos caísse sobre a cabeça, como um espada de Damocles", indica o desenhista e atual diretor da publicação, Riss, no editorial da revista que estará nas bancas. O diretor da publicação pediu que "não cedam, nem ao medo nem à resignação. É a única resposta possível". Em outra charge publicada no site da revista, Charlie Hebdo mostra três fantasmas com boinas pretas e baguetes, uma alusão ao modo de vida francês, com a frase: "Os franceses retornam à vida normal". A publicação se distingue por críticas aos extremismos religiosos de todo tipo e foi alvo dos ataques terroristas por ironizar em diversas edições o profeta Maomé. Após o atentado de janeiro, Charlie Hebdo retornou às bancas com uma capa em que Maomé aparecia chorando e a manchete "Tudo está perdoado". Na imagem, o profeta segurava um cartaz que reproduzia o slogan popularizado após essas ações, "Je suis Charlie".
Comentar
Compartilhe
HUMOR OU BLASFÊMIA?
08/11/2015 | 08h35
  A revista de humor francesa Charlie Hebdo enfrenta nova confusão com a reação furiosa de Moscou às recentes charges sobre o acidente com o avião russo. Putin as classificou de blasfêmia e exigiu desculpa formal do Estado francês. Peças e destroços de uma aeronave em queda livre e mesmo um passageiro caindo do céu e atingindo um combatente islâmico armado. Na legenda do desenho lê-se apenas : “Daesh: a aviação russa intensifica os seus bombardeios". É assim que pode ser descrita uma das ilustrações publicadas pelo jornal satírico “Charlie Hebdo” da quarta-feira passada (04), acerca do acidente com o Airbus russo que caiu no Sinai no qual morreram 224 pessoas. Todos indícios caminham por confirmar ter sido uma ação terrorista, no qual uma bomba interna teria explodido a certa altura. No segundo desenho (da direita), também um cenário do desastre nos fala dos “perigos das viagens russas de baixo custo" e mostra os destroços de um avião enquanto uma caveira diz que o melhor seria “ter viajado pela Air-Cocaína”, em referência ao aparelho recentemente interceptado no Líbano com carregamento da droga, supostamente destinado ao financiamento dos radicais islâmicos na Síria. 2015-11-06-cartoon.PNG O porta-voz do Presidente russo foi enfático: “Na nossa opinião, isto tem um nome: blasfêmia. Não tem nada que ver com a democracia, nem com a liberdade de expressão”, disse aos jornalistas Dmitir Peskov. Depois do atentado sofrido em sua própria redação, do qual resultaram 12 mortos, para o jornal, esta é apenas mais uma das tantas polêmicas às suas edições, cujo teor ascende inúmeras discussões sobre a liberdade de expressão e os seus limites.
fonte. Le Figaro
Comentar
Compartilhe
Próximo >
Sobre o autor

Luciana Portinho

[email protected]