Alguém viu???
30/09/2014 | 11h29
Leio pra lá e pra cá. Leio pra aqui e pra acolá.....

Alguém viu o brejo por aí?!

 

[caption id="attachment_8502" align="aligncenter" width="615" caption="Cavalo deitado na carcaça do Rio Paraíba do Sul"][/caption]
Comentar
Compartilhe
O passado condena
28/09/2014 | 21h28
Opinião de uma leitora da cidade do Rio de Janeiro ao blog.
"O Garotinho é mal exemplo: tem o orgulho de fazer errado e ficar impune. Jamais será um bom nome no combate violência, porque essa realidade já foi vista quando Garotinho e sua mulher forma governadores e a população morria com balas perdidas dos morros nos Rio, tinham que dar ré em túneis par fugir de arrastões nos túneis. É um absurdo propor a volta do Garotinho para governador"! Para uma maior ilustração ao comentário acima, do blog do jornalista Mario Magalhães, ver íntegra artigo aqui. "Com esse desempenho, por que Garotinho só se elegeria em um cenário muito pouco provável, como um confronto de segundo turno com Pezão, apadrinhado pelo desgastado governador Sérgio Cabral? Porque a rejeição ao atual deputado é imensa, como demonstrarão futuras sondagens que incluam esse item em seus questionários. Ela decorre sobretudo da reta final do governo Rosinha, em que o caos tomou o Estado. É verdade que o casal elegeu seu candidato em 2006, mas Sérgio Cabral só vingou ao descolar sua imagem da dos aliados em baixa. Quando Geraldo Alckmin abriu a campanha para o segundo turno presidencial, em 2006, anunciando a parceria com Garotinho, liquidou com suas pretensões, inclusive no Rio de Janeiro. Quatro anos antes, Garotinho amealhara fabulosos 18% dos votos para o Planalto. Foi perdendo eleitores, a despeito do prestígio entre brasileiros evangélicos como ele. Todo analista minimamente familiarizado com a política do Rio conhece essa realidade. Por isso, nas infindas tratativas de PMDB, PT e PRB sobre a sucessão no Estado, Garotinho virou um espantalho. Ninguém acredita que ele tenha vigor para triunfar, mas seu nome é evocado como espectro: “Olha aí, se a gente não se acertar, o Garotinho vai voltar…”. Nos últimos tempos, graças à atuação na Câmara e à presença no rádio, Garotinho recuperou alguma influência. Mas nada que pareça capaz de reverter a convicção da maioria dos eleitores de que, com ele e Rosinha, o Estado regressaria à balbúrdia de 2006".
Comentar
Compartilhe
Quer tudo menos trabalhar
28/09/2014 | 14h32
Do jornal O Globo, edição de hoje (28/09), vem a notícia que todo ser que habita Campos está careca de saber. Entre ser "Primeira Dama" ou trabalhar para a população que a conduziu ao cargo de prefeita, ela prefere o primeira opção. Resta, então, a pergunta que não quer calar: por que tanto pouco caso com Campos? Se a corte da capital a seduz com seus salamaleques, ao menos que tivesse a seriedade e se licenciasse formalmente do cargo, para tocar o seu projeto de vida privado. Ou não confia em seu vice, o Dr. Chico Oliveira? E o TRE-RJ, vai deixar assim? "O deputado manterá sua família no reforço de campanha. A filha e deputada estadual, Clarissa Garotinho (PR), que tenta uma vaga no Congresso, cumprirá agendas que Garotinho não puder comparecer, enquanto sua mulher, a prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho, vai intensificar sua presença na Baixada Fluminense, assim como o seu filho Wladimir". [caption id="attachment_8487" align="aligncenter" width="600" caption="Ft. O Dia"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
Lá e cá: Dilma e Rosinha
22/09/2014 | 22h32
  O novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, assumirá nesta noite ( 22/09), a Presidência da República no lugar da presidente Dilma Rousseff. Ela embarca para Nova York quando discursará na Cúpula do Clima, nessa terça, 23, e participará da abertura da Assembleia Geral da ONU, na quarta-feira. (Agência Estado)   Diferentemente em Campos,  a prefeita Rosinha Garotinho, entrou de mala e cuia na campanha eleitoral do marido que é candidato ao governo. Partiu para o Rio de Janeiro, onde é constantemente fotografada em atividades eleitorais particulares e não se licenciou do cargo público para o qual foi eleita. (gazetalitoral.blogspot.com)
Comentar
Compartilhe
Em Macaé
22/09/2014 | 13h46
 

Comentar
Compartilhe
TORRESMO E SANTINHOS DO GAROTINHO PARA ITAPERUNA
21/09/2014 | 10h21
Nesta sexta-feira passada (19/09), o caso da gráfica campista PH Gomes Editora Ltda, leia-se jornal O Diário, ocupou o noticiário nacional. Mais um dos sucessivos escândalos eleitorais realizado à favor da candidatura do marido da prefeita Rosinha. O destino da carga supostamente ilegal? A cidade vizinha de Itaperuna, ou melhor, a candidatura a deputado estadual do Jair Bittencourt (PR). A carga de quase um milhão de "santinhos", descoberta pelos fiscais do TRE-RJ,  seguiria escondida por sacos de torresmo. Parte da carga ia em um veículo com placa de São José do Ubá, Noroeste Fluminense.  O carro estava adesivado com material de Garotinho e do seu parceiro o Jair Bittencourt, braço do candidato a governador em Itaperuna e redondezas. O motorista da caminhonete, ao ser indagado pelos fiscais do TRE ao sair da gráfica, qual tipo de carga o mesmo transportava, respondeu: "torresmo". (ver aqui) Os fiscais do TRE-RJ avaliam em milhões o material de propaganda já impresso na mesma gráfica que ato contínuo foi lacrada. Não foi entregue, na ocasião, o registro da ordem de serviço, a tiragem, nem emissão de notas fiscais.(ver aqui) Aos olhos da Justiça Eleitoral e da população, uma heresia. Pelas palavras do marido da prefeita Rosinha, "Não vai dar em nada", como afirmou em referência a outra ação similar anterior, a do fechamento do Centro Cultural Anthony Garotinho (CCAG), que supostamente distribuía 'kits' nada culturais às gestantes em pleno período eleitoral (ver aqui). [caption id="attachment_8467" align="aligncenter" width="620" caption="Ft. O Globo"][/caption] [caption id="attachment_8468" align="aligncenter" width="620" caption="Ft. Blog do Bastos"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
Indecisos fazem a festa dos compradores de voto
20/09/2014 | 21h03
Faltam somente 14 dias das eleições e sete em cada dez eleitores não sabem em quem votar para deputado, dado da última pesquisa do Datafolha, divulgada mídia nos últimos dias. Pela pesquisa, entre os que têm de 16 a 24 anos, 80% ainda não escolheram candidato a deputado federal. Para os candidatos a deputado estadual, a maior taxa de indecisos está entre os que têm ensino fundamental: 75%.

O momento é ideal para os oportunistas que querem macular o processo eleitoral. Sabemos que em Campos, vaca voa! Mais do que nunca é preciso ficar de olho bem aberto à qualquer movimentação estranha. Na dúvida, denuncie ao TRE!  Para denunciar, basta telefonar para o Disque-Denúncia (21.2253-1177) ou preencher o formulário em www.tre-rj.jus.br/site/fale_conosco/clique_denuncia/clique_denuncia.jsp. Todas as reclamações serão redirecionadas para a coordenadoria de fiscalização da propaganda eleitoral do TRE-RJ, informa o tribunal.

Sobre o assunto, leia o Blog do Bastos, aqui.

Comentar
Compartilhe
O MACACO BEM INFORMADO
11/09/2014 | 04h15

Há dois anos atrás, postei no blog,  uma poesia do Carlos Drummond de Andrade com esse nome. Foi por ocasião da 10ª edição da Feira Literária Internacional de Paraty – FLIP. Drummond era, então,  o homenageado.

Hoje, sem querer, topei com ela de novo. E é perfeita para o momento da vida em Campos. O macaco é bem informado. O macaco está inconformado. O macaco está revoltado. O macaco está vacinado. O macaco está pensativo.

Também pudera: enquanto a educação oferecida às crianças campistas é a antepenúltima pior do Estado do Rio, a maioria dos vereadores silenciam sobre o assunto, optam por passar um dia divagando sobre a relevância do Dia da Independência. Enquanto isso, falta leite especial na farmácia da secretaria Municipal de Saúde e a prefeita abandona o seu mandato para ficar girando na capital em busca de votos para o marido e a filha.

Vejam que graça de poesia. Bom dia!

_O MACACO BEM INFORMADO Carlos Drummond de Andrade                            Indaga a este macaco teu passado e ele dirá o certo e o imaginado. O que te aconteceu na estranha lura jamais vista de humana criatura foi delírio ou concreta realidade, visão inteira ou só pela metade? Como aferir, em cada ser, a parte que tem raiz numa insondável arte (de Deus ou do Tinhoso) que transforma o banal em sublime, o sonho em norma? Tudo isto e muito mais, por um pataco saberás, consultando este macaco.
Comentar
Compartilhe
Mais um suposto "crime" eleitoral em Campos?!
10/09/2014 | 00h15
Ontem, 09/09, recebi de uma leitora (servidora pública municipal) denúncia, daquelas que confirmada, é grave. Cai como uma bomba! A cidadã campista (por motivos óbvios) me pediu sigilo quanto ao seu nome. Aos fatos. A mesma é lotada em uma secretaria municipal: trabalha no Centro Administrativo da Prefeitura de Campos, mais conhecido como Cesec. Tentou acessar por mera curiosidade, de um computador naquele que é seu ambiente de trabalho, às 15.17h (como demonstrado no canto direito da foto, tirada por ela), o site do candidato a deputado federal, Dr.Makhoul. Estranhamente o site do Dr. Makhoul está com o acesso bloqueado (censurado?) a todos os servidores lotados no Cesec. Mais estranhamente, o site da candidata à deputada federal Clarissa Garotinho está liberado para acessos aos servidores lotados em secretarias do Cesec. Todos sabem que D. Makhoul é um candidato de oposição ao governo da senhora prefeita Rosinha Garotinho. Todos sabem que a candidata Clarissa Garotinho é filha da prefeita Rosinha Garotinho. É um abusivo uso do poder econômico, ou seja, manipulação da "máquina" municipal com claro propósito em favorecer a candidatura da filha da prefeita? Ou, esta blogueira está a ver miragens? Abaixo, a fotografia reveladora. Avaliem com seus próprios olhos e raciocínio, e digam.

Comentar
Compartilhe
Do Facebook para o blog
07/09/2014 | 07h53
IDEB DE CAMPOS: A HISTÓRIA DE UM VEXAME NACIONAL. É mesmo inacreditável que Campos, com tamanha tradição cultural, tenha chegado ao pífio posto de antepenúltimo lugar na classificação do Ideb no Estado do Rio. Nos colocaram no 88º do ranking da educação fluminense. E isso sem contar que somos o maior produtor de petróleo, a maior arrecadação de royalties. Sem contar que no ano de 2014, recebemos R$ 170 milhões, do governo federal (através do Fundeb). Sem contar que a prefeita Rosinha Garotinho (há seis anos no governo) "prometeu" tirar Campos dessa situação de calamidade na Educação. Nada foi feito! Nada, nada justifica.  #DrMakhoul1309Federal #DiferenteDeTudo #EducaçãoParaTodos #ValorizaçãoDosProfissionaisDaEducação Curta nossa página: www.facebook.com.br/drmakhoul
Comentar
Compartilhe
Das imobilidades do campista
06/09/2014 | 01h52
No deslocamento urbano cotidiano.

E....

No Ideb, quando nos arrastamos com tremendo sacrifício do último para o antepenúltimo município colocado no Estado do Rio de Janeiro. Ufa!
Comentar
Compartilhe
Reflexões do dia
05/09/2014 | 10h34
Em Campos Abrir buraco é mole, fechar buraco é duro. Cercar de tapume é rapidinho, iniciar a obra custa. Concluir, são outros 500.  
Comentar
Compartilhe
"PRA FRENTE BRASIL"
02/09/2014 | 20h00
É o filme que apresento amanhã (quarta-feira - 3/09), às 19h, no Cine Clube Goitacá. O filme é um dos quatro que integram o ciclo intitulado 'Golpe'. Convido a todos, é bem interessante. O Cine Clube fica no  Ed. Medical Center - Rua 13 de Maio,286, sala 507. Nos encontramos por lá!

"Uma viagem desagradável a um passado bem conhecido. Assim foi novamente assistir ao filme “Pra Frente Brasil” de Roberto Farias, Prêmio do Festival de Gramado, em 1982. Com música de Egberto Gismonti e, Reginaldo Faria, Natália do Valle, Antônio Fagundes e Elizabeth Savalla, no elenco. Retornamos à realidade brasileira de 44 anos atrás. Era 1970, anos de chumbo e do milagre econômico. O Brasil eufórico com a Copa do Mundo sendo disputada no México, onde fomos Tricampeões. Tempo do infame bordão “Brasil, ame-o ou deixe-o”, do General Médici, dos 70 milhões em ação, salve a Seleção. Ainda que tenha sido lançado em 1982, ou seja, depois da Anistia, portanto, da “Abertura, Lenta e Gradual” do último milico no poder, o General Figueiredo; nem a volta dos exilados políticos, nem as eleições gerais, nem o fim do imposto bipartidarismo, foram capazes de impedir que no dia seguinte ao seu lançamento, o filme tenha sido proibido de circular em território nacional, curto e grosso: censurado. A trama começa simples. Jofre Godoi da Fonseca é um cidadão apolítico de classe média. É casado com Marta, tem dois filhos. Miguel, seu irmão, também um cidadão comum, apesar de amar Mariana, uma guerrilheira de esquerda. Quando Jofre divide um táxi com um militante de esquerda, é tido como "perigoso subversivo" pelos órgãos de repressão. É ilegalmente preso, desaparece para ser submetido a sucessivas sessões de tortura. Daí em diante, na tentativa de encontrá-lo, Miguel e Marta encaram todo tipo de intimidação; se surpreendem ao descobrir a relação entre a repressão política e empresários que a patrocinam. Para os órgãos de repressão do regime militar, os dois (e todos os que com eles se relacionam) passam a ser ‘colaboradores comunistas’. O final é dramático. Incomoda".  Luciana Portinho
Comentar
Compartilhe
DO CANAVIAL AO PORTO
01/09/2014 | 17h32
   
Comentar
Compartilhe