O MEU VOTO
29/07/2014 | 08h41
Amigos,
Quem de perto me acompanha pode já ter percebido a minha opção para as eleições próximas. Apesar de a prática política ter descido ladeira abaixo, no conceito de todos nós, preservo a convicção de que alguém a faz, portanto, não me esquivo de fazer as minhas escolhas em um cenário possível. Declaro meu apoio, com segurança de que não me frustrarei, a Dr.Makhoul, candidato a deputado federal, n° 1309. Em Campos e nas regiões norte e noroeste fluminenses é pessoa mais do que conhecida, por sua postura reta e direta, por sua folha de serviços prestados na área da Saúde há décadas, como médico humanitário que é. Um homem simples e direito que se recusa a engrossar as fileiras da hipocrisia nacional. Se recusa a comprar voto para poder garantir a independência do mandato. Se recusa a maracutaias que garantam uma eleição fácil.
Partilhamos da idéia de que a brutal desigualdade social no Brasil é o nosso Calcanhar de Aquiles; de que a coisa pública deva ser administrada com racionalidade nos métodos e justica social nos propósitos; de que a Educação é única porta capaz de nos alavancar ao futuro; de que a Cultura não é bem exclusivo de uns poucos. Com essa postura, Dr. Makhoul, vai para o risco assim como nós vamos, no dia a dia das nossas vidas. Quem se dispor a somar, será mais do que bem-vindo!
Comentar
Compartilhe
CAIXA PRETA: aberta ou lacrada, a gente faz conta
22/07/2014 | 21h22
  E a terceirização de mão de obra na prefeitura de Campos, ganha mais uma página na justiça. Dessa vez, em decisão provisória da desembargadora Maria Regina Nova, do Tribunal de Justiça,  a ação da 2ª Vara Cível da Comarca de Campos, que obrigava a Prefeitura a prestar os esclarecimentos sobre terceirizados, nomeados e contratados foi derrubada. Isso vale até o julgamento final do recurso, ou seja, definitivamente ainda não sabemos se a prefeitura será ou não obrigada a atuar com transparência, quando o assunto é contratações mil.  A informação é do advogado Cléber Tinoco, postada em rede social, e divulgada no blog Na Curva do Rio da jornalista Suzy Monteiro, ver aqui. Sobre o assunto que tanto arrepio traz  à PMCG, fizemos um post, ver aqui. Conta básica: Considerando um salário médio per capita de mil reais, se já foram gastos (licitações publicadas) até a metade de 2014, R$ 120 milhões, que divididos por 12 meses, nos dariam  não menos do que 10.000 terceirizados, só desses contratos licitados. E aqui, na planície,  se reinventou o conceito do intelectual e revolucionário alemão do século XX, Karl Marx, o famoso "Exército de Reserva de Mão de Obra" que aqui cumpre finalidade bem diversa da pensada pelo genial pensador.      
Comentar
Compartilhe
Lindberg em Campos e no Site Ururau
18/07/2014 | 08h01
Com previsão de chegada hoje (18), às 9h no aeroporto, concentração na Rodoviária Jorge Silveira às 10h, o candidato ao governo do estado, Lindberg (PT), fará uma caminhada pelo Centro, depois concede entrevista ao vivo no Site Ururau - chat de 1h10 a partir das 13h, com perguntas e interação com a população -  de lá partirá para São Francisco de Itabapoana (caminhada pelo Centro), retornando direto ao aeroporto de Campos. Leia a integra da matéria aqui.

Comentar
Compartilhe
Solar dos Airizes: alívio e preocupação
14/07/2014 | 12h22
É como fico com a notícia veiculada ontem, (13/07),  na Folha da Manhã, sobre a venda do Solar dos Airizes.  O novo dono, segundo informação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), é uma empresa particular, a Vittek Participações e Empreendimentos. O proprietário anterior Nelson Lamego, disse à reportagem que o imóvel foi adquirido por uma empresa do Paraná, responsável pela construção de condomínios residenciais. [caption id="attachment_8324" align="aligncenter" width="500" caption="Foto. Hellen de Souza, Folha da Manhã"][/caption] O Solar dos Airizes, é uma das pérolas do patrimônio histórico regional. Era motivo de aflição para todos os que se interessam por preservar a história arquitetônica e cultural da região norte fluminense. Está localizado à margem da BR-356, (Campos – São João da Barra), a 6km da cidade, na localidade de Martins Lage, lado direito do rio Paraíba. Foi construída, no início do século XIX,  pelo Comendador Claudio de Couto e Souza, toda em esteios de madeira de lei e tijolos. Edificação característica dos imensos sobrados da região; dois andares, 60 metros de fachada. Até 1896,  nos fundos havia um engenho que foi demolido. Estive por duas vezes em seu interior com sérios problemas estruturais, risco de desabamento que se agrava a cada dia. Possui uma das capelas mais "femininas" que visitei. Linda. É minha esperança que passe urgentemente por uma restauração e que obtenha nova função social. É minha preocupação que de fato venha ter, afinal as obras não são de pequena monta, requerem projeto adequado e recursos financeiros. Não poderia deixar de expressar o meu absoluto desconcerto face à inapetência da prefeitura de Campos, e mesmo do governo do estado do Rio, em não ter feito a aquisição, restauração e instalação de um Museu (ou Centro Cultural) público municipal ou estadual. Como patrimônio histórico nacional, enfim, continuamos de olho. Boa vida ao Solar dos Airizes!!  
Comentar
Compartilhe
Ó ele aqui!
13/07/2014 | 01h57
Das redes sociais para os meus estimados leitores. Um abraço domingueiro!  
Comentar
Compartilhe
Governo incompentente
11/07/2014 | 18h22
Ontem, quinta-feira (10/07), depois de uma chuva forte, a cidade de Campos muito rapidamente se transformou em uma pocilga. Eram mais ou menos 19h15 e o transito que já tinha estado a semana inteira insuportável, se transformou em caos na vida do campista. Por todo canto o que se viu foi a preocupação estampada na expressão da população com as ruas e os carros alagados. Até mesmo ambulâncias que transportavam pacientes ficaram sem poder trafegar. Pessoas atravessavam com água na cintura em alguns locais, como por exemplo, perto do cruzamento entre as ruas Rocha Leão e Conselheiro Thomás Coelho. Congestionamentos extensos se formaram por toda a área urbana da cidade. E até um dos corredores do maior hospital da região, o Hospital Municipal Ferreira Machado, ficou com água, em flagrante registrado por um leitor da Folha da Manhã. Hoje, acordei com o sentimento do quanto é desprezível, ridícula a forma de administrar da prefeitura. Nada funciona como deveria. Nada. Nenhum setor da administração é modelo de uma gestão pública preocupada com o bem estar do cidadão.  A cidade cresceu, a demanda por serviços públicos tornou-se mais complexa e a contrapartida do poder público é pífia. Está preso a um modo de tocar a máquina pública de 30 anos, 40 anos atrás. Nem vamos aqui entrar em detalhes, basta andar pelo município e ouvir o sentimento de insatisfação latente no peito de cada um. Não à toa assistimos o MPE se transformar, a todo o momento,  em desaguadouro de toda e qualquer questão relacionada à prefeitura de Campos. Dos concursos, às ambulâncias fantasmas, aos ônibus caquéticos, à cultura, às escolas, à falta de transparência, tudo desfila por lá. *fotografias da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
A estapafúrdia estrutura
09/07/2014 | 19h02
Dizem que gosto não se discute. Concordo quando se trata de um gosto individual referente à vida privada de qualquer um. Uns gostam da cor preta, outros da branca. Uns gostam de calor, outros de frio. Outros adoram comer nata e outros detestam. Uns gostam de montanha, outros de praia... Em se tratando do espaço público, de obras públicas executadas com nossos recursos, mais, de obras que envolvam altas somas, creio que nesses casos o “gosto” está inevitavelmente em discussão. É o caso da Cidade da Criança que a prefeitura de Campos, constrói no Parque Alzira Vargas, pelo valor de R$ 10, 5 milhões, segundo declaração do secretário de Obras, Urbanismo e Infraestrutura, Edilson Peixoto, ao jornal Folha da Manhã, em outubro de 2013. Então, me pergunto, qual a foi mente criativa que sugeriu construir uma Cidade da Criança de inspiração medieval em plena planície goitacá, espaço terrestre no qual seus habitantes não possuem sequer uma referência histórica, geográfica ou estética com o período citado? Não poderiam ter optado por fontes de inspiração baseadas em nossa própria historia e cultura e delas criar o tal “espaço bem lúdico e feito especialmente para o universo infantil”? Apenas externo minha opinião.
Comentar
Compartilhe
Boa notícia para as regiões norte e noroeste
08/07/2014 | 14h58

Vejo a notícia da aprovação de mais um curso superior na Faculdade Redentor. Desta vez é para o campus de Itaperuna. Acaba de ser autorizado pelo MEC (Ministério da Educação) o curso de Licenciatura em Ciências Biológicas.

Bom lembrar que a Faculdade Redentor tem o melhor curso de Ciências Biológicas, segundo avaliação do próprio MEC.

A íntegra da matéria você lerá, no blog do jornalista Nino Bellieny, aqui.
Comentar
Compartilhe
Nova reclamação contra o Detran-RJ
07/07/2014 | 23h07

Parece que a situação no atendimento do Detran- RJ, não anda. Mais uma reclamação de leitor!

Hoje é dia 07 de julho. São 16:23. Após 11 ligações para o 08000204040, novamente sou informado de que “Não há vagas”, seja para a Comauto ou Shopping Estrada e sem previsão! A pérola, no entanto: “O Detran-RJ disponibiliza vagas diariamente para vistoria”! Isto deve ser algum tipo de piada de mau gosto com o proprietário de veículo! Está na hora do Ministério Público intervir, pois o cidadão tem o direito de querer exigir o que a Lei manda!
Comentar
Compartilhe
Mais uma de doer
07/07/2014 | 12h54
Se não bastassem os gastos da prefeitura de Campos com a terceirização de mão de obra que, em meio ano,  gira a quantia de R$ 120 milhões ( é muito milhão, para um país cujo o salário mínimo mensal não chega a 1 mil reais), criando empregos precários, sem nenhum planejamento, em afronta aos direitos garantidos pela Constituição Federal, ainda os terceirizados campistas são obrigados a se curvarem aos caprichos dos políticos locais. Aos fatos. Do Centro de Referência da Criança e Adolescente, situado na rua Barão de Miracema, chegam denúncias de que a diretora geral extrapola em seus poderes ao prejudicar os servidores terceirizados mais antigos em favor dos novos admitidos. Corre a boca pequena que a diretora, é indicação do vereador Papinha, não cumpriria horário  e tem sido ingrata com os servidores do Centro que se empenham para que a instituição funcione a contento - citam, como exemplo, o caso da bomba d´água quebrada, esta teria sido consertada com "uma vaquinha" feita por eles. Não tem sido clara a atitude da diretora. Os mais velhos, anteriores à nomeação dela, se sentem prejudicados: são tratados como objetos, sem nenhum direito garantido, como caso de alguns que eram contratados pela empresa Novo Rio e ganhavam R$ 1 mil e foram transferidos, sem nenhuma explicação, para a empresa Randstad para ganhar R$ 700,00. Até mesmo com assistentes administrativos o fato teria acontecido. Para agravar ainda mais, ao serem trocados de "firma", não estaria sendo dado baixa em suas carteiras de trabalho. Confuso o quadro. O clima está tenso.    
Comentar
Compartilhe
Mais uma reclamação de um leitor: Detran-RJ
01/07/2014 | 18h18
Oi, Luciana! Aproveitando o “Mural Democrático da Luciana”, mais uma reclamação. Desta vez é SOBRE O AGENDAMENTO PARA VISTORIA ANUAL DE VEÍCULOS NO DETRAN-RJ: Não se consegue agendar!!! Há algo errado no processo: 1- O usuário liga o 0800-0204040 2- Quando finalmente consegue ser atendido, até conseguir falar com a atendente, ouve-se uma gravação que levará entre 8 a 15 minutos!!! 3- Se você tentar falar com a atendente, para saber previamente se irá haver vaga, ela se recusará a atender, primeiro vai querer saber ‘placa do veículo e Renavan’! 4- Só então lhe dirá se tem ou não a vaga para agendar!!! 5- Se você é proprietário de um reboque a coisa ainda piora, porque pode ocorrer ter uma vaga, mas para levar o reboque presume-se que terá que levar o carro junto! Mas, pra atendente entender isso parece ser impossível! 6- Tenho ligado pelo menos 10 vezes por dia, não é possível conseguir marcar! Segundo um amigo meu, se eu for no “despachante”, vou conseguir! Será verdade? Creio que muitos leitores estão passando por esta dificuldade. Quem tem reboque, como conseguiria agendar, por exemplo, se tentar pelo site do Detran? Vai cair no mesmo problema, isto é, não há como vistoriar o reboque sem o carro, portanto, o agendamento tem que ser para ambos, mas, vai conseguir!
Comentar
Compartilhe
Reclamação de uma usuária da Rogil
01/07/2014 | 11h17
"Prezada Luciana: Aproveitando o espaço que você proporciona democraticamente, aqui vai um relato bem sério: Trata-se de um motorista da empresa de ônibus ROGIL, que faz a linha Rio-Preto x Campos. Tal motorista de nome Abel, está pondo em risco a vida dos passageiros! Ele quer ser mandado embora da empresa de ônibus, daí, está “aprontando”. Hoje, por exemplo,(ontem, dia 30/06)no ônibus do horário de 05:30 (em Rio Preto) ele colocou em risco a vida dos passageiros! Passava sem usar os freios, nos ‘quebra-molas’ e buracos; entrava nas curvas em velocidade perigosa, e a parte mais apavorante, é que vinha pela estrada “rebolando” o ônibus, dando a sensação que o mesmo iria “virar” de lado a qualquer momento! Os passageiros começavam a reclamar e aí mesmo que ele abusava, parecia um louco! E dizia para que “o pessoal reclamasse com a empresa, porque ele queria mesmo é ser demitido”. Ou a empresa Rogil toma alguma atitude, ou teremos brevemente uma tragédia que poderia ter sido evitada!"
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Luciana Portinho

[email protected]