RELACIONAMENTOS ESTRATÉGICOS
29/06/2012 | 17h47
Max Gehringer Existem cinco estágios em uma carreira. O primeiro estágio é aquele em que um funcionário precisa usar crachá, porque quase ninguém na empresa sabe o nome dele. No segundo estágio, o funcionário começa a ficar conhecido dentro da empresa e seu sobrenome passa a ser o nome do departamento em que  trabalha. Por exemplo, Heitor de contas a pagar. No terceiro estágio, o funcionário passa a ser conhecido fora da empresa e o nome da empresa se transforma em sobrenome. Heitor do banco tal. No quarto estágio, é acrescentado um título hierárquico ao nome dele: Heitor, diretor do banco tal. Finalmente, no quinto estágio, vem a distinção definitiva. Pessoas que mal conhecem o Heitor passam a se referir a ele como 'o meu amigo Heitor, diretor do banco tal'. Esse é o momento em que uma pessoa se torna, mesmo contra sua vontade, em 'amigo profissional'. Existem algumas diferenças entre um amigo que é amigo e um amigo profissional. Amigos que são amigos trocam sentimentos. Amigos profissionais trocam cartões de visita. Uma amizade dura para sempre. Uma amizade profissional é uma relação de curto prazo e dura apenas enquanto um estiver sendo útil ao outro. Amigos de verdade perguntam se podem ajudar. Amigos profissionais solicitam favores. Amigos de verdade estão no coração. Amigos profissionais estão em uma planilha. É bom ter uma penca de amigos profissionais. É isso que, hoje, chamamos networking, um círculo de relacionamentos puramente profissional. Mas é bom não confundir uma coisa com a outra. Amigos profissionais são necessários. Amigos de verdade, indispensáveis. Algum dia, e esse dia chega rápido, os únicos amigos com quem poderemos contar serão aqueles poucos que fizemos quando amizade era coisa de amadores. Max Gehringer, é administrador de empresas e autor de livros sobre gestão empresarial e carreiras. Foi colunista das revistas Você S.A., Exame e Vip, hoje escreve para a revista Época e Época Negócios.
Comentar
Compartilhe
O MACACO BEM INFORMADO
28/06/2012 | 17h45
[caption id="attachment_4164" align="alignright" width="300" caption="Ft. Google"][/caption] O MACACO BEM INFORMADO Carlos Drummond de Andrade Indaga a este macaco teu passado e ele dirá o certo e o imaginado. O que te aconteceu na estranha lura jamais vista de humana criatura foi delírio ou concreta realidade, visão inteira ou só pela metade? Como aferir, em cada ser, a parte que tem raiz numa insondável arte (de Deus ou do Tinhoso) que transforma o banal em sublime, o sonho em norma? Tudo isto e muito mais, por um pataco saberás, consultando este macaco. Carlos Drummond de Andrade, o homenageado da 10ª edição da Feira Literária Internacional de Paraty - FLIP - que começa na próxima quarta, 4 de julho.
Comentar
Compartilhe
BARBAS DE MOLHO
27/06/2012 | 20h04

Fiscais do TRE-RJ fecham centro social em Magé

Em cumprimento à determinação do juiz da 148ª zona eleitoral, Orlando Eliazaro Feitosa, fiscais do TRE-RJ lacraram o Centro Social Casa Azul, no bairro Parque Caçula, em Magé, na manhã desta quarta-feira, dia 27. De acordo com o chefe da equipe de fiscalização de propaganda no município, Wagner Rabello Jr., o estabelecimento seria vinculado a José Silva de Souza, o Zezinho Pereira, ex-secretário de serviços públicos de Magé e pré-candidato a vereador. Nos dias 16 de maio e 1º de junho, os fiscais do TRE-RJ já haviam cumprido mandados de busca e apreensão no centro social. Nas operações, foram apreendidos carrinhos para recolhimento de lixo, placas institucionais, lixeiras, mesas, cadeiras e material de construção. "A suspeita é de que esse material pertença à Prefeitura", afirmou o chefe da equipe de fiscalização. No centro social, que já fora fechado em outros anos eleitorais, os fiscais encontraram também cadernos com anotações sobre o transporte de eleitores para a emissão de títulos eleitorais, brinquedos novos embalados e convites para encontros entre Zezinho Pereira e o atual prefeito. As investigações começaram há cerca de dois meses, a partir de denúncias feitas ao Disque-Denúncia Eleitoral e ao próprio cartório eleitoral. * Noticia recebida via e-mail, do TRE-RJ.
Comentar
Compartilhe
A CASA DA MORTE
25/06/2012 | 20h55
Uma história macabra. Eu, Luciana, por obrigação moral, nesse espaço conto. Embora 41 anos tenham se passado, o terror é reavivado ao ontem ler a edição de O GLOBO  (domingo, 24/06, capa e página 3) sobre esse centro de tortura mantido pelo Estado brasileiro, na década de 70. De deixar qualquer ser normal enojado. Um único sobrevivente dos 22 que ‘oficialmente’ por lá passaram. Na realidade uma: Inês Etienne Romeu. Os outros 21 não resistiram às torturas dos agentes de informação do Exército (CIE). [caption id="attachment_4153" align="aligncenter" width="250" caption="Ft. Google"][/caption]

 

A casa ficava em Petrópolis, no dizer do regime militar de então, era um centro de convivência com cobras e jacarés, choques e estupros, afogamentos e atropelamentos. Chutes e cusparadas compunham os momentos de distensão. E um corpo médico, não para trazer os militantes de esquerda para a vida e sim para que suportassem nova carga do tratamento hediondo. Como agora informa um dos agentes que atuaram na casa, o tenente-coronel Paulo Malhães -  aos 74 anos e talvez com medo do julgamento final resolveu falar – os sustos eram aplicados. Que sustos? “O susto era sempre a morte”. A casa da morte existia para isso; convencer os presos políticos a colaborarem entregando seus companheiros, ou seja, cooptá-los por mal. Malhães, segundo o professor Rubem Aquino (autor do livro ‘Um tempo para não esquecer’, pode ser comparado ao Ustra Brilhante, um violento anticomunista que atuava em postos-chaves da repressão, “sempre à base da carnificina”. Por sua desenvolta bestialidade, Malhães foi incluído na lista do Grupo Tortura Nunca Mais “Elementos Envolvidos diretamente com Torturas”. Aos que ele atormentou e que foram dados como ‘mortos em combate’, se refere como medrosos e covardes. [caption id="attachment_4152" align="aligncenter" width="550" caption="Ft. Google"][/caption]

 

“O Corpo dela (da cobra) ao se deslocar, arranhou o meu; chegou a sangrar. Mas o maior trauma foi o cheiro que ela exalava, um fedor que custei a esquecer”. Depoimento de Danton Godinho, jornalista mineiro torturado.
Comentar
Compartilhe
Concorra a um iPod!
22/06/2012 | 20h11
Concurso lá do blog do jornalista Nino Bellieny. É colocar a cabeça para pensar; vai lá, http://bracosabertosnb.wordpress.com/2012/06/19/ganhe-um-ipod-basta-ter-criatividade-2/ CRIE UM NOME BEM MANEIRO PARA ESTE JOVEM E DESCOLADO BONECO DOS LABORATÓRIOS DE ANATOMIA DA FACULDADE REDENTOR E concorra a um iPod, presente da Begni I Store- Dia 7 de julho abrindo 1ª loja Apple em Campos-RJ: ParqueCentro 2º Piso- Uma comissão de notáveis vai escolher o nome mais bem bolado. Prazo de participação: 30/07/2012. Basta escrever aqui nos coments deste post, colocando também o seu email e nome completo. Boa Sorte! (NA IMAGEM , O BONECO ESTÁ COM UM iPhone, porém, o brinde é um iPOD. Em uma das próximas promos, quem sabe, teremos um iPhone?) [caption id="attachment_4146" align="aligncenter" width="487" caption="Ft. Nino Bellieny"][/caption]

 

http://bracosabertosnb.wordpress.com/2012/06/19/ganhe-um-ipod-basta-ter-criatividade-2/

Comentar
Compartilhe
Indigestão partidária
21/06/2012 | 09h17
Li ontem aqui no blog do colega Esdras (http://www.folha1.com.br/_midias/wp/blogs/esdras/2012/06/20/tse-aprova-30-partido-politico-pen/) da criação de mais um partido político no Brasil. O trigésimo! Se alguma diferença positiva nos causasse no quinto ou sexto, sentiríamos os efeitos. Creio que inventamos também a desmoralização do papel que um partido político historicamente cumpriu; o de representar os interesses de parte da sociedade, não de indivíduos. Bom está aí o mais novo da praça. PEN, Partido Ecológico Nacional. Seu número? 51! É sério.   [caption id="attachment_4135" align="aligncenter" width="506" caption="Ft. Google"][/caption] Como foi recém-criado só está apto a participar das eleições de 2014. Adilson Barroso, presidente do PEN afirma que seu partido não é nem de oposição nem de governo: está aberto a propostas de ambos. As pretensões de Adilson não são pequenas, por isso cisca no PSD  e junto a Marina Silva (ex-PV); ela será convidada a se filiar e, caso aceite e deseje,  em 2014 poderá se candidatar à Presidência da República pelo PEN.

 

Comentar
Compartilhe
PONTAL – poesia teatro
20/06/2012 | 11h56
O espetáculo Pontal,  com poemas de Aluysio Abreu Barbosa, Artur Gomes, Antônio Roberto Góis Cavalcanti e Adriana Medeiros, vai a cartaz no Teatro de Bolso, amanhã nessa quinta 21, às 20h. Com direção de Yve Carvalho, tem no elenco,  Saullo Oliveira,Toninho Ferreira e Yve Carvalho. A iluminação é de Rogério Pacheco e a música é também de Saullo Oliveira.
Ft.tvfulinaima.blogspot.com.br
Em janeiro de 2010, Pontal estreou lá no Bar do Neivaldo, em Atafona. Um ano depois, em janeiro de 2011 andou um pouquinho e se apresentou no Canto do Meio, Chapéu do Sol. Pela poesia - e da relação dos poetas/autores com o local -, Pontal  nos conta das tantas  mudanças havidas naquele ambiente onde o rio Paraíba do Sul marcou encontro com o oceano Atlântico .
"Pontal é uma peça mágica, textos primorosos, elenco de primeira. Simples como a vida, sofisticado como o sentimento". LP estiagem depois da chuva são moscas mosquitos obstinados à caça de sangue depois da chuva são poças cheiro de terra, ciclo de rastros depois da chuva são sapos corte a amantes dentro do mato depois da chuva são cantos folhas mais leves prenhes de pássaros depois da chuva são vidas formas moldadas no meio da lama depois da chuva são gotas pendendo em extinção da borda da telha depois da chuva são cores reflexos de luz na umidade do ar depois da chuva? a gratidão é verde depois da chuva Aluysio Abreu Barbosa Em cartaz, no Teatro de Bolso, quinta, 21/06, 20h; sexta, 22/06, 19h;  sábado, 23/06, 21h e domingo, 24/06, 20h.
Comentar
Compartilhe
VEIO ABAIXO
19/06/2012 | 22h52
Do Pavilhão de Regatas Ainda que tenha sido uma construção pequena, integrada à paisagem urbana, deitou registro na memória de todos os campistas. Como bem disse o atleta de remo Sérgio Rosa Chagas, em matéria de hoje, 19/06, pág.7,  no jornal Folha da Manhã, "não era uma estrutura qualquer". Tinha histórias de uma época recente em que o remo unia e atraia o campista comum. [caption id="attachment_4122" align="aligncenter" width="550" caption="Ft. Vigilantes Urbanos & Rurais"][/caption]

Definitivamente, é incompreensível que uma cidade bilionária como Campos, cortada pelo maior rio do estado, com tradição no remo, solenemente ignore o pavilhão.

Autoridades municipais justificaram a marretada como parte da revitalização do Centro Histórico. Como assim??? Junto ao Paraíba, afastado da praça, sem nenhum fio enroscado. Ah...ameaçava cair! Pois, tudo que não é cuidado cai, óbvio. Outro, disse que o Pavilhão de Regatas já não era utilizado pelos desportistas há muito tempo. Por certo, abandonado daquele jeito, como fazer uso?! De tão fácil reforma, não teria sido mais inteligente mantê-lo? [caption id="attachment_4123" align="aligncenter" width="550" caption="Ft. Vigilantes Urbanos & Rurais"][/caption]

A sensação desagradável que fica é a da falta de sensibilidade com os marcos da história dessa planície. Da falta de gosto pelo que um outro criou. Mentes vazias de referência são meticulosamente criadas desse modo.

Lastimável.

 
Comentar
Compartilhe
E lá se vai...
18/06/2012 | 22h35
Hoje, pelo blog do jornalista Fernando Leite,  a surpresa na notícia da demolição do pavilhão de regatas. Ele que em (28/02/11)  foi objeto de denúncia nossa no blog. Ver aqui: http://www.folha1.com.br/_midias/wp/blogs/lucianaportinho/2011/02/28/vai-cair/ Péssimo estado de conservação, com um pedaço de seu teto pendurado. Transformado em mictório no cartão postal da cidade, na cara da principal praça de Campos. [caption id="attachment_4100" align="aligncenter" width="500" caption="Ft. Vigilantes Urbanos & Rurais"][/caption] Pela preocupação manifesta, recebemos como apoio o simpático quadrinho pra lá de ilustrativo.

Quase um ano depois, em fevereiro de 2012, o pavilhão já perto do carnaval, lá estava extemporaneamente fantasiado de casa de papai noel. [caption id="attachment_4101" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Vigilantes Urbanos & Rurais"][/caption] E agora?
Comentar
Compartilhe
"Meninas de Guarus"
16/06/2012 | 10h20
A imagem abaixo, um óleo sobre linho, do pintor espanhol catalão Ramon Casas, denunciava a violação de meninas-moças. Na virada do século XIX, corria a crença de que a  sífilis poderia ser completamente curada através da relação sexual com moças virgens. A pintura simboliza o drama da agressão na menina nua deitada no chão, cercada por rosas cujas pétalas (assim como ela) foram rasgadas. Poderia também simbolizar o criminoso caso ocorrido, cerca de três anos, em Campos, conhecido como o das "Meninas de Guarus". Um pesado manto negro foi jogado em cima do crime, ainda sem solução. [caption id="attachment_4095" align="aligncenter" width="500" caption="Ramon Casas, Flores sem pétalas, 1894. "][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
DIA DO FICO
14/06/2012 | 17h46

"Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico". D.Pedro I

 

"A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa” . Karl Marx

Comentar
Compartilhe
ESTUPRADOR, FAZ VÍTIMA
13/06/2012 | 19h45
Recebi denuncia abaixo na rede social Facebook. Veio de gente amiga, a artista plástica Olga D'Lucas. Quem souber...ajude!LP ATENÇÃO MORADORES DE ATAFONA! TEM UM ESTUPRADOR ARMADO ATACANDO JOVENS. PODE SER IDENTIFICADO POR UMA TATUAGEM EM FORMA DE CRUZ NA COR VERDE, NO PEITO. OUTRAS TATUAGENS NO OMBRO, NO BRAÇO E PANTURRILHA. APARENTA 30 ANOS E 1,80 MT. TEM AINDA UM BRINCO COM UMA PEDRA INCRUSTADA. QUEM PUDER IDENTIFICAR, COMUNICAR NA DELEGACIA LOCAL. EM TEMPO , É BRANCO E FORTE. POR FAVOR, QUEM CONHECÊ-LO, DENUNCIE.
Comentar
Compartilhe
Enamorados
12/06/2012 | 12h43
[caption id="attachment_4078" align="aligncenter" width="500" caption="Ft. Google"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
II Encontro Agroambiental, Upea, IFF
12/06/2012 | 08h39

Semana do Meio Ambiente II Encontro Agroambiental

ft. Artur Gomes
Local: UPEA - Unidade de Pesquisa e Extensão Agroambiental/IFF.
Data: 13 de junho de 2012 – quarta-feira. Horário: 08:00 às 12:00h e das 14:00 às 18:00h. Público alvo: Estudantes da Escola Municipal Elysio de Magalhães e da Escola Estadual Raimundo de Magalhães
Objetivo: Realizar o II Encontro Agroambiental atendendo estudantes da rede pública de Barcelos em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente.
Apoio: Prefeitura Municipal de São João da Barra 
Programação: Oficinas previstas Descrição Vagas Responsável 
1-Criação de pequenos animais Orientação básica sobre a criação de pequenos animais (carneiros, galinhas e outros) 20 Antônio Gesualdi 
2-Energia Renováveis Fornecer conhecimentos básicos sobre Geração de Energia Elétrica por painéis Fotovoltaicos. 25 Rodrigo Martins 
3-Estação de tratamento de água e laboratório Princípios básicos sobre o funcionamento de estação de tratamento de água 20 Willians Sales Cordeiro Monique Curcio 
4-Informática Orientação sobre a criação de facebook 20 Solange da Silva Figueiredo 
5-Mecatrônica (robôs e outros equipamentos) Apresentação de protótipos e invenções em robótica 30 Cedric Solotto 
6-Piscicultura (criação de peixes em cativeiro) Orientação sobre o cultivo de peixes em cativeiro para consumo e comercialização 20 Rogério Burla / Amaro Gonçalves 
7-Plantas medicinais (uso e manejo correto) Orientação cultivo, uso e manejo de plantas medicinais 20 Rose Mara Soares Corrêa 
8-Produção de mudas nativas e minhocário Orientação sobre coleta de sementes e produção de mudas de plantas em viveiros 20 Milton Erthal 
9 –Química do Lixo (reciclagem) Discussão sobre a composição do lixo residencial e possibilidades de reciclagem 20 Pedro Castelo Branco / Rodrigo Garret 
10 – Oficina de Fotografia (uso de máquinas digitais) Orientação sobre o uso de máquinas digitais em fotos em diferentes ambientes 10 Diomarcelo Pessanha 
11 – Oficina de Vídeo (uso de celulares com vídeo) Orientação sobre a criação de vídeo com uso de celulares. 10 Artur Gomes 215  Metodologia: As oficinas serão realizadas integralmente nas dependências da Unidade de Pesquisa e Extensão Agroambiental no período da manhã e tarde. Serão oferecidas 11 oficinas, em diferentes áreas. Cada Estudante da Escola Municipal Elysio de Magalhães e da Escola Estadual Raimundo de Magalhães poderá se inscrever em até duas oficinas.
As oficinas têm por objetivo despertar os estudantes para novos conhecimentos, que possam ajudá-los na escolha de sua formação técnica e profissional. As inscrições para as oficinas serão realizadas nas próprias escolas atendidas pelo evento por bolsistas de iniciação científica Jr. e Jovens Talentos da UPEA, em data a ser definida junto a direção das escolas. Serão disponibilizadas de 10 a 30 vagas por oficina, perfazendo um total de 215 estudantes por turno e 430 no evento. 
No período da manhã, os estudantes deverão chegar na UPEA por volta das 8:00h. Eles serão reunidos na Tenda da organização, instalada no gramado da Unidade, para serem orientados para os locais de realização das oficinas. As primeiras oficinas se iniciarão às 8:30h e se encerrarão às 10:00h. Será oferecido um lanche para os estudantes entre 10:00 e 10:30h na tenda da organização. A segunda rodada de oficinas ocorrerá no período de 10:30 às 12:00h. No período da tarde as oficinas ocorrerão nos horários das 14:00 às 15:30h e das 16:00 às 17:30h. O intervalo para o lanche será das 15:30 às 16:00h. 
Em reunião com a Sra. Carla Machado ficou definido que a Prefeitura Municipal de São João da Barra se responsabilizará pelo transporte dos estudantes (cerca de 215 em cada turno) para o evento, além da cessão da tenda de 15 x 15 metros, 50 jogos de mesas com cadeiras e sistema de som. Os lanches e toda estrutura necessária para realização das atividades serão de responsabilidade da UPEA/IFF. Ao término das atividades de cada turno os estudantes receberão certificado de participação nas oficinas da UPEA/IFF.  Organização: Vicente de Paulo Santos de Oliveira Milton Erthal Junior Amaro Gonçalves Batista Evelyn Rueb Lacerda de Araújo Camila Ferreira de Souza Wilza Carla do Couto Martins
fonte.http://goytacity.blogspot.com.br/2012/06/semana-do-meio-ambiente-ii-encontro.html
Comentar
Compartilhe
Conto de Cabo Frio
11/06/2012 | 17h08
Conto de Cabo Frio luciana portinho Os quatro se conheciam - três homens e uma mulher -, no topo de um estreito e muito alto escarpado de pedra, reduzido espaço em que mal cabiam os corpos em movimento. Ela nem guarda o registro de como lá em cima chegaram. Ela chama a atenção para que não se apoiem na pequena coluna, há o risco de não aguentar o peso do corpo de qualquer um deles. Mal termina de falar, aquele que parecia liderar os demais se lança no abismo dizendo “eu não temo desafios”. PLAFT, então ela escuta, olhando para baixo, e vendo o corpo do homem jogado em queda livre ao encontro... A perplexidade a invade, junto à incerteza do que aconteceu lá embaixo ao amigo. Estaria ele salvo por tanto destemor à morte?! A vida sempre conspiraria em seu favor? Uma dúvida assustadora a domina. Teria ela que cumprir o treinamento proposto por todos e nada temer. Um por um haveriam de se projetar? E se morressem todos, qual o valor do exercício, quem tiraria algum proveito da ação praticada? Desperta do sonho para então refletir. Agora sem mais o risco da iminência perturbadora. Não se admitiria acovardar; por outro lado, bem mais forte, concluiu da burrice vã. Saiu da cama. Retirou-se do quarto. Olhando o mar, foi tomar café. [caption id="attachment_4059" align="aligncenter" width="960" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
CANTO ALLA VITA
11/06/2012 | 13h22
Comentar
Compartilhe
Tartarugas ao mar
10/06/2012 | 16h36
Tartarugas reabilitadas no Superporto do Açu são devolvidas ao mar LLX e OSX participaram do encerramento da Semana do Meio Ambiente com oficinas sobre preservação de tartarugas marinhas Cerca de 30 alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Domingos Fernandes da Costa participaram das oficinas ministradas pela LLX e OSX na última quarta-feira, 06, durante o encerramento da VIII Semana do Meio Ambiente de São João da Barra, realizada pela Prefeitura, no Espaço da Ciência, em Atafona. As oficinas sobre preservação das tartarugas e confecção de papel reciclado foram ministradas por integrantes do Programa Ligado no Ambiente, desenvolvido ao longo do ano pelas empresas do Grupo EBX nas escolas do município. O que mais chamou a atenção das crianças e adolescentes foi a soltura de duas tartarugas no mar de Atafona, que passaram por reabilitação no Centro de Tratamento e Recuperação Quelônios Marinhos instalado no Superporto do Açu. Os animais da espécie Chelonia mydas, de aproximadamente 3 anos de idade, ficaram presos em redes de pesca e foram encaminhados ao Centro de Tratamento por pescadores que participam do programa de monitoramento das tartarugas marinhas da LLX e da OSX, realizado de acordo com as diretrizes técnicas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) – Tamar. Ao todo são 11 monitores, que percorrem diariamente 62 km de praia no litoral dos municípios de campos dos Goytacazes e São João da Barra. As tartarugas foram tratadas, catalogadas e anilhadas pela equipe multidisciplinar que atua no Superporto 24 horas por dia, sete dias por semana, incluindo feriados. A professora Mariângela Zacarias dos Santos, da Escola Municipal Domingos Fernandes da Costa, acompanhou o grupo e ressaltou a importância da educação ambiental nas escolas. “Programas como o Ligado no Ambiente são fundamentais para a conscientização dos jovens. Eles devem ser preparados desde cedo para cuidar melhor do planeta. Nossa esperança está nesta geração”, afirmou. O Programa Ligado no Ambiente tem como objetivos diagnosticar e melhorar a realidade socioambiental dos alunos de São João da Barra e mostrar como os jovens do município podem se beneficiar com a chegada dos novos empreendimentos no município. O programa é desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal e a Agência Nacional de Desenvolvimento Econômico-Social e Defesa Ambiental (Andesa). Este ano, o programa foi ampliado para abranger todo o ensino fundamental e conta com a participação de 150 educadores e 2.500 alunos de 15 escolas do ensino fundamental. A primeira fase do programa, em 2011, reuniu 50 profissionais de educação e 1.200 alunos de nove escolas do segundo segmento (6º ao 9º ano). Centro de Recuperação de tartarugas marinhas A LLX e a OSX instalaram no Superporto do Açu um Centro para Tratamento e Recuperação de Quelônios Marinhos. Todos os animais debilitados localizados nas áreas monitoradas são levados para o centro para tratamento, recuperação e acompanhamento até seu completo restabelecimento. A iniciativa possibilita a recuperação de animais que venham a encalhar nos 62 quilômetros de praia monitorados diariamente. O atendimento é feito por uma equipe de cinco pessoas, composta por veterinários, biólogos e auxiliares. O local conta com tanques de recuperação e salas para atendimento veterinário. Para a construção do centro de recuperação, monitoramento e análises veterinárias foram investidos mais de R$ 3,5 milhões. obs. release da LLX, recebido por email. [caption id="attachment_4046" align="aligncenter" width="450" caption="ft. LLX"][/caption]   [caption id="attachment_4047" align="aligncenter" width="450" caption="ft. LLX"][/caption]
Comentar
Compartilhe
O MISTÉRIO
08/06/2012 | 07h12

Entre um feriado e um fim de semana, o belo em movimento. Para essa blogueira, pura emoção. Força atávica.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=jLDa8IB6NAU[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Concurso definido na Câmara
05/06/2012 | 12h33
Concluído, ontem,  o processo licitatório para realização do concurso público na Câmara de Vereadores de Campos. Entre as quatro  empresas participantes do certame,  Consulplan Consultoria e Planejamento em Administração Pública Ltda, Assessoria e Organização em Concursos Públicos Ltda, Empresa de Seleção Pública Privada Ltda e Instituto Nacional de Concurso Público, a primeira foi vencedora. [caption id="attachment_4033" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Google"][/caption] Devido ao calendário eleitoral, agora é cumprir o prazo legal para a assinatura do contrato e encaminhar à comissão do concurso  que tem até o dia 6 de julho para a convocação dos aprovados. São 30 vagas. O presidente da Câmara, o vereador Nelson Nahim, tem até o fim de seu mandato à frente da presidência (31 de dezembro) para fazer a chamada dos classificados.
Comentar
Compartilhe
UM ASSASSINATO ANUNCIADO
05/06/2012 | 08h30
UM ASSASSINATO ANUNCIADO luciana portinho O vazio na Cultura não é o da barriga roncando. O vazio da cultura é se cegar ao horizonte, é enrijecer a alma, censurar a paixão. É o oco na criação. É o exílio de uma gente. Política é como uma lavoura, cria a colheita. Quem se atém a semear cimento, pó de pedra e areia colherá canteiros petrificados, estanques. Falta o fio a tecer a trama, a aproximar as partes, propiciar que o conjunto se manifeste. [caption id="attachment_4027" align="aligncenter" width="350" caption="Músicos de Bremen"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
ULTRAJADOS
04/06/2012 | 16h37
O Globo, edição de hoje, página 3, traz reportagem dramática para a condição humana. Sob o título "Exploração de Sonhos" que nada mais é do que o anacrônico e abjeto tráfico de pessoas, de gente, de mím e de você. Sim, assim estamos: AVILTADOS. [caption id="attachment_4021" align="aligncenter" width="400" caption="Ft. Google"][/caption] Do que se trata? De aliciar homens e mulheres para o trabalho escravo, a retirada de orgãos e a prostituição. Esses são recrutados em shoppings, motéis, boates e bares, agências de emprego (falsas) e até em casamentos. O objetivo é sórdido. É a exploração em trabalhos forçados, a escravidão, a exploração sexual e a remoção de órgãos. E, os meios acontecem pela força, coerção, engano e abuso da vulnerabilidade da vítima. Entre os anos de  2010 e 2011,  temos 120 casos nas mãos da Polícia Federal. Os inquéritos foram instaurados em quase todos os estados. As rotas são do conhecimento das autoridades brasileiras. Duas, as comissões parlamentares de inquérito (CPIs) em curso na Câmara e no Senado. O tráfico de pessoas é classificado como ainda mais degradante do que o contrabando de pessoas. Este último pressupõe consentimento, o aceite em ser objeto. Já, no tráfico de pessoas, após a chegada no destino, revela-se - nua e crua - a exploração da vítima pelos traficantes, em busca do lucro. Na ânsia da realização do sonho, de prosperar na vida, de se fazer alguem de respeito, jovens caem em esparrelas.  Das embaixadas com a  bola à escravidão. Das palmas  nas passarelas ao cárcere privado da exploração sexual.  
Comentar
Compartilhe
NINHO DE ANUM
03/06/2012 | 22h26
Praça Prudente de Moraes, centro de Campos, RJ. [caption id="attachment_4013" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Vigilantes Urbanos & Rurais"][/caption]

Ou simplesmente, pracinha do Chá-Chá-Chá.

[caption id="attachment_4014" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Vigilantes Urbanos & Rurais"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
Seu Renan, um homem de Campos
01/06/2012 | 14h32
[caption id="attachment_4003" align="alignright" width="300" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption] Seu Renan é um homem que lê. Cruzo por ele com frequência em frente ao Sesi de Guarús. Sempre que passo, ele lá está, em frente à sua banca, sentado em um banquinho e na frente outro mais alto. No mais alto, o livro; um lápis e uma régua. Alguns meses eu o observo. Homem simples aparenta certo tempo na face. O livro aberto me despertou a atenção no cidadão que pela manhã já está a postos no seu ganha pão. Hoje, após estacionar meu carro, parti direto em direção a ele. De máquina fotográfica em punho, esclareci que reparo nele, pelo inusitado de vê-lo, concentrado em sua leitura. Em plena Campos, alguém lê na via pública. Matei minha sã curiosidade: é a bíblia em seu novo testamento. [caption id="attachment_4004" align="alignright" width="300" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption] Ele então me contou: ainda com três dias de nascido deu-se o primeiro surto,  desagradável acometimento a persegui-lo na constante. Nasceu com aquelas crises convulsivas que se repetem, súbito, nos lugares mais impróprios. É epiléptico. Casou, descasou e tem um filho. Faz uso de medicação continuada, se aposentou por invalidez. Aí, montou há nove anos o seu trailer de guloseimas, “Treiler do Renan”. Renan Azeredo da Mata, tanto ouviu que seu mal era fruto de um espírito maligno. Coisa de dois anos atrás, sua avó (já morta) apareceu-lhe em sonho. “Pedi então que fizesse o que estivesse ao seu alcance para me curar. Concordou e pediu-me uma oferta. Foi quando também em sonho, Deus surgiu por entre uma nuvem fininha. Não o via, apenas escutava sua voz. E a voz me disse que ia iria me curar como já tinha feito aos demais”. Converteu-se há dois anos, tornou-se adventista do sétimo dia. E, se diz feliz com a graça de Deus. Desde então, suas crises espaçaram e ele ora e medita; pede pelos conhecidos e desconhecidos. É a história de Seu Renan, nascido em Morro Alegre, no interior de Campos. [caption id="attachment_4006" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

   
Comentar
Compartilhe