Sem grandes surpresas, de todo modo
29/12/2011 | 23h44
[caption id="attachment_3204" align="aligncenter" width="430" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

Serve de mais um alerta. O Serviço de Metereologia Nacional prevê um verão ainda mais chuvoso para o sudeste. Sob efeito do      " La Nina" é assim aguardada a estação mais quente e sempre surpreendente - em se tratando de precipitação pluviométrica.  Pois então, ontem com pouco mais de uma hora de chuva os alagamentos se espalharam em toda Campos. Fiz estes registros nos arredores das Avenidas 28 de Março, Princesa Isabel e da Rua dos Goytacazes. Com tanta areia e terra espalhada na via pública fica fácil antever o provável transtorno que nos estará sendo imposto. [caption id="attachment_3205" align="aligncenter" width="430" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption] [caption id="attachment_3208" align="aligncenter" width="430" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

 

Comentar
Compartilhe
SEM EXPLICAÇÃO
23/12/2011 | 21h18
[caption id="attachment_3194" align="aligncenter" width="420" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption] ?Ainda sem encontrar alguma explicação razoável. Talvez você leitor possa me ajudar a entender. Avenida Sete de Setembro, Ruas Gonçalves Dias, Ovideo Manhães... Poderia registrar outras tantas que no meu caminho, hoje encontrei. Terra, areia, poeiriço. Lá pelo lado da UENF, na Avenida Alberto Lamego, nuvens de areia nas formações mais variadas. Parecia uma cidade da região praiana ou desértica. Será assim tão difícil uma simples varrição das ruas pela PMCG?  Enquanto isto não acontece, seguiremos bem empanados para os festejos natalinos! [caption id="attachment_3195" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption] [caption id="attachment_3196" align="aligncenter" width="300" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

   
Comentar
Compartilhe
AGLOMERADO SUBNORMAL
22/12/2011 | 23h05
Estatística oficial do IBGE, divulgada nesta semana. São 6% da população brasileira, 11 milhões dos nossos residem em favelas no país. Não é nada, não é nada, é só um país como Portugal inteiro morando na favela. Nenhum preconceito contra os que lá habitam. Não sou imbecil. Só uma indignação contra a gritante ausência de uma política habitacional digna no Brasil. Aí, para fantasiar o mostrengo inventam uma tal nomenclatura oficial de ‘aglomerado subnormal ’. E vamos para um Feliz Natal com mais uma destas! [caption id="" align="aligncenter" width="450" caption="ligadonorio.blogspot.com"][/caption]

 

   
Comentar
Compartilhe
PORCA FARTA
18/12/2011 | 22h58
Pela estrada, é tempo de difusão. As primeiras chuvas do verão já chegaram. A ameaça das queimadas... jogadas para o outro ano. Agora é o tempo da umidade. A pastagem renasce, o rebanho se camufla no verde. É a segunda vez na semana que percorro a BR 101. Na segunda-feira fui bem cedo. A vacada ainda deitada agrupada. Vapor de bafo, hora da coletiva ruminação matutina. Havia bastante serração, o sol ainda despontava, pouco parecia a estação atual. Pista molhada, buracos por toda a extensão. Incrível esta empresa nos fazer pagar este dinheiro por tão pouco de serviço em troca! Hoje, hora da panela no fogo e da barriga vazia, um domingo de derrota para o Brasil no futebol - goleada do Barcelona no Santos – poucos caminhões na pista, abundância verdejante. Brotação nova em seus mais variados matizes. As fortes chuvas ainda não baixaram, a lama ainda é pouca. O ar foi lavado, meus olhos agradecem à profusão do belo verde. Já próxima, na nossa baixada, a cidade que tanto cresce, aparece em 180 graus. Opto chegar pela estradinha do Carvão. E venho feliz: tempo de renovar projetos, de confiança na vida, da saudade dos que partiram, da gratidão ao conhecimento partilhado. Voltar à casa é a sensação do seguro. Pelas sucessivas curvas, em velocidade já reduzida, olho à esquerda. Não resisto, piso no freio e dou ré. Uma linda porca na fartura da prenhes. Registro um souvenir para você, meu leitor. [caption id="attachment_3182" align="aligncenter" width="500" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

Estive afastada de Campos nos últimos meses. Trabalho; esta foi a razão das poucas postagens. Agradeço aos que todos os dias passaram pelo blog à procura de uma matéria nova. Em janeiro, voltarei firme! Um abraço, Luciana Portinho  
Comentar
Compartilhe
ATO DE OBSERVADORA
14/12/2011 | 14h24
Ato de observadora luciana portinho  

Cidade do Rio de Janeiro, cercania de São Cristovão.

No vai e vem do tráfego

Caco de uma rocha

Cariada, sem chance de mais obturação.

Por detrás, em farrapos

Vidas dela se apossaram.

Chaminé não mais fumegante

Estática marca de um tempo

Que misturado ao arco branco

Distrai ao engarrafado pelo trânsito.

Abóbada negra

Remendada por prata.

Lá embaixo, rente ao chão

A lagarta colorida se move

Qual provecta centopéia.

São ondas ou pontos?

Peço socorro à física quântica!

 

[caption id="attachment_3172" align="alignleft" width="350" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption] [caption id="attachment_3173" align="alignright" width="350" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

 

Comentar
Compartilhe
O Brasil não conhece o brasil
08/12/2011 | 21h43
[caption id="attachment_3162" align="aligncenter" width="450" caption="Ft. Luciana Portinho"][/caption]

Não é uma crítica, e sim um registro da realidade na baixada fluminense, região do grande Rio.

Comentar
Compartilhe
ACIMA DO BEM E DO MAL
04/12/2011 | 19h10
[caption id="" align="aligncenter" width="500" caption="carlosfredericosilva.blogspot.com"][/caption]

Desprezar Nicolau Maquiavel? Em Campos dos Goytacazes, os que se apoderaram de um gordo orçamento, à custa de encomendado avião negro como continuamente se jacta o próprio príncipe consorte, papudo senhor, arrotador de infindas besteiras e iniquidades... é bobagem. O povo - para a festeira família - é manipulável. Segundo esta casta pobre&milionária empoleirada no nepotismo municipal, somos uma gente mansa; dane-se a máxima política de Maquiavel. Sofrimento aqui é para o povo sentir na carne; cravar e durar um razoável tempo. Então, tá. Ficarão com um perdulário orçamento que beirará os R$ 2.000.000.000, 00 (DOIS BILHÕES DE REAIS), um quadro funcional que beirará os 40.000 (quarenta mil) servidores reais, irreais, da linha e sem linha.

À população, transtorno cotidiano ao máximo e blablablá.

 

 
Comentar
Compartilhe
A Inocência da gente
04/12/2011 | 13h02
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=04XLZAKqxJQ[/youtube]
Comentar
Compartilhe