Lâmpada Philips com conexão Bluetooth economiza luz!
28/06/2019 | 16h17
A Philips anunciou, nesta quinta-feira (27), a nova lâmpada Philips Hue com Bluetooth. O produto foi lançado em três versões: uma com luz branca, outra com controle de temperatura da luz e uma variante que traz 16 milhões de opções de cores. As lâmpadas inteligentes permitem ao usuário controlar a iluminação de forma remota, o que deve ajudar na economia de energia.
A versão mais simples chega com preço de US$ 15, cerca de R$ 58 em conversão direta, enquanto a variante com controle de temperatura aparece por US$ 25, aproximadamente R$ 97. Já o modelo colorido aparece por US$ 50, algo em torno de R$ 193. Vale ressaltar que os produtos ainda não têm previsão de chegar ao Brasil, mas já existem modelos anteriores à venda no país.
A Philips Hue White, mais simples, conta com a tradicional iluminação branca de LED, diferente do modelo intermediário White Ambiance, que traz controle de temperatura. Dessa forma, é possível ajustar a lâmpada em situações específicas. Para dormir, por exemplo, é recomendada uma luz mais quente. Já a versão White and Color Ambiance conta com diversas opções de cor para personalizar de acordo com o gosto do usuário.
A grande novidade apresentada pela empresa é a conexão Bluetooth. Com o recurso, os aparelhos da Philips não necessitam mais de um gateway, acessório utilizado para conectar dispositivos inteligentes às lâmpadas via Wi-Fi. Assim, basta plugar a lâmpada no soquete de luz e baixar o aplicativo da empresa no celular. Além disso, o dispositivo é compatível com as assistentes Google Assistente e Alexa, da Amazon, permitindo ao usuário controlar a iluminação por meio de comandos de voz.
No entanto, um ponto negativo em relação aos modelos com Wi-Fi é o alcance da conexão Bluetooth, que é menor. Dessa forma, o controle de temperatura ou cor da lâmpada fica limitado a uma pequena parcela do ambiente, principalmente em casas muito grandes.
 
 
Fonte: Via Philips Hue
Comentar
Compartilhe
Carregador pirata no seu celular, riscos!
24/06/2019 | 12h30
Aí você economiza, guarda seu suado dinheiro, compra um smartphone de última geração por dois…três mil reais - um verdadeiro top de linha - e um acessório de baixa qualidade, falsificado, que custa cerca de 10% do valor do aparelho, queima o celular. Dá vontade de chorar, fala verdade? O problema é que pouca gente conhece os riscos de usar um cabo ou um carregador de tomada pirata ou de baixa qualidade. O perigo vai além do bem material…
 
A princípio pode parecer uma forma de economizar e fugir dos altos preços. Um conjunto de cabo e carregador originais pode custar entre 200 e 300 reais dependendo do aparelho. Mas não é difícil comprar similares paralelos por menos de 30 reais. Esses produtos são mais baratos por um único motivo: qualidade infinitamente inferior sem qualquer garantia de segurança. Ainda assim, não dá para garantir que um produto paralelo com preço mais alto é sinônimo de um produto de boa qualidade…
E a afirmação de que a maioria dos produtos paralelos não é segura não é da boca pra fora. Um estudo da organização britânica Trading Standards, que realizou uma série de testes com carregadores de celular, afirma que de 400 carregadores da Apple falsificados testados, 397 falharam em quesitos básicos de segurança. A maioria desses carregadores apresentou isolamento insuficiente contra descargas elétricas. Na mesma ocasião, a organização alertou que os riscos de usar carregadores piratas poderiam ser fatais.
 
Além de descargas elétricas, cabos falsificados ou defeituosos podem fazer com que os dispositivos esquentem demais e até cheguem a explodir. Carregadores analisados pela organização Electrical Safety First mostraram componentes internos danificados ou fios internos mal soldados, o que traz risco de curto-circuitos. Agora usar um carregador de procedência duvidosa é ainda mais perigoso.
 
A indústria pirata não mede esforços para fazer com que seus produtos sejam quase idênticos aos originais - pelo menos na aparência. Eles copiam até as especificações técnicas descritas no carregador. Mas então como fazer para detectar um carregador pirata? Bom, a primeira indicação é a busca de um dispositivo original, na própria loja do fabricante. Se não for possível, algumas dicas podem ajudar você a não comprar gato por lebre…
Procure sempre por dispositivos com certificações. Aqui no Brasil, um selo da Anatel como este identifica que o produto atende a requisitos determinados pelas autoridades. Ainda assim, cuidado. Tem quem falsifique até o selo. Veja também se o produto traz informações como o local de fabricação e outras especificações; preste atenção em erros no texto e na logomarca inscritos no produto. Por último, dê atenção a materiais, acabamento e peso. Os falsificados tendem a ser mais leves, por estarem vazios por dentro, e podem trazer imperfeições também. Dito isso, lembre-se, a economia pode custar caro se você optar pelos piratas…e depois não vai dizer que a gente não avisou!
Comentar
Compartilhe
Compra no supermercado pelo iFOOD
19/06/2019 | 16h42
Plataforma começou a testar o novo serviço na grande São Paulo
Na última terça-feira (18), o iFood começou a diversificar seus modelos de entrega e começou a testar o delivery de compras de supermercados. O novo serviço foi criado em parceria com o SiteMercado e, por enquanto, ele está funcionando apenas em Osasco (Grande São Paulo), com o Castanha Supermercado e em Campinas, nos supermercados Taquaral e Guará.
O serviço está disponível no app na aba “mercado” e funciona com uma compra mínima de 15 reais. No entanto, na primeira fase não são todos os produtos que podem ser escolhidos, apenas congelados, hortaliças, carnes, bebidas, itens de higiene e produtos de limpeza. Além disso, o pagamento deve ser feito diretamente no aplicativo.
Com nova função, o iFood apresenta um sistema muito parecido com o desempenhado por outros aplicativos, sendo o mais conhecido o Rappi. No entanto, esse último tem uma diversificação maior de serviços de entrega, passando por farmácias, bebidas, Petz e até café. Além de compras e restaurantes, é claro.
 
 
A novidade deve chegar em São Paulo nas próximas semanas e, no começo, a usual taxa de entrega não será cobrada, para que as pessoas possam conhecer a novidade e, segundo a Movile (controladora do iFood), "entender cada vez mais os hábitos de consumo para entregar uma experiência ainda mais completa”.
 
 
Fonte: Exame
Comentar
Compartilhe
Instagram hackeado? Recupere a conta invadida!
18/06/2019 | 11h56
O Instagram anunciou, nesta segunda-feira (17), que está testando um novo recurso de segurança para facilitar a recuperação de contas invadidas por hackers. De acordo com declaração da rede social ao site de tecnologia Motherboard, o usuário que sofrer um ataque deve reportar a violação na página de login e, depois, informar o e-mail ou número de telefone vinculado à conta. Feito isso, ele retomará o acesso a perfil a partir de um código que funcionará apenas no dispositivo em que foi solicitado.
 
Além disso, o Instagram definiu que, ao mudar um username, ele não ficará imediatamente disponíveis para outras contas usarem. Essa medida foi tomada para evitar que nomes de usuários sejam roubados após ataques hackers modificarem o perfil invadido. Não há previsão para o lançamento da ferramenta de recuperação da conta, mas a função de bloqueio de nome de usuário já está disponível para Android e será implementada em breve para iPhone (iOS).
O novo recurso de recuperação de conta estará disponível por meio da opção "Precisa de mais ajuda", na página inicial de login do Instagram. Na página seguinte, o usuário deve inserir o endereço de e-mail ou número de telefone associados à conta para receber o código de seis dígitos para resgatar o perfil.
 
Caso o hacker também tenha acesso ao e-mail ou número de telefone da vítima, ele receberá o código, mas não poderá usá-lo para recuperar a conta, pois o número funciona apenas no aparelho do usuário.
Roubo de nomes de usuário
O recurso de proteção de nomes de usuário preservá-los por determinado período de tempo para impedir casos em que hackers atacam contas apenas para roubar o username. Assim, caso um invasor obtenha um perfil e mude o nome de usuário, o título antigo não ficará imediatamente disponível para outras contas usarem, e o usuário invadido poderá recuperar o nome ao reaver a conta.
Comentar
Compartilhe
Celular Galaxy S11 com tela curva 3D
14/06/2019 | 12h04
Objetivo é integrar mais partes do smartphone ao display, para criar uma experiência de exibição completa.
Em dezembro de 2018, o portal LetsGoDigital relatou que a Samsung pretendia lançar smartphones sem borda, que usariam uma tela flexível. Uma nova patente divulgada recentemente mostra que a marca vê um futuro sério nesse design. Agora foram descobertas novas patentes que comprovam um esforço no desenvolvimento de um display 3D curvo, aparentemente para smartphones.
Essencialmente, a Samsung levaria suas bordas curvadas ao Galaxy Note Edge, no Galaxy S6 Edge, no Galaxy S7 Edge e até no Galaxy S8 e Galaxy S8 +, tendo toda a frente e o verso curvados. Mas, com o Galaxy S11 renderizado, a empresa mostra levará esse conceito um passo adiante, integrando mais partes do smartphone ao display para criar essa experiência de exibição completa.
A tela curvada em 3D é projetada como uma tela plana, com módulos curvos nas bordas, criando uma aparência tridimensional. O design não é apenas esteticamente agradável, mas também torna o smartphone mais resistente à impactos.
A câmera frontal e os sensores associados são implementados na área de exibição. Para evitar que esta curvatura cause distorções de imagem, o módulo de câmera plana é colocado com uma inclinação. Este conceito garante que o todo permaneça esteticamente funcional e, claro, bonito. O sensor de impressão digital também é processado sob a tela.
O sistema de câmera na parte traseira acomodaria vários sensores. Eles são colocados verticalmente separados nos desenhos das patentes. No entanto, o design final deve trazer várias mudanças em relação a esses esboços, afinal, não se trata de uma patente de design, mas uma patente de utilidade.
 
 
O atual Galaxy S10 não ofereceu uma atualização massiva em termos de design. Logo, faz sentido que a Samsung introduza o display curvo 3D no seu próximo top de linha que, à princípio, deve se chamar Galaxy S11. E, se tudo correr bem, você poderá ver uma tela curva 3D na primeira metade do próximo ano.
Fonte: MSPowerUser
Comentar
Compartilhe
Drone que transporta até 4 pessoas, uberAIR!
13/06/2019 | 11h30
Novo "carro voador" da EmbraerX promete inovação e mobilidade para transportar até quatro pessoas
A EmbraerX, subsidiária da gigante brasileira de aviação Embraer, anunciou nesta terça-feira (11) um novo protótipo de drone para transporte de pessoas. O eVTOL (veículo elétrico de pouso e decolagem vertical, em português), foi apresentado durante a Uber Elevate Summit 2019, que acontece em Washington, nos Estados Unidos. O projeto é parte do Uber Elevate Network, que reúne fabricantes no desenvolvimento de veículos para funcionar no serviço uberAIR.
egundo a fabricante, esse tipo de aeronave elétrica considera a "otimização operacional para o ambiente urbano", sendo uma boa alternativa para mobilidade nas grandes cidades. A Embraer pretende ainda aperfeiçoar o sistema de navegação de maneira progressiva, e a ideia é tornar esses veículos autônomos.
O modelo conta com hélices, espaço para até 4 pessoas e promete acessibilidade. Além disso, a empresa garante que o desenvolvimento do projeto tem como foco a experiência do usuário, oferecendo conforto e segurança, além de facilidade na mobilidade urbana. Detalhes como velocidade máxima e autonomia, no entanto, não foram revelados.
 
 
Ainda não há um prazo definido para que os eVTOLs da Embraer entrem em operação. Vale lembrar que a Uber tem planos de iniciar os testes do uberAIR já em 2020, com previsão de prestar o serviço de forma definitiva apenas em 2023. A empresa de transporte já informou, inclusive, que pretende testar a modalidade no Brasil.
 
 
Fonte: Via Embraer
Comentar
Compartilhe
Sacolas Plásticas nos Supermercados Super Bom
12/06/2019 | 10h47
COLETIVA SOBRE SACOLAS PLÁSTICAS
SUPER BOM
A fim de orientar sobre as novas regras para utilização das sacolas plásticas, a Rede de Supermercardos Super Bom promoverá uma coletiva de imprensa que acontecerá nesta sexta feira, 17/06, no Super Bom Tarcísio Miranda, às 16h, com a Gerente de Marketing do Grupo Barcelos, Gracielle Carvalho,  compartilhando as orientações que a Rede recebeu da Asserj e que entrarão em vigor a partir do dia 26 de junho.
 
 
Comentar
Compartilhe
Como jogar na Mega-Sena pela internet
11/06/2019 | 14h32
Quer tentar ser um milionário?
Faça a sua "fezinha" na Mega-Sena pela internet!
As chances de ganhar na loteria são poucas, mas isso não impede que milhões de brasileiros tentem todos os anos fazer a sua "fezinha" na esperança de receber uma dinheirama para mudar de vida. E quando o prêmio acumula, mais gente se interessa em apostar. Para esse público, a possibilidade de realizar as apostas diretamente do site da Caixa pode ser uma grande notícia.
Com o recurso, não é mais necessário perder tempo na fila de uma Casa Lotérica, que parece algo cada vez mais sem sentido nos dias atuais. A ferramenta permite realizar apostas em todas as modalidades de loterias da Caixa.
 Antes de fazer uma aposta na loteria pela internet é necessário possuir um cadastro no site da Caixa. Siga estes passos para realizá-lo:
 1- Entre neste link e clique na opção “Acessar”, no topo da tela;
2- Na página que abriu, vá em “Cadastre-se”;
3- Preencha as informações solicitadas.
Após ter preenchido os campos com as suas informações, acesse o e-mail colocado para confirmar o cadastro com o link recebido.
 
 
Selecionando a modalidade
 
 
Depois de ter realizado o acesso ao site com seu login, na página inicial do serviço você confere todas as modalidades disponíveis para apostas. Ao lado de cada uma delas, estão informações importantes como o número do concurso, data do sorteio e a estimativa do prêmio.
Cada modalidade disponível possui a sua particularidade, mudando o jeito de que as apostas são feitas. Confira abaixo, como fazer a aposta nas cinco principais modalidades do serviço.
Pronto! Agora, você não precisar ir mais até uma casa lotérica e pode fazer as apostas que quiser com comodidade na internet.
Comentar
Compartilhe
La Casa de Papel: Parte 3 - Trailer oficial | Netflix
03/06/2019 | 16h22
"Conseguimos escapar, mas agora vem o mais difícil: manter-se vivos", alerta o Professor no trailer da 3ª temporada de "La casa de papel".
A nova temporada estreia em 19 de julho na Netflix.
Tókio e o resto do bando conseguiram fugir, mas Rio foi preso. Agora, o grupo de bandidos se junta outra vez para esta missão - além de dar uma cutucadinha no "sistema".
Novos personagens se juntam à equipe, desfalcada na segunda temporada. Assista ao trailer. Fenômeno O anúncio de uma terceira parte de "La casa de papel" aconteceu em abril de 2018, pouco depois do lançamento da segunda temporada da série espanhola.
"Ainda tem muito Bella Ciao pra cantar", anunciou a Netflix na época, citando a canção que embala cenas de "La Casa de Papel". No Brasil, a trilha ficou entre as mais ouvidas do Spotify e ganhou versões em funk e brega. Originalmente exibida pela rede espanhola Antena Tres, virou fenômeno no Brasil ao entrar no catálogo da Netflix e ganhou vaga na lista de mais vistas da plataforma. A trama narra o plano de oito ladrões para assaltar a Casa da Moeda da Espanha.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Gustavo Abreu

[email protected]

Um blog sobre curiosidades, imagens, vídeos interessantes, dicas de filmes, séries, ilustrações, viagens e tudo que está bombando na net.