15 de Agosto - Dia da Gestante
15/08/2017 | 21h18
Gestação
Gestação / Internet
Hoje, dia 15 de Agosto é o Dia da Gestante!!!!
O período mais lindo da vida para mim. Quando dois corpos ocupam o mesmo espaço, quando nasce uma vida e se desenvolve totalmente através do outro, quando um amor incondicional nasce, quando nada mais importa (sexo, nome, roupinhas, quarto)..
O momento mais mágico, de amor mais puro e o momento que quero acompanhar através do meu trabalho para toda a vida.
Meu coração bate forte quando penso em uma gestante, meus olhos só estão direto na barriga, todo dia, ao atender e encontrar várias gestantes, toda vez o dom da vida me impressiona, me deixa boba!
Quão grata sou a todas elas que me permitem cuidar de seus frutos desde o período uterino. Um feliz dia das gestante para todas as barrigudinhas!!!!
Compartilhe
A Pega Correta
08/08/2017 | 20h15
Para o sucesso da amamentação é muito importante saber sobre A PEGA CORRETA. Pois a pega incorreta pode trazer muita dor e problemas para a mãe e dificultar ou impossibilitar (quando a mãe desiste) a amamentação. Por isso é muito importante saber como posicionar o bebê nas mamadas e proporcionar a pega perfeita. 
Primeiramente, é importante que a mãe e bebê estejam bem confortáveis na hora da mamada. A mãe precisa se sentar em local confortável, com as costas apoiadas. A almofada de amamentação pode ser usada para ajudar e não cansar o braço da mãe. Ao colocar o bebê no colo, ele deve estar com a cabeça e corpo alinhados. Sempre falo com as mães que elas devem lembrar que ninguém gostaria de comer com o pescoço virado para o lado. Outra coisa importante, é não ficar segurando o pescoço do bebê, pois da mesma forma ninguém gostaria de comer com alguém regulando o movimento do pescoço. 
Depois de bem posicionado, ao colocar o bebê no seio, devemos ajudá-lo a abocanhar a aréola e não somente o bico. Pois isso pode gerar fissuras e pega inadequado. Não é necessário que a mãe tenha bico protuso, pois o bebê fará a pega na aréola. Na imagem podemos ver como a boca deve estar posicionada: 
Pega Correta
Pega Correta / Internet
A melhor preparação para amamentar é procurar na gestação por INFORMAÇÃO, assim a mãe se sente mais segura para aprender a amamentar, pois não é um ato instintivo. Então precisamos como profissionais de saúde informar sobre esse momento, e como familiares e amigos de uma mãe nesse momento, devemos sempre evitar o exagero de opiniões. As mães são muito pressionadas nesse momento e o estresse pode atrapalhar na amamentação. E ela possui muitos benefícios para mãe e para o bebê, portanto deve ser sempre estimulada.
Compartilhe
Chá ajuda a curar doenças?
25/07/2017 | 06h03
Chá de romã
Chá de romã / Arquivo pessoal
Nesse tempo frio, um chazinho cai muito bem!! E se além do prazer, trouxer benefícios, é melhor ainda. E para a mulher não existe chá melhor do que o de romã. Ele é rico em um antioxidante chamado antocianidina que tem um comportamento parecido com o estrogênio por isso é bom pra TPM e também para sintomas da menopausa. Também é excelente para flacidez por ser rico em ácido elágico que age nas células da pele melhorando (muito) o aspecto!!
Compartilhe
Posso usar azeite para cozinhar?
06/07/2017 | 10h23
Azeite
Azeite / Arquivo pessoal
Muitas informações já foram divulgadas a respeito do azeite e uma das principais era que ele saturava quando submetido a altas temperaturas. 
Atualmente, estudos já comprovaram que ele satura sim, porém APENAS se atingir a temperatura de 210 C°, o que não acontece em cocções normais.
Ou seja, o azeite é sim indicado para cocção, pois é benéfico à saúde e tem propriedades anti-inflamatórias, anticancerígenas e imunorreguladoras. Além do sabor agradável, o azeite ainda é rico em ácidos graxos essenciais, como ômega 3 e ômega 9, polifenóis e vitamina E, um excelente antioxidante. 
Compartilhe
Alimentos da Safra de Julho
04/07/2017 | 22h53
Safra de Julho
Safra de Julho
Você consome os alimentos de acordo com a safra? Se não, saiba porque é importante dar preferência para esses alimentos.
Quando os alimentos estão na safra, eles são produzidos em condições climáticas ideias. Isso faz com que ele se desenvolva melhor, com maior quantidade de nutrientes. Ainda é importante destacar, que eles possuem sabor e aroma mais preservados. Ou seja, são muito mais gostosos e atraentes.
A chance de ter recebido agrotóxicos é menor, o que gera muitos benefícios à saúde. E existe uma importante economia, já que a oferta é maior e o produto chega ao consumidor com um menor preço.
E as frutas, verduras e legumes do mês de Julho, são:
- Frutas: Abacate, banana-prata, laranja-pera, mamão, maracujá, melão amarelo, morango, tangerina e coco;
- Verduras: alface, acelga, rúcula, salsa, vagem;
- Legumes: Abóbora, cenoura, tubérculos: batata doce, inhame e mandioca.
Compartilhe
Anvisa muda regras para ácido fólico em farinhas
01/07/2017 | 19h21
Ácido fólico em alimentos
Ácido fólico em alimentos / ANVISA
Os requisitos para o enriquecimento de farinhas de trigo e de milho com ferro e ácido fólico foram atualizados. A Anvisa publicou, a Resolução RDC n° 150 de 2017. A norma atualiza a RDC n° 344, de 2002, que trata deste tema. O ácido fólico auxilia no combate à anemia e má formação de bebês durante a gestação.
O regulamento baseia-se nas diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e prevê quantidades mínimas de ferro e ácido fólico para cada uma das farinhas. Pelas novas regras, os fabricantes estão obrigados a enriquecer as farinhas de trigo e de milho com 4 a 9 mg de ferro para cada 100g de produto e com 140 a 220 µg de ácido fólico também para cada 100g de farinha.
Além disso, também foram alteradas as listas de compostos de ferro. Agora são permitidos apenas o sulfato ferroso e fumarato ferroso e de suas formas encapsuladas.
Informações nos rótulos
A medida também modifica as informações da rotulagem obrigatória. O rótulo deve esclarecer ao consumidor o objetivo e características da formulação. A farinhas deverão trazer uma frase que esclarece que o enriquecimento é uma estratégia para combate da má formação de bebês durante a gestação e da anemia, bem como um a informação sobre a faixa de enriquecimento.
A medida excluiu as farinhas de milho fabricadas pelos agricultores familiares, empreendedores familiares rurais, empreendimentos econômicos solidários e microempreendedores individuais, da obrigatoriedade de enriquecimento, tornando a medida proporcional à realidade produtiva desses segmentos, sem impactar negativamente na efetividade do enriquecimento para a população.
Por questões tecnológicas, também foram excluídas da fortificação as farinhas de biju, de milho flocada de trigo integral e de trigo durum, bem como os flocos de milho pré-cozidos. A resolução também não se aplica às farinhas de trigo e de milho contidas em produtos alimentícios importados.
Os fabricantes têm 24 meses para adequação das novas regras, de acordo com a RDC n° 150 de 17 de abril de 2017, publicada no Diário Oficial da União (DOU).
Compartilhe
Pra que servem alimentos termogênicos?
27/06/2017 | 22h00
/ arquivo pessoal
Termogênese alimentar é a energia que consumimos para processar e digerir os alimentos gerando um gasto de energia. Existem alguns alimentos, chamados termogênicos, que aumentam esse gasto energético favorecendo a queima de gordura corporal.
 Alguns deles:
- Pimenta Vermelha: rica em capsaicina, substância que favorece o aumento da quebra de gorduras no tecido adiposo. Aumenta em até 20% a atividade metabólica podendo ser adicionada em saladas e pratos quentes.
- Camellia sinensis (chá branco e verde): favorece a utilização da gordura corporal como fonte de energia em função do estimulo metabólico.
- Canela: Aumentar o metabolismo basal. Polvilhada por cima de frutas (aproximadamente uma colher de chá rasa), contribui com o emagrecimento e ainda torna a refeição deliciosa.
- Cafeína: estimula a lipólise que é o processo de quebra de células de gordura (adipócitos) estocadas em nosso corpo. Age também como estimulador do Sistema Nervoso Central. Cuidado com o excesso!!! De modo geral, 2 xícaras por dia são suficientes.
- Gengibre: pode aumentar o gasto calórico em mais de 10%. Pode ser usado para saborizar água, sucos ou em comidas.
- Chá de hibisco: aumenta a temperatura corporal durante a digestão e, conseqüentemente, aumenta o metabolismo.
 CUIDADOS:
Pessoas com hipertireoidismo, cardiopatias, hipertensão, enxaqueca e disfunções neurológicas só devem usar SISTEMATICAMENTE esses alimentos com orientação de um nutricionista!
Compartilhe
Mapa dos profissionais no Brasil que atendem BLW
26/06/2017 | 22h02
Mapa blw
Mapa blw
Campos dos Goytacazes
Campos dos Goytacazes
 
Você sabe o que é BLW? é uma sigla para a palavra BABY LED WEANING, que é uma forma de alimentação do bebê, normalmente após os 6 meses de idade.
Conceitualmente a idealizadora, a britânica Gill Rapley, defende a oferta de alimentos complementares em pedaços, tiras ou bastões. Sua abordagem não inclui alimentação com a colher e nenhum método de adaptação de consistência para preparar a refeição do lactente, como amassar, triturar ou desfiar.
É um assunto que vou explorar mais aqui no blog. Eu fiz o curso avançado em BLW, e se você é de outra região do país, pode ver através do mapa quais profissionais são capacitados para orientação.
Compartilhe
Marmita de Introdução Alimentar
21/06/2017 | 23h01
Introdução Alimentar
Introdução Alimentar / Arquivo Pessoal
Você sabia que não é só quem gosta de academia ou leva uma vida corrida que tem marmita? Bebê de Introdução Alimentar também pode ter marmita!!!
Essa foto ilustra a organização de uma mãe de paciente (bebê de 6 meses) que está se adaptando a alimentação complementar. Ela preparou os alimentos e dividiu em grupos alimentares, assim fica mais fácil de separar os alimentos no prato e ajudar na aceitação dos alimentos futuramente. 
Essa marmitinha é de uma bebê ovolactovegetariana, ou seja, ela não consome carnes (de peixe, aves, bovinas ou suínas), mas consome ovo e leite (somente em forma de fórmula infantil ainda). E ela possui outras variedades de alimentos dos grupos alimentares para consumir, como: tubérculos, cereais, verduras, legumes, leguminosas e frutas. 
E ainda, a mamãe decidiu introduzir os alimentos em BLW (Baby Led Weaning) que é um método onde os alimentos são introduzidos em pedaços com cortes específicos para o desenvolvimento do bebê. Estimulando assim, a autonomia e contato com os alimentos. E não significa que ela só oferte os alimentos desse modo, ela pode ser ofertada da forma convencional mesmo, desde que siga as regrinhas de uma boa introdução (como não liquidificar os alimentos).
Essa foi uma escolha familiar sobre os hábitos alimentares de toda família, e deve ser acompanhada por um profissional para que haja uma saudável Introdução Alimentar.
Compartilhe
Dicas para não comer demais no inverno
15/06/2017 | 05h50
comer no inverno
comer no inverno / Arquivo pessoal
No inverno a temperatura corporal fica mais baixa e toda vez que consumimos um alimento, durante o processo de digestão, o organismo produz energia para metabolizá-lo. Assim, a vontade de comer aumenta com a intenção de aumentar a produção do calor e equilibrar a temperatura do corpo.
Dicas para não engordar no inverno:
- É fundamental resistir ao frio e fazer atividade física, isso ajuda a aumentar a temperatura corporal;
- Procure alimentos quentes, pois eles dão maior sensação de saciedade;
- Tome até duas xícaras de chá quente por dia, de preferência chá branco ou de canela. Eles também ajudam a aumentar a saciedade;
- Evite os doces;
- Faça pequenas refeições a cada 3 horas.
Compartilhe