Em defesa da mulher
08/06/2015 | 04h44
mulher-violencia   Na próxima sexta-feira (12), a promotora de Justiça Alexandra Diniz Borges, Coordenadora do MP/RJ, e a juíza do TJ/RJ Adriana Ramos Mello, chefe da Coordenadoria de Violência Doméstica, estarão em Campos para inauguração do projeto de Unidade Móvel do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, do TJ/RJ.
Comentar
Compartilhe
Matar ou Morrer?
25/05/2015 | 02h02
faca-na-caveira Nesses tempos em que se discute porte de arma para o cidadão e a validade do Estatuto do Desarmamento, a página “Faca na Caveira”, de notícias relacionadas a policiais no Facebook, que mostra vários vídeos reais de policiais e vítimas reagindo e matando assaltantes, tem divulgado o slogan: “Quando a vítima está armada, bandido tem que procurar emprego” e também o versículo bíblico: “Se o ladrão for achado roubando, e for ferido, e morrer, o que o feriu não será culpado do sangue”. Êxodo 22:2. Diante das últimas notícias de violência dos meliantes contra pessoas indefesas, os dois textos levam à reflexão. Clique na imagem e confira o "Faca na Caveira".
Comentar
Compartilhe
Meninas de Guarus - Um caso sórdido, mas faltando ingredientes
18/10/2014 | 03h53
Pedofilia-Somos-Capas   Nesse sórdido caso das “Meninas de Guarus”, tanto faltam quanto sobram ingredientes. Essa história é composta por pedofilia, drogas, homicídio, poder e extorsão; esse último, um quesito vital que precisa ser minuciosamente investigado para que a justiça seja feita em sua plenitude, não foi sequer citado pelos afobados “repórteres” artesanais de internet, ignorando que ele cria fortes suspeitas sobre a veracidade de alguns depoimentos que poderiam ter sido manipulados e, eventualmente, utilizados para fins escusos por quem deveria fazer cumprir a lei, e não servir-se dela. O caso é escabroso e formado por vários crimes com gravidades diferentes. Colocar todos os envolvidos no mesmo saco é uma atitude temerária, pois mesmo que a inocência de alguns réus de hoje seja provada amanhã, o mal já estará feito e será irreparável. Por isso o indispensável segredo de justiça, ou, pelo menos, o respeito ao contraditório, a defesa, deveria ser amplamente observado por todos que noticiam os fatos, sejam eles amadores ou não. Como um dos primeiros a apurar profundamente essa sórdida história, sempre me reservei o direito de não publicar os nomes daqueles que não houvessem sido indiciados como integrantes ativos da quadrilha, como o chefe dela preso em flagrante. Através da Revista Somos Assim ou dessa coluna na Folha da Manhã, sempre clamamos que fosse feita justiça nesse caso, estranhamente dormitando por tempo excessivo em algum escaninho do judiciário. Esse despertar em novas mãos me traz a esperança de que a justiça finalmente será feita, mas que seja realmente justa, excluindo quem possa ter sido injustamente incluído e incluindo aqueles que possam ter sido excluídos de forma pouco recomendada. Como já dizia meu avô, cautela e chá quente não fazem mal a ninguém...
Comentar
Compartilhe
Mulher estupra homem em Búzios
02/10/2014 | 12h24
[caption id="attachment_5279" align="alignleft" width="186" caption="Foto meramente ilustrativa"][/caption]     Mulher de 26 anos está sendo acusada de estuprar homem de 31 anos em Búzios. Ela invadiu a casa dele, que estaria dormindo durante a madrugada, e acordou com a acusada de 107 quilos segurando as suas mãos e mantendo relações sexuais. A acusação de estupro em segundo grau foi confirmada após o DNA dela ter sido encontrado na vítima. A notícia foi publicada na edição dessa semana do jornal “O Peru Molhado”, tudo a ver...
Comentar
Compartilhe