Tubby é pegadinha de protesto
07/12/2013 | 09h44
O juiz Rinaldo Kennedy da Silva, da 15ª Vara Criminal do Fórum Lafayette (BH) que, precipitadamente, antes do lançamento, proibiu o aplicativo Tubby, que supostamente pretendia avaliar o desempenho feminino na cama com reação ao Lulu que avalia o desempenho masculino, deve estar vermelho de vergonha. Tudo não passou de uma pegadinha em protesto contra o Lulu. Na madrugada de ontem, o Tubby App surpreendeu os internautas. Na hora marcada para o lançamento, em vez do programa prometido, havia um comunicado oficial em vídeo acompanhado da hashtag#aEsperaTerminou direcionada para a conta oficial do Tubby no YouTube. A mensagem, no entanto, carregava legendas em coreano, que revelavam a real intenção por trás do app, uma campanha sobre a desobjetificação das pessoas. Uma pegadinha feita em parceria com canais de humor do YouTube. Nela, o ator Pyong Lee dava a seguinte mensagem:   "Olá, meu nome é Pyong Lee, da cuboX. Sério, caras, vocês caíram nessa bobagem? 2014 já está chegando e ainda tem gente querendo regredir para a 6ª série, dando notas pra pessoas do sexo oposto... Porra, pessoas não são objetos, e a intimidade de um relacionamento, por pior que tenha sido, não pode ser exposta dessa forma! Esse tipo de aplicativo pode até ser "mera brincadeira", mas dá as ferramentas para pessoas, anonimamente, fazerem estragos na imagem pública das outras, caso ainda mais grave nos dias atuais em que observamos intimidades filmadas por ex-namorados, por exemplo, vazando na rede e tendo repercussões drásticas. Sem falar no aspecto sexista, machista, heteronormativo e cruel, dentre outros retrocessos que esta futilidade promove. Vocês já ouviram falar de: respeito, intimidade e privacidade? Ou que tal deixar de ser: babaca, imaturo, sem noção e qualquer coisa do tipo, hein. Olhem essas hashtags ridículas: #engole tudo #comiporeducação #gemebaixinho; #bacalhoada #analgiratório; Não seja um imbecil. Trate as pessoas com respeito. Isso vale também pra nossa grande mídia que nunca checa fonte de nada. Sério que caíram nessa? Entendedores entenderão”.
Comentar
Compartilhe