Seca brava, cana rara
09/02/2015 | 01h11
Por conta da seca, tudo indica que não haverá cana suficiente para movimentar simultaneamente, com rentabilidade, as moendas da Usina Sapucaia e a da Usina Cana Brava, as duas únicas em funcionamento na região. As últimas, mas tímidas, chuvinhas trouxeram algum alento, mas não a solução. Caso a seca continue, não vai ter cana para movimentar nem uma delas. Pior ainda é que a Usina Paineiras, do Espírito Santo, ainda leva parte da produção local.
Comentar
Compartilhe
Ufa!
20/08/2014 | 01h33
Agora é lei. O nome da ponte entre São João da Barra e São Francisco do Itabapoana será oficialmente “Ponte da Integração”. Que alívio. Assim fecha-se a porta para homenagens fúteis a políticos vivos (ou vivíssimos) que tanto trabalho dão para serem desfeitas...
Comentar
Compartilhe
O multicidadão Barbosa Lemos
30/06/2014 | 01h13
Em contato com a coluna, o ex-prefeito de São Francisco de Itabapoana Barbosa Lemos, natural daquele município, esclareceu o QRL (quem realmente indicou) da sua indicação para Cidadão Sanjoanense. Segundo ele, foi indicado pelo vereador Kaká e aprovado por unanimidade pelos nove vereadores. Muito espirituoso, na posse disparou: “Eu sempre amei essa cidade, agora vocês vão ter que me engolir”.  
Comentar
Compartilhe
Ponte e Abismo - Carona e Confissões
17/10/2013 | 01h23
Distância Enquanto se anuncia a ponte que ligará São João da Barra a São Francisco de Itabapoana, vai se alargando o abismo entre Neco e Carla Machado. Os ex-melhores amigos já não rezam pela mesma cartilha política. Nisso, não há “ponte” que dê jeito... A bordo Falando nisso, na quinta-feira passada, uma providencial carona do Rio para Campos elevou ainda mais o nível do namoro com outro cacique. Dividiram o carro, confissões e estratégias. Ranulfo esteve em pauta.
Comentar
Compartilhe
Puxada de tapete nos royalties
06/06/2013 | 12h40
Um campista de destaque, inadvertidamente deixou o telefone no viva voz ao atender uma ligação de Francisco Dornelles presidente do PP, o que fez com que outro campista ao lado ouvisse toda a conversa. Segundo ele, Dornelles alertava que já estaria tudo pronto para uma mudança drástica na distribuição dos royalties. A ordem de Dilma, diante do sucesso da 11ª rodada licitações de novos blocos para exploração de petróleo e gás, seria deixar passar a Copa, para não macular a imagem do país com os investidores internacionais, e depois puxar o tapete dos municípios e estados produtores. Pelo sim pelo, não, é bom começar a articular uma estratégia para depois não chorar sobre leite (petróleo) derramado...
Comentar
Compartilhe
Royalties: Decisão do STF reacende esperanças
18/03/2013 | 11h31
Decisão da Ministra Carmen Lúcia, suspendendo mudanças no repasse dos royalties, mesmo que provisória, aquece a esperança para a região. Por outro lado, os autores daquela covardia no Congresso devem estar preocupados. Queriam tanto, mas tanto, que vão acabar perdendo tudo.
Comentar
Compartilhe
Na cana, a coisa tá brava
07/03/2013 | 06h56
Uma preocupante situação vem sendo fermentada, ainda sem prazo para solução, no setor canavieiro, um segmento de grande peso na economia regional. Dezenas de pequenos produtores estão sem ver a cor do dinheiro do fornecimento de matéria prima, o que está deixando essa turma de plantadores de cana muito brava, a ponto de protestar, quebrar cancela etc. Segundo informações, um vazamento de 20 milhões andou secando o caixa da empresa e colocando a batata de um ex-diretor para assar em fogo baixo no grill.
Comentar
Compartilhe
Fomos roubados!
07/03/2013 | 03h39
Pega ladrão! No Governo! Pega ladrão! No Congresso! Pega ladrão! No Senado! Pega lá na Câmara dos Deputados! (Gabriel Pensador) Nessa madrugada, horário sempre mais propício a atuação dos gatunos, os estados e municípios produtores de petróleo foram descaradamente roubados no Congresso Nacional com a derrubada do veto da presidente Dilma à pulverização entre todos os estados do país das indenizações da exploração do petróleo em alto mar, os royalties. [caption id="attachment_4220" align="aligncenter" width="756" caption="Uma foto vale por mil palavras"][/caption] [caption id="attachment_4213" align="aligncenter" width="756" caption="Em sessão tumultuada, a maioria decidiu saquear os royalties dos produtores"][/caption] [caption id="attachment_4214" align="aligncenter" width="756" caption="As bancadas carioca e capixaba foram esmagadas pela maioria que votou pela inconstitucionalidade - Fotos Agência Brasil"][/caption] Reação Cabral promete medidas duras O governador Sérgio Cabral finalmente acordou e suspendeu todos os pagamentos do Estado, exceto do funcionalismo, enquanto o Supremo Tribunal Federal não decidir sobre a inconstitucionalidade da lei que redistribui os royalties do petróleo, prejudicando os estados e municípios produtores. Além disso, o governador declarou que sem os royalties “tomará medidas muito duras”, e poderá cortar os incentivos fiscais às petroleiras que exploraram petróleo em alto mar, rever licenças ambientais e a cobrança do ICMS, não só da Petrobras, mas de todas as empresas que atuam na área, no Estado do Rio de Janeiro. — Estamos prontos para um arsenal de ações. O estado do Rio é o maior teatro de operações da produção e da exploração do petróleo. Como diz claramente o artigo 20 da Constituição, os royalties são uma indenização para o estado e o município produtor. Nós não inventamos isso, isso ocorre no mundo inteiro, sobretudo nos países democráticos. Para o estado do Rio de Janeiro é o caos. É o caos para o estado, é o caos para seus municípios. Eu não consigo compreender o que leva a se tomar uma decisão dessas, que não resolverá o problema de nenhum estado ou município brasileiro e leva à falência o governo do estado e muitas das prefeituras, porque das 92 cidades, 87 recebem receitas dos royalties e das Participações Especiais. Nós vamos aguardar a publicação da lei. Assim que ela for materializada, vamos ao STF. A presidenta Dilma, no seu veto, foi muito clara. Ela indica o artigo 5º da Constituição, que diz que não se pode violar o ato jurídico perfeito. Estamos falando de campos de petróleo que já foram leiloados, com contratos assinados, absolutamente concluídos. Portanto, isso é um rompimento do ato jurídico perfeito, declarou. Governo do Espírito Santo move Adin O governador Renato Casagrande determinou à Procuradoria Geral do Estado que mova uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal. O governador também citou que a presidente Dilma disse em seu veto que não se pode apropriar de recursos originários dos estados e municípios produtores de petróleo. “São bilhões e bilhões de reais. Há um claro desequilíbrio orçamentário. A presidente Dilma foi clara que nem água nas razões do veto. Só que não levaram em consideração. Mas a Suprema Corte Brasileira está aí para isso. Para garantir o processo democrático”. (Saiba mais AQUI)
Comentar
Compartilhe
Foi mal, voltou pior...
21/01/2013 | 12h11
Carlos Júnior Monteiro, empresário campista do ramo de vestuário masculino, que frequentemente viaja para conferir feiras de moda e as últimas novidades do setor, na última semana, foi a São Paulo pela 1001 e retornou pela Itapemirim. Sorte dele que arrependimento não mata..., pois difícil dizer qual viagem foi pior, a de ida ou a de volta. Ontem viajou para Gramado (RS), foi de avião...
Comentar
Compartilhe
Frederico Barbosa Lemos de volta ao páreo eleitoral de SFI
27/08/2012 | 05h44
Pelo menos por enquanto, Pedrinho Cherene ainda não vai nadar de braçada na piscina eleitoral de SFI. Frederico Barbosa Lemos está de volta ao páreo eleitoral para a prefeitura de São Francisco de Itabapoana, apoiado em uma liminar concedida pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Luiz Zveiter. Apesar de ficar com o registro da sua candidatura sub-júdice, a decisão garante a continuidade da sua campanha eleitoral até o julgamento final do recurso.
Comentar
Compartilhe
Próximo >