Tarde de Roça na Pelinca
07/12/2016 | 08h37

 Tarde de roça na Pelinca, a principal avenida de Campos

Tarde-de-roca

"A mudança somos nós" (Rosinha) .... que se mude logo...

Comentar
Compartilhe
Imagem exclusiva do eleitor que vota por conta da passagem a 1 Real
23/09/2016 | 09h07
Imagem exclusiva do eleitor que vota por conta da passagem a 1 real cavalo-eleitor-X
Comentar
Compartilhe
"A mudança somos nós"?
09/09/2016 | 12h20
burro-1-x burro-2-x burro-3
Comentar
Compartilhe
Terra de Burros Espertos
19/05/2016 | 03h18

burros-dupla-28-março-X

Enquanto muitos “burros” espertos de duas patas pastam implacáveis nossos recursos em gabinetes refrigerados, outros, à revelia da lei, continuam sendo explorados em nossas avenidas sob o peso de cargas exageradas, maus tratos e cruéis chicotadas, ignorando solenemente a Lei 7.194/2016 – de autoria do deputado estadual Dionísio Lins, sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão, que proíbe a utilização de tração animal. Sem recursos, por conta do "pasto capinado baixo" para utilização pouco recomendada, não foi providenciada uma alternativa de qualificação e trabalho para os carroceiros, e o problema social está servindo de desculpa para a incompetência e os desmandos administrativos. A foto acima foi tirada às 13h de hoje na Avenida 28 de Março, uma das principais de Campos.

Comentar
Compartilhe
Lei burra
19/01/2016 | 05h32
Alfafa neles! Carroças I Nesse debate sobre o cumprimento da lei que proíbe a utilização de veículos de tração animal na área urbana, é preciso que haja entendimentos entre três setores para se corrigir as lacunas da lei: os comerciantes de material de construção, o CCZ e o Fundecam. Carroças II  Os comerciantes, como maiores clientes dos carroceiros, têm que garantir a continuidade do relacionamento, o CCZ, por ser o órgão que decidiria sobre o destino dos animais, e o Fundecam, que tem linhas de financiamento para viabilizar a substituição das carroças por outro veículo. Carroças III É incontestável que já passou da hora de se proibir a escravização dos animais para transportar cargas. Daí, a importância de que a categoria se organize, numa cooperativa ou associação, para garantir o diálogo e expor as suas propostas. Só assim será corrigida a burrice da lei, que não ofereceu planos de contingência para os carroceiros e, muito menos, para os animais.
Comentar
Compartilhe
Burros continuam escravizados: Carroceiros ignoram lei que proíbe tração animal
12/01/2016 | 05h17
[caption id="attachment_5855" align="aligncenter" width="756"]burro-monta-1 Nessa terça-feira, ignorando a lei, carroças circulavam livremente na Avenida 28 de Março. Afinal, quem são os "burros" dessa história?[/caption] As carroças tracionadas por burros e cavalos continuam transitando livremente pela cidade de Campos, inclusive nas áreas onde existe proibição municipal para não atrapalhar o trânsito. Seus condutores não estão dando a menor bola para as autoridades. De nada vai adiantar a Lei 7.194/2016 – de autoria do deputado estadual Dionísio Lins, sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão, proibindo a utilização de tração animal. O texto não especifica quem irá fiscalizar e punir o seu não cumprimento.
Comentar
Compartilhe
Cidade dos burros
28/12/2015 | 05h05
Burro-1 Cena bucólica de Campos, cidade dos burros, em todos os sentidos e lugares. Rua Barão de Miracema esquina com Salvador Corrêa. O progresso se rende ao atraso, a falta de fiscalização, à demagogia. Assim caminha Campos, de carroça...
Comentar
Compartilhe
Ameaças e tiros no Açu no calor das desapropriações
21/10/2013 | 12h06
  O Porto do Açu mudou de dono, mas o conflito agrário está acirrado. Na quinta-feira, os filhos do falecido José Irineu Toledo foram surpreendidos por homens se dizendo representar a Codin, mas portando crachás e vestimentas da LLX, que queriam retirar da sua propriedade as 32 cabeças de gado que haviam sido resgatadas do confinamento em pasto de areia na Fazenda Papagaio, da LLX. Como a família ainda não recebeu um centavo da desapropriação, em disputa judicial, optou por colocar o gado no único lugar disponível, o Sítio Camará, de sua propriedade há décadas. Ao observar que uma equipe de reportagem chegava ao local, os homens saíram em disparada destruindo a cancela da propriedade. Mas, a coisa não parou por aí. No meio da noite o Sítio do Birica, de propriedade de Noêmia Magalhães, uma das lideranças da resistência às desapropriações foi alvejado por desconhecidos. Muito estranho... e perigoso...
Comentar
Compartilhe
Atraso movido a burros em todas as esferas...
25/09/2013 | 12h32
[caption id="attachment_4732" align="aligncenter" width="756" caption="O símbolo do atraso desfila em frente ao IFF, um ícone na busca pelo progresso"][/caption] [caption id="attachment_4733" align="aligncenter" width="756" caption="Na área em que se deveria promover a cultura, o atraso estaciona e descarrega..."][/caption] Enquanto Campos sonha com o progresso e desenvolvimento, o atraso do município é movido a burros em todas as ruas, avenidas, e esferas... A proibição da circulação de carroças de tração animal nas principais ruas e avenidas de Campos vem sendo sistematicamente desrespeitada, enquanto a fiscalização municipal ignora solenemente os abusos que apertam cada vez mais o nó de um trânsito já caótico. Por que não está sendo fiscalizada e coibida a circulação de carroças nas principais vias da cidade? Por que não se promove a qualificação profissional desses trabalhadores? Nas fotos acima, uma carroça, coincidência ou não, é descarregada na calçada do outro lado da rua, em frente ao Palácio da Cultura. Na foto seguinte, outra carroça  desfila ostensivamente em frente ao Instituto Federal Fluminense (IFF) como um outdoor ambulante do atraso em que insistem em nos manter. Nas costas do carroceiro, uma frase soa como explicação: "Prefeitura de Campos Trabalhando"...
Comentar
Compartilhe
Camarão bate em Rosa na Câmara de SJB e caso acaba na delegacia
09/06/2011 | 08h19
[caption id="attachment_1648" align="aligncenter" width="756" caption="O momento da agressão / TV Viva"][/caption] Veja no link abaixo as imagens gravadas da deprimente cena de agressão na Câmara Municipal de Sâo João da Barra: watch?feature=player_embedded&v=_U2n_Zt3PTU [caption id="attachment_1654" align="aligncenter" width="756" caption="Agressão, polícia e tumulto. são João da Barra não merece isso!"][/caption] Nessa quinta-feira, a cidade de São João da Barra assistiu estupefata a uma cena de pugilato em plena Câmara Municipal, quando o vereador Camarão atingiu com um soco no rosto seu ex-aliado Alexandre Rosa. Tudo foi transmitido ao vivo via internet. Após Camarão ter feito acusações de ter saibro da prefeitura na propriedade do irmão do vereador Aluizio Siqueira e na propriedade do secretário municipal de Obras e ouvir como resposta de Aluizio de que o saibro do sítio do seu irmão era sobra do serviço particular realizado pela empresa do seu irmão no loteamento Porto Seguro, onde ele (Camarão) comprou dois terrenos por valor superior a cem mil reais, o vereador Camarão ficou extremamente irritado e, em seguida, interferiu em uma discussão entre o vereador Kaká e Alexandre Rosa, incitando Kaká a agredir Rosa, como o vereador Kaká não o fez, após um rápido bate boca com Alexandre, o próprio Camarão deu vazão a sua ira descendo da mesa diretora da casa indo em direção a Alexandre e desferindo um violento soco no rosto do vereador. Nesse momento, o vereador Alexandre Rosa está na delegacia de São João da Barra acompanhado dos outros vereadores da situação, do seu advogado e da prefeita Carla Machado. Após dar queixa, ele está prestando depoimento ao delegado local e deverá ser encaminhado para fazer o exame de corpo de delito em Campos.
Comentar
Compartilhe
Próximo >