A Flor e o Esterco, o esperneio dos desesperados...
26/12/2016 | 01h16
flor-primeira

Essa é primeira flor que nasceu em meu novo jardim, fruto de muito trabalho e forte adubo. Assim é na vida, o esterco que nos jogam fortalece nosso solo e faz florescer belas flores.

Coincidência ou não, ela nasceu no mesmo dia em que Maycon Morais e Ralfe Reis, tristes marionetes do “Comandante Rosa", entraram em polvorosa ao ver denunciado por esse blog o seu estratagema de servirem de “cavalos” para dar voz ao chefe no ataque a um juiz e, para isso, distorcendo a decisão de um ministro e burlando uma ordem judicial.

 Na iminência de ter que responder pelos seus mal feitos nas barras da Justiça e da Polícia Federal, apesar de se esforçarem muito para servir a seu mestre, mas sem o grande talento ou a inteligência dele para as coisas do mal, procuraram a orientação do profissional de plantão da sua facção, gente especializada e muito mais maliciosa.

Orientados pelo dito cujo, passaram a usar a mesma técnica do seu líder, tentando encobrir o mal feito esperneando e jogando nos outros o que lhes sobra, esterco.

 Mas sem explicar como dois ocupantes de cargos de confiança da Prefeitura (DAS), nomeados pela prefeita Rosinha, e pagos com dinheiro público, dedicam o seu tempo, pago pela municipalidade, a um site criado única e exclusivamente para atacar, a mando do patrão oculto, os eleitos como desafetos do seu grupo político, e a Juízes que lhes punem as falcatruas.

 A exemplo de outros órgãos de comunicação criados para atender aos devaneios, ambições e vinganças de Garotinho, esse também irá se desvanecer na penumbra reservada aos pelegos e paus mandados, principalmente agora que se extingue o governo da patroa e o seu precioso adubo.

Não tenham dúvidas, essa facção será definitivamente excretada da política local, e eles ejetados das preciosas boquinhas que financiam esse tempo dedicado ao patrão degredado no Flamengo. Acabou o milho, acabou a pipoca...

Comentar
Compartilhe
Médico de Garotinho é um artista
18/11/2016 | 02h12
592-medico O Dr. Marcial Raul Navarrete Uribe, o médico que acompanhou Rosinha ao Complexo Penitenciário de Bangu, e que também se fez advogado afirmando que era "direito do Garotinho" ficar no hospital, como está na decisão do Juiz, que achou o palpite sui generis, também é cardiologista, endocrinologista, clínico geral e pneumologista. Pelo jeito, é tudo... E parece também ser um artista. 592-decisao-1 592-medico-monta Veja abaixo alguns dos problemas em que ele já se meteu: PORTARIA Nº 264, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016 O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso da competência que lhe foi delegada pelo art. 1o, inciso I, do Decreto no 3.035, de 27 de abril de 1999, de acordo com o art. 132, inciso XII, da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e tendo em vista o que consta no Processo no 33383.076198/1990-89, resolve: Demitir MARCIAL RAUL NAVARRETE URIBE, ocupante do cargo de Médico, matrícula no SIAPE no 0643682, no Quadro de Pessoal do Ministério da Saúde por acumulação ilícita de cargos públicos. MARCELO CASTRO PORTARIA Nº 265, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2016 O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso da competência que lhe foi delegada pelo art. 1º, inciso I, do Decreto no 3.035, de 27 de abril de 1999, de acordo com o art. 132, inciso XII, e 134, da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e tendo em vista o que consta no Processo nº 33383.076198/1990-89, resolve: Cassar a Aposentadoria de MARCIAL RAUL NAVARRETE URIBE, aposentado do cargo de Médico, matrícula no SIAPE no 6643682, no Quadro de Pessoal do Ministério da Saúde, por acumulação ilícita de cargos públicos. MARCELO CASTRO Ele também foi excluído no governo Dilma por improbidade administrativa, e agora parece que está tentando voltar (pelo poder político). Ele é servidor do Estado e também tem várias ações judiciais no Rio. É realmente um cara problemático. Considerando a entrevista dada pelo médico em frente a Bangu no meio da madrugada. Por que será? APELAÇÃO CIVEL : AC 200951010127400 RJ 2009.51.01.012740-0 VIGÉSIMA SEGUNDA VARA FEDERAL DO RIO DE JANEIRO (200951010127400) RELATÓRIO Trata-se de apelação interposta por MARCIAL RAUL NAVARRETE URIBE contra a sentença de fls. 86/89, que denegou a segurança requerida no presente mandamus, em que o impetrante objetiva ordem no sentido de que a autoridade coatora se abstenha de exigir-lhe a opção por um dos dois cargos de médico que ocupa junto ao Ministério da Saúde ou pela renúncia aos proventos de aposentadoria que percebe como médico do Estado do Rio de Janeiro. O MM Juiz a quo denegou a segurança ao fundamento de ser impossível a acumulação de três vínculos públicos... Assinale-se, por outro lado, que, como bem ressaltou o Ilustre representante do MPF (fl. 123), o cargo de médico que o apelante detém junto ao Hospital da Piedade, antigo Hospital Universitário Gama Filho, encampado pelo extinto INAMPS em 1991, não foi conquistado mediante concurso público de provas e títulos, ou na forma do art. 19 do ADCT da CF/88, razão pela qual não haveria que se falar em aplicação da regra excepcional do art. 11 da EC 20/98.   Portanto, ele não é servidor municipal do Rio (pois suas acumulações já estão descritas aí em cima), não trabalhando no Souza Aguiar. Note-se que o cargo que ocupava como médico do Estado do Rio de Janeiro foi SEM concurso público, por indicação política.
Comentar
Compartilhe
Ah! Uma Jaula!
24/10/2016 | 04h13
https://youtu.be/uJGSKKFUaJI Diante das denúncias de que o ex-governador Sérgio Cabral está enrolado até o pesco nos negócios bilionários da Delta de Fernando Cavendish com o estado do Rio de Janeiro, a música “Ah! Uma Jaula”, de Falcão, nunca foi tão atual. Entre os versos: “Se aquele anel, você me deu, pensando no meu anel. Aquele anel já se perdeu”. E também: “não quero nem saber se peba põe. Eu quero meu bem um vaso e um quilo e meio de sabão. Se existe sujo na beira, o que se dirá no porão”.
Comentar
Compartilhe
Rosinha e Thiago Calil: ex subsecretario ameaça contar tudo
14/06/2016 | 02h16
[caption id="attachment_6007" align="alignleft" width="764"]Condenado a 25 anos de cadeia no caso Meninas de Guarus, o amigo e cabo eleitoral de Rosinha, e seu ex-subsecretário de Governo ameaça "contar tudo que sabe". Se contar a metade, já complica a turma da Lapa Condenado a 25 anos de cadeia no caso Meninas de Guarus, o amigo e cabo eleitoral de Rosinha, e seu ex-subsecretário de Governo ameaça "contar tudo que sabe". Se contar a metade, já complica a turma da Lapa[/caption]

Abandonado pelo seu grupo político e desesperado com a condenação a 25 anos de cadeia por cárcere privado, formação de quadrilha e exploração sexual de menor no caso “Meninas de Guarus”, Thiago Calil ameaça “contar tudo”. Desfrutando de trânsito livre e intimidade com os seus caciques políticos, depois de servir fielmente como um “estratégico” cabo eleitoral, ele foi prestigiado com o cargo de confiança de subsecretário de Governo de Rosinha. O segundo nomeado pela prefeita, na mesma secretaria hoje ocupada pelo seu líder político Garotinho.

Antes da pena atual, preso na “Operação Cinquentinha”, quando ocupava o cargo, ele já havia sido condenado por crimes de corrupção passiva e de formação de quadrilha pela Justiça Eleitoral. Prevendo que seria preso, o ex-subsecretário de Governo foi visto aos berros na prefeitura “Se eu for preso, vou contar tudo que eu sei” (AQUI). Vamos torcer para que ele conte. Tem muita carne debaixo desse angu de caroço...

Calil-rosa-Capas-1-X

Comentar
Compartilhe
Tremedeira na Lapa
29/04/2016 | 02h12
Moro-ralph Com a Lava Jato chegando a Campos para passar a limpo essa história de “bônus” da Odebrecht, essa foto do encontro do juiz federal Sérgio Moro com o juiz estadual Ralph Manhães (acima) tem potencial para tirar o sono da turma da Lapa. Dizem que quem não deve não teme.... Mas tremedeira promete ser grande...
Comentar
Compartilhe
Lama da Odebrecht na Lapa
23/03/2016 | 02h35
490-lava-jato-02-4-1 Quem não deve não teme, mas quem deve, deve estar tremendo... A lama do “Sistema Estruturado” de propinas da Odebrecht, desmantelado pela operação “Lava Jato”, chegou a Campos, onde a empresa tocou várias obras milionárias a preços pouco recomendáveis... O nome da prefeita Rosinha aparece ao lado de cifras de um milhão. O Comitê Financeiro de Garotinho também aparece com um milhão. A filha deputada Clarissa Garotinho não ficou de fora, e seu nome aparece ao lado da cifra de 500. Só não se sabe ainda se seriam por ocasião ou por mesada. A casa caiu, já não dá mais para Morar Feliz na Lapa...
Comentar
Compartilhe
Jogando sujo
05/03/2016 | 04h21
482-Face-falso Tem situação se aproveitando da situação para jogar sujo no Facebook, divulgando postagens falsas de um ficitício apoio dos vereadores Rafael Diniz, Marcão, José Carlos e do ex-prefeito Arnaldo Viana a Lula. É fácil deduzir de onde vem o embuste. Casas caindo Se a casa de Lula caiu por conta de um sítio em Atibaia, aqui, uma das maiores fazendas da região e uma enorme área de terra perto de Donana, entre muitas outras coisas, têm potencial para fazer desabar uma famosa casinha... Verdade Lá, como cá, a redenção da economia depende da derrocada de um pernicioso grupo político. O Brasil já está acordando, e o campista precisa seguir o exemplo... Odor Tem muita gente sentindo cheiro de eleições presidenciais junto com as municipais... Verdade Se a coisa já está cheirando mal, quando abrirem os tais containeres no sítio, pode feder... Há quem diga que a catinga pode ser mais forte do que a de álcool...
Comentar
Compartilhe
Purgatório & Saudades de Zezé
08/09/2015 | 04h02
Campos-Purgatorio Todo mundo sabe da roubalheira, mas ainda existe quem defenda os ladrões e reclame das críticas. Para sair desse buraco (ou rombo) em que nos meteram temos que tirar quem nos pôs aqui. Como na Justiça não se consegue nada, temos que ser mais sábios na hora da escolha. Mais um ano de purgatório até as eleições. Se sobrevivermos até lá... Saudades de Zezé Qualquer campista entre cinquenta e sessenta anos se lembra de Campos como uma boa cidade para se viver. O prefeito começava a trabalhar às cinco da manhã, sem se esconder de ninguém, em uma salinha ao lado do cemitério, e a cidade funcionava sem as milionárias verbas dos royalties. Não existiam as sanguessugas terceirizações e as obras desnecessárias, como o elefante branco Cepop, ou a tão dispendiosa quanto inútil “decoração” da Beira Valão. Naquela época, ninguém sequer cogitava em vender o futuro dos campistas. Mais do que tirar coelhos da cartola do desespero para tentar varrer para baixo do tapete seus próprios erros, mais do que obras ou soluções físicas, precisamos de novas pessoas, novos projetos, novas posturas de caráter, honestidade e lisura com a coisa pública. Mais do que nunca precisamos dos jovens, por eles vai passar o futuro que queremos para Campos.
Comentar
Compartilhe
10 medida contra a corrupção. Apóie!
02/09/2015 | 02h28

10-medidas-mpf

A campanha “10 medidas contra a corrupção” promovida pelo Ministério Público Federal e com apoio de voluntários da sociedade civil, está realizando a coleta de assinaturas para mudanças na lei que aprimorem o combate à corrupção no País.

A expectativa dos coordenadores do projeto é alcançar, até o dia 7 de setembro, pelo menos 500 mil assinaturas favoráveis ao projeto que pretende tornar mais efetivo o combate contra a corrupção e a impunidade.

Segundo os organizadores, entre outros efeitos, as medidas buscam: agilizar a tramitação das ações criminais e de improbidade administrativa; converter a corrupção de altos valores em crime hediondo aumentando as penas; criminalizar o enriquecimento ilícito; alterar o sistema de prescrição; e responsabilizar partidos e criminalizar a prática do caixa 2.

As medidas foram propostas pela força-tarefa da Lava-Jato, composta por doze procuradores da República, a partir de lições acumuladas pelo Ministério Público Federal ao investigar e denunciar casos de corrupção de todos os portes. No Rio de Janeiro, o lançamento à sociedade aconteceu em 7 de agosto, quando entidades como Transparência Brasil e as associações dos Engenheiros da Petrobrás (AEPET) , dos Beneficiários do fundo Petros (AMBEP) anunciaram apoio imediato.

Desde então, a campanha obteve no Rio os apoios da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Associação do Comércio Farmacêutico do Estado (Ascoferj), Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-RJ), mineradora Vale e ONG Ação Jovem Brasil. CLIQUE NA ILUSTRAÇÃO OU AQUI E SAIBA MAIS NA PÁGINA DO MPF.

Comentar
Compartilhe