Rosinha tirou o dela da reta...
16/12/2016 | 04h28
Diante da revolta popular e temerosa das decisões judiciais, Rosinha manda seu preposto Edson Batista retirar da pauta a indecente proposta de venda de patrimônio público para tapar seu rombo no Previ Campos. Dr. Eron Simas, o juiz que estava sendo desrespeitado, é o mesmo que vai dar as sentenças do "Chequinho"... Como sempre digo: quem tem, tem medo... e, como diz Garotinho, tirou o seu da reta... 603-rosinha-tira
Comentar
Compartilhe
Repercussão negativa faz Garotinho recuar no fechamento da UHP da Saldanha Marinho
05/08/2016 | 07h48
UBS-3-fachada Recuo estratégico Diante da forte repercussão negativa, estrategicamente e novamente, o marido da prefeita desdisse o que havia dito, e ontem afirmou, em um programa de televisão (AQUI), que não vai fechar a UHP da Saldanha Marinho, e que o prédio será reformado por partes, em funcionamento. Antes assim. Bem, pelo menos até ele mudar de ideia, de novo... Visita A polêmica intenção do Governo Municipal de fechar a UHP da Saldanha Marinho e transferir seu corpo de médicos e funcionários para ativar a nova UBS da Penha que, apesar de contar com espaço físico para Emergência 24h, atualmente funciona apenas com atendimento ambulatorial, desmentida, confirmada e, novamente, desmentida pelo marido da prefeita, levou o blog visitou a UBS da Penha. Estrutura física elogiável UBS-nelma A primeira impressão foi ótima. Encontramos um belo e moderno prédio, com amplas instalações, apesar de sub-utilizadas. Fomos atendidos por um solícito recepcionista que nos encaminhou para a encarregada da unidade Sra. Nelma Guimarães, bastante cortês e profissional, que explicou o funcionamento da unidade, que conta hoje com 2 pediatras, 2 ginecologistas, 1 clínico geral, 2 fisioterapeutas, 2 odontólogos, um corpo clínico suficiente para o atendimento ambulatorial da área que abrange, além de ambulância, e salas de curativos, uma pequena farmácia, aferição de pressão e glicemia. UBS-2 Cobrindo um santo, descobrindo o outro A maior deficiência da nova UBS está em um ponto bastante nevrálgico da Saúde Pública em Campos, a Emergência 24hs. As instalações existem, mas carecem totalmente de equipamentos e corpo de funcionários e médicos para que funcionem, conforme a promessa da prefeita Rosinha no dia da sua inauguração. Para mantê-la, na impossibilidade de contratações em período pré-eleitoral, surgiu a idéia, agora abortada, de fazer o remanejamento dos funcionários da UHP da Saldanha Marinho, com o fechamento daquela unidade para uma “reforma”, o que gerou uma forte comoção na população dos bairros atendidos por ela, e a divulgação de uma “Moção de Repúdio” e a criação de um Abaixo Assinado dirigido ao Ministério Público Estadual, que obrigou o Secretário de Governo e marido da prefeita Sr. Anthony Garotinho a recuar naquela decisão, vista pela população e funcionários como notadamente eleitoreira. Dessa vez não deu para cobrir um santo descobrindo o outro.
Comentar
Compartilhe
Repúdio e Abaixo Assinado contra fechamento do UPH da Saldanha Marinho
04/08/2016 | 10h46
PU-Saldanha Após o Governo Municipal de Campos anunciar um “fechamento para reforma”, denunciado por esse blog (AQUI), e retroceder, o novo anúncio do fechamento da Unidade Pré - Hospitalar da Saldanha Marinho (Antigo Sandu), para colocar em funcionamento com os seus funcionários a UBS Penha, desta vez feita de Secretario de Governo e marido da prefeita em seu programa de rádio, deixou revoltados os médicos, funcionários, e milhares de moradores de dezenas de bairros e comunidades atendidas pelo UPH. Os médicos e funcionários divulgaram uma “Moção de Repúdio à pretensão do Governo Municipal de Campos dos Goytacazes de encerramento das atividades da UPHSM e transferência dos funcionários”, e um abaixo assinado está disponível naquela unidade e também percorrendo as comunidades e bairros atingidos. PU-abaixo-assinado Nas redes sociais viraliza a revolta contra a decisão, vista apenas como oportunista e eleitoreira. Algumas postagens citam a LEI 7.783: “São necessidades inadiáveis, da comunidade aquelas que, não atendidas, coloquem em perigo iminente a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população.". (AQUI) PU-Lei-Alexis O movimento cresce e deve gerar fortes protestos naquela unidade e na porta da Prefeitura de Campos. Leia abaixo a Moção de Repúdio na íntegra: Moção de Repúdio à pretensão do Governo Municipal de Campos dos Goytacazes de encerramento das atividades da UPHSM e transferência dos funcionários Campos 03 de Agosto de 2016 Surpreendidos com a declaração do Secretário Municipal de Governo de Campos dos Goytacazes Sr. Anthony Garotinho, em seu programa de rádio, de que a UNIDADE PRÉ-HOSPITALAR DA SALDANHA MARINHO será fechada, os funcionários da UPHSM, pertencente à FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CAMPOS, vem a público explicitar o seu posicionamento e manifestar o seu repúdio quanto ao encerramento do atendimento de urgência aos munícipes da área central e outros bairros: Tira Gosto, Matadouro, Portelinha, IPS, Parque Aurora, Parque São Benedito, Jóquei Clube, Novo Jóquei, Turfe Clube, Carvão, Ponta da Lama, Parque Santo Amaro, Parque São Caetano, Pecuária, Nova Brasília, Julião Nogueira, Guarus, Baixada Campista, entre outros, e em defesa da permanência do funcionamento da UNIDADE PRÉ-HOSPITALAR, com histórico de serviços prestados à comunidade desde 1966; tornando  notório, ainda, o nosso repúdio pela transferência dos  funcionários concursados  da UPH Saldanha Marinho para a UBS da Penha,  sem estudo prévio ou qualquer consulta à comunidade e/ou justificativa, agindo de forma  desrespeitosa  com os segmentos profissionais e com a população. Repudiamos a ação de desmonte da SAÚDE PÚBLICA no MUNICÍPIO DE CAMPOS, que desconsidera essa UNIDADE DE SAÚDE e a sua importância no contexto populacional, REDUZINDO ESSA VALIOSA E HISTÓRICA INSTITUIÇÃO A AÇÕES POLÍTICAS e minimizando a sua importância na vida da população que necessita desse atendimento. Repudiamos, ainda, o desaparelhamento a que esta unidade de saúde vem sendo submetida ao longo dos últimos anos, causando um impacto considerável na qualidade do atendimento prestado a esses usuários de direito. Hoje, a referida unidade pertence a FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE, constituindo a REDE DE URGÊNCIA DO MUNICÍPIO. Contamos com equipe multidisciplinar composta de: médicos; enfermeiros; técnicos de enfermagem; assistente social; farmacêutico, odontólogos, além da equipe técnico administrativa. POSSUÍMOS SALA DE MAL SÚBITO; TRÊS ENFERMARIAS, SALA DE HIPODERMIA, POSTO DE ENFERMAGEM; SALA DE SUTURA; SALA DE SERVIÇO SOCIAL; FARMÁCIA; SALA DE CURATIVOS E DOIS CONSULTÓRIOS MÉDICOS. SOMOS A ÚNICA UNIDADE PRÉ-HOSPITALAR DA MARGEM DIREITA DO RIO PARAÍBA E ABSORVEMOS OS ENCAMINHAMENTOS REALIZADOS PELO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR E EMERGÊNCIA EM CASA, ASSIM COMO ATESTAMOS ÓBITOS EM DOMICÍLIO. Por isso, nós funcionários da Unidade de Atendimento Pré-Hospitalar Saldanha Marinho (UPHSM) apresentamos a seguinte moção.
Comentar
Compartilhe
Aniversário de SJB com Manifestação Geral em clima de funeral
17/06/2016 | 01h00
526-sjb-manifesta-1-x Hoje, São João da Barra completa 166 anos, mas a “comemoração” foi às avessas, com uma enorme Manifestação Geral, em clima de funeral pelas ruas da cidade, reunindo estudantes protestando contra o corte de passes e bolsas, artistas e músicos protestando por falta de pagamento, funcionários das terceirizadas protestando contra o desemprego, e donas de casa protestando contra a vexatória situação de penúria da cidade. 526-sjb-manifesta-6-x 526-sjb-manifesta-7-X Sexta-feira negra para o prefeito Neco, que, apesar de contar com uma receita de cerca de 350 milhões por ano. Mais ou menos de 26 a 29 milhões mês, perto de 1 milhão por dia, decretou emergência econômico financeira no município, quase uma falência. As celebrações pelo dia da Cidade, e até a entrega da medalha Barão de São João da Barra, a maior honraria do município, foram suspensas. [caption id="attachment_6034" align="aligncenter" width="630"]Fotos Portal OZK Fotos Portal OZK[/caption] 526-sjb-manifesta-4-x
Comentar
Compartilhe
Único hospital de S. João da Barra pode fechar as portas por falta de pagamento da PMSJB
16/06/2016 | 07h04
sta-fachada Único hospital São João da Barra pode fechar Como diz o velho ditado: “Nada é tão ruim que não possa piorar”. Neco, perfeito de São João da Barra, já está perdendo o controle da situação. Ele passou a semana sendo fustigado pelos cortes de energia executados pela Ampla em importantes órgãos públicos, como a Defensoria Estadual, bloqueio do acesso ao prédio do CRAS por falta de pagamento, e até protesto da Banda União dos Operários, que diz ser obrigada a fechar as portas por corte na subvenção municipal. Agora Neco se vê às voltas com um problema muito mais grave. A Santa Casa de Misericórdia de São João da Barra, o único hospital do município, divulgou nota oficial informando que a instituição, fundada em 1873, deverá fechar as portas por falta de medicamentos, pessoal e insolvência financeira. A instituição declara que tem convênio em vigor desde 2003, mas que em 2015, na administração Neco, a instituição perdeu a sua capacidade de pagamento sendo obrigada a "alocar recursos que deveriam ser utilizados em investimentos, fundos de contingência e reserva, pois tanto a remuneração do SUS quanto a do convênio (008/2015) com o município eram creditadas muito afora às datas pactuadas", afirma na nota. A instituição ainda diz que as parcelas dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2015 não foram pagas, mas que foi firmado o convênio 015/2016 com o município, sendo este um estímulo para manter a estrutura em funcionamento pleno. "Firmados os convênios 2015 e 2016, deveres e direitos foram definidos. "A não cobertura financeira da estrutura pelo Poder Municipal, pendentes até hoje, nos trouxe uma dívida certa e tamanha", "Iniciamos a desativação do hospital. Não há como suportar tal situação. Ou existe a imediata condição de se repor os valores não pagos, ou nos deparamos com a realidade da paralisação extrema das atividades. 143 anos de vida de uma instituição representam um acervo incontestável para uma cidade. O quadro da deformação de uma Santa Casa por ora vivenciado em São João da Barra, não pode ser encarado como uma simples questão de falta de avaliação. Não pode ser qualquer decisão sem a profundidade de responsabilidades”. “Lamentável". Veja abaixo e confira (AQUI). [caption id="attachment_6021" align="aligncenter" width="669"]Fac Símile OZK Fac Símile OZK[/caption]  
Comentar
Compartilhe
Foice nos funcionários, fim de festa dos camelôs, e culpa...
01/02/2016 | 12h08
ovos Foice Os funcionários da Prefeitura de Campos estão pisando em ovos. O medo da demissão já tomou conta de todas as secretarias. Quem não é da panelinha ou concursado está com o ..., usando de eufemismo, pires rosa na mão... Fim de festa Os camelôs podem tirar seus cavalinhos da chuva que desse mato da prefeitura não sai mais cachorro, muito menos novo camelódromo... Acabou o milho, acabou a pipoca... De quem é a culpa? Com a prefeitura de Campos no fundo do poço fazendo desmoronar o castelo de cartas rosa, deve estar voando prato na Lapa...
Comentar
Compartilhe
A fuga dos vereadores...
22/06/2015 | 01h51
fuga-2 Ao aprovar o “Rombão” de um bilhão, a Câmara Municipal de Campos ficou em dívida com todos os campistas, depois fechou as portas para fugir dos credores, o povo...
Comentar
Compartilhe
A sorte de Rosinha é ser casada com Garotinho
20/12/2014 | 06h47
rosinha-garotinho-paraquedas Sorte de Rosinha que ela é casada com Garotinho. Caso contrário, nesse Natal ele mandava fazer uma fogueira de carnês de IPTU na porta da casa dela na Lapa, com direito a acampamento de empreiteiros, fornecedores e terceirizados, com ordem de só sair de lá quando recebessem...
Comentar
Compartilhe
13 entidades, e até os Bispos, pedem a volta do Cel. Ramiro ao comando da PM de Campos
01/12/2014 | 02h02
coronel-ramiroEm nota ao governador Pezão, divulgada na manhã dessa segunda-feira pela  Assessoria de Comunicação da Acic, 13 entidades e os dois bispos de Campos pedem que seja tornando sem efeito o ato de exoneração do Coronel Ramiro do comando do 8º Batalhão de Policia Militar de Campos. A nota ressalta: " Nos últimos meses de forma acertada, Vossa Excelência designou o Tenente Coronel Ramiro, Comandante do 8º Batalhão de Policia Militar, um profissional que trouxe alento a nossa Região e esperança de dias melhores, realizando um trabalho eficaz, sério e em consonância com a comunidade e sociedade civil organizada.  De forma repentina, que nos causou estranheza e preocupação, fomos surpreendidos pela publicação, no dia 29 de novembro do corrente ano, no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro com o Ato de exoneração do Coronel Ramiro do comando do 8º BPM. Diante dos fatos, as entidades abaixo assinados, vem encarecidamente solicitar a Vossa Excelência que seja reconsiderado o ato de exoneração do Coronel Ramiro". ABAIXO ASSINADO Nessa segunda-feira, um movimento encabeçado por entidades da sociedade civil organizada de Campos vai colher assinaturas dos campistas em um abaixo assinado ao Governando Pezão pedindo a volta do Coronel Ramiro ao comando do 8º BPM. A coleta de assinaturas será iniciada a partir das 15h, na Praça São Salvador.
 Leia abaixo a nota na íntegra e veja a relação das entidades:
--------------------------------------------------------------------------------------  AO EXMO. GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DR. LUIZ FERNANDO PEZÃO  Campos dos Goytacazes, 01 de dezembro de 2014.  Excelentíssimo Senhor Governador  Primeiramente gostaríamos de ressaltar a nossa admiração pela dedicação e preocupação de Vossa Excelência no combate a violência, uma das questões que aflige a população do nosso Estado e de todo o país, que é a segurança pública. Ressaltamos ainda a nossa preocupação com a onda de violência que assola toda a nossa Região, mas não poderíamos deixar de admitir que nos últimos meses de forma acertada, Vossa Excelência designou o Tenente Coronel Ramiro, Comandante do 8º Batalhão de Policia Militar, um profissional que trouxe alento a nossa Região e esperança de dias melhores, realizando um trabalho eficaz, sério e em consonância com a comunidade e sociedade civil organizada. De forma repentina, que nos causou estranheza e preocupação, fomos surpreendidos pela publicação, no dia 29 de novembro do corrente ano, no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro com o Ato de exoneração do Coronel Ramiro do comando do 8º BPM. Diante dos fatos, as entidades abaixo assinados, vem encarecidamente solicitar a Vossa Excelência que seja reconsiderado o ato de exoneração do Coronel Ramiro, que sempre atuou em defesa do Estado, de forma exemplar e que traz sensação de segurança aos nossos munícipes. Abaixo assinado as entidades que solicitam e confiam na sensibilidade e espirito publico de Vossa Excelência para tornar sem efeito o ato de exoneração do Coronel Ramiro. Atenciosamente, OAB – 12ª Subseção OSC – Organização Integrada de Segurança Cidadã ACIC – Associação Comercial da Industria e Comércio CDL - Câmara dos Diretores Lojistas de Campos AIC – Associação Industrial de Campos ACLIG – Associação Cultural Líbano-Goytacá ASMENNF – Associação dos Servidores Militares Estaduais do Norte e Noroeste Fluminense IFF – Instituto Federal Fluminense ESA – Escola Superior de Advocacia SETA – Confraria de Usuários da BR 101 SINDVAREJO - Sindicato dos Varejistas JCI – Câmara Júnior Bispo da Administração Apostólica São João Maria Vianney Bispo Diocesano de Campos dos Goytacazes Guia Cadê Campos Rotary Clube São Salvador
Comentar
Compartilhe
Viatura da Guarda Municipal de Campos em ponto de ônibus revolta população
29/09/2014 | 04h59
Vídeo divulgado em rede social [youtube]http://youtu.be/gQHKlMgedc4[/youtube]
Comentar
Compartilhe
Próximo >