Rosinha joga 70 mil reais no "Lixo da história"
13/01/2017 | 08h38
Revista-Rosinha-X Achei um exemplar da luxuosa revista de despedida de Rosinha “Um legado de Esperança” jogado em uma lixeira no Calçadão, curioso, inspecionei o conteúdo. A fotonovela mexicana misturava Maria do Bairro com Rosinha da Lapa. Na estranha revista, Rosinha não deixou a cidade quebrada, a Saúde em frangalhos, obras paradas ou milhões em dívidas com fortes indícios de apropriação indébita. A publicação é uma obra de ficção tão surreal que a deixei cumprir o seu inglório destino. Foi direto do lixo do Calçadão para o lixo da história. Mas, não sem antes pesquisar o custo para divulgar tais balelas e absurdos. A publicação, atribuída ao Diretório Municipal do Partido da República, teria custado cerca de 70 mil reais, de acordo com o orçamento solicitado por essa coluna, com as mesmas especificações da revista de Rosinha, papel, número de páginas e quantidade de exemplares, à Plural Editora e Gráfica LTDA, a mesma gráfica que imprimiu os 35 mil exemplares registrados no expediente da revista. Veja abaixo o expediente da revista com as especificações de 35 mil exemplares na Plural: Revista-Expediente Veja agora o orçamento fornecido pela Plural para o blog seguindo as mesmas especificações: @Version:241; Vamos convir que 70 mil reais, uma quantia enorme para a grande maioria dos campistas que suam trabalhando todo dia para receber um salário mínimo, é uma quantia irrisória para o sórdido e inalcançável objetivo que esse grupo político pretende atingir: transformar a dura realidade de uma cidade que deixou para trás arrasada, em um rosáceo conto de fadas impossível de engolir até para os mais ingênuos cidadãos. 70 mil é pouco, nem com 70 vezes 700 vai conseguir apagar os seus rastros.
Comentar
Compartilhe
Linda Mara e companheiras presas passeando em Copacabana, virão para presídio em Campos
31/10/2016 | 01h54
[caption id="attachment_6202" align="alignleft" width="436"]Vai ver o sol nascer quadrado Vai ver o sol nascer quadrado[/caption]       Foragidas da Justiça desde a ultima semana, Linda Mara Silva, Beth Megafone, Ana Alice e seu marido, conhecido como Luiz Careca, foram presas agora pela manhã quando passeavam pela badalada Avenida Barata Ribeiro, em Copacabana, e levadas para a Superintendência da Polícia Federal no Rio, na Praça Mauá. ATUALIZAÇÃO:

Segundo o delegado da Polícia Federal Paulo Cassiano as três foragidas capturadas no Hotel Augustus, no Rio, após passeio por Copacabana, a vereadora e ex-secretária particular de Rosinha Linda Mara, sua cabo eleitoral Beth Megafone, a secretária Municipal de Desenvolvimento Humano e Social, Ana Alice Alvarenga Ribeiro Lopes, e seu Luís Careca, serão transferidos para Campos e distribuídos pelos presídios Carlos Tinoco (feminino) e Casa de Custódia Dalton Castro (masculino). Os presos responderão por suspeita de envolvimento na utilização de Cheque Cidadão em compra de votos.

Comentar
Compartilhe
Linda Mara vista no Rio
26/10/2016 | 06h27
Linda-PF-XNa terça-feira, enquanto a Polícia Federal a procurava em Campos, a vereadora Linda Mara foi vista em companhia do advogado, e candidato a vereador não eleito, Thiago Godoy, por volta das 14h, na Rua da Assembléia, no Rio. Por uma daquelas incríveis coincidências, é a mesma rua onde a deputada Clarissa Garotinho mantém escritório, no nº 10. Só por curiosidade, residência de parlamentar federal, no caso de Clarissa no Alto Leblon, é inviolável. Só se entra com determinação do STF, isso, apenas quando a diligência policial tem como alvo o membro do parlamento. Mas, deve ser apenas outra coincidência...
Comentar
Compartilhe
Repercussão negativa faz Garotinho recuar no fechamento da UHP da Saldanha Marinho
05/08/2016 | 07h48
UBS-3-fachada Recuo estratégico Diante da forte repercussão negativa, estrategicamente e novamente, o marido da prefeita desdisse o que havia dito, e ontem afirmou, em um programa de televisão (AQUI), que não vai fechar a UHP da Saldanha Marinho, e que o prédio será reformado por partes, em funcionamento. Antes assim. Bem, pelo menos até ele mudar de ideia, de novo... Visita A polêmica intenção do Governo Municipal de fechar a UHP da Saldanha Marinho e transferir seu corpo de médicos e funcionários para ativar a nova UBS da Penha que, apesar de contar com espaço físico para Emergência 24h, atualmente funciona apenas com atendimento ambulatorial, desmentida, confirmada e, novamente, desmentida pelo marido da prefeita, levou o blog visitou a UBS da Penha. Estrutura física elogiável UBS-nelma A primeira impressão foi ótima. Encontramos um belo e moderno prédio, com amplas instalações, apesar de sub-utilizadas. Fomos atendidos por um solícito recepcionista que nos encaminhou para a encarregada da unidade Sra. Nelma Guimarães, bastante cortês e profissional, que explicou o funcionamento da unidade, que conta hoje com 2 pediatras, 2 ginecologistas, 1 clínico geral, 2 fisioterapeutas, 2 odontólogos, um corpo clínico suficiente para o atendimento ambulatorial da área que abrange, além de ambulância, e salas de curativos, uma pequena farmácia, aferição de pressão e glicemia. UBS-2 Cobrindo um santo, descobrindo o outro A maior deficiência da nova UBS está em um ponto bastante nevrálgico da Saúde Pública em Campos, a Emergência 24hs. As instalações existem, mas carecem totalmente de equipamentos e corpo de funcionários e médicos para que funcionem, conforme a promessa da prefeita Rosinha no dia da sua inauguração. Para mantê-la, na impossibilidade de contratações em período pré-eleitoral, surgiu a idéia, agora abortada, de fazer o remanejamento dos funcionários da UHP da Saldanha Marinho, com o fechamento daquela unidade para uma “reforma”, o que gerou uma forte comoção na população dos bairros atendidos por ela, e a divulgação de uma “Moção de Repúdio” e a criação de um Abaixo Assinado dirigido ao Ministério Público Estadual, que obrigou o Secretário de Governo e marido da prefeita Sr. Anthony Garotinho a recuar naquela decisão, vista pela população e funcionários como notadamente eleitoreira. Dessa vez não deu para cobrir um santo descobrindo o outro.
Comentar
Compartilhe
O Titereiro, o Pombo Correio, o Jovem e o Doce
01/08/2016 | 08h56
pombo-doidoO vento nordeste anda sussurrando que um velho e ardiloso táxi está servindo de pombo correio para que um jovem candidato, sem perceber a origem da “correspondência”, feche os caminhos do ex-doce amigo do remetente. A mais recente “encomenda” teria sido para que ele contrata-se primeiro a agência de publicidade que seria contratada pela campanha do desafeto. Sempre falador, o remetente não se contém, e anda alardeando que faz isso porque prefere o jovem no segundo turno, pois “janta” ele em um dia...
Comentar
Compartilhe
Prefeitura quer fechar PU da Saldanha Marinho
26/07/2016 | 03h44

 PU-Saldanha

 Amanhã, haverá uma reunião entre o Secretário de Saúde Dr. Geraldo Venâncio e o chefe do PU da Saldanha Marinho Edgar Manhães para discutir o fechamento daquele posto para reformas e a transferência das equipes médica e de enfermagem, “que não podem ficar paradas", para a o posto da Penha, sem previsão se haverá retorno.

Também, segundo o secretário, “o eventual fechamento da unidade é indispensável para reformas no antigo prédio do “Sandú”, bastante deteriorado e precisando urgentemente de revisão nos telhados, rede elétrica etc..., alvo de reclamações da própria equipe médica, e hoje utilizado praticamente para atendimento ambulatorial. Não havendo prazo para reativação do posto. Casa velha sempre tem surpresas”. Ele também alega que teria havido redução no número de moradores daquela área e que o atendimento passaria a ser feito pelas UBS do Turfe Clube e do Jóquei Clube, com opções de atendimento 24 horas na Penha, no Hospital São José, no Hospital Ferreira Machado, no PU e no Hospital Geral de Guarus.

Médicos repudiam 

Ouvidos por esse blog, médicos do PU da Saldanha Marinho que, por motivos óbvios, preferiram não se identificar, mostraram grande preocupação com a paralisação do atendimento à população que utiliza aquele Posto, em sua maioria carentes, que não terão como se locomover até a Penha ou outras unidades, além de dificultar sobremaneira o serviço prestados por eles médicos na confirmação de óbitos por causas naturais e confecção atestados de óbitos nos bairros periféricos e nas comunidades.

Os médicos alertam que o PU tem uma Sala de Mal Súbito para estabilizar e encaminhar pacientes graves, Triagem feita por Corpo de Enfermagem, três enfermarias de repouso, e Internação para observação e encaminhamento.

Os profissionais também demonstraram estranhar a coincidência da sua transferência e dos serviços para uma área de maior coeficiente eleitoral às vésperas da campanha eleitoral municipal.

Ainda segundo eles, a UBS da Penha é muito bem montada, mas não conta com corpo profissional para funcionar e, como a prefeitura não pode contratar nesse período pré-eleitoral, surgiu uma urgência de profissionais para a que UBS da Penha não seja “um tiro no pé” do governo municipal em uma área de grande número de eleitores.

Comentar
Compartilhe
O Titereiro da Lapa
23/07/2016 | 07h10
marionete-2 Depois de mexer os pauzinhos na eleição de Bruno Dauaire, contrariando o seu genitor, tudo indica que Wladmir Oliveira também está mexendo peças no xadrez da eleição do novo prefeito de Campos. Com poucos minutos de diferença, ele e Rogério Matoso foram vistos entrando no edifício onde mora Roberto Henriques. Mas, dessa vez, estaria apenas servindo de peão no xadrez do titereiro da Lapa para estimular a candidatura de Rogério e tirar votos de Rafael. Atualização: A assessora de imprensa de Rogério Matoso enviou uma "Nota Oficial" para a jornalista Suzy Monteiro, apesar de não citar o texto acima, não negar a visita ao apartamento e não assinar a  nota, a publicamos como exercício do contraditório: Veja abaixo a nota na íntegra: NOTA Oficial Não existe conversa com o grupo do governo                 De acordo com o pré-candidato à prefeitura de Campos Rogério Matoso, a notícia de que estaria conversando com o grupo do governo é mentirosa. Ele reafirma seu compromisso em ser candidato a prefeito de Campos, pelo PPL e tem mantido contato com todos da oposição.                 O momento, segundo Matoso é de paz, e o mais importante agora é buscar o melhor caminho para o município e deixar a população tranquila para que possa escolher o destino que Campos irá seguir a partir das próximas eleições.                 “Sou pré-candidato a prefeito porque acredito que podemos fazer Campos voltar a ser uma referência em desenvolvimento, tanto no setor Rural, quanto nas questões urbanas e sociais. Não tem conversa e nem acordo com esse desgoverno, que faliu nossa cidade. Sou pré-candidato a prefeitura de Campos e esse é meu compromisso. Não dá mais para viver de fofoca e de mentira, o que queremos nessa eleição é um jogo limpo e que traga de verdade a paz para essa cidade” – destacou Rogério
Comentar
Compartilhe
Os Órfãos de Rosinha
28/06/2016 | 12h12
a--relento-3

a--relento-2

A beleza de cartão postal da madrugada refletindo as luzes no frio do granito da Praça São Salvador não é suficiente para esconder a face mais cruel do abandono pelo poder público.

Nas calçadas laterais, tentando fugir da luz dos postes e do inverno implacável, pessoas dormem no chão, ao relento, tiritando de frio. Separando a pele humana das ásperas e geladas pedras portuguesas, apenas finas folhas de papelão recolhidas do lixo do comércio e alguns velhos e minguados cobertores.

Só quando, completamente vencidos pelo cansaço, se abrigam em suas minúsculas tendas nômades dos sonhos, o mais íntimo dos territórios, conseguem uma fugaz trégua do desamparo e do trauma da sua condição social, um pequeno repouso para o corpo e o espírito.

São os órfãos de Rosinha, para quem não importam shows caros ou retumbantes trios elétricos. Para eles, apenas um teto noturno, quatro paredes, e a dignidade de um banheiro e um prato de sopa fariam toda a diferença...

Comentar
Compartilhe
Carla no foco
25/04/2016 | 03h52
victor   A ex-prefeita Carla Machado, que não brinca em serviço, está se preparando com afinco para apresentar projetos com foco na retomada do desenvolvimento planejado de São João da Barra. Pata tanto, convidou oficialmente o competente arquiteto Victor Aquino para coordenar a elaboração do seu Plano de Governo.
Comentar
Compartilhe
Nódoa
18/04/2016 | 12h04
clarissa-pre Apesar de ter feito o maior auê de que iria votar a favor do impeachment de Dilma, a deputada Clarissa Garotinho exerceu, antes da votação, o seu direto de tirar licença de 120 dias por conta da gravidez, o que não permitiu convocação do suplente, mas deu de sobra para fazer vários sapatinhos e muitos pés de meia para o garotinho. Parabéns! Mas será que Garotinho não conseguiu manipular o voto de Feijó, ou dividiu os dois que tinha para se garantir com ambos os lados? Só uma coisa é certa. A ausência de Clarissa, uma das duas da votação do impeachment, será um nódoa na trajetória da jovem deputada. Será que valeu a pena comprometer dessa forma a sua carreira política? As urnas responderão.
Comentar
Compartilhe
Próximo >