Pudim: "esse rapaz está precisando de tratamento. Ele vive no mundo da fantasia"
09/10/2017 | 09h59
Garotinho perde de 6x0 e Pudim ganha de 6x0 no TRE
Arte/Somos Online
Derrota de Garotinho
Garotinho perde mais uma, dessa vez pretendendo suspender a Ação da “Chequinho” até o resultado do julgamento da suspeição do juiz Ralph Manhães que o condenou a quase dez anos de cadeia.
Mas o plenário do TER decidiu por unanimidade que os dois pedidos de Habeaus Corpus impetrados pela defesa de Garotinho estavam prejudicados.
Motivo A: A 100ª ZE foi extinta e todos os processos passaram para 76ª Zona Eleitoral
Motivo A: A Ação Penal já foi julgada e Garotinho condenado a nove anos, 11 meses e 10 dias por corrupção eleitoral, repetida 17.515 vezes, associação criminosa, supressão de documento e coação no curso do processo.
Simples assim. A Ação Penal continua valendo.
Vitória de Pudim
O deputado Geraldo Pudim saiu vitorioso de uma Ação de infidelidade partidária movida pelo PR.
A batalha jurídica foi vencida por unanimidade, por decisão do plenário do TRE, e ele está livre da acusação e pode deixar o PR e ir livremente para o PMDB, o seu novo partido.
Pudim fala com o Somos Online
“Sob o aspecto jurídico eu não tinha dúvida nenhuma de que iria vencer, mas ele (Garotinho) criou na cabeça dele uma tese de infidelidade partidária que não tinha a menor chance de prosperar, porque ele nunca, em momento alguma da Ação que pediu o meu mandato, ele que é o dono do PR, o imperador do PR, mostrou qual foi o ato de infidelidade partidária que eu cometi para que ele pudesse me suspender das minhas atividades partidárias....
Continua: LEIA MAIS AQUI
Comentar
Compartilhe
Garotinho tenta fabricar salvo conduto com "denúncia" à Procuradoria da República
06/10/2017 | 09h31
Movido a medo, Garotinho tenta se garantir contra eventual responsabilização
Movido a medo, Garotinho tenta se garantir contra eventual responsabilização
Cheque Manifestação
Apontado como insuflador das manifestações fabricadas que pretendiam parar Campos nessa sexta-feira, com enormes prejuízos para o município e a população, Garotinho, obviamente orientado por seus advogados, procurou fabricar um salvo conduto divulgando um documento que protocolou na Procuradoria da República, em Campos, acusando a mídia e se eximindo de responsabilidades nas ações previstas para hoje, inclusive, da convocação de mercenários a soldo de 100 reais, o recém lançado “Cheque Manifestação”.
Nota de Garotinho
“A aliança política-judicial-midiática que levou ao comando da prefeitura de Campos um grupo de pessoas sem preparo, patrimonialistas, sem ideologia alguma além de corruptos, tenta agora, desesperadamente, culpar o povo pelos erros que o prefeito cometeu.
Chega ser ridículo.
Depois de tentar atribuir a meu grupo político as manifestações contra atrasos de salários, fim dos programas sociais e outras atitudes de seu escolhido, sem nenhuma vergonha, inventam que os manifestantes estariam sendo recrutados por R$ 100 reais. Para protestar contra o prefeito Rafael Diniz ninguém precisa de incentivo, sobram motivos. Mas a investida da parte midiática contra mim, não ficará sem resposta. Amanhã estarei ingressando com pedido de providências junto a Procuradoria da República em Campos, como poderão ver abaixo, para que medidas sejam tomadas contra os proprietários desse jornal irresponsável, que a vive e enriquece as custas de verbas públicas, enquanto o povo sofre e paga a conta das irresponsabilidades cometidas pelo candidato por eles apoiado. Embora não esteja liderando movimento algum, o direito de manifestação ordeira é garantido pela nossa constituição e somente aqueles que agem contra os interesses do povo, tentam criminalizar o direito de luta por justiça social e direitos para todos. Ao povo trabalhador e honesto de Campos nosso apoio…
Contra os mentiroso (sic) e corruptos dessa aliança acionaremos a lei.”
Salvo conduto
O que motiva o ex-co-prefeito de Campos a fazer mais essa “denúncia” é fácil de deduzir.
Condenado a quase dez anos de cadeia por liderar o escandaloso esquema de compra de votos com Cheques Cidadão e gozando de uma precária liberdade à força de um habeas corpus, na realidade, ele parece ter protocolado esse documento/denúncia muito mais como uma tentativa de “fabricar” um salvo conduto para si próprio, caso membros da facção rosa sejam presos durante a ação terrorista dessa sexta-feira, e seus depoimentos e as investigações policiais o apontem como o suposto mandante.
Ocaso
Por outro lado, as manifestações pontuais realizadas, bem diferentes das frustradas manifestações simultâneas programadas para fechar e aterrorizar Campos, serviram apenas para mostrar de forma objetiva o ocaso de uma desgastada liderança política, enfraquecida pelos seus mal feitos, sucessivas derrotas e condenações judiciais, o que vêm desiludindo os seus militantes que, a cada dia, acreditam menos nas suas desvairadas promessas, e vêem evaporar as esperanças de terem de volta as suas sonhadas “boquinhas”.
Como disse uma leitora do Somos On Line, “o tiro saiu pela culatra, quem quer o bem de Campos não apoiou essa baderna”.
Comentar
Compartilhe
Dr. Glaucenir fala sobre a "Chequinho", suborno, e lives de Rosinha
25/09/2017 | 10h56
Arte Somos Online
O Juiz Glaucenir Oliveira, titular da 3ª Vara Criminal de Campos e da 129ª Zona Eleitoral concedeu uma esclarecedora entrevista ao Somos Online, onde fala sobre a Operação Chequinho, as tentativas de suborno, a primeira prisão de Garotinho, a sua condenação com “provas contundentes”, e os lives de Rosinha atacando autoridades, e também alegando que o marido preso e impedido de fazer seu programa de rádio não poderia sustentar a família e que ele seria um “preso político”.
O Dr. Glaucenir Oliveira explica o passo a passo das tentativas de suborno para tentar evitar a prisão de Garotinho e do filho Wladimir, conta os detalhes do bastidores judiciais da primeira prisão de Garotinho, que o levou a Bangu, fala sobre a sua condenação por uma série de crimes para tentar se perpetuar no poder, e rebate o live de Rosinha, demonstrando que Garotinho não passa de um preso comum, condenado por uma série de crimes para tentar se perpetuar no poder.
Em momento algum eu abri a boca para falar nada do que estava sendo falado contra mim. É a primeira vez que eu estou falando, mas também não vou ser direto a esse ponto. Mas sinto-me à vontade de falar que, enquanto nós trabalhamos com a lisura e com a lealdade processual que incumbe ao juiz, utilizando o nosso poder como magistrados, o lado de lá, do acusado com as suas defesas, trabalhou o tempo todo com procrastinações indevidas, que se chama de chicanas processuais. Trabalhou o tempo todo com acusações espúrias
Comentar
Compartilhe
TSE só julga Habeas Corpus de Garotinho na segunda-feira
22/09/2017 | 02h25
Arte Somos Online
Mais um final de semana na chave, ou muitos outros…
 Nessa sexta-feira, a assessoria do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informou que o julgamento de embargo de declaração em recurso de Habeas Corpus de Garotinho foi adiado para a segunda-feira, (26).
Comentar
Compartilhe
Desembargadora ressalta periculosidade de Garotinho e ataque às autoridades
18/09/2017 | 09h36
Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro negou, na sessão plenária desta segunda-feira (18), pedido de liminar em habeas corpus em favor de Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, preso cautelarmente no último dia 13 por decisão do Juízo da 100ª Zona Eleitoral.
 Segundo afirmou a relatora do processo, desembargadora eleitoral Cristina Feijó: “A sentença expõe minuciosamente os motivos concretos embasadores do juízo de periculosidade, pelo qual o paciente, caso permaneça em liberdade, poderá cometer novos crimes”...
Comentar
Compartilhe
Garotinho lança candidatura mal disfarçada e ataca autoridades da Chequinho
11/09/2017 | 10h09
Pelo visto é grande a preocupação às vésperas da sentença na “Chequinho” no apartamento do Flamengo, palco de reunião de emergência entre Garotinho e seus advogados em pleno domingo de feriadão. Do que se discutiu, pouco se sabe, mas muito se imagina, a julgar pelo teor do videozinho produzido ao fim do encontro e divulgado nas redes sociais. Em relação à Chequinho, Garotinho apenas repetiu o desgastado mantra de concluio e perseguição. Mas aproveitou a ocasião para, principalmente, lançar a sua mal disfarçada candidatura a governador e colocar advogados para falar que ele continuará elegível, mesmo se condenado na “Chequinho”.
Campanha extemporânea explícita?
No vídeo, Garotinho lança, mal disfarçadamente, a sua candidatura extemporânea ao governo do estado sob a esfarrapada desculpa de que vai consultar o povo, pois a sua família está sofrendo muito...

Garotinho diz que povo tem preconceito contra ele e avisa que vai colocar o seu nome como candidato no partido

Comentar
Compartilhe
Advogado de Garotinho entrega Alegações Finais. Autos conclusos para sentença
06/09/2017 | 10h37
Aos 45 minutos do segundo tempo, finalmente, depois de incontáveis chicanas procrastinatórias de vários advogados, o novo advogado de Garotinho, Dr. Carlos Fernando dos Santos Azeredo, apresentou as alegações finais da defesa na Ação Penal por crimes eleitorais, respondida pelo réu na 100ª Vara Eleitoral de Campos, como resultado da Operação Chequinho, que investigou o escandaloso esquema de compra de votos com Cheques Cidadão pagos com dinheiro público.

Calhamaço

O Dr. Carlos Fernando dos Santos Azeredo apresentou as Alegações Finais da defesa de Garotinho no fim do expediente cartorário, às 19h, levando um verdadeiro calhamaço de repetições das repetições dos mesmos argumentos já rechaçados pela Justiça local e pelo TRE/RJ. As questões levantadas pela defesa já são por demais conhecidas.

Autos Conclusos para sentença. Veja abaixo:

Leia matéria completa AQUI

Comentar
Compartilhe
Terrorismo rosáceo difunde ameaças de morte e agressões ao prefeito Rafael Diniz
05/09/2017 | 11h44
O terrorismo rosáceo, que antes se resumia a fabricar boatos, diálogos e inverdades com fotomontagens nas redes sociais, e a fomentar e fabricar manifestações, agora deu um passo tão perigoso quanto criminoso.
Militantes mais radicais passaram a difundir ameaças de morte e agressões ao prefeito Rafael Diniz através de grupos WhatsApp, com áudios fabricados, e diálogos entre eles, incitando a violência.
No áudio a que o Somos Online teve acesso, uma voz supostamente feminina, simulando baixo nível cultural, difunde as ameaças de morte
Confira clicando abaixo:
Trechos de diálogos do grupo de WhatsApp “Oposição ao Rafael Diniz”, a integrante “Lara” diz que o prefeito Rafael Diniz é abusado e que tem que levar ovo (no desfile da independência) e, se ele não for, tem que jogar em Conceição (a vice-prefeita). Confira abaixo:
Comentar
Compartilhe
Garotinho ofende e humilha advogado dativo, e diz que vai processá-lo
28/08/2017 | 10h38
Garotinho usa seu blog como uma arma, mas a vítima poderá ser ele
Garotinho usa seu blog como uma arma, mas a vítima poderá ser ele
Cada dia mais próximo da sua sentença na Ação Penal da “Chequinho”, o maior esquema de compra de votos com Cheques Cidadão pagos com dinheiro público, Garotinho, dando sinais de total descontrole, ofende, humilha e vilipendia o advogado Antônio Carlos Guzzo, nomeado como seu segundo dativo pela justiça.
Depois de tentar atropelar a decisão judicial que nomeou mais um advogado dativo, dando procuração ao Dr. Carlos Azeredo, um policial civil aposentado, que advoga para seu ex-chefe de polícia Álvaro Lins, condenado por formação quadrilha junto com ele, Garotinho mostrou grande medo e irritação por ter o advogado dativo apresentado as alegações finais que ele tanto se esquivou em apresentar para postergar a proclamação da sua sentença, ele agora dispara pesado contra o advogado Antônio Carlos Guzzo:
Em seu blog ele ameaça o advogado com “uma representação à OAB, ação por reparação de danos morais, além de representação ao Tribunal Regional Federal”. E parte para agressões:
“Ele faz uma verdadeira lambança”
“Quantidade de besteiras que nem um estágio de Direito escreveria”
“Vergonhosa peça de defesa, provavelmente juntando material tirado do Google”
“Só pode ser um irresponsável”
“Ou é um gênio ou um irresponsável, sendo que a segunda hipótese é a mais provável”
“Rosário de maluquices”
“Como não é um bom advogado, o dr. Guzzo deve tratar de contratar um, pois vai doer no seu bolso a ação que irá responder”
Comentar
Compartilhe
Garotinho prepara o esperneio para uma instância superior
05/08/2017 | 07h35
Para os desavisados pode até parecer brincadeira, mas é sério. Réu em Ação Penal, Garotinho quer determinar o andamento do seu próprio processo para poder escolher o juiz que irá julgá-lo.
Diante da gravidade das acusações na Ação Penal que responde, com desfecho a curto prazo, aparentemente o plano é simples e óbvio. Com todas essas manobras, acusações às autoridades do processo, “demissões” de advogados, etc., o ex-governador, dono de um QI privilegiado, que muitas vezes teima em não ouvir, simplesmente procura uma desesperada saída para o problema em que se meteu, criando situações que esteja pretendendo utilizar para um já premeditado “esperneio” em instância superior.
Como diria o saudoso jornalista Aluysio Barbosa: “Garotinho cria o fato e a sua versão do fato”.
Ainda não se pode avaliar se isso irá se tornar uma jogada genial, ou a maior burrada dos últimos tempos. Mas para Garotinho estar fazendo essa questão toda de não querer defesa, à toa é que não é...
Apesar da cena reprisada da demissão dos seus advogados, é pouco admissível acreditar que ele não continue guarnecido de uma forte orientação jurídica.
Logo, a sua ação demitindo todos os seus advogados conduziu a justiça a determinar o advogado dativo Amyr Moussallem que, na sexta-feira (4), recebeu os autos do processo, com prazo de cinco dias para apresentar as alegações finais de defesa de Garotinho.
Observem que acima utilizei a palavra “conduziu”. Como hábil titereiro, ele busca munição para dar vida ao seu indissociável personagem de vítima em outro campo.
Após as alegações finais, aguarda-se a sentença. Diante das provas contundentes e dos depoimentos das testemunhas, são grandes as probabilidades desse angu desandar para o lado da Lapa. E ele sabe disso...
Comentar
Compartilhe
Próximo >