Surpresa infantil:Garotinho no PRP anunciado na Folha seis dias antes
22/03/2018 | 20h25
A filiação de Garotinho ao PRP não foi novidade para quem acompanha a nossa coluna na edição impressa da Folha da Manhã.
Anunciada com um grande suspense, a notícia foi adiantada na edição da Folha de sábado, dia 17, seis dias antes do anúncio oficial, no Rio de Janeiro.
Erramos
Só nos enganamos em relação aos dois ônibus, pois há quem diga de o grupo da Facção Rosa de Campos não encheria dois Chevettes.
Na foto acima podem ser identificados cinco campistas, Maxuel do Braga, Wladimir Garotinho, Kelinho, Thiago Virgílio e Linda Mara Silva. Os três últimos condenados, assim como o líder Garotinho (ele a quase dez anos de prisão), no âmbito da Operação Chequinho da Polícia Federal, que apurou o escandaloso esquema de compra de votos com Cheques Cidadão, e afastados da Câmara Municipal de Campos por decisão do TRE.
Comentar
Compartilhe
Condenados da Chequinho tentam Cautelar no TSE em Brasília
06/03/2018 | 11h54
Miguelito, Thiago Virgílio, Linda Mara e Ozéias tentam cautelar no TSE para ficar nos cargos
Após tomar cartão vermelho do TRE, que apontou a porta da rua da Câmara Municipal por compra de votos com Cheques Cidadão pagos com dinheiro público, Thiago Virgílio, Linda Mara, Ozéias e Miguelito foram para Brasília, onde estão tentando conseguir uma medida cautelar no TSE para se manter nos cargos de vereadores. Linda Mara e Ozéias já regressaram, mas Thiago Virgílio e Miguelito permanecem na capital, onde não podem ser notificados da sua saída da Câmara, um artifício infantil, já que podem ser notificados por edital no DO.
Para tanto foi contratado o milionário advogado eleitorialista Gustavo Severo, Mestre em Direito Constitucional e Especialista em Direito Eleitoral, coordenador jurídico-eleitoral da campanha presidencial da ex-presidente Dilma Rousseff em 2014, e que também advogou para o presidente Michel Temer.
Quem vai pagar a conta?
O que ainda não se sabe é quanto ele cobrou de honorários para defender o grupo de condenados na Chequinho e, muito menos, quem vai pagar essa polpuda conta.
Ovos na galinha
É bom lembrar que não adianta mais contar com os ovos ainda inseridos no contexto da galinha, pois o generoso Ministro Gilmar Mendes, sempre muito simpático aos componentes da Facção Rosa, já não está na presidência do TSE.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Esdras

[email protected]