Reunião de Garotinho é um fracasso. Promessas não convencem mais
27/02/2018 | 00h31
Arte/Somos
Apenas cerca de 200 pessoas atenderam a convocação de Garotinho para uma reunião eleitoreira nessa segunda-feira, em um clube da cidade.
Decadência
O fracasso da convocação do líder rosa mostra claramente a forte decadência política de um condenado a quase de anos de cadeia, em liberdade apenas precária, e da sua combalida Facção Rosa.
Certamente ele ficou muito decepcionado com o resultado da sua articulação sob o pretexto de cobrar programas sociais e ações por parte do Governo Rafael Diniz, após deixar o município como terra arrasada Para atender as suas próprias ambições políticas.
Campos não precisa de mais problemas
Melhor faria ele não fabricando mais problemas e deixando Campos e os campistas de lado para resolverem em paz os problemas causados por suas duas desastrosas gestões compartilhadas por mandato matrimonial com a esposa Rosinha.
Futuro sombrio
As responsabilidades pelos atos do casal começam a ser cobradas. Ambos já conheceram por dentro o sistema penitenciário do Estado, e vários processos e investigações estão em andamento contra os dois e muitos outros membros da sua facção.
Apesar da campanha eleitoral extemporânea, são mínimas as chances de que Garotinho possa se candidatar ao governo do estado. Além de estar sem partido após ser ejetado do PR, sua situação judicial é bastante complicada e projeta um futuro sombrio de tirar o sono de qualquer pessoa. Haja Rivotril...
Ilusões que não convencem mais
Pelo que se viu nessa segunda-feira, pouca gente ainda acredita em suas promessas de impeachment e novas eleições, nada mais do que uma desesperada tentativa de continuar iludindo os militantes que restaram à Facção Rosa com a perspectiva de tomar o poder em Campos e reaver as suas boquinhas perdidas nas tetas municipais. Promessas que, legalmente, ele sabe que não poderá cumprir, mas continua vendendo ilusões para os mais crédulos. E as repete tanto, que ele mesmo acaba acreditando serem verdades as mentiras que profere.
Faça as contas nas fotografias e confira os números do fracasso
Cerca de 60 pessoas sentadas no bloco à esquerda (filas de nove na vertical e de 8 na horizontal) com 12 cadeiras desocupadas ao centro, no bloco de cadeiras à direita pode-se contar cerca de 72 pessoas sentadas, e também cerca de 41 pessoas de pé ao lado e no fundo. Totalizando cerca de 173 pessoas nessa fotografia. Basta contar.
Contabilizando mais cerca de 21 pessoas na mesa, inclusive Garotinho, atrás dela, e mais uma militante subserviente sentada aos pés da mesa. Chegamos a uma estimativa de 194 pessoas, compensando com uma margem de erro, podemos dizer que, apesar do alto investimento, compareceram ao evento apenas cerca de 200 pessoas. Um pouco mais, ou um pouco menos. Mas um número que insere um grande fracasso na conta de quem já mobilizou milhares de pessoas, mas que agora vê a sua popularidade despencar inexoravelmente na ladeira do descrédito.
Crédito
Fotos do Facebook da deputada Federal Lilian Sá (Pros) que esteve no evento, mas não demonstrou o menor entusiasmo com o público minguado.
Comentar
Compartilhe
Depois do chilique do CTI, Garotinho veio para Campos supervisionar a milionária campanha de adesivos contra Rafael
23/02/2018 | 18h07
A milionária encomenda de 30 mil adesivos contra o prefeito Rafael Diniz, feita pelo líder da Facção Rosa. Pois ela já ficou pronta e está sendo fartamente distribuída nos sinais de trânsito de Campos.
Não podia sustentar os filhos...
Obviamente, todos já sabem de quem parte a iniciativa, só não se sabe, ainda, como foi paga, mas, como ele sempre alardeia que não tem dinheiro em contas, presume-se que foi em dinheiro vivo, como sempre faz quando se trata de negócios pouco recomendados.
Quer fazer os campistas de fantoches
A estratégia é simples: manipular a população utilizando os veículos dos campistas para veicular uma campanha como se fosse de iniciativa popular, quando, na verdade, ela tem as digitais de Garotinho, que está em Campos para supervisionar, pessoalmente, a ação para atender aos seus sombrios interesses pessoais e eleitoreiros.
Quem está financiando essa campanha eleitoral negativa extemporânea?
O que ninguém explica é de onde vêm os recursos financeiros para bancar essa campanha eleitoral negativa, extemporânea e totalmente ilegal.
Seria interessante que o Ministério Público enviasse equipes aos sinais de trânsito para convocar esses militantes a dar explicações sobre a origem do material.
Questões para o Ministério Público apurar
Quem financia? Trabalham sob ordens de quem? Ganham quanto para fazer isso e quem paga?
Não seja usado
Agora, em mais uma deplorável manobra, o líder da Facção Rosa tenta fabricar uma manifestação e um adesivamento em massa de carros de campistas com o título “Fora Rafael”.
Seja você contra ou a favor do atual governo municipal, não seja usado como massa de manobra por Garotinho, o verdadeiro causador dos graves problemas que Campos atravessa.
Comentar
Compartilhe
Justiça proíbe Walmart e Hortifrutti abrir aos domingos. Garanta o seu final de semana
08/02/2018 | 20h16
Pelo sim, pelo não, melhor se acostumar a fazer as suas compras no decorrer da semana durante a vigência do acordo experimental de quatro meses entre os sindicatos dos Comerciários e do Comércio Varejista de Campos.
A liminar que permitia Walmart e Hortifrutti abrir aos domingos foi revogada por decisão da Justiça Trabalhista, através do juiz Carlos Medeiros da Fonseca:
“Com a comprovação documental de que os sindicatos convenentes pretenderam apenas
estabelecer limites à jornada laboral dos empregados e definir o dia de repouso semanal remunerado, nos limites do que autoriza a lei, revogo a tutela de urgência”.
Dica de sobrevivência
Como decisão judicial é feita para ser cumprida, melhor abastecer a despensa e o freezer com antecedência e garantir o final de semana sem maiores atropelos.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Esdras

[email protected]