Confeitaria D.Rosinha
29/03/2014 | 06h00
Rosinha está se especializando em dar bolos. Além do bolo gigante com 179 metros no paquidérmico Cepop, por conta do aniversário da cidade, ela anda dando bolo na população nas providências contra os alagamentos que vem atormentando e dando prejuízos aos campistas. Todos os bairros e ruas centrais sofreram graves consequências com as chuvas torrenciais, mas chega às raias do absurdo ver a emblemática Pelinca e seu entorno, a área mais nobre de Campos, e de IPTU mais caro, totalmente alagada, com as pessoas tirando os sapatos para sair dos shoppings, carros enguiçados, bares e lojas tomadas pela água suja. Isso, depois de um verão de vacas magras para o comércio que, agora, luta pela recuperação. Esse bolo deixou um gosto amargo na boca e os pés encharcados... Ironia Depois de tanta seca, São Pedro mandou a chuva fertilizadora, mas, que pena, Campos não estava preparada para recebê-la... Alerta online de cheias Rio das Ostras implantou um sistema de alerta de cheias que permite à população obter informações on-line sobre nível de água e chuvas, Duas estações telemétricas foram instaladas, uma no rio Jundiá e outra no rio Iriry. Elas fazem parte de um projeto de macrodrenagem para conhecimento real das condições dos recursos hídricos, orçado em R$ 1,1 milhão. Menos do que se pagou aqui por efêmeros shows de verão...
Comentar
Compartilhe
Grussaí pede socorro…
12/03/2014 | 01h42
Da Leitora Grussaí pede socorro… Boa noite, Sou Professora e venho como representante de um grupo de moradores do Bairro de Grussaí pedir encarecidamente que nos ajude juntamente com os representantes legais deste Município, pois como é do vosso conhecimento houve um crescimento desordenado da população devido a vinda de trabalhadores das Empresas do Porto do Açu de outros estados, trazendo um alto índice de assaltos, brigas, estupros causando assim um enorme Impacto Social.., pois se não é do vosso conhecimento estes trabalhadores por virem de outros estados para trabalhar nas empresas estão se agrupando/ morando em pequenas casas com 15 à 20 pessoas, onde nós moradores não temos mais paz nem sossego neste local que era considerado seguro…Tenho duas filhas adolescente as quais foram assediadas esta semana por um grupo de homens que trabalham para uma empresa no Porto do Açu, o que me fez faltar quatro vezes o serviço para leva-las ao colégio em Grussaí por questões de segurança , e não tenho paz, informo que, várias casas foram alugadas por grupos próximo a minha casa, onde consomem bebidas alcóolicas, drogas ,brigam entre eles, e hostilizam os vizinhos, há de convir que não havia assalto e assassinatos e agora as manchetes dos jornais comprovam o grande aumento e assaltos, estupros e assassinatos todos os dias! Sugiro que tenha um local apropriado que concentrem estas pessoas e que sejam monitorados, a fim de dar paz e sossego aos moradores local, vale lembrar que quando a Empresa era de Eike Batista os trabalhadores do Açu moravam em alojamento que a OSX e OLX ofereciam trazendo tranquilidade e segurança aos moradores, pois as empresas tinham controle quanto ao comportamento desses trabalhadores, assim como, se responsabilizavam por eles, lembro ainda que os alojamentos eram em locais próprios e não tínhamos problemas! Procuramos o Sindicato da Construção Civil levando tal situação, e os mesmos nos informou que por questões de economia as empresas resolveram dar uma pequena ajuda de custo para que os trabalhadores se virassem quanto a moradia e alimentação e, tb não terem responsabilidade qto aos mesmos, porém , ao questionar os funcionários do sindicato e pedir ajuda, os mesmos falaram que nada podem fazer nem fiscalizar, pois trata-se de economia das empresas que contratam os trabalhadores, mas temos conhecimento que o sindicato pode e deve fiscalizar como era feito na época da OSX e OLX , e queremos saber porque não o fazer, se o próprio sindicato sabe que estes trabalhadores vivem em condições sub-humanas! Segue alguns questionamentos: - Por que o Sindicato da Construção Civil não fiscaliza? - Cadê o Prefeito de São João da Barra que tem conhecimento e não cobra dos Sindicatos? - Será que teremos que chamar novamente a Record para fazer os mesmos questionamentos que os moradores? - Por que o Sindicato sabendo de todos os erros das empresas não denunciam ao Ministério Público? - Cadê o Ministério do Trabalho? Somos a favor do desenvolvimento do Município, mas com controle e responsabilidade social das empresas que estão atuando no Porto do Açu! Ana Garcia
Comentar
Compartilhe
Grussaí pede socorro…
12/03/2014 | 01h42
Da Leitora Grussaí pede socorro… Boa noite, Sou Professora e venho como representante de um grupo de moradores do Bairro de Grussaí pedir encarecidamente que nos ajude juntamente com os representantes legais deste Município, pois como é do vosso conhecimento houve um crescimento desordenado da população devido a vinda de trabalhadores das Empresas do Porto do Açu de outros estados, trazendo um alto índice de assaltos, brigas, estupros causando assim um enorme Impacto Social.., pois se não é do vosso conhecimento estes trabalhadores por virem de outros estados para trabalhar nas empresas estão se agrupando/ morando em pequenas casas com 15 à 20 pessoas, onde nós moradores não temos mais paz nem sossego neste local que era considerado seguro…Tenho duas filhas adolescente as quais foram assediadas esta semana por um grupo de homens que trabalham para uma empresa no Porto do Açu, o que me fez faltar quatro vezes o serviço para leva-las ao colégio em Grussaí por questões de segurança , e não tenho paz, informo que, várias casas foram alugadas por grupos próximo a minha casa, onde consomem bebidas alcóolicas, drogas ,brigam entre eles, e hostilizam os vizinhos, há de convir que não havia assalto e assassinatos e agora as manchetes dos jornais comprovam o grande aumento e assaltos, estupros e assassinatos todos os dias! Sugiro que tenha um local apropriado que concentrem estas pessoas e que sejam monitorados, a fim de dar paz e sossego aos moradores local, vale lembrar que quando a Empresa era de Eike Batista os trabalhadores do Açu moravam em alojamento que a OSX e OLX ofereciam trazendo tranquilidade e segurança aos moradores, pois as empresas tinham controle quanto ao comportamento desses trabalhadores, assim como, se responsabilizavam por eles, lembro ainda que os alojamentos eram em locais próprios e não tínhamos problemas! Procuramos o Sindicato da Construção Civil levando tal situação, e os mesmos nos informou que por questões de economia as empresas resolveram dar uma pequena ajuda de custo para que os trabalhadores se virassem quanto a moradia e alimentação e, tb não terem responsabilidade qto aos mesmos, porém , ao questionar os funcionários do sindicato e pedir ajuda, os mesmos falaram que nada podem fazer nem fiscalizar, pois trata-se de economia das empresas que contratam os trabalhadores, mas temos conhecimento que o sindicato pode e deve fiscalizar como era feito na época da OSX e OLX , e queremos saber porque não o fazer, se o próprio sindicato sabe que estes trabalhadores vivem em condições sub-humanas! Segue alguns questionamentos: - Por que o Sindicato da Construção Civil não fiscaliza? - Cadê o Prefeito de São João da Barra que tem conhecimento e não cobra dos Sindicatos? - Será que teremos que chamar novamente a Record para fazer os mesmos questionamentos que os moradores? - Por que o Sindicato sabendo de todos os erros das empresas não denunciam ao Ministério Público? - Cadê o Ministério do Trabalho? Somos a favor do desenvolvimento do Município, mas com controle e responsabilidade social das empresas que estão atuando no Porto do Açu! Ana Garcia
Comentar
Compartilhe
Efeito Viagra:Poltrona erétil na 1001
20/03/2014 | 02h51
Passageiros dos ônibus 1001 no trecho Campos São Paulo andam indignados. Apesar de pagar cerca de 200 reais pela passagem leito, a maioria não consegue dormir. As velhas e mal conservadas poltronas parece que tomam Viagra. As pessoas deitam e elas vão levantando devagarzinho, até o passageiro acordar sentado, todo mal acomodado e dolorido. A cena do abaixa levanta repete-se durante toda a viagem.
Comentar
Compartilhe
A matemática da Fenorte
21/03/2014 | 03h21
Comentário do Leitor Caro Esdras, gostaria de apresentar aqui a matemática simples do desperdício de dinheiro público que a Fenorte vem promovendo nos últimos anos. São 100 funcionários, sendo 25 cedidos, então sobraram 75. Hoje a instituição “funciona” com 75 funcionários concursados e com 40 cargos de confiança. Tem alguma coisa errada nesta relação de 75 funcionários para 40 cargos. Gostaria de ressaltar o fato de que não existem funcionários concursados trabalhando nas “ações/projetos” que a instituição divulga. Caro contribuinte, você que paga impostos no Estado do Rio de Janeiro, faça seu comentário e divulgue a nossa causa. Estamos em greve porque “queremos trabalhar, queremos ir para a Uenf, chega de desperdício”. Há quem diga nos corredores da instituição que o nosso “desgovernador” deveria alterar o nome da instituição para Femorte.  
Comentar
Compartilhe
A ponte da fumaça azul
17/03/2014 | 12h33
Está passando muito mais do que água sob a ponte Barcelos Martins, a mais antiga de Campos. Debaixo dela e no seu entorno está se formando uma verdadeira “Cracolândia”. Já tem trabalhador com medo de passar por ali nas primeiras horas do dia.
Comentar
Compartilhe
Reconstruindo o sonho
24/03/2014 | 01h21
As obras da nova Femac estão indo de vento em popa. Toda a família Chagas está focada nos trabalhos de reconstrução. Apesar da gentileza e do belo gesto de amizade da família Jacyntho, cedendo a Casa Rosada após o incêndio, o sonho dos Chagas e voltar o mais rápido possível para a sua casa.
Comentar
Compartilhe
A matemática da Fenorte
21/03/2014 | 03h21
Comentário do Leitor Caro Esdras, gostaria de apresentar aqui a matemática simples do desperdício de dinheiro público que a Fenorte vem promovendo nos últimos anos. São 100 funcionários, sendo 25 cedidos, então sobraram 75. Hoje a instituição “funciona” com 75 funcionários concursados e com 40 cargos de confiança. Tem alguma coisa errada nesta relação de 75 funcionários para 40 cargos. Gostaria de ressaltar o fato de que não existem funcionários concursados trabalhando nas “ações/projetos” que a instituição divulga. Caro contribuinte, você que paga impostos no Estado do Rio de Janeiro, faça seu comentário e divulgue a nossa causa. Estamos em greve porque “queremos trabalhar, queremos ir para a Uenf, chega de desperdício”. Há quem diga nos corredores da instituição que o nosso “desgovernador” deveria alterar o nome da instituição para Femorte.  
Comentar
Compartilhe
Efeito Viagra:Poltrona erétil na 1001
20/03/2014 | 02h51
Passageiros dos ônibus 1001 no trecho Campos São Paulo andam indignados. Apesar de pagar cerca de 200 reais pela passagem leito, a maioria não consegue dormir. As velhas e mal conservadas poltronas parece que tomam Viagra. As pessoas deitam e elas vão levantando devagarzinho, até o passageiro acordar sentado, todo mal acomodado e dolorido. A cena do abaixa levanta repete-se durante toda a viagem.
Comentar
Compartilhe
Uenf e Fenorte unidas
14/03/2014 | 05h17
A partir do dia 17, Uenf e Fenorte ficam novamente unidas. Na greve...
Comentar
Compartilhe
O Porto do Açu é delas
19/03/2014 | 06h38
  A Prumo que, na semana passada, já havia anunciado Cristiane Marsillac como Diretora de Operações do Porto do Açu, acaba de anunciar a criação da Diretoria de Desenvolvimento que será comandada por Marina Fontoura (foto ao lado), que foi diretora da BRMalls, onde realizou mais de 20 aquisições, totalizando US$ 2 bilhões. Xô pessimismo Segundo o presidente do Grupo EIG, R. Thomas Blair “Foi uma transição importante, criamos as condições financeiras, montamos um time de ponta e retomamos a velocidade da construção do Porto do Açu. Estamos animados com a nova fase, temos todas as condições para o sucesso e começamos a operar dentro de poucos meses”.  
Comentar
Compartilhe
Confeitaria D.Rosinha
29/03/2014 | 06h00
Rosinha está se especializando em dar bolos. Além do bolo gigante com 179 metros no paquidérmico Cepop, por conta do aniversário da cidade, ela anda dando bolo na população nas providências contra os alagamentos que vem atormentando e dando prejuízos aos campistas. Todos os bairros e ruas centrais sofreram graves consequências com as chuvas torrenciais, mas chega às raias do absurdo ver a emblemática Pelinca e seu entorno, a área mais nobre de Campos, e de IPTU mais caro, totalmente alagada, com as pessoas tirando os sapatos para sair dos shoppings, carros enguiçados, bares e lojas tomadas pela água suja. Isso, depois de um verão de vacas magras para o comércio que, agora, luta pela recuperação. Esse bolo deixou um gosto amargo na boca e os pés encharcados... Ironia Depois de tanta seca, São Pedro mandou a chuva fertilizadora, mas, que pena, Campos não estava preparada para recebê-la... Alerta online de cheias Rio das Ostras implantou um sistema de alerta de cheias que permite à população obter informações on-line sobre nível de água e chuvas, Duas estações telemétricas foram instaladas, uma no rio Jundiá e outra no rio Iriry. Elas fazem parte de um projeto de macrodrenagem para conhecimento real das condições dos recursos hídricos, orçado em R$ 1,1 milhão. Menos do que se pagou aqui por efêmeros shows de verão...
Comentar
Compartilhe
A ponte da fumaça azul
17/03/2014 | 12h33
Está passando muito mais do que água sob a ponte Barcelos Martins, a mais antiga de Campos. Debaixo dela e no seu entorno está se formando uma verdadeira “Cracolândia”. Já tem trabalhador com medo de passar por ali nas primeiras horas do dia.
Comentar
Compartilhe
Fora de época e fora de propósito...
13/03/2014 | 02h31
Acabaram as férias, já passou o Carnaval. É hora de trabalhar. Utilizar recursos públicos para promover folia em um paquidérmico Cepop não parece ser o mais adequado para fortalecer a combalida economia campista. Esse Carnaval não é só fora de época, é fora de propósito... Não à toa, 70% da população reprova a sua realização.
Comentar
Compartilhe
O Porto do Açu é delas
19/03/2014 | 06h38
  A Prumo que, na semana passada, já havia anunciado Cristiane Marsillac como Diretora de Operações do Porto do Açu, acaba de anunciar a criação da Diretoria de Desenvolvimento que será comandada por Marina Fontoura (foto ao lado), que foi diretora da BRMalls, onde realizou mais de 20 aquisições, totalizando US$ 2 bilhões. Xô pessimismo Segundo o presidente do Grupo EIG, R. Thomas Blair “Foi uma transição importante, criamos as condições financeiras, montamos um time de ponta e retomamos a velocidade da construção do Porto do Açu. Estamos animados com a nova fase, temos todas as condições para o sucesso e começamos a operar dentro de poucos meses”.  
Comentar
Compartilhe
Fora de época e fora de propósito...
13/03/2014 | 02h31
Acabaram as férias, já passou o Carnaval. É hora de trabalhar. Utilizar recursos públicos para promover folia em um paquidérmico Cepop não parece ser o mais adequado para fortalecer a combalida economia campista. Esse Carnaval não é só fora de época, é fora de propósito... Não à toa, 70% da população reprova a sua realização.
Comentar
Compartilhe
Inconfessável
25/03/2014 | 11h47
Existe uma grande curiosidade do público em saber qual o verdadeiro motivo do racha entre os antigos aliados Carla Machado e Neco. Mas nenhum dos dois esclarece o mistério, ou a razão dele...
Comentar
Compartilhe
Uenf e Fenorte unidas
14/03/2014 | 05h17
A partir do dia 17, Uenf e Fenorte ficam novamente unidas. Na greve...
Comentar
Compartilhe
Reconstruindo o sonho
24/03/2014 | 01h21
As obras da nova Femac estão indo de vento em popa. Toda a família Chagas está focada nos trabalhos de reconstrução. Apesar da gentileza e do belo gesto de amizade da família Jacyntho, cedendo a Casa Rosada após o incêndio, o sonho dos Chagas e voltar o mais rápido possível para a sua casa.
Comentar
Compartilhe
Certeza de Luan
19/03/2014 | 12h40
      Só existe uma certeza nessa história de Luan Santana se apresentar em Macaé por R$ 180 mil e em Campos por R$ 233 mil: É que enquanto ele canta, o campista dança...
Comentar
Compartilhe
Inconfessável
25/03/2014 | 11h47
Existe uma grande curiosidade do público em saber qual o verdadeiro motivo do racha entre os antigos aliados Carla Machado e Neco. Mas nenhum dos dois esclarece o mistério, ou a razão dele...
Comentar
Compartilhe
Certeza de Luan
19/03/2014 | 12h40
      Só existe uma certeza nessa história de Luan Santana se apresentar em Macaé por R$ 180 mil e em Campos por R$ 233 mil: É que enquanto ele canta, o campista dança...
Comentar
Compartilhe