Quem não bebe não sobe na vida, diz NYT
16/08/2013 | 15h51

Segundo o jornal The New York Times, um dos mais influentes do mundo, “beber é essencial para ter uma carreira profissional promissora e, consequentemente, ganhar dinheiro”. A reportagem publicada recentemente afirma que, quem não bebe álcool é visto com desconfiança e dificilmente consegue fechar um bom negócio.

A reportagem afirma que “as pesquisas apoiam a ideia de que os que não bebem têm dificuldades para subir na hierarquia corporativa. Vários estudos demonstraram que as pessoas que bebem ganham mais dinheiro do que as que não bebem.”. a reportagem vai além e diz que a cerveja foi um dos ingredientes importantes de Obama na corrida à reeleição da Casa Branca.

“Esperam que você beba, e beber é parte do que você faz; as pessoas ficam meio sérias se você disser que não bebe”, disse Link Christin, diretor de um programa de tratamento especial para advogados que faz parte de um centro de recuperação contra álcool e drogas que fica no estado de Minnesota, no meio-oeste dos EUA. “Se disser que não bebe, você tem que lidar com a suspeita de que não sabe jogar.”

Segundo John Crepsac, um terapeuta de Nova York, em Wall Street, os investidores que não bebem “queixam-se de que não conseguem fechar negócios, não conseguem mesmo entrar nas negociações iniciais porque não entram no comportamento de beber.”

Será mesmo?

Fonte: The New York Times

Comentar
Compartilhe
Sua empresa precisa aumentar as vendas?
05/08/2013 | 17h09

Durante minha carreira conheci muitos “gurus” dando dicas de como aumentar as vendas das empresas no geral.

Para encurtar o assunto, pois este proporciona os mesmos blá blá blás de sempre,  gostaria de compartilhar com vocês, questionamentos simples, propostos pelo professor do IMD (Institute for Management Development)  Sr. Kumar que, assim que respondido, lhe mostrará diretrizes que muitos não imaginavam. Uma dica: o ideal é serem respondidos pela sua equipe, dentro da empresa. Quantos mais participarem, melhor:

1) Por que fazemos negócios desta forma? Por que vendemos assim? Quais fatores do nosso ramo de negócio são considerados "imexíveis" mas poderiam ser questionados?

2) O que oferecemos para o cliente que tem custo alto mas o cliente não valoriza? Quais fatores poderiam ser cortados ou diminuídos sem grandes perdas?

3) O que o cliente realmente valoriza e deveria ser explorado e aumentado ao máximo?

4) Quais fatores poderiam ser criados como novidade ? coisas que nunca foram feitas antes pela concorrência? Onde podemos realmente inovar?

Faça o teste, surpreenda-se e tenha material para preparar sua empresa estrategicamente!

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Fábio Pexe

[email protected]