Aqueles que entram pela porta da cozinha
17/07/2013 | 14h25

"No próximo 20 de julho, comemora-se o Dia Internacional da Amizade, também conhecido como o Dia do Amigo. Num mundo onde a competitividade e o individualismo são marcas registradas, é essencial cultivar e valorizar as amizades. Ter uma rede de suporte afetivo e de relações de confiança faz bem a todos nós. Como é bom saber que podemos contar com o apoio incondicional de pessoas que amamos e, , em alguns casos, se tornam mais próximas do que membros da própria família. Como afirma o livro dos Provérbios: "um amigo ama em todo o tempo; um irmão nasce para o tempo da adversidade" (Pv 1717). O mestre Vinícius de Moraes sintetizou bem a importância dos amigos em nossas vidas: " enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta saber que existem. Esta mera condição me encoraja em seguir em frente pela vida... mas é delicioso que eu saiba e sinta que eu os adoro, embora não declare e os procure sempre".

Para uma compreensão alargada do valor da amizade, é essencial recorrermos à cultura grega clássica. Por exemplo, a palavra amigo é a tradução de "philos", que em sua origem etmológica significa aquilo que é "caro, dispendioso e valioso". 'Philia' é a expressão grega usada para "amizade". O verbo 'phileo' pode ser traduzido por amar, no sentido de mostrar profunda afeição por alguém. Pela força destas palavras, é possível perceber que, para os gregos,  a amizade era considerada de extremo valor ou, como diríamos hoje, algo que não tem preço quando visto pela ótica do mercado.

Estabelecer e cultivar amizades exige uma atitude preliminar e imprescindível: estar bem consigo mesmo. amar a si próprio é a condição básica para abrir-se a outros relacionamentos. A pessoa que não consegue amar a si mesma terá dificuldades em encontrar amigos ou se fazer amiga de outra pessoa. Amar a si mesmo é buscar o bem-estar (saúde) pessoal no nível físico, mental, espiritual e afetivo. É a época que desenvolve a capacidade de voltar-se para si mesma (introspecção) com visão e sabedoria para conhecer seus limites, seus potenciais, sua carências, suas necessidades e suas contradições. É aquela que procura conhecer a si mesma. A introspecção é um voltar-se para dentro como condição básica para um voltar-se aos outros. É diferente daquela que olha para si mesma com um sentimento egocêntrico (introversão) e não é capaz de conhecer a existência dos outros. Nesse caso, a pessoa se torna um 'philautos', expressão grega que significa egoísta ou amante de si mesmo. Para cultivar amizades mais consistentes e duradouras, devemos ser um " philophron", ou seja, uma pessoa bem disposta e amistosa.

Neste árduo e, ao mesmo tempo prazeroso processo de construção de laços afetivos, é tarefa básica procurar distinguir a amizade de outras relações interpessoais. Há indivíduos que se aproximam de outros com o objetivo de instrumentalizar a pseuda amizade e, desta forma, tirar algum tipo de vantagem. É uma aproximação 'utilitária' que passa pela 'venda' ou barganha de sentimentos e afetos. Hoje, especialmente nas redes sociais, temos outro perigo: os simulacros da amizade que se sustentam nos espaços virtuais. Tem pessoas que se orgulham de ter milhares de "amigos". Não quero aqui fazer apologia contra essas redes, pois sei que cumprem funções importantes, tais como, resgate de antigas amizades, aproximação entre pessoas conhecidas e contato com pensamentos e formas diferentes de entender a vida. Mas, não podemos terceirizar as relações afetivas para os ambientes virtuais.

A amizade genuína é baseada em relações de afeto, confiança e cumplicidade. É quando nos sentimos à vontade na presença do outro. Como dizia Mário Quintana: é quando o silêncio a dois não se torna incômodo". É ser íntimo sem ser invasivo. É estar próximo sem se tornar importuno. É se sentir acolhido em qualquer circunstância. É uma relação iguais, sem subserviência. Recentemente, quando eu e minha esposa, decidimos voltar a morar em Piracicaba/SP, um amigo nos disse: "espero sempre ser contado entre os que são de casa, e que podem entrar pela porta da cozinha". Que possamos continuar tendo amigos que, sem formalidades, estejam conosco ao redor da mesa da cozinha para celebrar o doce sabor da vida e, se for o caso, chorar as nossas dores, perdas e sofrimentos."

Autor do texto: Clovis Pinto de Castro, Gazeta de Piracicaba, 14/07/13

Comentar
Compartilhe
Dicas valiosas para se tornar um bom vendedor!
02/07/2013 | 14h31
10 dicas de como aumentar suas vendas, dada por Len Foley no portal Entrepreneur.com. 1. Mantenha sua boca fechada e seus ouvidos abertos. 2. Venda com perguntas, não com respostas. 3. Demonstre curiosidade pelo seu cliente. 4. Fale com seu cliente como se estivesse com amigos ou família. 5. Preste bastante atenção no que o seu cliente NÃO está dizendo, procure ler nas entrelinhas. 6. Se lhe for perguntada alguma coisa, responda rápida e objetivamente. 7. Somente depois de ter descoberto as reais necessidades de seu cliente mencione o que você está oferecendo. 8. Evite fazer longas apresentações de seu produto 9. Pergunte ao seu cliente se existe alguma barreira que o impeça de prosseguir com a negociação 10. Convide seu cliente a tomar algum tipo de ação, não deixe a venda só pra você. Complementando as dicas a cima, segue mais 5 dicas de como ser persuasivo em vendas, dada por Mike Michalowicz no blog Toilet Paper Entrepreneur: 1. Acredite na sua empresa. Se nem você acredita na sua empresa, como você pode esperara que alguém acredite? Se você não acredita no seu negócio, mude as coisas até que você acredite. 2. Seja interessante. Se um cliente diz que não está interessado, provavelmente significa que VOCÊ não está sendo interessante. Faça as perguntas certas que o faça parar e pensar. Estimule o apetite DELES e encontre uma perspectiva que cause interesse no que eles estão olhando. 3. Treine sua apresentação. Apresentações são essenciais para convencer outras pessoas sobre o que eles devem enxergar na sua empresa. Grave suas apresentações pelo menos 3 vezes e as assista. Você irá rapidamente ver onde você pode melhorar seu discurso. 4. Tenha uma história. Ter uma história faz as pessoas se interessarem e faz elas se identificarem com a pessoa, não só com a empresa. Tenha uma boa história de como você começou, como fez a primeira venda e porque você ama o que faz. 5. Confiança gera confiança. Quanto mais confiante você, mais as pessoas ao seu redor serão. Sempre seja confiante na forma que você fala, se veste e sorri. Estudos mostram que sorrir aumenta sua aparência de confiança em mais de 50%.
Comentar
Compartilhe