Propaganda de Natal
27/12/2010 | 13h46
Esta propaganda é um pouco antiga, mas vale a pena revê-la e, até mesmo, conhecê-la. [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=hCFS6RVIKfo[/youtube]
Comentar
Compartilhe
Valor.
19/12/2010 | 19h35
Esta é uma notícia internacional, que aconteceu em Nova York, com iniciativa do famoso jornal The Washington Post (EUA), que tinha como intenção, lançar um debate sobre valor, contexto e arte. O texto é mais ou menos assim: “Um sujeito desce na estação do metrô de Nova York (EUA), com vestes simples: jeans, camiseta e boné. Tira um violino da caixa e com entusiasmo, começa a tocar para a multidão que passa por ali, bem na hora do pico de movimento. O “concerto” dura cerca de 45 minutos, onde ele foi praticamente ignorado pelas pessoas que passavam (com pressa) pelo local. O músico era nada mais, nada menos, que Joshua Bell, atualmente um dos maiores violinistas do mundo, executando musicas de compositores consagrados, num Stradivarius de 1713, raríssimo, estimado em mais de 3 milhões de dólares (aproximadamente R$ 5,5 milhões). O interessante é que alguns dias antes, Joshua Bell havia tocado no Symphony Hall de Boston, com lugares que chegavam a custar à bagatela de mil dólares. A experiência no metrô, gravada em vídeo, mostra homens e mulheres de andar ligeiro, copo de café na mão, indiferentes ao som do violino. Como conclusão, percebemos que estamos acostumados a dar valor às coisas, quando estão num contexto. Bell, no metrô, era considerado uma obra de arte sem moldura. Um artefato de luxo sem etiqueta de grife. Afinal, o que tem valor real para nós? Será que estamos valorizando somente aquilo que está com etiqueta de preço?”
Comentar
Compartilhe
Turbine suas vendas!
10/12/2010 | 21h46
O marketing direto, que visa utilizar uma ou mais mídia de propaganda para obter o retorno dos clientes, está sendo muito utilizado na era digital e é uma ótima ferramenta para aumentar as vendas. Para potencializar ainda mais esse efeito, ele deve ser combinado com outras plataformas, como por exemplo, as redes sociais, com o twitter, Facebook e Orkut. Segundo alguns estudos, as campanhas de marketing direto associadas a essas redes, ou canais de apoio, aumentam e muito, a resposta e a efetividade de sua propaganda. O ideal é aprofundar-se mais sobre o assunto para realmente saber para quem e como fazer esse envio, sendo que parece uma ferramenta de fácil uso, como por exemplo o email, mas por isso corre-se o risco de rasgar dinheiro, literalmente. Por exemplo: Faça um folder caprichado e envie um email complementar, sobre seu produto ou empresa. Ótima propaganda, mas se enviar para as pessoas erradas, o que fazemos? Rasgamos e jogamos no lixo. O problema é que não é raro recebemos propagandas direcionadas a nós, que pouco nos interessam, ou nada tem a ver com nosso estilo de vida.
Comentar
Compartilhe