Nova tendência de Marketing
30/08/2010 | 12h41

Uma nova tendência de Marketing está surgindo, e trazendo muitos resultados. E com ele, uma grande oportunidade, principalmente, para o médio empresário que pretende crescer e tornar sua marca ou produto conhecido.

Assim como nossa vida está cada vez mais corrida, saindo de manhã e voltando somente à noite, os meios de comunicação também não param mais dentro de casa. Como a música de Milton Nascimento, que dizia “todo artista tem de ir a onde o povo está...” a propaganda também segue esta lógica.

A nova tendência chama-se OOH (Out of Home), ou “fora de casa”, e segue o consumidor onde ele estiver: dentro dos ônibus, metros, supermercados, restaurantes, elevadores, consultórios, banheiros, academias...

As grandes marcas estão investindo pesado neste tipo de marketing, e tem trazido um retorno mais do que satisfatório. Este tipo de propaganda é perfeita para atingir o público alvo, pois é direcionada aos locais freqüentados por determinados consumidores.

Assim evitam-se gastos desnecessários, permitindo um melhor controle e planejamento, atingindo os consumidores realmente desejados e com interesse em seus serviços e produtos.

Comentar
Compartilhe
Saia-se bem nas reuniões!
28/08/2010 | 08h04

Caros amigos, segue abaixo um texto que recebi com "técnicas" para se dar bem em reuniões. Vale a pena ler e se divertir um pouco... é bom pois, apesar das reuniões serem sérias e fundamentais dentro das organizações, reparem nos quadros e vejam se não está na hora de mudar ou inventar um novo modelo...

Métodos de reunião

Você anda driblando o sono em reuniões onde sua presença não serve para nada e você não vê a hora do 'coffee break ' chegar para avançar nas migalhas de biscoitos com café frio ???

Pergunto:

Você dorme durante as reuniões de trabalho? Você sente um tédio imenso durante as conferências, seminários e colóquios?

Então :

Seus problemas acabaram !!!   Foi criado um método eficaz para combater esse desconforto

1) BUSINESS BINGO

Imprima o quadro abaixo antes de começar a reunião, seminário, conferência, etc. Sempre que ouvir a palavra ou expressão contida numa das casas, marque a mesma com um (X).. Quando completar uma linha, coluna ou diagonal, grite ' BINGO '!

Sinergia

Mentalidade

Agregar

Mercado

E-mail

Follow up

Clientes

Benefício

Parceiros

Estratégia

Sistema

Rendimento

Pró-ativo

Business

Custos

Otimização

Foco

Efetivamente

A nível de

Recursos

Resultados

Paradigma

Projeto

Implementação

Integrar

2.Testemunho de jogadores satisfeitos:

'A reunião só tinha começado havia 5 minutos quando ganhei!'; 'A minha capacidade para escutar aumentou muito desde comecei a jogar o Business Bingo'; 'A atmosfera da última reunião foi muito tensa porque 14 pessoas estavam à espera de preencher a 5ª casa'; 'O diretor geral ficou surpreso ao ouvir oito pessoas gritando 'BINGO',

2) GOLPE DE MESTRE:

Como impressionar nas reuniões que requerem sua participação ativa, mas onde porém ninguém vai prestar  muita atenção no que você vai falar.

COMO FALAR MUITO SEM DIZER NADA

A tabela abaixo permite a composição de 10.827 sentenças: basta combinar, em seqüência, uma frase da primeira coluna, com uma da segunda, da terceira e da quarta (seguindo a mesma linha ou 'pulando' de uma linha para outra - mas respeitando: uma frase de cada coluna).

O resultado sempre será uma sentença correta, mas sem nenhum conteúdo.

Experimente na próxima reunião e impressione o seu chefe!!!

EMBROMATION

Coluna 1

Coluna 2

Coluna 3

Coluna 4

Caros colegas,

a execução deste projeto

nos obriga à análise

das nossas opções de desenvolvimento futuro.

Por outro lado,

a complexidade dos estudos efetuados

cumpre um papel essencial na formulação

das nossas metas financeiras e administrativas.

Não podemos esquecer que

a atual estrutura de organização

auxilia a preparação e a estruturação

das atitudes e das atribuições da diretoria.

Do mesmo modo,

o novo modelo estrutural aqui preconizado

contribui para a correta determinação

das novas proposições.

A prática mostra que

o desenvolvimento de formas distintas de atuação

assume importantes posições na definição

das opções básicas para o sucesso do programa.

Nunca é demais insistir que

a constante divulgação das informações

facilita a definição

do nosso sistema de formação de quadros.

A experiência mostra que

a consolidação das estruturas

prejudica a percepção da importância

das condições apropriadas para os negócios.

É fundamental ressaltar que

a análise dos diversos resultados

oferece uma boa oportunidade de verificação

dos índices pretendidos.

O incentivo ao avanço tecnológico, assim como

o início do programa de formação de atitudes

acarreta um processo de reformulação

das formas de ação.

Assim mesmo,

a expansão de nossa atividade

exige precisão e definição

dos conceitos de participação geral

Impressionado? Veja o testemunho de vários usuários satisfeitos: a. 'Ao terminar de falar, fui aplaudido por todos de pé!'; b. 'A minha capacidade de falar em público aumentou muito desde que comecei a usar o método Technical Embromation '; c. 'Meu chefe não prestou atenção mas disse que falei muito bem durante a reunião' d. 'Estranho foi ouvir antes dos aplausos duas pessoas gritarem BINGO.'

Sinergia

Mentalidade

Agregar

Mercado

E-mail

Follow up

Clientes

Benefício

Parceiros

Estratégia

Sistema

Rendimento

Pró-ativo

Business

Custos

Otimização

Foco

Efetivamente

A nível de

Recursos

Resultados

Paradigma

Projeto

Implementação

Integrar

Comentar
Compartilhe
Internet. Use a seu favor.
27/08/2010 | 08h47

Para muitas autoridades em marketing, a internet é o futuro da publicidade. Para alguns, é a reconstrução do vendedor porta a porta, em sua versão moderna.

Quando navegamos pela rede, estamos acessíveis a vários tipos de mensagens, e se bem feitas, prendem nossa atenção e a partir daí, o processo é simples. Sacamos o cartão, ou imprimimos o boleto e esperamos pelo produto no conforto do nosso lar.

Por isso, as empresas que querem alavancar suas vendas não devem deixar essa ferramenta de lado.

Mas a publicidade pela internet pode causar alguns problemas, entre eles o mais grave é, devido ao surgimento de vários meios de comunicação, e não mais somente a TV e o rádio, pode causar a fragmentação da mensagem. Ou seja, para cada formato, um modelo de propaganda diferente. Isto causa confusão, podendo “cortar” a propaganda ao meio, e até se contradizer.

É importante principalmente para quem está começando, buscar o acompanhamento de um profissional especialisado. Fazer um site, ou marketing direto (através de e-mails, por exemplo) pode parecer simples. Mas o problema é justamente este, pois sites com muitas informações, cores e banners, geralmente causam dispersão e não atraem a atenção para seu produto.

Por isso, é importante usar a internet como ferramenta a favor, tomando muito cuidado, como tudo relacionado ao marketing, pois pode levar a empresa de esperança e promessa de vendas, ao abismo.

Comentar
Compartilhe
Valor percebido pelos clientes.
24/08/2010 | 09h15

O que faz a diferença para o reconhecimento e o crescimento de sua empresa, é o valor percebido pelos clientes.

Segundo especialistas na área de gestão, num futuro próximo, as empresas que sobreviverão no mercado serão as que oferecem preço (tipo 1,99) e as com qualidade superior.

As empresas classificadas como meio termo (sem preço e sem qualidade), aos poucos sumirão do mercado.

Por valor percebido pelo cliente, entendemos a soma entre os benefícios percebidos e o preço percebido. Ou seja, se o preço percebido e menor do que o benefício percebido, o valor total percebido pelo cliente é positivo. E isto é o fator mais importante para fidelizar o cliente.

Oferecendo qualidade alinhada ao bom atendimento, você terá além de uma vantagem competitiva, a chance de cobrar a mais pelos seus produtos. Não entre na guerra por preço (se esse não for o seu segmento), sendo que quanto mais barato, na maioria dos casos, menos qualidade, e assim, menos clientes duradouros e fiéis.

Comentar
Compartilhe
O Trauma da segunda-feira!
23/08/2010 | 11h44

É impressionante como a maioria das pessoas não gostam da segunda-feira. Isto fica claro em seu humor e sua vontade de fazer as coisas (basta comparar com sexta, por exemplo). Isto reflete também nas atitudes das pessoas que trabalham com o atendimento público.

Até hoje, a música do “Fantástico” da Rede Globo, causa trauma em muitas pessoas, pois é associada ao fim da semana e o começa da segunda.

Eu não quero ser exceção, mas eu gosto da segunda-feira, pois é como se fosse um reinício. Outra chance de conseguir fechar um negócio, consertar um erro ou até mesmo, melhorar o que foi feito. Renova as esperanças por exemplo, de quem busca emprego, ou precisa de ajuda.

A maioria acha este dia péssimo, com uma manhã sem criatividade e uma tarde sem fim. Pense como se fosse um dia para desenferrujar (no trabalho). Depois de um fim de semana revigorante, com práticas de esportes, passeios com os filhos e almoço em família, segunda é um dia perfeito para sentir-se novo, animado, com vontade de trabalhar e colocar as idéias em prática, renovando as esperanças.

Assim, as empresas que possuem funcionários com estes pensamentos levam vantagem sobre as concorrentes, pois o cliente é bem atendido sempre, independente do dia.

Muitos comércios têm funcionários que atendem com má vontade na segunda e já não querem mais nada na sexta... Têm empresas que criam atitudes incentivadoras e animadoras para estes dias, como por exemplo, recreações, justamente para evitar este comportamento. Pense nisso.

Comentar
Compartilhe
Simplesmente incrível.
19/08/2010 | 17h03

Este vídeo é o exemplo de superação. Acredite em você, e irá alcançar lugares jamais sonhados. Se cair, simplesmente levante, e siga em frente.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Up4Fq7Xs528[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Polêmica!
19/08/2010 | 09h54

Recebi uma matéria que saiu no ótimo site "Papo de Empreendedor". Matéria polêmica que gerou muitos comentários. Inclusive não aguentei e escrevi o meu também. Mais por desabafo, pois achei um tremendo falso moralismo (dos comentários e não da excelente matéria).

O assunto é sobre como fazer parecer que sua empresa é maior (ter mais estrutura) do que parece. Lembre-se: não é mentir. Muitos negócios são fechados, ou decididos pela aparência. Inclusive nós somos aceitos assim.

Vale a pena conferir, para formar uma opinião.

http://www.papodeempreendedor.com.br/marketing/5-dicas-para-o-seu-negocio-parecer-maior-do-que-e/
Comentar
Compartilhe
Profissionalismo
18/08/2010 | 09h14

Em um mundo competitivo em que vivemos, ser reconhecido como profissional, ou demonstrar profissionalismo, é mais difícil do que parece.

Muitos tendem a inferiorizar o trabalho realizado por outros, sempre achando que só ele é quem trabalha realmente.

Assim, não adianta você querer demonstrar profissionalismo, pois isto é identificado e percebido pelos outros, naturalmente.

É necessário ter atitude de profissional. Saiba que suas ações têm impacto, tanto para as pessoas que trabalham com você, como para a empresa. Seja considerado um aliado, um colaborador, e não simplesmente uma pessoa que passa a mão na cabeça e diz ok, e sim, aquele que aponta uma saída, um rumo a ser tomado, buscando a solução.

Siga seus valores profissionais, seja ético, pois para ser um bom profissional não basta “botar um ovo e sair cacarejando” por ai. Requer reconhecimento das pessoas que trabalham com você e do mercado, e isto vem através de suas ações e atitudes que demonstra durante toda a sua carreira, com acertos e erros.

Comentar
Compartilhe
A farsa da água engarrafada
17/08/2010 | 16h34
Chocante. Vídeo em ingles, com legendas em português. Preste bem atenção, e veja o poder do consumo. [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=KdVIsEUXIUM[/youtube]
Comentar
Compartilhe
Clientes potenciais
17/08/2010 | 10h04

Não existem vendas sem clientes. Mas para uma empresa vender bem, não basta apenas ter clientes, é necessário conhecê-los e classificá-los para poder analisar e assim, criar as melhores ações de vendas.

Mas como identificá-los? Se você perguntar para seu vendedor quem são seus principais clientes, ele lhe apresentará uma lista com muitos nomes. Será que todos realmente têm potencial, ou será que devemos fazer as mesmas ações para eles?

Esta é a grande diferença das empresas que possuem um departamento de marketing ou até mesmo um especialista para identificar quais as características de seus clientes e segmentá-los.

Costumamos dividir os clientes em 4 grupos básicos. Lembrando que você deve fazer de acordo com as necessidades de sua empresa.

O 1° grupo chamamos de Clientes de Maior Valor. São os que têm uma alta freqüência de compra, com alta lucratividade. Estes como o próprio nome diz, merecem ações e atenções específicas.

O 2° grupo é chamado de Clientes de Maior Potencial. Geralmente são clientes que compram pouco de nossa empresa, mas sabemos que compram bastante dos concorrentes e possuem um grande potencial de crescimento. Assim, devemos criar estratégias para atrair estes clientes.

O 3° grupo, os Clientes de Valor Estratégico, são os que compram há muito tempo da empresa e ajudaram em nosso crescimento. São clientes que já tiveram um grande potencial de compra, mas passam por dificuldades no momento ou simplesmente diminuíram seus gastos. Estes clientes, em sua maioria, são defensores de nossa marca e são influenciadores de opinião, portanto, de grande valor estratégico.

Por fim, o último grupo, os chamados Below Zero, são os clientes que não possuem perspectivas de melhoras. Estão inadimplentes ou não tem mais condições de comprar, ou até mesmo que não gostam de nossa empresa ou produtos, preferindo o concorrente.

Para estes, podemos fazer ações sociais, e não de vendas, pois assim, podemos mostrar o outro lado da empresa, mostrando que não estamos preocupados apenas em vender, mas também em fazer parcerias ou patrocínios de ações de sustentabilidade, atraindo estas pessoas para perto, nas regiões em que atuamos. Com certeza, farão outra imagem da empresa.

Comentar
Compartilhe
Bombril. 1001 Prêmios!
16/08/2010 | 17h42

A nova estratégia de marketing da Bombril visa atingir os consumidores do norte e nordeste do Brasil. Através da promoção “Bombril Abalou! 1001 prêmios para você”, a empresa investiu R$ 5 milhões e tem a cantora Ivete Sangalo como garota propaganda.

A ação faz parte do projeto Arrastão Nordeste, que teve início no mês de abril, onde a empresa patrocina os principais eventos regionais. O Norte e Nordeste corresponde a 19% do faturamento total da empresa, que tem objetivo de crescer mais na região.

Comentar
Compartilhe
Vendas sadias
16/08/2010 | 09h53

Para muitas empresas, simplesmente o ato de vender bem, significa lucrar.

Mas, a realidade é outra, pois lucro não está somente ligado as vendas, e sim, as margens praticadas.

De nada adianta os vendedores saírem vendendo como loucos, preocupando-se apenas em baterem suas metas particulares, utilizando margens baixas, muitas vezes nem empatando, somente perdendo. Não se deve calcular apenas o custo dos produtos, pois para fazer uma venda, é necessário saber o valor de todos os serviços prestados, desde o cafezinho até a mão-de-obra.

Outro erro comum que acontece é fazer vendas para clientes que estão ou tem grande potencial de se tornarem inadimplentes. No fundo, os vendedores sabem ou pelo menos deveriam saber quem são estes clientes.

Muitos vendedores com o intuito de vender, acabam forçando a venda, passando por cima da parte de crédito da empresa, ou seja, empurrando o problema para outro departamento.

Além do disse me disse, causando constrangimento dentro da empresa, o prejuízo é dobrado. Você não recebe, gasta com advogados, perde o cliente e ainda, sairá como vilã, com fama de empresa encrenqueira e complicada para se comprar.

Quantas empresas conhecemos que possuem valores altos em cheques sem fundos, que poderiam investir em estoque ou em seu caixa?

Outro assunto delicado é sobre as empresas que escolhem investir em estoque e não possuem um caixa sadio. Se pensarmos melhor, é mais fácil comprar os produtos quando necessário (tendo caixa), pois acontece na hora, do que vender os produtos em estoque (o que não depende só da empresa).

Procure alinhar com sua força de vendas, as ações e normas vigentes na empresa, pois ela é a linha de frente, e trace a melhor estratégia para ser uma empresa forte, com dinheiro em caixa, assim você poderá negociar melhor as suas compras e não aceitar qualquer tipo de vendas.

Para muitas empresas, simplesmente o ato de vender bem, significa lucrar.

Mas, a realidade é outra, pois lucro não está somente ligado as vendas, e sim, a margem praticadas nelas.

De nada adianta os vendedores saírem vendendo como loucos, preocupando-se apenas em baterem suas metas particulares, utilizando margens baixas, muitas vezes nem empatando. Somente perdendo. Não só calculando-se o custo dos produtos, pois para fazer uma venda, é necessário calcular todos os serviços prestados, desde o cafezinho até a mão-de-obra.

Outro erro comum que acontece é fazer vendas para clientes que estão ou tem grande potencial de se tornarem inadimplentes. No fundo, os vendedores sabem ou pelo menos deveriam saber quem são estes clientes.

Muitos vendedores com o intuito de vender, acabam forçando a venda, passando por cima da parte de crédito da empresa, ou seja, empurrando o problema para outro departamento.

Além do disse me disse, causando constrangimento dentro da empresa, o prejuízo é dobrado. Você não recebe, gasta com advogados, perde o cliente e ainda, sairá como vilã, com fama de empresa encrenqueira e complicada para se comprar.

Quantas empresas conhecemos que possuem valores altos em cheques sem fundos, que poderiam investir em estoque ou em seu caixa?

Outro assunto delicado é sobre as empresas que escolhem investir em estoque e não possuem um caixa sadio. Se pensarmos melhor, é mais fácil comprar os produtos quando necessário (tendo caixa), pois acontece na hora, do que vender os produtos em estoque (o que não depende só da empresa).

Procure alinhar com sua força de vendas, as ações e normas vigentes na empresa, pois ela é a linha de frente, e trace a melhor estratégia para ser uma empresa forte, com dinheiro em caixa, assim você poderá negociar melhor as suas compras e não aceitar qualquer tipo de vendas.

Comentar
Compartilhe
Resumo da semana
14/08/2010 | 09h03

Esta semana escrevi sobre a importância de estudar sua empresa, conhecendo realmente quais são os objetivos, necessidades e, principalmente, qual sua capacidade tecnológica para o armazenamento de dados. Este é o 1º passo para, depois sim, estudar os clientes e começar o trabalho de CRM. (post : 09-08-2010)

Escrevi também sobre as qualidades e atitudes que um bom profissional deve ter. Nem sempre uma boa pessoa é um bom profissional, apesar do paralelo que existe entre eles. Lembrando que honestidade, não é virtude, e sim, obrigação. (post: 10-08-2010)

Publiquei um dos melhores textos que li sobre o significado da palavra sucesso. Na verdade foi um discurso feito pelo Nizan Guanaes, como paraninfo dos formandos da FAAP, comprovando porque é considerado um dos melhores oradores da atualidade. Vale à pena conferir. (post: 10-08-2010)

Abordei um assunto delicado, sobre pedofilia, com símbolos usados por estes bandidos, publicado pelo FBI. Se você reconhecer esses símbolos, denuncie para as autoridades competentes. (post: 11-08-2010)

Também escrevi uma frase sobre oportunidades. Se não conhece, vale a pena conhecê-la. (post: 11-08-2010)

Escrevi sobre o significado do termo Budget, e sua importância para as empresas. (post: 12-08-2010)

Coloquei também, uma das melhores propagandas feitas para uma ONG em todos os tempos. Emocionante. (post: 12-08-2010)

Encerrei a semana escrevendo algumas frases de personalidades, sobre motivação e sucesso. (post: 13-08-2010). Desejando a todos um ótimo fim de semana, renovando as esperanças e as forças, para continuar em busca da felicidade.

Comentar
Compartilhe
Motive-se, busque o sucesso.
13/08/2010 | 09h13

Abaixo, segue 2 frases de pessoas que realmente sabem o significado da palavra sucesso.

Espero que possam motivá-los em busca de seus objetivos.

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios, por isso cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos" - Charles Chaplin

"Só existem dois dias do ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver". - Dalai Lama.

Comentar
Compartilhe
Isso sim é propaganda. Espetacular.
12/08/2010 | 14h00
Propaganda da Cruz vermelha, com o título " A chupeta". Só assistindo... [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=nRduhACBY1M[/youtube]
Comentar
Compartilhe
Budget. Você ainda vai usá-lo.
12/08/2010 | 09h44

Atualmente, ouvimos muito a palavra Budget em marketing. Não precisa se assustar, pois esta palavra significa orçamento em português.

O Controle de Budget, ou controle de orçamento, é usado em todas as áreas da empresa. No departamento de marketing ela é responsável pelo controle de investimentos, como em campanhas de lançamento de produtos, campanhas promocionais, veiculação em mídia, criação de materiais, patrocínios em eventos e feiras, entre outros.

Assim, se você tem um planejamento de 50 mil no ano, terá que distribuir este valor por 12 meses, levando-se em conta os eventos e as ações que acontecerão em determinado mês, sendo que este planejamento não pode ultrapassar o valor total estimado. E nem sobrar dinheiro, pois mostra que o planejamento foi mal feito.

Este controle, quando bem feito, é necessário para todas as empresas, principalmente na área de marketing, onde é difícil conseguir dinheiro para determinadas ações, sendo que o retorno, se ocorrer, é ao longo prazo.

Então, o Budget ajuda a conseguir esta verba, pois a empresa irá se organizar, sabendo o quanto gastará, se tem esta disponibilidade e qual será o retorno esperado.

Comentar
Compartilhe
Atitude positiva
11/08/2010 | 15h00

Como investidor, você deve (e tem o dever) de acreditar em si, em seu potencial, experiência e conhecimento. Não deixe uma boa idéia passar ou uma nova oportunidade de investimento. Lembre-se:

"Oportunidades nunca são perdidas: elas simplesmente são achadas por outras pessoas".

Comentar
Compartilhe
Símbolos de pedofilia. DENUNCIE!
11/08/2010 | 09h31

O FBI (Federal Bureau of Investigation) produziu um relatório sobre o crime de pedofilia, onde estão uma série de símbolos usados por estes criminosos para se identificarem:

Estes símbolos são sempre compostos por um dentro do outro, onde a forma maior representa o adulto e a menor, a criança. O mais cruel é que a diferença de tamanho entre eles demonstra a preferência por crianças menores ou maiores.

Segundo o FBI, os triângulos representam os homens e os corações, as mulheres. O problema é que muitos usam estes símbolos (encontrados em jóias, anéis) por acharem bonito e não conhecem seu verdadeiro significado.

A borboleta, por exemplo, são “pessoas” (homens e mulheres) que gostam de crianças de ambos os sexos. Os triângulos são homens que gostam de meninos (a largura do símbolo tem relação com a idade da criança, quanto mais fino, menor), e o coração são “pessoas” que gostam de meninas.

Se você ver alguns destes símbolos, DENUNCIE!

O link abaixo, tem uma cópia em .pdf do relatório original do FBI:

https://secure.wikileaks.org/leak/FBI-pedophile-symbols.pdf

Comentar
Compartilhe
Discurso de Nizan Guanaes sobre sucesso.
10/08/2010 | 15h00

Nizan Guanes é um dos maiores publicitários do Brasil em todos os tempos. Digo mais, ele é um dos maiores empreendedores deste país. Um verdadeiro Midas, onde tudo que toca vira ouro. É referencia para mim.

No texto abaixo, mostra por que é considerado um dos maiores oradores da atualidade.

DISCURSO DE NIZAN GUANAES (Como paraninfo na formatura de uma turma na FAAP)

Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, estou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns. Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão alguns, que julgo valiosos.

Não paute sua vida nem sua carreira pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência.

Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha. Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro.

Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar.  E tudo que fica pronto na vida foi antes construído na alma. A propósito disso, lembro-me de uma passagem extraordinária que descreve o diálogo entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano.

O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos, disse: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo".  E ela responde: "Eu também não, filho".

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.

Meu segundo conselho: pense no seu país. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si. Afinal, é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo. O caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada. Os pobres vivem como bichos e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega a viver como homem. Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico Paraguassu.

Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: "Seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito". É exatamente isso que está escrito na carta de Laudicéia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu te vomito. É preferível o erro à omissão; o fracasso, ao tédio; o escândalo, ao vazio. Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso.

Colabore com seu biógrafo: faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.

Tenho consciência que cada homem foi feito para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro. Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, caminhando sempre com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra.

Não use Rider: não dê férias a seus pés. Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: "Eu não disse? Eu sabia!"

Toda família tem um tio batalhador e bem de vida que, durante o almoço de domingo, tem que agüentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo o que faria, se fizesse alguma coisa. Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta à noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar. Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. Das 8 às 12, das 12 às 8, e mais, se for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo. Evita o ócio, que é a morada do demônio, e constrói prodígios.

O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles trouxas dos japoneses. Porque aqueles trouxas que trabalham de sol a sol construíram, em menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do planeta, enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho.

Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam. Porque você vai trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas; mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão.

E isso se chama "sucesso".

Comentar
Compartilhe
O bom profissional.
10/08/2010 | 10h04

Nem sempre uma boa pessoa é um bom profissional. Mas é fato que uma boa pessoa, as empresas querem por perto, assim como bons profissionais.

A grande diferença é que as boas pessoas já os são, devido ao seu caráter, além da criação e do ambiente em que vivem. Já um grande profissional é necessário esforço e empenho constante.

Fugindo um pouco das características comumente citadas por muitos candidatos em busca de emprego, quando perguntado pelo entrevistador, em minha opinião, um bom profissional deve ser antes de tudo, bem disposto. Tendo disposição, você corre atrás de melhorias, tanto pessoais como profissionais.

Seja feliz. Posso citar vários motivos “básicos” para isto, como a saúde e os filhos, mas pense que você está empregado. Principalmente nos dias de hoje, motivo de felicidades. Um funcionário feliz veste a camisa da empresa, aceitando os desafios com um sorriso, fazendo seu melhor, pois faz com vontade e não com obrigação.

Outra qualidade para mim, é que o profissional seja meticuloso, sempre investigando qualquer pormenor que ocorra no trabalho. Veja e reveja tudo o que fizer. Não falhe.

Por último, seja perspicaz, treinando e utilizando seu sexto sentido, estando sempre alerta às melhores oportunidades. Se “cheira” um bom negócio, invista seu tempo e seu trabalho. Acredite!

Lembrando que não foi citado aqui, termos como honestidade, pois isto não é uma qualidade e sim, uma obrigação. O candidato que confunde isto como qualidade, está no caminho errado.

Comentar
Compartilhe
Estude sua empresa, para estudar os clientes.
09/08/2010 | 10h18

Uns dos erros mais comuns no trabalho de implantação da gestão de clientes (CRM), é que as empresas não fazem um estudo prévio para identificar, realmente, o que precisam saber sobre seus consumidores.

Muitas saem levantando dados sem a menor necessidade, o que sobrecarrega o sistema e não somam nada as necessidades da organização, além de muitas vezes, não condizer com a estrutura tecnológica que dispõem.

O CRM, apesar de poder ser feito um trabalho inicial em planilhas simples, como o Excel, são softwares complexos, que nos trazem uma vantagem competitiva em relação ao mercado, e mostram o ponto de vista dos clientes.

Portanto, é necessário este estudo inicial visando conhecer realmente, qual seu objetivo e qual sua estrutura. Depois sim, levantador os dados, estudá-los, atualizá-los constantemente e, principalmente, saber a relevância para seu comércio, o que facilitará a alcançar seus objetivos.

Comentar
Compartilhe
O que tem preço?
05/08/2010 | 17h00

Esta é uma notícia internacional, que aconteceu em Nova York, com iniciativa do famoso jornal The Washington Post (EUA), que tinha como intenção, lançar um debate sobre valor, contexto e arte.

O texto é mais ou menos assim:

“Um sujeito desce na estação do metrô de Nova York (EUA), com vestes simples: jeans, camiseta e boné. Tira um violino da caixa e com entusiasmo, começa a tocar para a multidão que passa por ali, bem na hora do pico de movimento.

O “concerto” dura cerca de 45 minutos, onde ele foi praticamente ignorado pelas pessoas que passavam (com pressa) pelo local.

O músico era nada mais, nada menos, que Joshua Bell, atualmente um dos maiores violinistas do mundo, executando musicas de compositores consagrados, num Stradivarius de 1713, raríssimo, estimado em mais de 3 milhões de dólares (aproximadamente R$ 5,5 milhões).

O interessante é que alguns dias antes, Joshua Bell havia tocado no Symphony Hall de Boston, com lugares que chegavam a custar à bagatela de mil dólares.

A experiência no metrô, gravada em vídeo, mostra homens e mulheres de andar ligeiro, copo de café na mão, indiferentes ao som do violino.

Como conclusão, percebemos que estamos acostumados a dar valor às coisas, quando estão num contexto. Bell, no metrô, era considerado uma obra de arte sem moldura. Um artefato de luxo sem etiqueta de grife.

Afinal, o que tem valor real para nós? Será que estamos valorizando somente aquilo que está com etiqueta de preço?”

Comentar
Compartilhe
Ingrediente secreto da Coca-Cola!
05/08/2010 | 09h33

Para quem é viciado em Coca-Cola, ou até mesmo gostaria (ou sonharia) em conhecer a famosa fórmula secreta da bebida, foi divulgado recentemente pelo jornal mexicano Expansión, mais um possível ingrediente raro que faz parte da formulação do refrigerante.

Segundo a publicação, é plantada no México, na propriedade da família Gaya, uma rara orquídea hermafrodita, de gosto parecido com baunilha, e considerado o 2º ingrediente mais caro do mundo, atrás somente do açafrão. Para se ter uma idéia, 1 kg dessa espécie vale U$ 600 (R$ 1.050,00)! Um quilo!

Mas deve ser um ingrediente fundamental para o sabor da Coca-Cola mesmo, pois no ano de 2009 a família Gaya produziu 35 toneladas (todas compradas pela Coca), e faturou 1,5 milhões de Euros, ou quase 3,5 milhões de reais. Faturou.

Comentar
Compartilhe
Obrigatoriedade de mensagens educativas em propagandas automobilísticas.
04/08/2010 | 19h00

Entra em vigor a partir do dia 16 de setembro de 2010, a portaria que estabelece a obrigatoriedade em todas as propagandas referentes à indústria automobilística, da inclusão de mensagens educativas de trânsito.

As mensagens terão no máximo 6 palavras (facilitando a compreensão) e serão publicadas anualmente pelo DENATRAN (departamento Nacional de Trânsito), ligadas ao tema estabelecido pelo CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), visando à conscientização e a educação no trânsito brasileiro.

Este tipo de propaganda (paralela) já acontece em publicidade de bebidas alcoólicas e de cigarros, como o “Beba com moderação” e “Fumar é prejudicial à saúde”.

Comentar
Compartilhe
Atraindo clientes.
04/08/2010 | 14h00

Marketing direto é uma ferramenta de comunicação que visa um relacionamento personalizado com os clientes, “customizando” serviços e produtos. Esta ferramenta é fundamental para a fidelização de seu público-alvo.

A criatividade aumenta o impacto deste tipo de marketing, principalmente quando utilizada em conjunto com a segmentação de clientes, buscando personalizar ao máximo, as ações.

Assim fica mais fácil vencer a barreira criada pelos consumidores, que têm a sensação de que já viram de tudo, e não têm mais tempo a perder.

Segundo especialistas neste tipo de marketing, o principal problema é fazer com que os clientes abram essas mensagens, ou correspondências. Por isso que, usando a criatividade, você pode despertar a atenção dos clientes, rompendo esta 1º barreira, fazendo com que sua mensagem chegue ao consumidor de forma direta e personalizada. Evitando assim, que o dinheiro gasto com a propaganda vá, literalmente, pelo lixo.

Se conseguirmos romper esta barreira, com certeza, ele ficará contente com a lembrança personalizada (pois será de seu interesse, devido à segmentação), e você terá o retorno desejado.

Comentar
Compartilhe
Comercial criativo!
04/08/2010 | 08h47

Eu sempre achei que as propagandas de cervejas são bons exemplos de como a criatividade, quando bem feita, tem efeito positivo.

Aqui no Brasil, se tratando de comerciais de bebidas alcoólicas, acostumamos com o mesmo formato de propagandas, mulheres de biquinis, praias, festas... Assim, procuro usar os exemplos de propagandas de cervejas que passam em outros países, para mostrar que não precisamos apelar para conseguir bons resultados.

Verdade seja dita, eles não possuem as praias, o nosso sol, e nosso clima festeiro, o que faz com que utilizem outros formatos, usando a criatividade de um modo diferente para esse tipo de propaganda.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=FPZ3Lng8U5Y[/youtube]
Comentar
Compartilhe
Primeira impressão:aparência.
02/08/2010 | 08h42

É importante compreender que nossa atenção é despertada inicialmente pela aparência. Por isso, ela é fundamental. Isso é fato.

A aparência expressa o perfil de uma pessoa, como sua condição cultural e social, e fazendo uma analogia, é isso que acontece com a aparência de seu comércio. Ou seja, ela é uma importante forma de comunicação.

Mas é necessário ter coerência. Você provavelmente não vai a um churrasco de terno e nem num casamento de bermuda e chinelo. Assim, se seu produto é popular, não adianta uma loja muito chique, onde seu público alvo sinta-se desconfortável.

Assegure-se que seu ambiente de trabalho esteja de acordo com o que oferece e organizado. Esconda os arquivos confidenciais para evitar constrangimento e não deixe o café e a comida em cima de sua mesa, evitando ser pego de surpresa.

Comunique-se claramente com seu cliente. Fale num ritmo moderado e dentro do volume que a situação pede. Atualmente os clientes esperam o máximo dos vendedores, achando que eles representam a capacidade, humildade e, principalmente a honestidade.

Esta última pode ser uma grande vantagem. Em relação aos comerciantes de carro, por exemplo, ainda existe a falsa idéia de que sempre querem levar vantagens ou estão nos trapaceando. É assim desde os desenhos animados, onde a figura deste vendedor é aquela de barba por fazer e charuto na boca.

Os vendedores que são expertos tiram vantagem deste fato, pois mostram justamente o contrário. Num ramo onde os clientes ficam desconfiados, um vendedor atencioso faz toda a diferença, transformando-se em uma grande vantagem competitiva.

Pratique o pós venda e acompanhe o carro de seu cliente nos primeiros meses. Ligue perguntando se está contente com a compra e se tem reclamações ou sugestões. Faça uma média de quantos km ele anda por mês, assim você saberá quando estiver na hora de trocar o óleo do motor, podendo ligar para avisá-lo. Ações que nenhuma ou poucas concessionárias fazem.

Comentar
Compartilhe