Propaganda genial!
30/06/2010 | 15h02
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dvBD_Ejd9QA[/youtube] Esta propaganda foi feita para a ONG WWF (Fundo Mundial para a Vida Selvagem e Natureza), e é excelente. Muito bem feita, afinal todos temos que cuidar do que é nosso...
Comentar
Compartilhe
De carro a avião em 30 seg.
30/06/2010 | 09h25

Foi criado pela Terrafugia, empresa idealizada por alunos do Departamento de Aeronáutica e Astronáutica, do famoso instituto MIT de tecnologia em Massachusetts, nos EUA, um protótipo denominado Transition, que é um carro que vira avião em apenas 30 segundos.

A produção foi aprovada pela autoridade reguladora de aviação dos EUA (FAA), com uma autonomia de vôo de 700 km, com uma velocidade máxima de 185 km/h. Segundo o fabricante, a transformação de carro em avião acontece, no máximo, em 30 segundos.

O Transition é movido à gasolina comum, e possui tração nas 2 rodas dianteiras, para andar na rua, e propulsor para voar, além de possuir asas retráteis, permitindo que seja guardado em uma garagem padrão.

Para pilotar o veículo é necessário esperar até o final de 2011, ter carteira de motorista e no mínimo 20 horas de vôo, o que é considerado um tempo relativamente baixo. Além claro, de ter U$ 200 mil no banco.

Comentar
Compartilhe
Resultado brasileiro em Cannes.
29/06/2010 | 14h18

Como explicado em post anterior, o Festival de Publicidade de Cannes é considerado o Oscar das propagandas, desde sua criação em 1946.

Das 6 indicações brasileiras concorrentes este ano ao Leão de Ouro, o Brasil conseguiu apenas 1 de Prata, ganho pelo filme "Preto e Branco" criado pela BorghiErh/Lowe para o detergente Skip, da Unilever.

Os EUA, o grande "bicho papão" da premiação, confirmou seu favoritismo ao ganhar 6 Leões de Ouro, 7 de Prata e 20 de Bronze.

A seguir, a propaganda que conseguiu o Leão de Prata para o Brasil:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=IJxxxGjfyvI[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Adidas: Jabulani foi um erro?
29/06/2010 | 08h42

Apesar da gigante de materiais esportivos Adidas apostar em um crescimento de 15% em relação às vendas dos produtos associados ao mundial, em relação à Copa anterior, as críticas de alguns jogadores considerados ídolos, pode prejudicar as vendas.

Está certo que a maioria dos jogadores patrocinados pela Adidas, como o Kaká, defende a qualidade da bolo, enquanto outros, patrocinados pela arqui-rival Nike, a criticam. Será uma jogada de marketing?

A Adidas pagou 50 milhões de Euros em patrocínios para a Copa da África, e entre o mais importantes, está à exibição da bola oficial em todos os jogos.

Mas as críticas de jogadores como Messi, Luis Fabiano e Júlio Cesar a bola Jabulani, podem atrapalhar os planos da empresa. Alguns dizem que ela é imprevisível e os mais radicais, que ela parece às bolas compradas em supermercados...

Vamos esperar o fim da Copa do Mundo de 2010 para saber se a Jabulani trouxe os resultados esperados, ou se foi um erro.

Comentar
Compartilhe
Marketing esportivo!
26/06/2010 | 09h48

Talvez, uma das melhores ferramentas do marketing para comunicar-se com os clientes, seja o marketing esportivo. Simplesmente pelo fato do esporte mexer diretamente com a emoção e a paixão, tornando o cliente mais acessível e receptível ao seu produto.

Geralmente as marcas agregam os valores do esporte, como a superação, a liderança e o trabalho em equipe, como suas próprias qualidades. Ou seja, as empresas de tecnologias geralmente associam-se ao automobilismo, e assim por diante.

Este tipo de marketing tem a vantagem de chegar ao consumidor num momento de relaxamento, sendo visto desta forma, como uma parceira, e não um anunciante. Uma parceira que ajuda na realização e no sucesso do campeonato.

Em recente pesquisa nos EUA, 72% dos fãs do automobilismo americano (Nascar), compram produtos de marcas anunciantes, em relação às marcas não patrocinadoras. Além do quê, o marketing esportivo tem o trunfo de utilizar os ídolos dos esportes como seus porta-vozes de mercado.

Comentar
Compartilhe
Propagandas brasileiras em Cannes 2010
25/06/2010 | 08h49

O festival de Cannes Lions 2010 é a maior premiação da propaganda mundial. Os “criativos” brasileiros, termo usado para os publicitários que criam idéias para as propagandas, costumam serem reconhecidos no festival, tendo inclusive trazido 3 Leões em 2009 para o país.

Mas mesmo assim, estamos muito atrás de outros países em termos de premiação. Para se ter uma idéia, os EUA, maiores vencedores, emplacaram 122 comerciais entre os finalistas deste ano. O Brasil enviou 132 trabalhos, mas apenas 6 foram selecionados.

A premiação acontecerá sábado, dia 26 de junho. Abaixo, estão alguns comerciais brasileiros que concorrerão ao prêmio.

Crooked Face - Twix - agência AlmapBBDO

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=TjPWXQ9Dgxc[/youtube]

Doritos - Garrafa - agência AlmapBBDO

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=8D-mPVJjtuc[/youtube]

Autógrafo - Topper - agência Talent

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=txAvEG6bd5U[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Vendas de Valor
24/06/2010 | 09h30

Como praticamente todos os seus principais concorrentes possuem o mesmo produto, com o mesmo preço e os mesmos serviços básicos, você precisa agregar valor em suas vendas.

As empresas que irão sobreviver no mercado são as que se diferenciarem em relação a essa concorrência.

Existem algumas dicas para agregar valor ao seu negocio, citado no livro homônimo de Robert B. Tucker, que valem a pena seguir. Uma delas é facilitar a vida do cliente, analisando profundamente suas necessidades e oferecendo a melhor solução, e não simplesmente oferecer produtos e serviços contidos na tabela de preço.

Outra dica é colocar-se no lugar do cliente, pois se o vendedor compreender a situação poderá ajudá-lo de maneira realmente eficiente. Nada pior do que o vendedor que escuta a informação dada pelo consumidor, e não fazer nada.

A dica talvez mais importante seja envolver o cliente na criação do valor. Ofereça um cardápio de valores, com todos os benefícios, assim o cliente escolhe exatamente o que lhe interessa, alem do que, ele ficará mais satisfeito com o produto, pois o valor foi criado pela influência dele também.

Comentar
Compartilhe
Marcas fortes e valiosas.
19/06/2010 | 06h00

Segundo a conceituada BrandAnalystic Gestão de Marcas, em parceria com a IstoÉ Dinheiro, a Petrobrás passou o Bradesco como a marca mais valiosa do Brasil.

Com um crescimento de 735% em relação a 2009, a empresa passou do 6º lugar para o 1º, com um valor de marca avaliado em R$ 19 bilhões. O Bradesco, que caiu para o 2º lugar, depois de anos em 1º, também teve um crescimento (23%), com sua marca valendo R$ 14,85 bilhões.

Já em relação à marca mais forte do país, o sabão em pó OMO aparece em 1º lugar, pela segunda vez consecutiva, seguido pelo McDonalds, Petrobrás/BR e Coca-Cola.

Comentar
Compartilhe
Lojas Grátis
18/06/2010 | 09h37

Foi lançado recentemente na cidade de São Paulo um novo conceito de lojas que, com certeza, virará tendência nos próximos anos em todo o Brasil.

As chamadas “Lojas Grátis” estão invadindo a cidade. Estas lojas são consideradas uma nova ferramenta de marketing, sendo que os clientes entram em contato direto com os produtos, experimentando-os antes de serem lançados no mercado, e não pagam nada por isso. Ou seja, os clientes não serão mais atingidos apenas pelas propagandas, mas sim, poderão levá-los para casa e usá-los durante um tempo.

Em troca desta experiência, eles respondem uma pesquisa de opinião sobre o produto, elaborada pela empresa fabricante, com o intuito de conhecer seus defeitos e suas qualidades, conhecendo assim, a percepção dos futuros clientes sobre seus próximos lançamentos.

Este atitude permite que a empresa “amadureça” o produto antes de lançá-lo no mercado, evitando erros, o que muitas vezes, podem manchar sua imagem. Se a Nestlé, por exemplo, usasse essas lojas antes do lançamento do achocolatado Alpino Fast, não teria ocorrido o problema (citado em post passado), pois os consumidores teriam detectado antes.

De certo modo, essa “ferramenta” já vem sendo usada pelas gravadoras de CDs na internet, onde os clientes podem abaixar alguns segundos das músicas, permitindo o conhecimento do conteúdo dos CDs, ates de comprá-los. Mas agora, tornaram-se lojas físicas, onde os clientes levam o produto para casa, experimentam, e na próxima visita a loja, respondem uma pesquisa de opinião. Bom para todas as partes.

Comentar
Compartilhe
Franquias: conheça o mercado.
17/06/2010 | 09h24

As franquias muitas vezes a primeira vista, podem parecer a melhor opção para quem pensa em montar um negócio próprio e conseguir sua independência financeira.

Muitos pensam que basta investir dinheiro, que a franquia usará o nome, fará a administração, treinará funcionários, venderá, fará ações de marketing... mas, a realidade é outra.

Para alcançar o sucesso, a franquia depende muito mais do espírito empreendedor do franqueado, do que o suporte dado pela franquia. De nada adiantará ter local e produtos de qualidade, se você não interagir com o negócio e tomar as atitudes corretas.  Ter um histórico, ou conhecer um pouco de administração, é meio caminho andado.

A vantagem das franquias é que elas fazem muito bem, o chamado benchmarking, ou seja, copiam o que dá certo em outros modelos. Isto é uma prática comum no marketing e pode ser feito em seu negócio também, independente de ser ou não uma franquia. Copiar o que dá comprovadamente certo, é melhor (e mais rápido) do que começar do zero.

Outra vantagem é seu modelo de negócio. A padronização dos processos, o treinamento de parceiros (não só funcionários) e a logística nos canais de distribuição, servem para qualquer organização e, principalmente, gera resultados.

Hoje, com R$ 50 mil você pode adquirir uma franquia, o que, com o aumento do poder aquisitivo dos brasileiros, é a faixa de franquias que mais cresce. Mas fica um alerta: conheça e estude o ramo de marcado que pretende entrar, não ache que basta investir e pronto, pois assim os lucros não cairão do céu.

Comentar
Compartilhe
Afastando o câncer.
16/06/2010 | 09h20

É fato que a qualidade de vida interfere, e muito, em nossa saúde. Nem todos têm a oportunidade de viver em locais arborizados, com belas paisagens, longe da miséria, crimes, e nem todos também, estão com a vida financeira em dia... mas, existem algumas atitudes que podem ser tomadas, aí sim por todos, para viver mais e melhor.

Em relação às células cancerosas por exemplo, exercícios diários e respiração profunda, proporcionando mais oxigênio para as células, ajudam na prevenção do câncer, sendo que estas não prosperam em ambientes oxigenados.

Vocês já repararam que as grandes cadeias de fast foods (principalmente), substituíram as embalagens de isopor pela de papel? Muitos pensam que foi devido somente à reciclagem.

Mas talvez, o principal motivo seja que estes recipientes de plástico, ou espuma, contenham dioxina, substância altamente venenosa e cancerígena, especialmente em relação ao câncer do seio.

Como escrevi em post passado, as grandes redes de supermercados estão lançando campanhas em conjunto com seus distribuidores, para diminuírem a quantidade de recipientes com esta substância (inclusive as sacolinhas plásticas).

Assim, devemos também evitar aquecer alimentos no microondas usando vasilhas plásticas, ou colocar garrafas de plástico (PET) no freezer, pois a dioxina é liberada por estes recipientes, quando expostas a altas e baixas temperaturas.

Este estudo foi feito pelo conceituado hospital americano, o John Hopkins Hospital, considerado o melhor dos EUA por 19 anos consecutivos. Para mais informações, acesse www.hopkinsmedicine.org.

Comentar
Compartilhe
"Os homens são de marte..."
15/06/2010 | 09h05

Segundo recente estudo, a frase “os homens são de Marte e as mulheres de Vênus”, aplica-se também na publicidade televisiva, pois o que agrada aos homens, nem sempre agrada as mulheres.

Eles sentem-se atraídos por propagandas com ação, música alta e situações competitivas. Já para elas, os comerciais com apelos emotivos são mais eficazes. Propagandas contendo o ambiente familiar, com crianças, animais e, principalmente, onde ela desenvolve o papel de mãe, são os que mais prendem sua atenção.

O estudo também mostra que, para os homens, basta ver a propaganda uma única vez para se ter uma opinião sobre o produto, ao contrário das mulheres que precisam assistir várias vezes.

Comentar
Compartilhe
A propaganda que desnorteou a Coca-Cola!
14/06/2010 | 08h37

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=IVndvFoQt34[/youtube]

Esta propaganda é uma das mais emblemáticas tratando-se de ataque direto ao corrente. Alguns de vocês provavelmente já viram este comercial, mas para outros pode ser novidade.

Ela não chegou a ser veiculada no Brasil, mas nos EUA onde este tipo de propaganda é comum e permitido (com algumas exceções), isto é normal entre essas 2 gigantes mundiais.

Um detalhe: não entrarei muito no assunto (escreverei em outro post), mas algumas empresas no Brasil preferem até pagar a multa imposta pelo órgão responsável pela fiscalização das propagandas, pois o efeito já foi conseguido, e o retorno será muito maior do que multa sofrida.

Confira um excelente exemplo de ataque direto ao concorrente!

Comentar
Compartilhe
Layout da loja? mude!
11/06/2010 | 08h35

Para você que pensa em fazer uma mudança no layout de sua loja, existem algumas dicas básicas para que se obtenha sucesso.

As vendas no varejo são dinâmicas e pedem mudanças e soluções a todo momento.

O importante sempre é buscar a praticidade, para que o cliente possa realizar o “auto-serviço”. Assim, é mais cômodo e deixa o cliente mais a vontade, e você economiza em mão-de-obra.

Fique atento a sazonalidade de seus produtos. Divida-os em compras necessárias e por impulso. Por exemplo, numa loja de roupas, uma camisa pode ser necessidade, já um colar pode ser por impulso. Assim, os produtos de necessidades devem ficar “na cara do gol”, e os produtos por impulso mais ao fundo, estrategicamente colocados.

Outros itens importantes são as cores e a iluminação. As cores mais vibrantes, como o vermelho, podem chamar mais atenção, mas quando usados erradamente, causam certa irritação (por isso os fast foods a utilizam com freqüência, assim o cliente chega, come e vai embora, dando lugar a outro, diferente dos restaurantes onde os clientes ficam muito mais tempo).

Por fim, sempre é importante conhecer (e estudar) seus clientes, pois são as melhores fontes de idéias, afinal, são quem compram seus produtos.

Comentar
Compartilhe
Ferramentas para interagir com os clientes.
10/06/2010 | 10h18

O Instituto Beleza Natural é a maior rede especializada em cabelos crespos e cacheados do país, com mais de 17 anos de existência, tendo como sede a cidade do Rio de Janeiro, lançou seu Blog, sendo mais uma ferramenta para interagir com seu público-alvo (cabelos cacheados e crespos correspondem a 66% da população).

No espaço, contém a famosa coluna “Segredinhos da Zica”, publicada semanalmente no jornal Expresso, do Rio de Janeiro, e a seção “Cacheada da Semana”, com fotos antes e depois das clientes.

O Blog pode ser acessado pelo site da empresa (www.belezanatural.com.br) e fica uma dica para quem pensa em montar um site para seu negocio, pois é muito bem feito, e traz informações de interesse para o público desejado.

Comentar
Compartilhe
Propagandas destinadas ao público infantil
09/06/2010 | 16h33

A propaganda destinada ao público infantil é tema de muitos debates e polêmicas no mundo inteiro. Alguns países chegam ao ponto de proibir propagandas destinadas aos menores de determinada faixa etária.

Em minha opinião, de forma clara e objetiva, acho esta atitude uma forma de censura. É óbvio que é necessário ter limites, mas o quê, por exemplo, contém nas propagandas que não contém nos desenhos? Sem contar os programas sensacionalistas que estão em todos os horários na mídia.

Deixando um pouco de lado esta discussão que, como citado anteriormente, é polêmica e gera muitas opiniões diferentes, alguns especialistas citam dicas de propagandas para empreendedores que possuem produtos destinados ao público infantil.

A primeira é mostrar propagandas que convidam as crianças a brincar, em situações corriqueiras ou até fantasiosas. Outro truque é transformá-los em heróis, tendo êxito em situações inesperadas, sendo que as crianças identificam-se com os protagonistas. Isto tudo sempre ligado a valores como a segurança, proteção e carinho.

Para quem possui produtos alimentícios, é necessário também direcionar-se aos pais, buscando uma propaganda que divirta os filhos, mas informe os valores nutritivos dos produtos aos pais.

Comentar
Compartilhe
Neuromarketing: o futuro da publicidade
09/06/2010 | 08h01

O neuromarketing nasceu da idéia de conhecer o consumidor, não apenas em sua atitude consciente, mas de descobrir o que rege seu comportamento no plano racional.

Tentar desvendar por que o cliente compra determinado produto, qual sua preferência, o que faz o cliente escolher determinada marca, entre dois produtos novos. Ou seja, a intenção é investigar o comportamento racional do consumidor, pois estudos demonstram que, no processo de transação econômica, implica-se o uso de muitas estruturas do sistema nervoso.

Assim, conhecendo este comportamento “oculto” do consumidor, você terá nas mãos uma ferramenta poderosa, e poderá criar e executar estratégias de campanhas publicitárias, até então, jamais imaginadas.

É por isso que o neuromarketing está sendo considerada a mais potente e promissora ferramenta de marketing para se conhecer, realmente, o comportamento dos consumidores. Muitos especialistas aprimoram-se no conhecimento desta nova disciplina, que promete ser o futuro do marketing.

Comentar
Compartilhe
A criação do ser humano...
08/06/2010 | 16h00

No primeiro dia, Deus criou a vaca e disse: “Você deve, diariamente, ir ao campo com o fazendeiro, ficar Sob o sol, ter bezerros e dar leite para alimentar o fazendeiro. Eu lhe dou 60 anos de vida". A vaca respondeu: "É uma vida muito sacrificada para mim durante 60 anos. Eu aceito 20 e devolvo os outros 40." E Deus aceitou.

No segundo dia, Deus criou o cachorro e disse: "Fique sentado todos os dias sob o sol na frente da casa, e lata para qualquer um que passar. Eu lhe dou uma vida de 20 anos." O cachorro disse: "É uma vida muito longa para ficar latindo. Dê-me 10 anos e eu devolvo os outros 10." E Deus aceitou. No terceiro dia, Deus criou o macaco e disse: "divirta as pessoas, faça-as rir. Eu lhe concedo 20 anos." O macaco disse: "Fazer macaquice por 20 anos é muito chato. Para o cachorro o Sr. concedeu 10 anos. Faça o mesmo comigo..." E Deus concordou.

No quarto dia, Deus criou o homem e disse: “Coma, durma, brinque, e não se preocupe com nada. E lhe concedo 20 anos”. O homem respondeu: “O quê? Só 20 anos? Que miséria. Veja, eu pego os meus 20, os 40 que a vaca devolveu, os 10 do macaco e os 10 do cachorro. Isso faz 80 anos”.

"Está bem" -Deus respondeu. "Negócio fechado". É Por isso que durante os 20 primeiros anos de nossa vida nós comemos, dormimos, brincamos... E não fazemos mais nada. Nos 40 anos seguintes nós trabalhamos como uma vaca sob o sol para manter a família. Nos outros 10 anos fazemos macaquices para distrair os netos. E nos últimos dez anos ficamos sentados na frente da casa cuidando de todo mundo...
Comentar
Compartilhe
Seleção Brasileira: 1ª em patrocínios!
08/06/2010 | 08h54

Os números de patrocínios referentes à Seleção Brasileira de Futebol, para a Copa do Mundo, é aproximadamente 3 vezes maior em relação à Copa anterior.

Nossa seleção possui o maior número de patrocinadores do mundo, contando atualmente com 10 empresas (podendo chegar a 11 sendo que há uma negociação no momento) e estima-se que já tenha arrecadado este ano mais de US$ 200 milhões.

As empresas consideradas máster, que possuem os maiores contratos, podendo explorar ao máximo os itens associados ao “time mais admirado do planeta”, são a Vivo, Nike, Itaú, AmBev e o Frigorífico Marfrig (Seara).

Além destes com patrocínios mais “nobres”, a seleção canarinho possui também patrocinadores com valores mais modestos, como por exemplo, a TAM, Gillette, Pão de Açúcar, Volkswagen e Nestlé.

Pode-se ter certeza que o retorno valerá à pena. A audiência da copa do Mundo de 2006 foi de 2,8 bilhões de pessoas, e para a Copa deste ano, espera-se um aumento significativo da audiência, aumentando assim, a exposição das marcas.

Comentar
Compartilhe
Empreendedores: saiba como fixar sua marca.
07/06/2010 | 09h16

Branding é uma palavra em inglês que significa “marcando”. Esta palavra derivou-se das marcações (chamada brand) antigas dos gados norte-americanos, com iniciais dos nomes dos proprietários para saberem a quem pertenciam, sendo que não existia ainda, o arame farpado para delimitar as propriedades.

Ou seja, você reconhece através da marca fixada em sua mente, tudo o que esta por trás dela (proprietário, ações, conceitos, localidade, serviços...). As marcas mais reconhecidas pelos consumidores são chamadas de Top of Mind.

Algumas dicas para transformar sua marca em uma das primeiras a vir na mente do consumidor, quando este busca algum produto de seu segmento, segundo alguns especialistas são: a marca deve refletir o espírito do empreendedor, exatamente como aquela frase “atrás de um grande homem existe uma grande mulher”. Com a marca é a mesma coisa, tendo que haver um grande empreendedor, com a mente aberta, tocando o negócio.

Outra dica é de construir uma experiência prazerosa aos consumidores, toda vez que buscam seus produtos (pode ser um lugar agradável ou um serviço diferenciado). O ideal é estender essa experiência também aos distribuidores e aos funcionários, afinal, todos são consumidores.

Tenha cuidado para não se perder. Ás vezes o importante é ter qualidade e não quantidade. Muitos querem atingir todos os públicos, e é aí que mora o perigo. Com o tempo, a marca encontra seu público e depois basta direcionar suas ações para ele, não abrindo muito o leque, evitando se perder.

Por fim, é necessário paciência. Demora anos para se construir uma marca, e segundos para acabar com ela. Saiba o que realmente seu público alvo necessita. Estude ele, faça o trabalho de CRM, assim você conhece para quem vende e poderá programar ações que trará retorno.

Comentar
Compartilhe
Tudo que era pago está ficando de graça. E vice-versa!
04/06/2010 | 15h20

Vocês já repararam que quase tudo que era pago antigamente, hoje está ficando de graça, e tudo que era de graça estamos pagando?

Um exemplo simplório é citar os meios de comunicação. Antigamente só possuía informação quem pagava. A igreja, depois os nobres, os ricos, as cidades... hoje qualquer pessoa tem acesso à informação, praticamente de graça, como por exemplo, as televisões abertas.

Em contrapartida, o que era “de graça” naquela época distante, como a madeira, a água e as “terras”, hoje se paga caro por isto.

Traçando um paralelo com o que está acontecendo com as empresas na era da internet, as que existiam somente “virtualmente”, hoje possuem lojas físicas, como por exemplo, o Submarino, que abriu sua primeira loja em São Paulo. Em contramão, as empresas que eram somente físicas, como as Casas Bahia, estão abrindo suas lojas virtuais...

Comentar
Compartilhe
Dados dos clientes: erro no cadastro pode custar caro!
04/06/2010 | 08h48

Sempre escrevo da importância de recolher o máximo possível de dados a respeito dos clientes. Mesmo que seu empreendimento seja pequeno, ainda, num futuro próximo será necessário, pelo menos para possuir um histórico de vendas, o que o ajudará a tomar decisões.

O problema é que, segundo recente pesquisa, 17,5% dos dados dos novos clientes contém erros e 13% correspondem a pessoas “desconhecidas”.

Isso se explica, pois as empresas querem possuir esses dados, mas não dedicam esforços nesta área, muitas não sabendo que atitude tomar devido à falta de profissionais especializados, então, acabam deixando-os de lado. Mal sabem a importância de contar com dados de qualidade na hora de entrar em contato com novos ou potenciais clientes...

Portanto, aqui fica uma dica. Diferencie-se dessas empresas (quase 1/3!), recolhendo esses dados com “carinho” e principalmente, busque dados reais, mesmo que estes sejam críticas negativas. Se você não for usá-los agora, de repente por ter montado seu negócio recentemente e está descapitalizado, guarde-os.

Assim, num futuro próximo, você poderá analisá-los e criar estratégias para aumentar suas vendas, além do quê, toda grande empresa que começou pequeno, carrega uma história, e esses dados ajudam a construí-la.

Comentar
Compartilhe
Eike Batista ensina a ganhar o "primeiro milhão".
03/06/2010 | 08h15

Com um patrimônio avaliado em U$ 27 bilhões segundo a revista Forbes, o empresário mineiro Eike Batista realizou uma palestra dia 01/06 na FAAP (Fundação Armando Alves Penteado) em São Paulo, e deu dicas de como ganhar o “primeiro Milhão”.

Segundo Eike, o brasileiro tem que ser mais empreendedor, saindo da “área de conforto” e aprendendo a “cultura do risco”, sendo que este empreendedorismo é muito importante para a economia do país.

O empresário deixou claro que o Brasil mudou, sendo um dos melhores países para se investir atualmente, devido ao respeito com os contratos e a transparência, principalmente, na gestão ambiental.

Eike concluiu que enxerga “pelo menos mais 10 anos de crescimento contínuo” para o Brasil.

Comentar
Compartilhe
CBF notifica CEF! sopa de letrinhas...
02/06/2010 | 16h28

A Caixa Econômica Federal (CEF) recebeu hoje, dia 02/06, uma notificação judicial da CBF (Confederação Brasileira de futebol) pelo uso indevido das imagens e cores da seleção nacional de futebol, nas campanhas publicitárias do “Feirão da Casa Própria”.

A CBF ameaça entrar na justiça em 3 dias caso a Caixa não a indenize neste prazo.

Pela internet, os brasileiros protestam em diversos blogs e sites sobre esta atitude da CBF. Muitos acham um absurdo as cores da seleção, como o amarelo, azul e verde “pertencerem” a entidade máxima do futebol brasileiro (na verdade, não pertence. Aqui é o caso da combinação imagem e cor).

Alguns dizem que então, temos que pagar indenização a Deus pelo uso do azul do mar, do verde das matas...

Comentar
Compartilhe
O efeito das campanhas mais "duras".
02/06/2010 | 08h15

Estamos acostumados com propagandas alegres, coloridas e até mesmo “surreais”. Mas algumas agências de publicidade vão pela contramão, mostrando campanhas mais “duras”, visando impactar a população.

É o que está acontecendo com a campanha criada para o Greenpeace que está sendo vinculada na Suíça. A campanha conseguiu estremecer o país, mostrando um terrível acidente nuclear onde as pessoas caem mortas nas ruas das cidades.

O vídeo, além de conter imagens fortes, possui uma música de fundo impactante, reforçando a dramaticidade.

A propaganda foi criada pela agência suíça Walker em conjunto com a produtora alemã Cobblestone, e visa conscientizar os riscos para os seres humanos e para o meio ambiente, da utilização da energia atômica.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=M0oe7k7M4IU[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Saindo um pouco do marketing..
01/06/2010 | 17h26

Uma nonna italiana está indicando seu apartamento ao neto, que irá visitá-la com sua nova mulher.

- Quando vocês chegarem no prédio, na porta da frente tem um grande painel. Io moro no apartamento 301. Apertem o botón do interfone com o cotovelo, que io abro a porta. Entrem, o elevadore é à direita. Aperta o trê com o cotovelo. Quando vocês saírem do elevadore, mio apartamento é nas esquerda. Com o cotovelo, apertem a campainha..

- Vó, parece fácil, mas... Por que tenho que apertar todos esses botões com o cotovelo?

- Máaaaah o que!!!!!!!! Tão vindo de mon vazia?????...

Comentar
Compartilhe
Treinando a força de vendas.
01/06/2010 | 08h30

Para conseguir o sucesso em sua carreira, é necessário saber vender. O tempo todo estamos vendendo algo. Vendemos nossas idéias, nossos serviços, nossa aparência, nosso estilo de vida ou nossos produtos. Ou seja, saber vender é fundamental.

Por isso, os profissionais que sabem vender são disputados no mercado, e as empresas investem cada vez mais em cursos de capacitação e qualificação. Mas o segredo não é só fornecer o treinamento, e sim, saber avaliar se o resultado foi satisfatório.

Para isso, o gestor poderá fazer um plano de avaliação individual dos vendedores, considerando três fatores básicos, que poderão adaptar-se conforme sua necessidade: o conhecimento (do produto, do preço, do mercado, do cliente e do planejamento), a habilidade para transformar esses conhecimentos em ações (contornando desafios) e a atitude, esta a única considerada inata ao ser humano.

Assim, poderá desenvolver um plano individual e um coletivo para a Força de Vendas (FV), visando sanar ao máximo os problemas encontrados.

Uma das dificuldades que as empresas encontram para sobreviver, devido à maior complexidade da concorrência e do mercado consumidor, é justamente manter um sistema de vendas ultrapassado, tendo um gestor apoiado em desculpas e paradigmas como “para vender precisa de um bom papo e um bom relacionamento, e não de treinamento”, e assim por diante.

Não deixe que isso aconteça com sua empresa.

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Fábio Pexe

[email protected]