Marketing político: gato e rato
31/03/2010 | 11h47

Do ponto de vista do marketing, é evidente que o partido político que detém o Poder Executivo central, conseqüentemente usando o dinheiro e a influência do Estado, leva enorme vantagem. Não que isso seja fator determinante para a vitória.

Um exemplo: o partido que tem o presidente da república como afiliado é privilegiado, pois dispõem da oportunidade de associar-se a campanhas públicas e sociais, como inaugurações por exemplo. Nenhum outro partido oposicionista é beneficiado por tamanha massa de recursos, tanto orçamentário, quanto em relação à cobertura da mídia.

É justamente aí que entra o marketing político. Para virar essa situação, é necessária muita artimanha, perspicácia e principalmente feeling para saber em que sentido será direcionado sua campanha. Não somente a de seu candidato, mas também a do opositor.

Como assim? Resumidamente, conforme o andamento de sua campanha, você obrigará o marqueteiro contrário a refazer sua estratégia, acabando por fim, sendo o “responsável” pelas duas campanhas, virando o jogo.  Isso não esquecendo que esse jogo pode ter uma reviravolta e você passar a ser o rato, na famosa brincadeira de criança.

Lógico que isso não é simples, esse processo pode durar a campanha inteira, por isso as campanhas custam milhões e paga-se muito bem aos publicitários responsáveis (outros milhões), mas o final vale a pena.

Comentar
Compartilhe
Aonde chega o marketing. Fantástico!
30/03/2010 | 19h03

Para se ter uma idéia de como a publicidade é complexa e sempre busca inovações, citarei um exemplo muito interessante: o neuromarketing.

Resumidamente, consiste em um marketing que “não percebemos”, indireto, onde inconscientemente, somos remetidos a lembrar de tal marca ou produto.

Citarei um exemplo: muitas marcas querem associar seu nome a um evento esportivo. Com as marcas de cigarros, não poderia ser diferente. Mas como fazê-lo se são proibidas de patrocinar esses tipos de eventos?

Você, que gosta de corrida de fórmula 1, já reparou nos códigos de barras brancos na lateral da Ferrari? Pois bem, eis o neuromarketing.

A propaganda é do cigarro Marlboro, que mesmo sem poder anunciar em eventos esportivos, usa o neuromarketing como tática.

Como os carros são vermelhos, e os códigos de barras são brancos, você inconscientemente lembra da marca. Ou não?

Comentar
Compartilhe
Chocolate: melhor do que um beijo?
30/03/2010 | 08h36

Segundo a ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), a Páscoa deste ano promete um aumento de cerca de 40% em relação ao ano passado.

Lembrando que a data é considerada o 2º Natal para os varejistas.

As grandes redes de supermercados esperam faturar alto e apostam suas fixas num planejamento de marketing voltado ao licenciamento de produtos e marcas próprias, exclusivas.

A rede Pão de Açúcar, por exemplo, prevê um aumento de 45% nas vendas em relação ao mesmo período no ano passado, ou seja, quase o dobro. A estratégia de marketing da empresa é apostar em personagens licenciados, como o Bob Esponja, Penélope Charmosa, Superman, entre outros, e até uma viagem a copa do mundo na África.

Outro grande varejista que espera lucrar nessa Páscoa é o Walmart, esperando aumentar em 20% as vendas dos itens sazonais da data.

Sabemos que os chocolates (principalmente os amargos), atuam de forma positiva no cérebro humano, levando a um prazer que, segundo estudos realizados na Inglaterra, pode superar e muito, a sensação de um beijo.

Alguns podem discordar dessa afirmação, mas para as grandes redes varejistas, se não supera o prazer de um beijo, pelo menos trazem muito lucro.

Comentar
Compartilhe
Criatividade relaxante
29/03/2010 | 22h51

A marca de água leve Bonafont, pertencente a gigante multinacional Danone, está promovendo um concurso cultural onde o objetivo é completar de forma mais criativa a frase: “eu quero eliminar...”.

As 3 melhores respostas da semana ganharão um Smart Box Zen & SPA, e poderão desfrutar um dia especial em um dos mais de 70 institutos espalhados pelo Brasil, onde oferecem os mais variados tratamentos, desde massagens relaxantes a sessões de terapia com vinhos. Para participar da promoção, que irá até o dia 9 de maio, acesse o site www.euqueroeliminar.com.br e complete a frase com até 140 caracteres.

Para quem é criativo e está precisando relaxar, está aí uma grande oportunidade.

Comentar
Compartilhe
Dia internacional da Diversão: resultados para sua empresa
28/03/2010 | 13h24

No dia 1º de abril será comemorado, pelo 12º ano consecutivo, o Dia Internacional da Diversão no Trabalho. A data é comemorada em todo o mundo.

Estudos comprovam que rir no ambiente de trabalho, aumenta a produtividade reduzindo o obsenteísmo e o "turnover", melhorando o clima interno, facilitando o trabalho em equipe, reforçando assim, as relações interpessoais positivas entre os empregados.

Além dos benefícios que as risadas trazem para as empresas, e inegável o bem que fazem a nossa saúde. A risada aumenta a endorfina, aumenta o fluxo sanguíneo e melhora o sistema imunológico, entre outros.

Para estimular a descontração no trabalho, podemos celebrar as conquistas, mesmo que insignificantes. Inicie em sua empresa as atividades grupais com breves sessões de gargalhadas. Institua um programa de participação  nos resultados da empresa, respeitando o equilibrio entre o trabalho e a vida pessoal, e crie um ambiente agradável e confortável, onde os funcionários possam parar para bater papo acompanhado do cafezinho, buscando recompor as energias.

Faça isso, e com certeza colherá resultados, não só na vida pessoal mas também profissional.

Comentar
Compartilhe
Propaganda eleitoral: gerra nos bastidores, o troco.
27/03/2010 | 06h30

Como foi citado no post do dia 24/03, a guerra nos bastidores entre PSDB e PT está pegando fogo.

Agora foi a vez da Justiça Eleitoral suspender, a pedido do PT, nessa sexta (26/03) uma propaganda do PSDB, onde Jose Serra faz comentários sobre suas “obras”, o que levou o Corregedor Geral de São Paulo, Alceu Penteado Navarri proibir a propaganda veiculada na TV.

No dia 24/03, foi o PSDB quem pediu ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) a retirada de uma propaganda do PT do ar, o que ocorreu.

Dois dias depois, veio o troco, e pelo visto, vem muito mais por ai.

Comentar
Compartilhe
Precisando aumentar as vendas?
26/03/2010 | 13h41

Se você esta pensando em uma maneira de aumentar suas vendas, não deixe de lado a possibilidade de utilizar os “antigos” cupons, ou vales descontos.

Multinacionais como a Procter & Gamble, Unilever e Danone voltaram a apostar suas fichas nessa estratégia de marketing, com o objetivo do cliente conheçar a marca, sentir-se atraído e ser fiel a ela.

Para que esse tipo de marketing funcione, é necessário que haja uma correta segmentação (selecionar os clientes chaves) e distribuição, que pode ser feita pelo correio, de uma forma mais personalizada, mas com custo mais elevado, ou no próprio ponto de venda, com custo menor.

Alguns especialistas afirmam que os cupons com descontos são mais vantajosos para a empresa, do que mexer na política de preço dos produtos.

Mas alguns cuidados são necessários: definir claramente os objetivos e os meios de distribuição, conter fotos dos produtos no cupom, assim como a validade e o valor do desconto (no mínimo 20% em relação ao preço original).

Quanto à validade, não pode ser nem tão longa, e muito menos tão curta. Deve ser suficiente para que o cliente assimile a mensagem, e decida por experimentar o produto.

Comentar
Compartilhe
Uma das melhores propagandas de todos os tempos!
26/03/2010 | 04h23
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6t0SK9qPK8M[/youtube]

Este comercial talvez seja um dos mais famosos e com certeza, é uma das mais premiadas propagandas já produzidas no Brasil.

Criada em 1987, pelos diretores Washington Olivetto e Gabriel Zellmeinstein, pela W/Brasil, teve a participação de Nizan Guanaes que na época trabalhava na agência.

A  frase "É possível falar um monte de mentiras, falando só a verdade" é impactante.

Simplesmente, a junção de dois dos maiores publicitários do país, Olivetto e Guanaes. Aí fica fácil entender o motivo de tanto sucesso.

Comentar
Compartilhe
Prova do líder no BBB: maior prêmio da história
25/03/2010 | 08h45

A construtora Rossi começa suas ações promocionais para comemorar seus 30 anos, criadas por uma das maiores agências de publicidade do país, a Leo Burnett, oferecendo hoje (25/03) ao ganhador da prova do líder do BBB um apartamento no valor de R$ 200 mil.

A empresa é a primeira construtora a anunciar no reality show, é já começa como gente grande, oferecendo o maior prêmio dado por um anunciante em todas as edições do BBB.

O novo apartamento do “líder” será na Barra da Tijuca (RJ), mas os outros participantes não ficarão de mão vazias. Cada um ganhará um vale no valor de R$ 15 mil, para comprar um imóvel da construtora em qualquer lugar do país.

Comentar
Compartilhe
Pirataria: parte da nossa cultura?
24/03/2010 | 20h37

Tenho lido atualmente alguns textos sobre os produtos piratas dizendo que o problema já não é mais econômico, e sim cultural, já fazendo parte de nosso cotidiano, sendo vendidos em todos os lugares (disponível), é barato (custo) e usam tecnologia de ponta (qualidade).

Como exemplo, temos os relógios chamados de “réplicas”, idênticos aos originais, inclusive em seu maquinário. Muitos dizem que são produtos “originais” que não passam pelo teste de qualidade, devido a mínimos detalhes, e que para não perder o produto, enviam para nós na América do Sul.

Outros defendem que o problema seja uma falha econômica. Citamos o caso dos CDs, que são vendidos no Brasil há mais de 15 anos a um valor médio de 12 dólares. O mesmo preço que é vendido nos EUA, mas não esqueçamos que a renda média lá é 6 vezes maior do que aqui.

Nesse caso, o preço é “justificado” pela quantidade dos chamados rentistas, ou seja, tem-se que pagar direitos autorais ao tocador do violão, ao diretor artístico, ao arranjador, ao cantor, empresário, e por ai vai, chegando ao problema da lei dos direitos autorais.

Para se ter uma idéia, no Brasil existe menos de 90 artistas contratados pelas 4 grandes gravadoras (EMI, Warner, Sony e Universal).

Em minha opinião, acho que o problema é a junção dos dois, econômico e cultural. É lógico que se um original custar o mesmo preço que um pirata, optamos pelo original. Mas se este for difícil de achar, (somente em lojas especializadas, difícil estacionamento, fila para pagar), muitos compram o que está ao alcance, rápido e simples. E ainda, com garantia!

Comentar
Compartilhe
Propaganda eleitoral: guerra nos bastidores
24/03/2010 | 12h30

Está claro que a corrida para a presidência já começou. Inclusive com Pesquisas Eleitorais apontando as colocações dos “possíveis” candidatos, incluindo muitos que já disseram que não concorrerão. Mas até aí...

Ontem (23/03) aconteceu mais um episódio dessa batalha, que promete ser a melhor dos últimos anos, pois não temos um franco favorito. Pelo que sei, os marketeiros que o digam.

Foi suspensa, no dia 15 deste mês, a veiculação de uma propaganda do Partido trabalhista (PT), tanto na rádio como na TV, onde Lula elogiava a Ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, dizendo que era “mineira com a cara de São Paulo”, alem da própria Ministra dizendo que tinha “muito carinho e respeito pela cidade”.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo negou por unanimidade o recurso do PT, recorrendo à decisão da suspensão da propaganda, alegando que feriu o artigo da constituição que trata da proibição de propagandas por parte dos candidatos a cargos eletivos, antes do período permitido.

A batalha pela presidência entre PSDB e PT já começou e promete, inclusive cogitando-se até a participação do marketeiro do Barack Obama (presidente dos EUA), além dos tradicionais brasileiros, que com certeza, estão entre os melhores do mundo.

Comentar
Compartilhe
Guerra ao plástico
23/03/2010 | 20h04

Recebi este artigo recentemente divulgado pela Unimed Itajubá (www.unimeditajuba.com.br), alertando sobre o potencial cancerígeno dos plásticos, principalmente em relação ao câncer de mama.

Estudos realizados nos Estados Unidos comprovam que os materiais plásticos liberam a dioxina (substância cancerígena), cujo efeito é potencializado quando submetidos às variações de temperaturas. Talvez por isso, algumas marcas de refrigerantes vêm “relançando” e incentivando as antigas garrafas de vidro que, quando expostas a diferentes temperaturas (colocadas na geladeira, por exemplo), não liberam a dioxina, e os fast-foods, que estão trocando as embalagens de isopor pelas de papel. Assim fica óbvio, segundo o estudo, que deve-se evitar utilizar embalagens plásticas em microondas e colocar as embalagens pet de refrigerantes no freezer. O comunicado informa também que, quanto maior o teor de gordura dos alimentos, maior o risco. As grandes empresas já estão se preparando para um futuro mais saudável e sustentável. O Wal-Mart por exemplo, está lançando a campanha End to End, onde exige o compromisso de seus fornecedores objetivando produtos mais saudáveis, biodegradáveis, em embalagens não plastificadas. A meta é reduzir em 5% as embalagens plásticas comercializadas, até 2013. A luta é injusta e longa, mas se as grandes empresas conscientizarem-se buscando atitudes como estas, visando realmente a sustentabilidade e não apenas o uso do nome para fins comerciais, com certeza, além da melhora da qualidade de vida, atrairá mais clientes. E é ai, que entra o papel do marketing, buscando inovações.
Comentar
Compartilhe
Mês do consumidor: comemorar?
22/03/2010 | 22h03

No mês de março foi comemorado o dia do consumidor (dia 15). Mas a pergunta é: temos motivos para comemorar? Sim.

Os números de reclamações em relação ao SAC estão sofrendo quedas constantes. Segundo dados do IBGE, em novembro de 2009 aconteceram 346 reclamações contra 1.342 em dezembro de 2008. Este é um bom indicativo para sabermos como os consumidores estão sendo tratados.

Isto está ocorrendo devido à lei de nº 6.523 de 2008, que padronizou as normas para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), além do próprio aumento da concorrência, onde as empresas conscientizaram-se que o consumidor é o mais importante e merece respeito, oferecendo assim, um contato de qualidade visando à satisfação e a fidelização do cliente.

É óbvio que muito precisa ser melhorado, mas algo está sendo feito nesse sentido. Segundo o PROCON, o tempo de espera ainda é o responsável pelo maior número de reclamações, seguido de perto do problema de relatar, mais de uma vez, o problema para diferentes atendentes.

Comentar
Compartilhe
Humor na propaganda: Qual o limite?
19/03/2010 | 18h30

O principal objetivo de uma propaganda é chamar atenção para o produto.

É óbvio que, para a maioria, quanto mais engraçada, mais sucesso faz.  O humor na propaganda quando bem usado é um ponto a favor, mas tem que se tomar cuidado, pois quando exagerado, caí no mau gosto, desrespeito e em alguns casos, até discriminação. A seguir, vemos as campanhas usadas pela Sinaf Seguros, uma empresa do Rio de Janeiro que oferece assistência funerária e seguro de vida, que usa e abusa do bom humor em suas campanhas. Uma de suas propagandas, inclusive, foi parar no Ministério Público, após reclamação recebida pela Ouvidoria-Geral. Felizmente, o inquérito foi arquivado e em minha opinião não poderia ser diferente. O importante é que a propaganda fez a sua parte, fazendo muito sucesso, ajudando a empresa a crescer 20% em 2009.

Comentar
Compartilhe
Royalties: Justiça para quem produz
18/03/2010 | 19h44

[caption id="attachment_193" align="aligncenter" width="300" caption="Fábio Pexe, Frederico Veiga (pres. Assinf e Cooplanta ) e Eduardo Crespo (pres. Fundecam e Asflucam)"][/caption]

Ontem, dia 17/03, aconteceu o protesto em relação à divisa dos royalties do petróleo, assunto que está dominando o noticiário nacional.

Me senti na obrigação de participar, até para entender mais sobre o assunto. Sou responsável pelo departamento de Marketing de uma grande empresa agrícola com sede em Campos, e o movimento sucroalcooleiro participou da caravana que mobilizou a cidade rumo a capital do estado. Participei ainda, da criação do logotipo do movimento (post do dia 15/03), com muito orgulho.

Não pude ficar de fora, mas penso que ninguém deveria. Independente do lado em que está, ou se afetará sua vida.

Como diria aquela famosa frase, de um  autor desconhecido: "Muitos homens passam por sábios graças à ignorância dos outros".

Comentar
Compartilhe
Funcionários: não aos embalos de sábado à noite
16/03/2010 | 19h31

Nos cursos introdutórios de qualidade total fornecidos pelas empresas que visam à obtenção do certificado ISO, alerta-se para o mundo extremamente competitivo dos dias atuais.

O acesso às informações estabelece uma quase igualdade no conhecimento, condições e prazos de entrega e pagamento dos bens procurados. Pode-se também, estabelecer uma analogia a brincadeira infantil do escravo de Jó, mostrando que na cadeia de produção há uma interdependência das fases envolvidas. Assim, basta um falhar na entrega ou na sua qualidade, para se perder ou comprometer todo o processo. No extremo final dessa corrente encontra-se o elo a ser atendido, o consumidor. Foi citado neste Blog, os estudos e esforços que fazem os supermercados para atrair e mais, a cativar esses alvos cada vez mais exigentes também pelas informações recebidas. Os consumidores pesquisam preço, qualidade, disponibilidade, garantias e, principalmente, assistência técnica. Simplesmente porque traz segurança e, nada mais justo, pensar: Eu estou pagando, portanto mereço um bom tratamento! Todos querem e gostam de ser bem tratados. Quando todo o processo não atinge seu objetivo, torna-se inútil. Em resumo, todos os esforços despendidos se perdem devido a um mau atendimento. O profissional tem que ser e sentir-se preparado para desempenhar bem suas funções. Principalmente quem trabalha com o público, onde o ponto de partida é a educação e ter a consciência que seus salários são pagos pelos consumidores. Uma dica para quem pensa em abrir um negócio próprio é oferecer cursos de treinamento de mão-de-obra, oferecidos para prefeitura, comércio ou indústria. Poderei citar um exemplo prático: Troque seu domingo de praia, por um dia de compra. Assuste com os preços e pegue filas. Se você for bem tratado, consegue relevar tudo isso, mas se enfrentar o mau humor e a má vontade de um funcionário, ficará estressado e o estabelecimento, que gasta fortunas em melhorias, correrá o risco de perder um cliente, principalmente quando os funcionários estão conversando, na maior displicência, seus embalos de sábado à noite..........

Escrito por Carlos A. Pexe

Comentar
Compartilhe
Royalties: Setor sucroalcooleiro "com energia nessa luta"
15/03/2010 | 23h15

O setor sucroalcooleiro de Campos dos Goytacazes se uniu para apoiar a luta de toda a comunidade fluminense, e em especial a campista, contra a divisão dos royalties do petróleo produzido em nossa região.

A maioria se esquece que esse dinheiro serve também, para ajudar a sanar a possível degradação que possa ocorrer ao local explorado, como por exemplo, o vazamento do petróleo no mar.

Por isso, a luta é de todos nós.

As inscrições para quem quer fazer a diferença e apoiar o movimento, acontece até as 12:00 horas do dia 16/03, na ASFLUCAM  (mais informações pelo telefone: (22) 2723-6300) e será necessário somente o CPF, a carteira de identidade (RG) e uma camisa branca. Os participantes ganharão o adesivo acima para colar na camisa e identificar a participação na luta do setor produtor de cana-de-açúcar da região de Campos dos Goytacazes.

Os ônibus sairão as 7:30 da manhã, do dia 17/03 (quarta-feira), do Parque Alzira Vargas, com destino ao Rio de Janeiro, e o setor agrícola de Campos conta com o apoio de todos nessa luta, para o bem da nossa sociedade.

Comentar
Compartilhe
Promoção Red Bull
14/03/2010 | 22h37

A marca de energético Red Bull lança uma promoção interessante, específica para o Brasil, intitulada: “Red Bull O Melhor Comercial”.

Os interessados em participar deverão criar idéias para novos comerciais da marca e looks de roupas que serão assinadas pelo estilista Reinaldo Lourenço, e poderão enviar quantas idéias quiserem pelo site www.redbullomelhorcomercial.com.br, até o dia 26 de março.

O vencedor, que será escolhido pessoalmente pelo fundador da marca, Dietrich Mateschitz, terá seu nome assinando os famosos cartoons e poderá acompanhar todo o processo de criação da peça publicitária.

A peça escolhida terá divulgação mundial e deverá ser veiculada no Brasil, somente em 2011.

Comentar
Compartilhe
Propaganda espetacular- Cinto de Segurança
12/03/2010 | 11h42

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=h-8PBx7isoM[/youtube]

Essa propaganda foi criada para a ONG inglesa Sussex Safer Roads PartnerShip (SSRP) e foi vista por mais de 2 milhões de pessoas, somente pela internet.

O vídeo mostra de um jeito simples e espetacular, a importância do uso do cinto de segurança. Vale a pena conferir!

Comentar
Compartilhe
A importância de um bom layout em lojas
10/03/2010 | 19h33

O visual de uma loja interfere, e muito, em seu sucesso. Uma loja planejada, bem localizada, com fácil acesso e estacionamento, onde o consumidor sinta-se bem, devido à funcionalidade, iluminação e ao clima ambiente, e tendo seu layout voltado ao público-alvo, está no caminho certo.

O espaço interno tem que ser planejado permitindo o bom tráfego, e os produtos bem expostos, facilitando a venda.  Com isso, cria-se um impulso de compra para o cliente.

Desde a escolha dos pisos, acabamentos e cores usadas, até o uso de equipamentos tecnológicos, se existirem, devem atender as necessidades dos clientes quanto ao conforto e a valorização dos produtos. Assim, é fundamental a escolha das cores, por exemplo, que serão utilizadas. Tons fortes devem ser evitados, ou muito bem planejados, pois em sua maioria causam certos desconfortos aos clientes.

Não à toa que os fast foods usam cores fortes e tons  avermelhados como característica, pois inconscientemente causam sensação de desconforto e “irritação” ao cliente, fazendo com que este coma rápido (daí o nome fast food) e vá embora, dando seu lugar a outro consumidor. Diferente de restaurantes, que usam cores mais claras e iluminação mais amena, fazendo com que os consumidores “relaxem”, ficando mais tempo no local e claro, gastando mais.

As mobílias devem ser de boa qualidade e versáteis, ajustando se preciso, em vários locais da loja. As prateleiras devem estar sempre abastecidas com sua capacidade máxima, transmitindo a sensação de uma loja “forte”, sempre com produtos à disposição no estoque, e não em decadência.

As vitrines merecem uma atenção especial, pois estabelecem o primeiro contato com os consumidores. São elas que fazem “ei, psiu...”, por isso devem passar informações rápidas e diretas, sendo geralmente de cores claras e com produtos que sejam novidades.

Busque esse caminho, e não terá erro!

Comentar
Compartilhe
Jornal: Publicidade em 3D
09/03/2010 | 18h55

Um jornal belga lançou uma novidade em termos de propaganda impressa.

O “La Dernière Heure” publicou em sua capa, uma chamada com fotos 3 D. Um óculos especial veio junto com a publicação, para perceber melhor o efeito, além do papel ser mais branco e de melhor qualidade do que o normal. Essa é uma novidade não somente na Bélgica, mas mundial, e com certeza, se tornará uma tendência daqui a alguns anos no que se refere a propagandas e fotos impressas.

Segundo o redator-chefe do jornal, Hubert Leclercq, o jornal teve um enorme retorno, e até os anunciantes se empolgaram com a novidade.

Comentar
Compartilhe
Fidelização de clientes: um desafio
08/03/2010 | 18h15

O termo fidelização está em moda e muitas empresas buscam esse processo de forma estabanada e sem preparo, atropelando a sua história, e muitas vezes, até seus próprios clientes.

Fidelizar significa entender os desejos e necessidades dos consumidores. Se conseguir fazer isto, você vai retê-los, influenciando assim, a sua compra. O resultado será a satisfação dos clientes, pois este será atendido de modo especial, sendo oferecido apenas o que eles realmente têm interesse em comprar, aumentando assim, as vendas durante o ciclo de “vida consumista do cliente” (do inglês Customer Life Time).

Para esse processo de fidelização, é necessário a empresa montar um “banco de dados” que tenha todas as informações a respeito dos clientes. Quem são, onde moram, quando compram, do que gostam, entre outras informações. Isso permite criar ações de marketing realmente eficazes, focadas em determinados grupos, podendo assim, orientar a área de vendas para atender os clientes que trazem resultados. Assim evitam-se ações de marketing de massa, que são caríssimas e pouco eficazes.

Além de comprar, esses clientes fiéis fazem o chamado “boca a boca”, sendo uma propaganda muito mais eficaz do que a ações tradicionais, devido a sua neutralidade e credibilidade, pois não é a empresa falando para seus clientes, e sim, os clientes testemunhando a favor da empresa. Clientes fiéis compram mais, compram melhor, ou seja, pagam “preços especiais” e principalmente retornam.

E o benefício é extremamente claro: CRESCER, CRESCER, CRESCER...

Comentar
Compartilhe
Nova Campanha
07/03/2010 | 15h09

A Redecard, que tem em sua bandeira cartões como o MasterCard, Sodex e Ticket, entre outros, refez sua estratégia de comunicação adotando um cachorrinho (que na verdade é a máquina de passar cartões) como mascote e porta-voz da campanha.

O objetivo é estreitar ainda mais o relacionamento com os lojistas, fixando a imagem de estar sempre um passo à frente em questões de pagamentos eletrônicos com segurança.

A campanha criada pela agência África (ver parte de Sites do Blog), tem início neste mês, e sairá em revistas de grande circulação, jornais, internet e terá inserções no programa Domingão do Faustão da Rede Globo.

Comentar
Compartilhe
Comerciais Premiados
05/03/2010 | 18h30
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dEYl50msmus[/youtube]

A holandesa Heineken foi fundada em 1864 na cidade de Amsterdã, e possui fábricas em mais de 65 países, sendo a 3º maior cervejaria do mundo, ficando atrás apenas da InBev (belga-brasileira) e SAB Miller (sul-africana).

A propaganda acima é uma das melhores produzida para uma marca de cerveja nos últimos anos, fazendo muito sucesso e mostrando que não precisa ser apelativa para conseguir bons resultados.

Comentar
Compartilhe
Marketing pessoal
05/03/2010 | 10h06

Essa história interessante aconteceu no Canadá, e nos mostra como ousadia e inovação, em conjunto com marketing estratégico e pessoal, transforma-se numa forma de sucesso garantido.

O jovem Kyle McDonald, morador da cidade de Montreal, sonhava em ter uma casa própria e nunca mais pagar aluguel. Na época, ele “sobrevivia” com a namorada em uma pequena sala de 45 m2 . Foi então que cansado dessa situação, pensou: “E se eu conseguir trocar esse clipe vermelho por uma casa?”. Assim, começou sua empreitada.

Primeiro anunciou o clipe na internet em troca de qualquer coisa. Acabou trocando por caneta, fogueiro, kit festinha, 1 caminhão baú, e assim foi ganhando visibilidade através do grande número de acessos em seu site, despertando a atenção da imprensa.

Numa ação de marketing, a cidade de Kipling Saskatchewan, localizada no oeste do Canadá, com pouco mais de mil habitantes, ofereceu-lhe uma casa com um clipe vermelho cravado no jardim, em troca de visibilidade. Essa história saiu no New York Times, na BBC, virou livro (“One Red Paperclip”) e transformou seu autor em celebridade.

Isso serve para ilustrar que, com essa correria maluca em nossas vidas, nos faltando tempo até para falar bom dia aos vizinhos, quem sabe se vender, mostrando quem é, o que oferece, no que trabalha e por que trabalha, fazendo seu marketing pessoal e de seu negócio, ganha seguidores e fãs fiéis, endossando sua popularidade, o que pode fazer a diferença entre sucesso e fracasso.

Comentar
Compartilhe
A Importância dos Sites
03/03/2010 | 21h00

Segundo pesquisas atuais, as empresas que não possuem página na internet, os chamados sites, correm o sério risco de perder mercado para a concorrência. Isto ocorre por que o site (sítio, em português) permite que sua empresa esteja "aberta" 24 horas, 7 dias na semana, e podendo ser visitada por clientes a quilômetros de distância, além de permitir trocar informações com um mercado altamente crescente de aproximadamente meio bilhão de internautas pertencentes a todas as classes sociais, a um custo baixíssimo. Possibilita ainda, a interação com seu público, conhecendo seus gostos e satisfazendo seus desejos.

Mas lembre-se: Possuir uma página na internet requer cuidados e principalmente, capricho. Não só estético, pois muitos preocupam-se somente com isto, e sim, capricho em respeitar seu público-alvo. Ou seja, o site acima de tudo, tem que ser funcional e voltado a quem realmente interessa. Estima-se que 95% das empresas que possuem um site não têm o sucesso esperado, justamente por este motivo. Esquece de seu público e preocupa-se apenas com o "design".

Existem alguns segredos para um site de sucesso. Um deles é usar bastante branco, mudando apenas os tons de fundo, e nos textos usar somente uma família de cores, destacando-se com negrito os títulos. Utilizar o mínimo de banners possível, sendo que este é um recurso utilizado para destacar algo importante tanto para a empresa como para seus clientes. Um bom exemplo é imaginar um grupo com 10 pessoas. Se somente uma estiver com uma melancia na cabeça, ela se destacará, diferentemente se todos estiverem. Aí, será apenas um grupo de pessoas com adereços. Outro truque é respeitar a hierarquia visual, utilizando uma imagem grande no destaque, e ir diminuindo as imagens conforme vai chegando ao fim da página. Isso tudo nunca esquecendo o conteúdo.

Possuir um site na internet é de fundamental importância para as empresas que querem sobreviver nos dias atuais, com o mercado cada vez mais competitivo e implacável com "amadores", e não mais um luxo para poucos. Mesmo por que, hoje existem vários profissionais competentes no mercado, disponibilizando várias faixas de preços e tipos de sites. Faça uma cotação, e verá que o valor não é tão caro quanto se imagina, é o retorno será satisfatório.

Comentar
Compartilhe
Criatividade objetiva
03/03/2010 | 12h52

orion-telescope

Meade é a empresa que mais vende telescópios nos Estados Unidos, fundada em 1975 por Tim Gieseler, e fabricante dos telescópios Orion. Esta propaganda é um exemplo de criatividade aliada a objetividade, pois mostra a potência dos telescópios da marca, de um jeito "inusitado". O pior (ou melhor) é que a empresa é americana....

Comentar
Compartilhe
Marketing no dia-a-dia
02/03/2010 | 17h53

Neste primeiro post, tentarei mostrar de uma forma ampla, como o marketing está presente em nosso cotidiano, mesmo que pareça natural ao ponto de não percebermos (esta é a intenção), e como é de fundamental importância as empresas atentarem-se a isto. Talvez o melhor exemplo seja o caso dos supermercados, onde a simples distribuição das estantes, até a música e o clima ambiente, são manipulados para estimular o consumo.

O marketing começa atuar desde a busca pelo local, sendo geralmente, longe dos centros comerciais e com acesso rápido através de estradas e avenidas, com alto fluxo de carros, facilitando a visualização, a entrada e a saída.

Já o interior do supermercado é inteiramente voltado para estimular o consumo. Para começar, na maioria dos casos, os clientes entram pela direita dos caixas, pois segundo estudos, o ser humano tem a tendência de virar a cabeça para essa direção. Assim, o lado direito fica reservado para a seção de roupas, pois provavelmente poucos vão ao supermercado para comprá-las, mas o efeito já foi conseguido: Você olhou para a direita e pode ter despertado seu interesse por alguma peça ou promoção.

Na esquerda, localiza-se toda a extensão do supermercado. Os produtos chamados de "primeira necessidade" são distribuídos pelo local, fazendo com que os clientes “circulem”, aumentando assim, a visibilidade e podendo ocasionar uma compra não programada. Mesmo motivo pelo qual o açougue e a padaria são localizados no final do estabelecimento.

Em relação às estantes, elas são divididas em três níveis: O primeiro perto do solo, onde estão os produtos que mais vendem, os chamados “vendas obrigatórias”; O segundo, a altura das mãos; E o terceiro, localiza-se ao nível dos olhos. Nesses dois últimos, as vendas são alavancadas por estarem em local de fácil visualização e podem ser pegos facilmente, localizando-se assim, os produtos novos, poucos conhecidos ou “encalhados”.  O que pode ser visto, conhecido e tocado, vende.

Esse é um bom exemplo de como os responsáveis pelo marketing das empresas pensam e planejam, desde um simples detalhe, até a mais chamativa promoção, visando despertar a atenção dos clientes, proporcionando vendas planejadas e muitas vezes, por impulso.

Comentar
Compartilhe
Muito Prazer!
01/03/2010 | 21h27

O objetivo deste Blog é escrever sobre o universo do Marketing de uma forma geral, tanto em relação às propagandas e promoções, como em sua forma administrativa, como por exemplo, o atendimento e a segmentação de clientes, pesquisas internas e de mercado, e como descobrir e criar oportunidades de investimento.

Traremos dicas de Marketing para os leitores que possuem ou planejam abrir seu próprio comércio, além de mostrar campanhas publicitárias atuais e que se transformaram em tendências, sempre comentando de forma clara e objetiva, facilitando o entendimento.

Escreverei também, sobre o que talvez seja o assunto de maior interesse para a maioria dos leitores: O mundo por trás das propagandas, seus objetivos, mensagens subliminares, o porquê do uso de determinadas cores, músicas e imagens, e o modo como os produtos são distribuídos e apresentados ao consumidor.

Espero que gostem e acompanhem o Blog e que este possa ajudar, mesmo que seja através de um simples pensamento, ou até mesmo uma idéia ou método, a cumprir e melhorar seus objetivos em busca do sucesso!

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Fábio Pexe

[email protected]