Campos dos Goytacazes,  11/12/2017 05:27

por José Geraldo

Campanhas Publicitárias dos Governos e o interesse da população.
24/03/2017 | 21h55
Durante os governos passados, da Rosinha, várias campanhas publicitárias foram veiculadas em jornais e nas redes de televisão de Campos e Região, em especial na GLOBO e na RECORD, que sabemos ser muito caros seus horários, principalmente nos chamados NOBRES.
Até aí tudo seria normal e correto. Só que não. E por quê ?
Porque as normas legais e Constitucionais, como o Princípio da Moralidade entre outros, só admitem o gasto com propaganda publicitária pública, quando o assunto é de EXCLUSIVO INTERESSE DA POPULAÇÃO, e não de mera propaganda dos feitos do governo, o que era comum nos governos da Rosinha.
Querem um exemplo do que se pode afirmar ser uma campanha publicitária de interesse público, ou da população?
Uma campanha informativa que fosse feita pela Secretaria Municipal de Saúde de Campos e de outras Prefeituras, esclarecendo:
•a importância da vacinação da febre amarela, seu prazo de duração, os locais de vacinação;
• os cuidados que são obrigatoriamente tomados pelos responsáveis de suas Secretarias, com o treinamento dos agentes especiais dado o risco de operar com um vírus ainda vivo e apenas amortecido ou atenuado;
•Por quê apenas 11 polos de vacinação foram disponibilizados em Campos, o maior município em extensão do RJ, o que obriga pessoas idosas e mães com crianças a passarem dificuldades e longas filas de espera, além de grandes deslocamentos apenas para pegar suas senhas para voltar pra vacinar, no interior e nos distritos;
• do risco de desenvolvimento eventual da febre amarela vacinal, aquela que o indivíduo desenvolve a partir da vacinação e o índice de mortalidade médio da doença, entre 5% e 40%;
• quais seriam os riscos para os idoso e por quê a exigência da autorização médica e como o governo iria resolver a dificuldade de disponibilizara as consultas obrigatórias ;
•Qual o risco imediato que nossa população corre e porquê já estão sendo vacinadas preventivamente e por aí vai...
A médica epidemiologista responsável pela Divisão de Epidemiologia na Secretária de Saúde de Campos, especialista no assunto, esteve na Câmara Municipal nessa quarta-feira última, tratando do tema FEBRE AMARELA EM CAMPOS por convite do vereador ABÚ, mas pouco esclareceu os assuntos acima questionados, e para uma pequena platéia pouco resolutiva e sem nenhum eco na população, até porque pouco afeitos aos verdadeiros interesses da população.
Taí uma campanha onde o dinheiro público seria bem gasto e justificável e claro, depois de uma licitação bem transparente e que contemplasse empresas locais, à exceção da do próprio Superintendente de Comunicação de Campos.
Compartilhe
A Febre Amarela e a vacinação das pessoas idosas - controvérsias.
21/03/2017 | 11h51
A febre amarela é sim, uma doença grave e bem letal. Na Etiópia nos anos 60, entre 100.000 pessoas infectadas, 30.000 morreram. Portanto, não dá para brincar com ela. A taxa de mortalidade varia entre 5% e 40% das pessoas infectadas, segundo publicações científicas. Segundo boletim divulgado pelo ministério da Saúde nessa terça feira, (14), este ano o Brasil já teve 234 casos confirmados de febre amarela com 80 mortes (34 %) ( g1.globo.com), o que confirma a alta mortalidade da doença.
Todas as vezes que surgem situações de riscos à saúde pública, como agora, os governos, nas três esferas, correm pra trazer as soluções e/ou paliativos para a população. Aconteceu assim com a doença da vaca louca, com a gripe asiática, com a dengue, a meningite e outras de riscos aparentemente graves. Quase todas por falta de ações eficazes e investimentos públicos preventivos no Brasil
E também, todas as vezes, as mesmas correrias culturais da população em imensas filas nos Órgãos Públicos que são disponibilizados para atender às demandas e as suas impossibilidades estruturais para isso. Mas, prevalece a cultura ansiosas das filas, ao invés do planejamento das pessoas para não sofrerem desnecessariamente nelas, ainda que saibam que tais campanhas serão mais longas do que o simples amanhã.
MAS, O QUE FAZER COM AS PESSOAS IDOSAS ???
A questão que trago aqui para a reflexão, é quanto à não vacinação das pessoas com mais de 60 anos, SEM QUE TENHA UMA AVALIAÇÃO MÉDICA AUTORIZATIVA para receberem a vacina da febre amarela, que pode ser fatal à TODAS as pessoas e de qualquer idade e de qualquer grupo de riscos. E isto porque, em tese, tais pessoas idosas ou não, apresentariam mais riscos de sofrerem com a vacina, do que se não vacinarem. Até aí é compreensível.
Só em Campos, deveremos ter próximo de 30 % da população, de pessoas idosas, o que representa algo entorno de 180.000 idosos. Imagine se todos essas pessoas tiverem que serem atendidas por médicos da rede pública ou mesmo privada? Quantos anos demoraríamos, só em Campos?
As campanhas públicas assim, pouco informam sobre essa dificuldade, e na própria página do Ministério da Saúde, nada fala sobre os impedimentos aos idosos e como resolverem concretamente a situação que se colocam, de riscos. Assim, podem ser contaminados sim, e virarem difusores do vírus entre os não vacinados.
Existem ainda as dúvidas sobre a qualidade dessas vacinas e da credibilidade de suas origens internacionais, quando não produzidas pela FIOCRUZ, até porque a ANVISA não tem a credibilidade pública e nem mecanismos eficazes de controle de qualidade desses lotes importados. E aí o povo corre todos os riscos, inclusive de contrair enfermidades decorrentes de suas eventuais baixas imunidades do organismo, fatos quase impossíveis de saber.
Mas vamos considerar que todas essa 180.000 pessoas, só em Campos pudessem serem atendidas por médicos. Estes médicos, de sã consciência poderiam atestar apenas numa simples anamnese da consulta, se aquele paciente está ou não, em condições seguras de receber a vacina??? Se o paciente tem ou não doenças mórbidas e pré-existentes e impeditivas??? Se o paciente é alérgico à proteína do ovo ou da gelatina, ou se tem alguma imunossupressão congênita ou não??? Correriam tal risco ao avaliarem o custo/benefício da indicação???? Penso que não, ainda que saibamos que raramente esses profissionais respondam por suas erradices nos Tribunais.
Numa postagem despretensiosa que fiz na minha timeline do Facebook, percebi pelas respostas, que muitas dúvidas do público acima dos 60 anos ainda não foram suficientemente esclarecidas pelas autoridades à população, senão poucas recomendações de como procederem.
Como você ou o Poder Público pode encontrar um ponto médio nessa situação entre o risco calculado e a eventual perda das vidas ao não vacinar, ou tentar fazer o que acham ser o certo, mas sem estrutura para tal?
Em situações anteriores e similares, o risco sempre ficou com a população, que paga o preço da incapacidade estrutural da Saúde Pública no país. Nunca investiram o suficiente.
Como em regra, o Poder Público não é consistente e transparente o suficiente nas informações, se você quer saber mais antes de tomar a decisão de vacinar, ou de orientar o que fazer, pode acessar o link : HTTPS://www.ufrgs.br/telessauders/perguntas/vacina-febre-amarela-amarela-idoso/.
Com a palavra, se quiserem, para os esclarecimentos necessários à população que não se deixa levar como simples manada, os infectologistas cidadãos e os do Pode Público local.
E VOCÊ, IDOSO OU IDOSA, O QUE IRÁ FAZER ?
Compartilhe
PATIO NORTE: uma herança que passa a ser maldita para o Governo Rafael Diniz.
15/03/2017 | 00h31
Sou contra a pátio norte !!!
E por quê ?? Porque a PÁTIO NORTE é uma empresa particular criada pela EMUT do desgoverno Rosinha, que buscou uma forma legal, MAS IMORAL, para ARRECADAR para o Estado e enriquecer algumas pessoas à custa do dinheiro e do transtorno do cidadão de Campos e outros municípios.
Além de facilitar a corrupção de todos os envolvidos, tira o dinheiro do cidadão gerando transtornos para as pessoas e ainda praticando juntos, Município e empresa, um estelionato público com a participação donicípio, porque, ao leiloar o veículo extra-judicialmente ao arrepio da Lei e da Constituição Federal, recebe o dinheiro do arrematante e não quita os débitos daquele veículo junto ao DETRAN, que não libera a documentação para o arrematante poder usar o veículo. E vejam que o Leilão e a Praça pública é forma originária de aquisição.
O governo municipal não deveria nunca retomar esses serviços com uma empresa que apresenta inúmeras irregularidades e é objeto de investigação pelo MPE, e que já foi considerada pelo próprio hoje prefeito Rafael, “uma máquina de arrecadar....arrecadar...arrecadar”.
O correto seria o prefeito acabar de vez com essa farra com o dinheiro do cidadão.
E como pode ser feito???? Simples.
Manteria a suspensão desse contrato absurdo até a sua rescisão final com a Pátio Norte.
O IMTT assumiria a responsabilidade pública de Órgão fiscalizador e disciplinador de trânsito que é, fazendo diretamente o serviço de reboque do veículo daquele condutor que tiver praticado uma infração de transito, com o apoio pela guarda municipal, para um espaço da própria GMCG.
E qual seria então a novidade e a vantagem para o cidadão ???
A vantagem seria o fato de o proprietário poder retirar seu veículo a qualquer hora do dia/noite e da semana, sem nenhum outro custo além da multa da irregularidade praticada, paga na própria GCMC ou outra forma e que poderia ser recolhida para o Fundo da Guarda Municipal, a ser aplicada nas melhorias de sua finalidade pública.
 
Falta de espaço físico nunca pode ser usado como desculpa. Se houver dificuldades, iremos junto ajudar na solução.
Uma vez que o IMTT não é Órgão fiscalizador do DETRAN e nem tem essa finalidade, não seria exigida documentação de regularidade junto ao mesmo DETRAN, porque isto não é, nem deve ser, responsabilidade da Prefeitura, mas sim, apenas o recolhimento do valor da infração cometida. 
 
Temos convicção que o Presidente do IMTT saberá equacionar facilmente qualquer dificuldade. Fica isso como uma contribuição à nova gestão nova de Rafael Diniz.
Compartilhe
As nomeações e seus reflexos no Governo RAFAEL DINIZ.
11/03/2017 | 01h02
 
Uma das grandes arapucas do gestor novo e que assume uma responsabilidade de administrar um município da dimensão do de Campos dos Goytacazes, é escolher os seus auxiliares diretos para compor o Staff do governo. Há que ter extremo zelo nessa escolha e olhos clínicos para nelas acertar.
 
Essa tarefa, muitas vezes, impõe indicações que decorrem de uma eventual composição política ou de apoiamento, como ocorre nas altas esferas do Brasil, e nem sempre recai sobre nomes irretocáveis na sua ética e moralidade, que acabam nomeados e... submetidos ao crivo da população, hoje, acelerado pelo poder das redes sociais, irrefreáveis.
 
O governo novo do Rafael Diniz acaba de ser vitimado por uma dessas indicações que, tão logo tornada pública, foi imediatamente contestada nas redes sociais, trazendo o perfil ético e moral daquele novo membro do Staff gestor. Outros também já tiveram seus nomes contestados, mas o governo manteve as nomeações.
Neste caso do Sr. José Leonardo Mota, as reações negativas, de tão fortes, foram objeto até de reportagem no Jornal do SBT do dia 10 deste mês, quando então o Prefeito decidiu pela exoneração imediata do tal Mota.
Claro que isso deixou a imagem da Administração arranhada publicamente, haja vista as repercussões negativas na população. De parabéns o prefeito, pelo imediato reconhecimento do erro dessa esdrúxula nomeação, determinando de imediato sua extirpação do Staff.
Ë preciso agora que o prefeito Rafael Diniz saiba identificar qual de seus "Judas" o fez errar tão feio, e punir severa e exemplarmente o irresponsável por essa indicação espúria, exonerando também seu autor, ou expurgando-o de seu meio.
E que continue nessa toada de limpeza no seu governo, para acertar seu rumo na ética e moralidade que tanto defendeu lá atrás.
Compartilhe
A Saúde em Campos e a ASCOM
06/03/2017 | 18h07
A SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO E A TRANSPARÊNCIA NAS INFORMAÇÕES.

A Secretaria de Comunicação do governo novo do RAFAEL DINIZ, parece que está atravessando um pouco de dificuldades para divulgar informações de interesse público, quando essas informações são requeridas e digam respeito aos órgãos Municipais, só funcionando precariamente na divulgação das matérias de interesse do governo.

Há 4 semanas tivemos a informação de que os exames de ARTERIOGRAFIA e a colocação de STENT nas artérias dos membros inferiores nos pacientes, estavam interrompidos no único Hospital em Campos, que atendia à essa necessidade dos pacientes, a Santa Casa de Misericórdia de Campos, ora por defeito do equipamento, ora porque não estava atendendo à pacientes novos, à exceção daqueles que já encontravam-se internados e necessitassem do exame com emergência.

Ou o paciente paga o valor como particular, ou precisa recorrer à Hospitais de fora, mas que também não estavam atendendo os pacientes de Campos. A própria Prefeitura também não estaria autorizando esse procedimento em outras cidades. Ou seja, se você, paciente do SUS, precisar de tal exame em caráter de urgência ou mesmo de emergência, ou paga particular ou corre os riscos decorrentes, inclusive até morte. Para fazer essa postagem e estar seguro das informações, visitei 4 Hospitais de Campos: Beneficiência Portuguesa, Santa Casa, Álvaro Alvim, também o HGG em Guarús.
Procuramos ainda ouvir a Secretaria de Saúde de Campos, mas fomos direcionados a fazer um email para a SECOM, única fonte autorizada a falar em nome do governo RAFAEL DINIZ. Abaixo, a integra do pedido enviado por e.mail no dia 24/02/2017, cuja resposta ainda não nos foi encaminhada até esta data:
Exmo. Prefeito Municipal de Campos dos Goytacazes

Secretaria Municipal de Saúde de Campos/RJ
Assunto: Prestação de serviço especializado e contratualizado de Saúde, com a Rede privada de Hospitais de Campos/RJ.
Tendo sido informado da indisponibilidade dos serviços de exames de ARTERIOGRAFIA DOS MEMBROS INFERIORES pelos Hospitais da Rede conveniada de Campos, suspensos os atendimentos há mais de três semanas dessa data de hoje, e em face de estar ultimando matéria jornalística sobre este fato, venho solicitar de V. Exa. as informações a seguir:
1) Quais das Instituições Hospitalares da rede conveniada e privada de Campos, estão com tais serviços devidamente contratualizados com a Municipalidade ?
2) Qual é a orientação de V.Exa. para o cidadão necessitado de tal exame, ou à seus familiares , nas situações de URGÊNCIA e de EMERGÊNCIA, se é que existe tal diferenciação por este Órgão ?
3) Se há eventual suspensão dos atendimentos desses serviços por aquelas Instituições, ou por decisão própria com o conhecimento desse Órgão, ou por determinação dessa Secretaria Municipal.
4) Se sim, qual é a previsão de retorno da prestação de tais serviços para o atendimento à população ?
5 ) Nas situações de EMERGÊNCIA em que o paciente externo necessite de tal exame, e em não conseguindo realizá-lo, caso vá a óbito, sobre quem recai a responsabilização do resultado morte ?
6) em casos de decisão judicial determinando à este Órgão a realização o determinado exame em questão, qual é a conduta adotada por V. Exa.?
No Aguardo das respostas às solicitações aqui postas, no prazo de até dia 02/03/2017, data de fechamento da matéria, em face do respeito à transparência e ao contraditório,
Sou, atnciosamente,
José Geraldo Moreira Chaves
 
Compartilhe
BR 101 - Rumo ao futuro pra Campos e região !!!
22/01/2017 | 10h36

Tivemos hoje na sede da FIRJAN- Campos dos Goytacazes, um encontro de grande relevância para tratar de assegurar melhores condições de desenvolvimento para Campos, SJBarra, SFItabapoana e demais cidades que formam o polo de desenvolvimento norte do RJ.

O assunto da mesa foi necessariamente a duplicação da BR 101 desde Niterói até a divisa com o Estado do ES, trecho sob concessão da ARTERIS - Auto Pista Fluminense, com especial atenção nos trechos que ainda são gargalos desse importante eixo viário federal que liga o Sul ao Norte do Brasil e que passa dentro da malha viária urbana de Campos.

Questões como o trecho de contorno fora da cidade de Campos e Itaboraí, cujos projetos foram finalmente aprovados pela ANTT, em especial a mudança por nós defendida nas primeiras audiências pública havidas desde 2003, que implica em levar o tal desvio para voltar a encontrar com a BR 101 já depois do distrito de Travessão, próximo do Km 45, onde encontraria com a estrada estadual que liga SFItabapoana à BR 101, tirando aquela rodovia estadual de passar dentro do núcleo urbano daquele distrito. Além dessa razão, ainda há a possibilidade de ser construído lá no litoral de SFItabapoana, um outro Porto de gargas combustíveis líquidas, já em processo de aprovação nos Órgãos competentes, e que necessitariam de uma via de acesso fácil e segura e um entroncamento com a BR 101, a facilitar o desenvolvimento de toda a quela região norte e litorânea.

Também de fundamental importância a definição e implantação do Corredor Logístico do Porto do Açú que, segundo dizem, será o maior porto marítimo do Hemisfério Sul, porto esse que já encontra-se em pleno funcionamento operacional e necessita urgentemente de uma via de acesso seguro e moderno, a integrar sua várias atividades para movimentar com rapidez e segurança, granéis, containers e outras muitas cargas diversas, a ser ainda integrada com um possível grande eixo ferroviário que ligaria o Oceano Pacífico ao Porto do Açú e a ser construída por empresas chinesas.

Tudo isso vai impactar não apenas Campos, mas toda a nossa Região Norte e Noroeste, de forma muito intensa e positiva, e a BR 101 é um dos pilares desse desenvolvimento para os próximos 50...100 anos, sem que a Administração Municipal nesses oito últimos anos, tivesse sido firme em ações para a real implementação dessas obras, cujas definições passam necessariamente pelo Pode Público Municipal de Campos, e isso quando ainda tínhamos recursos de royalties. Daí a relevância desse encontro hoje, promovido pela FIRJAN em sua sede de Campos .

Estiveram presentes prefeito Rafael Diniz, havendo este comprometido-se com a atuação firme e técnica na formulação das ações de definição no âmbito do Poder Municipal, o Diretor-Presidente da Auto-Pista Fluminense, os Presidentes e representantes das Associações de Classe de Campos e Macáe, Entidades da sociedade Civil como o Observatório Social de Campos, oportunidade em que ficou definida a criação de um reduzido grupo técnico de trabalho com os representantes da PMCG, da Prumo Logística, das Entidades e da Sociedade Civil e da própria Auto Pista Fluminense como consultora externa, com a responsabilidade de estabelecer em caráter de urgência, as providências técnicas de interesse comum, objetivando ainda promover as necessárias ações no diversos Órgãos Públicos diretamente envolvidos nas soluções das demandas que surgirem.

Claro que uma questão direta e também urgente, os engarrafamentos constantes entre o trevo de chegada em Campos e até a Ponte General Dutra, fizeram parte dos problemas a encontrarem soluções  definitivas de curtíssimo prazo até que as obras do contorno sejam entregues, lá pelos anos de 2021/22.

Compartilhe
O COMANDO DAS OBRAS DO NOVO GOVERNO EM CAMPOS...(???)
22/01/2017 | 10h36

cledson-drenar-na-escada2

A função de quem ousa atuar na esfera jornalistico-informativa e de opinião, deve ter isenção necessária para manifestar o que pensa e ao mesmo tempo, procurar manter seus eventuais leitores atualizados com os fatos de interesse público no geral.

E, independentemente de filosoficamente estar posicionado pessoalmente de um ou outro lado na política local, a informação que difunde deve permitir a formação do juízo de valor da matéria ou do assunto por quem o lê, seu publico precioso. Alguns assuntos são de convicção pessoal, outros , ousamos reproduzir matérias de outras fontes, se essa matérias parece-nos do interesse de nossos leitores. É o caso aqui e agora.

O Gestor público, ao escolher as pessoas de sua confiança para ajudá-lo a administrar o bem público, ainda que responda civil e criminalmente pelos atos praticados por esses terceiros, porque de sua livre escolha, deve fazê-lo não apenas por critérios pessoais de quem escolhe, mas muito mais por critérios de ÉTICA, MORALIDADE, CARÁTER E PROBIDADE. E tais critérios devem ser públicos e notórios a cada um de seus eleitos.

E comentado exatamente sobre esse fato, um amigo meu  postou no meu Facebook um comentário muito procedente sobre o fato aqui nos seguintes termos, de conhecimento de todos, como um princípio histórico antigo que cristaliza esse espírito público do servidor, seja concursado ou nomeado:                                                                                                                                                                "A MULHER DE CÉSAR NÃO BASTA SER HONESTA, TEM QUE PARECER HONESTA".

E esses critérios acima mencionados parecem haverem sido negligenciados na escolha da pessoa do ora nomeado para exercer a nobre função pública de gestor de uma pasta da Administração em Campos, salvo melhor juízo.

E por quê levanto aqui a questão ? Porque acabo de ver uma publicação jornalística em um blog local - acesse o link pra ver os fatos (https://www.viuonline.com.br/o-secretario-de-rafael-e-a-odebrechet/), onde as dúvidas sobre a observância de tais critérios e princípios foram objetivadas e, ao meu ver, antes de se nomear e assumir os riscos de tal ato, a vida pregressa e seu histórico público nunca poderia ser negligenciado pelo Gestor-Mor, o Prefeito, sob as penas da eventual censura pública de opinião e até seus desdobramentos em outras esferas.

A confirmar tais estórias sobre o nomeado, é de bom alvitre que este ato seja reconsiderado, haja vista os desdobramentos e desgastes que poderão gerar já de inicio, quando não se tem o direito ao erro. Ainda mais se os fatos forem claros, notórios e públicos.

À conferir as decisões sobre o fato.

 
Compartilhe
2016: UM ANO RADICAL.... no Brasil e em Campos também.
22/01/2017 | 10h36

rosinha ESDRAS

O ano de 2016, foi um ano efetivamente RADICAL em muitos de seus aspectos, pelo Brasil à fora em em Campos especialmente. Senão vejamos apenas alguns fatos relevantes:

  • OPERAÇÃO LAVA-JATO COM A DELAÇÃO DA ODEBRECTH - aqui, muito do aparto da corrupção politica brasileira esta vindo à tona, ainda agora com o envio pelo governo Suísso, dos arquivos dos computadores, com TUDO que foi feito até mundo à fora pela mega-empreiteira, mudando os rumos do Brasil;
  • ATUAÇÃO FIRME DO MPF E DA POLICIA FEDERAL - Vimos que quando o Poder quer buscar os caminhos da investigação, é possível mudar muita coisa nesse país. Tanto os Policiais Federais, quanto os Procuradores Federais mostraram ao Brasil e ao Mundo, que quando se tem vontade aliada ao poder, as coisas podem sim acontecer, claro, se encontram um juiz peitudo de nome SÉRGIO MORO;
  • IMPEACHMENT DA DILMA - esse foi outro fato relevante na política brasileira, quando o congresso tomou a decisão de cassar o mandato da presidanta Dilma Roussef, sob os aplausos da maioria da população brasileira, e, claro, com a reação daqueles que criticaram, chamando de golpe, aquele ato;
  • CASSAÇÃO DO EDUARDO CUNHA - ele, ex-pupilo e aluno de Garotinho/Rosinha, teve o seu mandato de Presidente da Câmara Federal cassado. Logo depois, ainda foi preso por desdobramento da operação Lava-Jato, pelo Juiz Sérgio Moro;
  • DESMORALIZAÇÃO DO STF - O Poder Judiciário, representado pelo Supremo Tribunal Federal, foi extremamente criticado pela população brasileira, por decisões aparentemente contraditórias e em atendimento às influencias poderosas dentro do STF, com o seu presidente Lewandoviski rasgando publicamente a Constituição, quando presidiu o Congresso nacional no processo de cassar Dilma;
  • MICHEL TEMER NO PODER CENTRAL - À despeito de toda a controvérsia posta pelo fato de TEMER assumir como vice -presidente do Brasil, o país precisava de um novo momento administrativo que fosse pautado pela drástica redução dos ralos e gastos do dinheiro público, e voltar a sinalizar uma estabilização econômica e geração de empregos a partir do meado d 2017, sob pena de aumentar em muito o caos social e econômico de sua população.
  • PRISÃO DE GAROTINHO - Esse foi um dos eventos mais ilários e esperados pelos campistas. O chamado "BÔZO DA TURMA DO CHUVISCO", protagonizou um espetáculo midiático encenado pela família, quando este foi preso pela PF lá no Rio e levado para o Presídio de Bangú, junto com o Sérgio Cabral e sua mulhe . Os policiais que realizaram a prisão naquele espetáculo, disseram que após fechar a porta da ambulância, o garotinho afirmou pra eles que já estava tudo bem e que daria mais problemas;
  •  PRISÃO DO SÉRGIO CABRAL E DE SUA MULHER - Como desdobramento da Operação Lava-Jato, também foram presos, entre muitos, o ex-governador Sérgio Cabral e sua Mulher advogada. ambos acusados de desviarem mais de 240 milhões de obras no RJ, quando era governador;
  • DERROTA DE ROSINHA EM CAMPOS - outra grande surpresa no primeiro turno das eleições municipais, foi a fragorosa e vergonhosa derrota do poder dos Garotinhos, com a derrota dos seus candidatos à prefeitura de Campos nestas eleições de 2106. Parece que foram sepultados de vez como políticos na cidade de Campos e até no ERJ. Depois de torrarem mais de 20 bilhões de reais das receitas municipais de forma irresponsável, eles acabaram por perder a confiança do seu próprio eleitor, que viu-se abandonado em diversas de suas necessidades, ainda mais após queimarem o futuro com a venda dos royalties ,comprometendo a is de 1,2 bilhões dessa receita nos próximos anos.
  • PRISÃO DE DIVERSOS VEREADORES DA EX-BASE POLÍTICA - Acusados de desvios de finalidades no uso do programa social CHEQUE-CIDADÃO em Campos, e só podiam assim agir se autorizados pelo governo rosáceo, como moeda de troca por votos e suas respectivas eleições, viram-se respondendo ações penais por crimes eleitorais e não puderam serem diplomados ainda e não irão poder compor a mesa diretora e nem participar da eleição para a Presidência da Câmara amanhã. Nisso existe um alto risco de não serem aprovadas as contas da Rosinha relativamente ao exercício de 2016, podendo culminar em diversas ações na Justiça, o que deixa atônitos seus chefes;
  • ELEIÇÃO DE RAFAEL DINIZ- A grande surpresa para a população campista de modo geral, foi a escolha espontânea da população por votar no candidato de oposição e vereador combativo, Rafael Diniz,  um jovem político, advogado, com uma vitória acachapante logo no primeiro turno, deixando claro que a população já não mais aguentaria outra desastrada gestão dos "Inhos" na cidade. A escolha pelo Rafael, parece ter sido um claro sinal de que a nossa população já não mais concorda com desmandos e desvios de verbas e de recursos municipais para empreiteiros, fornecedores e prestadores de serviços, em detrimento das prioridades e necessidades reais de nossa população;
  • ELEIÇÃO DE CARLA MACHADO - outra eleição que foi motivada por respostas de reação da sua população ao modelo de gestão incompetente e irresponsável, foi na vizinha e não menos importante cidade de São João da Barra, em vista do seu potencial de crescimento decorrente das atividades portuárias no maior porto seco do hemisfério sul. A população deu resposta com mais de 80% de votos contra o candidato Neco, na sua tentativa de reeleição.
  • 2017 - O QUE PODEMOS FAZER DIFERENTE ??? - os prefeitos eleitos e que tomam posse nesse domingo, dia primeiro, não têm muito à comemorar pelo que estarão encontrando, herdados das administrações que saem hoje. O caos tomou conta das prefeituras de Campos e SJBarra, de modo que terão duras medidas para serem tomadas logo de inicio, se quiserem gerir responsavelmente os caixas que receberão, vazios e com enormes rombos para cobrir. A população deve saber disso e não podem sair cobrando nada deles logo de cara, de inicio. Eles também devem mostrar suas realidades encontradas, suas caixas pretas não abertas até agora, para que a população possa saber e tentar ajudar. Precisarão de mais de um ano de muita cautela e arrochos. Pra todos os lados. Não terão receitas positivas, Não terão verbas para remanejar, Não terão aumentos nas arrecadações nem próprias, nem nas de repasses federais ou estaduais. Pelo contrário...
  • PERGUNTE O QUE VOCÊ, CIDADÃO, PODE FAZER PARA AJUDAR A SUA CIDADE, A NOVA ADMINISTRAÇÃO QUE ASSUME AMANHÃ !!!
Compartilhe
RENATO SIQUEIRA: uma escolha inteligente do Rafael para compor a sua equipe.
22/01/2017 | 10h36
20161209_135628  

Formar uma equipe para administrar conjuntamente uma cidade do porte da nossa Campos, é sem nenhuma dúvida, tarefa árdua para o gestor eleito. O escolhido para qualquer função, deverá ter uma folha corrida acima de qualquer, uma conduta ilibada, ser transparente e de caráter firme, ter espírito público e muito bom senso, entre outros predicados.

Além do mais, ainda sofre as pressões de todos os lados, inclusive de seus aliados políticos e na composição da nova Casa de Leis...quando os vereadores eleitos querem indicar seus pupilos e aliados para exercer funções de DAs, como compensação de trabalho na campanha eleitoral, fora os aliados diretos de primeira ora, aos quais quase fica obrigado de levá-los ao Poder.

Como cidadão dotado de espirito publico, fico à vontade para tecer comentários e expor minhas opiniões sobre isso ou aquilo relativamente ao pode Público local, e também, claro, àqueles eleitos e ungidos pelo novo Alcáide por nós eleito para a tarefa de auxiliá-lo nessa missão também por nós outorgada através do voto livre, consciente e consequente.

Alguns nomes já contam com a minha simpatia, tais como os de José Paes, Fábio, Vitor Aquino e por último, o do RENATO SIQUEIRA, indicado para assumir o munus de gerir o IMTT, tarefa das mais árduas e complexas. Posso dizer que uma das boas escolhas técnicas para a nova equipe, por um home honrado, sério, trabalhador, de caráter e conduta transparente, como deve ser todo home público.

RENATO é arquiteto também, urbanista e expert no assunto de mobilidade urbana, tarefas fins do Órgão que vai assumir. Debatemos muito tais temas enquanto juntos na luta dentro do OBSERVATÓRIO SOCIAL DE CAMPOS, para conhecimento da sociedade, desde antes do segundo mandato da prefeita que sai...

Mobilidade urbana é um gargalo para o desenvolvimento da cidade, em vista do futuro que se avizinha com as atividades do Porto do Açú, e alguns nós são sentidos pela população todos os dias, como aquela famigerada travessia da linha férrea próximo do Shoping Boulevard, como mostro na foto dessa matéria o engarrafamento diário, e aqui vai minha sugestão de solução precária e urgente para esse inicio de férias e sem custos para o erário da prefeitura: fazer na rodovia uma rampa suave em concreto com no máximo 50 metros d cada lado, nos dois lados da ferrovia,  quase a nivelar os trilhos com a pista, de modo que os veículos, em especial carretas, não precisem reduzir suas velocidades naquele ponto, gerando a cascata do engarrafamento que vai até a rotatória do índio.

Para isto, basta um acerto simples entre a Prefeitura, a Auto Pista Fluminense (vai haver chôrôrô) e a ANTT, de modo a viabilizar as obras e minorar o sofrimento dos usuários que lhes paga o pedágio para ter contrapartida de conforto, eficiência e segurança na via pública, nada mais que suas respectivas obrigações.  solução de poucos dias e quase nenhum custo.

Bem vindo e....MÃOS À OBRA JÁ !!!

Compartilhe
Inacreditável e inesperada vitória no primeiro turno !!!
22/01/2017 | 10h36

IMAGEM DE URNA ELEITORAL

E AJUDOU VOCÊ A ESCOLHER O MELHOR HOJE !!!

As eleições de 2016 em Campos surpreenderam  pelo inesperado e inacreditável: vitória do candidato Rafael Diniz logo no primeiro turno. Mesmo com os dados da pesquisa sempre exata do Instituto PRO 4, que já previa a vitória sua vitória no segundo turno com margem folgada de mais de 50.000 votos, pesquisa encomendada pelo jornal Folha da Manhã, não se esperava tão fragorosa e acachapante derrota do Poder da máquina dos garotinhos, representada pelo Chicão.

Eu, particularmente, há três ou quatro meses atrás, estava seguro da impossibilidade de se ganhar da máquina, num momento de absoluta escassez de recursos financeiros para a oposição, em especial para o candidato Rafael Diniz, porque sei bem que partido político nada ajuda em dinheiro às campanhas municipais. Pelo contrário, querem receber. Daí os meus dois últimos posts aqui sobre o Poder da máquina em decidir eleições a favor de seus candidatos e da extrema dificuldade daqueles da dita Oposição, tão criticada.

Eu desacreditei de duas novas realidades que foram decisivas nesse resultado a meu juízo: primeira, o grande desagrado e desesperança das pessoas, em todos os níveis da população, tanto das Zonas Eleitorais mais centrais, quanto daquelas dos Distritos, todos muito prejudicados nesses últimos anos pela desastrada administração dos Garotinhos e pela vertiginosa queda das atividades econômicas locais por absoluta incompetência da gestão atual; segunda, a força da influência das redes sociais, que com rapidez do relâmpago multiplicava os fatos da má gestão e das enganações do desgoverno rosa, numa hoje bastante significativa parcela de eleitores mais jovens que viram a necessidade de participarem da decisão de seus futuros pela política, e que hoje já respondem pela maioria dos eleitores Brasil afora, em especial em Campos, uma cidade de população jovem e bem antenada.

Devo parabenizar essa população que dessa vez e ao contrário de 2012, teve a coragem de tomar a decisão certa e mudar radicalmente os rumos da forma de ser tratado o interesse público pelo seu prefeito, uma mudança radical na gestão de Campos e não aceitou mais o mando irresponsável de seus destinos por pessoas que assim procediam e procedem, para seus projetos pessoais e familiares. Espero e confio que essa fase nunca mais retorne em Campos.

Confesso que pensava ser impossível tal vitória e num inacreditável primeiro turno. Felizmente eu errei nos meus prognósticos. E a maioria da população de Campos saiu vitoriosa.

Parabéns população corajosa !!!

Parabéns pela decisão tomada !!!

Compartilhe
Sobre o autor

José Geraldo

[email protected]