Recuou
29/02/2016 | 21h13

Após matérias publicadas pelo jornal "O Globo", Folha da Manhã e outros veículos da região, que motivaram um pedido de investigação por parte da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), a Prefeitura de Campos resolveu acabar com essa história de título de eleitor no recadastramento da passagem social. A informação foi divulgada pelo governo rosáceo, através de nota, compartilhada pelo blog do Arnaldo Neto (aqui).

E agora, o que dirão os rosáceos que defenderam com unhas e dentes a necessidade do título de eleitor?

Comentar
Compartilhe
Em Santa Maria, moradores se unem para reformar quadra esportiva
29/02/2016 | 16h41
quadra

Cansados de esperar pela Prefeitura, os moradores do distrito de Santa Maria, em Campos, resolveram elaborar um projeto para reformar a quadra esportiva.

Em contato com o blog, o corretor Mayko Julião informa que o projeto será compreendido por três fases:

1ª fase: reforma do piso, muro, limpeza de toda área, instalação das telas de proteção e inserção de traves, refletores, tabelas e postes para voleibol;

2ª fase: instalação da cobertura;

3ª fase: vestiários e pequenas arquibancadas.

A captação de recursos terá início no final de março e a previsão de que a quadra seja reinaugurada, com pelo menos a 1ª fase concluída, já na festa de Santa Maria, que é em maio.

Para conferir o vídeo do projeto, clique aqui

Comentar
Compartilhe
Mais um vereador na oposição
29/02/2016 | 12h57
dayvison O vereador Dayvison Miranda, eleito em 2012 com o apoio da Igreja Universal, vai trocar o PRB pelo PSDC. Em busca da reeleição e fora dos planos da igreja, ele optou por uma aliança com o deputado estadual João Peixoto (PSDC), que é pré-candidato à Prefeitura. Com a filiação ao PSDC, Dayvison deixa o bloco "independente" e passa a integrar a bancada de oposição, ao lado de Rafael Diniz (PPS), Marcão (PT), Nildo Cardoso (PSD), José Carlos (PSDC) e Fred Machado (PPS). Mas essa não é a única troca de partido na Câmara. Miguelito já trocou o PP pelo PSL, Fred Machado se desfiliou do SDD e migrou para o PPS, Mauro Silva trocou o PT do B pelo PSDB, Ozéias saiu do PTC e deve se filiar ao PTN e Jorge Rangel está de saída do PSB e deve escolher o PSDB. Caso não consiga ficar no controle do PSB, Altamir Bárbara também deve buscar uma nova legenda.
Comentar
Compartilhe
A culpa é da oposição
28/02/2016 | 16h48

Após a repercussão negativa da dobradinha Título de Eleitor & Cartão Cidadão, com direito a pedido de investigação por parte da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), o grupo rosáceo já encontrou um jeito para tentar amenizar a situação. Resolveu colocar a culpa na oposição. Nas redes sociais e WhatsApp, os aliados do casal Garotinho informam que existe uma trama da oposição contra o programa.

No Facebook, até o superintendente de Agricultura, Eduardo Crespo, culpou a oposição. "Acredito que não exista uma outra forma que não seja o título eleitor mais eficaz que garante que o benefício do programa seja restrito ao munícipe de Campos! (...) A oposição não está preocupada com o uso responsável do dinheiro público e sim com a interrupção deste programa de suma importância para os munícipes de nosso Município Campos dos Goytacazes-RJ, a oposição esta apelando pois está preocupada com a eleição de 2016".

Comentar
Compartilhe
Deu no Globo: a farra dos royalties e as oportunidades desperdiçadas
28/02/2016 | 10h12
globo
De O Globo deste domingo (aqui):
POR BRUNO ROSA
CAMPOS DOS GOYTACAZES, MACAÉ, QUISSAMà e RIO DAS OSTRAS - A exemplo do Estado do Rio de Janeiro — que não soube aproveitar a herança gerada pelos recursos oriundos do petróleo —, as cidades do Norte Fluminense vêm sofrendo com a pouca diversificação de suas economias e, hoje, têm de lidar com pesados cortes no orçamento. Dilemas realçados pelo legado de maus investimentos feitos nos últimos quinze anos, definidos por um prefeito da região como “ufanistas”. Em 1999, logo após a abertura do setor de petróleo, os municípios do Estado do Rio receberam R$ 222,7 milhões em royalties e participações especiais. O número saltou quase 2.000% e, em 2014, chegou a R$ 4,654 bilhões, em valores correntes. Com a queda do preço do petróleo no mercado internacional e a crise da Petrobras, a farra dos royalties perde fôlego. No ano passado, a arrecadação caiu 35% para R$ 3,022 bilhões, segundo dados da InfoRoayalties, com base na Agência Nacional do Petróleo (ANP).
[caption id="" align="aligncenter" width="517"] Campos. Estátua de elefante da Cidade da Criança: obra que consumiu R$ 17 milhões divide moradores. Para presidente da Companhia de Desenvolvimento de Campos (Codemca), Wainer Teixeira de Castro, parque tem “caráter pedagógico” - Antonio Scorza / Agência O Globo[/caption]
Com menos recursos em caixa, ainda prevalecem sinais dos tempos de gastança, como a recém-inaugurada Cidade da Criança em Campos dos Goytacazes, chamada na região de “a Disney de Campos”. O empreendimento poderá um dia se juntar à famosa e polêmica calçada de porcelanato em Rio das Ostras e ao parque recreativo de Macaé. Hoje, o retrato da crise se faz presente nos dois projetos, inaugurados há mais de dez anos: o abandono.
Só quem chega na Praça Alzira Vargas, no centro de Campos, entende a dimensão do novo parque, que consumiu investimentos de cerca de R$ 17 milhões da prefeitura e começou a ser desenvolvido há cinco anos. O parque ocupa um quarteirão inteiro. São prédios coloridos, com muitos animais na decoração — como estátuas de elefante e urso panda —, assentos no formato de cachorro-quente e maçã, cascata de água e piso que absorve o impacto para as crianças não se machucarem. Desde que foi inaugurado, o horário de funcionamento está em ritmo de soft opening: das 18h às 22h. Em operação desde dezembro, o empreendimento divide a opinião de moradores. "Dá uma dinâmica para a região", afirma a estudante Thais Ferreira, de 26 anos. — Mas a educação básica aqui é precária. O transporte também é ruim para as áreas mais afastadas — pondera.
José Novaes Alvez, de 72 anos, mora próximo do parque e diz não entender o projeto: "O dinheiro dos royalties não está sendo bem aplicado. O Sambódromo é outro exemplo. A gente nem carnaval tem mais. O saneamento básico, por exemplo, é nota zero".
Com 76 funcionários, o parque não é gratuito para maiores de 13 anos. O preço do bilhete vai de R$ 2,50 a R$ 5. A “taxa simbólica”, segundo Wainer Teixeira de Castro, presidente da Companhia de Desenvolvimento de Campos(Codemca), tem o objetivo de tornar o parque um empreendimento sustentável financeiramente até o fim do ano. Castro afirma que reage às críticas com naturalidade. Segundo ele, o parque tem “missão pedagógica", pois terá dois salões que serão usados por alunos da rede pública. "Isso vai trazer um enriquecimento curricular. Mas as críticas fazem parte da cidadania. O projeto nasceu em 2011, quando não tinha crise de royalties. Talvez, se fosse hoje, a decisão seria outra. Quem vem aqui fica apaixonado", diz ele, lembrando que em média o parque recebe mil pessoas por dia, sendo que a capacidade do empreendimento é para dois mil visitantes.
Para especialistas, a cidade poderia ter destinado os R$ 17 milhões a investimentos em setores prioritários, como saúde e saneamento. Para Renato Cesar Siqueira, da ONG Observatório de Controle do Setor Público, o espaço é um mau exemplo de uso do dinheiro público. Ele cita outros empreendimentos, como o Sambódromo e o Palácio da Cultura, em reforma há anos: "Foi um gasto desnecessário. A cidade tem necessidades fundamentais, como melhorar a infraestrutura, o transporte público. Os municípios foram irresponsáveis com o uso dos recursos. Ficaram escravizadas pelos royalties".
Em Campos, os reflexos da crise se estendem por toda cidade. No Centro, a Rua João Pessoa coleciona uma série de lojas fechadas. Entre os diversos bairros da cidade, como na região da Pelinca, que concentra cerca de 100 edifícios, há construções imobiliárias canceladas e obras inacabadas. E o resultado disso se faz perceber entre os moradores: das 5.027 vagas formais extintas no ano passado, a construção civil somou 28% (1.440) do total, mais que a indústria de transformação, com 27,8% (1.399). Como reflexo, a arrecadação de tributos municipais como ITBI e ISS caiu 20% no ano passado.
Na área industrial, também foram registrados grandes cortes. A Schulz, fabricante de tubos e conexões de aço para empresas que prestam serviço para a Petrobras, que estava localizada no distrito industrial de Campos, encerrou suas atividades no fim do ano passado, demitindo 300 pessoas. Procurada, a companhia não quis falar. João Paulo da Costa Cunha, presidente do Sindicato de Metalúrgicos de Campos, Quissamã e São João da Barra, lembra que de março do ano passado a fevereiro deste ano já foram 1.800 homologações: "Perdemos 40% de nossa base. Muitas empresas estão envolvidas na Operação Lava-Jato".
Barra do Furado, complexo milionário parado
As obras do complexo de Barra do Furado estão paralisadas desde meados de 2014 - Antonio Scorza / Agência O Globo
Luiz Claudio Soares e Eliseu Monteiro foram apenas dois das centenas de trabalhadores que perderam o emprego na Schulz. Eles lembram que os cortes começaram no início de 2015 até o fechamento total da unidade em outubro. E ambos colecionam histórias tristes. Soares tentou ser sócio de uma empresa de venda de galão de água, mas levou o cano do parceiro. Monteiro virou vendedor de cosméticos, mas não tem tido sucesso. "Está tudo parado. Não tem emprego em lugar nenhum. A gente procura se reinventar, mas está difícil", queixa-se Soares.
O jornalista Ricardo André Vasconcelos compartilhou a matéria completa em seu blog: aqui 
 
Comentar
Compartilhe
Presidente do PRB-RJ garante pré-candidatura de Alexandre Tadeu
27/02/2016 | 13h37

prb

Em Campos para um encontro do PRB, o presidente estadual do partido, Eduardo Lopes, reforçou a pré-candidatura do vereador Alexandre Tadeu, o Tô Contigo, à Prefeitura. Na ocasião, também deixou clara a independência do partido em relação ao grupo rosáceo. "Nos reunimos com os presidentes dos diretórios da região e reforçamos o nome do Tadeu Tô Contigo como nosso pré-candidato a prefeito em Campos. Vamos debater ideias e propostas. Temos um grande projeto para Campos. A pré-candidatura dele está firme e forte, numa crescente", disse o presidente estadual do partido. A ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PT), e o vice-prefeito de SJB, Alexandre Rosa (PRB), também participaram da reunião. Em SJB o PRB pretende indicar Rosa como candidato a vice na chapa encabeçada pela ex-prefeita.

Em seu primeiro mandato como vereador, o jornalista Alexandre Tadeu foi o segundo mais votado em 2012, com 5.341 Votos. Em 2014 se candidatou a deputado federal e recebeu 27.913 votos, sendo 20.794 votos em Campos. O vereador integrou a bancada rosácea até a metade do ano passado. Depois, passou a fazer parte de um bloco "independente".

Juntos e misturados - Com a filiação de Crivella ao PRB, tudo indica que PRB e PSB vão caminhar juntos em diversos municípios. De olho em Campos, o senador Romário, que recuperou a presidência estadual do PSB ontem, já avisou que defende um nome na disputa pela Prefeitura.

Comentar
Compartilhe
Garotinho: "A sorte de Campos é ter Rosinha na Prefeitura"
27/02/2016 | 12h14
casal

Na manhã deste sábado (27), em sua emissora de rádio, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) comentou mais uma vez sobre a crise e afirmou que os campistas devem levantar as mãos para o céu. "Muita gente fala as coisas sem fazer uma análise dos fatos. A sorte de Campos é ter Rosinha na Prefeitura. Se não fosse a experiência de uma ex-governadora, a cidade estaria em uma situação dramática. O município de Cabo Frio, que tem uma dependência dos royalties semelhante a nossa, não está conseguindo pagar os salários, cuidar dos pacientes e recolher o lixo", comentou.

Mais uma "venda do futuro" - Durante o programa Garotinho revelou que a Prefeitura vai em busca de mais uma antecipação de receitas, a chamada "venda do futuro". "Estaremos na quinta-feira com o ministro da Fazenda e acredito que vamos trazer boas notícias não só para Campos, mas para outras cidades da região que estão em dificuldade", comentou.

A cidade, que já contraiu dois empréstimos, com juros em torno de R$ 160 milhões, vai tentar uma "bolada" de R$ 1 bilhão para pagar até 2035. Mas o líder comentou que esse valor pode cair para R$ 500 milhões. "Agora existe a possibilidade de um prazo mais longo e as parcelas não vão pesar para os próximos gestores", afirmou.

Mais informações sobre a terceira "venda do futuro"na edição de amanhã (28) da Folha.

Comentar
Compartilhe
Romário volta ao comando do PSB-RJ
26/02/2016 | 16h58
romario

O senador Romário reassumiu a presidência do PSB no estado do Rio. Em seu perfil no Facebook o Baixinho publicou uma imagem com a novidade.

Em Campos, após o afastamento de Romário, o grupo rosáceo já dava o PSB como certo. Porém, agora o jogo muda. Nos bastidores, Romário já avisou que Campos está entre as cidades onde ele vai jogar duro. Em breve, o senador deve passar pela cidade para participar de evento ao lado do vereador Gil Vianna. Na ocasião, vai deixar claro que não existe a mínima possibilidade de tabelar com a família Garotinho.

O PSB tem muitas opções, incluindo partidos da oposição e o PRB, do bloco "independente".

Comentar
Compartilhe
Deu no Globo: Campos exige título de eleitor para conceder ônibus a R$ 1
26/02/2016 | 10h09
globo

Em Campos, a passagem de ônibus pode custar apenas R$ 1. Mas, em ano de eleição para prefeitos e vereadores, o preço só valerá, no caso de adultos, para quem apresentar o título de eleitor e votar no município. Na terça-feira passada, a prefeitura da cidade no Norte Fluminense iniciou o recadastramento dos usuários do cartão Campos Cidadão, que concede tarifa subsidiada a cerca de 300 mil pessoas. E, no processo de renovação da inscrição no programa, a administração da ex-governadora Rosinha Garotinho (PR)exigiu que a população informasse até a zona e a seção onde vota.

O município argumenta que a medida é para evitar fraudes e garantir que apenas moradores de Campos recebam o cartão. Mas a procuradora regional da República Silvana Battini vê um possível uso político na iniciativa: "Quando o cadastro exige apresentação do título e do domicílio eleitoral no município, há um indício muito forte de associação do programa à condição de eleitor. Isso pode configurar, em tese, o uso promocional do projeto para servir a alguma candidatura, o que configura uma prática vedada de abuso de poder político. Se o município quer distribuir o cartão para quem mora na cidade, qual a relevância do domicílio eleitoral? Em ano eleitoral, isso acende a luz amarela".

Silvana diz que a Justiça eleitoral pode se manifestar, pedindo o fim da exigência do título, mesmo antes da oficialização das candidaturas. O GLOBO fez contato com o Procurador Regional Eleitoral do Rio, Sidney Pessoa Madruga da Silva, mas ele não se manifestou até o fechamento da edição.

O programa Campos Cidadão começou a ser desenvolvido em 2009, pela própria Rosinha. No último mês de janeiro, a prefeitura resolveu suspendê-lo temporariamente, alegando a necessidade de implantar um sistema de bilhetagem eletrônica nos ônibus. O município argumentou que, com o novo modelo, aumentaria a eficiência na fiscalização do serviço e no repasse do subsídio às empresas.

TARIFA PARA PESSOAS DE 5 A 59 ANOS - Paralelamente, a prefeitura anunciou o recadastramento, aberto a usuários que já estivessem na base de dados do programa, com idade de 5 a 59 anos e que não fossem beneficiários de isenções tarifárias. Segundo o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Matheus José, que também é Procurador Geral do município, o registro inicial exigia apenas o comprovante de residência. Mas o poder público teria constatado que pessoas de cidades vizinhas apresentavam comprovantes de parentes e amigos para conseguirem o benefício.

“Diante desse cenário (...) foi definido que seria exigido no recadastramento o comprovante de residência em conjunto com o título eleitoral para a verificação da qualidade de munícipe e atendimento da exigência prevista na Lei Municipal nº 8.577/14 para a concessão do benefício”, afirmou ele, em nota, citando o código eleitoral que estabelece que o domicílio eleitoral é o lugar de residência ou moradia do cidadão.

Pelo programa, os moradores de Campos pagam R$ 1 pela passagem em qualquer linha do município. Já a prefeitura paga mais R$ 1,75 às empresas de ônibus para complementar o valor da tarifa, que é de R$ 2,75. Para o atual recadastramento, além do título de eleitor, os beneficiados precisam apresentar o CPF, a carteira de identidade e um comprovante de residência.

Fonte: O Globo (por Rafael Galdo) A Folha também publicou matéria sobre o assunto:  aqui 
Comentar
Compartilhe
"Verão da Família": R$ 230 mil (iluminação, som, telão, fotos e montagem de palco)
26/02/2016 | 09h38
Cópia de Farol 2014 Aos poucos a conta do "Verão da Família" começa a chegar. Na última quarta-feira a Prefeitura pagou notas referentes aos serviços prestados durante os dias de festa. Iluminação: R$ 72 mil (Abertura)  Montagem e desmontagem de palco: R$ 86 mil (R.V.R Empreendimentos)  Telão: R$ 16 mil (Juarez P. Gomes) Fotografia: R$ 12 mil (Perfeição) Sonorização: R$ 44 mil (Abertura) Antes do verão os rosáceos informaram que patrocinadores ajudariam a bancar a festa. Quanto o governo arrecadou com os patrocínios?

Atualização às 9h55 - O show tem que continuar - No Diário Oficial desta sexta-feira é possível conferir três avisos de licitação para "futura e eventual contratação de empresa especializada em prestação de serviços de locação de trio elétrico". A meta é alugar trios pequenos, médios e grandes. A licitação está marcada para o dia 09 de março.

Comentar
Compartilhe
Mais R$ 426 mil com aluguel de ambulâncias
26/02/2016 | 09h22
Na última quarta-feira (24) a Prefeitura de Campos pagou cinco notas referentes ao aluguel de ambulâncias. A soma das notas ficou em R$ 426 mil. Vale lembrar que o contrato com a Prime foi renovado até dezembro deste ano por R$ 13 milhões. Com o pagamento das notas, funcionários da Prime esperam uma solução para o atraso de salários e vale alimentação. O aluguel de ambulâncias deve ser tema de debate durante as eleições deste ano. Os candidatos à Prefeitura vão defender a manutenção dos contratos ou a aquisição de uma frota?
Comentar
Compartilhe
"Disney" campista na mira do Ministério Público
25/02/2016 | 23h55
disney O promotor Leandro Manhães notificou a Prefeitura de Campos sobre temas polêmicos que envolvem a Cidade da Criança, a "Disney" goitacá, que custou R$ 17 milhões.

De acordo com a Portaria N:025/2016, a Promotoria de Justiça questiona "cobrança de entrada - cerceamento de acesso,sem compensação - gastos excessivos em época de prenúncio de queda de arrecadação do Município, possibilidade de lesão a Direito Tuteável pelo Ministério e supostos danos ambientais na área pública".

A secretaria de Desenvolvimento Ambiental foi notificada.

As informações estão no blog do advogado Cláudio Andrade.

Comentar
Compartilhe
Mauro Silva no PSDB
25/02/2016 | 18h55

mauro

O vereador Mauro Silva, líder do governo Rosinha na Câmara, se filiou hoje (25) ao PSDB. A solenidade aconteceu em Brasília, na liderança do partido no Senado Federal, com a participação do presidente nacional da legenda, senador Aécio Neves, que abonou a ficha de filiação, e dos principais tucanos do estado do Rio, como os deputados Otávio Leite e Luiz Paulo Corrêa da Rocha.

Em seu Gabinete Virtual (aqui), Mauro comentou sobre a chegada ao ninho tucano. “Foi com muita alegria e entusiasmo que assinei minha ficha de filiação no PSDB, em Brasília, e que foi abonada pelo Senador Aécio Neves, o que muito me honrou. Quero agradecer ao nosso presidente estadual Otávio Leite, Deputado Estadual Luis Paulo e a toda executiva do partido em Campos, em especial ao Robson Colla e Gel Coutinho. Vejo no PSDB, por seus quadros técnicos, um forte aliado para enfrentar os desafios sociais, econômicos e financeiros pelos quais atravessam todos os municípios com a crise nacional. Geração de emprego, empreendedorismo, desenvolvimento sustentável e a manutenção da rede de proteção social implantada pela prefeita Rosinha são algumas de nossas prioridades. Obrigado ao meu amigo Vinicius Cordeiro, presidente do PT do B estadual, pela oportunidade e confiança em mim depositada", disse Mauro, que também agradeceu pela recepção carinhosa na capital federal. "Quero agradecer também aos nossos deputados de Campos, Clarissa Garotinho e Paulo Feijó, pela forma amiga e carinhosa com a qual sempre nos acolhem em Brasília. Minha gratidão a todos”, comentou.

Mais informações na edição de amanhã (26) da Folha.

Comentar
Compartilhe
Cepop alugado
25/02/2016 | 18h43
[caption id="attachment_39385" align="aligncenter" width="394"]cepop alugado Facebook/Ruan Barros[/caption]

Foi divulgada nesta quinta-feira (25) uma foto da presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) com o empresário Sandro Moura. De acordo com a assessoria da FCJOL, foi assinado o contrato de aluguel do Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop) para a realização do Baile do Safadão no dia 05 de maio, com os shows dos cantores Wesley Safadão e Léo Santana. "As parcerias público-privada têm o objetivo de movimentar o espaço, o que gera receitas para a manutenção do Cepop, assim acontece com o Teatro Trianon", diz Ruan Barros, assessor da FCJOL.

Todos sabem que o Cepop custou R$ 100 milhões e foi construído com o meu, o seu, o nosso dinheiro. Eles não poderiam informar o valor desse aluguel?

Será que nesse Baile do Safadão os organizadores ficam com 99% e sobra apenas "aquele 1%" para o município?

Comentar
Compartilhe
A conta não fecha
25/02/2016 | 12h32

A Prefeitura informa em seu site (aqui) que o pagamento dos servidores, comissionados, aposentados e pensionistas começa neste quinta-feira (25).  Segundo a matéria, o pagamento segue até segunda-feira (29) e, durante estes três dias, vai injetar R$ 73.478.969,77 na economia.

Se são R$ 73,4 milhões por mês, a folha anual supera R$ 950 milhões. Como as prestações dos empréstimos giram em torno de R$ 210 milhões,  chega-se a R$ 1,1 bilhão (folha anual + empréstimos).

Com um orçamento de R$ 1,2 bilhão, tendo  em vista o contingenciamento, sobraria R$ 100 milhões para: Saúde, Educação, Cartão Cidadão, Cheque Cidadão, água, luz, limpeza, aluguel de ambulâncias, entre outras despesas da pesada máquina municipal.

Resumindo, a conta não fecha...

Ciente disso, o líder rosáceo vai fazer de tudo para conseguir a terceira "venda do futuro", dessa vez com pagamento até 2035, como fez o governador Pezão.

Comentar
Compartilhe
PSB e PRB: aliança do Rio vai se repetir em Campos?
25/02/2016 | 11h02

O senador Marcelo Crivella decidiu trocar o PRB pelo PSB. Porém, a troca foi combinada e o partido da Igreja Universal vai continuar ao lado dele. Além disso, o senador Romário (PSB) participou das articulações e vai ficar ao lado de Crivella, podendo inclusive recuperar o comando do partido no estado.

Ao perder Crivella, o PRB deixou claro que vai querer receber o apoio do PSB em outras cidades.

Em Campos, por exemplo, o PRB tem o vereador Alexandre Tadeu, que é pré-candidato à Prefeitura.

No momento o PSB é uma noiva cobiçada na situação, oposição e no bloco "independente".

Comentar
Compartilhe
Crivella no PSB
24/02/2016 | 17h17

crivella

O senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) acertou, na manhã desta quarta-feira, a ida para o PSB, após uma reunião com a cúpula do partido. O encontro colocou o senador como o candidato provável da sigla à prefeitura do Rio.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, e o senador Romário (PSB-RJ), também pré-candidato, participaram da reunião. Romário avalizou a entrada de Crivella, e o PSB agora negocia a coligação com o PRB não só no Rio, mas em outras capitais onde terá candidato próprio. "Se o partido quiser, eu sou candidato. Mas em acordo com Romário. Vamos ficar juntos", disse Crivella.

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
Rafael Diniz: "Chefe de quadrilha é bandido"
24/02/2016 | 11h20

rafael

A sessão desta quarta-feira (24) da Câmara de Campos está quente, tipo uma "sessão do descarrego".

O vereador Fred Machado (PPS) apresentou requerimentos solicitando informações sobre uma UBS (Jardim Aeroporto) e uma Creche Escola (Fazendinha). Foi o bastante para iniciar um debate acalorado entre oposicionistas e governistas.

Após o vereador Abdu Neme (PR) afirmar que "ninguém fala sobre os bandidos de Brasília", o vereador Marcão disparou: "Não podemos querer só os bandidos de Brasília presos e aceitar que os daqui estejam soltos".

Os rosáceos ficaram muito irritados. Eles afirmaram que a oposição não poderia falar em "bandido". "Em Campos não tem bandido", disse o vereador Altamir Bárbara (PSB).

Foi aí que o vereador Rafael Diniz (PPS) usou a tribuna e disse: "Olha, na minha opinião quem é condenado por ser chefe de quadrilha é bandido".

Nessa hora os rosáceos desenterraram casos dos governos passados e citaram Mocaiber, Arnaldo, Dr. Alex (ex-procurador) e Puglia (ex-secretário de Obras).

Vitória apertada do "rolo compressor" - Após duas horas de debate sobre os pedidos de informação, a votação empatou. Dez vereadores votaram favor e dez, contra. Coube ao vereador Edson Batista (PTB), presidente da Câmara, desempatar. Ao lado do "rolo compressor", Edson votou contra os pedidos de informação.

Votaram contra as informações: Albertinho (Pros), Mauro Silva (PT do B), Thiago Virgílio (PTC), Auxiliadora Freitas (PHS), Ozéias (PTC), Kellinho (PR), Altamir Bárbara (PSB), Dona Penha (DEM), Cecília Ribeiro Gomes (PT do B), Paulo Hirano (PR) e Edson Batista (PTB).

Votos favoráveis: Rafael Diniz (PPS), Marcão (PT), Fred Machado (PPS), José Carlos (PSDC), Dayvison Miranda (PRB), Alexandre Tadeu (PRB), Abdu Neme (PR), Jorge Magal (PR), Gil Vianna (PSB) e Genásio (PSC).

Foi-se o tempo em que o "rolo compressor" vencia sem dificuldade. Isso diz muito sobre o atual momento da cidade.

Mais informações sobre a sessão na edição de amanhã (25) da Folha. 

Comentar
Compartilhe
A Pátio Norte vai rebocar?
24/02/2016 | 09h57
[caption id="attachment_39358" align="aligncenter" width="428"]guarda Facebook/Anderson Bambu[/caption]   IPVA atrasado? - Em seu perfil no Facebook o radialista Cacau Borges revele que fez uma busca no site do Detran e descobriu que o carro da Guarda está com o IPVA atrasado. "A Guarda Civil Municipal, que nos aborda, multa e reboca os nossos carros, anda com viaturas com documentos atrasados e para em local proibido", disse Cacau.
Comentar
Compartilhe
Prefeitura renova contrato para aluguel de ambulâncias: R$ 13 milhões
24/02/2016 | 09h37
ambulâncias

A Prefeitura prorrogou o contrato com a empresa Prime Administração e Serviços para "prestação de serviços de locação de veículos especiais (ambulâncias), incluindo motorista, sem fornecimento de combustível, por R$ 13,6 milhões.

Mais de R$ 100 milhões - Durante as suas duas gestões a prefeita Rosinha Garotinho (PR) gastou mais de R$ 100 milhões com aluguel de ambulâncias.

Nesta mesma cidade, um homem engatinha até um táxi para ser socorrido, já que a havia uma ambulância. Veja no blog "Na Curva do Rio": aqui 

Comentar
Compartilhe
Prefeitura pagou R$ 180 mil por queima de fogos
24/02/2016 | 09h12
[caption id="attachment_39345" align="aligncenter" width="396"]Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos[/caption]

No verão da crise, marcado pelo fim dos grandes shows nacionais, a Prefeitura de Campos não poupou recursos quando o assunto foi o "espetáculo pirotécnico".

De acordo com publicação no Diário Oficial desta quarta-feira (24), a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) contratou (com dispensa de licitação) a empresa Inside FX Efeitos Especiai, por R$ 180 mil, para "apresentação de espetáculo pirotécnico com queima de fogos a fim de atender ao Reveillón da Família, bem como as festas de Santo Amaro e São Sebastião, conforme o calendário fixo das programações culturais da municipalidade".

Mais caro do que 18 shows - Ao que tudo indica é bem melhor soltar fogos do que ser artista local. No Diário Oficial desta quarta-feira também constam os pagamentos pelos shows locais. A soma de 18 shows locais ficou em R$ 105 mil.

Comentar
Compartilhe
Magal sobre Wladimir: "não vou com a cara dele, nem ele com a minha"
23/02/2016 | 15h09
Magal2

Durante a sessão desta terça-feira (23), primeira a ser realizada na parte da manhã, o vereador Jorge Magal (PR) usou a tribuna para comentar sobre moções de aplausos pelos aniversários da vereadora Dona Penha (DEM) e do empresário Wladimir Garotinho.

Após elogiar Dona Penha, Magal aproveitou para comentar sobre o filho do casal Garotinho. "Voto favorável, mas é bom dizer que eu não vou com a cara dele, nem ele com a minha".

As rusgas entre Magal e Wladimir são antigas. No ano passado Magal disse que  “Wladimir e Thiago Virgílio armaram um golpe para derrubar Hirano na disputa pela presidência da Câmara” (aqui).

Na época, Wladimir disse que Magal estava “cavando uma briga há muito tempo”. “Ele anda revoltado desde a eleição de 2012, quando todos achavam que seria o mais votado e quase ficou de fora. Quem acompanha os bastidores já havia notado que ele estava cavando essa briga faz muito tempo. Que siga o rumo dele, mas não pode pegar mentira”, diz Wladimir.

Entre tapas e beijos - Dois meses depois da troca de farpas, em agosto do ano passado, os dois ficaram juntinhos em uma reunião de trabalho (aqui).

Comentar
Compartilhe
Funcionário da Prime desabafa: "é muita humilhação"
23/02/2016 | 13h08
Um funcionário da empresa Prime, que aluga ambulâncias para a Prefeitura de Campos, enviou um desabafo ao blog. Confira:

"Gostaria de saber se a prefeitura fez ou esta fazendo repasse para a empresa Prime? Pois os motoristas estão com salários atrasados e seis, digo (6), vales alimentação também atrasados. A empresa alega que a prefeitura não tem feito o repasse., tem amigos que foram demitidos há mais de mês e não receberam seus direitos até a data de hoje. Isso é revoltante... Temos famílias, compromissos e filhos... Nem material escolar pude comprar para meu filho. Não estou aqui pedindo nada não, estamos exigindo nossos direitos. Cade o Ministério Público? É muita humilhação por parte de quem se diz evangélico. Pague a quem a senhora deve, prefeita…"

Comentar
Compartilhe
Acredito na rapaziada
23/02/2016 | 10h45
[caption id="attachment_39321" align="aligncenter" width="510"]Foto: Michelle Richa Foto: Michelle Richa[/caption]

Em sua canção "E vamos à luta", o saudoso Gonzaguinha diz: "Eu acredito é na rapaziada, que segue em frente e segura o rojão. Eu ponho fé é na fé da moçada, que não foge da fera, enfrenta o leão. Eu vou à luta com essa juventude, que não corre da raia a troco de nada. Eu vou no bloco dessa mocidade, que não tá na saudade e constrói a manhã desejada".

Passei anos incríveis no Liceu e, nos dias de hoje, com jovens cada vez mais conectados e menos engajados, foi bonito ver os liceístas lutando contra a situação caótica da nossa escola centenária.

Melhor ainda foi ver o discurso do jovem Ralph de Almeida, que falou em nome dos alunos, defendeu os funcionários e foi mais firme do que muitos políticos da nossa terra goitacá. "Estamos sem porteiro, qualquer um pode entrar ou sair da escola a hora que quiser, os funcionários da limpeza e os professores estão sendo mal remunerados, o 13° dos professores foi dividido em cinco vezes. A gente está com medo de acontecer uma greve de professores e ficarmos numa situação ruim aqui na escola. Temos todo o direito de fazer isso e vamos lutar por melhorias para a escola".

Como diz o hino do Liceu: "Liceístas, sempre avante. Pela glória do Liceu".

Leia mais sobre assunto na Folha: aqui 

Comentar
Compartilhe
O banquete tem que continuar: R$ 52 mil por "serviço de buffet"
23/02/2016 | 09h57
[caption id="attachment_39318" align="aligncenter" width="404"]Imagem meramente ilustrativa Imagem meramente ilustrativa[/caption]

Foram publicadas no Diário Oficial desta terça-feira (23) informações sobre o contrato 050/2015, firmado em dezembro do ano passado, com prazo de três meses.

Objeto: serviço de “BUFFET” (lanche, camarim, coquetel e “coffe break”), indispensável ao atendimento dos eventos culturais e artísticos programados para o município de Campos dos Goytacazes -RJ. Contratante: Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.

Contratada: Robson Buffet Valor global: R$ 52.140,00 (cinquenta e dois mil cento e quarenta reais).
Comentar
Compartilhe
Cofre aberto: empreiteiras, passagens aéreas e locação de veículos
23/02/2016 | 08h47

Na última sexta-feira (19) a Prefeitura de Campos abriu o cofre e pagou três empreiteiras. De acordo com o Portal da Transparência, a Edafo recebeu R$ 215 mil pela construção de escola em Travessão, a Otimitek faturou R$ 117 mil por reforma/ampliação de escola e a empresa Lucas e Lucas Construções recebeu R$ 39 mil pela oitava parcela de uma obra, sem informar o local.

A Prefeitura também pagou R$ 4,4 mil pela aquisição de passagens aéreas.

Já a empresa São Salvador recebeu R$ 106 mil por locação de veículos.

Comentar
Compartilhe
Itaocara: impeachment do prefeito na pauta da Câmara
23/02/2016 | 00h00

prefeito

O prefeito de Itaocara, Gelsimar Gonzaga (PSOL), pode ser cassado nesta terça-feira (23).

Um pedido de cassação do mandato está na pauta  da Câmara e pode ser votado na sessão de hoje, que começa às 18h. Como não tem aliados para defendê-lo na Câmara, o prefeito realizou um ato, com trio elétrico, e gravou vídeos que foram divulgados no Facebook. "Não podemos deixar que os vereadores aprovem o impeachment do prefeito sem qualquer fundamentação e com isso retrocedam em todas as conquistas dos últimos anos. Chega de corrupção! Chega da velha política! Vamos defender nosso governo! Povo no poder!", postou Gelsimar, primeiro prefeito eleito pelo PSOL.

Na Câmara, os adversários alegam que o prefeito ignorou pedidos de informação e foi aberta uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Porém, segundo o prefeito, trata-se de um "golpe". "Vamos todos nos unir contra o golpe. Somos um governo transparente e não abriremos mão disso", afirmou.

O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro, publicou nota sobre o assunto: aqui 

Comentar
Compartilhe
Bacellar: "A prefeita nunca governou"
22/02/2016 | 17h12

marcos bacellar

Ao notar que a prefeita Rosinha Garotinho (PR) retornou, após licença médica, mas ainda não apareceu, o ex-vereador Marcos Bacellar comentou em seu perfil no Facebook:  "Na verdade, a ausência dela não é tão perceptível assim. Em seus mandatos nunca governou, esteve sempre na sombra, na vida mansa".

Comentar
Compartilhe
Safadão
22/02/2016 | 14h45
wesley-safadão1 Acabaram, em uma hora, os ingressos do primeiro lote para ver o show do Wesley Safadão em Campos, no dia 05 de maio, no Cepop. Valor: R$ 120,00. O segundo lote começou  ser vendido (postos de venda e internet) por R$ 150,00. Acabaram rapidamente. Agora, já está no terceiro lote, por R$ 180,00. E tudo isso em tempos de crise. Pelo jeito os campistas gostam mesmo de um Safadão.
Comentar
Compartilhe
Após "desconto", Rosinha aluga quatro veículos por R$ 155 mil
22/02/2016 | 09h58

rosinha

Foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (22) o extrato do segundo termo aditivo - prorrogação contratual - firmado entre a Prefeitura de Campos e a empresa Suprema Locações Ltda.

Pelo contrato é possível constatar que a Prefeitura solicitou um "reequilíbrio econômico de 11%". Ou seja, após esse "descontão", a locação de quatro veículos (sem combustível e motoristas) para atender o gabinete da prefeita, gabinete do vice-prefeito e secretaria de Paz e Defesa Social (que nem existe mais) ficou por R$ 155,6 mil.

O governo vai pagar cerca de R$ 13 mil por mês pelo aluguel dos carros.

contrato
Comentar
Compartilhe
Prefeitura vai pagar R$ 27 mil por cafezinho
22/02/2016 | 09h55

Cafe

Quem conhece os bastidores de um governo sabe que, apesar da crise, um bom cafezinho não pode faltar.

Pensando nisso, o governo Rosinha firmou contrato com a empresa A.F.M.F Distribuidora de Gêneros Alimentícios para o fornecimento de café, açúcar, adoçante, copos descartáveis e garrafa térmica, com a finalidade de atender as necessidades de diversos setores da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes.

Valor global: R$ 27.140,00 (vinte e sete mil, cento e quarenta reais)

Prazo do contrato: um mês.

Comentar
Compartilhe
Mais de 10 secretários vão deixar o governo Rosinha
22/02/2016 | 00h27

Muitos secretários do governo rosáceo que serão candidatos em outubro já se preparam para deixar suas pastas. Além de Jorge Rangel (Desenvolvimento Ambiental) e Fábio Ribeiro (Gestão de Pessoas e Contratos), que voltam ao Legislativo, outros pré-candidatados a vereador deverão deixar o governo até abril.

Entres os nomes cotados estão: Thiago Ferrugem (Desenvolvimento Humano), Linda Mara (secretária Particular), Orlando Portugal (Desenvolvimento Econômico), Rodolfo José Ribeiro (Pesca), Eduardo Crespo (Agricultura), Gilson Gomes (Direitos do Idoso), Edílson Peixoto (Infraestrutura), Geraldo Venâncio (Saúde) e Dante Pinto Lucas (HFM). Além dos citados, outros secretários e superintendentes estão sendo convencidos a disputar uma cadeira na Câmara.

Se a meta for a disputa pela Prefeitura, os secretários podem deixar o governo até o dia 02 de junho. Este seria o prazo para o secretário Suledil Bernardino (Controle e Orçamento), caso ele seja escolhido para disputar a Prefeitura.

A ideia é ter o maior número possível de secretários na disputa. "O governo precisa ser defendido nas ruas por quem conhece o trabalho. E os secretários são as melhores pessoas para fazer isso", diz um rosáceo, lembrando que no estado o grupo do PMDB usa uma tática semelhante e funciona.

Comentar
Compartilhe
Em 2013, Câmara criou grupo para "fiscalizar abusos da Pátio Norte"
21/02/2016 | 15h37
[caption id="attachment_39246" align="aligncenter" width="340"]Foto: Ricardo André Vasconcelos Foto: Ricardo André Vasconcelos[/caption]

Gerou grande repercussão uma postagem do jornalista Ricardo André Vasconcelos (aqui) sobre uma ação da empresa Pátio Norte em parceria com a Guarda Municipal. Na manhã de ontem (20), um casal estacionou seu carro em local reservado para carga e descarga na Rua Alfeu Silva, quase esquina de Treze de Maio. Dois guardas municipais apareceram no local, chamaram o reboque da empresa Pátio Norte e estavam colocando o veículo no caminhão-guincho quando retornou o casal com um bebê de colo, que havia ido ao pediatra.  Mesmo após a multa, os funcionários da empresa e os guardas não desceram o carro do reboque, para desespero do casal. A Folha publicou matéria neste domingo sobre o caso: aqui 

É bom lembrar que os abusos da Pátio Norte não são de hoje. Em novembro de 2013 (aqui), após denúncias do vereador Nildo Cardoso (PSD), o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), criou um Grupo de Trabalho Extraordinário para fiscalizar a atuação da Empresa Pátio Norte. Nildo ficou com a presidência do Grupo. Em seu blog, o vereador Albertinho (Pros), que também integrava o grupo, prometeu ficar de olho na empresa. “Conte comigo, pois recebo diariamente denúncias da população de Campos sobre o abuso de poder desta empresa, que apreende veículos sem dar nenhuma satisfação ao dono, fazendo o mesmo pagar em média R$100,00 para serviço de reboque e R$50,00 de diária. Isso é um absurdo! Fiscalizarei minuciosamente todos os atos da empresa”, prometeu Albertinho. Os vereadores José Carlos (PSDC), Ozéas Azeredo (PTC) e Genásio (PSC) também integravam o Grupo.

O Grupo de Trabalho tinha quatro meses dias para apresentar o relatório conclusivo de suas atividades. A ideia era cobrar informações sobre o contrato e abrir a "caixa preta". Em abril de 2014 o prazo para a conclusão dos trabalhos foi prorrogado até setembro daquele ano. E o relatório, você viu? Nem eu...
Comentar
Compartilhe
PHS confirma aliança com o grupo rosáceo
21/02/2016 | 10h01
[caption id="attachment_39243" align="aligncenter" width="486"]phs Facebook/Wainer[/caption]

O PHS, comandado em Campos pelo presidente da Codemca, Wainer Teixeira de Castro, realizou ontem (20), na terra goitacá, um encontro político com a presença do prefeito de São João de Meriti, Sandro Matos, presidente estadual da legenda. O ex-prefeito de São Fidélis, Davi Loureiro (PR), e a vereadora Auxiliadora Freitas (PHS), também participaram do evento. Inclusive, Auxiliadora foi lembrada como um quadro do partido não só para a disputa proporcional, mas como uma das opções do grupo rosáceo para a chapa majoritária.

Após o evento, Wainer e Sandro Matos foram fazer uma visita ao secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) e posaram animados. "Foi confirmada a parceria do PHS com o PR para as eleições de 2016 em Campos!", comemorou Wainer em seu perfil no Facebook.

Garotinho já chamou prefeito de “cara de pau”, "caloteiro", e apontou “desvio na merenda” – É bom lembrar que o novo presidente estadual do PHS já foi chamado de caloteiro e péssimo administrador (aqui) pelo ex-governador Anthony Garotinho (PR). Além disso, Garotinho também já chamou Sandro de “cara de pau” e apontou “desvios na merenda escolar de São João de Meriti” (aqui). Mas isso só vale quando é adversário. Na hora de fechar alianças é só esquecer o passado e olhar para frente.

Comentar
Compartilhe
Conselho da Rosinha
21/02/2016 | 09h44
deixa pra lá Essa simples frase, publicada pela prefeita no Facebook, explica muito sobre os rumos da nossa cidade. Em dezembro de 2008, logo após ser diplomada, ela entregou o diploma ao marido e não deixou "para amanhã o que poderia deixar pra lá". foto
Comentar
Compartilhe
Após jacaré, cabrito no HGG
20/02/2016 | 17h59

Após um jacaré ser encontrado atrás da lavanderia do Hospital Geral de Guarus (HGG) (aqui), agora foi a vez de um cabrito na ala pediátrica. Um vídeo com a cena, que mostrava funcionárias correndo atrás do bicho pelos corredores chegou a ser publicado no Facebook pelo advogado Cláudio Andrade, mas uma moça que aparece nas imagens não gostou da exposição e as imagens foram retiradas da rede social.

Virou piada - Como não poderia ser diferente, algum campista cabrunco preparou até um vídeo chamando o HGG de "Guarussic Park", uma paródia com a franquia Jurassic Park. Quem postou o trailler do "filme" na internet foi o presidente do PV em Campos, Gustavo Matheus (aqui).

Comentar
Compartilhe
Enquanto isso, em Saturnino Braga
19/02/2016 | 18h47

Em tempos de zika e dengue, os moradores de Saturnino Braga, na Baixada Campista, convivem diariamente com um vazamento de esgoto. Por lá, em um trecho da estrada do Desbanque, o que se vê é esgoto a céu aberto, com direito a pneus e lixo.

Confira as fotos publicadas pela rádio Continental no Facebook: saturnino 1 saturnino 2 saturnino 3
Comentar
Compartilhe
Arnaldo Vianna no PEN?
19/02/2016 | 12h01
arnaldo pen Nos bastidores especula-se que o ex-prefeito Arnaldo Vianna, presidente do PDT em Campos, estaria de malas prontas para se filiar ao Partido Ecológico Nacional (PEN). O partido nanico, que até pouco tempo estava com o deputado estadual Geraldo Pudim (aqui), agora flerta com Arnaldo. Ontem, o ex-prefeito posou para foto fazendo o 51 (número da legenda) ao lado da esposa e de representantes da estadual e do diretório municipal do PEN. Indagado sobre a movimentação, Arnaldo comentou: "Estamos conversando sobre política e eleições".
Comentar
Compartilhe
Romário emprega parentes, namorada e amigos em secretaria do Rio
19/02/2016 | 11h26
romario Romário (PSB) montou seu time na Secretaria municipal de Esporte e Lazer (Smel). Lá, o senador empregou a irmã, Zoraidi Faria, o sobrinho, Leonardo Faria, a namorada, Daiane Cattani, e pelo menos cinco amigos: Marcelo Correia Coutinho, Hércules de Souza Simões, Roberto Vilela de Abreu Pereira, João Daniel Bove Gomes de Souza e Ayrton Gomes Jardim Júnior. Romário ainda é o responsável pela indicação de Marcos Braz, em janeiro de 2015, como secretário da pasta — após um acordo feito com o PMDB para não se candidatar à prefeitura. [caption id="" align="aligncenter" width="314"]Daiane é namorada de Romário Daiane é namorada de Romário Foto: Arquivo pessoal[/caption] Daiane, namorada do ex-jogador, foi nomeada em março de 2015 e exonerada em janeiro de 2016. A Smel informou que ela não trabalha lá desde essa data. No entanto, o EXTRA tentou contato telefônico com a pasta na tarde desta quarta-feira , e foi informado que Daiane já teria ido embora e voltaria no dia seguinte, às 9h. A moça também postou duas fotos, esta semana, numa mesa de trabalho de dentro da Prefeitura do Rio — no entanto, é impossível identificar em qual secretaria ela estava. Não há no Diário Oficial uma segunda nomeação de Daiane. A Casa Civil da prefeitura não soube informar onde ela trabalha. Já Zoraidi, irmã do senador, é contratada pela Organização Social Espaço, Cidadania e Oportunidades Sociais (Ecos). Segundo o Diário Oficial, a OS é responsável pela administração da Vila Olímpica Oscar Schmidt, em Santa Cruz. O Extra conseguiu contato com Zoraidi na sede da Smel no Recreio. Ela, no entanto, desligou o telefone sem responder a nenhuma pergunta. Romário também foi procurado para comentar o caso, mas não respondeu aos questionamentos.
E Daiane não atendeu às ligações nem respondeu às mensagens enviadas pela reportagem através das redes sociais. Já a pasta afirmou que o secretário Marcos Braz “se relaciona de alguma forma com eles há mais de dez anos”, mas não negou que haja influência de Romário nas nomeações. Fonte: Extra   
Comentar
Compartilhe
Mais R$ 1,3 milhão para manutenção dos jardins
19/02/2016 | 10h25
emec A Emec Obras e Serviços recebeu, na última quarta-feira (17), mais R$ 1,3 milhão por conta da manutenção dos jardins. Por ano, a empresa do Espírito Santo recebe cerca de R$ 15 milhões para realizar o serviço. Doação - Em 2014 o então candidato ao governo do estado, Anthony Garotinho, recebeu doações, através do diretório estadual do PR, de R$ 350 mil da Emec Obras e Serviços. Naquele ano, no dia 27 de fevereiro, a empresa recebeu um aditivo de R$ 1,2 milhão da Prefeitura de Campos. O contrato, para prestação de serviços de manutenção de parques e jardins foi assinado em maio de 2012, com valor inicial de R$ 14,6 milhões.
Comentar
Compartilhe
Bairro legal?
18/02/2016 | 15h00
fred
Comentar
Compartilhe
Grávida, Clarissa apresenta projeto de lei que inclui repelente em Cesta Básica
18/02/2016 | 12h28

clarissa

A deputada federal Clarissa Garotinho (PR-RJ) apresentou o Projeto de Lei 4.339/16, que concede isenção de PIS (2,1%) e Cofins (9,65%) aos repelentes de insetos compostos de icaridina, inclusive a sua importação e inclui os repelentes no rol de produtos da cesta-básica. A intenção da proposição é baratear o custo do repelente para tornar mais acessível.

Clarissa Garotinho, que está grávida de seis meses, afirmou que compreende o que as futuras mães estão passando. “Também tive que mudar meus hábitos para me proteger e proteger meu filho. Enfrentei filas de espera para comprar os repelentes mais recomendados e acompanhei a alta dos preços do produto por causa da grande procura e do dólar. Uma das medidas para proteger as grávidas e os seus filhos é facilitar o acesso a repelentes”.

O temor demonstrado pela parlamentar é referente a explosão de casos de microcefalia no país e a sua ligação com o Zika Vírus. Pesquisas recentes internacionais e nacionais já comprovaram a ligação entre as malformações nos cérebros dos bebês e a presença do vírus. Outras más-formações como a hidrocefalia (acúmulo anormal de líquido) e artrogripose (malformação em músculos e articulações) também tem relação com a doença adquirida pela mãe, no período gestacional.

Para a parlamentar, “além de todos terem de fazer a sua parte, eliminar os criadouros do mosquito Aedes Aegypti nas suas casas, conversarem com seus vizinhos para fazer o mesmo, denunciar terrenos sujos, é preciso ir além na proteção das mulheres grávidas. O maior acesso ao repelente vai ajudar nesta luta”.

O mosquito Aedes Aegypti também transmite a dengue e a Chicungunya e 80% dos criadouros são residenciais. O Zika vírus teve sua primeira aparição registrada em 1947, quando foi encontrado em macacos da Floresta Zika, em Uganda. Entretanto, somente em 1954 os primeiros seres humanos foram contaminados, na Nigéria. O Zika vírus atingiu a Oceania em 2007 e a França no ano de 2013. O Brasil notificou os primeiros casos de Zika vírus em 2015, no Rio Grande do Norte e na Bahia.

Números - Já foram notificados 5.280 casos suspeitos de microcefalia, desses, 508 já foram confirmados e 41 casos com ligação com Zika Vírus foram comprovados. As notificações de microcefalia ocorreram em 830 municípios em 24 Unidades da Federação.

Fonte: Ascom/Clarissa
Comentar
Compartilhe
Janela da infidelidade
18/02/2016 | 12h20

O Congresso Nacional promulga hoje (18) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 182/2007 que abre espaço para que os candidatos às eleições deste ano, que exercem mandatos de deputados ou vereadores, mudem de legenda. A emenda abre a chamada "janela da infidelidade", um período de 30 dias após a promulgação da PEC para que os deputados federais mudem de partido sem que haja punição por parte da Justiça Eleitoral e “sem prejuízo do mandato, não sendo essa desfiliação considerada para fins de distribuição dos recursos do Fundo Partidário e de acesso gratuito ao tempo de rádio e televisão”.

A PEC, aprovada em 2015, altera a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de 2008, que entende que os parlamentares que mudassem de partido sem justificativa perderiam o mandato, pertencente à legenda. Na mesma decisão, o STF entendeu que a desfiliação para a filiação em partido recém-criado não acarreta perda do cargo. Assim, com a  criação de novas legendas, como o Partido da Mulher Brasileira e o Rede Sustentabilidade, no ano passado, pelo menos 38 deputados mudaram de sigla, conforme informações da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara.

O Partido dos Trabalhadores (PT) perdeu dez deputados desde a posse. Vinte e um deputados se filiaram ao Partido da Mulher Brasileira (PMB), que obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em setembro. A Rede Sustentabilidade, que conseguiu registro no mesmo mês, passou a ter bancada de cinco deputados. Com a perda de dez dos 69 deputados eleitos, o PT deixou de ser o partido com maior bancada na Câmara, que passou para o PMDB com 67 deputados.

A expectativa é que a janela resulte em mudança expressiva no quadro partidário do Congresso Nacional, empossado há pouco mais de um ano.

Fonte: Agência Estado

Comentar
Compartilhe
Cofre aberto: empreiteiras, locação de veículos, limpeza, trios, som e consultoria
18/02/2016 | 10h14
A Prefeitura de Campos efetuou diversos pagamentos esta semana. Ao todo, empreiteiras receberam mais de R$ 1,6 milhão: COFRANZA CONSTRUTORA LTDA OBRA PAVIM/URBANIZ-JOCKEY CLUB.NF236. - R$ 1,1 milhão INOVE CONSTRUCOES E EMPREENDIMENTOS LTDA.ME NF 117,P.1,SERV.PATROLAMENTO - R$ 85 mil SERVEN SERVICOS DE ENGENHARIA LTDA NF197,P.12REFORMA E AMPLIACAO R$ 237 mil CONSTRUNOR EMPREEND. COM.SERV.LTDA-ME OBRA ESCOLA MODELO 5. FEV/16 NF.96 P. R$ 174 mil LUCAS E LUCAS CONSTRUCOES SERV.COMERCIO LTDA. NF-70 12/02/2016 7 PARCELA OBRA R$ 72,9 mil BARRETO CONSTRUCAO E PAVIMENTACAO LTDA. AMPLIACAO SEC.MUN.AGRIC-PECUARIA. R$ 28,3 mil Já a Emec recebeu R$ 1,3 milhão no dia 29 de janeiro por "obras e manutenção", sem detalhes sobre o local. A prefeita Rosinha Garotinho (PR) também pagou parcelas por serviços de locação de veículos:  SUPREMA LOCACAO LTDA. LOCACAO VEICULOS P/ GABINETES.NF489. R$ 23,3 mil PRIME ADMINISTRACAO E SERVICO LTDA LOCACAO VEICULOS ESPECIAIS.NF18.P.4 R$ 104, 7 mil PRIME ADMINISTRACAO E SERVICO LTDA LOCACAO DE AMBULANCIAS.NF 23.10 R$ 1 milhão PRIME ADMINISTRACAO E SERVICO LTDA LOCACAO VEICULOS ESPECIAIS.NF19.P.6 R$ 87,3 mil SUPREMA LOCACAO LTDA. LOCACAO VEICULOS P/ GABINETES.NF480. R$ 23.372,56 SUPREMA LOCACAO LTDA. LOCACAO VEICULOS P/ GABINETES. NF486. R$ 23.372,56 A Vital Engenharia, responsável pela limpeza, também recebeu notas (referentes ao mês de outubro do ano passado)  VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 102.272,72 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 24.176,17 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 163.636,36 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 790.181,07 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 304.090,91 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 496.789,88 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 136.363,64 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 1.368.288,90 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 109.431,80 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 1.400.326,19 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S/A SERV.LIMPEZA PUBLICA.NF 1701.OUT/15. R$ 1.051.704,56 O governo também quitou parcelas atrasadas dos alugueis de trios elétricos, equipamentos de som e iluminação: ABERTURA COM.DE APAR.MUS.PROM.EVENTOS LTDA NF-E437 08.10,SONOR.G.P. REF.2QUI JUL/15 R$ 27.151,00 ABERTURA COM.DE APAR.MUS.PROM.EVENTOS LTDA NF-E 448 06.11,ILUM.P.P 1E2QUINZ JUN/15 R$ 30.723,00 ABERTURA COM.DE APAR.MUS.PROM.EVENTOS LTDA NF-E438 08.10,ILUM.G.P.REF.2 QUIZ JUL/15 R$ 22.800,00 AFONSON MEGA STAR CONSTRUCAO E SERV LTDA NF-E 19 DE 04.02.16 TRIO M,1QUIN R$ 9.800,00 AFONSON MEGA STAR CONSTRUCAO E SERV LTDA NF-E 18 04.02.16,TRIO.M OUTUBRO 2015 R$ 14.700,00 AFONSON MEGA STAR CONSTRUCAO E SERV LTDA NF-E 20 04.02.16 TRIO GRAND.1Q ABRIL/15 R$ 19.423,60 Outro pagamento, de R$ 255 mil, foi por "serviços de consultoria", sem muitos detalhes:  ACH DIMENSAO INFORMATICA E CONTABIL LTDA NF227/228,P.25,SERV.CONSULTORIA R$ 255.940,20
Comentar
Compartilhe
De olho no empréstimo de Pezão
18/02/2016 | 00h38
[caption id="attachment_39175" align="aligncenter" width="438"]ompetro 2 Foto: Gabriel Sales - Ascom/Macaé[/caption]

O secretário de Governo Anthony Garotinho (PR), que na última terça-feira alegou "motivo de força maior" para não comparecer ao Legislativo, apareceu ontem (17) na reunião da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), em Rio das Ostras.

Ao contrário de outros municípios que ainda não conseguiram concretizar a chamada "venda do futuro", Campos já realizou a operação duas vezes. E pelo jeito não vai parar por aí. Ao conversar com os prefeitos e representantes dos municípios produtores, Garotinho não escondeu que está de olho nas condições do empréstimo obtido pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).  "Algo urgente precisa ser feito. E o que precisa ser feito é o governo federal conceder a esses municípios o mesmo tratamento dado ao Estado. Através do Banco do Brasil foi liberado para o Estado R$ 1 bilhão, com um ano de carência, 15 anos para pagar e juros de 19% ao ano. Não queremos nada a mais nem a menos, só o mesmo tratamento que o Estado recebeu", disse Garotinho, que representou a prefeita Rosinha Garotinho.

Ou seja, a ideia é pegar uma bolada e pagar até 2031.

É bom lembrar que os juros das duas operações ficaram em R$ 160 milhões (aqui). Será que ainda restou algum futuro pra vender?
Comentar
Compartilhe
IPTU: Prefeitura corta desconto e sorteia brindes
17/02/2016 | 19h52

A sessão de hoje (17) da Câmara de Campos contou com a aprovação de um projeto que autoriza o sorteio de brindes para quem pagar o IPTU em cota única.

Porém, a oposição destacou que, ao contrário dos anos anteriores, a Prefeitura reduziu de 10% para 5% o desconto para quem paga em cota única. "É mais uma manobra do governo. Tirou o desconto de 10%, passou para 5%, e veio com esse papinho de brinde", disse o vereador José Carlos (PSDC).

No mesmo embalo, o vereador Rafael Diniz (PPS) disparou: "Aumentaram o imposto no ano passado e agora reduziram o desconto. Depois de tanta maldade, aparecem com essa história de brinde, como se fosse uma balinha para acalmar as crianças. A população, que também está sofrendo com a crise, vai ter que pagar a conta após tanto desperdício. Para completar, só falta o cidadão receber a ligação da secretaria de Fazenda e ter que atender dizendo: 'Fala, Fulaninho' para poder ganhar o brinde", disse Rafael, lembrando que antes mesmo da matéria ser votada, a licitação para a aquisição de um veículo já estava prevista.

Vice-presidente da Câmara, o vereador Thiago Virgílio (PTC) disse que a oposição tenta "jogar para a galera". "Querem confundir as pessoas. Trabalham com o sentimento do quanto pior melhor. Este projeto é para estimular o pagamento do IPTU e ajudar o município a honrar seus compromissos", comentou Virgílio.

O vereador Mauro Silva (PT do B) explicou que "não era possível dar um desconto maior do que 5% neste momento".

 Mais sobre a sessão na edição de amanhã (18) da Folha. 

Comentar
Compartilhe
Educação em Campos: quem consegue ser pior?
17/02/2016 | 19h13

Se não bastasse a rede municipal, que rasteja na antepenúltima colocação no ranking do Ideb, as escolas da rede estadual parecem dispostas a competir.

Hoje, alunos do tradicional Liceu de Humanidades de Campos se depararam com uma paralisação dos profissionais da Educação.  Motivos listados pelos profissionais: falta de estrutura, ventiladores quebrados, sem porteiros, sem monitores e professores indignados com o parcelamento do décimo terceiro salário.

No Isepam, a situação não é muito diferente. Em seu perfil no Facebook o professor Alexandre Lourenço desabafou: "Nosso Isepam está abandonado pelo desgoverno estadual.  Falta de professores, não tem gás para fazer a comida, sem ar condicionado, ventiladores velhos, rede elétrica antiga e inadequada, portas e janelas quebradas, banheiros impróprios. Funcionários com salários atrasados e décimo terceiro parcelado em 5 vezes".

liceu

isepam

Comentar
Compartilhe
Após sete anos, Abdu garante: "Hospital da Baixada será inaugurado até o final do ano"
17/02/2016 | 15h18
fotoAbduNeme Em 2009 o vereador Abdu Neme, que fazia parte da bancada de oposição, apresentou uma emenda para a construção de um moderno hospital na Baixada Campista. Segundo Abdu, com R$ 15 milhões seria possível realizar a obra e equipar a unidade. Na ocasião, os membros da bancada governista rejeitaram a emenda de Abdu e informaram que a prefeita já tinha um projeto para construir um hospital na Baixada. Agora, sete anos depois, o vereador Abdu Neme, atualmente na bancada governista, garante que o hospital será inaugurado até o final de 2016. Veja a matéria no site da Câmara: aqui 
Comentar
Compartilhe
Secretário acredita na "cura gay"
17/02/2016 | 15h08

ezequiel

Em meio à crise financeira que atinge o estado, o secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, pastor Ezequiel Teixeira, abre o verbo para atacar uma das principais bandeiras da própria pasta.

Em entrevista para explicar as razões do fechamento de quatro centros de assistência à população LGBT e da suspensão do serviço de teleatendimento, ele discorre sobre sua posição contra o casamento homoafetivo. Afirma ainda acreditar na cura gay — o pastor compara a homossexualidade a doenças como Aids e câncer. E fala de suas posições como se respondesse à surpresa que elas causam nas pessoas pelo fato de ele ocupar o cargo de secretário da área. Considerado um sucesso desde que foi desenvolvido a partir de 2007, o projeto Rio Sem Homofobia, que está praticamente sem funcionar e já demitiu 78 pessoas desde janeiro, é subordinado à sua pasta.

Indagado sobre a "cura gay", ele afirmou: "Eu creio, plenamente. Eu não creio só na cura gay, não. Creio na cura do câncer, na cura da Aids... Sabe por quê? Porque eu sou fruto de um milagre de Deus também", compara o secretário, para, depois de ser questionado, rechaçar que considere a homossexualidade uma doença. "Mas creio que todo mundo pode receber uma transformação, uma mudança", disse.

Apesar da forma contundente com que fala sobre o assunto, ele nega que o fato de ser um dos fundadores da igreja evangélica Projeto Nova Vida e que seus valores religiosos influenciem suas ações na pasta. Deputado federal filiado ao Partido da Mulher Brasileira (PMB), Ezequiel garante não ter a intenção de adotar na secretaria qualquer tipo de programa para a “cura gay”. Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
A carta de Rosinha
17/02/2016 | 10h50

A prefeita Rosinha Garotinho (PR), que não compareceu ao Legislativo na abertura dos trabalhos, enviou uma carta que foi lida pelo vereador Mauro Silva (PT do B). No texto ela faz um balanço das ações nos últimos anos em diversas áreas. "Trata-se de um relato sobre o trabalho do governo nas mais variadas frentes. Além disso, mostra as medidas para minimizar os efeitos da crise e pede união", disse Mauro Silva.

Para a oposição, trata-se de uma peça de ficção. "Se a cidade evoluiu tanto, se tornou tão independente dos royalties, por que decretaram estado de emergência e já pegaram dois empréstimos? Mais uma vez a prepotência não permitiu que eles reconhecessem os erros e as absurdas prioridades deste governo nos últimos anos", diz o vereador Rafael Diniz (PPS).

Veja a carta, na íntegra: 

"Boa tarde a todos,

… Cumprimentando ao Vereador Edson Batista, Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Campos, saúdo a todos os vereadores aqui presentes… A todos presentes, representantes da sociedade civil, autoridades, deixo minhas saudações. Tudo posso Naquele que me fortalece. É com alegria e respeito que me dirijo a este Parlamento na abertura dos trabalhos legislativos.

Sei que em 2016 teremos um ano de desafios, mas creio que iremos superar limitações e ir além.Estamos vivendo uma das mais graves crises econômicas da história do Brasil. E todos sabemos o quanto isso tem impactado a vida do cidadão comum e a realidade de Estados e Municípios brasileiros. Não devemos nos entregar e é preciso a colaboração de todos. Em função da crise nacional e, em particular da queda do barril de petróleo no mercado internacional, em 2016, retornaremos ao nível orçamentário de 2008, cerca de 1,6 bilhão de reais. Sei que iremos conseguir realizar e fazer o melhor por Campos e pelas pessoas, porque temos o compromisso de transformar. Foi assim que o Município de Campos a partir de 2009 passou a adotar políticas públicas para mudar o seu perfil de dependência de receitas da chamada arrecadação do petróleo. Em 2008, a dependência do Município das receitas royalties era da ordem de 71,46%. Em meus mandatos, essa dependência foi sendo reduzida aos poucos. Em 2009, passamos a depender 66,43% dos royalties e, em 2014, a receita do petróleo chegou ao patamar de 53,45% do Orçamento, graças ao aumento de nossa arrecadação própria e das medidas adotadas. Agora, enfrentamos uma brutal queda de arrecadação, mas temos um perfil de despesas bem diferente daquele encontrado no ano de 2008, quando o Orçamento era de 1,6 bilhão. Podemos citar a folha de pagamento que, em dezembro de 2008, era de 33 milhões, isso sem incluir os mais de 20 mil terceirizados irregularmente sendo pagos por empresas contratadas. Em dezembro de 2015, a nossa folha foi estimada em 70 milhões, com 14 mil servidores.

Foram feitos novos concursos a partir de 2009 e admitidos mais de 3.400 novos servidores concursados. Isso representa que 24% do total de servidores atuais foram admitidos a partir de meu mandato, por concurso público, como determina a Lei. Por isso, é preciso continuar com o rigor, para que possamos manter os investimentos e os salários em dia, o que infelizmente não foi alcançado por muitos Municípios vizinhos e pelo próprio governo do Estado do Rio de Janeiro, que atrasou décimo terceiro e pagamentos. Não é possível vencer a crise sem a compreensão de que todos nós precisamos nos unir, ainda mais, e enfrentar os desafios de frente. Campos foi a primeira cidade do Estado do Rio a identificar os sinais da crise nacional em outubro de 2014 e se preparou para ela, cortando em 25% contratos, reduzindo salários e cargos comissionados, reapresentando o Orçamento de 2015, entre outras medidas. Com o agravamento da perda de arrecadação, criamos em 2016 o Gabinete de Emergência, com uma segunda rodada de medidas que serão adotadas a partir de março. Essas novas medidas irão garantir os serviços essenciais, os investimentos em Educação, Saúde, Inclusão Social e o pagamento em dia de servidores, como ocorreu durante todos estes anos de meus dois mandatos à frente da prefeitura de Campos. Com a união da sociedade civil, da população, do Executivo e do Legislativo, iremos garantir o ambiente para continuar a crescer.

Nunca um Município investiu tanto em obras e projetos de melhoria da qualidade da vida, sendo mais de R$ 2,5 bilhões até o ano de 2014. A Revista MultiCidades, patrocinada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), e Revista Finanças Fluminenses, patrocinada pelo Governo do Estado, apontam Campos como referência em investimentos, com média de 17% do Orçamento ao ano. Em 2009, foram R$ 211 milhões; em 2010, R$ 555 milhões; em 2011, R$ 458 milhões; em 2012, R$ 459 milhões; em 2013, R$ 418 milhões e 2014, R$ 455 milhões. Esses investimentos demonstram um legado de infraestrutura único gerado no Município, em diferentes projetos e obras. O Programa Morar Feliz retirou famílias de áreas de risco ou em situação de vulnerabilidade social, tendo construído e entregue mais de 6.500 casas, com recursos dos royalties do petróleo. É o maior programa habitacional desenvolvido por um município no país, tendo recebido em 2013, em Brasília, o prêmio Selo de Mérito, da Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) nas categorias Relevância Social e Grande Impacto Regional.

Com o Morar Feliz, só na primeira etapa, foram construídos 70 mil metros de rede coletora de esgoto, mais de 50 mil metros de rede de galerias pluviais para drenagem. O Morar Feliz representou ainda mais de 200 mil metros quadrados de asfalto para pavimentação de mais de 400 ruas e 36 mil metros de calçadas padronizadas e com acessibilidade. O Morar Feliz aqueceu a economia local, gerou milhares de empregos na área da construção civil, e resgatou a cidadania de milhares de pessoas que viviam em condições desumanas. Com os Bairros Legais, investimos em saneamento básico e em urbanização de 16 bairros, podendo citar alguns como Donana, Parque Eldorado, Jardim Ceasa, Ururaí, Penha, Goitacazes, entre outros. Somente os Bairros Legais representaram a construção de mais de 65 quilômetros de rede coletora de esgoto, e estão em andamento obras em mais quatro bairros: Jóquei II, Esplanada, Julião Nogueira e parte do Alphaville, além do Centro de Goitacazes. Em função da implantação dos Bairros Legais, foram construídas as Estações de Tratamento de Esgoto nos parques Imperial, Matadouro, Donana, além de reativação da ETE da Codin. Quando as principais Revistas e publicações apontaram para elevado grau de investimento do Município de Campos, corroboram o acerto de termos aplicado o Orçamento em uma rede de infraestrutura única. Foram feitas várias obras de drenagem em todo o Município, para dar fim a alagamentos, em áreas como Lagoa das Pedras, Linha do Limão, em Goitacazes; no Morro da Parabólica, em Conselheiro Josino; Rio Preto; Ponta da Lama; nas ruas Walter Kramer e Humberto de Campos, conhecidas como Rua 1 e 2, no Jardim Carioca; Rua Sacadura Cabral, ao lado do Formosão; ruas 7 e Frei Caneca, no Parque Rio Branco; entre tantas outras.

O meio ambiente também foi valorizado e criamos uma política que envolveu diferentes áreas de Governo. O nosso governo fez a demarcação de 22 lagoas e construiu o primeiro aterro sanitário do Norte e Noroeste Fluminense. Modernizamos e ampliamos a coleta seletiva de lixo e implantamos o primeiro EcoPonto da cidade para recolhimento de pneus inservíveis, além de ter criado o Grupamento Ambiental, e de ter criado Pontos para Recolhimento de Entulho, os chamados PEVEs. Também criamos duas cooperativas onde, hoje, os ex-catadores do antigo lixão, podem desenvolver suas atividades com mais segurança e dignidade. Campos é uma das melhores cidades de médio porte do Brasil em saneamento básico, segundo dados oficiais do Instituto Tratta Brasil. Os investimentos em saneamento fizeram que a incidência de várias doenças fosse reduzida no município de Campos, como leptospirose e doenças de pele, entre outras.

Em nosso governo, nós cuidamos de pessoas em primeiro lugar e por isso implantamos uma forte rede de proteção social. O Cheque Cidadão é um programa de transferência de renda que oferece dignidade a 11 mil famílias, que promove inclusão social. Aumentamos o Cheque Cidadão de 100 para 200 reais, e ao mesmo tempo estamos dando condições com cursos e acompanhamento para que as famílias cresçam e possam se manter com autonomia, beneficiando atualmente 11 mil famílias. Paralelo a isso, a prefeitura vem oferecendo cursos de capacitação, através do Balcão de Empregos e dos cursos do Programa de Inclusão Produtiva, para oferecer a porta de saída aos beneficiários, já que trata-se de um programa temporário. De 2009 a 2015, foram mais de 14.700 pessoas que realizaram cursos de capacitação profissional. Os investimentos que foram feitos em Campos asseguram a porta de entrada à rede de proteção social. Quando assumi eram apenas 3 CRAS (Centros de Referência em Assistência Social), e hoje contamos 12 CRAS. Da mesma forma, quando iniciamos o nosso mandato Campos contava com apenas um CREAS (Centro de Referência Especializada de Assistência Social) e hoje conta 3 unidades.

Campos, hoje, é um dos poucos municípios do Brasil a contar com uma estrutura tão completa para o desenvolvimento da política de assistência social à infância e à adolescência. São seis acolhimentos (abrigos), cinco Conselhos Tutelares e um Centro de Referência da Criança e do Adolescente (CRCA). Campos hoje é a segunda cidade do estado com maior número de crianças e adolescentes acolhidos institucionalmente, só perdendo para a capital Rio de Janeiro. Isso porque o município possui equipamentos importantes para atender a estas crianças. Duas Unidades de Acolhimento modelo foram construídas: uma em Guarus e outra em Donana, para garantir melhor atendimento às nossas crianças e adolescentes.Reativamos o programa da Guarda Mirim Municipal e implantamos o Programa Jovens Pela Paz. Para manter nossos jovens fora das ruas, oferecer e prepará-los como cidadão, foram lançados os Programas Jovens pela Paz e Qualifica Jovem, além de termos aberto a Casa da Juventude, na Pelinca. Quando acreditamos nos sonhos das pessoas, a cidade cresce junto com esse sonho. Graças ao Programa Microcrédito, oferecido pelo Fundecam, Campos lidera no ranking proporcional entre habitantes e empreendedores dos 10 municípios com mais empreendedores no Estado do Rio de Janeiro, segundo dados do Portal do Empreendedor do Governo Federal.

Campos possui 15.344 microempreendedores, deixando o município na frente de cidades como São Gonçalo, Niterói, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro, que possuem populações maiores. Quando assumimos o governo em 2009, encontramos um Fundecam completamente irregular, com mais de R$ 300 milhões em dívidas. Em governos anteriores ao nosso, foram repassados recursos do Fundecam para projetos que sequer saíram do papel e hoje já conseguimos recuperar dessas dívidas de governos anteriores cerca de R$ 50 milhões. Mudamos o Fundecam e abrimos o leque de acesso para pequenos e médios empreendedores. Com a crise econômica, o governo federal recuou no empréstimo a empreendedores e o município, acreditando no potencial deste segmento, apostou no setor e está liberando recursos diretos. O Microcrédito do Fundecam aplicou nos últimos dois anos mais de R$ 5,5 milhões, mantendo e gerando mais de 2,3 mil empregos, através de mais de 1.200 operações. O Fundecam Equalizante realizou 27 operações, no valor de R$ 17 milhões, e mantendo e gerando 685 empregos. O Fundecam Estruturante aplicou R$ 58 milhões, em 29 operações, gerando e mantendo mais de 2.200 empregos.

Unir pessoas, promover o desenvolvimento e a integração social e econômica, com investimentos em rodovias e estradas, também, é meta do nosso governo. Foram recuperadas vias que se encontravam completamente abandonadas no passado, como as estradas do Bugalho, Carmo, Linha do Limão; entre outras. Em São Bento, foi construída uma rodovia municipal até ao limite com o município de São João da Barra. Outro importante investimento de mobilidade é a construção do trecho urbano da RJ-216, que vivia estrangulado com duas pistas de rolamento e, hoje, ganhou seis novas pistas modernas com drenagem, ciclovia, passarela e nova iluminação, facilitando o acesso à nossa querida Baixada Campista, que tem o polo ceramista e o Farol de São Tomé. Novas avenidas foram construídas e reformadas, formando corredores de escoamento de tráfego na área central e nos bairros mais populosos. Entre as novas vias estão Avenida Nazário Pereira Gomes e José Carlos Pereira Pinto, em Guarus, além da nova Arthur Bernardes, primeira perimetral de Campos. Todas elas receberam obras de drenagem, nova iluminação. Aproximando pessoas, promovemos cidadania com a Passagem Social, que integra toda a cidade, beneficiando principalmente os moradores dos distritos e bairros da cidade. Antes da Passagem Social, a cidade vivia dividida, e com o subsídio da diferença de tarifa custeado pelo município, o comércio local foi beneficiado, o trabalhador pode manter seu emprego, e agora estamos renovando o cadastro e garantindo a continuidade do programa. Através do Fundecam, a prefeitura também financiou a compra de 85 ônibus 0 km para as empresas que participaram da licitação de novas linhas, sendo oferecidos novos e modernos veículos à população. Ainda na área do transporte público e da mobilidade, foi feita a padronização da frota de táxis, oferecendo segurança aos motoristas e passageiros, e regulamentado o transporte alternativo.

Cuidar de pessoas é investir em sua formação cidadã, é preparar nossas crianças para o futuro. Foram construídas novas escolas e creches modelo, a fim de aumentar o número de vagas na rede municipal de ensino procurando oferecer maior conforto e segurança para as crianças e os profissionais que atuam nas unidades. Entre construção de novas creches e escolas modelo, e obras de reforma e ampliação, são 38 novas unidades prontas atendendo à população. Entre as escolas construídas, podemos citar seis grandes escolas modelo nas áreas urbana e rural: Novo Jóquei, Julião Nogueira, Tapera, Rio Preto, Nova Canaã e Venda Nova. Com as medidas que foram adotadas pela Prefeitura de Campos, mesmo com as dificuldades da crise nacional, adequando o ritmo e reestruturando cronogramas, é possível seguir com a construção de novas escolas modelo com capacidade para 1.000 alunos: Ponta da Lama, Codin e Parque Eldorado. Foram construídas, até o momento, creches modelo no Novo Jóquei, Penha, Jóquei II, São Benedito, Codin, Parque Alvorada, parque Lebret, Jardim Aeroporto, Parque Esplanada, Julião Nogueira, Saturnino Braga, Nova Canaã e Tapera. Nos próximos dias, serão entregues obras de reforma e ampliação do Ciep Municipalizado de Tócos, Escola Jacques Richert, em Campo Novo, Anleifer Fernandes, no Jardim Boa Vista; Etelvira Martins, no Km 13; Alcebíades Schwartz, em Conselheiro Josino; Eunícia Ferreira, no Parque Santa Rosa, entre outras. Também serão entregues duas novas creches, uma no Km 13 e outra no Parque Eldorado. Na Educação, ainda concedemos o Plano de Cargos e Salários para os profissionais da área, investimos em merenda de qualidade, entregamos kits completos de uniformes, material didático completo, entre outras iniciativas adotadas.

Valorizar a cultura é respeitar os valores locais, as tradições e preservar a memória. Desde o início de meu mandato, realizamos importantes investimentos nesta área, com a restauração do prédio histórico do Solar Visconde de Araruama onde instalamos o Museu Histórico de Campos, visitado por mais de 70 mil pessoas. Recuperamos o chafariz belga da Praça das Quatro Jornadas e em um amplo projeto de reurbanização, estamos reurbanizando o Centro Histórico de Campos, valorizando o comércio local e criando um grande shopping a céu aberto. O Centro de Eventos Populares Osório Peixoto custou ao município menos de 3% do total de investimentos feitos nos últimos anos. Trata-se de um equipamento único, para atrações cívicas, culturais, folclóricas e a exemplo do que ocorreu com o Teatro Trianon se torna uma referência para realização de grandes eventos. Com o Teatro Trianon, criamos a Orquestra e o Corpo Municipal de Baile, além de realizarmos obras importantes no local, com a instalação do fosso para Orquestra. A Cidade da Criança restaurou um prédio histórico do município, ao mesmo tempo que ofereceu um equipamento que une lazer e educação, com espaço para aulas de ciência, com preservação de árvores, duas geodésicas, entre outros equipamentos, com mais de 30 mil visitas nos seus primeiros 30 dias de instalação.

Na Saúde os investimentos também foram expressivos e representaram um perfil único de atendimento por Campos, em comparação aos municípios vizinhos. Campos tem o maior programa de imunização do País, tendo sido servido de modelo para o Governo Federal lançar calendários da vacinação como o da Prevenar, HPV, Hepatite A e Catapora. Quando assumimos, o Hospital Geral de Guarus passava por sérios problemas e se encontrava abandonado. A Prefeitura de Campos construiu duas novas pediatrias com alto padrão de qualidade e humanização. Uma pediatria foi feita no Hospital Ferreira Machado e outra no Hospital Geral de Guarus. Hoje, as crianças que chegam à Emergência do Hospital Ferreira Machado tem uma entrada separada da dos adultos. Também investimos na ampliação do número de leitos de UTI. No Hospital Ferreira Machado, já entregamos também um novo Centro Cirúrgico e uma nova UTI. Em 2008, tínhamos 81 leitos de UTI e, hoje, são 143. Estamos construindo o Novo Hospital São José, que passou por problemas em seu cronograma em função da crise econômica nacional. Além da reforma de hospitais, também, investimos na construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde. Somos referência na oferta de medicamentos, disponibilizando mais itens do que os definidos pelo SUS. Apenas em 2015 mais de R$ 19 milhões foram aplicados em medicamentos, totalizando mais de 34 milhões de itens ofertados à população. O Município aplicou mais de 73 milhões em cerca de 30 mil internações hospitalares em geral de janeiro a novembro de 2015. A Prefeitura de Campos autorizou e regulou a internação de 2.560 pacientes em leitos de UTI de janeiro a novembro de 2015. Quase R$ 26 milhões foram pagos por 24.290 diárias nesses leitos apenas em 2015. De 2010 a 2015, a Prefeitura de Campos repassou quase R$ 870 milhões aos hospitais contratualizados. Somente em 2015, as unidades receberam quase R$ 154 milhões. É preciso comparar para entender a dimensão de quanto Campos realiza pela Saúde. O Sindicato dos Médicos do Estado do Rio recorreu à Justiça para garantir que o governo estadual cumpra os 12% de recursos que deveriam ter sido investidos em Saúde. O Estado do Rio investiu apenas 9%. O percentual de aplicação em ações e serviços públicos de saúde em Campos, durante o 1º quadrimestre deste ano, chegou a 51,20%, enquanto o limite constitucional é de 15%. No primeiro quadrimestre de 2014, foi de 52,71%; e, no segundo trimestre do ano passado, 46,28%.

Nós estamos aqui falando de realizações para aqueles que mais precisam de nossos esforços, o povo. Eu poderia me alongar e abordar investimentos que foram feitos em outras áreas. Fomos eleitos pelo voto livre, democrático, defendendo um programa de governo transformador, de justiça social e de desenvolvimento. Realizamos muito e precisamos fazer o possível para seguir atendendo às expectativas de nosso Município. Vamos somar, não é momento de dividir. Vamos realizar juntos ainda mais por Campos.

Obrigada

Prefeita Rosinha Garotinho."

Comentar
Compartilhe
Encontro na Alerj
16/02/2016 | 20h25

trio

O vereador Gil Vianna, que aguarda as movimentações do PSB para definir o seu futuro, este na tarde desta terça-feira na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) com o presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB) e o deputado estadual Geraldo Pudim (PMDB), primeiro secretário e pré-candidato à Prefeitura de Campos.

Em seu Facebook, Pudim disse que o papo foi sobre a eleição deste ano (aqui).

Para bom entendedor, uma foto no Facebook já esclarece muito sobre as movimentações no tabuleiro político.

Comentar
Compartilhe
Câmara volta das "férias" e Garotinho não aparece
16/02/2016 | 17h23
[caption id="attachment_39138" align="aligncenter" width="342"]mauro Mauro Silva fez a leitura da mensagem enviada pela prefeita[/caption]

A Câmara de Campos já iniciou a sua primeira sessão após o recesso parlamentar. O secretário de Governo Anthony Garotinho (PR), que representaria a prefeita Rosinha Garotinho (PR), não apareceu por "motivo de força maior". Ele estaria com febre. Sem saber que o líder não estaria presente, os comissionados ocuparam a maioria das cadeiras.

O responsável pela leitura da mensagem da prefeita foi o vereador Mauro Silva (PT do B), líder do governo na Casa. "Acho que a mensagem da prefeita foi importante para listar as realizações e deixar claro que precisamos nos unir. Não é o momento para divisões", disse Mauro.

Após a leitura da mensagem, que destacou realizações do governo rosáceo, a sessão foi encerrada.

Mais sobre a sessão na edição de amanhã (17) da Folha. 

Comentar
Compartilhe
Subsecretário convoca rosáceos: "não vamos deixar o Garotinho na mão"
16/02/2016 | 00h55

Nesta terça-feira (16), às 17h, a Câmara de Campos vai receber o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR). Ele será o representante da prefeita Rosinha Garotinho (PR) durante sessão que marca a reabertura dos trabalhos após o recesso parlamentar.

Assim como ocorreu em 2015, Garotinho vai levar uma mensagem da prefeita e comentar sobre as ações do governo diante da crise econômica. Como não poderia ser diferente, o grupo governista quer ver o espaço lotado de rosáceos com a missão de aplaudir o líder e vaiar a oposição.

Em mensagem encaminhada aos aliados, o advogado Thiago Godoy, subsecretário de Governo, assume o papel do professor Suledil Bernardino e faz uma convocação via Whatsapp.

Ele informa que a oposição está "trabalhando para levar 10 vans". Em seu apelo, ele diz: "Não podemos deixar o Garotinho na mão. Vamos lá para defendê-lo e mostrar que a nossa força nasce da nossa união".

convocação

convocação 2

 
Comentar
Compartilhe
Petição pede o fim do monopólio da 1001
15/02/2016 | 19h50
Uma petição no site da Avaaz pede que o Ministério Público Federal (MPF) lute pelo fim do monopólio da empresa de ônibus 1001. Para assinar, clique aqui petição 1001

Não deu em nada? —  Em junho de 2013 passado foi realizada na Alerj uma audiência pública e ficou decidido que uma nova data seria agendada para a formulação do TAC que tem a finalidade de corrigir as distorções dos preços das passagens praticadas pela empresa 1001. Em novembro daquele ano, cinco meses após a audiência, o deputado estadual Roberto Henriques (PSD) enviou ofício ao presidente da Comissão de Transportes da Alerj solicitando uma reunião com o Ministério Público, o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) e representantes da sociedade civil para a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) pela empresa Autoviação 1001.

Atualização às 11h20 - Neste momento já são mais de 800 assinaturas.

Atualização às 14h - Já são mais de mil assinaturas.

Comentar
Compartilhe
Rosinha vai entregar "novo pacote de obras"
15/02/2016 | 14h16

pacote

De acordo com o site da Prefeitura, a prefeita Rosinha Garotinho (PR), que retornou após um mês de licença, vai entregar duas importantes obras esta semana. De acordo com a matéria rosáceo, trata-se de "um novo pacote de obras".

Na quarta-feira (17), às 19h, ela inaugura as obras de recuperação do Ciep Municipalizado Francisco Portela, na Baixada Campista.

Já na quinta-feira (18), no mesmo horário, será a vez da inauguração da Escola Municipal Jacques Richert, em Campo Novo, que recebeu obras de reforma e ampliação, tenso sido adaptação ao padrão modelo. Ao todo, entre os meses de fevereiro e março, serão entregues 10 obras, sendo oito escolas e creches, um complexo de lazer na Tapera e uma Unidade Básica de Saúde (UBS) da Penha.

O governo promete entregar até março o Complexo de Lazer da Tapera; as obras de reforma e ampliação das escolas Eunícia Ferreira, no Parque Santa Rosa; Etelvira Martins Medeiros, no Km 13;  Anleifer Leite Fernandes, no Jardim Boa Vista, e Alcebíades Schwartz, em Conselheiro Josino.  Através de parceria com o governo federal, estão sendo construídas as creches do Parque Eldorado e do KM 13, que também serão entregues neste período.

O "pacote de obras" faz parte da programação de aniversário de  181 anos da elevação da Vila de São Salvador à categoria de cidade de Campos dos Goytacazes, no dia 28 de março.

Comentar
Compartilhe
Hospital da Baixada: "só faltam R$ 4 milhões"
15/02/2016 | 11h36
[caption id="attachment_39105" align="aligncenter" width="464"]Foto: Prefeitura Foto: Prefeitura[/caption]

No último sábado o secretário de Governo Anthony Garotinho, porta voz oficial do governo Rosinha, informou que a obra do hospital da Baixada, que começou há quase cinco anos, está bem adiantada. Segundo o secretário, "só faltam R$ 4 milhões".

Mas calma aí... Diversas matérias publicadas no site da Prefeitura informam que a obra ficaria por R$ 6,4 milhões (veja publicações de 2011 aqui, 2013 aqui e 2015 aqui). Se faltam R$ 4 milhões, a Prefeitura só teria investido R$ 2,4 milhões durante todos esses anos?

Ou será que faltou transparência na hora de informar sobre o real valor da obra, após possíveis aditivos?

Estranhas prioridades - Enquanto isso, a "Cidade da Criança", conhecida como "Disney Goitacá", que foi orçada em R$ 10,5 milhões, contou com uma complementação de mais R$ 6,2 milhões, ficando por R$ 16,7 milhões e já está prontinha.

Comentar
Compartilhe
Rombo foi esquecido?
15/02/2016 | 10h04

duvidas

Em 2013, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) solicitou uma auditoria e foi descoberto um rombo de R$ 110 milhões nos cofres do município.

Primeiro, os aliados do governo rosáceo tentaram jogar o rombo no colo das gestões dos ex-prefeitos Alexandre Mocaiber (PSB) e Arnaldo Vianna (PDT). Depois, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) passou essa “batata quente” para o próprio irmão, o ex-vereador Nelson Nahim (PMDB), que rebateu com um desafio. “Quero que ele (Garotinho) vá além das palavras e prove que eu fiz ou autorizei algo”. O desafio não foi aceito e nunca mais Garotinho comentou sobre o prejuízo milionário.

A discussão sobre as "tenebrosas transações" começou há dois anos...

Já estamos em 2016 e até agora só sabemos quem ficou com o prejuízo: a população.

Será que esses R$ 110 milhões não estão fazendo falta?

Veja mais sobre o assunto no “Blog Opiniões”, do jornalista Aluysio Abreu Barbosa: aqui, aqui e aqui.

Comentar
Compartilhe
Atrás do trio
14/02/2016 | 21h16
[caption id="attachment_39094" align="aligncenter" width="340"]Facebook/Thiago Virgílio Facebook/Thiago Virgílio[/caption]

Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu.

Neste final de semana muitos rosáceos participaram da festa que comemorou os 25 anos de trio elétrico na praia do Farol de São Thomé.

Até o líder do grupo apareceu por lá e posou com Gil Paixão, o vereador Thiago Virgílio (PTC), Wladimir Garotinho e Carlão.

[caption id="attachment_39097" align="aligncenter" width="448"]Foto: Gerson Gomes/Prefeitura Teve bolo para comemorar os 25 anos do trio - Foto: Gerson Gomes/Prefeitura[/caption]

Mais de meio milhão - Entre outubro de 2014 (quando a crise já começava a bater na porta) e janeiro deste ano, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) pagou mais de meio milhão por aluguel de trios elétricos (aqui, aqui,aquiaqui e aqui)

Comentar
Compartilhe
Oposição coloca bloco na rua e Neco dispara: "perseguidora, afrontosa e desrespeitosa"
14/02/2016 | 13h08
[caption id="attachment_39089" align="aligncenter" width="368"]Reprodução/Facebook Reprodução/Facebook[/caption]

Em São João da Barra a oposição colocou o bloco na rua, literalmente.

Após o encerramento da programação oficial, os aliados da ex-prefeita Carla Machado (PT) desfilaram em um bloco chamado "Somos Guerreiros", com direito a imagem de Mahatma Gandhi no abadá. Nas redes sociais, os oposicionistas afirmaram que o bloco foi um "grito de liberdade".

Porém, também nas redes sociais, o prefeito José Amaro de Souza, Neco (PMDB), afirmou que o bloco desrespeitou as leis e tinha apenas o objetivo de provocar.

neco

Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Vamos honrar o nome que construímos"
13/02/2016 | 13h51

casal

Já em clima eleitoral, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) comentou neste sábado (13), em sua emissora de rádio, sobre a crise financeira e a importância da eleição deste ano. "A prefeita Rosinha poderia deixar a cidade quebrada e entregar para a próxima gestão. Mas ela não está fazendo isso. Vamos honrar o nome que construímos ao longo dos anos, sem demagogia. Tivemos todas as contas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, ao contrário do pai de um jovem que critica o nosso governo", discursou Garotinho.

Rafael e Caio na mira - A repercussão da foto do vereador Rafael Diniz (PPS) ao lado de Caio Vianna (PDT) (aqui), parece não ter agradado muito o líder rosáceo. Ele fez questão de alfinetar os dois. "Tenho respeito pela família do vereador Rafael Diniz, mas o que ele administrou até hoje? Tem muito empresário que pensa em apoiar Caio. Então sugiro que esses empresários entreguem suas empresas para ele administrar. Será que eles têm coragem? O mesmo pode ser feito com Rafael. Deixem que ele administre suas empresas", disparou Garotinho.

Sobrou até para a presidente Dilma Rousseff, que recebeu o apoio da família Garotinho em 2014. "A presidente nunca administrou nada. Tinha uma loja de R$ 1,99 no Sul e a loja faliu. Agora, estamos vendo o Brasil. Não soube montar uma boa equipe, deixou o PT mandar, e deu no que deu", completou.

Comentar
Compartilhe
Filme repetido: Creche arrombada em Custodópolis
12/02/2016 | 18h10

Em janeiro do ano passado o blog publicou nota sobre a Creche Escola João Batista Veiga, em Custodópolis (aqui), que foi arrombada. Na ocasião, alimentos e materiais escolares foram levados.

Agora, um ano depois, a cena se repete. Mais uma vez a creche de Custodópolis começa o ano com um arrombamento. Os assaltantes também levaram alimentos e materiais, além de revirar tudo.

creche 1 creche 2 creche 3  
Comentar
Compartilhe
Sem ônibus
12/02/2016 | 14h51
sem ônibus
Comentar
Compartilhe
Rosinha voltou
12/02/2016 | 11h44

rosinha

Oficialmente a Prefeitura de Campos não divulgou nada sobre o retorno da prefeita Rosinha Garotinho (PR), mas o fato é que ela já voltou ao cargo após um mês de licença (foram duas de 14 dias, mais os feriados).

Matéria publicada no site da Prefeitura já trata Chicão Oliveira, que era prefeito interino, como vice-prefeito (aqui).

De volta após cirurgia no maxilar, a prefeita deve adotar um ritmo leve nos próximos dias.

Comentar
Compartilhe
Velho conhecido de Garotinho na trincheira da Rede
12/02/2016 | 01h31

luiz eduardo

Em março do ano 2000 o então governador Anthony Garotinho demitiu, pela TV, o seu coordenador de Segurança e Cidadania, o antropólogo Luiz Eduardo Soares, idealizador dos principais projetos de segurança do governo e autor de denúncias sobre a existência de uma "banda podre" infiltrada no comando da Polícia Militar.

Na ocasião, Soares travava uma queda de braço com Josias Quintal, que era secretário estadual de Segurança Pública. Garotinho ficou ao lado de Quintal e demitiu Soares. "Chegou ao limite. Ficou inviável a permanência dele. Tá demitido", disse Garotinho durante um programa de TV. Soares, que estava em São Paulo, só foi informado oficialmente da decisão mais de três horas depois.

Agora, 16 anos depois, Luiz Eduardo Soares é um dos nomes fortes da Rede Sustentabilidade, partido da ex-senadora Marina Silva. Sobre a eleição de Campos, ele já avisou que o município é uma das prioridades da Rede no estado do Rio. A meta é participar do processo eleitoral “visando mudança de paradigma de práxis política” e se colocar como uma alternativa contra o fisiologismo e o caciquismo. De acordo com filiados do partido no município, não estão descartadas alianças com partidos que defendem ideais semelhantes. Luiz Eduardo é porta-voz da Rede ao lado de Ana Paula Abreu Moura.

O partido realiza evento no próximo sábado em Campos para definir a comissão provisória, com a presença do deputado estadual Dr. Julianelli e do vice-prefeito de Macaé, Danilo Funke (aqui).

Recentemente, ao comentar no Facebook sobre a meta da Rede, Luiz Eduardo afirmou:  "os assaltantes da utopia não passarão. Vistam eles e elas as máscaras que quiserem: vítimas ou sábios, demagogos ou populistas, retóricos ou pragmáticos, fisiológicos ou ideológicos, humildes ou arrogantes. Não passarão".

Comentar
Compartilhe
Uma cidade "praticamente perfeita"
12/02/2016 | 00h55

praticamente

Em tempos de crise, com muitas obras paradas, o grupo rosáceo resolveu divulgar matéria sobre uma creche que está "praticamente concluída".

Um atento leitor do blog enviou a imagem e brincou: "Estamos vivendo em uma cidade praticamente perfeita, com obras praticamente prontas, crianças praticamente felizes, uma Saúde praticamente eficiente, um portal praticamente transparente e um provo praticamente feliz".

Comentar
Compartilhe
SJB: Partido articula para ter vice na chapa de Neco
12/02/2016 | 00h50
[caption id="attachment_39055" align="aligncenter" width="262"]aureo e maicon Deputado federal Áureo aposta no jovem Maicon Cruz[/caption]

O Solidariedade, que este ano vai disputar a sua primeira eleição municipal, quer ser um dos protagonistas no pleito de São João da Barra. A legenda, que já fez parte de uma "queda de braço" entre a ex-prefeita Carla Machado (PT) e o prefeito José Amaro de Souza, Neco (PMDB), manteve o jovem Maicon Cruz no comando em SJB e deu autonomia para o diretório definir qual candidato receberá o apoio na disputa majoritária.

De lá pra cá, muitos movimentos ganharam repercussão na sempre quente e agitada política de SJB. A legenda organizou um chá de mulheres e um grande encontro da juventude em Atafona, assim como a adesão pública de nomes conhecidos e tradicionais no meio político do município. Com essa articulação, o partido ganhou visibilidade no tabuleiro e se coloca como uma das opções para fazer parte da chapa encabeçada pelo prefeito Neco.

O nome mais cotado seria o de  Maicon Cruz, que foi candidato a vereador em 2012, sendo o segundo mais votado em Atafona, local que será importante no pleito deste ano. Em recente entrevista, o deputado federal Áureo Lídio falou sobre um encontro regional onde cobrou de Maicon a possibilidade de fazer vereador e vice-prefeito.

Comentar
Compartilhe
Rosáceos já contam com o PSB
11/02/2016 | 12h19

Nos bastidores os membros do grupo rosáceo já contam com a volta do PSB ao "rolo compressor". Eles acreditam que o senador Romário não conseguirá recuperar a presidência estadual da legenda e, com isso, o vereador Gil Vianna perderia o comando do PSB em Campos.

Com a manutenção de Rubens Bomtempo no comando do PSB estadual, o partido pode voltar ao ninho rosáceo e Gil Vianna, que se colocava como pré-candidato a prefeito, teria que rever seus planos, buscando a manutenção de sua cadeira na Câmara.

O problema é que Igor Pereira, nome forte do grupo de Gil, que se coloca como pré-candidato a vereador, não está nem um pouco disposto a recuar.

Mas até abril muitos movimentos ainda vão ocorrer.

Comentar
Compartilhe
Diabéticos sem insulina
11/02/2016 | 10h34

Um leitor do blog informa que , mais uma vez, os diabéticos que dependem da Prefeitura estão sofrendo. "Estamos sem insulina Lantus, sem fitas e sem seringas... Não tem nada".

Esta não é a primeira vez. O blog já publicou notas aquiaqui e aqui 

Comentar
Compartilhe
Suledil avisou
11/02/2016 | 01h07

suledil

Em junho de 2014 o então secretário de Governo Suledil Bernardino cobrou mais empenho dos membros da tropa rosácea. Na visão do professor, os “alunos” estavam muito desatentos e acomodados. “Tem muita gente vendo a banda passar. Essa acomodação está levando para o buraco. Ou acorda agora, ou vai para o buraco”, disse Suledil, ressaltando que “uma eleição está ligada a outra”. se referindo aos pleitos de 2014 e 2016 (aqui). Sobre 2014, o alerta de Suledil tinha sentido. Em Campos, a tropa não se dedicou e Pezão levou a melhor no segundo turno, vencendo Crivella (que teve o apoio de Garotinho) em cinco das sete Zonas Eleitorais

Agora, próximo de mais uma batalha eleitoral, o recado já foi dado novamente. Os principais articuladores do grupo já notaram aliados desanimados e outros que estão doidinhos para trocar de lado.

Se em tempos de vacas gordas a turma não se dedicou, será que agora, na crise, alguém vai dar o sangue para salvar a pele do grupo rosáceo?

Comentar
Compartilhe
Rafael e Caio: "Campos é maior do que desejos pessoais"
10/02/2016 | 11h10
rafael e caio
O vereador Rafael Diniz (PPS) e o articulador do PDT em Campos, Caio Vianna, se encontraram na última semana para uma conversa sobre política, futuro e planos para o município de Campos. Teoricamente separados, já que Caio defende a candidatura própria do PDT, que tem o ex-prefeito Arnaldo Vianna como pré-candidato, e Rafael também é pré-candidato, os dois garantem que, apesar da idade, “a maturidade tem que prevalecer". Eles afirmam que "Campos é maior do que desejos pessoais”. Na visão de Rafael Diniz, o diálogo é sempre o melhor caminho. "Não há mais espaço para políticos centralizadores e personalistas, que se acham donos da verdade. Assim como o Caio, acompanho o ambiente político desde pequeno e pude perceber que as maiores conquistas ocorrem quando deixamos a vaidade de lado e o diálogo prevalece. Um político precisa pensar no coletivo, não em seu projeto de poder. Por isso, entendemos que o atual modelo administrativo que temos em Campos está completamente falido, em todos os sentidos", afirma Diniz. Para Caio Vianna, a população espera uma discussão que vá além dos nomes. “Não estamos pensando em projetos pessoais. A crise de Campos vai muito além da queda do preço do barril de petróleo. Vivemos uma crise de ideias, de projetos. Precisamos de mais interação com quadros técnicos, de projetos que tornem a cidade menos dependente dos royalties e, principalmente, de mais diálogo com a população, que sofre na pele e não tem voz. É hora de pensar no desenvolvimento da nossa cidade não só para a próxima gestão, mas para os próximos 20 anos”, disse Caio. Matéria completa: aqui
Comentar
Compartilhe
SJB: Política e Carnaval
09/02/2016 | 13h40

Em seu blog "Na Curva do Rio", a jornalista Suzy Monteiro postou nota sobre a movimentação no camarote da ex-prefeita Carla Machado (PT), em São João da Barra (aqui). Entre os amigos estavam políticos da nova geração de Campos, como Caio Vianna (PDT) e o vereador Rafael Diniz (PPS). No Facebook, Caio chegou a dizer que "São João da Barra também voltará a sorrir".

[caption id="attachment_39026" align="aligncenter" width="404"]neco e wladimir Foto de Paulo Pinheiro[/caption]

Se Caio e Rafael frequentaram o camarote de Carla Machado, quem aproveitou para dar um abraço no prefeito Neco (PMDB) foi o ex-presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, que frequentou o espaço ao lado da esposa, filha, e amigos. Para quem acompanha os bastidores, fica cada vez mais clara a possibilidade do PR, do ex-prefeito Betinho Dauaire e do deputado estadual Bruno Dauaire, caminhar com Neco em SJB.

Comentar
Compartilhe
Enquanto isso, no Cepop
08/02/2016 | 13h24
cepop Se em muitas partes do Brasil a segunda-feira de Carnaval está bombando (aqui), em Campos o Centro de Eventos Populares (Cepop), nosso sambódromo de R$ 100 milhões, com o maior palco fixo da América Latina, não sabe o que é samba desde 2014.

Só pra lembrar - Com o valor do elefante branco seria possível reformar e ampliar 15 vezes o Hospital São José, na Baixada Campista, cuja obra começou em 2011 e até hoje não foi concluída. Ou então construir 70 Unidades Básicas de Saúde, tendo como base o valor informado pelo governo para a construção de cada uma (aqui), ou 35 escolas, cada uma com dois pavimentos, acabamento de primeira qualidade, consultório médico e auditório (aqui).

Comentar
Compartilhe
Fim da licença
08/02/2016 | 11h07

rosinha

A prefeita Rosinha Garotinho (PR), que prorrogou a sua licença por mais 14 dias no último dia 25, retorna ao cargo hoje, em plena segunda-feira de Carnaval. Porém, por conta do ponto facultativo e do clima carnavalesco, tudo indica que a discussão sobre quem está à frente do município deve ocorrer só na quinta-feira. Nesta data, a prefeita, que passou recentemente por cirurgia, pode voltar ao trabalho ou renovar a licença por mais 14 dias.

Nota publicada na coluna "Ponto Final" desta segunda-feira (08).

Comentar
Compartilhe
Tem como piorar?
07/02/2016 | 13h20

Recentemente, em um almoço durante os festejos de Santo Amaro, o líder rosáceo avisou: "Você acharam 2015 ruim? 2016 será bem pior".

Basta fazer contas para comprovar que a situação não será nada fácil.

Em seu perfil no Facebook, o economista Ranulfo Vidigal comentou: "Resquícios do modelo venezuelano. A receita corrente líquida da prefeitura da cidade do açúcar e dos royalties do petróleo atingiu R$ 1,9 bilhão em 2015. Para ano eleitoral de 2016, o decreto de emergência prevê um gasto máximo de R$ 1,2 bilhão de reais. Resumo da ópera - uma queda na circulação de recursos da ordem de 700 milhões de reais - muito expressiva, de 5% no PIB real da cidade. O fechamento de lojas no centro da cidade, as demissões no setor da construção civil e o atraso no pagamento das empreiteiras locais tende a manter-se dramaticamente, dado que os primeiros repasses da indenização do petróleo confirmam os sentimentos pessimistas dos dirigentes locais".

Comentar
Compartilhe
Longe da folia
07/02/2016 | 12h53

Em tempos de crise, após aprovação de "pacotes de maldades", muitos políticos recolheram suas baterias durante o Carnaval.

Em Campos, ao contrário de anos anteriores, quando tinha até show ao lado dos artistas, a família Garotinho se recolheu. Após a virada do ano no Farol, em uma casa alugada, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) saiu de licença para fazer uma cirurgia e tem retorno previsto para esta semana. Caso seja necessária mais uma licença, ela só retorna no final de março.

No Rio,  o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) cancelou o camarote do estado na Sapucaí e resolveu se recolher durante os dias de folia em um spa.

Em Cabo Frio, o prefeito Alair Correa também não quis saber de folia. Ele deixou claro que a Prefeitura não daria uma centavo para o Carnaval. "Cada agremiação que desejar pode desfilar, desde que arque com todas as despesas. A Prefeitura não tem recursos", frisou o prefeito.

A presidente Dilma Rousseff embarcou para Porto Alegre onde foi passar o feriado com a filha, Paula Araújo, os dois netos, Gabriel e Guilherme, o genro e o ex-marido Carlos Araújo.

Outro que também não quis saber de folia foi o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), que viajou para longe da muvuca.

A exceção ficou por conta de São João da Barra. Em SJB, que respira política o ano todo, os principais nomes da situação e da oposição caíram na folia. O prefeito José Amaro de Souza, Neco (PMDB), participa dos principais eventos e faz questão de interagir com o público e aliados. No mesmo embalo, a ex-prefeita Carla Machado (PT) marca presença em um camarote e também recebe amigos e políticos aliados, como mostrou o blog "Na Curva do Rio" (aqui).

Comentar
Compartilhe
Eleições municipais e a federação agonizante
05/02/2016 | 22h36
Marcus PestanaPor Marcus Pestana

Viramos o ano levando uma herança nada positiva. 2015 parece não querer acabar. Impeachment, Lava Jato, crise econômica, desemprego, recessão prolongada, inflação alta, falta de credibilidade do governo são traços de continuidade transferidos para 2016. Depois do Carnaval, faltarão apenas sete meses e meio para as eleições municipais. E aí será hora de jogar foco numa das faces mais dramáticas da atual crise brasileira: o estrangulamento dos municípios brasileiros. Inclusive essa realidade angustiante levou diversos prefeitos a cancelar os eventos do Carnaval.

Num país continental e com tamanha diversidade como o Brasil, a descentralização deveria ser diretriz central. A defesa do redesenho do Pacto Federativo e do municipalismo mais do que retórica política é uma necessidade histórica. Não é possível a nenhum governo abraçar o Brasil, suas diferenças e desigualdades, a partir de Brasília. A descentralização financeira e administrativa tornaria as políticas públicas mais coerentes com a realidade regional e local, diminuiria custos operacionais e de intermediação e aguçaria o controle social.  No entanto, não é esse o rumo.

Os municípios atravessam a maior crise das últimas décadas. Muitas prefeituras se encontram com salários atrasados. Manter o pagamento de fornecedores essenciais em dia é um luxo. O nível de investimentos é próximo de zero. Sabemos todos que o Brasil tem uma das maiores cargas tributárias entre os países emergentes, aproximadamente 37% do seu PIB. Mas os recursos ficam concentrados nas mãos do governo federal, que abocanha 60% do total dos tributos. Aos municípios restam apenas 15%. Mas as demandas sociais explodem é no âmbito municipal.

A crise atual e suas repercussões no plano municipal têm sua raiz na condução desastrosa da economia nos últimos anos e múltiplas faces. Recessão abalando o desempenho da economia e fazendo despencar as receitas do ICMS, da CIDE, do FPM e do ISS. Desonerações unilaterais pelo governo federal retirando receitas sem compartilhamento das decisões. Novos encargos importantes oriundos de decisões nacionais, mas sem a devida contrapartida financeira (piso nacional dos professores, política de valorização do salário mínimo, piso do agente comunitário, sobrecarga no transporte escolar e na assistência à saúde).

Mesmo municípios com maior autonomia sofrem com a drástica redução dos royalties derivada de problemas setoriais (mineração, petróleo e energia). E, para agravar, a interrupção radical da transferência de recursos de convênios e financiamentos por parte dos governos federal e estaduais.

Dentro da necessária agenda de reformas estruturais para relançar o país na trajetória do desenvolvimento, é imprescindível colocar o fortalecimento dos municípios no centro das discussões sobre a reforma do Estado, a reforma tributária e fiscal e a nova dinâmica federativa.

Comentar
Compartilhe
PSDB fala em "novo modelo para Campos" e filiado critica presidente
05/02/2016 | 19h06

tucanos

Em entrevista à Folha (aqui), o presidente do PSDB em Campos, Robson Colla, comentou sobre a candidatura própria do partido no município e afirmou que os tucanos defendem um "novo modelo". Segundo Colla, existe a possibilidade do partido lançar o vereador Mauro Silva, mas deixou claro que existem outros quadros.

A matéria repercutiu e teve tucano que resolveu "bicar" o presidente da legenda na cidade. Após contato com o blog, o advogado Lesley Beethoven afirmou que  "a atual direção do PSDB vem se revezando no comando do partido desde 2007, ou seja, praticamente há 10 anos. De lá pra cá o PSDB apoiou incondicionalmente os Governos Mocaiber e Rosinha. Inclusive, participando com cargos nos Governos. Falar agora em proposições e independência, sim concordo com ele. Mas o discurso não deveria ser posto em prática ? Hoje, o PSDB Campos ainda está na base de apoio ao Governo Rosinha ! Se vai ter candidatura própria e fazer proposições por um caminho diferente, já não deveria ter deixado o Governo ? O quê prende o partido por lá?", indagou o tucano.

Ele lembra que em 2012 um grupo levantou a bandeira da candidatura própria. "Mas fomos sufocados pela corrente que preferiu o apoio a reeleição da Prefeita. Aliás, entregamos o partido em troca de nada. Demos tempo de televisão e uma votação que ajudou a eleger na coligação o atual Presidente da Câmara Edson Batista. Esses são fatos que não se tem como contestar. Outro detalhe importante é que, quando se fala que o PSDB terá caminhos próprios, como se pode apresentar o vereador Mauro Silva como a principal estrela desse projeto moderno e de renovação política? Mauro é o vereador líder do Governo Rosinha na Câmara, representa os interesses do Governo e todos sabem da lealdade dele ao casal Garotinho. Muita gente vem me perguntar se ele é o plano B do casal para a disputa da Prefeitura. Até eu estou achando que sim... Gosto muito do Mauro particularmente, ele conhece minha família há uns 30 anos e nos trata com carinho. Agora, voltando ao campo político, ele tomaria ações de rompimento contra o seu atual grupo para colocar novas práticas políticas na Prefeitura de Campos ? Muita gente duvida, eu também!", frisou.

Na visão de Beethoven, "parece que o PSDB realmente é o plano B do PR". "Se os candidatos do lado de lá como o Vice-Prefeito Chicão, Fábio Ribeiro e outros não decolarem nas pesquisas, e o Garotinho 'autorizar' o Mauro a sair do PTdoB para o PSDB, é lógico que ele representará o atual grupo que ele faz parte e representará os interesses políticos aqui dentro do PSDB. Imaginando que o jogo de xadrez acima não dê certo, nosso Presidente citou que o PSDB possui quadros para disputar a eleição. Concordo novamente com ele, pois já dizemos isso também há 10 anos. Mas uma candidatura própria, com o mínimo de viabilidade, se constrói com tempo, não na véspera de uma eleição. Lançar por lançar seria apenas para cumprir tabela", comentou.

Sobre os quadros do partido em Campos, ele destacou: "Conheço cada um dos excelentes nomes que ele citou, que poderiam ser candidatos naturais pelo PSDB. Mas por exemplo, o Dr Humberto que assumiu a Presidência da Ordem dos Advogados há um mês deixaria a representação da classe para se candidatar? Acho que não. Marcelo Mérida e Frederico Paes são empresários bem sucedidos. Largariam suas carreiras de homens de negócios de repente para encararem uma disputa ferrenha como essa? Acho que não. Os meus queridos amigos Luiz Mário e Ranulfo são homens muito cuidadosos nos passos que dão, principalmente na vida política. Temos conversado muito e ao que me consta, ambos deixam claro as dificuldades de lançar uma candidatura desestruturada, construída às pressas e de última hora. Então, falando francamente, pra gente que conhece a política por dentro, parece que o PSDB nas eleições 2016 será o representante do Governo Rosinha via o Vereador Mauro Silva ou então lançará uma candidatura que pelo menos hoje ainda não está sendo verdadeiramente trabalhada", completou.

Comentar
Compartilhe
Pezão determina corte de R$ 18,4 bilhões no orçamento
05/02/2016 | 10h45

O governo estadual anunciou um corte R$ 18,4 bilhões no orçamento deste ano, estimado inicialmente em R$ 79,9 bilhões. Com o contingenciamento de 23%, o estado terá para gastar apenas R$ 61,5 bilhões. Segundo a secretária estadual de Planejamento, Cláudia Uchôa, até mesmo as áreas essenciais serão afetadas. A segurança perderá R$ 2 bilhões, o que representa 32% do que estava previsto (R$ 10,2 bilhões). Na educação, a redução será de 9,3%. Até mesmo a saúde, cuja situação beira o caos, perderá verba (7,6%). Também haverá grande corte nas áreas de assistência social (30,91%) e administração penitenciária (22%).

Apesar da repercussão dos cortes, num estado que já enfrenta sérios problemas, Cláudia Uchôa disse que o ajuste levou em consideração as secretarias prioritárias, que tiveram uma redução média de 17,7%, contra uma queda média nos demais órgãos de 35,9%.

Nos gastos com pessoal, a redução será de 18,10%, o que significa dizer que haverá R$ 7,8 bilhões a menos. Apesar disso, Cláudia Uchôa procurou acalmar os ânimos. Disse que o governo não deve fazer demissões e que mais recursos podem ser liberados, caso a arrecadação aumente. "O corte não foi linear, mantivemos despesas de manutenção e as atividades que essas secretarias fazem com um ajuste menor. Esperamos que os funcionários tenham tranquilidade para trabalhar", disse a secretária.

O decreto determinando o ajuste nas contas do governo será publicado hoje no Diário Oficial. O maior corte previsto é de 53% em despesas obrigatórias — que incluem pagamento de precatórios, dívidas do estado e sentenças judiciais, além de projetos do governo. Com isso, somente essa área terá uma redução de R$ 6,3 bilhões.

Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": Bruno Dauaire cobra explicações
04/02/2016 | 14h23

brunn

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) debate neste momento o primeiro projeto do pacote de propostas encaminhado pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) para combater a crise financeira.

"Venda do futuro" - O projeto de lei 1.369/16 autoriza o Executivo a contratar empréstimo de até R$ 1 bilhão, como antecipação de royalties e participações especiais na exploração de petróleo. O valor, segundo o texto, se destina ao caixa do Rioprevidência.

Na tribuna, o deputado estadual Bruno Dauire (PR) cobrou informações sobre as taxas de juros da operação. "O empréstimo é de R$ 1 bilhão, mas precisamos saber qual será a taxa de juros. Qual será o valor dessa conta para a população?", indagou Bruno, que também aproveitou para alfinetar os oposicionistas de Campos. "Disseram em Campos que a prefeita vendeu o futuro. E agora, o que vão dizer sobre essa operação do governo estadual?".

Bruno também chamou a operação de "um cheque em branco".

É bom lembrar que, em Campos, o projeto que liberou a "venda do futuro" foi aprovado sem que o governo informasse a taxa de juros nem o prazo de pagamento. Inclusive, técnicos do governo foram convidados para dar explicações em dezembro (aqui), mas até hoje ninguém apareceu para o debate.

Comentar
Compartilhe
Locação de veículos para gabinetes: R$ 23 mil
04/02/2016 | 11h52

A Prefeitura de Campos, que recentemente adquiriu diversos veículos (aqui), não abandonou os alugueis. No último dia 28 a empresa Suprema Locação Ltda recebeu R$ 23 mil por "locação de veículos para gabinetes".

Contas de celular - A Prefeitura também pagou R$ 65 mil por contas de celular. As notas são referentes aos meses de setembro e outubro e a empresa é a Oi.

Rosáceos pediram para cortar - Em novembro do ano passado os vereadores Jorge Magal (PR) e Albertinho (Pros) protocolaram um requerimento sugerindo medidas para reduzir o custeio público municipal em tempos de crise. O requerimento prevê que os ocupantes dos cargos de confiança do município, como presidentes de fundações, secretários e superintendentes municipais, entre outros, que utilizam celulares, carros e combustível com contas pagas pelo Poder Executivo, passem a utilizar os seus próprios veículos e devolvam os celulares.

Comentar
Compartilhe
Jardim da Câmara: R$ 16 mil por mês
04/02/2016 | 11h50

jardinagem

O blog "Na Curva do Rio" publicou nota (aqui) informando que a empresa Estação das Plantas Serviços e Comércio fechou mais um contrato para cuidar da manutenção e conservação dos jardins da Câmara. Como o valor é de R$ 130 mil por oito meses, o gasto mensal da Câmara com o jardim vai ficar por R$ 16 mil.

Este ano a empresa fez um "desconto", já que o contrato de 2015 ficou por R$ 18 mil/mês.

Irrigação - É bom lembrar que, em março do ano passado a Câmara firmou contrato com a empresa Estação das Plantas Serviços e Comércio Ltda no valor de R$ 73,6 mil para “irrigação dos jardins no entorno da sede da Câmara e jardins da Escola Municipal de Gestão Pública do Legislativo (Emugle)”.

Comentar
Compartilhe
Cassação: Rosinha e Chicão conseguem vitória no TRE
04/02/2016 | 00h19

Carreata 18-08 (1)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), que na última segunda-feira (02) iniciou o julgamento do recurso contra a cassação da prefeita Rosinha Garotinho (PR) e do vice-prefeito Chicão Oliveira (PR) (aqui), retomou os trabalhos na noite de ontem (03). Agora, de acordo com os advogados da prefeita, o placar está 4 a 0 e houve mais um pedido de vista. Como não há possibilidade de derrota, mesmo que os desembargadores que não votaram se posicionem pela cassação, já é possível dizer que a decisão da primeira instância, que cassou a prefeita e o vice (aqui), foi derrubada.

O motivo da cassação, revertida no TRE, foi a contratação de servidores temporários através do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) para atuarem nas secretarias de Educação, Família e Assistência, Planejamento e Gestão, Saúde (através do CCZ), Desenvolvimento Econômico e Petróleo, além das Fundações de Esportes e Oswaldo Lima. Para o juiz Luiz Alfredo de Carvalho Junior, a contratação dos 1.166 funcionários violou a igualdade de condições na competição eleitoral.

Na mesma ação foram declarados inelegíveis os seguintes ex-secretários e secretários: Izaura Colodete Antonio de Sá, Magno Prisco, Ana Lúcia Boynard, Patrícia Cordeiro, Marcelo Neves Barreto, Geraldo Venâncio e Cesar Salles.

A ação foi interposta pelo candidato a prefeito nas ultimas eleições, Jose Geraldo e pelo PRP, representados pelo advogado Jose Paes Neto. Com a decisão de ontem, os autores da ação devem recorrer.

O blog do Ralfe Reis publicou nota (aqui) sobre a vitória da tropa jurídica rosácea. A prefeita foi defendida por 14 advogados.

Comentar
Compartilhe
Governo Rosinha: Agricultura (R$ 22 milhões) X Shows e Festas (R$ 107 milhões)
04/02/2016 | 00h12

Do blog do José Alves de Azevedo (aqui):

Os gastos financeiros efetivos da Secretaria Municipal de Agricultura totalizaram no período de 2009 até novembro de 2015, o valor de R$ 22.062.232,01 em valores correntes.

Os gastos financeiros efetivos da Fundação Cultural Osvaldo Lima (FCJOL), responsável por shows e festas, totalizaram no período de 2009 até novembro de 2015, o valor de R$ 107.437.349,46 em valores correntes.

Agri, Fund. Com

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": Pezão anuncia antecipação de R$ 3,5 bilhões
03/02/2016 | 19h09

pezão

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) anunciou nesta quarta-feira (3) que o Tesouro Nacional liberou a antecipação de R$ 1 bilhão dos royalties e participações especiais da produção de petróleo. O valor corresponde à primeira parcela de um total de R$ 3,5 bilhões. A expectativa é que os R$ 2,5 bilhões restantes sejam disponibilizados nos próximos meses.

Agora, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) precisa aprovar o primeiro repasse. A verba vai ser destinada ao RioPrevidência, autarquia que administra as aposentadorias dos servidores e cujo rombo chega a R$ 12 bilhões.

Mais sobre o assunto na edição de amanhã (04) da Folha 

Comentar
Compartilhe
Cratera em Nova Brasília desde outubro de 2014
03/02/2016 | 14h38
Moradores do Parque Nova Brasília convivem com um buraco gigante desde outubro de 2014, após o rompimento de uma rede de esgoto.
Segundo moradores, uma criança quase caiu no buraco, motoristas correm risco e existe uma grande quantidade de ratos e insetos.
A "cratera" fica na rua Coronel Pacho Farias
A postagem sobre o buraco está no blog da Alessandra Lemos: aqui 
Em maio do ano passado o SBT esteve no local e mostrou o drama dos moradores: aqui 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Travessão: Vila Olímpica abandonada oferece riscos
03/02/2016 | 12h25
vila 1 vila 2

Fotos da Vila Olímpica de Travessão, feitas pelo Diegol, foram publicadas pelo presidente do PV em Campos, Gustavo Matheus, no Facebook (aqui).

Em outubro de 2013 a Prefeitura informou que as obras estavam 70% concluídas (aqui).

Outro caso - No dia 21 de janeiro o blog "Ponto de Vista", do Christiano Abreu Barbosa, publicou uma foto que mostra uma piscina abandonada na Vila Olímpica do Alphaville II, obra que já dura mais de três anos (aqui).

Comentar
Compartilhe
Há três anos, governo estadual prometeu seis UPPs em Campos
03/02/2016 | 11h54
upp
Avó e neta baleadas, taxista esfaqueado, homem agredido e jogado em túmulo no Caju. Essas são apenas algumas notícias dos últimos dias em Campos, cidade que figura em um ranking com as 50 mais violentas do mundo (aqui).
Mas será que alguém está fazendo alguma coisa para mudar este quadro? Ao que tudo indica, o governo estadual não parece se preocupar muito com a região. Em fevereiro de 2013 o então governador Sergio Cabral (PMDB) sancionou emendas de deputados com indicações de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em Campos (aqui). Porém, três anos depois, fica nítido que as promessas não saíram do papel.
Também foram prometidas UPPs em São João da Barra e Quissamã.
Comentar
Compartilhe
Alerj: "rolo compressor" de Pezão começa a enguiçar
03/02/2016 | 01h42

pezão alerj

Apesar da confortável maioria que tem na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), não vai ser fácil para o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) fazer com que sejam aprovadas as medidas que integram a Lei de Responsabilidade Fiscal do Estado. O prestígio do governador anda em baixa até entre aliados.

Um dos principais problemas do pacote é a proposta de aumento da contribuição previdenciária por parte do Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas: a medida faria com que quase todos atingissem o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Imposição  - Presidentes de poderes e órgãos reclamam que as medidas não foram negociadas, mas impostas pelo governo.

Cadê a conta? - Presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB) disse à deputada Tia Ju (PRB) que os projetos que extinguem empresas e autarquias só serão votados depois de o governo definir o tamanho da economia que pretende alcançar com as medidas.

Fonte: Informe do Dia/Fernando Molica 

Caso semelhante - Em Campos o "rolo compressor" quase deixou o grupo rosáceo na mão. Vereadores como Jorge Magal (PR) e Neném (PTB) votaram contra o novo Código Tributário. Além disso, parlamentares como Gil Vianna (PSB), Genásio (PSC), Alexandre Tadeu (PRB) e Dayvison Miranda (PRB) deixaram de seguir a cartilha governista.

Comentar
Compartilhe
Fred Machado: "Governo sancionou e engavetou medidas contra o mosquito"
02/02/2016 | 13h39
 

fred

Em junho de 2013 foi aprovado e sancionado pela prefeita Rosinha Garotinho (PR) um projeto de autoria do vereador Fred Machado (PPS) que institui estado de alerta contra a dengue e dispõe sobre "a prevenção e controle da transmissão e a atenção primária à Saúde nos casos de dengue no Município de Campos e dá outras providências".

Hoje, quando o governo fala em batalha contra o mosquito, Fred lembra que tudo poderia ser diferente. "Se esse governo fosse sério, teria aplicado a lei de minha autoria, sancionada pela própria prefeita. Portanto não podem alegar desconhecimento, já que desde 2013 Campos possui Lei que prevê todas as ações necessárias para evitar que chegássemos ao ponto que chegamos. Esse governo só age quando a vaca já foi pro brejo com corda e tudo. Não é um governo que trabalha com a prevenção. Agora,após MEDIDA PROVISÓRIA do GOVERNO FEDERAL resolve agir".

Leia mais sobre o projeto de Fred no blog da Márcia Lemos: aqui 

Comentar
Compartilhe
SJB: funcionária da Átrio desabafa
02/02/2016 | 12h32
megafone2
Uma funcionária da empresa Átrio, que presta serviço em São João da Barra, encaminhou um desabafo ao blog. Confira:
"Boa tarde,
Sou funcionária da Átrio e estamos todos indignados porque foi colocado em mídia que todos os funcionários teriam recebido o pagamento, mas é tudo mentira. No Centro de Emergência os técnicos de enfermagem já vão para dois meses sem receber. Ligamos para a firma e eles dizem que não tem previsão. Enquanto isso a população está achando que recebemos, mas o pior e que não tem um chefe para nós dar uma satisfação. Conto com sua ajuda para mostrar a realidade dos fatos, já que é um portal de transparência".
Comentar
Compartilhe
Leitor aponta "total descaso com o ser humano"
02/02/2016 | 02h31

Mensagem enviada pelo Rafael:

"Olha, não sei que justiça é essa existente nessa cidade (...) A cidade está um lixo, um caos.  No domingo (31) faleceu no Hospital Ferreira Machado o pai de um amigo, que estava internado há 15 dias. Ocorre que o idoso faleceu as 11:40h, porém a família só foi avisada as 16:00h quando chegou para visitá-lo. Primeiro um funcionário desculpou-se por não ter avisado, afirmando que o telefone do hospital estava 'cortado por falta de pagamento', depois um outro funcionário disse que não estava autorizado a fazer ligações externas, portanto, esperaram até o horário da visita para avisar os parentes que seu ente querido havia falecido. Foi indagado ao funcionário sobre a possibilidade de não terem podido visitá-lo naquele dia, provavelmente, algum funcionário 'caridoso' emprestaria o telefone particular para dar a triste notícia a família. Um absurdo! Total descaso com o ser humano! Além disso, soube que está faltando medicamentos para os pacientes!"

Comentar
Compartilhe
Americano: parceria com Garotinho e papo com filho de Cabral
01/02/2016 | 18h47
[caption id="attachment_38908" align="aligncenter" width="348"]foto Facebook/Americano[/caption]

Recentemente, durante programa de rádio, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) criticou a aproximação entre o Goytacaz e o governo do estado. Segundo o líder rosáceo, que estava ao lado do presidente do Americano, Luciano Viana, o Goytacaz estava "caindo em conto de mentiroso". Neste mesmo dia, Garotinho afirmou que para este ano ele só tem "compromisso com o Americano".

Relação aberta - Mas pelo jeito o Americano não quer compromisso só com Garotinho. O diretor de futebol do Americano, Gilberto Melo, esteve na manhã de hoje (01) no gabinete do secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude do Estado do Rio de Janeiro, Marco Antônio Cabral, filho do ex-governador Sergio Cabral (PMDB).

A página do Americano no Facebook informa que os dois conversaram sobre o projeto do Americano e também sobre atividades esportivas e projetos sociais no Estado.

Comentar
Compartilhe
Prefeitáveis de Quissamã
01/02/2016 | 16h19
A disputa pela Prefeitura de Quissamã promete ser uma das mais acirradas da região. Depois do lançamento das pré-candidaturas de Armando Carneiro (PSB) e Fátima Pacheco (PCdoB), um novo nome entra no páreo: é o vereador Marcelo Batista (PV), o mais votado nas eleições de 2012. Marcelo, ex-presidente da Câmara Municipal no biênio 2013/2014, tem mantido reuniões permanentes com lideranças do PMDB e pode alterar o panorama da disputa. Apesar do tímido desempenho na Chefia do Executivo, há possibilidade de Nilton Furinga (PSDB) tentar a reeleição.
Comentar
Compartilhe
No escuro
01/02/2016 | 12h10
sem luz

Quem passou pela secretaria de Fazenda na manhã desta segunda-feira (01) encontrou tudo apagado.

De acordo com funcionários, houve um problema com transformadores e os atendimentos foram suspensos.

Que fase...

Comentar
Compartilhe
Cassação de Rosinha na pauta do TRE
01/02/2016 | 09h40

Rosinha-e-Chicãona pauta

Se muita gente já está de olho na eleição deste ano, é bom lembrar que a disputa de 2012 ainda rende batalhas jurídicas. A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) que gerou, em julho do ano passado, a cassação da prefeita Rosinha Garotinho (PR) e do vice-prefeito Chicão Oliveira (PR) (aqui), está na pauta desta segunda-feira (01) do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ). A sessão ordinária começa às 17h.

Como a decisão em primeira instância não determinou o afastamento do cargo, cabe ao TRE julgar a ação e determinar, ou não, o afastamento. Uma decisão desfavorável ao grupo rosáceo pode mexer com o tabuleiro político, já que tornaria Chicão, pré-candidato à Prefeitura, inelegível, com base na Lei da Ficha Limpa e transformaria Edson Batista (PTB), também pré-candidato, em prefeito interino.

O motivo da cassação foi a contratação de servidores temporários através do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) para atuarem nas secretarias de Educação, Família e Assistência, Planejamento e Gestão, Saúde (através do Centro de Controle de Zoonoses), Desenvolvimento Econômico e Petróleo, além das Fundações de Esportes e Oswaldo Lima. Para o juiz Luiz Alfredo de Carvalho Junior, a contratação dos 1.166 funcionários violou a igualdade de condições na competição eleitoral.

Na mesma ação foram declarados inelegíveis os seguintes ex-secretários e secretários: Izaura Colodete Antonio de Sá, Magno Prisco Pereira Neves, Ana Lúcia Sanguedo Boynard, Patrícia Cordeiro Alves, Marcelo Neves Barreto, Geraldo Augusto Pinto Venâncio e Cesar Palma de Salles Ferreira.

A ação foi interposta pelo candidato a prefeito nas ultimas eleições, Jose Geraldo e pelo PRP, representados pelo advogado Jose Paes Neto.

Em seu blog, José Geraldo publicou nota (aqui) sobre a pauta de hoje do TRE.

Atualização às 21h10 - De acordo com informações obtidas pelo blog o julgamento foi suspenso após pedido de vista. Até este momento, dois desembargadores já haviam se posicionado contra a cassação. Ou seja, o julgamento foi interrompido com o placar de 2 a 0 para os rosáceos.

Leia mais sobre o julgamento na edição de amanhã (02) da Folha 

Comentar
Compartilhe