Você paga essa conta, os “juros” da "venda do futuro" e ainda ganha um “pacote de maldades”
31/12/2015 | 16h35
dinheiro voa

O blog faz aqui uma retrospectiva de alguns pagamentos efetuados pela Prefeitura de Campos em 2015, ano da pior crise dos últimos tempos.  Teve de tudo um pouco: muitas passagens aéreas, buffets, fogos, shows, aluguel de veículos, rodeio, contrato milionário para manutenção de palcos, aluguel de tendas, dinheiro para finalizar a obra da "Disney", publicidade, aditivos, coquetel, lanche e aluguel de trios elétricos.

É bom lembrar que o cidadão campista pagou essa conta e ainda ganhou de presente um "pacote de maldades", com reajustes de tributos. Isso sem falar na "venda do futuro", que vai deixar "juros" até 2020.

Janeiro:

Rosinha gasta mais R$ 441 mil com material didático da Expoente (aqui)

Rosinha paga R$ 2,7 milhões por palco, trios, som, iluminação, telão e fogos (aqui)

Rosinha paga R$ 164 mil por Rodeio (aqui)

Prefeitura não explica quantos carros foram alugados por R$ 8,7 milhões (aqui)

Joana (47,5 mil), Elba (R$ 47,5 mil) e Maria Rita (R$ 66,5 mil) (aqui)

Locação de Veículos: Rosinha pagou R$ 1 milhão (aqui)

Edafo recebe R$ 211 mil (aqui)

Show de Munhoz & Mariano custou R$ 143 mil (aqui)

Antes da virada: Rosinha libera R$ 53 milhões (obras, terceirizações e serviços) e paga R$ 350 mil por três shows (aqui)

Fevereiro:

Edafo recebeu aditivo de R$ 445 mil (aqui)

Aluguel de veículos: Rosinha paga mais R$ 710 mil (aqui)

Working recebe R$ 225 mil por aluguel de tendas (aqui)

Prefeitura gastou R$ 45 mil com passagens áreas (aqui)

Contrato de R$ 1,4 milhão para manutenção de palcos (aqui)

Em tempos de crise, Rosinha gastou mais de R$ 1,3 milhão com shows nacionais (aqui)

Shows: Tomate (R$ 93,5 mil) e Ludmila Ferber (R$ 24,5 mil) (aqui)

Prefeitura pagou R$ 61 mil por fogos de artifício (aqui)

Março:

Governo Rosinha gastou R$ 20,2 milhões com “despesas judiciais” (aqui)

Em tempos de crise, Prefeitura gasta R$ 180 mil com buffet e trio elétrico (aqui)

Prefeitura gasta mais R$ 29 mil com passagens aéreas (aqui)

Rosinha gasta R$ 814 mil com publicidade (aqui)

Abril:

Prefeitura gasta mais R$ 530 mil com a Cidade da Criança (aqui)

Prefeitura gasta mais R$ 70 mil com passagens aéreas (aqui)

Show de Jammil custou R$ 130 mil (aqui)

Maio:

Imbeg: aditivo de R$ 1,2 milhão (aqui)

Após banheiros químicos (R$ 225 mil) e obra (R$ 200 mil), Working recebe mais R$ 690 mil por “manutenção” (aqui)

Rosinha paga mais R$ 386 mil por locação de veículos (aqui)

Rosinha gasta mais R$ 400 mil com publicidade (aqui)

Junho:

Working recebe mais R$ 690 mil por “manutenção preventiva” (aqui)

Em tempos de crise, ONG recebe R$ 650 mil (aqui)

Na mira de investigação, Edafo recebe mais R$ 52 mil (aqui)

Julho:

Iluminação, buffet e trio: R$ 94 mil (aqui)

Rosinha gasta mais R$ 35 mil com passagens aéreas (aqui)

Rosinha paga mais R$ 386 mil por locação de veículos (aqui)

Suplementação: R$ 160 mil para eventos da Fundação Oswaldo Lima (aqui)

Working recebe mais R$ 721 mil por “manutenção” (aqui)

Rosinha paga mais R$ 386 mil por locação de veículos (aqui)

Rosinha gasta mais R$ 44 mil com passagens aéreas (aqui)

Agosto:

Prefeitura gasta R$ 106 mil com aluguel de trio elétrico (aqui)

Cofre aberto: Construsan (R$ 2,6 milhões) e Construtora Avenida (R$ 1,7 milhão) (aqui)

Mais R$ 1,1 milhão para locadora de carros (aqui)

Prefeitura gastou R$ 78 mil em passagens aéreas em menos de duas semanas (aqui)

Calçada custou R$ 128 mil (aqui)

Prefeitura paga R$ 68 mil por dois shows e buffet (aqui)

R$ 222 mil para “serviços de publicidade” (aqui)

Setembro:

Cidade da Criança: mais R$ 91 mil (aqui)

Working recebe mais R$ 647 mil por “manutenção” (aqui)

Rosinha paga mais R$ 46,6 mil por locação de veículos (aqui)

Rosinha paga mais R$ 100 mil por “serviços de publicidade” (aqui)

Prefeitura gasta mais R$ 13 mil com passagens aéreas (aqui)

Outubro:

Trio elétrico: Prefeitura paga R$ 38,8 mil (aqui)

Cofre aberto: aluguel de tendas, buffet, combustível e Edafo com aditivo (aqui)

Rosinha prevê gastos de R$ 10 milhões com “serviços de publicidade” (aqui)

R$ 110 mil para trios elétricos, hospedagens e aluguel de ônibus (aqui)

Marcão: “Quem comeu R$ 19 milhões de merenda?” (aqui)

Cofre aberto: empreiteiros recebem mais R$ 4 milhões (aqui)

Novembro:

Prefeitura paga mais R$ 210 mil por locação de veículos (aqui)

Cofre aberto: R$ 8 milhões para Vital, Construtora Avenida, Emec e Working (aqui)

Passagens aéreas: Prefeitura gasta R$ 25,5 mil em uma semana (aqui)

Dezembro:

Prefeitura banca buffet para 60 pessoas (aqui)

Empresa que aluga veículos recebe R$ 300 mil por “serviço de mão de obra” (aqui)

Calçamento colorido por R$ 2,1 milhões (aqui)

Prefeitura gasta mais R$ 236 mil com Cidade da Criança (aqui)

Working recebe mais de meio milhão por “manutenção” (aqui)

Aluguel de veículos para “eventos artísticos, culturais e esportivos” (aqui)

Prefeitura gasta mais R$ 23 mil com passagens aéreas (aqui)

Aditivo para “lanche, camarim, coquetel e coffee break” (aqui)

 
Comentar
Compartilhe
Pacotão da virada: empreiteiras recebem R$ 19 milhões
31/12/2015 | 10h34

Com a grana da "venda do futuro" na conta, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) abriu o cofre e iniciou uma série de pagamentos. Como o blog já havia informado, havia uma lista vip, com a presença da poderosas empreiteiras (aqui).

A soma das notas que foram quitadas no último dia 29 ultrapassa R$ 19 milhões.

Entre as empreiteiras que receberam estão: Construsan, Construtora Avenida, Serven, Odebrecht, Imbeg, Visão, Hidrolumen, Macro e Working.

CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT BRASIL S/A: UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ - R$ 2,7 milhões

CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT BRASIL S/A UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ - R$ 592.970,28

CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT BRASIL S/A UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ - R$ 201.141,89

CONSTRUTORA AVENIDA LTDA OBRA DE MELHORIAS EM RODOVIAS - R$ 6 milhões

CONSTRUSAN SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA UNID.HABITAC. MORAR.FELIZ - R$ 1,2 milhão

MACRO CONSTRUTORA E PARTICIPACOES LTDA. CONSTR.PRACA DA PAZ- R$ 125.705,92

MACRO CONSTRUTORA E PARTICIPACOES LTDA. CONST.PRACA DA PAZ- R$ 106.974,00

CONSTRUSAN SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ R$  128.688,38

CONSTRUSAN SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ R$ 210.198,17

CONSTRUSAN SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ R$ 90.740,71

CONSTRUSAN SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA PAVIM.URBAN.ESPLANADA R$ 1,6 milhão

CONSTRUSAN SERVICOS INDUSTRIAIS LTDA UNIDADES.HABIT.MORAR FELIZ R$ 137.014,95

VISAO - EMPREENDIMENTOS LTDA. ME OBRA DE PAVIMENTACAO R$ 291.000,00

VISAO - EMPREENDIMENTOS LTDA. ME OBRA DE PAVIMENTACAO R$ 1, 1 milhão

WORKING EMPREENDIMENTOS E SERVICOS LTDA-EPP - OBRA RECUPER.INFRA R$ 116.650,48

SERVEN SERVICOS DE ENGENHARIA CONST.CONJ.HABITACIONAL- R$ 353.204,30

SERVEN SERVICOS DE ENGENHARIA LTDA CONST.CONJUNTO HABITACIONAL - R$ 215.336,92

SERVEN SERVICOS DE ENGENHARIA LTDA NF 178,P.18,CONST.CONJ.HABITACIONAL- R$ 176.783,07

IMBEG - IMBE ENGENHARIA LTDA SERV. RESTAUR/MELHORIAS - R$ 1,3 milhão

HIDROLUMEN CONSTRUTORA LTDA BAIRRO LEGAL-ESTANCIA DA PENHA - R$ 340.952,75

HIDROLUMEN CONSTRUTORA LTDA OBRA DE PAVIMENTACAO-GUARUS - R$ 207.158,61

MACRO CONSTRUTORA E PARTICIPACOES LTDA. OBRAS DE PAVIMENT.DIVERSAS VIAS. - R$ 820.522,88

CONENGE ENGENHARIA LTDA REFORMA/AMPLIACAO SEDE GUARDA.NF R$ 48.709,02

MAIS PLANEJAMENTO LTDA. REFORMA DE PRACA-TOCOS  - R$ 43.066,88

CONSORCIO PLANICIE NF129,P.15,OBRA PAVIMENTACAO-PONTA R$ 285.771,73

CONSORCIO PLANICIE NF 124,P.14,OBRA PAVIMENTACAO-PONTA R$ 664.070,23

Comentar
Compartilhe
Pezão: "Se perder os royalties, vou para o enfrentamento"
31/12/2015 | 10h04

pezão

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), disse que vai "para o enfrentamento" caso perca a receita dos royalties de petróleo do Estado em julgamento que corre no Supremo Tribunal Federal (STF).

Pezão sancionou a lei que cria uma taxa de fiscalização sobre a produção do petróleo e a Lei Noel, de cobrança de ICMS. "Se eu perder os royalties do petróleo, eu vou botar as duas leis para viger aqui no Rio. Vou para o enfrentamento", comentou.

O governador lembra não ter a "garantia dos royalties" por estar "pendurado em uma liminar do Supremo". "Eu não tenho direito adquirido hoje", disse. "Vou deixar aqui, se eu perder eu boto essa lei (do ICMS) porque eu tenho que ter pelo menos a mesma receita", acrescentou.

Pezão tem 90 dias para regulamentar a lei que cobra ICMS sobre a produção de petróleo – similar ao que Minas Gerais criou sobre o minério. Há uma cobrança dos Estados para que o STF julgue o quanto antes o caso dos royalties do petróleo.

Fonte: Brasil 247

Comentar
Compartilhe
Impostos: brasileiros pagaram R$ 2 trilhões em 2015
31/12/2015 | 01h02

charge

O Impostômetro, mecanismo criado para medir o valor dos tributos (impostos, taxas e contribuições) pagos pelo cidadão brasileiro durante o ano, chegou a R$ 2 trilhões por volta das 11h de ontem (30). Esta foi a primeira vez que a ferramenta atingiu essa marca. No ano passado, o Brasil arrecadou R$ 1,95 trilhão. “Se fossem melhor aplicados, R$ 2 trilhões em tributos pagos pelas empresas e cidadãos seriam mais do que suficientes para atender às necessidades de todos os brasileiros”, disse Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). “É imprescindível uma reforma tributária no Brasil, que só poderá ser feita se houver solução satisfatória para a crise política, na urgência que o país requer”, opinou.

Com esse valor arrecadado pela União, Estados e municípios, daria para se fornecer mais de 14 bilhões de bolsas famílias, adquirir mais de 1,66 bilhões de notebooks, contratar mais de 149,9 milhões de  professores do ensino fundamental por ano, construir mais de 21,7 milhões de quilômetros de redes de esgoto ou construir mais de 57,1 milhões de casas populares de 40 metros quadrados, por exemplo.

Ainda segundo a ACSP, os tributos federais representam 65,95% dos R$ 2 trilhões arrecadados este ano, enquanto os estaduais equivalem a 28,47% e os municipais, a 5,58%. Individualmente, o tributo de maior arrecadação é o ICMS (19,96% do total), seguido do INSS (19,18%), Imposto de Renda (15,62%) e Cofins (10,13%).

Fonte: Agência Brasil 

Comentar
Compartilhe
João Peixoto reúne sua tropa e presta contas
30/12/2015 | 19h02
peixoto 1 peixoto 2 O deputado estadual João Peixoto (PSDC) realizou na última segunda-feira (28), na Averj, uma grande reunião para prestar contas de seu mandato. Ele destacou projetos importantes de sua autoria e emendas parlamentares destinadas ao município de Campos e região. Entre as ações do parlamentar está o projeto que trouxe o Gás Natural Veicular (GNV) para o Norte-Fluminense.

Participaram da reunião o prefeito de São Francisco de Itabapoana, Pedrinho Cherene (PSC), vereador José Carlos (PSDC), vereador Caboclo, de SFI, presidente da Câmara de São João da Barra, Aluízio Siqueira (PMDB), além dos membros estaduais e municipais do PSDC de Itaocara, São João da Barra, Campos, São Francisco de Itabapoana, São Fidélis, Carapebus, Quissamã, ex-vereadores Alciones de Rio Preto e Marcus Alexandre, Dr. Admardo, e o presidente da OAB de São Fidélis.

De acordo com Peixoto, pré-candidato à Prefeitura de Campos, é importante prestar contas para que a população acompanhe os trabalhos e aponte caminhos. "Quero agradecer a presença de todos os amigos. Faço política assim, caminhando, conversando e olhando nos olhos das pessoas. Sei que a caminhada ainda é longa e árdua, mas honrarei a confiança de todos. Sempre estarei prestando contas dos meus mandatos, pois é um dever de todo parlamentar. Que Deus, de quem provém toda a autoridade, abençoe o nosso mandato e nos dê sabedoria para continuar trabalhando", discursou o deputado.

Fonte: Blog da Alessandra Lemos

Comentar
Compartilhe
Rogério Matoso no PMB
30/12/2015 | 12h15
[caption id="attachment_38252" align="aligncenter" width="348"]Sidclei Bernardo, presidente estadual, anunciou Matoso como pré-candidato - Facebook/Luciano Freitas Sidclei Bernardo, presidente estadual, anunciou Matoso como pré-candidato - Facebook/Luciano Freitas[/caption]

O ex-vereador Rogério Matoso se filiou ao Partido da Mulher Brasileira (PMB) e foi lançado pelo presidente estadual da legenda, Sidclei Bernardo, como pré-candidato à Prefeitura de Campos. "Nosso partido conta atualmente com 22 deputados federais e um senador. Crescemos muito e nas eleições de 2016 vamos apresentar nossas propostas. Em Campos, temos certeza que o ex-vereador Rogério Matoso será fundamental para o fortalecimento da legenda, trazendo novos quadros e lutando pelos nossos ideais. Ele é o nosso pré-candidato à Prefeitura", diz Sidclei.

O presidente estadual também informa que Matoso será vice-presidente do partido no município. "Ele assume a vice-presidência e será um importante parceiro do Luciano Freitas, nosso presidente em Campos", disse Sidclei.

Com a chegada de Matoso, Luciano Freitas abriu mão de sua pré-candidatura. "Precisamos unir forças para salvar Campos. Abro mão da minha pré-candidatura com tranquilidade e vamos trabalhar ao lado do Rogério Matoso. Não existe espaço para vaidade", diz.

Para Rogério Matoso, que deixa o PDT, a discussão vai muito além dos nomes. "Sempre disse que o meu objetivo era caminhar, mais uma vez, ao lado do ex-prefeito Arnaldo Vianna. Estamos em uma fase inicial de discussões sobre as eleições e é natural que surjam muitas pré-candidaturas. No entanto, neste momento, o eleitor não está interessado em discutir nomes, mas sim caminhos, ideias. Ao lado do presidente Luciano Freitas e de representantes dos mais variados segmentos, iremos discutir sobre ações que podem tornar o município menos dependente não só dos royalties, mas também de figuras que se acham donas da cidade e dos partidos. E lá na frente, quando as candidaturas serão oficializadas, acredito que as alianças vão se basear nas propostas e capacidade que cada um teve para agregar", comentou.

Força - Em número de deputados federais o PMB deixou para trás mais de 15 legendas. Algumas tradicionais, como PDT, PCdoB, DEM, PRB, PPS, PSOL e PV. Na eleição de 2016 o partido terá mais de 1 minuto na TV.

os blogs "Na Curva" do Rio (aqui) e do Ralfe Reis (aqui), publicaram notas sobre a filiação de Matoso ao PMB.

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": R$ 1,3 milhão para eventos do "Verão da Família"
30/12/2015 | 10h32

Foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (30) uma suplementação de R$ 1,3 milhão para a promoção de eventos do "Verão da Família". De acordo com a publicação, O recurso necessário "é proveniente de Excesso de Arrecadação depositado na Caixa Econômica Federal, Agência 0180, conta corrente nº 0600000098-0". Ou seja, trata-se de parte dos R$ 200 milhões depositados por conta da "venda do futuro".

O dinheiro do empréstimo também será utilizado para Merenda Escolar (R$ 3,8 milhões), Apoio Administrativo/Secretaria de Obras (R$ 2,9 milhões), Manutenção de Rede de Iluminação Pública (R$ 2,3 milhões), Implantar Bairros Legais (R$ 5 milhões), Duplicação da RJ-216 - trecho entre Beco e Goitacazes (R$ 4,9 milhões), Manutenção de Vias Urbanas e Rurais (R$ 1,1 milhão), Morar Feliz (R$ 1,1 milhão), Apoio Administrativo/Secretaria de Controle e Orçamento (R$ 2,9 milhões), Precatórios/Sentenças Judiciais (R$ 4,5 milhões), Fundo Municipal de Saúde (R$ 621 mil).

O recursos da "venda do futuro" também serão utilizados para: Gatos com Pessoal/Vencimentos e Vantagens Fixas (R$ 8,8 milhões), Fundação Municipal de Saúde/Gastos com Pessoal (R$ 12,5 milhões), Manutenção de Escolas (R$ 2,3 milhões), Fundação Municipal de Saúde (R$ 7,9 milhões), Fundo Municipal de Saúde (R$ 4,8 milhões).

Comentar
Compartilhe
Rosinha sanciona "pacote de maldades"
30/12/2015 | 10h01

A prefeita Rosinha Garotinho (PR) sancionou, no Diário Oficial desta quarta-feira (28), a Lei 8.690, que institui o Código Tributário do Município de Campos e dá outras providências. O projeto, que prevê reajustes dos mais variados tributos, foi aprovado em sessão extraordinária na última segunda-feira (aqui).

A Lei dispões sobre os fatos geradores, a incidência, as alíquotas, o lançamento, a cobrança, a fiscalização, as penalidades, o processo administrativo tributário e estabelece normas de Direito Fiscal a eles pertinentes.

Advogado vê inconstitucionalidade - O advogado tributarista Carlos Alexandre de Azevedo Campos usou o seu perfil no Facebook para comentar sobre o novo Código Tributário. Na visão dele, “submeter uma lei tão importante a uma votação tão atropelada e à jato não é só violar o devido processo legislativo, é mostrar que esse grupo político não tem mesmo nenhum apreço pelo papel dos representantes do povo campista – os vereadores – e nem pela democracia”. Ele também aponta “pontos de inconstitucionalidade” e diz que a “judicialização será inevitável e necessária”. Em 2010, Carlos Alexandre apontou a inconstitucionalidade do projeto que reajustava o IPTU em Campos (aqui). Na ocasião, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) reconheceu o erro (colocou na conta de Francisco Esqueff) e cancelou o reajuste.

Comentar
Compartilhe
Garotinho diz que médicos pagavam tributo muito pequeno
29/12/2015 | 18h58
PING-PONG COM GAROTINHO// FOTO DE EVANDRO TEIXEIRA - 30JUN05 // SCAN JLA // - [DOMINICAL] - EDITORIA BRASIL - BRA. --- PB

Durante programa de rádio na manhã desta terça-feira (29), o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) comentou rapidamente sobre a aprovação do projeto que institui o Código Tributário, apontado como um "pacote de maldades". Segundo Garotinho, o tributo que os médicos pagavam estava completamente desatualizado. "Os médicos pagavam só R$ 1 mil por ano. Um médico tira isso em três consultas", disse.

Com a mudança, os médicos devem pagar cerca de R$ 2,5 mil.

A cobrança faz parte de uma tabela de alíquotas fixas para profissionais.

Comentar
Compartilhe
Maldição do petróleo: Bacia de Campos terá menos sondas em 2016
29/12/2015 | 14h10

bacia

Ano que vem, apenas 22 das 36 sondas previstas estarão em operação na Bacia de Campos. Em 2013, a região tinha 70 sondas. E, este ano, foram 45. Os dados são da prefeitura de Macaé, município do Norte Fluminense que é um dos maiores produtores de petróleo no país.

Aliás... Com a crise, despediram-se da Bacia de Campos, este ano, as estrangeiras Noble Corporation, Paragon Offshore, Dolphin Drilling e, entre outras, Subsea7.

A “maldição do petróleo” foi bem traduzida na frase de Celso Furtado (1920-2004) sobre a Venezuela, em 1957: “Nada é mais perigoso para um país pobre que uma chuva de dinheiro.” Pezão e alguns prefeitos não são as únicas vítimas desta feitiçaria. Lula também. Desde que assumiu, em 2003, procurou satanizar o passado da Petrobras — fruto de uma bela história de luta política e gerida, quase sempre, por técnicos competentes e honrados. O surgimento da indústria de máquinas aqui deve-se muito à construção das refinarias da estatal. Com a ajuda do baiano — terra de grandes marqueteiros — Gabrielli (foto acima), o PT usou a Petrobras como arma eleitoral. Hoje, a Petrobras é a petrolífera que mais deve no mundo, cerca de R$ 500 bilhões, e palco do maior escândalo de corrupção conhecido desde os primeiros usos do petróleo, em 4.000 a.C.

Fonte: Ancelmo Gois/O Globo (aqui).

Comentar
Compartilhe
Rosinha vai criar mais cargos de confiança?
29/12/2015 | 12h55

Rosinha-assina

Após a polêmica sessão de ontem (28), que terminou com a aprovação do projeto que institui o Código Tributário, com reajustes que vão doer no bolso do campistas (aqui), a Câmara de Campos se prepara para votar outros projetos enviados pelo Gabinete da Prefeita. Hoje, às 17h, está prevista uma sessão para discussão sobre a gratificação dos guardas municipais e também a criação de uma agência reguladora do município.

A iniciativa sobre a agência reguladora é boa, já que ela terá a missão de fiscalizar e punir concessionárias como Ampla e a Águas do Paraíba, que são campeãs de reclamações na cidade. O problema é que o projeto estaria prevendo a criação de mais 10 cargos comissionados (DAS).

 
Comentar
Compartilhe
Águas do Paraíba vai bancar cachê de Péricles
29/12/2015 | 09h36

pericao

O patrocinador misterioso apareceu.

Durante programa em sua emissora de rádio, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) revelou que o cachê do pagodeiro Péricles, que vai se apresentar na virada do ano na praia do Farol de São Thomé, será bancado pela concessionária Águas do Paraíba.

Este será o único show nacional do "Verão da Família".

Em 2013, Garotinho ameaçou concessionária - Se hoje o clima é de amor, há dois anos o grupo rosáceo ensaiou uma guerra com a concessionária Águas do Paraíba. Durante convenção do PR, Garotinho afirmou: “Se não melhorar, vamos tirar a concessão dela. São muitas reclamações. Essa concessionária deveria mudar de nome e se chamar Conta do Paraíba, pois a conta chega, mas os serviços são ruins”, afirmou (aqui e aqui).

O blog do Ralfe Reis (aqui) publicou nota sobre o assunto.

Atualização às 13h - É bom lembrar que os cachês na virada do ano são dobrados. Sendo assim, se Péricles cobra R$ 80 mil por show, a concessionária terá que desembolsar cerca de R$ 160 mil.

Comentar
Compartilhe
Advogado vê "pontos de inconstitucionalidade" em novo Código Tributário
29/12/2015 | 09h18

O advogado tributarista Carlos Alexandre de Azevedo Campos usou o seu perfil no Facebook para comentar sobre o novo Código Tributário do município de Campos, aprovado após tumultuada sessão na Câmara de Campos (aqui). Na visão dele, "submeter uma lei tão importante a uma votação tão atropelada e à jato não é só violar o devido processo legislativo, é mostrar que esse grupo político não tem mesmo nenhum apreço pelo papel dos representantes do povo campista - os vereadores - e nem pela democracia". Ele também aponta "pontos de inconstitucionalidade" e diz que a "judicialização será inevitável e necessária".

postagem

É bom lembrar que, em 2010, Carlos Alexandre apontou a inconstitucionalidade do projeto que reajustava o IPTU em Campos (aqui). Na ocasião, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) reconheceu o erro (colocou na conta de Francisco Esqueff) e cancelou o reajuste.

Comentar
Compartilhe
A mando dos Garotinho, Câmara aprova "pacote de maldades"
28/12/2015 | 11h50
[caption id="attachment_38167" align="aligncenter" width="544"]Facebook/Leandro Fernandes Facebook/Leandro Fernandes[/caption]

A Câmara de Campos aprovou por 13 votos a 10, durante sessão extraordinária nesta segunda-feira (28), o projeto enviado pelo Gabinete da Prefeitura que institui o Código Tributário. Pelo projeto, apontado como um "pacote de maldades", serão revistos impostos, taxas e tributos que atingem todas as camadas sociais. O governo contava com a aprovação para reforçar o caixa em 2016. Segundo o vereador José Carlos (PSDC) a ideia é arrecadar R$ 400 milhões. "Eles esperam conseguir R$ 400 milhões. Para isso, vão meter a faca nos empresários e no povo. Tudo para cobrir um rombo imenso. Comeram o banquete, limparam a boca e agora o povo vai pagar essa conta".

Votos favoráveis: Abdu Neme (PR), Auxiliadora Freitas (PHS), Altamir Bárbara (PSB), Albertinho (Pros), Álvaro César (PMN), Mauro Silva (PT do B), Paulo Hirano (PR), Dona Penha (DEM), Ozéias (PTC), Thiago Virgílio (PTC), Kellinho (PR), Cecília Ribeiro Gomes e Miguelito (PP).

Votos contrários: Neném (PTB), Jorge Magal (PR), Rafael Diniz (PPS), Marcão (PT), Nildo Cardoso (PSD), Genásio (PSC), Gil Vianna (PSB), Fred Machado (PPS), Dayvison Miranda (PRB) e José Carlos (PSDC).

Não compareceu: Alexandre Tadeu (PRB), o Tô Contigo.

A sessão foi aberta por volta das 11h30 com a leitura da pauta, que conta com emendas supressivas, substitutivas e modificativas.

Os trabalhos foram suspensos para que as comissões analisem as emendas. De acordo com o presidente da Casa, Edson Batista (PTB), a sessão seria reiniciada às 14h.

Atualização às 12h10 - Já circulam na internet (aqui) trechos do "pacote de maldades" com reajustes dos mais variados. Ambulantes, por exemplo, terão que preparar o bolso. Permissionários da rodoviária podem enfrentar reajustes de até 200%.

Atualização às 16h30 - A sessão foi reiniciada agora com o debate sobre as 28 emendas ao projeto.

Representantes de diversos segmentos da sociedade civil organizada, como CDL e Acic, acompanham a sessão de perto.

confusão

Atualização às 17h15 - Confusão no plenário - Após a Comissão de Legislação e Justiça atropelar 27 das 28 emendas, o vereador Thiago Virgílio (PTC), da bancada governista, solicitou que o projeto fosse colocado logo em votação. "Já que dois vereadores da base falaram e dois da oposição, solicito que o debate seja encerrado e a matéria seja colocada logo em votação", disse.

A manobra do "pit bull rosáceo" gerou revolta e confusão. Os vereadores Genásio (PSC), Zé Carlos (PSDC), Rafael Diniz (PPS), Marcão (PT), Dayvison Miranda (PRB), Gil Vianna (PSB), Fred Machado (PPS) e Nildo Cardoso (PSD) protestaram e bateram boca. Exaltado, o vereador Abdu Neme (PR) bradava: "Vocês não vão ganhar no grito, no grito não". Neste momento teve início uma confusão envolvendo pessoas que acompanhavam a sessão e os trabalhos foram interrompidos.

Barraco - Durante a confusão teve de tudo. Genásio tirou o microfone de Virgílio, gritos, dedos em riste e procurador da Casa sugerindo uma pausa de 20 minutos para esfriar os ânimos, já que "o presidente (cirurgião) está acostumado a ver sangue, mas as outras pessoas não". Para quem acompanhava pela internet também foi possível ouvir o vereador Thiago Virgílio dizer que  poderia "rolar na porrada, já que não tem Código de Ética".

Na sala do presidente a gritaria continuou. Oposicionistas e "independentes" não se conformam com a manobra para encerrar o debate e acelerar a votação.

Agora, os vereadores do "rolo compressor" vão tentar atropelar os oposicionistas e "independentes". A ordem do líder rosáceo é aprovar o projeto o mais rápido possível.

Atualização às 18h55 — Segundo o vereador José Carlos, o governo Rosinha pretende arrecadar R$ 400 milhões com o "pacote de maldades". "Querem fazer a população pagar toda a conta. Eles esperam conseguir R$ 400 milhões, metendo a faca nos empresários e no povo. Tudo para cobrir um rombo imenso. Comeram o banquete, limparam a boca e agora o povo vai pagar".

Atualização às 20h15 - Na tribuna, o vereador Neném (PTB), da base governista, já avisou que vai votar contrário ao projeto. Empresário, Neném destacou que não poderia votar em um projeto que prejudica a sua classe. "Não sou hipócrita. Sei que o Executivo precisa do equilíbrio, mas isso pode causar danos irreparáveis ao comércio, uma das bases mais fortes da nossa cidade", frisou.

No momento são nove votos contrários ao projeto (Neném, Rafael Diniz, Marcão, Nildo, Genásio, Gil Vianna, Fred, Dayvison e Zé Carlos).

Albertinho e Magal vão decidir o jogo? — Os vereadores Albertinho (Pros) e Jorge Magal (PR), que já passaram pela bancada "independente", são apontados neste momento como as peças decisivas neste tabuleiro. "Albertinho e Magal, seus eleitores vão sofrer. Coloquem a mão na consciência", disse Fred Machado.

Atualização às 21h56 - Enquanto os 13 vereadores aprovavam o "pacote de maldades" na Câmara, com protestos de 10 parlamentares, permissionários, CDL e Acic, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) cantava no campinho da antiga AABB, sede da Fundação de Esportes.

Ela participa de uma prestação de contas sobre o atual mandato.

[caption id="attachment_38196" align="aligncenter" width="489"]Facebook/Gerson Gomes Facebook/Gerson Gomes[/caption]
Comentar
Compartilhe
Reunião encolheu
28/12/2015 | 00h53

Não foi só a "venda do futuro" que encolheu.

A "reunião histórica", que iria lotar o estádio do Goytacaz nesta segunda-feira, foi transferida para o campinho da antiga AABB, onde funciona a Fundação Municipal de Esportes.

O encontro para a prestação de contas do atual mandato da prefeita Rosinha Garotinho (PR) acontece hoje, às 18h30.

Será um importante teste para saber se o Núcleo de Organização Social (NOS) está funcionando.

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": dois empréstimos e "juros" de R$ 160 milhões
27/12/2015 | 22h20

O economista Ranulfo Vidigal usou o seu perfil no Facebook para comentar sobre a "venda do futuro". Ele somou os dois empréstimos (dezembro de 2014 e dezembro de 2015) e afirmou que o governo Rosinha se comprometeu a pagar nada mais, nada menos do que R$ 160 milhões.

Segundo Vidigal, uma saída para aliviar a Prefeitura seria "propor aos credores um perdão da dívida consolidada entre 50% e 70%".

venda

Só com os "juros" seria possível reformar 22 vezes o Hospital São José, obra que ainda não saiu do papel. Ou então, construir um grande Hospital da Mulher (aqui) e ainda sobraria mais de R$ 100 milhões. Também seria possível construir mais de 50 Vilas Olímpicas, tendo em vista o valor que a Prefeitura pagou pela obra de cada uma (aqui). O dinheiro também daria para reformar e ampliar o Ferreira Machado (aqui), resolver o problema do plano de saúde dos servidores e comprar uma frota de ambulâncias.

Comentar
Compartilhe
Poder, amizade e gratidão
27/12/2015 | 14h23
gratidão
Comentar
Compartilhe
Após "navalha", casal se acerta com pratas da casa
26/12/2015 | 23h47
[caption id="attachment_38141" align="aligncenter" width="516"]Facebook/Dom Américo Facebook/Dom Américo[/caption]

O casal Garotinho recebeu Dom Américo, Gil Paixão, Jack Fiaes e Nelson Príncipe Negro para um café na tarde deste sábado (26).

Membros do "primeiro time" das pratas da casa, os artistas estavam insatisfeitos com a "navalha" nos cachês (aqui). Nelson Príncipe Negro chegou a informar no Facebook que não tocaria no verão deste ano, o que gerou uma grande mobilização e o apoio de dois empresários: Wladimir Garotinho e Sandro Moura (aqui).

Após o café, que também contou com a presença da presidente da Fundação Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Patrícia Cordeiro, ficou claro que o governo se afinou com as pratas da casa e o problema dos cachês foi resolvido.

Pronto! Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu!

Comentar
Compartilhe
Eduardo Cunha viaja com a família para Cuba
26/12/2015 | 15h14
[caption id="attachment_38133" align="aligncenter" width="568"]Postagem da filha de Cunha no Instragram Postagem da filha de Cunha no Instragram[/caption]

O declarado anticomunista Eduardo Cunha (PMDB) e família embarcaram hoje (26) de madrugada para Havana, em Cuba, num voo partindo do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Depois de passarem o Natal no Rio de Janeiro, vão passar os últimos dias do ano na ilha de Fidel Castro.

Não consta que Cunha vá pedir asilo ou tentar uma declaração de apoio do ditador.

Há pouco, uma das filhas de Cunha postou no Instagram a foto acima. Cheia de significado.

Fonte: Lauro Jardim/O Globo 

Comentar
Compartilhe
Rosinha corta cachê e Wladimir cobre
26/12/2015 | 10h59

Como o blog informou (aqui), o governo Rosinha resolveu passar a "navalha" nos cachês dos artistas locais. Por conta disso, o cantor Nelson Príncipe Negro, que se apresenta há mais de duas décadas no Farol, resolveu não aceitar e informou que estaria fora do verão deste ano. A notícia gerou uma grande mobilização nas redes sociais e o cantor voltou ao Facebook para informar que os empresários Wladimir Garotinho e Sandro Moura se comprometeram a pagar os R$ 2 mil que foram cortados do cachê.

A informação foi publicada no blog "Atemporal", da jornalista Channa Vieira: aqui.

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": R$ 200 milhões na conta da Prefeitura
26/12/2015 | 10h39

O secretário de Governo Anthony Garotinho informou na manhã deste sábado (26) que os recursos do fundo de recuperação já estão na conta da Prefeitura de Campos. Segundo o líder rosáceo, foram depositados R$ 200 milhões, que serão utilizados para diversos pagamentos já na próxima segunda-feira (28).

Quem esperava R$ 1,2 bilhão teve que se contentar com R$ 200 milhões. Agora, resta saber se esses R$ 200 milhões se referem ao contrato oo1F/2015 (aqui), pelo qual a Prefeitura de Campos "vendeu" R$ 308 milhões. Senso assim, o governo estaria pagando R$ 100 milhões só de "juros".

Segundo Garotinho, a Prefeitura conseguiu pagar os salários sem precisar do empréstimo. "Os salários foram pagos com recursos próprios".

Comentar
Compartilhe
Natal sem salário
25/12/2015 | 15h48

O blog recebeu mais um desabafo sobre o desespero dos motoristas da Prime, que no último dia 22 recebeu meio milhão da Prefeitura (aqui). Confira:

"Bom dia Bastos e todos que por aqui passam... Infelizmente não saiu pagamento de dezembro, décimo terceiro, nem os três (3) vales alimentação. Até hoje nada... Com certeza estão usando para ceia de natal, ou quem sabe dar presentes aos filhos e netos, já que o meu filho não teve presente. Quero dizer que Deus com certeza fará justiça, pois é bíblico que o homem comerá do suor do próprio rosto. Talvez a prefeita não tenha lido a bíblia ultimamente. Eu, por exemplo, sou dizimista e sei que aquele que mexe com o ungido do senhor é o mesmo que tocar na menina dos olhos dele. UM FELIZ NATAL A TODOS!!"

Comentar
Compartilhe
Feliz Natal!
25/12/2015 | 11h14

feliz-natal-1

Neste Natal divido com vocês uma crônica do saudoso Artur da Távola. Com a sua sensibilidade, Artur propôs um Natal existencial, que vai muito além da simples troca de presentes, rabanada, tender e peru.

Natal Existencial (Arthur da Távola)

Que o seu Natal seja a certeza de que a vida é apenas descoberta, aventura, invenção e mistério. Que seja Natal em você ainda quando lá fora imperem o escárnio e a injustiça. Nascendo natais em você, melhor enfrentará a luta por construir o mundo com justiça e amplidão. Será Natal o que for afetivo, caloroso, verdadeiro e sem disfarces, mesmo o de Papai Noel. Será Natal sempre que o pedido de perdão seja feito e no coração se abrigue o mesmo sentimento de perdão, que cada um aprenderá a dar e pedir.

Será Natal o que se fizer sincero e grato. Será Natal onde o sorriso agradeça, peça, revele ou insinue e jamais disfarce, distraia ou seduza. Há de ser Natal quando todos festejemos por igual, e saibamos avaliar perdas, dores, erros e ofensas e comungar qualidades, feitos, capacidade de prosseguir na luta constante por ver, sentir, saber e enfrentar.

Sendo Natal você pode se comover, dar a mão, chorar à toa, beijar os filhos, pedir a benção ao pai, brincar de bola de gude, boneca ou soldadinho de chumbo. Sendo Natal, você deve se fazer mais simples, chorão ou ciumento, sentar no colo até de estátua, sem temer pedir afago, agasalho, cafuné, abraço de filho, doce de leite ou trégua. Serás o Natal se fores tu. Serás o Natal se fizeres um congresso interior dando a palavra a cada bancada interna. Serás o Natal se te identificares com o melhor e o pior de ti, crucificando-te em sacrifício para elevar-te à altura do melhor de ti e do Pai que elejas como padrão. Serás o Natal se fores presente, embrulho, dádiva, oferta, surpresa, entrega ou adivinhação.

Se, em vez de tu, preferires ser você, então que seja Natal em você quando se estabeleça a capacidade de compreender quem o ofende sem ofender quem o compreende; que seja Natal em você sempre que se descobrir também menor, mesquinho ou pequeno e fizer o esforço de halterofilista da própria moral. Seja Natal em você sempre que se sinta invisivelmente emocionado ou emocionalmente visível, tocável, perceptível, em sua melhor dimensão do sentir. Que seja Natal em você a cada recordação e reconhecimento de quem algo lhe trouxe, mesmo encapado em dor ou perda, espanto, amor ou desilusão.

Ser Natal é olhar o céu para obter silêncio. É saber olhar, pacificar, gesticular a esperança e votar na verdade. Ser Natal é ascender as próprias luzes sem brilho e ouvir, no silêncio, a voz do mistério a proclamar a verdade, numa linguagem oculta, com a qual se consiga alcançar sem saber e perceber sem conhecer. Ser Natal é pular o muro ou entrar pela chaminé para dentro de si e lá encontrar a mesma criança com as enormes barbas brancas da sabedoria milenar da espécie.

Ser Natal é descobrir que Natal é SER!

Comentar
Compartilhe
Ambulância precisa de socorro
24/12/2015 | 13h10
[caption id="attachment_38105" align="aligncenter" width="328"]Foto do leitor Foto do leitor[/caption] Flagrante na manhã desta quinta-feira na Voluntários da Pátria: uma ambulância da Prefeitura com o vidro traseiro quebrado. Alguém ainda tentou fazer uma gambiarra, mas pelo jeito não durou muito tempo. A foto foi enviada por um atento leitor do blog.
Comentar
Compartilhe
Antes do Natal, rosáceos lavam roupa suja
24/12/2015 | 12h15

discussão-620x350

Se na reunião da oposição com os "independentes" o clima era de paz (aqui), não se pode dizer o mesmo sobre a última reunião dos rosáceos antes do Natal. Ontem (23), o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) reuniu a base para debater sobre a aprovação do Código Tributário, que é apontado como um novo "pacote de maldades', com reajustes de impostos, taxas e tarifas.

Como a maioria já se queixa pelos cantos sobre a falta de atenção do governo, a reunião contou com melindres de todos os tipos. Quem é ligado ao comércio, por exemplo, não vê com bons olhos as mudanças propostas no "pacote de maldades". Outros vereadores consideram a aprovação um "tiro no pé", sobretudo faltando dias para o início de um ano eleitoral.

Mas o líder rosáceo garantiu que o projeto não é um "bicho papão" e pediu o apoio dos parlamentares. Com um pé atrás, tendo em vista o posicionamento da Câmara em algumas votações, ele sabe que até a próxima segunda-feira (28), quando o projeto será votado, vai ser preciso gastar o gogó e lavar muita roupa suja.

Guardas - Durante a reunião também foi discutida a situação dos guardas municipais, que estão pleiteando melhorias e ameaçam cruzar os braços no ano novo, como mostrou o blog "Na Curva do Rio" (aqui). Durante as discussões, um vereador da base que vive flertando com o bloco "independente", sugeriu um movimento para evitar que as melhorias aos guardas fossem  negociadas sem a interferência do vereador Genásio (PSC). A ideia era tirar a luta da "conta" do vereador do PSC. Tudo indica que a negociação seja feita diretamente pelo líder rosáceo nos próximos dias.

Fogo amigo - Vereadores do grupo também se queixaram de um "fogo amigo". Alguns membros da bancada estariam fazendo intrigas com o líder para prejudicar os "colegas". Alguns vereadores defendem uma bancada mais enxuta nesses tempos de crise. Assim, poderiam receber mais carinho e atenção do líder.

Confiança na vitória - Ao tomar conhecimento sobre a reunião da oposição, o líder rosáceo teria dito que a união dos opositores não assusta. Na visão do líder, daquele grupo de ontem, apenas três nomes devem entrar na disputa: Rafael Diniz, Arnaldo/Caio e Pudim. Os rosáceos acreditam que a oposição "só tem 100 mil votos".

[caption id="attachment_38107" align="aligncenter" width="580"]Facebook/Thiago Virgílio Facebook/Thiago Virgílio[/caption] No Facebook o vereador Thiago Virgílio (PTC) publicou uma foto da reunião rosácea e cutucou a oposição: "Aqui é rolo compressor".
Comentar
Compartilhe
Prime recebe meio milhão por locação de ambulâncias
24/12/2015 | 11h39

Ao que tudo indica os motoristas de ambulâncias poderão passar um Natal mais tranquilo. A empresa Prime Administração e Serviços Ltda recebeu, na última terça-feira (22), R$ 502 mil pelo aluguel de ambulâncias. Ao todo, a Prefeitura quitou seis notas que estavam pendentes.

No último dia 18 o blog divulgou o desabafo de um motorista (aqui). Ele informou que a Prime estava com "salário, décimo terceiro e três vales alimentação atrasados"

No início desde ano Prefeitura renovou o aluguel das ambulâncias. O contrato de um ano com a Prime, assinado no dia 21 de janeiro, foi de R$ 13,6 milhões.

Comentar
Compartilhe
Rosinha vai ao cartório e registra "venda do futuro"
23/12/2015 | 20h18
[caption id="attachment_38092" align="aligncenter" width="494"]Foto: Blog do Ralfe Reis Foto: Blog do Ralfe Reis[/caption] O grupo rosáceo quer mostrar que a "venda do futuro" é pra valer.

Após o Observatório Social de Campos cobrar informações sobre o contrato e um superintendente da Caixa Econômica informar que não existia nada definido, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) esteve com o secretário de Fazenda em um cartório para registrar a "venda do futuro".

Em breve — Segundo o blog do Ralfe Reis, "o dinheiro da operação deve entrar em breve na conta da Prefeitura".

O grupo continua sem informar detalhes da operação, como o valor dos"juros" que serão cobrados.

 
Comentar
Compartilhe
Oposição monta "rolo compressor" e se prepara para 2016
23/12/2015 | 17h26

rolo compressor

[caption id="attachment_38095" align="aligncenter" width="528"]Foto: Alessandra Lemos Foto: Alessandra Lemos[/caption]

A oposição em Campos, que sempre recebe críticas pela falta de entrosamento e vaidade, resolveu se unir. Políticos de nove partidos (PMDB, PT, PPS, PDT, DEM, PRB, PSDC, PSB e PP) se encontraram na tarde desta quarta-feira (23), na sala de reuniões da Câmara de Campos, e selaram um pacto visando as eleições de 2016. "Estamos unidos para discutir o processo sucessório. Todas as pré-candidaturas à Prefeitura serão respeitadas e já existe um compromisso no sentido de estarmos unidos no segundo turno", explicou o ex-presidente da Câmara de Campos, Nelson Nahim (PMDB).

Participaram da reunião: ex-prefeito Arnaldo Vianna (PDT), deputados estaduais Geraldo Pudim (PMDB), João Peixoto (PSDC) e Papinha (PP), vereadores Rafael Diniz (PPS), Marcão (PT), Alexandre Tadeu (PRB), Gil Vianna (PSB), José Carlos (PSDC) e Fred Machado e o ex-vereador Nelson Nahim (PMDB). O presidente do DEM em Campos, Helinho Nahim também participou da reunião, assim como Luiz Azeredo (PMDB).

Outros nomes — O vereador José Carlos ressaltou que tentou contato com outros representantes de partidos e políticos da oposição, como Rogério Matoso, Gustavo Matheus (presidente do PV) e o ex-deputado Roberto Henriques (PSD). "Fizemos este primeiro encontro sem muito tempo para programar. Nomes como Rogério Matoso, Gustavo e Roberto estarão ao nosso lado nas próximos reuniões, assim como o vereador Nildo Cardoso, que foi convidado nas não pôde comparecer hoje", explicou.

"O próximo prefeito vai sair deste grupo" — Confiantes, os políticos deixaram claro que o mais importante é apresentar um modelo alternativo. Juntos, eles afirmaram que o atual modelo "está falido" e garantiram: "o próximo prefeito vai sair deste grupo".

"Caio vai participar das reuniões" — O ex-prefeito Arnaldo Vianna, presidente do PDT em Campos e líder das pesquisas lembrou que o seu filho, Caio Vianna, que surge como opção do partido, irá participar das próximas reuniões. "Ele hoje teve um compromisso no Rio, mas nos próximos encontros estará presente", disse Arnaldo.

"Unidos somos fortes" — Para o deputado João Peixoto, que é pré-candidato à Prefeitura, a união é fundamental. "Unidos somos mais fortes. Temos o mesmo objetivo e podemos muito bem debater sobre os melhores caminhos para 2016", frisou.

"Criticar e apresentar alternativas" — O vereador Rafael Diniz, que também é pré-candidato à Prefeitura, citou a importância do diálogo. "Acho que este diálogo pode ir além do processo eleitoral. Podemos discutir sobre os problemas da cidade e mostrar alternativas desde já. Vamos muito alem das críticas, aprentando também propostas", comentou.

Comentar
Compartilhe
Câmara convoca sessões extraordinárias para votar "pacote de maldades"
23/12/2015 | 09h31
Foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (23) o Ato Executivo número 017/2015, que convoca os vereadores para sessões extraordinárias na próxima segunda-feira, a partir das 10h. Na pauta, o projeto de Lei que institui o Código Tributário do Município dá outras providências. Durante a sessão de ontem (22) o vereador Fred Machado (PPS) fez um alerta sobre o projeto. "Vem chumbo grosso por aí. Este projeto é mais um pacote de maldade da Prefeitura e a população precisa acompanhar de perto, já que a ideia é aumentar todos os tipos de impostos e taxas. Comerciantes também precisam ficar atentos, pois também serão alvos. Peço que os vereadores coloquem a mão na consciência e pensem bem antes de votar", disse Fred, que citou possíveis reajustes no IPTU, Taxa de Iluminação, ISS, entre outras taxas e tarifas. No momento o governo trabalha para conseguir o número necessário de votos, mas já foi possível notar que vereadores da bancada governista não vão embarcar no "rolo compressor". print
Comentar
Compartilhe
Câmara aluga veículos por R$ 66,7 mil
23/12/2015 | 09h18

carro

Foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira o extrato do primeiro termo aditivo do contrato 003/2015.

Objeto: Contratação de empresa para "locação de veículos incluindo motorista devidamente habilitado e sem fornecimento de combustível para atender as necessidades da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Campos".

Contratada: V.L. Viana Machado Serviços

Valor: R$ 66.700,00 (sessenta e sete mil e setecentos reais)

Vigência: 08 (oito) meses com vigência a partir de 14/12/2015 a 13/08/2016

A publicação não informa quantos veículos foram alugados.

Outro contrato - Além dos veículos que atendem as necessidades da Escola do Legislativo, a Câmara possui outro contrato com a empresa V.L. Viana Machado Serviços. Por R$ 124 mil, o Legislativo alugou oito veículos em agosto deste ano e o contrato chega ao fim em abril de 2016.

Polêmicas - No dia 22 de agosto o jornalista Ricardo André Vasconcelos publicou uma foto no Facebook que mostrava um dos carros alugados pela Câmara  estacionado num posto de combustíveis na Avenida Brasil, próximo à entrada de Bangu. Na ocasião, o jornalista perguntou o que o carro, pago com o nosso dinheiro, estaria fazendo por lá. Mesmo com muitos compartilhamentos no Facebook, ninguém apareceu para desvendar o mistério (aqui). Em novembro foi a vez do vereador Ozéias usar o carro da Câmara para curtir uma partida de futebol (aqui). 

Comentar
Compartilhe
Em tempos de crise, Prefeitura banca buffet para 60 pessoas
23/12/2015 | 08h08
[caption id="attachment_38058" align="aligncenter" width="420"]Imagem meramente ilustrativa Imagem meramente ilustrativa[/caption]

O grupo rosáceo tem dito que a Prefeitura de Campos passa pela maior crise dos últimos anos. Por conta da queda na arrecadação, muitos fornecedores ficaram sem receber e algumas prioridades foram revistas. Quem trabalha nos hospitais aponta falta de itens básicos como luvas, por exemplo.

Porém, mesmo diante dessa situação caótica a prefeita Rosinha Garotinho (PR) pagou R$ 7,6 mil por serviço de buffet para 60 pessoas. Quem recebeu foi a empresa J R RIBEIRO FERNANDES EMPREENDIMENTOS ME. Pelo valor do buffet, a Prefeitura pagou R$ 126,00 por pessoa. Valor bem superior ao que podemos encontrar na internet: aqui e aqui.

A publicação no Diário Oficial não informa quando foi realizado o evento que contou com o buffet.

Atualização às 19h40 — Em nota enviada por e-mail "o secretário de Educação, Cultura e Esportes, Frederico Rangel, informa que a alimentação a que se refere a publicação foi destinada a professores e funcionários administrativos do Programa Projovem Campo, que fizeram duas capacitações com duração de um dia e meio cada. Em duas capacitações, foram 120 profissionais envolvidos, chegando aos mesmos valores praticados pelo mercado de R$ 60, por pessoa.  Portanto, em cada capacitação (sexta-feira à tarde e, sábado, o dia inteiro), são servidas várias refeições, como café da manhã, almoço e café da tarde, quando é o dia inteiro. Frederico esclarece, ainda,  que a capacitação e tudo que a envolve estão previstas na legislação federal e é feita a prestação de contas de tudo".

Comentar
Compartilhe
Tô contigo
22/12/2015 | 17h53

juntos

O ex-governador Anthony Garotinho, presidente estadual do PR, avisou que vai caminhar com o senador Marcelo Crivella (PRB) na disputa pela Prefeitura do Rio em 2016.

Ele replicou em seu blog uma nota do Lauro Jardim (aqui) e comentou: "Os leitores do blog sabem que já havia anunciado essa aliança entre o PR e o PRB para as eleições municipais. É uma aliança natural, já estivemos juntos no 2º turno da eleição estadual quando apoiei Marcelo Crivella. Deveremos marchar juntos em quase todos os municípios fluminenses. É preciso construir uma aliança para enfrentar a máquina do PMDB", disse.

Em Campos, o vereador Alexandre Tadeu (PRB) se coloca como pré-candidato à Prefeitura e aparece em segundo lugar nas pesquisas. Porém, nos bastidores, o grupo rosáceo dá como certa a aliança com o PRB em Campos. Com esse movimento, o Tô Contigo teria três opções: buscar a reeleição, aceitar ser vice na chapa encabeçada pelo candidato governista ou então deixar o partido e buscar a candidatura em uma outra legenda.

Comentar
Compartilhe
Governo Pezão: secretário prevê déficit de R$ 10 bilhões em 2016
22/12/2015 | 12h23

julio bueno

No olho do furacão da crise do estado, o secretário de Fazenda, Julio Bueno, não está otimista para 2016. Ele estima que o déficit nas contas do estado chegue a R$ 10 bilhões. Bueno admitiu que, diante da queda na arrecadação em 2015 e também das perdas de receitas de royalties, o estado deve deixar para o ano que vem mais R$ 3 bilhões de restos a pagar — despesas não quitadas neste exercício e que foram empurradas para o próximo. Com isso, o rombo seria de R$ 13 bilhões.

Mesmo tendo aprovado um pacote de 17 leis na Alerj, com medidas que vão do aumento de impostos, como o ICMS, até a criação de taxas ambientais sobre atividades de óleo, gás e energia, o secretário estima que o estado possa aumentar a arrecadação em no máximo R$ 5 bilhões no ano que vem. A Alerj, no entanto, foi mais otimista e chegou a divulgar que os projetos poderiam gerar receitas de até R$ 14,8 bilhões. "Trabalho com um déficit de R$ 10 bilhões para o ano que vem", disse Bueno.

Uma das esperanças para as contas do estado é a operação de securitização da dívida ativa, que consiste na venda dos débitos, que somam R$ 66 bilhões, a instituições financeiras como o Banco do Brasil, que teriam mais eficiência para fazer a cobrança. "Creio que essa negociação possa gerar R$ 5 bilhões", disse Bueno, após participar de uma reunião na Alerj para discutir emendas ao orçamento aprovado ontem. Ao todo, a conta fechou em cerca de R$ 80 bilhões, contra R$ 82 bilhões em 2015.

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
Quais são as prioridades de Rosinha?
22/12/2015 | 10h32
[caption id="attachment_38038" align="aligncenter" width="380"]Facebook/Rosinha Na noite de ontem, enquanto pacientes lotavam os corredores do HGG, a nossa prefeita passou pela "Cidade da Criança" e tirou selfies - Facebook/Rosinha[/caption]

Em seu plano de governo distribuído em  2008 a então candidata Rosinha (sem o Garotinho) prometeu ser a "prefeita da mudança". Na área da Educação, por exemplo, ela prometeu "implantar ações que dinamizem o setor para, em quatro anos, obtermos as primeiras colocações nas avaliações do MEC". Hoje Campos amarga a antepenúltima colocação no ranking do Ideb.

Na área da Saúde a candidata da mudança prometeu "implantar o Programa Saúde com Qualidade, que obedecerá aos princípios do Acolhimento, o Amparo e da Resolutividade, utilizando, principalmente, a estratégia da descentralização do atendimento”. Cumpriu?

Ela também prometeu “implantar o sistema 24 horas em postos de saúde equipados para atender a emergências”, “valorização profissional dos trabalhadores da rede pública” e “reformar todos os consultórios do setor de odontologia, adquirindo novos e modernos equipamentos”. Cumpriu?

Na área de Ciência e Tecnologia, que seria importante para tornar a nossa cidade menos dependente dos royalties, a candidata da mudança prometeu implementar o "Fundo Municipal de Amparo à Pesquisa Científica e Tecnológica, com aporte de recursos que permitam seu pleno funcionamento”. Durante os últimos anos este Fundo viu algum centavo? Não!

Ela também prometeu "firmar parcerias com a Faperj, CNPq e Finep, para obtenção de recursos que serão aplicados em programas estratégicos”. Isso aconteceu? Temos algum programa estratégico?

Fez o que não prometeu - Em compensação, a nossa prefeita, que venceu aquela eleição de 2008 e se reelegeu em 2012, resolveu fazer o que não estava previsto em seu plano de governo. Ela não prometeu iluminar o fedorento valão, por exemplo. Porém, presenteou os campistas com os belos arcos iluminados (R$ 20 milhões). Ela não prometeu construir o Cepop, mas entregou em 2012 o nosso sambódromo, com direito ao maior palco fixo da América Latina (R$ 100 milhões). Ela também não prometeu a "Cidade da Criança", mas vai entregar nesta terça-feira (22) a "Disney" dos campistas.

Afinal, pra que ficar nas primeiras colocações do Ideb, ter uma Saúde de qualidade e investir em Ciência e Tecnologia?

No mundo encantado rosáceo, bom mesmo é fugir da realidade. Eles devem seguir a filosofia do poeta italiano Giacomo Leopardi, que dizia: "O mais sólido prazer desta vida é o prazer vão das ilusões".

Comentar
Compartilhe
Empresa que aluga veículos recebe R$ 300 mil por "serviço de mão de obra"
22/12/2015 | 09h45

A empresa Lumentech Comércio e Serviços, que na última quinta-feira (17) recebeu mais de R$ 200 mil por "locação de veículos", como mostrou o blog "Na Curva do Rio" (aqui), conseguiu recebeu mais R$ 300 mil na sexta-feira (18) por "serviço/mão de obra". Em uma das notas quitadas é possível descobrir que seriam pelo pagamento dos motoristas.

Comentar
Compartilhe
R$ 2,6 milhões na conta da Câmara
22/12/2015 | 09h39

câmara

A Câmara Municipal de Campos recebeu, na última sexta-feira, dia 18, seu repasse mensal de R$ 2.852.488,57, referente ao duodécimo determinado pelo orçamento municipal. Além deste valor, a Câmara recebeu mais R$ 327.753,16 para os proventos de seus aposentados e pensionistas.

 
Comentar
Compartilhe
"Disney" goitacá: entrada gratuita só na inauguração
21/12/2015 | 22h45
[caption id="attachment_38026" align="aligncenter" width="482"]Foto: Gerson Gomes/ Prefeitura de Campos Foto: Gerson Gomes/ Prefeitura de Campos[/caption]

A Prefeita Rosinha Garotinho (PR) passeou pela "Cidade da Criança" na noite desta segunda-feira (21) para uma última vistoria antes da inauguração, que acontece amanhã (22), às 18h.

Matéria publicada no site da Prefeitura (aqui) sobre a inauguração informa que "neste dia, a entrada será gratuita". Ou seja, após a inauguração quem quiser entrar vai ter que coçar o bolso. Por enquanto a Prefeitura não informou o valor. Porém, recentemente, o presidente da Codemca, Wainer Teixeira de Castro informou que seria cobrada uma entrada simbólica para ajudar a arcar com a manutenção do parque temático. Ou seja, os campistas pagaram R$ 17 milhões pela obra e ainda vão ter que pagar novamente se quiserem entrar...

Banda "Auxiliadora Freitas" vai tocar - Na cerimônia de amanhã, a execução dos hinos nacional e de Campos ficará por conta da Banda Maria Auxiliadora Freitas, da secretaria de Educação, Cultura e Esportes, e da Escola Municipal Albertina Venâncio, em Travessão. Em seguida, serão apresentadas canções natalinas.  A programação também inclui chegada do Papai Noel. “Meu sentimento é o de ter cumprido o dever de transformar um local que estava abandonado, e sendo usado para atos ilícitos colocando em risco as pessoas que passam por aqui, em um local para educar e proporcionar lazer.  Me sinto feliz também porque recuperamos um prédio histórico, nesta área central, com árvores históricas que receberam tratamento especial”, diz a prefeita Rosinha.

60% mais cara – Em maio do ano passado o jornalista Ricardo André Vasconcelos informou (aqui) que as empresas Projecons Projetos e Construções, Maguima Construções e Ribeiro Azevedo foram contratadas em 2013 para realizar a obra da "Cidade da Criança" em 180 dias (terminaria em outubro de 2013). O valor da obra era de R$ 10,5 milhões. Porém, no ano passado, além de atrasada, a obra ficou cerca de 60% mais cara. Foi publicado no Diário Oficial do dia 21 de maio de 2014 um aviso de licitação informando sobre a necessidade de uma “complementação da obra” orçada em R$ 6,2 milhões, deixando o valor total do parque temático por R$ 16,7 milhões. Tendo em vista o prazo do novo contrato, a obra deveria ter sido concluída em dezembro do ano passado. Ou seja, já estamos com um ano de atraso no segundo prazo.

Enquanto isso, no mundo real, pacientes não encontram fraldas (aqui), diabéticos ficam sem insulina (aqui), temos buracos por todos os lados (aqui), ponte caindo aos pedaços (aqui), escolas com mofo e goteira (aqui), moradores na lama (aqui), unidades de Saúde precisando de reparos, servidor sem plano de saúde, obra do hospital São José sem conclusão, entre outros probleminhas “pontuais” que não devem ser mais importantes do que a “Disney”.

Comentar
Compartilhe
Datafolha: 42% dos deputados são a favor do impeachment
21/12/2015 | 11h06

Pesquisa Datafolha realizada com deputados federais entre os dias 7 e 18 de dezembro mostrou que 42% dos parlamentares votariam a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Os que votariam contra representam 31%. Já os indecisos ou que não responderam à pesquisa somam 27%. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira.

A porcentagem dos deputados que são a favor do impedimento da presidente equivale a 215 votos. Para que o processo seja aprovado na Câmara, são necessários pelo menos 342 votos ou dois terços do total.

Os parlamentares que são contra equivalem a 159 votantes a favor de Dilma. A presidente precisa de 171 votos para permancer no cargo. A decisão, portanto, depende dos 27% indecisos ou que não responderam. Eles representam cerca de 138 deputados.

A pesquisa também mostrou falta de apoio na base do governo. Segundo o levantamento, 26% dos deputados das legendas governistas pretendem votar a favor do impeachment. No PMDB, a taxa é de 33%.

Comparado ao primeiro levantamento com os deputados, a presidente perdeu apoio. Na primeira pesquisa, em outubro deste ano, o grupo favorável ao impedimento era de 39% e os defensores 32%. Os indecisos ou que não se posicionaram eram 29%.

Fonte: O Globo

Comentar
Compartilhe
Prepare o bolso
20/12/2015 | 23h06
divida-publica-charge1 Se não bastasse a "venda do futuro", que vai deixar um "carnê" para a população pagar, até 2020, o grupo rosáceo ainda prepara um "pacote de maldades" natalino.

Como a Folha informou em matéria publicada neste domingo (aqui),  os campistas estão bem próximos de ganhar um “presente de grego” neste fim de ano. Em busca de recursos para fechar as contas, o governo Rosinha se prepara para enviar à Câmara de Campos um novo “pacote de maldades”. A reforma no Código Tributário, que já divide até a bancada governista, deve ser debatida antes do recesso parlamentar, assim como o Orçamento de 2016, estimado em R$ 1,6 bilhão.

No Código Tributário constam impostos como IPTU, ISS, além de diversas taxas (iluminação, limpeza, pavimentação, publicidade, comércio eventual, obras e coleta de lixo). A ideia é turbinar as cobranças para aumentar o caixa da Prefeitura em 2016.

Comentar
Compartilhe
Castelo europeu X "Disney" goitacá
20/12/2015 | 21h46
castelo
[caption id="attachment_38007" align="aligncenter" width="477"]castelo 2 Luxoso castelo francês conta com uma grande área[/caption]
[caption id="attachment_38012" align="aligncenter" width="477"]cidade-da-criaça Em Campos, Cidade da Criança custou mais de R$ 16 milhões[/caption]

Em tempos de vacas gordas a prefeita Rosinha Garotinho (PR) resolveu construir a “Cidade da Criança”, com direito a um colorido castelinho medieval. O valor da obra superou os R$ 16 milhões. É bom lembrar que,com essa grana, seria possível comprar um castelo de verdade na Europa e ainda sobraria R$ 4 milhões.  Um luxoso castelo em Aquitânia, na França, foi anunciado por R$ 12,6 milhões. A área total tem 22.066 metros quadrados, quase três vezes maior do que a da "Disney" goitacá.

Comentar
Compartilhe
Datafolha mostra recuperação em avaliação de Dilma
19/12/2015 | 21h42

dilma

A reprovação do governo Dilma Rousseff caiu nos últimos quatro meses. Após atingir 71% em agosto, o índice de desaprovação caiu por dois meses seguidos e chegou a 65% em dezembro, segundo pesquisa Datafolha que será divulgada na edição deste domingo do jornal Folha de S.Paulo. Já a porcentagem dos que consideram o governo Dilma ótimo ou bom passou de 8%, em agosto, para 12% em dezembro.

Também caiu, segundo o Datafolha, o índice das pessoas que acham que a presidente da República deve renunciar ao mandato conquistado nas últimas eleições. Em novembro, 62% dos entrevistados achavam que ela deveria deixar o cargo. Um mês depois, o número caiu para 56%. Quando os eleitores foram perguntados se os deputados devem voltar pelo impeachment de Dilma, 60% deles responderam que sim. Em novembro, 65% das pessoas achavam que o Congresso deveria abrir processo para afastar a presidente. A pesquisa mostrou, ainda, que 87% dos entrevistados acreditam que “o Brasil tem jeito”.

Temer - O Datafolha pesquisou, também, a percepção dos eleitores sobre um possível governo do vice-presidente Michel Temer. Dos eleitores entrevistados, 58% disseram que Temer faria um governo igual ou pior que o de Dilma, caso assumisse o cargo. Para 30%, a gestão do vice-presidente seria melhor.

Cunha - Sobre o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), 82% acham que ele deveria ter o mandato cassado, contra 8% que defendem sua permanência.

Simulação de eleições - Por fim, o instituto de pesquisas fez uma simulação das eleições presidenciais, que só vão ocorrer em 2018, com quatro cenários. No primeiro cenário, o senador Aécio Neves (PSDB) teria 26% dos votos, em uma eleição com Lula (PT), 20%, Marina Silva (Rede), 19%, e Ciro Gomes (PDT), 6%. O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), aparece com 1% da intenção de votos.

No segundo cenário, se o candidato tucano fosse o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, Marina teria 24% dos votos e venceria Lula (21%), Alckmin (14%), Ciro (7%) e Paes (2%). No terceiro quadro, Aécio (27%) venceria Lula (20%), Marina (19%) e o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que aparece com 2% das intenções de voto. Na quarta simulação, Marina (24%) ficaria na frente de Lula (22%), Alckmin (14%) e Temer (1%).

O ex-presidente Lula tem a pior taxa de rejeição entre os presidenciáveis: 48%. A segunda pior avaliação é um empate entre Aécio e Temer; ambos tem 26% de rejeição. A lista de rejeição segue com Alckmin (21%), Marina, Ciro e Jair Bolsonaro (PP) — os três com 17%. A pesquisa foi feita com 2.810 entrevistados de 172 municípios entre 16 e 17 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Fonte: O Globo 
Comentar
Compartilhe
Em Manaus, "Cidade da Criança" custou R$ 5,2 milhões
19/12/2015 | 10h03

cidaede 1

cidade 2

cidade 3

MANAUS/AM - 03/10/2014Programação da Semana da Criança 2014.FOTO: INGRID ANNE / MANAUSCULT

Em Manaus foi inaugurada em 2011 uma "Cidade da Criança" com cinema, biblioteca, mini-galeria de arte, anfiteatro,  forte-apache, tirolesa, mini-cidade (cada uma das 11 casinhas tem jogos e 1 monitor; mini-ruas com placas de trânsito para educação do tráfego), playground "radical", casa do Tarzan, parede para escalada, pula-pula, orquidário (espécies da flora amazônica), palhaços, educação ambiental infantil e distribuição de mudas, lanchonete, escritório da coordenação geral e enfermaria. A obra do parque custou R$ 5,2 milhões. O lugar compreende uma área total de 19.637,00m². Saiba mais sobre a "Disney" de Manaus: aqui e aqui

Enquanto isso, em Campos, a nossa "Cidade da Criança", que será inaugurada na próxima terça-feira (22), custou quase R$ 17 milhões.

Comentar
Compartilhe
A culpa é do Levy
19/12/2015 | 02h05

levy

Inicialmente o governo rosáceo sonhava com um empréstimo de R$ 1,2 bilhão. Depois, o líder do grupo anunciou que o governo receberia R$ 414 milhões e, dias depois, foi publicado um contrato cedendo R$ 712 milhões. Por fim, houve uma alteração de última hora e a "venda do futuro" caiu para R$ 300 milhões.

O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro, publicou (aqui) uma explicação do subsecretário de Governo Thiago Godoy. Segundo Godoy, o grupo foi  surpreendido por um telefonema da Caixa Econômica avisando que o valor seria reduzido em virtude de possíveis alterações no cenário econômico. "Hoje, fomos surpreendidos com a notícia da saída do ministro da Fazenda, o que, possivelmente, pode ter gerado essa redução no valor da operação, proposto pela Caixa”, diz Thiago.

Ou seja, a Caixa só quis comprar uma parte do nosso futuro e a culpa foi do Joaquim Levy...

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro" mais magra?
18/12/2015 | 19h40

venda

Em uma edição extra do Diário Oficial a Prefeitura de Campos publicou a ratificação e homologação de uma cessão de crédito no valor de R$ 308 milhões. Como o contrato tem o mesmo número da cessão anterior, de R$ 712 milhões (aqui), tudo indica que a "venda do futuro" ficou mais magra. O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro postou nota sobre a publicação de hoje (aqui).

Para pagar R$ 308 milhões em cinco anos o governo precisa disponibilizar R$ 61,6 milhões por ano. O valor corresponde a 10% da média de arrecadação com royalties e participações especiais para os próximos anos, em torno de R$ 600 milhões. Sendo assim, o governo teria como garantir o empréstimo com base na Resolução 02/2015 do Senado.

O governo prometeu dar explicações no Legislativo sobre o assunto, mas a data ainda não foi marcada.
Comentar
Compartilhe
Mais um semáforo caindo de "maduro"
18/12/2015 | 18h26
[caption id="attachment_37983" align="aligncenter" width="536"]Foto: Ramon Carneiro Foto: Ramon Carneiro[/caption]

Enquanto o governo rosáceo se prepara para inaugurar a "Disney", na próxima terça-feira (22), algum "terrorista" resolveu derrubar mais um semáforo. Dessa vez, entre as esquinas da Formosa com Marechal Floriano.

Em fevereiro deste ano, após a queda de um semáforo, o líder rosáceo criticou a forma como os semáforos foram colocados e disse que a empresa responsável faria a manutenção e revisão. Dez meses depois, quem checar as bases vai notar que o estado ainda é crítico. Será que estão esperando acontecer uma tragédia?

A superintendência de Comunicação enviou nota informando que a equipe do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) foi ao local onde o semáforo estava apresentando problemas e fez os devidos reparos, normalizando o trânsito.

Comentar
Compartilhe
Motoristas desesperados
18/12/2015 | 18h07
Desabafo recebido pelo blog:

"Alguém pelo amor de Deus pode publicar que a empresa prime esta com o salario, o décimo terceiro e três vales alimentação atrasados. Dizem que estão dependendo do empréstimo da venda do futuro... Motoristas são plantonistas tem famílias e compromissos, contas vencendo, gás, remédios, luz, água, impostos e alimentação. O que falar para uma criança com fome? Papai trabalha mas não esta recebendo.. Salário não é esmola, é direito do trabalhador. Por favor, nos ajude publicando esta nota. Grato - Carlos". 

Comentar
Compartilhe
Pratas da casa entram na "navalha" rosácea
18/12/2015 | 12h42

Nos tempos de fartura o governo rosáceo gastou milhões com shows nacionais. Em 2014, por exemplo, só Luan Santana levou R$ 233 mil (aqui).

Agora, para o verão de 2016, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) prometeu valorizar as pratas da casa. Porém, a alegria dos músicos durou pouco tempo. Os principais artistas da cidade ouviram uma "sugestão" do governo para que seus cachês fossem reduzidos. Ou seja, o mesmo "patrocinador" que ajudou a bancar o show de Péricles, em torno de R$ 80 mil, não apareceu para fortalecer os talentos da terra goitacá.

Artistas que arrastam multidões na praia do Farol de São Thomé, como Gil Paixão, Nelson Príncipe Negro e Dom Américo teriam que reduzir o cachê de R$ 7 mil para R$ 5 mil. E para receber ainda teriam que esperar pela boa vontade do governo rosáceo. Músicos sem grande expressão teriam que cobrar cachês simbólicos. Muitos dizem que terão que praticamente "pagar para tocar", já que existem gastos com ensaios, produção, transporte e equipe.

Ou seja, após ajudar a enriquecer os artistas nacionais, o governo Rosinha resolveu meter a "navalha" nos músicos locais. É bom lembrar que este mesmo governo também já sufocou os carnavalescos locais e deu uma grana muito boa para escolas de samba do Rio.

Vejam a ironia do destino: a cidade que construiu um Cepop de R$ 100 milhões, com o maior palco fixo da América Latina, não tem Carnaval nem valoriza os artistas locais.

Comentar
Compartilhe
Hora de cortar programas sociais e encontrar culpados
18/12/2015 | 10h52

Atualmente a folha salarial da Prefeitura de Campos gira em torno de R$ 1 bilhão/ano. Para manter áreas essenciais como Saúde e a Educação são necessários, pelo menos, mais R$ 600 milhões.

Ou seja, com a previsão do orçamento para 2016, em torno de R$ 1,6 bilhão, não sobra dinheiro para mais nada. E olha que ainda existem os empréstimos para pagar: R$ 150 milhões da primeira "venda do futuro" e R$ 142 milhões da segunda.

Com esse quadro caótico, falta condições para manter programas sociais como Cheque Cidadão e Passagem Social.

Sendo assim, é hora de fazer cortes. Tudo indica que o primeiro será o subsídio da passagem, como a jornalista Suzy Monteiro postou (aqui).

A ideia é colocar a culpa nos empresários, alegando a falta de documentos. Depois, na hora de cortar outros programas, o líder rosáceo vai usar e abusar da sua criatividade para alegar teorias conspiratórias.

Não seria bem mais simples dizer que o dinheiro acabou, a máquina é pesada e ninguém se preocupou em tornar a cidade menos dependente dos royalties?

Comentar
Compartilhe
Nahim: "Fui convocado e cumpri a missão"
17/12/2015 | 17h11

nahim 2

Os últimos dias foram agitados para o ex-vereador Nelson Nahim. Em menos de uma semana ele trocou o PSD pelo PMDB, entrou em um "plano de guerra", foi ameaçado pelo "fogo amigo", assumiu uma cadeira na Câmara Federal, chegou a trocar farpas com Eduardo Cunha (PMDB) e deixou a cadeira com a entrada do deputado Pedro Paulo (PMDB). "Falei que a missão poderia durar um dia, um mês ou um ano. Assumi a cadeira, cheguei a votar em temas importantes como a LDO, mas uma manobra impediu que eu me colocasse como deputado do PMDB. O presidente Eduardo Cunha, de forma arbitrária, me manteve como deputado do PSD. Chegamos a entrar com um mandado de segurança, mas a volta do deputado Pedro Paulo foi mais viável no que diz respeito ao retorno do Leonardo Picciani ao posto de líder do PMDB na Câmara", disse Nahim, que chegou a interpelar com firmeza o poderoso e frio Eduardo Cunha. "Ele estava manobrando para evitar que eu votasse ao lado do PMDB. Protocolei todos os documentos que mostravam a minha filiação, mas ele insistia em travar. Tive que falar grosso e questionar publicamente. Fui convocado e cumpri a missão", frisou Nahim.

Assim como ocorreu com Nahim, Eduardo Cunha também fez o possível para tentar barrar o deputado Átila Nunes, que também entrou recentemente no PMDB.

Sobre a experiência e possibilidade de voltar, Nahim comentou: "Fiz muitos contatos importantes e conversei com deputados como experiente deputado Simão Sessim, estreitei a relação com o Leonardo Picciani e outros parlamentares da Casa. Foi um importante aquecimento para que, numa outra oportunidade, eu possa retornar e desenvolver um trabalho em prol da nossa região", completou.

Comentar
Compartilhe
Após cogitar parcelamento, Pezão vai pagar 13° integral
17/12/2015 | 12h45

O deputado estadual Geraldo Pudim (PMDB) informou no Facebook que o governo do estado conseguiu encontrar uma fórmula para pagar a segunda parcela do 13° de forma integral, sem a necessidade de um parcelamento em cinco vezes, como foi cogitado ontem (aqui).

pudim

Por determinação do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), a secretaria estadual de Fazenda negociou com o Bradesco um  empréstimo para quitar, ainda este mês, a segunda parcela do 13º salário. Segundo o secretário de Fazenda, Julio Bueno, a negociação com o Bradesco, responsável pela folha de pagamento do estado, é inspirada na que foi feita pelo governo gaúcho com o Banrisul. O banco creditaria, de uma vez, o valor das quatro parcelas restantes. Veja mais: aqui 

Comentar
Compartilhe
Leonardo Picciani recupera liderança do PMDB
17/12/2015 | 10h31

picciani (1)

A guerra interna no PMDB está cada vez mais quente. Após a movimentação dos principais caciques do PMDB no Rio, que reforçou a bancada na Câmara Federal, o deputado Leonardo Picciani recuperou a liderança do partido. Picciani havia sido destituído em uma votação apertada, com 35 votos dos 66 parlamentares do PMDB.

De acordo com Picciani, foram coletadas 36 assinaturas, número suficiente para garantir o retorno dele ao comando da bancada. A Secretaria-Geral explicou que qualquer pedido com este número mínimo de assinaturas de deputados do PMDB pode destitutir o atual líder do partido e substituí-lo automaticamente, a qualquer momento.

Agora, o grupo de Cunha vai tentar invalidar a volta de Picciani ao posto.

Nelson Nahim - Com o retorno de Pedro Paulo (PMDB), que foi exonerado da Prefeitura do Rio, o ex-vereador Nelson Nahim (PMDB), que assumiu o mandato na terça-feira, voltou a ser suplente. Mas tudo indica que, com as movimentações intensas no tabuleiro, ele poderá retornar na próxima semana.

Comentar
Compartilhe
Prefeitura paga R$ 2,4 milhões por "serviços prestados"
17/12/2015 | 09h48

No início desta semana (segunda e terça) a Prefeitura de Campos pagou mais de R$ 2,4 milhões por "serviços prestados/profissionais". Ao todo, mais de dois mil profissionais receberam. Porém, o Portal da Transparência não informa quem são esses profissionais, nem em quais órgãos eles atuam e os serviços prestados. Além disso, também não é possível saber se o pagamento desses profissionais está em dia.

Como neste mundo nada se cria, tudo se copia, bem que a turma da Prefeitura poderia dar uma olhada no Portal da Transparência da prefeitura de Curitiba, que tirou nota 10 no ranking da Controladoria Geral da União. Veja aqui 

 
Comentar
Compartilhe
Ex-presidente da Câmara resolve tapar buracos
17/12/2015 | 01h56

O ex-vereador Alciones de Rio Preto, que foi presidente da Câmara de Campos (2005/2006), resolveu colocar a mão na massa. Morador de Rio Preto, ele se cansou de esperar pela Prefeitura e juntou uma turma para tentar tapar os buracos na estrada. Pelas fotos é possível notar que a "operação tapa buracos" não vai aguentar a primeira chuva.

No último final de semana o grupo "Fábrica da Alegria", que visita hospitais, asilos, orfanatos e comunidades, levando alegria e carinho, passou por Rio Preto e se assustou com o estado da estrada. "Muitos buracos, pouca sinalização.. Abandono total, colocando em risco as pessoas que passam por ali... ", diz um membro do grupo.

Será que a Prefeitura não teria uma equipe para dar um pulo no local e resolver o problema? Ou será que é mais importante preparar a programação de shows do Farol e os últimos detalhes para inaugurar a "Disney"?

alciones [caption id="attachment_37932" align="aligncenter" width="536"]Facebook/John Maycon Borges Reis Facebook/John Maycon Borges Reis[/caption] [caption id="attachment_37933" align="aligncenter" width="536"]Facebook/ John Maycon Borges Reis Facebook/ John Maycon Borges Reis[/caption]
Comentar
Compartilhe
A morte da vaca
17/12/2015 | 01h34

vaquinha-precipicio

Certa vez, durante suas andanças, um sábio monge passou por um sítio e conheceu uma família. Ao se despedir, o monge perguntou: “Como vocês conseguem se sustentar?”. Sem pensar duas vezes, o dono do sítio diz: “A gente depende muito daquela vaquinha ali. Usamos o leite para beber e uma outra parte a gente faz produtos para vender”. Anos depois, o monge voltou ao local e encontrou o sítio bem mais próspero, com muitos funcionários e uma produção incrível. Surpreso, indagou: “O que aconteceu?”. Feliz da vida, o proprietário respondeu: “É que a vaca caiu num precipício e morreu. Nessa hora, após o desespero, a gente teve que se movimentar, inovar e buscar alternativas para manter o sustento. Foi aí que crescemos”.

Assim como na história do monge, o município de Campos teve uma “vaca” durante muitos anos. Com os royalties em alta, o "leite" era abundante e os gestores que passaram pela Prefeitura se esqueceram de inovar e buscar alternativas. Agora, com a "vaca" no brejo, não adianta chorar pelo leite derramado. É hora de fazer como o dono do sítio: se movimentar, inovar e buscar alternativas.

Comentar
Compartilhe
Pezão negocia empréstimo para pagar o 13º de uma vez
17/12/2015 | 01h20

pezão

Por determinação do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), a secretaria estadual de Fazenda negocia com o Bradesco empréstimo para quitar, ainda este mês, a segunda parcela do 13º salário. A medida evitaria decisão anunciada nesta quarta-feira, que prevê o pagamento do benefício em cinco prestações. Segundo o secretário de Fazenda, Julio Bueno, a negociação com o Bradesco, responsável pela folha de pagamento do estado, é inspirada na que foi feita pelo governo gaúcho com o Banrisul. O banco creditaria, de uma vez, o valor das quatro parcelas restantes.

Juro menor  - Em troca do adiantamento, o governo se responsabilizaria pelo pagamento dos juros, que seriam os cobrados no crédito consignado, menor que as taxas de mercado. O resultado da negociação será definido até a próxima semana.

Dilema  - Pezão tem resistido aos aliados que tentam convencê-lo a se unir a outros governadores para exigir alívio no pagamento da dívida com o governo federal — no caso do estado, cerca de R$ 6 bilhões em 2016. Mas, diante da crise da saúde, não seria melhor interromper a quitação das parcelas? “Esse está sendo meu dilema”, responde o governador.

Quentão e desconectado - O Palácio Guanabara está sem ar-condicionado e sem internet.

Fonte: Fernando Molica/O Dia
Comentar
Compartilhe
Câmara decide convidar técnicos para explicar "venda do futuro"
16/12/2015 | 20h19

Um dia após o vereador Paulo Hirano (PR) solicitar a presença do secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) para explicar a "venda do futuro", gerando críticas da oposição, que apontou "teatro no lugar do debate técnico" (aqui),  a Câmara de Campos resolveu, por unanimidade, convocar os técnicos para p debate. Além de Garotinho, os secretários de Fazenda (Roberto Landes), o Procurador (Matheus José) e o secretário de Controle (Suledil Bernardino) estarão no plenário da Casa. A data ainda não foi definida.

A iniciativa partiu da oposição, através do vereador Nildo Cardoso (PSD), que solicitou a presença do secretário de Fazenda. Porém, o presidente da Casa, Edson Batista (PTB), achou por bem convidar também o Procurador Geral do Município e o secretário de Controle, Orçamento e Auditoria.

Mais informações na edição de amanhã (17) da Folha. 

Comentar
Compartilhe
PSB barra Romário da presidência do partido no RJ
16/12/2015 | 18h49

romário

O senador Romário (PSB-RJ) foi destituído da presidência do partido no Rio na tarde desta quarta-feira. A Executiva Nacional decidiu intervir no diretório estadual após a revelação, feita pelo jornal "O Globo", de que o assessor parlamentar Wilson Musauer Júnior, lotado no gabinete de Romário e tesoureiro do PSB no estado, é acusado de cometer quatro homicídios.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, enviou uma carta ao senador e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) comunicando a decisão. Além de Romário, saem também Musauer, Sérgio Barcelos, Rafael Takashi e João Carlos de Oliveira, todos indicados pelo senador.

A relação entre Romário e a direção nacional do partido já andava tensa. Mas, de acordo com uma fonte do partido, a revelação do processo em que Musauer é réu foi “a gota d´água” para a decisão.

O novo presidente do partido no Rio é o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, que ocupava a vice-presidência. A intervenção provocou a formação de uma comissão provisória. Ainda não há data para uma nova eleição da executiva.

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
Pappel: Arnaldo (28,4%), Tô Contigo (11,6%), Rafael (8,5%) e Peixoto (6,8%)
16/12/2015 | 17h35

Pesquisa do instituto Pappel realizada entre os dias 28 de novembro e 7 de dezembro, com 1.750 pessoas, mostra o ex-prefeito Arnaldo Vianna (PDT) na liderança com 28,4%, seguido pelo vereador Alexandre Tadeu (PRB) com 11,6% e pelo vereador Rafael Diniz (PPS), com 8,5%.  O deputado estadual João Peixoto (PSDC) aparece em quarto lugar com 6,8% e o deputado Geraldo Pudim (PMDB) tem 4,8%.

info pesquisa

Sem Arnaldo Vianna — No levantamento sem o nome do ex-prefeito Arnaldo Vianna, quem lidera é o vereador Alexandre Tadeu, com 15,3%, seguido pelo vereador Rafael Diniz (11,3%)  e pelos deputados João Peixoto (10,4%) e Pudim (8,5%). O vereador Nildo Cardo tem 6,2%, seguido pelos rosáceos Edson Batista (5,2%) e Mauro Silva (5,1%). O jovem Caio Vianna (PDT), filho de Arnaldo, tem 3,6%. Confira:

info pesquisa 2

Rejeição - No quesito rejeição, quem lidera é o deputado Geraldo Pudim, com 17,5%, seguido por Arnaldo (10,7), Jorge Magal (6,8%) e Chicão (5,9%).

REJEIÇÃO

rejeição

Atuação da prefeita Rosinha:  Ótima: 5,4% Boa: 12,05% Regular: 34,3% Ruim: 12,9% Péssima: 35,1%  
Comentar
Compartilhe
Acaba sem sucesso audiência de conciliação entre Dornelles e Garotinho
16/12/2015 | 17h24

Acabou sem sucesso audiência de conciliação entre o ex-governador do Rio de Janeiro e ex-deputado federal Anthony Garotinho e o atual vice-governador, Francisco Dorneles, na 21º vara criminal do Rio de Janeiro. Garotinho acusou, em seu blog, Dornelles de ter recebido – do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa – dinheiro desviado da Petrobras. Instado por Dornelles a se retratar, Garotinho se recusou e manteve o que publicou. O Ministério Público foi contra qualquer tipo de benefício ao ex-governador na tramitação ou suspensão da ação por ele responder a outros três processos civis. A juíza Ana Luiza Nogueira deu dez dias para que Garotinho apresente defesa.

Fonte: Expresso/Época 

Comentar
Compartilhe
Pezão paga 13º em cinco parcelas e adia pensões para janeiro
16/12/2015 | 17h07

O Estado do Rio vai parcelar a segunda parte do 13º salário em 5 vezes para 450 mil servidores. Amanhã serão creditados 20% do valor. As outras quatro parcelas serão depositadas nos dias 18/01, 17/02, 17/03, 18/04 de 2016.

O governo também não vai pagar a partir de amanhã os benefícios das 90 mil pensionistas. O valor da folha é de R$ 213 milhões. Todo o pagamento referente ao mês de dezembro será depositado na primeira quinzena de janeiro de 2016. Haverá um decreto para alterar as datas. Pelo calendário em vigor, as pensionistas receberiam entre os dias 17 e 22 deste mês.

Fonte: Coluna do Servidor/O Dia 

Comentar
Compartilhe
TSE divulga resoluções com as regras das eleições
16/12/2015 | 14h41

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou as dez resoluções que irão reger as Eleições Municipais de 2016. As normas juntam-se a outras resoluções anteriormente aprovadas pelo Plenário do TSE, que estabeleceram o Calendário Eleitoral e os modelos de lacres para as urnas, de etiquetas de segurança e de envelopes com lacres de segurança e sobre seu uso nas eleições de 2 de outubro, quando estarão em disputa os cargos de vereador e prefeito. No segundo turno, previsto para 30 de outubro, participam apenas os dois candidatos mais votados a prefeito dos municípios com mais de 200 mil eleitores, desde que ninguém tenha recebido mais de 50% dos votos válidos.

As instruções aprovadas na sessão de terça-feira (15) versam sobre atos preparatórios para a eleição; registro e divulgação de pesquisas eleitorais; escolha e registro de candidatos; limites de gastos das candidaturas a prefeito e vereador; propaganda eleitoral, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas em campanha eleitoral; representações, reclamações e pedidos de direito de resposta; arrecadação e gastos de recursos por partidos políticos e candidatos e prestação de contas; calendário da transparência para as eleições de 2016; instalação de seções eleitorais especiais em estabelecimentos penais e em unidades de internação de adolescentes; e sobre a cerimônia de assinatura digital, fiscalização do sistema eletrônico de votação, do registro digital do voto, da auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas e dos procedimentos de segurança dos dados dos sistemas eleitorais.

Novidades - Pela primeira vez, caberá à Justiça Eleitoral definir os limites de gastos de campanhas, com base em normas estipuladas pela reforma eleitoral de 2015. Outro destaque é a resolução do calendário da transparência para as Eleições 2016, que dispõe sobre a publicidade dos atos relacionados à fiscalização do sistema de votação eletrônica e à auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas, inovação que procura ampliar e estimular a participação da sociedade nas etapas de fiscalização. Há previsão ainda da instalação de seções eleitorais especiais em estabelecimentos penais e em unidades de internação de adolescentes. A resolução sobre o tema estabelece prazo para a transferência de eleitores para essas seções eleitorais especiais.

Confira alguns pontos das dez resoluções aprovadas ontem (15):

Pesquisas eleitorais - A partir de 1º de janeiro de 2016, as entidades e empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre as eleições ou candidatos, para conhecimento público, serão obrigadas a informar cada pesquisa no Juízo Eleitoral que compete fazer o registro dos candidatos. O registro da pesquisa deve ocorrer com antecedência mínima de cinco dias de sua divulgação.

Filiação partidária - Quem desejar disputar as eleições do próximo ano, precisa se filiar a um partido político até o dia 2 de abril de 2016, no caso, até seis meses antes da data das eleições. Pela regra anterior, para disputar uma eleição, o cidadão precisava estar filiado a um partido político um ano antes do pleito.

Convenções partidárias - As convenções para a escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações devem acontecer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016. O prazo antigo determinava que as convenções partidárias deveriam ocorrer de 10 a 30 de junho do ano da eleição.

Registro de candidatos - Partidos políticos e coligações devem apresentar os pedidos de registro de candidatos ao respectivo cartório eleitoral até as 19h do dia 15 de agosto de 2016. A regra anterior estipulava que esse prazo terminava às 19h do dia 5 de julho.

Gastos de campanha - Antes da reforma eleitoral deste ano (Lei nº 13.165, de 29 de setembro de 2015), o Congresso Nacional tinha de aprovar lei fixando os limites dos gastos da campanha eleitoral. Na falta desta regulamentação, eram os próprios candidatos que delimitavam seu teto máximo de gastos. Tais valores eram informados à Justiça Eleitoral no momento do pedido de registro de candidatura. A partir das eleições do próximo ano, de acordo com o que estabelece a reforma eleitoral, o TSE é que fixará, com base em valores das eleições anteriores e critérios estabelecidos nesta norma, os limites de gastos, inclusive o teto máximo de despesas de candidatos a prefeito e vereador nas eleições de 2016.

Propaganda eleitoral - A resolução sobre o tema contempla a redução da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído de 45 para 35 dias, com início em 26 de agosto, em primeiro turno. As duas reduções de períodos foram determinadas pela reforma eleitoral de 2015.

Instruções - De acordo com o artigo 105 da Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997), o TSE deve expedir, até 5 de março do ano da eleição, todas as instruções necessárias para a fiel execução da lei, ouvidos, previamente, em audiência pública, os delegados ou representantes dos partidos políticos. Fonte: TRE-RJ  
Comentar
Compartilhe
Supremo decide hoje o rito do impeachment
16/12/2015 | 12h21

Em 23 de setembro de 1992, o Supremo Tribunal Federal (STF) transmitiu pela primeira vez ao vivo uma sessão plenária da corte. As vozes das ruas pressionavam para o julgamento de um recurso apresentado pelo então presidente Fernando Collor de Mello, que, atolado em irregularidades, tentava evitar a implosão de seu breve mandato. Naquele momento, diante do ineditismo do processo de impeachment, o presidente do STF Sydney Sanches chamou para si a responsabilidade de, ao lado dos demais ministros, elencar um rol de procedimentos para o impedimento em curso. Evitava, assim, uma torrente de potenciais recursos judiciais que, ao cabo, poderiam exonerar Fernando Collor do escândalo de corrupção que devastou seu governo.

Nesta quarta-feira, com a presidente Dilma Rousseff amargando índices de rejeição só comparáveis aos da gestão do aliado alagoano, o Supremo volta a decidir as linhas gerais de um processo de impeachment. Entrará na seara essencialmente política da Câmara dos Deputados, que elegeu uma comissão paralela para a análise prévia do impedimento, e decidirá o que vale ou não no processo que poderá colocar fim ao já combalido governo petista.

Ainda que de forma pontual e moderada, o STF deverá arbitrar incidentes regimentais típicos da disputa político-partidária do Congresso e fazer um recorte da Lei 1079, que trata dos crimes de responsabilidade e que, editada em 1950, não foi abarcada completamente pela Constituição. Os efeitos da decisão jurídica da mais alta corte do país podem levar à aniquilação de todas as etapas já iniciadas no processo de impeachment e, consequentemente, à sobrevida da gestão petista.

Fonte: Veja 

Comentar
Compartilhe
Macaé: Dr. Aluízio lidera com 39,9%
16/12/2015 | 09h14
Prefeito de Macaé Dr Aluízio, participa de Oficina de trabalho para avaliação do Plano de Assistência Oncológica de Macaé, no Centro de Convenções. Macaé/Rj Data: 06/11/2013 Foto: Rui Porto Filho / Prefeitura de Macaé

Pesquisa realizada em Macaé pelo instituto GPP, entre os dias 5 e 6 de dezembro, mostra o prefeito Dr. Aluizio (PMDB) na liderança com 39,9% da corrida pela Prefeitura. Na segunda colocação está o ex-prefeito Riverton Mussi, com 17%, seguido pelo vice-prefeito Danilo Funke (Rede), com 5,4%, Chico Machado (PSB), com 4,9% e Igor Sardinha (PRB) com 2,5%.

Votos nulos e brancos: 21,3%

Não sabe/não respondeu: 9%

Aprovação - Indagados se aprovam ou desaprovam a administração do prefeito de Macaé, 64,1% dos entrevistados afirmaram que aprovam, outros 26,2% desaprovam. Não sabe/não respondeu: 9,7%.

Os números foram divulgados no Facebook pelo jornalista Roberto Barbosa.

Comentar
Compartilhe
Péricles na virada de ano do Farol
16/12/2015 | 08h54

pericles

O show da virada na praia do Farol de São Thomé ficará por conta do cantor Péricles. O secretário de Governo Anthony Garotinho (PR), porta voz oficial do governo rosáceo, anunciou na manhã desta quarta-feira (16) que a prefeita Rosinha Garotinho (PR) conseguiu um patrocinador para bancar o show. Porém, não revelou quem é o patrocinador. Em 2013 o cantor recebeu R$ 80 mil para se apresentar no Farol.

Sobre os outros shows do "Verão da Família", o líder rosáceo avisou que não haverá gastança. "Os shows serão locais durante o verão. O único show nacional será o do Péricles".

Comentar
Compartilhe
Genásio: "Tem evangélico que vai ter que acertar as contas com Deus"
16/12/2015 | 00h51

genásio

No final da sessão de ontem (15), vereadores da bancada governista abandonaram o plenário para derrubar o quorum e evitar a colocação em debate de um requerimento verbal solicitando a presença do secretário de Fazenda da Prefeitura de Campos, Roberto Landes, para explicar a "venda do futuro". A manobra rosácea irritou a oposição, que defendia um debate técnico.

Mas não foi só a oposição que se irritou. O vereador Genásio (PSC), do bloco "independente", protestou por um outro motivo. Ele defendia a aprovação de uma homenagem pelo Dia da Bíblia, comemorado no último domingo. "Tem vereador que é evangélico e abandonou a sessão, o que me impediu de aprovar a minha homenagem sobre o Dia da Bíblia. Essa discussão vai muito além de questões financeiras, estamos falando da palavra de Deus. Essas pessoas terão que acertar as contas com Deus", disse Genásio.

Comentar
Compartilhe
Hirano convida Garotinho para explicar "venda do futuro"
15/12/2015 | 19h29

Hirano2

O vereador Paulo Hirano (PR) usou a tribuna durante a sessão desta terça-feira (15) para colocar em votação um requerimento solicitando a presença do secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) para explicar a chamada "venda do futuro".  "Não há dúvida de que o nosso país passa por uma crise nunca antes vista. Hoje, em Campos, muito se fala sobre a antecipação de recebíveis e existem especulações de todos os tipos. Cada um fala o que quer, sem saber de nada. Por isso, apresento um requerimento solicitando que o secretário de Governo Anthony Garotinho venha ao Legislativo explicar toda a operação, já que ele foi o idealizador do projeto", disse Hirano.

O requerimento foi aprovado com os votos contrários da oposição e do vereador Dayvison Miranda (PRB). Porém, não foi definida a data da apresentação de Garotinho.

Ao solicitar que o seu líder político compareça ao Legislativo, Hirano se antecipou ao requerimento do vereador Marcão (PT), que não entrou na pauta desta terça-feira. Pelo requerimento de Marcão, o secretário de Fazenda Roberto Landes deve ser convidado para dar explicações sobre o contrato. "Votamos contra porque o contrato não foi assinado pelo secretário Garotinho, mas sim pelo secretário de Fazenda Roberto Landes. Ele sim poderia nos dar as explicações necessárias", disse Marcão.

Na tribuna, o vereador Fred Machado (PPS) disse que não confia no que será dito pelo líder rosáceo. "Para não chamar de mentiroso, vou dizer que ele não tem muito compromisso com a verdade. Esses dias disse que cada vereador tinha 15 cargos na Prefeitura. Isso, por exemplo, no que diz respeito ao grupo da oposição, foi uma grande mentira. Não precisa aparecer aqui para contar histórias. Podem mostrar o contrato que temos competência para avaliar", disse Fred.

Na visão do vereador Altamir Bárbara a oposição está com medo. "Ele vai chegar aqui cheio de argumentos e a oposição vai ficar com medo. Essa é a grande verdade", afirmou.

O vereador Rafael Diniz (PPS) disse que após a oposição apresentar, nesta terça-feira, um requerimento solicitando a presença do secretário de Fazenda, o governo resolveu chamar o secretário de Governo. "Alguém tem dúvida do que vai acontecer com ele aqui? Vai falar o que quiser, vai trazer uma plateia e vamos continuar com as mesmas dúvidas. Ele vai tentar mostrar que vender R$ 712 milhões para receber R$ 414 milhões é um bom negócio? A esposa dele está comprometendo nossas receitas até o final de 2020, sendo que ela foi eleita para ficar só até o fim de 2016. Isso é certo? Esse dinheiro não é da família Garotinho, é do povo de Campos. Fizeram toda a operação sem o mínimo de transparência e agora ainda vão fazer teatro?", indagou Diniz.

Mais informações na edição de amanhã (16) da Folha. 

Comentar
Compartilhe
Nahim já assumiu cadeira na Câmara Federal
15/12/2015 | 16h33
nahim

No site da Câmara Federal, o nome de Nelson Nahim já consta na lista dos deputados federais. Ele foi empossado na tarde desta terça-feira (15) e reforça o grupo do PMDB-RJ.

Assim como ocorreu durante sua interinidade como prefeito de Campos, Nahim diz que é preciso trabalhar sem pensar no tempo. "Não importa o tempo, temos que assumir essa missão com dedicação e disposição para encarar os desafios", diz o deputado federal.

Ele assume a cadeira de Alexandre Serfiotis (PSD), que foi nomeado secretário de Ciência e Tecnologia da Prefeitura do Rio. Sobre a possibilidade do caso "Meninas de Guarus" ser levado ao Conselho de Ética da Câmara, Nahim afirmou que não tem nada a temer (aqui).

nahim 2

Atualização Às 17h35 - Agora,  no plenário da Câmara Federal, Nahim solicitou a palavra e cobrou do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB), uma alteração do seu partido. "No painel o meu nome consta como deputado do PSD. Estou filiado ao PMDB e já solicitei, através de requerimento, essa alteração", disse Nahim, que ouviu a seguinte resposta de Cunha: "Seu requerimento será analisando pela presidência desta Casa". Disposto a votar ao lado do PMDB, Nahim cobrou com mais firmeza. "Não posso aguardar, presidente. Estou aqui como deputado do PMDB e não posso votar como parlamentar do PSD", protestou Nahim.

Tudo indica que a ideia de Eduardo Cunha é segurar essa troca para evitar o fortalecimento do PMDB-RJ na Câmara. Na última semana o grupo viu o deputado Leonardo Picciani perder a liderança do partido na Casa e a ideia é dar o troco. Porém, o grupo de Cunha e do vice-presidente Michel Temer defende Leonardo Quintão, que assumiu a liderança do PMDB em votação apertada.

O jornalista Ricardo André Vasconcelos postou nota em seu blog sobre a posse de Nahim: aqui 

Comentar
Compartilhe
Quem foi o professor de Cunha?
15/12/2015 | 16h10

cunha

No olho do furacão, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta terça-feira (15), que a Operação Lava Jato poupa políticos do PT e mira no PMDB. Em entrevista coletiva realizada horas após a Polícia Federal (PF) fazer buscas em imóveis do deputado, ele afirmou que não há a menor hipótese de renunciar à presidência da Câmara. "Todo dia tem a roubalheira do PT sendo fotografada e, de repente, fazem uma operação do PMDB. Tem alguma coisa estranha no ar", afirmou Cunha, que se disse "tranquilo" e "absolutamente inocente".

Ou seja, Eduardo Cunha se colocou como vítima, apontou uma grande perseguição, e disparou forte contra adversários.

Com quem ele aprendeu essa tática?

Comentar
Compartilhe
Economista vê "esparadrapo menor do que a ferida"
15/12/2015 | 15h27

O economista Ranulfo Vidigal, ex-aliado do grupo rosáceo, comentou em seu perfil no Facebook sobre a "venda do futuro". Na visão dele, o quadro para 2016 é grave. "Trata-se de um cobertor curto em pleno ano eleitoral. O esparadrapo vai ficar menor do que o tamanho da ferida". Confira:

vidigal

Em comentário na postagem, o advogado José Paes Neto ainda lembra de outras pendências milionárias. "Lembrando que além dos 142 milhões, também serão pagos os 150 milhões devidos ao Banco do Brasil, referentes à 2ª parcela da operação de 2014. Ou seja, sobrarão menos de 350 milhões para tudo isso que você falou".

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": fila já começou a andar
15/12/2015 | 13h58
[caption id="attachment_37832" align="aligncenter" width="398"]OLYMPUS DIGITAL CAMERA Imagem meramente ilustrativa[/caption]

Um dia após a confirmação da segunda "venda do futuro", poderosos empresários começaram a se posicionar uma espécie de "Fila VIP". Enquanto os pequenos circulam pela planície em busca de informações sobre o dinheiro, os grandões já foram ao Rio conversar sobre os pagamentos.

Já os empresários menores, que estão com a corda no pescoço, podem ter que esperar pelo próximo empréstimo. Nos bastidores, já há quem diga que o governo conseguirá mais alguns milhões em março.

Comentar
Compartilhe
Câmara: concursados barrados e gabinetes com mais comissionados
15/12/2015 | 02h31

câmara

No debate sobre o concurso da Câmara de Campos, que foi realizado e homologado em 2012, o atual presidente da Casa, Edson Batista (PTB), afirmou que os vereadores aprovaram, por unanimidade, a extinção dos cargos. A votação teria ocorrido durante uma reforma administrativa no Legislativo. Porém, não é possível saber exatamente quando foi a aprovação no plenário da Casa. O estranho dessa história é que no mesmo local que não há espaço para concursados, houve um "jeitinho" para turbinar os gabinetes com mais comissionados.

Mais comissionados nos gabinetes - O que é possível descobrir, no Portal da Transparência da Câmara (aqui), é que, ao contrário da gestão passada, quando cada vereador contava com quatro comissionados, os atuais vereadores contam com seis cargos. Além disso, os parlamentares que estão na Mesa Diretora podem nomear até 10 comissionados. O vice-presidente (Thiago Virgílio) conta com 10 cargos, assim como o primeiro secretário (Abdu Neme). A vereadora Auxiliadora Freitas, que é a segunda-vice-presidente conta com 9 cargos, assim como o vereador Miguelito, que é o segundo secretário. Os salários dos comissionados giram em torno de R$ 4,5 mil (CC-1) e R$ 3,7 mil (CC-2).

Só com salários dos comissionados, que atuam nos gabinetes dos 25 vereadores, o gasto mensal da Câmara fica na casa dos R$ 720 mil.

Gabinete de Edson Batista: gasto mensal de R$ 32,9 mil (só com os salários dos comissionados)

Gabinete de Abdu Neme (PR): gasto mensal de R$ 41,8 mil (só com os salários dos comissionados)

Gabinete de Thiago Virgílio (PTC): gasto mensal de R$ 41,8 mil (só com os salários dos comissionados)

Gabinete da vereadora Auxiliadora Freitas (PHS): gasto mensal de R$ 39,7 mil (só com os salários dos comissionados)

Gabinete do vereador Miguelito (PSL): gasto mensal de R$ 39,7 mil (só com os salários dos comissionados)

Gabinetes dos outros 20 vereadores: R$ 26,2 mil por gabinete, só com comissionados, totalizando R$ 524 mil.

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": Dinheiro na conta e pagamento até 2020
14/12/2015 | 19h04

venda do futuro

A Prefeitura de Campos "vendeu" R$ 712,5 milhões para receber R$ 414 milhões. A ratificação e homologação da operação foi publicada no início da tarde desta segunda-feira (14) em uma edição online do Diário Oficial do Município. A Caixa Econômica Federal é o agente financiador e a operação, conforme extrato de contrato, foi feita com base na Resolução 02/2015 do Senado Federal. Ou seja, o município só poderá utilizar 10% do que receber de royalties por ano para pagar o empréstimo. O prazo de vigência é de janeiro de 2016 a dezembro de 2020, quando será encerrado o mandato do(a) próximo(a) gestor(a) do município. E não vai parar por aí. Em março do ano que vem o grupo rosáceo vai em busca de mais um empréstimo.

"Deságio de quase R$ 300 milhões" - Como o valor global foi de R$ 712,5 milhões, tudo indica que o governo vai pagar quase R$ 300 milhões de "juros". "Sendo a operação semelhante a do ano passado, o Município vendeu R$ 712 milhões e deverá receber, com deságio, os R$ 414 milhões divulgados. Ou seja, um deságio de quase 300 milhões", postou o advogado José Paes Neto no Facebook, em publicação do jornalista Ricardo André Vasconcelos, que foi o primeiro a divulgar a confirmação da segunda "venda do futuro".

Para o ex-subsecretário de Controle Orçamentário e Auditoria da Prefeitura de Campos, José Alves de Azevedo Neto, a operação precisa ser explicada. "Garganta profunda ou vendedor de ilusão? O valor de R$ 414 milhões não é antecipação de royalties e sim empréstimo com a Caixa Econômica".

Como o blog informou no último dia 04 (aqui), a ideia era buscar um empréstimo semelhante ao que foi obtido no final do ano passado, quando o governo “vendeu” R$ 300 milhões e recebeu R$ 250 milhões, deixando R$ 50 milhões de “juros”.

 Leia matéria completa na edição de amanhã (15) da Folha. 

Comentar
Compartilhe
Julio Lopes: "Campos voltará a sorrir com Caio e Arnaldo"
14/12/2015 | 14h00

juntos

O ano de 2016 ainda não chegou, mas o clima eleitoral é cada vez mais nítido.

O deputado federal Julio Lopes (PP) esteve no último final de semana em Campos e participou da festa de aniversário de Caio Vianna. Pela sua postagem no Facebook (aqui) é possível notar que o parlamentar está empolgado com uma possível estreia do jovem nas urnas. "Tenho absoluta certeza de Campos voltará a sorrir com Caio e Arnaldo Vianna e contem comigo para caminharmos juntos nessa direção!", disse Lopes, que em setembro já havia elogiado Caio (aqui).

Plano B - Em recente entrevista à Folha, o ex-prefeito Arnaldo Vianna (PDT) se mostrou confiante na possibilidade de entrar na disputa sem pendência jurídica, mas avisou que o seu filho está pronto para encarar o desafio. "Se eu não puder ser candidato, vejo caio com 99,99% de chance. Políticos experientes têm conversado comigo e elogiam muito a postura dele", disse Arnaldo.

Em um banner colocado na festa havia a seguinte frase de Arnaldo: "Verás que um filho meu não foge à luta" (aqui).

Comentar
Compartilhe
Calçamento colorido por R$ 2,1 milhões
14/12/2015 | 13h27
[caption id="" align="aligncenter" width="483"] Foto: Ricardo André Vasconcelos - 13/12/2015 - 12h25[/caption] Do blog "Eu Penso que"/Ricardo André Vasconcelos (aqui):

"Quem pensa que já viu de tudo em se tratando de falta de prioridade veja só essa:

A Prefeitura de Campos, a mesma que apanhou R$ 414 milhões de empréstimos a taxas de juros por enquanto mantidas escondidas, está torrando R$ 2,1 milhões para calcar cinco ruas do bairro do Xexé, no Farol de São Thomé com bloquetes intertravados coloridos. Os bloquetes são uma invenção de uma empreiteira-amiga-de-fé-irmã-camarada, como se vê na foto acima.
Tudo bem que os moradores do Xexé e os veranistas (estes, a maioria), merecem ter ruas suas calçadas e sem buracos. O problema seriam os custos dos tradicionais calçamentos, com paralelepípedos, que seriam mais baratos e que, ao contrário do que diz a placa no local, não  há obras de infraestrutura, como coleta de esgoto e nem galerias de águas pluviais. Só calçamento com bloquetes coloridos.
Bloquete caro, hein?
Pior: a placa informa que esta é a fase 1".
Comentar
Compartilhe
Após protesto de merendeiras, empresa recebe R$ 447 mil
14/12/2015 | 10h00
[caption id="attachment_37799" align="aligncenter" width="390"]protesto Merendeiras protestaram na última quinta-feira - Foto de Genilson Pessanha[/caption]

Na última quinta-feira (10) cerca de 60 merendeiras fizeram um protesto em frente à secretaria de Educação de Campos (aqui), para reivindicar o pagamento de salário que estaria atrasado por falta de repasse da Prefeitura à empresa contratada Guelli. Em algumas unidades, os alunos teriam sido dispensados.

Naquele mesmo dia, de acordo com o Portal da Transparência, a Prefeitura pagou uma nota à empresa Guelli no valor de R$ 447 mil.

Comentar
Compartilhe
Picciani coloca Eduardo Cunha na "conta" de Garotinho
13/12/2015 | 23h41

picciani

Em entrevista ao jornal "O Dia", o presidente estadual do PMDB, deputado Jorge Picciani, comentou sobre a sua relação com o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), e lembrou que o político chegou ao partido com o ex-governador Anthony Garotinho. "Ele veio para o PMDB com o Garotinho. Nós o recepcionamos. A ascensão dele no PMDB se deu pela capacidade de trabalho e pela proximidade com o Henrique Eduardo Alves. Ele nunca teve aqui o apoio do Cabral (ex-governador Sérgio Cabral), meu, apesar de eu me dar bem com ele", disse Picciani.

Comentar
Compartilhe
No PMDB, Nahim vai assumir cadeira na Câmara Federal
12/12/2015 | 11h22
nahim

O ex-vereador Nelson Nahim, que nos últimos dias trocou o PSD pelo PMDB, vai assumir, na próxima segunda-feira (14), uma cadeira na Câmara Federal . Já diplomado, Nahim entra na vaga de Alexandre Serfiotis (PSD), que assume a secretaria de Ciência e Tecnologia da Prefeitura do Rio. “Vamos assumir essa missão sem saber quanto tempo vai durar. Agradeço a confiança do grupo do PMDB e estarei lá para atuar com a mesma serenidade de sempre, não importa o tempo”, diz Nahim, cuja coragem para entrar na “guerra” foi elogiada pelos principais caciques do PMDB no estado do Rio.

Na última quinta-feira (10) o blog publicou nota (aqui) sobre o “plano de guerra” do PMDB-RJ contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a manobra que tirou o deputado Leonardo Picciani da liderança do partido na Câmara Federal. A ideia é reforçar o bloco que caminha com o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), com o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB) e presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB).

Saída do PSD e 2016 – Segundo Nahim, a saída do PSD foi tranquila. “Conversei com o Gilberto Kassab e ele entendeu a importância dessa missão que vamos ter em Brasília”, explicou Nahim. Ele também destacou que a troca não influencia seu posicionamento na eleição de 2016. Vale lembrar que o partido já anunciou apoio ao deputado estadual Geraldo Pudim (PMDB) na disputa pela Prefeitura de Campos.

Terceiro lugar em Campos – Nahim recebeu 25.872 votos na eleição do ano passado. Em Campos, ele só ficou atrás da deputada Clarissa Garotinho (PR), que obteve 47.507 votos, e do vereador Alexandre Tadeu (PRB), que ficou com 20.794 votos. Com 17.827 na planície goitacá, Nahim foi o terceiro mais votado na cidade, superando políticos como o deputado Paulo Feijó (PR), o vereador Jorge Magal e o médico Makhoul Moussallem. Além disso, ainda conquistou oito mil votos fora da cidade.

Leia a matéria completa: aqui 

Comentar
Compartilhe
"PF virou minha vida do avesso", diz Pezão sobre delação de Yousseff
11/12/2015 | 19h04
[caption id="attachment_37722" align="aligncenter" width="444"] (Foto: Fernanda Rouvenat/G1) (Foto: Fernanda Rouvenat/G1)[/caption]

O governador Luiz Fernando Pezão afirmou que a Polícia Federal "virou sua vida do avesso e pediu o arquivamento" de seu inquérito na Operação Lava Jato, nesta sexta-feira (11). A declaração aconteceu em resposta à delação premiada do doleiro Alberto Youseff, que confirmou doações não declaradas de R$ 30 milhões da Petrobras para a campanha de Pezão, então vice de Sergio Cabral, ao governo do estado em 2010.

O dinheiro teria sido doado por Paulo Roberto Costa, ex-coordenador de infraestrutura da Petrobras, que já havia revelado a informação em fevereiro. Durante cerimônia pelo Dia do Ministério Público, no Rio, Pezão voltou a dizer que não conhece Alberto Yousseff e que está à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos. "Acho lamentável a gente ficar exposto. Eu me indigno muito, mas me coloquei à disposição da Justiça. Prestei todos os esclarecimentos e o que precisar confio muito na Justiça. Não existiu essa conversa. A Polícia Federal investigou a minha vida e a do Sergio (Cabral). Virou do avesso e pediu o arquivamento", disse o governador.

O caso foi, de fato, arquivado a pedido da Polícia Federal, em setembro deste ano. Paulo Roberto havia afirmado, em fevereiro, ter se encontrado com Cabral e Pezão para negociar uma doação de campanha de R$ 30 milhões. Yousseff, na última quinta-feira (10), confirmou que Paulo Roberto realizou as doações. Pezão afirmou que não tem medo do inquérito ser reaberto, após a delação do doleiro. "Não (teme), porque ele já falou 10 vezes. Ele não conhece a gente, falou isso ontem no depoimento. Quem assistiu viu, ele falou que não conhece ao Sergio e nem a mim. Nunca tive conversa com essa quadrilha. O Paulo Roberto eu conheço. Era coordenador de infraestrutura. Tive diversas reuniões com ele sobre o Comperj", completou Pezão.

Por meio de nota à imprensa, Cabral disse reiterar "indignação" por ter o seu nome envolvido no caso. A assessoria de imprensa de Pezão informou que o atual governador do Rio de Janeiro disse que as informações prestadas por Costa não são verdadeiras, que refuta as informações dadas por Youssef e que está à disposição da Justiça.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro" só consegue tapar parte do buraco
11/12/2015 | 14h20
Em seu perfil no Facebook o economista Ranulfo Vidigal publicou nota com o balanço orçamentário de outubro. Segundo Vidigal, a operação de crédito, a chamada "venda do futuro", vai dar apenas para tapar parte do buraco.

venda

Comentar
Compartilhe
"Pacote de maldades": ICMS sobe para cerveja, cigarro e luz
11/12/2015 | 12h45

Os setores de bebida e fumo serão os mais sacrificados com o aumento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que o governo do estado vai promover para aumentar a arrecadação e diminuir o impacto da crise financeira nos cofres. Segundo o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), o aumento nas duas áreas será uma “pancada”. As contas de luz também vão ficar mais caras para os clientes que consumirem mais energia.

Segundo Picciani, o governo estuda ampliar a isenção da cobrança do ICMS nas faturas de 50 Watts para 80W ou 100W, atingindo maior número da famílias de menor renda, e cobrando 1% adicional para as outras faixas de consumo. Não haverá isenção de aumento de ICMS para os demais setores. De acordo com o presidente da Alerj, as demais correções de alíquotas serão pelo fundo da pobreza, de 1%.

Picciani previu que atualmente consegue aprovar diversas pautas ásperas: “Não é fácil aprovar imposto, é uma pressão danada, não é fácil cortar empresa. Tudo é difícil, mas eu falo para votar logo. E ele (Pezão) está com uma vantagem que eu não tenho nenhuma preocupação de desgaste de fazer aquilo que precisa ser feito para melhorar o estado como um todo. O que não pode é não pagar as contas. Não pode cada dia os serviços irem diminuindo. Eu não posso ver a Uerj sem funcionar e os hospitais serem limpos pela Comlurb”.

Fonte: O Dia 

Comentar
Compartilhe
Câmara: aditivo de R$ 52 mil para aquisição de passagens aéreas
11/12/2015 | 11h20

aviao

Foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira  o 1º termo aditivo para contratação de empresa especializada fornecimento de passagens aéreas. A Câmara de Campos contratou a empresa Aquino e Chebabe Agência de Turismo e previu gastar R$ 52,8 mil em um mês (20/11 até 19/12).

Contrato -  O contrato anual com a empresa Aquino e Chebabe foi assinado no dia 29 de janeiro. Valor: R$ 242,7 mil (aqui).

Magal: "Câmara tem farra das passagens aéreas?" - Em fevereiro deste ano o  vereador Jorge Magal (PR) comentou (aqui) sobre o contrato para a aquisição de passagens aéreas. “Fiquei sabendo sobre esse contrato através da imprensa. Será que agora a Câmara tem farra das passagens aéreas?”, indagou Magal, que foi além. “Nunca usei passagens aéreas bancadas pela Câmara e, sinceramente, não vejo a mínima necessidade. Como é que pode, em tempos de economia, aparecer um contrato deste tipo, no valor de R$ 242 mil?”.

Atualização às 14h20 - Em contato com o blog o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB) explicou que o aditivo foi necessário por conta de viagens e eventos. Ele lembrou que vereadores mirins foram a Brasília com acompanhantes, além de eventos como FDP!, Giro Legislativo e viagens para Marcha dos Vereadores e articulações da TV Câmara. "Não existe farra, tudo foi feito com transparência", disse o presidente.

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro" garantida e confiança para 2016
11/12/2015 | 10h55
[caption id="attachment_37759" align="aligncenter" width="480"]Foto: Nosso Interior Foto: Nosso Interior[/caption]

O líder rosáceo reuniu a sua tropa na noite de ontem (10) e, mesmo alegando estar com febre, revelou estar feliz da vida por ter vencido a batalha pela antecipação dos royalties. De acordo com o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR), o município de Campos vai contar com R$ 414 milhões na próxima segunda-feira (14).

Rosáceos querem mais - Mas engana-se quem pensa que a "venda do futuro" se encerra com este empréstimo. Como o objetivo era conseguir R$ 1,1 bilhão, o líder rosáceo vai continuar agindo como um "caixeiro-viajante" em busca de outra antecipação. A ideia é conseguir, em março, mais R$ 700 milhões.

Vitória em 2016 - Ao comentar sobre a eleição de 2016, sem revelar quem será o nome do grupo, o líder rosáceo esbanjou confiança na vitória. Inclusive, fez questão de citar o próprio fracasso em 2014, quando liderou até setembro a corrida pelo governo do estado e nem foi para o segundo turno. "Vamos vencer no primeiro turno", afirmou.

O blog "Na Curva do Rio" publicou nota sobre o assunto na noite de ontem (aqui).

Comentar
Compartilhe
Câmara de Campos publica "corte na carne" de 25%
10/12/2015 | 12h21
A Câmara de Campos publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (10) uma portaria que dispõe sobre um contingenciamento de 25% com despesas de custeio para 2016. publicação
Comentar
Compartilhe
Nelson Nahim no "plano de guerra" do PMDB-RJ
10/12/2015 | 11h41
[caption id="attachment_37745" align="aligncenter" width="502"]Nahim faz parte da estratégia do PMDB na disputa pela liderança do partido na Câmara Federal Nahim, que é suplente e pode assumir cadeira, faz parte da estratégia do PMDB na disputa pela liderança do partido na Câmara Federal[/caption]

A destituição de Leonardo Picciani da liderança do PMDB deflagrou uma guerra entre as alas governista e oposicionista do partido. Como a coluna Informe do Dia antecipou ontem à tarde, o PMDB-RJ atua para aumentar o número de seus representantes na bancada federal: esses novos deputados terão a função de, com seus votos, fazer com que Leonardo, ligado ao Planalto, volte à liderança. O grupo que quer o impeachment de Dilma Rousseff reagiu e também começou a articular a volta para a Câmara de deputados que ocupam cargos em governos estaduais.

Filiações - A estratégia do PMDB-RJ inclui a volta de deputados que ocupavam secretarias (Marco Antonio Cabral e Pedro Paulo Teixeira) e a filiação de parlamentares e suplentes de outros partidos, entre eles, Nelson Nahim e Alexandre Serfiotis (ambos do PSD), Simão Sessim (PP), Altineu Cortês e Dr. João (ambos do PR).

Cargos - Há também um terceiro caminho: cargos no governo estadual e na Prefeitura do Rio estão sendo oferecidos a deputados de partidos que se coligaram ao PMDB em 2014 (a coligação elegeu 20 parlamentares). A saída deles da Câmara abre vagas para a ascensão de peemedebistas. Walney Rocha e Deley, ambos do PTB, deixaram a Câmara em troca, respectivamente, da Secretaria Municipal de Abastecimento e da Secretaria Estadual de Esportes.

Os articuladores - O reforço da bancada do PMDB-RJ tem sido liderado por Jorge Picciani (pai de Leonardo e presidente do PMDB-RJ e da Assembleia Legislativa), Pezão e Eduardo Paes. O prefeito tem um motivo adicional para se envolver na briga: se ficar mesmo de fora da liderança, Leonardo volta a ser um candidato potencial à Prefeitura do Rio.

Ameaça - O jogo é pra lá de pesado. Ao contrário de Marco Antonio Cabral, Pedro Paulo não reassumiu o mandato e voltou ontem cedo para o Rio. A ala oposicionista, ligada a Michel Temer, espalhou uma ameaça pelo Congresso: levará o caso da agressão à sua ex-mulher para o Conselho de Ética caso ele volte para a Câmara. Para disfarçar, a representação seria apresentada por parlamentar de algum partido nanico.

Fonte: Fernando Molica/O Dia 

Comentar
Compartilhe
Cofre aberto: Vital (R$ 1,5 milhão) e Working (R$ 555 mil)
10/12/2015 | 11h08

A Vital Engenharia, responsável pela coleta de lixo e limpeza urbana em Campos, que amargava atrasos nos pagamentos, recebeu mais R$ 1,5 milhões na última terça-feira (08). Ao todo, entre novembro e dezembro, a empresa recebeu R$ 13 milhões. No Portal da Transparência não é possível saber o mês dos serviços que foram pagos.

Já a empresa Working, que recebeu R$ 558 mil na última sexta-feira (aqui), faturou, quatro dias depois, mais R$ 555 mil por manutenção e instalação nas unidades escolares do município. A jornalista Suzy Monteiro publicou nota sobre o pagamento: aqui.

Atualização às 13h55 - O pagamento da última sexta-feira, de R$ 558 mil não está mais disponível no relatório do Portal da Transparência. Foi substituído pelo de R$ 555 mil, com nova data (08). Tudo indica que houve um erro e se trata da mesma nota.

Comentar
Compartilhe
Edson Batista: "Cargos do concurso já foram extintos"
09/12/2015 | 12h37

edson

O presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), comentou na manhã desta terça-feira (09) sobre a sessão de ontem (aqui) e afirmou que não se sente derrotado. "A Câmara votou pela extinção dos cargos durante a nossa reforma administrativa. Os cargos do concurso foram extintos por unanimidade. Se os cargos foram extintos, entendemos que o concurso deveria ser anulado", disse Edson, que evitou questionar o posicionamento dos parlamentares. "Não faço juízo de valor sobre os votos dos parlamentares. O voto é soberano e deve ser respeitado, só quem pode julgar é o eleitor", disse Edson. Sobre o quinquênio, ele avisou que o artigo será suprimido. "Fizemos tudo de forma transparente, dialogando com o Sindicato dos Servidores e com uma comissão formada por servidores da Casa", frisou.

Vai entrar na pauta de hoje? - Sobre a possibilidade do Plano de Cargos, com a anulação do concurso, voltar a ser debatido durante a sessão de hoje (09), o presidente comentou: "Vamos decidir em conjunto. Ainda temos muitas matérias para analisar e tudo indica que o recesso não terá início no dia 18, como estávamos prevendo. Acho que iremos prorrogar os trabalhos até o dia 31". Tudo indica que o debate deverá ocorrer na próxima semana.

"Perdi em ótima companhia" - Em relação ao Código de Ética, outra matéria defendia por ele que foi derrubada pela plenário, Edson diz se orgulhar da derrota. "Perdi em boa companhia, ao lado das principais instituições e segmentos da nossa cidade", afirmou.

Comentar
Compartilhe
Carta na capa
09/12/2015 | 12h07

Aproveitando que as cartinhas estão na moda, após o desabafo do vice-presidente Michel Temer (PMDB), o jornal "O Dia" publicou, na capa da edição desta quarta-feira (09), a carta de uma senhora que anda um recado aos nossos políticos. Confira:

capa

Comentar
Compartilhe
Pezão diz que vai vender helicóptero para enxugar gastos
09/12/2015 | 11h59
[caption id="attachment_37722" align="aligncenter" width="392"] (Foto: Fernanda Rouvenat/G1) (Foto: Fernanda Rouvenat/G1)[/caption]

O governador Luiz Fernando Pezão quer fazer cortes nas secretarias para enxugar os gastos e enfrentar a crise financeira no estado. Segundo ele, estudos estão sendo feitos e vão ser apresentados à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) até dia 22, antes do recesso parlamentar. “Vou cortar cargos, vou cortar empresas, telefones. Mandei vender helicóptero. Vou fazer uma série de medidas que a gente vai tomar a partir de janeiro. Vamos cortar muitos cargos dentro das empresas. Estamos levantando ainda quais serão. Estou fazendo isso para mandar para Assembleia. Tenho até o dia 22”, disse o governador.

Segunda parte - O governo do Rio informou que depositou nesta quarta-feira (9) a segunda parte do salário dos servidores referente ao pagamento de novembro. Pezão, como havia prometido anteriormente, conseguiu antecipara para esta quarta o pagamento, que com o atraso, inicialmente só seria quitado no dia 15. Quanto ao 13º salário, ainda não há definição. O prazo previsto no calendário da Secretaria de Planejamento é dia 17 de dezembro. O estado ainda terá de levantar recursos para esse pagamento.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Prefeitura gasta mais R$ 236 mil com Cidade da Criança
09/12/2015 | 10h01

elefante

Quem pensou que a obra da Cidade da Criança, a "Disney" goitacá, já estava quitada e concluída, se enganou. Na última segunda-feira (07), em tempos de crise, a Prefeitura gastou mais R$ 160 mil para complementar o parque temático. A empresa Maguima Construções recebeu R$ 54 mil, a Projecons ficou com R$ 106 mil e a Ribeiro e Azevedo Construções recebeu mais R$ 76 mil. Total: R$ 236 mil.

60% mais cara – Em maio do ano passado o jornalista Ricardo André Vasconcelos informou (aqui) que as empresas Projecons Projetos e Construções, Maguima Construções e Ribeiro Azevedo foram contratadas em 2013 para realizar a obra em 180 dias (terminaria em outubro de 2013). O valor da obra era de R$ 10,5 milhões. Porém, no ano passado, além de atrasada, a obra ficou cerca de 60% mais cara. Foi publicado no Diário Oficial do dia 21 de maio de 2014 um aviso de licitação informando sobre a necessidade de uma “complementação da obra” orçada em R$ 6,2 milhões, deixando o valor total do parque temático por R$ 16,7 milhões. Tendo em vista o prazo do novo contrato, a obra deveria ter sido concluída em dezembro do ano passado. Ou seja, já estamos com um ano de atraso no segundo prazo.

Enquanto isso, pacientes não encontram fraldas (aqui), diabéticos ficam sem insulina (aqui), temos buracos por todos os lados (aqui), ponte caindo aos pedaços (aqui), escolas com mofo e goteira (aqui), moradores na lama (aqui), unidades de Saúde precisando de reparos, servidor sem plano de saúde, obra do hospital São José sem conclusão, entre outros probleminhas "pontuais" que não devem ser mais importantes do que a nossa "Disney".

Comentar
Compartilhe
Ministro do STF suspende comissão do impeachment
08/12/2015 | 23h36
[caption id="attachment_37700" align="aligncenter" width="490"]Ministro Luiz Edson Fachin, do STF, decidiu suspender a formação e a instalação da comissão especial que irá analisar o processo de impeachment Ministro Luiz Edson Fachin, do STF, decidiu suspender a formação e a instalação da comissão especial [/caption]

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na noite desta terça-feira (8) suspender a formação e a instalação da comissão especial que irá analisar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Fachin determinou que os trabalhos sejam interrompidos até que o plenário do Supremo analise o caso, votação que está marcada para a próxima quarta (16).

Segundo o magistrado, ele suspendeu todo o processo do impeachment para evitar novos atos que, posteriormente, possam ser invalidados pelo Supremo, inclusive prazos.

A decisão liminar (provisória) de Fachin foi tomada no mesmo dia em que a Câmara elegeu, por 272 votos a 199, a chapa alternativa de deputados de oposição e dissidentes da base aliada para a comissão especial que vai analisar o prosseguimento do processo de afastamento da chefe do Executivo federal.

Na tarde desta terça, ao concluir a votação que elegeu parte da comissão especial do impeachment, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), convocou uma nova sessão para a tarde desta quarta-feira (9) para que os líderes dos partidos indiquem os outros 36 membros do colegiado. Com a decisão de Fachin, a nomeação desses outros deputados não deverá ocorrer.

A decisão também impede os demais procedimentos previstos no processo: eleição de presidente e relator do pedido de impeachment, bem como abertura do prazo para Dilma apresentar sua defesa.

Fonte: G1 (aqui)

Comentar
Compartilhe
"Rolo compressor" deixa Edson Batista na mão
08/12/2015 | 19h40

edson

Uma semana após ver a Câmara derrubar o Código de Ética, que tinha o apoio da Mesa Diretora (aqui), o presidente da Casa, Edson Batista (PTB), perdeu mais uma. Foi colocado na pauta da sessão desta terça-feira (08) o Projeto de Lei 0106/2015, que requalifica o Plano de Cargos e Salários do Legislativo. Confiante na aprovação da matéria, o presidente convocou servidores para acompanhar a sessão de perto e solicitou regime de urgência. A ideia era aprovar com o apoio do "rolo compressor", sem muita conversa. No projeto, sem que muitos vereadores soubessem, constava a anulação do concurso público da Câmara, realizado e homologado em 2012.

Ao notar que o projeto seria aprovado sem discussão e análise, o vereador Rafael Diniz (PPS) protestou: "Ninguém teve acesso ao projeto. Como pode chegar aqui e colocar em votação com urgência? Precisamos analisar todos os pontos". Neste momento, o líder do governo na Câmara, vereador Mauro Silva (PT do B), solicitou uma pausa para que os vereadores pudessem analisar o projeto internamente.

Clima quente - Nos bastidores, durante a análise, o clima esquentou. Vereadores da oposição e do bloco "independente" criticaram a suposta manobra para aprovar o projeto e encontraram dois artigos polêmicos. Um deles trata sobre a extinção do concurso público da Câmara, que foi realizado e homologado em 2012. Desde o início da atual legislatura, o presidente aponta irregularidades e tenta anular o concurso. Ao mesmo tempo, concursados batalham na Justiça para garantir a posse.

Outro artigo que gerou questionamentos foi o que tratava sobre uma mudança nas regras do quinquênio, abono pecuniário incorporado ao salário do funcionalismo público por cada cinco anos de serviço efetivamente prestado. Servidores que estavam presentes e não conheciam o projeto, solicitaram que este artigo fosse suprimido.

Sessão encerrada - Ao notar que o seu plano, em parceria com a Procuradoria da Câmara, não deu certo e sem o apoio do "rolo compressor", o presidente da Câmara retirou o projeto da pauta e encerrou a sessão. 

Comentar
Compartilhe
Pacientes denunciam falta de fraldas
08/12/2015 | 12h19

fralda

Diversas denúncias apontam falta de fraldas do programa municipal Pró-Fraldas, em Campos. Adultos, crianças e idosos estão sem receber assistência da Prefeitura e alguns estão sem receber as fraldas há cerca de seis meses. A Prefeitura diz que a queda na arrecadação dos royalties afetou o programa.

A esposa de um idoso de 88 anos contou à equipe da Inter TV Planície que não consegue fraldas desde o dia 2 de novembro. O idoso tem alzheimer e teve complicações após uma queda no banheiro, o que deixou o aposentado em cima de uma cama. Quem cuida dele é a esposa, Conceição Batista, que contou que antes conseguia pegar quantidade suficiente para um mês através do programa municipal Pró-Fraldas, que distribui pacotes para a população. “De 3 de novembro até o último dia útil de novembro eu fui lá (na sede do Pró-Fraldas) todos os dias e assim está rolando até hoje. Estamos sem essa ajuda”, contou a esposa, informando que está tendo que comprar os materiais.

Outras pessoas também estão sem receber as fraldas, algumas há cerca de seis meses. Como é o caso de pai e filho, de 58 e 83 anos, ambos acamados que necessitam do material. Um pacote de fraldas tem 8 unidades e dura menos de dois dias. Muitos não têm condições de arcar com os custos.

A equipe da Inter TV foi até à sede do Pró-Fraldas, mas funcionários não quiseram gravar entrevista. Na porta do programa, um homem que foi buscar fraldas para o filho de 8 anos voltou para casa de mãos vazias. “A gente pega essa quantidade de 30 dias e quando chega pra pegar a gente nunca encontra”, disse Wallace Justiniano.

A Prefeitura disse, em nota, que o benefício é pago com os recursos dos royalties do petróleo, que diminuiram, e o Pró-Fraldas acabou afetado. Disse ainda que novos fardos devem ser entregues nas próximas semanas. A nota diz também que o recadastramento é feito a cada seis meses para evitar fraudes e que o último aconteceu entre agosto e outubro, quando algumas pessoas deixaram de atender os critérios do programa.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Em tempos de crise, Working recebe mais de meio milhão por “manutenção”
08/12/2015 | 10h24

A empresa Working Empreendimentos e Serviços recebeu na última sexta-feira (04) mais R$ 555 mil por conta de “MANUT.INST.EQUIP.UND”. A publicação, disponível no Portal da Transparência (aqui), não diz o local dessa manutenção, nem o valor total do contrato.

No dia 10 de novembro a Working recebeu R$ 558 mil por conta de "manutenção e instalação" (aqui). Outros pagamentos podem ser conferidos aqui, aqui, aqui e aqui

Aditivo - O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro (aqui), mostrou no último dia 30 que a empresa Working teve publicado, no dia 27 de novembro, no Diário Oficial, extrato do primeiro Termo Aditivo com a Prefeitura de Campos. Por manutenção preventiva e corretiva das instalações e equipamentos das unidades escolares (escolas e creches) receberá mais R$ 1.019.401,40.

O contrato original, assinado em janeiro e pelo período de 12 meses, foi no valor de R$ 7,8 milhões, como mostrou à época o jornalista Ricardo André Vasconcelos (aqui).

Comentar
Compartilhe
Mais uma ponte em péssimo estado
08/12/2015 | 01h52

O André Meneses, leitor do blog, enviou a imagem de mais uma ponte em péssimo estado.

A ponte fica próxima ao Yacht Clube/Lagoa de Cima, sendo utilizada com frequência por moradores e produtores rurais. "A empresa Edafo iniciou uma obra, mas não foi concluída. A ponte está completamente abandonada", afirmou.

Em outubro de 2014, quando a Prefeitura terminava de gastar um orçamento de R$ 2,5 bilhões, o Blog da Coluna publicou nota cobrando informações sobre a "obrinha de mentirinha": aqui 

ponte

 
Comentar
Compartilhe
Após audiência pública, troca de farpas no Facebook
07/12/2015 | 22h56

A Câmara de Campos contou na tarde desta segunda-feira (07) com uma audiência pública solicitada pela Comissão de Saúde da Alerj com a missão de debater abertamente sobre problemas e buscar soluções para os problemas crônicos da planície goitacá e de outros municípios da região (aqui).

Porém, engana-se quem pensa que o debate terminou no Legislativo. Em seu perfil no Facebook o vereador Thiago Virgílio (PTC), conhecido como "pit bull" rosáceo, rosnou para o deputado estadual Geraldo Pudim (PMDB).

Virgílio, que é vice-presidente da Câmara, editou e publicou um vídeo (aqui) onde o presidente da Casa, Edson Batista (PTB), pergunta a Pudim sobre UPAs e o deputado responde, de forma áspera: "E eu com isso?", dando a entender que Batista deveria questionar a representante do governo estadual, que estava presente.

Pudim comentou a postagem de Virgílio e iniciou uma discussão acalorada na rede social. Confira:

thiago

pudim x thiago

pudim x thiago 2

pudim x thiago 3

 
Comentar
Compartilhe
Ponte caindo aos pedaços deixa alunos e professores ilhados
07/12/2015 | 11h09

Se na área central o grupo rosáceo vai inaugurar em breve uma "Disney", com uma direito a arborismo (travessia entre plataformas montadas no alto das árvores), na localidade de Mocotó do Imbé a aventura não é brincadeira de criança.

Diariamente, cerca de 50 crianças precisam atravessar o rio para estudar na E.M. Santa Rita. Quando o rio estava baixo, as crianças, acostumadas com a aventura diária, atravessavam com água no joelho. Porém, o nível do rio subiu e já são vários dias sem aula, já que professores e alunos não têm coragem de atravessar a ponte. Por lá, muitas pessoas estão ilhadas por conta dessa ponte.

Será que alguém vai tomar providências ou estão aguardando uma tragédia?

ponte quebrada 1

ponte quebrada 2

ponte quebrada 3

Comentar
Compartilhe
Para garantir leite especial, Rosinha anula "obras e instalações" na Saúde
07/12/2015 | 10h31

Em tempos de crise, os políticos começam a definir prioridades e precisam se acostumar ao "cobertor curto". Se você escolhe cobrir a parte de cima, acaba descobrindo a parte de baixo.

Hoje (07), no Diário Oficial, é possível acompanhar uma suplementação de R$ 900 mil para a Fundação Municipal de Saúde com o objetivo de adquirir leites especiais e fórmulas nutricionais. Porém, para garantir o leite das crianças, a prefeita Rosinha Garotinho teve que anular um verba, no mesmo valor (R$ 900 mil), prevista para construção, ampliação e reforma de Unidades de Saúde.

Comentar
Compartilhe
Em Quissamã, vereadora do PR é contra "venda do futuro"
06/12/2015 | 11h34

kitielyfreitasemquissm_e

A vereadora Kitiely Freitas (PR) já avisou que a "venda do futuro" em Quissamã não terá o seu apoio. Em seu perfil no Facebook, a parlamentar diz que o governo conseguiu acabar com um orçamento milionário em 2014, "deixando milhões em dívidas e sucateando a cidade antes mesmo da crise chegar". Para Kitiely, o prefeito quer "dar diploma de trouxa para todos nós".

Em sua postagem, ela também cita a criação de um Fundo Especial, com recursos de royalties, para investir em Educação e Saúde. "A criação do fundo, apesar de tardia é louvável, agora dizer que a viabilização do projeto do fundo depende da aprovação do empréstimo aí já é demais. Vale ressaltar que já foi publicado um contrato da prefeitura com uma fundação, sob dispensa de licitação, garantindo a mesma 10% do valor da antecipação. Um verdadeiro absurdo!!! Como que um governo que conseguiu acabar com um orçamento de 251 milhões no ano passado, deixando milhões em dívidas e sucateando a cidade antes mesmo da crise chegar, se acha no direito de pedir empréstimo a câmara de vereadores", disse Kitiely. 

São Fidélis - No município de São Fidélis, o ex-prefeito Davi Loureiro (PR) também é contra a "venda do futuro" (aqui).

Comentar
Compartilhe
Goytacaz sonha com meia Renato Abreu, ex-Fla, para a Série B
05/12/2015 | 16h45

renato

O Goytacaz definiu o seu grande alvo para a disputa da Série B do Campeonato Carioca do ano que vem: o meia Renato Abreu, ex-Flamengo, Corinthians e Santos. Aos 37 anos e sem clube desde que saiu do Peixe no fim de 2013, o experiente jogador teve o nome cogitado pelo presidente da equipe de Campos, Dartagnan Fernandes. Embora o contato com o atleta ainda não tenha sido feito, a ideia do Time da Rua do Gás é iniciar as negociações com o meia através do novo investidor do clube, o empresário Jorge Flores. "Estamos tentando trazer o Renato Abreu. Há esse projeto de trazê-lo, mas estou deixando por conta do empresário", resumiu Dartagnan Fernandes, presidente do Goyta.

Responsável por intermediar esse contato entre o Goytacaz e Renato Abreu, o empresário Jorge Flores confirma que ainda não foi feito qualquer tipo de sondagem ao Canhão da Gávea - apelido que o jogador ganhou no período em que esteve no Flamengo. Apesar disso, ele espera, na próxima terça-feira, se reunir com o meia para saber se há a possibilidade e o interesse em defender o Time da Rua do Gás na próxima temporada.

No Grupo A, o Goyta estreia na Série B do Campeonato Carioca no dia 5 de março, diante do Nova Iguaçu, ainda sem local e horário definidos. O clube ainda terá que enfrentar Barra da Tijuca, Itaboraí, São Cristóvão, Artsul, Americano, São Gonçalo FC, Queimados, Audax Rio e Ceres na primeira fase da Taça Santos Dumont, o Primeiro Turno da Segundona.

 Fonte: Globo Esporte.com
Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": após cinco "furos", líder rosáceo evita marcar nova data
05/12/2015 | 11h58

Garotinho-Comudes

Após marcar cinco datas furadas para a concretização da “venda do futuro”, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) evitou estipular um novo prazo.  Na manhã deste sábado (05), em sua emissora de rádio, o líder rosáceo revelou que esteve esta semana em Brasília, ao lado de diversos secretários municipais, para tentar concretizar a antecipação dos royalties. "Conversamos com representantes da Caixa Econômica durante cinco horas sobre o Fundo de Recuperação. Estamos resolvendo os mínimos detalhes", disse.

Ele também voltou a falar sobre uma teoria conspiratória contra a "venda do futuro". "Enfrentamos alguns entraves burocráticos e outros que só vou contar depois que o dinheiro entrar na conta", comentou.

Em novembro Garotinho havia prometido que o dinheiro estaria na conta até este sábado (05).

Promessas - O líder rosáceo citou a fábula da "Cigarra e da Formiga" e disse que o seu grupo "age como as formiguinhas". Ele garantiu que a prefeita irá encerrar o mandato sem deixar uma única promessa pendente. "Todas as obras serão concluídas. Vamos cumprir tudo o que foi prometido", garantiu.

Quer ver as promessas que foram feitas em 2012? Clique aqui e veja as propostas

Comentar
Compartilhe
Morre no Rio a atriz Marília Pêra
05/12/2015 | 10h06

marilia

A atriz, cantora e diretora Marília Pêra morreu neste sábado (5), no Rio aos 72 anos, informou a Globonews. Ela se tratou recentemente de um desgaste ósseo na região lombar, que a fez se afastar do trabalho por um ano. Marília era uma das artistas mais completas do Brasil: além de interpretar, era cantora, bailarina, diretora, produtora e coreógrafa. Trabalhou em mais de 50 peças, quase 30 filmes e cerca de 40 novelas, minisséries e programas de televisão. Um dos últimos trabalhos da atriz foi sua participação na série "Pé na Cova', da TV Globo.

Marília Soares Pêra, que mudou o nome para Marília Pêra da Graça Mello, depois que se casou, nasceu em 22 de janeiro de 1943, no bairro do Rio Comprido, no Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo em que estreava profissionalmente no teatro, começou a estudar piano.  Dos 14 aos 21 anos, atuou como bailarina em musicais e revistas como Minha Querida Lady (1962), protagonizado por Bibi Ferreira, e O Teu Cabelo Não Nega (1963), biografia de Lamartine Babo, como Carmen Miranda . Nessa época, trabalhou também em programas como Espetáculos Tonelux, Grande Teatro Tupi, Grande Teatro da Imperatriz das Sedas, Teatrinho Troll e Câmera Um. Em 1959, quando ainda estava no primeiro ano científico, largou os estudos para se casar com o ator Paulo Graça Mello. Depois, estreou peças e musicais e excursionou por Portugal.  Já separada do marido, foi contratada pelo diretor Abdon Torres, em 1965, para fazer parte do elenco que iria inaugurar a TV Globo.

Em novembro foi divulgado que a atriz estaria lutando contra um câncer no pulmão, mas a família desmentiu a informação.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Prefeitura patrocina show do padre Fábio de Melo
04/12/2015 | 17h08
padre

O Teatro Municipal Trianon recebe no próximo dia 12, às 21h, show do padre Fábio de Melo. O espetáculo “Voz e Piano” conta com sucessos e mensagens de fé. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro por R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia). Uma promoção limitada vende um lote de ingressos por R$ 120,00. O site www.ingressoscampos.com.br também venderá os bilhetes. O show tem classificação livre.

No banner de divulgação é possível notar que o show, com cachê em torno de R$ 80 mil, tem o patrocínio da Prefeitura de Campos. Em tempos de crise, seria interessante saber que tipo de patrocínio é esse. Ajudou a pagar o cachê? Emprestou o teatro? Vai bancar som e a iluminação? Qual produtora está trazendo o show? Essa produtora tem ligação com alguém do governo?

Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": mudança nos planos
04/12/2015 | 12h35

No início de novembro o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) informou que o dinheiro da antecipação dos royalties estaria na conta "até o dia 05 de dezembro". A ideia era acalmar os credores e a base aliada. Hoje, dia 04, o dinheiro ainda não está na conta da Prefeitura e o governo já trabalha e busca de um plano B.

A ideia é buscar um empréstimo semelhante ao que foi obtido no final do ano passado, quando o governo "vendeu" R$ 300 milhões e recebeu R$ 250 milhões, deixando R$ 50 milhões de "juros".

Como a Câmara de Campos já autorizou este tipo de operação, não seria necessário passar pelo Legislativo novamente.

Atualização às 14h40 - Há exatamente um ano, no dia 04 de dezembro de 2014 (aqui), o vereador Rafael Diniz (PPS) e o advogado José Paes Neto conseguiram barrar a primeira "venda do futuro". O juiz Felipe Pinelli, da 2ª Vara Cível de Campos, deu parecer favorável em uma ação popular com pedido de liminar para que a prefeita Rosinha Garotinho ficasse impedida de realizar operações de crédito com o fundamento na lei municipal nº 8.598/2014, aprovada por maioria no Legislativo e que autoriza o Executivo a ceder a instituições financeiras públicas — como Banco do Brasil (BB) e Caixa Econômica Federal — créditos decorrentes de royalties, participações especiais e compensações financeiras relacionadas à exploração de petróleo e gás natural para pagamento de empréstimo. Posteriormente, a Prefeitura recorreu e conseguiu "vender" os royalties.

Comentar
Compartilhe
Enquanto isso, no Novo Jóquei...
04/12/2015 | 12h21
rua alagada 1 rua alagada 2  

Uma moradora da rua Cambuci, no Novo Jóquei, entrou em contato com o blog e pediu socorro. "Será que alguém pode olhar por nós? A água já entrou em algumas casas".

Segundo a moradora, um representante da Defesa Civil esteve no local em uma outra ocasião e perguntou: "Me diga onde vou enfiar essa água?". É melhor nem dizer o que a população respondeu...

Comentar
Compartilhe
Prefeitura gasta mais R$ 23 mil com passagens aéreas
04/12/2015 | 11h02

aviao

Na última quarta-feira (02) a Prefeitura de Campos gastou mais R$ 23 mil com passagens aéreas. A empresa L.M. VIAGENS E TURISMO LTDA recebeu duas notas, uma de R$ 7.299,49 e outra de R$ 15.811,88. A publicação no Portal da Transparência não informa qual foi o destino nem quem utilizou as passagens.

No início de novembro a Prefeitura de Campos pagou R$ 12,8 mil por passagens aéreas. Quatro dias depois, a L.M. VIAGENS E TURISMO LTDA recebeu mais R$ 12,7 mil (aqui). No mês de agosto o governo Rosinha gastou, em menos de duas semanas, R$ 78 mil com passagens aéreas (aqui). Antes, no mês de julho, a Prefeitura pagou R$ 44 mil (aqui) e, depois, mais R$ 35 mil (aqui). Posteriormente, em setembro, a Prefeitura pagou uma nota mais modesta: R$ 13,7 mil. Em três anos, o governo Rosinha gastou mais de R$ 1,4 milhão com passagens aéreas: aqui 
Comentar
Compartilhe
Cunha afirma que Dilma mentiu quando disse que não faria barganha
03/12/2015 | 11h48

cunha

O presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirmou nesta quinta-feira (3) que a presidente Dilma Rousseff mentiu à nação quando disse que não faria barganha sobre o caso dele no Conselho de Ética. De acordo com ele, Dilma chamou o deputado André Moura (PSC-SE), um dos aliados do presidente da Câmara, para propor que, em troca da aprovação da CPMF, o PT votasse a favor de Cunha no Conselho de Ética.

Cunha aceitou dar prosseguimento ao pedido de impeachment da presidente Dilma. Depois, ela fez pronunciamento na TV do governo em que afirmou que não faria barganha com o deputado para que ele não aceitasse o pedido. "Eu quero deixar bem claro que a presidente mentiu a nação quando disse que o seu governo não autorizou qualquer barganha. Ela simplesmente estava participando de uma negociação. O ministro [Jaques Wagner, da Casa Civil], levou um deputado ao gabinete e lá a presidente queria que tivesse o comprometimento de aprovar a CPMF. Eu não sabia da presença do deputado e sequer do conteúdo do diálogo e simplesmente foi me trazida a proposta", afirmou Cunha em entrevista coletiva que ele convocou para esta manhã na Câmara.

O presidente da Câmara é alvo de processo no Conselho de Ética e, nos últimos dias, foi comentado em Brasília que o PT poderia estar negociando os três votos que têm no colegiado. Nesta quarta, no entanto, antes da decisão sobre o pedido de impeachment, o partido anunciou que votaria contra Cunha. O G1 procurou a Secretaria de Imprensa da Presidência para saber se Dilma vai se pronunciar sobre as declarações de Cunha, e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

Quando questionado sobre o que tratava a "barganha", o presidente da Câmara respondeu: "os votos do PT [no Conselho de Ética] e o comprometimento da aprovação da CPMF". "André Moura que esteve com ela, levado pelo Wagner. A barganha veio sim, proposta pelo governo, e eu me recusei a aceitar. A presidente mentiu, esse é o ponto fundamental que eu queria dizer", continuou Cunha.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Patrimônio (declarado) de Cunha cresceu mais de 1.120% desde a primeira candidatura
03/12/2015 | 10h51
Vejam como era "pobrezinho" o hoje presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), na primeira vez que concorreu a um cargo eletivo. Em 1998, quando se candidatou a uma vaga na Assembleia do Rio pelo PPB, ele declarou ter apenas R$ 135 mil em bens. Cunha tinha apenas um carro Mazda com cinco anos de uso, metade de um imóvel que comprou da ex-mulher e quatro linhas telefônicas.
Na época, ele ainda estava no vermelho. As dívidas com bancos ultrapassam o patrimônio e chegavam a R$ 188 mil. Para piorar, nem se elegeu. Ficou como suplente e só conseguiu uma cadeira no parlamento em 2001, graças a uma ajuda de Anthony Garotinho.

Ficou poderoso - Relacionado, em documento apreendido no banco BTG, como o homem que recebeu R$ 45 milhões em propina e suspeito de manter contas secretas na Suíça, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), declarou ter "apenas" R$ 1,6 milhão em bens, nas eleições do ano passado. Mesmo assim, teve uma evolução já bastante considerável, se o valor for comparado ao patrimônio informado por ele em 1998, quando concorreu a um cargo eletivo pela primeira vez.

Não é nada, não é nada, em 16 anos Cunha teve um aumento de 1.121% no patrimônio - e só no que foi declarado. Sem contar o que ele teria recebido, segundo as denúncias, em valores não contabilizados. Fonte: Extra. Extra/Berenice Seara 
Comentar
Compartilhe
Prime recebe R$ 1 milhão por locação de ambulância
03/12/2015 | 09h22

ambulância

A Prefeitura de Campos pagou na última terça-feira (01) R$ 1 milhão pelo aluguel de ambulâncias. A publicação informa apenas que se trata da NF 11,P.8. Tudo indica que a Prefeitura pagou a oitava parcela, referente ao mês de agosto. Ou seja, três meses ainda estão atrasados.

Contrato de R$ 13,6 milhões - Em março foi publicado no Diário Oficial o extrato de contrato com a Prime Administração e Serviços Ltda. O contrato foi renovado por mais um ano, a contar de 21 de janeiro, por R$ 13.682.832,00 para o serviço de locação de ambulâncias, incluindo motoristas, sem fornecimento de combustíveis. O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro, publicou nota sobre o contrato: aqui 

Salários atrasados - O blog foi informado esta semana que os funcionários da empresa Prime ainda não teriam recebido o salário de novembro. Seriam dois meses de salários atrasados e mais quatro meses de vale alimentação. Segundo a informação obtida pelos funcionários, a empresa ainda não efetuou os pagamentos porque a prefeitura estava em débito com a empresa.

Serviços de vigilância - A Limfort também recebeu na última terça-feira. Foram pagos R$ 430 mil por serviços de vigilância. O pagamento foi referente ao mês de junho. Nos últimos dias a Limfort demitiu diversos vigilantes.

Comentar
Compartilhe
Empresas de ônibus X Prefeitura: quem tem razão?
03/12/2015 | 01h41
[caption id="attachment_37570" align="aligncenter" width="494"]Foto: Rodrigo Silveira/Folha da Manhã Foto: Rodrigo Silveira/Folha da Manhã[/caption]

Em 2009, quando foi aprovado o programa "Campos Cidadão" (passagem a R$ 1,oo), o saudoso vereador Renato Barbosa apresentou um requerimento solicitando transparência na relação entre a Prefeitura e as empresas de ônibus. Na ocasião, além de Barbosa, vereador como Rogério Matoso, Marcos Bacellar e Dante também defenderam que o governo deveria enviar mensalmente um relatório com o valor subsidiado. Porém, o tempo passou e a transparência ficou só na promessa. Houve denúncia de fraude, sindicância sem resultado e muitas rusgas entre empresários e Prefeitura. Creio que nesse duelo entre empresários e Prefeitura, alguns pontos merecem ser destacados.

Estranha matemática - Segundo IBGE, a população estimada de Campos em 2015 é de 483.970 habitantes. A Prefeitura afirma que mais de 300 mil pessoas estão cadastradas no programa Campos Cidadão. Analisando esses números, onde estão as crianças, os idosos (que têm direito à gratuidade) e as pessoas que utilizam outros meios de transporte em Campos? Sem falar nos assalariados, que recebem vale transporte. Alguma coisa está errada nessa matemática.

Quantos passageiros por mês? - A prefeita Rosinha Garotinho (PR), durante entrevista coletiva, no dia da paralisação dos rodoviários, disse estranhar o número de 2,5 milhões de passageiros por mês. Mas é bom lembrar que o edital da licitação previa 3,72 milhões por mês.

Antes e depois do reajuste - Se consultar o Portal da Transparência é possível verificar que o valor pago pela Prefeitura atualmente, mesmo após o reajuste da tarifa (de R$ 1,60 para R$ 2,75), é bem próximo do que era pago antes do reajuste. Mais uma vez, que matemática é essa? Se o subsídio quase triplicou, como o valor foi semelhante?

Sindicância custou R$ 715 mil - A prefeita se diz desconfiada, mas até hoje não foi divulgado resultado da sindicância aberta para apurar possíveis irregularidades no repasse da passagem social, apesar da denúncia feita pelo vereador Jorge Magal (PR) ao MP, após constatar cobrança indevida. O valor do contrato com a empresa Planum Planejamento e Consultoria Urbana, de Minas Gerais, foi de R$ 715 mil. O prazo para que a empresa fornecesse um relatório da sindicância expirou no dia 21 de janeiro de 2013.

Tudo na base do improviso? - A prefeita diz agora que depende da implantação do novo sistema de bilhetagem para ter controle das passagens. Ela que dizer, então, que até hoje os repasses eram feitos sem controle? Foi tudo improvisado?

Greve nesta quinta-feira - Está prevista para iniciar nesta quinta-feira (03) mais uma greve dos rodoviários, em Campos. A informação foi confirmada na noite de ontem (02) pelo presidente do sindicato dos Rodoviários, Roberto Virgílio. A categoria reivindica o pagamento de salário que estaria atrasado. Segundo a assessoria da Prefeitura, nesta quinta às 10h, haverá uma audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT). Veja a matéria sobre a greve na Folha: aqui

Comentar
Compartilhe
Caindo aos pedaços
02/12/2015 | 19h39

Se nas propagandas do governo rosáceo as creches são apontadas como "nota 10", no mundo real a situação é bem diferente. Veja as fotos de uma creche do Santa Rosa. Este é um banheiro que está caindo aos pedaços e foi desativado. Segundo relato de profissionais que atuam na creche, o refeitório está cheio de goteiras e mofo...

creche 1 creche 2 creche 3 Enquanto isso, no Alzira Vargas, o mesmo governo gastou R$ 17 milhões na "Disney".
Comentar
Compartilhe
Aberto processo de impeachment contra Dilma
02/12/2015 | 19h13
[caption id="attachment_37552" align="aligncenter" width="446"]Foto: Wilton Júnior/AE Foto: Wilton Júnior/AE[/caption]

O presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), informou, em entrevista coletiva, que decidiu acolher o pedido de impechment da presidenta Dilma Rousseff. "O país vai ter que enfrentar e resolver a situação", destacou o parlamentar. O processo é de autoria dos juristas Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, Miguel Reale Junior e Janaína Paschoal. Pedido estava entre os sete recebidos por Cunha.

Na entrevista, o deputado disse que "nunca na história de um mandato houve tantos pedidos de impeachment". Além disso, ele afirmou que a posição dele "será a mais isenta possível". "Não tenho nenhuma felicidade no ato que estou praticando.Quanto ao pedido mais comentado por vocês proferi a decisão com o acolhimento da denúncia. Ele traz a edição de decretos editados em descumprimento com a lei. Consequentemente mesmo a votação do PLN 5 não supre a irregularidade", afirmou Cunha.

Ao apresentar o pedido, em outubro, Miguel Reale Junior informou que os juristas usaram como argumento a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que rejeitou as contas do governo de Dilma Rousseff de 2014. Na ocasião, o tribunal analisou o atraso no repasse de recursos para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, referentes a despesas com programas sociais do governo, o que configuraria operação de crédito, além de cinco decretos envolvendo créditos suplementares assinados pela presidenta Dilma Rousseff, sem autorização do Congresso Nacional.

Atualização às 20h42 - A presidente Dilma Rousseff afirmou que recebeu com "indignação" a decisão do peemedebista. "Hoje [quarta] eu recebi com indignação a decisão do senhor presidente da Câmara dos Deputados de processar pedido de impeachment contra mandato democraticamente conferido a mim pelo povo brasileiro", disse Dilma, em pronunciamento no Palácio do Plana

Entenda como funciona o processo: aqui

O blog "Na Curva do Rio" publicou nota sobre o assunto: aqui 

Comentar
Compartilhe
Rosinha banca salários dos rodoviários
02/12/2015 | 17h39

Rosinha-em-Coletiva

A Procuradoria Geral do Município tem audiência amanhã (03) com o Ministério Público do Trabalho, onde reafirmará a disposição da Prefeitura de Campos de quitar os salários de todos os rodoviários, com o compromisso das empresas de ônibus enviarem a folha de funcionários ao órgão, para que este possa fiscalizar os pagamentos aos motoristas e cobradores.

Durante a paralisação dos rodoviários, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) atacou os empresários de ônibus e afirmou que assumiria os salários (aqui). “Não implantaram a bilhetagem, como vou fazer o controle? Tiveram tempo suficiente e não fizeram. Querem que eu pague sem controle? Já pagamos R$ 28 milhões só este ano”, disse Rosinha, ressaltando que estuda uma alternativa. “Vamos estudar a possibilidade de pagar a folha líquida dos funcionários e depois podemos fazer um acerto de contas”, afirmou.

A procuradora Fernanda Escudini, que tem participado das reuniões com as empresas de ônibus e, também, representado a Prefeitura de Campos junto ao Ministério Publico, cita que algumas das empresas estão criando inexplicavelmente dificuldade para o pagamento das folhas, prejudicando assim os rodoviários. “Foi a solução que encontramos para suprir esse momento em que as empresas não dispõem de certidão, a fim de evitar que as famílias desses trabalhadores passem o Natal sem salários”, disse a procuradora Fernanda Escudini.

A audiência está marcada para amanhã (03), às 10h, na sede do Ministério Público do Trabalho, e a prefeitura só aguarda as folhas de funcionários das empresas para que possa fazer o repasse dos valores referentes aos salários e eles possam efetuar o pagamento. A procuradora afirmou, ainda, que essa é uma solução emergencial até que as empresas resolvam seus problemas documentais.

Os recursos antecipados para o pagamento dos rodoviários serão descontados dos repasses futuros, que estão impedidos de serem feitos pela ausência de documentos necessários por parte das empresas de ônibus.

Fonte: campos.rj.gov.br

Comentar
Compartilhe
Magal propõe 13º salário no mês do aniversário
02/12/2015 | 12h39

magal

O vereador Jorge Magal (PR) protocolou na Câmara de Campos uma indicação legislativa que solicita o pagamento do 13º salário no mês de aniversário dos servidores públicos ocupantes de cargos efetivos e comissionados do Legislativo e Executivo.

Segundo Magal, o objetivo é transformar "a gratificação natalina em gratificação de aniversário. Ou seja, por opção do trabalhador, ele pode receber integralmente no mês do aniversário. Dessa forma, o servidor pode contar com este recurso antecipadamente para usar em algo que precise ou até para poupar o benefício e utilizá-lo no mês natalino. Além de ser uma boa opção para o trabalhador a possibilidade de pagamento no dia do aniversário tira do empregador o peso do pagamento concentrado na folha de dezembro, facilitando o fluxo financeiro".

A indicação deve entrar na pauta da sessão desta quarta-feira (02), marcada para às 17h.

Comentar
Compartilhe
Aditivo para "lanche, camarim, coquetel e coffee break"
02/12/2015 | 09h39
[caption id="attachment_37533" align="aligncenter" width="389"]Imagem meramente ilustrativa Imagem meramente ilustrativa[/caption]

Foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (02) o extrato do primeiro termo aditivo para prorrogação contratual de "serviço de 'buffet' (lanche, camarim, coquetel e 'coffee break'), indispensável ao atendimento dos eventos culturais e artísticos programados para o município de Campos". Contratada: Robson Buffet. Prazo: 90 dias.

O contrato original, assinado em julho, prevê R$ 24 mil para o serviço de buffet.

Mais gastos com buffet: aqui, aqui, aqui , aqui e aqui 

Comentar
Compartilhe
Qual é o plano B do PDT?
02/12/2015 | 00h57
Faltando dez meses para a eleição, o ex-prefeito Arnaldo Vianna (PDT) lidera com folga a corrida pela Prefeitura de Campos. Porém, após enfrentar pendências jurídicas nos últimos pleitos, o pedetista já avisou que, dessa vez, só entra se não houver qualquer tipo de barreira. Ele também já deixou claro que “o PDT terá um candidato para representar um governo aprovado pela população”. Mas afinal, qual seria o plano B do PDT? [caption id="attachment_37521" align="aligncenter" width="438"]Matoso e Arnaldo caminharam juntos em 2012 Matoso e Arnaldo caminharam juntos em 2012[/caption]

Rogério Matoso - O ex-vereador Rogério Matoso, que foi candidato a vice-prefeito em 2012, ao lado de Arnaldo, garante que está pronto para o desafio. “O nome do partido para a disputa é o ex-prefeito Arnaldo Vianna. No entanto, como o próprio Arnaldo tem dito, se houver qualquer tipo de pendência o partido terá candidato. Se os pedetistas optarem pelo meu nome, vou para a disputa com disposição e propostas para encarar qualquer adversário”, avisa Matoso, que foi presidente da Câmara em 2010, durante a primeira cassação da prefeita Rosinha Garotinho (PR).

[caption id="attachment_37522" align="aligncenter" width="442"]caio e arnaldo Facebook/Caio Vianna[/caption]

Caio Vianna – Filho de Arnaldo, o jovem Caio Vianna tem sido o principal articulador do PDT no município. Há quem aposta na capacidade de transferência de votos de Arnaldo. Porém, Caio tem evitado se colocar como uma opção. Ele destaca a liderança dos pais nas pesquisas e confia na possibilidade de Arnaldo entrar sem pendências na disputa.

[caption id="attachment_37523" align="aligncenter" width="442"]bacellar e arnaldo Clícia Freitas Santos/Facebook[/caption]

Marcos Bacellar – O ex-vereador Marcos Bacellar, que caminhou com Arnaldo Vianna em 2008 e 2012, também pode surgir como opção do PDT para 2016. Com seu estilo polêmico, Bacellar alcançou uma votação histórica em 2008. Foram 9.54 votos. Nos bastidores, Bacellar defende “um grande chamamento contra o modelo de governar do Chucky”. Ele também diz que é hora de deixar “a vaidade e a individualidade de lado”.

joão e arnaldo João Peixoto - O deputado estadual João Peixoto (PSDC) já avisou que a prioridade é caminhar ao lado de Arnaldo. Inclusive, ele já informou que poderia ser vice em uma chapa encabeçada pelo pedetista (aqui). Porém, se Arnaldo não vier, o "mineirinho" espera contar com o apoio do ex-prefeito. No último sábado, Peixoto e Arnaldo almoçaram juntos. O encontro foi divulgado nos blogs da Alessandra Lemos aqui e da jornalista Suzy Monteiro (aqui).
Comentar
Compartilhe
Vereadores derrubam Código de Ética
01/12/2015 | 18h19

sessão

Em junho deste ano, após o vereador Rafael Diniz (PPS) enquadrar o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), afirmando que ele deveria "levantar a cabeça e honrar a cadeira" (aqui), membros do governo rosáceo começaram a defender a aprovação de um Código de Ética com a missão de suspender e até cassar parlamentares. Na época, aliados do grupo governista chegaram a mandar recados dizendo que o Código iria "colocar a oposição no seu devido lugar". Porém, a proposta foi atropelada na sessão desta terça-feira (01) com votos de "independentes" e membros da própria situação.

Apontando uma possível manobra para "enquadrar vereadores por motivos eleitorais" e fazer "represálias", dez vereadores derrubaram o Código de Ética colocado na pauta pela Mesa Diretora da Câmara. "Seria muito estranho aprovar um Código de Ética bem próximo de uma eleição. Esta Casa nunca precisou de Código de Ética, basta que cada um respeite seu companheiro e mantenha uma conduta respeitosa", disse o vereador Alexandre Tadeu (PRB), que já foi colocado no "paredão" quando um assessor criticou parlamentares faltosos nas redes sociais.

O Código de Ética e Decoro Parlamentar contava com o apoio de nomes importantes do "rolo compressor" e do presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB).

A discussão da proposta começou quando os vereadores aprovaram a emenda do vereador Rafael Diniz (PPS), que suprimia punições previstas. "Já que retiraram as punições, o Código não tem mais sentido e eu solicito que seja retirado da pauta, mas pode voltar na próxima legislatura", disse Edson Batista, visivelmente chateado com a derrota.

Derrubaram o Código de Ética os vereadores: Alexandre Tadeu (PRB), Dayvison Miranda (PRB), Jorge Magal (PR), Albertinho (Pros), Neném (PTB), Fred Machado (PPS), Marcão (PT), José Carlos (PSDC), Genásio (PSC) e Gil Vianna (PSB).

Na visão do vereador Neném, que faz parte da base governista, ninguém pode "tirar a imunidade dos vereadores na tribuna". "O líder do governo não direcionou voto e quero deixar claro que não tenho medo de represálias. Sou da situação, mas não tenho medo. Tenho imunidade na tribuna e vou falar o que penso. Ninguém pode tirar a imunidade dos vereadores na tribuna".

Para o vereador Thiago Virgílio (PTC) a Câmara perdeu "uma grande oportunidade". "Em um momento desse, em que passa o nosso país, essa Casa de Leis presta um desserviço à nossa população. Uma Casa de Leis, repudiar um Código de Ética e Decoro Parlamentar. Quem não deve não teme!", disse Virgílio.

O vereador Abdu Neme (PR), que defendia a aprovação, desabafou. "É um absurdo dizer que o Código de Ética seria utilizado para fazer represália. O que vimos aqui foi um grupo votar contra Lei e ainda ficar com um sorriso no rosto", disse Abdu.

*Mais informações na edição de amanhã (02) da Folha 

Comentar
Compartilhe
Genásio sugere fim do contrato com a Expoente
01/12/2015 | 13h59

genásio

O vereador Genásio (PSC), da bancada "independente", informou em seu perfil no Facebook que irá propor durante a sessão desta terça-feira (o1) o fim do contrato com a empresa Expoente, que fornece os materiais didáticos utilizados nas escolas municipais. Ao todo, o governo Rosinha Garotinho (PR) já gastou mais de R$ 40 milhões com materiais que poderiam ser enviados gratuitamente pelo governo federal. "Vou fazer uma indicação para que a Prefeitura assine o convênio com o governo federal para receber livros didáticos gratuitos, ao invés de comprar da empresa Expoente, revertendo a economia de recursos para a compra de merenda escolar e pagamento de bolsas de estudo do ensino fundamental no ano letivo de 2016", publicou Genásio.

Segundo o vereador Marcão, os gastos com a empresa de Curitiba já superam os R$ 40 milhões. “Todos os municípios que tiraram notas melhores no Ideb usam materiais destinados pelo governo federal. Já a nossa rica Prefeitura, mesmo em tempos de crise, acha melhor gastar milhões com essa empresa de Curitiba. Mesmo assim, a nota no Ideb continua vergonhosa. A cidade saiu da última colocação e ficou em antepenúltimo lugar”, diz Marcão, que chegou a levar o caso para  Justiça, já que a Câmara não aprovou seu pedido de informação.

No ano passado o blog “Opiniões”, do jornalista Aluysio Abreu Barbosa, contou com uma ampla cobertura sobre o caso Expoente. Confira aquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaqui e aqui.
Comentar
Compartilhe
Alerj: Comissão avalia gastos com locação de veículos, passagens aéreas, telefonia e internet
01/12/2015 | 13h45
[caption id="attachment_37494" align="aligncenter" width="428"]Pedro Fernandes  vai propor que algumas secretarias cortem até 50% dos contratos Pedro Fernandes vai propor que algumas secretarias cortem até 50% dos contratos[/caption]

A Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa do Rio se reúne amanhã (02), às 13h, na sala a 316, para discutir a racionalização dos gastos do estado com Telefonia (fixa e móvel) e Comunicação (Internet). O grupo já identificou altos contratos de locação de veículos do governo do estado. Em 2014, saíram dos cofres públicos R$ 76,2 milhões no aluguel. Este ano, apesar da crise, até novembro foram gastos R$ 69,2 milhões.

A Polícia Militar é a campeã de contratos de aluguel, com R$ 8,3 milhões empenhados até a segunda semana de novembro. O presidente da Comissão de Orçamento, Pedro Fernandes (SDD), vai propor que algumas secretarias cortem até 50% dos contratos.

Levantamento da Comissão de Orçamento mostrou ainda que o governo tem tido gastos expressivos com passagens e diárias pagas para viagens no país e para o exterior. Em 2014, foram R$ 28,8 milhões destinados para pagar viagens. Do total, R$ 16,2 milhões só com pernoites em hotéis do Brasil.

"Lutando para pagar o 13º salário" - O governador Luiz Fernando Pezão disse nesta terça-feira (01) que está "lutando para pagar" o 13º salário dos servidores estaduais e que a data prevista para o pagamento da segunda parcela seria no próximo dia 17 de dezembro, mas que ainda "não está garantido". Segundo ele, a primeira parcela foi paga no meio deste ano. "O Rio foi um dos poucos estados do Brasil que teve condição de pagar 50% do 13º.  A data do pagamento da segunda parcela é no dia 17. Eu estou lutando muito para honrar o pagamento de novembro. Parcelamos e todo mundo vai receber até R$ 2 mil amanhã (2) e estou tentando antecipar ainda o do dia 9 para ver se a gente consegue pagar mais adiantado. Depois, é uma luta para o 13º [salário] e depois é uma luta para dezembro. Vai ser uma luta novamente", disse o governador.

Comentar
Compartilhe
Garotinho e Dias Toffoli
01/12/2015 | 13h19

toffoli

Do Expresso/Época: 

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) disse que quis se aconselhar outro dia com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, sobre o que fazer com os deputados do PR, seu partido, que querem abandonar a legenda e seguir para o PMDB. Garotinho diz que teve de desmarcar o compromisso com Toffoli porque a sua filha Clarissa - que o acompanharia na agenda e está no começo da gravidez - enjoou. A assessoria de Toffoli diz que encontro entre o ministro e Garotinho aconteceu, mas com outro propósito.

Anulou condenação contra Garotinho e Rosinha - Em abril do ano passado  o ministro Dias Toffoli, que estava bem próximo de assumir a presidência do TSE, anulou uma condenação do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE) contra o casal Garotinho por abuso do poder econômico e uso indevido de meio de comunicação na eleição de 2008. Ao analisar o processo, Toffoli concluiu que não há como provar que os fatos beneficiaram o casal, a ponto de determinar o resultado das eleições. “A teor dos fatos consignados no aresto recorrido, não há como concluir pela ocorrência de desequilíbrio no resultado da eleição”, escreveu o ministro

Comentar
Compartilhe
Prefeitura anula verbas previstas para obras e coloca na Saúde
01/12/2015 | 10h32

Assim como já havia feito no início de novembro (aqui), a prefeita Rosinha Garotinho (PR) voltou a anular verbas previstas para a secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana e inseriu, como crédito adicional suplementar, no Fundo Municipal de Saúde.

Anulações – Foram anulados recursos previstos para reforma e ampliação do Mercado Municipal (R$ 2 milhões), reforma do shopping popular Michel Haddad (R$ 800 mil), - reforma e manutenção (R$ 100 mil), reforma e manutenção de elevatórias/cisternões (R$ 200 mil), manutenção e melhorias operacionais (R$ 500 mil),  pavimentação (R$ 100 mil), urbanização (R$ 100 mil) revitalização do centro histórico (R$ 200 mil), drenagem e microdrenagem (R$ 500 mil), construção de vilas olímpicas (R$ 1 milhão). Total: R$ 5,5 milhões.

Suplementações: Contratualização / Hospitais, clínicas e laboratórios. Total: R$ 4,8 milhões.  
Comentar
Compartilhe
"Venda do futuro": tem que acreditar
01/12/2015 | 00h40
eu-escolhi-acreditar

Após marcar quatro datas, o secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) garantiu que o dinheiro da antecipação dos royalties estaria na conta da Prefeitura de Campos até o dia 05 de dezembro. Ou seja, no próximo sábado.

Será que dessa vez o líder acertou ou teremos mais uma mudança nos planos? De quem será a culpa? Da oposição? ex-aliados? Dilma? Levy? Obama? Pezão? Grécia?

Já há quem diga que, ao contrário do sonho de R$ 1,2 bilhão, o grupo teria que se contentar com R$ 400 milhões.

Como brasileiro perde o cargo de confiança, mas não perde a piada, um comissionado do governo rosáceo brincou: "A gente tá tipo a torcida do Vasco. A coisa não anda nada fácil, mas eu escolhi acreditar".

Comentar
Compartilhe