Gerp: Crivella (23%), Garotinho (20%), Lindbergh (9%) e Pezão (5%)
31/05/2014 | 19h32

O senador Marcelo Crivella (PRB) e o deputado federal Anthony Garotinho (PR) disputariam o segundo turno na disputa pelo governo do Rio de Janeiro, segundo o Instituto Gerp. Eles possuem 23% e 20% de intenções de votos, respectivamente. A pesquisa, que foi realizada entre os dias 23 e 29 de maio, e que tem margem de erro de 3,39 pontos percentuais, também mostra o senador Lindbergh Farias (PT) com 9% e o atual governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB) com 5%. O vereador do Rio, Cesar Maia (DEM), tem 3%, Alfredo Sirkis (PSB) aparece com 2% e o deputado federal Miro Teixeira (Pros) tem 2%. 

Outros números importantes dizem respeito ao índice de indecisos (17%) e eleitores que afirmam não votar em nenhum dos candidatos apresentados (18%).  Ou seja, tendo em vista a pesquisa do Gerp, "Nenhum" está empatado tecnicamente com Garotinho e bem próximo de Crivella. A pesquisa indica que muitos eleitores do estado andam descrentes e, pelo menos por enquanto, não querem nem falar em eleição.

Rejeição — Quando o assunto é a rejeição, Crivella leva uma grande vantagem em relação a Garotinho. Enquanto o deputado do PR lidera com 19%, o senador do PRB aparece com apenas 8%. "Entre os principais pré-candidatos a minha rejeição é a menor. Para quem entende um pouco sobre eleições, isso diz muito. Além disso, não tenho qualquer pendência jurídica", afirma Crivella, que não escondeu a alegria e postou fotos comemorando o resultado da pesquisa nas redes sociais.

Em seu blog, Garotinho fez questão de dizer que essa história de ser o mais rejeitado é um mito. "A minha 'alta rejeição' não passa de um mito alimentado pelos meus adversários, e reverberado por parte da mídia. Portanto o meu índice de rejeição não é nenhum empecilho para a eleição. Essa é a verdade, o resto é conversa fiada", diz Garotinho. Vamos aos números:

Cabral: "Eleição de verdade só começa após a Copa" — Mesmo com os números divulgados pelo jornal "O Dia", os aliados do governador Luiz Fernando Pezão garantem que não existe desespero. "A eleição de verdade só vai começar após a Copa", tem dito o ex-governador Sergio Cabral (PMDB).

Lindbergh: "Eu sempre ganhei de virada" — Aliados do senador Lindbergh Farias acreditam que a imagem de Lindbergh vai ajudar a "virar o jogo". O próprio senador afirma que está acostumado a "largar atrás". "Basta fazer uma pesquisa para ver que eu sempre larguei atrás e fui conquistando o meu espaço durante as eleições. Aconteceu isso na minha primeira disputa em Nova Iguaçu e também na disputa por uma cadeira no Senado, em 2010", diz Lindbergh.

Miro quer ser a alternativa  — Os articuladores do PSB no estado do Rio acreditam que o deputado Miro Teixeira (Pros) pode elevar o nível do debate e se tornar uma alternativa para os eleitores que rejeitam os principais pré-candidatos ao governo. Além disso, Miro vai fazer uma espécie de "dupla de ataque" com o deputado federal Romário (PSB), que vai ser candidato ao Senado na chapa de Miro.

O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro, publicou mais cedo uma nota sobre a pesquisa (aqui).

Comentar
Compartilhe
Rosinha: "Vivem dizendo que a Prefeitura nada em dinheiro"
31/05/2014 | 13h11

A prefeita Rosinha Garotinho (PR), participou na manhã de hoje (31) de um programa de rádio e apontou melhorias na área da Saúde. "Vivem dizendo que a Prefeitura nada em dinheiro. Mas é bom lembrar que a renda per capta de Campos não é a maior. Estamos em quinto lugar. A primeira colocação é do município de Quissamã e a segunda colocada é a cidade de São João da Barra. E aí eu pergunto: tem um hospital em São João da Barra? Não! Os pacientes estão sempre vindo para Campos. O que eles têm são ambulâncias para trazer os pacientes", disse Rosinha.

Ao comentar sobre o tomógrafo do Hospital Ferreira Machado (HFM), ela afirmou que todas as providências já vinham sendo tomadas. "Antes mesmo do aparelho quebrar já havia um planejamento para que pudéssemos adquirir equipamentos novos. E eu quero deixar claro que ninguém ficou sem atendimento. Quem não estava sendo atendido no Ferreira Machado era transferido para o HGG", disse Rosinha, explicando que foi consultada quando a secretaria de Saúde pediu ajuda ao governo estadual. "Me perguntaram se poderia pedir emprestado o Tomógrafo Móvel do governo estadual. Na mesma hora eu disse que sim. Porém, após alguns dias o equipamento também deu defeito. Ou seja, as máquinas quebram", disse.

Segundo Rosinha, a Saúde pública em Campos é melhor do que a particular. "Quando escuto alguém dizer que a Saúde está horrível, gostaria de ir além na pergunta. Essa pessoa está falando da Saúde oferecida pela Prefeitura ou dos planos de Saúde, que contam com filas terríveis?", indagou, citando o caso do pai que buscou a rede pública após procurar a particular (aqui). "Postaram lá no meu Facebook e eu vi o caso de um pai que tentou no particular, mas só foi bem atendido no Ferreira Machado", contou.

Comentar
Compartilhe
João Vicente: "Espero que a verdade apareça"
30/05/2014 | 20h30

Conforme o blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro informou (aqui), o Ministério Público Estadual (MPE) vai convocar a presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Patrícia Cordeiro, o ex-presidente da FCJOL, Avelino Ferreira, e o secretário de Governo Suledil Bernardino na investigação sobre denúncias envolvendo a Cultura em Campos. As oitivas estão marcadas para os dias 27, 28 de junho e 02 de julho. Antes deles, será ouvido no dia 24 de junho o ex-presidente da Fundação Teatro Municipal Trianon (FTMT), João Vicente Alvarenga.

As oitivas acontecem dentro da representação protocolada pelo PSOL, presidido em Campos pelo médico sanitarista Erik Schunk, e que foi incorporada ao inquérito 445/10, que já investigava denúncias sobre a Cultura no município. Segundo denúncias de João Vicente Alvarenga, há suspeita de possível desvio de recursos da FCJOL para montagem de um estúdio de gravação na cidade.

Após ser informado sobre as oitivas, João Vicente Alvarenga demonstrou otimismo e afirmou que 'não tem medo da verdade".  “A busca por esclarecimentos é importante, sobretudo após denúncias que não partiram apenas da minha pessoa, já que existe um inquérito mais antigo em andamento. Isso só demonstra que as práticas são antigas e merecem ser investigadas. Torço para que a verdade apareça. E é bom deixar claro que eu não tenho medo da verdade”, afirmou.

Antes mesmo de ser informada sobre a convocação do Ministério Público, Patrícia Cordeiro já havia dito que não tem nada a temer. “Posso falar sem problemas. Tudo vem sendo feito da forma correta, com transparência e dentro da Lei”, tem afirmado a presidente da FCJOL.

Comentar
Compartilhe
Miro Teixeira confirma candidatura ao governo
30/05/2014 | 18h44

 O deputado federal Miro Teixeira (Pros) vai manter sua pré-candidatura ao governo do Rio. A decisão foi tomada nesta sexta-feira depois de o PSB ter concordado em fazer uma coligação com o Pros para disputa da eleição proporcional (deputados federais e estaduais). A coligação permite que os candidatos disputem a eleição como se fossem de um mesmo partido.

O PSB havia divulgado seu apoio a Miro, mas não queria ampliar o acordo para a eleição proporcional, o que fez o Pros analisar a possibilidade de desistir da candidatura ao governo. O próprio deputado anunciou que sairia da briga se, até o dia 31 de maio, não fechasse coligações com o PSB e o PPS. O acordo foi selado em um almoço realizado nesta sexta entre Miro e Roberto Amaral, vice-presidente do PSB. Segundo o deputado, as conversas com o PPS estão em andamento.

Em nota em que trata do apoio a Miro, o PSB afirma ter concordado em "estabelecer coligações proporcionais" e diz que terá o direito de indicar o candidato ao Senado - a vaga deverá ser do deputado Romário.

No documento, o PSB diz que a formação de uma "aliança progressista" é necessária diante "da degradação política, moral e ética que se abate sobre nosso estado".

E Garotinho? — Com a confirmação da candidatura de Miro, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) perde, de uma vez só, a chance de ter o Pros e o PSB ao seu lado. Sendo assim, pelo menos por enquanto, ele conta com o apoio de apenas um partido: PT do B.

Fonte: Fernando Molica/O Dia 

Comentar
Compartilhe
"Rio Interior" coloca Pezão, Crivella, Lindbergh e Garotinho no mesmo palanque
30/05/2014 | 15h58
Na manhã desta sexta-feira (30), em Petrópolis, durante o lançamento do seminário "Rio Interior, o Futuro em Nossas Mãos", os quatro principais pré-candidatos ao governo do estado interagiram juntos no mesmo palanque. Deixando de lado a troca de farpas, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), os senadores Lindbergh Farias (PT) e Marcelo Crivella (PT) e o deputado federal Anthony Garotinho (PR), chegaram a trocar abraços e apertos de mão.
Se sem seu blog o deputado federal Anthony Garotinho dispara forte contra o governador Pezão, chegando a chamá-lo de "traíra e Mãozão", deixando o clima pré-eleitoral  ainda mais quente, no frio de Petrópolis ele achou melhor dar uma trégua. Os dois, que no passado eram aliados, deram um abraço e sorriram. O encontro foi acompanhado de perto pelo presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB).
O evento, que contou com o apoio da InterTV e da Folha da Manhã, reuniu autoridades políticas, comerciantes, representantes de instituições e líderes comunitários para debater a economia mundial, brasileira e fluminense, além das vocações, oportunidades e desafios para o desenvolvimento do interior do estado do Rio de Janeiro. "O Estado precisa debater e discutir o futuro do interior do Rio de Janeiro, que é onde ficam as regiões que mais precisam de entendimento, da nossa união", disse o governador Pezão.

A matéria sobre o evento, com as fotos do encontro entre os pré-candidatos ao governo, pode ser conferida no site da Folha (aqui).

Comentar
Compartilhe
Ação do MPF contra transposição do Rio Paraíba do Sul é aceita na Justiça
30/05/2014 | 14h57

A ação civil pública do Ministério Público Federal (MPF) em Campos contra a transposição do Rio Paraíba do Sul foi recebida pela Justiça Federal (2ª VF de Campos), com a intimação do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, Ibama e Agência Nacional de Águas (ANA). Os réus devem se manifestar em até 72 horas acerca do pedido liminar do procurador da República Eduardo Santos de Oliveira.

No pedido liminar, o MPF quer que a Agência Nacional de Águas não dê qualquer autorização para a implementação da obra pretendida por São Paulo, enquanto não realizados os estudos ambientais necessários e abrangentes por parte do Ibama, além de suspender eventual autorização para tal projeto. Já ao Estado de São Paulo, os procuradores querem que se abstenha de implementar obras no sentido de transpor/captar águas do Rio Paraíba do Sul.

O Ibama não deverá, em caso de deferimento da liminar, conceder qualquer licenciamento ambiental para as obras de transposição, bem como a União também deve se abster de autorizar o projeto. É sugerida aplicação de multa diária aos réus, incluindo o governador de São Paulo, de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

O projeto paulista visa a captação de água da Bacia, com o objetivo de abastecer o Sistema Cantareira (SP). A proposta de São Paulo pode significar prejuízos ambientais e falta de água para população fluminense, pois a Bacia hidrográfica é a principal fonte de abastecimento do Rio de Janeiro.

Fonte: Ascom/MPF

Comentar
Compartilhe
Centro Histórico: Quem tem culpa pela destruição?
30/05/2014 | 14h54
[caption id="attachment_24819" align="aligncenter" width="547"] Montagem/Secom[/caption]

Se por um lado há quem aponte a falta de qualidade das obras, com diversas placas e pedras portuguesas soltando, por outro a Prefeitura de Campos afirma que a destruição de alguns pontos é feita por vândalos e veículos.

O engenheiro da Imbeg, empresa responsável pela execução da obra, Victor Crespo, fotografou alguns dos prejuízos que ocorrem diariamente mas, principalmente, nos fins de semana nos trechos concluídos. "O que acontece nos deixa apavorados", lamentou o engenheiro. De acordo com ele, um dos pontos onde há um registro maior de destruição é no trecho já concluído da Teotônio Ferreira de Araújo. Além de carros parados na calçada, é comum danos a balizadores, nos pisos de concreto intertravados e no display que evita que o cabeamento e medidores de energia fiquem expostos. "O problema é que amaçam ou arrancam tampas e puxadores", diz Victor.

Os danos fazem com que a Imbeg tenha que remanejar trabalhadores para concertar o que foi destruído e, com isso, acaba se perdendo tempo na execução das obras de revitalização do Centro Histórico de Campos. “Nosso maior receio é que com o passar do tempo todo esse investimento fique desgastado”, alertou o profissional.

R$ 65,5 milhões — As obras de revitalização do Centro Histórico de Campos, com implantação de drenagem, pavimentação, conversão de redes de concessionárias e iluminação foram iniciadas em junho de 2012 e têm prazo de conclusão calculado para três anos. O custo total do investimento é de quase R$ 65,5 milhões.

Comentar
Compartilhe
Garotinho sonha com o PSB e quer Romário como vice
29/05/2014 | 22h38

Faltando menos de duas semanas para o início das convenções, o deputado federal Anthony Garotinho, pré-candidato a governador do Rio pelo PR, disse nesta quinta-feira (29) que poderá buscar uma aliança com o presidenciável do PSB, Eduardo Campos. Ainda que no momento, o palanque de Campos no Rio seja o do pré-candidato ao governo do Estado Miro Teixeira (PROS), o ex-governador assedia a sigla e diz estar em discussão para se aproximar dos socialistas.

O PR nacional compõe a base da presidente Dilma Rousseff (PT) e tem como tendência apoiar a candidatura dela à reeleição, mas Garotinho parece distante de Dilma. Em tese, quatro nomes da base do Planalto concorrerão ao governo fluminense: Luiz Fernando Pezão (PMDB), Lindbergh Farias (PT) e Marcelo Crivella (PRB), além do próprio Garotinho.

O PR fará prévias nos dias 22 e 22 de junho para definir que candidato vai apoiar à Presidência, com convenção estadual uma semana depois. A indicar pelo humor de Garotinho, o nome de Dilma talvez nem "entre na cédula" que será oferecida aos filiados. O ex-governador, para apoiar o PT, exige isonomia de tratamento com os demais candidatos da base de Dilma. Em suma, o quadro dos sonhos ele é aquele em que Dilma esteja fora dos quatro palanques e Lula, mais longe ainda. "Acho que isso não vai acontecer porque Lula vai participar da campanha de Lindbergh", disse Garotinho.

Tabela com Romário — Garotinho sonha até com o deputado federal Romário (PSB), presidente estadual da sigla, na sua chapa como candidato a vice-governador – ainda que o ex-jogador seja no momento o nome da sigla na disputa ao Senado. "Já pensou eu com o Romário de vice? Ia fazer gol em muita gente", diz.

Expulso em 2003 — O mesmo PSB, que hoje faz parte dos sonhos de Garotinho, já foi motivo de pesadelo. Em 2003 a Executiva Nacional do PSB decidiu expulsar Garotinho da legenda. Na época Garotinho era contra as posições do partido com relação ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, especialmente quanto à proposta de reforma da Previdência. Agora, 11 anos depois, por ironia do destino, o PSB é contra o governo Dilma e Garotinho faz parte do PR, um dos partidos da base aliada de Dilma.

Fonte: Brasil 247

Comentar
Compartilhe
Em carta aberta à prefeita, professora desabafa
29/05/2014 | 22h14

A professora Luciana Soares Marques, que desde 2012 aguarda as melhorias prometidas par a Escola Municipal Jacques Richer e luta por uma Educação mais digna desde a década de 90, enviou ao blog uma carta aberta à prefeita Rosinha Garotinho (PR). Confira:

"EXCELENTÍSSIMA PREFEITA Rosinha, Sabe o que me deixa mais triste, é saber que o professor que é comprometido, tem a comunidade satisfeita, os alunos também, mas infelizmente por questões de idealismo(não de política), sofre perseguição. É uma pena que eu esteja sendo "forçada" a tirar minha licença prêmio, devido a falta de gestão coerente em ambas as escolas. Com isso quem sai perdendo são os meu queridos alunos. Tenho uma turma de 28 alunos (Multisseriada) na qual 18 são do 4º ano e 10 do 5º ano. Já vivencio isso há 8 anos, sempre pedindo para separar porque o pedagógico fica insatisfatório e também de acordo com a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) esse quantitativo não está de acordo. O máximo deveria ser de 2O alunos. Temos um toldo no qual as três laterais podem ser baixadas para que possamos abrigar (dividir) essa turma. Entretanto preferem que eu saia de licença prêmio a ficar com essa turma. Digo, permanecerei com os 28 juntos no diurno.Tudo isso está acontecendo porque a gestora da outra escola (E.M.João Goulart) que está dividindo o espaço conosco, conseguiu junto a secretária de educação argumentos que não condizem com a realidade, para que cada escola funcione num turno. Convidei alguns vereadores para irem a escola dentre eles: Tadeu, Abdu Neme, Nildo Cardoso, Marcão, Fred Machado, Rafael Diniz, Albertinho e Dayvison Miranda, desses somente 2 compareceram para visualizarem a nossa realidade. Prefeita Rosinha, sinto uma tristeza enorme por ter confiado em você, mas a sua gestão, digo, os seus pares não estão trabalhando em sintonia para o bem dos nossos educandos. Posso afirmar sem medo de errar, visto que já SÃO 29 MESES de obras em ambas (E.M.JACQUES RICHER E E.M.JOÃO GOULART), e nossa escola continua saindo prejudicada por falta de espaço. Nossa sala de informática foi desativada, nosso refeitório e por último, eu enquanto presidente eleita pela Associação de Pais e Funcionários da Escola, terei que novamente fazer um relatório comunicando a SMECE o motivo pelo qual não poderemos utilizar a verba do MAIS EDUCAÇÃO (esta, destinada as escolas com alunos com distorção de série e déficit de aprendizagem). Quero ressaltar, que primo e LUTO por uma EDUCAÇÃO digna e igualitária e que quando aceitei ser presidente, não foi para fazer número. Logo, quero esclarecer que também encaminharei um relatório ao MEC, sinalizando as nossas reais condições, visto que já é o terceiro ano consecutivo que os nossos educandos estão sendo prejudicados. Aguardo uma visita sua a escola, visto que a nossa OBRA continua PARADA.

Obrigada Luciana Soares Marques (Professora há 20 anos e com duas matrículas, lotada na E.M.Jacques Richer)"

Comentar
Compartilhe
Lindbergh perde o apoio de Silas Malafaia
29/05/2014 | 13h54

O pré-candidato ao governo do estado, senador Lindbergh Farias (PT), não terá mais o apoio do pastor Silas Malafaia, que seria o maior cabo eleitoral do petista para atrair votos do segmento evangélico. Leia nota da coluna Radar Online, de Lauro Jardim:

Comentar
Compartilhe
Picciani tira o apito de Indio e mantém Cabral na disputa
29/05/2014 | 13h41

O presidente do PMDB-RJ, Jorge Picciani, reagiu na manhã desta quarta-feira, 28, ao anúncio feito ontem pelo ex-deputado Indio da Costa de que o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) desistiu de concorrer ao Senado na chapa do governador Luiz Fernando Pezão ( PMDB) e cedeu a vaga ao PSD. Presidente do PSD-RJ, Indio disse que o acerto foi firmado em jantar com Cabral na segunda-feira, 26. "Vejo no gesto do governador Cabral companheirismo ao Pezão diante da ameaça de perder o PSD na aliança. Mas não acredito que o PSD fará chantagem conosco. Vou levar à convenção do PMDB o nome de Cabral para o Senado. Se ele não quiser, nosso nome será do senador Francisco Dornelles, do PP. Dornelles é o melhor senador do Brasil, sempre esteve conosco, é leal, nunca nos ameaçou ou chantageou", disse Picciani nesta manhã.

A desistência de Cabral de concorrer ao Senado trouxe de volta o PSD à aliança com Pezão, depois de o partido ameaçar se aliar ao pré-candidato do PT, Lindbergh Farias, por não ter conseguido indicar o candidato a vice de Pezão. Indio diz que, com o gesto de Cabral, o PSD voltou a se aliar a Pezão e indicará o ex-deputado Ronaldo Cezar Coelho para disputar o Senado na chapa de reeleição do governador. Dornelles, segundo Picciani, tem insistido na candidatura de Cabral ao Senado e abre mão de disputar a reeleição de senador para dar lugar ao ex-governador.

Picciani, que voltou ontem de viagem de lua-de-mel, disse que vai se reunir hoje (29) com Cabral e conversar com Dornelles e com o prefeito Eduardo Paes (PMDB) para se inteirar do que aconteceu nas últimas duas semanas. A vaga de candidato a vice de Pezão está prometida para o PDT. No plano nacional, Picciani, Dornelles e Indio da Costa apoiam o tucano Aécio Neves. Já Pezão, Cabral e Paes prometem fazer campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Fonte: Agência Estado 

Comentar
Compartilhe
De olho nos Estacionamentos
29/05/2014 | 13h39
Todos os estacionamentos de Campos terão um prazo de 60 dias para se adaptar ao decreto 122/2014, publicado no Diário Oficial (DO) do município, no dia 19 deste mês, que estabelece a obrigatoriedade das empresas fornecerem ao consumidor, ao término da prestação do serviço, comprovante em forma de cupom, devidamente autorizado pelo fisco.  Deverão constar no comprovante, o nome do prestador do serviço, CNPJ ou CPF, sua inscrição municipal (alvará), placa do veículo, data, horário de entrada e saída do veículo e valor cobrado. Deverá constar também, no corpo do comprovante, a denominação RPS – Recibo Provisório de Serviços.
Segundo o subsecretário de Fazenda, Márcio Morales, o órgão terá mais facilidade de saber a quantidade de veículos que entra e sai dos estacionamentos, bem como o tempo que cada um ficou estacionado. “O decreto visa estabelecer regras aos estacionamentos. A secretaria, a partir deste decreto, estará avaliando os valores cobrados por cada estacionamento e os impostos pagos pelos proprietários”, disse.
O decreto informa ainda que o RPS deve ser substituído pela nota fiscal de serviços eletrônica (NFS-e) até o décimo dia subsequente ao da data de emissão, não podendo ultrapassar ao dia cindo do mês seguinte ao da prestação de serviço. O não cumprimento do decreto sujeitará ao restado de serviços as penalidades previstas na Lei Municipal 7.529/2003.
Fonte: Secom/Prefeitura 
Comentar
Compartilhe
Dentista da rede aponta "Jogo dos 7 Erros"
28/05/2014 | 17h31

Um dentista que atua na rede municipal enviou ao blog um extenso relato após a inauguração de um novo consultório dentário no Hospital São José. De acordo com ele, a novidade apresentada pela Prefeitura conta com uma série de pendências. Confira:

"Bom dia Prezado Jornalista Alexandre Bastos. Segue um pequeno e interessante material para sua análise e possível divulgação. Desde já, agradeço a sua atenção. A partir de um comentário de uma colega (cirurgiã-dentista) que tem consultório no shopping único, que foi visitada recentemente por fiscal da Vigilância Sanitária de Campos e ameaçaram fechar o consultório por irregularidades observadas, em um dos itens,não todos os listados como se segue: Não podia deixar passar essa. Foi inaugurado um novo consultório odontológico (cadeira e equipamentos novos) no velho Hospital São José. Pelo coordenador de Mutirões do CAO(Coordenação Odontológica - SMS), dr Alexandre Buchaul, especialista em Ortodontia (aparelhos) e sem cursos de especialização e experiência na área de Saúde Pública. Agora é tudo na base do MUTIRÃO odontológico, sob o comando de quem? dr. Ivan Machado.

Vamos ao Jogo dos 7 Erros? (As fotos estão no site da Prefeitura)  

1º - A PIA: Pelas normas da Vigilância Sanitária (VISA/ANVISA) - só tem 1 pia no consultório do H São José. Usada a mesma pia para lavar as mãos dos profissionais e lavar INSATRUMENTAIS CONTAMINADOS, podendo ocasionar INFECÇÃO CRUZADA tem que ter OBRIGATÓRIAMENTE 2 PIAS. 2º - A TORNEIRA da pia: pelas normas da VISA ela tem que ser aberta pelo antebraço e não pode colocar a mão para não haver contaminação, observe que a torneira é COMUM - risco de infecção cruzada. 3º - ESTUFA E AUTOCLAVE DEBAIXO DA PIA: Não é recomendado a colocação de equipamentos de esterelização no mesmo nível do chão. Observar que a ESTUFA não tem TERMÔMETRO, o que é obrigatório. 4º - FIOS aparentes pendurados na parede, podendo ocasionar curtos circuitos, não recomendado e aceito pela VISA. 5º - Caixas penduradas na parede do consultório, assim como calendário, ou quaisquer papéis, o que não é permitido pela VISA. 6º - FALTA de rolopack para proteger as áreas do equipamento onde o dentista e auxiliar colocam a mão: pega do foco, encosto da cadeira, braços da cadeira etc, o que é OBRIGATÓRIO para evitar infecção cruzada. Observe que não tem isso nas fotos. 7º - Bandejas encostadas na parede junto com materiais de LIMPEZA, o que não é permitido pela VISA/ANVISA. Cadê o chefe da Vigilância sanitária de Campos que manda fiscais nos consultórios e quando encontra irregularidades dá prazo de no máximo 15 dias para CORRIGIR, sob pena de interditar e multar o dentista, como fizeram com minha colega, que falhou num desses itens citados? tTUDO MOSTRADO NO PORTAL DA PREFEITURA EM 26 DE MAIO DE 2014, COMO VOCÊ PODE CHECAR. COM FOTOS QUE ENVIAREI POR ANEXO. Gustavo se isso é Padrão, como estarão os cerca de 80 consultórios públicos da PMCG? Sugiro, que caso seja de seu interesse postar, coloque SETAS nos erros apontados. Da mesma forma, pediria para não expor o dentista que está atuando no consultório, ele não tem culpa de trabalhar com cadeira nova, mas nessas condições. ESTAMOS PONDO EM RISCO PROFISSIONAIS E PACIENTES A INFECÇÃO CRUZADA com esse modelo de consultório propagandeado pelo portal da PMCG de ontem. Se esse consultório que é mostrado na página OFICIAL da prefeitura - http://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=25549. está FORA DOS PADRÕES DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA (VISA), AGORA VOCÊ IMAGINA O QUE ACONTECE COM OS OUTROS DA PREFEITURA. Basta apenas uma visitinha. Se puder postar sobre isso eu agradeço e tenho certeza que os comentários vão ser muitos, pois os colegas estão revoltados com a VISA, comandada pelo dentista Elden Pereira, (oriundo do governo Mocaiber) EXIGE TUDO NOS CONSULTÓRIOS PARTICULARES, mas nada faz nos da PMCG".
Comentar
Compartilhe
Vereadores cobram esclarecimentos da Ampla
28/05/2014 | 16h18

Durante a sessão de ontem da Câmara foi aprovado por unanimidade um requerimento assinado pelos vereadores Miguelito (PP), Paulo Hirano (PR) e Marcão (PR)., que cobra esclarecimentos da Ampla sobre taxas de religação que são cobradas, a falta de uma Central de Atendimentos na região Norte Fluminense e a carência de veículos nos atendimentos de emergência em Campos e região.

Ciente de que se trata de um discussão que envolve diversos municípios, o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), informou que o tema será debatido na próxima reunião do Parlamento Regional. "Vamos entrar em contato com vereadores de diversos municípios e propor um debate regional. Além disso, é importante que os deputados estaduais entrem no debate", disse Edson.

Câmara de SJB protocolou representação contra a Ampla — As constantes falhas no fornecimento de energia elétrica nas localidades de Degredo, Cajueiro e Rua Nova (Amparo), em São João da Barra, levaram a Câmara de São João da Barra a ingressar, em fevereiro deste ano (aqui), com uma representação contra a concessionária Ampla no Ministério Público. Segundo o presidente da Câmara de SJB, Aluizio Siqueira (PMDB), a medida foi tomada porque o problema tem virado rotina nessas localidades onde os moradores têm ficado sem luz durante várias horas por dia, e, em alguns casos, por até três dias.

Comentar
Compartilhe
PSD confirma desistência de Cabral e indica senador na chapa de Pezão
28/05/2014 | 14h02

O presidente do PSD-RJ, ex-deputado Indio da Costa, anunciou que o partido indicará o candidato a senador na chapa do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), depois do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) desistir da disputa. O nome indicado pelo PSD será do ex-deputado e ex-tucano Ronaldo Cezar Coelho, conforme já havia sido dito (aqui). Segundo Indio, Cabral anunciou a desistência de concorrer ao Senado ontem (27), em jantar com o dirigente do PSD. "Foi um gesto consistente do governador Cabral. Demonstra que ele prioriza a eleição do Pezão", afirmou Indio. Se disputasse o Senado, Cabral enfrentaria uma dura disputa com o futuro candidato do PSB, o deputado e ex-jogador Romário. Dirigentes do PMDB dizem, no entanto, que Cabral vinha melhorando nas intenções de voto, segundo pesquisas internas.

Ao abrir mão da disputa ao Senado, o ex-governador conseguiu manter o PSD na aliança de Pezão. O partido ameaçava retirar o apoio ao governador desde que, há duas semanas, Cabral e Pezão comunicaram que entregariam ao PDT a vaga de candidato a vice-governador. Com Cabral candidato ao Senado, não haveria lugar para o PSD na chapa majoritária. Indio, então, abriu diálogo com o candidato do PT, Lindergh Farias, que ofereceu ao PSD a candidatura ao Senado em sua chapa. No entanto, a desistência de Cabral fez o PSD voltar à aliança com o PMDB.

Ao lado de Aécio — Apesar de o PSD em nível nacional prometer apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff, no Rio de Janeiro o partido está com o candidato do PSDB a presidente, Aécio Neves. Indio foi candidato a vice de José Serra (PSDB) na disputa presidencial de 2010 é sempre deixou claro a qualquer possível aliado na disputa estadual deste ano que faria campanha para Aécio. O PSD, aliado a uma ala do PMDB liderada pelo presidente da legenda no Rio, Jorge Picciani, lançou, em abril, a chapa "Aezão", que reúne Aécio e Pezão e reúne também o Solidariedade e o PP. No próximo dia 5, partidos aliados de Aecio, inclusive os que não apoiam Pezão, farão um ato público pela candidatura do tucano, no Rio. Pezão e Cabral têm dito que farão campanha pela reeleição de Dilma, mas trabalham pela adesão dos partidos aliados de Aécio à coligação de Pezão.

Campos — Em Campos o PSD conta com dois nomes da disputa eleitoral deste ano: o deputado estadual Roberto Henriques, que vai buscar a reeleição, e o ex-presidente da Câmara de Campos Nelson Nahim, que é pré-candidato a deputado federal.

Comentar
Compartilhe
E o plano de cargos e salários?
28/05/2014 | 00h10

Em comentário enviado ao blog, o leitor Josemar fez o seguinte questionamento: "Gostaria que a Prefeitura respondesse onde está o plano de cargos e salários dos funcionários que foi prometido para no máximo até abril de 2014. Inclusive, o orçamento foi separado para isso A Prefeitura até hoje não deu nenhuma explicação sobre o porquê do plano ainda não ter saído. O que falta para ela esse plano sair?", indagou.

No último dia 13 o vereador Marcão (PT) usou a tribuna e também cobrou uma posição do governo municipal. "A prefeita não demonstra interesse em implementar a Lei do plano de cargos e salários. É bom lembrar que nesta nova lei Orgânica nós aprovamos, na parte transitória da Lei, a possibilidade de a prefeita implementar um novo plano de cargos e salários no período de até um ano. O que podemos é solicitar que a prefeita beneficie mais de 15 mil servidores", disse Marcão, que também informou que os recursos estariam sendo movidos para outras pastas. "Na Lei Orçamentária Anual o valor para a valorização dos servidores, enquadramento do plano de cargos e salários, mas pelo jeito já começou a tirar esses recursos de lá. No diário oficial do dia 12 de maio a gente tem uma anulação de R$ 2,1 milhões. Esses recursos seriam usados para colocar em prática o plano de cargos e salários estão sendo deixados de mão pela prefeita. Há muito tempo estamos vendo servidores abandonados em relação aos seus enquadramentos que é um direito assegurado por Lei", disse.

Comentar
Compartilhe
Chicão: "Obra da UBS de Tocos já foi licitada"
27/05/2014 | 21h42

No mesmo dia em que os vereadores da oposição visitaram a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Tocos e apontaram uma "situação caótica" (aqui), a Prefeitura de Campos publicou matéria em seu site informando que a unidade vai ganhar uma grande reforma. De acordo com a matéria publicada (aqui) além das 15 novas unidades de saúde que estão sendo construídas em Campos, a Prefeitura vai reformar e ampliar outras. A maior parte das que serão reformadas já foi licitada e as obras começarão em breve. É o caso da  UBS de Tocos, na Baixada Campista, como afirma o vice-prefeito e secretário de Saúde, Doutor Chicão.  "A obra da UBS de Tocos já foi licitada. A reforma contará com investimentos municipais e federais. Além disso, desde 2009, reformamos mais de 70 unidades de saúde", afirmou.

Também serão reformadas as UBS de Morro Do Coco, Terra Prometida, Santa Rosa, Santa Cruz, Baixa Grande, Sapucaia, Parque Aurora, Alair Ferreira, Conselheiro Josino, Santa Helena, Cambaíba, Carvão, Conceição do Imbé, Eldorado, Mata da Cruz, São Sebastião, Mussurepe, Sentinela do Imbé, Serrinha, Quilombo, Murundu, Novo Mundo, São Martinho e Palmares. As unidades de Lagoa de Cima, Poço Gordo e Santa Maria serão ampliadas.

Construção —  Quinze novas UBS estão sendo construídas, parte delas em parceria com o governo federal. Um dos bairros contemplados é a Tapera, cujas obras já estão em andamento e adiantadas. As obras também já foram iniciadas nos Parques Imperial, Jóquei II, Lagoa das Pedras, Jardim Aeroporto, Parque Rodoviário, Pecuária, onde serão construídas duas unidades; Parques Salo Brand, Rio Branco, São Benedito e Esplanada. Na Penha, um novo prédio está sendo erguido. A unidade vai passar a atender 24 horas. As novas unidades de saúde possuem consultórios ginecológicos, odontológicos, de clínica médica, salas de curativo, de vacina, de acolhimento, triagem e fisioterapia, além de área administrativa com sala de reunião, banheiros acessíveis para o público, farmácia, posto de enfermagem e rouparia, entre outros. Todas as unidades têm designer moderno, são arejadas e com acessibilidade.
Fonte: Secom/Prefeitura
Comentar
Compartilhe
Marcão: "A Saúde em Campos: melhorou ou piorou?"
27/05/2014 | 20h08
Os vereadores Marcão (PT), Rafael Diniz (PPS) e Fred Machado (SDD) visitaram  nesta terça-feira (27) as instalações da Unidade Básica de Saúde de Tócos, na Baixada Campista. E a surpresa não foi nada agradável. Os vereadores alegam ter encontrado uma situação caótica, que coloca em risco a população que utiliza, ou tenta, utilizar os seus serviços.
O Consórcio Aliança é o responsável pela manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos, com fornecimento de peças, compra de futuros equipamentos e projetos de reforma e ampliação hospitalares, e pela substituição imediata de equipamentos de suporte à vida - ventiladores mecânicos, monitores, desfibriladores – que não estejam em condições de uso, até que seja feito o reparo dos mesmos. Pelo que foi observado pelos vereadores e retratado nas fotos a seguir, tal serviço não estaria sendo prestado e foi motivo de debate durante a sessão de hoje (27) da Câmara. De acordo com Marcão, a empresa tem dois contratos com mais de R$ 4 milhões dos cofres públicos. Em seu blog, o vereador Marcão divulgou fotos e deixou uma pergunta no ar:  "Fica a pergunta: a saúde em Campos melhorou ou piorou?"
Na tribuna, o vereador Fred Machado desabafou: “Vi cenas caóticas na UBS. Algo inadmissível em uma cidade tão rica. Vi de perto a falta de equipamentos básicos, estrutura precária, camas enferrujadas e alimentação de péssima qualidade. Não tem nem água para os pacientes. Será que ninguém está vendo isso?”, disse Fred.
De acordo com os vereadores (Fred, Rafael e Marcão),  as seguintes irregularidades teriam sido encontradas: 
Laríngoscópio para intubação quebrado
Ambulância em estado caótico Não possui desfibrilador Não existem agulhas para aplicação de benzetacil Gaze (embalagens lacradas com ferro de passar) Não possui fita de glicose Não tem água potável para servidores e pacientes Teto caindo da sala de ginecologia Não tem aparelho de eletrocardiograma Não existe antitetânica Reclamação de comida estragada servida aos funcionários
Fonte: Blog do Marcão 
Comentar
Compartilhe
Em defesa dos royalties, Clarissa vai ao STF
27/05/2014 | 16h16
[caption id="attachment_24741" align="aligncenter" width="538"] Clarissa esteve, ao lado dos deputados Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB) e Edson Albertassi (PMDB), com o ministro Marco Aurélio Mello[/caption]

Após recebe a prefeita Rosinha Garotinho (PR) na última semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, ouviu nesta terça-feira (27) os argumentos da deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) em defesa dos royalties.  O encontro foi no começo da tarde de hoje, no gabinete do ministro, em Brasília. O STF deve apreciar amanhã (28) a Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) impetrada pelos governos dos estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo contra a nova lei que muda o formato de partilha dos recursos provenientes dos royalties do petróleo. Os deputados estaduais Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB) e Edson Albertassi (PMDB) também participaram da audiência.

Os parlamentares também se encontrariam com outro ministro do STF, Dias Toffoli, mas deputados da base governista da Assembleia Legislativa (Alerj), que haviam confirmado presença, desmarcaram a audiência de última hora - a bancada preferiu ficar no Rio de Janeiro para evitar o avanço do pedido de convocação do secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame, acusado pelo Ministério Público fluminense de praticar improbidade administrativa ao firmar dois contratos de aluguel e manutenção de veículos para a Polícia Militar. "Apesar da ausência da bancada governista, viemos dizer ao ministro que não queremos a quebra do pacto federativo. A redistribuição dos royalties iria comprometer as receitas do estado do Rio, principalmente no pagamento de aposentados. Isso também prejudicaria os municípios que contam com os royalties nos orçamentos das prefeituras, como os do Norte Fluminense, e já contrataram obras", disse Clarissa. Marco Aurélio Mello apenas ouviu.

Fonte: Ascom/Clarissa 

Comentar
Compartilhe
Justiça determina que Prefeitura abra a "Caixa Preta" dos nomeados e terceirizados
27/05/2014 | 14h25

O vereador Rafael Diniz (PPS) informa em seu perfil no Facebook que, após ter pedidos de informação negados pela Câmara e pela Prefeitura, ingressou com uma ação na Justiça, no último dia 20, em busca de dados sobre os servidores comissionados, contratados e concursados. O pedido foi deferido ontem (26) pela 2ª Vara Cível da Comarca de Campos, obrigando o município a prestar os esclarecimentos.  Na rede social, Rafael comentou: "Com o excelente trabalho realizado pelo advogado Cleber Tinoco, que brilhantemente preparou a ação que ingressamos, informo que nosso pedido foi DEFERIDO pelo juízo da 2ª Vara Cível de nossa Comarca. É lamentável que como vereador de Campos eu tenha meus pedidos de informação negados pela maioria governista. É lamentável ter que buscar outros meios para conseguir exercer uma de minhas principais funções que é fiscalizar. De qualquer forma, a Justiça fez sua parte e nos garantiu o direito de saber o que realmente acontece com a administração de nossa cidade. Viva a democracia, viva a transparência", disse.

O trecho final da decisão diz: "Pelo exposto, determino ao réu (Prefeitura) que informe, no prazo máximo de 30 dias, por meio de listagem nominal, quem são agentes públicos, sejam eles políticos, administrativos, delegatários ou honoríficos, intitulados genericamente de servidores públicos na petição inicial, esclarecendo os cargos, lotações e demais vínculos. Forneça ainda a listagem nominal dos servidores que exercem vínculos de emprego, sejam eles concursados ou não, bem como dos ´terceirizados´. Forneça o réu a listagem nominal dos servidores que ocupam cargo comissionado ou função de confiança. Em todos os casos deve ser esclarecida lotação, o vínculo, a função exercida e a remuneração paga para cada qual, observados os últimos três meses, sob pena de arbitramento de multa cominatória. Cite-se. Intimem-se.”

Prefeitura não informou — Em agosto do ano passado (aqui) o vereador Rafael Diniz solicitou, através de requerimento protocolado na secretaria de Administração e Gestão de Pessoas, comandada por Fábio Ribeiro, a listagem nominal de todos os servidores, cargo, lotação, vínculo contratual (concursados ou não); listagem de todos os servidores comissionados, cargo, função, lotação e qualificação profissional e, por fim, listagem de remunerações brutas dos servidores municipais, concursados e/ou contratados. Após 10 meses de espera o parlamentar ingressou com a ação na Justiça e obteve resultado favorável.

Comentar
Compartilhe
Paulo Hirano: "A Saúde de Campos avançou ou não?"
27/05/2014 | 01h18
[caption id="attachment_24724" align="aligncenter" width="432"] Foto - Blog do Avelino[/caption]

O vereador Paulo Hirano (PR), líder do governo Rosinha na Câmara de Campos, publicou um artigo em seu blog (aqui) defendendo as ações da atual gestão na área da Saúde. Na visão de Hirano, "o atendimento da saúde no município é melhor até mesmo do que a própria cidade do Rio de Janeiro e de Niterói. Isso só para citarmos algumas cidades. Até o ano de 2008, apenas 4 polos faziam os agendamentos que, agora, acontecem em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), além dos hospitais", opinou.

De acordo com o vereador, que foi secretário de Saúde entre 2009 e 2012, "as pessoas não precisam mais dormir nas filas". "Com a descentralização e o agendamento online de exames e consultas, as filas foram reduzidas e a população não precisa dormir na porta dos hospitais. É certo que alguns veículos de comunicação, para jogar a população contra a prefeita Rosinha Garotinho, e induzir a opinião pública ao erro, aproveitam para registrar uma ou outra situação pontual, que não é mais rotina no município, a fim de criticar a Secretaria de Saúde e convencer os leitores de que aquela é a realidade do serviço. Mas não é", disse Hirano.

Segundo o parlamentar, que reconhece a existência de "muitos problemas", não existe caos. "Não existe caos na saúde municipal. É claro que existem muitos problemas, mas houve muitos avanços. Sabemos que muitas pessoas ainda insistem em procurar os grandes hospitais em busca de marcação de consultas de ginecologia, pediatria e clínica médica, por exemplo, mas esses atendimentos são feitos nas próprias UBSs, em cada bairro, perto da sua casa. Essa agenda de atendimento é liberada de acordo com a capacidade física de atendimento diário de cada unidade conveniada. A média de produção mensal de consultas de Campos é maior do que a média do Rio de Janeiro e de Niterói. Na Atenção Especializada, por exemplo, Campos oferece quase 100% de cobertura contra 66% de cobertura do Rio de Janeiro (RJ) e 73,9% de Niterói. No caso das consultas básicas, o município tem 198% de cobertura, enquanto o RJ faz uma cobertura de 106,8%", afirmou.

Números — Fechando artigo com números, ele deixa uma pergunta no ar. "Para se ter uma ideia, a Secretaria Municipal de Saúde realizou mais de 5 milhões de consultas de 2009 a 2013, sendo mais de 3 milhões para especialidades médicas. Houve um aumento significativo de produção de consultas, comparando os anos de 2008 a 2013, saltando de cerca de 370 mil em 2008 para, aproximadamente, 912 mil em 2013 (especialidades e consultas básicas). Houve ou não avanços? A resposta você já sabe!", finalizou.

Comentar
Compartilhe
Ministério Público Federal tem até sexta para receber fichas sujas
26/05/2014 | 23h50

Os pré-candidatos que pisam na bola tem mais um motivo para se preocupar. O Ministério Público Federal (MPF) estendeu o prazo para receber os dados sobre candidatos potencialmente inelegíveis nas eleições de 2014. Os órgãos ligados à administração pública de todo o país têm até o dia 30 de maio para enviar as informações para constar do módulo Ficha Suja do sistema SisConta Eleitoral. O sistema foi lançado em maio para otimizar a análise dos processos e dar mais rapidez à impugnação de candidaturas irregulares. Mais de 32 mil dados já estão no módulo.

As informações serão analisadas pelos procuradores do Ministério Público na área eleitoral em cada estado e no Distrito Federal. Eles é que vão verificar a necessidade de ação na Justiça Eleitoral contra o registro dos candidatos, que pode ser feito até 5 de julho.

Fonte: Extra, Extra 

Comentar
Compartilhe
Cabral desiste do Senado e mantém PSD com Pezão
26/05/2014 | 18h12

O martelo está quase batido – ou melhor, está batido, mas em política é prudente sempre não ser assertivo demais: Sérgio Cabral (PMDB) não será candidato ao Senado.

O que desde o final de semana está sendo negociado na sucessão do Rio de Janeiro, em dezenas de reuniões e telefonemas, é:

1) Cabral abre mão de disputar o Senado em favor de Ronaldo Cesar Coelho, do PSD. Assim, integra-se o partido de Gilberto Kassab à chapa majoritária de Luiz Fernando Pezão e evita que a legenda fique com Lindbbergh Farias (PT) .

2) Cesar Maia desiste de sua candidatura ao governo pelo DEM e apoiará Pezão para o governo. O partido se integrará à coligação liderada pelo PMDB. O DEM deve ganhar uma suplência para o Senado.

3) o PDT indica o vice de Pezão (no caso seria Felipe Peixoto).

Ao menos isso é o que está sendo selado. E com o aval de Cabral, que está comandando a articulação, secundado por Pezão e Eduardo Paes.

A todos interlocutores Sérgio Cabral tem ressaltado que o fundamental para ele é a vitória de Pezão, por isso abre mão de concorrer ao Senado.

Rodrigo Maia nega apoio do DEM ao PMDB — O deputado federal Rodrigo Maia entrou em contato com a coluna Radar On-line/Lauro Jardim para negar que o DEM retirará a candidatura de Cesar Maia: “Não há nenhuma hipótese de apoiarmos o PMDB do Rio. Cabral não será candidato mas não queremos estar juntos neste funeral”.

Garotinho opina — Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR), pré-candidato ao governo, opinou sobre a possível desistência de Cabral. "A questão é saber se vai disputar uma vaga de deputado federal ou se vai correr da eleição. O plano era ele disputar para o Senado e o filho para a Câmara. Agora se ele for disputar uma vaga de deputado federal, o filho deve fazer dobradinha para estadual. Vamos aguardar", disse.

Fonte: Radar On-line/Lauro Jardim 

Comentar
Compartilhe
Sem apoio, Cesar Maia já pensa em retirar pré-candidatura ao governo
26/05/2014 | 15h34

A falta de apoio do PSDB poderá levar o vereador carioca Cesar Maia, do DEM, a desistir de sua candidatura ao governo estadual. No Rio, os tucanos e os democratas são aliados históricos, mas correm o risco de não se coligar nestas eleições, já que o PSDB tem flertado com o cacique do PMDB, Jorge Picciani. Em nota, Cesar Maia é evasivo ao falar de sua possível renúncia à corrida pelo Palácio Guanabara. Nacionalmente, o DEM estuda apoiar a candidatura do tucano Aécio Neves à Presidência. “A decisão sobre o casamento depende das negociações em Brasília, que envolvem os presidentes do PSDB e do DEM. Creio que em mais uma semana as decisões serão tomadas”, disse Maia.

Outra desistência — O deputado federal Miro Teixeira, do Pros, é outro que cogita abdicar da candidatura ao governo do Rio, caso não consiga fechar a coligação com o PSB do presidenciável Eduardo Campos. Miro teria dito à direção nacional do partido “que, sem os acordos, será descortês insistir na candidatura”.

Pezão monta "rolo compressor" — A pouco mais de duas semanas do início das convenções partidárias, o governador Luiz Fernando Pezão, do PMDB, é de longe o pré-candidato com o maior número de apoios, com 15 partidos em sua base. Pezão tem se dedicado com afinco a fazer inaugurações de obras e a viajar por todo o estado, na tentativa de se tornar mais conhecido. O senador Lindbergh Farias (PT), outro pré-candidato, já fechou alianças com o PCdoB e com o PV. Já Marcelo Crivella (PRB) e Anthony Garotinho (PR) ainda correm contra o tempo para buscar alianças. Por enquanto, Garotinho só conta com o PT do B. "Estamos num momento de muitas conversas. Vamos aguardar", disse Garotinho em seu blog.

Outros nomes — O professor Tarcísio Motta (PSOL) e Cyro Garcia (PSTU) também devem disputar o governo estadual.

Comentar
Compartilhe
Prefeitura realiza licitação do transporte nesta segunda-feira
26/05/2014 | 02h15
A Prefeitura de Campos realiza nesta segunda-feira (26), às 10h, a licitação do transporte público com a promessa de ampliar e modernizar a frota do município. Segundo o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Álvaro Oliveira, trata-se de uma  determinação da prefeita Rosinha Garotinho (PR). "Queremos fazer a licitação porque é uma necessidade do município ter transporte de melhor qualidade e determinação da prefeita Rosinha Garotinho. Em 2009, a bilhetagem era de cerca de 1,8 milhão de passagens e, hoje, são 3 milhões", informa.
Com a licitação a tarifa terá reajuste, mas a população continuará pagando passagem a R$ 1. Esta é a quarta vez que a Prefeitura marca uma licitação para melhorar o transporte. A primeira foi em maio de 2013. Três empresas de ônibus entraram na justiça, impedindo que o certame acontecesse no dia previsto. A Prefeitura recorreu e reverteu a situação. Uma nova data foi marcada e teve que ser adiada para adequação à Lei de Mobilidade Urbana. A terceira licitação seria em abril deste ano mas, por orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), foi remarcada.
Atualização às 13h50 — Três consórcios formados por empresas de Campos apresentaram propostas na manhã desta segunda-feira (26), durante o processo de licitação do transporte coletivo do município. Os integrantes da Comissão Permanente de Licitação receberam as propostas técnicas, diante dos representantes das empresas, no auditório da Prefeitura de Campos. Dois dos três lotes que estão sendo licitados receberam propostas, que agora vão passar por análise técnica. Após a fase de análise técnica, serão iniciadas as etapas de abertura de propostas de preço e de habilitação. Três consórcios apresentaram propostas: o Bandeirantes, formado pelas empresas BK e Geratur, para o lote 2; o Planície, formado pelas empresas São João e Jacarandá, para lotes 1 e 2; e o União, formado pelas empresas Cordeiro, Siqueira, São Salvador e Turisguá, para lotes 1 e 2. A prefeita Rosinha Garotinho destacou: “O município está se empenhando em modernizar seu sistema de transporte coletivo, fazendo investimentos, realizando a licitação dentro da nova lei de mobilidade. Eu dou parabéns às empresas que participaram e agora vamos aguardar que os prazos do edital sejam cumpridos à risca, porque a população anseia, deseja e merece ônibus novos e de melhor qualidade”. O procurador do município, Matheus da Silva José, ressalta que a licitação transcorreu dentro da normalidade, e acrescenta que estão sendo estudadas as medidas que serão adotadas para o lote 3, que não recebeu propostas. O presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Álvaro Oliveira, ressalta que uma comissão técnica irá avaliar as propostas nos próximos dias, para dar prosseguimento à licitação.
Comentar
Compartilhe
Nem tudo está perdido no país do "Lepo Lepo"
25/05/2014 | 23h25
[caption id="attachment_24698" align="aligncenter" width="525"] Valmique Bento da Silva, o jovem que saiu de Tocos e foi conhecer a Nasa, lançou o seu primeiro livro na última sexta-feira, durante a 8ª Bienal - Foto - Secom/Prefeitura[/caption]

O sucesso da 8ª Bienal do Livro de Campos, que de acordo com a Prefeitura recebeu cerca de 100 mil pessoas e movimentou R$ 8 milhões com a venda de 400 mil livros, mostra que existe espaço para mais eventos culturais no município. E quando digo eventos culturais não estou falando da gastança que destina R$ 233 mil por um show de uma hora do Luan Santana. Me refiro aos Cafés Literários, Cinema e Teatro nas praças, orquestras se apresentando no Jardim do Liceu, Jardim São Benedito e no Horto Municipal. Nossos bairros e distritos ainda contam com milhares de crianças, jovens e adultos apaixonados por cinema, música, teatro e literatura. O jovem Valmique Bento da Silva, de 15 anos, morador de Tocos, é um belo exemplo. Depois de vencer o concurso “Cientista por um dia”, organizado pela Nasa, ele lançou na última sexta-feira (23), no Espaço do Autor, na Bienal, o seu livro “Festa no Céu”. A obra, com cerca de 45 poesias do escritor campista, nasceu após a participação dele no concurso.

Festival Doces Palavras — Uma boa notícia foi o lançamento do Festival Doces Palavras (FDP!), que está programado para acontecer em Campos sempre nos anos ímpares (começando em 2015). A ideia é misturar as tradições culinárias e literárias da terra goitacá. A boa ideia, que recebeu o apoio da Prefeitura, surgiu da Associação de Imprensa Campista (AIC) em parceria com a Academia Campista de Letras (ACL) e a Academia Pedralva de Letras. A ideia inicial é que o evento aconteça no Jardim São Benedito, no Centro da cidade, e reúna palestras, debates, performances, oficinas, lançamentos de livros e outras intervenções. Uma das propostas do FDP! é promover a ocupação de espaços públicos (como é o caso das praças e jardins).

Confesso que sou bem pessimista em relação ao atual momento cultural não só de Campos, mas de todo o Brasil. Porém, ao passar pela Bienal e ver tantas crianças e jovens encantados com livros e espetáculos teatrais, pude notar que o pulso ainda pulsa. Nem tudo está perdido no país do "Lepo, Lepo".

Secom/Prefeitura de Campos

Comentar
Compartilhe
Neco não abre mão da reeleição
24/05/2014 | 21h24

A eleição de 2014 ainda nem chegou e já tem muita gente de olho em 2016. No município de São João da Barra, por exemplo, já tem gente prevendo um embate entre criadora e criatura. Em matéria publicada no Quotidiano (aqui) o jornalista Victor Azevedo informa que o prefeito Neco (PMDB) não abre mão da reeleição. "O atual prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB) confirmou que estará na disputa em 2016 e espantou para longe os boatos de que não tentaria a reeleição. Nesse sentido, Neco se reuniu com o vice-prefeito Alexandre Rosa (PMDB), secretários, subsecretários e cargos de confiança e pediu unidade em torno do seu governo", diz o texto.

Por outro lado, a ex-prefeita Carla Machado (PT), que este ano vai disputar uma cadeira na Alerj, tem deixado claro que pode voltar a disputar a Prefeitura em 2016.

Outros nomes — Além disso, em caso da vitória na disputa por uma cadeira na Alerj, Bruno Dauaire (PR) também pode pintar na disputa pela Prefeitura de SJB. Quem também não esconde o desejo de entrar na briga pela Prefeitura é o vereador Franquis Areas (PR), que foi o mais votado na eleição de 2012.

 

Comentar
Compartilhe
Sem saída
24/05/2014 | 14h32

Na rua Benedito Queiroz, no Alphaville, o motorista tem as seguintes opções para desviar de um grande buraco: dobrar para a direita e cair em um buraco menor ou escolher o lado esquerdo e subir na calçada. Resumindo, não tem saída...

Enquanto isso, bem pertinho dali, a 28 de Março recebe um recapeamento caprichado.

Atualização às 23h — Em comentário enviado ao blog o leitor Lucas informou que a empresa Visão Empreendimentos Ltda venceu uma licitação para realizar obras de pavimentação, urbanização e drenagem em diversas ruas do Alphaville.  Entre as ruas está a Benedito Queiroz. O valor do contrato:  R$ 10,2 milhões.

Comentar
Compartilhe
TSE: Garotinho pode voltar ao rádio e participar da Caravana Palavra de Paz
23/05/2014 | 22h04

A ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), anulou, de forma monocrática e através de uma liminar, a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que barrou a participação do deputado federal Anthony Garotinho (PR) em seu programa de rádio e nas caravanas da Palavra de Paz.  "Em sua decisão a magistrada da mais alta corte eleitoral do país afirmou que além de poder apresentar os programas Fala Garotinho e Palavra de Paz não há na legislação eleitoral nada que me impeça de apresentar a Caravana Palavra de Paz. A decisão da ministra anula todos os atos do TRE - RJ e restabelece o que diz a lei eleitoral, que candidatos apresentadores de programas de rádio e televisão podem fazê-lo até a homologação dos seus nomes pelas convenções partidárias, no meu caso dia 29 de junho", explicou o deputado em seu blog. Agora, o caso será analisado pelo plenário do TSE.

De acordo com Garotinho, "alguns adversários maldosos induziram os juízes do TRE - RJ a erro". !Jamais falei de política na Caravana Palavra de Paz, que apresento há 20 anos, sendo 10 ininterruptamente. Radialista sou há 35 anos e portanto esta minha profissão sendo a política para mim uma missão, e não um negócio. A magistrada em sua decisão também não viu qualquer irregularidade na distribuição de Bíblias durante as Caravanas Palavra de Paz ou sorteio de prêmios durante o programa de rádio Fala Garotinho. Algumas pessoas, que estavam comemorando porque minha voz tinha sido calada, devem estar tristes, mas certamente os que amam a justiça e a verdade estão alegres", comentou o parlamentar.

Na última quarta-feira (21), conforme foi noticiado no blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro (aqui), o TRE-RJ havia proibido, mais uma vez, Garotinho de apresentar os programas “Fala Garotinho” e “Palavra de Fé”. O deputado federal também havia sido impedido de comandar o “Caravana Palavra de Paz”, assim como de distribuir prêmios e brindes nesses eventos e no rádio.

Ministra Luciana Lóssio — Em agosto de 2012, quando a prefeita Rosinha Garotinho (PR) enfrentava dificuldades após ter o seu registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a ministra Luciana Lóssio também interferiu e anulou uma decisão do TRE. Na ocasião ela enviou de volta para a 1ª instância a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime). A ação em questão era um dos argumentos usados pelo TRE para indeferir o registro de Rosinha, por apontarem que não houve pedido de suspensão da inelegibilidade.

Comentar
Compartilhe
Rafael Diniz: "Não podemos nos conformar com a mediocridade"
23/05/2014 | 14h45

Em artigo publicado na edição de hoje (23) da Folha o vereador Rafael Diniz (PPS) opinou sobre o atual momento da cidade de Campos. Na visão dele, a "cidade 'apequenou-se' nos últimos tempos. Parece que esquecemos quem nós já fomos, e nos conformamos cada vez mais com a mediocridade que a política dos últimos tempos tem nos apresentado". Confira o artigo:

"Qual cidade nós queremos?

Por mais que amemos nossa cidade, por mais que tenhamos orgulho de nossa história, como é o meu caso, é impossível não chegar à conclusão de que nossa cidade “apequenou-se” nos últimos tempos. Parece que esquecemos quem nós já fomos, e nos conformamos cada vez mais com a mediocridade que a política dos últimos tempos tem nos apresentado. O maior sinal de decadência é quando não falamos mais do futuro de Campos, não nos preocupamos mais com a seguinte pergunta: o que será de nós daqui a vinte anos? Enfim, a miséria da política empregada nos últimos tempos esqueceu-se de nos colocar a principal pergunta de uma política municipal: qual cidade nós queremos?

A ausência dessa pergunta é o meu diagnóstico a respeito dos problemas de nosso Município. A estagnação, a falta de projetos que pensem o futuro e a inexistência de uma visão estratégica sobre o que é a cidade demonstram o que vem sendo verdadeiramente esse atual governo municipal. O que temos visto, com raras exceções, é uma 'gritaria surda e muda' em que sobram acusações, bravatas e discursos exclusivamente eleitoreiros, acompanhados de um vazio de ideias. Vazio esse que se reflete na ausência de políticas sérias, quando o que vemos é uma administração que se assemelha a um carro desgovernado que não sabe onde vai chegar. Os problemas do Município são sempre tratados de maneira pontual, sem um alcance estratégico. Para cada problema que aparece ouvimos uma desculpa fraca e uma medida de urgência apenas, sempre desacompanhadas de uma política bem planejada e eficaz.

Quero lembrar a todos que nossa cidade sempre desfrutou de uma posição importante na história de nosso país, sem falar que hoje possuímos um dos orçamentos mais altos do Brasil. Uma cidade de tantos heróis e tantos feitos não pode continuar como está, sendo usada apenas como máquina eleitoreira. Precisamos o quanto antes recuperar nossos valores, fazer nossa Campos repensar seu lugar na história."

Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Lindbergh não tem estatura para ser governador"
23/05/2014 | 12h04

Ao notar que o senador Lindbergh Farias (PT) e a depurada federal Jandira Faghali (PCdoB) conversavam ao pé do ouvido no Congresso, o deputado federal Anthony Garotinho (PR)  juntou-se aos adversários e, rindo, mandou na cara de Lindbergh: "Ô, Lindbergh, quer me sacanear? Para de dar entrevistas por aí dizendo que serei candidato ao Senado".  Meio constrangido, mas tentando não passar recibo, Lindbergh sorriu e despediu-se dos conterrâneos logo em seguida. A nota sobre o encontro foi publicada pelo jornalista Lauro Jardim em sua coluna "Radar On-line", no site da Veja.

Hoje (23), em seu blog, Garotinho foi além e apontou a atitude de Lindbergh como "molecagem". Além disso, disparou:  "Ficar inventando historinhas como essa, só mostra que Lindbergh não tem estatura para ser governador. E eu, como sempre fiz na minha vida, coloco as coisas claramente. Não sou homem de dar tapinha no ombro e depois ficar falando pelas costas", afirmou Garotinho.

Em recente passagem por Campos, Lindbergh apontou Garotinho como "um político ultrapassado". Além disso, disparou: "Ele se apresenta como mudança. Mas que mudança ele representa? O Garotinho foi aliado do Pezão, do Cabral e do Picciani. Estava ao lado de todo mundo e agora quer posar como representante das grandes mudanças. Não tem o mínimo cabimento", frisou.

Comentar
Compartilhe
Uma geleia chamada PR
23/05/2014 | 01h37

Do Ilimar Franco/O Globo: 

Detentor de um minuto e 56 segundos na TV, o PR é disputado pelos principais candidatos ao Planalto. O partido já esteve nas mãos da presidente Dilma. Hoje reina a divisão. E cresce a turma do desembarque. Seu presidente, o senador Alfredo Nascimento, prefere Dilma (PT). O líder na Câmara, Bernardo Santana (MG), fechou com Aécio Neves (PSDB). E Anthony Garotinho (RJ) defende o apoio a Eduardo Campos (PSB).

O fator Garotinho — O fato de ser o único candidato a governador do PR com chance de vitória fortalece a posição de Garotinho no partido. Além disso, o Rio tem mais seis deputados, e a maioria dos nove do Nordeste prefere o socialista. Essa ala tem maior peso que o líder Bernardo Santana, que é um dos cinco mineiros. Eduardo Campos, no entanto, ainda não deu um passo à frente. Seu tempo de TV saltaria de dois minutos e meio para quatro e meio. Mas ele precisa de um sinal verde de sua vice, Marina Silva. Há o constrangimento pela prisão (mensalão) do ex-presidente do PR Valdemar Costa Neto. Os tucanos contam com isso e juram que Valdemar é coisa do passado. “O Eduardo e a Marina querem, exageradamente, passar uma imagem de purismo. O Valdemar tem influência, mas não é da direção formal”

Comentar
Compartilhe
Bacellar: "O asfalto tá comendo solto na 28 de Março"
22/05/2014 | 23h40

Estimulado por um internauta que perguntou a sua opinião sobre os últimos acontecimentos, o ex-vereador Marcos Bacellar (Solidariedade) usou o Facebook para alfinetar o governo Rosinha. "O asfalto tá comendo solto na 28 de Março, afinal as eleições estão na porta e as inúmeras obras inacabadas na cidade já não rendem mais nada....."

Sobre a entrevista do ex-prefeito Alexandre Mocaiber (PSB) na TV Diário, ele resumiu a sua opinião em uma palavra: "Patético".

Recentemente, em entrevista à Folha, Bacellar já havia opinado sobre alguns pontos. "O que eu vejo é caos na Saúde e Educação. Temos obras de fachada, intermináveis e com vários aditivos.  Acredito que quebraram a Prefeitura! Temos o CEPOP ( um verdadeiro Elefante branco), Beira-Valão (o famoso Monumento ao cocô). Só o que anda bem em Campos é gastança de mídia do Governo vendendo ilusão a população de está tudo maravilhoso e as famosas reuniões 'Macaquinho mandou' do Casal em que todos são obrigados a comparecer", disparou.

Comentar
Compartilhe
TJD confirma jogo entre Goytacaz e Tigres
22/05/2014 | 19h15

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) confirmou na tarde de hoje (22) o jogo entre Tigres do Brasil e Goytacaz, marcado para o próximo sábado, às 15h, pela semifinal da Taça Corcovado. Já a partida entre Barra da Tijuca contra o Céres foi suspenso.

Entenda a história —  O  Sampaio Corrêa entrou com uma ação contra o Céres, alegando fraude na súmula do time da Zona Oeste do Rio. O fato teria acontecido na última rodada da Taça Corcovado quando o Céres bateu o Tigres do Brasil por 2 a 0 e o Sampaio ficou apenas no empate com o Barra Mansa em 1 a 1. Ambos lutavam pela a vaga para a semifinal do segundo turno.

O Sampaio constatou que o jogador William da Silva Teixeira, estaria suspenso, mas mesmo assim teria sido escalado com o nome de William Carlos dos Santos Souza, este, porém, em condições de jogo. O jurídico do Sampaio Corrêa também afirmou que o próprio William Carlos, também teria entrado em campo, mas com o nome de Yan da Silva Baptista, tendo este entrado contra o Tigres.

Comentar
Compartilhe
Pros entre Garotinho e Lindbergh
22/05/2014 | 17h30

A coluna "Radar Online", do Lauro Jardim informa que está marcado para o próximo dia 30 de maio o enterro da candidatura de Miro Teixeira (Pros) ao governo do Rio de Janeiro. Ontem (21), em uma reunião em Brasília, a bancada fluminense do Pros cobrou de Miro a coligação na eleição proporcional com o PSB de Eduardo Campos e Marina Silva. Miro avisou que resolveria a situação até o dia 30. Como o PSB não aceita a coligação de jeito nenhum, o Pros terá que buscar outro rumo no Rio.

Por ora, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) e o senador Lindbergh Farias (PR) oferecem o que os deputados do Pros querem.

Em Campos, o vereador Albertinho, que assumiu o comando do Pros, aposta em uma aliança com o PR de Garotinho. "Acredito que existe 90% de chance", diz o parlamentar, esperando que a sua candidatura à Alerj seja confirmada logo após a aliança entre os dois partidos.

Comentar
Compartilhe
Pezão e os evangélicos
22/05/2014 | 01h55
[caption id="attachment_24639" align="aligncenter" width="597"] Reprodução - Extra, Extra - Berenice Seara[/caption]
Comentar
Compartilhe
Presidente do UH Saúde comenta sobre polêmicas e aponta melhorias
22/05/2014 | 00h29

Após o desabafo de uma professora sobre as dificuldades enfrentadas ao migrar do Plano Ases para o UH Saúde (aqui), diversos servidores do município entraram no debate e levantaram para as redes sociais diversas dúvidas envolvendo a migração. Ciente da repercussão, o diretor presidente do UH Saúde, Dr. Luiz Antônio Costa, conversou com o blog e não se esquivou das polêmicas. “Estamos acompanhando tudo de perto e jamais iremos deixar os usuários sem respostas. Afinal de contas, eles são os nossos patrões”, disse Luiz Antônio, que adianta melhorias imediatas para os cerca de 8 mil servidores. “O fato é que estamos oferecendo uma maior oferta de leitos hospitalares, especialistas e centros de diagnósticos. Todos os procedimentos usuais e determinados pela Agência Nacional de Saúde (ANS) estarão cobertos pelo plano. Não há carência nem para cirurgia, nem para exame, nem para consultas, nem para atendimento de urgência e emergência. Também terão acesso à rede em todo Estado do Rio de Janeiro, além de cobertura nacional, em casos de urgência e emergência ”, explicou, se colocando a disposição para esclarecer as dúvidas dos usuários.

Após desabafo, professora torce por mudanças — A professora que havia protestado, também entrou em contato com o blog para apontar melhorias. “Finalmente depois de muitas idas e vindas ao Plano UH para resolver questões relacionadas a exames e procedimentos a serem realizados, hoje (21/05), ao chegar à sede do UH, percebi que estava sendo aguardada pelo representante do plano, devido ao relato feito por mim dias atrás em alguns blogs, sobre o atendimento da operadora aos contemplados. Acredito que após o referido relato, mudanças podem vir a ocorrer, pois fui atendida pelo representante Vilmar, que me atendeu bem, sendo atencioso e com as minhas questões resolvidas. Ressalto ainda, que debati com ele várias questões como: o mau atendimento, estrutura física, marcações de consultas com espaço de tempo prolongadas, o que contraria a lei dos planos de saúde, a questão do atendimento da Clínica Perissê, a importância de um protocolo dos pedidos de exames que são deixados para autorização, como uma medida de segurança, a necessidade de uma emergência ortopédica entre outros... O mesmo garantiu que medidas estão sendo tomadas para melhoria da qualidade na prestação dos serviços da operadora para com os usuários. Deixei claro que tudo que relatei na mídia foi o que me aconteceu ali e estava muito indignada com tudo aquilo, que torço para que o Plano Uh seja realmente transformado e que passe a ser “O PLANO”, pois nós servidores precisamos estar bem de saúde, pois o nosso bem estar refletirá num bom atendimento social. Enfim, sai da sede do UH satisfeita, inclusive vale lembrar que o representante da operadora me informou que irá responder aos blogs, onde espero que o veículo a ser usado não venha a ser a mídia da situação, mas sim, mídias imparciais, que se comprometem e se preocupam com o interesse social”, completou.

Comentar
Compartilhe
José Carlos: "Esse Tô Contigo é tipo Tiririca e o ex-deputado pipoqueiro"
21/05/2014 | 20h42

No final da sessão de hoje (21) o vereador José Carlos (PSDC) chutou o balde e disparou contra o vereador Alexandre Tadeu (PRB). "Gostaria que ele estivesse aqui para ouvir. Mas com certeza vai ficar sabendo. Ele disse que eu retirei a assinatura da CPI. Quer saber? Retirei, mesmo! E retirei ao notar que aquilo tinha uma grande intenção eleitoral. Esse Tô Contigo é apenas um bordão. Ninguém sabe quem ele é. Venceu da mesma forma que Tiririca ou aquele pipoqueiro que virou deputado. Em muitos casos, por não ter opção, o povo acaba votando de sacanagem", disparou José Carlos, que foi além: "Ele não gosta de Campos. Tanto, que está querendo ser deputado para morar bem longe daqui. O eleitor não deve votar nessas figuras que não conhecem nada em nossa cidade", completou.

O vereador Jorge Magal (PR) aproveitou o embalo e voltou a ironizar o ex-colega de bancada. "Já tem gente dizendo a seguinte frase: 'esse Tô Contigo não tá com nada. A CPI estava toda furada'. O que ele queria era um palanque político para as eleições. Como vereador ele não apresentou nada que fosse de interesse da sociedade. Fica claro que ele está completamente despreparado. Foi mentiroso ao acusar os colegas vereadores em uma rede social. Tudo com aquela cara lavada na TV", disse Magal.

Aos poucos, como já havia avisado aqui, fica nítido que acabou o amor entre o PRB e o grupo rosáceo.
Comentar
Compartilhe
Governistas alertam sobre problemas na área da Saúde
21/05/2014 | 19h43

Durante a sessão de hoje (21) três membros da bancada governista usaram a tribuna da Câmara de Campos para comentar sobre dificuldades enfrentadas por pacientes nos hospitais da cidade. "Vi de perto os problemas enfrentados por pacientes do Hospital Geral de Guarus. Sem me identificar pude ver muitas coisas e alertei o vereador Paulo Hirano, que foi secretário de Saúde e atualmente é presidente da Comissão de Saúde da Câmara. Logo após esse contato, muitas coisas mudaram", disse o vereador José Carlos (PSDC), que criticou um funcionário do HGG. "Um administrador chamado Anderson me parece não ter capacidade para ocupar o cargo. Muita gente estava reclamando", disse o governista.

No mesmo embalo, o vereador Jorge Magal (PR) relatou o drama de pacientes da Santa Casa. "Estive lá conversando com as famílias e não posso deixar de falar certas coisas. Vi o caso de um paciente que espera por uma cirurgia cardíaca. São 60 dias esperando pela licitação de um aparelho que custa em torno de R$ 25 mil. É uma vida que está em jogo e não podemos esperar. O que os médicos poderiam fazer já foi feito. Agora só depende de questões burocráticas", disse Magal, que ouviu as explicações do vereador Paulo Hirano (PR). "O gestor não pode escapar da licitação. A instituição contratualizada deve arcar e, posteriormente, a Prefeitura realiza o pagamento. Mais de R$ 500 milhões foram pagos às unidades de 2009 a 2013. Ao todo, 17 entidades são contratualizadas, entre hospitais, clínicas,  laboratórios de análises clínicas", disse.

O vereador Albertinho (Pros) também comentou sobre um caso. "Uma idosa teve que esperar no corredor da Beneficência Portuguesa em uma situação que deixou a família completamente perdida. São essas coisas que não podemos aceitar e temos que acompanhar o trabalho dos hospitais conveniados", opinou Albertinho.

 
Comentar
Compartilhe
Morador da Penha mostra "Lixão" e cobra providências
21/05/2014 | 17h14

Caro Bastos,

Repare bem nas fotos que te envio em anexo. É exatamente nesse estado em que se encontram os terrenos na entrada principal da Penha. No início do primeiro governo de Rosinha as máquinas e caminhões de entulhos estavam constantemente limpando esses terrenos e tudo estava muito bom. Porém, ao final do primeiro governo e até os dias de hoje, não houve mais limpeza e o acúmulo de lixo, matos, insetos, ratos, cobras e até animais mortos que jogam é constante. Em 2012 resolvi ligar na limpeza pública e na postura, mas nada adiantou. Me informaram que não podem mais fazer limpeza em terrenos particulares, mas a questão é que nós, os vizinhos sofremos com tudo isso. Noutra ocasião, em setembro de 2013, numa nova tentaiva liguei reclamando e apareceu uma pessoa aqui perguntando sobre quem seriam os proprietários dos terrenos. Nós informamos o endereço residencial dos proprietários e os respectivos nomes, mas nada adiantou.Uns meses atrás, liguei novamente e agora enviei por email as fotos que estão em anexo. Ninguém se quer apareceu ou respondeu meus emails. Agora tento expor ao Jornal Folha da Manhã o porque da nossa indignação num retrato de imundice e descaso que já duram mais de 3 anos. Muito obrigado pela oportunidade e um forte abraço. Gustavo

Veja o e-mail que ficou sem resposta da Prefeitura: 

Prezados Srs.
 
Venho por meio desta, solicitar uma providência em relação ao estado dos terrenos situados na Avenida Senador Tarcísio Miranda, 81/85 na segunda entrada da Penha, antiga Shell, exatamente por onde os ônibus da linha entram. As fotos já dizem tudo, mas ainda acrescento a frequência de ratos, mosquitos e até cobras. Já fizemos algumas reclamações por telefone e a resposta foi que a prefeitura não realiza limpeza em terrenos particulares, mas desa forma, nós moradores estamos sofrendo e muito. Vale ressaltar que no início do primeiro governo de Rosinha era realizado a limpeza frequentemente e depois no segundo governo parou.Aguardo uma solução. Grato , Gustavo. 
 
Comentar
Compartilhe
Orávio: "O município passa por uma crise no campo cultural"
21/05/2014 | 14h10

O jornalista Orávio de Campos Soares, que atualmente é superintendente de Cultura da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), comentou no jornal comemorativo da Associação de Imprensa Campista (AIC) sobre a crise cultural no município de Campos. Focando na falta de renovação, ele disse: "(...) o município passa por uma crise (que esperamos não ser paralisante) no campo cultural, quase vazio de boas produções, com raríssimas e felizes exceções, é claro. Os atuais atores da cena intelectual estão com os CABELOS BRANCOS e expressam no hoje o fazer de outras gerações mais produtivas e, para vencer as barreiras da criação, o poder público, por falta de demanda, sente dificuldade no seu planejamento".

Fonte: Facebook/Gildo Henrique 

Comentar
Compartilhe
"Tudo posso naquele que me fortalece"
21/05/2014 | 13h36

Um fã da prefeita Rosinha Garotinho (PR) resolveu mostrar toda a sua admiração através de um grande adesivo na cor rosácea. A mensagem, com a foto que Rosinha utilizou na campanha de 2012, diz: "Tudo posso naquele que me fortalece. Se a sua estrela não brilha, não tente apagar a minha".

Comentar
Compartilhe
Paulo Hirano: "Não serei candidato à Alerj"
20/05/2014 | 19h33

Durante a sessão de hoje (20) o vereador Paulo Hirano (PR), líder do governo na Câmara, anunciou a retirada de sua pré-candidatura à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Segundo Hirano, a vida é feita de escolhas e renúncias. "Neste momento tenho muitas missões. Entre eles a liderança da Câmara. Além disso, fui convidado pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR) para colaborar na elaboração do seu programa de governo na área da Saúde. Nossa meta é implementar em todo o estado as ações bem sucedidas que são desenvolvidas em Campos", disse Hirano, que pediu desculpas aos amigos. "Peço desculpas aos que me apoiaram desde o início, mas tenho certeza de que todos irão entender", completou.

No momento o PR-Campos conta com os seguintes pré-candidatos à Alerj: Geraldo Pudim, Gil Vianna, Éber Silva e Bruno Dauaire.

Comentar
Compartilhe
Idosa no corredor da Beneficência Portuguesa
20/05/2014 | 17h00

Neste momento, enquanto a Câmara de Campos debate a relação entre o poder público e os hospitais conveniados, uma idosa de 88 anos sofre no corredor d a Beneficência Portuguesa esperando atendimento para retirada dos pontos de uma cirurgia realizada no fêmur há uma semana no próprio hospital. O relato sobre o drama foi feito por uma ouvinte da Band FM e publicado no Facebook.

"A idosa Lúcia Cardoso de Almeida de 88 anos está no corredor do hospital desde às 12h desta terça-feira, esperando atendimento para retirada dos pontos de uma cirurgia realizada no fêmur há uma semana no próprio hospital. Com data marcada para hoje a retirada dos pontos ainda não foi feita pois médicos do hospital alegaram que a paciente está com a pressão baixa e desejam transferir a idosa para UPA. Revoltado o filho da idosa espera uma solução no corredor do hospital sem nenhum atendimento até o momento. A redação do Band Notícias aguarda uma nota de esclarecimento da administração do hospital".

Cida Lysandro Albernaz Almeida, que é nora da paciente, também desabafou no Facebook: " A UPA não quis atendê-la. Nem viram. Mandaram para o HGG para ver se tem vaga. Meu Deus o ser humano virou joguete? Socorro".

Atualização para correção (título e texto).

Atualização Às 14h45 — Em mensagem enviada ao blog, a ouvidoria da Beneficência Portuguesa explica:

"Quanto a divulgação neste blog em que relata que a paciente Lúcia Cardoso de Almeida se encontrava acomodada no chão no interior do Hospital da Beneficência de Campos; podemos afirmar que houve um equívoco no mencionado texto, pois ao tomarmos conhecimento do fato pelo conceituado Blog foi feito de imediato uma investigação interna e não para nossa surpresa trata-se de uma inverdade. Por respeito as pessoas que tomaram conhecimento desta informação e por acreditarmos que houve ruído na passagem desta informação a Ouvidoria desta Unidade vem por este prestar este esclarecimento. Complementando, relatamos que a referida paciente oriunda de sua residência veio ao Hospital para revisão de cirurgia ( Traumatologia) que após ser atendida pelo profissional médico especialista a mesma alegou desconforto clínico, atendida pelo médico clínico e por constatar que a mesma deveria ser submetida a exames próprios de Unidade que tenha Serviço de Urgências ( diversificação de recursos de auxílio diagnóstico) o mesmo (clínico) solicitou sua transferência inclusive monitorando os serviços de recepção no que tange a dados clínicos da Unidades indicadas. Ouvidoria SPBC Manoel Ayrão"
Comentar
Compartilhe
Câmara: audiência pública sem público e sem debate
20/05/2014 | 15h52

A Câmara de Campos realizou na tarde de hoje (20) uma audiência pública para debater a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que tem como objetivo nortear a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2015. Na ocasião, o subsecretário de orçamento e auditoria, José Alves de Azevedo Neto comentou sobre a previsão de arrecadação para 2015, em torno de R$ 2,5 bilhões. Após o subsecretário comentar sobre gastos com Saúde, Educação, Obras e aumento da arrecadação própria, era o momento de ouvir os representantes da sociedade civil organizada. Porém, não houve uma única inscrição para o debate. Além disso, apenas alguns cidadãos estavam no plenário acompanhando a audiência.

Sobre a falta de debate, o vereador Marcão (PT) comentou. “A realização da audiência está prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal. Creio que o município deveria encontrar meios de aproximar a sociedade civil organizada deste tipo de debate. Infelizmente, estamos constatando que este ano ninguém se inscreveu”, lamentou Marcão.

A LDO é uma lei elaborada pelo Poder Executivo, que estabelece as despesas e as receitas que serão realizadas no próximo ano, ao passo que na LOA, que será debatida em setembro, o governo define as prioridades contidas no Plano Plurianual (PPA) e as metas que deverão ser atingidas no exercício do ano seguinte, disciplinando todas as ações do governo.

Saúde em debate —Após a audiência pública sobre a LDO, foi inciado mais um debate, dessa vez sobre a Saúde. Comandada pelo vereador Nildo Cardoso (PMDB), a discussão conta com a participação de diretores dos hospitais filantrópicos e psiquiátricos de Campos. “Fui motivado por uma adolescente de Santa Maria de Campos que levou quatro anos para ser submetida a uma cirurgia. Não entendo a morosidade se o dinheiro está entrando no caixa dos hospitais conveniados com a Prefeitura”,  disse Nildo, explicando o motivo que gerou o debate.

Comentar
Compartilhe
Após críticas, diretor da Azul promete melhorias
20/05/2014 | 14h20
[caption id="attachment_24574" align="aligncenter" width="480"] Foto: Blog do Aeroporto[/caption]

Em duas postagens intituladas "Pague para voar, reze para decolar" (aqui e aqui), o blog "Ponto de Vista", do Christiano Abreu Barbosa, relatou "uma péssima e vergonhosa prática da Azul na linha aérea entre Campos e o Rio, trocando o avião por um menor constantemente e até cancelando vôos, de acordo com a sua conveniência". Eis que ontem (19), horas após a postagem, a Prefeitura de Campos publicou matéria (aqui) sobre um encontro entre o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Wainer Teixeira e o diretor institucional da Azul, Ronaldo Veras.

Wainer apresentou relatórios com indicadores que comprovam o desenvolvimento do município e da região como o crescimento do número de empregos. “Campos é o quarto município que mais gerou postos de trabalho em 2013. Temos um grande número de hotéis em construção na cidade. Além disso, novas empresas estão se instalando devido aos grandes empreendimentos, como o Complexo Farol-Barra do Furado e Porto do Açu, além de termos grande vocação para o Turismo de Negócios”, destacou o secretário.

Segundo o diretor Ronaldo Veras, a Azul tem compromisso com a aviação regional e tem noção da importância de Campos como polo Regional de Desenvolvimento. “No mês de junho, visitarei a cidade e espero já poder anunciar grandes novidades”.

Comentar
Compartilhe
Professora desabafa após migrar do Ases para o UH Saúde
19/05/2014 | 23h32

No dia 09 de abril o secretário de Planejamento e Gestão de Pessoas, Fábio Ribeiro, informou que o Plano UH Saúde iria receber os 8.089 servidores municipais que eram atendidos pelo plano de saúde Ases. Na ocasião ele tranquilizou os servidores e  informou que não haveria descontinuidade de serviços. Porém, na prática, a troca não parece ter sido muito bem recebida pelos servidores. Em contato com o blog uma funcionária da Prefeitura enviou um relato bem detalhado sobre as dificuldades enfrentadas após a Prefeitura a troca. Confira:

"Sou funcionária da PMCG e gostaria de saber se você poderia postar isso em seu blog. Esses fatos aconteceram no dia 16/05/2014 no Plano UH Saúde, o qual a prefeitura migrou todos os seus funcionários. Bem, no dia 15/05 fui deixar um pedido de fisioterapia comum para uma tendinite de punho e uma para RPG, pois tenho hérnia de disco e fibromialgia e o médico deixou bem claro que além dos medicamentos, o RPG seria essencial para o meu tratamento. Em relação ao RPG, fiquei pasma quando um representante do plano cujo nome, atendia por Vilmar, me disse que esse procedimento a operadora não cobria, pois a ANS não cobria também e que se eu quisesse eu entraria em contato com a mesma para me conscientizar do fato... Cheguei a questionar que quando éramos do plano ASES, tínhamos direito a esse procedimento. A resposta dele foi a seguinte: “ASES é ASES, UH é UH e não cobrimos”. Achei estranho, pois segundo entrevista em jornais e sites locais o secretário Fábio Ribeiro e o presidente do grupo UH, foram categóricos afirmando constantemente que não iríamos ser prejudicados em nada, que os tratamentos iriam ter continuidade, enfim... que essa migração era apenas uma troca de operadora e que poderíamos ficar seguros... Pois bem, não é o que está acontecendo. Quanto ao pedido de Fisioterapia comum para a tendinite do punho, esse mesmo representante do plano, disse que era para eu voltar no dia seguinte (16/05) pois estaria o pedido autorizado, não foi o que aconteceu, pois ao chegar lá, aguardei minha vez e fiquei mais ou menos quase uma hora e meia, quando uma funcionária veio dizendo que estavam procurando o meu pedido, o qual não estavam achando, onde uma outra veio e me falou que achava que o tal representante deveria ter levado para o Rio que estavam tentando falar com ele... Por fim, uma outra funcionária pediu que anotassem meu telefone, pois ela iria entrar em contato com o tal representante pra ver o que houve e me pediu para voltar na segunda que meu pedido iria estar autorizado, porque no momento ela estava resolvendo uma outra situação. Hoje, dia 19/05, voltei e ninguém sabia dos meus pedidos, nem o da fisioterapia comum e nem o pedido da ressonância magnética. Mais uma vez, pediram para eu voltar amanhã (20/05). A meu ver, uma desorganização total, pedidos de exames são entregues sem nenhum protocolo, sem nenhuma segurança de que estamos deixando num lugar seguro, pois hoje dia 20/05, enquanto eu estava aguardando pra saber sobre meus pedidos, presenciei uma outra situação de uma outra pessoa que também teve uma guia de exame para autorização, extraviada.

Sem contar que no dia 16/05, enquanto estava aguardando, uma senhora chegou muito nervosa e chorando, dizendo que estavam de brincadeira com a cara dela, pois tinha ido fazer um exame de sangue, que chegando ao laboratório, falaram que a guia que deram a ela no Uh estava em branco e que a mesma deveria retornar para que eles preenchessem a guia autorizada... A senhora estava reclamando pois estava em jejum e já eram quase 11h da manhã e ela tinha que ficar andando de um lugar para outro, porque o plano deu uma guia para ela realizar o exame em branco. Estava um tumulto horrível, pois eram muitas pessoas que estavam retornando devido a exames que não estavam conseguindo realizar. Varias pessoas idosas reclamando, pois estavam andando de um lugar para outro, pois tinham que ir e vir, devido à falhas do atendimento do plano. Uma confusão total! Tinha um senhor de Cardoso Moreira que estava indignado pois estava ali desde antes das 9h e já eram quase 11h da manhã e o problema dele não tinha sido resolvido. Muita gente questionando sobre a falta de emergência ortopédica, pois a emergência 24h é no prontocárdio, porém o mesmo não possui ortopedistas em sua emergência, ou seja, caso precisarmos desse serviço, temos que procurar atendimento no FERREIRA MACHADO. Ai pergunto, como atendimento no Ferreira, se a PMCG migrou a gente para essa operadora, deixando bem claro que não ficaríamos descobertos e que todo o atendimento que tínhamos na operadora antiga, também teríamos no UH???? E o dinheiro que pagamos para nossos dependentes, não é para pagamento de um plano de saúde???? Como vamos procurar atendimento no SUS??? Uma colega esta com problemas de sinusite, foi ligar para marcar um otorrinolaringologista, descobriu que no plano há somente uma médica nessa especialidade e a mesma atende no Centro médico de guarus, onde a marcação será feita no dia 26/05 para atendimento no mês seguinte. Cadê o respeito as normas da ANS para prazo de marcações de consultas???? Ressalto que o plano é desprovido da especialidade de psiquiatria, pois em seu guia médico não consta essa especialidade. Ai pergunto, é esse o plano que a prefeita sonhou para o seu quadro de funcionários? É isso que merecemos? Como a prefeitura contrata uma operadora de plano de saúde deficiente desta maneira? É com essa deficiência que vai ser gasto o dinheiro público? Outro fato importante é a estrutura montada para atender essa quantidade imensa de servidor com essa migração obrigatória e monopolizada, pois todos os presentes reclamavam do espaço físico minúsculo, sem acomodações, pessoas visivelmente despreparadas, pedindo ajuda entre si, sem saber que resposta dar sobre diversas solicitações, o não cumprimento das entregas de autorizações de exames, a falta da carteirinha definitiva, onde nos foi dado um papelzinho para se valer de carteirinha com validade de 60 dias, entre outras... Enfim, muita gente falando que ia reclamar na ANS. No PROCON e no MP, pois o que esta acontecendo é um descaso com o servidor municipal, estamos nos sentindo desprotegidos e sem nenhuma opção, o que esta errado, pois a lei 7874/2006 diz que temos direito a pelo menos duas operadoras, pois temos que ter o direito de escolha e não é o que esta acontecendo. E agora pergunto, e ai Sr Fábio Ribeiro e o Sr presidente do UH, suas palavras o vento levou????? Gostaria de saber cadê o contrato assinado entre PMCG e UH, pois até agora não tivemos acesso a esse contrato e se somos consumidores e pagamos pelos serviços dessa operadora, temos direito de tê-lo".

Comentar
Compartilhe
Cidinha Campos alfineta Clarissa e cita Patrícia Cordeiro
19/05/2014 | 23h00

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) foi palco de mais um barraco envolvendo as deputadas Cidinha Campos (PDT) e Clarissa Garotinho (PR). Dessa vez a parlamentar do PDT citou até o suposto estúdio que teria sido construído com recursos públicos e foi denunciado pelo ex-presidente da Fundação Trianon, João Vicente Alvarenga. "Ela me imita errado. Peça a secretária Patrícia Cordeiro para contratar alguém para te dar aula de interpretação ao invés de gastar dinheiro para fazer um estúdio que até agora só foi usado para a sua mãe gravar um CD", disparou Cidinha.

Andando pelos corredores da Alerj com uma pasta cheia de documentos, Cidinha teria avisado que "é apenas o começo".

O vídeo completo pode ser visto no blog da jornalista Suzy Monteiro: aqui 

Comentar
Compartilhe
Gregorio: "Qual desses gatinhos o eleitor do Rio vai levar pra casa?"
19/05/2014 | 16h47

O ator e diretor Gregorio Duvivier, um dos fundadores do canal “Porta dos Fundos”, com mais de 900 milhões de visualizações no YouTube, publicou em seu espaço semanal na Folha de S. Paulo um artigo sobre os principais pré-candidatos ao governo do Rio. De forma irônica, ele compara o processo eleitoral a um programa de TV  chamado "Par Perfeito". Confira: 

[caption id="attachment_24554" align="aligncenter" width="475"] Reprodução - Folha de S. Paulo/ Gregório Duvivier[/caption]

Comentar
Compartilhe
Acabou o amor
19/05/2014 | 16h12

O PRB do senador Marcelo Crivella, pré-candidato ao governo do estado, resolveu encarar o deputado federal Anthony Garotinho (PR) de frente. Se antes os membros do partido travavam uma "guerra fria", agora é chumbo trocado. Em Campos, por exemplo, o vereador Dayvison Miranda (PRB) compartilhou no Facebook uma montagem que defende Crivella e ataca Garotinho. Na imagem compartilhada pelo vereador da bancada de Rosinha PR), Garotinho é taxado com ingrato: "Garotinho apoio Conde contra Crivella, apoiou Cabral contra Crivella (em 2006) e tem 67 processos na Justiça". Já o senador Crivella é defendido: "ele apoiou Garotinho para presidente, Rosinha para governadora, Rosinha para prefeita (duas vezes) e ajudou Garotinho a acabar com a greve de fome". Ainda de acordo com a publicação, "é Garotinho que está do outro lado".

Em seu blog, Garotinho replicou a postagem do deputado estadual Geraldo Pudim (PR) contra Crivella (aqui) e disse que "não há quem não saiba no mundo político, que na eleição de 2010, o 'coronel' Jorge Picciani estava na frente de Crivella para o Senado, quando eu entrei apoiando o atual senador, e virei o jogo. Com certeza não foi na Bíblia que o Bispo Marcelo Crivella aprendeu essa postura de jogar pedras naquele que o levantou. Quanta ingratidão!".

 Nos bastidores da Câmara de Campos tem gente afirmando que a bancada de oposição ganhou reforço e agora conta com seis vereadores.

Comentar
Compartilhe
Ferreira Machado com tomógrafo e elevador quebrados
18/05/2014 | 15h11
Do G1: 

O elevador da maior unidade hospitalar do Norte do Estado, o Hospital Ferreira Machado (HFM), não está funcionando. Por conta do problema, pacientes internados em setores como o cirúrgico, não estão sendo transferidos para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), localizada no 2º andar. O hospital tem três elevadores. Na manhã de ontem (17), nenhum deles funcionava. Outro problema indicado por parentes de internos é o não funcionamento do tomógrafo que está quebrado há 15 dias. Os pacientes que precisam realizar o exame estão sendo encaminhados para o Hospital Geral de Guarus (HGG), em Campos dos Goytacazes. O administrador do HFM, Élio José Gonçalves, disse que já há técnicos na unidade reparando o elevador e espera que o problema seja resolvido o mais rápido possível, mas não deu prazo para que ele volte a funcionar. Sobre o tomógrafo, Élio disse que uma peça quebrou e que a nova já foi encomendada. “A gente espera que a nova peça chegue entre segunda-feira (19) e terça-feira (20)”, disse.

Atualização às 23h35 — Contrato para a instalação de novos elevadores foi assinado em fevereiro —  Desde o ano passado o bog do jornalista Ricardo André Vasconcelos vem acompanhando aquiaqui aqui  as tentativas do Hospital adquirir novos elevadores. Após alguns adiamentos, o processo licitatório foi concluído com a assinatura do contrato (veja publicação abaixo) com a empresa THYSSENKRUPP ELEVADORES S/A para fornecimento de instalação de três elevadores. O contrato, no valor de R$ 833.500,00 foi assinado em 24/02/2014 e até hoje não foi instalado nenhum dos elevadores.

Atualização às 13h50 — Conforme o leitor Paulo da Saúde informou, a Prefeitura vai realizar no próximo dia 03 uma licitação para a compra de um novo tomógrafo. Confira:

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 009/2014 O Pregoeiro da Fundação Municipal de Saúde, com fulcro no art. 4º da Lei 10.520/02, no uso de suas atribuições, torna público e comunica aos interessados que fará realizar a licitação na Modalidade Pregão Presencial nº 009/2014, conforme discriminado abaixo: Objeto: Aquisição de equipamentos de Tomógrafo e Arco Cirúrgico móvel. Data e horário para a entrega dos documentos e Proposta Comercial: 03 de junho de 2014, às 09h30min (nove horas e trinta minutos). O Edital poderá ser adquirido na sede da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, localizada à Rua Coronel Ponciano de Azeredo Furtado, n° 47, Parque Santo Amaro, Campos dos Goytacazes, RJ, telefone nº (22) 2733-7657, das 09h às 12h e das 14h às 17h, de 2ª a 6ª feira, exceto feriados do Município de Campos dos Goytacazes, Estaduais e Nacionais, mediante requerimento em papel timbrado da empresa e a entrega de 01 (uma) resma de papel A4. Campos dos Goytacazes, 16 de maio de 2014.

Comentar
Compartilhe
Todos com Dilma?
18/05/2014 | 14h53

Do Brasil 247: 

Quando se dirigem um ao outro, os quatro principais pré-candidatos a governador do Rio de Janeiro não têm papas na língua. Com a mesma ferocidade, atacam-se entre si enfileirando críticas à administração estadual e a uns e a outros. Do Palácio Guanabara, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), pré-candidato à reeleição, devolve os ataques com petardos nas experiências administrativas do ex-governador e atual deputado Anthony Garotinho (PR) e do senador e ex-prefeito Lindbergh Farias (PT)– e na falta de experiência do senador Marcelo Crivela (PRB). Mas eles têm muito em comum. Ninguém menos que a presidente Dilma Rousseff. Com ênfases muito semelhantes, Pezão, Garotinho, Crivela e Lindbergh estão apoiando a reeleição de Dilma e nem querer saber de brigas com ela durante a campanha. Há uma espécie de consenso entre eles, segundo o qual o volume de verbas despejado pela administração Dilma no Rio de Janeiro mudou, para melhor, a face do Estado. E nenhum deles está disposto a trombar com a muralha de prestígio que a presidente amealhou ali.

A situação chega a ser paradoxal. Em tese, mas nada mais distante da prática, deveria ser o PT o principal carro-chefe da presidente no Rio. Mas não é. Considerando o senador Lindbergh Farias lulista demais para o seu gosto, Dilma sempre jogou todas as suas fichas no prestígio à administração do até poucas semanas atrás governador Sergio Cabral. Mais que isso, a presidente sempre demonstrou, em público, carinho especial com o atual governador Pezão, a quem a tocada das obras federais. Ela já o recebeu no Palácio do Planalto mais de uma vez, enquanto não deu uma palavra sequer de incentivo ao lançamento da pré-candidatura do senador Lindbergh. Ainda assim, o petista não pode deixar de apoiar Dilma – e o peemedebista, pelas razões anteriores, é o maior cabo eleitoral da presidente.

Entre Garotinho e Crivella, a situação no que toca ao apoio à presidente é semelhante para ambos. Sem identificação nem com o presidenciável Aécio Neves nem com seu adversário Eduardo Campos, eles se movimentaram em Brasília para manter seus partidos na base aliada da presidente. Garotinho chegou até mesmo a se contrapor ao que parecia ser uma rebelião do PR. Mais discreto, e rivalizando com o ex-governador na liderança das pesquisas de opinião, Crivela nunca entrou em polêmica com Dilma. Ele também pedirá votos para ela.

Enquanto a situação da presidente é confortável no terceiro maior eleitorado do País, Aécio e Campos não podem dizer o mesmo. Quando o técnico Bernardinho, da seleção brasileira de vôlei, desistiu da candidatura proposta a ele por Aécio, o PSDB, que nunca foi expressivo no Rio, ficou sem nome próprio ao governo do Estado. E ainda está nessa situação. O ex-governador de Minas tem apenas uma parcela do PMDB ao seu lado, a comandada pelo presidente regional da legenda, Jorge Picciani. Contra a força da máquina administrativa comandada por Pezão, talvez ele não possa fazer muito. Campos, sob inspiração de sua vice Marina Silva, está tentando construir uma aliança que, ao menos, o insira no eleitorado fluminense. A aposta é na volta a uma eleição majoritária do deputado Miro Teixeira, hoje no Pros. Veterano da política do Rio, Miro foi candidato a governador em 1982. Mesmo bastante conhecido do eleitorado, ele não tem destaque, neste momento, nas pesquisas de opinião.

Além de Pezão, Dilma tem, ainda, o apoio irrestrito do prefeito Eduardo Paes. O peso das máquinas que eles pilotam torna a eleição no Rio de Janeiro uma das mais difíceis para a oposição carregar.

Comentar
Compartilhe
Rosinha: "Campos respira cultura"
17/05/2014 | 16h38

Foto de Rodolfo Lins

Empolgada com a 8ª Bienal do Livro de Campos, que foi aberta ontem e vai se estender até o próximo dia 25, no Cepop, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) voltou a dizer que a Cultura em Campos vai muito bem. “Pessoas de várias cidades da região e até mesmo do Rio de Janeiro compareceram à Bienal no primeiro dia. Campos é um polo de cultura entre as cidades da região e tem atraído gente de todo o país. Podemos dizer que hoje, Campos respira cultura”, disse a prefeita em entrevista a uma emissora de rádio neste sábado (17). 

Ainda de acordo com Rosinha, "ao contrário do que tentam insinuar, não existe nada superfaturado". "Todos os cachês estão dentro da normalidade e temos tudo documentado. Bem diferente da corrupção dos governos passados", frisou.

Segundo Rosinha, o investimento feito pela Prefeitura de Campos para a realização do evento (que supera R$ 1 milhão), é muito importante. "No dia da abertura  foram vendidos três vezes mais livros que no primeiro dia da edição anterior. O público foi estimado em mais de 12 mil mil pessoas no primeiro dia, o que mostra que foi um acerto a transferência da Bienal para o Cepop", afirmou a prefeita.

Com a participação de 370 editoras de todo o país, o volume de vendas deverá ultrapassar as expectativas, segundo o representante da Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), Robério Paulo Silva, que também é curador da mostra deste ano. “Vejo com muita alegria a realização da Bienal, que ajuda a trazer para a população campista, obras as quais ela não teria acesso, por não haver representantes de grande parte dessas editoras na cidade”, ressaltou.

Fonte: Secom/Prefeitura de Campos 

Comentar
Compartilhe
Feijó se empolga e deixa Garotinho na mira do TRE
16/05/2014 | 19h42

O evento intitulado "De que lado você está?", realizado pelo Partido da República (PR) no último dia 05, em Campos, foi considerado um comício pela Coordenadoria de Fiscalização da Propaganda Eleitoral, que vai enviar relatório ao Ministério Público Eleitoral (MPE). A notícia, que está no site do TRE (aqui) e foi repercutida pelo blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro (aqui), conta com um trecho do discurso do deputado federal Paulo Feijó (PR). Empolgado com a pré-candidatura do deputado federal Anthony Garotinho (PR) ao governo estadual, Feijó afirmou que o seu líder foi impedido, "no tapetão", de ser governador já em 2010. Atacando diretamente o TRE e insinuando que o tribunal estaria ao lado da oposição, ele disse:  "A oposição, através desse TRE corrupto, fez Garotinho recuar e vir candidato a deputado federal".

 A Coordenadoria de Fiscalização da Propaganda Eleitoral enviou a degravação do áudio à Presidência do TRE, para eventuais providências.

Comentar
Compartilhe
Neco defende concurso e promete o fim "dos apadrinhamentos políticos"
16/05/2014 | 13h57

Em Nota Oficial divulgada nesta sexta-feira (16) o prefeito de São João da Barra, José Amaro de Souza Neco (PMDB), comentou sobre as polêmicas envolvendo contratações, demissões e funcionários que estariam desenvolvendo funções que não eram necessárias. De acordo com o prefeito a meta, com a realização de concursos públicos, é "abrir novas oportunidades para que a população em geral possa conseguir - por mérito próprio e sem necessidade de apadrinhamentos políticos". Confira:

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São João da Barra informa a todos os interessados que o Prefeito Neco - logo que assumiu o mandato - determinou a realização de estudos para diagnosticar a real situação funcional do Município, com destaque para eventuais carências, bem como para analisar a viabilidade de realização de concurso público, a fim de melhorar a prestação dos serviços públicos. Os estudos apontaram que há cerca de 16 anos, inúmeros trabalhadores vinham desempenhando funções sem que houvesse a real necessidade, além de estarem contratados de forma irregular, sem direitos trabalhistas, enquanto outros setores estavam carentes de servidores. Diante disso, está sendo feita uma programação para a realização de concurso público, que deverá ocorrer até o dia 30/9/2014. O quantitativo de vagas e a nomenclatura de cargos ainda estão sendo elaborados de acordo com a disponibilidade orçamentária, e serão divulgados oportunamente, sendo tudo acompanhado pelo Ministério Público.

A Prefeitura Informa ainda que - para viabilizar a disponibilidade orçamentária e não violar a Lei de Responsabilidade Fiscal - foi necessário o desligamento de alguns servidores contratados temporariamente. O Município está contratando empresas especializadas em prestação de serviços para as funções terceirizáveis e manterá o processo de seleção simplificado para algumas funções essenciais, até a conclusão do concurso público e convocação dos aprovados. Todo este esforço vem sendo feito para regularizar de uma vez por todas a situação funcional do Município, além de abrir novas oportunidades para que a população em geral possa conseguir - por mérito próprio e sem necessidade de apadrinhamentos políticos - um cargo público, nos termos do que dispõe a Constituição Federal de 1988.

São João da Barra, 16 de maio de 2014.

José Amaro Martins de Souza Prefeito

Comentar
Compartilhe
Albertinho: "Chance do Pros ficar com Garotinho é de 90%"
15/05/2014 | 23h26
[caption id="attachment_24511" align="aligncenter" width="399"] Albertinho esteve recentemente em Brasília com o deputado  federal Hugo Leal e defendeu a aliança do Pros com Garotinho[/caption]

No estilo "sou brasileiro e não desisto nunca", o vereador Albertinho (Pros) não desistiu de sua pré-candidatura a deputado estadual. Mesmo com muita gente dando como certa a sua desistência, ele avisa: "Não vou morrer na praia". Porém, de acordo com o deputado federal Anthony Garotinho (PR), a única possibilidade de Albertinho entrar na disputa com o apoio do grupo é a confirmação de uma aliança entre o Pros e o PR. Se por um lado o deputado federal Romário (PSB) diz que o Pros deve lançar a candidatura do deputado federal Miro Teixeira e receber o apoio do PSB, por outro Albertinho ainda acredita em uma aliança com o PR de Garotinho. "Nas últimos semanas estive em Brasília e no Rio. Conversei diretamente com o presidente nacional do Pros e também com o deputado Hugo Leal, que é o nosso presidente estadual. Eles deixaram claro que o partido vai ouvir as bases antes de tomar uma decisão. E, pelo que estou sentindo, a maioria vai optar pela aliança com o PR. Acredito, inclusive, que o Pros pode indicar o vice do Garotinho. Hoje, a chance do Pros ficar com Garotinho é de 90%", diz Albertinho.

Comentar
Compartilhe
Beto: "Carla vai ser a mais votada em São Francisco"
15/05/2014 | 22h47

A ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PT), pré-candidata a deputada estadual esteve na noite de hoje (15) ao lado do ex-prefeito de São Francisco de Itabapoana, Beto Azevedo. Na ocasião, ficou definida uma parceria visando as eleições de outubro. "Carla Machado é muito querida em São Francisco. Todos aqui reconhecem o grande governo dela em São João da Barra. Pode anotar: ela será a mais votada aqui em São Francisco e vai ajudar muito a nossa cidade como deputada", disse Beto Azevedo.

Para Carla, a parceria em  SFI mostra que a sua pré-candidatura é regional. "Quando lutamos pela vinda do Porto do Açu, durante o meu mandato como prefeita de São João da Barra, tivemos a oportunidade de visitar diversos municípios, já que se trata de um grande investimento que mudará a  realidade não só de SJB, mas de toda a região. Agora, com a minha pré-candidatura à Alerj, esse trabalho que foi desenvolvido lá atrás está sendo reconhecido e contamos com aliados em diversas cidades", disse Carla.

Comentar
Compartilhe
Magal: "Não confio no Tô Contigo e não vou assinar nada"
15/05/2014 | 16h47

O vereador Jorge Magal (PR) voltou a criticar o vereador o vereador Alexandre Tadeu (PRB), que divulgou nota informando que não vai desistir da CPI para investigar a concessionária Águas do Paraíba. "Eu não confio nesse vereador Tô Contigo. Por conta disso, não vou assinar esse pedido de CPI. É importante lembrar que eu fui o primeiro a cobrar e buscar melhorias. Bem antes do vereador começar a espalhar inverdades sobre fim da taxa de religação ou redução da taxa de esgoto. A população precisa ficar bem atenta. Por conta da TV, a cidade conhece ele, mas ele não conhece a nossa cidade", disparou Magal, revelando que trabalha em outra frente. "Convocamos as pessoas que respondem pela empresa Águas do Paraíba e eles terão que comparecer ao Legislativo. Todas as cobranças serão feitas de forma transparente, sem essa história de ficar jogando para a galera", completou.

Cada vez mais próximo da oposição e distante da situação, o vereador Alexandre Tadeu afirma ter as assinaturas necessárias para abrir a CPI na próxima semana.

Resta saber quem vai vencer esta queda de braço.

Comentar
Compartilhe
Freixo: "Dívida do estado é de R$ 81 bilhões"
15/05/2014 | 14h53

O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) afirmou ontem (14), no plenário da Alerj, que a dívida pública do Estado do Rio, que era de R$ 48 bilhões em 2006, cresceu para R$ 81 bilhões em fevereiro deste ano. Falou ainda da crise generalizada de representatividade e do movimento crescente de insatisfação, que deve gerar mais greves de diversas categorias de servidores. "Venho a esta tribuna falar sobre a situação econômica que o Rio de Janeiro está vivendo, e também sobre as relações que isso pode ter ao conjunto de greves e manifestações pela cidade. (...) Há um endividamento crescente do Estado, e isso não significou melhorias nas condições de trabalho do servidor público", alertou o deputado.

Freixo ressaltou que a prova concreta disso seria a recente explosão de greves de diversas categorias. Criticou também a incapacidade política do governo do Estado de dialogar, aliada à "incompetência" econômica, enquanto aumenta o sentimento de insatisfação das pessoas. "A chance de termos mais crises de categorias durante todo o ano é enorme, porque o Estado está falido." Destacou ainda que a situação "governou para seus sócios, para seus amigos, e agora não consegue atender às reivindicações mais básicas".

Fonte: JB 

Comentar
Compartilhe
Médicos rejeitam proposta da Prefeitura
14/05/2014 | 20h09
[caption id="attachment_24495" align="aligncenter" width="326"] No ano passado, médicos de todo Brasil protestaram em busca de valorização e melhores estruturas[/caption] Após reunião realizada ontem (13) o Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) recomendou que os profissionais recusem a opção aberta por novas leis criadas pela  Prefeitura de Campos. Veja abaixo a nota do Sindicato dos Médicos de Campos: NOTA OFICIAL SIMEC

O Sindicato dos Médicos de Campos, após Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 13 de maio de 2014, para tratar sobre as novas leis municipais, que trata da mudança da carga horária de 20 horas para 24 horas (Lei nº 8.545/2014), bem como do plantão de 24 horas ser modificado para dois plantões de 12 horas Lei nº 8.542/2014). A totalidade dos presentes mostrou insatisfação com as novas Leis, levando o Sindicato dos Médicos de Campos a tomar as devidas providências, inclusive via judicial. Os médicos que atuam em ambulatórios e optarem em passar de 20 horas para 24 horas, poderão ter que fazê-lo em 3 dias de 8 horas cada. Assim sendo, o Sindicato dos Médicos de Campos orienta a seus associados que não desejam aumentar sua carga horária de 20 horas para 24 horas e que não desejam o desmembramento do plantão de 24 horas em dois plantões de 12 horas, a não assinar nenhum tipo de opção fornecida pelo Município de Campos dos Goytacazes, até que as providências legais sejam buscadas. Dr. Reinaldo Tavares Dantas Presidente do SIMEC

Fonte: Bl0g do Erik Schunk 

Comentar
Compartilhe
Vice de Pezão pode ser do PP ou PDT
14/05/2014 | 12h44
[caption id="attachment_24490" align="aligncenter" width="500"] Dronelles abriria mão do Senado para ser vice na chapa de Pezão[/caption] [caption id="attachment_24491" align="aligncenter" width="495"] Cidinha seria a "franco atiradora" da chapa[/caption] [caption id="attachment_24492" align="aligncenter" width="512"] Carlos Lupi pode "se indicar" como o nome do PDT[/caption]

O nome do vice na chapa do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), que é pré-candidato ao governo estadual, deve sair do PDT ou do PP. O mais cotado no PP é o senador Francisco Dornelles, já no PDT são cogitados os nomes da deputada estadual Cidinha Campos e o ex-ministro Carlos Lupi. As informações foram passadas pelo vice-presidente estadual do PMDB, Marco Antonio Cabral durante passagem pelo município de Barra Mansa. Ainda de acordo com Marco Antônio, o PSD corre por fora. “Ainda estamos estudando as possibilidades de alianças. Dornelles é um bom nome para qualquer cargo que ocupa. Ele é um exemplo na administração pública e experiência”, elogiou Marco Antonio Cabral, que é filho do ex-governador Sérgio Cabral e pré-candidato a deputado federal. Dornelles abriria mão de tentar a reeleição para apoiar Cabral ao Senado Federal e, em contrapartida, o PP indicaria o nome do vice, que seria o próprio Dornelles.

Porém, a confirmação do nome só ocorrerá depois das convenções partidárias em julho. “Ainda estamos conversando com os partidos para fecharmos as alianças”, disse Marco Antônio Cabral.

Em relação a possível aliança entre Pezão e o presidenciável Aécio Neves (PSDB), Marco Antonio, que é parente de Aécio Neves, defendeu um "apoio duplo". Para ele, da mesma forma que a Dilma tem quatro candidatos ao governo do estado do Rio, Pezão pode ter mais de um candidato à presidência. “Assim, Pezão pode apoiar Dilma e Aécio nas eleições para presidente”, opinou.

Fonte: A Voz da Cidade/Barra Mansa 

Comentar
Compartilhe
No Rio, Wladimir já articula com lideranças
14/05/2014 | 12h35
[caption id="attachment_24476" align="aligncenter" width="504"] Facebook/Wladimir[/caption]

Após deixar o ninho rosáceo e assumir uma importante função na coordenação da pré-campanha do deputado federal Anthony Garotinho (PR) ao governo do estado, o presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, já começou a atuar. Ontem (13), ele comandou em São João de Meriti a sua primeira reunião com lideranças da Baixada Fluminense. Confiante na volta do pai ao governo do estado, Wladimir comentou em seu perfil no Facebook. "Comandei hoje em São João de Meriti minha primeira reunião com líderes da baixada. Muito trabalho pela frente! Tô cheio de disposição", disse.

Comentar
Compartilhe
Ministério Público acusa Beltrame de improbidade
14/05/2014 | 02h13

No dia que completou 57 anos, o secretário de Segurança José Mariano Beltrame ganhou um presente de grego. O Ministério Público ajuizou ação na 7ª Vara de Fazenda Pública com o pedido da condenação por improbidade administrativa do secretário e de sua ex-colaboradora Susy das Graças Almeida Avelar, além dos gestores da empresa Júlio Simões Logística S/A.

Os dois foram os responsáveis por contratos de aluguel e manutenção das viaturas da Polícia Militar, em que técnicos do Tribunal de Contas do Estado observaram ‘indícios claros de superfaturamento de preços’. Além da condenação por improbidade, o promotor Rogério Pacheco Alves, da 7ª Promotoria da Tutela Coletiva, pede à Justiça o bloqueio dos bens do secretário, da ex-subsecretária de Gestão Estratégica e da empresa Julio Simões, além da invalidação de contratos e o ressarcimento dos R$ 134 milhões gastos pelo estado nos contratos. Contra Beltrame e Susy, o promotor pede a perda da função pública e da suspensão dos direitos políticos por oito anos.

As investigações do MP apontaram, segundo a ação de Rogério Alves, que nos contratos assinados pela subsecretária Susy Avelar, em 2007 e 2008 — e depois ampliados —, os preços estavam bem acima do praticado no mercado. Vai além: constata que, com o valor pago pelo aluguel e a manutenção de um automóvel modelo Hatch, era possível o estado comprar três carros zero quilômetro ao final dos 30 meses do contrato.

Outra irregularidade apontada na ação civil é relativa à manutenção dos veículos. No primeiro contrato, assinado pela Secretaria de Segurança, previa a instalação de um banco de dados online para a Diretoria de Apoio Logístico da PM fiscalizar se a Julio Simões fazia a revisão e o conserto dos carros como descritos nas faturas da empresa. O sistema nunca funcionou por quase quatro anos, período em que o governo pagou R$ 100 mil por serviços que a PM não sabe se foram realizados nas viaturas. O secretário Beltrame afirmou ontem que não foi notificado da ação proposta na Justiça pelo promotor Rogério Alves e que deixará as suas argumentações jurídicas a cargo da Procuradoria-Geral do Estado.
Fonte: O Dia 
Comentar
Compartilhe
Pudim: "Crivella é arma do PMDB contra Garotinho"
14/05/2014 | 00h51

O deputado estadual Geraldo Pudim (PR) usou o seu blog para disparar contra o senador Marcelo Crivella (PRB). Na visão do parlamentar, "Crivella é a arma do PMDB contra Garotinho". "Se alguém tinha dúvida de que a candidatura do senador Marcelo Crivella era patrocinada pelo Palácio Guanabara com o único objetivo de tentar impedir a vitória de Garotinho no 1º turno dividindo o voto dos evangélicos, isso acabou. Em visita à cidade de Macaé, no final de semana, Crivella durante entrevista de rádio elogiou Pezão, fez o mesmo com Lindbergh e partiu para o ataque contra Garotinho", disse Pudim.

Ainda de acordo com o fiel escudeiro do casal Garotinho, Crivella vem cumprindo uma missão pré-estabelecida. "Cumprido à risca o papel que lhe foi designado pelo Palácio Guanabara, Crivella disse que Dilma pode escolher entre três candidatos, ele mesmo,Pezão e Lindbergh. O senador, sobrinho do Bispo Edir Macedo, disse também que é o único candidato ficha limpa, escondendo dos eleitores as investigações que o MP Federal faz contra sua passagem pelo Ministério da Pesca, onde é acusado pelo TCU de ter criado milhares de pescadores fantasmas para receber o seguro-defeso, também conhecido como Bolsa-Pesca. Segundo o MP Federal foram desviados R$ 18 milhões já comprovados", disparou Pudim.

Abrindo a "caixa de ferramentas", o deputado mandou um recado: "Infelizmente vamos ter que mostrar ao povo do Rio de Janeiro o outro lado de Crivella, que até as pessoas desconheciam. E quero deixar bem claro, que isso é só o começo", frisou.

Campos — Em Campos o PRB de Crivella ainda faz parte da bancada do governo Rosinha Garotinho (PR). Porém, os vereadores Alexandre Tadeu e Dayvison Miranda já deixaram claro que não abrem mão do apoio ao senador Crivella na disputa pelo governo do estado. Sendo assim, tudo indica que nos próximos dias poderá ocorrer um rompimento oficial.

Comentar
Compartilhe
Miguelito alfineta José Carlos
14/05/2014 | 00h20

Se na semana passada o fogo amigo ficou por conta da troca de farpas entre os vereadores Jorge Magal (PR) e Alexandre Tadeu (PRB), na sessão de ontem (13) foi a vez do vereador Miguelito (PP) usar a tribuna para deixar algumas indiretas no ar. Uma delas foi endereçada ao deputado José Carlos (PSDC), que durante a eleição era conhecido como José Carlos do Detran. "Esse Detran está uma brincadeira. Quero falar algo bem sério. Os carros da Prefeitura estão sendo barrados lá no Detran. Pode uma coisa dessas? Quem é amigo do pessoal de lá deve tomar providências", disparou Miaguelito.

Já o vereador José Carlos reclamou da falta de atenção por parte dos governistas. "Sou presidente da Comissão de Transportes mas tem gente que nem deve saber disso. Nunca me procuram para nada. Me coloquei a disposição para ajudar a trazer dois veículos doados pelo governo do estado, por intermédio do deputado João Peixoto, mas ninguém se movimentou", disse José Carlos.

Comentar
Compartilhe
Nildo: "São as mesmas caras de sempre"
14/05/2014 | 00h14

Ao comentar sobre o ato realizado na noite de ontem em frente ao Legislativo, o vereador Nildo Cardoso (PMDB) afirmou conhecer muita gente. "Chega a ser engraçado, mas são as mesmas pessoas que defendiam os governos passados e lutavam contra esse grupo que está no poder. Tem gente que já foi Juventude do PDT, do PSB e, agora, é PR. Para sair de casa e fazer algo assim, só com algum tipo de incentivo", disse Nildo, que afirmou estar acostumado. "Lá no prédio anterior da Câmara a gente estava acostumado com esse tipo de coisa. Colocavam o trio do lado de ficaram gritando", lembrou.

 
Comentar
Compartilhe
Em Cambuci, gastança com shows pode gerar CPI
13/05/2014 | 23h44

Em seu blog, o jornalista Roberto Barbosa informa que a cidade de Cambuci, no Noroeste Fluminense, está às vésperas da assistir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os gastos da prefeitura no último Carnaval. O prefeito Agnaldo Mello (PMDB), o Agnaldinho, teria destinado cerca de R$ 470 mil com a folia. De acordo com o blogueiro, algumas notas fiscais que constam na prestação de contas estariam em descompasso com serviços ou mercadorias que foram entregues no período.

Em Campos, o vereador Fred Machado (SDD) até que tentou emplacar uma CPI que investigasse os shows do passado (Mocaiber) e do presente (Rosinha). Porém, não recebeu o apoio da bancada governista.

Comentar
Compartilhe
Protesto e pagode
13/05/2014 | 20h25

Com cavaquinho, repique, surdo, pandeiro, dança e roda de capoeira, os artistas que defendem a política cultural da prefeita Rosinha Garotinho (PR) posicionaram um enorme trio elétrico na porta da Câmara de Campos na tarde de hoje (13). O grupo, intitulado "Gente que faz cultura", misturou apresentações artísticas com gritos contra os que discordam do governo.

Posteriormente, um grupo entrou no plenário e tentou usar a tribuna. Sem conseguir, já que o regimento da Casa não permite, os manifestantes rosáceos saíram gritando do plenário.

Comentar
Compartilhe
Um Garotinho sozinho
13/05/2014 | 14h51

Enquanto o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) já conta com o apoio de 12 partidos (PTB, PTN, PEN, PSD, PP, PDT, PSL, PMN, PTC, PRP, PSDC, PRTB), o senador Lindbergh Farias fechou duas parcerias (PV e PCdoB) e o senador Marcelo Crivella (PRB) promete anunciar uma surpresa, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) continua com dificuldade para fazer alianças. Por enquanto, apenas o PT do B sinalizou que poderá estar ao lado dele. Mesmo sozinho e com cerca de um minuto na TV, ele garante que não irá desistir.

Comentar
Compartilhe
Suplementação: mais R$ 1,2 milhão para a Fundação Oswaldo Lima
13/05/2014 | 12h28

Em abril informei aqui no blog que a prefeita Rosinha Garotinho (PR) abriu o Orçamento fiscal do município para inserir crédito adicional suplementar no valor de R$ 2,1 milhões para a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). Na ocasião, a prefeita teve que anular dotações orçamentárias das seguintes pastas: IMTT, Codemca, Finanças, Defesa Civil e Comunicação Social. Agora, um mês depois, um novo crédito suplementar destinou cerca de R$ 1,2 milhão para a FCJOL. De acordo com publicação no Diário Oficial de hoje (13), o valor será destinado aos eventos culturais da FCJOL. Dessa vez foram anuladas as receitas as seguintes pastas: Guarda Municipal, Defesa Civil, secretaria de Governo, Limpeza Pública, Meio Ambiente, Trânsito e Transporte, Relações Institucionais e Paz e Defesa Social.

Comentar
Compartilhe
Saúde: quando o público é melhor do que o particular
12/05/2014 | 16h33
Nem só de críticas vive a Saúde pública em Campos. Em seu perfil no Facebook, Junior Rangel relatou um acidente sofrido pela sua filha no dia 5 de maio e criticou o atendimento particular. Por fim, acabou recorrendo ao Hospital Ferreira Machado e foi muito bem atendido. Na visão dele, "a rede particular de saúde em CAMPOS é uma vergonha e um caso de polícia". Confira:

"Cheguei com minha Mariana hoje no CEPLIN , um pronto atendimento da rede particular de saúde , acidentada , acidente que a fez perder um dente permanente e cortar profundamente a boca . Ela nervosa , com muita dor , foi colocada numa sala , onde nos foi dito pra aguardar 15 minutos a chegada do cirurgião buco-maxilo. Minha paciência durou 35 minutos !!! Liguei para um irmão de fé que tenho chamado Dr. Alcides e saí em disparada rumo ao Hospital Ferreira Machado , da rede pública , onde ela foi de pronto atendida , sedada , suturada e liberada ... A rede particular de saúde em CAMPOS é uma vergonha e um caso de polícia!!!!!!! Unimed e Ases , disputam palmo a palmo , qual atende pior ... Gostaria de agradecer aos funcionários do Hospital Ferreira Machado ( Enfermeiras e o médico ) que honraram os seus diplomas e aliviaram a dor que minha filha sentia naquele momento ... E agradecer a Deus , que cuidou que algo de pior não acontecesse!"

Outras postagens semelhantes podem ser vistas aqui e aqui 

Comentar
Compartilhe
Professora desabafa: "Já são 20 anos lutando em prol de uma educação digna e igualitária"
12/05/2014 | 15h39

Em mensagem enviada ao blog, a professora Luciana Soares Marques cita uma matéria publicada em agosto de 2012 pela revista 'Exame" (aqui). Na ocasião, a reportagem dos jornalistas Daniel Barros e Patrícia Ikeda mostrou exemplos de municípios ricos que investiam milhões em festas e deixavam de lado áreas mais importantes.  Um trecho da matéria diz: "Campos tem 40 escolas e creches funcionando em casas alugadas — 17% da rede municipal. Localizada a 20 quilômetros do sambódromo, a Escola Municipal de Campo Novo funciona numa casa de três quartos que é alugada há 18 anos. As 180 crianças que lá estudam em dois turnos contam com um único banheiro e não têm nenhum refeitório. A vizinha Escola Municipal Jacques Richer tem refeitório, mas ele está ocupado por uma sala de aula para abrigar os alunos de outra instituição, a Escola Municipal João Goulart, que estava caindo aos pedaços e foi demolida no final do ano passado. Hoje, além de conviver com a superlotação, a Jacques Richer tem turmas 'multisseriadas' — os alunos do 4o e do 5o ano do ensino fundamental têm aula juntos para 'economizar' professores. O conteúdo que era para ser dado ao longo de um ano é achatado em um semestre". 

Agora, quase dois anos após a publicação da matéria, a professora Luciana diz que nada mudou. "Revista EXAME Edição 1022 Ano 46 Nº 16 22/8/2012 (páginas 187 e 188) Quem não leu deveria ler, desde agosto de 2012, nada mudou...Continuarei denunciando enquanto tiver folego, acredito que ele(o folego) só me deixará no grande dia, quando DEUS me convocar para ir ficar junto dELE. TRANSFORMAÇÃO SOCIAL?????? São 28 meses de descaso, visto que as obras tanto da E.M.João Goulart e E.M.Jacques Richer, continuam caminhando morosamente.Será porquê na zona rural é longe e os vereadores ganham tão POUCO que não podem fiscalizar? Afinal de contas, eles também obtiveram votos da população da zona rural! Essa é uma das diversas denúncias que venho fazendo ao longo dos anos.São 20 anos anos LUTANDO em prol de uma educação digna e igualitária.Uma denúncia numa revista de renome nacional, mas que infelizmente foi recolhida(comprada) de todas as bancas de Campos dos Goytacazes(naquela época) por motivos óbvios, que só interessam a quem hoje se encontra na situação.Volto a dizer que não faço política, muito embora seja uma cidadã politizada, faço sim EDUCAÇÃO. Hoje quem se encontra na situação esqueceu que antes quando estava na oposição, batia palmas para as minhas denúncias.Pense nisso, porque eu sou a mesma, meu IDEALISMO não mudou em momento algum, nem mudará por barganhas ou regalias. Professora LUCIANA SOARES MARQUES"

Comentar
Compartilhe
Aécio, ou Tancredo Neves 2.0
11/05/2014 | 23h42
Por Elio Gaspari: 

A indicação da pesquisa Datafolha de que hoje Aécio Neves é o candidato com mais probabilidades de chegar a um eventual segundo turno numa disputa com Dilma Rousseff recomenda que seus adversários estudem a campanha que levou seu avô à Presidência em 1985. Até agora, Aécio jogou parado. Tudo o que ele precisa é chegar ao segundo turno, sem inimigos de morte e com o máximo possível de acordos. Aécio precisa de votos que há quatro, oito ou 12 anos foram para o PT. Em circunstâncias diferentes, Tancredo precisava chegar a uma eleição direta com o apoio de eleitores da bancada do governo.

Indo para uma eleição direta, Aécio ainda não anunciou um programa substantivo. O avô fez melhor, elegeu-se indiretamente sem anunciar programa algum. Essa mágica foi inteiramente eficaz para o avô, mas é duvidoso que o seja nas condições de hoje. Afinal, só 42% dos entrevistados dizem conhecê-lo, e são exatamente os outros 58% que precisam de motivos concretos para votar nele. Aécio vem sendo beneficiado pela erosão de Dilma, provocada, entre outros fatores, pelo Lula-volta-Lula-não-volta. Tancredo foi beneficiado pela ambiguidade do presidente João Figueiredo, que alimentou a ideia da própria reeleição e não foi a lugar algum.

Tancredo encarnava o fim de um regime de 20 anos. Aécio quer encarnar o fim de um domínio democrático que pretende durar 16. Com uma diferença: tanto na ditadura, que durou 21 anos, como na República Velha, com seus 36, havia uma real rotação dentro do grupo governante. Com o PT no Planalto jamais houve essa rotatividade. Rodando o programa Tancredo 2.0, Aécio respondeu a um ataque de Marina Silva (“o PSDB sabe que já tem cheiro de derrota”) com um calmante (“não vou cair na armadilha do PT, que é dividir a oposição”). Até agora, deu certo, pois tudo o que pode dar errado com os adversários, errado dá. Contudo, Lula continua no banco de reservas, com 58% dos entrevistados achando que ele deve ser o candidato do PT.

Comentar
Compartilhe
PR de Garotinho quer aliança com PDT de Arnaldo
10/05/2014 | 15h32
[caption id="attachment_24426" align="aligncenter" width="432"] Fotos de Leonardo Berenger e Silésio Corrêa[/caption]

Na reta final das articulações visando a disputa pelo governo do estado, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) ainda aposta em reviravoltas. No momento, um dos planos é tirar o PDT da grande aliança em torno do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Vale lembrar que em Campos partido é presidido pelo ex-prefeito Arnaldo Vianna.

Em entrevista ao “Valor Econômico” ele afirmou ter sido procurado pelo ex-ministro Carlos Lupi, principal cacique do PDT. Garotinho afirmou ter sido procurado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, que busca o apoio do PR à candidatura de Vieira da Cunha no Rio Grande do Sul. Em troca, Garotinho pediu o apoio dos pedetistas no Rio. Ele espera uma resposta de Lupi até o dia 17 de maio.“O Cabral prometeu uma posição majoritária ao PDT no Rio como prometeu a todo mundo, mas ele não tem lugar para todo mundo”, disse o deputado.

Indagado recentemente sobre a possibilidade de uma reaproximação, Arnaldo deixou claro que não quer ter qualquer tipo de relação com Garotinho. “Não tenho nada para falar com ele. Nem sobre política, nem sobre nada pessoal”, disse.

Comentar
Compartilhe
Hemocentro precisa de doações com urgência
09/05/2014 | 23h09

O Hemocentro Regional de Campos está precisando de doações com urgência. A equipe da unidade está enfrentando dificuldades para atender às solicitações recebidas, em virtude do baixo comparecimento de doadores e da redução no estoque de sangue. A assistente social do Hemocentro, Rosangela Frauches, diz que a situação é crítica e que a unidade só está conseguindo atender às urgências e emergências. “A nossa demanda é muito grande. O município de Campos é referência na região e realiza muitas cirurgias de médio e grande porte, que necessitam de sangue. Estamos precisando de todos os tipos sanguíneos, mas há uma carência maior pelos tipos negativos”, ressalta a assistente social.

Rosangela informa que além das doações na sede do Hemocentro, que funciona diariamente das 7h às 18h, instituições públicas, empresas, comunidades e municípios podem colaborar com o Banco de Sangue por meio da Unidade de Coleta Móvel. “Para agendar a visita do ônibus do Hemocentro, basta entrar em contato com o serviço social por meio do telefone 0800 28 20 250”, explica Rosangela.

Para doar sangue é preciso estar em boas condições de saúde, apresentar um documento original de identidade com foto, ter peso superior a 50 Kg, idade entre 16 e 69 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas.

Fonte: Secom/Prefeitura de Campos 

Comentar
Compartilhe
Justiça quebra sigilos bancário e fiscal de Eike
09/05/2014 | 21h58

A Justiça Federal do Rio de Janeiro autorizou nesta sexta-feira a quebra dos sigilos bancário e fiscal do empresário Eike Batista, acusado de crime financeiro por supostamente operar em benefício próprio no mercado de capitais, informou à Reuters uma fonte judicial. A decisão representa mais um revés para o empresário que já sofreu esta semana o bloqueio de bens no valor de 122 milhões de reais, por determinação da Justiça. "Foram três decisões proferidas, sendo uma do bloqueio e outras duas de sigilos", disse a fonte à Reuters, em condição de anonimato. Procurada, a assessoria de imprensa da Justiça Federal informou que não pode comentar o assunto, já que o processo corre em sigilo. "É muito comum, eu diria até usual, em casos de crime financeiro como esse, se pedir a quebra dos sigilos bancário, fiscal e até telefônico, e só em raros casos isso não é autorizado", completou a fonte. Os processos relacionados a Eike Batista correm na 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Todos as decisões tomadas pelo magistrado atendem a demandas feitas pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, que junto com a Polícia Federal apura a prática de crimes financeiros pelo empresário à frente da OGX, que depois foi rebatizada de Óleo e Gás Participações, atualmente em processo de recuperação judicial. Uma investigação também foi aberta pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para apurar operações feitas pelo empresário na Bolsa de Valores. Eike Batista é acusado de vender ações de sua empresa para evitar futuros prejuízos pessoais. O empresário saberia que a companhia passava por dificuldades financeira e detinha reservas menores que as estimadas inicialmente. A acusação é de, mesmo sabendo dos problemas, ele continuava dando declarações positivas à imprensa sobre a petroleira.

Procurada, a assessoria de Eike Batista não foi encontrada para comentar o assunto.

Fonte: Exame

Comentar
Compartilhe
Oposição já está fazendo cosquinha?
09/05/2014 | 17h23

Em março de 2012 a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) causou polêmica ao afirmar que a oposição em Campos "não faz nem cosquinha". Na ocasião, a opinião de Clarissa foi publicada no blog "Opiniões", do jornalista Aluysio Abreu Barbosa (aqui). Agora, dois anos depois, os rosáceos andam se incomodando muito com a oposição. Inclusive, colocam na conta dos adversários as manifestações que ocorrem em diversos bairros. Será que a oposição já começou a fazer cosquinha?

Comentar
Compartilhe
Prefeitura divulga programação da Bienal
09/05/2014 | 13h23
[caption id="attachment_24405" align="aligncenter" width="525"] Secom/Prefeitura[/caption]

A programação da 8ª edição da Bienal do Livro de Campos – Leitura que muda o mundo, onde o homenageado é o escritor José Cândido de Carvalho, foi divulgada na manhã desta sexta-feira (9), no auditório da sede da prefeitura. O anúncio da programação foi feito pela presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro, e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Wainer Teixeira.

 O evento acontece entre os dias 16 e 25 de maio, no Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop). A feira contará com três espaços: o palco de grandes encontros, como o Café Literário, Arena Infantil e o Espaço Multicultural, que abrigará a Arena Jovem, Espaço idéias e debates; e Eles & Elas: Mundo Mulher.  "Hoje, Campos figura como a terceira bienal mais importante do estado do Rio", disse a presidente da Fundação Cultural, Patrícia Cordeiro.

 No primeiro dia de evento, as escritoras Marina Colasanti e  Nélida Pinõn participam da mesa “Leitura e escrita: Nossa Melhor Herança”, às 19h, no Café Literário. Em seguida, no Espaço Multicultural, acontece a palestra da sexóloga Laura Muller, intitulada “Sexo no Século XXI: Transformações, alternativas: Uma conversa com Laura Muller”. “A África na Língua Portuguesa” é o tema da participação do cantor Martinho da Vila na 8ª Bienal do Livro de Campos, a partir das 21h, no mesmo espaço.  "De todos os eventos do calendário oficial do município, talvez, a Bienal tenha sido a que mais ganhou o coração da população", informou o secretário de Turismo.

 Constam na programação, os escritores/convidados: Felipe Pena, Martha Medeiros, Roberto DaMatta, Fabricio Capinejar, Nilza Rezende, João Curvo, Jairo Bauer, Ana Maria Barbosa, Roberto Dinamite, Eraldo Leite e os cantores Saulo Fernandes, Preta Gil, Fernanda Abreu, Fernando Anitelli (Teatro Mágico), Bia Bedran, que participarão de mesas abordando diversos temas. A programação completa está disponível no site: www.bienalcampos.com

 Sem respostas -  Ontem, faltando oito dias para a Bienal, foi publicada no Diário Oficial a contratação da RPS Assessoria e Promoção de Eventos Ltda, que será responsável pela concepção, produção cultural, programação e supervisão das atividades culturais da feira literária. A pergunta que fica no ar é: será possível dar conta de todas as atividades em tão pouco tempo? O valor do contrato é de R$ 879,5 mil.  Ainda de acordo com a publicação, o prazo de execução é imediato, “após recebimento, da ordem formal autorizando o início da execução contratual”. A Folha perguntou à assessoria da Fundação Cultural Jornalista Osvaldo Lima (FCJOL) se a empresa já conseguiu fechar a programação e encontrar agendas disponíveis dos escritores/cantores/pesquisadores convidados (parte dos convidados foi confirmada quarta-feira (7) pela Prefeitura) e como será possível dar conta de todas essas etapas, se o pregão presencial aconteceu apenas esta semana. No entanto, até o fechamento da edição de hoje, não foi enviada resposta.  A matéria completa, publicada na edição de hoje (09), da Folha, pode ser lida aqui 

Comentar
Compartilhe
Clarissa: "Querem nos culpar o tempo todo"
09/05/2014 | 00h59

Na tarde de ontem (08) o colunista da revista Veja, Reinaldo Azevedo, publicou uma nota (aqui) com o seguinte título: "Líder dos delinquentes do Rio é ligado a Anthony Garotinho". Na publicação, ele diz: "Já há pelo menos 325 ônibus depredados no Rio, numa greve parcial de motoristas liderada por um certo Hélio Theodoro, conhecido como Hélio da Real, um dissidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus, que não apoia a paralisação. Este senhor é filiado ao PEN e é ligado ao deputado Anthony Garotinho, que deve disputar o governo do Rio". Ao constatar que a notícia se espalhou com velocidade, a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) fez um desabafo no Facebook: "Palhaçada a turma do governo ficar dizendo que a greve de rodoviários do Rio é movimento do Anthony Garotinho. Tudo que acontece eles inventam essa desculpa... Primeiro culparam Garotinho pela greve dos bombeiros, depois pelas manifestações de rua do ano passado, depois pela greve de professores e dos garis. Não percebem que estão tratando o Garotinho como o todo poderoso do Rio de Janeiro. Desse jeito, nem precisa de eleição!!! Não subestimem a inteligência do nosso povo! Que o governo dê conta da sua própria incompetência ao invés de querer nos culpar o tempo todo!", disse a parlamentar. A assessoria de Garotinho divulgou uma nota negando que o deputado esteja incentivando os grevistas. Ele esclareceu que "não tem qualquer ligação com a greve dos rodoviários do Rio, nem com a situação nem com a oposição ao sindicato da categoria. O PR (Partido da República) também não tem qualquer ligação com o PEN (Partido Ecológico Nacional) e com Hélio Teodoro." Garotinho ainda destacou que melhorias salariais devem ser discutidas entre patrões e empregados, mas, "sem interferência política de ninguém".
Comentar
Compartilhe
TRE suspende decisão e Garotinho volta ao rádio
08/05/2014 | 19h13

A juíza Ana Tereza Basílio, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) suspendeu a decisão que havia sido tomada pela coordenadora da Fiscalização de Propaganda, Daniela Assunção Barbosa, que  impedia o deputado federal Anthony Garotinho (PR) de apresentar meus programas de rádio, Fala Garotinho e Palavra de Paz, além da Caravana Palavra de Paz. "Desta maneira - como eu havia previsto - foi restabelecido o Estado Democrático de Direito, uma vez que a decisão totalmente equivocada feria a Lei Eleitoral nº 9.504, que dá aos comunicadores o direito de apresentarem seus programas de rádio ou televisão até terem seus nomes homologados como candidatos nas convenções partidárias (a do PR será dia 29 de junho). Obrigado a todos que oraram, torceram e mandaram mensagens de apoio. Amanhã, às 8h, na Rádio Manchete AM 760, estarei de volta apresentando meu programa Fala Garotinho", comemorou o deputado em seu blog.

Ontem (07), a juíza Daniela Assumpção de Souza havia determinado que Garotinho prestasse contas no processo de registro de candidatura, de todo o material confeccionado e distribuído, assim como da contratação de artistas e o custo da montagem dos eventos. Nas caravanas, conforme o relatório da Coordenadoria, o deputado federal comanda no palco um show com música gospel, além de distribuir bíblias, calendários com a foto da sua família e um livro sobre sua vida em diversos municípios, como Campos dos Goytacazes, Teresópolis e Barra do Piraí.

A decisão foi enviada ao Ministério Público Eleitoral, que poderá acionar o pré-candidato por propaganda antecipada e até abuso de poder econômico.
O blog "Painel" (aqui), do jornalista Saulo Pessanha, informou sobre a decisão de hoje (08).
Comentar
Compartilhe
Bienal: curadoria por R$ 879 mil e organização relâmpago
08/05/2014 | 13h47
[caption id="attachment_24374" align="aligncenter" width="444"] Ricardo André/Facebook[/caption]

Sempre atento ao Diário Oficial, o jornalista Ricardo André Vasconcelos informou em seu blog (aqui) que o extrato do contrato 038/2014 está publicado na página 15 do Diário Oficial de hoje. Ele foi assinado entre a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e a empresa  R P S  ASSESSORIA E PROMOÇÃO DE EVENTOS LTDA para prestação de serviço de curadoria para a 8ª Bienal do livro. Segundo o contrato,"os serviços envolvem a concepção,  produção cultural, programação e supervisão das atividades culturais e eventos da Bienal". Valor do contrato - R$ 879.518, 41. "O detalhe é que a licitação que escolheu a R P S ocorreu na última segunda-feira, homologada no dia seguinte e a Bienal começa dia 16 próximo . Em  uma semana a empresa conseguiu montar tudo.  Feito digno de figurar no Guinness Book", comentou Ricardo.

Como a empresa só venceu a licitação na última segunda-feira, ela tinha apenas 10 dias para conceber, produzir e organizar a programação. Ou seja, é preciso ser muito boa para saber quais escritores e artistas estariam disponíveis sem que houvesse qualquer contato anterior. Realmente, a empresa vencedora merece entrar para o livro dos recordes.

A presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Patrícia Cordeiro, anunciou ontem (7), a participação do cantor Martinho da Vila na abertura da programação, assim como, alguns nomes da literatura brasileira que estão confirmados, como Ferreira Gullar, Laura Muller, Marina Colassanti, Martha Medeiros e Roberto DaMatta; os cantores Fernando Anitelli, Saulo Fernandes, Bia Bedran, entre outros.

 Atualização às 14h20 — Em busca de informações, foi possível descobrir que a empresa vencedora é de São Paulo e realizou eventos em diversas partes do Brasil. Inclusive, em 2010, ela venceu a licitação e realizou a 6ª Bienal de Campos. Porém, tendo em vista o site da empresa (aqui), o último evento foi há quatro anos, em Campos. Ou então o site está completamente desatualizado.

Comentar
Compartilhe
Após sessão tensa, flores e festa na Câmara
07/05/2014 | 19h35
[caption id="attachment_24363" align="aligncenter" width="495"] Mães receberam flores e foram homenageadas — Foto de Rodrigo Silveira[/caption]

Quem conhece a Câmara de Campos sabe que o plenário da Casa alterna momentos de amor e fúria. Se na sessão de ontem (06) houve discussões acaloradas entre aliados, no dia de hoje (07) faltou quórum e sobrou festa. Sem muitos vereadores para abrir a sessão, o presidente Jorge Magal (PR), que substituiu o vereador Edson Batista (PTB), iniciou uma homenagem ao Dia das Mães. A vereadora Auxiliadora Freitas (PHS) parabenizou diversas mães, entregou flores e fez discursos emocionados.

Gente que faz Cultura — Quem chegou ao Legislativo no tarde de hoje se deparou com um grande trio elétrico na porta do Legislativo. A ideia era realizar o segundo ato “Gente que faz cultura”. O primeiro, realizado em abril e divulgado no blog “Opiniões”, do Aluysio Abreu Barbosa (aqui), reuniu representantes de diversos segmentos culturais. Porém, como não houve quórum e o objetivo era interagir com os parlamentares, o evento foi transferido para a próxima terça-feira (13). “A nossa meta é ter voz no plenário da Câmara. Vamos nos cadastrar para participar da Tribuna Livre”, disse Marciano da Hora, presidente da associação dos Bois Pintadinhos.

Comentar
Compartilhe
Garotinho dispara contra juíza: "má fé ou incompetência"
07/05/2014 | 16h40

Conforme o blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro informou (aqui), a coordenadora da fiscalização da propaganda eleitoral, juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza, proibiu o deputado federal Anthony Garotinho (PR) de realizar as “Caravanas Palavra de Paz”, de veicular o programa diário de rádio “Fala Garotinho”, e de distribuir qualquer tipo de brinde. Na decisão de terça-feira (6), a magistrada entendeu que Garotinho faz propaganda eleitoral antecipada nessas atividades, e determinou o envio de sua decisão ao Ministério Público Eleitoral, que poderá acionar o pré-candidato por propaganda antecipada e até abuso de poder econômico.

 Revoltado, Garotinho usou o seu blog para desafiar a juíza e questionar a decisão. "Desafio a magistrada a provar que em qualquer caravana tenha sido tratado de outro assunto que não o propósito das caravanas: evangelização, louvor e adoração. Quem já assistiu a um dos nossos eventos sabe disso", disse Garotinho, que foi além: "A magistrada invadiu uma área garantida pela Constituição, que impede a censura prévia. Ela não apontou nenhuma ilegalidade cometida pelo meu programa partindo para a censura prévia, o que não é admitido nem mesmo nas propagandas eleitorais de rádio e televisão, que só podem ser retiradas depois de irem ao ar. (...) Não preciso dizer mais nada. Lamento pela má fé ou incompetência".
Comentar
Compartilhe
Câmara na TV aberta
07/05/2014 | 16h24
[caption id="attachment_24354" align="aligncenter" width="517"] Em Brasília: Edson Batista com João Batista Rezende e Paulo Feijó[/caption]

Na manhã de hoje (07) o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), esteve em uma reunião em Brasília com o presidente da Anatel, João Batista Rezende, para tratar do andamento do processo de liberação de um canal na TV aberta para a Câmara de Campos. Batista foi acompanhado pelo deputado federal e presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Paulo Feijó. “A solicitação do canal já foi aprovada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, que nos deu seu parecer favorável. Neste encontro falamos com presidente da Anatel sobre liberação do canal. João Batista se comprometeu a agilizar os processos burocráticos para que possamos contar com essa ferramenta em breve”, explicou Edson.

A partir de agora o processo n° 53000.015224/2013, sobre a consignação de canal para prestar Serviço de Radiodifusão de Sons e Imagens com Tecnologia Digital, segue na Anatel para que a Câmara de Vereadores de Campos também possa contar com transmissão aberta. “Desde o começo de nosso mandato, estamos pregando uma gestão participativa e transparente. Portanto, é importante facilitar ao máximo o acesso da população àquilo que acontece na Câmara. Com nossa TV aberta teremos nosso canal de interlocução com a sociedade ainda maior, com abrangência em larga escala”, afirmou Batista.

*Assessoria do vereador Edson Batista

A nota foi publicada pelo blog "Eu penso que..."/Ricardo André Vasconcelos (aqui)

Comentar
Compartilhe
“Rolo compressor” desgovernado
07/05/2014 | 01h21

Mesmo com 21 vereadores contra apenas 4 na oposição, o “rolo compressor” anda vivendo uma crise de identidade. Se em março de 2013 a bancada rosácea se dividia em duas (aqui), agora é possível notar que a divisão se agravou. Apesar de estarem no mesmo lado, a regra é simples: cada um no seu quadrado. Fica nítido que o poderoso “rolo compressor” está completamente desgovernado.

CPI provoca duelo — Em busca de mais espaço, dois governistas que são pré-candidatos a deputado federal travaram um embate durante a sessão de ontem (06). De um lado o vereador Jorge Magal (PR), que cobra uma CPI para investigar a empresa Águas do Paraíba desde o início deste ano. Do outro, o vereador Alexandre Tadeu (PRB), que ganhou o apoio de vários parlamentares e propôs a CPI contra a concessionária Águas do Paraíba durante a sessão de ontem.

Magal, que em 2012 foi contra a mesma CPI, diz que se cansou de esperar e alega ter sido o primeiro a apresentar denúncias contundentes. “Eu trabalhei, apresentei as denúncias e fui excluído de um grupo de trabalho. E ainda por cima vi o vereador Tô Contigo divulgar inverdades na mídia, como o fim da taxa de religação”, disse Magal.

Já o vereador Alexandre Tadeu rebateu o “companheiro” afirmando que Magal desejava ser o presidente do grupo de trabalho criado para apurar as denúncias contra a concessionária. “O vereador que senta ao lado esquerdo do presidente (Magal) queria ser o presidente. Mas isso não pode ser imposto. O vereador Genásio foi escolhido democraticamente. Além disso, este vereador (Magal) teve vários mandatos para fazer e não fez”, disparou.

O racha entre Magal e Tô Contigo não é de hoje. Em outubro do ano passado (aqui) o vereador Magal afirmou que Alexandre Tadeu estava “mentindo para a população”. “Quando fala em 25% de redução da conta de água. Ele joga no colo da prefeita Rosinha uma responsabilidade que deveria ser da empresa Águas do Paraíba. Ele apenas fez uma indicação legislativa.

Na ocasião, o Tô Contigo enviou uma reposta bem pragmática. “Qualquer alteração nos contratos de concessão só pode ser feita pelo próprio Executivo. Por isso, foi feita a indicação legislativa, pedindo a revisão do contrato com a Concessionária Águas do Paraíba”, disse.

Vendo que o “rolo compressor” estava completamente desgovernado, já que os vereadores Genásio (PSC), Linda Mara (Pros) e Gil Vianna (PR) entraram no debate, o vereador Paulo Hirano (PR), líder da bancada, tentou acalmar os ânimos. Porém, tudo indica que ainda falta muita roupa suja para ser lavada.

Pelo jeito, o “puxão de orelha” do deputado federal Garotinho, que em reunião na última segunda-feira (05) cobrou mais atitude dos rosáceos, deixou o “rolo compressor” ainda mais desgovernado. Com muita gente querendo pilotar o “rolo” e poucos aceitando ficar como passageiros, a situação tende a ficar cada vez mais tensa.

Mais sobre o duelo dos rosáceos nos blogs "Eu Penso que" (aqui), Estou Procurando o que Fazer (aqui) e Opiniões (aqui)

Comentar
Compartilhe
Marinéa: "Tem um grupo que só quer tumultuar"
06/05/2014 | 15h35

Na tarde de hoje (06), ao participar de um programa de rádio, a secretária de Educação, Cultura e Esportes da Prefeitura de Campos, Marinéa Abude, comentou sobre as manifestações dos professores e afirmou que "já resolveu quase tudo que estava em uma pauta de reivindicações". Segundo a secretária, o seu diálogo com o Sepe é frequente. Porém, ela não perdeu a oportunidade de alfinetar o Movimento dos Educadores de Campos  em Luta. "Acho que esse tal movimento não concorda com o Sepe. Nunca vi quais são as pautas porque sempre converso com o Sepe. Na verdade eu acho que é tem professor querendo tumultuar. Tudo que é possível nós estamos fazendo. Eu sou professora. Vocês acham que eu não vou ficar ao lado da categoria?", indagou.

Quais são as pautas? — A diferença entre a pauta do Movimento dos Educadores de Campos em Luta e a do Sepe está nos seguintes pontos: autonomia pedagógica; 40% da vigência sobre o salário base para todos os professores; aumento do vale alimentação para R$ 400 reais; gratificação de difícil acesso; entre outros. Já a pauta do Sepe consiste em aumento salarial, revisão do Plano de Cargos e Salários, cumprimento de 1/3 da carga horária para planejamento, educação do campo, construção e reforma de escolas e creches, entre outros pontos.

 
Comentar
Compartilhe
Pudim: "Tem gente com vergonha de defender o governo?"
06/05/2014 | 13h14

A reunião de ontem (05), que reuniu os rosáceos no ginásio do Automóvel Clube, teve a missão de puxar a orelha dos aliados. Em diversos momentos o deputado federal Anthony Garotinho (PR) criticou a postura dos vereadores governistas e colocou a Câmara no paredão. "Tem que ser macho e rebater", determinou o líder.

Hoje (06), em seu perfil no Facebook, o deputado estadual Geraldo Pudim (PR) colocou mais lenha na fogueira. "Tem gente com vergonha de defender? Então vai para casa ou vai para o lado de lá, e isso não é só no governo, é na Câmara de Vereadores também, tem gente se encolhendo lá também na hora que o ‘pau está quebrando’.  Eu sei de onde vim, onde estou e onde quero chegar. Sei o sacrifício que fiz durante minha vida toda e o que esse casal abdicou na vida toda a favor dessa cidade, e na hora que precisa, tem gente que corre para baixo da cama, talvez esperando o que pode acontecer", disparou Pudim.

Comentar
Compartilhe
Folia mais barata
05/05/2014 | 17h32
[caption id="attachment_24336" align="aligncenter" width="420"] Unidos da Tijuca recebeu R$ 80 mil em 2013 e R$ 70 mil em 2014[/caption]

O Carnaval fora de época de 2014, considerado maravilhoso pelos rosáceos e um desperdício pelos oposicionistas, diminui a gastança em relação ao ano de 2013. Se no ano passado as escolas de Samba faturaram cachês de R$ 100 mil (Vila Isabel), R$ 90 mil (Grande Rio) e R$ 80 mil (Unidos da Tijuca), este ano houve um desconto. Em seu blog (aqui), o jornalista Ricardo André Vasconcelos revelou os valores recebidos pelas escolas de fora. A campeã Unidos da Tijuca recebeu R$ 72 mil e a União da Ilha faturou R$ 71 mil. Já o cachê da Imperatriz ainda não foi publicado no Portal da Transparência.

Comentar
Compartilhe
Neco X Carla
03/05/2014 | 21h40

Aos poucos o prefeito de São João da Barra, José Amaro de Souza Neco (PMDB), começa a mostrar que o racha com a ex-prefeita Carla Machado (PT) é cada vez mais nítido. Aos poucos ele tem exonerado diversos nomes que fazem parte do grupo da ex-prefeita. No Diário Oficial deste sábado (03) foram publicadas as exonerações de duas aliadas de Carla: Claudia Maria Falcão Carvalho e Magna Maria Aquino das Chagas.

Nos próximos dias outras exonerações devem ocorrer. No momento, a tropa de choque de Neco vem deixando claro que vai tombar muita gente do muro. Assim como ocorreu em Campos após o rompimento entre Arnaldo e Garotinho, as pessoas vão ter que escolher um lado.

Queda de braço — Pré-candidata a deputada estadual pelo PT, Carla vai apoiar em SJB a candidatura do senador Lindbergh Farias (PT), que está na disputa pelo governo do estado. Já o prefeito Neco defende com unhas e dentes a candidatura do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Na disputa por cadeiras na Alerj, Neco deve caminhar com o deputado Paulo Melo (PMDB), atual presidente da Casa.

Hoje (03), em seu perfil no Facebook, Carla Machado deixou uma mensagem no ar: "Dignos de pena... Não é com perseguição, pressão, maldade e prepotência que se alcança o sucesso...mas sim através do trabalho, amor, determinação, seriedade e propósito. Somente os pobres de espírito pensam diferente... Piedade deles Senhor! Que DEUS possa guiá-los para que saiam das trevas e alcancem a paz que tanto precisam", disse.

2016 — Em entrevista à Folha, publicada no dia 23 de março, Carla Machado não fechou a porta com Neco em 2014, mas deixou uma janela aberta para voltar a disputar à Prefeitura em 2016. A entrevista, que gerou muita repercussão no ambiente político,  foi publicada no blog "Opiniões", do Aluysio Abreu Barbosa (aqui).

* O site SJB Online publicou uma matéria sobre as exonerações de hoje (aqui).

Comentar
Compartilhe
Avelino coloca a mão no fogo por Garotinho, Rosinha, Pudim e Edson
03/05/2014 | 14h37

Em defesa do casal Garotinho, o diretor da Câmara de Campos, Avelino Ferreira (PTB), afirmou em seu blog (aqui) que “a tentativa de emparedamento do governo Rosinha tem um alvo: Garotinho. Claro que adiar mais ainda o processo licitatório do transporte é um dos motivos, mas criar fatos que possam ganhar manchetes negativas para Garotinho no Rio de Janeiro é o motivo político”.

Em seu desabafo, Avelino, que foi presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), foca na polêmica do transporte público e não entra no debate sobre a Cultura. Por fim, ainda aproveita para colocar a mão no fogo por alguns companheiros. “Sinto-me orgulhoso de fazer parte desse grupo político, cuja liderança maior é Garotinho. Temos figuras públicas que não negociam com os interesses do povo e já demonstraram isso em diversas ocasiões. Vou citar duas, além de Rosinha, sabendo que, de certa maneira, estou sendo injusto, pois são muitas: Geraldo Pudim e Edson Batista, com os quais convivo há mais de três décadas”.

Na visão de Avelino, “a oposição não tem proposta alguma melhor que a nossa e o que fazem é criticar, sem nenhuma fundamentação razoável. Usam blogueiros e falsos líderes para criar fatos aqui e ali. Quando há o embate, usam de falácias. Sugiro sempre que antes de criticar, comparem as estatísticas, em qualquer área, entre o governo Rosinha e os anteriores. Com dados nas mãos, vamos ao debate político. o resto é esperneio”.

Comentar
Compartilhe
Para desviar o foco, rosáceos resgatam Mocaiber
03/05/2014 | 14h18

No momento em que o governo Rosinha Garotinho (PR) enfrenta protestos, greve dos rodoviários e denúncias envolvendo o “Verão da Gastança”, eis que os rosáceos resolvem abrir espaço para uma entrevista com o ex-prefeito Alexandre Mocaiber (PSB). A ideia era agitar o ambiente político com uma entrevista bombástica e reveladora. Porém, na prática, não vimos nada de novo.

Muitas pessoas irão dizer: mas só o fato de conceder essa entrevista aos rosáceos já é um fato quente. Não, não é. Para quem não se lembra, Mocaiber foi candidato a vereador em 2012 e, durante a sua participação no horário eleitoral, chegou a pedir votos para Rosinha (aqui).

Defendeu sua gestão — Mesmo sendo entrevistado ao vivo no “ninho rosa”, ele não se intimidou e defendeu a sua gestão. Fez um balanço das ações em várias pastas e comentou sobre a operação “Telhado de Vidro”. “Vasculharam tudo e no final não foi comprovado nada”. Sobre as principais falhas, ele apontou a falta de experiência e de conexão com os cidadãos. Se normalmente os rosáceos apontam o governo Mocaiber como "o pior da história de Campos", com ele por perto o jeito foi ouvir sem fazer grandes questionamentos.

Garotinho — Sem em janeiro de 2008, após ser bombardeado, Mocaiber chegou a mover nove ações criminais contra Garotinho (aqui) e insinuou que ele poderia estar por trás do seu afastamento da Prefeitura (aqui), seis anos depois isso é coisa do passado. “Não tenho mágoa. Ele foi a primeira pessoa a me levar para a vida pública e nunca deixou de me ajudar com conselhos e sua influência” disse Mocaiber, que voltou a lembrar que, em 2006, houve uma conversa entre o ex-prefeito Arnaldo Vianna e Garotinho. “Pena que no final não deu certo”, lamentou.

Silêncio do líder — Hoje, durante a participação de Mocaiber, Garotinho chegou a ligar. Porém, não foi o Garotinho de 2006, quando recebeu o então prefeito Alexandre Mocaiber no Rio de Janeiro, cheio de carinho e em busca de um acordo, muito menos o Garotinho de 2008, que chamava Mocaiber de tudo e mais um pouco. Nesta manhã Garotinho preferiu comentar sobre outros assuntos e nem chegou a cumprimentar o ex-prefeito.

Governo Rosinha — Sobre o governo Rosinha, ele repetiu o que já havia dito ao blog “Opiniões”, do Aluysio Abreu Barbosa (aqui). “Eles atacam o passado e fazem comparações. É o jogo da política”. Porém, evitou se estender. “Se falar bem vão dizer que estou puxando o saco. Se falar mal, também serei criticado. Prefiro não comentar muito”, completou.

Comentar
Compartilhe
Transporte público: quem tem razão?
02/05/2014 | 23h49

Afinal, quem tem razão na polêmica envolvendo o transporte público? Empresários? Funcionários? Sindicato? Prefeitura, MPE e MPF? Ninguém? Como o assunto dominou as redes sociais nos últimos dias, divido com vocês as mais variadas opiniões.

João Pimentel:  "Senhoras e senhores, com licença. Esta questão do transporte público, que no momento é o assunto marcante na cidade, na minha opinião jamais será solucionada. As divergências atuais, cedo ou tarde, terão que chegar num ponto final. Mas a qualidade e o respeito pelo usuário, que é a razão da existência deste meio de locomoção, jamais será resolvida. A cada dia mais veículos são comprados, a situação do trânsito destes veículos caminha para o caos. Até em bairros afastados do centro, já acontece engarrafamentos. A solução para o ir e vir do cidadão seria o transporte público. Eu disse seria. Para quem já conheceu o que é um transporte público de primeiro mundo, este de Campos dos Goytacazes é um LIXO. Gostaria de deixar o meu carro em casa e utilizar o transporte público, já que estacionar a cada dia está ficando difícil e oneroso, mas não me atrevo. Lixo só na lixeira. Deixo aqui, duas imagens do transporte público na Europa, este em Berlin (Alemanha)".

Roberto Joia: "Caiu a máscara e os empresários de ônibus acabaram presos pela Polícia Civil. A operação foi coordenada pelo delegado da PC José Paulo Pires, após a Justiça ter expedido Mandado de Busca e Apreensão nas 12 empresas de ônibus do município, e o Ministério Público ter constatado irregularidades graves entre os materiais apreendidos. Apesar de bem engendrada, a dita greve dos rodoviários em Campos, deflagrada exatamente quando começou o Carnaval fora de Época, no Cepop, é na verdade um movimento de boicote ao transporte de passageiros por parte dos empresários de ônibus, que prometeram o pagamento dos dias de paralisação dentro das empresas, para dar aparência de greve da categoria, conforme descobriu o Ministério Público".

José Maria Matias Junior: "Campista, cuidado!!! Quando menos esperar, podem entrar na sua casa ou empresa e tomar seus bens. Pegar na "mão grande" mesmo. E o pior: você irá assistir tudo e não poderá fazer nada, pois corre o risco de ser preso..." Linda Mara Silva: "A prefeita Rosinha Garotinho disse a imprensa que lamentava muito que a greve dos rodoviários tenha chegado a esse ponto, porque ela entende que movimento de greve é legítimo, mas o que não pode é a população ficar sem ônibus, pelo menos o que manda a lei que é de 30%". Rafael Diniz: "Será que é agindo de uma forma autoritária e demagoga que o Executivo vai solucionar esse grande problema? Será que se não houvesse mais tolerância, maturidade e responsabilidade, a situação não poderia ser outra? Não podemos nos esquecer que esse mesmo Governo que age assim agora, é o mesmo governo que já está em seu sexto ano de mandato e que poderia sim ter tomado outras medidas durante todos esses anos para evitar o que hoje acontece. E mais, não seria uma insanidade e um risco absurdo colocar os passageiros campistas para serem transportados por motorista inexperientes, que nunca dirigiram efetivamente um ônibus? Já passou da hora de refletir e agir". Erica Miranda: “Ela nos representa.' Representa o povo representa quem precisa de ônibus .representa campos. representa a liberdade de locomoção e também representa a valorização de motorista e cobradores para que todos tenham dignidade de Trabalhar em ônibus descente.! Eu apoio a prefeita e você?” Valzinha Passos: "Cadê o ônibus para o Aeroporto? Não precisava ser Bonsucesso, nem lagoa das pedras não, mas sim Travessão, pois a população que pega essa linha é grande. É melhor ficar sem ônibus mesmo, pois ela só colocou ônibus onde ela sabe que tem votos, que tem várias casas populares dela, assim a mesma não perde votos". Wendel Magalhães: "Nunca que ônibus como esse trazem o bem estar de alguém, todos de péssima qualidade, péssimo serviço, o povo campista é humilhado todos os dias, a maior cidade do interior o transporte público é uma m...!! Acho que os usuários que deveria para de usar esse porcaria, as van então nem se fala, outro lixo!!!" Julio Cesar Santos Mulatinho: "A cada passagem paga, a prefeitura repassa às empresas de transportes a diferença entre o preço real e o recebido(R$ 1,00). E como é feito esse controle, alguém sabe dizer? Ou será que não tem controle? ou seja, a prefeitura paga o que o empresa declara? e se for assim, será que a empresa declara a quantidade correta? ou será que aumentam um pouco pra ganharem uma graninha extra? e se ganham uma graninha extra, com quem será que elas a dividem?"

Lucas Barreto: "O povo é muito inocente ...os campista estão muito inocentes ....quem determinou ônibus de graça foi o Ministério Público! A greve de ônibus quem está fazendo são os próprios empresários para ganharem mais dinheiro ! se liga.."~

Carlos Faria Café: "Defendo um corretivo sério para os empresários, com penas rigorosas, que se chame o sindicato as vias da responsabilidade, mas sou contra o linchamento moral e o endemoniamento público que estão fazendo com os motoristas e cobradores de ônibus de Campos na rede social e soube que até numa emissora de tv. Se existe conluio não foi com o humilde trabalhador e que responda o sindicato por eles judicialmente. Quem pratica atos desta monta, não tem compromisso com o trabalhador".

Mario Marcio Peixoto: "Em Campos vale a velha máxima: "Pimenta nos olhos dos outros é refresco." Quem não se lembra das greves dos bombeiros no Rio? Essa sim era legítima, pois havia interesse político dos Garotinhos... hipocrisia pura!"

Debora Rosa Bensi Vilaça:  "A prefeita não se omitiu! Ônibus com gratuidade,com motoristas capacitados,servindo a população com 30% das frotas,até que tudo se resolva definitivamente ,fazendo prevalecer a lei e não o desespero desses empresários,q consequentemente quase desesperou a população,fazendo cair na conta de quem há muito vem lutando por uma licitação!! Parabéns Prefeitura de Campos dos Goytacazes que sempre em primeiro lugar visa o interesse da população!!! Orgulho de ter uma Prefeita que já foi governadora,com tanta experiência em administração!!!"

Isabel Paixão Soares: "Quem esta no prejuízo dessa pouca vergonha são os cobradores e os motorista que ganham uma miséria que mal dá para sobreviver e nós que dependemos desses transportes público que já passou da hora de ir para o ferro velho. Enquanto que os empresários e os políticos estão com suas contas bancárias estufando de dinheiros e passeando com carros de luxo".

Leia mais sobre a polêmica na Folha Online (aqui) e no blog Opiniões, do Auysio Abreu Barbosa (aqui)

Comentar
Compartilhe
Lula confirma: Dilma é candidata
02/05/2014 | 22h30
[caption id="attachment_24306" align="aligncenter" width="620"] A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participam do 14º Encontro Nacional do PT, em São Paulo, nesta sexta-feira. (Foto: Daniel Teixeira/Estadão[/caption]

O 14º Encontro Nacional do PT formalizou na noite desta sexta-feira (2), em São Paulo, a indicação da presidente Dilma Rousseff como candidata à reeleição pelo partido. A oficialização da candidatura se dará somente em junho, na convenção nacional do PT. No evento, petistas buscaram esvaziar o chamado movimento "Volta Lula", cujo objetivo era substituir a candidatura de Dilma pela do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os dois entraram juntos no auditório do centro de convenções do Anhembi e foram recepcionados pela plateia de delegados do PT sob aplausos e aos gritos de "Um, dois, três, Dilma outra vez".

A presidente Dilma Rousseff disse ao começar a discursar que o lançamento de sua pré-candidatura à eleição de outubro é uma “prova” da confiança mútua entre ela e o ex-presidente Lula. “Hoje, para receber a missão honrosa, a missão desafiadora de ser pré-candidata do PT à Presidência da República, dirijo à nossa liderança, a você presidente Lula, as minhas palavras de respeito e carinho. Esta é uma prova contundente da nossa confiança mútua e dos laços que nos uniram e nos unem ao povo brasileiro. Foi o compromisso com o povo brasileiro que nos uniu”, afirmou. Ela disse que assumiu a missão "desafiadora" de ser candidata à reeleição e fez uma retrospectiva de seu governo, dizendo que enfrenta o desafio de suceder uma "lenda", referindo-se a Lula. “Eu tive uma tarefa fantástica, uma tarefa que a gente pode chamar de avassaladoramente forte, hercúlea, de suceder [o ex-presidente Lula]”, afirmou.

Fonte: G1 - Para ler a matéria completa, clique aqui 

Comentar
Compartilhe
Policiais do Rio ameaçam entrar em greve às vésperas da Copa
02/05/2014 | 14h14

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), tem duas semanas para conter mais uma crise na Polícia Civil. Os agentes, que reclamam do abismo salarial entre os policiais e delegados, exigem a incorporação ao salário de uma gratificação de 850 reais e ameaçam entrar em greve caso não tenham a reivindicação atendida – o valor integra o programa Delegacia Legal, de modernização das delegacias. Na terça-feira, a categoria estabeleceu um prazo: se Pezão não apresentar o projeto de incorporação na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) até o dia 15, os agentes farão uma assembleia para votar a possibilidade de greve.

Nesta sexta, perdem a gratificação policiais grávidas, baleados em dias de folga, aqueles que estão de licença ou férias e os aposentados. “Uma policial que engravida perde a gratificação e precisa recorrer à Justiça para não ter o salário diminuído. Isso é cruel”, disse o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sindpol), Francisco Chao. O governo está pressionado por outra categoria: policiais militares articulam, caso a Polícia Civil obtenha a incorporação, um movimento de greve para também cobrar aumento salarial.

A julgar pela opinião dos cerca de mil policiais que participaram da assembleia realizada na terça-feira, no Clube Municipal, na Tijuca, sem a incorporação da gratificação o risco de paralização é elevado. Uma greve a poucos dias da Copa do Mundo – quando são previstas manifestações e confrontos nas ruas – é uma ameaça capaz de comprometer o governo de Luiz Fernando Pezão, pré-candidato ao governo do Rio. "A categoria está muito ressabiada. Em dezembro, o governador Sérgio Cabral se comprometeu a incorporar a gratificação Delegacia Legal durante reunião com o sindicato, no Palácio Guanabara. Pezão, assim que assumiu o governo, afirmou que atenderia a reivindicação e nos pediu que esperássemos até o dia 15 de maio. A demora está sendo nociva porque está minando a confiança da categoria”, afirmou Chao ao site de VEJA.

Outro sindicato que representa os policiais fixou outdoors com a ameaça de greve dos agentes. No texto, o Sindicato dos Policiais Civis do Rio de Janeiro (Sinpol) afirma: "Pezão, a bola é sua! Atenda a categoria e evite greve na Copa".  De acordo com o Sindpol, o salário inicial bruto de um agente é de cerca de 4.500 reais, incluindo a gratificação Delegacia Legal. Com os descontos, o valor líquido cai para 3.500 mil. O ganho de um delegado no início da carreira, segundo planilha do Sindpol, é de 15.000 reais. “O salário de um agente da polícia civil do Rio não é condizente com a qualificação que é exigida no concurso e com a responsabilidade de um inspetor. O concurso exige terceiro grau, mas a remuneração é uma das mais baixas do país”, afirma Chao.

Fonte: Veja 

Comentar
Compartilhe
Dona Penha: "O povo pobre adora os shows"
02/05/2014 | 12h47

A vereadora Dona Penha (DEM) se mostrou irritada com as críticas da oposição em relação aos shows contratados pela Prefeitura. De acordo com ela, "essa é a única diversão para o povo pobre". "Não aguento mais ouvir essas reclamações. Gente, aquela praia do Farol fica lotada e o comércio lucra muito. É muito dinheiro que gira por lá. Além disso, o povo pobre adora os shows. Eles lotam os ônibus para assistir. É a única diversão que eles têm", afirmou.

Comentar
Compartilhe
Na prisão, cacique do PR tenta trocar ministro
01/05/2014 | 17h33

O ex-presidente do PR Valdemar Costa Neto, preso no regime semi aberto, recebeu esta semana, no seu local de trabalho, dois parlamentares do partido. Explicou a eles porque orientou o líder na Câmara, Bernardo Santana (MG), a defender o "Volta Lula". Valdemar quer a cabeça do ministro César Borges (Transportes) e por no lugar o senador Antônio Carlos Rodrigues (SP).

Fonte: Ilimar Franco 
Comentar
Compartilhe
Prefeitura coloca 18 ônibus nas ruas
01/05/2014 | 13h34
[caption id="attachment_24285" align="aligncenter" width="479"] Foto: Rodolfo Lins[/caption]

Da Secom/Prefeitura de Campos: 

Os ônibus acautelados pela Prefeitura de Campos, por determinação do Ministério Público, devem começar a circular gradativamente até atingir os 30% a partir das 12h desta quinta-feira (1). Neste primeiro momento, serão 13 linhas e 18 coletivos, segundo informou na manhã desta quinta-feira (1), o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Álvaro Oliveira. Inicialmente, os ônibus vão circular até às 19h20. A medida visa garantir os direitos dos cidadãos e cumprir determinação judicial de ter, no mínimo, 30% da frota circulando, já que trata-se de serviço essencial.

Cada ônibus irá sair das garagens com um Policial Militar, um Guarda Civil Municipal e um supervisor auxiliando na rota. As passagens serão gratuitas. “A intenção é manter as empresas operando as mesmas linhas, cujo critério será de acordo com o fluxo de passageiros”, disse Álvaro. O secretário de Paz e Defesa Social e comandante da Guarda Civil Municipal, major Francisco Melo, e o subsecretário de Postura, Fabiano de Araújo Mariano, estiveram no 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) para entregar a relação das linhas e itinerários dos ônibus. O secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Fábio Ribeiro, informou que os motoristas da prefeitura que estarão dirigindo os ônibus têm carteiras de habilitação nas categorias D e E, além de experiência em ônibus. “Nesse primeiro momento, a principal preocupação é com a segurança. Todas as providências estão sendo tomadas e os profissionais são habilitados e tem experiência -, destacou o secretário de Administração. VEJA AQUI RELAÇÃO DAS LINHAS:  1. CENTRO X ELDORADO (01 COLETIVO) 2. CENTRO X NOVA BRASILIA (01 COLETIVO) 3. CENTRO X SARAIVA (01 COLETIVO) 4. CENTRO X URURAÍ (01 COLETIVO) 5. PECUÁRIA X PENHA(01 COLETIVO) 6. CENTRO X UENF (01 COLETIVO) 7. CENTRO X PARQUE GUARUS VIA PADARIA NOGUEIRA (01 COLETIVO) 8. CENTRO X ESCOLA AGROTÉCNICA (01 COLETIVO) 9. CENTRO X JÓQUEI (01 COLETIVO) 10. CENTRO X NOVO JÓQUEI (01 COLETIVO) 11. RODOVIÁRIA X SANTO EDUARDO VIA MORRO DO COCO (03 COLETIVOS) 12. RODOVIÁRIA X SANTA MARIA VIA CONS. E MORRO DO COCO (03 COLETIVOS) 13. RODOVIÁRIA X VENDA NOVA VIA CAMBAÍBA (02 COLETIVOS) Atualização às 17h18 - Com uma ampla cobertura sobre a ação da Prefeitura, a Folha da Manhã informou sobre os 18 ônibus gratuitos às 11h49 (aqui).
Comentar
Compartilhe