Madrinha
28/02/2014 | 23h12
[caption id="attachment_22961" align="aligncenter" width="518"] Facebook/Album Fotos[/caption] A vereadora Linda Mara (Pros) assumiu o posto de Madrinha da Banda Carmen Miranda. Criada pelo carnavalesco Flávio Araújo, o Azulão, a banda  se apresentou na última quinta-feira, em Guarus. Este ano, a Banda Carmem Miranda contou com as participações especiais do Boi Esperança, do Bloco “Pega Veado” e Banda Black Show, com marchinhas carnavalescas. Além da bateria da Escola de Samba Madureira do Turfe.
Comentar
Compartilhe
Justiça: Garotinho terá que pagar R$ 120 mil a Beltrame
28/02/2014 | 12h35

A Justiça do Rio de Janeiro condenou o deputado federal Anthony Garotinho (PR) a pagar uma indenização de R$ 120 mil ao secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, e seus dois filhos por dano moral. A decisão foi do juiz Luiz Antonio Valiera do Nascimento, da 39ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. Garotinho publicou no ano passado em seu blog o endereço completo de Beltrame, além de fotos, comentários "depreciativos" e fatos "desabonadores" sobre a vida privada do secretário. O advogado de Garotinho, Jonas Lopes de Carvalho Neto,  informou que recorrerá da decisão, apelando ao Tribunal de Justiça. As informações foram publicadas no jornal O Globo.

De acordo com a sentença, o juiz entende que o criador do blog é responsável pelos comentários, ressaltando que isso se estende ainda às cartas de leitores publicadas no mesmo espaço, "que se escondem sob o anonimato, uma vez que a Constituição veda o anonimato". Por isso, o magistrado arbitrou uma indenização pelos prejuízos causados à imagem de Beltrame e de seus filhos, Mariana e Maurício. Na decisão, o juiz determina ainda que Garotinho se abstenha em divulgar notícias depreciativas e fatos que desabonem a moral do secretário, sob pena de pagar multa no valor de R$ 40 mil. "É uma indenização contra o deputado, porque ele lançou uma série de inverdades sobre o secretário. Ele atingiu a honra de Beltrame. Extrapolou. Por conta disso, ele entrou com a ação de danos morais. As notícias são tão falsas que conseguimos, por meio de uma liminar, que elas fossem retiradas do blog, proibindo inclusive o deputado de citar o nome do secretário em matérias depreciativas ou fatos não comprovados, sob pena de multa. Essa liminar foi confirmada agora pelo tribunal", disse a advogada que defende Beltrame, Karina Siqueira, lembrando que os dados sobre o seu cliente haviam sido apagados do blog depois que ela impetrou liminar com esse objetivo.

Atualização às 16h50 — Em seu blog, Garotinho se defendeu e afirmou estar confiante. “Um juiz de primeira instância deu ganho de causa a José Mariano Beltrame contra matéria publicada no nosso blog, sobre suas atividades empresariais na criação de cavalos de raça no sul do país, que estão documentadas. Como a matéria não continha ofensa e tudo o que foi mostrado estava documentado, o juiz usou os comentários dos leitores para dizer que o secretário foi ofendido. Tenho certeza que essa decisão, como outras, será reformada na instância superior”, afirmou.

Comentar
Compartilhe
TSE aprova novas regras para as eleições de outubro
28/02/2014 | 01h01

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou ontem (27) três resoluções com novas regras para as eleições de outubro. As normas alteraram algumas regras de propaganda eleitoral, registro de candidaturas e arrecadação para as campanhas eleitorais. As medidas foram apresentadas pelo ministro Dias Toffoli, com objetivo de disciplinar as regras para as eleições deste ano.

Os ministros decidiram proibir que candidatos usem serviços de telemarketing para pedir votos aos eleitores. Com as novas regras, também será obrigatório que a propaganda eleitoral e os debates na TV sejam transmitidos com legenda ou na Língua Brasileira de Sinais (Libras), para facilitar a compreensão por pessoas com deficiência.

Com as novas regras, os candidatos não poderão ser identificados por nome relacionados a autarquias ou órgãos públicos, como “Fulano do INSS”, por exemplo. Também ficou definido que os partidos só podem substituir seus candidatos 20 dias antes da eleição. Antes da decisão, o prazo era de 24 horas antes do pleito.

Sobre financiamento, o TSE reafirmou que o candidato só pode financiar sua campanha com recursos próprios com até 50% do próprio patrimônio. No ano passado, ao aprovar outras regras, o TSE decidiu que o voto em trânsito passará a valer nas eleições deste ano nas cidades com mais de 200 mil eleitores. No último pleito, o eleitor podia votar em trânsito apenas nas capitais.

Comentar
Compartilhe
Eleição esquenta fogo amigo na situação e oposição
27/02/2014 | 23h31

Aquela história de “estamos unidos e o importante é o grupo” começa a mudar quando as eleições se aproximam. Em Campos, não é diferente. Tanto na oposição como na situação já é possível notar que a máxima do momento é: “farinha pouca, meu pirão primeiro”.

No grupo governista a candidatura de Bruno Dauaire (PR) à Alerj é o principal foco do "fogo amigo". Fora do jogo, já que a sua pré-candidatura foi abortada, o presidente do PR em Campos, Wladimir Matheus, já deixou claro que vai “cair dentro” e ajudar Bruno. Com isso, muitos “amigos do poder” começam a espalhar que “Bruno vai contar com uma grande estrutura e já está eleito”. E são exatamente essas declarações que aumentam ainda mais os ciúmes dentro do grupo.

Tô contigo? — Já deixando claro que não faz parte do jogo governista, pelo menos quando o assunto é a eleição deste ano, o vereador Alexandre Tadeu (PRB) corre por fora e conta com o apoio da Igreja Universal e da TV Record. Para os aliados de Garotinho, Tadeu já é visto como um adversário.

Na oposição não é diferente. Assim como ocorreu nas últimas eleições, a vaidade acaba falando mais alto e as parcerias começam a se desfazer no período eleitoral. Com cada um se achando mais forte do que o outro, tudo indica que muitas candidaturas serão lançadas. Com isso, os votos, que já não são muitos, acabam sendo divididos.

Divididos entre aliados de Cabral, aliados de Pezão e "aliados de ninguém", os oposicionistas já começaram uma espécie de guerra fria nos bastidores.

Comentar
Compartilhe
Época: Novos documentos fazem renascer denúncias contra aliados de Cabral
27/02/2014 | 21h23
[caption id="attachment_22934" align="aligncenter" width="620"] Wilson Carlos de carvalho e Carlos Emanuel Miranda (Foto: Michel Filho/Agência O Globo e reprodução)[/caption]

Da revista Época: 

Era uma terça-feira. Aparentemente, seria mais um dia normal na Camargo Corrêa, um dos maiores grupos empresariais brasileiros, com 58 mil funcionários espalhados pelo país e pelo mundo. Mas aquele 25 de março de 2009 não foi um dia comum. Tinha tudo para ser lembrado como o início de um dos mais rumorosos casos de promiscuidade no Brasil, entre uma empreiteira e partidos políticos. Naquela manhã, 40 policiais federais varejaram o edifício sede da Camargo Corrêa, em São Paulo, e também casas e escritórios de funcionários e lobistas, suspeitos de operar um esquema de lavagem de dinheiro para a construtora. Na ação, batizada de Castelo de Areia, os policiais apreenderam uma série de documentos que, segundo eles, traziam indícios de transferências de recursos para políticos de diversos matizes, em contas no Brasil e no exterior. Entre os citados na papelada estavam nomes de PMDB, PT, PSDB, PR, DEM, PCdoB, PSB e PP. A operação que prometia dinamitar gabinetes em todo o país acabou desmontada no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Sob a alegação de que a ação da PF se baseara numa denúncia anônima, os ministros do STJ suspenderam o processo e anularam as provas recolhidas pela Polícia Federal.

O Ministério Público Federal discordou da decisão e, em agosto de 2012, recorreu ao Supremo Tribunal Federal. Em dezembro do ano passado, a subprocuradora-geral da República Maria das Mercês Aras, que atuou no caso, recebeu um conjunto de documentos que não integravam o processo original da Castelo de Areia. Por considerá-los relevantes, ela remeteu os documentos a Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República, que representa o Ministério Público no STF. Empossado em setembro, Janot disse a sua equipe que tem interesse especial na Castelo de Areia. Segundo os procuradores envolvidos no caso, tais documentos, a que ÉPOCA teve acesso, podem levar à reabertura da Castelo de Areia. Os mesmos documentos causaram apreensão no grupo próximo ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

O cruzamento dos novos documentos com os relatórios anteriores da Castelo de Areia revela os bastidores da renovação da concessão do Metrô Rio, sem licitação, assinada por Sérgio Cabral no final do primeiro ano de seu governo, em 2007. Por meio de um Instrumento Particular de Transação, a então concessionária do metrô, a Opportrans, quitou uma antiga dívida do Estado com a Camargo Corrêa, por obras não concluídas de expansão do metrô nos anos 1980. A Camargo Corrêa, em contrapartida, encerrou cinco ações judiciais contra o Estado. O valor da dívida foi estimado em R$ 40 milhões. Em troca, o governo antecipou em dez anos a renovação do contrato da Opportrans e ainda a estendeu por mais 20 anos, até 2038. Esse acordo foi publicado no Diário Oficial, de forma discreta, no dia 31 de dezembro. Há uma incrível sucessão de coincidências entre as datas e os valores dos pagamentos estipulados no acordo e os documentos apreendidos na Castelo de Areia.

Leia a matéria completa aqui 

Comentar
Compartilhe
Derrotado, Joaquim Barbosa ataca: "Maioria feita sob medida"
27/02/2014 | 12h53

"Foi formada aqui uma maioria sob medida", disparou o presidente do STF, Joaquim Barbosa, no seu voto contra os embargos infringentes na AP 470 (Mensalão). Para ele, "o Supremo fez um trabalho brilhante" que foi jogado por terra pelos novos juízes. "Há dúvidas que eles se reuniram por três anos para a prática de crimes?", perguntou ele. "Tanto é assim que ninguém tem dúvida sobre quem eram os integrantes da quadrilha, os mandantes, os operadores?". "Vale lembrar", disse Barbosa, acentuando que José Dirceu era o chefe, Marcos Valério o principal operador e José Genoíno como distribuidor de dinheiro. "Genoino saia para telefonar e pedir autorização de Dirceu para a distribuição de dinheiro. Delúbio Soares definia o quanto cada um receberia, a data e o local. Não há associação permanente para delinquir?", perguntou.

O voto contrário de Barbosa fechará o placar em 6 votos a favor da aceitação dos embargos (Luís Roberto Barroso, Carmen Lúcia, Dias Toffoli, Ricardo Lewandiwski, Teori Zavascki e Rosa Weber) , contra cinco contrários (Luiz Fux, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Celso de Melo e Joaquim Barbosa).

As penas de réus como José Dirceu, José Dirceu e Delúbio Soares terão de ser revistas para baixo. "Como não dizer que toda essa trama não constitui quadrilha?", perguntou Joaquim ao plenário. "Essa estrutura sólida é o contrário de uma associação eventual. O que houve nesses autos é a prática reiterada de quadrilha, sem a alteração da sua composição e de seus objetivos"

Fonte: Brasil 247

Comentar
Compartilhe
Projeto que regulamenta Lei de Acesso à Informação continua engavetado
27/02/2014 | 12h47
[caption id="attachment_22926" align="aligncenter" width="390"] Proposta foi apresentada pelo vereador Fred Machado[/caption]

Em agosto do ano passado o vereador Fred Machado (SDD) protocolou na Câmara de Campos uma proposta com o objetivo de regulamentar a Lei de Acesso à Informação em Campos. O parlamentar explica que várias cidades, entre elas Uberaba, São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre, já regulamentaram a Lei Federal no âmbito municipal.

Porém, seis meses após ser protocolada, a proposta ainda não foi colocada na pauta para votação no plenário. “Ao protocolar um pedido de informação na Prefeitura e não receber as respostas, uma das justificativas do subprocurador foi a ausência de Legislação Municipal. Sendo assim, em nossa luta pela transparência, protocolamos essa proposta para regulamentar a Lei de Acesso à Informação em Campos. Infelizmente, para garantir algo que é um direito de qualquer cidadão, estamos tendo que travar mais esta batalha”, explicou Fred, que espera ver a matéria na pauta logo após o Carnaval.

Comentar
Compartilhe
Brasileiros gostam de Carnaval?
27/02/2014 | 12h25

Brasil, país do Carnaval? Uma pesquisa inédita feita pelo Ibope/Conetaí com 1518 internautas revela que a grande maioria aproveita a data para descansar.

Apenas 25% usam o período de feriado para cair na folia; 67% querem relaxar.

A pesquisa ainda expõe uma divisão da população sobre os ganhos que o Brasil tem com a festa popular. Enquanto 54% dos entrevistados consideram que o Carnaval cria uma imagem positiva externa do Brasil, outros 40% taxam a festa de desperdício de tempo e dinheiro.

Fonte: Lauro Jardim/Veja 

Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Um país sem oposição acaba se tornando uma ditadura"
27/02/2014 | 11h27

Ao deixar a liderança do PR, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) fez uma série de agradecimentos. Inclusive, não se esqueceu de elogiar o trabalho da oposição. "É preciso que haja oposição. Um país que não tem oposição não tem contraditório. Acaba se tornando uma ditadura. A oposição faz muito bem em questionar, em levantar as suas dúvidas e trazer ao plenário para o debate", disse.

Se no planalto ele elogiou o trabalho da oposição, na planície ele mandou o seguinte recado em recente reunião (aqui): "Temos que eliminar a oposição".

Comentar
Compartilhe
Em ritmo de Carnaval, Câmara realiza sessão relâmpago
26/02/2014 | 17h57

Com o Carnaval chegando, alguns parlamentares resolveram antecipar a folia e, com isso, o ritmo da Câmara de Campos diminuiu esta semana. Ontem (25), por falta de quórum, não houve sessão. Já na tarde de hoje (26) o principal debate ficou por conta do vice-prefeito e secretário de Saúde, Chicão Oliveira (PP), que apresentou um Relatório de Gestão. Após a apresentação do relatório foi aberta  uma sessão que durou menos de dez minutos e contou com 14 dos 25 vereadores.

Agora, por conta do recesso carnavalesco, a próxima sessão está marcada para o dia 11 e março.

Comentar
Compartilhe
Torcedores do Americano pedem apoio ao Legislativo e MP
26/02/2014 | 11h45

Preocupados com os últimos atos da diretoria do Americano, que negociou o estádio Godofredo Cruz e prorrogou por mais um ano o prazo para a obra do Centro de Treinamento, representantes das torcidas organizadas do resolveram buscar apoio da Câmara Municipal e do Ministério Público. Na noite de ontem (25), eles se reuniram com o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), e com os vereadores Paulo Hirano (PR), Auxiliadora Freitas (PHS) e Linda Mara Silva (Pros). Durante a reunião eles também protestaram contra os métodos utilizados nas eleições da diretoria do clube.

O estádio foi negociado com a empresa Imbeg, que já começou a demolição e não anunciou o que vai construir no local. “Estamos dispostos a contribuir com essa luta, que não é apenas do Americano, mas de toda a cidade, pois o clube faz parte da história de Campos”, disse o vereador Paulo Hirano.

Bruno, um dos chefes de torcida, foi enfático ao falar sobre o assunto.”O torcedor se sente lesado ao ver o seu patrimônio sendo destruído e nada é construído. Inclusive, fizeram uma promessa de que em 1º de junho, no centenário do clube, entregariam um centro de treinamento em Guarus. Mas o advogado da Imbeg já disse a construção do CT só terá início após a liberação do Inea, e deve ocorrer daqui a um ano”, afirmou.

A reivindicação dos torcedores também será levada ao Ministério Público.

Fonte: Facebook/Paulo Hirano

Comentar
Compartilhe
Neco discute sobre segurança com PM, Guarda, Polícia Civil e PRF
26/02/2014 | 11h13

O prefeito de São João da Barra, Neco (PMDB), se reuniu na manhã desta quarta-feira (26)  com representantes da Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e a delegada da Polícia Civil, Madeleine Farias. Na pauta, a segurança durante o Carnaval.

Durante o verão os moradores e turistas conviveram com os mais variados crimes. Logo nos primeiros dias de janeiro, a Câmara de SJB enviou ofícios ao 8º Batalhão de Polícia Militar, a 145ª Delegacia de Policia Civil e à Polícia Rodoviária Federal, solicitando reforço na segurança e rigor na elucidação dos casos de violência que ocorreram nos festejos de final de ano, como furtos, roubos, tentativas de homicídio e homicídio.

Atualização às 17h — De acordo com a Prefeitura de São João da Barra, o aumento do efetivo e a parceria entre os poderes vão garantir proteção dos foliões. Trabalhando com efetivo de 90 homens por dia, a Polícia Militar vai estar presente em todas as localidades do município. A delegada da Polícia Civil, Madeleine Farias, disse que a Delegacia estará de plantão todos os dias, durante 24 horas e que o trabalho em conjunto é a solução para o sucesso das ações. “Trabalhamos em conjunto com a PM para evitar as ocorrências, mas quando elas acontecem, também estamos em parceria para efetuar as prisões. Apenas dois homicídios acontecidos no verão ainda não foram elucidados”, declarou.

A Guarda Municipal vai atuar com o efetivo de 50 homens e terá seis torres de vigilância instaladas pela Avenida Joaquim Thomaz de Aquino Filho, a avenida do samba. Já a Polícia Rodoviária Federal garantiu continuar a Operação Verão, em que atua sistematicamente com blitzen na BR356, apreendendo drogas e armas. Para o prefeito Neco, a presença das polícias nas ruas inibe confusões. “A pessoa que vem para o carnaval com intenção de criar tumulto, fica apreensiva quando vê o policial. A presença da PRF na estrada também é muito importante nesse sentido.”

Comentar
Compartilhe
Freud explica?
26/02/2014 | 11h07

Ontem (25), em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) disse que "todo mundo sabe que o caso de Cabral, à luz da psicologia, é patológico. Ele vive obcecado comigo". Depois, fez uma espécie de desafio e disse que o atual governador, caso seja candidato a deputado federal, não conseguirá superar a sua marca de 700 mil votos. Mas não é só Garotinho que usa a psicologia para comentar sobre o adversário.  Em uma das poucas vezes em que citou o nome de Garotinho, Cabral disse o seguinte: “Garotinho é um sujeito com perfil psicanalítico complicado, que oscila entre a euforia e a depressão”. Quem tem razão? Ou será que só Freud seria capaz de explicar?
Comentar
Compartilhe
Marchinha dos rosáceos
25/02/2014 | 23h14

Vendo que um grupo estaria disposto a pular o Carnaval já usando as camisas de outros “blocos”, os responsáveis pela Escola de Samba Rosácea trataram de acalmar alguns foliões. No bloco do “Rolo Compressor”, por exemplo, tinha muita gente cantando a marchinha “Mamãe eu quero mamar”. Após ouvir por diversas vezes o pedido, um líder mandou providenciar uma mamadeira caprichada. Pois é... Se falta leite especial para algumas crianças da planície, com certeza não faltou leite nessa mamadeira dos rosáceos.

Comentar
Compartilhe
Perto do Papa, Pezão crê em milagre para tirar Lindbergh da disputa
25/02/2014 | 14h52

Parecia combinado, mas não foi. No mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff estava em Roma ao lado do vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, para o consistório em que o Papa Francisco fez Dom Orani Tempesta o novo cardeal arcebispo do Rio, o PT lançava a candidatura do senador Lindberg Farias ao governo do Estado.

Dilma e Pezão ficaram lado a lado na Basílica de São Pedro e mais tarde na recepção oferecida pelo embaixador brasileiro no Vaticano ao cardeal. Na saída, Luiz Fernando Pezão, que assume o governo carioca em abril, falou com exclusividade ao Portal Terra. Ele reza forte para ser único candidato no Rio de Janeiro a ter apoio de Dilma nas eleições de outubro. E acredita em um milagre. "O PT do Rio tem todo o direito de lançar candidato, de querer ser um partido forte no Estado. É o partido do presidente Lula, da presidenta Dilma, e até junho tem muita conversa. Acho que as bençãos do Papa e do nosso cardeal vão nos ajudar a chegar a um bom termo no Rio", disse Pezão.

Nos bastidores os principais caciques do PMDB ainda acreditam que a presidente Dilma poderá fazer Lindbergh Farias recuar. Porém, em seu discurso no último sábado, Lindbergh afirmou que não existe a mínima chance de abandonar a disputa pelo governo. "Se eles estão apostando nisso, vão errar", garante Lindbergh.

Comentar
Compartilhe
Vão deixar o Asilo do Carmo cair?
25/02/2014 | 14h15
[caption id="attachment_22860" align="aligncenter" width="495"] Reprodução — Blog do Fernando Leite[/caption]
Comentar
Compartilhe
Terceirizados: após fim dos contratos, espera pelo retorno
25/02/2014 | 12h21

Os terceirizados da Prefeitura de Campos seguem em compasso de espera. Após terem seus contratos findados com as empresas que prestam serviços e recebem milhões do governo, os servidores estão em casa na esperança de serem chamados novamente. Na verdade, eles confiam em uma promessa que foi feita pelos seus chefes imediatos.

A empresa Nova Rio já foi licitada e a promessa inicial era de que os terceirizados retornariam aos seus postos de trabalho até dia 20, data já expirada. Até agora não houve contato.

Sem os terceirizados, algumas secretarias estão funcionando graças aos comissionados e RPA's.

É bom ressaltar que a maioria recebeu os seus direitos trabalhistas e estão conseguindo se manter graças a Seguro Desemprego, mas o medo deles é de que o tempo passe, o seguro acabe e não sejam chamados de volta. Não seria a primeira vez. Muitos deles foram usados nos últimos 15 anos como massa de manobra pelos mais variados gestores.

É esperar para ver.

Como tem eleição este ano, tudo indica que um "jeitinho" será encontrado.

Comentar
Compartilhe
Lindbergh: "Picciani tem que cuidar das fazendas dele"
24/02/2014 | 22h46

O senador Lindbergh Farias, pré-candidato do PT ao governo do estado, não quer saber de estilo "paz e amor". Logo após ter o seu nome confirmado pelo PT, ele disparou contra o presidente estadual do PMDB, Jorge Picciani, que ameaçou apoiar o senador Aécio Neves (PSDB) na disputa pela presidência da República. "Estão querendo foçar o PT a desistir da minha candidatura. Mas nem adianta o Piccian tentar. O presidente do PMDB tem é que cuidar das fazendas dele", disse Lindbergh, em referência às fazendas de gado mantidas por Picciani.

Segundo Lindbergh, o plano é trazer para o Rio o estilo de Lula e Dilma. “Nós temos que fazer no Rio o que Lula e Dilma fizeram no país. Olhar para o povo trabalhador, olhar pelos mais pobres”, disse. “Existem dois Rios. Um do cartão postal e outro real, do trabalhador”, afirmou.

Ele também cutucou os empreiteiros. “Oito bilhões e meio no metrô de Ipanema para a Barra da Tijuca. É uma obra daquelas que tem que furar uma rocha do tamanho do mundo. Trouxeram o Tatuzão, compraram por 100 milhões. É obra que empreiteira gosta”, disse.

Fonte: Veja 

Comentar
Compartilhe
Clarissa e Kitiely: mais uma dobradinha na região
24/02/2014 | 17h31

De olho em cadeiras na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), o grupo político liderado pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR), que é pré-candidato ao governo do Rio, começa a posicionar as suas peças no tabuleiro eleitoral. Entre as novidades do PR para 2014 está a vereadora de Quissamã Kitiely Freitas, líder do governo Octávio Carneiro na Câmara e pré-candidata a deputada estadual. Em seu novo desafio a vereadora conta com o apoio da deputada estadual Clarissa Garotinho (PR), que é pré-candidata a deputada federal.

Na manhã de hoje (24), em visita à Folha da Manhã, Kitiely e Clarissa comentaram sobre os desafios eleitorais deste ano. “A vereadora Kitiely é um dos importantes quadros do nosso partido na região. A pré-candidatura dela faz parte de um plano do PR para fortalecer os quadros femininos. Vale lembrar que a política ainda conta com uma grande maioria do sexo masculino. Por isso, vamos estar ao lado da Kitiely em mais esse desafio. Trata-se de uma vereadora que tem bandeiras bem parecidas com as minhas. Lutamos pela qualificação profissional, por grandes investimentos na região e pelo espaço para os que buscam o primeiro emprego”, diz Clarissa.

Segundo Kitiely, o apoio de Clarissa é fundamental. “Além da parceria política, somos amigas. Trocamos muitas informações sobre projetos e ações que possam beneficiar a população. Sabemos que não é possível fazer política de forma individual, e no PR existe uma interação muito importante entre todos os membros do grupo”, diz, lembrando que em seu primeiro ano de mandato apresentou projetos nas áreas de qualificação profissional, educação e segurança. Além disso, a vereadora faz parte do Parlamento Regional, que conta com vereadores de diversos municípios da região.

Se o presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, não esconde a sua simpatia pela candidatura de Bruno Dauaire (PR), que deve buscar uma cadeira na Alerj, por outro lado a deputada Clarissa Garotinho diz que é preciso trabalhar por todo o grupo, sem escolher apenas um foco. “Como pré-candidata a deputada federal estarei fazendo algumas dobradinhas na região. Tem a Kitiely, o Bruno Dauaire e o deputado Geraldo Pudim . São nomes importantes do nosso grupo e que precisamos ter na Alerj”, explica Clarissa.

Quem são os pré-candidatos? — Após muitas especulações sobre os possíveis pré-candidatos do PR na região, Clarissa afirmou que algumas pré-candidaturas estão consolidadas. Na disputa por cadeiras na Alerj, os nomes do PR na região são: Geraldo Pudim, Pastor Éber, Bruno Dauaire e Kitiely Freitas. Em Campos, correm por fora: Paulo Hirano, Gil Vianna e Jorge Magal. Para deputado federal o partido conta com as pré-candidaturas de Paulo Feijó e Clarissa.

De olho em 2016? — Sobre o fortalecimento de Kitiely, Bruno Dauaire e Geraldo Pudim para as eleições de 2016, podendo ser os nomes do PR nas disputas pelas Prefeituras de Quissamã, São João da Barra e Campos, respectivamente, Clarissa Garotinho prefere não antecipar o debate. “É uma eleição de cada vez. Depois, lá na frente vamos pensar sobre isso. Mais especificamente sobre o caso de Quissamã, temos o prefeito Octávio Carneiro, que é um aliado do grupo. A decisão sobre 2016 passa por ele, que pode disputar a reeleição”, diz Clarissa.

Comentar
Compartilhe
Cabral mira na Câmara Federal
24/02/2014 | 14h58

Sérgio Cabral (PMDB) deixa o governo no dia 3 de abril, abrindo espaço para o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Ele não admitirá agora e talvez só o faça em meados do ano, mas está praticamente tudo acertado para que saia candidato a deputado federal. Cabral já está articulando intensamente os acertos com cabos eleitorais pelo estado, com o objetivo de ter uma votação recorde.

Por Lauro Jardim/Veja

Comentar
Compartilhe
Suplicy em Campos
24/02/2014 | 10h53

O senador Eduardo Suplicy (PT) vai estar em Campos hoje (24) para ministrar uma palestra no Polo da Universidade Federal Fluminense (UFF). O convite para a visita do senador partiu de alunos do curso de economia. Na palestra, Suplicy vai falar sobre o tema “Renda Básica da Cidadania e Instrumentos de Justiça Social” no auditório que tem capacidade para cerca de 200 pessoas. O evento está marcado para às 17h.

A palestra foi escolhida pelos alunos como aula inaugural do curso de economia. O convite ao senador foi feito pelo tesoureiro do Centro Acadêmico de Economia, o aluno do 5º período Marcel Cardoso. “Nós sempre temos a ideia de trazer um nome de peso da área de economia e neste semestre tivemos o projeto de falar sobre a justiça social. Baseado nisso, estudamos sobre a lei da Renda Básica da Cidadania, que é de autoria do Senador Suplicy. Ele também vai trazer o livro que escreveu sobre esse tema para poder vender durante a visita”, contou o aluno Marcel Cardoso.

O evento, que vai ser aberto ao público, é uma organização dos alunos do curso de economia e e não teve custos. A direção da UFF apoia o evento. A UFF Campos fica na Rua José do Patrocínio, número 71, Centro.

Fonte: Ascom/UFF

Comentar
Compartilhe
Petrobras enfrenta perda de produtividade na Bacia de Campos
24/02/2014 | 00h23
[caption id="attachment_22837" align="aligncenter" width="597"] Na média, a Petrobras tem tirado um barril de água para cada barril de petróleo extraído[/caption]

A Petrobras enfrenta uma perda de produtividade cada vez maior na Bacia de Campos, que responde por quase 80% da produção de petróleo do Brasil. Na média, a estatal tem tirado um barril de água para cada barril de petróleo extraído. A queda na produtividade tem sido tão grande que anula os resultados excepcionais do pré-sal, fazendo a produção total da empresa estagnar e até cair.

A quantidade de água nas plataformas já passa de 1,5 milhão de barris por dia, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O motivo seria o pouco investimento em novos poços, declínio natural e má gestão dos reservatórios, segundo fontes e geólogos. "Algo muito sério está acontecendo na Bacia de Campos", disse o geólogo Pedro Zalán, da consultoria Zag. Ele atribui a queda primordialmente à falta de investimentos em novos poços e de injeção de água, com a Petrobrás desviando suas sondas e esforços para a área do pré-sal. O declínio natural de campos antigos (maduros) e a má gestão de reservatórios viriam a seguir, nesta ordem, disse.

Já o geólogo e consultor John Forman diz que o excesso de água também é efeito da corrida da companhia pela autossuficiência. "Forçar a produção tem consequências", disse. Forman explica que o ritmo de produção mais intenso que o adequado faz a água naturalmente contida dentro do reservatório subir mais rapidamente, reduzindo o potencial total de extração de óleo. "Possivelmente seria produzido mais óleo hoje se não tivessem acelerado a produção lá atrás", disse.

O analista do HSBC Luiz Carvalho chamou a atenção para o fenômeno em seu último relatório. A Petrobrás chegou a informar em agosto que a produção de água foi maior do que a de óleo, a primeira vez que isso aconteceu. "Para nós é uma clara preocupação", disse. "Seguindo uma tendência dos últimos seis meses, o excesso de produção de água como um subproduto se tornou um sério problema na Bacia de Campos", afirmou Luiz Carvalho.

Atraso — O atraso no cronograma de entrada em funcionamento de plataformas também contribui para a redução da produção em Campos. Em qualquer lugar, os campos têm um declínio natural. Para manter a produção estável, é necessário acionar novos poços de forma a compensar a queda nos antigos. Para elevar a produção, é preciso ir além da simples compensação. "A Petrobrás está produzindo quase 400 mil barris por dia no pré-sal e, mesmo assim, a produção total está estagnada. Tem até ligeiro declínio. Isso preocupa", disse Zalán.

A Petrobrás trabalha com uma taxa de declínio de 12% ao ano, segundo o HSBC. Mas o banco calcula que o declínio tenha ficado em 19% em 2011 e 2012, melhorando para 16% em 2013. "Nos últimos oito anos, a produção de água aumentou de 610 mil barris/dia para 1,592 milhão. Já a produção de petróleo passou de 1,174 milhão barris/dia para 1,592 milhão barris/dia", disse Carvalho.  Não fosse o pré-sal, onde quase mensalmente são anunciados recordes de extração e praticamente não há produção de água, os números da Petrobrás seriam bem piores.

"Declínio padrão" — Por meio de nota, a Petrobrás informou que declínio natural da produção dos seus campos na Bacia de Campos está abaixo de 10% nos últimos dois anos, Para a empresa, esse porcentual de declínio é inferior ao padrão mundial de referência. A nota da Petrobrás afirma ainda que as características dos reservatórios de Campos exigem a injeção de elevados volumes de água para aumentar o seu respectivo fator de recuperação. O grande volume de água produzida resulta, portanto, do processo padrão, segundo a empresa.

Fonte: Exame 

Comentar
Compartilhe
Na mesma moeda
23/02/2014 | 13h38

Quem se lembra da eleição de 2004 em Campos? Há dez anos, o grupo de Anthony Garotinho, que na época era do PMDB e tentava ganhar a Prefeitura com Geraldo Pudim, fez uma espécie de venda casada do jornal “O Diário” com a revista “Istoɔ. Se não me engano, a revista era distribuída gratuitamente aos leitores que compravam o jornal. Tanto no jornal como na revista, era possível ler ataques bombásticos ao então prefeito Arnaldo Vianna (PDT), que na ocasião estava apoiando a candidatura de Carlos Alberto Campista (PDT).

Vale lembrar que em 2004 Garotinho dava as cartas no estado, já que Rosinha Garotinho era governadora.

Agora, dez anos depois, sem o estado nas mãos, o deputado Anthony Garotinho esperneia e diz que os adversários utilizam a revista Época para atacá-lo. “A Época foi vendida junto com O Globo, pelo mesmo preço do jornal. Quem pagou a revista?”, pergunta Garotinho.

Pois é, Garotinho. Enquanto você pergunta quem pagou a revista de 2014, tem muita gente que ainda não sabe quem pagou as revistas de 2004...

Comentar
Compartilhe
Farol: Bandido ousado atira durante show de Thiaguinho
23/02/2014 | 13h23
[caption id="attachment_22830" align="aligncenter" width="456"] Foto - Secom/Prefeitura[/caption]

O lema do pagodeiro Thiaguinho é "Ousadia e Alegria". Porém, para uma jovem que ficou ferida durante o show de ontem (22), na praia do Farol, a noite foi marcada por ousadia e muita dor. De acordo com matéria publicada pelo site Ururau, B.F.M.R, de 24 anos, levou um tiro na mão em uma tentativa de assalto durante o show. Segundo informações da Polícia Militar, o criminoso teria chegado e anunciado o assalto, mas a jovem teria reagido e o disparo foi efetuado.

O crime teria acontecido  a 400 metros do palco onde o pagodeiro se apresentava. O caso foi registrado na 134ª Delegacia Legal para investigação.

Em janeiro de 2010, um dos melhores amigos de Thiaguinho, o pagodeiro Rodriguinho, presenciou uma noite de terror no Farol. Na ocasião, um jovem morreu e três pessoas ficaram feridas durante o show. Desesperado, o cantor chegou a se deitar no palco.

Atualização às 15h20 — Após a notícia sobre o tiro durante o show, a Polícia Militar teria informado que o caso ocorreu após a apresentação do pagodeiro. Inclusive, o site Ururau fez uma revisão (aqui) na matéria que havia sido publicada anteriormente.

Comentar
Compartilhe
PT confirma candidatura de Lindbergh ao governo
22/02/2014 | 14h13
[caption id="attachment_22820" align="aligncenter" width="553"] Facebook/Diretório Partido Trabalhadores[/caption]

Trezentos e cinquenta delegados do diretório regional do Partido dos Trabalhadores ratificaram a candidatura própria do partido ao governo do estado e a indicação do nome do senador Lindbergh Farias. O pré-candidato quis mostrar respaldo nacional em torno do seu nome após o PMDB do Rio ameaçar dar palanque senador Aécio Neves (PSDB), pré-candidato à presidência da República.

Além da presença das bancadas de deputados federais e estaduais do Rio, compareceram, entre outros, o presidente do PT, Rui Falcão, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e a filha do ex-presidente Lula, Lurian. Durante o evento, Lindbergh anunciou estar negociando alianças com o PC do B, PSC e parte do PDT, representado no encontro pelo ex-ministro do Trabalho, Brizola Neto.

Em seu discurso ele criticou a distância do governo Cabral em relação ao povo. "Vamos fazer governo com mobilização popular e orçamento participativo. Precisamos inverter as prioridades nesse estado".

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
SJB: Crimes por todas as partes
22/02/2014 | 13h47

Imagine que você esteja em uma praia, quando de repente surge um homem algemado e se joga no mar. Pois é, essa cena foi vista na manhã de hoje na praia de Chapéu de Sol, na antes pacata cidade de São João da Barra. Aos poucos, quem frequenta o município começa a se acostumar ao clima de Faroeste que anda tomando conta do local.

Logo depois, também em Chapéu de Sol, a polícia foi investigar uma suposta troca de tiros. E não para por aí... Ontem (21), quase no mesmo local, um homem foi morto de dois ficaram feridos após um tiroteio.

Este ano São João da Barra já contou com 11 homicídios, diversas tentativas, prisões por tráfico de drogas, assaltos nos ônibus e nas ruas. Basta uma rápida pesquisa para notar que crimes de todos os tipos estão sendo praticados.

Mesmo assim, uma turma que tenta tapar o sol com a peneira diz que “tá tudo bem e esses crimes são apenas acertos de contas de Campos”.

Comentar
Compartilhe
Mensalão: STF determina prisão de Roberto Jefferson
21/02/2014 | 21h25

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, negou nesta sexta-feira (21) pedido de prisão domiciliar ao ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) e determinou que ele seja preso em regime semiaberto no Rio de Janeiro. A informação é da assessoria de imprensa do tribunal. Jefferson era o único que seguia em liberdade entre os condenados do processo do mensalão que já poderiam estar presos. A defesa informou que ele se entregará assim que o condenado for notificado.

O Supremo não deu mais detalhes sobre a ordem de prisão. A direção da Polícia Federal, em Brasília, informou que ainda não recebeu o mandado de prisão. Delator do esquema do mensalão, Jefferson pediu ao Supremo para cumprir a pena imposta no julgamento em casa, mas teve o pedido negado. Condenado a 7 anos e 14 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ele alegou que precisa de cuidados médicos especiais porque ainda está em tratamento contra um câncer no pâncreas.

Fonte: G1
Comentar
Compartilhe
Paulo Hirano: “Prefeitura conta com cinco mil terceirizados”
21/02/2014 | 16h01
[caption id="attachment_22795" align="aligncenter" width="331"] Segundo Hirano, a prefeita Rosinha Garotinho reduziu o número de terceirizados[/caption]

Afinal, quantos terceirizados atuam na Prefeitura de Campos? A pergunta, que já foi feita por diversos oposicionistas, sempre com a bancada da oposição atropelando os pedidos de informação, foi respondida pelo vereador Paulo Hirano (PR). Líder do governo na Câmara, Hirano afirmou que o número “não chega a 5 mil”. “Nos governos passados as contratações obedeceram a um esquema que levou em conta fins eleitoreiros de uma corrente política, fato que levou à cassação de um prefeito e o afastamento de outro”, disse Hirano, referindo-se aos ex-prefeitos Carlos Alberto Campista e a Alexandre Mocaiber. “Hoje, esse número de terceirizados foi reduzido em 75% e não chega a cinco mil”, afirmou Hirano, ressaltando que ao atual governo aposta nos concursos públicos. “A solução passa pela realização de concursos públicos, algo que o governo Rosinha tem priorizado”, completou.

[caption id="attachment_22800" align="aligncenter" width="384"] Na visão de Fred, muitas informações ainda estão pendentes[/caption]

Porém, para o vereador Fred Machado (SDD), ainda existem muitas dúvidas no ar. “O fato é que o atual governo gastou, só em fevereiro, cerca de R$ 9,5 milhões com empresas que disponibilizam funcionários terceirizados. Se o líder afirma que o atual governo reduziu o número de terceirizados, seria importante disponibilizar um relatório com todos os gastos e os números de funcionários terceirizados”, disse Fred, lembrando que em Brasília o deputado federal Anthony Garotinho (PR) votou contra um projeto que pretendia fortalecer as terceirizações. “Por lá ele critica e por aqui a prática ganha cada vez mais força. Fica difícil entender”, frisou.

Atualização às 18h20 — Em setembro do ano passado o vereador Fred Machado solicitou informações sobre os gastos com terceirizações e o número de terceirizados. Ao todo, de acordo com o parlamentar, cerca de R$ 60 milhões foram destinados a empresas que disponibilizam profissionais para serviços de recepção, portaria e zeladoria e apoio operacional. O requerimento de Fred foi negado pela bancada governista (aqui).

Rosinha: “Já chamei mais de dois mil concursados” — Antes, em agosto do ano passado (aqui), a prefeita Rosinha Garotinho afirmou que o seu governo valoriza os concursados. “Pegamos uma Prefeitura com 300 contratados só no gabinete. Nem cabia todo mundo lá. Fomos mudando essa realidade, sempre em sintonia com a Justiça. Já chamei mais de dois mil concursados. Quem critica não sabe exatamente o que está acontecendo”, disse a prefeita.

Comentar
Compartilhe
Quem gasta mais com publicidade? Rosinha ou Cabral?
21/02/2014 | 11h31

Nos últimos cinco anos a Prefeitura de Campos gastou cerca de R$ 75 milhões com publicidade, uma média de R$ 15 milhões por ano. Durante este tempo, enquanto a oposição criticava o gastos excessivos com a “maquiagem rosa”, o deputado federal Anthony Garotinho fazia a mesma coisa em relação ao governador Sérgio Cabral (PMDB). Na visão de Garotinho (aqui), “para a mídia, Cabral é como um Papai Noel que dá presentes o ano inteiro”. Porém, ele jamais fez as contas para descobrir quem é a Mamãe Noel.

Vamos aos números:

O governo Rosinha conta com um Orçamento anual de R$ 2,5 bilhões e gasta R$ 15 milhões por ano com publicidade.

O governo Cabral conta com um Orçamento anual de R$ 76 bilhões e gasta em média 110 milhões por ano com publicidade.

Ou seja: Para divulgar as ações do governo estadual nos 92 municípios (16 milhões de habitantes), o governo estadual disponibiliza por ano 0.14% do seu Orçamento com publicidade.

Já o governo Rosinha, para divulgar as ações do seu governo em um município com 500 mil habitantes, aplica 0.6% por ano.

Resumindo: O governo da prefeita Rosinha gasta quatro vez mais (400%) do que o governo Cabral com publicidade.

Atualização às 23h35 — Em e-mail enviado ao blog, o subsecretário de Comunicação Social da Prefeitura de Campos, Sérgio Cunha, mostrou que, nessa disputa para ver quem gasta mais com publicidade, algumas cidades vizinhas conseguem superar o município de Campos. Ele também explica que a média anual da iniciativa privada é de 2% do Orçamento anual, enquanto Campos gasta 0.6%. Confira:

"O valor gasto pelo governo do estado do Rio em publicidade é 730% maior do que o investido pela prefeitura de Campos com a divulgação de seus atos. Campos gasta apenas 0,6% de seu Orçamento com divulgação, contra uma média normal da iniciativa privada de 2% de sua receita total. A prefeitura de Campos centraliza todas as despesas de divulgação na Secretaria de Comunicação, prevendo R$ 15 milhões por ano, o equivalente a 0,6% de seu Orçamento de R$ 2,5 bilhões, em 2014, sendo que estes valores são médias estimadas nem sempre atingidas em seu teto. Campos, com 500 mil habitantes, gasta menos em divulgação do que municípios vizinhos, como Macaé, com 200 mil habitantes, que em 2014 terá R$ 20,6 milhões para comunicação com um Orçamento de R$ 2,2 bilhões, o equivalente a 1% de sua receita total. A média de Campos é inferior a de São João da Barra, com 30 mil habitantes, que em 2014 destina 1,6% de suas receitas para divulgação, ou seja, R$ 6,7 milhões de um Orçamento total de R$ 398,7 milhões. A atividade de comunicação é vital para a sociedade e importante para a administração pública se relacionar com a população, com o setor gerando empregos locais e contribuindo com impostos e a arrecadação do município".

Comentar
Compartilhe
Edson Batista: “Eleição da mesa diretora não está na pauta”
21/02/2014 | 11h21

Após a Câmara de São João da Barra adiantar a eleição da mesa diretora, muita gente aposta que a mesma manobra deve ocorrer em Campos nas próximas semanas. Porém, o presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), garante que não. “No momento não estamos discutindo sobre a eleição a mesa diretora. Nossa primeira meta é fechar e aprovar a nova Lei Orgânica do Município. Inclusive, qualquer tipo de alteração envolvendo a eleição da mesa será debatida e incluída na nova Lei”, afirmou.

Como o blog informou (aqui), tem gente de olho na presidência da Câmara. e nos outros cargos da Mesa Diretora (vice-presidência, primeira secretaria, segunda secretaria e segunda vice-presidência). Mesmo que alguns apostem na reeleição dos atuais nomes, há quem torça em mudanças.

Ao blog “Opiniões”, do jornalista Aluysio Abreu Barbosa, o vereador Marcão (PT) afirmou que o deputado federal Anthony Garotinho (PR) quer antecipar eleição na Câmara por temer derrota para governador (aqui).

Comentar
Compartilhe
Demolição do Godofredo Cruz revolta torcedores
21/02/2014 | 00h50
[caption id="attachment_22782" align="aligncenter" width="480"] Pierre Arêas / Facebook[/caption]

Na tarde de ontem (20) ao ver as arquibancadas do estádio Godofredo Cruz sendo demolidas pela IMBEG, empresa que passou a ser proprietária do estádio, cerca de 20 torcedores do Americano se revoltaram e entraram no terreno do estádio ameaçando colocar fogo nas duas máquinas que estavam realizando a demolição. A situação só não se agravou porque o superintendente do Americano, o ex-jogador Luciano Viana, conseguiu acalmar os ânimos. A revolta se deu não somente pela demolição, mas também porque as obras do novo estádio, em Guarus, ainda não começaram.

O presidente do Conselho Deliberativo do Americano, Edson Rangel, explicou que uma reunião deve ser realizada hoje (21) ou na  próxima segunda-feira (24). Na ocasião, a IMBEG deve informar que já tem em mãos o documento do INEA liberando o local para as obras.

Fonte: Ururau 

Comentar
Compartilhe
Tucanos ainda sonham com Bernardinho
20/02/2014 | 23h08

As eleições no Rio devem ficar ainda mais animadas. O PSDB está otimista com uma eventual candidatura do técnico Bernardinho ao governo do Rio. Ontem (19), durante almoço com o senador Aécio Neves em Brasília, o treinador da seleção brasileira de vôlei pediu uma semana para dar uma resposta final ao partido. Para os tucanos, é um sinal positivo: antes, Bernardinho descartava tentar o Palácio Guanabara.

O deputado Otávio Leite diz que Bernardinho seria uma “novidade fértil” na eleição do Rio. “Ele disputaria uma partida para valer”, afirma.

Depois do almoço com Bernardinho, Aécio publicou na internet uma foto abraçado com o técnico. “Uma conversa sobre o Brasil e o Rio”, escreveu na legenda.

Fonte: Informe do Dia 

 
Comentar
Compartilhe
CPI dos Shows: nem começou e já acabou em pizza
19/02/2014 | 23h13

No último dia 10, em reunião organizada pelo deputado estadual Geraldo Pudim (PR) (aqui), a prefeita Rosinha Garotinho (PR) sugeriu uma investigação sobre os gastos com shows e deixou no ar a possibilidade de uma CPI. Na ocasião, ninguém entendeu muito bem se era para investigar apenas os governos passados ou estender a CPI até o governo atual. Porém, dois dias depois, em entrevista concedida ao blog "Opiniões", do jornalista Aluysio Abreu Barbosa (aqui), o vereador Paulo Hirano (PR) apresentou um discurso completamente diferente.

Pelo andar da carruagem, não haverá nada. Ou seja, a CPI nem começou e já acabou em pizza. [caption id="attachment_22769" align="aligncenter" width="403"] Facebook/Rosinha[/caption]  
Comentar
Compartilhe
Corrida de Rua X Trio Elétrico
19/02/2014 | 21h58

O vereador Neném (PTB) usou a tribuna durante a sessão de hoje (19) para comentar sobre o posicionamento da Guarda Municipal em relação a uma corrida de rua marcada para o próximo domingo (23), na praia do Farol de São Thomé. De acordo com Neném, o chefe da Guarda, Francisco José Pereira Melo, o F. Melo, teria barrado a corrida. A alegação é de que haveria conflito com o horário de um trio elétrico. "Sinceramente, não vi sentido algum nessa explicação. Trata-se de uma corrida de apenas 5 Km  ocorreria das 8h às 9h e todas as 300 vagas já haviam sido preenchidas", disse Neném, que foi além: "Como é que pode barrar? Quer dizer que pode ter bebedeira e cachaçada com trio e não pode ter corrida de rua?", indagou, pedindo ajuda ao líder do governo, vereador Paulo Hirano (PR). "Gostaria que o líder do governo buscasse informações sobre essa situação", completou.

A Corrida Verão da Família, citada por Neném durante a sessão de hoje, foi divulgada pelo blog "Ser Motriz", do Marcos Almeida,  hospedado na Folha Online (aqui).

Atualização às 19h35 (20/02/2014) — Prefeitura recua e confirma corrida no Farol — O blog "Ponto de Vista", do Christiano Abreu Barbosa, informou (aqui) que, após ter barrado a Corrida Verão da Família, a Guarda Municipal voltou atrás e destinou um local para o evento. A Prefeitura noticiou aqui, em seu site, a interdição de trecho da Avenida Atlântica informados pela Guarda Civil Municipal e o Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), órgãos do governo municipal, confirmando a corrida.

Comentar
Compartilhe
Turma do "G" já colocou a campanha nas ruas
19/02/2014 | 21h38

Um atento leitor do blog enviou a foto de um veículo que circula em Campos com a seguinte mensagem: "SOS G... VOLTA LOGO". Ao fundo, uma imagem aérea do Rio, com o Cristo Redentor em destaque.

Para bom entendedor, apenas um "G" basta.

Comentar
Compartilhe
Genásio e José Carlos garantem: “Não estamos em cima do muro”
19/02/2014 | 19h28

Durante a sessão de hoje (19) os vereadores José Carlos (PSDC) e Genásio (PSC) afirmaram que, apesar da posição de seus respectivos partidos, eles estarão ao lado dp deputado federal Anthony Garotinho (PR), pré-candidato ao governo do Rio.

Na tribuna, Genásio declarou que vai seguir as orientações de Garotinho. “Vou trabalhar dez vezes mais do que trabalhei na minha própria campanha. Em política a gente tem que escolher um lado. E quero deixar claro que vou fazer de tudo para o Garotinho voltar ao governo do estado. Ele vai decidir quem a gente tem que apoiar em Campos”, disse Genásio, que não teme punições. “Se o partido achar que isso está errado, não vou mudar. Mantenho a minha posição ao lado de Garotinho”, frisou.

Atualmente o senador Lindbergh Farias (PT), pré-candidato ao governo do estado, tem flertado com o PSC. De olho no tempo de TV do PSC, o petista teria oferecido a vaga de vice para o partido.

Já o vereador José Carlos, declarou: “Para deputado estadual estou com João Peixoto, que vai buscar a reeleição. Já na disputa pelo governo não abro mão de caminhar com Garotinho. Estou ao lado dele desde 1988. Se o partido quiser me punir, não tem problema”, disse.

No Rio, o PSDC, que é presidido no estado pelo deputado estadual João Peixoto, caminha com o governador Sérgio Cabral (PMDB) e o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB pode antecipar eleição da mesa diretora
19/02/2014 | 15h21
[caption id="attachment_22747" align="aligncenter" width="553"] Foto: Paulo Sérgio Pinheiro[/caption]

A eleição para a renovação da mesa diretora da Câmara de São João da Barra (2015/2016) pode ser antecipada. A escolha costuma acontecer no fim do ano. Porém, de acordo com o Regimento Interno da Casa, ela pode acontecer até o dia 15 de dezembro do segundo ano de cada Legislatura, sem determinar uma data específica.

Caso seja confirmado, não será a primeira vez que a eleição será antecipada em SJB. Quando foi presidente da Casa pela primeira vez, no biênio 2005/2006, o atual prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), antecipou o pleito para a sexta-feira de carnaval do segundo ano, 24 de fevereiro. Na ocasião, Neco foi reeleito presidente da Casa. A única determinação do regimento interno é que a votação seja realizada na sede da Câmara, em reunião convocada especialmente para este fim. Assessores ligados aos vereadores afirmam que todos já teriam sido formalmente notificados para que a eleição seja realizada ainda nesta quarta-feira, 19.

O vereador Jonas (PMDB), que faz parte da bancada governista, estaria de olha na presidência da Casa. Para impedir a reeleição do presidente, Aluízio Siqueira (PMDB), ele precisa de mais quatro aliados. Por isso, já estaria conversando com dois governistas e dois oposicionistas.

Fonte: SJB Online

Em Campos, conforme o blog informou na última quinta-feira (13), também existe uma articulação que envolve a presidência da Casa (aqui). Ontem (18), o jornalista Aluysio Abreu Barbosa comentou sobre o assunto em seu blog (aqui). De acordo com o vereador Marcão (PT), Garotinho quer antecipar eleição na Câmara por temer uma derrota para governador.

Atualização às 17h54 - Aluízio Siqueira foi reeleito com nove votos. O vice-presidente eleito foi Alex Firme. A primeira secretaria ficou com Jonas Oliveira e a segunda secretaria com Franquis. Todos receberam nove votos. Como o blog Opimiões informou, a articulação foi comandada pelo prefeito Neco.
Comentar
Compartilhe
Altamir: “Daria meu talão de cheques à prefeita”
19/02/2014 | 11h02

Durante a sessão de ontem (18) da Câmara de Campos, após a bancada governista atropelar um pedido de informação da oposição, o vereador Rafael Diniz (PPS) protestou: "Mesmo com a denúncia de uma obra parada com recursos públicos aplicados, a bancada governista barra o nosso pedido de informação. Será que fariam a mesma coisa se a obra fosse na casa deles? E se o dinheiro fosse deles? Na verdade é preciso deixar claro que esse dinheiro da obra é de todos nós", disse Rafael, que se lembrou da votação do Orçamento. "Na votação do Orçamento teve gente dizendo que não via problema em dar um cheque em branco à prefeita. Quero ver dar o próprio talão de cheques", afirmou Rafael.

Poucos segundos depois o vereador Altamir Bárbara (PSB) pediu a palavra e afirmou: "Eu disse que daria um cheque em branco, sim. Confio na prefeita Rosinha. Confio tanto que também daria o meu talão de cheques. Temos que reconhecer que ela tem administrado muito bem o nosso município", frisou Altamir.

Comentar
Compartilhe
Albertinho: De "Homem Bomba" a "Homem do Pros" na região
19/02/2014 | 10h50

O vereador Albertinho, que em seu primeiro mandato ganhou o apelido de "Homem Bomba", agora parece ter trocado a atitude explosiva por movimentações mais estratégicas e menos bombásticas. De olho na região, o deputado federal Hugo Leal deu ao vereador campista a missão de coordenador o Partido Republicano da Ordem Social (Pros). Além de presidir a legenda em Campos, Albertinho vai fazer parte da executiva estadual e ficar responsável pela coordenação nas regiões Norte, Noroeste e Lagos. "O deputado Hugo Leal me pegou de surpresa com esse convite. Mas com certeza iremos aceitar essa nova missão. Mesmo sendo um partido novo, o Pros tem demonstrando força e organização", disse Albertinho, que é pré-candidato a deputado estadual. Em Campos o Pros também conta com a vereadora Linda Mara.

Na disputa pelo governo o Rio o Pros tem se posicionado ao lado do deputado federal Anthony Garotinho (PR). Porém, o deputado federal Miro Teixeira (Pros) se coloca como pré-candidato e pode receber o apoio do deputado federal Romário (PSB), que vai buscar uma vaga no Senado. Nos bastidores há também quem aposte em uma parceria, com o Pros indicando o vice do PR.

Com Dilma —  No final do ano passado a presidente Dilma Rousseff recebeu pela primeira vez integrantes do PROS no Palácio do Planalto. Na ocasião, foi articulada a possibilidade de palanques conjuntos nas eleições em 2014 com possíveis candidatos a governador em ao menos cinco estados. O PROS estuda lançar Ciro Gomes (Ceará), os deputados Major Fábio (Paraíba) e Miro Teixeira (Rio de Janeiro), além do vice-governador José Melo de Oliveira (Amazonas) e do suplente de senador Ataídes Oliveira (Tocantins). A legenda pediu apoio de Dilma em troca dos palanques para a sua reeleição. Em Brasília o partido conta com 20 deputados federais.

Comentar
Compartilhe
Marcão: “Prefeita deveria ensinar a fazer escondidinho de processos”
18/02/2014 | 21h08

No final da sessão de hoje (18) o vereador Marcão (PT) comentou sobre a receita do escondidinho de frango que foi divulgada pela prefeita Rosinha Garotinho (PR) (aqui). Na visão do petista, a prefeita deveria ensinar a fazer um outro prato. “Já que ela mostrou que sabe fazer escondidinho de frango, deveria divulgar o escondidinho de processos. A receita é simples: bancada da situação afinada com o governo, uma pitada de desrespeito a lei de acesso à informação e milhões gastos com publicidade para maquiar as obras. Tempere ignorando o princípio da transparência e recheie com negativa de requerimentos da oposição. Junte todos os ingredientes e passe o rolo compressor. Pronto, pode servir para a população. Mas ai ficar um pouco salgado. Será que o povo vai gostar?”, perguntou Marcão

Sem perder tempo, o líder do governo, Paulo Hirano (PR), rebateu: “A prefeita tem condições de ensinar várias receitas. La pode dar a receita de como se faz uma cidade melhor, como se aplica os recursos públicos e como cuida com carinho da população”, afirmou o governista.

Comentar
Compartilhe
Thiago Virgílio alfineta secretários
18/02/2014 | 19h28

Durante pronunciamento na sessão de hoje (18), o vereador Thiago Virgílio (PTC) reclamou sobre a falta de tempo de alguns secretários municipais. “São poucos os secretários que atendem imediatamente as nossas solicitações. Alguns precisam rever um pouco suas agendas. Até porque, quando são atacados pela oposição, eles logo pedem nossa ajuda”, disse Virgílio.

Se por um lado Thiago Virgílio criticou os secretários de Rosinha, por outro ele elogiou um secretário do governador Sérgio Cabral (PMDB). Em seu pronunciamento ele parabenizou o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes (PP).

Comentar
Compartilhe
Magal: “Essa Autopista é uma quadrilha”
18/02/2014 | 18h36

Durante a sessão de hoje (18) da Câmara de Campos, ao comentar sobre a situação da BR 101, o vereador Jorge Magal (PR), vice-presidente da Casa, disparou: “A verdade é que essa Autopista é uma quadrilha e quem chefia é o governo federal”.

Segundo Magal, uma audiência pública realizada pela Câmara em outubro do ano passado destacou diversos abusos. “Durante a audiência, o diretor da ANTT, Marcelo Vargas, declarou que a concessionária não tinha autorização para cobrar pedágio em Guandu”, afirma o vereador, que cobrou a união de forças. “Não podemos ficar calados e deixar essa quadrilha agir. Temos que unir todas as forças da nossa sociedade e protestar”, afirmou.

Problemas na pista — O vereador Gil Vianna (PR) cobrou uma avaliação da pista. "Viajo há muito anos na BR 101 e nunca vi tantos carros rodando na pista como ocorreu no último domingo. Pode ser algum problema de aderência. Precisamos fiscalizar de perto", afirmou.

Comentar
Compartilhe
Rosinha e a “cachorrada do passado”
18/02/2014 | 16h41

No último dia 11 a prefeita Rosinha Garotinho (PR) defendeu os shows realizados pelo seu governo e disparou contra os governos passados. Sugerindo a reabertura de investigações sobre os gastos com shows nos outros governo, ela afirmou que a ideia é “mostrar a cachorrada do passado” (aqui).  Porém, ao falar sobre o passado, a prefeita se esquece que o atual governo conta com dezenas de ex-aliados dos governos passados.

A declaração de Rosinha foi retratada em uma charge do José Renato, publicada na edição do último domingo da Folha e no blog Opiniões (aqui), que ele divide com o jornalista Aluysio Abreu Barbosa. Confira:

[caption id="attachment_22708" align="aligncenter" width="476"] Charge do José Renato publicada no blog Opiniões[/caption]

Comentar
Compartilhe
Vilas Olímpicas: Administração é mais cara do que a obra?
18/02/2014 | 11h29

Em março de 2012, um aviso de licitação publicado no Diário Oficial do Município de Campos informou que o valor estimado para a construção de uma Vila Olímpica, com piscinas, quadra e salão de festas, era de: R$ 2,4 milhões (aqui). Um valor justo para um espaço importante e que pode ser usado por crianças, jovens, adultos e idosos.

Porém, ninguém imaginava que a administração da Vila Olímpica pudesse ser mais cara do que a construção. De acordo com informações publicadas no blog do jornalista Ricardo André Vasconcelos (aqui), uma ONG vai receber R$ 12 milhões para administrar duas Vilas Olímpicas. Inclusive, o primeiro pagamento já saiu uma semana após a assinatura do contrato.

No último dia 27 de janeiro foi publicado na página 3 do Diário Oficial do Município o extrato de contrato de gestão com  uma ONG, o Centro Brasileiro de Ações Sociais para a Cidadania para "gestão administrativa e esportiva das vilas olímpicas do bairro Parque Guarus e do bairro Parque Santa Rosa", por 24 meses e valor total de R$ 12.068.330,40. Ou seja, R$ 6 milhões para cada uma por dois anos, dá R$ 3 milhões por ano por unidade (R$ 250 mil por mês). O contrato foi assinado dia 24 de janeiro de 2014, publicado três dias depois e, uma semana mais tarde, no dia 05/02/2014 já foi paga a primeira parcela, no valor de R$ 574.722,10 (recibo I, processo  20140020000024, Ordem Bancaria 2014OB01245).
Comentar
Compartilhe
Romário confirma candidatura ao Senado e avisa: "Vou ganhar"
17/02/2014 | 22h21

O deputado federal Romário (PSB-RJ) confirmou nesta segunda-feira (17) a sua candidatura ao Senado nas eleições de outubro. Em entrevista ao jornal "O Globo", o ex-craque disse ainda que o partido não deverá lançar candidatura própria ao governo do Rio. Ele, no entanto, não sabe em qual coligação o PSB fará parte. Estão na briga pela presença do baixinho na chapa os pré-candidatos ao governo do Rio Lindbergh Farias (PT), Anthony Garotinho (PR) e Miro Teixeira (PROS). "Como senador, eu acho que, especificamente para o Rio, vou ter a oportunidade de fazer coisas mais concretas, mais diretas e mais pontuais", justificou o parlamentar.

Eleito pela primeira vez em 2010 com 146.859 votos, Romário mostra confiança na disputa: "Tenho certeza que vou ganhar. Com muita fé", afirmou.

Em agosto do ano passado, o deputado chegou a anunciar a saída do PSB argumentando não ter espaço dentro do partido e sem apoio de dirigentes, entre eles o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente nacional da legenda e pré-candidato à Presidência. Romário, porém, recuou depois de quase se filiar ao PR, do deputado federal Anthony Garotinho, que pretende disputar o governo do Rio.

Sobre o governo do Rio, ele elogiou Garotinho e Lindbergh, mas avisou que o PSB tem uma "quedinha" pelo deputado federal Miro Teixeira (Pros). "Tenho uma relação muito boa com o Garotinho. Eu quase fui para o PR quando eu estava saindo do PSB. As conversas estavam bastante adiantadas. Tenho relação muito boa com o Lindbergh. De vez em quando, a gente está jantando em Brasília. O Miro, toda vez que nos encontramos, aprendo muita coisa com ele. Eu não posso dizer qual é a minha preferência. Mas eu vejo que o PSB tem uma quedinha pelo Miro Teixeira", disse.

 
Comentar
Compartilhe
Evangélicos divididos
17/02/2014 | 16h41

Faltando cerca oito meses para as eleições de 2014, alguns líderes evangélicos já foram procurados e confirmaram apoio político para os candidatos ao governo do estado do Rio.

Silas Malafaia — O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, já confirmou seu apoio ao senador do PT Lindbergh Farias. O petista já foi até a sede da ADVEC, no bairro da Penha, e recebeu uma oração do líder religioso, que não quer apoiar, em hipótese alguma, o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Em entrevista ao jornal "O Globo", Malafaia afirmou que teve uma conversa com Pezão e explicou seus motivos para não apoiá-lo: “Pezão, lamento dizer. Você representa o governador Sérgio Cabral. E o Cabral não cumpriu nenhum acordo. Ao contrário: fez de tudo para beneficiar a causa gay no legislativo. Agora, se ele quiser votos, que procure os gays”, disse Malafaia. A ligação entre Lindbergh e Malafaia já rendeu uma representação alegando propaganda antecipada (aqui).

Manoel Ferreira — Já o pastor da Assembleia de Deus Madureira, o bispo Manoel Ferreira, que em 2010 ficou com Anthony Garotinho, deve apoiar Pezão. O peemedebista já até discursou para os pastores que participaram da Convenção Estadual das Assembleias de Deus do Ministério Madureira no estado do Rio (Conemad-RJ) no ano passado.

R.R. Soares —  Outro líder evangélico de grande influência no Rio de Janeiro é o missionário R.R. Soares, que deve apoiar a candidatura do deputado federal Anthony Garotinho (PR). Os filhos de R.R. Soares já atuam na política: Marcos Soares, que hoje é deputado estadual, tentará uma vaga na Câmara Federal, enquanto que Filipe Soares tentará a vaga na Assembleia Legislativa.

Bispo Macedo — A Igreja Universal, uma das maiores do país, vai caminhar ao lado do ministro Marcelo Crivella. Sobrinho do bispo Edir Macedo, Crivella tem deixado claro que não vai recuar. "Sou candidato e conto com o apoio da presidente Dilma", diz.

Valdemiro Santiago — A Igreja Mundial do Poder de Deus também entrará nessa disputa. Lindbergh, Pezão e Garotinho já procuraram os representantes da IMPD no Rio de Janeiro. Pulando na frente dos adversários, Lindbergh já participou de um culto da denominação ao lado dos principais líderes da Igreja Mundial. “O grupo da igreja já está trabalhando, mas ainda é cedo para uma decisão”, afirmou o deputado federal Francisco Floriano, braço-direito do pastor Valdemiro Santiago.

Fonte: Gospel Prime 

Comentar
Compartilhe
Campos agora tem “Calçada da Fama”
17/02/2014 | 16h17
  [caption id="attachment_22675" align="aligncenter" width="447"] Daniel já deixou sua marca - Foto Secom[/caption] [caption id="attachment_22676" align="aligncenter" width="449"] Fernanda Abreu foi a primeira a participar - Foto Secom[/caption]

Muita gente diz que os artistas nacionais passam por Campos, levam um cachê bem gordo e não deixam nada. Porém, desde o último final de semana, os artistas estão deixando uma marca.

Foi lançada na última sexta-feira (14) a “Galeria dos Artistas”, uma espécie de “Calçada da Fama” da planície goitacá. Os artistas que passarem pela cidade vão deixar a assinatura e marcas das mãos em um bloco de cimento. Já foram registrados para a "Galeria dos Artistas", o cantor Daniel e a cantora Fernanda Abreu. A presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro, explica que a galeria é um desejo antigo da prefeita Rosinha Garotinho (PR). “Neste final de semana começamos a fazer os registros. Depois vamos estudar o local onde eles ficarão, podendo ser no Teatro Trianon ou no Cepop”, explica Patrícia. Na próxima semana a Galeria da Fama deve contar com as assinaturas de Thiaguinho, Jerry Adriani e Tony Garrido, da banda Cidade Negra.

Como por aqui tem show o ano inteiro, em breve a Galeria vai contar com centenas de assinaturas.

Comentar
Compartilhe
1001 problemas
17/02/2014 | 15h44

Após muitas promessas e poucas soluções, a Viação 1001 continua revoltando muitos cidadãos que dependem dos seus serviços. Em seu perfil no Facebook a dentista Bruna Gama fez um desabafo. Confira:  

 Não deu em nada? —  Em junho do ano passado foi realizada na Alerj uma audiência pública e ficou decidido que uma nova data seria agendada para a formulação do TAC que tem a finalidade de corrigir as distorções dos preços das passagens praticadas pela empresa 1001. Em novembro, cinco meses após a audiência, o deputado estadual Roberto Henriques (PSD) enviou ofício ao presidente da Comissão de Transportes da Alerj solicitando uma reunião com o Ministério Público do Estado, o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) e representantes da sociedade civil para a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) pela empresa Autoviação 1001.

Agora, quase nove meses após a audiência pública na Alerj, além das distorções não terem sido corrigidas, os usuários estão pagando mais caro e sofrendo com os péssimos serviços prestados.

Comentar
Compartilhe
Jogo sujo no Facebook
17/02/2014 | 11h05

Não é apenas o exército rosáceo que conta com perfis falsos no Facebook para compartilhar notícias positivas e atacar adversários. O “jogo sujo” agora também conta com figuras que fazem oposição. Em dezembro surgiram diversos perfis falsos que compartilham matérias negativas contra a Prefeitura de Campos e alguns membros da Igreja Universal. Mostrando que conhecem muito bem alguns poderosos da igreja e o governo municipal, tudo indica que eles fazem parte de um grupo que tinha poder e perdeu espaço.

Um dos fakes usa a foto de Pedro Costa, prefeito de Ecoporanga (MG). Outro perfil falso tem espalhado notícias que já ganharam repercussão, como um suposto caso de meningite no corredor do Ferreira Machado.

Com a eleição se aproximando o jogo sujo na internet vai ficar cada vez pior. Por isso, é hora de redobrar a atenção e aprender a identificar os fakes.

Denuncie — O Facebook tem tolerância zero quanto a perfis falsos. Um perfil abusivo ou fake é sumariamente deletado. É só clicar no ícone da “engrenagem” no canto superior direito da página e depois clicar em “Denunciar um problema”.

Comentar
Compartilhe
Terceirizações: Governo Rosinha já pagou R$ 9,5 milhões em fevereiro
16/02/2014 | 21h49

Na última terça-feira (11) o governo Rosinha desembolsou mais de R$ 9,5 milhões com terceirizações. A informação pode ser conferida no Portal da Transparência (aqui).

A maior parte ficou com a empresa Nova Rio (cerca de R$ 5 milhões). A empresa Angels, que oferece serviços de portaria e zeladoria, recebeu R$ 3,5 milhões. Já a Limfort (serviço de vigilância) recebeu R$ 910 mil.

Porém, no Portal da Transparência só é possível saber quanto foi pago. Não há como descobrir quantos funcionários são disponibilizados por cada empresa.

Vale lembrar que ainda existem outros gastos com terceirizações. A empresa Portlimp, por exemplo, vai receber, durante este ano, R$ 11,2 milhões para prestar serviços terceirizados de portaria, recepção e zeladoria. Veja aqui

Garotinho se declara contra projeto de terceirização — Se na planície o governo Rosinha gasta milhões com terceirizações, no planalto o deputado federal Anthony Garotinho (PR) se declara contra a prática. Em um vídeo publicado no YouTube ele diz que um deputado que tem compromisso com os trabalhadores não pode apoiar um projeto que pretende fortalecer a terceirização. Veja o vídeo:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=aSoCq6ywz5M[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Roberto Henriques e a "morte reversível"
16/02/2014 | 16h11

Na última sexta-feira (14) espalhou-se com rapidez um boato sobre um acidente envolvendo o deputado estadual Roberto Henriques (PSD). Para checar a veracidade da informação, muitas pessoas ligaram para o celular do parlamentar. Neste momento, era possível constatar que ele estava Vivinho da Silva. Para avisar que está mais vivo do que nunca, o deputado publicou uma nota em seu perfil no Facebook. Citando um texto do jornalista Carlos Brickmann chamado "Crônica da morte reversível", ele comentou: "Conta-se que Mark Twain, um dos grandes escritores americanos, convocou uma entrevista logo depois que um grande jornal informou que ele havia morrido. Seu comentário: 'Parece-me que as notícias sobre a minha morte são manifestamente exageradas'. Agradeço a todas as manifestações de carinho que recebi dos diversos segmentos da nossa comunidade regional. E quero parabenizar o tradicional jornalismo campista, sites e aos blogs que também foram prudentes e competentes ao checarem a veracidade de uma possível morte minha na BR 101 nas proximidades de Rio Bonito. É apenas um boato. Algumas vezes na minha vida a morte já piscou seus olhos para mim, devolvi a piscada de olhos com um adeus e um até mais tarde coroados por um sorriso meu", disse o deputado.

Comentar
Compartilhe
Ex-rosáceos reforçam oposição
16/02/2014 | 10h43

Irritados com o governo municipal e de olho nas eleições de outubro, muitas figuras que participaram do grupo rosáceo começam a fazer a oposição. Utilizando táticas aprendidas no "curso de liderança" do antigo líder, eles circulam pelas comunidades ouvindo a população e prometendo soluções. Além disso, atuam nas redes sociais publicando fotos de problemas em Unidades de Saúde, hospitais, ruas, escolas e creches.

Os novos oposicionistas também contam com informações privilegiadas de amigos que continuam no governo. Com muitos rosáceos irritados, tudo indica que o "fogo amigo" vai esquentar ainda mais o clima eleitoral deste ano.

Porém, na visão de um experiente político da oposição, não dá para confiar muito nos novos aliados. De acordo com o oposicionista, "eles podem estar querendo apenas valorizar o passe e voltar para o governo".

Comentar
Compartilhe
PMDB pode abandonar PT nos estados
15/02/2014 | 22h25

A quatro meses da convenção nacional que deve sacramentar a aliança do PMDB com o PT para a reeleição da presidente Dilma Rousseff, a relação entre os dois partidos enfrenta problemas em dois terços das 27 unidades da federação. Em alguns casos, como em Pernambuco, Bahia e Acre, o rompimento já vem de longa data e não causa surpresa. O problema é a profusão de estados em que os peemedebistas veem seu futuro em risco pela dita “ganância” do PT. A maioria dos dirigentes do PMDB ainda considera improvável que a aliança nacional não se confirme, mas mesmo os mais próximos aliados de Dilma já consideram possível que boa parte dos candidatos do partido nos estados abandonem a campanha da presidente.

O caso do Rio é exemplar. Após sete anos de aliança, PMDB e PT estão em guerra aberta e a direção peemedebista estadual trabalha para que prefeitos e deputados do partido não auxiliem na campanha de Dilma. Esse cenário corre o risco de se repetir nos outros estados onde os dois partidos se enfrentarão, como no Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Piauí. Em São Paulo também haverá disputa entre os dois partidos, mas tanto Paulo Skaf (PMDB) quanto Alexandre Padilha (PT) têm o partido do tucano Geraldo Alckmin como alvo.

Diante da crise, o vice-presidente Michel Temer, num gesto exagerado, chegou a afirmar no twitter há duas semanas que caso a maioria dos diretórios estaduais do PMDB não seja contemplada pela aliança sua indicação à vice pode ser abandonada: "Para mim, isso (o partido) está acima de projeto pessoal (a vice) e farei todo esforço para manter a aliança, mas o que o partido decidir, eu acato".

Fonte: O Globo 

 
Comentar
Compartilhe
Receita: Escondidinho da Rosinha
15/02/2014 | 16h55
[caption id="attachment_22639" align="aligncenter" width="512"] Foto - Gerson Gomes[/caption] Além de cantar, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) também gosta de cozinhar nas horas vagas. Hoje (15), por exemplo, ela fez um “Escondidinho de Frango” e publicou a receita no Facebook. Confira: “Atendendo a pedidos, vou publicar a receita do meu escondidinho de frango. Mas... como faço pelo costume, não tenho medidas para passar, apenas os ingredientes e o modo de preparo, ok?

MASSA (ingredientes): Batata cozida e amassada. Manteiga. Leite. Requeijão. RECHEIO (ingredientes): Frango desfiado Azeite Sal Canela em pau Orégano Alho Cebola Salsinha Cebolinha verde Alfavaca Pimenta do reino Noz moscada ralada Tomate Extrato de tomate Ervilha Azeitona MODO DE PREPARO: Recheio - Uso bastante tempero no frango desfiado. Leve ao fogo com muito pouco azeite, sal a gosto e um pouco de cada tempero. Coloco muito pouco da pimenta e do extrato de tomate. Vou colocando um pouco de água até conseguir o ponto que quero. Massa - Amasse a batata cozinha com o restante dos ingredientes. Coloque leite aos poucos até encontrar o ponto ideal. Montagem - Forre o pirex com a massa, espalhe o recheio e cubra novamente com a massa. Coloque um pouco de molho de tomate por cima, queijo fresco ralado e leve um pouco ao fogo para gratinar. Pode servir! Seus filhos vão adorar!”

Comentar
Compartilhe
Revelações do Coringa
15/02/2014 | 14h34

Clayton Carlos Silbernagel, 24 anos, conhecido por se fantasiar de Coringa nas manifestações no Rio de Janeiro, disse na edição de hoje (15) do jornal O Dia, que "o deputado Anthony Garotinho (PR) pagou R$ 1.200, 00 para que bombeiros e manifestantes profissionais acampassem em frente à casa do governador Sergio Cabral (PMDB). Disse mais: "pessoas ligadas ao PR me ofereceram R $ 400 para aderir a manifestações".

O ativista não deu nomes das "pessoas", e segundo o jornal, o deputado não quis falar com a reportagem.

Fonte: Eu Penso que/Ricardo André Vasconcelos (aqui)

Comentar
Compartilhe
Dilma de olho no namoro entre PSDB e PMDB-RJ
15/02/2014 | 14h16

A presidente Dilma Rousseff está medindo com frequência a temperatura da disputa política no Rio. Ela acredita que as fraturas da sangrenta disputa em curso entre PT (Lindbergh Farias), PR (Anthony Garotinho) e PMDB (Luiz Fernando Pezão) podem acabar jogando os diretórios fluminenses das duas últimas siglas - PR e PMDB - no colo de Aécio Neves (PSDB-MG).

A avaliação do Palácio do Planalto é que existe o risco de candidatos dos dois partidos posarem para a foto com Dilma, declarando apoio oficial, mas oficiosamente pedirem votos para Aécio, como retaliação pela candidatura de Lindbergh.

O alerta acendeu nas últimas semanas, porque a negociação do PMDB do Rio com o senador mineiro tem avançado.

Fonte: Anna Ramalho/JB
Comentar
Compartilhe
PRB articula em Campos
15/02/2014 | 12h55

Na manhã deste sábado (15) o PRB realizou em Campos o 3º Encontro Estadual do partido. Além dos vereadores Dayvison Miranda (PRB) e Alexandre Tadeu (PRB), o evento contou com a presença do senador Eduardo Lopes, que é o presidente estadual do partido.

Na terra do casal Garotinho, o senador deixou claro que o ministro Marcelo Crivella (PRB) vai disputar o governo do Rio. Além disso, o vereador Alexandre Tadeu, o Tô Contigo, foi apontado como a aposta do partido na região. Ele é pré-candidato a deputado federal.

Mandando um recado para o deputado Anthony Garotinho (PR), que apontou Crivella como “Plano B de Cabral” (aqui), o senador Eduardo Lopes afirmou que Crivella é o "Plano A" do partido e conta com o apoio da presidente Dilma Rousseff.

De olho na Prefeitura — Quem tem acompanhado a movimentação do PRB em Campos já consegue notar que o partido quer se fortalecer em 2014 para buscar a Prefeitura em 2016.

Comentar
Compartilhe
Shows: Confira os cachês deste e do próximo final de semana
14/02/2014 | 14h55

Se o governo ainda não revelou todos os gastos com shows neste verão, o jornalista Ricardo Andre Vasconcelos continua publicando em seu blog, de forma detalhada, quanto a Prefeitura de Campos vem gastando com as apresentações musicais.

Do Blog Eu Penso que/Ricardo André (aqui): 

Veja abaixo os valores dos cachês pagos pela Prefeitura de Campos aos artistas contratados para apresentações neste final de semana e no próximo. São informações garimpadas no portal de transparência da PMCG  (aqui)e o único objetivo da postagem é informar. Ressalvando que o pagamento antecipado é prática no show business:

DANIEL - sábado , 15/02 - Aldeia do Sol- Farol de São Thomé - R$149.600, 00 Nf-E 110, de 04/02/14 emitida por CAMILO PRODUÇÕES ARTISTICAS LTda. Paga em 11/02/14 - processo 20140190000790 ordem bancária 2014 OB01563

TONY ALLYSON (cantor católico) - 14/02 - Aldeia do Sol R$ 29.400, 00 NF-e 19, de 28.01.14 emitida por Marca da Vitória Prod. E Eventos Ltda. Paga em 11/02 - processo 20140190000776 ordem bancária 2014OB01566

FERNANDA ABREU- sexta-feira, 14/02- Lagamar - R$ 34.740, 00 NF-E 65, 05/02/14, emitida por Garota Sangue bom prod. Art, ed. Musicais Ltda. Paga em 06/02 processo 20140190000988 ordem bancária 2014OB01366

Para a próxima semana:

CIDADE NEGRA - quinta-feira, 19/02 - Tenda Cultural (Farol) - R$ 46.750,00 NF-E 183, de 29.01.14 - PUBLIC ACAO DIVULGACAO E PRODUCAO LTDA paga em 11/02 - processo - 20140190000751 Ordem Bancária - 2014OB01560 JERRY ADRIANI - sábado, 22/02 - Clube da 3ª Idade (Farol) - R$ 19.190,00 NF-E 180 de 03/02/2014 - ROSSET PRODUCOES ARTIST.E CULTURAIS LTDA EPP Paga em 11/02/2014 - processo 20140190000834 Ordem bancária 2014OB01558

THIAGUINHO - sábado, 22/02 - Aldeia do Sol - Farol - R$ 109.862,50 NF-E 349 DE 04.02.14 - INOVASHOW PRODUCOES E PUBLICIDADE LTDA paga em 11/02/14 - processo 20140190000970 Ordem bancária 2014OB01613

Sonorização e Trios  — Enquanto isso, já começam a ser registrados alguns pagamentos de sonorização e  trios elétricos, porém sem informações sobre aos períodos a que se referem os pagamentos. Veja abaixo alguns exemplos:

Sonorização - NF E 163, de  06.02.14 R$ 71.656,97 FUSAO AUDIO E CENA LTDA ~ paga em 11/02/14 processo 20120190004975  Ordem Bancária 2014OB01606 Trio elétrico GP - NF-E 101, de 06.02.14  R$ 56.448,00 ECON CAMPOS CONSTRUCOES E SERVICOS LTDA. paga em 11/02/14 - processo 20130190003485 Ordem Bancária 2014OB01591

Comentar
Compartilhe
Rafael Diniz aponta desperdício e desrespeito
14/02/2014 | 14h16

Em artigo publicado hoje (14) pela Folha da Manhã, o vereador oposicionista Rafael Diniz (PPS) fez um balanço sobre o seu primeiro ano na Câmara.  "Jamais aderi ao 'quanto pior, melhor'. Ao contrário, reconheci um trabalho bem feito quando era preciso e fui duro, sem ser agressivo, quando foi necessário criticar. Esse é o meu jeito de fazer oposição, respeitando a situação, mas, acima de tudo, respeitando a população campista, e assim exercendo com dignidade minhas funções de vereador", disse.

Porém, ele ressaltou que em alguns momentos é impossível não se revoltar. "Confesso aos amigos leitores que há momentos que é difícil manter esse meu jeito comedido e respeitoso diante de certas práticas que estamos vendo na Prefeitura de Campos", disse Rafael.

Ao comentar sobre a obra de uma creche no Jardim Ceasa, que já teve 90% de seu pagamento efetuado e não foi concluída, ele comentou: "Moradores desta localidade nos disseram que nada aconteceu nessa obra nos últimos três meses, servindo o local apenas para usuários de drogas e proliferação do mosquito da dengue. O que ocorreu para que a empresa recebesse adiantado por trabalho não efetuado? Onde está a empresa que recebe quantias vultosas da Prefeitura, justamente para efetuar a fiscalização das obras, permitindo assim o pagamento apenas das etapas concluídas?", indagou Diniz, que foi além: "Até quando veremos no nosso Município e no Brasil tal descaso com o dinheiro público? A falta de estrutura física adequada para nossas escolas e creches ocorre devido a tal descaso", completou.

Comentar
Compartilhe
Macaé: Bope ocupa Malvinas e aulas são suspensas em seis escolas
14/02/2014 | 12h56
[caption id="attachment_22609" align="aligncenter" width="300"] Confronto nas Malvinas começou ontem - (Foto: Andreia Freitas/Arquivo pessoal)[/caption]

A comunidade das Malvinas, em Macaé, foi ocupada por 50 homens do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) na manhã desta sexta-feira (14). Eles fazem buscas por criminosos e tentam normalizar a rotina do local, onde houve confronto no dia anterior. Por conta da ocupação, seis escolas municipais tiveram as aulas suspensas nesta sexta.

Durante o dia não haverá aulas nas escolas municipais Vanderlei Quintino e Eraldo Mussi, nas Malvinas, além das escolas Botafogo, Professora Arléa Carvalho José, Prefeito Alcides Ramos e Nosso Senhor dos Passos, em Botafogo. Segundo a Prefeitura de Macaé, a suspensão das aulas se deu por orientação das autoridades de segurança. Até o momento da publicação desta reportagem não houve confrontos no local. Ontem (13), um professor da Escola Municipal Botafogo disse que as crianças ficaram no pátio da escola e que tiroteios no bairro vizinho se tornaram constantes. "Os pais foram buscar os alunos e os que moram perto da escola correram para casa. O tiroteio de hoje começou por volta das 10h", contou um professor, que pediu para não ser identificado com medo de represálias.

O professor comentou ainda que existe uma espécie de treinamento para evacuar o prédio durante os confrontos entre a polícia e bandidos. "A escola possui três andares. Quando os tiros começam todos são levados para o pátio da escola, que fica protegido por muros e pelas salas de aula", contou o professor. A moradora do bairro Aroeira, que também pediu para não ser identificada, contou que mesmo estando longe da comunidade é possível ouvir as rajadas de tiros. "Não é possível que ninguém faça nada. Os tiros estão se tornando constantes. Professores e alunos das escolas da comunidade e de bairros vizinhos ficam jogados no chão com medo de uma bala perdida", descreveu.

Segundo o comandante do 32º Batalhão de Macaé, tenente coronel Ramiro Campos, a operação contou com 150 policiais militares dos batalhões de Campos dos Goytacazes, Italva e Itaperuna, além do auxílio de agentes da Polícia Civil.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Sindicato dos Médicos: "Não estão faltando profissionais, o que falta é estrutura"
14/02/2014 | 12h02

Ao comentar sobre a chegada de profissionais do programa "Mais Médicos", do governo federal, ao município de Campos, o diretor do Sindicato dos Médicos (Simec), Reinaldo Dantas, afirmou: “Não estão faltando profissionais, o que falta é estrutura para que os médicos realizem um trabalho digno. A melhor solução seria uma melhor administração e distribuição da verba destinada à saúde”, concluiu, em entrevista à Folha da Manhã.

Em junho do ano passado, o Sindicato dos Médicos de Campos já havia feito um desabafo em nota publicada nos principais veículos de comunicação da cidade: “Postos 24 horas como Centro de Assistência São José, Ururaí, Travessão são sucatas. O Posto importante Saldanha Marinho está decrépito, abandonado, após 47 anos de resistência. Tais postos necessitam muito de reformas. Por onde andam os royalties?! Afinal, bairro legal merece um posto médico eficiente e completo. A falta de médicos nos postos diz respeito à condição precária de trabalho, mas fruto também de política salarial medíocre ante o valor social humano do ato médico (…) A mentira corrompe os valores morais e edificam a evolução da vida, dos sentimentos e da nobreza do ser. A mentira também transforma o caos que alimenta corrupção das Instituições”.

Comentar
Compartilhe
Garotinho mostra paciente no chão do Rio e se esquece do chão de Campos
13/02/2014 | 20h52
[caption id="attachment_22596" align="aligncenter" width="485"] Reprodução - O Globo[/caption]

Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) reproduziu uma matéria do jornal "O Globo" que mostra uma paciente sendo atendida no chão do hospital Salgado Filho, no Rio de Janeiro. Segundo o deputado, que atacou os adversários, trata-se de "descaso com a vida humana". "Paes e Cabral somam forças destruindo os hospitais municipais e estaduais. Para eles saúde é apenas para fazerem negociatas, como acontece nas UPAs e Clínicas da Família, onde não há médicos. Não é à toa que o Estado do Rio de Janeiro é onde os planos de saúde mais cresceram no ano passado. Os grupos de medicina privada agradecem a força de Paes e Cabral", desabafou.

Enquanto isso, em Campos — Na cidade governada pela esposa de Garotinho, as cenas de pacientes sendo atendidos no chão não causou a mesma reação no combativo parlamentar. No dia 23 de janeiro (aqui) um cidadão mostrou a situação precária do hospital Ferreira Machado. De acordo com um senhor que fez as imagens dos pacientes no chão, funcionários reclamavam do material, dos medicamentos, dos equipamentos e da estrutura física da unidade.

Na ocasião, dois aliados de Garotinho ainda disseram o seguinte em um programa de rádio (aqui): “É melhor o chão do hospital do que o chão da rua”. 

[caption id="attachment_22597" align="aligncenter" width="576"]Reprodução - G1 Reprodução - G1[/caption]

Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB protocola representação contra a Ampla
13/02/2014 | 18h08
[caption id="attachment_22584" align="aligncenter" width="517"] Vereadores protocolaram representação no MP - Foto - Ascom/Câmara[/caption]

As constantes falhas no fornecimento de energia elétrica nas localidades de Degredo, Cajueiro e Rua Nova (Amparo), em São João da Barra, levaram a Câmara de São João da Barra a ingressar uma representação contra a concessionária Ampla no Ministério Público do município, o que foi feito na tarde desta quinta-feira (13), pessoalmente pelos parlamentares.

Segundo o presidente da Câmara, Aluizio Siqueira (PMDB), a medida foi tomada porque o problema tem virado rotina nessas localidades onde os moradores têm ficado sem luz durante várias horas por dia, e, em alguns casos, por até três dias.

Na representação, a Câmara solicita que seja instaurado Inquérito Civil Público objetivando apurar os fatos e, após encerramento do procedimento preparatório, que seja deflagrada uma Ação Civil Pública apta a cessar as práticas abusivas cometidas e reparar o dano coletivo causado. "Estamos trabalhando nessa cobrança à Ampla há bastante tempo. Buscamos entendimento através de ofícios e ligações telefônicas, realizamos uma audiência pública em abril de ano passado aqui na Câmara, mas como nada surtiu efeito, resolvemos procurar outros caminhos através da justiça", explicou Aluizio Siqueira.

A falha no fornecimento de energia tem gerado prejuízos não só em relação aos alimentos no refrigerador e utilização de eletroeletrônicos, mas para a própria saúde da população que se vê impedida de utilizar aparelhos de ventilação, essenciais no verão. Restaurantes, pousadas, supermercado e pacientes em tratamento home care também reclamam da situação.

Fonte: Ascom/Câmara de SJB 

Comentar
Compartilhe
Vereadores e delegado aparecem em lista de doadores dos Black Blocs
13/02/2014 | 16h30

Uma planilha obtida pelo site de VEJA revela, pela primeira vez, nomes de políticos e autoridades do Rio de Janeiro que doaram dinheiro ao grupo Black Bloc, responsável por protagonizar cenas de depredação e vandalismo em manifestações pelo país. A lista cita dois vereadores do PSOL, um delegado de polícia e um juiz. O repasse de dinheiro por políticos e autoridades não configura ilegalidade. Porém, as doações são um caminho para identificar o elo entre políticos e os mascarados que aparecem na linha de frente quando os protestos degeneram em tumulto e confusão. Um dos mais recentes chegou ao extremo de provocar a morte do cinegrafista Santiago Andrade.

A contabilidade da planilha a que VEJA.com teve acesso se refere a um ato realizado pelo grupo no dia 24 de dezembro, batizado "Mais amor, menos capital". A manifestação – convocada como um ato cultural – não terminou em vandalismo, como outras organizadas pelo mesmo grupo. Mas a lista de doadores sugere ligações entre autoridades e militantes. A tabela foi repassada por Elisa Quadros, conhecida como Sininho, em um grupo fechado do Facebook. Neste documento, aparecem os nomes dos vereadores Jefferson Moura (PSOL) e Renato Cinco (PSOL), apontados como doadores de 400 reais e 300 reais, respectivamente. O juiz João Damasceno aparece como doador de 100 reais, e o delegado Orlando Zaccone, de 200 reais.

Damasceno é um antigo apoiador das manifestações de rua. Ele chegou a gravar um vídeo em apoio aos protestos, apesar da violência causada pelo grupo que se veste de preto e promove depredações. O delegado Orlando Zaccone tem um perfil pouco convencional para delegados, e é conhecido crítico da atuação da própria polícia. Na planilha, além de Sininho, outros nomes aparecem como arrecadadores: Paula, Rosi, Julinho e Pâmela. Também há menções de colaborações do grupo cracker Anonymous, que divulga manifestações na internet e invade sites.

Quando as menções a doações de vereadores começaram a surgir nas redes sociais, Sininho se irritou. "Eles deram dinheiro, sim, e não foi nenhum segredo, teve reuniões e isso foi discutido e questionado", escreveu ela no Facebook. "Eles doaram como civis e não políticos." Mais um detalhe: a discussão ocorreu na página do Facebook chamada de "Censura Negada". Um dos administradores das postagens é identificado no mundo virtual como Dik ou Dikvigari Vignole. O nome dele no mundo real: Caio Silva de Souza. É o jovem que disparou o rojão que matou o cinegrafista Santiago Andrade.

Respostas – A assessoria de Jefferson Moura admitiu que a doação mencionada na planilha partiu de funcionários do gabinete do parlamentar – e que o vereador já estava de recesso quando os militantes pediram as doações. Mas informou que o parlamentar provavelmente doaria o dinheiro se estivesse presente.

O delegado Zaccone confirmou ao site de VEJA ter doado 200 reais. Ele disse ter recebido um telefonema de Sininho, até então uma desconhecida para ele, propondo que participasse de um debate no evento “Ceia dos Excluídos”, em 23 de dezembro do ano passado. Como delegado de polícia, ele deveria apresentar sua visão sobre direito de manifestação, Copa do Mundo e cerceamento de liberdade. Segundo ele, advogados e representantes de movimentos sociais integravam o grupo. “Achei interessante falar na Cinelândia. Já dei palestras em universidades e me interesso pelo tema”, disse. “Fiz  a doação para um evento cultural e vi para o que estava doando. Quando a Sininho ligou, explicou que estava buscando aproximação com instituições e pessoas que não visse o movimento com olhar criminalizante. A doação foi para o ‘Ocupa Câmara’, não foi para o Black Bloc. Não tenho nada a omitir em relação a isso. A Constituição garante o direito de se fazer tudo que não é proibido em lei. E, no Brasil não é proibido fazer doação para evento com distribuição de alimento”, afirmou. “Sou policial. Como vou financiar ou contribuir com pessoas que entram em conflito com policiais?", disse.

O juiz Damasceno negou ter contribuído financeiramente "para qualquer manifestação ou entidade da sociedade civil que as convoque".

A assessoria do vereador Renato Cinco informou que está fora do Rio e não foi localizado. Lista completa: aqui 
Comentar
Compartilhe
Árbitro alega ter sido ameaçado e Goytacaz pode ser punido
13/02/2014 | 16h22
[caption id="attachment_22569" align="aligncenter" width="568"] Reprodução/Ururau[/caption]

Mais uma vez o Goytacaz terá que resolver problemas fora das quatro linhas. Segundo o árbitro Daniel Wilson Barbosa de Castro, que apitou a vitória do Goytacaz contra o Quissamã (aqui), ele foi ameaçado durante a partida de ontem (12).  O site Ururau publicou a súmula da partida. Nela, o árbitro diz: "Durante o intervalo da partida o quarteto de arbitragem ouviu uma gritaria e um estrondo na porta do vestiário como se fosse uma pedra sendo arremessada contra a mesma do lado de fora. De imediato fomos até a janela para verificar o que estava ocorrendo. Foi constatado que lá se encontravam um grupo de 15 a 20 pessoas com pedras e paus que nos hostilizaram e ameaçaram inclusive de morte caso o Goytacaz não ganhasse o jogo. Imediatamente o quarteto solicitou que os mesmos se retirassem da localidade e sessassem a injusta agressão, entretanto os mesmos apenas se afastarm do local quando foram contidos pelos Policiais Militares que se encontravam presente na localidade" , diz a súmula.

Com isso, o Goytacaz poderá sofrer punições, podendo até perder o direito de jogar em seu estádio nas próximas rodadas. Resta a diretoria e ao torcedor aguardar os desdobramentos deste caso, que poderá parar nos tribunais.

Comentar
Compartilhe
Duelo: Ampla X Águas do Paraíba
13/02/2014 | 15h21
[caption id="attachment_22561" align="aligncenter" width="390"] Foto: imagens Inter TV / Osiel Azevedo[/caption]

Em Campos, no ranking das reclamações do Procon, as concessionárias Ampla e Águas do Paraíba vivem disputando para ver quem irrita mais a população. Agora, pelo jeito, elas resolveram se enfrentar. Ontem (12), após protestos dos moradores de Rio Preto, que estavam sem água e sem luz, a concessionária Águas do Paraíba informou, através de nota, que o problema ocorreu “por culpa da concessionária de energia Ampla”. Por sua vez, a Ampla alegou que, por uma manobra emergencial, o alimentador que atende a Águas do Paraíba causou uma queda de tensão no fornecimento.

Resumindo, a população ficou sem água, sem luz e a única saída foi queimar pneus e protestar.

Perguntar não ofende: Será que a concessionária Águas do Paraíba vai ao Procon reclamar sobre a Ampla? Talvez assim ela consiga deixar de ser a primeira colocada no ranking das reclamações e passar o posto para a fornecedora de energia elétrica...

Leia mais sobre o assunto aqui

Comentar
Compartilhe
Hotéis e restaurantes: Turismo movimenta R$ 8 milhões no Farol
13/02/2014 | 14h56

Na temporada de verão, o turismo aquece a movimentação financeira no Farol de São Tomé. Empresários do setor de hotelaria e restaurantes, além de comerciantes, ainda estão comemorando os resultados que chegaram a R$ 8 milhões de circulação, de acordo com levantamento da Associação de Comerciantes, Hotéis e Similares do Farol (Aschom). De acordo com o governo, a programação elaborada pela Prefeitura por meio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) foi a principal responsável pelo bom desempenho da economia na praia campista que recebeu uma média de 60 mil pessoas a cada final de semana, quando os hotéis e pousadas tinham 100% de ocupação.

O setor imobiliário também está sendo aquecido, além do comércio de ambulantes. "Janeiro bombou, foi excelente, muito bom mesmo, bem acima daquilo que esperávamos", destacou o presidente da Aschom, Odirlei Carlos Henrique.

Para fevereiro, a expectativa é das melhores, mesmo com a volta às aulas. Responsável pelo setor de reservas do Hotel Garoupas, Michele Rocha, contou que, com aula nas escolas, o movimento cai um pouco de segunda à sexta-feira mas, aos sábados e domingos, 70% das vagas na rede hoteleira permanecem ocupadas. Já, no carnaval, o sucesso é garantido, pois na maioria dos hotéis e pousadas do Farol não há mais vagas.

Fonte: Ascom/FCJOL

Comentar
Compartilhe
Já tem gente de olho na presidência da Câmara
13/02/2014 | 14h54

Quem acompanha os bastidores da Câmara de Campos consegue notar que a poderosa bancada governista, atualmente com 21 vereadores, se divide em vários grupinhos. E tudo indica que esses grupinhos começam a pensar na presidência da Casa. Como o mandato de Edson Batista (PTB) termina no final deste ano, já tem muita gente de olho na presidência e nos outros cargos da Mesa Diretora (vice-presidência, primeira secretaria, segunda secretaria e segunda vice-presidência). Mesmo que alguns apostem na reeleição dos atuais nomes, há quem torça em mudanças. Um nome que está de olho na presidência da Casa é o vereador Jorge Magal (PR), que atualmente é vice-presidente. No início do ano passado cogitou-se uma alteração no regimento que impedisse a reeleição do presidente.

Agora, resta saber como o deputado federal Anthony Garotinho (PR), líder do grupo político, vai se posicionar. Ele vai apontar o seu favorito ou deixar o bicho pegar?

Comentar
Compartilhe
De olho no 2º turno, Cabral e Crivella fazem acordo
13/02/2014 | 10h43

O governador Sérgio Cabral (PMDB) e  o presidente estadual do PMDB, Jorge Picciani, se reuniram com o ministro Marcelo Crivella (PRB) na sexta-feira passada. Em pauta, um compromisso do PMDB apoiar o bispo da Igreja Universal em um segundo turno na campanha ao governo do Rio de Janeiro caso Luiz Fernando Pezão não consiga chegar lá. Nos bastidores, a dupla Cabral e Picciani estaria defendendo o seguinte mantra: "Entregar o Palácio Guanabara para Lindbergh Farias ou Anthony Garotinho, nem pensar”.

Em contrapartida, eles querem o apoio de Crivella se Pezão for ao segundo turno contra Lindbergh ou Garotinho

Fonte: Lauro Jardim/Veja 

Comentar
Compartilhe
Após fechar com 14 partidos, Pezão vai atrás do PV
13/02/2014 | 10h16

Candidato ao governo do estado pelo PMDB, o vice-governador Luiz Fernando Pezão diz: "As conversas com os líderes políticos do estado são as melhores possíveis, tanto que já contamos com o apoio de 14 partidos", diz Pezão ao blog do Felipe Patury, na revista "Época". As legendas que se comprometeram a estar ao lado de Pezão na eleição deste ano são: PDT, PP, PSD, PTB, Solidariedade, PSC, PSDC, PSL, PTN, PRTB, PHS, PMN, PTC e PRP. Agora, o vice-governador se esforça para atrair o PV, que seria o seu 15º aliado. As conversas são com a deputada estadual Áspasia Camargo, líder do PV no Rio e amiga de Pezão.

Em Campos, o PV está de cara nova desde a última segunda-feira (10). O diretório municipal está sendo presidido pelo jornalista Gustavo Matheus. Durante a posse de Gustavo, o representante do diretório nacional do PV, Roberto Rocco, fez duras críticas ao governo Cabral. Porém, outra ala do partido defende a aliança com o PMDB.

Noiva cobiçada — O senador Lindbergh Farias, pré-candidato ao governo, também anda namorando o PV. Com pouco tempo de TV, ele tenta correr contra o tempo e, principalmente, contra a força da máquina estadual.

Comentar
Compartilhe
Quem entendeu o recado de Rosinha?
12/02/2014 | 22h12

A prefeita Rosinha Garotinho (PR) tem muitos pontos fortes. Além da força eleitoral, com três vitórias em três eleições, ela demonstra determinação durante o embate eleitoral, é aplicada nos estudos sobre assuntos técnicos e atua muito bem nos debates. Por conta disso, a sua popularidade chega a superar a do marido e líder, Anthony Garotinho (PR). Porém, ela também tem seus pontos fracos. O principal deles é a falta de habilidade no campo mais polêmico da política. Como sempre deixou essa tarefa por conta do marido, ela raramente se posiciona sobre assuntos espinhosos. Ela é uma prefeita que não fala sobre bancada na Câmara, alianças com partidos e jamais responde a oposição. É bom ressaltar que esse ponto fraco acaba sendo positivo, já que ela acaba evitando o desgaste.

Porém, em um gesto raro, ela resolveu disparar na última segunda-feira (aqui) contra todos aqueles que ousam questionar os shows do seu governo. Ao defender a amiga e presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro, Rosinha se transformou em Garotinho e disparou para todos os lados. Tentando defender os shows do presente, ela cogitou ressuscitar a CPI da Fundação Zumbi. Além disso, criticou "a cachorrada do passado".

Dois dias depois do desabafo, vejo no blog “Opiniões”, do jornalista Aluysio Abreu Barbosa (aqui), que os rosáceos ainda estão tentando entender o que a prefeita Rosinha quis dizer. Como o líder maior não se meteu no assunto, eles parecem estar perdidos. Será que é apenas para requentar a CPI da Fundação Zumbi? Será que a prefeita não sabe que essa CPI foi conduzida por seus aliados e o relatório foi apresentado e encaminhado ao Ministério Público em 2009? Será que ela não sabe que até o seu marido elogiou o andamento da CPI da Zumbi?

Acostumados ao discurso de Garotinho, os rosáceos ainda precisam aprender a decifrar as ordens da prefeita que governa o município desde 2009.

Quem canta seus males espanta — Hoje (12), nos bastidores da Câmara, um rosáceo brincou: “Acho que é melhor a prefeita cantar e deixar essas polêmicas por conta do chefe. Até porque, quem canta seus males espanta”.

Comentar
Compartilhe
HGG: Cidadão desabafa em rede social
12/02/2014 | 17h43

Enquanto a tropa rosácea se preocupa em atacar os governos passados e  defender a gastança com shows, os cidadãos continuam usando as redes sociais para mostrar que o governo está longe de ser um "mar de rosas". Em seu perfil no Facebook, o ex-rosáceo Rodrigo Paes, que já foi vice-presidente da Codemca, publicou a foto de uma senhora de 88 anos no corredor do HGG. Além disso, relatou uma série de problemas envolvendo o hospital.

Após cinco anos de governo a culpa ainda é de Arnaldo e Mocaiber?

Reparem que até o vereador José Carlos (PSDC), da bancada governista, considera a situação absurda. "Sempre estou lá em visitas e me assusto cada dia que chego... só Deus, mesmo", comentou o parlamentar.

Em uma outra postagem, Rodrigo explica: "Em contato com alguns funcionários do hospital, eles pediram para chamar a imprensa, pois a coisa é bem pior do que imagina. Inclusive, em dias de chuva, é um Deus nos acuda".

Comentar
Compartilhe
Para Cabral, partidos estimulam ações violentas
12/02/2014 | 17h05

Ao comentar a prisão do segundo envolvido na explosão do rojão que matou o cinegrafista Santiago Andrade, o governador Sérgio Cabral (PMDB) disse que "esses dois jovens estão inseridos em um contexto maior que envolve partidos políticos e organizações". Sem citar nomes, Cabral afirmou: "Há partidos políticos e organizações embutidos nessas ações (de violência que ocorrem durante manifestações). Essas questões não devem ficar camufladas, é preciso tirar a máscara. A dimensão mais grave é que envolveu a vida de uma pessoa (...) Esses dois jovens fazem parte de uma concepção de desprezo do institucional, do legal, do democrático. Há grupos e segmentos de partidos políticos que desprezam o processo democrático, as instituições, a economia de mercado. Esses dois jovens estão inseridos em contexto maior, são ações que se complementam", disse.

Cabral comentou a prisão de Caio de Souza depois de uma solenidade no Palácio Guanabara e elogiou o trabalho da policia. Além de Caio, está preso também o tatuador Fábio Raposo, que disse ter entregue o rojão a Caio.

Fonte: Agência Estado 

Comentar
Compartilhe
TRE-RJ determina que Garotinho suspenda distribuição de brindes
11/02/2014 | 22h41

Apesar de juridicamente ainda não ter recebido a decisão do desembargador Wagner Cinelli de Paula Freitas, do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), o deputado federal Anthony Garotinho (PR), vai ter que cancelar a distribuição de brindes aos ouvintes do programa de rádio que faz no Rio de Janeiro. De acordo com a nota divulgada pelo TRE-RJ, o deputado terá de retirar a propaganda de todos os meios de comunicação e suspender o serviço de cadastro de fiéis para o recebimento do brinde. O kit contém livro, camiseta, carteirinha personalizada, além de uma carta de boas-vindas com a assinatura de Garotinho.

Caso a determinação não seja seguida, o desembargador estipulou uma multa de R$ 5 mil ao descumprimento de qualquer dos itens. Potencial candidato ao Governo do Estado em 2014, Anthony Garotinho tinha a sua foto estampada na camiseta distribuída no kit. O desembargador considerou que a anunciada intenção de constituir uma "rede de orações" seria, na verdade, um pretexto para a propaganda antecipada. "De fato, o representado busca a promoção de sua imagem mediante instrumento vedado pela lei", entendeu Wagner Cinelli. Segundo a assessoria de comunicação do TRE-RJ, o deputado poderá recorrer da decisão assim que a determinação for publicada em Diário Oficial. A equipe de reportagem do G1 tentou entrar em contato com a assessoria do deputado, mas as ligações não foram atendidas.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Fim da novela: Wladimir não será candidato
11/02/2014 | 22h21

Ontem (10), uma novela que durou muitos meses chegou ao fim. O presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, não será candidato a deputado estadual. A decisão teria sido tomada "Em Família". Por coincidência, o mesmo nome da nova novela das 21h da TV Globo. Se na novela de Manoel Carlos as reviravoltas são comuns, em Campos não é diferente. Mesmo com o fim da novela, Wladimir deve ser protagonista em uma nova trama. Alguns nomes ligados  ao governo, como o jovem blogueiro Ruan Barros, garantem (aqui) que Bruno Dauaire (PR) será o candidato de Wladimir. Porém, o discurso oficial é diferente. Como é presidente do PR em Campos, Wladimir afirma que vai atuar de forma isenta, sem declarar apoio.

Ou seja, mesmo com o fim da novela, tudo indica que uma nova trama já começou.

Comentar
Compartilhe
Justiça mantém apuração sobre possíveis efeitos lesivos de obras do Porto do Açu
11/02/2014 | 16h37
[caption id="attachment_22496" align="aligncenter" width="448"] O canal mais atingido teria sido o Quintingute, principal fonte de abastecimento dos agricultores locais[/caption] O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) acatou o recurso (agravo de instrumento) do Ministério Público Federal (MPF) e suspendeu a decisão do juiz da 1ª Vara Federal em Campos, que havia recebido apenas parcialmente a ação contra as empresas EBX, OSX e LLX por conta da degradação ambiental causada por obras do Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense. Na ação, o procurador da República Eduardo Santos de Oliveira pediu a paralisação das obras que ocasionaram a salinização no Canal de Quitingute, com eventual alcance de áreas do solo, de águas doces em canais e lagoas e de água tratada para o consumo humano, no 5º Distrito de São João da Barra. Porém, a decisão do juiz, em fevereiro de 2013, considerou apenas os comprovados danos ambientais decorrentes da salinização no Canal do Quitingute, afastando as demais áreas apontadas na ação. (Processo n° 0000133-13.2013.4.02.5103) Na decisão do TRF2, a desembargadora Maria Helena Cisne concordou com as alegações do MPF de que os danos da salinização podem não ter sido restritos ao Canal do Quitingute, podendo ter atingido ainda a rede de água para abastecimento humano em toda região. Entenda o caso — Em janeiro de 2013, o MPF em Campos entrou com a ação, com pedido de liminar, contra as empresas EBX, OSX e LLX, do empresário Eike Batista, pedindo a paralisação de obras no Porto do Açu em consequência da degradação ambiental na área do 5º Distrito de São João da Barra. A ação aponta fortes indícios de que determinadas obras causaram a salinização em áreas do solo, de águas doces em canais e lagoas e de água tratada para o consumo humano. Ainda segundo a ação, pesquisas da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) detectaram um índice de salinidade sete vezes maior do que o permitido para o consumo na água disponibilizada à população local pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). De acordo com o inquérito civil instaurado em novembro de 2012 pelo MPF, o aumento da salinidade no solo e em águas doces implica destruição de vegetação nativa e de restinga, danos ambientais evidentes em relação à fauna e flora, assim como a diminuição da fertilidade do solo, o aumento da erosão e o início de processo de desertificação na região. Também são réus na ação o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama). Fonte: Ascom/MPF
Comentar
Compartilhe
PMDB quer Felipe Peixoto (PDT) como vice de Pezão
11/02/2014 | 12h59

Pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PMDB, o vice-governador Luiz Fernando Pezão fechou acordo com o PDT, que terá um nome na chapa. O PMDB já manifestou sua preferência: quer que o PDT indique o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Felipe Peixoto, para a vaga de vice de Pezão. Peixoto é deputado estadual licenciado. Diz o presidente do PMDB do Rio de Janeiro, Jorge Picciani: "Ele é um bom secretário, bem formado, jovem e com grande força em Niterói e nas cidades vizinhas. Complementa muito bem o Pezão". O secretário tem 36 anos e é formado em Direito.

Felipe Peixoto foi candidato à Prefeitura de Niterói em 2012. No segundo turno, acabou sendo derrotado por Rodrigo Neves (PT), que também é aliado de Pezão e Cabral.

Fonte: Felipe Patury

Comentar
Compartilhe
Caiu na rede
11/02/2014 | 12h53
Nas redes sociais, logo após o tiroteio do último domingo, na praia do Farol de São Thomé, diversos internautas publicaram relatos sobre o clima de insegurança. Alguns, optaram por montagens que foram compartilhadas por centenas de internautas. [caption id="attachment_22481" align="aligncenter" width="593"] Facebook/Enquanto isso em Campos[/caption] [caption id="attachment_22482" align="aligncenter" width="510"] Facebook/Enquanto isso em Campos[/caption]

Comentar
Compartilhe
Rosinha sugere CPI dos Shows
11/02/2014 | 00h44
[caption id="attachment_22476" align="aligncenter" width="484"] Facebook/Rosinha[/caption]

Na noite de ontem (10), durante reunião organizada pelo deputado estadual Geraldo Pudim (PR), no Automóvel Clube, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) mostrou que vai defender com unhas e dentes a sua amiga Patrícia Cordeiro, presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). Ao lado do presidente da Câmara, Edson Batista (PTB), ela sugeriu uma CPI dos Shows. Porém, a ideia é investigar apenas os shows do governo Mocaiber. Sobre a possibilidade de algo errado em seu governo, mesmo deixando claro que está tudo certo e que se trata de pura perseguição da mídia, ela avisou. “Se tem roubalheira eu mando embora. Já fiz isso outras vezes”, garantiu.

"Vamos mostrar a cachorrada que tinha no passado" — Chamando a briga para ela, já que o deputado federal Anthony Garotinho (PR) não se pronunciou sobre o assunto, a prefeita disparou: “Aproveitando que o presidente da Câmara. Dr. Edson Batista está aqui, sugiro uma CPI dos Shows para levantar todos os gastos com shows nos governos passados”, disse Rosinha, que foi além: “Não tenho medo da verdade. Vamos mostrar a cachorrada que tinha no passado. Isso tudo já foi investigado, mas o presidente anterior do Legislativo não colocou para frente”, afirmou Rosinha, se referindo a CPI da Fundação Zumbi dos Palmares, realizada em 2009, quando a Câmara era presidida pelo seu cunhado, o ex-presidente da Casa, Nelson Nahim (PSD).

O presidente da Câmara de Campos, Edson Batista, garantiu que a CPI dos Shows será colocada em votação logo nas primeiras sessões após a volta do recesso.

Comentar
Compartilhe
Suledil: "Já tem gente comprando votos em Campos"
11/02/2014 | 00h07
  [caption id="attachment_22469" align="aligncenter" width="384"] Facebook/Pudim[/caption]

Na noite de ontem (10), durante reunião organizada pelo deputado estadual Geraldo Pudim (PR) no Automóvel Clube, o secretário de Governo, Suledil Bernardino, revelou um esquema que estaria ganhando força no município de Campos. "Tem gente procurando as pessoas humildes e oferecendo R$ 250,00 por mês. É um esquema com cartões e o dinheiro é depositado. Não podemos aceitar esse tipo de coisa. Isso é compra de voto e precisamos denunciar. Se não é a Prefeitura, o governo estadual e o governo federal, quem poderia estar fazendo isso?", indagou o secretário.

Comentar
Compartilhe
Comandante do 8º BPM fala sobre tiroteio no "Verão da Família"
10/02/2014 | 14h08
[caption id="attachment_22462" align="aligncenter" width="491"] Foto - Ururau[/caption]
O comandante do 8º BPM, Antônio Carlos Sabino, participou hoje (10) do programa “Balanço Geral”, da TV Record e comentou sobre o tiroteio de ontem na praia do Farol (aqui). Na ocasião, ele informou que o incidente aconteceu após uma briga entre facções rivais. A PM e a Policia Civil já teriam identificado os autores dos disparos. "Esperamos prender em poucas horas os autores dos disparos", afirmou o tenente coronel.
Sabino também explicou que a parceria entre a Policia Militar e Guarda Civil Municipal está sendo fundamental e que o episódio de ontem se trata de "um caso isolado".
O apresentador e vereador Alexandre Tadeu (PRB) questionou o comandante sobre algumas reclamações que estão sendo enviadas pelas redes sociais. Segundo Tadeu, as pessoas relatam  tiroteios, brigas, furtos e roubos. Inclusive, algumas pessoas têm falado que a Prefeitura de Campos estaria abafando os casos. "Assim que somos informados, enviamos as viaturas. Porém, a população não diz nada. As informações e denúncias precisam chegar", afirmou.
Reforço — O comandante também informou que a equipe de planejamento da Policia Militar está estudando o reforço no policiamento, conforme as demandas da região. O comandante explica: “Vamos dar continuidade nas ações e no combate a criminalidade através das Operações" disse, ressaltando que já foram apreendidas armas e motos irregulares.
A Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Paz e Defesa Social, está acompanhando os desdobramentos. A programação do próximo final de semana prossegue normalmente, com shows e trios elétricos.
Comentar
Compartilhe
Prefeitura: Meio bilhão para unidades contratualizadas
10/02/2014 | 12h19

Mais de R$ 500 milhões, entre recursos dos royalties e do governo federal, foram repassados às unidades hospitalares contratualizadas em Campos por meio da Gestão Plena de Saúde, nos últimos cinco anos. Ao todo, a Secretaria Municipal de Saúde repassou $ 531.621.552,80, de janeiro de 2009 a dezembro de 2013, a oito hospitais por procedimentos e serviços prestados, como exames de média e alta complexidade, internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e outros procedimentos.

A Prefeitura tem relação de contratualização com a Santa Casa de Misericórdia de Campos, Sociedade Portuguesa de Beneficência, Hospital dos Plantadores de Cana, Hospital Escola Álvaro Alvim, Grupo IMNE, Hospital Pró-rim, Hospital Abrigo João Viana e Hospital Henrique Roxo. Além dos hospitais, são contratualizados os Laboratórios de Análises Clínicas Labmed, Hemoclin, Plínio Bacelar, Argeu de Oliveira e Pedra Verde, entre outros. Ao todo, 17 entidades são contratualizadas.

Segundo o vice-prefeito e secretário municipal de Saúde, Doutor Chicão (PP), a Prefeitura construiu um novo modelo de assistência com a implantação da Gestão Plena, em 2010, determinando quais serviços deveriam ser prestados, de que forma e por qual unidade. Com a medida, a Secretaria passou a auditar os serviços contratualizados, para, posteriormente, efetuar os pagamentos. “Até 2008, com o contrato de subvenção, o governo dava assistência aos hospitais sem controle. Agora, o controle é garantido com a contratualização”, disse.
Fonte: Secom/Prefeitura 
Comentário do blog: Mesmo com meio bilhão e colocando em prática a Gestão Plena, o governo municipal não conseguiu solucionar alguns problemas crônicos. As filas, por exemplos, continuam. No Álvaro Alvim e na Santa Casa, pacientes continuam dormindo nas ruas em busca de fichas para consultas (aqui). Na Câmara, o vereador Rafael Diniz (PPS) chegou a apresentar o caso de uma senhora que só conseguiu para setembro uma consulta marcada em abril.
Comentar
Compartilhe
Garotinho processa editora Globo por matéria da revista Época
10/02/2014 | 12h03

O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) vai processar a editora Globo, responsável pela publicação da revista Época, que, no final de semana, circulou com duas capas e uma reportagem em que acusa o ex-governador do Rio de tentar sabotar as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora). Sob o título "O sabotador da pacificação", a Época insinua que Garotinho teria montado um esquema para desestabilizar o principal programa de governo de Sérgio Cabral na área de Segurança Pública. Além disso, supõe que Garotinho teria ligações com a banda podre da polícia a serviço do tráfico de drogas.

Esta manhã, o deputado e ex-governador se defendeu durante o programa de rádio "Fala Garotinho", da Rádio Manchete (AM 760). "É muita ingenuidade achar que um blog pode desestabilizar uma UPP. A Unidade de Polícia Pacificadora tem méritos, mas ela não dá certo por quê? Primeiro porque não prende os bandidos. Cabral avisa que vai ocupar e exporta criminosos para outras áreas do Rio. A ocupação policial só funciona se tiver ocupação social. Mas o atual governador acabou com todos os programas sociais do meu governo. Jovens pela Paz, Casa da paz, Cheque Cidadão. Não adianta que polícia não é assistente social", afirmou Garotinho.

O ex-governador acusou Cabral de ter pago a revista para publicar a reportagem contra ele. E citou outro processo que abriu contra a revista Época uns sete anos atrás em que foi vencedor e ganhou R$ 300 mil. "Vou entrar de novo na justiça contra a Época. Já ganhei uma vez e vou ganhar agora. Essa reportagem foi comprada pelo governador Sérgio Cabral. A revista saiu no final de semana com duas capas. Para o estado do Rio, a capa é com uma foto minha ao lado do ex-chefe de polícia Álvaro Lins, em 2004, e, para o restante do Brasil, a capa é sobre uma nova dieta", disse o deputado.

Segundo o ex-governador, outro ponto que reforça que a reportagem foi comprada é a venda casada do final de semana. "A Época foi vendida junto com O Globo, pelo mesmo preço do jornal. Quem pagou a revista? Alguém tem alguma dúvida de que foi o Palácio Guanabara?", indagou.

Garotinho disse durante o programa de rádio que foi ele que prendeu os maiores traficantes do Rio, quando era governador e secretário de Segurança do governo Rosinha. "Os maiores traficantes do Rio, inclusive o maior Fernandinho Beira-Mar, fui em que prendi. Marcinho VP, My Thor e Facão são alguns dos mais de cem que conseguimos botar atrás das grades. Qual traficantes graúdo Cabral prendeu em sete anos de governo? Nenhum, porque ele faz acordo com o tráfico", atacou Garotinho.

Para o deputado e ex-governador, a ação de Cabral com a Época foi uma resposta ao fato de Garotinho ter publicado no seu blog o rap "O Bandido do Rio" do MC PH Lima que ataca o atual governador. Outro motivo seria, segundo Garotinho, a sua liderança nas pesquisas para o governo do Rio.  - Cabral não gostou nem um pouco do rap do MC PH Lima que diz "O bandido, o bandido, o bandido, o bandido, se acha o tal. O nome do bandidoôô é Sérgio Cabral!". O governador está com medo porque todas as pesquisas me apontam em primeiro lugar porque o povo não é bobo. Só falta eles dizerem agora que fui eu que emprestei o fósforo pra incendiar Roma ou mandei crucificar Jesus Cristo - ironizou Garotinho.

O deputado prometeu usar a tribuna da Câmara Federal para mostrar as duas capas da revista Época, denunciando "a farsa da reportagem comprada pelo governador Sérgio Cabral".

Fonte: JB

Comentar
Compartilhe
Nove partidos que caminham com Rosinha já fecharam com Pezão
08/02/2014 | 22h36
Em suas caminhadas pelo estado do Rio, o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) tem dito que a sua aliança já conta com 16 partidos. Além do PMDB, estão aliados: PSB, PP, PSD, SDD, PDT, PTB, PSL, PTN, PSC, PSDC, PRTB, PHS, PMN, PTC e PRP. O número de partidos aliados a Pezão pode aumentar: ele tem conversado com o PV e ainda tem esperanças do PCdoB desistir da pré-candidatura da deputada federal Jandira Feghali. Em Campos, tudo indica que o “rolo compressor” de Pezão vai gerar impacto na Câmara. Entre os partidos aliados, nove estão caminhando com a prefeita Rosinha e o deputado Garotinho. PSB: Tem cargos no governo e uma cadeira na Câmara (Altamir Bárbara) PP: É o partido do vice-prefeito e secretário de Saúde, Chicão Oliveira. O vereador Miguelito também está no PP. PTB: Trata-se do partido do presidente da Câmara de Campos, Edson Batista. O vereador Neném também faz parte do PTB. PSC: Partido do vereador Genásio PHS: Conta com um secretário (Wainer Teixeira) e a vereadora Auxiliadora Freitas. PSDC: Esse está dividido. Tem o deputado João Peixoto com Pezão e o vereador José Carlos com Rosinha. PMN: Partido do vereador Álvaro Cesar. PTC: A legenda, que fez bonito na eleição de 2012, elegendo dois vereadores (Thiago Virgílio e Ozéias), também está na bancada governista e conta com cargos no governo. PTN: O pequeno partido é comandado em Campos por aliados da prefeita Rosinha. Vai liberar ou pressionar? — Agora, fica uma pergunta no ar: Os diretórios estaduais vão deixar os membros atuarem nas campanhas dos adversários ou haverá uma pressão? Oposição maior? — Nos bastidores, há quem diga que a Câmara em 2014 vai ter uma oposição bem maior.
Comentar
Compartilhe
Makhoul: "A incultura do desperdício é o nosso círculo vicioso"
08/02/2014 | 15h08

Em artigo publicado na Folha, o médico Makhoul Moussallem (PT) fez duras críticas ao "Verão da Família", organizado pela equipe da prefeita Rosinha (PR). Citando os gastos com o verão só no mês de janeiro, que giram em torno de R$ 2,5 milhões, ele disparou: "O chamado 'pão e circo' é um recurso maquiavélico. É do mal. Pelos antigos romanos, foi largamente empregado ao presentear comida e diversão ao povo, com o objetivo de aplacar a insatisfação popular contra os governantes. (...) Os séculos passaram e a tecnologia presente, garante um pão sem risco de bolor:  o cartão magnético. Além das arenas modernizadas inventamos as gigantescas estruturas metálicas: o mega palco. Distanciado e suspenso, com parafernália de luzes em constante movimento e som nas alturas", disse o presidente do PT em Campos.

No final do texto, o petista dispara: "A incultura do desperdício é o nosso círculo vicioso".

O artigo completo foi publicado no blog da Luciana Portinho (aqui).

Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Revista Época inventa mentiras contra mim"
08/02/2014 | 14h39

Apontado pela revista "Época" como "sabotador da pacificação" (aqui), o deputado federal Anthony Matheus interrompeu o seu descanso na praia do Farol e usou o seu blog (aqui) para se defender e atacar. "A Época publica na sua edição deste final de semana uma matéria recheada de mentiras, ofensas e ficções, que certamente terá como resultado mais uma ação judicial contra as Organizações Globo com pesada indenização, como, aliás, há sete anos a revista foi condenada em me indenizar em R$ 300 mil, valores da época. Sob o título 'Garotinho sabotador da pacificação' a revista mistura mentiras com ficção como vocês poderão entender agora. O projeto das UPPs vive no momento uma crise e a Época ao invés de apontar os verdadeiros culpados pelo fracasso do programa afirma que eu através do meu blog consegui desestabilizar a política de segurança do governo Sérgio Cabral. Sinceramente eu não sabia que eu tinha tanto poder e que o meu blog tinha tantos leitores", disse o deputado.

Segundo Garotinho a matéria inventa que ele  mantém um bunker onde recebe dossiês para serem publicados no blog. "Gostaria de saber quem trabalha nesse endereço e quem são os funcionários. A revista publica uma foto de 2004, dez anos atrás, quando eu era secretário de Segurança, ao lado de Álvaro Lins, e publica dois diálogos de gravações um ocorrido em 2004 e outro em 2005 como se fossem atuais. É muita cara de pau e anti jornalismo. (...) Achar que minhas denúncias sobre os erros e falhas de um projeto que também tem méritos seriam capazes de inviabilizar a ação é como se diz no popular 'viajar na maionese'. A reportagem não apresenta nenhuma prova que sustente o título", afirmou.

Comentar
Compartilhe
Cheque Cidadão X Balcão Emprego
08/02/2014 | 14h33
[caption id="attachment_22416" align="aligncenter" width="552"] Facebook/Enquanto isso em Campos[/caption]
Comentar
Compartilhe
Época: Garotinho, Álvaro Lins e a tentativa de sabotar a pacificação
08/02/2014 | 11h15

Da revista Época: 

Em verdadeiras operações de guerra, com tanques da Marinha e militares do Exército, o poder público retomou o controle de favelas cariocas dominadas por criminosos. De 2008 até hoje, foram reconquistadas 252 comunidades, onde vive 1,5 milhão de pessoas. Antes dessas ações, as áreas eram territórios de traficantes e milicianos, que desfilavam com fuzis e metralhadoras na mão. Para evitar que a bandidagem voltasse ao poder, o governo do Rio de Janeiro instalou Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nos principais morros retomados. Já há 36 UPPs com 9 mil policiais militares. Nestes seis anos, os homicídios diminuíram 65% nas comunidades ocupadas. Apesar das batalhas vitoriosas, a guerra não está ganha. Há muitas favelas para ocupar e, mesmo nas comunidades já retomadas, os bandidos ainda sonham em reconquistar os territórios perdidos. Mais recentemente, os criminosos passaram a adotar a tática de guerrilha. Em ataques-relâmpago contra as UPPs, disparam tiros de fuzil, granadas e coquetéis molotov.

As autoridades já esperavam essas dificuldades. A surpresa são os novos inimigos: os sabotadores da pacificação. O objetivo desse grupo também é territorial, mas no campo político. Suas armas são as ameaças, a perseguição, a produção de dossiês e uma série de outros artifícios para instalar o medo na população e desacreditar a segurança pública. Esses agentes do subterrâneo têm endereço conhecido e comando estabelecido. Eles operam num bunker na Rua Senador Dantas, no centro do Rio de Janeiro. Na liderança do grupo, estão o ex-governador Anthony Garotinho e o ex-chefe da Polícia Civil Álvaro Lins.

Pré-candidato a governador do Rio de Janeiro, Estado que já administrou de 1999 a 2002, Garotinho chama a ação nas favelas de “farsa da pacificação”. Seu objetivo é minar a administração de Sérgio Cabral, seu principal adversário político, e atacar sua maior conquista, o programa das UPPs, que reduziu os homicídios na capital em 48%. Se a coisa ficasse apenas no plano eleitoral, seria do jogo. Mas Garotinho extrapolou. Por meio de seu blog, ele divulga dossiês contra o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. A torrente de acusações foi tamanha que, no ano passado, Beltrame entrou com uma queixa no Supremo Tribunal Federal. Na ação judicial, Beltrame afirma que os ataques contra ele ameaçam sua credibilidade e reputação diante da polícia. “O blog é um permanente corpo de delito”, diz a queixa ao STF.

Um dos materiais publicados – no caso, como forma de intimidação – inclui uma série de fotos do carro de um empresário, apontado como dono do apartamento onde mora Beltrame. Com cópia da guia de IPVA e identificação do proprietário do veículo, a escritura do imóvel e fotos da fachada do prédio. O dossiê sugere que Beltrame não paga aluguel pelo imóvel. Noutro episódio, Garotinho reuniu uma extensa papelada, incluindo documentos internos da PM, para atacar a compra de novos carros de polícia pelo governo. Na queixa que encaminhou ao STF, Beltrame contesta todo o material e aponta várias inconsistências.

Nem todo o material reunido pela equipe do bunker vai para o blog. Boa parte alimenta a rede de intrigas de Garotinho. Dossiês, como os produzidos contra Beltrame, exigem o trabalho subterrâneo de arapongagem. É a missão de ex-policiais que trabalham no bunker, demitidos por corrupção ou aposentados. Eles são ligados ao ex-delegado Álvaro Lins, chefe da Polícia Civil entre os anos de 2000 e 2006 nos governos do casal Garotinho e Rosinha Matheus. Acusado de lavagem de dinheiro, corrupção e formação de quadrilha armada, Lins foi condenado pela Justiça Federal a 28 anos de prisão em 2010. O Ministério Público Federal diz que, na época em que chefiava a polícia, ele protegia a máfia dos jogos caça-níqueis. No mesmo processo, Garotinho amargou uma pena de dois anos e seis meses por formação de quadrilha. O recurso contra a sentença será julgado pelo Supremo Tribunal Federal.

Mesmo depois de ter deixado o governo varado de denúncias, Lins nunca se afastou de Garotinho. Mantém até hoje uma relação de subordinação a ele. Os dois respondem a um inquérito por compra de votos nas eleições de 2006. Na ocasião, a Polícia Federal interceptou diversos diálogos entre eles. Numa das conversas – inéditas até hoje e às quais ÉPOCA teve acesso –, Lins se refere a Garotinho como “chefe” (ouça os áudios abaixo). Segundo a Procuradoria-Geral da República, Garotinho, Lins e o deputado estadual Geraldo Pudim tramaram um esquema de corrupção eleitoral. O governo de Rosinha Garotinho, mulher de Garotinho, e então governadora, se comprometeria a convocar 1.774 aprovados no concurso público para investigador da Polícia Civil. Antes da convocação, porém, os concursados teriam de trabalhar como cabos eleitorais, pedindo votos. Naquela época, Lins era candidato a deputado estadual, e Pudim concorria a uma cadeira na Câmara Federal.

Em outubro de 2011, Lins mais uma vez seguiu Garotinho, cerrando fileira no PR. Na mesma época, passou a frequentar uma empresa de auditoria e investigação chamada Acarpi, cujo endereço fica num prédio discreto no centro do Rio de Janeiro. Os corredores sem movimento dão a impressão de que as salas estão vazias. O dono da empresa, o ex-policial e advogado Carlos Azeredo, trabalha a todo vapor para atazanar a vida de Beltrame e a cúpula da Secretaria de Segurança Pública, movendo processos judiciais. Azeredo é filiado ao PR, partido de Garotinho, desde agosto de 2011.

Procurado por ÉPOCA, Lins disse que conversa com Garotinho apenas para tratar de processos judiciais. Ele afirma ainda que a sentença de 28 anos de prisão e a acusação de compra de votos foram motivadas por dossiês de delegados da Polícia Civil. “Não há ninguém contra a pacificação, mas existem pessoas contra o preço pago para promover isso”, disse Lins. O advogado Carlos Azeredo diz que Lins apenas frequenta seu escritório. “Sou advogado, e não informante do Garotinho”, afirma Azeredo. A assessoria de Garotinho informou que não conseguiu falar com ele.

Para ler a matéria completa e ouvir os áudios, clique aqui 

Advogado diz que revista faz parte de "organização criminosa" — Durante o programa "Entrevista Coletiva", da rádio Diário FM, sem comentar sobre a matéria, o advogado Antônio Maurício Costa criticou a revista "Época". "Eu conheço essa turma. Na verdade, trata-se de uma organização criminosa", disse o advogado.

Comentar
Compartilhe
Cabral diz que passará governo para Pezão em abril
07/02/2014 | 18h58

O governador Sérgio Cabral (PMDB) confirmou nesta sexta-feira, 7, que transmitirá o cargo em abril para o vice, Luiz Fernando Pezão, pré-candidato ao Palácio Guanabara. Inicialmente, o plano do governador era sair em 31 de março, depois ele falou em 28 de fevereiro e agora a previsão é 3 de abril. Em discurso durante inauguração da primeira Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) fora capital, na comunidade da Mangueirinha, em Duque de Caxias (Baixada Fluminense), Cabral citou uma série de realizações de seu governo. "É este o Estado que você vai assumir a partir de abril. A lei impõe minha saída. Deixarei em muito boas mãos", discursou o Cabral, que deverá disputar o Senado, dirigindo-se a Pezão.

Desde a semana passada a dupla Cabral e Pezão tem participado de várias inaugurações na capital, região metropolitana e interior. Na inauguração da UPP, o palanque teve a presença do deputado petista Zaqueu Teixeira, que, embora defendesse a permanência do PT no governo até o fim da gestão Cabral, teve que deixar a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos na semana passada, em cumprimento a determinação da executiva regional. O rompimento com o PMDB, depois de sete anos de aliança, foi anunciado pelo presidente do PT-RJ, Washington Quaquá, no dia 27 de janeiro. Ex-chefe de Polícia Civil, no governo Benedita da Silva (PT), Zaqueu disse que foi a convite do prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso. "Sou um deputado eleito pela Baixada Fluminense, desde 2011, quando eu presidia a Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, pedia que o governo levasse a UPP para a Baixada, para a Mangueirinha. Não vejo incompatibilidade", disse Zaqueu. "Meu relacionamento pessoal (com o governador e o vice) é muito bom, e também é muito bom com meu candidato a governador, Lindbergh. No momento da eleição, vou fazer campanha para meu candidato. Ainda não estamos na época", disse o ex-secretário.

 A saída do PT do governo Cabral foi uma vitória do pré-candidato do PT ao governo do Estado, senador Lindbergh Farias, que trabalhava pelo rompimento da aliança desde o fim do ano passado.

Fonte: Agência Estado 

Comentar
Compartilhe
Garotinho: “Não tenho problema na Justiça”
07/02/2014 | 18h43

Condenado por formação de quadrilha em 2010 e denunciado em agosto de 2013 por desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) não pensou duas vezes ao ser indagado pelo SBT Rio sobre algum tipo de pendência na Justiça. “Não há problema na Justiça. Eu respondi algumas denúncias que foram feitas pelo Ministério Público. Como tem uma postura muito firme contra os que se acham donos da mídia, eles colocam umas coisas sempre de forma ampliada. Quem foi condenado e ficou inelegível foi outro candidato, não fui eu”. Indagado sobre o nome do candidato, ele afirmou: “Lindbergh”.

Comentar
Compartilhe
Prefeitura libera: Empresas de ônibus (R$ 2,8 milhões) e Unidades de Saúde (R$ 3,5 milhões)
07/02/2014 | 17h09

A Prefeitura de Campos antecipou o repasse dos subsídios no valor de R$ 2,851 milhões para as empresas de ônibus. Também foi antecipado o repasse para as unidades de saúde contratualizadas com o município, em convênio no valor de R$ 3.547 milhões.

O secretário de Fazenda, Walter Jobe, explica que os repasses dos subsídios são feitos dia 10 de cada mês e que os valores foram repassados agora em fevereiro com antecedência. “No dia 6 repassamos para a Fetranspor os subsídios destinados as 14 empresas de ônibus de Campos e cabe à Federação, fazer o depósito na conta de cada empresa, conforme o valor que couber a cada uma. No caso das unidades de saúde, os valores já estão depositados diretamente nas suas respectivas contas”, informou o secretário Walter Jobe.

Fonte: Secom/Prefeitura de Campos

Comentar
Compartilhe
Câmara marca audiência pública para discutir caso Autopista/BR 101
07/02/2014 | 10h46

A Câmara de Campos realiza na próxima quarta-feira (12), às 15h, audiência pública para tratar do assunto relacionado à duplicação da Rodovia BR-101. Estarão presentes vereadores de Campos e de outras cidades, além de representantes das nove Câmaras que compõem o Parlamento Regional, bem como de representantes da Polícia Rodoviária Federal.

Há mais de 20 dias que a 1ª Vara Cível de Campos determinou a suspensão de cobrança de pedágio nas praças de Guandu e Serrinha pela Autopista Fluminense.

O presidente do Legislativo, vereador Edson Batista (PTB), lembrou que a Câmara realizou uma audiência pública no ano passado, quando foram levantadas as questões que, segundo o parlamentar, resultaram na suspensão da cobrança do pedágio. “A Câmara mais uma vez cumpriu com o papel de interlocutora da sociedade, contando com o apoio do Ministério Público e da Justiça para que a cobrança do pedágio fosse suspensa, diante das irregularidades no cumprimento de cláusulas contratuais e da falta de compromisso da concessionária”, observou o presidente do Legislativo.

O vereador Jorge Magal (PR), vice-presidente da Câmara de Campos, que presidiu uma audiência pública em 2013 sobre o caso BR 101/Autopista, lembra que, de acordo com a ANTT, a concessionária não tinha autorização para instalar uma praça de pedágio em Guandu. “Durante a audiência pública, que ocorreu em outubro do ano passado, o diretor da ANTT, Marcelo Vargas, declarou que a concessionária não tinha autorização para cobrar pedágio em Guandu. Nossos advogados estavam de posse de toda documentação. A audiência pública foi filmada”, diz o vereador, que foi além. “Eles também disseram que não existe previsão de duplicação no trecho entre Campos e a divisa com o Espírito Santo. É um absurdo não ter autorização e nem previsão para a obra, se tem essa praça de pedágio no km 40. Por isso solicitamos a suspensão da cobrança ou retirada dessa praça”, afirmou Magal, que comemora a nova audiência. "Vamos continuar deixando claro que os cidadãos merecem mais respeito. Essa decisão judicial foi importante para mostrar que a concessionária não pode fazer o que bem entende. Vamos cobrar a duplicação e a prestação correta dos serviços", afirmou.

Fonte: Ascom/Câmara de Campos 

Comentar
Compartilhe
Orçamento Participativo: 8 meses na gaveta da Câmara
06/02/2014 | 23h19

A Câmara de Campos tem feito um balanço de todos os projetos aprovados durante o ano de 2013. Porém, muitas propostas apresentadas pelos vereadores nem chegaram a ser debatidas no plenário. Tudo indica que andam dormindo nas gavetas. Um exemplo é a indicação legislativa do vereador Marcão (PT), que pretende implantar em Campos o Orçamento Participativo e criar o Conselho do Orçamento Participativo. Em sua justificativa. Marcão diz: “Muitas são as experiências interessantes e produtivas de participação do cidadão na definição das políticas públicas, tanto na esfera municipal como na estadual. Apesar disso, o orçamento do município continua sendo tratado de forma hermética, sendo que as decisões a seu respeito restringem-se aos técnicos, ao chefe do Executivo e a alguns poucos parlamentares”.

A proposta foi protocolada na Câmara em junho do ano passado. Porém, entre a aprovação de centenas de moções de aplausos e congratulações, não houve espaço para colocar o Orçamento Participativo na pauta...

Comentar
Compartilhe
Magno Malta quer disputar presidência da República
06/02/2014 | 23h11

O senador Magno Malta apresentará à cúpula do PR uma carta se colocando à disposição do partido para disputar a Presidência da República. Malta defenderá a força do projeto, ressaltando que terá apoio de boa parte das lideranças evangélicas do Brasil.

É uma ideia ousada, mas quase impossível de prosperar. Alguém imagina ver o PR entregando os cargos no governo Dilma Rousseff?

Fonte: Radar/Lauro Jardim 

Comentar
Compartilhe
Cabral repudia "justiceiros"
06/02/2014 | 14h31

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), comentou, nesta quinta-feira, o vídeo divulgado pelo EXTRA que mostra a execução de um homem, em plena luz do dia, na Estrada Plínio Casado, no bairro da Prata, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A via onde ocorreu o crime é uma das mais movimentadas da cidade e a vítima, segundo relato de testemunhas, seria um assaltante. Segundo o governador, a ação de “justiceiros” no Rio é inadmissível: "Repudiamos qualquer ação de milicianos ou justiceiros. Qualquer poder paralelo é repudiado. Perseguiremos e prenderemos essas pessoas. Poder paralelo, no meu governo, é inadmissível. Não tem acordo.

Cabral aproveitou a ocasião para prometer uma investigação rigorosa do assassinato: "Vamos, com certeza, investigar e prender essas pessoas que tentam fazer justiça com as próprias mãos"

O assassinato ocorreu no dia 23 de janeiro deste ano. Nas imagens - que circulam por redes sociais - é possível ver um homem sem camisa, sentado no chão, em frente a um ponto de ônibus. Ele é segurado pela cabeça por outro homem. Segundos depois, passa uma moto ocupada por duas pessoas. O veículo para em frente ao rapaz e da garupa salta um homem. Ele saca uma pistola e dispara três vezes, à queima-roupa, contra a cabeça da vítima.

Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB aprova oito projetos enviados por Neco
06/02/2014 | 12h58

Da Ascom/Câmara de SJB: 

Na sessão extraordinária desta quinta-feira (06), na Câmara de São João da Barra, foram aprovados oito projetos de leis enviados pela prefeitura. Dois deles (001 e 002) autorizam a subvenção social às agremiações do município, Chinês e Congos, no valor de R$234.000,00 para ambas.  Tais recursos financeiros serão realizados mediante ao convênio fixado entre o município e às escolas.

Em seguida, foi aprovado o projeto de lei que regulamenta o licenciamento de Estação Rádio Base (ERB) e equipamentos afins de rádio, televisão, telefonia celular, telecomunicações em geral e de outras radiações eletromagnéticas. Foi aprovado, também, o projeto de lei que dispõe sobre a criação do Programa Municipal de Educação para o Trânsito, que tem por finalidade promover recursos, regras de trânsito e tráfego de pessoas, veículos automotores e bicicletas. O plenário aprovou, ainda, o projeto de lei que permite a criação do Programa Municipal de Acessibilidade Arquitetônica em edificações e logradouros públicos, cuja finalidade é destacar e alcançar acessibilidade dos cidadãos aos órgãos municipais de Administração Direta.

Com intuito de alcançar economia de energia e eficiência no setor, foi aprovado o projeto que diz respeito à formação do Programa Municipal de Conservação de Energia no município. No setor da agricultura, foi aprovado o projeto de lei que permite a criação de quatro programas: Correção de Acidez, Fertilidade e Conservação de Solo; Programa de Sanidade Animal e Melhoramento Genético de bovinos, equinos, bubalinos e pequenos animais; Programa de Patrulha Rural Mecanizada e o Programa de Implantação de Estufas e Tanques para piscicultura. Todos têm por finalidade promover melhorias à agricultura familiar e preparo do solo, plantio e cuidados com o setor.

Também entrou em pauta, um projeto que dispõe sobre a extinção e criação de cargos comissionados no âmbito da Procuradoria Geral do município, sendo aprovado por unanimidade.

Comentar
Compartilhe
Câmara divulga projeto vetado pela prefeita
06/02/2014 | 12h55

Em seu site, a Câmara de Campos informa (aqui)  que foi aprovado em 2013 o projeto de lei nº 0249, do vereador Thiago Virgílio (PTC), que institui o programa IPTU Verde. Seu objetivo é fomentar medidas que preservem, protejam e recuperem o meio ambiente, ofertando em contrapartida benefício tributário ao contribuinte. O Legislativo informa que "será concedido benefício tributário, consistente em reduzir o Imposto Predial e Territorial Urbano aos proprietários de imóveis residenciais e de terrenos que adotem medidas que estimulem a proteção, preservação e recuperação do meio ambiente".

Só faltou avisar que, em dezembro do ano passado, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) vetou o projeto. 

Durante a sessão que confirmou o veto, o autor da proposta, Thiago Virgílio, que faz parte da bancada governista, optou por não comentar. Ao lado dos vereadores Dayvison Miranda (PRB) e Alexandre Tadeu (PRB), ele se absteve durante a votação.

Vale lembrar que o projeto do IPTU Verde começou a ser discutido na legislatura passada pelo então vereador Rogério Matoso (PPS). Atualização às  22h31 — A matéria foi retirada do ar.
Comentar
Compartilhe
Gabeira mostra os “caídos pelo progresso do petróleo”
05/02/2014 | 15h42
[caption id="attachment_22351" align="aligncenter" width="407"] Em Macaé, Gabeira ouviu histórias de moradores de rua[/caption]

No próximo domingo (09), em seu programa na Globo News, às 18h30, o jornalista e ex-deputado federal, Fernando Gabeira, vai mostrar o impacto dos royalties do petróleo em Macaé. Ele acompanhou o trabalho de um grupo que realiza atendimentos médicos nas ruas. Segundo Gabeira, existem muitos “caídos pelo progresso do petróleo”.

Em 2010, durante a disputa pelo governo do estado, Gabeira esteve em Macaé e fez uma análise sobre o choque entre a riqueza dos royalties e a pobreza dos que buscam uma oportunidade na “Capital do Petróleo”. “Tivemos a oportunidade de voltar pela segunda vez às comunidades de Nova Holanda e Nova Esperança que nasceram no rastro da riqueza que transforma a cidade: o petróleo. Brasileiros de todas as partes chegam sem parar em busca de uma oportunidade que é difícil de surgir.

Comentar
Compartilhe
Vereadores já devolveram os professores?
05/02/2014 | 13h03
[caption id="attachment_22344" align="aligncenter" width="390"] No início deste ano Marinéa Abude revelou que 112 professores estariam por conta dos vereadores[/caption]

No início deste ano, ao discursar durante um evento no Trianon, a secretária de Educação, Marinéa Abude teria revelado que um dos problemas da Educação em Campos é o grande número de professores à disposição dos vereadores. Em seu blog, o jornalista Gustavo Matheus informou (aqui) que seriam 112 profissionais "na conta" dos parlamentares.

Em matéria publicada na versão impressa da Folha da Manhã, no dia 10 de janeiro de 2014, o presidente da Câmara de Campos, vereador Edson Batista (PTB), disse que o número apresentado pela secretária é “fantasioso”.

Na ocasião, o Diretor do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) de Campos, Carlos Santafé informou que a entidade buscou informações sobre os 112 professores.

Agora, um mês depois, algumas perguntas continuam no ar: A declaração foi fantasiosa? Os professores foram devolvidos e estão atuando nas escolas? Ficou tudo como estava?

Comentar
Compartilhe
César Gama: "O Goytacaz está negando dinheiro"
05/02/2014 | 01h00

O presidente do Americano decidiu desabafar. Claramente insatisfeito com mais um veto do Goytacaz na tentativa de alugar o Estádio Aryzão, César Gama não dosou suas declarações e disparou contra Robson Barreto, mandatário do rival. Em suma, ele acusou Barreto de não querer ganhar dinheiro e de ter deixado de atender as suas ligações de propósito. Embora ainda aguarde uma posição oficial, Gama desistiu do aluguel. Além disso, ele afirmou: "Quem me ofereceu o Aryzão para jogar foi o (Anthony) Garotinho. Eu, em momento nenhum, tive a ideia de jogar lá. O Goytacaz não está me negando o Aryzão, está negando ao Garotinho. Sou muito grato a ele (Garotinho), mas o Goytacaz não quis, e isso é direito deles", disse Gama. O político, há algumas semanas, desmentiu.

A última vez em que os presidentes conversaram foi na sexta-feira, por telefone. Na ligação, Gama voltou a dar investidas para poder jogar no campo e garante ter feito uma oferta de R$ 60 mil - R$ 10 mil a mais que o combinado a princípio, visto que o Cano jogará 10 partidas em casa na Série B do Carioca, e o Goyta estava pedindo R$ 5 mil por jogo. Mas Barreto, por sua vez, disse mais uma vez "não" sob a alegação de que estaria sofrendo pressão da torcida. "Ele disse que está sofrendo pressão da torcida. Torcida não ganha jogo, não paga conta. O Goytacaz está negando dinheiro. Ofereci R$ 60 mil ao clube. Além disso, a minha torcida é maior. Eu tenho pesquisas que mostram isso. A torcida do Goytacaz vai mais aos jogos, mas a torcida do Americano é maior", polemizou.

 César Gama ainda foi além. Disse que Barreto o pediu para não dar entrevistas sobre o caso e que depois não atendeu as suas ligações deliberadamente. "O presidente do Goytacaz me pediu para não dar nenhuma entrevista até o fim do prazo. Depois disso, achando que eu não tinha mais opções, não atendeu mais as minhas ligações. Liguei para ele mais de dez vezes, mas não consegui contato. Fiquei sabendo pela imprensa que ele não deseja mais (alugar)", afirmou.

Fonte: Globo Esporte.com

Comentar
Compartilhe
Os cinco políticos mais ricos do Brasil, segundo a Forbes
04/02/2014 | 23h39
[caption id="attachment_22332" align="aligncenter" width="472"] Lirio Parisotto, dono da Videolar: suplente do senador Eduardo Braga (PMDB-AM) é o políticos mais rico, com patrimônio de US$ 1,9 bilhão[/caption]

Com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Forbes elaborou uma lista com os políticos mais ricos do Brasil. Ao todo, os cinco citados na matéria apresentam um patrimônio estimado de quase 3,2 bilhões de dólares. Apesar de citar o grande problema da corrupção brasileira, a Forbes destaca que a maioria deles construiu sua fortuna antes de entrar na vida política. Segundo a publicação, são donos de companhias abertas, que requerem uma maior transparência e governança corporativa mais rigorosa, e por isso a necessidade de se manterem longe de escândalos (não necessariamente o caso de Paulo Maluf). Com fortuna de 1,9 bilhão de dólares, o suplente do senador Eduardo Braga e dono da Videolar, Lirio Albino Parisotto, lidera a lista. Em quinto lugar aparece Paulo Maluf, com 33 milhões de dólares de patrimônio decorrente da Eucatex.

Conheça os políticos mais ricos do Brasil:

Lirio Parisotto — Segundo a Forbes, o político mais rico do Brasil é Lirio Albino Parisotto (PMDB-AM), com um patrimônio líquido de 1,9 bilhão de dólares. Parisotto, que foi eleito como suplente de senador com Eduardo Braga (PMDB-AM), é um dos maiores investidores do mercado ações do Brasil. Nascido na região sul do país, atualmente vive em Manaus. Ele foi convidado por Braga em 2010 para participar de sua chapa eleitoral. Dono da produtora de vídeo e áudio Videolar, Parisotto teria entrado na política para acabar com a pirataria.

Blairo Borges Maggi — O Segundo da lista é Blairo Borges Maggi (PR-MT), citado como um dos homens mais poderosos da agricultura no Brasil. Hoje é senador por Mato Grosso, mas também já atuou como governador do estado. Maggi é também dono do Grupo Andre Maggi, companhia fundada pelo seu pai que é a maior produtora de soja do mundo. Patrimônio líquido do senador é estimado em 960 milhões de dólares.

Marcelo Beltrão — O deputado Marcelo Beltrão de Almeida (PMDB-PR) é o terceiro colocado da lista. Seu pai, Cecílio do Rego Almeida foi o fundador de uma das maiores construtoras do país, a CR Almeida. Assim como Maggi, Marcelo Almeida também possui uma cadeira no Congresso, mas como deputado federal. O político estaria cogitando concorrer a uma vaga para o Senado nas eleições de 2014. Sua fortuna é estimada em 200 milhões de dólares.

Otaviano Olavo Pivetta — De uma pequena cidade do Mato Grosso sairia o quarto colocado da lista da Forbes. Otaviano Olavo Pivetta (PDT-MT), prefeito de Lucas do Rio Verde e com patrimônio líquido de 100 milhões de dólares, é o maior investidor individual da Vanguarda Agro. Pivetta foi eleito em 2008, sendo reeleito para o cargo em 2012. Durante a campanha foi acusado de compra de votos, mas posteriormente foi inocentado de todas as acusações pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Paulo Maluf — O último da lista dos mais ricos também é um velho conhecido dos brasileiros: Paulo Salim Maluf (PP-SP). Segundo a Forbes, o deputado possui um patrimônio líquido de 33 milhões de dólares. Sua família é controladora da Eucatex, uma das maiores fornecedoras de materiais para a indústria de construção e móveis do país. Maluf, que também já atuou como governador de São Paulo, foi frequentemente acusado de corrupção durante as suas quatro décadas de vida pública. O Tribunal de Jersey cordenou o polítco em 2012, ordenando que US$ 32 milhões em seu nome e no nome de seu filho fossem devolvidos ao cofres de São Paulo.

Fonte: Exame 

Comentar
Compartilhe
SJB: Ranulfo Vidigal exonerado
04/02/2014 | 22h25

O economista Ranulfo Vidigal acaba de confirmar ao Blog "Eu Penso que...", do jornalista Ricardo André Vasconcelos (aqui), que deixou a Secretaria da Fazenda de São João da Barra. Convidado pelo prefeito Neco (PMDB), Vidigal ficou cerca de sete meses à frente das finanças de SJB, já que foi empossado em agosto de 2013.

Perguntado se a saída foi consensual, Ranulfo respondeu: "Sim, deixo meu agradecimento à toda a equipe de governo e desejando um pleno sucesso para todos, mas o conjunto de tarefas e as grandes responsabilidades, não permitem acumular funções tão especiais em dois municípios Rio e SJB. Fiquei seis meses e neste período presenciei uma recuperação da receita própria e um equilíbrio fiscal no município que fechou com superávit orçamentário e financeiro. SJB possui em caixa hoje equivalente à mais de 7 meses do valor da folha mensal de salários e um belo orçamento de 400 milhões de reais", afirmou.

Ao lado de Pezão — Ranulfo descartou categoricamente que sua saída tenha alguma intenção de trabalhar na campanha do deputado Garotinho (PR), a quem era ligado até o ano passado, ao Governo do Estado. Muito pelo contrário, Ranulfo diz que está pronto para a campanha do vice-governador Luiz Fernando Pezão, pré-candidato do PMDB ao governo do RJ. "Eu me coloco desde já para colaborar com a caminhada do meu amigo Pezão, que sempre me tratou com fidalguia e consideração", disse o ex-secretário de Fazenda de SJB.

Bateu de frente? — Nos bastidores há quem garanta que a saída de Ranulfo se deu por conta da falta de sintonia com um dos principais articuladores do prefeito Neco (PMDB). Inclusive, a exoneração de Ranulfo vinha sendo esperada desde novembro do ano passado.

Atualização às 13h18 — Fontes ligadas ao governo Neco afirmam que, além do secretário Fazenda, outros nomes devem ser exonerados. De acordo com o site SJB Online, um forte nome para assumir a pasta é o de Edson Cláudio de Sousa Machado. Edson já faz parte da secretaria de Fazenda, atuando como tesoureiro.

Comentar
Compartilhe
Ministro do STF pede apuração sobre "vaquinha" de mensaleiros
04/02/2014 | 19h06

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu nesta terça-feira (04) que o Ministério Público investigue como foi feita a arrecadação das multas pagas pelo ex-presidente do PT José Genoino e pelo ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares. Ambos foram condenados no julgamento do mensalão e fizeram campanhas pela internet para conseguir os valores. Para o magistrado, a rápido arrecadação pode indicar lavagem de dinheiro. “Eu acho que está tudo muito esquisito. [Houve] Coleta de dinheiro, com grandes facilidades. Agora, essa dinheirama, será que esse dinheiro que está voltando é de fato de militantes? Ou estão distribuindo dinheiro para fazer esse tipo de doação? Será que não há um processo de lavagem de dinheiro aqui?”, questionou o ministro. “O Ministério Público tem que olhar isso. Imaginem os senhores, com organizações sindicais, associações, distribuindo dinheiro por CPF”, completou Mendes. “Essa gente, eles não são criminosos políticos, não é gente que lutava por um ideal e que está sendo condenado por isso. São políticos presos por corrupção. É disso que estamos falando. Então, há algo de estranho nisso”.

Depois de conseguir arrecadar mais de 1 milhão de reais por meio de uma campanha de militantes do PT na internet, o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, condenado no julgamento do mensalão, depositou na última sexta-feira 466.888,90 reais em juízo. O restante deve ser direcionado ao pagamento das multas do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), cuja prisão foi decretada nesta terça-feira.

Na “vaquinha” feita pela internet, Delúbio recebeu 1,013 milhão de reais – 600.000 reais foram depositados na véspera do prazo final de pagamento. No caso de José Genoino, foram arrecadados cerca de 700.000 reais, mais do que os 667.500 reais exigidos pela Justiça. “Arrecadar 600 mil num dia é algo que precisa ser refletido. A sociedade precisa discutir isso”, afirmou o ministro.

Fonte: Veja 

Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB vai realizar sessão extraordinária
04/02/2014 | 18h04

Da Ascom/Câmara de SJB: 

Com o intuito de apreciar oito projetos de leis enviados pela prefeitura, a Câmara de São João da Barra vai realizar uma sessão extraordinária na próxima quinta-feira (6), às 09h30. Estarão em votação, os projetos de nº: 001, 002, 003, 004, 005, 006, 007 e 008/2014. O primeiro autoriza o Poder Executivo a conceder subvenção social ao Clube Cultural e Carnavalesco “Chinês”; o segundo permite subvenção social ao Clube Recreativo Carnavalesco e Cultural “Congos”.

O terceiro dispõe sobre a extinção e criação de cargos comissionados no âmbito da Procuradoria Geral do município e dá outras providências. O quarto projeto de lei solicita a instalação de estações de rádio bases e equipamentos afins de rádio, televisão, telefonia e telecomunicações em geral no município. O quinto projeto pede a criação do Programa Municipal de Educação para o Trânsito. Já o sexto, dispõe sobre a criação do Programa Municipal de Acessibilidade Arquitetônica em Edificações e logradouros Públicos.

O sétimo projeto a ser apreciado busca instituir o Programa de Correção de Acidez, Fertilidades e Conservação do Solo, de Sanidade Animal e Melhoramento Genético de bovinos, equinos, bubalinos, e pequenos animais, o Programa de Patrulha Rural Mecanizada e Programa de Implantação de estufa e tanques para Piscicultura, todos em apoio à agricultura municipal.

Por fim, o oitavo projeto dispõe sobre a criação do Programa Municipal de Conservação de Energia.

Comentar
Compartilhe
Cabral coloca "rolo compressor" em ação
04/02/2014 | 13h35

Mesmo com o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) sem decolar nas pesquisas, o governador Sérgio Cabral (PMDB) tem demonstrado tranquilidade quando conversa com aliados. De acordo com ele, é agora que o jogo está começando a esquentar.

Ciente da força da máquina estadual e com diversas alianças fechadas, ele prepara uma espécie de "rolo compressor" para atropelar os adversários. No grupo existem políticos dos mais variados estilos. Tem gente para articular, atacar e minar as energias dos adversários. Isso sem falar nos poderosos cabos eleitorais presentes nos quatro cantos do estado. Se em Campos o "rolo compressor" rosáceo faz estrago com a oposição, tudo indica que o time montado pelo governador vai colocar em prática uma tática semelhante. Porém, em grandes proporções.

Comentar
Compartilhe
Boicote na Guarda Municipal?
04/02/2014 | 11h32

O blog foi informado sobre uma espécie de boicote envolvendo a Guarda Municipal. No final de janeiro, 68 guardas teriam sido convocadas para atuar na praia do Farol de São Thomé. Porém, apenas um se apresentou. Os outros 67 optaram por não ir. Com isso, houve uma espécie de correria em busca de guardas.

Agora, resta saber o que motivou o boicote...

Comentar
Compartilhe
Pezão contabiliza o dobro de tempo de TV de Lindbergh
04/02/2014 | 11h14

Depois de constatar que o rompimento com o principal aliado era inevitável e passar as duas secretarias ocupadas pelo PT para as mãos do PSD e do Solidariedade, o governador Sérgio Cabral (PMDB) deu mais um golpe na pré-candidatura de Lindbergh Farias ao Palácio Guanabara. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou ontem (03) que Cabral deu um “xeque-mate” e atraiu o partido para apoiar a campanha de Luiz Fernando Pezão (PMDB) com uma vaga na chapa para o cargo de vice-governador ou para senador. Dessa maneira, o governador tenta isolar Lindbergh e assegura pouco mais de nove minutos de TV para Pezão, mais que o dobro do que teria hoje o senador petista.

Assim como o Solidariedade, que nesta segunda-feira aceitou formalmente o convite para que o deputado estadual Pedro Fernandes comande a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, os pedetistas estavam em negociações avançadas com o pré-candidato do PT. Lindbergh tinha oferecido a vaga de vice ao PDT. Lupi já se preparava para dar a notícia a Cabral, quando o governador fez a proposta. "Cabral deu o xeque-mate. Estamos no governo, temos duas secretarias, e ele nos deu a vaga na chapa majoritária. É difícil, depois de quatro anos no governo, dizer 'tchau, estou indo embora'. Estamos mais próximos de fechar com ele, mas vou ouvir o partido", afirmou Lupi ao GLOBO.

Petistas seguem no governo —  O PT tenta atrair para a aliança partidos que têm pré-candidatos, como PCdoB, PROS e PRB, além do PSB, do governador Eduardo Campos, provável rival da presidente Dilma Rousseff. Ainda que consiga, terá quase três minutos de TV a menos que Pezão. "A gente conversa com todos os partidos que não sejam o PMDB, que joga muito pesado com a máquina", afirmou o presidente do PT no Rio, Washington Quaquá.

Desde que Quaquá determinou que todos os petistas deixassem o governo Cabral, somente quatro deles tiveram as exonerações publicadas no Diário Oficial. Entre eles estão Carlos Minc e Zaqueu Teixeira, ex-secretários do Ambiente e de Assistência Social, respectivamente. Levantamento do GLOBO verificou, além desses, outros dois exonerados que podem ser ligados ao PT. Um deles consta na lista de filiados, mas o PT não confirmou se é um homônimo. Uma outra pessoa tem um sobrenome recorrente na lista de filiados.

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
Presidente do Goyta avisa: "Não vamos emprestar o estádio ao Americano"
04/02/2014 | 00h23
[caption id="attachment_22282" align="aligncenter" width="490"] Foto - Ururau[/caption]

Cinco dias após o presidente do Americano, César Gama, anunciar que um patrocinador especial bancaria o aluguel do estádio Ary de Oliveira e Souza (aqui), o presidente do Goytacaz, Robson Barreto, cortou o barato. Ele afirmou que, mesmo com o alvinegro pré-disposto a pagar o valor de R$ 5 mil por jogo, a pressão imposta pela torcida alvianil seria o motivo para não alugar o estádio Ary de Oliveira e Souza ao arquirrival. ""É isso mesmo, não vamos emprestar o estádio ao Americano'. A declaração do presidente alvianil, publicada pelo site "Ururau" (aqui), foi dada no final da tarde de ontem (03).  "Não estamos preocupados com o Americano e sim com o Grêmio Mangaratibense, nosso primeiro adversário", declarou o mandatário alvianil, que completou: "O presidente do Americano, César Gama já está ciente porque conversei com ele na sexta-feira".

A pressão imposta pela torcida também foi levada em conta. "Tinha torcedor me parando na rua, uma loucura. E olha que nem anunciamos que iríamos emprestar ou alugar", disse o presidente do Goyta.

Com isso, o Americano voltará suas atenções para o estádio Antonio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira, onde inicialmente já havia acertado para realizar suas partidas.

Comentar
Compartilhe
Presidente do PT: "Não vamos admitir deputado da boquinha"
03/02/2014 | 16h15
O clima anda quente entre petistas aliados do senador Lindbergh Farias (PT) e petistas aliados ao governador Sérgio Cabral. Hoje (03), o presidente do PT-RJ mandou um recado para o deputado Zaqueu Teixeira (PT), ex-secretário do governo estadual. Confira: [caption id="attachment_22278" align="aligncenter" width="384"] Reprodução da coluna de Rozane Monteiro / jornal O Dia[/caption]  
Comentar
Compartilhe
Patrícia Cordeiro: “Tenho muito cuidado com os preços dos shows”
03/02/2014 | 14h01
[caption id="attachment_22274" align="aligncenter" width="448"] Foto - Campos 24 Horas[/caption]

A presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro, abriu o coração durante participação em um programa da Diário FM. Mesmo sendo instigada por um rosáceo, ela comentou de forma serena sobre as críticas e garantiu que não existem shows com preços fora do normal. “Tenho muito cuidado com os preços dos shows e a minha equipe também. Avaliamos diversas questões antes de fechar s eventos. E tudo isso é feito de forma transparente e dentro do que determina a Lei”, disse Patrícia.

Fundo — Sobre o valor destinado ao Fundo de Cultura (R$ 176 mil) no Orçamento deste ano, inferior ao show de uma única banda (Jammil R$ 193 mil), Patrícia Cordeiro comentou: “É bom deixar claro que este valor não está engessado. Existem também ações no sentido de buscar recursos federais para estimular a cultura em nossa cidade”, garantiu.

Ela voltou a dizer que o show da banda Jammil e uma Noites teve um valor mais elevado por ter ocorrido na virada do ano. Inclusive, informou que o empresário da banda vai se manifestar.

Só com o pagamento de cachês aos artistas, o governo desembolsou mais de R$ 1 milhão. Se colocar na conta o MMA (aqui) e os gastos com banheiros químicos (aqui) e comida (aqui), os gastos com o Verão da Família giram em torno de R$ 2,5 milhões. Isso sem falar nos palcos, que são alugados. E tudo isso no mês de janeiro. Ainda faltam os shows de fevereiro.

Com base da Lei de Acesso à Informação, o vereador Rafael Diniz (PPS) esteve na Fundação Oswaldo Lima e protocolou um requerimento cobrando informações sobre todos os gastos da Prefeitura com o "Verão da Família" (aqui).

Em seu blog, o jornalista Gustavo Matheus também comentou sobre a participação de Patrícia Cordeiro no programa de rádio (aqui).

Comentar
Compartilhe
Rosinha será escalada na eleição deste ano
03/02/2014 | 11h29

A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PR), apontada como a principal carta do grupo liderado pelo deputado Anthony Garotinho (PR), vai participar ativamente da eleição deste ano. Mesmo não disputando o pleito, ela estará inserida na campanha do marido, que tenta voltar ao governo do estado. Em seu blog, o jornalista Roberto Barbosa adianta algumas estratégias do grupo. De acordo com ele, Rosinha será a principal garota propaganda e sua gestão em Campos deverá ser um cartão postal nas campanhas publicitárias. "Os marqueteiros do PR estão sôfregos diante do que consideram uma agenda positiva. Na área habitacional, o governo contabiliza 5.426 moradias construídas, o que seria um dos maiores programas de desfavelização no Estado do Rio ou do País. (...)  O PR estufa o peito para dizer que o governo de Campos tem uma das melhores avaliações entre os 92 municípios fluminense. Os marqueteiros também avaliam que os programas sociais, como Cheque-Cidadão, que foi implantando no Estado no período em que Rosinha foi governadora e ainda tem um bom apelo", explica o blogueiro.

Inclusive, neste Carnaval, as máscaras da Rosinha, que foram muito vendidas quando ela estava no governo do estado, estarão novamente disponíveis para os foliões de todo o estado do Rio.

Comentar
Compartilhe
TSE pode rever resolução sobre a atuação do MP em crimes eleitorais
03/02/2014 | 00h06
[caption id="attachment_22262" align="aligncenter" width="400"] Marco Aurélio Mello votou contra a resolução em dezembro               Foto de Gustavo Miranda/Arquivo O Globo[/caption]

Com a volta dos trabalhos no Judiciário, um dos primeiros assuntos a serem tratados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) será a polêmica resolução aprovada em dezembro passado, relatada e defendida pelo ministro José Antônio Dias Toffoli, que proíbe o Ministério Público de pedir abertura de inquérito para crimes eleitorais. Toffoli está sob a mira da Procuradoria Geral da República, que pediu a revisão da norma e ameaça acionar o Supremo, de associações de procuradores e também do presidente do TSE, Marco Aurélio Mello, que espera mudança na decisão da Corte logo após o recesso.

Pressionado por procuradores e colegas para despachar com rapidez o pedido de revisão, Toffoli afirmou ao GLOBO que vai apresentar seu relatório ao longo deste mês. O ministro, que está acompanhando as eleições na Costa Rica, disse que só analisará os argumentos do MP ao retornar de viagem: "Não dá para antecipar um posicionamento sobre isso, seria até uma deslealdade com os demais ministros. A decisão de aprovar a resolução não foi individual, então não posso mantê-la ou alterá-la individualmente. A decisão é do colegiado", disse.

Marco Aurélio, que votou contra a resolução em dezembro, disse que a revisão da decisão do TSE já lhe parece matéria pacífica, que não deve gerar mais controvérsias. Ele acha que será acompanhado em sua posição: "Creio que a ficha deve ter caído. Essa resolução contraria não somente a Constituição, no que diz respeito às atribuições do Ministério Público, como o Código de Processo Penal. Estou mais que convencido de que vai prevalecer o bom senso, sob pena de o Supremo ter que dar um puxão de orelha no TSE", afirmou.

Marcelo Lessa: "Resolução do TSE é ridícula" — “Absolutamente ridícula”, disse o promotor da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva núcleo Campos, Marcelo Lessa, em relação à decisão do TSE, que limita o poder do Ministério Público para apurar denúncias de crimes eleitorais sem autorização expressa de um juiz, nas eleições de 2014. Até então, uma resolução só proibia, até então, a ação da Polícia Federal (PF). Após a decisão, as 28 Procuradorias Regionais Eleitorais (PREs) nos Estados e no Distrito Federal contestaram a resolução 23.396 de 2013.

Segundo Lessa, a resolução será “solenemente ignorada” por ele. “Custa acreditar que um ministro escreva uma resolução dessas. É uma atrocidade. Particularmente, vou ignorar essa decisão solenemente”, disse o promotor em entrevista à Folha.
Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Cabral destruiu a educação no Rio de Janeiro"
02/02/2014 | 23h03

Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) opinou sobre Educação no estado do Rio e disparou contra o governador Sérgio Cabral (PMDB). "De 2006, último ano de Rosinha como governadora, para 2012 o número de matrículas nas escolas estaduais sofreu um redução de mais de 500 mil alunos, 37%. Isso é um desastre! No mesmo período cresceu 24% o número de matriculados em escolas particulares. Ou seja uma parte saiu da rede pública porque foi para a particular, mas uma parcela significativa é de evasão escolar. É mais um resultado negativo da gestão caótica da educação estadual", disse Garotinho.

Se por um lado Garotinho diz que a Educação regrediu, por outro o secretário estadual de Educação, Wilson Risolia, destaca ações positivas como as bolsas de estudo ofertadas em faculdades particulares; o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); a expansão das escolas integrais; e a inclusão do Ensino Médio Experimental, no Colégio Estadual Chico Anysio, no Andaraí.

Ideb — O ensino médio do estado do Rio de Janeiro passou de penúltimo colocado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2009 para o 15º entre as 27 redes estaduais do país em 2011. O resultado foi divulgado em 2012.

Na ocasião, a cidade de Campos ficou em último lugar entre os 92 municípios do estado do Rio.

Comentar
Compartilhe
Rosáceos avisam: "É melhor o chão do hospital do que o chão da rua"
01/02/2014 | 20h10

Nos primeiros anos do governo Rosinha (PR) os aliados da prefeita reconheciam os problemas na Saúde e colocavam a culpa na gestão passada. A fórmula era simples. Bastava afirmar que a prefeita encontrou tudo sucateado e estava iniciando um processo de mudança. Porém, os anos foram passado e a Saúde continuou sendo apontado pela população como a principal deficiência do governo municipal. E agora, como defender o governo? Hoje (01), durante o programa "Entrevista Coletiva", enquanto dois rosáceos batiam uma bola, surgiram os seguintes comentários: "É melhor ficar deitada no chão do Ferreira Machado do que no chão das ruas", "Pior do que comer mal é ficar com fome".

Ou seja, é como diz uma música do Zeca Pagodinho: “Tá ruim, mas tá bom”.
Comentar
Compartilhe
Petistas deixam o partido para continuar no governo Cabral
01/02/2014 | 11h29

A saída dos petistas do governo do Estado, depois do rompimento da aliança com o PMDB, não será tão grande quando imaginava a cúpula do PT-RJ. Nesta sexta-feira, 31, enquanto muitos servidores assinavam pedidos de exoneração dos cargos comissionados, nas secretarias onde estão lotados, outros militantes foram à sede do partido solicitar desfiliação do PT, para continuarem empregados no governo. A rebelião à ordem de demissão generalizada aconteceu principalmente na Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), que tem 377 cargos comissionados - pelo menos metade ocupada por petistas. Um dos filiados que optaram pela saída do partido aceitou falar à reportagem desde que seu nome não fosse publicado, por temer represálias. Trabalha com movimentos sociais e disse considerar absurda a ameaça do presidente do PT-RJ, Washington Quaquá, de submeter a processo de expulsão os militantes que não pedissem demissão até esta sexta. Apesar da militância de mais de vinte anos no PT, afirmou que prefere manter o emprego no Estado, mesmo sem garantia de quanto tempo ficará no cargo, e considerou "uma contradição" que os petistas tenham que abandonar projetos que eles próprios colocaram em prática na SASDH.

Quaquá deixou claro que não vai ceder. "A porta da rua é a serventia da casa", reagiu. "Quem tem apego a cargo e quiser ficar no governo pode e deve sair do partido. Há um nítido processo de reconstrução do PT no Rio e os fisiológicos podem sair. Tem gente que se acostumou com o emprego, então, deixe o partido", afirmou o presidente petista.

Fonte: Agência Estado

Comentar
Compartilhe