Prefeitura: Notícia Crime contra grupo que teria se recusado a aplicar Prova Brasil
31/10/2013 | 19h01

Em nota encaminhada aos veículos de imprensa, a Prefeitura de Campos informa que está tomando todas as providências necessárias com relação ao movimento de recusa na aplicação da Prova Brasil e do SAERJ – Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro, organizado por um grupo ligado aos profissionais da Educação. Confira:

NOTA OFICIAL DO MUNICÍPIO

O Município de Campos dos Goytacazes, através da Procuradoria Geral, está tomando todas as providências necessárias com relação ao movimento de recusa na aplicação da Prova Brasil e do SAERJ – Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro, organizado por um grupo ligado aos profissionais da Educação.

A Procuradoria Geral entrou com uma Notícia Crime, nesta quarta-feira (30) e também ingressou junto às Polícias Federal e Civil, assim como junto aos Ministérios Públicos Estadual e Federal, com base no artigo 311-A do Código Penal, por se tratar de uma tentativa de fraudar a aplicação das provas cujo resultado determina o IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica; um indicador, criado pelo Governo Federal, para avaliar a qualidade do ensino nas escolas públicas.

O Governo Municipal entende esta postura, não como forma de reivindicação de direitos e sim como retaliação de fundo político, com o objetivo de prejudicar o avanço da Educação no município. Destaca-se que a Administração Municipal tem realizado inúmeros investimentos na área educacional e não vai ceder às pressões ligadas a movimentos partidários com a intenção de prejudicar a gestão pública, de milhares de alunos e a população em geral.

Ressalta-se por fim, que além das medidas judiciais já tomadas, está sendo aberto um inquérito administrativo para apurar o envolvimento de profissionais que tenham vínculo com a municipalidade, com as punições previstas no Estatuto dos Funcionários Públicos Municipais.

Comentar
Compartilhe
Nervos à flor da pele
31/10/2013 | 16h11

 

O candidato do PT ao governo do Rio, Lindbergh Farias, está com os nervos à flor da pele. O PMDB anda comparando o petista a Eduardo Campos. Lindbergh também se apresenta como candidato de oposição, mas ainda hoje o PT é governo.

Por fim, o PMDB, como foi feito com o governador Sérgio Cabral, espalha que negocia um acordo pelo qual o petista seria nomeado ministro.

Fonte: Blog do Ilimar Franco

Comentar
Compartilhe
SJB: Neco fala sobre aprovação do governo
31/10/2013 | 13h31

Em seu perfil no Facebook, o prefeito de São João da Barra, José Amaro de Souza, Neco (PMDB), comentou sobre a pesquisa divulgada pelo grupo do deputado federal Anthony Garotinho (PR). Segundo Neco, os números mostram um crescimento em relação ao levantamento feito pelo Iguape em setembro. “Foi divulgado que o Instituto UP fez uma pesquisa nos municípios do Estado do Rio, inclusive em nossa São João da Barra. Fiquei muito feliz ao saber do resultado. Obtivemos 73% de aprovação popular. Crescemos nosso percentual em relação à pesquisa feita pelo Iguape em setembro. Fiquei mais satisfeito ainda porque em setembro tínhamos 5,1% de ótimo e subimos para 20%; tínhamos 29,1% e subimos para 40%. Obrigado pela confiança e vamos a cada dia retribuindo com muito trabalho. Estamos num momento de organização, planejamento estratégico, parcerias, qualificação e obras. Tenham certeza de que muita coisa boa estar por vir para São João da Barra. Faremos grandes investimentos em todos os setores e colocaremos São João da Barra no patamar que ela merece, dando muita qualidade de vida para nosso povo”, disse o prefeito sanjoanense.

 
Comentar
Compartilhe
Câmara de Campos com menos aplausos e congratulações
31/10/2013 | 13h24

No último dia 16 publiquei uma nota (aqui) informando que a Câmara de Campos aprovou, em uma única sessão, 102 moções, incluindo aplausos e congratulações. Vendo que as homenagens estavam passando da conta, a Mesa Diretora da Casa resolveu mudar as regras. Agora, cada parlamentar pode apresentar até três moções por sessão. Antes, tinha parlamentar apresentando até 40 moções de aplausos por sessão.

Comentar
Compartilhe
Prefeitura sobre saída de Vieira Reis: "motivo de foro íntimo"
30/10/2013 | 16h42

O jornalista Ricardo André Vasconcelos publicou na manhã de hoje uma nota (aqui) informando que o secretário de Pesca, Vieira Reis (PRB), foi exoneradopela prefeita Rosinha Garotinho (PR). Em busca de informações sobre a saída do secretário, a equipe de reportagem da Folha solicitou uma resposta do governo municipal. Por e-mail, a Prefeitura explicou que "a saída do Bispo Vieira Reis se deve a motivo de foro íntimo. O subsecretário municipal de Pesca e Aquicultura, Carlos Henrique Costa de Souza, assume interinamente como secretário".

Ao jornalista Mário Sérgio Junior, Vieira Reis explicou que, se houve "o motivo de foro íntimo", ele não sabe qual é. Porém, deixou claro que, como membro de um grupo político, entende que as nomeações e exonerações são definidas pela prefeita Rosinha.

O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro, também publicou nota (aqui) sobre a exoneração do ex-vereador e ex-deputado federal.

Comentar
Compartilhe
Na cidade bilionária, pacientes dormem na fila
30/10/2013 | 16h01

Como este blog já mostrou por diversas vezes aqui e aqui, é comum encontrar pacientes sofrendo nas filas em busca de atendimento médico. Na madrugada de hoje (30), um dia após o a Saúde virar caso de polícia (aqui), pacientes passaram mais uma madrugada na fila do Álvaro Alvim.

Segundo a empregada doméstica Maria Cristina Henriques, que passou boa parte desta madrugada na fila, a sensação é de revolta. “Somos obrigados a ver as pessoas sendo obrigadas a se submeterem a esta humilhação, mesmo estando com crianças, idosos. E isso acontece praticamente todos os dias. Por mais revoltados que a gente esteja, não temos como fazer nada”, afirmou.

Prefeitura — Em nota encaminhada ao blog a Prefeitura de Campos explicou que o acolhimento dos pacientes é de responsabilidade dos hospitais contratualizados e isso inclui oferecer assentos, bebedouros, organizar filas, entre outros. Os hospitais devem se adequar ao contrato e a Prefeitura acompanha e cobra a realização dos serviços firmados. De janeiro a agosto deste ano, as unidades contratualizadas receberam, juntas, R$ 102.065.272,99 referentes a serviços prestados por meio da Gestão Plena da Saúde. De acordo com o vice-prefeito e secretário de Saúde, Doutor Chicão, desse total, R$ 72.492.891,79 são provenientes de recursos federais e R$ 29.572.381,20 são recursos municipais, oriundos dos royalties do petróleo. Este ano, o Hospital Escola Álvaro Alvim recebeu mais de R$ 17 milhões.

Fonte: Terceira Via

[caption id="attachment_20331" align="aligncenter" width="387"] Foto: Flávio Ribeiro - Terceira Via[/caption]   [caption id="attachment_20333" align="aligncenter" width="392"] Foto: Flávio Ribeiro - Terceira Via[/caption]   [caption id="attachment_20334" align="aligncenter" width="405"] Foto: Flávio Ribeiro - Terceira Via[/caption]
Comentar
Compartilhe
Faetec oferece mais de 1.700 vagas no Norte e Noroeste do Estado
30/10/2013 | 15h53

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), vinculada à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, está com inscrições abertas para 1.757 vagas para Educação Infantil, Ensino Fundamental, Técnico de Nível Médio e Superior (Licenciatura), todas para ingresso em 2014, para o Norte e Noroeste do Estado. Os interessados podem se inscrever pelo site da Fundação (www.faetec.rj.gov.br), até 11 de novembro.

Com foco para atender a crescente demanda por mão de obra especializada, os cursos Técnicos formam profissionais preparados para o mercado de trabalho. “Com a oferta de quase 10 mil vagas para todo o Estado em todos os níveis de ensino, a Faetec fechará 2013 com chave de ouro, consolidando, definitivamente, seu papel de maior rede de Ensino Técnico do país e responsável pela inserção de milhares de cidadãos no mercado de trabalho”, destaca o secretário de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca.

Do total de vagas oferecidas para o Norte e Noroeste, 675 são destinadas aos cursos Técnicos, visando atender setores estratégicos da economia do Estado como: Administração, Análises Clínicas, Eletromecânica, Logística, entre outros.

“A Fundação, com essa grande oferta de vagas da Educação Infantil ao Ensino Superior, mais uma vez, reforça o seu papel de proporcionar ensino público, gratuito e de qualidade para o cidadão Fluminense. São oportunidades para a formação humana e a qualificação Técnica e Superior que visam atender as necessidades do crescimento do Estado”, ressalta o presidente da Faetec, Celso Pansera.  

Fonte: Ascom Polo Faetec Norte/Noroeste Fluminense

Comentar
Compartilhe
Cabral cancela agenda em São João da Barra na quinta-feira
30/10/2013 | 15h35
O Governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), que estava com visita agendada para quinta-feira (31) ao município de São João da Barra, para lançar a pedra fundamental das obras da Ponte apelidada de “Dodozinho”, cancelou o compromisso com o Prefeito sanjoanense Neco. De acordo com informações obtidas pelo Portalozk.com , o Governador alegou uma alteração de agenda urgente para desmarcar compromisso em São João da Barra. Não há uma nova data para o lançamento da pedra fundamental, entretanto, as obras já começaram no canteiro de obras situado em Caetá, Distrito sanjoanense. Fonte: Portal OZK
Comentar
Compartilhe
Jeitinho
30/10/2013 | 13h59

Pré-candidato a deputado estadual e filiado ao PR, o Pastor Eber Silva encontrou um "jeitinho" para espalhar outdoors com a sua imagem pelos quatro cantos da cidade. Ele está lançando o CD "Minha História", com direito a uma divulgação de peso.

Natural de Duque de Caxias, o Pastor Eber entrou em 1980 no Grupo Renascença, e até 1986 cantou com os seus integrantes em vários municípios brasileiros. Depois, entrou no mundo político, se elegendo deputado federal em 1998.  Atualmente, é vice presidente da Convenção Batista Brasileira (CBB).

Por conta de uma estratégia semelhante, o senador Lindbergh Farias (PT) foi muito criticado pelos adversários (alguns do PR) quando lançou seu livro sobre royalties e circulou pelo estado do Rio.

Comentar
Compartilhe
Lindbergh diz que Garotinho "rouba" suas ideias
30/10/2013 | 13h53

A disputa eleitoral para o governo do Rio de Janeiro já rende as primeiras trocas de acusações. Lindbergh Farias (PT) acusa o ex-governador de Anthony Garotinho (PR) de copiar seu programa. “O Garotinho anda copiando meu programa. Ia até pedir direitos autorais”, diz o petista em tom de brincadeira.

Por esse motivo, Lindbergh afirma que ainda não falará sobre todas as suas propostas, para evitar que os adversários copiem suas ideias. Perguntado a respeito da coordenação de sua futura campanha e sobre a escolha de um marqueteiro, Lindbergh diz apenas que está procurando e que o tema está longe de definição. Sobre João Santana, o petista é lacônico: “Gosto muito dele”.

Fonte: Poder Online/Clarissa Oliveira - IG 

Comentar
Compartilhe
Câmara aprova voto de repúdio aos "forasteiros"
29/10/2013 | 18h29

[caption id="attachment_20303" align="aligncenter" width="376"] Voto de repúdio partiu da vereadora Auxiliadora Freitas (PHS)[/caption]

Com votos contrários dos oposicionistas, foi aprovada durante a sessão de hoje um voto de repúdio aos "forasteiros que se infiltraram no movimento de reivindicação dos professores públicos municipais".

A iniciativa foi da vereadora Auxiliadora Freitas (PHS), que voltou a dizer que o movimento foi contaminado.

Para a bancada de oposição, a bancada governista tenta tirar o foco do tema principal. "O que precisamos discutir é sobre um município muito rico com uma educação no buraco e professores desvalorizados", disse Nildo Cardoso (PMDB).

Segundo a vereadora Linda Mara (Pros), a Câmara está aberta aos professores. Porém, na visão da parlamentar, o presidente da Casa acertou ao trancar a porta e evitar a entrada dos manifestantes. "Os forasteiros queriam acampar no Legislativo", afirmou.

Na visão do vereador Rafael Diniz (PPS), levar a discussão para a existência de "forasteiros" é uma tática para se esquivar de temas mais sérios. "Essa cidade não tem dono. As pessoas podem protestar. Quando discordam do governo são apontados como forasteiros ou militantes políticos, mas quando concordam podem queimar pneu, invadir aeroporto e acampar na Prefeitura, impedindo o cumprimento de uma ordem judicial. Isso pode? Só pode quando é favorável ao governo?", indagou Diniz, deixando claro que é contra excessos e acampamento no Legislativo.

Atualização às 23h — Na tribuna do legislativo, Auxiliadora fez um pedido: "Enquanto educadora, não posso me calar. E digo, por favor: que essas pessoas se afastem do movimento da educação. Porque estão prejudicando e denegrindo a imagem de profissionais sérios que trabalham e lutam pra que este país saia dos últimos lugares no ranking internacional, com uma das piores educações do mundo", concluiu.

Já o vereador Fred Machado (SDD) comentou sobre o que estaria por trás do repúdio. "Na verdade essa tática é muito antiga e já vimos isso em outras ocasiões. Criam um novo debate e deixam de comentar sobre o que realmente importa. Os educadores estão revoltados porque falta respeito, estrutura, valorização e diálogo. E agora criam essas histórias de infiltrados para poder fugir dos temas principais. Mas estamos acompanhando tudo de perto e os professores também", enfatizou Fred.

Comentar
Compartilhe
Erik Schunk: "Caos na Saúde de Campos vira caso de polícia"
29/10/2013 | 13h14

Citando uma confusão envolvendo pacientes no hospital Álvaro Alvim, na manhã de hoje (29), o médico sanitarista Erik Schunk (PSOL) fez um desabafo em seu blog (aqui). "A situação de abandono na saúde de Campos dos Goytacazes patrocinado pelo Governo Rosinha Garotinho tem mais um capítulo dramático com a tentativa de marcação de exames e consultas por parte de uma população que vai sendo empurrada pelos diversos setores da Secretária de Saúde sem garantir a marcação de exames e a consulta com especialistas. Centenas de pessoas tentaram marcar exames e consultas no Hospital Alvaro Alvim mas como o Hospital não tem como realizar todos esses exames e consultas pois depois não consegue receber do SUS, a população tentou invadir um setor do Hospital", disse Schunk, que foi além: "Quando a prefeita Rosinha Garotinho pretende de fato investir para que o Setor de Saúde possa atender com dignidade a nossa população? Brincar com o desespero daqueles que querem apenas garantir a saúde de seus entes queridos passa de qualquer limite aceitável!  Quando a nossa Secretaria de Saúde vai parar de fazer política com a saúde e passará de fato a executar uma política de Saúde para o município de Campos dos Goytacazes?", indagou.

[caption id="attachment_20292" align="aligncenter" width="357"] Policiais chegaram ao local para evitar uma confusão generalizada - Foto de Everaldo Cabral -Terceira Via[/caption]

Matéria publicada pelo Terceira Via Online informa que pacientes revoltados reclamaram da organização e do atendimento da instituição. O grupo ameaçou invadir a sala do setor de qualidade e a Polícia Militar teve que ser chamada para garantir a segurança dos funcionários.

Para se defender, uma funcionária explicou que o problema é da Prefeitura que não estaria fazendo corretamente a entrega das senhas nos Postos de Saúde. “Vocês têm que procurar a secretaria de saúde para reclamar. Não vai adiantar nada isso que vocês estão fazendo aqui. É a Prefeitura não destina corretamente a distribuição de senhas”, dizia a funcionária para tentar amenizar o caos.

Atualização às 20h10 — Prefeitura responde: Em nota encaminhada ao blog, a Prefeitura de Campos explica "o acolhimento dos pacientes é de responsabilidade dos hospitais contratualizados e isso inclui oferecer assentos, bebedouros, organizar filas, entre outros."

"Os hospitais devem se adequar ao contrato e a Prefeitura acompanha e cobra a realização dos serviços firmados. De janeiro a agosto deste ano, as unidades contratualizadas receberam, juntas, R$ 102.065.272,99 referentes a serviços prestados por meio da Gestão Plena da Saúde. De acordo com o vice-prefeito e secretário de Saúde, Doutor Chicão, desse total, R$ 72.492.891,79 são provenientes de recursos federais e R$ 29.572.381,20 são recursos municipais, oriundos dos royalties do petróleo. Este ano, o Hospital Escola Álvaro Alvim recebeu mais de R$ 17 milhões".

Comentar
Compartilhe
Nota de Esclarecimento dos Educadores de Campos em Luta
29/10/2013 | 13h05

O Movimento Educadores de Campos em Luta CSP-CONLUTAS, formado por professores e demais profissionais da educação, que tem como objetivo a mobilização pela base e como único foco a defesa da educação pública gratuita e de qualidade, expressa em nossa pauta de reivindicações, construída coletivamente, vem por meio desta, esclarecer os seguintes pontos levantados pela imprensa da cidade que tenta distorcer os fatos:

- SAERJ(Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro, criado em 2008) e Prova Brasil:

Estes sistemas de avaliação externa não é atribuição de nenhum profissional da educação! Seu único objetivo é desresponsabilizar os governos pela atual e precária situação da educação e culpabilizar os professores pelos baixos rendimentos dos alunos. Além disso, tais sistemas ferem a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), já que esta garante ao professor autonomia pedagógica para avaliar seus alunos. Também somos contra o caráter padronizador destes exames que ignoram as diversas realidades dos alunos. Outra questão fundamental é que a Prova Brasil define o índice do Ideb e, como é largamente difundido, nosso município ficou em último lugar no ranking do estado (composto por 92 municípios), e, em vista disso, o governo criou um sistema de gratificação para o professor que conseguir se virar nos trinta e aumentar o índice. Dessa maneira, entendemos que o professor deve se recusar a aplicar uma prova que só alimenta a meritocracia e incita a competição entre os nossos colegas de profissão. Somos professores! Nossa função é ensinar! Não somos fiscais de provas externas!

- Aula de português: Boicote ou fraude?

Integrantes do Movimento Educadores de Campos em Luta foram acusados de planejar fraude do SAERJ e da Prova Brasil. Segundo o dicionário, a palavra “boicotar” significa: fazer oposição por meio de recusa sistemática de relações sociais ou comerciais; já a palavra “fraude” significa: engano, burla, logro, contrabando. Portanto, há uma gritante e gigantesca diferença entre boicote e fraude. Nosso movimento não engana a categoria! A decisão de boicotar tais sistemas de avaliação é respaldada nos princípios da legislação da educação e representa uma bandeira histórica da categoria, não só de Campos dos Goytacazes, mas do país inteiro!

Entendemos, portanto, que esta é mais uma, entre tantas estratégias desesperadas empreendidas pelo governo municipal, que utiliza de órgãos de imprensa para retirar de cena os reais e principais motivos que levaram a milhares de profissionais da educação às ruas:

- Escolas e creches em situação precária, com péssimas condições de estrutura física e pedagógica; - Número insuficiente de creches para atender à demanda do município; - Baixíssimos salários dos profissionais da educação; - Falta de autonomia pedagógica, pois o material didático do município é fornecido por uma empresa privada que suga a verba municipal, enquanto o MEC fornece material gratuitamente; - Falta de gestão democrática nas escolas e creches do município, já que não são os profissionais da educação que escolhem os diretores das unidades! E também não queremos eleição por lista tríplice! - Não cumprimento da lei federal 11.738/2008 que prevê a redução de 1/3 da carga horária do professor para planejamento fora de sala de aula.

Nosso movimento é legítimo e tem muito orgulho de estar mudando os rumos da história deste município! E nenhuma ameaça ou difamação irá calar a nossa voz! Os profissionais da educação levantaram a cabeça, saíram da inércia e romperam com a ditadura do medo e do silêncio! Queremos trazer as esperanças de junho para a educação de Educação em Campos dos Goytacazes RJ

Fonte: Blog do Fernando Leite & Outros Quintais

Comentar
Compartilhe
Vereador diz que "mendigo deveria virar ração para peixe"
29/10/2013 | 12h30

Moradores de Piraí, no Sul Fluminense, farão, nesta terça-feira, um protesto de repúdio contra a declaração do vereador José Paulo Carvalho de Oliveira, o Russo, do PT do B. Durante a sessão sobre os 25 anos da promulgação da Constituição Federal do Brasil, no dia 8, na Câmara Municipal, ele disse que “mendigo deveria virar ração para peixe”. O protesto está marcado para as 17h na Praça da Preguiça, no Centro.

A reação popular veio à tona quando moradores conferiram a declaração do vereador por meio de um vídeo que pode ser visto no perfil oficial da Câmara Municipal de Piraí, no Youtube.

VEJA O VÍDEO AQUI

Na mesma sessão, o vereador declarou ainda que era favor da pena de morte. Russo diz a frase polêmica ao comentar sua posição sobre o voto de moradores de rua: "Mendigo não tem que votar. Mendigo não faz nada na vida. Aliás, eu acho que deveria até virar ração para peixe", afirmou.

Além da manifestação desta terça-feira, o Sindicato do Funcionalismo Público de Piraí enviou ofício à Câmara e ao Ministério Público onde solicita que o político seja cassado. Uma comissão de ética do PT do B vai convocar o vereador para prestar esclarecimentos. O presidente do partido em Piraí disse que a legenda só vai se pronunciar após o esclarecimento oficial de João Paulo, o que ainda não em data para ocorrer.

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe
Lindbergh tenta atrair Crivella para seu palanque em 2014
29/10/2013 | 12h22

Para pavimentar sua pré-candidatura ao governo do Rio em 2014, o senador Lindbergh Farias (PT) tem tentado atrair o ministro da Pesca, Marcelo Crivella (PRB), para seu palanque. O objetivo do petista é ter o apoio do bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) e, assim, atrair o eleitorado evangélico e do interior do estado. Em troca, Crivella indicaria um nome para a vaga de vice na chapa de Lindbergh.

Na visão dos petistas, a costura da aliança entre Lindbergh e Crivella reforçaria o palanque da presidente Dilma Rousseff no Rio. De quebra, Lindbergh polarizaria a disputa com o deputado federal Anthony Garotinho (PR) e isolaria o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), outros dois pré-candidatos ao governo. PT e PMDB travam uma batalha para indicar um único candidato da coligação à sucessão estadual. Os partidos não se entendem porque cada um quer indicar o seu. "Ele (Lindbergh) tem se encontrado várias vezes com o Crivella, que é um cara honesto e ético e é muito bem-vindo. Até o (presidente nacional do PT) Rui Falcão acha (a aproximação) positiva. Se hoje o Garotinho é considerado um adversário, o Crivella não é", afirmou o presidente regional do PT, Jorge Florêncio.

Segundo pesquisas de intenção de voto encomendadas pelo próprio PT, Garotinho e Crivella aparecem na liderança. Mas, de acordo com os petistas, o ministro tem índice de rejeição menor que o deputado. "A rejeição de Crivella não entra na questão porque se ele não é o candidato e apenas dá apoio, essa rejeição se pulveriza", disse um petista, afirmando que a presença do ministro no palanque de Lindbergh não vai repelir votos. Alguns pontos estão sendo levados em conta por Lindbergh para escolher o vice na chapa. Esta vaga já foi oferecida para vários partidos. Uma das estratégias é encontrar um nome que tenha força no interior. Foi ventilado o nome do deputado federal Glauber Braga (PSB), mas agora fala-se que Crivella também poderia ser o responsável pela indicação. "O Lindbergh, que contava com o apoio do PSB, não sabe o que pode acontecer. Surge nesse contexto o senador Crivella como um ponto de equilíbrio. Claro que isso está sendo trabalhado",  afirmou outro petista.

O próprio Lindbergh anda pessoalmente empenhado na tentativa de atrair Crivella para seu palanque. Um dos argumentos para que o ministro retire a candidatura é que ele teria de deixar o ministério da Pesca para ser candidato. Outra tentativa é lembrar a boa relação de Crivella com o ex-presidente Lula.

Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
Sobra conspiração, falta Educação
28/10/2013 | 18h31

Pink Blocks, fakes no Facebook, guerra entre líderes e esquerdistas rebeldes. Estes são apenas alguns ingredientes que compõem os protestos em Campos. Já a nossa Educação, que está em último lugar no Ideb, perde espaço para as disputas políticas, intrigas, fofocas e manipulações.

Fica nítida a tentativa de desviar o foco do debate por conta de uma minoria. De um lado os  rosáceos tentando agradar o chefe. Do outro, uma guerra para saber quem lidera o movimento.

Enquanto os dois se enfrentam, temas importantes são deixados de lado. Gastos milionários com a Expoente, falta de estrutura nas escolas, ausência de gestores qualificados e professores desvalorizados.

A reação do governo, ao apontar certos equívocos do movimento, demonstra que a luta dos professores está incomodando a máquina.

Então, agora é o momento de deixar a vaidade de lado e unir quem acha que a Educação está acima de cores partidárias. Seja o rosa dos “Pink Blocks” ou o vermelho dos esquerdistas.

E por falar nos vermelhos, é bom lembrar que na década de 80 um jovem chamado Anthony usava vermelho e protestava contra os coronéis de Campos. Hoje, ele é alvo dos "vermelhos" e chamado de coronel.

Ou seja, é possível que muitos revolucionários de hoje queiram ser os "Anthonys" de amanhã.

Comentar
Compartilhe
Henriques sugere Paulo Melo no governo e Pezão livre para caminhar
28/10/2013 | 17h31

Durante sua participação no programa “Folha no Ar”, da Plena TV, do Grupo Folha, o deputado estadual Roberto Henriques (PSD) comentou hoje (28) sobre a possibilidade do governador Sérgio Cabral (PMDB) deixar o governo no início de 2014. Na visão do parlamentar, quem deve assumir é o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Paulo Melo (PMDB). “No meu ponto de vista, tanto o governador como o vice-governador Pezão deveriam deixar o governo com Paulo Melo. Assim, Pezão, que é pré-candidato ao governo, ficaria livre para caminhar pelos municípios e encontrar muitas ações que ele ajudou a desenvolver”, disse Henriques, lembrando que Pezão tem muitas atribuições no governo. “Ele é vice-governador, secretário e coordenador de infraestrutura. São muitas funções. Com Paulo Melo no governo ele terá mais tempo para andar por esse estado”, afirmou Henriques.

Comentar
Compartilhe
Campos: mortes, sequestro, fuga e tentativas de homicídio
27/10/2013 | 13h09
Quem tem acompanhando pesquisas já notou que após a Saúde, a falta de Segurança aparece como segunda maior preocupação dos campistas. Para se ter uma ideia, dando uma rápida circulada pelos site de notícias da cidade neste domingo (27) é possível ler as seguintes notícias: Adolescente grávida é encontrada morta a facadas (aqui) Homem sequestra ex-namorada e filha, foge da PRF e capota (aqui) Quatro tentativas de homicídio em pontos distintos (aqui) Homem assassinado em Guarus (aqui)

Enquanto isso, o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, diz que os números continuam dentro da normalidade e não vê a necessidade de uma UPP em nossa cidade. Indagado recentemente sobre a necessidade de se aumentar o número de policiais na cidade, Beltrame disse que “o efetivo de Campos é suficiente. O que falta é um melhor planejamento”.

Comentar
Compartilhe
Cabral conversa com Lula sobre seu futuro
27/10/2013 | 12h35

Numa conversa que teve com o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse a ele que preferia vê-lo no cargo até o fim do mandato. O teor da conversa foi divulgado na coluna de Otávio Cabral, na edição da revista Veja desta semana. Cabral revelou que vem sendo aconselhado a deixar o cargo e passar para o vice, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Após sair, assumiria uma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Com a mudança, manteria o foro privilegiado, mais ou menos o mesmo rendimento atual e ainda por cima daria para comandar a campanha de Pezão.

Contrariado, Lula disse que achava melhor ele ficar até o último dia no cargo e depois das eleições, assumiria um ministério num eventual segundo mandato de Dilma Rousseff (PT).

Fonte: JB

Comentar
Compartilhe
SJB: Governança Corporativa se reúne com o Grupo X
27/10/2013 | 12h29

O Grupo de Governança Corporativa (GGC),  criado pelo prefeito de São João da Barra, Neco (PMDB), reuniu-se na última quinta-feira, no Rio de Janeiro,  com representantes do Grupo X, para tratar de assuntos relacionados à continuidade dos investimentos no Distrito Industrial de SJB. Durante o encontro foi feita uma avaliação da situação relativa ao Entreposto Pesqueiro,  que está sendo construído pelo Grupo X, como parte das compensações do processo de implantação do Super Porto do Açu.

Também foram discutidas questões relacionadas ao Código Tributário Municipal e o empenho dos investidores no processo de qualificação da mão de obra local e absorção da mesma nos empreendimentos. O grupo trabalha com o objetivo de promover os contatos necessários tanto para a atuação de investimentos, bem como o encaminhamento de questões que precisem de decisões na sua esfera governamental.

Composto pelas secretarias de Fazenda, Planejamento e pelo Gabinete do Prefeito, além de ter o apoio de outros órgãos como Procuradoria e Ouvidoria, a governança corporativa visa unificar o diálogo com os atuais e os futuros investidores, organizar o processo de relacionamento institucional e estabelecer os marcos na relação com o empresariado a fim de otimizar esforços e recursos governamentais. Participaram da reunião os secretários de Planejamento,  Sidney Salgado e de Fazenda,  Ranulfo Vidigal, além do chefe de Gabinete, Antônio Neves.

Comentar
Compartilhe
Marinéa conversa com o Sepe e barra "Educadores em Luta"
25/10/2013 | 20h42

A secretária de Educação, Marinéa Abude, já começa a demonstrar uma mudança de postura. Hoje (25), ela recebeu cinco diretores do Sepe para uma conversa. Na ocasião, prometeu uma agenda positiva, incluindo a convocação de concursados. Porém, muitos temas polêmicos continuam pendentes.

A imprensa e os representantes do Movimento dos “Educadores de Campos em Luta” foram barrados.

Fonte: Folha da Manhã Online/Amaro Junior    
Comentar
Compartilhe
Pimenta nos olhos dos outros
25/10/2013 | 16h22

Por Rafael Vargas:

Na tarde desta sexta-feira (25/10), o deputado federal Anthony Garotinho (PR) mandou um aviso “aos navegantes” que integram a assessoria do governador Sérgio Cabral (PMDB) em seu blog pessoal. Uma enxurrada de comentários elogiosos e mensagens solidárias direcionadas a Cabral, ao que parece, estão tirando o bom humor do parlamentar.

Com ares de especialista, Garotinho declarou que "qualquer analista de inteligência" pode perceber que os comentários são escritos pelas mesmas pessoas e que o IP (Internet Protocol ou Protocolo de internet) dos autores das mensagens solidárias ao peemedebista já teriam sido identificados.

“Nas últimas duas semanas, o nosso blog vem recebendo centenas de comentários elogiando Sérgio Cabral e apostando na recuperação da imagem do governador. Mas só uma pessoa muito ingênua e pouco observadora não notaria que todos esses comentários, sem uma única exceção, têm o mesmo estilo de texto, começam admitindo algum erro de pouca importância do governador, em seguida sem me atacar, dizem que os governos anteriores não fizeram nada, e terminam com uma mensagem de otimismo e esperança em Cabral. Qualquer analista de inteligência percebe que são escritos pelas mesmas pessoas, aliás, já identificamos um IP de onde estão vindo alguns desses comentários”, escreveu Garotinho em seu blog, destacando que comentários favoráveis a Cabral, ou, com críticas a sua pessoa são liberados desde que não contenham ofensas.

O parlamentar do PR disse ainda que não é ingênuo e avisou que os próximos comentários da “blitz” da assessoria de Cabral em seu blog não serão liberados. Recado dado, Garotinho encerrou sua postagem com um ditado popular: "O mal do malandro é achar que todo mundo é otário".

Malandragens a parte, ao ler a postagem de Anthony, me lembrei do Jorge Ben, que, numa canção, também usou um bom dito popular para mandar um recado para a rapaziada: “Malandro se fosse malandro seria humilde só por malandragem”.

Comentar
Compartilhe
Alerj: Evangélicos derrubam votação de projeto contra homofobia
25/10/2013 | 11h39

Os evangélicos tiveram grande influência ontem no adiamento da votação do projeto de lei na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro que prevê multa aos estabelecimentos comerciais que discriminarem gays. A proposta foi enviada para o Legislativo pelo governador Sérgio Cabral (PMDB).

O pastor Abner Ferreira, até agora o maior apoio evangélico para 2014 conseguido por Luiz Fernando Pezão, disparou telefonemas para deputados pedindo o adiamento da votação. Com 117 emendas, o projeto de Cabral foi retirado de pauta.

Fonte:  Radar Online/Lauro Jardim

Comentar
Compartilhe
Garotinho acusa o presidente da Alerj de adiar votação sobre impeachment de Cabral
24/10/2013 | 19h59

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) afirmou nesta quarta-feira (23/10) que o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo (PMDB) está descumprindo uma determinação  da Justiça que deu até o dia 20 de outubro para a casa se pronunciar quanto a admissibilidade do impeachment do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB). O parlamentar baseou as suas denúncias na matéria do Jornal do Brasil, publicada na véspera, com o título "Alerj informa ao TJ que suspendeu tramitação de impeachment de Cabral" e disse que Paulo Melo está promovendo uma "chicana jurídica" para não ter que julgar o impeachment de Sérgio Cabral.

Alerj informa ao TJ que suspendeu tramitação de impeachment de Cabral

Garotinho afirmou que o governador Sérgio Cabral está "usando o presidente da Alerj para descumprir a decisão do desembargador Nagib Slaibi Filho". O parlamentar disse que o julgamento mais importante de todos já foi consumado, se referindo à população carioca, que segundo ele, é favorável ao impeachment de Cabral. "É claro que com a maioria esmagadora dos deputados que ele [Sérgio Cabral] tem na assembleia ele não seria afastado, mas ele não quer ser julgado. Ele não tem medo do afastamento, porque com a base que ele possui, certamente a oposição teria para cassá-lo no máximo 15 votos (...) Sergio Cabral usa do artifício de uma 'chicana jurídica' promovida pelo presidente da Assembleia do Estado para que ele não seja julgado", destacou Anthony Garotinho.

Fonte: JB 

Comentar
Compartilhe
Jovem de 15 anos cria teste que detecta três tipos de câncer em cinco minutos
24/10/2013 | 19h10

 Do jornal Zero Hora

Todo o ano, a Feira Internacional de Ciências e Engenharia (Intel ISEF) revela futuros talentos e descobertas. Em 2012, uma pesquisa em especial chamou a atenção dos jurados: uma técnica que detecta precocemente o câncer pancreático, de ovário e pulmão.

Incentivado pela morte de uma pessoa muito próxima devido a um câncer de pâncreas, o estudante de 15 anos (16 atualmente) Jack Andraka, de Crownsville, Maryland, começou a pesquisar sobre a doença, mais precisamente seus diagnósticos precoces. O que era apenas um interesse, entretanto, acabou lhe rendendo o maior prêmio da feira: o Gordon E. Moore.

O método, que consiste em um sensor não invasivo feito de papel, é 168 vezes mais rápido que os aparelhos usados atualmente, fornece resultados 90% mais precisos, 400 vezes mais sensíveis e 26 mil vezes mais baratos. O custo é de três centavos de dólar e o resultado chega em menos de cinco minutos.

O sensor pode testar urina ou sangue e, se o resultado for positivo para a proteína mesotelina, indica que o paciente é portador da doença. A tira também muda conforme a quantidade da proteína no sangue, o que pode, de acordo com Andraka, detectar o câncer antes mesmo dele se tornar invasivo.

— É crucial detectar esses tipos de doença em seus estágios iniciais, pois as probabilidades de vida são muito maiores — explica.

O prêmio de US$ 75 mil, arrematado pelo garoto, será utilizado para custear a faculdade. Andraka está, ainda, com um pedido pendente de patente e considerando abrir a sua própria empresa.

Sobre o câncer de pâncreas — Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), pelo fato de ser de difícil detecção, o câncer de pâncreas apresenta alta taxa de mortalidade, por conta do diagnóstico tardio e de seu comportamento agressivo. No Brasil, é responsável por cerca de 2% de todos os tipos de câncer diagnosticados e por 4% do total de mortes por essa doença.

Comentar
Compartilhe
Ibope: Dilma (41%), Aécio (14%) e Eduardo Campos (10%)
24/10/2013 | 18h27

Do G1:

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (24) indica que a presidente Dilma Rousseff tem 41% das intenções de voto e venceria no primeiro turno se a eleição de 2014 fosse hoje e os adversários fossem o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), no cenário que atualmente seria o mais provável.

Nessa hipótese, Aécio soma 14% das intenções de voto e Campos, 10%. As opções por voto nulo ou branco acumulam 22% e outros 13% disseram que não sabem em quem votar ou não responderam.

 O Ibope ouviu 2.002 eleitores entre as últimas quinta (17) e quarta (23) em 143 municípios. A margem de erro da pesquisa é dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Em pesquisa Ibope anterior, divulgada em 26 de setembro pelo jornal "O Estado de S. Paulo", Dilma aparecia com 38%. Mas, naquela ocasião, a ex-senadora Marina Silva ainda não havia se filiado ao PSB de Campos – ela cogitava concorrer pela Rede Sustentabilidade, partido cujo registro foi negado no início deste mês pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Naquela pesquisa, Marina tinha 16%, Aécio, 11%, e Campos, 4%.

Confira a matéria completa no G1: aqui

Comentar
Compartilhe
Exoneração de Marinéa na pauta
24/10/2013 | 13h14

Nos próximos dias a prefeita Rosinha Garotinho (PR) deve ouvir alguns conselhos sobre a possibilidade de exonerar a secretária de Educação, Marinéa Abude. Pelo menos é o que esperam alguns aliados do governo. Ontem (23), um nome forte do grupo rosáceo afirmou nos bastidores que não é possível deixar que a secretária arranhe a imagem da prefeita.  Para ele, o melhor caminho é a exoneração com a entrada de alguém que tenha menos desgaste e consiga dialogar com os professores.

Comentar
Compartilhe
PMDB calcula que Pezão terá apoio de 80 dos 92 prefeitos do Rio
24/10/2013 | 00h53

Do Felipe Patury/ Época: 

O PMDB do Rio de Janeiro dedica 100% do seu tempo à campanha do vice-governador Luiz Fernando Pezão, pré-candidato à sucessão do governador Sérgio Cabral, também peemedebista. O presidente do diretório fluminense, Jorge Picciani, fala frequentemente com os líderes de PP, PSD, PDT e PSC no estado. Cabral e Pezão se dedicam aos contatos com prefeitos. Por causa da queda na popularidade do governador e do maior número de concorrentes ao Palácio Guanabara, os peemedebistas já admitem que terão menos aliados do que em 2010, quando Cabral foi reeleito no primeiro turno. Diz Picciani: "O Pezão vai ter apoio de 80 dos 92 prefeitos do Rio de Janeiro, o que mostra a nossa força num momento complicado". Em 2010, Cabral foi apoiado por 91 prefeitos. Na época, só a Prefeitura de Campos, comandada pela família Garotinho, fez oposição ao PMDB. Maior adversário de Cabral, o deputado Anthony Garotinho, líder do PR na Câmara, é pré-candidato ao posto do peemedebista.

Comentar
Compartilhe
Alexandre Tadeu enquadrado pelo “rolo compressor”
23/10/2013 | 23h40

O posicionamento do vereador Alexandre Tadeu (PRB) no programa “Balanço Geral” de hoje (23), um dia após a manifestação dos professores na Câmara, não agradou alguns colegas de oposição. Na sala da presidência, o “Tô Contigo” chegou a ser enquadrado. Membro do “rolo compressor” governista, o vereador Albertinho (PP) perguntou se o apresentador é oposição ao situação. Além disso, ouviu que o seu partido tem cargos no governo Rosinha (PR) e não dá para ficar apenas com o bônus, tem que arcar também com o ônus de ser rosáceo.

Comentar
Compartilhe
Paulo Hirano: "O movimento dos professores foi montado"
23/10/2013 | 20h16

Na tribuna da Câmara, o vereador Paulo Hirano (PR), líder do governo Rosinha na Casa, comentou sobre a manifestação de ontem (22). Segundo Hirano, o "movimento foi montado por pessoas de fora". "Respeito muito os professores. Todos estamos ao lado dos verdadeiros educadores. Porém, o que vimos ontem foi um movimento montado. Tinha gente tentando induzir os nossos nobres professores. Montaram um movimento dizendo que estaríamos votando aumento salarial. Não se deixe influenciar por pessoas importadas. Tinha um indivíduo que saiu de Recife e é ligado ao PSOL. Estavam dizendo que iam invadir esta Casa. Não vamos permitir isso. Os professores não podem deixar essa gente de fora manipular as coisas. Ofenderam Dr. Abdu com palavras de baixo calão. Tinha gente afrontando as pessoas. Não acredito que isso partiu dos nossos professores e dos cidadãos campistas", disse Hirano, afirmando ainda que "a cidade não pode permitir a baderna".

Atualização às 20h35 — Para o vereador Rafael Diniz (PPS), da bancada de oposição, o movimento não pode ser desqualificado por conta de um pequeno grupo. "Não admito desrespeito e violência. Realmente tinha gente tentando atrapalhar. Porém, não podemos desqualificar um movimento por conta de poucas pessoas. Isso tem acontecido em todo o Brasil. Mas ao mesmo tempo eu também não admito uma Câmara trancada com os professores do lado de fora. Quando mostramos nossa posição, os aliados da prefeita dizem que a oposição distorce, mente e falta com a verdade. Porém, quando a situação fala, é tudo real. Existem duas cidades. A cidade rosa e a cidade de verdade, que todo mundo vê. Quando o manifestante queima pneu na BR e quebra aeroporto, ninguém fala nada.  Porém, quando o protesto é contra o governo, dizem que é manipulado! Dizem que para ser bom de verdade tem que ser bom para todo mundo. Fica claro que não tá bom para todo mundo em nossa cidade”, afirmou Diniz.

Atualização às 20h50 — Para a vereadora Linda Mara (PROS) e o vereador Albertinho (PROS), o presidente da Câmara, Edson Batista (PTB) acertou quando trancou o Legislativo. "A Casa é do povo, mas também é nossa. Fomos impedidos de entrar por um bando de baderneiros. Gente que veio invadir para acampar aqui dentro. Isso era para dar manchete contra Garotinho no futuro", disse Linda Mara.

Comentar
Compartilhe
Expoente: Marcão garante transparência na Justiça
23/10/2013 | 15h46

Em maio deste ano, conforme o blog “Opiniões”, do jornalista Aluysio Abreu, iformou (aqui), o vereador Marcão (PT), com base na lei federal 12.527, de acesso à informação pública (conheça-a aqui), ingressou com um mandado de segurança, com pedido de liminar, junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O objetivo era obter informações sobre as compras de material escolar, sem licitação, do governo Rosinha (PR) à Expoente, em 2011 e 2012, no valor conjunto de mais de R$ 18 milhões, negados pelo “rolo compressor” governista da Câmara (relembre aqui), nas sessões de 19 e 26 de março, negativa que depois seria confirmada também pelo próprio Executivo, em 15 de maio, num controverso parecer da Procuradoria do Município (relembre aqui),

Agora, cinco meses depois, o vereador de oposição conseguiu garantir a transparência na Justiça. Por unanimidade, os membros da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ) resolveram determinar que as cópias dos processos sejam entregues ao vereador.

Para Marcão, trata-se de uma vitória da população de Campos. “É a vitória de quem clama por transparência. Um governo que se diz sério não precisa ser obrigado pelo poder judiciário a fazer o que é a sua obrigação. Esse mandado de segurança cria jurisprudência para que a Lei de Acesso à Informação seja respeitada pelo governo Rosinha”, diz Marcão.

Comentar
Compartilhe
GAP cobra dívida de R$ 5 milhões e ameaça entrar com ação judicial contra a Prefeitura
23/10/2013 | 14h09

Se no mundo da sétima arte o cineasta Tim Burton fala em uma continuação do filme "Os Fantasmas se Divertem", em Campos a empresa que tinha um dono fantasma não quer saber de diversão. Um e-mail enviado pela assessoria da GAP mostra que os responsáveis pela empresa não estão nada satisfeitos com a Prefeitura. Confira:

Da Ascom/GAP: 

A Prefeitura de Campos dos Goytacazes analisa realizar contratação, em regime de urgência, de empresa para consertar 82 veículos de propriedade da GAP Comércio e Serviços Especiais. A medida, que irá onerar os cofres públicos, é uma tentativa de evitar responder processo judicial, visto que a direção da GAP solicitou administrativamente visita à garagem municipal diante das denúncias de “falta de conservação, sucateamento, depredação e furtos de peças dos veículos”.

A prefeita Rosinha Garotinho rompeu o contrato de forma unilateral, arbitrária e ilegal, sem que a GAP tenha sofrido qualquer sanção ou advertência na prestação dos serviços de locação de veículos administrativos e especiais (ambulâncias). Desde 07/06/2013, os veículos estão retidos irregularmente na garagem. Representantes da GAP foram ao local, mas não tiveram autorização do secretário municipal de Administração, Fábio Ribeiro, para verificar o estado de conservação da frota.

Diante da suspeita de dano e prejuízo ao seu patrimônio, a GAP protocolou, nos dias 15 de outubro (nº 2013.115.0078.65-1) e 21 de outubro (nº 2013.115.0079.06-1), pedidos de solicitação de resposta por parte da prefeita Rosinha Garotinho. Ainda não houve qualquer retorno da autoridade máxima municipal.

A direção da GAP esclarece, ainda, que por diversas ocasiões tentou contato para receber pelos serviços prestados, reembolsos de despesas e resíduos de faturas, no período de agosto de 2009 a junho de 2013. Lamentavelmente, também não houve qualquer retorno por parte da Prefeitura de Campos dos Goytacazes. O não pagamento da dívida, atualmente superior a R$ 5 milhões, e a retenção irregular dos veículos de propriedade da GAP, configuram atos de improbidade administrativa da gestão municipal.

A GAP repudia a negligência da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, e recorrerá às instâncias judiciais, se necessário, para ratificar sua legalidade e preservar os seus direitos e patrimônio.

Comentar
Compartilhe
Alerj suspende tramitação de Impeachment de Cabral
23/10/2013 | 14h01

Do Jornal do Brasil: 

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) está sendo obrigada a fazer uma “chicana jurídica” para não ter que julgar o impeachment do governador Sérgio Cabral (PMDB). Após a polêmica quanto ao atraso no juízo de admissibilidade da denúncia por crime de responsabilidade, protocolado pelo deputado estadual Geraldo Pudim (PR), ainda no mês de julho, o presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), enviou ao Tribunal de Justiça, por determinação do desembargador Nagib Slaibi Filho, explicações sobre a demora em decidir se aceita ou não a denúncia.

A Alerj publicou no Diário Oficial do dia 18, dois dias antes do vencimento do prazo, um parecer da Procuradoria-Geral da Casa subscrito pelo presidente, deputado Paulo Melo (PMDB), no qual argumenta haver conflitos de natureza constitucional e manda suspender a tramitação do impeachment. O procurador da Alerj afirma haver uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), sob relatoria do ministro Luiz Fux, na qual é questionado qual rito processual deveria ser usado para processar o governador: o da lei federal 1.079/50 ou o rito estabelecido na Constituição Estadual. A ADI já teve negado o pedido de liminar para suspender a vigência da Constituição Estadual e não tem prazo para ser julgada.

Na opinião do deputado Geraldo Pudim o argumento não se sustenta, pois não houve juízo do mérito da ADI. “A Procuradoria-Geral da Alerj está agindo como escritório de advocacia do governador Sérgio Cabral. Não pode uma Casa Legislativa se omitir do dever de decidir com base em uma expectativa de julgamento. O fato de as regras estarem em discussão não invalida a lei. A lei tem que ser cumprida. Neste caso, como não há decisão do Supremo, a obrigação da Alerj é de cumprir a Constituição Estadual que foi promulgada pela Casa. Todo resto é bravata, é chicana jurídica da pior espécie.”, afirmou o parlamentar.

Em certo trecho, a Alerj, estranhamente, argumenta não saber qual critério deve usar para votação do processo de impeachment. “Se Ação de Inconstitucionalidade não julgada causasse insegurança jurídica o Ministério Público não atuava, pois existe ADI no Supremo Tribunal Federal, há oito anos, que contesta o poder de investigação deste órgão. A sustentação da Alerj é frágil e inverossímil. O dever da Alerj é cumprir a lei que ela própria promulgou como Parlamento independente que é”, contesta o parlamentar.

Após a manifestação do presidente da Alerj à justiça, Pudim afirma que irá aguardar a decisão do magistrado que deverá se posicionar ainda esta semana para, então, proceder com as medidas cabíveis. “ Estou confiante que a Justiça ira determinar o imediato andamento do pedido de Impeachment por crime de responsabilidade contra Sérgio Cabral”, finalizou.

Entenda o caso

As denúncias de uso abusivo de aeronaves do estado pelo governador com requintes de luxo levantaram suspeitas acerca dos limites legais para utilização das mesmas. O helicóptero Agusta AW109 Grand New, considerado o melhor helicóptero da categoria, é o preferido pelo governador. A aeronave foi adquirida pelo Estado em outubro de 2011 um para o Estado por US$ 9.732.934, o equivalente a R$ 15.233.015,00, à época, numa transação pouco transparente. O consumo médio mensal do ‘Agusta’, usado pela família Cabral e seus empregados, é de 8.000 litros, o que significa dizer que, apenas com combustível, são gastos cerca de R$ 42.000,00 mensais, valor com o qual seria possível encher o tanque de 300 carros.

Ações:

Após as denúncias, o deputado Geraldo Pudim protocolou no dia 30 de julho (um dia antes do fim do recesso) uma ação de Impeachment contra o Governador Sérgio Cabral por crime de responsabilidade.

De acordo com a lei de Crimes de Responsabilidade (lei 1.079/50 inciso 7, art. 9º) e com a Constituição Estadual (art. 146 inciso V e no art. 99 inciso XII) após a apresentação da denuncia o presidente da Alerj deveria ter proferido juízo de admissibilidade ainda na primeira semana de agosto, o que não foi feito.

O deputado Geraldo Pudim, após perceber morosidade na apreciação da denúncia, impetra um Mandado de Segurança com pedido de liminar em 07 de outubro no Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para que seja apreciada a matéria imediatamente.

No dia 09 de outubro o Desembargador Nagib Slaib Filho pede que o presidente da Alerj informe, em 10 dias, para efeito de instrução do processo, o porquê de não ter cumprido o prazo legal estabelecido por lei para o trâmite da denúncia.

No dia 21 de outubro o presidente da Alerj, deputado Paulo Melo(PMDB) e o procurador-geral da Alerj, Hariman Antônio Dias, afirmam ao Tribunal de Justiça terem suspendido a tramitação do Impeachment por enxergarem “insegurança jurídica” caso cumprissem Constituição Estadual promulgada pela Alerj.

Comentar
Compartilhe
Pezão entra na lista dos pré-candidatos "pendurados"
23/10/2013 | 13h30
Após disparar contra o senador Lindbergh Farias (PT) e os deputado Anthony Garotinho (PR) e Romário (PSB), a revista "Época" revela em seu site que o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) tem um "calo" antigo.

O pré-candidato a governador do Rio de Janeiro pelo PT, senador Lindbergh Farias, enfrenta suspeitas de desvios de verba pública e corrupção. Até uma máquina de contar dinheiro apareceu nas investigações contra ele. Outro pré-candidato, o deputado federal Anthony Garotinho, do PR, já foi condenado por formação de quadrilha e contratou com verba da Câmara a empresa de um amigo fantasma para atender seu gabinete. No meio do tiroteio de acusações que hoje impera entre os principais candidatos ao Palácio Guanabara, somente o postulante do PMDB ao governo, o vice-governador Luiz Fernando de Souza, conhecido como Pezão, alçava voo sem ser atingido. Até agora. ÉPOCA teve acesso a processos judiciais movidos contra Pezão. Em julho, ele foi condenado por improbidade administrativa. A sentença da Justiça Federal do Rio, que ainda não tinha vindo à tona, manda Pezão devolver R$ 29 mil aos cofres públicos pela compra superfaturada de uma ambulância. Ela foi comprada em 2001 pelo município de Piraí, quando Pezão era prefeito.

Além desse processo, o Ministério Público Federal (MPF) move outras quatro ações contra Pezão, também por superfaturamento na compra de ambulâncias. Se for condenado em todas as ações, Pezão pode ter de desembolsar um total de até R$ 170 mil. As sentenças desses processos ainda não foram proferidas. Mesmo aquele em que Pezão foi condenado em primeira instância pode ser revertido na Justiça. Os valores envolvidos também não são de assustar, diante da magnitude de tantos outros exemplos de desvios ou malversação de dinheiro público com os quais os brasileiros, infelizmente, já estão acostumados a conviver. Mas o caso parece ser apenas a ponta de um escândalo maior, segundo o MPF.

Confira a matéria completa da revista "Época" no blog do Ricardo André: aqui 

Comentar
Compartilhe
Espaço Aberto: Leitor revela drama de idosos
23/10/2013 | 13h11
O leitor Rafael Mendes enviou e-mail ao blog relatando o drama de idosos em busca de fichas para atendimento médico. Confira: 
"Sem cair no lugar comum dizendo que Campos recebe milhões de royalties e muitos serviços não funcionam, porque isso todo mundo já sabe, gostaria de manifestar a minha decepção com o tratamento dos idosos no "Clube da Terceira Idade".  Não adianta nada disponibilizar alguns serviços para os idosos se os mesmos precisam acordar às 4h para ficar em uma fila até as 7h para pegar uma ficha para um médico. Idosos esperando em pé por três horas até os portões serem abertos. Um  absurdo. Sem segurança alguma, contando com a sorte de não serem roubados. Se já é um absurdo a população dormir na fila para pegar ficha, o que, infelizmente, é um problema que assola a saúde brasileira, que dirá idosos. O sistema tem que ser diferente. Tem que haver mais disponibilidades de médicos, mais fichas, mais carinho e cuidado.  Com certeza, se questionada, a Secretaria Municipal dos Direitos do Idoso irá listar uma série de benefícios para os idosos, mas o fato é que este problema precisa ser resolvido. Idosos acordarem de madrugada e esperar por cerca de três horas, em pé, para pegar uma ficha? Não, não. Tem coisa errada mesmo e precisa ser revista". 
Comentar
Compartilhe
Cineclube Goitacá inicia atividades hoje
23/10/2013 | 12h53
Comentar
Compartilhe
Incêndio no Centro de Campos
22/10/2013 | 23h35
[caption id="attachment_20148" align="aligncenter" width="461"] Facebook / Patrick Barbosa[/caption]

O Corpo de Bombeiros foi acionado na noite desta terça-feira (22) para controlar um incêndio em uma loja de móveis infantis no Centro de Campos.

O incêndio teve início por volta das 23h15 nas loja Gaviãozinho de Ouro, atingindo posteriormente a loja Castor Colchões, no cruzamento da Rua Formosa com 13 de Maio. Os bombeiros evacuara a área e interromperam o trânsito. A Polícia Militar chegou ao local por volta das 23h25, quando as chamas já estavam sendo controladas. Até o momento, ainda não é possível saber o tamanho do prejuízo, nem o que teria causado o incêndio.

A notícia foi publicada no Portal OZK

Atualização às  23h46 — De acordo com o blog do Rony Souza, oito lojas foram incendiadas. No Facebook ele publicou uma foto logo após o fogo ser controlado.

[caption id="attachment_20151" align="aligncenter" width="538"] Foto - Rony Souza[/caption]
Comentar
Compartilhe
Vídeo: Professores protestam na Câmara
22/10/2013 | 22h47

O Movimento Cabruncos Livres, que apoiou a manifestação dos professores na tarde de hoje (22), publicou um vídeo no YouTube com os principais momentos do ato, incluindo o desabafo de uma professora que alega ter sido agredida na casa do povo. Confira:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=9A5Keoc89BY[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Audiência Pública ou Privada?
22/10/2013 | 19h33
[caption id="attachment_20113" align="aligncenter" width="480"] Facebook/Luciana Alves[/caption]

A Câmara de Campos inovou na tarde de hoje (22) ao barrar professores em uma Audiência Pública. Mas calma aí... É Audiência Pública ou Privada? Enquanto os manifestantes ficaram de fora, os membros da tropa rosa (Pink Blocks) entraram pelos fundos para ocupar espaço no Legislativo.

Desde o início da manifestação o blog recebeu informações sobre o ato. Porém, como o site da Folha estava com problemas técnicos, não foi possível ir postando como de costume.

Os vereadores da bancada de oposição (Fred Machado, Rafael Diniz, Marcão e Nildo Cardoso) abandonaram o plenário durante a Audiência Pública após constatarem que, apesar de muitos lugares estarem vazios, os professores não conseguiam entrar.

Agressão? — Revoltada, uma professora desabafou no Facebook: "Além de sermos impedidos de entrar na câmara, fomos agredidos verbalmente e fisicamente por policiais e vereadores de Minha Cidade Meu Amor!"

O presidente da Câmara de Campos, Edson Batista (PTB), informou que os manifestantes foram barrados para evitar "depredação, tumulto e violência".

[caption id="attachment_20127" align="aligncenter" width="576"] Foto do blog Pense Diferente[/caption]
Comentar
Compartilhe
Fantasma da GAP anda assombrando São Fidélis
22/10/2013 | 01h53

Na mira de investigações por fraude em licitações e uso de documentos falsos em contrato social, o fantasma da empresa GAP anda assombrando o município de São Fidélis. De acordo com matéria publicada no jornal "A Voz Regional", a empresa está inserida "no milionário negócio do lixo, alugando carros para a Performa". De acordo com a matéria, a empresa Performa tem sua sede em Campos e atua oficialmente no recolhimento do lixo de São Fidélis. Porém, "todos os caminhões compactadores que estão recolhendo o lixo na cidade pertencem a GAP". Assim como as ambulâncias de Campos, os caminhões também estariam com o IPVA atrasado.

De acordo com a publicação, o caso de São Fidélis será levado ao Ministério Público e pode ensejar a criação de uma CPI da GAP. "É possível que as investigações apontem a participação de um vereador de Campos neste negócio nebuloso", diz a matéria.

Em Campos a empresa teve o seu contrato suspenso após denúncias publicadas pela revista "Época". Na ocasião, o "dono" da GAP, George Augusto Pereira, foi apontado como o "amigo invisível do deputado Anthony Garotinho".

 
Comentar
Compartilhe
PCdoB com Garotinho?
21/10/2013 | 20h50
[caption id="attachment_20101" align="aligncenter" width="594"] Reprodução da coluna de Cláudio Humberto[/caption]

Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) comentou sobre a nota publicada na coluna do Cláudio Humberto. "Quero lembrar aqui dois fatos. O primeiro é que o PCdoB fez parte do meu governo de forma efetiva, e não ocupando apenas cargos decorativos como no governo Cabral. Na minha gestão como governador, o PCdoB tinha a Secretaria de Indústria Naval, Energia e Petróleo e a FAETEC, onde aliás, me ajudou a expandir o ensino técnico, passamos de 40 mil para 400 mil alunos matriculados. Além disso, o pessoal do PCdoB sabe que aquilo que eu acerto, depois cumpro, bem diferente do que Cabral fez. Por isso não haveria nada de estranho em formarmos uma aliança", afirmou.

Campos — Em Campos, o PCdoB tem como principal figura a professora Odete Rocha, que faz oposição ao casal Garotinho.

Comentar
Compartilhe
Fred Machado troca o PSD pelo Solidariedade
21/10/2013 | 17h41

O vereador Fred Machado deixou o PSD para se filiar ao Solidariedade. O convite foi feito pelo senador Lindbergh Farias (PT) e pelo deputado estadual Pedro Fernandes, presidente estadual do novo partido.

Como o PSD faz parte da bancada do governador Sérgio Cabral (PMDB) e apoia a candidatura do vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) ao governo do estado, Fred optou pela nova legenda, já que a sua irmã, a ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado, trocou o PMDB pelo PT.

O vereador ressalta ter deixado grandes amigos no PSD e afirma que a mudança se fez necessária por conta das movimentações no tabuleiro político, já que apoia a candidatura de Lindbergh ao governo do estado e de Carla Machado à Alerj.

Nos próximos dias o vereador da bancada de oposição deve ir ao Rio oficializar a sua filiação. Sua ficha será abonada pelo deputado Pedro Fernandes.

Comentar
Compartilhe
Fritura governista
21/10/2013 | 13h23

Além dos professores da rede municipal, tem mais gente protestando contra a atual secretária de Educação, Marinéa Abude. Muitos membros da “tropa rosácea” estão jogando lenha na fogueira e torcendo para a secretária cair.

Porém, se no Rio de Janeiro o deputado federal Anthony Garotinho (PR) gosta de incendiar, por aqui ele anda atuando como bombeiro. Na última sexta-feira (18) o deputado tentou esfriar a fritura de Marinéa e deu uma chamada no grupo governista que estaria tentando derrubar a secretária.

Comentar
Compartilhe
Quem segura Wladimir?
21/10/2013 | 12h43

Em entrevista ao blog do Gustavo Matheus (aqui), o presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, volta a garantir que é pré-candidato a deputado estadual. Porém, a notícia sobre a reunião de Anthony Garotinho (PR) com os vereadores campistas, onde o deputado garantiu que Wladimir não é candidato (aqui), já repercutiu em uma das colunas políticas mais lidas do Estado do Rio.

Hoje (21), no jornal “Extra”, a coluna “Extra, Extra”, da jornalista Berenice Seara, publicou nota intitulada “Garotinho Rebelde”. Confira:

[caption id="attachment_20075" align="aligncenter" width="235"] Reprodução - Coluna "Extra, Extra" / Jornal Extra[/caption]
Comentar
Compartilhe
Médico fala sobre a situação do Ferreira Machado
21/10/2013 | 12h27

Nos comentários sobre o atendimento do secretário Fábio Ribeiro no hospital Ferreira Machado (aqui), o médico Gustavo fez um desabafo sobre a situação do HFM e da Saúde de uma forma geral:

“O hospital é deficitário. São inúmeros problemas encontrados e enfrentados em todos os plantões. Encaro o episódio de ontem (sábado) como uma oportunidade de reflexão, para que o governo perceba o quão desumano é oferecer o suporte de saúde que é dado ao povo campista. Faltam macas, medicamentos, profissionais… PSF . A remuneração é menor do que em todos os municípios vizinhos, incluindo vários que nos enviam pacientes e fazem parte do corredor do HFM. Lidamos com goteiras e infiltrações. Enfim: ninguém ficou feliz em ver o secretário no corredor. Fico esperançoso e torço para que ele perceba que a população de Campos, incluindo ele, merece muito mais do que é oferecido”

Comentar
Compartilhe
Enquanto isso, na Baixada Campista
21/10/2013 | 12h24

Quem lê as matérias da Folha da Manhã nos bairros e distritos de Campos consegue ver uma cidade que vai muito além da propaganda oficial e dos discursos da tropa rosácea. Hoje (21), por exemplo, é possível acompanhar a situação dos habitantes de Mussurepe. Veja um trecho:

“Os moradores de São Bento (Mussurepe), na Baixada Campista cobram atenção das autoridades às necessidades básicas da comunidade. Depois de dois meses da primeira visita da reportagem da Folha, nada mudou — eles continuam sem água encanada, rede de esgoto, unidade básica de saúde, escola e creche. Além disso, os moradores reivindicam uma área de lazer para atender as crianças (…) O Mosteiro de São Bento continua sem manutenção. Dentro do imóvel, é possível ver paredes com mofo e infiltração. Segundo Alessandro Ribeiro, desde a última reportagem nada mudou. 'Não houve nenhuma manutenção, nem vistoria. O Mosteiro está em terrível estado de conservação. Ele está no site da prefeitura como ponto turístico e recebe escolas para visita, mas está abandonado'”, explicou. 

Confira a matéria completa aqui

Comentar
Compartilhe
Secretário cai do cavalo e recebe atendimento no Ferreira Machado
20/10/2013 | 16h07

O vereador licenciado Fábio Ribeiro (PR), que atualmente ocupa a secretaria de Administração da Prefeitura de Campos, sofreu um acidente ontem (19). Ele caiu de um cavalo, bateu com a cabeça no chão e chegou a ficar desacordado por alguns minutos. Em seu perfil no Facebook ele informou que ao acordar recebeu o carinho da família e foi levado ao Hospital Ferreira Machado pelo Corpo de Bombeiros.

Após passar algumas horas no Ferreira Machado ele alegou ter sido “muito bem atendido como qualquer paciente que chega lá”. Inclusive, tendo em vista o grande número de pacientes que chegam ao Ferreira Machado nos finais de semana, é possível notar que ele se recuperou em uma maca no corredor do hospital.

Segundo Fábio Ribeiro, a queda o fez refletir sobre várias coisas. “Sinto que este 'tombo' mudou a minha concepção de vida. Aos familiares, amigos e colegas obrigado pela manifestação de carinho e amizade. Aos servidores do HFM minha gratidão e admiração. Mas com certeza eu não estaria teclando esta mensagem se não fosse a vontade de Deus. Obrigado Senhor. Fiquem na paz de Cristo!”, disse Fábio no Facebook.

Na rede social, centenas de amigos do secretário enviaram mensagens carinhosas e reforçaram a importância da fé.

[caption id="attachment_20064" align="aligncenter" width="480"] Facebook/Fábio Ribeiro[/caption]
Comentar
Compartilhe
Vinicius e a esperança no milagre
19/10/2013 | 17h19
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wKcsVi59oY4[/youtube]

Hoje, neste dia de homenagens pelo centenário do diplomata, poeta Vinícius de Moraes, divido com vocês um texto que escrevi após rever “Vinícius”, do Miguel Faria Jr.

Esperança no Milagre

Em 2005, quando o filme “Vinicius”, do Miguel Faria Jr, foi lançado, escrevi um artigo na Folha sobre a filosofia de vida deste ser humano que viveu intensamente. Agora, após rever o filme, fiquei refletindo sobre os depoimentos de Chico Buarque, Ferreira Gullar, Toquinho, Maria Bethânia e Edu Lobo. As imagens do Rio de Janeiro e as histórias do poetinha me fizeram pensar no desperdício nosso de cada dia. Deixamos de aproveitar a vida para remoer chatices, discutir sobre inutilidades e pensar nas pessoas e nas coisas que não gostamos. Sobra pouco tempo para quem realmente merece carinho, amor e atenção. Falamos muito mais sobre o que nos irrita do que sobre o que é realmente prazeroso. Curtimos muito no Facebook e pouco na vida. Em seu depoimento o poeta Ferreira Gullar diz que Vinicius ensinou o brasileiro a viver. E a receita não incluía reflexões profundas sobre os grandes mistérios da humanidade. O segredo era viver, sofrer, beber, amar, sorrir, chorar e se apaixonar. Tudo por completo, nada pela metade.

O filme coloca Vinicius ao nosso lado. Sentimos o carinho, o sorriso e o amor de um poeta que viveu de paixões. É uma espécie de afago cinematográfico. Acompanhamos a efervescência cultural de Ipanema no final da década de 50. Em um de seus depoimentos o compositor Edu Lobo diz que Vinicius abria a sua casa para conversar, tocar violão e beber. A porta do Vinicius estava aberta para se discutir sobre música, cinema, literatura, política, futebol, religião. Hoje em dia não só as portas, mas as almas estão fechadas.

Em meio a esse jogo ambicioso e regado à inveja, dinheiro e trapaças, precisamos de esperança. Carecemos de mais pessoas como Vinicius de Moraes. Precisamos desarmar nossas almas e olhar para o mundo sem achar que tudo conspira contra nós. Precisamos de mais poesia, mar, lua, sol, chocolate, vento no rosto, cafuné, abraços sinceros e comédia romântica. É hora de se desconectar um pouco das redes sociais e se conectar com a natureza e com pessoas de carne, osso e alma. Afinal de contas, como dizia Vinicius, estamos nesse mundo para “lembrar e ser lembrados, para chorar e fazer chorar (…) Pois para isso fomos feitos: Para a esperança no milagre”.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Ml074nMA0aQ[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Garotinho puxa a orelha da Tropa Rosácea
18/10/2013 | 21h43
[caption id="attachment_20046" align="aligncenter" width="570"] Foto de Rodrigo Silveira[/caption]

A “Noite de Filiações do PR”, realizada hoje (18) no Automóvel Clube, serviu para que o deputado federal Anthony Garotinho (PR) desse uma espécie de puxão de orelha na sua tropa. Segundo o parlamentar, sua performance em municípios como Nova Iguaçu e Itaboraí é melhor do que em sua terra. “Como pode acontecer uma coisa dessas? As pessoas não podem ficar acomodadas. Elas precisam saber sobre as nossas ações e defender nossas ideias. A oposição faz o papel dela e nós temos que rebater tudo em todas as partes da cidade”, afirmou, ressaltando que “muitos aliados se acostumaram com práticas de outros governos”. “Vocês precisam discutir política. Aprender a debater. Não podemos copiar as práticas de outros políticos que passaram pela cidade. Eu não quero ter em meu grupo um Marcos Bacellar melhorado”, disse.

De olho em 2016 — Ciente do xadrez político, ele deixou claro que a jogada de 2014 interfere diretamente em 2016. “Temos que eliminar a oposição. Não podemos deixar que ela se fortaleça agora para chegar mais forte em 2016. Uma eleição está diretamente ligada a outra. Rosinha não pode ser candidata, ninguém da família pode. Então, temos que começar a pensar nisso”, disse.

Quem será o escolhido? — Garotinho também falou sobre a escolha do nome que terá o apoio do grupo em 2016. “Vamos sentar, conversar e depois ouvir a voz do povo. As pesquisas vão mostrar quem receberá o nosso apoio”, disse. Neste momento, um grupo começou a gritar sugerindo nomes. Porém, foram logo cortados. “Não pedi para ninguém sugerir nada agora”, completou.

Comentar
Compartilhe
PT do Rio quer tirar Crivella da disputa
18/10/2013 | 16h48

O PT do Rio de Janeiro discute uma estratégia para tentar tirar o ministro da Pesca, Marcelo Crivella (PRB-RJ), da disputa pelo governo do Rio em 2014. A ação é capitaneada pela ala que defende a candidatura de Lindbergh Farias (PT-RJ).

A ideia é tentar atrair Crivella para o seio da campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) , onde poderia assumir a coordenação junto aos evangélicos e, de quebra, ajudar a alavancar o nome de Lindbergh nesses setores no Rio de Janeiro.

Crivella tem dito para quem pergunta que é “candidatíssimo”. Mesmo assim, petistas pretendem trabalhar o argumento de que o ministro tem rejeição alta e que o teto de sua candidatura inviabilizaria sua competitividade no segundo turno.

Fonte: IG

Pesquisa — Atualmente,  Crivella aperece na segunda colocação em diversas pesquisas, atrás apenas do deputado federal Anthony Garotinho (PR). Em Campos, por exemplo, Crivella ocupa a segunda colocação.

Comentar
Compartilhe
Fundeb gera debate entre Marcão e Auxiliadora
17/10/2013 | 19h22

No final de setembro o vereador Marcão (PT) afirmou que a prefeita Rosinha (PR) “não gasta quase nada com o salário dos professores”. Ele defendeu um reajuste de 100%, citou os recursos do Fundeb e convidou os representantes da Prefeitura para debater centavo por centavo. Veja o vídeo:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=WhoilyzAfp0[/youtube]

Ontem (16), o assunto voltou a ser debatido e a vereadora Auxiliadora Freitas (PHS) saiu em defesa do governo, afirmando que Marcão “jogou para a galera”.

Segundo Auxiliadora, Marcão está equivocado quando afirma que o dinheiro proveniente do Fundeb seria suficiente para conceder 100% de gratificação de regência para os professores da rede pública de Campos. “Ele deu a entender que este fundo é composto por recursos federais, em sua totalidade, quando, na realidade, ele é composto, em 90%, por percentuais de tributos de competência estadual e municipal, quase que em sua totalidade. Desta forma, não há que se falar em ausência de aplicação de recursos financeiros da receita própria pertencente ao município, seja por via direta ou transferência constitucional do Estado, vez que parte do FPM, do FPE, do IPI-EXP, do ICMS, do ITR, do IPVA e do ITCMD estão diretamente vinculados ao fundo. O que o governo federal envia é o correspondente ao montante de 10% da contribuição total dos estados e municípios de todo país, complementando a diferença entre o número de alunos matriculados e o número de vagas”, disse Auxiliadora.

Ainda de acordo com a aliada da prefeita Rosinha, vale destacar que o Fundeb termina em 2019. “Entretanto, o município de Campos, ao elaborar o plano de cargos e salários do magistério municipal, assegurou a incorporação dos recursos oriundos do fundo ao salário dos profissionais, não os vinculando a gratificações: Ou seja, quando o FUNDEB acabar, os professores não deixarão de ter estes mesmos recursos em seu salário, pois o município garantirá o pagamento, conquanto que professores de outras cidades, que recebem gratificações decorrentes de recursos do FUNDEB, vão ver o salário diminuir. Por fim, vale dizer, se o Fundeb é o suficiente para a valorização do salário dos educadores brasileiros, que o governo federal garanta um piso mínimo mais elevado, para que a educação no Brasil, num todo, melhore”, afirmou.

Mesmo após a versão de Auxiliadora, Marcão reafirmou suas contas e voltou a convocar os representantes do governo para um amplo debate sobre os recursos do Fundeb.

Comentar
Compartilhe
Bienal vai homenagear José Cândido de Carvalho
17/10/2013 | 19h20

A Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima está preparando a 8ª Bienal do Livro, que acontecerá em maio de 2014. Segundo a presidente, Patrícia Cordeiro, o órgão lançará um livro em homenagem a José Cândido de Carvalho — compilação de textos de diversos nomes da literatura e jornalismo de Campos sobre o autor.

Em agosto deste ano, Patrícia e outros secretários estiveram reunidos com a presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Ana Maria Machado, a fim de tratar parcerias para o evento. "Estamos preparando uma bienal, com grandes nomes da literatura nacional, sem deixar de prestigiar os artistas da terra. Assim como na edição anterior, teremos uma programação para todos os gostos", destaca a presidente.

Reedições  — O gerente do Arquivo Público Municipal, Carlos Freitas, explica que desde o início do governo da Prefeita Rosinha Garotinho foram produzidas  reedições de obras sobre Campos. Entre elas: “Memória Topográfica sobre os Campos dos Goytacazes", do Visconde de Araruama; “Manuscritos de Couto Reis”, em conjunto com o Arquivo do Estado do Rio de Janeiro”; Apontamentos para a História da Capitania de São Tomé", obra de Augusto de Carvalho.  "Até o final deste mandato outras obras de autores campistas serão publicadas, mas relata que algumas estão sujeitas a direito autoral, dependendo de autorização da família e dos herdeiros diretos. Os livros de Alberto Lamego Filho foram reeditados pelo IBGE recentemente".

Em quatro anos foram produzidos cinco livros, através da Superintendência de Igualdade Racial – antiga Fundação Zumbi dos Palmares, sendo o último deles “Quilombo: terra da esperança”, lançado no consulado de Angola no Rio de Janeiro. Em Salvador foi difundido o livro, “O Arquivo Negro de Campos”, que relata a compra e venda de escravos na cidade. Também foi confeccionado o livro com as receitas das mulheres que participaram do curso de culinária afro e o Carukango – O Príncipe dos Escravos.

Fonte: Ascom/FCJOL

Comentar
Compartilhe
Marinéa Abude pede perdão aos professores
17/10/2013 | 10h46

Após um áudio polêmico que circulou na internet, onde chamava um grupo de professores de "idiotas" e teria feito ameaças aos manifestantes, apontados como um grupo que "não amedronta", a secretária de Educação, Marinéa Abude, participou de um programa de rádio e afirmou respeitar o Sepe e os professores. "Em momento algum quis ofender qualquer professor. E se algum se sentiu ofendido, eu peço perdão (...) Estou aberta a qualquer diálogo com quem quer que seja. A gente tem um enorme carinho por todos os professores. Se houve um mal entendido, que esse mal entendido seja desfeito. Preciso de parceiros que me ajudem nessa caminhada".

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=pOePv4_Ad6Q&feature=youtu.be[/youtube]

Comentar
Compartilhe
Rafael Diniz: "O que estamos vendo é uma grande maquiagem"
17/10/2013 | 01h06

O vereador Rafael Diniz (PPS) comentou durante a sessão de ontem (16) sobre as inserções do PR na TV. "Estava em casa vendo a novela com a minha vó quando me deparei com uma inserção do PR na TV. Na propaganda, o deputado federal Anthony Garotinho, que é pré-candidato ao governo, faz duras críticas ao atual governador. Em uma das inserções ele diz que o Rio de verdade é bem diferente da maquiagem. E ainda diz que esconder não resolve. Ironicamente, a afirmação cabe perfeitamente quando o assunto é a nossa cidade. Na propaganda oficial e nos discursos dos aliados, está tudo maravilhoso. Mas basta andar um pouco para ouvir a voz de quem sofre nas filas, de quem não encontra remédios, de professores que protestam, de médicos e dentistas sem estrutura. Ouvindo todos esses relatos é possível constatar que estamos vendo uma grande maquiagem em nossa cidade. E quer saber, essa maquiagem é rosa", disparou Rafael.

No comercial do PR, Anthony Garotinho cita Sigmar, que busca remédio para a filha, Paulo César, que anda em um transporte desconfortável e Juracy, que não recebe o aluguel social. Mas se esquece das mães de Campos que não encontram leite especial (aqui), da mãe que perdeu um filho por descaso (aqui), das pessoas que dormem na fila (aqui) e das professoras campistas que querem ser tratadas pelo deputado como se fossem do Rio (aqui).

Comentar
Compartilhe
Fred Machado defende regulamentação da Lei de Acesso à Informação
17/10/2013 | 00h37

Durante a sessão de ontem (16), após a bancada governista afirmar que a Prefeitura de Campos é transparente, o vereador Fred Machado (PSD) citou um projeto que tramita na Casa e pediu a ajuda do "rolo compressor". "Já que vocês defendem a transparência, creio que o meu projeto será aprovado por unanimidade. O que estamos querendo é a regulamentação da Lei Federal 12.527 no âmbito municipal", disse Fred, lembrando que uma das justificativas da Prefeitura para não fornecer as informações solicitadas com base na Lei de Acesso à Informação foi a ausência de Legislação Municipal.

Segundo Fred, várias cidades, como Uberaba São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre, já regulamentaram a Lei 12.527 no domínio do Poder Executivo. “Ao protocolar o pedido de informação na Prefeitura e não receber as respostas, uma das justificativas do subprocurador foi a ausência de Legislação Municipal. Sendo assim, em nossa luta pela transparência,demos mais este passo. Infelizmente, para garantir algo que é um direito de qualquer cidadão, vamos ter que travar mais esta batalha. Porém, acredito que a bancada governista, ao dizer que é tudo muito transparente, vai nos ajudar neste processo de regulamentação”, explicou Fred.

O vereador já solicitou informações sobre o concurso da Câmara, a auditoria de uma suposta fraude no Cartão Cidadão e os gastos com o Campos Folia deste ano, este último em parceria com o vereador Rafael Diniz (PPS), e todos foram negados. "Em outros casos, mesmo com o pedido de informação aprovado, fico esperando as respostas e não recebo nada", afirmou.

Em sua proposta, Fred ainda abordou o artigo 45 da Lei de Acesso à Informação. “Art. 45. Cabe aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, em legislação própria, obedecidas as normas gerais estabelecidas nesta Lei, definir regras específicas, especialmente quanto ao disposto no art. 9o e na Seção II do Capítulo III”.

Comentar
Compartilhe
Câmara com aplausos e congratulações para todos os gostos
16/10/2013 | 19h06
A Câmara de Campos deve ter batido um recorde durante a sessão de hoje. Ao todo, foram aprovadas 102 moções, incluindo aplausos e congratulações. Entre os homenageados estavam professores, fisioterapeutas, aniversariantes, médicos, esportistas, religiosos, advogados e "rainha dos caminhoneiros".
Comentar
Compartilhe
Suledil convoca: "Política se faz com disciplina, estratégia e gente"
16/10/2013 | 18h09
Mais uma mensagem encaminhada pelo professor Suledil Bernardino (secretário de Governo e do PR):

"Boa Noite!

Depois da realização de Convenções do PR em todas as cidades do Estado do Rio de Janeiro teremos o privilégio e a oportunidade de contarmos com a presença do nosso líder GAROTINHO E DA ROSINHA, NA NOITE DE FILIAÇÃO DO PR , a ser realizada na próxima sexta-feira, dia 18 de outubro, às 18:00 horas (seis horas da tarde), no Ginasinho do Automóvel Clube Fluminense. Sem seu apoio na mobilização e presença é impossível termos sucesso neste importante encontro.

Obs. 1 - Mobilize seus amigos, familiares e colegas de trabalho, para que todos possam estar presentes a esse grande evento do PR a ser realizado na próxima sexta-feira.

Obs. 2: Não use rede social porque esse é um encontro estratégico do partido.

ATENÇÃO: POSSO CONTAR COM A SUA PRESENÇA E MOBILIZAÇÃO? SIM OU NÃO?

POLÍTICA: SE FAZ COM DISCIPLINA, ESTRATÉGIA E GENTE.

Atenciosamente,

Suledil Bernardino

Secretário do PR"

Comentar
Compartilhe
Após flertar com o PT, Garotinho diz que "não tem nada definido"
16/10/2013 | 15h52
[caption id="attachment_19990" align="aligncenter" width="476"] Garotinho e Rui Falcão - Blog do Garotinho[/caption]

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) conversou esta tarde com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, sobre o quadro eleitoral no Estado do Rio e no Brasil. Segundo Garotinho,  "como foi o primeiro encontro, nada ficou definido".

Após ouvir que o senador Lindbergh Farias (PT) será candidato mesmo com a pressão do PMDB, Garotinho disse que não se incomoda com a presença da presidente Dilma Rousseff em mais de um palanque. "Afirmei que diferentemente do PMDB que exige exclusividade de apoio, se nosso entendimento avançasse, a nossa exigência (PR - RJ) não seria exclusividade, e sim, reciprocidade, ou seja, a Presidente Dilma teria que estar em todos os palanques ou em nenhum para que houvesse equilíbrio na disputa. Foi um encontro que durou 1h, mas que não definiu nenhuma questão de apoio do PR - RJ no plano da eleição presidencial", disse Garotinho em seu blog.

Turma da Boquinha — Se hoje o deputado Garotinho flertou com o PT, na última sexta-feira (11) ele publicou uma foto de Rui Falcão com Lindbergh e ironizou a demora do PT em deixar os cargos no governo Cabral. "A Turma da Boquinha se agarra a um cargo igual a carrapato. Primeiro disseram que desembarcariam do governo no meio do ano, depois passaram para setembro, aí adiaram para outubro, depois novembro, e agora dizem que até o fim do ano caem fora. A mamata é boa!", disse Garotinho.

A informação também foi publicada no blog "Painel", do jornalista Saulo Pessanha.

Comentar
Compartilhe
Pátio Norte “rebocada” da sua sede
16/10/2013 | 15h46
[caption id="attachment_19985" align="aligncenter" width="455"] Foto -Ururau[/caption]

Por ironia do destino,  a empresa Pátio Norte, acostumada a rebocar muitos carros e motos na cidade, foi despejada da sua sede. Oficiais de justiça, ao lado da Polícia Militar, foram até o local para cumprir um mandado de despejo.

Por conta do despejo, a empresa está realizando atendimento no Turf Centro Shopping, na Avenida 28 de Março, 13, loja 27.

* Com informações do site Ururau

Comentar
Compartilhe
Educação: De um lado o protesto, do outro um "mar de rosas"
15/10/2013 | 23h23

Enquanto centenas de professores da rede municipal protestavam na BR-101 (aqui), a secretária de Educação,  Marinéa Abude, contava no site da Prefeitura uma versão rosácea da história. Segundo a matéria (aqui), são muitas as ações desenvolvidas pela Prefeitura que beneficiam alunos e professores. "Como a construção e reforma de creches e escolas; o Programa do Livro Didático, unificando o aprendizado em todo o município; implantação do Plano de Cargos e Salários para os professores; além da concessão de benefícios como 10% de regência e 100% do RET e, ainda, criação da Lei 8.407/2013, que cria a Gratificação para o Desenvolvimento da Educação Básica (Gdeb) para melhor o Índice de Educação Básica (Ideb)".

Porém, na visão dos professores, não existe este "mar de rosas".  Além do pedido de melhores salários, mais estrutura nas instituições e uma verdadeira eleição direta para diretores, os educadores pedem que a prefeita Rosinha (PR) tome uma atitude em relação às declarações da secretária de Educação (aqui). Eles alegam que a secretária teria ameaçado os manifestantes.

Comentar
Compartilhe
Neco: "Carla fez tudo e não me procurou antes"
15/10/2013 | 15h35

O prefeito de São João da Barra, José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), rompeu o silêncio e falou sobre a sua relação com a ex-prefeita Carla Machado (PT). Embora não assuma a divisão do grupo, Neco deixou bem claro que Carla optou por um caminho diferente após escolher um partido que tem pré-candidato ao Governo do Estado que não é o escolhido para sucessão do PMDB. "Carla se filiou a outro partido, que não está junto com o governo do estado. Eu tenho várias obras previstas para começar com apoio do governo do Estado, não posso ficar contra", afirmou o prefeito.

Neco destacou que a ex-prefeita não o procurou para uma conversa prévia sobre os futuros políticos. Segundo o prefeito, Carla só informou que estaria deixando o PMDB e passando para o PT após a decisão já estar fechada. "Carla fez tudo e não me procurou antes. Depois que tomou todas as decisões, ela me ligou. Todas as decisões dela já estavam tomadas e qualquer coisa que eu fosse falar não ia mudar em nada sua decisão", disse o prefeito, que destacou ainda que seu posicionamento sobre a filiação da ex-prefeita ao PT foi postado em sua conta pessoal do Facebook.

Aliada petista na Câmara — PMDB e PT  caminharam juntos na última eleição municipal. Inclusive, a vice-presidente da Câmara, vereadora Sônia Pereira, é petista. Questionado sobre uma possível saída da vereadora da base de apoio ao governo, Neco afirmou que essa decisão cabe ao diretório do PT. “Soninha foi eleita pelo PT. Carla se desfiliou do PMDB e entrou no PT. Uma coisa é diferente da outra. Eu não vou abrir mão do apoio da vereadora nunca. Quero sempre perto”, disse.

O prefeito de SJB não declarou apoio a nenhum pré-candidato a deputado estadual. “Não é o momento de eu pensar nisso. Eu tenho candidato sim, o vice-gove governador Pezão, que hoje é pré-candidato. Se ele for candidato a governador, eu o apoio”, frisou.

Fonte: SJB Online

Comentar
Compartilhe
PMDB do Rio buscará aliança com o PSDB
15/10/2013 | 14h33
O governador Sérgio Cabral reuniu a cúpula do PMDB fluminense anteontem para discutir a defesa feita pelo PT do nome de Lindbergh Farias para o governo do Rio em 2014. Peemedebistas se irritaram com a fala do presidente do PT, Rui Falcão, de que a candidatura própria é prioridade, e garantem que não haverá palanque duplo para Dilma Rousseff no Estado. Ficou definido também que, assim que o PT desembarcar do governo Cabral, a sigla buscará outras alianças,inclusive com o PSDB de Aécio Neves. O grupo do governador do Rio observou ainda que a manifestação de Falcão em apoio ao senador petista ocorreu um dia após ele se reunir com Dilma e Lula em Brasília para discutir cenários eleitorais. Fonte: Folha de S. Paulo
Comentar
Compartilhe
Dilma defende melhores salários para os professores
15/10/2013 | 11h14

A presidente Dilma Rousseff comemorou nesta terça-feira (15) o dia do professor pelo Twitter. Dilma defendeu melhor remuneração para a categoria. Com a hastag #DiaDoProfessor, a presidente ressaltou ainda que a profissão precisa ser valorizada por toda a sociedade.

Câmara de Campos — Em Campos, a vereadora Auxiliadora Freitas (PHS) diz que "apresentou indicações ao Poder Executivo solicitando a realização de estudo técnico-orçamentário no sentido de viabilizar ao magistério público municipal a continuidade do seu processo de valorização, considerando, entre outras questões, a regularização do enquadramento dos professores da rede municipal no Plano de Cargos e Salários, de acordo com o tempo de serviço (letras)". " Desde o início do meu mandato, tenho trabalhado buscando melhorias para os professores. Apresentamos a Indicação Legislativa pedindo o aumento do Regime Especial de Trabalho (RET) de 70% para 100%; a implantação da gratificação de regência; além da sessão especial do dia da educação e a realização do seminário 'A Educação que Temos e a que Queremos'", apontou a parlamentar através de sua assessoria.

Comentar
Compartilhe
TJ dá prazo à Alerj para apresentar parecer sobre impeachment de Cabral
15/10/2013 | 09h42

Uma decisão proferida pelo desembargador Nagib Slaibi Filho obriga o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo (PMDB), a apresentar juízo de admissibilidade em face do processo de impeachment contra o governador Sérgio Cabral (PMDB). A ação que pede a cassação de Cabral por crime de responsabilidade foi apresentada pelo deputado Geraldo Pudim (PR) no dia 31 julho deste ano, um dia antes da volta dos trabalhos da Casa Legislativa após o recesso. O Tribunal de Justiça (TJ) estipulou o prazo de 10 dias para apresentação de parecer. O prazo se encerra no próximo dia 20.

O mandado de segurança impetrado pelo parlamentar argumenta haver "morosidade" no processo de análise do pedido de impeachment, no qual o parecer deveria ter sido apresentado, segundo art. 19 da Lei 1079/50 (Lei do Impeachment) na sessão subsequente ao oferecimento da denúncia. De acordo com a Lei de Impeachment "a denúncia será lida no expediente da sessão seguinte e despachada a uma comissão especial eleita, da qual participem, observada a respectiva proporção, representantes de todos os partidos para opinar sobre a mesma". "É muito conveniente que uma casa de maioria governista, como é o caso da Alerj, não profira nenhuma decisão sobre o processo de impeachment do governador. O fato de não haver juízo de admissibilidade impede que possamos fazer qualquer tipo de movimento jurídico acerca do pedido de cassação. A morosidade, neste caso, é o motivador dessa virtual instabilidade jurídica e política. Digo virtual porque é momentânea", analisou o autor da ação, o deputado estadual Geraldo Pudim.

A decisão fixou multa de R$ 50 mil por dia caso o presidente da Alerj não apresente parecer acerca do pedido de impeachment.

Entenda o Caso — As denúncias de uso abusivo de aeronaves do estado pelo governador com requintes de luxo levantaram suspeitas acerca dos limites legais para utilização das mesmas. O helicóptero Agusta AW109 Grand New, considerado o melhor helicóptero da categoria, é o preferido pelo governador. A aeronave foi adquirida pelo Estado em outubro de 2011 um para o Estado por US$ 9.732.934, o equivalente a R$ 15.233.015,00, à época, numa transação pouco transparente. O consumo médio mensal do ‘Agusta’, usado pela família Cabral e seus empregados, é de 8.000 litros, o que significa dizer que, apenas com combustível, são gastos cerca de R$ 42.000,00  mensais, valor com o qual seria possível encher o tanque de 300 carros.

Fonte: JB

Comentar
Compartilhe
Wladimir aponta "fogo amigo"
14/10/2013 | 13h34
Em mensagem enviada ao blog, o presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, afirmou que ainda não foi batido o martelo sobre a retirada da sua pré-candidatura a deputado estadual. "Não foi dito na reunião que eu não serei candidato. Foi dito que política e eleição dependem do momento e que a minha possível candidatura será decidida lá na frente. A postagem que você fez não passa de uma das muitas tentativas do fogo amigo de tentar enfraquecer o meu nome", disse Wladimir.
Comentar
Compartilhe
Os escolhidos de Garotinho para 2014
13/10/2013 | 11h14

Após reunião com a presença do seu "rolo compressor" da Câmara, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) avisou que o seu filho, Wladimir Garotinho, não será candidato a deputado estadual em 2014. Na disputa por cadeiras na Alerj, ficou claro que o seu partido vai apostar as fichas nas candidaturas de Geraldo Pudim e Pastor Eber Silva. Correm por fora os vereadores Gil Vianna e Jorge Magal. Sobre a Câmara Federal, além de Clarissa e Feijó, o PR estaria cogitando a possibilidade de lançar Abdu Neme ou Paulo Hirano.

 
Comentar
Compartilhe
Pesquisa: Clarissa (15,91%), Feijó ( 11,81%), Arnaldo (10,33%) e Nahim (6,76%)
12/10/2013 | 22h44

O Instituto Pappel também divulgou as intenções de votos para deputado federal nos municípios de Campos,  Itaperuna, São Francisco, São João da Barra, São Fidélis, Carapebus e São José de Ubá. Quem lidera é a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR), seguida pelo deputado federal Paulo Feijó (PR) e pelo o ex-prefeito Arnaldo Vianna (PDT). O presidente da Fenorte, Nelson Nahim (PSD) aparece na quarta colocação e o petista Makhoul Moussallem é o quinto. Confira:

Deputado Federal
Clarissa Garotinho ... 15,91 % Paulo Feijó ... 11,81 % Arnaldo Viana ... 10,33 % Nelson Nahim ... 6,76 % Mackoul Moussalem ... 6,48 % Tadeu "To contigo" ... 6,06 % Barbosa Lemos ... 4,61 % Nildo Cardoso ... 4,01 % Leonardo Picciani ... 1,95 % Enock Amaral ... 1,76 % Washington Reis ... 1,62 % Diego Dias ... 1,51 % Hugo Leal ... 1,32 % Simão Sessim ... 0,66 % Pessoas entrevistadas : 2392
Comentar
Compartilhe
Pesquisa: João Peixoto (9,57%), Wladimir (9,28%) e Carla (8,92%)
12/10/2013 | 22h29

O Instituto Pappel divulgou hoje (12) mais uma pesquisa. Dessa vez, os números representam as intenções de votos para deputado estadual nos municípios de Campos,  Itaperuna, São Francisco, São João da Barra, São Fidélis, Carapebus e São José de Ubá. Na primeira colocação aparece o "mineirinho" João Peixoto (PSDC), seguido de perto pelo presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho e pela ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PT). Confira:

Pesquisa Regional para Deputado Estadual ( Campos - Itaperuna - São Francisco - São João da Barra - São Fidelis - Carapebus - São José de Uba )  — Eleitorado : 533.691 João Peixoto ...9,57 % Wladimir Garotinho ... 9,28 % Carla Machado ... 8,92 % Tadeu '' Tô Contigo'' ... 6,79 % Roberto Henriques ... 4,90 % Odete Rocha ... 4,60 % Albertinho ... 4,35 % Marcão ... 3,68 % Magal ... 3,42 % Geraldo Pudim 3,29 % Dr. Roninho ... 3,07 % Thiago Virgílio ... 2,22 % Bruno Dauaire ... 2,07 % Jair Bitencourt ... 1,96 % Pessoas entrevistadas : 2.392
Comentar
Compartilhe
Romário entra em campo e mantém PSB com Rosinha
12/10/2013 | 11h17

Após as declarações do ex-deputado José Maurício Linhares, que apontou “novos rumos do PSB em Campos”, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) ouviu o deputado federal Romário (PSB) durante o programa “Entrevista Coletiva”, da rádio Diário FM.

Apontando uma apreensão entre os membros do PSB que estão ao lado da prefeita Rosinha (PR), Garotinho perguntou sobre a posição do partido na cidade. Segundo Romário, que alegou não conhecer José Maurício Linhares, “por enquanto tudo fica como está”. O Baixinho explicou que a cidade de Campos não entrou na pauta. “Estamos discutindo várias pautas. Porém, a cidade de Campos não entrou em nossa pauta. Desconheço essa informação sobre mudanças de postura em Campos”, disse Romário.

Abre o olho — No final, Garotinho comemorou a declaração de Romário. Mas é bom lembrar que o ex-jogador já driblou o PR uma vez e se filiou ao PSB. Não seria estranho se o Baixinho desse mais uma “caneta” no experiente parlamentar campista.

Comentar
Compartilhe
Liceu X Camelódromo
11/10/2013 | 17h36

Em seu blog (aqui), o jornalista Ricardo André Vasconcelos fez a seguinte pergunta: "Por que será que as obras de reforma e restauração do Liceu de Humanidades de Campos, um prédio de meados do século XIX vão custar R$ 7.590.728,18 e as reformas do Shopping Popular Michel Haddad, um puxadinho (da década de 1990) R$ 9.985.938,34?"

Será que alguém vai responder?

Comentar
Compartilhe
Mais de dois mil políticos recebiam Bolsa Família
11/10/2013 | 17h20

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome identificou 2.168 políticos eleitos em 2012, a maioria vereadores, que continuavam recebendo benefícios do Bolsa Família após tomar posse, o que é proibido. A irregularidade foi constatada no início do ano, após cruzamento da lista de beneficiários do Bolsa Família com dados do Tribunal Superior Eleitoral, conforme divulgou nesta sexta-feira o “portal iG“.

O ministério informou que os 2.168 políticos tiveram os benefícios bloqueados em fevereiro e, posteriormente, foram excluídos do programa de transferência de renda. Desde 2009, um decreto presidencial prevê o desligamento de quem ocupa cargos eletivos remunerados, em qualquer uma das três esferas de governo (municipal, estadual ou federal).

Fonte: O Globo

Comentar
Compartilhe
Primo Rico X Primo Pobre
11/10/2013 | 16h55

No pequeno município de Itaocara, governado pelo Gelsimar Gonzaga (PSOL), todo o material didático da rede municipal de ensino é disponibilizado pelo governo federal. Por lá, o orçamento anual da Prefeitura gira em torno de R$ 42 milhões.

Enquanto isso, em Campos, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) tem um Orçamento anual de R$ 2,5 bilhões e dispensa os livros doados pelo governo federal, gastando cerca de R$ 30 milhões com livros da Expoente. O mais interessante dessa história é que o primo pobre (Itaocara) tirou nota 5.6 no Ideb e Campos, o primo rico, ficou com 3.6, a última colocação em todo o estado do Rio.

Comentar
Compartilhe
PSB vai apoiar Lindbergh?
10/10/2013 | 23h00

O iminente desembarque dos petistas do governo fluminense pode colocá-los mais perto de construir um palanque duplo com o PSB no Estado. O vice-presidente local dos socialistas, deputado federal Glauber Braga, disse nesta quinta-feira, 10, que o apoio do PSB à candidatura do senador Lindbergh Farias (PT) na disputa pelo governo estadual será uma das possibilidades examinadas pelo partido para 2014. Braga elogiou a postura de Lindbergh de defender a saída dos petistas do governo Sérgio Cabral Filho e seu afastamento do PMDB fluminense. "Em um momento em que tantos demonstram covardia na política, Lindbergh, ao peitar o PMDB, teve um ato de coragem", declarou.

O PT do Rio marcou uma reunião de seu diretório para 30 de novembro, quando deverá aprovar a saída do governo Cabral. Parte dos petistas, porém, defende uma antecipação do desembarque, por causa da repressão da Polícia Militar à greve dos professores públicos. O assunto será discutido nesta sexta-feira, 11, pelo presidente nacional do partido, Rui Falcão, e pela executiva regional da legenda.

Palanque duplo — Braga reconheceu a possibilidade de o PSB formar uma chapa com Lindbergh, mas não quis adiantar como os socialistas participariam - se designando um candidato a vice-governador ou a senador. "O deputado Miro Teixeira (PROS) também tem de estar nesta articulação", assinalou, dizendo que é ainda possível que o lançamento da candidatura de José Gomes Temporão. Dois pontos são essenciais, assinalou o deputado: "um projeto que represente o novo para o Estado do Rio" e garantia de um palanque para a candidatura presidencial de Eduardo Campos no Estado do Rio de Janeiro. "Não dá para tratar Eduardo (Campos) como inimigo nos mais diversos Estados. Isso forçaria a união das oposições estaduais já no primeiro turno", disse Lindbergh, ao confirmar que está conversando "direto" com os socialistas. "Eu apoio a reeleição da presidente Dilma Rousseff, mas, na nossa visão, há espaço na nossa chapa para um candidato a senador que faria campanha para Eduardo."

No pior cenário imaginado pelo senador, PSB e PT lançariam candidatos próprios a governador, mas manteriam uma política de não-agressão no primeiro turno, visando a uma aliança no segundo. Os alvos seriam Luiz Fernando Pezão (PMDB), candidato de Cabral, e Anthony Garotinho (PR).

Campos — Em Campos, o ex-deputado Maurício Linhares, que vai comandar o PSB na região, já avisou que o partido não vai caminhar com a prefeita Rosinha Garotinho (PR). "Os filiados vão escolher entre o governo e o partido", disse.

Comentar
Compartilhe
PGR diz que parlamentar deve perder mandato se migrar para partido novo
10/10/2013 | 20h20

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual defendeu que parlamentares que migrarem dos seus partidos para siglas recém-criadas, como o PROS e o Solidariedade, devem perder seus mandatos eletivos. Para Janot, os partidos políticos têm direito de manter o número de cadeiras obtidas nas eleições. “Não se pode ignorar que a criação de partido não raro significa apenas reflexo da conveniência eleitoral momentânea de um grupo de mandatários do povo e até serve como moeda de troca no mercado de interesses pouco nobres, a fim de propiciar arranjos de cargos na administração pública ou negociação visando à partilha de recursos do Fundo Partidário e do tempo de presença na propaganda partidária gratuita no rádio e na televisão”, disse Janot.

Atualmente, uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabelece quatro motivos para que políticos possam mudar de legenda sem perder o mandato: fusão de legendas, criação de novas siglas, perseguição dentro da agremiação e mudança na linha ideológica do partido. O STF terá de julgar, porém, uma ação em que o PPS contesta a legalidade desta resolução do TSE.

Para o Ministério Público, a criação de nova legenda não pode servir de “válvula de escape a toda e qualquer acomodação que os integrantes da comunidade parlamentar estejam dispostos a empreender”. Não há data para que o caso seja analisado pelo plenário do STF.

Na planície — Em Campos, a vereadora Linda Mara Silva e o vereador Albertinho, trocaram o PRTB e o PP, respectivamenmte, pelo PROS.

Comentar
Compartilhe
Wainer comenta sobre questionamentos de Marcão
10/10/2013 | 17h26

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Wainer Teixeira de Castro, comentou hoje (10) sobre o pedido de informação do vereador Marcão (PT) (aqui), que questionou as relações entre a empresa WTC, o PHS e o governo municipal. “Solicitei a ata da sessão para ter a exata noção sobre tudo o que foi dito pelo vereador. Preciso saber exatamente o conteúdo para tomar as medidas cabíveis”, disse Wainer, que foi além: “Quem me conhece sabe que não fujo de debate. Inclusive, o vereador tem conhecimento do trabalho da WTC em 10 Prefeituras. O que não posso é entrar nesse jogo político”, completou.

Na sessão da última terça-feira o vereador Marcão comentou sobre um contrato de R$ 785 mil firmado em 2012 entre a empresa WTC, de Wainer Teixeira, e o governo Rosinha. “Ele é presidente do PHS e proprietário da WTC. Na minha visão essa relação fere o princípio da impessoalidade e precisamos que tudo isso seja esclarecido”, afirmou Marcão.

Na tribuna, o líder do governo, vereador Paulo Hirano (PR) afirmou que todos os contratos foram avaliados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e não há irregularidade.

Porém, para o vereador Fred Machado (PSD), o TCE não tem a missão de avaliar essa relação entre partidos, pessoas e empresas. “O TCE avalia somente os números. Esse tipo de situação, que ainda carece de maiores explicações, não é avaliada pelo Tribunal”, disse Fred.

Comentar
Compartilhe
Record muda horário de Wagner Montes após ele permanecer no PSD
10/10/2013 | 15h14

O programa "Balanço Geral", da TV Record, líder de audiência com o deputado estadual do Rio, Wagner Montes (PSD), no horário de 12h, mudou de horário. Desde esta ontem (9), o programa passou a ser apresentado às 6h30. A atração ainda registrou a redução de 1h30.

A mudança no "Balanço Geral" vem quatro dias após o deputado decidir permanecer no PSD e não aceitar a proposta do PRB, o partido dos bispos da Igreja Universal, para mudar de legenda e ser o principal nome no Rio, junto com o senador Marcello Crivella. A Folha de S. Paulo apurou que a sua renovação de contrato estaria atrelada à mudança para o PRB. O deputado nega. A Record não se pronunciou sobre o caso ou sobre a mudança de horário do "Balanço Geral".

Wagner Montes foi disputado por PRB, PMDB, PSDB e PT. Campeão de votos nas eleições de 2010 para deputado estadual com 528 mil votos no Rio, o parlamentar levou em conta que fora do PSD não teria o espaço que tem hoje na legenda. Wagner Montes negocia com o partido para assumir o diretório regional do PSD no Rio. "A partir de agora vou participar ainda mais da vida do partido no Rio junto aos diretórios municipais. Estamos conversando como isso será feito", afirmou.

Troca de emissora — Para evitar que Wagner Montes deixasse o PSD, o presidente do partido, o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, chegou a negociar a ida do parlamentar/apresentador para o SBT ou até a possibilidade de que o programa fosse feito de um estúdio em Brasília. O PMDB tentou atravessar a negociação e levantou a hipótese de que o programa do parlamentar fosse feito na TV Bandeirantes e assim ele se filiasse ao partido do governador Sérgio Cabral.

Fonte: Folha de S. Paulo

Nahim — Pré-candidato a deputado federal, o ex-presidente da Câmara de Campos, Nelson Nahim, se filiou ao PSD na última sexta-feira e faz parte do grupo que aposta em uma boa votação de Wagner Montes em 2014.

Comentar
Compartilhe
Ex-pedetista pode dar as cartas no PSB de Campos
10/10/2013 | 13h34

O ex-deputado federal José Maurício Linhares deixou o PDT, partido que ajudou a fundar, e se filiou ao PSB. Como a política é feita de muitas reviravoltas, existe uma grande possibilidade do experiente político chegar ao município de Campos para dar as cartas no diretório municipal do PSB.

Resta saber se o ex-pedetista, que durante muitos anos bateu de frente com o casal Garotinho, vai caminhar ao lado do grupo rosáceo. Vale lembrar que atualmente o PSB conta com cargos no governo Rosinha e uma cadeira na Câmara (Altamir Bárbara).

Atualização às 15h40 — Em entrevista ao repórter Mário Sérgio Junior, da Folha, o ex-deputado confirmou sua nova missão em Campos. Ele ainda não adiantou se vai assumir a presidência do diretório ou indicar o novo comandante. "Vamos participar da coordenação do PSB na região", disse José Maurício.

Comentar
Compartilhe
Câmara em dia de música e homenagem
09/10/2013 | 21h40

[caption id="attachment_19887" align="aligncenter" width="480"] Foto de Check no álbum "O botequim de Dr Edson Batista", no Facebook[/caption]

A Câmara de Campos, que teve uma audiência pública sobre a cultura atropelada pelo “rolo compressor” governista, contou na tarde de ontem com a presença de diversos representantes do setor cultural. Porém, no lugar do debate, o que houve foi uma grande festa, com direito a música e homenagens. O Dia Nacional do Compositor foi lembrado em sessão solene que homenageou grandes nomes da música campista, com entrega de honrarias e apresentações de teatro e música.

Foram agraciados: Geraldo Gamboa, Lene Moraes, Maria Fernanda Crispin, Luciano Gonçalves Moreira e o presidente da Fundação Zumbi dos Palmares, Jorge Luiz dos Santos. A presidente da Fundação Osvaldo Lima, Patrícia Cordeiro também participou da sessão solene e recebeu homenagens.

Durante o evento, os presentes acompanharam um número musical apresentado por Gamboa, Lene e Maria Fernanda. Além de uma apresentação do espetáculo “Wilson Batista todo mundo canta Samba”, encenado por alunos do Núcleo de Artes ORI, vinculado a Superintendência da Igualdade Racial.

A vereadora Linda Mara Silva, autora da iniciativa, presidiu a sessão e explicou a importância de abrir as portas do Legislativo campista para os talentos locais. “Conversei com o presidente da Câmara, Dr. Edson Batista, sobre essa oportunidade de homenagear nossos talentos locais nesta data especial. O dia foi segunda-feira e nesta quarta-feira (ontem) levamos estes talentos para que todos possam conhecer um pouco mais”, disse.

Linda Mara também falou sobre a apresentação feita pelo presidente da Fundação Zumbi dos Palmares. “O Jorge Luiz falou sobre os trabalhos feitos pela cultura de Campos”, disse Linda, frisando que a sessão conseguiu aliar informação e arte.

O Dia Nacional do Compositor foi instituído pelo Projeto de Lei nº 581/1983 e é comemorado no dia 7 de outubro.

Comentar
Compartilhe
Alerj: Eike Batista não confirma presença em audiência pública
09/10/2013 | 20h34

Da Ascom/Roberto Henriques:

Após correspondência enviada aos convidados para a Audiência Pública da Comissão Especial da Alerj que acompanha os investimentos no Porto do Açu e a situação dos trabalhadores, apenas o empresário Eike Batista não confirmou presença.

De acordo com a assessoria do deputado Roberto Henriques (PSD), a presença de Eike Batista é de suma importância, "pois ele é o maior investidor e articulador do processo de instalação do Complexo do Superporto do Açu e figura central para esclarecer alguns questionamentos da comunidade".

Comentar
Compartilhe
Ex-BBBs, Dr. Rey e "famosos" se filiam de olho em 2014
09/10/2013 | 16h29

Artistas, esportistas, empresários e outros nomes conhecidos devem estrear como candidatos nas eleições 2014. No último sábado (5), terminou o prazo de filiação para quem não pertencia a um partido ou pretendia mudar de legenda a tempo de concorrer no ano que vem.

Dr. Rey — Entre as celebridades, está o cirurgião plástico Robert Rey, conhecido como Dr. Hollywood, que se filiou em abril ao Partido Social Cristão (PSC), o mesmo do deputado federal Marco Feliciano. Ele ficou famoso ao participar de um reality show norte-americano, o Dr. 90210, que fala sobre cirurgia plástica e mostra pacientes antes, durante e depois do procedimento. Ao site do partido, o Dr. Hollywood disse que entrou na política “porque entende que o mundo está entrando no caos e as pessoas não querem mais ouvir a palavra de Deus”. Ele afirmou ainda que no PSC não há "vergonha da palavra de Deus”. Rey pode tentar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Bambam — Ex-participantes do programa Big Brother Brasil também se filiaram. Em São Paulo, o ex-BBB Kléber Bambam, vencedor da primeira edição, concorrerá pelo PRB de Celso Russomano. O “brother” foi convidado pessoalmente por Russomanno para disputar vaga de deputado estadual.

Outros ex-BBs — Em Mato Grosso do Sul,  Fael vai concorrer pelo PSB. A ex-BBB Laisa Portela entrou no PP no Rio Grande do Sul. Pelo Rio de Janeiro, disputam Cida (PTdoB) e Diego Alemão (PV). Segundo o presidente estadual do PP, Celso Bernardi, Laisa foi convidada a ser candidata a deputada estadual ou federal. "Ela disse ter recebido o convite com muita alegria e que iria fazer a avaliação", afirmou, segundo o partido.

Narcisa — No Rio de Janeiro, a socialite Narcisa Tamborindeguy se filiou ao PSDB. Em São Paulo, o pagodeiro Rodriguinho, famoso no grupo Os Travessos, deve concorrer a uma vaga pelo PTB.

Sula Miranda — Conhecida como a “Rainha dos Caminhoneiros”, a cantora Sula Miranda pretende concorrer a uma vaga na Câmara Federal pelo PRB. Entre as propostas defendidas por ela está a melhoria das estradas e a criação de cursos profissionalizantes.

Bernardinho — Entre os esportistas, estão o treinador Bernardinho, da seleção masculina de vôlei, que se filiou ao PSDB no Rio, e o jogador de vôlei Giba, que se filiou à sigla no Paraná.  “Fui convidado por vários partidos políticos e de vários estados diferentes. Mas não vejo sentido estar em um local que não seja o Paraná, onde nasci e estão os meus filhos”, afirmou Giba, na cerimônia de filiação.

Ex-atletas — O ex-atleta Robson Caetano, medalhista olímpico, aderiu ao PSD. O nadador Fernando Scherer, o Xuxa, se filiou ao PSB. Ele deve tentar representar São Paulo na Câmara dos deputados, em Brasília.

Astronauta — astronauta Marcos Pontes filiou-se ao PSB de Eduardo Campos e Marina Silva em São Paulo. Em seu site, ele afirmou que pretende entrar na política “para ajudar a acabar com a corrupção”. O cargo ao qual ele deverá concorrer não foi definido ainda pela legenda.

Sertanejo — José Rico, da dupla sertaneja Milionário e José Rico, pode disputar um cargo pelo PMDB em Goiás. “Eu e minha equipe estamos preparados para encarar esse desafio e mostrar ao povo goiano que Goiás ainda pode se desenvolver muito mais", afirmou José Rico na cerimônia de filiação, segundo informações da sigla.

Sambista — O intérprete da Beija Flor, Neguinho da Beija Flor se filiou ao PR do deputado federal Anthony Garotinho. Na eleição, o puxador de samba quer ser puxador de votos.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
Vídeo: artistas protestam contra terceirizações
09/10/2013 | 12h37
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=tybXNwLfMco#t=19[/youtube] [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ajDjKK2Q9kA[/youtube]

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) tem divulgado uma forte campanha contra o projeto de lei que regulamenta a terceirização, o PL 4330, de 2004, que está com sua tramitação na Câmara interrompida por falta de acordo entre líderes partidários, representantes dos trabalhadores e empresários. Em parceria com o Movimento Humanos Direitos (MHUD), a campanha lançou dois vídeos, com textos contundentes, sobre o que consideram perigos “para as gerações futuras”.

Os vídeos são curtos, com cerca de 90 segundos cada um, e trazem mensagens gravadas por atores de expressão nacional como Wagner Moura, Camila Pitanga, Osmar Prado, Dira Paes, Bete Mendes, Priscila Camargo e Gilberto Miranda. Dira e Priscila são dirigentes do MHUD.

Os sindicatos comemoraram na semana passada o compromisso das bancadas do PT, PSB, PCdoB e PSOL de lançar mão de todos os recursos regimentais possíveis para impedir que o texto seja posto em votação no plenário da Câmara dos Deputados. Entretanto, as centrais sindicais admitem a força do lobby empresarial.

Fonte: Pragmatismo Brasil 

Comentar
Compartilhe
Dança das cadeiras no governo Neco
09/10/2013 | 11h54

Três mudanças no primeiro escalão do Governo Neco foram publicadas no Diário Oficial de São João da Barra, nesta quarta-feira (09). Sofreram alterações as pastas de Saúde, Obras e Planejamento. A secretaria de Assistência Social também contou com mudança. A  pasta deve ser assumida pela atual coordenadora geral, Swany Gomes Pessanha.

Na secretaria de Obras sai Alexandre Magno Estefan e entra o arquiteto Nelson Patrício. Nelson estava no comando da secretaria de Saúde, pasta agora ocupada por Denise Esteves, que era secretaria de Assistência Social. A outra alteração foi na secretaria de Planejamento: sai Luciano Aguiar e entra Sidney Salgado.

Tudo indica que outras mudanças devem ocorrer nos próximos dias.

Fonte: SJB Online  O blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro, também divulgou as mudanças (aqui).
Comentar
Compartilhe
Nildo: “Tem professor que vai mal no concurso e entra no simplificado”
09/10/2013 | 11h44

Durante a sessão de ontem (08) o vereador Nildo Cardoso (PMDB) apresentou um requerimento verbal solicitando informações sobre a seleção de professores no processo simplificado. “Recebi uma denúncia, apurei e estou aqui. No dia 1º de outubro, a secretaria de Educação convocou professores no processo seletivo simplificado. Tenho todos os nomes aqui e encaminharei ao líder do governo. Qual foi o critério utilizado? Na minha opinião, essa seleção deve ter sido simplificada ao extremo. Digo isso porque olhando a relação do último concurso vejo pessoas que ficaram abaixo de 4 mil e cem pessoas. Repito: 4 mil e cem pessoas tiveram uma nota superior. Porém, essas pessoas foram incluídas nesta seleção simplificada da Prefeitura. Por isso a Educação está no fundo do poço. Quem não teve capacidade de passar no concurso já deve estar nas salas, dando aula. Vai mal no concurso de depois fica entre os primeiros nessa seleção? Como funciona isso?”, indagou Nildo.

Na tribuna, o líder do governo na Câmara, vereador Paulo Hirano (PR) explicou: “Não podemos comparar dois processos distintos. Um foi prova escrita e o outro implica no currículo, entre outras questões. São distintos. Peço que apresente este requerimento por escrito na próxima sessão para que possamos apreciar mais profundamente”, disse Hirano.

O vereador Nildo Cardoso afirmou que o requerimento cobrando informações será apresentado na sessão da próxima terça-feira (15).

Comentar
Compartilhe
Linda Mara e a transparência
09/10/2013 | 11h31

Ontem (08), durante sessão especial que discutiu a aceleração da duplicação da BR 101, a vereadora Linda Mara criticou a demora e lembrou que desde a colocação dos pedágios, a concessionária responsável recebeu muitos recursos e fez muito pouco. Sendo assim, ela sugeriu uma forma de mostrar, de forma transparente, quanto tem sido arrecado com os pedágios. Sugestão dada e apoiada por parlamentares da oposição e da situação.

Porém, sem perder tempo, o vereador Nildo Cardoso (PMDB) aproveitou para dar mais um palpite. “A vereadora Linda Mara está certíssima quando fala em criar um espaço para colocar tudo que essa concessionária recebe. Mas seria importante se a gente colocasse um painel na Praça São Salvador informando também quanto a Prefeitura de Campos recebe por dia,. Acho que a população ia se assustar com os altos valores”, disse Nildo.

Para Rafael Diniz (PPS), todos deveriam agir da mesma forma quando o assunto é a Prefeitura. “Gostei de ver os vereadores cobrando a Autopista. Agora é só fazer a mesma coisa quando o assunto é o governo municipal. Se falta transparência, não podemos ficar calados”, opinou.

ISS — Já o vereador Fred Machado (PSD) solicitou informações sobre o repasse mensal de ISS aos 13 municípios cortados pela BR. “A previsão é a de que sejam repassados R$ 58 milhões em 10 anos, mas queremos saber quanto cada município já recebeu”, disse.

Comentar
Compartilhe
Garotinho vai atacar Cabral na TV
09/10/2013 | 11h17
O próximo programa de TV  de Anthony Garotinho vai bater pesado novamente em Sérgio Cabral. O mote das inserções será: “enquanto Cabral gasta milhões com helicópteros, o povo sofre aqui embaixo”. Lindbergh, por enquanto, vem sendo poupado dos ataques de Garotinho. Nos últimos programas de TV do PR, Garotinho apareceu com um guardanapo na mão em alusão às fotos divulgadas de Fernando Cavendish e secretários de Cabral.
Fonte: Radar on-line 
Comentar
Compartilhe
Marcão cobra informações sobre relações entre partido e governo
08/10/2013 | 20h09

O vereador Marcão solicitou durante a sessão de hoje informações sobre a um contrato entre a Prefeitura de Campos e a empresa WTC. "Um mês após apoiar a prefeita na eleição, a empresa WTC, do empresário Wainer Teixeira, ganhou uma licitação de R$ 785 mil. É bom lembrar que ele é presidente do PHS e o partido apoio o grupo da prefeita na eleição. Na minha visão isso fere o princípio da impessoalidade. Além disso, a empresa funciona no mesmo endereço do partido", disse Marcão.

O pedido de informação foi negado pela bancada governista. De acordo com o vereador Paulo Hirano, a oposição faz insinuações e acusações sem sentido. "Houve um pregão e tudo foi avaliado pelo TCE", disse o líder do governo.

Porém, na visão do vereador Fred Machado, muitas informações ficaram pendentes. "O contrato foi feito em um ano eleitoral. Muitas dúvidas estão no ar e, infelizmente os governistas optaram por negar o requerimento. Sobre o TCE, é bom lembrar que o tribunal avalia apenas os números, sem fazer essa ligação entre um presidente de partido e uma empresa com contrato no governo", disse Fred.

O vereador Marcão afirmou que irá protocolar o requerimento no Ministério Público.

Comentar
Compartilhe
Salários dos vereadores serão reduzidos
08/10/2013 | 19h19

Foi aprovado durante a sessão de hoje (08) um projeto de resolução que reduz os salários dos vereadores de Campos. O novo valor, bem parecido com o atual, será de R$ 13 mil. Porém, a mudança não ocorre por livre e espontânea vontade. Como o subsídio tem como referência os deputados estaduais, mudanças na Alerj fizeram com que os salários dos parlamentares campistas tivessem que ser reduzidos.

Após a aprovação do projeto, o presidente da Câmara, Edson Batista, explicou que todas as Câmaras do estado do Rio tiveram que reduzir os subsídios. "Em Campos o corte será menor porque estamos fazendo um contingenciamento desde janeiro. Todos os vereadores entenderam e a Câmara está de parabéns", disse.

Atualização às 22h10 — O que muda? — Em2012 os vereadores da legislatura anterior aprovaram um polêmico reajuste de 61,8%. Posteriormente, em janeiro deste ano, os atuais parlamentares "cortaram na carne". Na ocasião, foi aprovado em sessão extraordinária um contingenciamento de 9%. Sendo assim, quem receberia R$ 15 mil, passou a receber certa de R$ 13.500. Agora, após orientação do TCE, eles cortaram cerca de R$ 500,00  na carne. Mesmo assim, tendo em vista os subsídios recebidos desde janeiro, cada parlamentar terá que devolver cerca de R$ 5 mil.

Comentar
Compartilhe
Americano oficializa seu novo estádio com lançamento de Pedra fundamental
08/10/2013 | 17h02

Na próxima quinta- feira (10), às 10h, no km 09 da BR 101, acontecerá o lançamento da pedra fundamental do novo complexo esportivo do Americano Futebol Clube, que engloba o novo estádio e a nova sede social do clube. Na cerimônia, a Diretoria do clube e da IMBEG, empresa responsável pela construção, vão lançar oficialmente o empreendimento. Em seguida será oferecido um coquetel para os convidados.

No novo complexo haverá um estádio com 8 mil lugares, comportando 11 mil expectadores, 5 campos de treinamento, estacionamento para 800 carros, piscina, quadra poliesportiva, cozinha, refeitório, sala para musculação, gabinete odontológico, gabinete médico, alojamento para 36 atletas com 18 suítes. Todo o empreendimento será entregue totalmente equipado.

Fonte: Ascom/ímpar Comunicação

Comentar
Compartilhe
Lula pode assumir o lugar de Dilma na disputa pela Presidência em 2014
08/10/2013 | 10h18
A união de Marina Silva com Eduardo Campos aumenta a chance de Lula assumir o lugar de Dilma Rousseff na disputa pela Presidência em 2014. Semana passada, o ex-presidente comentou com o governador Sérgio Cabral (PMDB) que o PT não arriscaria o projeto de permanecer no Palácio do Planalto — insinuou que, se houver um crescimento da oposição, ele iria para a disputa.

A adesão de Marina ao PSB reforça esta possibilidade. Na conversa com Cabral, Lula afirmou que, se for candidato, terá como impedir a entrada do senador Lindbergh Farias (PT) na briga pelo governo estadual.

FHC é cogitado com Aécio vice — A decisão de Marina pode ainda ter desencadeado outros processos que estavam hibernando à espera dos acontecimentos, como a candidatura de Fernando Henrique Cardoso. No tabuleiro do xadrez político, a situação de Aécio Neves é sem sombra de dúvida a mais delicada. Em terceiro nas pesquisas e sem conseguir superar a casa dos 12% das intenções de voto, o candidato tucano está assistindo à união de seus possíveis aliados num segundo turno e com grande possibilidade de um encolhimento já nas próximas pesquisas. Como alternativa de sobrevivência, Aécio poderia ceder o lugar para outro tucano, talvez o da mais alta plumagem do partido: Fernando Henrique Cardoso que teria o próprio Aécio como vice.

Indagado sobre essa possibilidade, Fernando Henrique desconversa, mas não assume uma posição frontalmente contrária a essa hipótese.

Atualização às 15h: Em conversas com interlocutores políticos, o governador Eduardo Campos (PSB-PE) foi enfático ao afirmar que agora sua candidatura presidencial não tem mais volta. E que estará na disputa mesmo que o ex-presidente Lula decida ser candidato no lugar da presidente Dilma Rousseff. Essa garantia foi feita, inclusive, para a ex-senadora Marina Silva.

Campos foi questionado por vários políticos nos últimos dias que temiam que ele retirasse a sua candidatura se Lula entrasse no jogo. Nessas conversas, o governador de Pernambuco disse que já assumiu muitos compromissos e que a aliança com Marina Silva impede qualquer mudança de estratégia. Fonte: Informe O DIA / JB / Blog do Camarotti (G1)

Comentar
Compartilhe
Secretária de Educação sobre manifestações: "São poucos e não amedrontam"
08/10/2013 | 02h44
Em mais um áudio divulgado no YouTube, é possível ouvir a visão da secretária de Educação, Marinéa Abude, sobre as manifestações dos professores da rede municipal. Segundo a secretária, "eles estão afim de baderna" e são tão poucos "que não amedrontam". Ela também revela alguns detalhes sobre as eleições para diretores de escolas. Confira e tire as suas conclusões: [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=kIlxAC9-ZKo&feature=youtu.be[/youtube]   O blog do Gustavo Matheus publicou mais cedo uma nota sobre o assunto: aqui   
Comentar
Compartilhe
Garotinho se diz mais maduro e capaz de escolher melhor sua equipe
08/10/2013 | 02h34
[caption id="attachment_19801" align="aligncenter" width="445"] Fotos - Blog do Garotinho[/caption]

Ao comentar sobre a reunião de ontem (07), que reuniu cerca de 500 pessoas no Instituto Bennett, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) fez algo raro em sua carreira. Discuso com humildade e deixou no ar a possibilidade de ter sido imaturo ao ponto de não saber escolher seus assessores. "O Garotinho hoje está mais maduro, estou com 53 anos, já tenho alguns cabelos brancos. Hoje não chamaria para o meu governo algumas pessoas que trabalharam comigo", afirmou em seu blog.

Sobre a disputa por cadeiras na Alerj e Câmara Federal, ele fez os seguintes planos: "Vamos formar uma nominata forte para deputados federais e estaduais. A nossa expectativa é de eleger 11 federais (em 2010 foram 8) e 15 estaduais (em 2010 foram 8), podendo chegar a 17 deputados".

Comentar
Compartilhe
PSB trabalha por palanque para Eduardo Campos e Marina no Rio
07/10/2013 | 20h44

Depois de virar "hospedeiro" da Rede Sustentabilidade, cujos candidatos acolherá em 2014, o PSB trabalha para ter no Rio um palanque que sirva à decolagem da chapa Eduardo Campos-Marina Silva. Ainda sem muitas alternativas, os socialistas começam a receber acenos de pré-candidatos ao governo estadual. Lindbergh Farias (PT) sonha com um acordo ainda no primeiro turno. Anthony Garotinho (PR) fala em apoiar três candidatos a presidente - um deles, a própria Marina, se houver a inversão de posições na chapa. O PSB prioriza uma candidatura a governador que não divida apoios a candidatos a presidente e pode optar pelo deputado Miro Teixeira (PROS-RJ).

Na última eleição presidencial, a ex-ministra foi a segunda colocada no primeiro turno de votação no Estado, com 31,52%, à frente de José Serra (PSDB), com 22,53%. A presidente Dilma Rousseff chegou a 43,76%. Além dos votos, o perfil da ex-senadora - com discurso ambientalista, do agrado da zona sul, e referências religiosas, populares em áreas pobres, com forte presença evangélica - torna-a atraente para candidaturas. "Quero abrir um espaço de diálogo com o PSB do Rio. Se possível, para estarmos juntos já no primeiro turno. Senão, pelo menos no segundo", disse Lindbergh.

Garotinho avalia que o quadro político ainda está indefinido. Ele revelou que, se o Planalto continuar a, segundo alegou, exclui-lo do palanque do governo federal no Rio, poderá apoiar as candidaturas de Aécio Neves (PSDB) no interior, Dilma na Baixada Fluminense e Marina na capital. "Meu voto no interior é mais conservador. Na Baixada, mais popular. Na zona oeste da capital, muito evangélico", disse ele. Um possível slogan dessa linha de campanha, segundo disse, seria: "Presidente cada um tem o seu, mas governador é Garotinho".

Um dos principais quadros da candidatura Eduardo Campos no Rio, o deputado Glauber Braga (PSB) afirmou acreditar que a aliança com Marina facilitará a construção de um palanque regional para o candidato a presidente. "Estudamos uma candidatura própria ao governo, possivelmente do ex-ministro José Gomes Temporão, mas também estamos dialogando com partidos. Nosso interesse prioritário é gerar um palanque para Eduardo Campos", afirmou.

Fonte: Agência Estado

Comentar
Compartilhe
Macaé: Prefeitura garante Porto de R$ 1,5 bilhão até 2017
07/10/2013 | 16h45

Do jornal O Debate/Macaé:

Em meio ao momento de análises e prognósticos relativos ao futuro da indústria do petróleo no Estado e no país, o projeto de implantação do novo porto de Macaé, que atrai investimentos na ordem de R$ 1,5 bilhão, ainda segue como uma das principais propostas para o atendimento da demanda offshore, quanto à logística necessária de apoio às unidades de exploração e produção de óleo bruto e do gás natural, registradas na Bacia de Campos.

De olho nas necessidades apontadas pela principal empresa petrolífera em atividade em Macaé, a Petrobras, cuja relação junto à cidade foi ressaltada nesta semana, em meio à celebração dos seus 60 anos, o governo municipal mantém como "prioridade alta" os processos necessários à consolidação do projeto, conhecido como o "Terminal Logístico de Macaé".

Fruto de análises, estudos, concepção e elaboração realizadas ao longo dos últimos três anos, o Terlom, assim como todos os projetos construtivos no país, esbarram na burocracia. Ao passar atualmente pela fase de análises por parte dos órgãos responsáveis pela liberação de licenças e aprovação de projetos, o Terlom precisa ir além da visão política, mantendo o seu foco técnico, fundamental para superar a atual fase.

Porém, ações políticas e administrativas conduzidas pelo governo tornam, a cada dia, mais viável a previsão de início de operação do porto em 2017, prazo máximo apontado extraoficialmente pela Petrobras, para garantir interesse no terminal. "O novo porto de Macaé já é uma realidade. Ele vai ficar pronto em 2017 para atender toda a demanda offshore, da indústria do petróleo. Esse é um ponto fundamental para o nosso governo que tem trabalhado de forma efetiva, junto ao governo do Estado para viabilizar todo esse processo", garantiu o prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV).

"Projeto fundamental para a região, para o Estado e para o país" — O prefeito reafirmou que a visão do governo sobre o Terlom é a garantia de atendimento, e de permanência, da indústria do petróleo, não só em Macaé, mas no Norte Fluminense e no estado do Rio de Janeiro. "O porto não é mais um projeto de Macaé. Ele é fundamental para a região, para o Estado e para o país, por ter a sua vocação totalmente voltada à indústria do petróleo. Precisamos atender a demanda do setor para garantir o futuro e a sobrevivência da cidade. Estamos planejando todas as questões necessárias à consolidação do projeto", disse.

Comentar
Compartilhe
Após flertar com o PR, Riverton fica no PMDB
07/10/2013 | 16h28

Após participar de uma grande festa ao lado do deputado federal Anthony Garotinho (aqui), o ex-prefeito de Macaé, Riverton Mussi, optou por continuar no PMDB. Confira a nota publicada no blog do Roberto Barbosa:

O ex-prefeito de Macaé, Riverton Mussi, conversou com inúmeras legendas e recebeu propostas tentadoras para arrumar as malas e buscar outro rumo, mas nos minutos finais do prazo de encerramento das filiações partidárias neste sábado, dia 5, decidiu manter-se no PMDB para disputar uma vaga na Alerj em 2014.

Pesou na decisão uma conversa olhos nos olhos com o governador Sérgio Cabral Filho e o vice-governador Luiz Fernando Pezão. O deputado Federal, Adrian Mussi, irmão de Riverton, também permanece na legenda.

Comentar
Compartilhe
Professores protestam
07/10/2013 | 15h41
[caption id="attachment_19785" align="aligncenter" width="514"] Foto/Estou Procurando o que Fazer[/caption]

Os professores da rede municipal continuam protestando. Daqui a pouco, às 17h, acontece mais uma manifestação na Praça São Salvador. No cartaz publicado pelo blog “Estou Procurando o que Fazer”, uma professora campista pede ao deputado federal Anthony Garotinho (PR) o mesmo apoio dado  pelo parlamentar aos professores do Rio de Janeiro.

Comentar
Compartilhe
PMDB fica com a maior bancada da Alerj
06/10/2013 | 19h07

Alvo de uma série de protestos nos últimos meses e com popularidade em baixa, o governador Sérgio Cabral (PMDB) saiu fortalecido na disputa por filiações partidárias que tomou conta do país nos últimos dias. Com oito novas adesões anunciadas pelo próprio partido, o PMDB passará a ser a maior bancada de deputados da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio), superando o PSD, líder até então. O partido recebeu adesões de quarto deputados estaduais do PSB. São eles: Marcelo Simão, Rafael do Gordo, Ricardo da Karol e Gustavo Tutuca, licenciado do cargo por ocupar a secretaria de Ciência e Tecnologia.

O PSB, que acaba de anunciar a filiação da ex-senadora e presidenciável Marina Silva, foi o que mais perdeu espaço no Rio diante da intervenção direta do governador Eduardo Campos (PE), presidente nacional da sigla, para o partido sair da base de apoio ao governador Cabral. Campos afirmou nesta semana que o partido busca independência ao deixar o governo Cabral. O governador comentou sobre o assunto durante a posse do deputado federal Romário como presidente do diretório do Rio.

O PMDB também conseguiu a filiação de dois deputados do PSD (Dica e Fábio Silva), partido do ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Os outros dois parlamentares atraído pelo partido de Cabral vieram do PRTB (Waguinho) e do PSC (Coronel Jairo).

O partido tinha 11 deputados estaduais. Perdeu quatro parlamentares, mas como ganhou outros 8, chegou 15 e ficou com a maior bancada da Casa. Antes com a maior representação na Alerj, o PSD, que tinha 12, ficou com 9.

Oficialmente, porém, apenas a deputada Graça Pereira havia comunicado à Alerj sua mudança do PSD para o PRTB, segundo a assessoria da Casa. A mesa diretora da Alerj aguarda os comunicados de troca de partidos até amanhã (07).

Por Marco Antônio Martins, Diana Brito e Paulo Maurício Costa/Folhapress

Comentar
Compartilhe
Rosinha: “Não estou nas salas de aula”
06/10/2013 | 16h44

Ontem (05), durante sua participação no programa “Entrevista Coletiva”, da rádio Diário, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) listou ações do governo na área da Educação, voltou a lembrar que encontrou “escolas com paredes que davam choque” e disse que a responsabilidade nas salas é do professor. “Estamos trabalhando no plano de cargos e salários, aprovamos a gratificação de 10%, investimos em livros, uniformes, construímos e reformamos muitas escolas. O problema é que ao constatar resultados ruins as pessoas culpam a prefeita. Eu não estou nas salas de aula. Quem ensina são os professores. O que eu posso fazer é oferecer a estrutura. E isso vem sendo feito”, disse a prefeita, que também usou a Saúde como exemplo, alegando que não atende os pacientes.

Comentar
Compartilhe
Marina filia-se PSB ao e diz que Eduardo Campos é o candidato
05/10/2013 | 17h41

Faltando exatamente um ano para as eleições presidenciais, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e a ex-senadora Marina Silva formalizaram neste sábado uma união que provoca uma reviravolta no cenário eleitoral de 2014. Com um capital político de 20 milhões de votos, mas sem uma legenda própria, Marina aceitou se filiar ao PSB de Campos. Ela deverá ser vice na chapa dele ao Palácio do Planalto, mas, oficialmente, essa decisão só será tomada no ano que vem. "O PSB já tem um candidato que está posto", disse Marina em seu discurso. Mais tarde, em entrevista coletiva, afirmou que apoiará a candidatura dele, mas tergiversou quando questionada diretamente se será a vice: “Não sou uma militante do PSB, sou militante da Rede Sustentabilidade, e a Rede ainda não fez essa discussão de se vai ter vice ou não vai ter vice. O PSB já fez sua discussão e tem um candidato”.

A coalizão nasce com o propósito de tentar viabilizar uma “terceira via” à polarização entre PT e PSDB, que dominam a disputa nacional desde 1994. Tanto Campos quanto Marina são ex-ministros do governo Lula. Ambos saíram fortalecidos das eleições de 2010: ele foi reeleito governador com expressivos 82% dos votos e viu seu PSB ganhar musculatura no Congresso Nacional. Já Marina saiu das urnas com 19,33% dos votos válidos para a Presidência da República. Em seus discursos na tarde de hoje, os dois repisaram o mesmo bordão: "Vamos acabar com a velha política".

"Estamos quebrando uma falsa polarização que precisa ser quebrada na política brasileira", disse Campos. “Quem quis nos colocar fora do processo, hoje está refazendo as contas.”

Fonte: Veja

Garotinho: “Petistas devem estar em estado de choque” — O deputado federal Anthony Garotinho (PR) é um grande conhecedor das movimentações do tabuleiro político. Porém, quando o assunto é a filiação da ex-senadora Marina Silva ao PSB, confirmada hoje (05), o parlamentar reconheceu não ter previsto a jogada. “Por essa ninguém esperava, confesso, nem eu. Mas aos 45 minutos do 2º tempo, Marina Silva, que quase todos davam como certo que se filiaria ao PPS ou então desistiria de ser candidata, fechou com o PSB, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Acertaram que dos dois quem estiver melhor nas pesquisas será o candidato a presidente.  Os petistas devem estar em estado de choque. Forçaram o PSB a sair do governo, partiram para o ataque a Eduardo Campos e hoje o vêem sair fortalecido com a filiação de Marina Silva. Quem também perde com essa história é Aécio Neves. O que vai acontecer daqui para a frente, aí só o tempo dirá. Mas uma coisa é certa, Eduardo Campos deve estar saboreando o gosto de ter dado o troco no PT”, disse Garotinho.

Comentar
Compartilhe
O passado mora ao lado
05/10/2013 | 15h32

O vice-prefeito Chicão Oliveira (PP) criticou durante o programa “Entrevista Coletiva”, da rádio Diário FM, as gestões passadas. Segundo Chicão, “essas pessoas que fizeram parte de gestões desastrosas não poderiam ter espaço para falar nada”.

O mais interessante dessa história é que Chicão estava ao lado do secretário de Obras, Edílson Peixoto, que fez parte das gestões passadas.

E olha que o "Trator" não é o único. Em breve o blog vai apresentar uma longa lista dos ex-aliados de Arnaldo e Mocaiber que hoje fazem parte da tropa de choque rosácea.

Comentar
Compartilhe
Pezão cobra lealdade do PT no Rio
05/10/2013 | 13h24

Depois de quatro horas de conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na manhã da última quinta-feira, o pré-candidato ao governo do Estado do Rio pelo PMDB, vice-governador Luiz Fernando Pezão, reiterou ontem (04) que o partido não aceita palanque duplo no Rio e cobrou lealdade do PT no Estado.

Pezão e o governador Sérgio Cabral (PMDB) não admitem a candidatura do senador petista Lindbergh Farias, porque, neste cenário, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, terá que se dividir entre os dois aliados. Lula esteve no Rio para, segundo peemedebistas, discutir o atual quadro político no Estado. Apesar do bom relacionamento com Cabral e Pezão, o ex-presidente não tem mostrado disposição para convencer Lindbergh a desistir da disputa. O PT marcou para o fim de novembro a saída do governo estadual, onde tem duas secretarias e cerca de 150 cargos de confiança.

Ontem, durante cerimônia de filiação de oito deputados estaduais ao PMDB, Pezão disse que Cabral, no passado, "estendeu a mão para o PT, para Lula e para Dilma". "Somos leais com nossos aliados e não vamos deixar que ninguém nos passe para trás. Quem pensava que o PMDB estava fora do jogo, agora sabe o tamanho do exército que a gente tem", discursou o vice-governador, que assumiu a pré-candidatura. "Deus me deu um pé grande pra eu poder caminhar muito. Vocês vão se orgulhar do candidato que vão ajudar a empurrar ano que vem", brincou.

Embora enfrente uma grave crise política, com protestos permanentes que pedem sua saída do governo e críticas pela atuação violenta da polícia contra manifestantes, Cabral mantém a ameaça de não apoiar Dilma se Lindbergh insistir na candidatura ao governo.

Filho do governador, o vice-presidente do PMDB-RJ e presidente nacional da Juventude do PMDB, Marco Antônio Cabral, que é pré-candidato a deputado federal, pediu empenho na campanha. "O PMDB mudou o Rio e está transformando este Estado. A gente não vai ter vergonha de sair na rua ano que vem mostrando tudo o que foi feito", afirmou.

Fonte: Luciana Nunes Leal | Agência Estado

Comentar
Compartilhe
Linda Mara dribla o PRTB e se filia ao PROS
05/10/2013 | 12h34

Enquanto o presidente do PRTB em Campos, Thiago Rangel, avisa no blog do Gustavo Matheus que “Linda Mara terá que seguir as orientações do partido” (aqui), a vereadora se movimentou com rapidez e driblou a legenda partidária. Nessa reta final, sem conseguir dar baixa em sua filiação, Linda Mara obteve a assinatura de uma secretária do partido e pulou fora da legenda. Daqui a pouco, às 17h, a fiel escudeira da prefeita Rosinha vai se filiar ao PROS, nova legenda que também conta com o vereador Albertinho.

Ontem, o Blog da Coluna divulgou nota (aqui) com a posição do presidente Thiago Rangel sobre a saída de Linda Mara. Segundo Thiago, "o partido vai tomar todas as medidas judiciais cabíveis para preservar o mandato que pertence ao PRTB".

Como se sabe, o PROS é um partido novo e, neste caso, Linda Mara pode se filiar sem risco de perder o seu mandato.

O que cabe ao diretório é questionar o processo de desfiliação da vereadora.

Comentar
Compartilhe
Rosinha aponta "acordão das empresas de ônibus" e ameaça municipalizar transporte
05/10/2013 | 12h31

Durante sua participação no programa "Entrevista Coletiva", da rádio Diário FM, a prefeita Rosinha Garotinho (PR) disse ter ouvido um burburinho sobre um "acordão das empresas de ônibus" para não participar da licitação marcada para a próxima segunda-feira (07). De acordo com Rosinha, se isso acontecer, as medidas cabíveis serão tomadas. Além disso, ela voltou a deixar uma possibilidade no ar: "Já falei e repito. Eu posso municipalizar o transporte coletivo, comprar os ônibus e colocar para circular", avisou.

O blog "Eu Penso que ...", do jornalista Ricardo André Vasconcelos, também publicou nota sobre a declaração de Rosinha (aqui). Ele lembra que a licitação promovida pelo Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), para escolha das empresas para explorar os transportes coletivos dentro do município de Campos, marcada para segunda-feira, já havia sido adiada por força de ação judicial impetrada por algumas empresas, mas retomada após decisão judicial favorável à PMCG.

Atualmente todas as empresas de transportes atuam com concessão provisória e a licitação é a primeira realizada nos últimos anos.
Comentar
Compartilhe
Narcisa erra partido ao se filiar
04/10/2013 | 21h16

É inacreditável, mas Narcisa Tamborindeguy acaba de voltar para a política (PSD de 30 minutos).

A socialite se filiou por engano no PSD hoje, às 10h. Agora à tarde entrou no partido certo: o PSDB, onde sua irmã Alice está filiada.

Por Lauro Jardim

Comentar
Compartilhe
No PROS, Miro Teixeira quer disputar o governo do Rio
04/10/2013 | 19h44
[caption id="attachment_19734" align="aligncenter" width="450"] No PDT desde 1988, Miro Teixeira se filiou ao PROS / André Coelho[/caption]

O deputado federal Miro Teixeira deixou o PDT e se filiou nesta sexta-feira (04) ao recém-criado PROS, partido pelo qual deve disputar o governo do Rio. O parlamentar trabalhou ao lado da ex-senadora Marina Silva pela criação do Rede Sustentabilidade, que teve o registro negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na segunda-feira, Miro ligou para o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, comunicando da decisão de sair do partido. Fez dois comunicados, um para o caso de o Rede sair do papel, o que acabou não acontecendo, e outro afirmando que ia para o PROS, após receber convite do deputado federal Hugo Leal e do ex-ministro Ciro Gomes.

Miro estava no PDT desde de 1988, mas passou nesse período por PP e PPS. Não chegou a disputar eleição por nenhum dos dois. O parlamentar afirma que estava sentindo que era um incômodo para o partido. "Percebi que para o PDT, na organização burocrática, eu estava sendo incômodo. O partido muito próximo do governador Sérgio Cabral e isso a mim não agrada", disse ao Globo.

Fonte: O Globo

Comentar
Compartilhe
Quissamã: Kitiely de olho na Alerj
04/10/2013 | 19h42
[caption id="attachment_19729" align="aligncenter" width="512"] Octávio Carneiro, Clarissa e Kitiely[/caption]

A vereadora Kitiely Freitas (PR), líder do governo Octávio Carneiro (PP) na Câmara de Quissamã, é pré-candidata a deputada estadual e vai caminhar ao lado da deputada Clarissa Garotinho (PR), pré-candidata a deputada federal.

Kitiely Freitas tem atuado no Parlamento Regional, que conta com os vereadores da região. Na última reunião, foi debatido o andamento das obras do Complexo Logístico de Farol/Barra do Furado e a duplicação da BR 101.

Comentar
Compartilhe
PR recebe Arruda, ex-governador que foi preso em 2010
04/10/2013 | 18h11

Do Brasil 247:

Ex-governador do Distrito Federal e alvo da Operação Caixa de Pandora, José Roberto Arruda assinou, discretamente, a ficha de filiação ao PR; pressionado por aliados a disputar novamente o Palácio do Buriti, Arruda tem dito a interlocutores que não irá "passar o carro na frente dos bois"; traumatizado com a prisão, ele ainda não decidiu se irá concorrer a qualquer cargo público em 2014, mas as pesquisas o apontam bem colocado para a Câmara, o Senado e até mesmo para o governo; com antigos aliados dispersos em vários partidos, como PSDB, PPS e DEM, Arruda tenta se recolocar, mas fontes do PT o enxergam como o adversário mais fácil de ser batido; será que ele conseguirá renascer novamente das cinzas?

Arruda foi preso, perdeu o mandato e a denúncia contra ele foi apresentada três anos depois. Depois disso, foi desmembrada e remetida novamente à primeira instância – o que significa que, até 2014, mesmo que seja condenado, dificilmente haverá tempo para que ele seja considerado um político "ficha suja". Além disso, recentemente, a Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou as contas do ex-governador, o que abriu caminho para uma eventual volta à política.

__________________________________________________________________________________

Companheiros vão aprovar? — Líder do PR na Câmara Federal, o deputado Anthony Garotinho, e ao menos três senadores – Blairo Maggi (MT), Vicentinho Alves (TO) e Magno Malta (ES) – estariam entre os que decidiram abandonar a sigla, caso venha ser confirmada a filiação de Arruda. A  filiação de Arruda atende a convite do deputado Valdemar Costa Neto (SP), secretário-geral e dono do PR.

Comentar
Compartilhe
Nahim se filia hoje ao PSD
04/10/2013 | 12h43

O ex-presidente da Câmara de Campos, Nelson Nahim, que é pré-candidato a deputado federal, se filia hoje ao PSD. A assinatura com o novo partido acontece às 16h, no edifício Cidade de Campos, sala 701, com a presença do deputado estadual Roberto Henriques (PSD).

Aposta de Pezão — Em recente visita ao município de Campos, o vice-governador Luiz Fernando Pezao (PMDB), pré-candidato ao governo do estado, deixou claro que gostaria de ver Nahim, que atualmente preside a Fenorte, no embate eleitoral de 2014. ““Nelson Nahim é importantíssimo para o nosso grupo. Inclusive, queremos que ele seja nosso candidato a deputado federal”, disse Pezão, que também fez parte da articulação que levou Nahim para o PSD.

Atualização às 17h54 — Deixando claro que vai caminhar ao lado do governador Sérgio Cabral (PMDB) e do vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) Nahim se filiou na tarde de hoje (04) ao PSD. "Sempre disse que na política precisamos escolher um lado. Estou ao lado do governador Cabral e do vice Pezão. Chego ao PSD com a missão de fazer uma política madura, sem raiva e ressentimentos", disse Nahim, reafirmando a sua pré-candidatura a deputado federal.

Comentar
Compartilhe
Alerj: Bancada do PT se movimenta contra Carla Machado
04/10/2013 | 12h14

Na última segunda-feira, ao lado do deputado federal Luiz Sérgio e de petistas da região, o senador Lindbergh Farias afirmou que a ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado será “tratada como uma princesa dentro do PT”. Porém, os afagos de Lindbergh a Carla não devem ter agradado alguns “companheiros” do partido. No Rio, a bancada do PT na Alerj está se movimentando para barrar a filiação de Carla. Citando a operação Machadada, deflagrada em 2012, os deputados se posicionam contra a chegada da ex-prefeita, apontada por Lindbergh como um trunfo na região para as próximas eleições. Sem grandes puxadores de voto na legenda, os deputados petistas também poderiam estar se sentindo ameaçados com a possibilidade de Carla se eleger e ficar com uma de suas cadeiras.

Nos bastidores, um grupo petista tenta acalmar os ânimos dos deputados e evitar um clima de tensão. Até porque, com Lindbergh se colocando como pré-candidato ao governo, batalhas internas podem acabar tumultuando o ambiente. Eles acreditam que o diretório nacional vai confirmar a filiação de Carla.

Ontem (03), o blog do Ralfe Reis comentou sobre o assunto aqui

Comentar
Compartilhe
SJB: “Rolo Compressor” atropela informações sobre shows
04/10/2013 | 01h04
[caption id="attachment_19709" align="aligncenter" width="467"] Líder do governo, Alex Firme, afirmou que todas as informações são publicadas no Diário Oficial[/caption]

Não é só em Campos que o governo municipal conta com um “rolo compressor” na Câmara. Em São João da Barra, os aliados do prefeito Neco (PMDB) negaram informações sobre gastos com shows. Os vereadores Franquis (PR) e Kaká (PT do B) tentavam obter cópias com dados de todos os contratos e processos licitatórios realizados pela secretaria de Turismo, Esporte e Lazer neste ano. De acordo com o requerimento, as informações seriam para tirar dúvidas existentes no âmbito do Legislativo. “Recebi uma série de denúncias sobre superfaturamento de shows. Eu isento o atual e o ex-secretário de Turismo, pois já trabalhei com eles e sei que são pessoas idôneas, mas tem funcionário com cinco empresas no nome dele e de familiares. A nossa função é legislar e fiscalizar o dinheiro público, porque é a população quem sofre com essas fraudes”, denunciou Kaká.

Kaká ainda afirmou concordar com a atitude do prefeito Neco em cortar o orçamento desta secretaria e negar a publicação do pregão no valor de R$ 700 mil, que contrataria uma empresa para acompanhar e montar tendas nos eventos do município.

Segundo o líder do governo na Câmara, Alex Firme (PMDB), todas as licitações estão registradas no Diário Oficial, tornando desnecessário esse pedido. “Eu acompanho as publicações do Diário Oficial e ali tem as informações dos valores das contratações. Já o corte foi feito devido à redução do orçamento que o município sofreu. Então, vou pedir para reprovarmos esse requerimento, porque vai atrapalhar os trabalhos que estão sendo realizados pela Procuradoria”, respondeu Alex, com um discurso semelhante ao do vereador Paulo Hirano (PR), líder do governo Rosinha em Campos.

* Com informações do site SJB Online
Comentar
Compartilhe
TSE: Maioria dos ministros vota contra criação do partido de Marina
03/10/2013 | 21h19

A maioria dos ministros do TSE se posiciona a favor do indeferimento da criação da sigla. Se nenhum deles mudar de opinião, ex-senadora não terá a Rede Sustentabilidade para as próximas eleições. "É como voto, acompanhando a relatora indeferindo o pedido", disse a ministra Luciana Lóssio.

Ministro Marco Aurélio Mello  vota e diz que não "pode estabelecer um critério" e ignorar a lei. Ele acompanha a relatora: 5 a 0 contra a criação do partido de Marina.

Em uma decisão que poderá mudar os rumos da próxima eleição presidencial no país, o TSE rejeitou na noite desta quinta-feira a criação da Rede Sustentabilidade, partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva. Até agora, cinco dos sete ministros da corte — Laurita Vaz, João Otávio Noronha, Henrique Neves, Luciana Lóssio e Marco Aurélio Mello — votaram contra a formação da legenda, que em sete meses não conseguiu cumprir o requisito básico para seu registro: recolher o mínimo de 492.000 assinaturas certificadas em cartórios eleitorais.

A menos que Marina se filie a uma legenda já existente até sábado — um ano antes das eleições —, a decisão do tribunal irá alterar o cenário que se desenhava para as eleições do ano que vem. Com um capital político de 19,6 milhões de votos no pleito de 2010 (19,3% dos votos válidos), Marina aparece hoje como a mais bem colocada adversária na tentativa de reeleição da presidente Dilma Rousseff. Além disso, sua presença na corrida presidencial é considerada crucial pela oposição para forçar a disputa de um segundo turno.

Comentar
Compartilhe
Magal anuncia “pacote de ações” da Águas do Paraíba
03/10/2013 | 18h07
[caption id="attachment_19700" align="aligncenter" width="596"] Foto de Check[/caption]

O vereador Jorge Magal (PR), que classificou como mentirosa a declaração do vereador Alexandre Tadeu (PRB) sobre a redução da conta de água (aqui), esteve hoje (03), ao lado de um grupo de vereadores, na sede da concessionária “Águas do Paraíba”. Ciente da possibilidade de uma CPI e da revolta de alguns parlamentares, a empresa se movimentou e vai lançar na próxima quinta-feira (10), às 19h, no auditório da Vila Olímpica do Parque Guarus, um pacote de ações. “É assim que se conquista avanços para a população. Não inventamos mentiras nem jogamos a responsabilidade no colo da prefeita. Apenas trabalhamos e levamos as reivindicações até os verdadeiros responsáveis”, disse Magal, que atuou ao lado dos vereadores Gil Vianna (PR), Miguelito (PP), Álvaro Cesar (PMN), Thiago Virgílio (PTC), Ozéias (PTC) e Cecília Ribeiro Gomes (PT do B). Hoje, também participaram da reunião os vereadores Albertinho (PP) e Kellinho (PR).

Sobre outras reivindicações levantadas durante audiência pública, Magal informou que uma equipe tem elaborado um levantamento para buscar as soluções. “Não vamos deixar de cobrar todos os termos previstos no contrato”, frisou Magal.

Comentar
Compartilhe
Aliados de Pezão
03/10/2013 | 16h51

O vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), pré-candidato ao governo do estado, ligou o sinal de alerta ao constar que muitos aliados estão entrando no barco do senador Lindbergh Farias (PT). Na região Norte Fluminense, por exemplo, ele perdeu o apoio da ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PT).

Entre os principais aliados de Pezão na região estão o prefeito Neco (PMDB), de SJB, o ex-presidente da Câmara de Campos, Nelson Nahim, o vereador Nildo Cardoso (PMDB) e os deputados João Peixoto (PSDC) e Roberto Henriques (PSD).

Por falar em Nahim, ele vem crescendo nas pesquisas. Pré-candidato a deputado federal, o ex-presidente da Câmara apareceu empatado tecnicamente com Paulo Feijó (PR), Makhoul Moussallem (PT) e Alexandre Tadeu (PRB). Veja aqui

Comentar
Compartilhe
Secretária de Educação desqualifica manifestações e manda recado
03/10/2013 | 15h59
Um áudio publicado pelo PSTU no YouTube revela os bastidores de uma reunião com a presença da secretária de Educação, Marinéa Abud, e diretores das escolas municipais. Confira e tire as suas conclusões: [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Cf1EuP2aa60[/youtube]  
Comentar
Compartilhe
Cabral e Garotinho travam guerra pelo PROS
03/10/2013 | 14h10

Aliados no passado, hoje inimigos declarados, o governador Sérgio Cabral (PMDB) e o ex-governador Anthony Garotinho (PR) travaram nos últimos dias uma guerra pelo controle do novato Partido Republicano da Ordem Social (PROS) no Rio. Os dois incentivaram deputados aliados a se filiarem à sigla, para, no ano que vem, receberem seu apoio — e tempo de televisão, na campanha. Garotinho já filiou a deputada federal Liliam Sá, que deixou o PR. Na última terça, Cabral mandou a Brasília seu líder de governo, o deputado estadual André Corrêa, para tentar filiar cabralistas ao PROS. Sérgio Zveiter (PSD) quase foi.

No meio da disputa, está o deputado federal Hugo Leal, que optou pelo PROS. Hugo ouviu do presidente nacional da legenda, Eurípedes Júnior, a promessa de que caberá a ele decidir com quem a sigla se alia em 2014 no Rio.

Sem boa relação com Cabral, desde que votou pela convocação de Cabral para depor na CPI do Cachoeira, em 2012, Hugo diz não haver nada fechado. Garotinho, porém, afirma que o PROS estará com ele.

— Posso fechar em 2014 com Pezão, Garotinho ou Lindbergh. Não há nada certo — garantiu Hugo.

 Fonte: Extra  Em Campos, Garotinho quer entregar o comando do PROS ao vereador Albertinho (PP). Saiba mais aqui  Em seu blog, a jornalista Suzy Monteiro repercutiu uma nota sobre o assunto aqui
Comentar
Compartilhe
Pudim denuncia espionagem
02/10/2013 | 19h45

Na tarde de hoje (02), o deputado Geraldo Pudim (PR) afirmou, na tribuna da Alerj, que o governador Sérgio Cabral (PMDB) vem utilizando a polícia do Rio de Janeiro para proceder quebra de sigilo fiscal, telefônico e bancário, sem autorização judicial, de seus adversários políticos, baseados em falsos dossiês, produzidos por sua própria equipe.

O deputado irá tomar as medidas judiciais cabíveis, inclusive solicitou que a Mesa Diretora da Alerj tome todas as providências no sentido da apuração de qualquer investigação que venha sendo feita contra ele, sem a observância do devido processo legal. Segundo o deputado, trata-se de "uma afronta clara ao Estado Democrático de direito, o que caracteriza bem o governo ditatorial e fascista de Sérgio Cabral".

Fonte: Assessoria/Pudim

Comentar
Compartilhe
Edson: "Quem tem maioria dita as pautas"
02/10/2013 | 18h05

Após a aprovação de uma audiência pública para debater a situação dos pacientes renais, solicitada pelo vereador Alexandre Tadeu, o vereador Fred Machado fez um desabafo. "Ontem negaram o meu pedido de audiência para debater o setor odontológico e hoje aprovam a audiência do vereador Alexandre. Essa Casa não pode ter dois pesos e duas medidas. Só querem trazer debates que agradam o governo?", disse Fred.

Sem perder tempo, o presidente da Câmara, Edson Batista, respondeu: "Quem tem maioria dita as pautas. A configuração política deste plenário foi definida pelo povo", frisou.

Comentar
Compartilhe
Municipalização do aeroporto
02/10/2013 | 17h43

O ministro da secretaria de Ação Civil, Moreira Franco, estará em Campos no próximo dia 11 para assinar a municipalização do aeroporto Bartolomeu Lysandro. A informação foi divulgada pelo presidente da Câmara de Campos, Edson Batista, na abertura da sessão de hoje.

A municipalização é uma luta antiga da prefeita Rosinha Garotinho (PR).

Comentar
Compartilhe
Magal: “Alexandre Tadeu está mentindo para a população”
02/10/2013 | 15h52

“Esse vereador Alexandre Tadeu, o Tô Contigo, está mentindo para a população quando fala em 25% de redução da conta de água. Ele joga no colo da prefeita Rosinha uma responsabilidade que deveria ser da empresa Águas do Paraíba. Ele apenas fez uma indicação legislativa. Deve estar confundindo as coisas por ser um vereador de primeiro mandato. Isso tudo só pode ser um grande jogo para a galera”, disparou o vereador Jorge Magal (PR), que é vice-presidente da Câmara de Campos.

Na sessão da última quarta-feira (25), Magal foi o único vereador que votou contra a indicação de To Contigo (aqui).

Segundo Magal, um grupo já está trabalhando “da maneira correta”. “Temos uma documentação pronta e vamos cobrar diretamente da empresa. Não existe essa história de pressionar o governo. Quem tem que cumprir o contrato é a concessionária ‘Águas do Paraíba’.  Durante audiência pública listamos uma série de reivindicações e vamos buscar as soluções. Diversas cobranças são indevidas e isso vai mudar”, afirma Magal.

Nota de Tadeu — Em nota encaminhanda aos veículos de imprensa, a assessoria de Tô Contigo informou que foi “aprovada na semana passada, a indicação legislativa do vereador Tadeu Tô Contigo! prevê que a concessionária Águas do Paraíba reduza pela metade o valor da taxa de esgoto. Com isso a conta de água terá o valor reduzido em 25%. Só depende da prefeita Rosinha Garotinho acatar a indicação feita pelo vereador”.

Atualização às 19h58 — A assessoria do vereador Alexandre Tadeu encaminhou a seguinte nota ao blog:

Em resposta a matéria publicada no Blog do Bastos (Magal: “Alexandre Tadeu está mentindo para a população”) o vereador Tadeu Tô Contigo! esclarece:

“O cálculo para a redução da conta de água em Campos é simples: a indicação legislativa aprovada por ampla maioria dos vereadores (apenas Jorge Magal votou contra) sugere a redução da taxa de esgoto pela metade. Como a taxa de esgoto corresponde a 100 % do que é consumido de água e a 50 % do valor total da conta, caso a indicação legislativa seja acatada pela prefeita, a taxa de esgoto cairia pela metade. Com isso, o valor total da conta de água teria redução de 25%. Vale lembrar que toda concessão de serviços no município de Campos é feita por decreto, ou seja, pelo poder Executivo (Prefeitura ). Qualquer alteração nos contratos de concessão só pode ser feita pelo próprio Executivo. Por isso, foi feita a indicação legislativa, pedindo a revisão do contrato com a Concessionária Águas do Paraíba,” conclui o vereador Tadeu Tô Contigo! Atenciosamente assessoria de comunicação do Vereador Tadeu Tô Contigo!
Comentar
Compartilhe
Marcos Bacellar no Solidariedade
02/10/2013 | 01h54

O empresário Rodrigo Bacellar, filho do ex-vereador Marcos Bacellar, vai comandar o Solidariedade no município de Campos e coordenar o partido na região. A nova legenda, que teve a sua criação confirmada pelo TSE na última semana, conta com a liderança estadual do deputado Pedro Fernandes Neto, aliado do senador Lindbergh Farias (PT).

Confiante após vencer uma batalha jurídica no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) (aqui), o ex-vereador Marcos Bacellar já se prepara para travar mais um embate eleitoral. Ele se coloca no páreo como pré-candidato a deputado estadual. Inclusive, nos próximos dias, o ex-vereador deve voltar a bombardear os adversários com seu estilo “franco atirador”.

Além de Bacellar, o partido também conta com o ex-vereador Jorginho Pé no Chão e o médico André Fontoura, que disputou uma cadeira na Câmara de Campos em 2012 pelo PSDC e recebeu 1.018 votos. Em São João da Barra, o Solidariedade vai apostar suas fichas no ex-vereador Chico da Quixaba, que deve aparecer no cenário eleitoral como pré-candidato a deputado federal.

[caption id="attachment_19658" align="aligncenter" width="432"] No Rio o Solidariedade já vem sendo liderado pelo deputado Pedro Fernandes[/caption]

Somente no Estado do Rio, o partido já espera contar logo de cara com dezenas de vereadores (cinco só na capital), dois deputados estaduais e três federais. “Estamos construindo um novo modelo de política, tanto no Estado quanto no país. O Solidariedade terá suas atenções voltadas para toda a população, não apenas para alguns. Aqui, cada um tem o mesmo peso, a mesma voz. Nosso plano é eleger pelo menos quatro deputados estaduais em 2014”, afirma o deputado Pedro Fernandes, adiantando o posicionamento do partido em relação ao governo Cabral. “Não somos um partido de oposição, mas vamos apontar falhas e rumos a serem corrigidos no governo. Não acho certo privilegiar algumas regiões do Estado, em detrimento de outras. O Rio não é só Copa do Mundo nem Olimpíadas. A população fluminense como um todo precisa ser ouvida, seja na área de segurança, nos transportes, na educação ou no saneamento”, completa.

Presidente do Solidariedade em Campos, Rodrigo Bacellar destacou a importância do deputado Pedro Fernandes no processo de estruturação da nova legenda no estado. “Estamos tendo o privilégio trabalhar ao lado do deputado Pedro Fernandes, um jovem que tem berço político e sabe como ninguém agregar forças em torno de um projeto que visa o melhor para os municípios e o estado do Rio de uma forma geral”, disse Rodrigo.

O Solidariedade, fundado em outubro do ano passado, adotará como sigla partidária SDD e número de representação do partido nas eleições será o 77. No Rio o partido vai caminhar com o senador petista Lindbergh Farias. Porém, quando o assunto é a disputa pela presidência da República, tudo indica que a nova legenda vai ficar ao lado do tucano Aécio Neves.

Comentar
Compartilhe
Ex-guardas desabafam na Câmara
02/10/2013 | 01h10

Em busca de seus direitos trabalhistas, um grupo formado por ex-guardas municipais, demitidos no final do governo Mocaiber, voltaram a protestar. Ontem, cerca de 20 manifestantes ocuparam o plenário da Casa e solicitaram a ajuda dos parlamentares. "Meu nome está sujo e não suporto mais essa situação. Será que ninguém vai olhar por nós?", desabafou Ivomar Barreto, que mostrava a sua carteira de trabalho. "Ninguém deu baixa nesta carteira. Quem vai arcar com os nossos direitos? perguntou".

Vendo que os guardas estavam revoltados, o presidente da Câmara, Edson Batista (PTB), chegou a interromper a sessão e solicitar o apoio dos seguranças. Porém, após a intervenção dos vereadores Fred Machado (PSD) e Paulo Hirano (PR), que prometeu ouvir os representantes dos ex-guardas, o clima ficou mais tranquilo.

Comentar
Compartilhe
"Rolo compressor" atropela mais uma audiência pública
01/10/2013 | 19h36

Após negar a audiência pública que pretendia debater a cultura, o "rolo compressor" da prefeita Rosinha Garotinho (PR) atropelou durante a sessão de hoje (01) o requerimento do vereador Fred Machado (PSD) que solicitava uma audiência pública para debater a Odontologia na Rede Municipal de Saúde.

Visivelmente irritado, Fred disparou: "Esta Casa precisa ouvir a voz das ruas e abrir espaço para quem deseja se posicionar com firmeza. Neste caso, muitos dentistas gostariam de estar aqui se manifestando sobre uma séries de questões", disse Fred.

Atualização às 20h — A bancada governista também negou dois pedidos de informação do vereador Marcão (PT) sobre gastos nas áreas da Saúde e Educação.

Na defesa do governo, o vereador Albertinho (PP) afirmou que os questionamentos da oposição são politiqueiros.

Comentar
Compartilhe
Pudim aponta "delírios de Lindbergh"
01/10/2013 | 11h43

Após as declarações de Wladimir Garotinho, que rebateu o senador Lindbergh Farias (PT) no blog "Opiniões" (aqui), o deputado estadual Geraldo Pudim, vice-presidente do PR no estado, também entrou no debate. Em nota intitulada "Os delírios de Lindbergh", publicada em seu blog (aqui), Pudim dispara: "Antes de fazer planos mirabolantes e tentar adivinhar quantos votos vai ter aqui ou ali, o senador Lindbergh Farias deveria se preocupar com a sua própria casa. Atualmente, ele não consegue agregar nem os próprios petistas. Além disso, o senador deveria explicar o esquema de caixa 2 montado com a Turma do Mensalão em 2004, quando ele disputou a Prefeitura de Nova Iguaçu".

Citando matéria publica pla "Época", Pudim diz que "o esquemão do 'Lindinho' mostra que quem articulou a candidatura de Lindbergh foi o chefe do Mensalão, José Dirceu. E quem irrigou o caixa 2 foi Delúbio Soares, o tesoureiro do Mensalão".

Para Pudim, as pendências jurídicas podem tirar o petista do páreo. "Lindbergh foi condenado por improbidade administrativa e está inelegível. As fichas dele estão depositadas no STF, tribunal onde correm outros processos referentes ao seu governo catastrófico em Nova Iguaçu", afirmou.

Sobre o objetivo de ganhar na casa de Garotinho, Pudim diz que o senador deveria fazer uma visita ao município de Nova Iguaçu. "Por lá a população não pode nem ouvir falar no nome dele e o deputado federal Anthony Garotinho anda nadando de braçada nas pesquisas. O povo de Nova Iguaçu tem tanto carinho por Garotinho que ele foi o deputado federal mais votado na última eleição, enquanto que Lindbergh o terceiro mais votado para o Senado. Se dentro de casa a coisa não anda boa, imaginem vocês fora", completa o aliado do casal Garotinho.

Atualização às 13h10:

Garotinho: "Lindbergh é um fanfarrão" — Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) também comentou sobre as declarações de Lindbergh. "Quando as urnas de Campos e municípios vizinhos forem abertas, vamos saber a resposta do povo. Só não custa lembrar que nas eleições de 2012, em Campos, Rosinha teve quase o triplo de votos do candidato do PT, que era apoiado pelo governo Cabral, que na eleição estadual disputará com Pezão. Lindbergh foi para Campos e não arrumou nada", disparou Garotinho

Comentar
Compartilhe
Calote: OGX diz que não vai pagar US$ 45 milhões de juros a seus credores
01/10/2013 | 11h25

A OGX, petrolífera do grupo EBX, do empresário Eike Batista, confirmou nesta terça-feira, em comunicado ao mercado, que não vai pagar os juros referentes aos títulos emitidos pela empresa no exterior que venciam hoje. A remuneração (cupom) que deixou de ser paga aos credores equivale a US$ 45 milhões, segundo informou a empresa em fato relevante arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Segundo a OGX, como a companhia está em processo de “revisão da estrutura de capital e do plano de negócios”, optou por não fazer o pagamento dos juros. A empresa lembrou que possui ainda 30 dias para adotar medidas necessárias antes que seja “caracterizado vencimento antecipado da dívida”. A OGX captou em março do ano passado US$ 1,063 bilhão com a emissão de notas seniores com vencimento em 2022.

No comunicado, a companhia informa ainda que contratou como assessores o banco de investimentos Lazard e o BlackStone para coordenar as discussões com os credores envolvidos no processo, entre eles os que possuem as notas sênior emitidas pela OGX Austria, controlada da empresa.

Um dos principais credores da OGX, a BlackRock, uma das maiores gestoras de patrimônio do mundo, não quis comentar o anúncio do calote nem detalhar se entrará com o pedido de falência da empresa, como esperado pelo mercado.

Os problemas da OGX começaram em junho do ano passado, quando a companhia reduziu sua previsão de produção do campo Tubarão Azul, na Bacia de Campos, para 5 mil barris de óleo diários em cada um dos dois poços do campo. Sem a produção prevista, as ações da empresa derreteram na Bolsa. O número representa um quarto do previsto, de cerca de 20 mil barris. Em junho deste ano, a empresa teve sua nota de classificação de risco reduzido pela Fitch para para “CCC”, com perspectiva negativa.

Fonte: O Globo 

Comentar
Compartilhe