Garotinho, Eduardo Paes, pizza, milhão e PTN
14/12/2012 | 12h08

 "Quando você julga os outros, você não os define, você define a si mesmo." Wayne Dyer

Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) reclama que um "escândalo envolvendo o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), acabou em pizza". O caso envolve o apoio do PTN ao prefeito do Rio na eleição deste ano. O Ministério Público abriu investigação após a divulgação de um vídeo em que o presidente do PTN, Jorge Esch, conta que recebeu R$ 1 milhão para apoiar a campanha do prefeito. Porém, quando a situação esquentou, o presidente do PTN negou tudo que falou no vídeo e em entrevista ao site da revista Veja. Ou seja, ele usou o símbolo do partido — uma vassoura — para varrer tudo para debaixo do tapete.

Bastante irritado com o que aconteceu, Garotinho disparou: “mais um crime eleitoral ficou impune”.

Porém, depois desse desabafo de Garotinho, fica uma dúvida no ar. Será que o PTN só fez esse tipo de negociação na disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro? Nos outros municípios do Estado o partido não quis saber de dinheiro e apoiou os candidatos por pura ideologia? É bom lembrar que, em Campos, o PTN caminhou e ainda caminha com a prefeita Rosinha Garotinho (PR). Inclusive, por aqui, aliados de Garotinho estão bastante entrosados com Jorge Esch, o homem que disse ter recebido R$ 1 milhão e depois desmentiu tudo.

Comentar
Compartilhe
Ônibus pega fogo e radialista é agredido
10/12/2012 | 10h41

O radialista André Freitas informa no Facebook que o radialista Diego Machado da Silva, da Rádio Absoluta 1470 AM, foi agredido em Campos por funcionário da empresa de ônibus Turisguá. Ele fazia a cobertura ao vivo do incêndio em um coletivo que transportava passageiros na Av. 28 de março, em frente ao Pq. Alzira Vargas, no Centro. Ele estava passando um flash para a emissora na hora em que foi atacado por um funcionário da empresa, que além de lhe agredir, quebrou o seu telefone celular e arrancou o seu crachá funcional.

Neste momento ele está registrando a ocorrência na Delegacia de Guarus.

Comentar
Compartilhe
Feliz 2013!
29/12/2012 | 12h26

Como vou colocar o pé na estrada e só volto em 2013, desejo aos amigos e leitores do blog um Feliz Ano Novo. Que no próximo ano tenhamos mais debates e menos embates, mais diálogos e menos monólogos, mais paciência e menos intolerância, mais respeito e menos imposições.

Que a gente tenha a capacidade de entender que um ano só é realmente novo quando colocamos novos aprendizados em prática, corrigimos nossos erros e mudamos nossas atitudes. Como diria o poeta Carlos Drummond de Andrade: “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre”.

Comentar
Compartilhe
IFDM: Campos em 23º lugar no RJ e 752º no país
05/12/2012 | 12h46

Quase todos os municípios do estado do Rio de Janeiro (99%) apresentaram nível de desenvolvimento de moderado a alto. A constatação foi feita pelo Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) (aqui), criado para acompanhar a evolução socioeconômica dos 5.565 municípios brasileiros. Os dados utilizados no estudo são de 2010.

Em 1° lugar, aparece Porto Real, que, impulsionado pelo maior dinamismo do mercado de trabalho em 2010, assumiu a liderança no estado. A lista completa do Top 10 é composta pelas seguintes cidades: Porto Real (0,8655); Rio das Ostras (0,8624); Resende (0,8614); Niterói (0,8599); Angra dos Reis (0,8541); Rio de Janeiro (0,8501); Volta Redonda (0,8469); Macaé (0,8356); Itaguaí (0,8186) e Teresópolis (0,8110).

Campos — O município de Campos dos Goytacazes aparece na 23ª posição no Estado do Rio, com 0,7556. Se levarmos em conta os 5.565 municípios do Brasil, Campos fica com o 752º lugar. Nos últimos 12 anos Campos tem se mantido entre os municípios medianos. O melhor desempenho foi no ano de 2006 (0,7762).

Entenda — O IFDM é um estudo anual do Sistema FIRJAN que acompanha o desenvolvimento de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas: Emprego & Renda, Educação e Saúde. Ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Mesmo com um recorte municipal, foi possível gerar um resultado nacional discriminado por unidades da Federação, graças à divulgação oficial das variáveis componentes do índice por estados e para o país. De leitura simples, o índice varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade. Além disso, sua metodologia possibilita determinar, com precisão, se a melhora relativa ocorrida em determinado município decorre da adoção de políticas específicas ou se o resultado obtido é apenas reflexo da queda dos demais municípios.

* Com informações do SRZD

Comentar
Compartilhe
Edson Batista não quer saber de "já ganhou"
07/12/2012 | 04h47

O jornalista Saulo Pessanha, em seu blog "Painel" (aqui), informa hoje (07) que o martelo já foi batido e o vereador eleito Edson Batista (PTB) será o novo presidente da Câmara de Campos. Ciente do favoritismo, já que conta com o apoio até do vereador eleito Mauro Silva (PT do B), que era apontando como um nome para a presidência, Edson prega a união e evita o "já ganhou". No blog "Sob Licença Poética" (aqui), do Gustavo Matheus, ele diz:  “Temos de esperar para nos reunirmos com o grupo para definirmos as ações. Nem mesmo a diplomação ocorreu ainda. Portanto, seria prematuro afirmar qualquer coisa”, disse o eleito, que destacou a importância do grupo. “O importante é entrarmos e sairmos unidos desse processo”, encerrou Edson Batista.

Comentar
Compartilhe
"Meninas de Guarus" — Audiência Pública em fevereiro
22/12/2012 | 07h06
[caption id="attachment_14140" align="aligncenter" width="310"] Audiência foi proposta pelo deputado Roberto Henriques, que promete desenterrar o caso[/caption]

Mais de 1.200 dias após a primeira denúncia, foi aprovada pela Comissão dos Direitos Humanos e Cidadania da Alerj a Audiência Pública sobre o caso “Meninas de Guarus” A Revista “Somos Assim”, as redes de blogs, jornais e rádios de Campos trouxeram ao conhecimento da população a existência de um inquérito recheado de relatos de mortes de adolescentes, redes de pedofilia, chantagens e possíveis desaparecimentos de crianças.

Apesar das graves denúncias da imprensa convencional e das redes sociais o inquérito caminha sem conclusão. Na busca de esclarecimento do caso, o deputado estadual Roberto Henriques (PSD) requereu junto à Comissão dos Direitos Humanos da Assembléia Legislativa a realização de uma Audiência Pública, visando saber as razões da lentidão do caso. Na última quarta-feira a Comissão presidida pelo deputado Marcelo Freixo (PSOL) aprovou o requerimento de Roberto Henriques. “Quero agradecer ao deputado Marcelo Freixo e aos demais membros da Comissão de Direitos Humanos que foram diligentes ao aprovarem o meu pedido. A Comissão é das mais ativas da ALERJ e apesar dos seus inúmeros compromissos abraçou esta causa e estará no retorno do recesso em Campos dos Goytacazes. A tarefa de esclarecer este pavoroso caso das 'Meninas de Guarus'  e ajudar o deputado Marcelo freixo na realização da audiência em fevereiro é de todos nós. Dedicarei, a pedido do deputado Marcelo Freixo, o mês de janeiro para junto aos cidadãos, conselhos tutelares, conselho de direitos, jornalistas e blogueiros, que noticiaram este triste caso, e autoridades locais informações  que possam consubstanciar a Comissão nos preparativos e concepção da Audiência Pública. Esta ação solidária e conjunta de todos nós será a garantia do esclarecimento dos fatos noticiados que envergonham toda a Campos”, disse Roberto Henriques.

* Fonte: Ascom/RobertoHenriques

Comentar
Compartilhe
TSE: Chegou a hora de Rosinha
10/12/2012 | 08h10

Conforme o blog Reflexões, de Gianna Barcelos, informou hoje (10), o ministro Marco Aurélio Mello , do TSE, encaminhou o Recurso Especial do registro de candidatura da prefeita Rosinha Garotinho (PR) para julgamento. Vale lembrar que, no dia 30 de setembro, Marco Aurélio deferiu o registro de  candidatura da prefeita. A decisão foi em caráter monocrático. Agora, é a vez do colegiado.

Tudo indica que o caso de Rosinha deverá entrar na pauta até quinta-feira da próxima semana, quando encerra o ano judiciário.

Em Campos, como não poderia ser diferente, a notícia movimenta integrantes da oposição e da situação. Enquanto os oposicionistas acreditam que a prefeita poderá sofrer mais uma derrota (ela teve o registro indeferido pelo TRE), os governistas estão tranquilos.

"Meu processo está encerrado" — Um dia após a vitória no primeiro turno, em entrevista ao programa “Balanço Geral”, a prefeita Rosinha afirmou que não existe o risco de ganhar e não levar. “O meu processo está encerrado. Disputei a eleição com o registro definido. O TSE definiu monocraticamente mais de 90% dos registros. Não existe risco algum”, afirmou.

 
Comentar
Compartilhe
Artigo - BR 101: Rodovia da morte — Até quando?
15/12/2012 | 11h27

O engenheiro José Geraldo (PRP) enviou ao blog um artigo sobre uma proposta apresentado por ele para reduzir os acidentes na BR 101.

BR 101: Rodovia da morte — Até quando?  (José Geraldo) 

Na manhã da última sexta-feira (14) na ACIC- associação Comercial e Industrial de Campos, foi debatida a busca de uma solução para tentar reduzir o número de mortes e lesões graves decorrente dos acidentes na BR 101, também conhecida a muitos anos aqui por nós como  "rodovia da morte". De quem é a culpa de tantos acidentes, pergunto?

Da imprudência dos motoristas, diríamos com certeza em muitas situações. Do trânsito pesado dessa via importante de ligação do norte a sul do Brasil? Das condições ruins da própria estrada ainda com muitos defeitos nas pistas de rolamento dos carros?

Na falta de acostamentos seguros? Na falta de boa sinalização diurna e noturna?

Na falta de policiamento mais presente diuturnamente para coibir as práticas abusivas e irresponsáveis dos motoristas, em especial de automóveis que hoje são muito mais velozes?

Na falta de pontos de fiscalização eletrônica?

Podemos responder que sim pra todas essas indagações. Mas basta? É tão simples? É só educar e responsabilizar as pessoas?

Entendo que não. O ente público, o Concessionário de Serviços Públicos, ambos têm responsabilidade objetiva subsidiária e solidária de prestar serviços públicos com eficiência, qualidade e segurança. Poderíamos até dizer juridicamente que, na qualidade de "garantes" que assumem, respondem com culpa e até dolo nas condutas omissivas em face dos danos materiais e contra a vida, passíveis de serem tipificados como crime contra o patrimônio privado e a vida, punível até com pena de prisão. Nessa reunião, o eng. representante da Concessionária Auto-Pista Fluminense confessou que o contrato oferece uma receita reduzida e incapaz de permitir grandes investimentos físicos em obras e outras ações, em especial a de duplicação de todo o trecho, ou pelo menos aqueles mais críticos onde ocorrem mais acidentes com mortes e lesões. PERGUNTO: o que representa uma vida para aquela empresa? E a vida de um estranho para você? E a sua vida ou a de seu filho, esposa e etc.? Para cada uma dessa perguntas, teremos respostas diferentes. E o que estou oferecendo como uma solução técnica factível, de baixíssimo custo adicional e emergencial para implantação imediata objetivando reduzir tantos acidentes e vítimas nessa estrada, e em todas as grandes rodovias do Brasil nas mesmas condições da nossa???

A CRIAÇÃO DE "CORREDORES DE SEGURANÇA" AO LONGO DA RODOVIA. E em que consiste isso? Muito simples e é só ter boa vontade. A cada 10 km de estrada e dos dois lados da rodovia, seriam implantadas terceiras pistas de rolamento executadas de forma tecnicamente correta, no mesmo plano e inclinação da faixa principal, sobre os acostamentos já existentes, para as quais os veículos mais lentos, caminhões, carretas, ônibus e até automóveis se deslocariam, permitindo a passagem livre e com segurança dos veículos mais rápidos e desafogando o trânsito nas vias. Estes corredores de segurança seriam antecedidos de placas informativas da obrigatoriedade do deslocamento para elas daqueles veículos mais lentos, da proximidade em que se encontram, a exemplo daquelas que informam o próximo pedágio, de modo a abrandar a irritação dos condutores, evitando naturalmente e muitas vezes em decorrência disso, que tomem atitudes irresponsáveis ou de risco, visto saber existir uma alternativa segura pouco mais à frente. Esta proposta está sendo apresentada, e, felizmente, encampada pelo novo conselho de cidadania e interesse público, recém-criado na ACIC, pelo seu dinâmico Presidente Getúlio, e sendo levada ao conhecimento público, para a seguir, apresentarmos ao diretor rio da auto latina e demais autoridades envolvidas, cobrando a implantação de um corredor-piloto, envolvendo a avaliação pela polícia rodoviária federal do local de maior risco e resultados. Uma vez confirmada a redução de acidentes naquele ponto e obtida a avaliação  dos usuários, cobraremos a imediata aplicação desses corredores de segurança ao longo de todo o trecho entre o rio e a divisa do ES. Esperamos estar contribuindo de forma decisiva para dar um basta urgente em tantos acidentes com lesões e mortes às dúzias nessa estrada.

JOSÉ GERALDO. (engenheiro, bacharel em direito e empresário em Campos - email:[email protected])
Comentar
Compartilhe
Internautas divididos sobre vitória do Goytacaz no tapetão
11/12/2012 | 10h50

Uma enquete  no site da Folha pergunta: Você acha justa a decisão do TJD que deu a vaga do Quissamã ao Goytacaz na 1ª Divisão, em 2013?

Até agora, 49.1% dos internautas acham a vitória justa. Outros 48,1% não acharam a decisão justa. E ainda, 2,8%, ainda estão em dúvida.

A polêmica envolvendo Goytacaz e Quissamã pode alterar até mesmo o início do Campeonato Estadual, marcado para o dia 19 de janeiro. Após ser derrotado no Tribunal de Justiça Deportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), o Quissamã informou que vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para tentar recuperar o espaço na Série A do Estadual. Para isso, o clube vai pedir ainda o adiamento do início da competição até que o recurso seja julgado na instância máxima da Justiça Esportiva.

Comentar
Compartilhe
SJB: Neco fala sobre primeiros projetos
11/12/2012 | 04h13

O prefeito eleito de São João da Barra, Neco (PMDB), que assume a Prefeitura no primeiro dia de 2013, concedeu entrevista ao site “SJB Online” e adiantou quais serão os seus primeiros projetos. Uma das metas do governo será o investimento na segurança pública. “Vamos implantar câmeras monitorando praças e escolas para maior segurança do município”, informou.

Ele também adianta que será  construído um estádio de futebol e uma Vila Olímpica.  “Essas obras são a realização do sonho da juventude”, informou Neco, ressaltando a continuidade das ações do governo Carla Machado(PMDB). Segundo Neco, nos próximos dias, a atual gestão municipal estará entregando o Centro de Emergência Municipal 24 horas, Pedro Otávio Enes Barreto. “São João da Barra vai continuar no caminho certo”, prometeu.

A entrevista completa será divulgada na próxima sexta-feira (14).

Comentar
Compartilhe
Rogério Matoso rebate Garotinho na rádio Diário
08/12/2012 | 04h15

Uma semana após o deputado federal Anthony Garotinho (PR) comentar durante o programa “Entrevista Coletiva”, da rádio Diário FM, sobre as demissões do Reda e fazer insinuações sobre supostas manobras da oposição, o vereador Rogério Matoso (PPS) esteve no estúdio da rádio e fez um desabafo. “Infelizmente, o deputado Garotinho acha que é o dono da verdade e pode sair por aí fazendo insinuações e denegrindo a imagem dos outros. Por isso, estou aqui e gostaria que ele também estivesse no estúdio. O que eu quero deixar claro é que estou e sempre estarei ao lado dos trabalhadores. Não tenho ligação alguma com o advogado José Paes, que na eleição deste ano, não votouem mim. Eleestava muito mais próximo do Rafael Diniz e do Makhoul. O fato dele ser filiado ao PPS não quer dizer nada. O Waldemar Costa Neto é um dos maiores mensaleiros do Brasil. Ele é do PR. Então, quer dizer que o deputado Garotinho, por ser do PR, é igual a ele? Dona Penha foi do meu partido durante três anos e ficou ao lado do governo. Cada um responde por si”, disparou Matoso.

Em um estúdio normalmente frequentado por membros do governo, o vereador da oposição fez duras críticas ao casal Garotinho. “Infelizmente, vocês não sabem separar as coisas. Quem discorda do governo merece ser respeitado. Não vivemos em uma ditadura. Garotinho precisa aprender a aceitar opiniões diferentes. Tive projetos barrados porque sou da oposição. Isso é um absurdo. Eu sei reconhecer os acertos deste governo e votei com o governo em vários projetos, como, por exemplo, a passagem a um real”, disse Matoso, que comentou sobre o Reda. “Neste caso do Reda, eles empurraram essas pessoas com a barriga durante o período eleitoral. Muitos desses funcionários acamparam na prefeitura para defender a prefeita. Agora, que precisam ser defendidos, o casal tenta jogar a culpa nos outros. A prefeita precisa assumir a culpa e dar um jeito de pagar. Ele descumpriu uma decisão judicial para defender o seu cargo. Agora, poderia descumprir para defender essas famílias”,  frisou Rogério Matoso, que se colocou a disposição. “Os funcionários do Reda podem me procurar. Vamos fazer a prefeitura pagar. A prefeita também dizia que o PSF não tinha jeito e, em poucos meses, o Nelson Nahim mostrou que era possível homologar”, disse.

O advogado Maurício Costa, que já advogou para os ex-prefeitos Alexandre Mocaiber (PSB) e Arnaldo Vianna (PDT), entrou no estúdio para participar do programa. Tentando mudar um pouco o foco, ele perguntou sobre a participação do governador Sérgio Cabral (PMDB) na campanha de Arnaldo Vianna (PDT). Percebendo que o objetivo era desviar o foco, Matoso respondeu rápido. “Cumpri o meu papel na campanha. Andei por todas as partes da cidade e apresentei propostas. Não entrei nesta seara de acordos”, afirmou Matoso.

“Daqui a pouco vocês vão acreditar que Garotinho tem só uma casinha na Lapa” — Após o jornalista Carlos Cunha insinuar que ele recebeu apoio de Garotinho para ser vice-presidente da Câmara, Matoso disparou: “Eu disputei a eleição com Magal e ganhei por dois votos. Quer dizer que Garotinho me apoiou e não apoiou Magal. Vocês só podem estar brincando. Daqui a pouco vocês vão acreditar que Garotinho tem só uma casinha na Lapa”, completou.

Atualização às 8h (dia 09/12/2012) — O jornalista Carlos Cunha, apresentador do "Entrevista Coletiva", enviou ao blog a sua análise sobre os programas do dia 01 (participação de Rosinha e Garotinho) e de ontem (participação de Rogério Matoso). Segundo Carlos Cunha, Rogério Matoso teria sido poupado de um debate mais duro porque estava com sede, transpirando muito e com dificuldade para se pronunciar. Confira:

[caption id="attachment_13944" align="aligncenter" width="334"] Apresentador do "Entrevista Coletiva" enviou sua versão[/caption]

"Alexandre, lendo seu comentário, gostaria de acrescentar algumas ponderações, pois os fatos aconteceram no programa que o Felício de Souza e eu apresentamos na rádio Diário, “Entrevista Coletiva”. No programa anterior a prefeita, Rosinha, ao falar sobre a situação do reda e sobre o processo, só dirigiu suas colocações sobre o proponente. Quem mencionou o partido e o vereador, Rogério Matoso, foi o deputado federal, Garotinho. É importante dizer que nem sempre o deputado, Garotinho, participa, ao vivo ou por telefone, do programa e da mesma forma a prefeita, Rosinha.

Neste final de semana, ambos estão participando do seminário de avaliação da prefeitura de Campos, que começou na sexta-feira e vai até domingo. O vereador Rogério Matoso havia ligado, no final do programa anterior, querendo falar ao telefone. Como estávamos no final do programa, dispusemos este sábado para que ele participasse, e assim o fez.

Essa é a forma que conduzimos o programa, dando o direito de resposta e mais que isso, a todo o momento que alguém é citado, dizemos que os microfones estão abertos para que se pronunciem. O vereador esteve no programa e falou no início sem ser interrompido, para que pudesse se pronunciar. Diante do que disse, alguns pontos foram questionados como, por exemplo, ter dito que não havia votado na prefeita Rosinha, na eleição passada. Ele continuou afirmando que não, mas não era o que havia dito à época em que estava na festa de comemoração da vitória dela. Todos se lembram, e ele mesmo afirmou que fez parte da base governista no início, junto com Dona Penha, mesmo sendo do PPS, partido dirigido por Sérgio Mendes.

Sobre sua eleição para vice-presidente da Câmara, embora ele tenha afirmado que ganhou de Magal, líder do governo, eu não insinuei, eu afirmei que Magal concorreu por conta própria, sem o apoio da base do governo e que ele, Matoso, foi eleito por ter tido ajuda dessa mesma base. Ele tentou fazer graça ao dizer que ao afirmar que Magal não recebeu apoio do governo eu também iria querer que ele acreditasse que Garotinho só tem uma casinha na Lapa? Confesso que não entendi e nem achei graça. Ele tentou se explicar, mas Magal entrou no ar e reafirmou o que eu havia dito.

Não costumo insinuar, eu afirmo o que digo e tanto é verdade que ele, sem querer, disse que foi eleito vice-presidente com o apoio de Nahim. O apoio de Nahim representava o que, naquele momento, senão o governo?

Procurei não polemizar com o vereador, porque durante a entrevista pude observar que as contradições tomaram conta, pois saiu sem dizer se era contra ou a favor do Reda, pois em seu pronunciamento na Câmara, ele pediu a prefeita para sair do cargo que Nahim pagaria e na rádio disse que era até para Nahim sair e deixar que ele assuma a prefeitura, que ele paga. Não soube dizer por que um membro do seu partido pediu a suspensão do pagamento do Reda, por ver irregularidades e ele diz que vai pagar, por não ver irregularidades.

Outro fator, para que o poupasse, foi o seu estado emocional, pois começou a ter uma sudorese, sede e dificuldade para se pronunciar. Rogério agradeceu o espaço, para se pronunciar no programa, exaltando a democracia que estava ali estabelecida, mas fiz questão de dizer que quem agradecia era eu, pela coragem dele, de ter ido ao programa, diferentemente de muitos que são citados e sempre dispusemos os microfones para que se pronunciem e não aparecem". 

Atualização às 14h16 (09/12/2012) — Rogério Matoso ironiza versão de Carlos Cunha — Logo após tomar conhecimento sobre a versão de Carlos Cunha, o vereador Rogério Matoso entrou em contato com o blog e afirmou. "Veja o que uma pessoa faz para agradar o seu chefe. Quem ouviu o programa percebeu que fiquei bem a vontade. Na verdade, o Carlos Cunha é que parecia bem nervoso ao notar que alguém foi até o estúdio e, pela primeira vez, falou algumas verdades sobre o casal Garotinho. Inclusive, se ele quiser, posso voltar outras vezes e podemos filmar tudo para ver a reação de cada um. Ao contrário do deputado, eu não vou me esconder no banheiro ou inventar desculpas para não ir. O que falei no rádio posso falar olhando nos olhos de qualquer um", disse Matoso.

Comentar
Compartilhe
Educação em Campos — Pior no Ideb e melhor com a UENF
20/12/2012 | 08h10
[caption id="attachment_14113" align="aligncenter" width="430"]UENF é a melhor Universidade do Estado - Foto/Ascom UENF é a melhor Universidade do Estado - Foto/Ascom[/caption]

O município de Campos, que aparece em último lugar no ranking do ensino fundamental (Ideb), tem, ao mesmo tempo, a melhor Universidade do Estado do Rio de Janeiro. No topo do Índice Geral de Cursos (IGC), de 2011, divulgado na última semana pelo Ministério da Educação, a UENF tem colocado em prática o modelo implantado por Darcy Ribeiro.

Para o professor Almy Junior, ex-reitor da UENF e atual presidente da Fenorte, o atual levantamento, que avaliou a sua gestão como reitor, só comprova que o trabalho vem sendo feito da forma correta. “O modelo implantado por Darcy, apesar das dificuldades ao longo destes 19 anos (notadamente na instabilidade que a falta de autonomia financeira da Universidade provoca), deu certo. Além disso, a UENF não está em decadência, sucateada, como muitos pensam. A Universidade vem evoluindo ao longo dos anos. A última avaliação não foi pontual. Em todas as avaliações brasileira a UENF desponta. Sempre foi assim. Em 2007 a UENF foi a 16º entre 176 Universidades. Em 2011 ela foi a 11ª entre 226 Universidade. Além disso, os cursos de Graduação sempre são destaques. Neste quesito (Graduação) a UENF é a 6ª do Brasil. Campos e região tem que se orgulhar muito destes feitos. São os estudantes da nossa região que estão se formando nesta Universidade”, diz Almy Junior.

O presidente da Fenorte também ressalta que a UENF poderá ficar ainda mais forte com a implantação do Parque Tecnológico do Norte Fluminense. “O Parque Tecnológico do Norte Fluminense não é uma invenção nossa, não é uma novidade. Estava previsto no projeto original da UENF e foi desconstruído. O Parque, na visão do Darcy Ribeiro, seria o principal elo de ligação entre a Universidade e o desenvolvimento regional. Ele faria a ponte entre o que a Universidade produz de conhecimento e como este conhecimento se transformaria em ações para o desenvolvimento regional. É isso que estamos tentando viabilizar. Vamos remontar o projeto para que as Universidades estejam mais estruturadas para atuar fora dos seus campus. Nossa meta é ter o Parque vinculado às Universidades, com corpo funcional da Fenorte fortalecendo a UENF no papel que ela tem que desempenhar como líder no processo de implantação do Parque Tecnológico. Ela, a UENF, por ser a Instituição com maior força na pesquisa, precisa ser a âncora deste processo”, explica.

Atual reitor fala sobre a “receita do sucesso”— No mesmo embalo de Almy Junior, o atual reitor da UENF, Silvério de Paiva Freitas, ressalta que a força está no quadro de servidores e na atuação dos alunos na pesquisa, extensão e inovação. “Atribuo o sucesso da UENF ao modelo de Universidade implantado por Darcy Ribeiro, no qual todos os professores são doutores e atuam com dedicação exclusiva. Nosso quadro de servidores é formado por profissionais muito comprometidos com o trabalho. Além disso, nossos estudantes de graduação atuam desde muito cedo na pesquisa, extensão e inovação”, disse o reitor da UENF, Silvério de Paiva Freitas.

Último no Ideb (ensino fundamental) e primeiro no IGC (Universidades) — O presidente da Fenorte, Almy Junior, também analisou o fato de Campos figurar em último lugar no ranking do Ideb e primeiro no ranking das universidades. “Nos dois rankings o avaliado é o próprio estudante. Na UENF o estudante está envolvido num processo que é, reconhecidamente, aquele considerado pertinente na formação de qualquer cidadão. Ele está envolvido com pesquisas científicas que têm o poder de formar um cidadão mais crítico e mais apto a sanar problemas do que apenas seguir rótulos. Na UENF o professor tem dedicação exclusiva e está muito inserido com as ações do estudante. Isso amplia fortemente a qualidade do ensino universitário e a qualidade da extensão universitária e todos os gestores são eleitos. Enquanto isso, temos um modelo nas escolas públicas municipais muito ultrapassado, onde professores precisam atuar em diversas escolas em um mesmo dia, onde o modelo de escolha das direções ainda é a indicação política. Não existem laboratórios de ensino de ciências nas escolas e nem outras condições (esporte, informática, animadores culturais, etc...) que deixaria a escola em um nível mais adequado para que o estudante participasse mais”, analisou Almy.

Comentar
Compartilhe
Rosinha, Chicão, vereadores e suplentes serão diplomados hoje
17/12/2012 | 12h51
[caption id="attachment_14056" align="aligncenter" width="329"] Em 2008, prefeita entregou o diploma ao marido         Fotos/Phillipe Moacyr [/caption]

Quatro anos após ser a primeira prefeita diplomada da história de Campos, Rosinha Garotinho (PR) volta ao Trianon para mais uma cerimônia. Reeleita em outubro, no 1º turno, com 167.615 votos, a prefeita promete uma grande festa. Além de Rosinha, serão diplomados pelo juiz da 99ª ZE, Felipe Pinelli Pedalino, os 25 vereadores eleitos e seus respectivos suplentes. O evento deve contar com a presença de representantes religiosos, magistrados, deputados e prefeitos do Norte e Noroeste Fluminense.

Após momentos de tensão na Justiça, com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberando o registro de Rosinha na última terça-feira, o grupo governista quer mostrar força. “A diplomação da prefeita Rosinha e de seu vice Doutor Chicão vai se transformar também em uma festa pelo restabelecimento da verdade”, disse o deputado federal Anthony Garotinho (PR) em seu blog. Na cerimônia de 2008, que também aconteceu no dia 17 de dezembro, a prefeita entregou o diploma ao marido.

Cerimônias marcadas em toda a região — Após a diplomação de Rosinha em Campos, outras cerimônias irão ocorrer durante esta semana. Amanhã, por exemplo, é a vez do prefeito eleito de São João da Barra, Neco (PMDB), ser diplomado ao lado do seu vice, Alexandre Rosa (PMDB) e dos nove vereadores eleitos. O evento acontece às 15h, no Fórum de SJB. "A diplomação do nosso prefeito Neco, vice Alexandre e demais vereadores ocorrerá e, mais uma vez cai por terra o que os nossos adversários políticos diziam, que os registros iriam ser cassados, que nossos candidatos eleitos não seriam diplomados, que a eleição seria anulada", desabafou a prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PMDB), em seu Facebook.

SFI e Itaperuna — No município de São Francisco de Itabapoana, o prefeito eleito, Pedrinho Cherene (PSC), receberá seu diploma na próxima quarta-feira, às 10h, no salão do Júri do Fórum da Comarca de SFI. Em Itaperuna, o prefeito eleito, Alfredão (PP), receberá o diploma amanhã, às 19h, em cerimônia realizada na Câmara Municipal.

Macaé — O juiz da 109ª Zona Eleitoral, Felipe Carvalho Gonçalves da Silva, realizará, no dia 19 de dezembro, a solenidade de diplomação do prefeito eleito de Macaé, Aluízio Siqueira (PV), vice e  vereadores eleitos no município. A cerimônia de Macaé terá início às 13h30 no Centro Macaé de Cultura.

Trecho de matéria publicada hoje (17) na página 2 da Folha

Comentar
Compartilhe
SJB: Neco define equipe de transição
12/12/2012 | 05h20

A assessoria do prefeito eleito de São João da Barra, Neco (PMDB), informa que a equipe de transição vai começar a montagem do Plano de Trabalho e Metodologia em uma reunião interna na próxima sexta-feira (14) para, já na próxima semana, se reunir com secretários, coordenadores e gerentes da administração do governo Carla Machado (PMDB).

A coordenação da equipe ficará a cargo do contador João Batista da Silva, perito judicial, auditor e financista que possui mestrado em Ciências Contábeis pela Uerj e especialização na mesma área pela FGV. João Batista, que tem formação também em Contabilidade Pública, Mercado de Capitais, Planejamento/Programação e Controle da Produção, é coordenador de regulação da Faculdade de Tecnologia Norte Fluminense e coordenador do curso de Ciências Contábeis e Gestão, e Pós-Graduação, na Universidade Cândido Mendes (Ucam)

A doutora em Administração pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Simone Flores Soares de Oliveira Barros, é uma das indicadas para fazer parte do grupo. Ela é mestre em Planejamento Regional e Gestão das Cidades pela Ucam, com experiência de mais de dez anos na área pública. Gestão de pessoas na administração pública, orçamento e contabilidade pública na LRF, gerências de projetos sociais, além de desenvolvimento e implementação de planos anuais de captação de recursos endossam a experiência da administradora.

Para a área jurídica a equipe conta com dois nomes. A advogada Pryscila Marins é pós-graduanda em Direito Público pela Universidade Anhanguera e doutoranda em Ciências Jurídicas pela Universidad Museo Social Argentina com passagem por setores públicos, privados e políticos em cargos de assessoria e procuradoria. A outra advogada é Raquel Belmont da Fonseca que também é graduada em Ciências Contábeis, ambos os cursos pela Ucam, tendo experiência em contabilidade governamental, fundo municipal, execução de orçamento público, gestão administrativa de contratos, além de elaboração de instrumentos legais de planejamento gerencial público.

Completa a equipe de transição o engenheiro civil, Carlos Augusto Siqueira, formado pela Universidade Gama Filho em 1981. Com larga experiência no setor, já foi secretário de Obras e Urbanismo em Campos, além de ter ocupado o cargo de diretor de obras da Empresa Municipal de Habitação (EMHAB) e ter sido presidente da Empresa Municipal de Transporte (EMUT) no mesmo município. Siqueira também já presidiu a Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro e atualmente é consultor da Fundenor junto à prefeitura de São João da Barra para acompanhamento e assessoramento das obras do Porto do Açu e do Distrito Industrial. Foi o engenheiro chefe das obras de construção da Uenf.

De acordo com Neco, este período de transição é de suma importância para futuros direcionamentos de sua gestão. “Com as informações prestadas pelo administrativo da prefeitura poderemos ter uma visão global das atuais ações para que possamos implementar novos projetos e continuar outros. A ideia é ter em mãos um detalhamento do trâmite da prefeitura que nos embasará no início de nossa gestão”, analisa.

Fechamento de gestão — No início de dezembro, a prefeita Carla Machado solicitou, em reunião, que cada secretaria e demais órgãos do governo apresentem um relatório de fechamento de gestão. Participaram do encontro o prefeito eleito Neco e o vice-prefeito eleito Alexandre Rosa. A prefeita destacou a necessidade de um levantamento patrimonial, além de obras e projetos que estejam em andamento. Segundo ela, o objetivo é estar até o dia 25 de dezembro com a gestão fechada, com todos os compromissos contáveis e financeiros devidamente cumpridos e estando em dia com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Comentar
Compartilhe
Congresso pode examinar urgência para veto dos royalties
10/12/2012 | 05h09

O Congresso deve votar amanhã (11) requerimento de urgência para apreciar os vetos feitos pela presidente Dilma Rousseff na lei dos royalties do petróleo. O pedido será protocolado por parlamentares representantes dos 24 estados não produtores, que querem derrubar os vetos. A ação da presidente Dilma teve o objetivo de garantir para os estados produtores, principalmente Rio e Espírito Santo, os recursos já recebidos pelos contratos já em vigor. "Amanhã nós vamos ter sessão do Congresso e o que tenho notícia é que os líderes vão apresentar um pedido de urgência. Uma vez que ele seja aprovado, evidentemente que vai ter que ser colocado em votação", afirmou o presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB-AP), nesta segunda-feira.

Caso o requerimento seja aprovado amanhã, uma nova sessão do Congresso será agendada para a apreciação dos vetos. A sessão de amanhã está marcada para 12h30.

Fonte: O Globo

Comentar
Compartilhe
Goytacaz na 1ª Divisão
06/12/2012 | 07h32

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), por 7 votos a 2, acaba de decidir: o Goytacaz está na 1ª Divisão do Campeonato Estadual.

O TJD entendeu que o Quissamã não cumpriu o regulamento da Série B deste ano, que diz que “ao final do returno do grupo C, as associações classificadas, respectivamente, em 1º e 2º lugar, poderão ter acesso à Série A, desde que cumpram, cada uma delas, integralmente, as exigências estabelecidas no presente regulamento”.

"O critério técnico que consta na Lei Pelé e no Estatuto do Torcedor, citados pela defesa do Quissamã, é para evitar, por exemplo, o que fez o Fluminense, de subir da terceira para a primeira divisão. Mas não é vedado ao regulamento estabelecer regras de acesso e descenso. Temos que relevar o artigo 14 do regulamento, que prevê o impedimento de acesso para quem o descumprir. É justo ou injusto? É o regulamento. Vamos receber a Copa e devemos mostrar ao mundo que o regulamento aqui é cumprido", afirmou o auditor Marcelo Juca Barros, um dos que votaram a favor do time de Campos.

Jogo contra o Flamengo — Com o resultado no Tribunal, a única alteração na tabela do Carioca é a substituição do Quissamã pelo Goytacaz, o que altera o adversário da estreia do Flamengo na competição de 2013, que passa a ser o time de Campos, que volta à elite após 20 anos.

Quissamã vai recorrer ao STJD — O advogado do Quissamã, Mauro Chedid, pediu alguns esclarecimentos ao presidente sobre o prazo para recurso, já adiantando que o clube vai levar o caso ao STJD. Assim, a disputa ainda terá um "segundo tempo", desta vez na instância máxima.

Comentar
Compartilhe
Reda: Protesto no Natal
22/12/2012 | 02h34
[caption id="attachment_14135" align="aligncenter" width="677"] Reprodução do blog "Estou Procurando o que Fazer"[/caption]

Comentar
Compartilhe
Sede por royalties mostra a verdadeira cara do Congresso
18/12/2012 | 11h49

A sede pelos royalties mostra a cara do Congresso Nacional. Enquanto temas importantes ficam engavetados durante anos, como é o caso da reforma política, nossos nobres deputados e senadores resolveram, do dia para a noite, bater de frente com o Supremo Tribunal Federal (STF) e analisar três mil vetos. Tudo para derrubar o veto da presidente Dilma Rousseff e bater a carteira dos estados e municípios produtores.

Os nobres parlamentares vão seguir a ordem cronológica dos vetos, como solicitou o ministro do STF, Luiz Fux. Porém, eles vão deixar a maioria em branco e assinalar apenas as referentes aos royalties.

Enquanto isso, no mesmo Congresso Nacional, diversos projetos são ignorados. Entre eles, 138 propostas que visam combater os políticos corruptos.

Como diria o saudoso Millôr Fernandes: “Isto sim e que e Congresso eficiente! Ele mesmo rouba, ele mesmo investiga, ele mesmo absolve”.

Comentar
Compartilhe
Clarissa aprova emenda que destina quase R$ 1 bilhão para Campos e região
20/12/2012 | 05h19

Os municípios produtores de petróleo do Estado do Rio, que vivem um clima de tensão por conta do projeto que pretende redistribuir os royalties, tiveram uma boa notícia na tarde de hoje (20). Foi aprovado na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) o projeto de lei 1877/12, de autoria do deputado André Ceciliano, que cria a Taxa de Fiscalização de Petróleo e Gás (TFPG) para que o Estado fiscalize as atividades de pesquisa, lavra, exploração e aproveitamento de petróleo e gás.

A Taxa terá o valor de 4 UFIR/barril  e será cobrada diretamente as empresas no momento da venda ou da transferência do barril de petróleo. Segundo estimativa referente ao ano de 2011, o Estado do Rio arrecadaria R$ 6,9 bilhões com a nova taxa. O projeto, que segue para a sanção do governador Sérgio Cabral (PMDB), foi inspirado na Lei 19976/11 que está em vigor no Estado de Minas Gerais.

Emenda garante recursos também para municípios — A deputada estadual Clarissa Garotinho (PR), ao lado dos deputados André Ceciliano e Luiz Paulo, apresentaram a emenda, aprovada por unanimidade, que destina 25% do total arrecadado com a nova taxa para os municípios, seguindo os critérios:

- 70% serão distribuídos para os municípios produtores, de acordo com a proporcionalidade da exploração de petróleo de cada cidade.

- 30% serão distribuídos para todos os municípios, de acordo com o IPM (Índice de Participação dos Municípios).

Quando cada município vai arrecadar? — De acordo com Clarissa, considerando a produção de petróleo e gás de 2011, a emenda aprovada garante ao município de Campos R$ 420 milhões a mais no orçamento por ano. Macaé também receberia mais de R$ 300 milhões/ano. São João da Barra receberia R$ 94 milhões/ano e Quissamã, R$ 62 milhões/ano. “O projeto original representa uma grande conquista para o Estado do Rio. A nossa emenda garante que esses recursos sejam destinados também aos municípios, principalmente aos produtores de petróleo e gás. Nossa região será beneficiada com quase R$ 1 bilhão de novos recursos, que vai aumentar consideravelmente a arrecadação e permitir grandes investimentos”, disse Clarissa.

Projeto semelhante em Minas Gerais —Em Minas Gerais, a Lei 19976/11 (Taxa de Fiscalização de Recursos Minerais - TFRM), gerou polêmica. Porém, as empresas que alegaram inconstitucionalidade não conseguiram derrubar a Lei. "Creio que não haverá qualquer tipo de impedimento. Estamos confiantes e acreditamos que o governador vai sancionar", disse Clarissa.

Comentar
Compartilhe
Quem está ao lado de Edson Batista?
04/12/2012 | 03h02

Como informei na nota anterior, o vereador eleito Edson Batista (PTB) já conta com o apoio de boa parte dos vereadores eleitos. Porém, a vantagem não seria tão grande. Nomes como Dona Penha (DEM) e Jorge Rangel (PSB), ainda não teriam assinado a lista organizada por Suledil Bernardino.

Sendo assim, até agora, 10 nomes teriam manifestado o desejo de votar em Edson: Mauro Silva, Ozéias, Miguelito, Albertinho, Cecília, Auxiliadora, Fábio Ribeiro, Genásio, Thiago Virgílio e Neném.

Não assinaram — Por outro lado, 10 vereadores ainda não teriam assinado: Abdu Neme (PR), Jorge Magal (PR), Paulo Hirano (PR), Gil Vianna (PR), Dayvison Miranda (PRB), Alexandre Tadeu (PRB), José Carlos (PSDC), Álvaro César (PMN), Dona Penha (DEM) e Jorge Rangel (PSB).

O grupo que não assinou aguarda uma posição do deputado federal Anthony Garotinho (PR). Eles vão tentar conversar e mudar os rumos da eleição. O fato é que a maior parte da bancada do PR não estaria disposta a votar em Edson.

Vale lembrar que a oposição elegeu quatro vereadores. Na Alerj, por exemplo, no início de 2011, o grupo do governador Sérgio Cabral (PMDB) viu o deputado Domingos Brazão (PMDB) articular com a oposição e, se não fosse um acordo, tinha grandes chances de vencer o deputado Paulo Mello (PMDB).

Comentar
Compartilhe
Acompanhe a sessão do TSE que pode julgar o registro de Rosinha
11/12/2012 | 09h17

Conforme a jornalista Suzy Monteiro informou em seu blog (aqui), o registro da prefeita Rosinha Garotinho está na pauta de hoje (11) do TSE. Contra o registro, que foi deferido em decisão monocrática do ministro Marco Aurélio, recorrem a Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) e o PT.

Para acompanhar a sessão, basta entrar no site da TV Justiça (aqui) e clicar em TV Justiça Ao Vivo. Como são muitos casos sendo analisados, o julgamento pode ficar para outro dia.

Comentar
Compartilhe
Edson Batista na presidência da Câmara
03/12/2012 | 01h55
[caption id="attachment_13846" align="aligncenter" width="312"] Foto/Blog do Avelino[/caption]

O fiel escudeiro do casal Garotinho, Suledil Bernardino, que acumula as secretaria de Governo e Controle de Orçamento, estaria organizando na tarde de hoje (03) uma reunião para recolher assinaturas dos vereadores eleitos. O objetivo é garantir a eleição do vereador eleito, Edson Batista (PTB), para a presidência da Câmara de Campos. Com isso, fica claro que Edson estaria muito mais cotado do que o vereador eleito Mauro Silva (PT do B), que também vinha sendo apontado como um nome forte para a presidência da Casa.

Com 21 dos 25 vereadores eleitos, os governistas só podem ter um adversário perigoso na disputa pela presidência: O próprio grupo governista.

Comentar
Compartilhe
Arnaldo: “Força da oposição está na união”
03/12/2012 | 12h42

O ex-prefeito Arnaldo Vianna, que é presidente do PDT em Campos, analisou, em entrevista à Folha da Manhã, o resultado da eleição deste ano. Segundo o pedetista, que concorreu sem registro e ficou com cerca de 30 mil votos, a maior força da oposição não está em um nome. “A oposição é forte quando se une e deixa a vaidade de lado”, frisou Arnaldo, reconhecendo que chegou a pensar em desistir. “Fui até o fim para não atrapalhar os candidatos a vereador. Principalmente o Nelson Nahim. Não poderia abandonar o barco”, completou.

Sobre a expressiva votação da prefeita Rosinha Garotinho (PR), ele opinou: "Houve uma grande estrutura governista associada ao poder financeiro. Muitas pessoas estavam impedidas de se manifestar e completamente acuadas", disse Arnaldo, que defendeu o financiamento público de campanha.

Sobre o futuro do casal Garotinho, Arnaldo opinou. “Eu era a maior força há seis anos e hoje existe alguém mais forte. Tudo isso pode mudar com o mesmo dinamismo. Porém, ao contrário deles, não vou jogar sujo para derrubar ninguém. Eles vão se destruir sozinhos, pode anotar”, disse Arnaldo.

Para conferir a entrevista completa, clique aqui

Comentar
Compartilhe
Quem foi a mala do ano?
25/12/2012 | 10h00

O colunista do jornal “O Globo”, Artur Xexéu, há cerca de 12 anos, lançou o "prêmio" “Mala do Ano”. Nomes como Fernando Henrique Cardoso, Lula, Dilma, Garotinho, Rosinha e Cesar Maia  já venceram a competição.  Em Campos, o blog “João do Microfone” também já fez alguns campeonatos bem disputados com as malas do rádio. Aqui neste blog, no ano passado, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) foi o mais citado (aqui). A segunda colocação ficou entre a prefeita Rosinha Garotinho (PR), o deputado Roberto Henriques (PSD), o vereador Jorge Magal (PR) e o ex-prefeito Arnaldo Vianna (PDT). E este ano, quem foi a maior mala de Campos?

Os votos podem ser enviados por comentários ou para o e-mail: [email protected]

 
Comentar
Compartilhe
Vereadores reprovados não serão diplomados?
07/12/2012 | 12h49

Em sessão administrativa realizada em março deste ano, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovaram a resolução que trata da prestação de contas nas Eleições 2012. A principal novidade trazida na resolução deste ano é referente à exigência de aprovação das contas eleitorais para a obtenção da certidão de quitação eleitoral e, em consequência, do próprio registro de candidatura. A decisão foi tomada por maioria de votos (4 x 3).

Sendo assim, nessa reta final para a diplomação, que acontece na próxima semana, muitos vereadores eleitos estão correndo contra o tempo para reverter decisões desfavoráveis. Em Campos, o vereador reeleito Jorge Magal (PR) teve suas contas desaprovadas após análise do juiz Felipe Pínelli Pedalino Costa.

Comentar
Compartilhe
TSE: Rosinha com registro deferido
11/12/2012 | 10h37

O  Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve, por uanimidade, o entendimento do ministro Marco Aurélio Mello e deferiu o registro da prefeita Rosinha Garotinho (PR).

Ao analisar o caso, o ministro Marco Aurélio Mello lembrou que a decisão da ministra substituta Luciana Lóssio, que suspendeu, em agosto, a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime), devolvendo o processo para Campos, afastou qualquer risco. De acordo com o ministro, o TRE deixou de levar em consideração essa decisão do TSE.

Os recursos julgados nesta noite buscavam reverter a decisão monocrática de Marco Aurélio, mas não obtiveram sucesso. A acusação era que Rosinha estaria impedida pela Lei da Ficha Limpa, por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação. Para o advogado da prefeita, o caso está encerrado. "O TSE confirmou o registro da candidatura de Rosinha. A prefeita vai cumprir o mandato. Acho que a matéria se esgota aqui", disse Fernando Neves em entrevista ao jornal "O Globo".

Atualização às 23h25 — Advogado de Rosinha desabafa: Em seu blog, o advogado da prefeita Rosinha, Francisco de Assis Pessanha Filho, fez uma espécie de desabafo: "Ao contrário do que muito se falou, o registro da prefeita Rosinha acaba de ser deferido pelo plenário do TSE por unanimidade. Espero que as especulações sobre instabilidade se encerrem. Espero, ainda, que advogados curiosos e sem ética, que não atuem nos processos referentes ao casal Garotinho parem de comentá-los e de fazer previsões frustradas", disparou.

Garotinho: "Diplomação será uma festa" — O deputado federal Anthony Garotinho (PR) também comentou sobre a decisão unânime do TSE. Em seu voto, o ministro Marco Aurélio leu trechos da decisão do Tribunal do Rio e afirmou que o Tribunal fluminense estava desrespeitando a decisão anterior do TSE que já havia suspendido os efeitos da decisão contra a prefeita de Campos. Em dado momento de sua fala, o ministro Marco Aurélio foi duro como TRE-RJ que é comandado por Luiz Zveiter. Com isso, a diplomação da prefeita Rosinha e de seu vice Doutor Chicão, marcada para a próxima segunda-feira, no Teatro Trianon, vai se transformar também numa festa pelo restabelecimento da verdade", comemorou.

 

Comentar
Compartilhe
“Expressão” nas ruas
15/12/2012 | 05h10

Começou a circular neste sábado (15), em Campos, o jornal quinzenal “Expressão Campista”. A matéria em destaque na primeira edição é sobre a luta contra a redistribuição dos royalties do petróleo. O primeiro editorial diz que "o objetivo é aproximar as pessoas e transformar cada cidadão em parte da notícia, transformando anseios em ações".

Como defende o escritor John Naisbitt, especialista na previsão de tendências globais, “a nova fonte de poder não é o dinheiro nas mãos de poucos, mas informação nas mãos de muitos”.

Boa sorte aos responsáveis por mais este veículo de comunicação da terra goitacá!

Comentar
Compartilhe
PTN quer abrigar dissidentes do PTC
18/12/2012 | 05h37

Na última sexta-feira (14), publiquei aqui no blog uma nota sobre o PTN, partido que no Rio de Janeiro apoiou Eduardo Paes (PMDB) e, em Campos, ficou ao lado da prefeita Rosinha Garotinho (PR). Hoje (18), em contato com o blog, o novo presidente do PTN em Campos, Charles Guerreiro, explicou quais são os planos do partido em Campos. Guerreiro, que disputou a eleição no PTC, recebendo 1.411 votos, diz que a meta é formar um partido forte e competitivo. “Vários companheiros que estavam no PTC vão caminhar agora no PTN. Nosso objetivo é transformar o diretório do PTN em um espaço democrático, com todos os seus membros tendo voz”, diz Charles, que deixou o PTC após desentendimentos com o vereador eleito Thiago Virgílio. “Ele tinha mais tempo na TV e me excluiu. Mas não tenho nada pessoal contra o vereador eleito”, diz Charles, que foi assessor do deputado estadual Roberto Henriques (PSD).

Sobre o fato do PTN ser simpático ao governador Sérgio Cabral (PMDB), Charles optou por não fazer previsões sobre o posicionamento do partido em 2014. “Vamos ver qual vai ser o posicionamento dos diretórios nacional e estadual. Todos sabem que estou ao lado do deputado Garotinho e da prefeita Rosinha. Por isso, é melhor aguardar”, disse.

2016 — Já em relação aos planos para 2016, a meta é fazer o que o PTC fez em 2012. “Vamos ficar atrás apenas do PR”, afirma.

Comentar
Compartilhe
Portal da Transparência sem atualização
04/12/2012 | 07h10

Quem quiser conferir as despesas e receitas da Prefeitura de Campos no Portal da Transparência (aqui), não vai encontrar nada sobre os meses de outubro e novembro.  A última atualização aconteceu em setembro.

Exemplo — Enquanto isso, na pequena Itaocara, o prefeito eleito Gelsimar Gonzaga (PSOL) já começou a elaborar um Portal da Transparência dinâmico, com fácil navegação e informações detalhadas sobre salários, receitas e despesas da Prefeitura.

Comentar
Compartilhe
Alerj apresenta balanço de 2012
27/12/2012 | 12h00

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) encerrou na última semana o ano legislativo de 2012. O relatório de atividades da Casa, que foi lido pelo primeiro secretário da Mesa Diretora, deputado Wagner Montes (PSD), apresentou os números de proposições aprovadas em plenário. O parlamentar revelou, ainda, que já há em caixa, no Fundo Especial da Alerj, cerca de R$ 100 milhões, que serão destinados à construção do novo prédio da Casa.

De acordo com o relatório, foram aprovadas 66 mensagens do Poder Executivo, que, somadas às iniciativas dos deputados, somaram 215 proposições aprovadas no ano. Para isso, foram realizadas 117 sessões ordinárias e 20 extraordinárias. Também foram lembrados números de produções de setores como a Subdiretoria de Comunicação Social, que veiculou 1.530 reportagens em jornais, sites e blogs; e a TV ALERJ, que realizou 1.529 produções, entre gravações e transmissões.

Procurando valorizar a arte fluminense, a Cultura, por sua vez, realizou três exposições e dois eventos musicais em 2012. Já a exposição permanente “Palácio Tiradentes: Lugar de Memória do Parlamento Brasileiro” recebeu um público de 41.168 pessoas. Presidente da Alerj, o deputado Paulo Melo (PMDB) agradeceu a todos os deputados e funcionários da Casa pelo bom andamento dos trabalhos em 2012. “Agradeço a todos os deputados, em particular os membros da Mesa Diretora, pela cooperação, parceria e paciência. Agradeço também a todos os funcionários, dos diretores aos funcionários da limpeza. Todos contribuíram para que o Legislativo fosse célere e eficiente”, afirmou.

Dentro do trabalho das Comissões Permanentes, foram realizadas 96 audiências públicas. A Casa instalou uma Comissão Parlamentar de Inquérito, seis Comissões de Representação e seis Comissões Especiais. Só a Comissão de Defesa do Consumidor realizou quase 25 mil atendimentos, dos quais 14 mil foram solucionados, ou seja, mais de 60% dos casos obtiveram sucesso. Outros disques da Casa receberam 12 mil ligações, das quais oito mil foram apenas para o Disque Idoso, seguido pelo Disque Direitos do Trabalho (1.501) e o Disque Direitos da Mulher (764). Também foram acionados o Disque Criança (511); o Disque Educação (387); o Disque Segurança Alimentar (268); e o Disque Direitos Humanos (241).

Fonte: Ascom/Alerj

Comentar
Compartilhe
SJB: Prefeito, vice, vereadores e suplentes diplomados
18/12/2012 | 07h03
[caption id="attachment_14084" align="aligncenter" width="470"] Foto/SJB Online[/caption]

As diplomações dos prefeitos eleitos na região seguem. Na tarde desta terça-feira (18) foi a vez do prefeito eleito de São João da Barra, Neco (PMDB), do vice-prefeito eleito, Alexandre Rosa (PMDB), e dos nove vereadores eleitos, com seus respectivos suplentes. A solenidade aconteceu no Salão do Júri do Fórum e foi presidida pela juíza Luciana Cesário de Mello Novaes. A prefeita Carla Machado (PMDB) e o vice Dodozinho (PMDB) participaram da solenidade.

Logo após ser diplomado, Neco, que recebeu 17.283 votos, agradeceu o apoio recebido durante a eleição, principalmente o da prefeita Carla Machado. Segundo Neco, é hora de deixar as diferenças políticas de lado e governar para todos. “Serei prefeito de todos os sanjoanenses”, afirmou.

Em seu perfil no Facebook, Neco comentou: "Apesar de todas as especulações da oposição, de todo o terrorismo, de toda covardia e maldade feitas contra o nosso grupo, a justiça foi feita. Foi conferido a mim o Diploma de Prefeito, ao Alexandre Rosa, o Diploma de Vice-Prefeito e aos amigos que estarão juntos nessa caminhada, Aluizio Siqueira Filho, Sonia Pereira, Ronaldo da Saude, Eziel Pedro, Jonas de Barcelos, Alex Firme  e Elisio Motos os Diplomas de Vereador, fazendo prevalecer de uma vez por todas a vontade do povo. Obrigado mais uma vez meus amigos. Quero reafirmar o meu comprometimento com vocês e tenho certeza que faremos desta gestão, a continuidade de um Governo que deu certo, o Governo em que nossa Professora, Carla Machado, esteve à frente, conduzindo com sabedoria e determinação. São João da Barra não vai parar, juntos somos mais!", frisou.

Ação — Mesmo após vencer nas urnas e ser diplomado, o prefeito eleito ainda vai ter que enfrentar mais algumas batalhas. O Ministério Público Eleitoral (MPE) propôs nova Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) contra o prefeito eleito de São João da Barra, José Amaro Martins de Souza (Neco), o vice Alexandre Rosa, a prefeita Carla Machado e  vereador eleito Elísio da Silva Rodrigues. A ação foi proposta por suposto abuso de poder econômico e político, além de captação ilícita de sufrágio. A Procuradoria pede aplicação de multa, concessão de liminar, cassação de diploma e declaração de inelegibilidade.  Neco, Alexandre e Carla já respondem a outras três Aijes, uma proposta pelo MPE e duas pela coligação que apoiava o ex-prefeito Betinho Dauaire (PR), que disputava a prefeitura.

Comentar
Compartilhe
Jorge Magal: "Essa lista não tem validade"
04/12/2012 | 03h46
[caption id="attachment_13872" align="aligncenter" width="396"] Foto/Uururau[/caption]

O vereador Jorge Magal (PR), líder do governo na Câmara, comentou hoje (04) sobre a lista de apoio ao vereador eleito Edson Batista (PTB). "Não fui chamado para essa reunião. Soube que estão fazendo uma lista. Porém, é bom deixar claro que essa lista não tem validade. O deputado Garotinho, líder do nosso grupo, já informou que a decisão só vai acontecer depois do dia 15. Por enquanto, é apenas especulação", disse Magal.

De acordo com Magal, existem muitos nomes qualificados para a presidência. "Nosso grupo conta com bons nomes. Agora é esperar e deixar para definir ao lado do nosso líder e da prefeita Rosinha", afirmou.

Comentar
Compartilhe
Diplomação em Quissamã e SJB
18/12/2012 | 12h42

O prefeito eleito de Quissamã, Octávio Carneiro (PP), o vice prefeito e os vereadores eleitos foram diplomado agora pouco no Fórum da Comarca Carapebus/Quissamã. A cerimônia foi presidida pela juíza Márcia Regina Sales Souza. Logo mais, às 15h, é a vez de São João da Barra. A solenidade em SJB, que vai diplomar o prefeito eleito Neco (PMDB), o vice Alexandre Rosa (PMDB), e os nove vereadores eleitos, ocorrerá no Salão do Júri, no Fórum Municipal, tendo como condutora da cerimônia a juíza Luciana Cesário.

Atualização às 15h — Logo após a diplomação o prefeito eleito comentou sobre sua principal meta. "Estamos devolvendo o município ao povo de Quissamã. Nossa meta é governar ao lado da população. Só assimvamos fazer Quissamã voltar ao caminho do desenvolvimento", disse Octávio.

Comentar
Compartilhe
Prefeitura atualiza Portal da Transparência
06/12/2012 | 12h33

Na terça-feira (04), aqui no blog, publiquei uma nota informando que a última atualizações com receitas e despesas da Prefeitura era referente ao mês de setembro. Agora, quando voltei ao Portal, já notei a inclusão dos números referentes ao mês de outubro.

Transparência de verdade — Por falar em Portal da Transparência, andei pesquisando sites de vários municípios brasileiros. Em Porto Alegre, por exemplo, o Portal da Transparência (aqui) é um dos melhores do país. Estão disponíveis para navegação, com atualizações diárias, em tempo real, as seções de receita, despesa, execução orçamentária e financeira, quadro funcional, folha de pagamento, diárias, passagens e contratações de pessoal. A proposta é manter um espaço de fácil acesso, ágil e de ampla compreensão, para possibilitar que o cidadão exerça o seu papel no acompanhamento da correta aplicação dos recursos públicos.

Será que é impossível fazer algo semelhante em Campos? 

Comentar
Compartilhe
Do Porto ao Pontal
05/12/2012 | 10h20

Com 35 anos de jornalismo, o jornalista Aloysio Balbi, que chamo carinhosamente de "meu guru", vai lançar no próximo sábado, em São João da Barra, o livro “Do Porto ao Pontal”. Com o selo Sete Capitães, publicação do Grupo MPE, o escritor vem exercitando a veia literária há muitos anos, tendo herdado do pai, o também jornalista, poeta e escritor Luiz de Gonzaga Balbi, a versatilidade na escrita que lhe é típica.

O livro retrata histórias e fatos passados em São João da Barra e tem pontuação bem humorada nos textos. Prefaciado  pelo jornalista George Vidor — um dos mais conceituados jornalistas do Brasil na área de Economia — o livro tem apresentação da também jornalista Angelina Nunes, que tem Prêmios Esso na prateleira de casa, e pelo fotógrafo Domingos Peixoto.

Balbi publicou o primeiro livro “São Fidélis — A história consagrada” e depois a obra “Quissamã — A raiz de uma história”. O último livro da série sobre sete municípios será sobre a história de Campos, que deverá ficar pronto em 2013.

Em um tempo em que São João da Barra é quase sinônimo de Porto do Açu, Eike Batista e embates políticos, Balbi joga passado e presente na rede e embala o leitor em uma nova perspectiva, na qual o chinês do Carnaval aprende a falar mandarim. Fale a pena conferir essa forma "balbiada" de se contar histórias.

* Com informações da Folha

Comentar
Compartilhe
IV Conferência Local de Controle Social
10/12/2012 | 09h47

O advogado José Paes Neto informa em seu blog (aqui) que acontece na próxima quarta-feira (12), às 18h, no auditório central da UFF, a IV Conferência Local de Controle Social, cujo objetivo é refletir sobre os resultados das eleições municipais, bem como debater o papel da cidadania na defesa do desenvolvimento sustentável da cidade.

IV Conferência Local de Controle Social:  Campos eleições 2012 – dilemas e perspectivas da cidadania

 1ª etapa: 12/12, quarta-feira (12), 18h, na UFF (auditório central)*

Objetivo: refletir sobre os resultados eleitorais e os desafios colocados para os mandatos democráticos e as forças sociais interessadas na defesa do desenvolvimento sustentável da cidade.

Promoção: OCSP, MFL, PRP.

Apoio: UENF e UFF. Coordenação: Hamilton Garcia (LESCE-CCH/UENF) e Marcelo Saldanha (OCSP).

 Mesa de abertura: Silvério Freitas (Reitor da UENF), Fabrício Lírio (Pres. do PRP), José Paes(OCSP).

Mesa de palestrantes:  Makhoul Moussalem (Médico), Erik Schunk (Médico), José Geraldo (Engenheiro), Marcão (vereador eleito/PT), Rafael Diniz (vereador eleito/PPS) e Hamilton Garcia (Cientista Político/UENF) Participação especial:  Odisséia Carvalho (vereadora/PT)

Debatedores: Gianino Sossai/UNIFLU, Paulo Caxinguelê (SINASEFE/IFF)  e Almy Carvalho (Presidente da Fenorte e Coordenador do Projeto Parque Tecnologico–NF)

*R. José do Patrocínio, 71, Centro, atrás do Hospital Dr. Beda.

Comentar
Compartilhe
Campos se despede de Sadi Bogado
14/12/2012 | 01h31
[caption id="attachment_14034" align="aligncenter" width="213"] Foto/Juarez Fernandes[/caption]

Oito dias após ter o seu mandato de deputado federal simbolicamente devolvido na Câmara Federal, morreu, aos 84 anos, o médico Sadi Coube Bogado, conforme informou o jornalista Antunis Clayton (aqui). Nascido em Nova Friburgo, em 15 de janeiro de 1928, Sadi veio para Campos logo após se formar em Medicina, casando-se com Selma Vital Brasil Bogado, com quem teve sete filhos. Em 1966 foi eleito deputado federal pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), tendo o mandato cassado após a edição do Ato Institucional nº 5, em 1968. Como depuatdo, Sadi apresentou a lei que regulamenta a profissão de Médico Veterinário.

No final da década de 90, participou do movimento dos humanistas e funda o Partido Humanista da Solidariedade (PHS).

Em agosto de 2004, nas comemorações do Mês do Veterinário, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio (CRMVRJ), em sessão solene, instituiu a Medalha Sadi Coube Bogado, que passou a ser entregue, sempre no mesmo período, ao profissional destaque do ano.

Sepultamento às 17h — O corpo do médico e ex-deputado está sendo velado no Campo da Paz onde deverá ser sepultado por volta das 17h.

Comentar
Compartilhe
Polícia Federal investiga suposta fraude nas eleições do Rio
18/12/2012 | 11h15

A Polícia Federal (PF) instaurou um inquérito para apurar as denúncias de um jovem de 19 anos que alegou ter conseguido burlar o resultado das urnas para favorecer políticos da Região dos Lagos nas eleições municipais de outubro. A informação foi confirmada nesta terça-feira ao "Portal SRZD", uma semana depois que o hacker delatou o esquema durante um seminário promovido no auditório da Sociedade de Engenheiros e Arquitetos do Rio de Janeiro (SEAERJ).

O rapaz, que se identificou apenas como Rangel para preservar sua segurança, afirmou no seminário "A urna eletrônica é confiável?" que conseguiu ter acesso à intranet do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) interceptando a rede da empresa de telecomunicações Oi, responsável pela transmissão dos dados das urnas eletrônicas para o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Segundo ele, a invasão ocorreu antes da totalização da contagem dos votos. Rangel revelou ainda que contou com a ajuda de um funcionário da Oi para conseguir obter a senha do sistema. "A gente entra na rede da Justiça Eleitoral quando os resultados estão sendo transmitidos para a totalização e, depois que 50% dos dados já foram transmitidos, atuamos. Modificamos resultados mesmo quando a totalização está prestes a ser fechada", explicou o hacker, segundo o portal do PDT, um dos partidos organizadores do evento. O delator está sob proteção da polícia e se comprometeu em ajudar no inquérito.

A Polícia Federal (PF) informou ao SRZD que instaurou um inquérito antes do segundo turno das eleições para investigar a possível fraude. A autoridade policial destacou que especialistas da área de informática acompanharam todos os procedimentos para violação informados no dia da votação, mas não alcançaram êxito. A PF ressaltou que não pode transmitir mais informações, porque as investigações correm em sigilo. "O equipamento foi apreendido para exames periciais complementares tendo sido colhidos depoimentos de pessoas que possam contribuir para esclarecimento dos fatos. Dada a natureza do inquérito policial, a Autoridade manterá dos dados em sigilo", acrescenta a nota encaminhada à reportagem.

Procurado pelo SRZD, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse que ainda não recebeu uma notificação oficial e avisou que só vai se pronunciar sobre o caso se isso ocorrer. A assessoria do órgão apenas frisou que "o sistema de apuração da urna eletrônica é seguro", como teria sido comprovado em testes realizados em outras ocasiões. A Oi afirmou, em nota, que "não tem contrato de serviço de internet para a Justiça Eleitoral e nenhum contrato de prestação de serviços de criptografia e segurança de informação para o Sistema Eleitoral".

Comentar
Compartilhe
Carla encerra governo com 88,5% de aprovação
29/12/2012 | 12h12
  [caption id="attachment_14177" align="aligncenter" width="390"] Foto de Mariana Ricci[/caption]

Ao contrário de muitos políticos que após oito anos deixam o poder desgastados, a prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PMDB), encerra o seu segundo mandato com aprovação de 88,5%. O Instituto IGUAPE entrevistou 602 pessoas nos dias 20 e 21 de dezembro em todos os distritos. Durante este ano, outras pesquisas realizadas pelos Institutos IBOPE e GPP, já mostravam um alto índice de aprovação da prefeita sanjoanense.

Segundo a prefeita Carla Machado, isso mostra "que o sanjoanense é a principal testemunha do trabalho sério e dedicado desta gestão e mesmo com todas as mentiras e ataques feitos pela oposição tentando confundir e enganar o povo não tiveram efeitos. O crescimento e desenvolvimento por qual a cidade vem passando nos últimos 8 anos é nitidamente percebido também pelos turistas. Quem vive hoje em São João da Barra confirma nas pesquisas esta satisfação".

Entre as diversas citações que a população destacou as seguintes ações: calçamento/asfaltamento, creche, educação, saúde pública e cartão social. Foram citados no total 43 pontos de grandes realizações.

Além disso, 92,2% dos entrevistados acreditam que o governo Neco (PMDB) vai continuar no mesmo caminho da atual administração ou melhorar. Para Neco, "a popularidade da prefeita Carla Machado vem do trabalho sério, honesto e dedicado feito por ela".  Segundo o prefeito eleito, que será empossado na próxima terça-feira, "Carla é uma guerreira é do povo e está sempre lutando pelo crescimento de São João da Barra".

Fonte: Ascom

Comentar
Compartilhe
Contas de Rosinha desaprovadas
17/12/2012 | 03h09

Conforme o repórter da Folha, Gustavo Matheus, informou em seu blog (aqui), repercutido pela jornalista Suzy Monteiro (aqui), as contas da prefeita Rosinha Garotinho (PR) e do vice-prefeito, Chicão Oliveira (PP), foram desaprovadas pelo juiz da 99ª Zona Eleitoral de Campos, Felipe Pinelli Pedalino Costa. Em sua decisão, ele explica que serviços de telemarketing teriam sido utilizados pela candidata durante a campanha. Porém, na prestação de contas, os gastos não foram informados. Confira um trecho da decisão:

[caption id="attachment_14062" align="aligncenter" width="526"] Trecho da decisão publicada no Diário Oficial[/caption]   Mauro Silva — O vereador eleito Mauro Silva (PT do B), também teve suas contas desaprovadas pelo juiz da 99ª Zona Eleitoral.
Comentar
Compartilhe
Edson Batista já conta com o apoio de 12 vereadores eleitos
03/12/2012 | 11h51
[caption id="attachment_13860" align="aligncenter" width="372"] Foto: Oguianne Sardinha/Blog do Avelino[/caption]

Conforme o blog informou (aqui) na tarde de hoje (04), o fiel escudeiro do casal Garotinho, Edson Batista (PTB), que se elegeu com 2.421 votos, está bem próximo da presidência da Câmara de Campos. Até o vereador eleito Mauro Silva (PT do B), que aparecia como o principal nome para a presidência, já está ao lado de Edson. Em seu blog "Painel", o jornalista Saulo Pessanha informou (aqui) que Mauro não quer saber de enfrentar o colega. “Eu faço política em grupo”, disse Mauro Silva, ressaltando que "Edson é uma pessoa preparada e tem uma relação de amizade e lealdade com o casal Garotinho".

Clube dos 13 — Além de Mauro Silva, o vereador eleito Edson Batista já estaria contando com o apoio de nomes como Dona Penha (DEM), Ozéias (PTC), Fábio Ribeiro (PR), Genásio (PSC), Miguelito (PP), Neném (PTB), Albertinho (PP), Thiago Virgílio (PTC), Auxiliadora Freitas (PHS), Cecília Ribeiro Gomes (PT do B) e Jorge Rangel (PSB).

G-8 que ainda não assinou — Nomes como Jorge Magal (PR), Paulo Hirano (PR), Gil Vianna (PR), Abdu Neme (PR), Dayvison Miranda (PRB), Alexandre Tadeu (PRB), José Carlos (PSDC)e Álvaro César (PMN), não teriam, pelo menos por enquanto, assinado a lista de apoio a Edson Batista.

Possibilidades — Como informei na nota anterior (aqui), o único risco para os governistas é um duelo com os próprios governistas. Para isso, o G-8 precisaria lançar um candidato à presidência da Câmara e buscar o apoio dos quatro da oposição. Se isso acontecer, a conta fica 13x12. Aí, na última hora, quem acompanha eleições da Mesa Diretora sabe que situações surreais acontecem. Quem não se lembra da galinha do Papinha, que impediu Vieira Reis (PRB) de participar da última eleição da Mesa?

Acompanhando de perto — Quem conhece o estilo do deputado federal Anthony Garotinho (PR) sabe que ele jamais deixaria de acompanhar de perto a eleição da Mesa. Nessa hor ele aproveita para testar a vaidade de cada um e faz questão de mostrar quem realmente dá as cartas. Como o seu grupo é bem maior do que a oposição, quem fizer birra vai acabar ficando na geladeira.

Coisas da política — O vereador eleito Edson Batista (PTB), que deverá assumir a presidência da Câmara em 2013, quase não foi candidato. O seu partido (PTB) flertou com a oposição e quase ficou nas mãos do presidente da Câmara de Campos, Nelson Nahim (PPL). Depois, Edson se elegeu com 2.421 votos, chegando atrás de 21 vereadores eleitos e de seis candidatos que não se elegeram (Altamir, Kellinho, Nahim, Papinha, Dante e Diego Dias). Porém, nas voltas que a política dá, Edson Batista é hoje uma das principais peças de Garotinho em Campos.

Comentar
Compartilhe
Caso Rosemary: policial federal contou segredos a Garotinho
03/12/2012 | 08h40

Do site Brasil 247:

O rumor de que a ex-chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo Rosemary Noronha entrou com 25 milhões de euros em Portugal já vinha circulado pela internet há alguns dias. Mas o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ) foi o primeiro a publicar a informação em seu blog. (Entenda o caso).

Segundo Garotinho, uma fonte pessoal lhe contou toda a história. Sem citar nomes, o parlamentar relatou ao site "Brasil 247" que foi um policial federal que detalhou o episódio a ele, e que outros agentes da PF escreveram o e-mail que vinha circulando. O deputado diz ainda que existe sim quebra de sigilo telefônico envolvendo os investigados da Operação Porto Seguro da Polícia Federal.

De acordo com Garotinho, "existem muitos detalhes para a história não ser verdadeira" e é "pouco provável" que o episódio não tenha ocorrido, já que em nenhuma investigação da Polícia Federal existe quebra de sigilo em e-mails sem interceptação das ligações telefônicas. "Divulguei os fatos porque a fonte é boa. No início desconfiei, sabe como são as notícias de internet. Mas se tem pessoas da comunidade policial dizendo, aí a informação passa a ter sentido, credibilidade" disse o parlamentar à reportagem.

Comentar
Compartilhe
Rafael Diniz: "Oposição precisa ir além do debate jurídico"
13/12/2012 | 01h33

Precisamos parar de esperar por reviravoltas jurídicas, deixar a vaidade de lado e fazer política com inteligência”, desabafou o vereador eleito Rafael Diniz (PPS) durante a IV Conferência Local de Controle Social, que aconteceu ontem (12) no auditório central da UFF, em Campos. Além de Diniz, outros nomes da política e do setor acadêmico participaram  de um amplo debate sobre o resultado da última eleição.

Ao lado da vereadora Odisséia Carvalho (PT), do vereador eleito Marcão (PT), José Geraldo (PRP), Makhoul Moussallem (PT) e do cientista político Hamilton Garcia, Rafael Diniz opinou sobre o processo eleitoral. “Vi na eleição deste ano uma descrença em relação aos políticos. Algo que sempre existiu, mas que dessa vez me pareceu bem maior. Para mudar isso precisamos mostrar que o político deve ser um instrumento para transformar os anseios das pessoas em ações. Chega de esperar por decisões judiciais. Focar nossas discussões nessas questões jurídicas acaba limitando o nosso papel. Mesmo dialogando com forças que pensam de forma diferente, precisamos entender que é preciso buscar uma estratégica única e trabalhar não só na época da eleição. O trabalho político começa um dia após o pleito e segue até o outro”, disse Diniz.

Makhoul fala em repensar atitudes — Para Makhoul, que disputou a Prefeitura de Campos e recebeu cerca de 60 mil votos, a oposição precisa de mais embasamento. “Não podemos criticar por criticar. Precisamos entender os motivos que fizeram o eleitor escolher a atual prefeita. É hora de repensar tudo o que foi feito nesta campanha”, disse Makhoul, deixando claro que pretende continuar militando. “Entrei na política para ficar”, frisou.

José Geraldo e Marcão querem fiscalização — Durante a sua explanação, José Geraldo, que disputou a sua primeira eleição este ano, foi bastante direto: “Precisamos de mecanismos de controle social. Se quem deve fiscalizar não fiscaliza, temos que assumir este papel”, opinou. No mesmo embalo, o vereador eleito Marcão prometeu ficar de olho. “Quem recebe o apoio de poderosos acaba ficando refém. Vamos ver como esses amigos do poder vão receber benefícios”, disse, afirmando que sua missão na Câmara será árdua. "Sempre digo ao Rafael que teremos muita dificuldade. Mas estamos dispostos a atuar com determinação e buscar o apoio de quem deseja mudança em áreas importantes como Educação e qualificação profissional", completou. "É hora de elevar o nível do debate" — O presidente da Fenorte, professor Almy Junior, um dos debatedores, também opinou sobre a eleição. "Chegou o momento de elevar o nível do debate no ambiente político de Campos. Para isso, precisamos urgentemente mobilizar a classe média e a academia. Essa história de colocar a culpa nas camadas mais humildes não tem o mínimo sentido. As mudanças só vão ocorrer quando o setor acadêmico e os principais formadores de opiniões estiverem unidos", disse Almy
Comentar
Compartilhe
Após Sarney, Michel Temer assume presidência
15/12/2012 | 03h37

A Presidência da República será assumida, na tarde deste sábado, pelo vice-presidente Michel Temer. Ele retorna de uma viagem que fez para Portugal, onde foi comemorado o ano do Brasil no país, e receberá o cargo do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Sarney ocupou o cargo de Dilma Rousseff na última quinta-feira porque a presidente viajou para a Rússia. Ele, que estava afastado do posto há 22 anos, elogiou Dilma e declarou que foi uma "surpresa" retornar ao cargo depois de todo esse tempo. "Na minha vida, o destino tem me preparado muitas surpresas. Uma delas foi esta, de assumir a Presidência da República depois de 22 anos, substituindo a presidente Dilma Rousseff, esta mulher extraordinária que hoje merece o respeito nacional pelas suas qualidades e pelo governo que está fazendo", disse o peemedebista.

Dilma retornará ao Brasil na madrugada de domingo. Ela vai desembarcar direto em Fortaleza para participar da inauguração do estádio do Castelão, que será utilizado na Copa do Mundo.

Comentar
Compartilhe
Câmara: despedida com desabafo e agradecimento
12/12/2012 | 04h33

A Câmara de Campos contou hoje (12) com a última sessão da atual legislatura. Na próxima, em 2013, já estarão em ação os 25 vereadores eleitos este ano. Em clima de despedida, os parlamentares fizeram um balanço sobre a atual legislatura e deixaram as diferenças políticas de lado. Até os vereadores governistas Jorge Magal (PR) e Albertinho (PP) trocaram gentilezas com a oposicionista Odisséia Carvalho (PT). Já o presidente da Câmara, Nelson Nahim (PPL), fez um balanço da atual legislatura e deixou claro que não quer saber de parceria política com o seu irmão. “Enquanto eu respirar sobre a terra, vossas excelências não verão Nelson Nahim e Anthony Garotinho fazerem política juntos (...) Ele (Garotinho) não tem caráter, não tem palavra, não tem compromisso”, disse Nahim.

Nahim volta a falar sobre o irmão — Em seu blog (aqui), o jornalista Ricardo André publicou nota sobre as palavras de Nahim no final da sessão. “Nahim relatou que disse ao irmão e a mãe de ambos que, o ‘dia em que Garotinho estiver sozinho, sem os bajuladores de plantão, uma pessoa vai lhe dar a mão, eu, que sou o seu irmão mais velho’”.

"Sensação de dever cumprido" — Para Nahim, não há motivo para lamentações. "Apesar de tudo, ainda tive mais de três mil votos. Fiquei na frente de muitos vereadores que venceram. Mas a regra é essa e temos que respeitar. Agora é seguir com a sensação de ter feito a minha parte. Reformamos a Câmara, vamos devolver mais de um milhão ao governo, reajustamentos salários e realizamos o Concurso", disse.

Despedida — Os vereadores Dante (PSC), Papinha (PP), Kellinho (PR) e Altamir Bárbara (PSB) não esconderam a emoção no momento da despedida. Porém, em todos os discursos, a afirmação de que “o dever foi cumprido”. Dante, por exemplo, emocionou os colegas ao  lembrar que, nos últimos anos, venceu batalhas bem mais árduas do que uma eleição. “Venci um aneurisma e, depois, ajudei a minha esposa a lutar contra o câncer. Sei que tudo tem a sua hora e vou continuar enfrentando novos desafios fora desta Casa”, disse Dante, após 12 anos na Câmara.

Até logo? — Altamir se despediu deixando no ar a possibilidade de ficar. “Apesar daquela traição do Mocaiber, o caso ainda vai ser julgado pelo TSE. Se  os votos dele forem validados, eu serei vereador mais uma vez”, disse Altamir.

Reeleitos agradecem — Os vereadores reeleitos aproveitaram a sessão para lamentar a derrota dos colegas e agradecer pelos votos recebidos. “Infelizmente alguns colegas não estarão ao nosso lado na próxima legislatura. Porém, todo político já passou por derrotas. Eu, por exemplo, perdi duas eleições antes de ganhar a primeira, em 2008. Faz parte do aprendizado”, disse o vereador Albertinho (PP), que comentou sobre a evolução da sua votação. “Em 2000 fiz 1.083 votos e fui o quarto mais votado do partido. Na eleição de 2004 tive 1.799 votos e fui o terceiro mais votado do partido. Em 2008 consegui me eleger sendo o segundo mais votado do PP, com 2.580. E, este ano, fui o mais votado do meu partido, com 4.128 votos. Inclusive, este ano, fui o mais votado em Guarus e recebi votos em todas as partes da cidade. Em cada eleição aprendi e continuo aprendendo”, disse Albertinho.

Ausências — Os vereadores Marcos Bacellar (PDT), Rogério Matoso (PPS), Vieira Reis (PRB), Ilsan Viana (PDT) e Jorginho Pé no Chão (PT do B), que não disputaram a reeleição, não compareceram a sessão de hoje.

O vereador Abdu Neme (PR), que se reelegeu, não estava presente por motivo de saúde.

Comentar
Compartilhe
Em busca do milésimo gol, Túlio Maravilha vai jogar em Campos
23/12/2012 | 06h23
[caption id="attachment_14143" align="aligncenter" width="300"] Foto: Marcelo Santos / Agif[/caption]

Do Globoesporte.com:

O Botafogo conseguiu marcar mais um jogo do projeto dos mil gols de Túlio Maravilha. Na próxima quinta-feira, às 18h (de Brasília), no estádio Godofredo Cruz, em Campos (RJ), ele entrará em ação na busca pelo seu milésimo gol, pelas suas contas, contra o Rio Branco. Mais uma vez, terá a companhia do time sub-23 do clube. A venda de ingressos começa nesta segunda-feira, na cidade do Norte Fluminense.

Este será o terceiro jogo do projeto. Nos dois primeiros, Túlio não conseguiu marcar. No primeiro, o Botafogo perdeu para o Boavista por 1 a 0, no Engenhão. No segundo, venceu por 1 a 0 o Cachoeiro-ES, em Cachoeiro do Itapemirim. Antes destes dois jogos, o Botafogo precisou cancelar um confronto com o Tupi-MG na véspera, alegando que os organizadores do evento não haviam cumprido as exigências do clube para o projeto. Segundo contas do próprio atacante, Túlio tem 993 gols. O jogador estava em Goiânia à espera do contato do clube para novos jogos.

Pontos de venda: Sede do Rio Branco FC, Boulevard Shopping e Banca Coliseu

Comentar
Compartilhe
Espaço Aberto
27/12/2012 | 11h44
O leitor Ericsson enviou o seguinte desabafo ao blog:

"Prezado Alexandre, admiro o seu blog e peço licença para efetuar a seguinte denuncia: Taxistas estão envergonhando nossa cidade cobrando altos valores as pessoas que chegam de fora da cidade com destino ao Aeroporto da cidade, com destino as plataformas. Não ligam os taxímetros e cobram corrida cheia de R30,00 a R50,00, do Centro ao Aeroporto, num percurso que não passa de R20,00. A Emut tem que tomar providência, fiscalizando e informando ao Sindicato da categoria, que estas ações devem ser proibidas. Passei por isto no Rio de Janeiro e abri uma denuncia no Ministério Publico. Estou orientando aos amigos que lá embarcam para anotar a placa e direcionar uma reclamação a secretaria de transporte, seria esta uma boa providência? Não podemos permitir que essas pessoas tomem conta do transporte de nossa cidade. A prefeitura tem que tomar uma providência para este fato - Ericsson"

O espaço também está aberto para todas as partes citadas pelo leitor.

Atualização às 15h58 — Diretoria da EMUT envia resposta:

"Boa tarde, Senhores leitores A EMUT vem informar que esta lamentável prática por parte de alguns taxistas sempre foi combatida com veemência pela fiscalização. Infelizmente alguns maus profissionais insistem em laborar às margens da lei. É obrigatório o uso do aparelho taxímetro, sempre. Assim, solicitamos a toda a população usuária dos serviços de táxi no Município para que exija que o condutor ligue o taxímetro assim que iniciar a corrida. Caso ele se abstenha, anote imediatamente a placa do veículo, horário e a data do ocorrido e leve tal fato ao conhecimento da EMUT, utilizando um dos seguintes números de telefone: 0800.282.2334; (22) 27243700; (22) 27243700, ou, caso queira, pessoalmente, na Rua Barão da Lagoa Dourada, 197, Centro, em frente ao Jardim do Liceu. Por determinação do Presidente da EMUT, Sr. Álvaro Henrique, estaremos, já na próxima semana, deslocando um efetivo da fiscalização até o Aeroporto Bartolomeu Lizandro, nos horários de pouso e decolagem, para acompanhar de perto os serviços que vêm sendo prestados pelos taxistas, fiscalizando e combatendo quaisquer práticas lesivas aos passageiros. Por fim, sem prejuízo às nossas medidas legais cabíveis, não hesitaremos em encaminhar às autoridades competentes, na esfera criminal, eventuais infratores flagrados nesta prática ruinosa e desleal." Atenciosamente, Alexandre Santos / Diretoria – EMUT

 
Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Lindbergh perde o sono por causa da Rosinha"
05/12/2012 | 04h13
[caption id="attachment_13895" align="aligncenter" width="491"] Lindbergh e Rosinha na Feijoada da Folha, em 2010/ Foto de Silésio Correa[/caption]

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) comentou hoje (05) em seu blog sobre o senador Lindbergh Farias (PT) que, de acordo com a coluna Radar Online, estaria trabalhando com a possibilidade de enfrentar aprefeita Rosinha Garotinho (PR) na disputa pelo governo do Estado. "Só posso concluir que o senador Lindberg Farias (PT - RJ) está sofrendo de uma obsessão com o nome Garotinho. Agora além de se preocupar comigo, perde o sono também por causa da Rosinha, o que diga-se de passagem só pode ter tirado isso da sua cabeça. Desse jeito não vai demorar para começar a sofrer de delírios e imaginar que terá que enfrentar minha filha, a deputada estadual Clarissa Garotinho. Seria bom ele tomar um calmante senão até 2014 vai surtar", disse Garotinho.

Comentar
Compartilhe
Reda: Após decisão do STF, advogado deixa pergunta no ar
19/12/2012 | 05h26

Conforme a jornalista Suzy Monteiro divulgou em seu blog (aqui), o Supremo Tribunal Federal (STF), através do seu presidente, ministro Joaquim Barbosa, negou seguimento ao pedido apresentado pelo Município de Campos, mantendo os efeitos da decisão que suspendeu os contratos firmados através do Reda.

Em seu blog (aqui), o advogado José Paes Neto, autor da ação popular que derrubou o Reda, comentou sobre a decisão do ministro Joaquim Barbosa e deixou uma pergunta no ar: "O que será que os que insistem em politizar uma questão estritamente técnica e jurídica falarão agora?".

Comentar
Compartilhe
Reda: Advogado rebate nota da Prefeitura
02/12/2012 | 11h06
[caption id="attachment_13831" align="aligncenter" width="514"] Reprodução/ Blog do José Paes[/caption]

Após mais uma manifestação dos terceirizados do Reda, a Prefeitura de Campos, através de Nota, informou que “toda a questão teve início com uma Ação Popular ajuizada por um advogado filiado ao PPS, com clara e evidente motivação política. A decisão foi proferida pelo Excelentíssimo Juiz de Direito Wladimir Hungria, titular da 4ª Vara Cível da Comarca de Campos dos Goytacazes e baseia-se em premissas falsas apresentadas pelo Autor”, diz a Prefeitura.

Hoje (02), em seu blog, o advogado José Paes Neto, rebateu a nota da Prefeitura e os ataques do deputado federal Anthony Garotinho (PR), que fez insinuações no rádio. “O governo municipal, através de nota oficial e de manifestações individuais de seus membros – inclusive do seu principal líder, proferiu uma série de ataques a minha pessoa, na tentativa de denegrir a minha imagem, minha honra, atribuindo a mim a responsabilidade pela falta de pagamento dos salários dos contratados temporários. É de se lamentar essas irresponsáveis e inconsequentes declarações, que apenas inflamam os sentimentos de pessoas já atordoadas pela falta de informação e combalidas pela ausência de esclarecimentos sobre sua real situação, mas que em nada soluciona o problema por elas vivido”, disse José Paes.

Para José Paes, “um governo sério, ético e transparente, deveria assumir a responsabilidade pelas decisões por ele tomadas, ao invés de incentivar o ódio, a revolta, colocando a integridade física e moral de terceiros em risco, manipulando situações, fatos e sentimentos”.

Sobre sua relação com o vereador Rogério Matoso (PPS), levantada pelo grupo de Garotinho, o advogado esclareceu: “Não possuo qualquer relação, pessoal ou profissional, com o vereador Rogério Matoso, a quem conheço apenas superficialmente. Da mesma forma, esclareço que o Partido Popular Socialista – PPS, ao qual sou filiado, não tem qualquer relação com o ajuizamento da ação popular que questiona as contratações do REDA, que é fruto apenas e tão somente do meu inconformismo como cidadão. Por fim, lamentando sinceramente a situação por eles vivida, e diante da evidente tentativa de manipulação dos fatos, me coloco à disposição dos contratados para os esclarecimentos que se fizerem necessários”, finalizou.

Para conferir a postagem no blog do José Paes, clique aqui

Comentar
Compartilhe
Oposição de Campos dividida entre Pezão e Lindbergh
27/12/2012 | 11h57

Após a vitória da prefeita Rosinha Garotinho (PR) no 1º turno, com o grupo governistas elegendo 21 dos 25 vereadores, a oposição, que já não estava muito forte, ficou mais fraca em Campos. Para completar, tudo indica que os principais nomes do grupo oposicionista estarão divididos em 2014. O médico Makhoul Moussallem (PT), segundo colocado na disputa pela Prefeitura, deve ser candidato a deputado federal e vai apoiar a candidatura do senador Lindbergh Farias (PT), que é pré-candidato ao governo do Estado. Outro petista, o vereador Marcão, também estará com Lindbergh, assim como a vereadores Odisséia Carvalho (PT).

Já o vereador mais votado na eleição deste ano, Nildo Cardoso (PMDB), faz parte do grupo que estará ao lado do governador Sérgio Cabral (PMDB), que aposta na candidatura de Luiz Fernando Pezão (PMDB) ao governo estadual. Os deputados estaduais Roberto Henriques (PSD) e João Peixoto (PSDC) também devem apoiar Pezão, assim como o vereador eleito Fred Machado (PSD). A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PMDB), que foi convidada para trabalhar ao lado de Cabral e Pezão, também faz parte deste grupo. Outro nome que deve caminhar com Pezão é Nelson Nahim (PPL), que pensa em ser candidato a deputado em 2014.

O vereador eleito Rafael Diniz (PPS) ainda não sinalizou como será o seu posicionamento em relação ao governo estadual.

O ex-prefeito Arnaldo Vianna, que é presidente do PDT em Campos e viu o governador Sérgio Cabral apoiar Makhoul, também deve optar entre Pezão e Lindbergh.

Comentar
Compartilhe
MPE propõe nova AIJE em face de Rosinha, Chicão, Garotinho e Mauro
11/12/2012 | 03h00
O blog "Campos em Debate", do advogado Cléber Tinoco, informa:
O Ministério Público Eleitoral (MPE), em petição assinada pelos promotores Êvanes Amaro, José Luiz Pimentel Batista e Alessandra Honorato, propôs Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder político e econômico, bem como por uso indevido de veículos e meios de comunicação social, em face da prefeita Rosinha Garotinho (PR), o vice Dr. Chicão Oliveira (PP), o deputado federal Anthony Garotinho (PR) e o vereador eleito Mauro Silva (PT do B).
De acordo com petição, "os representados, em comunhão de desígios (sic) e ações, praticaram abuso de poder político e econômico e usaram indevidamente veículos e meios de comunicação social para fins de promoção pessoal, especialmente através de matérias tendenciosas repetidamente publicadas em diversos jornais de grande circulação (p. ex.: O Diário, O Dia, Mania de Saúde), bem como no sítio mantido na internet pela Prefeitura de Campos."

"Em concerto de ações, os representados praticaram tais condutas com o objetivo espúrio de alcançarem o máximo de proveito eleitoreiro em favor da candidatura dos dois primeiros à reeleição, no pleito majoritário local, realizado em 2012."

Alguns dos fatos que ensejaram a demanda do MPE foram abordados no blog Campos em Debate aqui, onde foi chamada a atenção em relação ao desvirtuamento da propaganda institucional para promoção pessoal.

Na ação, o MPE pede:
"a) Cassação do registro de candidatura dos dois primeiros representados, caso a presente demanda seja julgada antes da diplomação dos eleitos, na forma do inciso XIV do artigo 22 da LC 64/90;"

"b) Cassação do diploma dos dois primeiros representados, caso a presente demanda seja julgada após a diplomação dos eleitos, na forma do inciso XIV do artigo 22 da LC 64/90;"

 "c) Declaração de inelegibilidade dos representados para a eleição de 2012 e para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes ao pleito de 2012,"
 
"d) Condenação dos representados nos ônus da sucumbência, com verba honorária a ser revertida ao Fundo Especial do Ministério Público, criado pela Lei Estadual nº 2.819, de 07.11.97, e regulamentado pela Resolução GPGJ nº 801, de 19.03.98."
Comentar
Compartilhe
Pedrinho Cherene diplomado em São Francisco
19/12/2012 | 01h03
O prefeito eleito Pedrinho Cherene (PSC) foi diplomado em São Francisco de Itabapoana. O blog do Noel Junior (aqui) publicou um vídeo com o momento da diplomação. Confira: http://youtu.be/ZcPRJeK23k0  

O vice-prefeito eleito, Amaro Barros e os treze vereadores eleitos também foram diplomados hoje no Salão do Juri do Fórum de SFI. A solenidade foi presidida pelo juiz Leonardo Cajueiro.

[caption id="attachment_14107" align="aligncenter" width="428"] Foto/Facebook de Eliana Pereira[/caption]
Comentar
Compartilhe
Quem vai ser o presidente da Câmara de Quissamã?
06/12/2012 | 05h46

As articulações políticas estão acontecendo com intensidade no município de Quissamã. Por lá, o grupo do prefeito eleito Octávio Carneiro (PP) está movimentando o tabuleiro político para eleger o presidente. do Legislativo. Por enquanto, tudo indica que a  presidência da Câmara deve ficar com Marcelo Costa (PV), aliado de Octávio. Já a vice-presidência pode ficar com Ronaldo Costa, do PSC, partido que atualmente está no governo.

 
Comentar
Compartilhe
A prefeita é ela, o diploma é dele
18/12/2012 | 01h07
[caption id="attachment_14069" align="aligncenter" width="390"] Foto/Blog Sob Licença Poética[/caption]

Ao todo, somando a prefeita Rosinha Garotinho (PR), o vice Chicão Oliveira (PP), vereadores e suplentes, 76 diplomas foram entregues pelo juiz Felipe Pinelli Pedalino durante a cerimônia de diplomação no Teatro Municipal Trianon. Dos 76 agraciados na noite de ontem (17), pelo menos 65, antes de subir ao palco, passaram pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR), deram um abraço apertado e agradeceram pelo apoio. A prefeita, assim como já havia feito na diplomação de 2008, entregou o diploma ao marido.

Até nomes que caminharam em partidos da oposição, como Toninho Viana (PPL) e Jorginho Virgílio (PSD), não perderam a oportunidade de dar um abraço apertado no Garotinho.

Coisas da política — Quem olha esse domínio garotista até se esquece há pouco tempo, cerca de seis anos, o mesmo Teatro Municipal Trianon estava lotado para a posse de Alexandre Mocaiber (PSB), eleito prefeito no pleito suplementar realizado em março de 2006. Naquela ocasião, muitas figuras que hoje aplaudem e chegam a chorar com o discurso de Rosinha, se emocionavam com as palavras de Mocaiber. Assim é a política. Enquanto Mocaiber, em seis anos, deixou de ser prefeito e se transformou em um candidato a vereador derrotado (539 votos), Garotinho voltou a dar as cartas em sua cidade natal. O interessante dessa história é que Garotinho sabe exatamente quem são as peças descartáveis e quem os verdadeiros aliados. Em 2006, logo após a a posse de Mocaiber, fui fazer uma matéria na sede do PMDB. Naquele dia, Garotinho disse: “Vejam a quantidade de cadeiras vazias. Um dia, quando voltar ao poder, essas cadeiras vão estar lotadas”. Dito e feito.

Comentar
Compartilhe
UENF se destaca no ranking do MEC
06/12/2012 | 09h02

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, comemorou hoje (06) a evolução na qualidade da educação superior brasileira nos últimos anos. A afirmação foi com base nos indicadores de qualidade da educação superior 2011. A Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) aparece na 11ª colocação entre 226 universidades. Se levarmos em conta apenas a graduação, a UENF aparece na 6ª colocação no geral. No Rio de Janeiro, a UENF ficou com a 1ª colocação.

Atualização às 13h25 — Conforme antecipei nesta nota, a UENF é a melhor universidade pública do Estado do Rio de Janeiro e a 11ª no país. Hoje (07), o portal da UENF publicou nota informando sobre a excelente colocação da universidade. A UENF manteve o IGC 4, com um total de 3,92 pontos. É a melhor posição da UENF desde que o IGC foi criado.

A UENF também é a melhor universidade fluminense pelo resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que avalia os cursos de graduação. No ranking do Enade, a UENF ocupa a 6ª colocação entre todas as Universidades do país. Dois cursos da UENF obtiveram a nota máxima no Enade (5,0): Engenharia de Exploração e Produção de Petróleo e Ciências Sociais. "Atribuo o sucesso da UENF ao modelo de Universidade implantado por Darcy Ribeiro, no qual todos os professores são doutores e atuam com dedicação exclusiva. Nosso quadro de servidores é formado por profissionais muito comprometidos com o trabalho. Além disso, nossos estudantes de graduação atuam desde muito cedo na pesquisa, extensão e inovação", disse o reitor da UENF, Silvério de Paiva Freitas.

Comentar
Compartilhe
Cabral vai vetar a taxa do petróleo?
28/12/2012 | 04h07

O jornalista Fernando Molica, em sua coluna “Informe do Dia”, do jornal “O Dia”, informa hoje (28) que o governador Sérgio Cabral (PMDB) vai vetar o projeto de lei, aprovado pela Assembleia Legislativa (Alerj), que cria uma taxa de fiscalização sobre atividades ligadas à produção de petróleo.

Apresentada pelo deputado André Ceciliano (PT), a proposta era uma forma de compensar os prejuízos com eventuais mudanças na distribuição dos royalties. Além disso, após emenda da deputada Clarissa Garotinho (PR), assinada também por Luiz Paulo Correa e André Ceciliano, os municípios também seriam beneficiados. No caso de Campos, seria um aumento de R$ 400 milhões por ano.

Porém, no entendimento de Cabral, como os direitos do estado continuam preservados, o projeto irá para a gaveta. De acordo com a coluna, Cabral considerou o projeto como “um gesto precipitado”.

Clarissa: "Cabral não quer desagradar as petroleiras" — No Facebook, a deputada Clarissa Garotinho comentou sobre a possibilidade do veto. "Soube agora que O governador Sérgio Cabral pretende vetar a Taxa de Fiscalização do Petróleo e Gás. Não quer desagradar as petroleiras. Espero que o governador não cometa essa insanidade. A TFPG vai aumentar em quase 7 Bilhões/ano a arrecadação do Estado e beneficiar os municípios", disse Clarissa.

Comentar
Compartilhe
Odisséia: oposição até o último instante
12/12/2012 | 01h14

A vereadora Odisséia Carvalho (PT), que não conseguiu se eleger, participou hoje (12) da última sessão da atual legislatura. Como não poderia ser diferente, ela encerrou os trabalhos no estilo Odisséia de ser. “Não posso deixar de me posicionar sobre a decisão de ontem do TSE. É fato que a prefeita obteve um resultado favorável. Assim como é fato que o Ministério Público Eleitoral (MPE) propôs Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder político e econômico, bem como por uso indevido de veículos e meios de comunicação social, em face da prefeita Rosinha Garotinho, o vice Dr. Chicão Oliveira, o deputado federal Anthony Garotinho e o vereador eleito Mauro Silva. Após uma ampla investigação, os promotores do MPE detectaram que ouve abuso de poder durante esta eleição. Por isso, não podemos ficar calados. Do jeito que eles fazem política, a instabilidade sempre estará presente em nossa cidade. Com certeza teremos outros julgamentos e indefinições”, disse Odisséia, que é a primeira suplente da coligação PT, PV e PSL. “Não me abalo com derrotas. Voltarei a dar aulas e militar ao lado dos meus companheiros do partido”, frisou.

Elogiada pelos colegas — Odisséia, que durante a atual legislatura travou embates com os vereadores Jorge Magal (PR), Albertinho (PP), Papinha (PP), Gil Vianna (PR) e Altamir Bárbara (PSB), foi elogiada pelos membros da bancada governista. “Sempre digo que a vereadora Odisséia vai fazer falta. Ela cumpre o seu papel de oposição. Porém, sabemos separar as coisas”, disse Magal.

Comentar
Compartilhe
Mesa Diretora com Edson, Magal, Auxiliadora, Gil e Thiago Virgílio
27/12/2012 | 02h25

Em seu blog "Sob Licença Poética" (aqui), o repórter da Folha, Gustavo Matheus, adiantou a composição da Mesa Diretora da Câmara de Campos. Porém, como se trata do grupo liderado pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR), as coisas podem mudar sem muita explicação. Por enquanto, após as últimas reuniões, a composição é a seguinte:

Presidente: Edson Batista (PTB) Primeiro vice: Jorge Magal (PR) Segundo vice: Prof. Auxiliadora (PHS) Primeiro secretário: Gil Vianna (PR) Segundo secretário: Thiago Virgílio (PTC)

O líder do governo será o vereador eleito Paulo Hirano (PR)

Comentar
Compartilhe
AIC faz campanha de doação de livros para Casa do Pequeno Jornaleiro
15/12/2012 | 10h34
Da assessoria:

A Associação de Imprensa Campista (AIC) continua arrecadando livros para os adolescentes atendidos pela Casa do Pequeno Jornaleiro, em Campos. A proposta da campanha é formar um acervo para a organização de uma biblioteca na instituição, que mantém 11 internos na Casa Lar e acompanha 80 jovens infratores em liberdade condicional, todos com origem em situações de extrema vulnerabilidade social. A maioria dos atendidos está na faixa entre 9 e 16 anos de idade. A entrega dos livros seria feita na última sexta-feira, mas por problema de agenda, foi transferida para o próximo dia 21 (sexta), às 10h. Quem ainda não participou, pode doar livros infantis ou infanto-juvenis em um destes locais de arrecadação: Associação de Imprensa Campista (sala 104),  recepção do Uniflu-Filosofia, Band FM,  Casa de Dança Beatriz Petrucci (Av. Pelinca, 49),  Clínica Fisio Hara (Av. 28 de Março, 318) e Loja Madame P (Rua Formosa, 429, próximo à esquina com a 13 de Maio).

Comentar
Compartilhe
Câmara: novatos articulam
13/12/2012 | 05h09
[caption id="attachment_14024" align="aligncenter" width="479"] Foto/Facebook do Alexandre Tadeu[/caption]

Um grupo governista formado por vereadores novatos vem se reunindo em busca de espaço na Mesa Diretora. Mesmo sabendo que a decisão final vai passar pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR), os novatos não querem perder espaço para os mais experientes. Ao todo, 14 vereadores do grupo governista, nunca foram eleitos. Vale lembrar que existe uma grande distância entre novato e inexperiente. Isso porque, dentro deste grupo, muitos nomes estão bastante acostumados com articulações nos bastidores.

Como diz o Galvão Bueno quando uma seleção de pouca expressão surpreende um favorito. "Meu amigo, não existe mais time bobo".

Atualização às 18h22 —  A foto, publicada no Facebook do vereador eleito, Alexandre Tadeu (PRB) é possível notar que o vereador eleito Edson Batista (PTB), que deverá ser o presidente da Câmara, ficou na cabeceira. De acordo com parlamentares que estavam presentes, trata-se de um grupo de estudo.

Comentar
Compartilhe
Mudança na secretaria estadual de Ciência e Tecnologia
06/12/2012 | 11h51
[caption id="attachment_13911" align="aligncenter" width="368"] Gustavo Tutuca, de 33 anos, deve assumir secretaria de Ciência e Tecnologia[/caption]

A secretaria estadual de Ciência e Tecnologia, que durante o governo Sérgio Cabral (PMDB) teve como principal comandante o atual prefeito eleito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso (PSB), deve passar por mudanças. O deputado estadual Gustavo Tutuca (PSB), filho do prefeito de Piraí, Tutuca (PMDB), deverá assumir a pasta.

Tendo Piraí como domicílio eleitoral, Gustavo Tutuca foi eleito com 44.015 votos, sendo votado em 87 dos 92 municípios fluminenses. Ele será um dos quatro representantes dos municípios do Médio Paraíba na Assembléia Legislativa. Gustavo, que tem 33 anos, foi secretário de Esporte e Lazer e de Governo em Piraí, além de ter exercido o cargo de superintendente regional do governo do estado. Para ele, a função contribuiu de forma decisiva para ampliar seu conhecimento sobre a realidade dos municípios da região.

Gustavo sempre cita a  inclusão digital e capacitação profissional como prioridades. "Temos que levar a todo o estado as experiências que deram certo em Piraí e projetaram o município até no exterior, como o Projeto UCA (Um Computador por Aluno)", disse, lembrando que a pequena cidade foi pioneira ao fornecer um notebook a cada aluno e professor de escola municipal, o que lhe rendeu vários prêmios.

Comentar
Compartilhe
Dilma no PDT?
10/12/2012 | 05h02
[caption id="attachment_13949" align="aligncenter" width="523"] Reprodução da Coluna de Cláudio Humberto[/caption]  

Costeando o alambrado? — Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) comentou sobre a suposta articulação de Dilma. "E hoje, segundo o colunista Cláudio Humberto, a presidente já teria confessado a interlocutores que futuramente poderia retornar ao PDT como uma espécie de “plano B”. Dilma estaria descontente com a interferência do PT em seu governo e os recentes escândalos. Como diria Brizola será que Dilma está “costeando o alambrado”?", indagou Garotinho.

[caption id="attachment_13950" align="aligncenter" width="545"] Dilma já foi filiado ao PDT e era uma grande admiradora do Leonel Brizola[/caption]

Comentar
Compartilhe
Cabral derrubou o Goyta?
20/12/2012 | 04h54

O perfil do Goytacaz no Facebook informa que, após o STJD decidir que o Quissamã fica na primeira divisão e o Goytacaz na segunda, o presidente do clube campista, Jomar Garcia, desabafou: “Infelizmente tivemos informações de que o peso político do governador do Estado do Rio influenciou no resultado. Isso é lamentável”, diz Jomar.

Em matéria publicada no GloboEsporte.com, o presidente do Goytacaz foi além. "Infelizmente tivemos informações confiáveis de que o peso político do governador do Estado do Rio influenciou no resultado, que pediu para que eles votassem por unanimidade a favor do Quissamã. Além de lamentável, isso é vergonhoso. Tudo isso porque acham que o (Anthony) Garotinho é dono do Goytacaz. Isso não existe. Ele é um dos nossos colaboradores, assim como tantos outros iguais. Sabemos que a decisão do STJD foi comemorada pelo prefeito de Quissamã juntamente com um dos secretários de Cabral",  disparou Jomar.

Comentar
Compartilhe