Eike fica "mais pobre" e divide o posto de mais rico do Brasil
30/11/2012 | 17h59

As turbulências recentes nos negócios da OGX, empresa do Grupo EBX, deixaram Eike Batista "virtualmente mais pobre". O empresário, que liderava isolado o ranking dos mais ricos do Brasil da revista Forbes, agora divide o posto com Jorge Paulo Lemann, um dos controladores da InBev, maior fabricante de cerveja do mundo.

A edição com o ranking das 74 maiores fortunas individuais ou familiares do País, marca o retorno da revista ao Brasil, que agora será editada pela BPP, que também publica a revista Billboard. Segundo os cálculos da Forbes, Eike tem atualmente um patrimônio de R$ 30,26 bilhões, enquanto Lemann possui R$ 29,3 bilhões. Trata-se de um empate técnico.

A reportagem da Forbes aponta que o patrimônio de Lemann ganhou forças pela venda de parte da sua participação na rede de lanchonetes norte-americana Burger King pelo fundo de investimentos 3G Capital, do qual o empresário faz parte, pelo montante de US$ 4 bilhões. Por sua vez, Eike foi "empobrecido virtualmente pelo escorregão das ações de seu grupo", lembrando que depois de anunciar uma produção de um quarto do que havia sido previsto para um dos poços de petróleo de Tubarão Azul, os papéis da OGX caíram 40,54% em uma semana.

Fonte: InfoMoney

Comentar
Compartilhe
Torneiras estão fechadas ou acabou a água?
30/11/2012 | 17h01

No último final de semana a Folha da Manhã publicou matéria informando que as torneiras da Prefeitura de Campos estariam fechadas. Na ocasião, o vereador Marcos Bacellar (PDT) disparou: “Na verdade isso vai além de fechar a torneira. Até porque, do jeito que a coisa está, nem existe mais torneira. Até a torneira sumiu”.

Hoje (30), em seu blog, o jornalista Roberto Barbosa foi no mesmo embalo de Bacellar. De acordo com a nota, as torneiras estão fechadas porque caixa d'água está vazia. “É séria a situação financeira do município de Campos dos Goytacazes. A cidade que tem um orçamento estimado em R$ 2,5 bilhões para o exercício de 2013 não tem saldo para terminar o ano de 2012. Cerca de 500 servidores nomeados em cargos de confiança não irão receber o pagamento de novembro. Internamente, nos corredores, se fala em determinação judicial. Só que ninguém ainda informou o nome da juíza que deu a sentença e nem divulgou o número do processo.Obras tocadas pela prefeitura também estão paralisadas, principalmente na área central da cidade. Comerciantes estão em polvorosa, porque o transtorno deve afetar as vendas de fim de ano”, diz o jornalista Roberto Barbosa em seu blog.

Para conferir a nota completa, clique aqui  

Atualização às 18h56 — Em comentário enviado ao blog, o Raphael Erthal explicou:

Bastos, o jornalista Roberto Barbosa está equivocado, há sim uma determinação judicial, bem como também há dinheiro em caixa. Caso queira consultar o processo, clique aqui: http://www4.tjrj.jus.br/consultaProcessoWebV2/consultaMov.do?v=2&numProcesso=2010.014.028397-6&acessoIP=internet&tipoUsuario=

Aliás, a matéria relatando que isso aconteceria saiu a mais de um mês atrás, no blog do Cléber Tinoco: http://clebertinoco.blogspot.com.br/2012/10/ministerio-publico-obtem-liminar-em.html

Caso queira, ainda tenho uma lista com a relação de todos os DAS que tiveram seus pagamentos suspensos. São 400 pessoas dos mais diferentes escalões, nomes como Linda Mara e Ranulfo Vidigal, além do Cel. Paschouto, e o próprio pessoal da folha de ponto da secretaria de planejamento.

Comentar
Compartilhe
O que acontece após o veto?
30/11/2012 | 12h12

O veto de Dilma, no entanto, está longe de significar uma vitória para os estados produtores. A partir do veto o texto passa necessariamente pelo Congresso Nacional, com possibilidade da decisão ser derrubada. Passados dois anos do veto do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva à emenda Ibsen Pinheiro, que previa perdas ainda maiores para os estados produtores, ficou patente a dificuldade de Rio e Espírito Santo articularem apoios na Câmara e no Senado em relação a essa matéria. O mais provável é que, novamente, a maioria dos deputados e senadores permaneça do lado oposto ao dos dois estados produtores e derrube um eventual veto de Dilma.

No processo legislativo, a última palavra é do parlamento, não do presidente. Uma reunião conjunta da Câmara e do Senado apreciará a decisão de Dilma, em caso de ela não concordar com alguma parte do texto. Para derrubar o veto é necessário ter maioria absoluta nas duas casas, o que não é difícil de obter em relação aos royalties. Se isso acontecer, o projeto vira lei.

Por isso, Estados e municípios produtores sabem que o caminho deve ser o Superior Tribunal Federal (STF).

Comentar
Compartilhe
Dilma vetou
30/11/2012 | 11h55

Da Folha de S. Paulo

Depois de sinalizar publicamente a intenção de "respeito a contratos" na análise da lei de divisão dos royalties do petróleo, a presidente Dilma decidiu ontem vetar o artigo do projeto aprovado na Câmara dos Deputados que muda as regras de distribuição desses tributos referentes a campos em exploração. Com o veto, fica mantida a legislação atual que destina a maior parcela dos royalties dos campos em exploração aos Estados e municípios produtores, como defendiam o Rio e o Espírito Santo.

No caso dos futuros campos, ainda a serem leiloados, Dilma entendeu que a regra da distribuição dos royalties pode ser alterada. Por isso, optou por manter a proposta aprovada na Câmara. Com a sanção do projeto, o governo vai fazer os primeiros leilões, no segundo semestre do próximo ano, de áreas de exploração de petróleo do pré-sal com base no novo modelo de partilha de produção. Deputados e senadores de Estados não produtores vão tentar derrubar os vetos. Caso isso ocorra, o governador Sérgio Cabral já avisou que recorrerá ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Comentar
Compartilhe
"Craques do Passado" com lançamento em Campos
29/11/2012 | 16h30
Após realizar por mais de um ano uma série de reportagens sobre ex-jogadores de futebol, que marcaram história no cenário nacional e internacional, os jornalistas Leonardo Barros e Kiko Charret reuniram todos esses personagens no livro "Craques do Passado".  Com coordenação editorial de Marcos Vinícius Macedo Varella e lançado pela editora Nitpress, a publicação reúne a história de cinquenta e dois ex-atletas. Nascido em Campos, o jornalista Leonardo Barros levará o livro até a sua cidade natal. O lançamento será no próximo domingo, dia 2 de dezembro, a partir das 18h, no Boteco Carioca, na Avenida Pelinca. O livro custa R$ 15.  O Boteco Carioca (antigo Saideira) fica na Avenida Pelinca, 296, na esquina com a Rua Álvaro Tâmega.
Em abril, a série ganhou o Prêmio João Saldanha de Jornalismo Esportivo, concedido pela Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro (Acerj), na categoria Interior. Entre os 52 atletas estão grandes nomes do futebol brasileiro, como os campeões mundiais pela Seleção Brasileira: Altair e Jair Marinho (ambos em 1962) e Roberto Miranda (1970). Além deles, outros ex-jogadores, como o atacante Edmundo, o goleiro Wagner e Fábio Augusto. Na ‘escalação’ do ‘Craques do Passado’ também marcam presença o zagueiro Fernando, que cometeu o pênalti que originou o milésimo gol de Pelé, em 1969, no Maracanã, e também o auxiliar da mesma partida, o gonçalense Luis Carlos de Oliveira. “Em um ano e meio de trabalho, que contou com muita pesquisa, conseguimos achar vários personagens da história do futebol brasileiro. Ouvir todas essas histórias foi uma experiência muito boa e única. Agora, com o livro, esse material se tornou um verdadeiro registro histórico para a região”, disse Leonardo Barros, um dos autores do livro.
Além dos ex-jogadores, ‘Craques do Passado’ conta a história da ex-jogadora de handebol, Zezé Sales, que marcou época na Seleção Brasileira. “A ideia era contar a história dos ex-jogadores de futebol que foram destaque no futebol brasileiro. Porém, também encontramos alguns nomes de outros esportes e também da arbitragem. Os leitores gostaram muito e começaram a acompanhar todo domingo”, contou Kiko Charret.
Sobre os autores: Leonardo Barros nasceu em Campos dos Goytacazes, em 1987, começou a carreira como estagiário do Jornal O São Gonçalo, onde atualmente ocupa o cargo de repórter. Por dois anos, trabalhou na Folha da Manhã, de Campos, onde foi repórter e chefe de reportagem. Em 2011, cobriu a Copa América da Argentina ‘in loco’, além de outras competições esportivas disputadas no Rio de Janeiro. Kiko Charret, nasceu em São Gonçalo, em 1968. Iniciou a sua trajetória no fotojornalismo no Nosso Jornal, em São Gonçalo. Atualmente ocupa o cargo de coordenador de fotografia do Jornal O São Gonçalo. Especialista na editoria de Polícia e Esportes fez o curso para jornalistas em ambientes hostis oferecido pela Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), na Argentina. No currículo, Kiko possui uma menção honrosa no prêmio Vladimir Herzog, em 2006, e, no mesmo ano, venceu o Festival de Inverno de Bonito, em Mato Grosso do Sul.
Serviço:
Livro: Craques do Passado
Páginas: 141
Categoria: Esporte
Autor: Leonardo Barros e Kiko Charret
Preço: R$ 15,00
Editora: Nitpress
Contato: Leonardo Barros (21) 9797-6233
Email: [email protected]
Comentar
Compartilhe
Educação: Sepe/Campos divulga manifesto
29/11/2012 | 12h15

O blog do L Werneck (aqui) divulgou hoje (29) um manifesto do Sepe/Campos. No manifesto, os profissionais da área de Educação defendem os Concursos Públicos, eleição para diretores de escolas, comentam sobre o Reda e afirmam que não vão dançar conforme a música.   Confira:

MANIFESTO CONTRA A PRECARIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES

Mediante situação vivida hoje pelas escolas e creches da rede municipal de educação de Campos, onde as contratações tomam lugar do concurso público para funcionários administrativos, que se arrastam ao longo do tempo e dos governos, ocasionando a precarização do trabalho pedagógico bem como os demais, só vem confirmar o papel nefasto de tais práticas do poder público aqui no nosso município.

O SEPE defende o concurso público para todos os setores dos servidores públicos municipais e enquanto representante legítimo dos profissionais de educação, a nossa luta pelo concurso público para todos os cargos é  uma  histórica pauta de reivindicações deste Sindicato. Só se consegue estabilidade, autonomia e dignidade através de concurso público.

A contratação em caráter de urgência, enquanto não acontece o concurso público, é permitida desde que não se torne regra geral e permanente, conforme ocorre no nosso município. Podemos apontar como exemplo, o REDA (Regime Especial de Direito Administrativo), um contrato irregular, feito em período eleitoral, o que não é permitido por lei. Fato, que foi duramente denunciado pelo Sindicato , mas o governo municipal em detrimento da legislação, insistiu em mantê-lo, ocasionando o caos que atualmente toma conta de todas as unidades escolares do nosso município.

Outra luta histórica do Sepe é a eleição direta para diretores de escolas, pois não há como os profissionais de educação continuarem convivendo com diretores indicados pelas bases governistas, que cumprem o triste papel de cabos eleitorais no âmbito das escolas, gerando repressão e muitos casos de assédio moral. Por uma educação pública de qualidade e por valorização profissional, exigimos GESTÃO DEMOCRÁTICA!

Lembrando que o Conselho Municipal de Educação posterga para a próxima gestão tratar da eleição, queremos garantias para que a mesma ocorra no início do próximo ano letivo. O prazo para o governo municipal implementar a eleição para diretores encerra-se no dia 14 de dezembro deste ano, não podemos cruzar os braços, temos que exigir o cumprimento do PME.

As questões elencadas aqui e muitas outras que fazem parte da problemática da educação municipal, se traduzem no resultado do IDEB deste ano, onde a educação pública de Campos, ficou em último lugar. Retratando o descaso do poder público para com a educação e seus profissionais, que não são valorizados e não tem condições dignas de trabalho, ocasionando sérios prejuízos no processo ensino-aprendizagem.

Outra questão recente que tomou força no seio das discussões da categoria refere-se à 7ª Bienal do Livro, onde os profissionais recebem um vale de R$ 70,00 para adquirirem livros, objetivando aprimoramento profissional e intelectual, sendo que o mesmo tratamento não é dispensado aos profissionais que estão licenciados, readaptados ou aposentados.

Partindo dessas premissas, convocamos todos os profissionais de educação (professores educadores de creche, funcionários administrativos, pedagogos, assistentes sociais, animadores culturais, psicólogos, orientadores pedagógicos, entre outros) como também os respectivos representantes de cada escola e/ou setor para um Seminário Ampliado que ocorrerá no SEPE - situado na Praça São Salvador, Edifício Ninho das Águias, Sala 514 - no dia 04 de dezembro às 14h,  para juntos atualizarmos a nossa pauta de reivindicações para o ano de 2013.

O Sindicato para retomar, intensificar e ser vitorioso nas lutas, precisa da participação e contribuição da categoria para fortalecer e respaldar a luta pelos avanços que se fazem necessários.

Aproveitamos a oportunidade para convidá-los para a nossa Festa de Confraternização no Automóvel Clube dia 13 de dezembro, das 19:30 às 24:00. Contamos com a presença da categoria para que dancemos a música que queremos e nos fortalecendo contra a "música que querem que dancemos". !!!

Direção do SEPE-Campos."

Comentar
Compartilhe
SJB: Oposição promete processo e Carla desafia
29/11/2012 | 11h54

Após o diretório do PMDB em São João da Barra encaminhar ao Ministério Público (MP) documentos que comprovariam a prática de crime eleitoral, tipificado no art. 299 do código eleitoral, membros da oposição que aparecem em um vídeo na véspera da eleição, rebatem as denúncias e prometem processar os responsáveis pela divulgação das imagens.

Em matéria publicada hoje (29) na Folha, o vereador eleito Kaká (PT do B) disparou contra a prefeita Carla Machado (PMDB). "A prefeita precisa urgentemente de um tratamento. É muito desespero. Fica nítido que tudo isso está sendo feito para desviar o foco. Desde quando andar de elevador é crime? O que entendemos como ilegal é a divulgação de imagens sem autorização judicial. A prefeita agora virou detetive? Estávamos nos reunindo e isso é normal", disparou Kaká.

Betinho — No mesmo embalo de Kaká, o ex-prefeito Betinho Dauaire (PR), afirma que “a prefeita de São João da Barra está tentando construir uma situação em cima de nada, com uma história que possa confundir os fatos atuais da cidade. Entendo que é uma estratégia para nos colocar no mesmo nível tudo o que ela vem passando”,disse Betinho Dauaire ao "Ururau", ressaltando: “Estou no Rio de Janeiro, mas retornando para São João da Barra, onde vou ter a oportunidade de tomar conhecimento melhor desses fatos, que pra mim é muito nítida a tentativa de se criar uma historinha, com fatos naturais. O Ministério Público vai apurar e tomar as providências, e é exatamente o que esperamos que aconteça. O que ela quer é criar uma nova discussão para tentar abafar a de qual acabou em sua prisão pela Polícia Federal. Ela que responde por crime”.

Carla Machado desafia — Na manhã de hoje (29), no Facebook, a prefeita Carla Machado divulgou novamente o vídeo e comentou sobre as declarações da oposição. "O candidato derrotado diz que irá me processar por causa das minhas postagens, e em virtude disso, mais uma vez coloco esse vídeo para que vocês observem as "DESCULPAS" por ele alegadas. Disse que estava fazendo reunião, só que, os candidatos subiam e desciam um após o outro (os candidatos não se reuniam no apto, somente Jakson e Rodrigo chegam e saem juntos), levavam poucos minutos, eles subiam ao elevador sem nada em suas mãos e desciam com sacola, mochila, pacote, pasta e tudo isso ocorreu na noite do dia 06 de outubro, até meia-noite. Eu estava com esse material há mais de um mês, porém só postei depois que me expliquei através de 15 postagens (de forma até enjoada), a arbitrariedade que aconteceu comigo; ao passo, que Betinho, Kaká, Gersinho, Camarão, Renan Sampaio, os denunciantes da Operação Machadada Rodrigo e Jakson que descem sorrindo ao elevador com um pacote embaixo do braço. Por favor, arrumem uma justificativa melhor, pois está ficando RIDÍCULO para vocês. Um conselho: me PROCESSEM...pois quem não deve não teme e será mais uma das diversas denúncias vazias da oposição que não dará em nada e sugiro é que vocês esclareçam a verdade, como eu FIZ", desafiou a prefeita.

Notícia Crime — A notícia crime encaminhada ao Ministério Público conta com diversas testemunhas, incluindo moradores do prédio que teriam visto uma movimentação fora do normal na véspera da eleição. O diretório do PMDB informa que “a movimentação que se traz à colação é, no mínimo, suspeita, eis que realizada na véspera das eleições municipais, cujos participantes estão intimamente ligados ao processo eleitoral no município de São João da Barra, sendo candidatos ao pleito municipal, todos ligados ao mesmo grupo político, o qual faz uma sistemática oposição ao atual governo municipal, cujo grande orientador e líder é o Deputado Federal Anthony Garotinho”, diz a denúncia.

No documento encaminhado ao MP o diretório do PMDB cita horários, nomes, testemunhas, apresenta um vídeo e fotos. O vídeo mostra que diversos nomes ligados ao grupo oposicionista entraram de mãos vazias no elevador e deixaram o mesmo local com pacotes e mochilas. Para a prefeita, as imagens falam por si. “Estiveram presentes: Betinho Dauaire (candidato a prefeito-PR), Bruno Dauaire (presidente PR-SJB), Gerson Crispim (vereador presidente da Câmara, candidato a vice-prefeito-PR e pai da candidata a vereadora Hortência Crispim-PRB), Carlos Machado – Kaká (candidato a vereador-PTdoB), Winster Brito (candidato a vereador-PR), Luiz Fernando (diretor da rádio Grussai FM), Lucas Assed Bastos (empresário), PM Renan Sampaio (candidato a vereador-PCdoB) e os denunciantes da operação “Machadada” Jakson Meireles (candidato a vereador-PTC) e Rodrigo Rocha (candidato a vereador-PR)”, disse Carla Machado, afirmando que “houve uma trama organizada por políticos que tem como líder o deputado federal Anthony Garotinho (PR)”.

Para conferir o vídeo, entre no blog “Sob Licença Poética”: aqui.

Comentar
Compartilhe
Marcelo Freixo cita Campos e propõe conselho para fiscalizar royalties
29/11/2012 | 00h22

O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) lembrou esta semana que apresentou, em 2010, um projeto de Lei para dar transparência aos investimentos dos royalties do petróleo no Estado do Rio. Ele sugeriu a criação do Conselho Estadual de Fiscalização dos Royalties. "Não podemos continuar a viver em cidades cada vez mais pobres, de prefeitos cada vez mais ricos", reclamou.

Ele lembrou que o município de Campos, nos últimos 10 anos, é altamente dependente dos royalties. Segundo Freixo,  mesmo recebendo bilhões, Campos não aparece em boa colocação no ranking que avalia Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O projeto se encontra emperrado na Comissão de Constituição e Justiça da Alerj.

Comentar
Compartilhe
HGG: Funcionários reclamam de goteiras
28/11/2012 | 19h49

Funcionários do HGG entraram em contato com o blog para informar sobre problemas estruturais no Hospital Geral de Guarus (HGG). Hoje (28), por conta da chuva, diversas áreas estariam com goteiras, incluindo a Emergência e a nova UTI.

Em julho deste ano, o então candidato à Prefeitura de Campos, Erik Schunk (PSOL), esteve no HGG e alegou ter visto uma situação caótica. Na ocasião, Erik conversou com funcionários e com pacientes, que reclamaram da higiene precária nas enfermarias e corredores.

Comentar
Compartilhe
Wladimir: "Goytacaz Futebol Clube tá na primeira!"
28/11/2012 | 16h12

O presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, anunciou agora no Facebook que o Goytacaz está na primeira divisão. "Saiu o resultado do TJD, o Goytacaz Futebol Clube ta na primeira!! Serie A lá vamos nos!!!"

Conforme o blog informou ontem, o Goytacaz protocolou requerimento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), no Rio de Janeiro, com o objetivo de herdar a vaga do Quissamã Futebol Clube, que conquistou o título da Série B 2012, mas que, segundo documentações apresentadas pelo clube campista, não teria cumprido uma das exigências da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). O Quissamã não teria apresentado, dentro de prazo estabelecido pela entidade, em qual estádio mandaria seus jogos.  Nos bastidores, os dirigentes do Goytacaz dão como certa a vitória no tapetão.

Em seu blog, o advogado Francisco de Assis Pessanha Filho divulgou a decisão:

Comentar
Compartilhe
Royalties: Expectativa pelo veto parcial
28/11/2012 | 15h23

Passado o otimismo do início da campanha pelo veto de Dilma Rousseff ao projeto que redistribui os royalties do petróleo, nos estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo — que mais perde com a mudança — a expectativa, a dois dias da data limite para a decisão presidencial, é de um veto parcial. Ou seja: Dilma pode barrar os artigos que mexem na divisão dos recursos oriundos de poços já licitados. Dessa forma, a presidente equilibraria os anseios de estados não produtores, que querem receber mais, e acalmaria os ânimos dos que hoje recebem a fatia mais gorda dos repasses, ao mesmo tempo rejeitando um atropelo à legislação em vigor. “O veto parcial seria uma vitória”, afirma o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ).

Veto pode ser derrubado — Um veto de Dilma, no entanto, está longe de significar uma vitória para os estados produtores. A partir do veto – mesmo que parcial – o texto passa necessariamente pelo Congresso Nacional, com possibilidade de uma derrubada da decisão. Passados dois anos do veto do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva à emenda Ibsen Pinheiro, que previa perdas ainda maiores para os estados produtores, ficou patente a dificuldade de Rio e Espírito Santo articularem apoios na Câmara e no Senado em relação a essa matéria. O mais provável é que, novamente, a maioria dos deputados e senadores permaneça do lado oposto ao dos dois estados produtores e derrube um eventual veto de Dilma. No processo legislativo, a última palavra é do parlamento, não do presidente. Uma reunião conjunta da Câmara e do Senado apreciará a decisão de Dilma, em caso de ela não concordar com alguma parte do texto. Para derrubar o veto é necessário ter maioria absoluta nas duas casas, o que não é difícil de obter em relação aos royalties. Se isso acontecer, o projeto vira lei.

Caminho será o STF — Como anunciado, nesse caso, Rio e Espírito Santo entrarão imediatamente com uma ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF). Todo o trâmite, no entanto, é demorado. É preciso levar em consideração o tempo para, em caso de Dilma vetar uma parte do projeto, a decisão da presidente chegar ao Congresso. Quando isso acontecer é provável que os integrantes do legislativo estejam em recesso parlamentar. Em 2013, as duas casas terão novos presidentes. Para o projeto de lei ser colocado na pauta, a iniciativa tem de ser do presidente do Senado que, recém-empossado, poderá ser mais cauteloso ao por na ordem do dia votações delicadas para o governo federal – até porque derrubar veto presidencial é sempre complicado.

Comentar
Compartilhe
Brasil aparece em penúltimo no ranking da Educação
28/11/2012 | 12h42

Atribuem ao ex-presidente Getúlio Vargas a seguinte frase: “Campos, espelho do Brasil”. Se levarmos em consideração a Educação, podemos constatar que o ex-presidente estava certo. Foi divulgado ontem (27) o índice de qualidade elaborado pela empresa Pearson, de materiais e serviços educacionais, coloca o Brasil na penúltima posição da lista, atrás de nações como Colômbia, Tailândia e México. Apenas os estudantes da Indonésia figuram atrás dos brasileiros. Foram avaliados 39 países mais a região de Hong Kong.

Vale lembrar que o salário médio do professor brasileiro em início de carreira é o terceiro mais baixo em um total de 38 países desenvolvidos e em desenvolvimento comparados em um estudo da Unesco. Entre as áreas do ensino superior, os menores rendimentos foram verificados entre brasileiros que vieram de cursos relacionados a ciências da Educação — principalmente Pedagogia e formação de professor para os anos iniciais da educação básica. Confira o ranking:

1. Finlândia 2. Coreia do Sul 3. Hong Kong 4. Japão 5. Cingapura 6. Grã-Bretanha 7. Holanda 8. Nova Zelândia 9. Suíça 10. Canadá 11. Irlanda 12. Dinamarca 13. Austrália 14. Polônia 15. Alemanha 16. Bélgica 17. Estados Unidos 18. Hungria 19. Eslováquia 20. Rússia 21. Suécia 22. República Tcheca 23. Áustria 24. Itália 25. França 26. Noruega 27. Portugal 28. Espanha 29. Israel 30. Bulgária 31. Grécia 32. Romênia 33. Chile 34. Turquia 35. Argentina 36. Colômbia 37. Tailândia 38. México 39. Brasil 40. Indonésia Fonte: Radar Online
Comentar
Compartilhe
Goytacaz vai ao TJD em busca da 1ª Divisão
28/11/2012 | 01h34

Foto/Ururau

O site "Ururau" informa (aqui) que a diretoria do Goytacaz protocolou requerimento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), no Rio de Janeiro, com o objetivo de herdar a vaga do Quissamã Futebol Clube, que conquistou o título da Série B 2012, mas que, segundo documentações apresentadas pelo clube campista, não teria cumprido uma das exigências da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). O Quissamã não teria apresentado, dentro de prazo estabelecido pela entidade, em qual estádio mandaria seus jogos.  Nos bastidores, os dirigentes do Goytacaz dão como certa a vitória no tapetão.

Quissamã diz que nada vai mudar — O presidente do Quissamã, Diones Silva, em entrevista a Rádio Continental, afirmou ter ficado surpreso com a ação do Goytacaz e que permanece tranquilo "pois se o clube não tiver condições de jogar no estádio Antonio Carneiro, como já acertado irá jogar em Macaé, no estádio Claudio Moacyr". Diones ainda ressaltou: "Conseguimos nossa vaga dentro de campo, já temos a tabela e os adversários, não tem nenhum motivo de mudar esta situação".

Comentar
Compartilhe
Carla Machado publica vídeo que foi entregue ao Ministério Público
27/11/2012 | 18h42

O sempre atento Gustavo Matheus publicou em seu blog (aqui) uma nota informando que a prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PMDB), divulgou em seu Facebook um vídeo polêmico que já está sendo analisado pelo Ministério Público.

Segundo Carla Machado, as imagens falam por si. "Este vídeo foi entregue ao Ministério Público. Observe suas imagens e saberá o que ocorreu no Sunset Residence, na noite-véspera da eleição. Estas imagens falam por si só... Estiveram presentes: -BETINHO DAUAIRE (candidato a prefeito-PR), BRUNO DAUAIRE (presidente PR-SJB), GERSON CRISPIM (vereador presidente da câmara, candidato a vice-prefeito-PR e pai da candidata a vereadora HORTÊNCIA CRISPIM-PRB), CARLOS MACHADO – KAKÁ (candidato ... a vereador-PTdoB), WINSTER BRITO (candidato a vereador-PR), LUIZ FERNANDO (diretor da rádio Grussai FM), LUCAS ASSED BASTOS (empresário), PM RENAN SAMPAIO (candidato a vereador-PCdoB) e os denunciantes da operação machadada JAKSON MEIRELES (candidato a vereador-PTC) e RODRIGO ROCHA (candidato a vereador-PR). Apesar de não estarem no vídeo o vereador ZÉZINHO CAMARÃO (candidato a reeleição-PR) e a Dra. OLÍVIA ARAÚJO ABICAIR, também são personagens desta TRAMA ORGANIZADA por políticos que tem como líder o Deputado Federal ANTHONY GAROTINHO-PR (presidente estadual do PR no RJ)".

Para conferir o vídeo, entre no blog "Sob Licença Poética": aqui.

Comentar
Compartilhe
Em Campos, crianças ainda esperam pelo leite especial
27/11/2012 | 15h33
[caption id="attachment_13750" align="aligncenter" width="656"] Reprodução do G1[/caption]

Matéria exibida hoje (27) no RJ Inter TV 1ª edição informa que, em Campos, 200 famílias estão cadastradas na Secretaria de Saúde no Programa de Intolerância Alimentar. As crianças, que sofrem de intolerância à lactose, uma alergia ao leite comum, precisam tomar um composto nutritivo, uma espécie de leite especial, que é distribuído pelo município. No entanto, segundo as mães das crianças, o produto está em falta, sem explicação.

Em alguns casos, a orientação médica recomenta o consumo de oito latas do suplemtento por mês. Cada uma custa cerca de R$ 200. A secretaria de Saúde de Campos é obrigada a distribuir o leite para crianças que têm distúrbios alimentares. A maior parte das crianças atendidas toma o leite especial que é indicado para casos de alergia grave. Sem o alimento para receber e sem dinheiro para comprar, muitos pais tiveram que procurar a Justiça.

O filho da autônoma Patrícia Alvarenga só pode tomar água e o composto. Desde setembro, ela recebe ajuda de amigos. O gasto já soma mais de R$ 5 mil para comprar o leite. O juiz garantiu a ela o direito a receber o dinheiro de volta da prefeitura, além de um novo estoque de leite, mas nada disso aconteceu, como mostrou a reportagem do RJ Inter TV 1ª Edição.

Prefeitura se explica — Por meio de nota, a diretora de Nutrição, Cristiane Ambrósio, confirmou que houve atraso na aquisição de algumas fórmulas devido aos problemas administrativos e à burocracia, mas informou que a distribuição de Neocate e de Pregomim, como são conhecidos os suplementos,  vem sendo feita semanalmente, a fim de atender a todos os assistidos do programa. Ela explicou que houve um atraso na entrega das duas fórmulas na última semana, em função do feriado, mas o material foi recebido pela Secretaria de Saúde na sexta-feira (23), quando a distribuição voltou a ser realizada.

Comentar
Compartilhe
O Papa é Pop
27/11/2012 | 12h34

O papa Bento XVI vai abrir, a partir de dezembro, uma conta no Twitter, que será apresentada oficialmente no dia 3, informou nesta terça-feira (27) o Vaticano. O sumo pontífice, de quase 86 anos, não é novo no uso do Twitter, já que no ano passado inaugurou o portal multimídia de internet do Vaticano, News.va, com uma mensagem através da rede. "Queridos amigos, acabo de lançar o News.va. Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo! Com minhas orações e bençãos", escreveu o papa na rede. Bento XVI tuitou usando um tablet de última geração.

Internet — O papa está convencido de que a Igreja tem que usar todos os meios de comunicação a seu alcance para divulgar o Evangelho. Em uma mensagem enviada aos jovens por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, o papa lhes disse que eles têm que usar a internet para apresentar Cristo ao mundo. Nessa linha, além de usar a rede para divulgar as atividades do papa, a Igreja e a Santa Sé, há três anos o Vaticano criou um site conectado com a rede social Facebook, através da qual os usuários podem trocar postais virtuais do papa, discursos e mensagens do pontífice. Através desse site também podem receber notícias em formato vídeo sobre o Vaticano e o papa, na mesma linha do YouTube, onde o Vaticano também está presente.

 Fontes: Veja e agência EFE
Comentar
Compartilhe
Dilma defende 'uso responsável' dos royalties
27/11/2012 | 12h13

A quatro dias do prazo final para sancionar a nova lei de distribuição dos royalties do petróleo a presidente Dilma Rousseff defendeu nesta terça-feira a utilização “responsável” dessa riqueza. Sem entrar no mérito da disputa entre estados produtores e não produtores, a presidente respondeu de forma genérica a pegunta de uma cidadã paulista que enviou carta para o "Conversa com a Presidente", uma coluna semanal distribuída pela Presidência da República e publicada em jornais como a Folha da Manhã.

 Raianne Justus Bezerra de Almeida, de 31 anos, engenheira de Lençóis Paulista, perguntou se o Brasil já produz petróleo na camada pré-sal e quanto. "Sim, Raianne, o pré-sal tornou-se realidade e já produz, nas bacias de Santos e de Campos, mais de 200 mil barris por dia, 10% de toda a produção de petróleo no Brasil", respondeu a presidente: "Até 2016, o pré-sal deverá contribuir com 31% da produção total do país, graças ao investimento da Petrobras e de outras empresas instaladas no país, muitas em parceira com a empresa brasileira".

Segundo a presidente, estes investimentos estão estimados em US$ 93 bilhões, dos quais US$ 69,6 bilhões serão aportados pela Petrobras. "O petróleo do pré-sal é uma imensa riqueza que se destaca não só pelo tamanho, como também pela qualidade". Dilma disse que a exploração do pré-sal vai significar mais encomendas de bens e serviços no Brasil, criando oportunidades  de negócio, e concluiu: "E usando de forma responsável os recursos dos royalties, teremos um passaporte para transformar o Brasil em um país muito mais desenvolvido e com mais oportunidades para toda a população".

Comentar
Compartilhe
Reflexão tucana
25/11/2012 | 18h02

Após as eleições deste ano, os principais caciques do PSDB concordam que é hora de uma grande reformulação. Inclusive, o senador Aécio Neves pretende copiar o modelo das caravanas da cidadania que o ex-presidente Lula comandou nos anos 90. Ele quer rodar o país já em 2013 e lançar as bases de sua candidatura presidencial.

Na planície — Em Campos os tucanos têm voado baixo. O diretório municipal não tem um membro com mandato há um bom tempo. Os últimos vereadores tucanos (Nildo Cardoso, Álvaro César e Aílton Tavares) foram barrados na eleição de 2008 e o partido ficou sem cadeira na atual legislatura. Para próxima legislatura, que começa em 2013, o PSDB também não terá representante. Um  dos principais nomes do partido na cidade, Robson Colla, obteve 463 votos. O tucano mais votado em Campos foi Aldo de Tocos, com 1045 votos.

Comentar
Compartilhe
No Uruguai, presidente anda de Fusca e doa 90% do salário
25/11/2012 | 12h44

Aos 77 anos, José Mujica, presidente do Uruguai, é um ex-guerrilheiro tupamaro que passou 14 anos preso, a maioria durante a ditadura uruguaia (1973-1985). Ele vive em uma pequena chácara nos arredores de Montevidéu junto com sua esposa, a senadora Lucía Topolansky. Ali cultiva flores e hortaliças que vende nos mercados locais. Quando não está realizando trabalhos oficiais, o chefe de Estado faz questão de dirigir o seu próprio carro, um fusca azul, de 1987, avaliado em pouco mais de US$ 1.000. Mujica dispensa empregados. Faz suas próprias compras no bairro onde vive e frequentemente é visto em restaurantes populares com seus colaboradores no entorno da sede do Governo, no centro de da capital uruguaia.

Seu salário, de US$ 12,5 mil mensais, não fica todo com ele. O presidente uruguaio fica com US$ 1.250 e doa 90% para a construção de casas populares. Segundo sua última declaração de renda, de abril passado, seu patrimônio e o de sua esposa somam cerca de US$ 212 mil. Eles possuem três terrenos, três tratores e dois carros de 1987."Se tenho poucas coisas, preciso de pouco para sustentá-las", disse recentemente.

Fonte: Época

 
Comentar
Compartilhe
PMDB-RJ mantém Picciani na presidência e lança pré-candidatura de Pezão
23/11/2012 | 17h23

O PMDB-RJ elegeu ontem (22) os 71 titulares e 23 suplentes do diretório estadual do partido, além dos 51 delegados que irão à convenção estadual, marcada para dezembro. Na direção da executiva do partido, a novidade é o filho do governador Sérgio Cabral, o jovem Marco Antônio Cabral, atual presidente da Juventude da legenda no estado, que agora assume a primeira vice-presidência do partido a nível estadual. O presidente Jorge Picciani, que foi mantido no cargo, demonstrou confiança e disse que Marco Antônio, de 21 anos, vai presidir o partido ao seu lado porque representa "a boa militância". "O Marco foi o militante que mais tarefas recepcionou e desenvolveu na última campanha", disse Picciani sobre seu primeiro-vice. O evento contou com a presença do presidente nacional do partido Valdir Raupp, do governador Sergio Cabral, do vice Luiz Fernando Pezão e do prefeito Eduardo Paes.

Paes defende Pezão e alfineta governos anteriores — A candidatura do vice-governador Luiz Fernando Pezão à sucessão de Sérgio Cabral em 2014 foi aclamada ontem pelo PMDB Fluminense. “Logo depois da passeata pelos royalties na segunda-feira, que será vitoriosa, temos que começar a trabalhar pela eleição do Pezão em 2014”, discursou o prefeito do Rio, Eduardo Paes, que alfinetou os governos anteriores “Em 2014, não podemos brincar de aventura, arriscar a volta da demagogia, do populismo e da hipocrisia na política fluminense”, pontuou Paes, acrescentando que será um incansável cabo eleitoral do atual vice-governador nas eleições estaduais.

Pezão fala em "40 anos de abandono" — Pezão agradeceu o apoio recebido, afirmando ter muito orgulho de ser membro do partido e do governo. “Se eu for mesmo confirmado candidato em 2014, vou andar de cabeça erguida nos 92 municípios, porque sei da importância do trabalho que desenvolvemos”,  afirmou. “Vamos continuar nosso programa, porque oito anos é pouco. Sofremos com 40 anos de abandono, de brigas com Brasília, e hoje somos referência para todo o País”, destacou o vice-governador.

Cabral faz balanço positivo — Segundo Sérgio Cabral, o saneamento das contas do estado, que já recebeu mais de 21 bilhões de reais de diversas linhas de crédito, alcançou o grau de investimento internacional e ampliou sua capacidade de investimento, não teria sido possível sem o trabalho de Pezão.  “Não há um diretor de banco público ou ministro de estado nos últimos anos que não tenha confiança no Pezão”, destacou Cabral. “2014 será um momento de conquista e renovação, em que devemos dar continuidade ao renascimento do Rio olhando para frente, desenvolvendo-se com este grande quadro que é o Luiz Fernando Pezão”, completou Cabral.

Picciani: "Nós sabemos quanto custou o retrocesso institucional e a irresponsabilidade" — Presidente do partido reconduzido ao cargo, Jorge Picciani discursou aos parlamentares e prefeitos eleitos presentes na convenção sobre a importância de seus mandatos. “Temos que fazer fortes mandatos no executivo e no legislativo, para que possamos dar continuidade ao que vem sendo feito elegendo o Pezão. Nós sabemos o quanto já custou o retrocesso institucional e a irresponsabilidade. É hora de avançar ainda mais”, concluiu o presidente.

Fonte - Ascom/PMDB
Comentar
Compartilhe
Crianças ficam novamente sem leite especial
23/11/2012 | 10h25

Matéria do jornalista Mário Sérgio, publicada hoje (23) na Folha, informa que o drama de pais e mães campistas de crianças com algum tipo de alergia alimentar, que necessitam de leites especiais repassados pela secretaria de Saúde de Campos, voltou. Os beneficiários reclamaram que desde a semana passada o leite Neocate está em falta. Há 54 dias ocorreu o mesmo problema e cerca de 200 crianças ficaram sem o alimento. A secretaria de Saúde informou que a previsão de chegada das novas latas é hoje à tarde.

Junho — Em junho deste ano (aqui), também foi noticiada a falta do leite. Na ocasião, a Secretaria de Saúde explicou que havia problemas no fornecimento e que a situação ocorre atualmente em todo o Brasil.

2011 — Há mais de um ano, em setembro de 2011, a Folha publicou matéria (aqui) informando que o leite especial estava em falta.

Será que depois de tantas queixas ainda não descobriram uma forma de evitar que as crianças fiquem sem o leite especial?

Comentar
Compartilhe
Royalties: Será que Dilma vai vetar?
23/11/2012 | 00h07

O prefeito de VilaVelha (ES), Neucimar Fraga (PR), não anda muito empolgado com o movimento "Veta, Dilma". Após um jantar com o senador Delcídio Amatal (PT-MS), ele teria sido informado sobre os planos da presidente Dilma Rousseff. Segundo o prefeito, ela vai sancionar o projeto dos royalties e aguardar que o STF restabeleça a ordem após sua decisão. A presidente entende que Rio e Espírito Santo tem direito a receita maior. No entanto, compreende que seu veto poderia ser derrubado facilmente.

O senador Delcídio Amaral, que revelou os planos de Dilma, é presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, e seu estado (MS) também será beneficiado pela nova distribuição dos royalties; pula de R$ 13 para R$ 80 milhões.

Em entrevista, o prefeito de Vila Velha revelou o que lhe foi confidenciado: "A presidente vai sancionar apesar de ser contra a matéria. Vai torcer para que o STF (Supremo Tribunal Federal) restabeleça a ordem", disse Neucimar Fraga.

Deputada diz que é especulação — Para a deputada federal Rose de Freitas (PMDB), que esteve no Palácio do Planalto, trata-se de especulação. "Dilma pediu para a aréa técnica e jurídica estudar o projeto", afirmou. A deputada esteve com a ministra Gleise Hoffmam (Casa Civil) reiterando pedido em favor do Rio e Espírito Santo.

Lindbergh acredita no veto — O senador Lindberg Farias (PT) aposta no veto. "Acredito que a presidenta Dilma Rousseff vá vetar esse projeto. Ela não vai mexer no que já está contratado e tem argumentos jurídicos para isso", destacou o senador.

Comentar
Compartilhe
SJB: Aluízio Siqueira propõe projetos sustentáveis
22/11/2012 | 19h11

O vereador Aluizio Siqueira (PMDB) apresentou durante a sessão de hoje (22) da Câmara de São João da Barra uma indicação legislativa focada no Meio Ambiente. Ele pede ao Executivo para elaborar projetos sustentáveis nos prédios públicos que serão construídos e naqueles que puderem sofrer adaptações.

Como exemplo, o parlamentar citou a captação da água de chuva para lavar o chão e regar os jardins, por exemplo. Em muitos lugares do país a economia com este tipo de ação chega a 70% da conta. Além disso, o vereador comentou sobre a energia solar. “Podemos também aproveitar melhor a energia solar, já que vivemos em uma região de muito sol, assim como a energia eólica, pois aqui venta muito”, comentou Aluízio, destacando que a indústria privada já vem tendo essa preocupação com o meio ambiente. “A água vai ser o grande problema do futuro”, completou.

Fonte: Ascom/Câmara de SJB

 
Comentar
Compartilhe
TRE: Prefeitos vão ser diplomados nos municípios onde foram eleitos
22/11/2012 | 18h48
[caption id="attachment_13705" align="aligncenter" width="524"] Reprodução/Site do TRE[/caption] Em Campos, a diplomação dos vereadores e da prefeita reeleita Rosinha Garotinho (PR) será realizado no dia 18 de dezembro, às 19h, no Trianon. A informação também foi publicada no blog "Na Curva do Rio", da jornalista Suzy Monteiro.
Comentar
Compartilhe
Gerente da Technip fala sobre investimentos no Porto do Açu
22/11/2012 | 18h43

Ontem (21), a Technip, líder mundial em gerenciamento de projetos, engenharia e construção para a indústria de óleo e gás, foi convidada pelo Polo Faetec Norte e Noroeste Fluminense a realizar, no auditório da ETE João Barcelos Martins, uma palestra sobre os investimentos da empresa para a instalação de sua nova fábrica no Porto do Açu.

Com a presença de centenas de alunos da Rede Faetec da região Norte Fluminense, o gerente de Recursos Humanos da empresa André Cardoso afirmou que cerca de R$ 650 milhões serão investidos na fábrica que deverá entrar em operação em 2013 e alertou os alunos sobre a grande oferta de vagas de trabalho que serão geradas na região. “Grandes investimentos estão sendo realizados para esta fábrica de tubos flexíveis, que entrará em atividade no dia 1º de outubro de 2013. Serão disponibilizadas 700 vagas imediatas e precisaremos do empenho de jovens profissionais qualificados para iniciarmos mais este desafio”, disse.

O coordenador do Polo Faetec Norte e Noroeste Fluminense, professor Etevaldo Pessanha, destacou a oportunidade que os alunos da Faetec estão tendo de conhecer as oportunidades que serão geradas com os investimentos da Technip na região. “É uma grande oportunidade. A presença de uma empresa líder no setor de óleo e gás em uma das unidades da Rede na região é um indicativo substancial e reflete o comprometimento da Faetec com a formação de profissionais capacitados e antenados com as necessidades do mercado de trabalho”, afirma.

Fonte: Ascom/Faetec

Comentar
Compartilhe
Reda: Nova derrota e antigos casos envolvendo terceirizados
22/11/2012 | 13h08

Notas publicadas hoje (22) na coluna "Ponto Final"

Sem Reda (I)

A Prefeitura de Campos, que contratou mais de 1.700 funcionários sob o Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), sofreu mais uma derrota no dia de ontem. Tentando derrubar a decisão da 4ª Vara Cível de Campos, que afastou os contratados no final de agosto, a Procuradoria Geral do Município foi ao Tribunal de Justiça (TJ). Porém, a decisão foi mantida e os contratos temporários continuam suspensos.

Sem Reda (II)

Após tentativas em Campos e no Rio, esta é a quarta derrota da Prefeitura, que promete continuar tentando reverter a decisão. O Procurador Geral do Município, Fabrício Ribeiro, informa que estão sendo preparados os recursos que serão interpostos contra a decisão. Para a Prefeitura, tudo foi feito dentro da legalidade. No entanto, para a 4ª Vara Cível, “a subjetividade dos processos de seleção aproximam-se da arbitrariedade”.

Sem Reda (III)

Nos últimos governos municipais os casos envolvendo terceirizados se transformaram em verdadeiras novelas jurídicas. No governo Arnaldo, por conta de contratações em período eleitoral, o candidato apoiado por ele, Carlos Alberto Campista, acabou sendo cassado. Depois, no governo Mocaiber, a Justiça determinou a demissão de milhares de terceirizados. Agora, no governo Rosinha, é a vez do Reda. Será que ninguém entendeu que o Concurso Público é o melhor caminho para evitar este tipo de situação?

[caption id="attachment_13698" align="aligncenter" width="480"] Charge do José Renato publicada no blog "Opiniões"[/caption]
Comentar
Compartilhe
Meninas de Guarus: Henriques protesta na Alerj
21/11/2012 | 15h56

O deputado estadual Roberto Henriques (PSD) protestou hoje na Alerj sobre a falta de um desfecho no caso “Meninas de Guarus”, que envolve sérias denúncias de pedofilia. Como informei em maio (aqui), o tempo de espera é grande. Ao todo, são cerca de 1.200 dias desde a publicação da primeira notícia sobre o terrível escândalo em Campos.

Atualização às 18h41 — O deputado informa que existe a possibilidade de uma audiência pública em Campos sobre o caso. As Comissões da Alerj já estariam cientes e dispostas a apurar.

A informação também foi publicada no blog do Cláudio Andrade.

Comentar
Compartilhe
Espaço Aberto: Protesto contra Trip/Azul
20/11/2012 | 16h24

O blog recebeu por e-mail um extenso relato de uma leitora sobre problemas envolvendo os voos que partem do aeroporto Bartolomeu Lysandro, em Campos. Confira:

“Além dos preços terem subido assustadoramente, chegando a ser anunciada uma passagem Rio / Campos pelo preço de R$1009,00 (mil e nove reais) sem a taxa de embarque, os cancelamentos têm se sucedido num total desrespeito aos usuários. Na semana passada, um amigo veio à Campos, ele é médico no Rio, é carioca, e a mulher dele trabalha aqui. Eles foram convidados para uma festa, ela não foi para o Rio e ele, veio na sexta à noite, para voltar no domingo à noite. A festa era no sábado e ele teve que ir embora pela manhã, porque a Trip deixou uma mensagem no celular dele dizendo que seu voo tinha sido transferido para o Galeão e que ele deveria ligar para o número x e escolher o que lhe beneficiasse! Ele ligou e a Trip lhe disse que não haveria mais o voo de domingo e que só havia um voo no sábado pela manhã ou na segunda feira. Como ele tinha consultório na segunda cedo, foi no sábado e não foi à festa com a mulher. Na quinta feira, uma médica que trabalha mo Ferreira Machado, minha amiga, veio de Van, por que ao chegar no Santos Dumont, soube que o seu voo para cá fora transferido! Chegou atrasada para o plantão. Hoje, foi para o Bartolomeu Lysandro e de novo! Foi de táxi para o Rio. Não bastasse o monopólio da empresa 1001, a Br-101 com tráfego pesado e motoristas suicidas e assassinos, agora isso...Campos não é mais respeitado, concorda? (...) Acabo de ligar para lá já que tenho voo para o Rio agendado para essa sexta feira! Sabe o que aconteceu? Se eu não tivesse ligado iria para o aeroporto no horário que constava na minha reserva e daria com os burros n’água…meu voo de 7:40 passou para às 17 horas!! E o de volta, que estava marcado para 11:55h, foi transferido para às 9:04h! E ninguém me avisou, compreende?”

 

Comentar
Compartilhe
Vereadores vão ficar sem salário?
19/11/2012 | 23h30

Ao que tudo indica, o cargo de vereador caberá mesmo aos altruístas apenas. Aquela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê o fim da remuneração a legisladores de municípios com até 50.000 habitantes (Mais detalhes em: O fim do salário de vereador) já tem relator e parecer quase pronto.

Cyro Miranda, autor da PEC, está vendendo otimismo. Diz que o relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Aloysio Nunes Ferreira, deve entregar seu parecer até o fim do mês, e com poucas alterações no texto original. Segundo Cyro, Aloysio planeja incluir somente a previsão de uma ajuda de custo de um ou dois salários mínimos para cobrir custos, como transporte e alimentação. E Eunício de Oliveira já avisou: assim que receber o relatório, põe o projeto em votação na CCJ, o que pretende fazer antes do recesso.

Em Campos, que tem mais de 50.000mil habitantes, os vereadores continuam recebendo seus salários. Porém, em cidades como São João da Barra, Cambuci, Cardoso Moreira, Quissamã e Italva, se a PEC for aprovada os parlamentares ficariam apenas com uma ajuda de custo de um ou dois salários mínimos.

Fonte: Coluna Radar Online/ Lauro Jardim — A informação também foi divulgada no blog "Painel", do jornalista Saulo Pessanha.

Comentar
Compartilhe
Pudim com um pé na Alerj
19/11/2012 | 23h24

O ex-deputado federal Geraldo Pudim (PR), fiel escudeiro do casal Garotinho, está com um pé na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A vereadora eleita Verônica Costa (PR) deve mesmo assumir na Câmara do Rio e deixar a cadeira da Alerj para Pudim. A “Mãe Loura do Funk”, que precisa travar alguns embates jurídicos, achou em um primeiro momento que a vaga na Alerj seria mais segura. Porém, após analisar a situação com calma e escutar advogados, teria optado pela Câmara.

2014 — Na última semana, durante a sua participação no programa Folha no Ar, Pudim já deixou claro quais são os seus planos para 2014. “A meta é voltar ao Congresso Nacional como deputado federal. Porém, é bom frisar que a prioridade principal do grupo é a candidatura do deputado Garotinho ao governo do Estado”, disse Pudim.

Comentar
Compartilhe
Pobre Mocaiber
16/11/2012 | 16h14

De acordo com o vereador Altamir Bárbara (PSB), o ex-prefeito Alexandre Mocaiber (PSB) estaria passando por problemas financeiros. Inclusive, Mocaiber teria pedido uma ajuda financeira para cobrir uma dívida de R$ 40 mil no Banco Santander.

Veja como é a vida no mundo político. Em 2006 Alexandre Mocaiber se elegeu prefeito de Campos com  cerca de 130 mil votos. Seis anos depois Mocaiber se candidatou a vereador, conseguiu 539 votos e ainda terminou endividado. Para completar, seu registro ainda foi indeferido e os votos anulados.

* Com informações do João do Microfone

Comentar
Compartilhe
Garotinho na liderança do PR
16/11/2012 | 14h26

A coluna "Radar Online", da revista Veja, informa que o deputado federal Anthony Garotinho caminha para ser o líder do PR na Câmara Federal. Ele começaria a atuar como líder no início de janeiro.

Em seu blog, o parlamentar preferiu adotar um discurso humilde. "Eu sou o vice-líder do PR na Câmara dos Deputados e agora no fim do ano os partidos vão escolher seus novos líderes para os próximos dois anos da atual legislatura. É natural que o meu nome seja ventilado para a liderança do PR, mas respeito outros colegas parlamentares. Esse assunto ainda vai ser conversado. Vamos aguardar", disse Garotinho.

Comentar
Compartilhe
SJB: ExpoBarra começa hoje
15/11/2012 | 15h12

Com estimativa de receber um público de 60 mil pessoas até domingo, a prefeita Carla Machado (PMDB) abre hoje, às 19h, a ExpoBarra 2012. O evento marca também a inauguração do Parque de Exposições Manoel Rangel Pessanha, construído na margem da BR 356, numa área de 90 mil metros quadrados. Destaques na programação, os shows também começam hoje, a partir das 23h. Na abertura, a banda Cheiro de Amor. Amanhã, Aviões do Forró, no sábado, Gusttavo Lima, e no domingo, às 23h, fechando a ExpoBarra, a dupla Victor & Léo, que pela primeira vez se apresenta em São João da Barra. A entrada é gratuita, com estacionamento à vontade.

Para a prefeita Carla Machado, a ExpoBarra vai movimentar todos os setores da economia do município. Segundo ela, é esperado um grande número de pessoas de outras cidades da região.   “A ExpoBarra deste ano já com um local definido e com toda estrutura. O evento está sendo visto como um segundo carnaval, período em que a cidade recebe pessoas de todo país, movimentando principalmente e rede hoteleira e de gastronomia no nosso município. O parque de exposições, um dos maiores do interior do Estado, recebe o nome do produtor rural Manoel Rangel Pessanha”, contou a prefeita, destacando que o evento terá entrada gratuita nos quatro dias.

Ainda de acordo com a prefeita, estão previstas na programação, uma etapa internacional de rodeio, exposição de equinos e bovinos, competição de laço, prova dos três tambores e de Working Penning, Feira Sanjoanense de Preços Promocionais (Fespp), exposição de artesanato e apresentações de artistas locais complementam o evento. Um esquema especial vai proporcionar segurança a todos que forem ao parque”, disse Carla.

A estrutura do parque abriga ainda uma praça de alimentação, com quatro restaurantes, área de shows, um parque de diversões, área de estandes, incluindo os 60 destinados à Fespp, espaço cultural, arena de rodeios, duas pistas para a realização das competições de montaria e pavilhões de equinos e bovinos.

Fonte: Folha Online, matéria do Renato Wanderley

Comentar
Compartilhe
Nildo Cardoso na presidência da Câmara
14/11/2012 | 19h01

Pelo menos por alguns minutos a oposição vai ocupar a cadeira do presidente.

Como foi o mais votado na eleição de outubro, o vereador eleito Nildo Cardoso (PMDB), que faz parte da oposição, vai conduzir os trabalhos na primeira sessão da próxima legislatura. Porém, o vereador não vai ficar muito tempo na função. Na ocasião, haverá a eleição para escolher o presidente, vice-presidente, primeiro e segundo secretários. E, como todos nós já sabemos, o presidente da Câmara de Campos será alguém de extrema confiança do casal Garotinho.

Situação — Pelo lado governista, que conta com o apoio de 21 dos 25 parlamentares, haverá uma chapa que deve ser encabeçada pelo vereador eleito Mauro Silva (PT do B). Porém, também existe a possibilidade de Edson Batista (PTB) ou algum nome do PR, ficar com a presidência.

Oposição — Com apenas 4 dos 25 vereadores, a oposição também deve apresentar uma chapa. Mesmo sabendo que é impossível ocupar uma vaga na Mesa Diretora, os oposicionistas querem vão marcar posição. Como três oposicionistas estaraão no primeiro mandato (Fred, Marcão e Rafael) deve caber a Nildo Cardoso a função de discursar e pedir votos em uma Câmara completamente rosa.

Comentar
Compartilhe
Clarissa propõe plebiscito sobre privatização do Maracanã
14/11/2012 | 01h31

Do G1:

A deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) protocolou ontem (13) um projeto de resolução na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para convocar um plebiscito sobre a privatização do Maracanã. A ação tem base no artigo 99, inciso XXI, da Constituição Estadual. Segundo a deputada, o plebiscito permite que a população se manifeste sobre a proposta.

Clarissa  defende que o estádio continue sendo um equipamento público. “O Maracanã é a casa dos clubes cariocas, palco do gol mil do Pelé e um símbolo do estado do Rio no mundo. O Maraca é nosso e tem que continuar sendo do povo, não pode ser entregue aos interesses de grupos privados”, disse.

A proposta de plebiscito obteve 33 assinaturas. Era preciso do apoio de 28 dos 70 deputados da Alerj. O projeto segue para a Comissão de Constituição e Justiça e depois vai à votação no plenário da assembleia.

Comentar
Compartilhe
Uma Bienal que merece ser conferida
14/11/2012 | 01h07

Muito se fala sobre a falta de investimentos do governo Rosinha Garotinho no campo cultural. Porém, pelo menos na organização da Bienal, a prefeita e sua equipe merecem ser parabenizados. A programação é boa, com bons debates, nomes de peso e homenagens merecidas. Inclusive, seria importantes manter os Cafés Literários e Botequins Literários após o evento.

A 7ª Bienal do Livro de Campos, que começa no próximo dia 23, vai contar com nomes como Affonso Romano de Sant'Anna, Gilberto Gil, Nelson Sargento, Frei Betto, MV Bill, Joel Rufino, Ziraldo, Elba Ramalho, Marina Colasanti e Antônio Carlos Secchin. O evento será realizado no Cepop.

Durante a divulgação da programação, na última segunda-feira (12), a prefeita Rosinha Garotinho comentou sobre os nomes que serão homenageados e seus respectivos legados. São eles: Luiz Gonzaga, Jorge Amado, Alberto Lamego e Osório Peixoto. A prefeita mencionou também a comemoração pelos 100 anos do Modernismo, que terá a presença das atrizes Lucélia Santos e Cássia Kiss, nomes já confirmados para a leitura de poesias.

A Bienal começa, no dia 23, com o encontro “Viva Gonzaga! Homenagem a Luiz Gonzaga”, que terá sua história contada pela cantora Elba Ramalho, que se reúne ao neto do rei do Baião, Daniel Gonzaga, e ao músico Rildo Hora, sob a mediação do editor-chefe do jornal “Estado de Minas”, Carlos Marcelo Carvalho.

Atualização no dia 15/11 às 15h58 — No dia 01 de dezembro, no Botequim Literário, o escritor,  dramaturgo, tradutor e jornalista Millôr Fernandes, que morreu em março deste ano, será homenageado.

Comentar
Compartilhe
SJB: Após confusão na Câmara, queixa na Delegacia
13/11/2012 | 17h34
[caption id="attachment_13636" align="aligncenter" width="348"] Foto/SJB Online[/caption]

A sessão extraordinária com o objetivo de destituir o presidente da Câmara de São João da Barra, Gersinho Crispim (PR), foi parar na 145 º Delegacia de Polícia. Após discussão, que contou com momentos de tensão, incluindo gritos e empurrões, ainda não há uma definição sobre a destituição do presidente. Neste momento os governistas buscam segurança policial e garantias jurídicas para realizar votar o requerimento que pede o afastamento de Gersinho da função de presidente da Casa.

Vereador passa mal — Durante as discussões, ainda na Câmara, o vereador Domingos Vieira (PDT), da bancada governista, passou mal. O Resgate foi acionado e o parlamentar recebeu o primeiro atendimento no plenário, mas logo em seguida foi encaminhado ao Pronto Socorro da cidade.

Início da confusão — O vereador Alexandre Rosa (PMDB), que é vice-presidente da Câmara, tentou iniciar os trabalhos quando foi surpreendido pelo presidente da Câmara, Gersinho (PR), que tirou Alexandre da cadeira afirmando que não haveria sessão. Logo em seguida, o vereador Zezinho Camarão (PR) entrou no plenário aos berros: “Só vai ter sessão com mandado judicial”, gritava Camarão, enquanto dava tapas na mesa.

Comentar
Compartilhe
Jorge Rangel reprova atitude de Mocaiber
13/11/2012 | 13h02

O presidente do PSB em Campos, vereador Jorge Rangel, comentou durante a sessão de hoje (13) sobre a atitude do ex-prefeito Alexandre Mocaiber (PSB), que abriu mão da tentativa de recorrer para validar 539 votos obtidos por ele no pleito. Caso os votos de Mocaiber fossem validados, o PSB iria manter o vereador Altamir Bárbara e ficar com duas cadeiras na próximo legislatura. “Reprovo a atitude do ex-prefeito Mocaiber. Mesmo sabendo que seria complicado, coloquei o diretório do PSB a disposição do vereador Altamir e lutamos no TSE para validar os votos de Mocaiber, pelo menos para o partido. Não foi possível, mas quero deixar claro que tentamos”, disse Jorge Rangel.

Como os votos de Mocaiber não foram validados, o PR mantém a cadeira de Fábio Ribeiro e Altamir fica como primeiro suplente do PSB.

Comentar
Compartilhe
Tumulto e impasse na Câmara de São João da Barra
13/11/2012 | 12h14

Inconformado com a sessão extraordinária que pretende destituir o vereador Gersinho (PR) da presidência da Câmara de SJB, o vereador Zezinho Camarão (PR), que em 2010 deu um soco no vereador Alexandre Rosa (PR), deu início a um tumulto que, neste momento, conta com gritos, pancadas na mesa e debates que estão bem próximos de se tornar embates.

Disposto a conduzir a sessão e votar o requerimento, o vereador Alexandre Rosa (PMDB) viu o vereador Gersinho puxar de sua mão o documento que seria lido.

Irritado com a situação, o vereador Neco (PMDB), que se elegeu prefeito na eleição de outubro, desabafou. "Isso não pode ser uma ditadura! A maioria quer analisar o requerimento e a minoria está tumultuando", disse Neco.

Como em um estádio de futebol, a população que acompanha a sessão puxa gritos de apoio aos aliados e protestos contra adversários.

A Polícia Militar se encontra no local para evitar confrontos.

Atualização às 12h44 — Enquanto os sete vereadores governistas ainda esperam apreciar a destituição, os dois vereadores da oposição (Camarão e Gersinho) ficam vigiando tudo de perto. Em caso de movimentação governista, a oposição vai tentar barrar a sessão.

Atualização às 13h14 — O presidente da Cãmara pediu ao grupo governista: "Quero me defender. Se até os criminosos podem se defender, por que eu não poderei? Peço que os prazos regimentais sejam cumpridos", disse Gersinho, que ouviu do vereador Neco: "O senhor já teve muito mais do que 15 dias para se defender. Porém, optou por tumultuar, se esquivar. A maioria lhe deu muito tempo. Agora, o que cabe é respeitar a maioria", disse Neco.

Clima quente — Quem está acompanhando a sessão pela internet (aqui) já notou que o clima é, literalmente, quente. Vereadores bebem muita água e ficam se abanando o tempo todo. O motivo é simples: os atuais comandantes da Casa teriam desligado o ar condicionado.

Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB: Maioria quer destituir Gersinho hoje
13/11/2012 | 11h28

Os sete vereadores que integram a bancada governista estão neste momento na Câmara de São João da Barra para realizar a sessão extraordinária que pretende votar o requerimento que solicita a destituição do presidente da Casa, vereador Gersinho (PR). Como a sessão extraordinária já havia sido convocada, os vereadores alegam novas manobras do presidente. "As portas estão fechadas. Porém, nossa meta é votar hoje. Estamos cumprindo tudo o que determina o regimento da Casa. Por mais que ele tente manobrar, o presidente foi notificado e sabe que estamos dentro da Lei", disse o vereador Aluízio Siqueira (PMDB), líder do governo e futuro presidente da Câmara.

Na justificativa para a destituição, os vereadores alegam: faltas, omissões, abuso de autoridade e ineficiência na condução dos trabalhos do Legislativo. Os argumentos utilizados pelos governistas já tinham sido enviados ao Ministério Público Estadual, para abertura de inquérito civil público. Porém, a promotoria julgou improcedente e optou pelo arquivamento de um deles.

Camarão comenta sobre parecer — Durante a sessão de ontem (12) o vereador Zezinho Camarão (PR) leu o parecer da Procuradoria da Casa sobre a convocação da sessão extraordinária. Segundo o parecer, não poderia haver sessão extraordinária porque a forma como foi feito o pedido incide em vários vícios constitucionais e legais. O principal deles refere-se ao fato de que, até o presente momento, o presidente Gersinho não foi intimado para exercício do direito de defesa. Dessa forma, ele acolheu o parecer, determinando a nulidade da convocação.

Comentar
Compartilhe
STF: Cadeia para o chefe do mensalão
12/11/2012 | 18h26

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta segunda-feira o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu a dez anos e dez meses de detenção — o que significa que o dirigente petista terá que cumprir regime fechado de prisão. Além da cadeia, Dirceu terá que pagar multa de R$ 676 mil, relativa a 260 dias/multa, pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa.

Na sequência, foi feito o cálculo da pena do ex-presidente do PT, José Genoino. Pelos mesmos crimes atribuídos a Dirceu — formação de quadrilha e corrupção ativa — Genoino foi condenado a seis anos e 11 meses de prisão, em regime semiaberto, além de multa de R$ 468 mil.
Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
PSF: Quais são os caminhos após o fim do prazo?
11/11/2012 | 20h46

O advogado José Paes Neto publicou hoje (11) em seu blog (aqui) uma nota sobre o Programa Saúde da Família (PSF). Ele lembrou que, com o fim do prazo de validade do concurso do PSF, surgem para os aprovados diversas dúvidas. “Primeiramente, importante salientar que o Supremo Tribunal Federal possui entendimento consolidado no sentido de que expirado o prazo de validade do concurso, sem que ocorram as convocações, surge para os aprovados dentro do número de vagas o direito líquido e certo a nomeação. Outra dúvida bastante comum, é com relação ao prazo para impetração do mandado de segurança. Com relação a essa questão, o Superior Tribunal de Justiça possui entendimento de que o prazo de 120 dias para impetração do Mandado de Segurança começa a fluir com o fim da validade do concurso. Ou seja, no caso do concurso do PSF, o prazo iniciou no último dia 09 de novembro”, explicou José Paes, lembrando que os candidatos aprovados devem procurar seus advogados de confiança para que sejam tomadas as medidas judiciais cabíveis.

Planos da prefeita — Em seu programa de governo a prefeita Rosinha Garotinho (PR) informa que planeja realizar um novo concuso.

Comentar
Compartilhe
Royalties: Planalto dividido pode dificultar decisão de Dilma
10/11/2012 | 13h50

Do Globo Online:

Uma divisão interna no governo pode dificultar ainda mais a decisão da presidente Dilma Rousseff sobre o projeto que redistribui os royalties do petróleo. A posição da equipe econômica é favorável ao veto, parcial ou total, do texto aprovado nesta semana na Câmara. Mas, segundo fontes, outra corrente do governo, instalada no próprio Palácio do Planalto, defende a sanção do projeto como saída política, deixando para o Supremo Tribunal Federal (STF) a decisão sobre a inconstitucionalidade do texto, evidente na visão da área jurídica. No único comentário que fez sobre o projeto, após a aprovação pela Câmara, a presidente Dilma enfatizou que ainda não tinha posição sobre o assunto.

— A tendência natural é o veto e encaminhamento de novo projeto — disse uma fonte da área econômica, manifestando a posição da equipe.

A Advocacia-Geral da União (AGU) não quer se manifestar sobre o assunto, porque caberá ao órgão a recomendação final à presidente Dilma, mas a área técnica já identificou vários elementos de inconstitucionalidade na proposta aprovada pela Câmara. A avaliação nos bastidores é que, caso a lei seja sancionada, as chances de o Supremo derrubar a lei são reais. Um dos problemas levantados nessa discussão é que a AGU, mesmo apontando inconsistências na lei, terá que defendê-la, caso prevaleça a posição de sancioná-la.

Veto exigiria nova lei ainda em 2013  — O Ministério da Fazenda — que participou ativamente do marco regulatório do pré-sal — estuda a possibilidade de sugerir vetos parciais. No caso de vetos, parciais ou total, a saída em discussão é o envio de um outro projeto ao Congresso para substituir o que ficaria sem regulamentação.

Para o Ministério de Minas e Energia, o mais importante no momento é apresentar aos potenciais investidores do leilão de blocos de concessão, previsto para o primeiro semestre do próximo ano, um marco regulatório completo e sem inseguranças jurídicas. Incertezas regulatórias poderiam reduzir a atratividade dos lances, avaliam os técnicos. No mês passado, o ministro Edison Lobão anunciou dois leilões para o próximo ano, mas condicionou-os à aprovação da nova lei dos royalties no Congresso. O primeiro leilão, programado para maio, ainda não envolverá os blocos do pré-sal e ocorrerá totalmente no regime de concessões. Portanto, terá um marco legal completo, ainda que baseado nas leis antigas. Para o leilão que já inclui áreas do pré-sal, previsto para o fim do ano que vem, porém, há regras sobre o regime de partilha incluídas no projeto de lei dos royalties necessárias para que a disputa se viabilize. Por isso, um eventual veto total ao projeto aprovado na Câmara coloca o governo na obrigação de aprovar uma nova lei até lá.

Comentar
Compartilhe
MPF denuncia empresária campista por divulgar mensagem racista
10/11/2012 | 00h55

O Ministério Público Federal (MPF) em Campos dos Goytacazes (RJ) denunciou a empresária Kenya Thomaz Mayrinck Dias, moradora do município, por prática de discriminação e preconceito de cor contra negros. De acordo com o MPF, o texto divulgado pela denunciada na internet teve como objetivo "desmerecer a referida etnia como um todo, e não uma pessoa específica".

No fim de outubro, ela publicou em sua conta do Facebook o seguinte comentário: "#odeiocentrode qqcidade #odeioesselugar As vezes entendo o preconceito tem gente que devia permanecer no tronco ! Pessoas ignorantesssss ECA"(sic).

O procurador responsável pela denúncia, Eduardo Santos de Oliveira, explicou que ainda não há no país uma "base mais densa" para tratar deste tipo de ação na web. No entanto, ele disse ressaltou o papel do MPF e disse que é importante que casos como esse continuem sendo denunciados. "O fato de a Justiça condenar (ou não) não pode servir de pretexto para o MP não cumprir com o seu trabalho. O uso da web como ferramenta de comunicação é útil, mas casos como esse mostram que precisamos discutir como vamos lidar com isso. A internet tem que ser usada com responsabilidade, e não como meio de crimes ou de qualquer tipo de discriminação", disse.

Kenya Thomaz foi enquadrada na Lei do Crime Racial (Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989), que aborda questões sobre a dignidade pessoal, seja individualmente, como coletivamente. Se condenada, ela pode pegar de 2 a 5 anos de reclusão.

Fonte: SRZD

O "Sociedade Blog" também publicou nota sobre o assunto (aqui)

Veja o comentário que gerou a denúncia do MPF:

[caption id="attachment_13593" align="aligncenter" width="495"] Comentário foi publicado pela empresária no Facebook[/caption]
Comentar
Compartilhe
OGX diz que tem 1 bilhão de barris de petróleo em Campos
10/11/2012 | 00h27
[caption id="attachment_13587" align="aligncenter" width="368"] OGX, de Eike Batista, afirma que exploração está avançando [/caption] Da Veja:

A OGX, empresa de petróleo da holding EBX, do empresário Eike Batista, disse ontem (09) que espera recuperar cerca de um bilhão de barris óleo e gás a partir de dois blocos que possui na bacia de Campos, em parceria com a norueguesa Maersk.

Os prospectos de Cozumel, Tulum e Cancun, no bloco BM-C-37; e os prospectos de Viedma e Cotopaxi, no bloco vizinho BM-C-38, possuem entre 861 milhões a 1,196 bilhão de barris de óleo recuperável e gás natural equivalente (boe), segundo a empresa em uma apresentação dos resultados trimestrais aos investidores. Se comprovado, seria petróleo suficiente para abastecer todas as necessidades de petróleo dos Estados Unidos – o maior consumidor mundial da commodity – por quase dois meses, de acordo com o BP Statistical Review of World Energy e a Reuters. A OGX detém 70% dos blocos de petróleo e a Maersk possui o restante. A parte da OGX seria de 603 milhões a 837 milhões de boe, diz o comunicado.

Aumento da produção – A OGX informou que pretende iniciar em dezembro a produção do terceiro poço do campo de Tubarão Azul, disse seu diretor-financeiro, Roberto Monteiro, em teleconferência ontem. Atualmente, a empresa possui dois poços produtores no local, com extração média de 5 mil barris de petróleo por dia cada um. O executivo disse que o volume de produção do terceiro poço poderá ser conhecido em janeiro.

Relatório do banco Citi desta sexta diz que há uma expectativa de produção de 7 mil barris diários de petróleo para este último poço – maior que a dos dois primeiros. "Há uma boa chance de o novo poço superar os dois primeiros poços. Estimamos que poderia chegar a uma taxa máxima de 7 mil barris/dia. As taxas de fluxo acima dos poços atuais poderia abrir espaço relevante para a melhoria dos ganhos da OGX em 2013/2014", disse o banco.

A OGX espera entre 18 milhões e 20 milhões de barris recuperáveis de óleo por poço em Tubarão Azul ao longo de sua vida útil. A empresa acredita que há entre 209 e 270 milhões de barris de óleo recuperável e equivalentes de gás natural no local. A expectativa inicial da empresa era atingir uma produção de 40 a 50 mil barris por dia com três poços produtores no fim de 2012. Mas a meta foi adiada para 2013. Tubarão Azul é a única área da OGX que produz petróleo atualmente.

A empresa anunciou também que iniciou na última quinta-feira a perfuração em poço de Cozumel, na bacia de Campos.
Comentar
Compartilhe
Suplicy faz dueto com Tiririca
09/11/2012 | 18h59

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=awFU8prQkiU[/youtube]

No mundo político não é só a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PR) que aproveita os eventos para cantar suas músicas preferidas. Ontem (08), o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) e o deputado Tiririca (PR-SP) realizaram um improvisado dueto para comemorarem o prêmio de "melhores parlamentares do país" de 2012. O evento premiou os congressistas escolhidos em 11 categorias, entre elas melhor senador, melhor deputado e parlamentar do futuro. Suplicy foi escolhido como melhor senador e Tiririca ficou entre os seis melhores deputados.

Em cima do palco, onde foram entregues os prêmios, os dois cantaram Blowin' in the wind, sucesso de Bob Dylan. Antes do dueto, Tiririca cantou para o público uma canção de Zeca Pagodinho, "Deixa a vida me levar", e "Florentina de Jesus".

O prêmio é promovido pelo site Congresso em Foco está em sua 7ª edição. A primeira fase de escolha dos parlamentares é feita pelos jornalistas que cobrem o Congresso Nacional. Os 25 deputados federais e dez senadores mais votados nas categorias gerais e os cinco parlamentares mais votados em cada uma das categorias especiais passam à segunda etapa de votação, na internet.

Obama solta a voz — Essa história de político cantando nos eventos não acontece só no Brasil. Nos EUA, o presidente Barack Obama soltou a voz ao lado de Mick Jagger, B.B. King, Buddy Guy e Jeff Beck. Ele cantou um trecho de"Sweet Home Chicago", um clássico do blues que homenageia a cidade em que Obama viveu e fez sua carreira política.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=sLzECY8sYpE[/youtube]

Comentar
Compartilhe
PT lança pré-candidatura de Lindbergh
09/11/2012 | 18h37

Em política, um ciclo de dois anos pode ser uma eternidade. Ou um piscar de olhos, dependendo da estratégia dos partidos e do que está em jogo na próxima eleição do calendário. No Rio de Janeiro, os movimentos recentes dos dois principais partidos instalados no Palácio Guanabara indicam a segunda opção. Depois de estapeados pelo prematuro lançamento do vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) para disputar o governo do estado em 2014 – obra do prefeito reeleito Eduardo Paes (PMDB), minutos após a vitória nas urnas – os petistas fluminenses revidam. E, sob o pretexto de avaliar o desempenho eleitoral do partido no estado em 2012, devem aprovar no próximo domingo a pré-candidatura do senador Lindbergh Farias ao governo.

A reunião do diretório fluminense do PT fará um lançamento informal, mas carregado de significado para o futuro da aliança que sustenta o governador Sérgio Cabral. Lindbergh desistiu de disputar o governo em 2006 em favor da aliança, e não parece disposto a repetir o sacrifício. Ele também não escondeu, durante a campanha nas eleições municipais, que trabalhava com esse objetivo: percorreu mais de 60 municípios e, no 2.º turno, apoiou candidatos que ganharam as prefeituras de Macaé, Duque de Caxias e Petrópolis.

Fonte: Veja

Comentar
Compartilhe
Aluízio Siqueira será o presidente da Câmara de SJB
08/11/2012 | 19h27

O blog “Ponto de Vista”, do Christiano Abreu Barbosa, informa (aqui) que o vereador Aluízio Siqueira (PMDB) será o próximo presidente da Câmara de São João da Barra. A decisão foi tomada após reunião no Palácio da Guanabara com a presença do governador Sérgio Cabral (PMDB), da prefeita Carla Machado (PMDB) e do prefeito eleito Neco (PMDB). O vice-prefeito eleito, Alexandre Rosa (PMDB) e os vereadores governistas eleitos para a próxima legislatura também participaram da reunião.

Ainda de acordo com o blog “Ponto de Vista”, a vereadora eleita Soninha (PT) será a vice-presidente e o vereador eleito Alex Firme (PMDB) será o líder do governo.

Nos embates acirrados do Legislativo, quando o governo era minoria, o vereador Aluízio Siqueira se destacou como a voz mais firme da bancada governista. Além disso, esteve cotado para ser o candidato do governo à Prefeitura. Na eleição deste ano ele obteve 1.300 votos.

Palpite — No dia 19 de outubro publiquei aqui no blog uma nota sobre os favoritos para ocupar os cargos da mesa diretora da Câmara de São João da Barra. Na ocasião, informei que o favorito para ocupar a presidência era o vereador Aluízio Siqueira e que a liderança do governo ficaria com o vereador eleito Alex Firme.

Comentar
Compartilhe
Alerj: Henriques pede convocação da 1001
08/11/2012 | 16h39
O blog do Cláudio Andrade informa que o deputado estadual Roberto Henriques (PSD) protocolou junto à Comissão de Transportes da Alerj, presidida pelo Deputado Marcelo Simão, um expediente requerendo a convocação de representantes da Empresa 1001. Henriques  entende que a empresa precisa prestar informações em relação aos altos preços cobrados nas passagens, bem como quais as medidas que estão sendo tomadas em relação a segurança dos cidadãos, haja vista, os últimos acontecimentos trágicos envolvendo veículos da empresa, como o ocorrido na Rio-Teresópolis que matou 15 pessoas.
Comentar
Compartilhe
De olho na Alerj, Pudim articula
07/11/2012 | 19h31
Da coluna "Extra, Extra" - Berenice Seara:

O secretário geral do PR, Geraldo Pudim, vai se encontrar com Verônica Costa, eleita vereadora do Rio pelo mesmo partido, na noite desta quarta-feira (07). Pudim tenta convencer a moça a assumir o mandato no Palácio Pedro Ernesto, em vez de rumar para a Assembleia Legislativa. Primeira suplente do partido no Legislativo estadual, Verônica tem a chance de baixar no Palácio Tiradentes, já que o deputado Miguel de Jeovani (PR) se elegeu prefeito de Araruama.

Braço direito do deputado federal Anthony Garotinho (PR), candidato a governador em 2014, Pudim é o segundo suplente da legenda. Ou seja, se Verônica vai para a Câmara, ele assume o mandato. O objetivo do moço, e de Garotinho, é deixar a oposição mais barulhenta e tentar desgastar o governador Sérgio Cabral (PMDB). Já Verônica, acusada de ter torturado o ex-marido, está de olho no foro privilegiado ao qual os deputados têm direito.

Comentar
Compartilhe
Projetos que ninguém vota
07/11/2012 | 15h58

Os deputados federais que votaram com muita velocidade o projeto que bate a carteira do Rio e leva os royalties, não têm a mesma disposição quando o assunto é combater a corrupção. 145 Projetos de Lei que tentam fisgar os corruptos estão emperrados no Congresso. O mais antigo já tem 17 anos.

A informação é do relatório da Frente Parlamentar Mista de Corrupção, atualizado até 30 de outubro. A maioria dos projetos, 109 ao todo, está emperrada na Câmara dos Deputados. Os outros 36 estão com o Senado. Apesar das inúmeras movimentações e aprovações que os textos recebem, o fluxo é lento: desde que a Frente foi criada, há seis anos, só um projeto foi aprovado, o PL 3443, de 2008, do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que torna mais eficiente a tipificação do crime de lavagem de dinheiro.

Na outra ponta, o número de projetos propostos não para de aumentar. No ano passado, a Frente contou 102 propostasem trâmite. Emum ano, surgiram outras 43. Na conta do presidente da Frente, o deputado federal Francisco Praciano (PT-AM), ao menos 30 já receberam todos os pareceres e estão prontos para serem colocados em votação no Congresso. Segundo Praciano, a votação não acontece por falta de vontade política da própria Casa. “Quem define a pauta de votação é o colégio de líderes do Congresso, que é formado por representantes de todos os partidos. Eles não botam na pauta de jeito nenhum. O principal culpado pela corrupção é o próprio Estado, que em sua estrutura dificulta o aperfeiçoamento das leis”, alega Praciano.

Comentar
Compartilhe
Pezão anuncia pacote de obras em Campos e região
07/11/2012 | 08h15

O vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) participou ontem (06) do programa “Panorama Continental”, apresentado pelo Cláudio Nogueira. Por telefone, ele anunciou um pacote de obras para Campos e região. “Vamos iniciar o processo de licitação de muitas obras nas regiões Norte e Noroeste Fluminense. A região nunca recebeu tantos investimentos como vai receber. Tem a Estrada - RJ 178/180, no trecho entre Dores de Macabú e a divisa de Quissamã. São sete quilômetros. Também vamos restaurar trecho de Dores de Macabu até a BR-101 e Ponta da Lama. Temos também as obras no trecho entre Itaocara e São Fidélis, que conta com acostamento. Vamos fazer Cambuci/São Fidélis e o trecho entre Ponte da Boia e Itaocara. São várias solicitações que chegam através dos nossos aliados. Entre eles o deputado João Peixoto”, disse Pezão.

Ponte — De acordo com Pezão, as obras da ponte que liga São João da Barra ao município de São Francisco de Itabapoana também vão começar. “É um sonho antigo do ex-deputado Alair Ferreira e já contava com os pilares. Vamos licitar todas essas obras até o final de dezembro. Vamos entregar entre os anos de 2013 e 2014”, disse Pezão, que comentou sobre uma obra concluída. “Em breve vamos inaugurar o trecho entre Pureza e Italva, que foi asfaltado. Trata-se de um pedido do deputado João Peixoto que vai ajudar a população a economizar muito tempo. Essa parceria com o João Peixoto é muito importante. Ele é muito querido pelo governador Sérgio Cabral. Ele também nos solicitou a estrada de Barra do Furado até o Farol de São Thomé. Vamos nos esforçar para incluir mais essa obra no pacote”, disse Pezão;

Royalties — Antes mesmo de tomar conhecimento sobre a aprovação do projeto que redistribui os royalties, Pezão afirmou confiar no veto da presidente Dilma. “O governador vem trabalhando ao lado da presidente. No Congresso somos minoria, mas a presidente vai vetar. Temos um bom relacionamento com a presidente”, afirmou.

Policiais — O vice-governador também comentou sobre o aumento do policiamento e fez uma comparação com a gestão de Rosinha no Estado. “Só este ano contratamos 7 mil policias e vamos contratar, através de um novo concurso, mais 7 mil. O governo anterior, em 2006, contratou apenas 550 policiais. Estamos contratando 7 mil ao ano. Além disso, vamos dobrar o contingente do Bope. Estamos nos preparando para as Olimpíadas. Vamos colher grandes resultados. Vencemos muitos obstáculos e vamos vencer outros”, completou, explicando que o governo vai realizar concursos específicos para o interior do Estado

Comentar
Compartilhe
EUA: Obama reeleito
07/11/2012 | 02h28
[caption id="attachment_13554" align="aligncenter" width="400"] No Twitter, Obama divulgou foto abraçando Michelle, em comemoração a sua vitória[/caption]

Em uma eleição disputadíssima, o presidente Barack Obama se reelegeu nos Estados Unidos.

Após a NBC, as redes de TV Fox News e CNN já declararam Barack Obama reeleito presidente dos Estados Unidos. A Fox, que apoia ostensivamente o Partido Republicano, de Mitt Romney, estima que Obama já tenha garantido 275 votos no Colégio Eleitoral, cinco a mais que o mínimo necessário. O anúncio provocou uma explosão de alegria na sede da campanha democrata, em Chicago.

A anunciada vitória de Obama cria uma dificuldade de última hora para Mitt Romney. Mais cedo, o candidato republicano disse que havia escrito somente o discurso da vitória, num sinal de confiança no resultado. Agora ele terá de improvisar.

Comentar
Compartilhe
O Dia: Deputados batem carteira do Rio e roubam royalties
07/11/2012 | 01h59
A edição de hoje (07) do jornal "O Dia" mostrou de forma bem clara o que aconteceu ontem (06) na Câmara dos Deputados:

A covardia contra o Estado do Rio foi perpetuada ontem à noite na Câmara Federal ao aprovar o Projeto de Lei 2.565/11, de autoria do senador Vital do Rego (PMDB-PA), que redistribui os recursos dos royalties de petróleo entre todos os municípios e estados da federação.

O projeto agora irá a sanção da presidenta Dilma Rousseff, que pode vetá-lo. De imediato, para o ano de 2013, o Estado do Rio deixa de arrecadar R$ 1,8 bilhão e os municípios fluminenses outros R$1,7 bilhão. Até 2020, o estado e municípios fluminenses perderão R$ 48,8 bilhões em arrecadação com recursos do petróleo.

CRONOLOGIA

EMENDA IBSEN

A covardia contra o Rio começou em 2010, quando o Congresso aprovou projeto do deputado Ibsen Pinheiro (PMDB-RS), determinando a distribuição dos royalties de petróleo entre todos os estados, produtores e não produtores. A Emenda Ibsen tirava R$ 7,5 bilhões do Rio ao ano.

LULA VETOU

O então presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou a Emenda.

FUNDO SOCIAL

Apesar do veto, na época, Lula sancionou o projeto de lei que criou o marco regulatório para a extração e refino do petróleo do pré-sal. Também destinou parte dos recursos obtidos com a exploração para um Fundo Social.

NÃO PRODUTORES

No ano passado, pressionado pelos estados não produtores, o Congresso tentou colocar em votação o veto presidencial.

REAÇÃO

O governo do Rio de Janeiro reagiu, promovendo grande protesto e levou milhares de pessoas às ruas. O Senado, então, aprovou projeto do senador Vital do Rego (PMDB-PB), que também privilegia os estados do Norte e Nordeste.

A MUDANÇA

O projeto aprovado ontem prevê a redução de 30% para 20% do percentual de royalties recebidos pela União. Já para os estados e municípios produtores, o percentual cai de 61,25% para 26% a partir de 2019. No mesmo ano, os ganhos de estados e municípios não produtores subiria de 8,75% para 54% a partir de 2019.

NAS MÃOS DE DILMA

O projeto segue hoje à sanção presidencial. Dilma Rousseff será 15 dias para se definir.

Comentar
Compartilhe
Cabral confia no veto de Dilma
06/11/2012 | 22h51

O governador Sérgio Cabral (PMDB) confia que a presidente Dilma Rousseff vetará a projeto aprovado pela Câmara, agora à noite, que impõe perdas bilionárias aos estados produtores de petróleo, como Rio de Janeiro e Espírito Santo. “Estou tranquilo porque a presidenta Dilma já anunciou publicamente que vetará qualquer projeto de lei que venha a alterar a distribuição dos royalties e da participação especial dos campos de petróleo já leiloados, de contratos já assinados, e receitas comprometidas em função do ato jurídico perfeito”, disse o governador em nota.

Para Cabral, o projeto aprovado, “além de violar o direito adquirido e o ato jurídico perfeito, é inconstitucional também por não dar aos estados e municípios produtores a compensação prevista no artigo 20, parágrafo 4, da Constituição Federal”. O governador argumenta ainda que a “própria modificação feita pelo governo federal foi no marco regulatório, nos campos que serão leiloados. O governo federal teve a preocupação de não alterar contratos já celebrados, porque isso fere a Constituição”.

Cabral conclui, na nota, que, se o projeto virar lei, “levará as finanças públicas do Governo do Estado ao colapso. O mesmo acontecerá com muitas prefeituras do Estado do Rio”.

Comentar
Compartilhe
Garotinho: "Se Dilma não vetar o Rio está falido"
06/11/2012 | 21h08

Numa reviravolta, a Câmara Federal aprovou na noite desta terça-feira, por 286 votos favoráveis e 124 contrários, o projeto do Senado sobre a distribuição dos royalties de autoria do senador Vital do Rego (PMDB-PB). O projeto vai à sanção presidencial. "Ou a presidente Dilma veta ou esta decretada a falência do Rio de Janeiro", disse o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ).

A medida contrariou grande cidades produtoras, em especial Campos, onde há a Bacia de Campos, e ainda cidades do Espírito Santo. Garotinho protestou muito. Na prática, os governos estaduais receberão mais dinheiro do que os municípios produtores. "Se o relatório do deputado Carlos Zarattini (PT - SP) já era um golpe contra o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, o projeto original aprovado pelo Senado é muito pior. E foi isso que acabou sendo aprovado num sessão lamentável como os leitores do blog devem estar acompanhando ao longo do dia. Não tenho dúvidas de que a presidente Dilma vetará o que foi aprovado caso contrário estará inviabilizando o futuro do Rio de Janeiro. Na verdade foi vergonhoso tudo o que aconteceu, depois vou analisar tudo com mais calma", disse Garotinho em seu blog.

A derrota na tática do governo criou um mal-estar para os líderes. O projeto de Vital do Rego redivide todas as receitas da exploração, incluindo aquelas obtidas nas áreas já licitadas. Os aliados tentaram salvar a votação do texto de do relator Carlos Zarattini (PT-SP), mas o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), anunciou que, diante da preferência do texto do Senado, não era mais possível votar o texto elaborado por Zarattini. Mais cedo, o relator apresentou uma nova versão com mudanças nos percentuais de repasse dos recursos entre estados e municípios confrontantes, que estavam igualmente com 11%. O plenário aprovou, por 277 votos a 47 e 1 abstenção, o regime de urgência para o projeto dos royalties.

Pela nova proposta, o percentual dos Estados, que hoje é de 26,25%, cairia para 20% a partir de 2013 e ficando com esse percentual. Os municípios, que hoje têm 26,25%, teriam uma redução para 13% em 2013 e chegariam ao final com 4%. Já os chamados municípios afetados com embarque e desembarque de petróleo cairiam os atuais 8,75% para 7% e ficariam, ao final, com 3%.

Fonte: O Globo

Comentar
Compartilhe
Garotinho X Rolo Compressor
06/11/2012 | 19h30
[caption id="attachment_13518" align="aligncenter" width="421"]Foto/Blog do Garotinho Foto/Blog do Garotinho[/caption]

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) está defendendo com unhas e dentes os royalties do petróleo. Quem acompanha a sessão da Câmara Federal já percebeu que ele pediu a palavra várias vezes, apresentou requerimentos, encarou o presidente da Câmara, Marco Maia (PT), e tentou de todas as formas evitar um golpe.

Em seu dia de Odisséia — Representando uma minoria, Garotinho deve estar sentido na pele algo semelhante ao que os vereadores da oposição em Campos enfrentam no Legislativo da terra goitacá. Se por aqui, o “rolo compressor” governista não quer nem saber o que a oposição está dizendo, lá em Brasília o “rolo compressor” a favor da redistribuição dos royalties já avisou que Garotinho é minoria e não tem força para mudar os rumos da votação.

Atualização às 21h10 — "Veta, Dilma" — Ao notar que a votação caminhava para um resultado que deixaria os municípios produtores em uma situação bastante complicada, Garotinho citou a atriz Camila Pitanga, que durante um evento se posicionou contra o Código Florestal, e pediu o mesmo em relação ao projeto dos royalties: "Veta, Dilma".

Comentar
Compartilhe
Bacellar consegue liminar e continua na Câmara
06/11/2012 | 14h38

O vereador Marcos Bacellar (PDT) conseguiu uma liminar no TRE que suspende os efeitos da decisão que cassou o seu mandato. Com isso, Guilherme Negão (PT do B), que seria empossado amanhã, continua como suplente.

O desembargador Sérgio Schwaitzer entendeu que "a execução imediata da sentença tem como condão de imputar ao requerente dano de difícil reparação, afastando-o do exercício do cargo eletivo para o qual fora eleito, às vésperas do término do mandato. Nestes termos defiro a liminar para conceder efeito suspensivo ao recurso eleitoral interposto até o seu julgamento por esta Corte Regional".

A notícia foi publicada anteriormente no blog do Cláudio Andrade.

Comentar
Compartilhe
Suplente de Bacellar assume amanhã
06/11/2012 | 12h05
[caption id="attachment_13502" align="aligncenter" width="400"] Em 2010 Guilherme Negão assumiu e logo depois voltou a ser suplente[/caption]

Com a cassação do vereador Marcos Bacellar (PDT), que aconteceu no último dia 24, a Câmara de Campos aguardou os tramites legais e marcou para amanhã, às 16h, a posse do suplente Guilherme Negão (PT do B).

Correndo contra o tempo, Marcos Bacellar recorre em busca de uma liminar que o mantenha no cargo até o final do mandato.

Entrou e saiu — Em março de 2010, após o afastamento de Bacellar, Guilherme Negão chegou a ser empossado e participou de uma sessão na Câmara. Porém, horas depois, Bacellar conseguiu voltar ao cargo e Guilherme voltou a ser suplente.

Ação — A ação que culminou na cassação de Bacellar foi uma AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) impetrada em 2008 pelo então vereador Edson Batista (PTB), contra o uso da máquina administrativa nas eleições daquele ano por Marcos Bacellar, então presidente da Câmara. A juíza Grácia Cristina Moreira do Rosário entendeu que houve de fato abuso de poder político e econômico por parte de Bacellar. Porém, segundo Bacellar, o próprio Edson Batista participava das atividades contestadas.

A informação foi divulgada no blog do Cláudio Andrade.

Comentar
Compartilhe
Campos: Índice de combustível adulterado chega a 31%
06/11/2012 | 02h21
Do G1: Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o índice médio de irregularidades na gasolina comum em todo o estado é de 6,5% mas, em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, o número chega a 31%. A medida considerada ideal seria de no máximo, 2,5%. Recomenda-se que os donos de postos de combustíveis façam o teste de qualidade quando o material chega ao posto, mas o controle não é obrigatório, o que prejudica os consumidores. Em entrevista à Agência Brasil na semana passada, a diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, classificou a situação como intolerável, e informou que a fiscalização no município foi intensificada com a ajuda da polícia. O presidente do Sindicato dos Postos disse que vai acionar a Justiça para que a ANP informe quais postos de gasolina da cidade apresentam adulterações.
Comentar
Compartilhe
O que a política ensina?
04/11/2012 | 15h29

Escutamos o tempo todo que viver é um eterno aprendizado, que todos os dias são diferentes e que cada experiência, boa ou ruim, é importante. Tudo bem, concordo. Mas quem acompanha o ambiente político de perto sabe que se trata de uma espécie de vida em um grau mais elevado. Tão elevado que a morte não é o fim. Na política é possível morrer mais de uma vez. Tudo depende da ocasião, do dinheiro e das articulações.

Na década de 80, o líder sindical Luiz Inácio Lula da Silva dizia que José Sarney era um dos culpados pelos problemas do Brasil e que a Rede Globo era um câncer. Hoje, aquele líder sindical já foi presidente da República duas vezes  e diz que o mesmo José Sarney não pode ser tratado como um homem qualquer. E a Globo? Foram oito anos de casamento. Algumas briguinhas e muito amor.

A política ensina que ódios comuns acabam gerando alianças e que existem os políticos que precisam de dinheiro para fazer política e os que precisam da política para fazer dinheiro. Além disso, aprende-se que é preciso vender o que as pessoas desejam comprar. O que vemos hoje são emoções e textos ensaiados.

O saudoso escritor Millôr Fernandes, ao ser indagado sobre o que é ser político, disse que se trata de um sujeito que engole sapos sem ter indigestão, não possui religião e corteja todas é, no meio da mais degradante desonra, encontra uma saída honrosa. Um politiqueiro nunca pisa em seus amigos sem pedir desculpas e sempre corre para a bilheteria quando avisam  que o circo está pegando fogo.

É lógico que existem exceções. Pouco antes de morrer, aos 76 anos, o senador amazonense Jefferson Péres, usou a tribuna do Senado para dizer que estava cansado. Ele disse que Brasília virou “um faz de conta” e que estava desistindo da política. “Meu desalento é profundo. Pode ser que em breve o Fernandinho Beira Mar vença uma eleição”, disse Jefferson, que em seu desabafo deixou claro que a política nos dias de hoje só ensina o que ninguém precisa aprender.

Comentar
Compartilhe
Ponto Final
03/11/2012 | 13h30
Reproduzo abaixo a coluna "Ponto Final" de hoje (03)

Quem poderá nos defender? (I)

Ficou para a próxima terça-feira, na Câmara Federal, a votação do projeto que pretende redistribuir os royalties do petróleo. Pelos discursos do presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT), os estados e municípios produtores correm sérios riscos. Nem a interferência da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), intimidou o presidente da Câmara. Marco Maia tem dito que o projeto interessa a todos estados e municípios. Ele já avisou que se o governo tentar impedir a votação com o envio de medidas provisórias que trancam a pauta, a Câmara vai manobrar e votar o projeto.

Quem poderá nos defender? (II)

O governador Sérgio Cabral (PMDB) tem costurado nos bastidores. Ele espera que a presidente Dilma tenha uma interferência política mais decisiva na discussão sobre a distribuição dos royalties. De acordo com Cabral, qualquer violação aos contratos licitados é um desrespeito à democracia, à legalidade e à população dos estados e municípios que se beneficiam dos royalties e da Participação Especial. Porém, em caso de aprovação, o governador já deixou claro que vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) apontar a inconstitucionalidade do projeto.

Reflexão

Os municípios que recebem royalties do petróleo terão sérios problemas se houver uma redistribuição. Porém, em poucas cidades são encontrados investimentos estratégicos que as tornem menos dependentes dos royalties. Como ricos que não se preocupam com suas gordas contas bancárias, muitos gestores gastam no presente sem pensar no futuro. É hora de estimular parcerias com as universidades, atrair investidores e diversificar a economia.

Pré-candidatos

Logo após a eleição de 2012 já começaram as especulações em relação às eleições de 2014. De olho no governo do Estado, três nomes já assumem que são pré-candidatos: Luiz Fernando Pezão (PMDB), Anthony Garotinho (PR) e Lindbergh Farias (PT). O primeiro tem o apoio do governador Sérgio Cabral, o segundo quer voltar ao governo e o terceiro quer mostrar que o PT do Rio de Janeiro pode deixar de ser coadjuvante e assumir o papel de protagonista. Enquanto Pezão e Lindbergh querem o apoio da dupla Lula/Dilma, Garotinho deve caminhar ao lado de um presidenciável da oposição.

Análise Tucana

Após a derrota de José Serra em São Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que o PSDB precisa de “um discurso convincente, afim com os problemas atuais do país”. Mas esse novo discurso não significa que o partido deva necessariamente sair à cata de nomes novos. “Juventude, em si, não produz ideias novas”, adverte FHC. “O mais importante são as ideias, não necessariamente novas, mas renovadas para fazer frente às conjunturas”, analisa o ex-presidente. Em Campos, como essa coluna já informou, o partido amargou mais uma eleição com resultado pífio.

Humor goitacá

Impulsionados pelas redes sociais, muitos jovens campistas começam a se destacar com vídeos, montagens, sites divertidos e shows de stand-up. No Facebook surgem montagens sobre figuras da política, gírias do idioma “campistês” e sátiras das mais variadas. Com humor na dose certa, eles têm conquistado fãs até de outras cidades. Destaque para os “Três Tigres Tristes” e a turma do blog “Web TV Campos”. Até um fictício refrigerante chamado “Cabrunco Cola” já foi lançado.

Corte

O corte no pagamento de supersalários e gratificações de servidores que recebiam até R$ 46 mil por mês resultou em uma economia de R$ 30 milhões à Câmara Municipal de São Paulo nos últimos seis meses. Com mais R$ 20 milhões de sobras referentes a obras atrasadas e redução de contratos de publicidade, o Legislativo transferiu R$ 50 milhões não usados em 2012 para a secretaria municipal da Saúde. A iniciativa poderia servir como exemplo para outros Legislativos.

Comentar
Compartilhe
Deborah Secco continua na mira do MP
02/11/2012 | 00h53

Por Lauro Jardim - Radar On-line

Deborah Secco desbloqueou este ano os bens de uma ação de 2010 na Justiça do Rio de Janeiro que a acusava de enriquecimento ilícito, mas o Ministério Público não quer dar colher de chá para a atriz de jeito nenhum. O MP acaba de recorrer da decisão da Justiça que destravou os bens de toda a família Secco. A confusão começou depois de o pai de Deborah, o engenheiro Ricardo Secco, ser apontado como o responsável por várias ONGs envolvidas em esquema que desviava verba pública nos governos Rosinha e Anthony Garotinho.

Deborah teve os bens bloqueados há dois anos e meio porque foi acusada de ser laranja do pai.

Comentar
Compartilhe
Líder do governo ou presidente?
02/11/2012 | 00h20

Em seu blog (aqui), o jornalista Roberto Brabosa informa que o médico Edson Batista (PTB), eleito vereador em Campos, será o candidato do casal Garotinho à presidência da Câmara. "Isso quer dizer que numa eventual eleição suplementar, ele será o estepe de Rosinha Garotinho, prefeita eleita sub judice", explica o jornalista.

Por sua vez, o jornal "O Diário", em sua coluna "Política & Políticos", informou esta semana que Edson Batista poderá assumir o posto de líder do governo na Câmara. Vale lembrar que atualmente a liderança está com o vereador Jorge Magal (PR).

Orçamento — O novo presidente da Câmara de Campos vai comandar um orçamento anual que é superior ao de muitos municípios fluminenses, cerca de R$ 27,5 milhões.

Comentar
Compartilhe