Cepop lotado e governistas empolgados
31/03/2012 | 12h33

[caption id="attachment_10004" align="aligncenter" width="480" caption="Foto de Rogerio Azevedo"]Foto de Rogerio Azevedo[/caption]

O show do Parangolé, ontem (30), no Cepop, contou com mais de 40 mil pessoas. Hoje (31), os aliados da prefeita Rosinha Garotinho (PR) mandaram recados para as pessoas que criticavam a obra que custou mais de R$ 80 milhões. “Quero ver falar agora. A festa foi linda, tinha gente de todas as classes sociais. Esta obra entra para a história da nossa cidade”, disse o vice-prefeito Chicão Oliveira (PP) durante o programa Entrevista Coletiva, da rádio Diário FM. No Facebook, o presidente do PR em Campos, Wladimir Garotinho, também comemorou. “Para os criticos que diziam ser um elefante branco eu to achando que ja nasceu pequeno! parabens pra nossa cidade e pra nossa prefeita!”.

Comentar
Compartilhe
Crime nosso de cada dia
29/03/2012 | 20h20
[caption id="attachment_10000" align="aligncenter" width="495" caption="Charge do Duke "]Charge do Duke [/caption]
Comentar
Compartilhe
Vice-prefeito assume em São Francisco
29/03/2012 | 18h17

[caption id="attachment_9994" align="aligncenter" width="259" caption="Foto- Blog do Paulo Noel "]Foto- Blog do Paulo Noel [/caption]

O vice-prefeito de São Francisco de Itabapoana, Frederico Brabosa Lemos,  já fala como prefeito interino do município. Ao assumir o governo após a prisão do prefeito Beto Azevedo (PMDB), ele pediu a ajuda da população. "Vamos ajudar resgatar a boa imagem de São Francisco. Quero a ajuda do povo neste momento de tristeza. Não quero fazer política com este episódio. Não temos que falar em candidatura. O que eu quero é governar para o povo", disse Frederico em entrevista.

Comentar
Compartilhe
Delegado fala sobre a prisão de Beto Azevedo
29/03/2012 | 08h24

paulo cassiano junior foto Ururau

Conforme a jornalista Suzy Monteiro informou em seu blog (aqui), o prefeito de São Francisco de Itabapoana, Beto Azevedo (PMDB), foi preso na manhã de hoje (29) pela Polícia Federal. Além de Beto, outras quatro pessoas foram presas pela PF.

Em entrevista, o delegado Paulo Cassiano Jr, responsável pela operação explicou como funcionava o suposto esquema na área da Saúde. "A empresa recebia do SUS e, por conta de uma demanda artificial, houve um aumento em torno de 500% nos atendimentos, tendo em vista a média de atendimentos do SUS no Brasil", disse o delegado. O valor supostamente desviado seria em torno de R$ 2,5 milhões. Eram cerca de 40 mil exames por mês.

CPI da Saúde - Vale lembrar que está em andamento na Câmara de SFI uma CPI da Saúde que apura este suposto esquema envolvendo os donos da clínica que foram presos na manhã de hoje. A relatora da CPI, vereadora Adriana Coelho já havia afirmado que existem exames feitos pela Clínica Fênix que não eram compatíveis com o números de moradores existentes no município. A CPI foi criada pelos vereadores para que sejam esclarecidas as devidas denúncias contra a secretaria da saúde. O atual secretário e o ex-secretários foram presos na operação da PF.

O presidente da Câmara de São Francisco de Itabapoana vai aguardar um comunicado da Justiça antes de dar posse ao vice-prefeito da cidade, Frederico Barbosa Lemos (PR).

A Operação Renascer foi desencadeada para desarticular esquema de desvio de verbas públicas destinadas à saúde no município de São Francisco de Itabapoana. De acordo com a PF, as prisões aconteceram durante cumprimento de mandados de prisão temporária e busca e apreensão decretados pelo Desembargador Federal Messod Azulay, da Segunda Turma Especializada do TRF2.

Comentar
Compartilhe
Fogo amigo incendeia o grupo governista
28/03/2012 | 22h22

rosa_de_fogo_(4)

A eleição se aproxima e já é possível notar os focos de “Fogo Amigo” no grupo governista. Recentemente, o blogueiro Charles Guerreiro, aliado do casal Garotinho, publicou uma nota criticando o vereador Albertinho (PP). Segundo Charles, Albertinho sandou ciscando na área (Penha) neste ano eleitoral. Depois foi a vez da troca e farpas entre Chico da Rádio e o vereador Vieira Reis (PRB). Chico, que foi candidato em 2008 e deve disputar novamente a eleição, deixou a entender que havia um “sanguessuga” na Câmara de Campos, referindo-se ao período em que Vieira foi deputado federal. Sem perder tempo, Vieira Reis usou a tribuna e bateu de frente. “Este Chico é um chantagista. Faz isso com todo mundo, mas comigo não tem essa história. Ele é um comprador de votos”, disparou o parlamentar. Em alguns bairros a guerra também começou. Aliados que vão dividir votos em uma mesma localidade já andam se estranhando.

Comentar
Compartilhe
Vídeo: Lula agradece e diz que volta à vida política
28/03/2012 | 19h31

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou um vídeo nesta quarta-feira no qual afirma que, após vencer um câncer na laringe, volta à vida política. "Agora volto à minha militância política com muito mais cuidado, muito mais maduro, muito mais calejado. Pensando em primeiro lugar em cuidar da saúde, mas, sobretudo, em continuar lutando para tentar melhorar a vida do brasileiro um pouco mais."

Segundo a equipe médica do ex-presidente, o tumor na laringe, identificado em outubro do ano passado, desapareceu.
Comentar
Compartilhe
Mais um round entre Clarissa e Cidinha
28/03/2012 | 18h15

Clarissa-x-Cidinha

Hoje (28), na tribuna da Alerj, houve mais um round entre as deputadas Clarissa Garotinho (PR) e Cidinha Campos (PDT). Dessa vez, com direito a mais uma troca de apelidos. Após ser chamada de “Trombadinha” pela deputada Cidinha, Clarissa citou o seriado “Chaves” e chamou a adversária de “Bruxa do 71”.

E você achando que essas coisas aconteciam só na Câmara de Campos.

Comentar
Compartilhe
A morte do professor Millôr
28/03/2012 | 18h06

millôr

Ao tomar conhecimento, na manhã de hoje (28), sobre a morte do escritor Millôr Fernandes, através do jornalista Aluysio Abreu Barbosa, só consegui dizer uma palavra: “Poxa...”. Depois, fiquei sentado em silêncio e refleti sobre a importância do Millôr em minha vida. Ele sempre contava, sem esconder a emoção, histórias sobre a sua professora Isabel Mendes. “Ela é a culpada por tudo isso. Isabel Mendes foi quem me ensinou a gostar de ler”. Hoje, sem pensar duas vezes, posso dizer que o Millôr foi a minha Isabel Mendes.

Com o Millôr aprendi sobre política, literatura, jornalismo, humor, chatice, frescobol, ironia, inutilidades e amor. Como ele mesmo dizia, “amor não é para amador”. Também aprendi com o Millôr que o Brasil inventou o socialismo de direita e que o grande problema do socialismo foi a falta de capital.

Esbanjando inteligência e sagacidade ele sabia resumir em uma frase o que muita gente não consegue dizer em teses longas e cansativas. Ela ensinava que as pessoas que falam muito, mentem sempre. "Essas pessoas acabam esgotando seu estoque de verdades". E também dizia que os desconhecidos são sempre admiráveis. Millôr sabia ser ácido sem perder a ternura, irônico sem ser debochado, crítico sem ser chato, culto sem ser pedante, pessimista sem ser derrotista. E por fim, há um conselho do Milôr que jamais irei esquecer: “Se você agir sempre com dignidade, pode não melhorar o mundo, mas uma coisa é certa: haverá na Terra um canalha a menos”.

Comentar
Compartilhe
Oposição com oito pré-candidaturas?
27/03/2012 | 15h18

Se pelo lado governista todos os partidos aliados apostam em uma única candidatura (Rosinha Garotinho), na oposição tem candidatos para todos os gostos. Com a entrada do PV na disputa, divulgada aqui (Caraspana) e depois aqui (Na Curva do Rio), a oposição já conta com os seguintes pré-candidatos: Arnaldo Vianna (PDT), João Peixoto (PSDC), Makhoul (PT),  Roberto Henriques (PSD), Odete (PCdoB), Amaro Sérgio (PCB), Andral (PV) e o PSOL, que também quer entrar na briga.

Comentar
Compartilhe
Locanty, Garotinho e Cidinha
27/03/2012 | 14h54

Do JB:

Rivais ferrenhos, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) e a deputada estadual Cidinha Campos (PDT) estão trocando farpas sobre as doações da Locanty. A empresa, denunciada pelo "Fantástico" no domingo retrasado (18/03), é uma das pivôs de um esquema de propinas que garantiria sua vitória em licitações.

Em 2002, quando Garotinho foi candidato à presidência, a Locanty doou R$ 100 mil para a sua campanha, de acordo com Cidinha. Na ocasião, no entanto, ainda não pairavam sob a Locanty algumas das acusações de corrupção.

Só que, de acordo com Garotinho, a deputada também recebeu dinheiro indiretamente da Locanty. As principais doações da empresa foram para o PMDB, que repassou a verba para os partidos aliados. Entre eles, o PDT de Cidinha.

Comentar
Compartilhe
Garotinho, Henriques e a busca pelo vice
26/03/2012 | 23h37

garotinho-e-roberto-henrique

"Painel" publica — O jornalista Saulo Pessanha publicou em seu blog “Painel” (aqui) uma nota informando que o deputado estadual Roberto Henriques (PSD), pré-candidato à Prefeitura de Campos, está procurando um vice bom de voto. Porém, segundo Saulo, a tarefa não tem sido fácil. Inclusive, o deputado estadual João Peixoto (PSDC), que também é pré-candidato à Prefeitura, teria deixado claro que não aceitaria esse papel na chapa de Henriques.

Garotinho bate — Sem perder tempo, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) aproveitou o embalo e comentou sobre a nota de Saulo em seu blog. “Roberto Henriques quer um vice bom de voto, porque sabe que ele não tem, ainda mais depois que o povo de Campos descobriu que ele não passa de um traidor”, disparou Garotinho.

Henriques rebate —Após a repercussão, Henriques rebateu: “Acho estranho o deputado Garotinho se preocupar tanto comigo. Se diz que não tenho votos, por que gasta o seu tempo com este tipo de assunto? Acho que ele deve saber de alguma pesquisa e anda preocupado com o meu crescimento. Sobre ter um vice com mais ou menos votos, quero lembrar que, em relação ao João Peixoto, tive cerca de 12 mil votos a mais do que ele aqui em Campos”, disse Henriques.

Comentar
Compartilhe
Dica de Leitura: Guia Politicamente Incorreto da Filosofia
26/03/2012 | 12h13

guia

A editora LeYa, responsável pela publicação de "Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil" e "Guia Politicamente Incorreto da América Latina", de Leandro Narloch e Duda Teixeira, lançou agora o "Guia Politicamente Incorreto da Filosofia", de Luiz Felipe Pondé.

Dividido por temas, a obra se baseia em conceitos defendidos por grandes filósofos do mundo inteiro para abordar assuntos como capitalismo, religião, mulheres, instintos humanos, preconceito, felicidade e covardia. Se até o aeroporto se tornou um churrasco na laje, o futuro mais otimista para o mundo é ser brega. Pondé examina o politicamente correto como mentira moral. Para a tarefa, o autor usa Nietzsche, Darwin, Nelson Rodrigues e outros ilustres da história do pensamento.

Comentar
Compartilhe
Menos um gênio no mundo
23/03/2012 | 16h25
chico

“O humor é irmão da poesia, é quem denuncia. O humor é tudo... até engraçado”  Chico Anysio

Morreu na tarde desta sexta-feira (23) o humorista Chico Anysio, aos 80 anos, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. De acordo com a TV Globo, o humorista chegou a sofrer duas paradas cardíacas e foi reanimado, mas acabou não resistindo.

Quem acompanha o blog sabe que sou um grande fã do Chico Anysio. Inclusive, por diversas vezes, postei aqui no blog vídeos com o personagem Justo Veríssimo, um deputado bem parecido com políticos que conhecemos muito bem.

Divido com vocês um vídeo que vejo várias vezes e de onde retirei muitos conselhos sobre humildade, humor, sucesso, vida, morte e arte. No final, Chico diz: "No humor ninguém é insubstituível. Nunca mais vai existir outro Oscarito, outro Grande Otelo, um Mussum, um Rogério Cardoso, um Zacarias, um Francisco Milani". Pois é... Nunca mais vai existir outro Chico Anysio.

Comentar
Compartilhe
Senador diz que político no Brasil "é muito mal remunerado"
22/03/2012 | 20h33

Do Estadão:

O senador Ivo Cassol (PP-RO), dono de um contracheque de R$ 26,7 mil mensais, sem contar os benefícios, reclamou nesta terça-feira, 20, que os políticos são muito mal remunerados no Brasil. A afirmação ocorreu durante a votação na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado de projeto de decreto legislativo que extingue o pagamento do 14º e do 15º salários dos senadores. “O político no Brasil é muito mal remunerado! Tem que atender ao eleitor com pagamento de passagens, remédio, é convidado para patrono e tem que pagar as festas de formatura porque os jovens não têm dinheiro”, afirmou Cassol, segundo reportagem do jornal O Globo.

Questionado se esses gastos não deveriam ser custeados pelo Estado, e não pelo parlamentar, em uma suposta oferta de favores em troca de votos, o senador respondeu que não fazia isso “só por barganha de votos, mas por uma questão humanitária”. “Se for alguém bater na sua porta pedindo uma Cibalena você vai negar?”, disse.

Comentar
Compartilhe
Rufollo é multada em R$ 180 mil
22/03/2012 | 18h47

Do G1:

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) informou que aplicou, nesta quinta-feira (22), uma multa no valor de R$ 180 mil à Rufollo Empresa de Serviços Técnicos e Construções LTDA. A secretaria afirmou também que determinou a suspensão de participação da empresa de qualquer licitação no governo do estado do Rio de Janeiro. As medidas acontecem após denúncia de fraudes de licitações públicas em hospitais do Rio revelado pelo Fantástico.

De acordo com a Secretaria, esta punição é resultado de dois processos abertos em outubro de 2011 pela Subsecretaria Executiva da SES-RJ contra a Rufollo para investigar a falta de cumprimento regular e satisfatório do serviço contratado a partir de licitação.

O governo ainda informou que a decisão será publicada em Diário Oficial nesta sexta-feira, 23 de março.

A gerente da Rufollo Serviços Técnicos e Construções, Renata Cavas, chegou por volta das 15h45 para prestar depoimento na sede da Polícia Federal, na Zona Portuária da cidade. Na reportagem, Renata aparece falando que negociar propina é "a ética do mercado". Ela deixou a sede da PF por volta das 17h20 sem falar com a imprensa.

Amanhã (23), é a vez da Toesa prestar esclarecimentos.

Mais cedo, a Rufollo informou, em nota, que os funcionários que apareceram na reportagem do Fantástico no último domingo (18) já foram afastados até que todos os fatos sejam esclarecidos.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (22), a assessoria da empresa cita Constituição e pede que seja assegurado o direito ao contraditório. Mas a nota ignora que uma das pessoas que aparecem nos flagrantes feitos pela reportagem é Rúfolo Vilar, que se identifica como o dono da empresa.

Comentar
Compartilhe
Campos vai ganhar Veículo Leve sobre Trilhos (VLT)
22/03/2012 | 17h01

vlt

O jornalista Roberto Barbosa informou hoje (22) em seu blog que o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) acaba de anunciar em Macaé que o Estado vai encampar o Veiculo Leve sobre Trilhos (VLT). O projeto, segundo ele, será implantado em todo o interior fluminense com a chancela do governo estadual. Segundo Barbosa, uma das cidades fluminenses que vai receber o projeto encampado pelo Estado é Campos dos Goytacazes.

Na campanha de 2008, o então candidato do PDT, Arnaldo Vianna, disse que o VLT era uma de suas metas.

Comentar
Compartilhe
Garotinho lidera rebelião do PR contra Dilma
22/03/2012 | 16h46

garotinho-e-dilma

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) usou a tribuna da Câmara Federal para cobrar mais respeito do governo federal. Ele, que não é o líder do PR na Câmara, foi direto ao ponto. “Que sentido faz apoiar um governo que difunde a imagem de que somos um partido de desonestos, despreparados e que só tem ambição por cargos? Ou reagimos agora ou pagaremos junto a opinião pública nas próximas eleições um preço muito alto. Senhora presidente: Lealdade é muito diferente de subserviência. Estamos perdendo o respeito da imprensa, da opinião pública e o pior, respeito entre nós, mesmos. O partido precisa refletir e tomar uma posição na bancada federal, no senado e na executiva nacional. Estamos ao lado. O governo só tem nos humilhado e enfraquecido. Não podemos continuar com um governo que usa de marketing contra os seus aliados”, disse Garotinho, que agora aguarda uma reunião para definir o futuro do PR.

Comentar
Compartilhe
Matoso: "Propaganda vale mais do que Agricultura?"
21/03/2012 | 20h33

matoso

Durante a sessão de hoje (21), após o governista Jorge Magal (PR) exibir um vídeo com as realizações do governo Rosinha Garotinho (PR), o vereador Rogério Matoso (PPS), que presidia a sessão, comentou sobre os gastos da Prefeitura com propaganda. “Essa propaganda parece um filme, uma ficção. Começam em tom misterioso falando que o governo passado não fez obras. Depois, muda a música e diz que agora tem obra em todos os cantos. O engraçado é que o secretário de Obras do passado é o mesmo de hoje. Mas o que eles gostam é de fazer propaganda. Para se ter uma ideia, a secretaria de Comunicação tem mais Orçamento do que a secretaria de Agricultura. Tem cabimento isso? Mas tenho certeza de quem em breve, lá no maior palco da América Latina, o Forrest Gump vai contar histórias e dizer que está tudo uma maravilha”, disse Matoso.

Comentar
Compartilhe
Bacellar: “Quem me atacar vai levar”
21/03/2012 | 19h05

marcos bacellar

Ao constatar que havia uma moção de aplausos pela construção do Cepop, o vereador Marcos Bacellar (PDT) disparou. "Ela não merece. É obrigação fazer escola, creche, posto de saúde. Foi eleita para isso. E ela não respeita nada. Esse Cepop não estava no planejamento. Saúde não é primeiro plano? Quem autorizou a botar o nome? Nem passou por aqui. Ela passa por cima de tudo. Foi vaiada no verão do Farol. Nós aprovamos 50% para ela remanejar do Orçamento. Ela pode mudar tudo. Essa equipe dela não sabe trabalhar. E quem quiser me atacar para fazer moral com o casal vai se dar  muito mal. Quem me atacar vai levar!", disse Bacellar, ressaltando que osproblema das terceirizações não está resolvido. "E as outras empresas terceirizadas? Quero saber tudo sobre essas licitações, sobre esses contratos. Tudo nesse governo é uma piada. Não venha com essa conversa de debate em ano político. Falaram que iam comprar tijolos aqui. Será que compraram aqui? É tudo uma fantasia. Esse governo é nota zero. Ela não governa. Quem manda é Garotinho. Tem vereador da base aqui que nunca sentou com ela. Ela não atende ninguém. Tem que ir ao Rio falar com o primeiro ministro", finalizou Bacellar.

Comentar
Compartilhe
Magal: "Rosinha fechou a torneira da roubalheira"
21/03/2012 | 19h00

magal

O líder do governo na Câmara, Jorge Magal (PR), que na sessão de ontem estava em contato direto com o secretário do Governo, Geraldo Pudim (aqui), usou a tribuna na sessão de hoje (21) para exibir um vídeo com as ações do governo Rosinha e aprovar moções de aplausos pela construção do Cepop e de escolas. "A oposição tenta dizer que o governo é nota zero, mas a população diz que é nota 10. A prefeita fechou a torneira da corrupção. Ela acabou com a roubalheira. Se no governo passado o dinheiro sumia, agora a população vê o Cepop, Cartão Cidadão, Nova Beira Valão, Bairro Legal em várias localidades, Vilas Olímpicas estão sendo construídas, estradas reformadas. A melhor forma de rebater a oposição é mostrar o trabalho do governo Rosinha", disse Magal.

Comentar
Compartilhe
Dilma elogia Paes e alfineta Cesar Maia
21/03/2012 | 17h44
[caption id="attachment_9915" align="aligncenter" width="284" caption="Foto de Gabriel Paiva "]dilma[/caption]

Da Reuters:

Em evento com tom de campanha eleitoral, a presidente Dilma Rousseff fez nesta terça-feira diversos elogios ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), pré-candidato à reeleição, chamando a parceria entre ambos de "extraordinária". "Eu tenho muito orgulho de ter apoiado o Eduardo Paes (na eleição de 2008), de ter sabido escolher", disse Dilma, durante inauguração de uma clínica médica em Parada de Lucas, subúrbio do Rio de Janeiro. "Ele está provando nesses anos que ele vem dirigindo a prefeitura do Rio de Janeiro que ele acabou com o abandono, porque não tinha como nós fazermos parceria com a prefeitura do Rio de Janeiro antes. Era muito difícil", disse ela, ao lado do governador Sérgio Cabral (PMDB).

Cabral também fez discurso de exaltação ao aliado, chegando a chamar Paes de "prefeito da saúde". Anfitrião do evento, Paes é pré-candidato à reeleição, com chances de vencer já no primeiro turno.

O DEM, do ex-prefeito Cesar Maia, antecessor de Paes, e o PR, do ex-governador Anthony Garotinho, estão em conversas para lançar uma chapa conjunta, possivelmente com filhos de ambos: Rodrigo Maia e Clarissa Garotinho. Dilma, que enfrenta uma crise com partidos aliados descontentes com o espaço no governo, afirmou anteriormente que deverá se manter distante da campanha municipal onde houver disputa entre candidatos de legendas da base, situação que deve ocorrer em diversos municípios, inclusive capitais.

Comentar
Compartilhe
Dia Internacional da Síndrome de Down
21/03/2012 | 17h28
21 de marco sindrome de down Logo nos primeiros anos da minha vida vi de perto grandes exemplos. Na Apoe, ao lado da minha mãe, que trabalha há mais de 40 anos na instituição, convivi com muitos anjos. Como sempre diz o deputado federal Romário, pai da Ivy, que tem Síndrome de Down, “nós somos os anormais (...) essas crianças são anjos que estão aqui para nos ensinar”. O Baixinho está certíssimo. Quer aprender a agir educadamente? Veja como age um Síndrome de Down. Ele vai te olhar com carinho, não vai te julgar e quando você menos esperar vai te um abraço. E quando digo abraço, é abraço de verdade, não um desses abraços genéricos que a gente encontra por aí. Com eles a gente aprende a  importância da família. A ligação entre eles e seus familiares é um exemplo. Isso porque os pais de crianças especiais acabam se tornando tão especiais quanto eles. Quer aprender a agir com determinação? Simples! Veja como eles se empenham quando ganham uma oportunidade de emprego. Estão sempre atentos e dispostos a evoluir. Quer aprender a se divertir? Veja como eles levam a vida de uma forma extrovertida, brincando e se divertindo como se a vida fosse um eterno domingo. Quer ver de perto um belo exemplo? Então aí está a Fernanda Honorato, que deu um depoimento no final da novela “Páginas da Vida”: Outro exemplo é o deputado Romário e a sua filha Ivy:
Comentar
Compartilhe
Câmara: Debate sobre ligação entre Rufolo e Prefeitura
20/03/2012 | 18h50

O vereador Rogério Matoso (PPS) apresentou hoje (20), na Câmara de Campos, um pedido de informação sobre todos os contratos firmados entre a Prefeitura de Campos e a empresza Rufolo.

Segundo o parlamentar, a Prefeitura precisa esclarecer como foram firmados os contratos com a empresa que está sendo investigada após matéria exibida no último domingo pelo Fantástico, da Globo. "Existem muitos terceirizados em Campos que recebem através dessa empresa. Então, como vão ficar esses terceirizados? Cabe a Prefeitura de Campos mostrar que a licitação foi feita da melhor maneira possível. Se não há nada irregular, por que eles não trazem as informações", disse Matoso, que já tinha ouvido do vereador Jorge Magal (PR), que a bancada governista votaria contra o pedido de informações.

A vereadora Odisséia Carvalho (PT) disse que a Câmara de Campos deveria lutar pela suspensão dos contratos até que as irregularidades sejam apuradas. "Essa empresa já recebeu R$ 7 milhões da Prefeitura de Campos. Está espalhada por mais de 15 secretarias. Vocês viram como a empresa atua? É um abusrdo e precisa ser apurado", frisou Odisséia.

Bacellar quer abrir CPI — Para o vereador Marcos Bacellar (PDT), tem muita coisa por trás da Rufolo. "Tudo isso faz parte de um grupo comandado pela Nova Rio, que tem contratos milionários com a Prefeitura. Vai muito além dos R$ 7 milhões. Se vocês não tem medo de nada, vamos montar uma CPI e rever isso tudo. Magal pode participar da CPI. Vamos lá! Se não houver nada errado, a gente mostra. Mas o fato é que eles dominaram tudo. Quer saber, Mocaiber era pinto perto disso", disparou Bacellar.

"Prefeita não tem nada a temer" — O líder do governo, Jorge Magal (PR), disse que não precisa suspender contrato de forma desesperada. "A prefeita não tem nada a temer. A denúncia é contra a empresa que presta serviços em todo o país. A nossa prefeita não vai sair suspendendo tudo de forma imediata. Quem está respondendo é a empresa. O governo vai mostrar o equilíbrio de sempre. Se tiver alguma coisa errada a prefeita será a primeira a agir", disse Magal, que elogiou a matéria da TV Globo. "A imprensa teve um papel fundamental. Mostrou o que estava errado e os culpados serão punidos", disse Magal.

"Nós não temos nada a ver com isso" — Segundo a vereadora Dona Penha (DEM), as denúncias do Fantástico não tem nada a ver com Campos. "Isso é coisa do Rio de Janeiro. A Saúde de Campos está de parabéns. Se tem algum erro, nós iremos resolver", afirmou.

Atualização às 20h36 — Conforme informou o blog "Opiniões" (aqui), do jornalista Aluysio Abreu Barbosa, a Prefeitura de Campos resolveu se pronunciar sobre o assunto e informou que vai romper relações com a Rufolo. Porém, deixou a entender que o fim da Rufolo em Campos não tem a ver com a matéria do Fantástico. Segundo a nota da Prefeitura, o motivo foi o fato da empresa atrasar constantemente os pagamentos dos funcionários.

Comentar
Compartilhe
"Ei, Chicão, não esquece o livro não!"
20/03/2012 | 17h03

chicao1

Na noite de ontem (20), no Trianon, um grupo de alunos da UFF Campos, que comemora 50 anos  do curso de Serviço Social e do polo, se manifestou  durante o pronunciamento do vice-prefeito de Campos, Chicão Oliveira (PP)

Durante a Aula Magna da instituição, vários alunos levaram cartazes e, aos gritos, pediram “Ei, Chicão, não esquece o livro não”.  De acordo com um dos alunos, a UFF ganhou, em 2010, uma gincana promovida pela Prefeitura de Campos. Porém, até hoje a premiação, que seria R$ 2 mil em livros, não teria sido entregue.

A gincana foi matéria no portal da Prefeitura de Campos, que pode ser conferida aqui

A matéria cita que o nadador Fernando  Scherer entregou a premiação. No entanto, não específica qual.

Comentar
Compartilhe
Clarissa: “Locanty, Toesa, Rufolo, Bella Vista, todo mundo já sabia!”
20/03/2012 | 14h28

clarissa

Hoje (20), em seu blog, a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) disse que todo mundo sabia sobre os esquemas das empresas Locanty, Toesa, Rufolo e Bella Vista. “Ora, espera um minuto, vamos observar o histórico dessas empresas para podermos analisar porque Cabral e Paes só cancelaram os contratos após denuncia feita no horário nobre da Globo”, disse Clarissa.

Sobre a Rufolo, ela afirmou: “A Rufolo é acusada pelo TCU de superfaturar um contrato de lavagem de roupas de hospital... enfim, um verdadeiro absurdo! (...) O que eu quero dizer é que não é novidade nem pra Eduardo Paes nem pro Cabral que essas empresas são criminosas!"

Para conferir a postagem completa, clique aqui
Comentar
Compartilhe
"Época": TCE-RJ virou caso de polícia
20/03/2012 | 12h29

[caption id="attachment_9885" align="aligncenter" width="210" caption="O atual presidente do TCE-RJ, Jonas Lopes de Carvalho Junior (Foto: Uanderson Fernandes/Ag. O Dia)"]O atual presidente do TCE do Rio, Jonas Lopes de Carvalho Junior. Ele e outros três conselheiros foram denunciados ao STJ. Abaixo, trecho da denúncia contra a verba secreta (Foto: Uanderson Fernandes/Ag. O Dia)[/caption]

A revista "Época" publicou extensa matéria sobre o Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ). Nela, o repórter Hudson Corrêa lembra que o tribunal vai fiscalizar R$ 15 bilhões destinados aos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. A matéria lembra que o TCE é investigado por distribuir uma verba secreta e manter servidores fantasmas.

Da Época:

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro tem contas a prestar ao Brasil. Os R$ 15 bilhões destinados pelo governo fluminense à organização da Olimpíada de 2016 – evento que visa vender o Brasil ao mundo – precisam ser fiscalizados por seus sete conselheiros. Outros R$ 60 bilhões gastos anualmente pelo governo do Rio são fiscalizados por essa equipe, que não trabalha sozinha. Ao todo, o órgão conta com 1.600 funcionários. Cada um dos sete conselheiros conta ainda com 20 funcionários de confiança. Vinte. Para cada um deles. Espera-se que desse mundo saiam, regularmente, detalhes sobre como esses funcionários públicos operam e aplicam seus recursos. Mas foi nesse mesmo mundo que a Procuradoria-Geral da República identificou um mar de suspeitas de irregularidades, incluindo o uso de verbas ilegais sem verificação alguma. O TCE do Rio virou um caso de polícia.

Confira a matéria completa aqui

Comentar
Compartilhe
Rufolo na Prefeitura de Campos
20/03/2012 | 11h58

A matéria exibida pelo Fantástico no último domingo, demonstrando como funcionam certas licitações, caiu como uma bomba em muitos governos. Ontem, conforme informei aqui no blog, o governo do Rio e a Prefeitura do Rio cancelaram contratos com a empresa Rufolo.

Agora, a polêmica chegou ao município de Campos. De acordo com o blog Reflexões, da Gianna Barcelos (AQUI), a Rufulo atua no Ferreira Machado e mais 15 secretarias. Hoje (20), em seu blog, o vereador Marcos Bacellar (PDT) bombardeou o governo. "Todo o esquema de terceirização que gira em aproximadamente 30 mil pessoas com a finalidade de desequilibrar as eleições que se aproximam, estão sendo realizadas por estas empresas que juntas possuem um só interlocutor, (pré candidato a vereador) neste município, e homem de confiança do Casal no que tange ao repasse dos 15% da “PRÁTICA E DA ÉTICA DE MERCADO CONFORME SUA PRÓPRIA GERENTE FALOU NA TV”, disse Bacellar.

Na sessão de hoje da Câmara, que começa às 17h, o debate sobre o assunto promete ser quente.

Comentar
Compartilhe
Após denúncia, Cabral cancela contratos
19/03/2012 | 17h47

Do G1:

O governo do Rio informou por meio de nota, nesta segunda-feira (19), que determinou o cancelamento de todos os contratos com as empresas Toesa Service, Locanty Soluções, Bella Vista Refeições Industriais e Rufolo Serviços Técnicos e Construções.

A decisão ocorreu um dia após o Fantástico exibir uma reportagem, na qual representantes da companhia aparecem oferecendo propina para obter benefícios em licitações para prestar serviços a um hospital público da rede federal.

Na nota, o secretário de estado da Casa Civil Régis Fichtner informou que o “governador determinou a todos que verifiquem em suas respectivas Secretarias se existem contratos hoje em execução com essas empresas. Em caso positivo, solicito que seja informada a Secretaria da Casa Civil. Todos os eventuais contratos de órgãos do Estado com essas empresas serão cancelados”.

Para ler a nota completa e ver os vídeos, clique aqui

Comentar
Compartilhe
Curso de Direito Eleitoral e Processo Eleitoral
19/03/2012 | 16h07

banner

A Escola Superior de Advocacia de Campos estará promovendo do dia 15 de maio de 2012 a 26 de junho de 2012, Curso de Direito Eleitoral e Processo Eleitoral, com os Professores Rafael Nagime Barros Aguiar e Robson Tadeu de Castro Maciel Júnior. O curso será ministrado todas terças e quintas no horário das 18 às 20 horas, no Plenário Dr. Plinio Vieira Bacellar – Casa do Advogado – Rua Barão da Lagoa Dourada, 201 – Centro – Campos dos Goytacazes – RJ.

O investimento do curso será no valor integral de R$ 200,00 e valor parcelado 2x R$110,00, sendo que a primeira parcela no ato da inscrição a segunda com cheque pré-datado para término do curso.
Será fornecido certificado de participação. Lembramos que o número de vagas é limitado. Informações pelos telefones: (22) 2733-2564/2724-0635
Pré-inscrição pelo e-mail: [email protected] com os seguintes dados: nome completo, endereço, telefone de contato.
Comentar
Compartilhe
Filho de Cabral assume Juventude do PMDB
19/03/2012 | 16h04

cabral e o filho

Não é só o deputado federal Anthony Garotinho (PR) que está preparando os seus filhos para batalhas no campo político. Adversário de Garotinho, o governador Sérgio Cabral (PMDB) já começa a apostar suas fichas no seu filho, Marco Antônio Cabral, que assumiu no último final de semana a presidência nacional da Juventude do PMDB.

Ao assumir a presidência da JPMDB nacional durante a abertura do 2º Congresso Nacional da Juventude do partido, Marco Antonio disse que dará continuidade ao trabalho do Gabriel Souza na formação de jovens do partido. Ele adiantou que irá promover cinco encontros regionais e lançar uma revista para ser distribuída em todo o Brasil. “Como presidente terei a honra e o dever de levar os cursos de formação política para todo o Brasil. Queremos formar mais de dez mil jovens ainda este ano”, disse o jovem.

Durante seu discurso,  agradeceu o apoio de todos os companheiros do partido e principalmente do pai, o governador Sérgio Cabral, a quem chamou de político “divisor de águas” no Estado do Rio e melhor amigo. Gabriel disse que seu sucessor não será conhecido apenas como “filho do Cabral”, mas como “companheiro articulado, com grande habilidade”. “Tenho certeza de que teremos um presidente à altura que a JPMDB merece”, destacou.

Fonte:  Site da Juventude do PMDB

Comentar
Compartilhe
Apesar de você
17/03/2012 | 11h54
"Hoje você é quem manda Falou, tá falado Não tem discussão" Mais uma — Falador (Marcelo D2)
Comentar
Compartilhe
Fogo amigo esquenta oposição e situação
16/03/2012 | 12h31

crise

Em Campos, faltando cerca de 7 meses para a eleição, já é possível notar alguns focos do bom e velho fogo amigo.

No grupo governista, aliados da prefeita Rosinha Garotinho (PR) brigam por espaço e fazem uma espécie de loteamento da cidade. “Aqui é minha área e não aceito ninguém pedindo votos nesse local”, dizem alguns governistas em tom ameaçador. Além disso, os atuais vereadores já deixaram claro que desejam receber o mesmo tratamento dado aos secretários que vão deixar seus cargos para disputar cadeiras na Câmara. Vale lembrar que, em 2008, por conta de brigas internas, muitos puxadores de votos do PSB, partido de Mocaiber, ficaram com Rosinha.

Na oposição não é diferente. Antes mesmo de qualquer decisão em conjunto, cada um dançou no seu quadrado e se preparou para o pleito municipal. O PMDB, que era um dos fundadores da Frente Democrática, resolveu abandonar o grupo e se aliar ao deputado estadual Roberto Henriques (PSD). Já o PT lançou a pré-candidatura de Makhoul e busca alianças. No PDT, Arnaldo Vianna aguarda as pesquisas e  garante estar elegível. No PcdoB, Odete também já se coloca como pré-candidata, assim como o deputado João Peixoto, que é o pré-candidato do PSDC. Porém, quem acompanha os bastidores da política percebe que não existe um discurso único e já começam a surgir as primeiras intrigas. E tudo por conta de uma dúvida que ainda está no ar. Afinal, quem vai receber um apoio especial do governador Sérgio Cabral (PMDB)?

Resumindo: antes do duelo nas urnas, muitos embates internos vão ocorrer nos dois grupos.

Comentar
Compartilhe
Collor e Garotinho dão conselhos a Dilma
15/03/2012 | 19h03

collor e garotinho

Ex-presidente da República, o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) alertou a presidente Dilma Rousseff nesta quarta-feira sobre a necessidade de dialogar com o Congresso Nacional. Sem citar nominalmente a presidente, Collor disse que o Planalto precisa "ouvir a Casa do lado". "Digo isso com a experiência de quem, exercendo a Presidência da República, desconheceu a importância da Câmara e do Senado. O resultado deste afastamento do Legislativo Brasileiro redundou no meu impeachment."

Já o deputado federal Anthony Garotinho (PR) disse em seu blog que Dilma não tem apreço pela arte da política como Lula. "Não tem paciência para dialogar com os políticos. Mas as últimas trocas e demissões, na opinião geral, demonstraram inabilidade política e a forma como aconteceram criou arestas desnecessárias que vão gerar problemas mais adiante. Dilma devia ter comunicado a Romero Jucá e Cândido Vaccarezza que os estava apeando do cargo de líderes, no Senado e na Câmara, mas não o fez. Os dois tomaram conhecimento pela imprensa. No caso da demissão do ministro Luiz Sérgio, foi comunicado por telefone no meio das férias. E seu vice Michel Temer só soube da troca por Marcelo Crivella através de um blog, Dilma nem por cortesia deu uma ligadinha. Esse estilo da presidente Dilma está criando mágoas que na política, quase sempre, se transformam em desejo de dar o troco na hora certa. Não é um bom caminho", disse Garotinho.

Comentar
Compartilhe
Albertinho: “Minhas contas foram aprovadas”
15/03/2012 | 13h51

albertinho

O vereador Albertinho (PP), rebateu hoje (15), em seu blog, as acusações sobre possíveis problemas na aprovação das contas referentes ao pleito de 2008. “Os autores dessas mentiras deveriam procurar o que fazer ao invés de dar ouvidos a ex-políticos que não tem credibilidade nenhuma. Os autores de inverdades deveriam abrir o olho, pois calúnia e difamação é crime. Anexo aqui em meu blog, Decisão da 100ª ZE do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, onde em 01 de dezembro de 2008, antes mesmo de minha posse na Câmara Municipal, minhas contas foram aprovadas, mediante Lei nº 9.504/97, resolução nº 22.715/08, na luz do artigo 40, inciso I”, disse Albertinho. Para ver a publicação, clique aqui

Comentar
Compartilhe
SJB: Filhas de olho na Câmara
15/03/2012 | 13h44

Em São João da Barra, cidade governada por uma mulher, a Câmara de Vereadores não conta com nenhuma representante do sexo feminino. Porém, este ano, duas candidatas entrarão na disputa com apoio de peso: Hortência Crispim (PRB) e Karla Caputi (PDT). A primeira, é filha do presidente da Câmara de SJB, Gersinho Crispim (PR), que deverá ser o vice na chapa da oposição, encabeçada pelo ex-prefeito Betinho Dauaire (PR). A segunda é filha do vereador Caputi (PMDB), que por problemas de saúde deverá ficar de fora do pleito. Karla, que é presidente da CDL de SJB, diz que será mais um desafio em sua vida. “Acompanho o trabalho do meu pai há muitos anos. Por conta dos problemas de saúde dele, assumi mais essa missão em minha vida”, diz Karla, que falou sobre a importância da mulher na política. “Podemos usar a nossa sensibilidade para resolver conflitos com mais tranquilidade”, frisou.

Comentar
Compartilhe
Mutirão da doação
14/03/2012 | 17h28

hemocentro-150x150

No embalo da matéria do CQC, da Band, que levou deputados federais até o Hemocentro de Brasília, seria interessante se os políticos de Campos e região se unissem para uma grande campanha de doação de sangue. Como lembrou o deputado federal Anthony Garotinho (PR) na matéria do CQC, o banco de sangue do Hospital Ferreira Machado necessita de doações.

O hemocentro do HFM  é o único serviço de hemoterapia em Campos e ainda atende hospitais públicos e particulares de mais 16 municípios das regiões Norte e Noroeste Fluminense. A Unidade Funciona das 7h às 18h, inclusive feriados. Para doar sangue, a pessoa deve ter entre 18 e 65 anos de idade, no mínimo 50 Kg, boas condições de saúde e portar documento oficial e original de identidade no momento da doação. Homens podem contribuir a cada dois meses, no máximo quatro vezes ao ano, e mulheres a cada três meses, com três  doações por ano.

Comentar
Compartilhe
Betinho Dauaire é ficha limpa?
14/03/2012 | 17h01

betinho

A eleição deste ano em São João da Barra promete ser uma das mais eletrizantes e disputadas de todos os tempos. Assim como em Campos, atualmente, as principais discussões giram em torno da possibilidade de alguém ser barrado pela Justiça. O grupo governista tem dito que o ex-prefeito Betinho Dauaire (PR), candidato apoiado pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR), estaria com a ficha suja. Hoje, a assessoria de Betinho encaminhou uma matéria garantindo que ele é ficha limpa. Confira a explicação do advogado Thiago Naves:

[caption id="attachment_9829" align="aligncenter" width="365" caption="Adovogado garante que Betinho tem a ficha limpa "]Adovogado garante que Betinho tem a ficha limpa [/caption]

O ex-prefeito de São João da Barra, Betinho Dauaire, permanece elegível e não há nenhum impedimento para que concorra à eleição municipal deste ano. Filiado ao PR, Betinho é hoje o nome cotado do partido para disputar a sucessão e, segundo seu advogado, Thiago Naves, a Lei da Ficha Limpa não modificou a situação. “Betinho é ficha limpa. Ele hoje é plenamente elegível e tem todas as condições legais para ser candidato em 2012”. Especializado em direito eleitoral, Thiago Naves, que pertence ao escritório Oliveira Filho, de Belo Horizonte, um maiores do país na área, é advogado de Betinho desde 2007. Ele afirma que nenhum processo do ex-prefeito cita ações de má fé ou dolo. “São todos referentes a questões de procedimentos, a que todos os gestores públicos estão sujeitos com a Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirma. Ainda segundo o advogado, nada do que é relacionado à rejeição de contas de Betinho como ordenador de despesas gera inelegibilidade, nem pela Lei de Responsabilidade Fiscal nem por qualquer outra lei. Ele também informa que nos processos já julgados em primeira instância Betinho foi absolvido em todos. Thiago Naves também alertou que declarações públicas sobre a inelegibilidade de Betinho Dauaire, feitas por adversários políticos, podem configurar crime eleitoral. “Isso é falsa comunicação de atos ilícitos eleitorais e quem divulgar estará sujeito a investigação, podendo ser preso pela Polícia Federal e condenado pela Justiça”.

Comentar
Compartilhe
Bacellar: “Não tem anjo aqui”
13/03/2012 | 18h18

Durante a sessão de hoje (13), após ter um pedido de informação sobre a PreviCampos negado pela bancada governista, o vereador Marcos Bacellar (PDT) soltou os bichos. “Sou pau de dar em doido. Sou anarquista, sindicalista. Não fujo de um bom debate. Aqui nessa Casa tem gente que fala de mim pelas costas. Eu falo na frente. Não sou anjo, não tem anjo aqui. O vereador Altamir não é anjo. A secretaria de Administração na época de Altamir era um absurdo. Não se faça de bobo. Era hora extra pra lá e pra cá”, disse Bacellar, que ouviu Altamir gritar: “Você mandou na Prefeitura”. E Bacellar rebateu: “Se mandasse você não ficava lá. Não sou de ficar fazendo churrasco para falar pelas costas. Falo tudo na cara. Garotinho vai cair! Vocês não podem viver como capachos”, afirmou Bacellar.

Nada de cosquinha — Segundo Bacellar, com ele não tem essa história de cosquinha. "Quando eu entro é de cabeça. Não tem cosquinha".

Altamir desabafa — Indignado com as palavras de Bacellar, Altamir usou a tribuna e desabafou. “Sou um homem com 50 anos de vida pública. Fui deputado, quatro vezes vereador, líder do governo na Alerj, presidente da CTC no Rio de Janeiro, secretário de Governo no governo Arnaldo, secretário de Administração. Volto depois de 25 anos afastado da política. Pensei se deveria ou não responder ao vereador que fez ofensas a mim e a minha família. Algo que nunca houve em minha vida. Ele quer fazer graça para todo mundo rir e ofende o meu filho. Isso eu não aceito. Sempre fui honesto, tive grandes cargos e, se fizesse algo errado poderia estar milionário. Ajudei os servidores da Prefeitura, sim. Deixei o meu coração falar mais alto. E hoje sou muito bem visto por eles”, disse Altamir.

"Quem falou foi Garotinho" — Novamente na tribuna, Bacellar disse que as principais acusações contra Altamir não partiram dele. “Quem fez as acusações em 2008 foi Garotinho. Quero ver falar com Garotinho. Ele (Altamir) tinha que se defender naquela época. Tem muita gente com rabo preso com Garotinho. E para soltar esse rabo não vai ser moleza”, finalizou Bacellar.

Comentar
Compartilhe
Garotinho no CQC
13/03/2012 | 11h44
O deputado federal Anthony Garotinho (PR) foi “reprovado” pelo Hemocentro de Brasília. O parlamentar fez parte de uma campanha de doação de sangue promovida pelo programa CQC, da Band, mas acabou não podendo doar por conta de Aspirinas e um remedinho de pressão que ele toma. No entanto, Garotinho esbanjou bom humor, lembrou que Campos necessita de doadores, apoiou a causa, disse que aceitaria até o sangue do governador Sérgio Cabral (PMDB) e, de brinde, ganhou pirulitos.
Veja o vídeo com a matéria completa:
Comentar
Compartilhe
Roberto Henriques e a cosquinha
13/03/2012 | 11h27

"Não faço e nem vou fazer consquinha na prefeita Rosinha.O deputado Garotinho é muito ciumento", disse o deputado estadual Roberto Henriques, pré-candidato do PSD à Prefeitura de Campos, ao ser indagado sobre a declaração da deputada Clarissa Garotinho (PR). Para Clarissa, a oposição em Campos não consegue nem fazer cosquinha.

Hoje, na Câmara, o assunto deve render novos comentários. O oposicionista Marcos Bacellar (PDT), que não é muito de fazer carinho e cosquinha, deve falar sobre o tema.

Comentar
Compartilhe
Cosquinha, oposição e situação
12/03/2012 | 15h45

Hoje, no Calçadão, o comentário geral era sobre a declaração da deputada estadual Clarissa Garotinho (PR). Em entrevista à Folha, que teve um aperitivo no blog “Opiniões” (aqui), Clarissa não pensou duas vezes e afirmou: “A oposição em Campos não faz nem cosquinha”. Para os aliados da prefeita, a filha do casal Garotinho está certíssima. Eles garantem que o grupo governista leva a eleição no primeiro turno e ainda fica com 20 das 25 cadeiras da Câmara. “Para conseguir alguma coisa a oposição vai ter que colocar a foto da prefeita em seus santinhos”, diz o vereador Albertinho (PP).

Já a oposição tem várias alas. Alguns acreditam em uma reviravolta. Eles acham que a Saúde deixou a desejar e isso pode fazer a diferença na eleição de outubro. Porém, a grande maioria da oposição aposta em uma reviravolta na Justiça. Sem Rosinha no páreo, que poderia ser barrada pela Ficha Limpa, muitos membros da oposição acreditam que podem vencer o “Plano B” de Garotinho. E qual seria o “Plano B” de Garotinho. Hoje, no Calçadão, os nomes de Geraldo Pudim (PR), Mauro Silva (PT do B) e Edson Batista (PTB) foram citados. Vale lembrar que, mesmo não sendo candidato a vereador, Pudim também vai deixar o governo municipal. Ele vai assumir a missão de coordenador do PR.

Comentar
Compartilhe
Garotinho diz que Paes é “cachorrinho de madame”
09/03/2012 | 18h46

cachorro-2

Após criar polêmica em Campos por conta de um suposto cachorro na reunião do deputado estadual Roberto Henriques (PSD), o deputado federal Anthony Garotinho (PR) resolveu alfinetar o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB). “Eduardo Paes faz papel de cachorrinho de madame”, disse Garotinho durante o evento que oficializou a aliança entre o PR e o DEM.

Comentar
Compartilhe
PTC quer informações sobre Paulo Vizela
09/03/2012 | 11h36

O diretório do PTC em Campos, presidido por Thiago Virgílio, protocolou na OAB-Campos um pedido de informações para saber se o professor Paulo Vizela tem formação na área de direito, se está inscrito na Ordem, número de matricula e se há informações sobre sua especialização em direito eleitoral. O partido acusa Vizela de se colocar como advogado para opinar sobre o processo eleitoral da cidade e pede a intervenção da entidade no sentido de acionar a Polícia Federal. No último sábado o deputado federal Anthony Garotinho (PR) disse que rasgaria o seu diploma de deputado se Vizela apresentasse o seu diploma de advogado.

A informação sobre a ação do PTC, que faz parte do grupo liderado por Garotinho, foi divulgada em primeira mão pelo blog do jornalista Roberto Barbosa. Ontem, Barbosa publicou o certificado que comprova a especialização de Vizela. Veja aqui

Comentar
Compartilhe
TRE suspende propaganda do DEM contra Carla Machado
09/03/2012 | 10h58

Da assessoria:

O juiz corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, Antônio Augusto Gaspar, acolheu no final da tarde desta quinta-feira, o pedido de liminar contra a propaganda política do DEM (Partido Democratas), veiculada nas emissoras de rádio e televisão do Norte Fluminense, com uma série de graves ofensas à prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PMDB). Na decisão, o juiz possibilitou ao partido que substitua a propaganda, mas ao deferir o pedido feito pela Regional do PMDB, determinou a suspensão imediata da veiculação que acontece desde o início da semana. As emissoras que estão veiculando a propaganda no horário eleitoral gratuito não poderão mais exibir a propaganda. O TRE deverá publicar a decisão em seu site ainda nesta sexta e notificar às emissoras.

Atualização às  11h10 — Quem divulgou a notícia em primaira mão foi o Blgo do Esdras (aqui).

Comentar
Compartilhe
De um lado o Carnaval, do outro a revolta é total
09/03/2012 | 01h24

No mesmo dia em que o governo Rosinha anunciou uma grande festa para inaugurar o Cepop, com  direito a Gustavo Lima e o seu “tchê tchêrere tchê techê”, rodoviários protestaram contra o governo municipal e anunciaram mais uma paralisação. Entre os problemas estaria a dificuldade no repasse da verba. Como diz a canção “A Novidade”, de Herbert Vianna e Gilberto Gil: “Mundo tão desigual, tudo é tão desigual. De um lado este carnaval, de outro a fome total, ôôô...”

Comentar
Compartilhe
De olho no Concurso
08/03/2012 | 15h17

A Prefeitura de Campos abriu na última segunda-feira (05) as inscrições para o concurso público em várias áreas para os níveis médio e superior. As inscrições podem ser feitas somente pela internet, no site do Centro de Produção da Uerj (Cepuerj), responsável pela organização do processo, através do endereço www.cepuerj.uerj.br.

Todos de olho — Um fato que chama atenção é o número de pessoas interessadas no Concurso. As duas matérias mais lidas do site da Prefeitura são sobre o tema. Vale lembra que o valor da inscrição varia de acordo com o grau de escolaridade exigido para o cargo, sendo de R$ 35,00 para o nível médio e de R$ 55,00 para o nível superior.

Veja abaixo os Conteúdos Específicos e os Editais

Conteúdo Programático e Referências Bibliográficas - Nível Médio
Retificação nº 1- Nível Médio
Edital - Nível Médio _____________________________________________________________________ Conteúdo Programático e Referências Bibliográficas - Nível Superior
Retificação nº 2 - Nível Superior
Retificação nº 1 - Nível Superior
Edital - Nível Superior ______________________________________________________________________ Conteúdo Programático e Referências Bibliográficas - Educação
Retificação nº 2- Educação
Retificação nº 1- Educação
Edital - Nível Educação Observação: Estes documentos estão em PDF, é necessário o Acrobat Reader para visualiza-lo. Caso não possua, clique aqui e faça o download. Fonte: site da Prefeitura
Comentar
Compartilhe
Ilsan: “Estão defendendo o indefensável”
07/03/2012 | 18h59

Após acompanhar uma série de vereadores defendendo o governo Rosinha Garotinho (PR), a vereadora Ilsan Viana (PDT) ocupou a tribuna na sessão de hoje (07) e fez um desabafo. “Tem gente defendendo o indefensável. Chega de demagogia. Os aliados da prefeita precisam agir com mais maturidade. Reconhecer os erros e trabalhar para acertar. Nossa cidade, que tem R$ 2 bilhões por ano de Orçamento, vai muito mal na área da Saúde. Mas para os aliados da prefeita a cidade é uma maravilha. Eles estão vivendo em um outro mundo, só pode ser. E a população precisa ficar de olho nesses colegas que mudam os discursos e pensam mais em defender o governo do que cumprir o papel de vereador”, disse Ilsan, que respondeu aos ataques do deputado federal Anthony Garotinho (PR). “Ele disse no rádio que eu e Arnaldo estamos inelegíveis. É tudo uma grande mentira. Por que ele não diz que a prefeita corre sérios riscos de ficar fora da eleição?”, indagou Ilsan.

Albertinho defende o governo — Em defesa do governo, o vereador Albertinho (PP) disse que a oposição está desesperada. “Ninguém aqui está contando história. Temos que crescer e estamos crescendo. Já essa oposição não cresce nunca. Está desesperada. Como estamos chegando no momento em que o povo  vai decidir quem continua e quem vai embora da Câmara, tem muita gente perdendo o controle. Gostaria que a vereadora estivesse aqui para ouvir a minha resposta. Mas ela aprendeu com Bacellar. Fala e depois vai embora do plenário”, finalizou Albertinho.

Comentar
Compartilhe
Eike já é o 7º mais rico do mundo
07/03/2012 | 14h58

eike7

O empresário Eike Batista subiu uma posição, de 8º para o 7º lugar, na lista dos homens mais ricos do mundo realizada anualmente pela revista Forbes. De acordo com o ranking divulgado hoje (7), a fortuna do brasileiro foi avaliada em US$ 30 bilhões.

Em outro ranking divulgado nesta semana, elaborado pela Bloomberg, Eike ficou em 10º lugar, com um patrimônio estimado em US$ 29,8 bilhões.

Fundador do Grupo EBX, Eike tem 55 anos  é dono das empresas OGX (petrolífera),  MMX (mineradora) e OSX, (responsável pelos navios da OGX).

O mexicano Carlos Slim ficou pela terceira vez consecutiva no 1º lugar do ranking da Forbes, com uma fortuna avaliada em US$ 69 bilhões, US$ 5 bilhões a menos do que em 2011. Segundo a revista, dentre os 20 mais ricos, sete bilionários registraram recuo em sua fortuna.

Fonte: G1

Comentar
Compartilhe
PSDC perto de aliança com PRP
07/03/2012 | 11h56

O PSDC do deputado estadual João Peixoto está bem próximo de fechar uma aliança com o PRP, presidido em Campos pelo Fabrício Lírio. Recentemente, Peixoto teve uma conversa com membros do diretório estadual do PRP. Segundo o parlamentar, a aliança será para a eleição proporcional. O objetivo é conseguir três cadeiras na próxima legislatura.

Sobre a eleição majoritária, existe a possibilidade de Peixoto caminhar ao lado do ex-prefeito Arnaldo Vianna, que é o pré-candidato do PDT à Prefeitura. "Estou ao lado do governador Sérgio Cabral. Vamos esperar a decisão do grupo e trabalhar em parceria, sem vaidade", diz Peixoto.

Hoje em seu blog “Painel” o jornalista Saulo Pessanha informou que Peixoto está otimista em relação ao aproveitamento do PSDC no Estado do Rio. Ele acredita que o partido vai fazer de 80 a 100 vereadores em todo o RJ, superando, em muito, o número de cadeiras atual, que é de 20. No dia 9, no Rio, Peixoto faz uma reunião com os candidatos da capital.

Comentar
Compartilhe
Telhado de Vidro na pauta da Câmara
06/03/2012 | 18h57

O vereador Marcos Bacellar (PDT) usou a tribuna da Câmara durante a sessão de hoje (06) para fazer um balanço sobre a operação Telhado de Vidro, que quatro anos depois teve os envolvidos com os bens liberados pela Justiça. Segundo Bacellar, a Operação teve motivação política. “Eu disse por diversas vezes que fui procurado antes da operação. Eles sabiam dessa operação e um enviado de Garotinho me ofereceu quatro secretarias antes mesmo do afastamento de Mocaiber. Naquela época eu comprei uma briga, não fiquei do lado dele e agora a verdade está aparecendo”, frisou Bacellar, que foi além. “Garotinho tem uma enorme inteligência, mas ele utiliza essa inteligência para o mal. É uma busca desenfreada do poder. Além disso, é desprovido de respeito e pudor. Só importa a sua vontade. Prefiro vencer no sacrifício do que passar por cima de alguém”, disse Bacellar.

Novos aliados do casal — Para Bacellar, temos hoje em Campos um bloco “Vira Casaca”. “Hoje nós temos vereadores, lideranças e gente de todas as áreas ao lado de Garotinho. Pessoas que eram pisoteadas, humilhadas por ele. Veja só! Até Mocaiber está lá. São muitos seguidores submissos ao casal. Viraram a casaca. Mas de coração ninguém fica ao lado deles”, finalizou Bacellar.

Odisséia — A vereadora Odisséia aproveitou o embalo e alfinetou Garotinho. “Por trás da operação houve um líder. Temos em Campos um visionário que prevê tudo o que acontece nesse município. Dois dias antes ele sabia tudo. Encaminhou uma pessoa para fazer negociações. Sabemos quem trabalhou com seriedade no governo passado. Mas o que houve foi uma generalização. Todos eram chamados de bandidos por um homem que se acha acima do bem e do mal”, disse a petista.

Altamir critica Bacellar — O vereador Altamir Bárbara (PSB), que foi secretário de Mocaiber, disse que Bacellar tinha muita influência no governo passado. “Bacellar culpou Garotinho. Mas ele votou contra as contas de Mocaiber e nós votamos a favor. Ele era presidente da Câmara e teve uma influência muito grande na Prefeitura. Indicou vários secretários. Participou ativamente da administração de Mocaiber. Houve uma pressão violenta para me tirar da secretaria de Administração. A bancada de Rosinha votou a favor de Mocaiber. E agora estão acusando Garotinho de armar uma cilada. E quem mandou no governo de Mocaiber reprovou as contas? Nós estamos sendo coerentes”, disparou Bárbara.

Rangel e a política do “Junto e misturado” — O vereador Jorge Rangel (PSB) ironizou o desabafo de Bacellar e lembrou que muita gente de Mocaiber está com Rosinha e muita gente de Rosinha já esteve com Mocaiber. “Ele veio aqui, fez uma encenação e depois saiu. Deu dor de barriga, sei lá. A verdade é que muita gente que hoje está de um lado já esteve do outro.  O vereador Albertinho foi cargo de confiança de Mocaiber por três meses. Magal assumiu uma secretaria e quase ficou no governo contra a vontade de Garotinho. Muitos que hoje malham eram os amigos de ontem. E muitos que atuaram no governo Mocaiber estão prestando grandes serviços no atual governo. Quem errou tem que pagar, mas os que não erraram merecem respeito”, enfatizou.

“Será que Graotinho manda a Polícia para a casa dele?” — O líder do governo, Jorge Magal (PR), também se posicionou. “A Polícia Federal já esteve na casa de Garotinho. Será que ele mandou invadir a própria casa. Mas quando é nas casas dos outros as pessoas dizem que foi ele que mandou. Estão querendo dizer que existe política por trás de tudo. Tem que deixar a Polícia e a Justiça trabalhar”, disse Magal.

Ano começando — Depois de tanta confusão, o presidente da Câmara, Nelson Nahim (PPL), disse sorrindo: “E olha que o ano está apenas começando”

Comentar
Compartilhe
Ao lado de Índio, tribo do PSD se reúne em Campos
06/03/2012 | 15h34

henriques e índio

O ex-deputado Índio da Costa, que foi o vice na chapa do tucano José Serra na disputa pela presidência da República em 2010, esteve ontem em Campos prestigiando a inauguração na sede PSD na cidade. Ele, que é presidente do partido no Estado do Rio, deixou claro os seus planos para a eleição de 2012. “Vamos caminhar ao lado do PMDB e o nosso pré-candidato é o deputado Roberto Henriques. Esse evento com cerca de mil pessoas mostra exatamente o que é o nosso partido. Um grupo forte que pretende mostrar que é possível governador de uma forma diferente”, afirmou Índio, deixando claro a sua opinião em relação ao casal Garotinho. “São políticos que nãos sabem trabalhar em parceria e andam aplicando muito mal os recursos dos royalties”, frisou o cacique do PSD no Rio.

A diversidade na aldeia do PSD é proporcional à abrangência de propostas defendidas pela legenda. “É um projeto novo, com gente séria. Quem estava na base e na oposição se sentiu confortável para vir. O partido não será governista, que vota a favor de qualquer coisa, nem fará oposição por oposição. Faz todo o sentido para o eleitor”, explica Indio. Os aspirantes a cargos públicos serão unidos por três regras norteadoras do PSD fluminense: a defesa do voto distrital, o empenho em reduzir impostos e a defesa dos royalties do petróleo do Rio de Janeiro

Paulo Melo marcou presença — O Presidente da Alerj, deputado Estadual Paulo Melo (PMDB), também participou da inauguração e contou como foi o seu primeiro contato com o deputado Roberto Henriques. “Eu liguei para o deputado, sem ao menos conhecer, pedindo voto para eleição da presidência e ele disse que naquele momento não podia responder porque precisava consultar o partido. E quando o conheci e encontrei pessoalmente, pra minha surpresa, ele não pediu nada, nem exigiu. Apertou minha mão e disse: ‘eu voto em você’ e começou uma nova caminhada a partir desse momento”, contou.

Sem cachorro quente — Alfinetando o deputado federal Anthony Garotinho (PR), Roberto Henriques disse que a população foi até o local sem qualquer tipo de incentivo. “Os últimos prefeitos se perderam e alguns até desistiram de governar, deixando que outros fizessem esse papel. Aqui hoje não tem funcionário público, nem cachorro-quente. São pessoas que acreditam em uma mudança de verdade”, disse Henriques.

Comentar
Compartilhe
Garotinho prevê operação da Polícia Civil
06/03/2012 | 15h29

garotinho-quintanilha

Em seu blog, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) voltou a fazer suas previsões. Segundo ele, o governador Sérgio Cabral (PMDB) “determinou ao secretário Beltrame que nos próximos dias faça uma operação policial contra pessoas próximas a mim, para tentar criar um escândalo que prejudique a minha imagem (...) Ficam portanto cientes, a opinião pública do estado, os jornais, televisões, emissoras de rádio, blogs, que Cabral está utilizando a Polícia Civil como polícia política contra seus adversários, para perseguir quem discorda dele, para tentar sujar a imagem de quem levanta a voz contra suas atitudes ditatoriais ou grandes lances de corrupção que pratica no governo”, afirma Garotinho.

Comentar
Compartilhe
Hirano comemora índices da Saúde e Educação
05/03/2012 | 17h21

Paulo-Hirano_secretariodesaude

Enquanto membros da oposição criticam o governo Rosinha nas áreas da Saúde e Educação, o secretário de Saúde, Paulo Hirano, que é pré-candidato a vereador pelo PR, diz que está tudo bem.

Em seu blog (aqui) ele parabeniza a prefeita e cita uma pesquisa divulgada pela revista Multi Cidades. “A Revista Multi Cidades aponta Campos como uma das cidades que mais investe em educação, ocupando a 27ª posição e, em saúde, no 18º lugar. Já a Revista Finanças disse que o município é o segundo do estado, perdendo apenas para a capital, que mais investiu em educação em 2010 – R$438 milhões”, comemora Hirano.

Comentar
Compartilhe
Em Niterói, PT aposta em Rodrigo Neves
05/03/2012 | 11h06

rODRIGO

Ontem (4) foi um dia de decisão para petistas em Niterói. Depois de meses de discussões, o PT de Niterói definiu o pré-candidato que irá representar o partido nas eleições de outubro. O vencedor foi o secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves, através de voto direto de 4.200 filiados. "O que foi decidido hoje aqui foi o futuro de Niterói. Vamos ganhar essa Prefeitura, construindo um programa de governo participativo, uma administração democrática, socialmente justa e moderna. Dessa forma, Niterói será uma vitrine do PT em todo o Estado", declarou Rodrigo Neves que venceu por 2.219 votos o deputado Chico D’Ângelo, que consegui 1.499 votos dos militantes do Partido dos Trabalhadores.

Para o presidente do PT no Rio, Jorge Florêncio de Oliveira, a vitória de Neves significa a vitória da organização do partido em todo o Estado. "Ninguém impôs o candidato. Ele foi votado pela base e isso constrói uma unidade. Agora temos um representante apoiado por todo o partido", concluiu. Chico D´Angelo e Rodrigo Neves firmaram acordo que o candidato que saisse derrotado nas prévias apoiaria a campanha eleitoral do vencedor. Segundo as lideranças do partido, essa foi a solução mais acertada para buscar a unidade no diretório.

Rodrigo Neves, que foi chamado de puxa-saco pelo presidente do PMDB no Rio, Jorge Picciani, deve ter como principal adversário o prefeito Jorge Roberto Silveira, que vai buscar a reeleição com o apoio do PMDB de Picciani. Agora resta saber qual será a postura do governador Sérgio Cabral (PMDB).

Campos — Na planície goitacá o nome escolhido pelo PT foi o do médico Makhoul Moussallem. Agora, os petistas costuram alianças para definir quem será o vice.

Fonte: SRZD

Comentar
Compartilhe
Rosinha Garotinho inelegível?
05/03/2012 | 10h51

O especialista em Direto Eleitoral, Paulo Vizela, que foi alfinetado pelo deputado federal Anthony Garotinho (PR) no último sábado, tem afirmado que a situação da prefeita Rosinha Garotinho (PR) não é nada confortável. Em seu blog, o jornalista Roberto Barbosa diz que Vizela tem uma nova bomba: “a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, está inelegível para o pleito de 2012”. Em comentário enviado ao blog do Roberto, Vizela diz: “Onde está a liberação da Rosinha na AIME? a condenação dela no TRE-RJ depende de uma AI que se encontra com o Ministro Marcelo Ribeiro para decisão e conta com parecer contrário da PGE. Da AIJE o Dr. Arnaldo está livre,e é mais fácil comprovar, pois o processo se encontra arquivado em Campos na 100ªZE”.

Com toda essa polêmica, uma coisa é certa. No campo Jurídico a eleição de Campos já começou com toda força.

Versão dos governistas — Para os integrantes do grupo liderado pelo deputado federal Anthony Garotinho, a situação é inversa. Arnaldo estaria inelegível e Rosinha elegível.

Atualização às 17h — No último dia 28 o blog Opiniões postou uma nota sobre o tema. Na postagem, do jornalista Aluysio Abreu Barbosa, temos todas as explicações sobre as situações de Arnaldo e Rosinha. Confira aqui

Comentar
Compartilhe
De quem Garotinho gosta?
04/03/2012 | 18h52
garotinho

No último sábado, durante o programa “Entrevista Coletiva”, na rádio Diário FM, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) disse que eu não gosto dele. Segundo o parlamentar, o motivo é o fato de ter sido processado por ele. Em primeiro lugar é bom deixar claro que não tenho nada contra o pai de família Anthony Garotinho. Nesse ponto ele merece elogios. Seus filhos são muito bem educados. Mas quem eu acompanho é o Garotinho político. E do político eu discordo em vários pontos. Porém, com ele, você só tem uma opção: concordar em tudo. Quem não joga de acordo com as suas regras é tratado como adversário, ridicularizado e atingido nos pontos fracos. Mas esse papo de gostar e desgostar me fez pensar: De quem o Garotinho gosta? Aí vai uma lista de quem ele gosta, já gostou, não gostava e voltou a gostar. Cesar Maia: Não gostava e agora gosta

Roberto Heniques: Gostava, não gostava, gostou novamente e agora não gosta. Arnaldo Vianna: Gostava e agora não gosta Marcos Soares: Não gostava, gostou um pouquinho e agora não gosta Betinho Dauaire: Não gostava e agora gosta Edílson Peixoto: Gostava, deixou de gostar e voltou a gostar Sérgio Cabral: Gostava e agora não gosta Abdu Neme: Gostava, deixou de gostar e agora gosta Carla Machado: Gostava e agora não gosta Claudeci das Ambulâncias: Gostava e agora não gosta Eduardo Cunha: Gostava e agora não gosta Paulo Feijó: Não gostava e agora gosta Pezão: Gostava e agora não gosta Jorge Picciani: Gostava e agora não gosta

Durante a elaboração da lista eu escutei Raul Seixas:

Comentar
Compartilhe
"O Dia" entrevista Rodrigo Maia e Clarissa Garotinho
04/03/2012 | 13h33

Rodrigo-e-Clarissa

O jornal “O Dia” publicou hoje (4) uma extensa entrevista com a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) e com o deputado federal Rodrigo Maia (DEM), que prometem compor uma chapa na disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro. Confira:

A política é capaz de misturar azeite e água e até juntar na mesma chapa o deputado federal Rodrigo Maia (DEM) e a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR). Filhos de dois históricos adversários políticos do Rio, os sucessores de Cesar Maia (três vezes prefeito) e Anthony Garotinho (ex-governador), anunciam no dia 8 a chapa que vai concorrer à sucessão de Eduardo Paes (PMDB).

ODIA: A senhora confirma que é candidata a vice-prefeita na chapa do deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ)?

CLARISSA GAROTINHO: Aceitei ser vice do Rodrigo e estou muito feliz com essa decisão.

E o senhor? Está feliz?

RODRIGO MAIA: Eu sempre quis que a Clarissa fosse minha vice. Sempre tive certeza de que é o melhor caminho para essa aliança, do PR com o Democratas. A gente compõe uma chapa onde vamos ser dois quadros muito fortes. Não vai ser uma chapa onde você tem um candidato a prefeito e um vice desconhecido. Você vai ter uma chapa com dois quadros com muita densidade, com famílias com histórias fortes no estado e na cidade do Rio de Janeiro.

Por que a senhora demorou tanto a confirmar? Havia alguma dúvida, alguma negociação que ainda estava em curso?

CLARISSA: Na cidade do Rio de Janeiro, dentro desta aliança, coube ao DEM indicar o candidato a prefeito. Mas eu tive muita dificuldade no início pelo fato de nossos pais terem sido adversários durante muito tempo. Meu pai chegou a dizer para mim: “Olha, se eu fui capaz de superar essas diferenças, você também tem que ser. Ele me disse: “Eu estou convencido de que essa aliança vai ser positiva”. Só que, para mim, não bastava que ele (o pai) estivesse convencido porque quem estaria no processo eleitoral seria eu. Quando eu entro em alguma coisa — e eu sou assim em tudo —, eu entro de cabeça. Eu não poderia compor uma chapa simplesmente por um arranjo familiar que entendeu que agora os dois partidos deveriam se unir para enfrentar o PMDB. Eu precisava estar convencida de que seria bom para mim e para a cidade compor essa chapa. Eu me lembro até hoje da primeira vez que eu e Rodrigo sentamos juntos. Eu me lembro que eu falei para o Rodrigo: “Essa aliança é muito difícil, mas ela não é impossível.” Então, eu resolvi me dar uma oportunidade, diante da necessidade da aliança, de conhecer o Rodrigo. Eu falei: “Eu e ele nunca fomos adversários. Então, eu preciso conhecer o Rodrigo Maia. Eu não sei como ele é, eu conheço da mídia. Não sei o que ele pensa.” E eu disse para ele: “Eu sou uma pessoa de muitas convicções, você também. Imagina se eu sou sua vice e lá no meio da campanha a gente fica batendo cabeça. Não vai ficar bonito isso. Então, eu preciso te conhecer, preciso saber o que você pensa sobre a cidade, preciso saber se nós vamos conseguir tratar um projeto comum para a cidade do Rio, como é que vai ser nós dois trabalhando juntos. Então, estamos há três meses nos reunindo. Já tivemos reuniões temáticas para discutirmos educação, infraestrutura da cidade... Qual mais, Rodrigo?

RODRIGO: Esporte...

CLARISSA: ... esporte, saúde... Nós fomos nos reunindo para tratar de vários temas. Chegou num momento em que essas questões temáticas estavam avançando bem. Então, sugerimos que começássemos a fazer reuniões públicas — ele já seria o candidato apoiado por nosso partido independentemente de eu ser a vice. Até para saber como seria nós dois juntos num ato público. Nós começamos a andar e fizemos várias reuniões grandes, ouvindo as pessoas, os problemas dos bairros... Eu acho que a gente se deu bem trabalhando junto. Isso, para mim, foi determinante na minha decisão. O Rodrigo me surpreendeu muito: ele é uma pessoa que sabe ouvir, humilde, que sabe ouvir quem pensa diferente e reter o que é bom. Eu acho que nós precisamos de políticos com essas características.

“Surpreendeu” porque a senhora esperava uma outra coisa?

CLARISSA: Talvez por ser filho do prefeito que administrou a cidade por mais tempo — mais de 12 anos —, ele podia achar que era só reunir a equipe do pai que sabia exatamente o que tinha que fazer. Mas o que eu vi foi exatamente o oposto. O que eu vi foi uma pessoa disposta a ouvir, a rever algumas questões, disposta a trabalhar em equipe. Foi uma grata surpresa.

Ela também o surpreendeu, deputado?

RODRIGO: Não. Eu tinha certeza de que ela era isso: talentosa, corajosa, boa de rua, boa de reunião com muita gente. Desde o primeiro dia, eu sabia que, para mim, a melhor alternativa era Clarissa de vice. As virtudes que eu conhecia de longe, que as pessoas confirmavam, todas elas foram confirmadas na aproximação. Agora, eu estou mais convencido ainda de que esta é uma chapa que vai dar muito trabalho nesta eleição.

Tinha Plano B se ela não aceitasse?

RODRIGO: Não. Eu ia convencê-la. Quando entra num projeto, você tem que ter muita certeza dos seus objetivos. Eu tinha muita certeza de que o caminho era nós disputarmos uma eleição nesta aliança. Nós tínhamos que sair do isolamento. A primeira certeza que eu tinha: sozinhos, nós não íamos a lugar nenhum. Nós não podemos priorizar projetos pessoais, então, precisamos estar juntos num projeto coletivo, para construir a partir de 2012 um outro cenário para o Rio de Janeiro. Numa eleição que tem essa estrutura toda contra a gente, a gente tem que ter muita certeza. Não queria um vice do tipo “pelo menos, esse não tira voto”. Eu queria um vice com personalidade forte, que agregasse voto. Eu entendo minhas qualidades, mas entendo também alguns defeitos que eu tenho. Eu sou uma pessoa muito tímida, e acho que o perfil da Clarissa vai agregar muito na rua.

Ela é mais coração, de batalha. O senhor é mais pragmático, mais de elaborar. São pessoas diferentes. Não dá dor de cabeça?

RODRIGO: Não, não dá dor de cabeça. Nós vamos construir um programa de governo juntos e vamos governar juntos a cidade do Rio de Janeiro. Quando eu escolhi a Clarissa, sabia que não podia colocar na chapa uma pessoa que, vencendo as eleições, iria colocar numa salinha escondida no 13º andar da Cidade Nova ( localização do gabinete do prefeito na sede da prefeitura). Eu precisava de uma pessoa que não ia ser apenas coadjuvante, que ia ser tão importante como o próprio candidato a prefeito.

CLARISSA: Ele me chamou e disse: “Clarissa, eu quero governar junto com você.” Nós nunca discutimos qual seria minha função no governo. Mas eu gostaria de ser a fiscal número 1 de nosso governo.

Nas reuniões, o que convergia e o que divergia?

CLARISSA: Eu falei: “Olha, vocês estão dispostos a rever a questão da aprovação automática (nas escolas)?” Na verdade, a aprovação automática foi um nome que inventaram aqui. Acredito que funcione bem em muitos lugares do mundo, mas aqui...

RODRIGO: Foi feito no final do governo (de Cesar Maia), sem um estudo maior, sem trazer os pais e os professores para o debate. É um assunto que o Cesar Maia, num documento do partido em relação à cidade, deixou isso claro. Está lá, ele tem clareza que nós acertamos muito, mas nós erramos também. E esse foi um ponto que foi muito mal colocado. Nós temos é que melhorar a qualidade do ensino, valorizar o magistério, acabar com a privatização na Educação e na Saúde.

O que o carioca deve esperar com relação às obras que já foram iniciadas pelo prefeito Eduardo Paes?

RODRIGO: Obras que estão sendo executadas vão ser todas terminadas. Agora, nós não acreditamos que a privatização da Saúde e Educação dá e dará bons resultados. Nós queremos dar clareza: nós, ganhando a eleição, não vamos manter a privatização nem na Educação, nem na Saúde.

De que forma os índices de rejeição de Garotinho e Cesar Maia podem afetar a campanha dos senhores?

RODRIGO: A minha equação é que nós vamos poder entrar no eleitor do Cesar Maia e no eleitor do Garotinho. Agora, muito mais importante do que isso vai ser a nossa capacidade de trabalho e de convencimento para a gente poder agregar uma fatia que é a maior de todas: a de 70% do eleitorado que, com toda a máquina, com todo o gasto de publicidade, está indecisa. Um tem uma rejeição, outro tem outra. Parte dessa rejeição é a todos os políticos. E, depois, eu sou Rodrigo Maia, ela é Clarissa. Claro que o cara que odeia o Cesar Maia e o cara que odeia o Garotinho é óbvio que não vai votar na gente. É óbvio que nós nem vamos atrás desse voto. Agora, aquele que pensa: “Ah, o último governo do Cesar Maia eu não gostei muito. Pô, mas foi muito bom antes, o que aconteceu?”; aquele cara que é saudoso do primeiro e do segundo e ficou com a memória negativa do final do terceiro, esse, nós temos toda a condição de trazer. Da mesma forma que o eleitor do Garotinho que viu a gestão do Garotinho e a da Rosinha e depois acompanhou nos últimos anos toda a pressão em cima do Garotinho por alguns órgãos da mídia, ele também...

CLARISSA: Vai ser um desafio muito grande. São 12 partidos contra 2 ou 3, 14 minutos de TV contra 5, a máquina municipal, estadual, federal, muito dinheiro. Acho que é um grande desafio, mas desafio sempre foi uma palavra que me moveu muito. Se ganharem, os senhores vão dar continuidade às obras que estão previstas para a realização das Olimpíadas de 2016?

RODRIGO: Vamos honrar

Como atingir, durante a campanha, o personagem Eduardo Paes?

RODRIGO: Ele não é um personagem. Hoje, na cidade do Rio de Janeiro, o (Fernando) Gabeira é um personagem, Cesar Maia é um personagem, o Garotinho é um personagem. Eduardo não é um personagem, Eduardo não tem identidade própria.

Como avaliar o fator Marcelo Freixo nesta eleição?

RODRIGO: Todos os candidatos são nossos aliados. O Freixo (deputado estadual do PSOL que deverá sair candidato à Prefeitura) caminha numa faixa que hoje nós não temos. Mas ele também não entra na nossa faixa. O Otávio Leite (deputado federal do PSDB, também pré-candidato) é que entra um pouco na nossa faixa, que é o trabalho que ele fez com portadores de deficiência.

CLARISSA: E tem a Aspásia (Camargo, do PV, que poderá entrar na briga).

RODRIGO: Todos eles vão cumprir o papel para ter o segundo turno. E eu tenho a convicção de que nós estaremos no segundo turno.

Quando os pais dos senhores ainda eram adversários ferrenhos, muitas vezes subiram o tom na troca de farpas. Referindo-se aos governos de Garotinho e Rosinha, Cesar Maia já disse que o Palácio Guanabara estava num “mar de lama”. Garotinho já disse que era “difícil” discutir ética com Cesar Maia. Quem estava com a razão?

RODRIGO: São momentos políticos, de adversários políticos e jovens. Garotinho foi governador com 38 e meu pai tinha 50 e poucos anos. Isso gera sempre um tom acima da crítica. Acho que é do jogo e já passou. O Cesar Maia e o Garotinho têm seus defeitos e virtudes. Vamos trabalhar com as virtudes. Nenhum de nós está abrindo mão de princípios. Mas nossas convergências são maiores.

CLARISSA: Para nós, que somos uma nova geração, isso é um aprendizado, que não dá para fazer política com o estômago. Não pode analisar um fato fora do contexto. O Garotinho disputava eleição de governador contra o Cesar Maia (1998). O Garotinho ganhou do Cesar Maia. Existia ali, de certa maneira, o orgulho ferido do Cesar, o prefeito do Rio, que perdeu para o Garotinho, que era um prefeito de Interior (Campos). Não interessa a nenhum de nós o confronto. Não nos interessa ficar discutindo se o pai dele tinha razão ou se o meu pai tinha razão. O que nos interessa agora é caminhar juntos e trabalhar pelo bem da nossa cidade.

RODRIGO: Se for analisar estas frases, vai ver que nenhum dos dois tinha razão. O excesso da agressividade até tem o seu papel, mas prova que nenhum dos dois tem razão.

O que os difere dos pais dos senhores?

RODRIGO: Meu pai é um gestor, um quadro pensador do partido, e eu fazia política, organizava a burocracia do partido, organizava as alianças, tanto aqui como em Brasília. Meu perfil é mais de agregar, de conversar. Meu pai tem o perfil mais combativo, de confronto. Logo no início da carreira, vi que eu tinha uma qualidade que ele não tinha, a paciência de dialogar.

CLARISSA: Acho que meu pai é mais centralizador. Eu gosto mais de trabalhar em grupo, de dividir tarefas. Eu não sou muito centralizadora. Acho que é porque meu pai teve uma convivência muito grande com o (ex-governador do PDT Leonel) Brizola, que era muito centralizador. Não tenho dificuldades de ouvir conversas diferentes. Tanto que as minhas passagens pela Câmara (Municipal) e pela Assembleia (Legislativa) marcaram muito para mim porque a minha relação política se deu melhor sempre com os adversários políticos da minha família.

Como os senhores se conheceram?

CLARISSA: Não sei se o Rodrigo vai lembrar, mas eu lembro. Foi através de um amigo comum.

RODRIGO: Foi no Garcia & Rodrigues

CLARISSA: Ele (o amigo) me ligou e falou: “Estou no Garcia & Rodrigues tomando café com um amigo meu, o deputado federal Rodrigo Maia, e eu queria te apresentar a ele. Você pode vir aqui?” E eu fui (risos). Fala sério, você (virando-se para Rodrigo) nem lembrava disso.

RODRIGO: Lembrava. Lembrava também de uma vez no plenário do Congresso (Nacional), uma vez que você foi lá.

E, para as eleições de 2014, quem seriam os candidatos da chapa, se a aliança DEM-PR for mantida até lá?

RODRIGO: As eleições de 2012 são importantes para todos os partidos. E aqui no Rio não será diferente. O que sair de 2012 vai viabilizar candidaturas ou não. É lógico que nós estamos construindo a nossa aliança e quem são os nomes que os partidos têm? Garotinho é o mais forte e Cesar Maia o segundo mais forte, a nível regional.

CLARISSA: Vocês são muito ansiosos...

Comentar
Compartilhe
SJB: CPIs debatem aplicação de verbas e Porto do Açú
04/03/2012 | 11h30
Da assessoria:

A aplicação de verbas públicas em instituições subvencionadas pela prefeitura sanjoanense e os impactos ambientais e sociais que estão ocorrendo no 5º distrito de São João da Barra devido a implantação do Porto do Açú serão tema de duas reuniões que acontecerão na tarde de amanhã (05), respectivamente à partir das 14h e 15h na Câmara de São João da Barra.

As reuniões são das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que foram abertas na última sessão legislativa de 2011, mais precisamente no dia 15 de dezembro, e que deverão apurar supostas irregularidades. A CPI das subvenções foi criada à partir do requerimento nº 183/2011 e é composta por Antônio Manoel Machado Mariano (Camarão) do PR como presidente, Carlos Machado da Silva (Kaká) do PT do B como relator e Aluízio Siqueira(PMDB) como membro.

A CPI do Porto tem como presidente o vereador Franquis Arêas (PR), como relator o vereador Carlos Machado da Silva (Kaká) do PT do B e como membro o vereador Jonas Gomes de Oliveira (PMDB). Essa Comissão Parlamentar de Inquérito foi aberta através do requerimento 184/201.

Para o presidente da Câmara sanjoanense Gerson Crispim (PR), é importante que a população acompanhe as investigações das duas Comissões Parlamentares de Inquérito que foram abertas no legislativo, “é o papel do vereador fiscalizar e lutar por melhorias para a comunidade, recebemos inúmeras denúncias, inclusive já foi encaminhado as Comissões fotos, documentos e publicações, é importante a população acompanhar de perto”, destacou Gersinho.

Visita ao Porto – Uma comitiva formada pelos membros da CPI do Porto, demais vereadores e funcionários do legislativo sanjoanense estarão visitando as obras do Complexo Portuário do Açú na próxima terça-feira (06) à partir das 14h.

Comentar
Compartilhe
Garotinho, Henriques e o cachorro quente
03/03/2012 | 15h48

Hoje (03), durante o programa “Entrevista Coletiva”, na rádio  Diário FM, o deputado federal Anthony Garotinho (PR) comentou sobre uma reunião do deputado estadual Roberto Henriques (PSD) no Parque Guarus. Após o vereador Jorge Magal (PR) contar que o encontro contou com muito cachorro quente, Garotinho não perdeu tempo e soltou essa: “Cachorro quente eu não sei, mas cachorro eu sei que tinha por lá”. Em seu blog, o advogado Cláudio Andrade postou uma nota demonstrando a sua indignação com a situação. Segundo ele, ao não dar nome aos bois (ou melhor, ao cachorro rs), todos os participantes foram comparados a um cão. Tudo isso me fez lembrar de uma entrevista do Márcio Canuto que virou sucesso na internet. O menino Mateus, que não é de Guarus, não entendeu muito bem a pergunta e foi logo dizendo: “Cachorro, que cachorro o que? Eu não sou cachorro não!” Ah, e para quem gosta de Waldick Soriano, aí vai o clássico:

Comentar
Compartilhe
Saúde de Campos com nota baixa
03/03/2012 | 14h49

saúde

O advogado Cléber Tinoco informa em seu blog “Campos em Debate” que, mesmo com royalties e um orçamento de quase R$ 2 bilhões, o município de Campos ficou com a nota 5,38. Para maiores detalhes, dê uma olhada na tabela abaixo:

Nota_IDSUS_Campos dos Goytacazes_2011

Índice de Desempenho do SUS (IDSUS)  é um indicador síntese, que faz  uma aferição contextualizada do desempenho do Sistema de Único de Saúde (SUS) quanto ao acesso(potencial ou obtido) e à efetividade da Atenção Básica, das Atenções Ambulatorial e Hospitalar e das Urgências e Emergências.

Comentar
Compartilhe
PSD vai inaugurar sede em Campos
02/03/2012 | 12h24

psd_logo

Será inaugurada na próxima segunda feira (05), na Avenida XV de Novembro n°23, às 19 horas, a sede municipal do Partido Social Democrático (PSD). O presidente do diretório em Campos, Expedito Otoni e o deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura de Campos, Roberto Henriques, convidam toda a população para prestigiar a inauguração do partido no município.

O presidente da legenda diz que a meta é resgatar antigos valores que eram praticados por políticos como Leonel Brizola e João Goulart. “É uma forma de política que está praticamente extinta. O PSD vem para resgatar isso. O verdadeiro espírito político não pode ser esquecido. A política é fazer o bem comum. E isso é raro na política atual”, diz Expedito.

Forte — O PSD, que recebeu políticos de vários partidos, tem hoje a maior bancada da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Fonte: Campos Notícia

Comentar
Compartilhe
Albertinho entra na polêmica envolvendo PMs
02/03/2012 | 12h14
albertinho O vereador Albertinho (PP), apresentou na última quarta-feira (29), requerimento questionando o remanejamento dos Policiais Militares do 8º BPM que solicitaram melhoria salarial para outros Batalhões do Estado do Rio, bem como o retorno dos policiais já transferidos.

Em sua justificativa o vereador relatou que, “além de colocarem suas vidas em risco para nos dar segurança, os Policiais Militares que mediante salários de miséria, são obrigados a fazer trabalhos extras como segurança em estabelecimentos comerciais como complemento financeiro, para dar o sustento as suas famílias, e o final é esse, trágico e doloroso para familiares".

Lista de Apoio — No saguão da Câmara de Campos há uma lista de apoio aos policiais que, posteriormente, será encaminhada ao governador Sérgio Cabral (PMDB).

Fonte: Blog do Albertinho

Comentar
Compartilhe
SJB: PSDB com candidatura própria?
02/03/2012 | 11h31
murilo sá

O presidente do PSDB em São João da Barra, Murilo Sá, entrou em contato com o blog e informou que, após conversa com o presidente do diretório estadual do PSDB, deputado Luiz Paulo Corrêa da Rocha, ficou definida a sua pré-candidatura à Prefeitura de SJB.

Para Murilo Sá, o PSDB-SJB pode oferecer algo diferente. “O PSDB quer renascer, dar uma nova opção para este povo que anseia por mudança. Não temos políticos de mandato, jamais iludiremos ninguém, mas acho que SJB precisa de sangue novo e vamos mudar a história política e administrativa desta cidade”, diz o tucano, ressaltando que atualmente vê graves problemas tanto na oposição como na situação.

Comentar
Compartilhe
Voltei
02/03/2012 | 11h21
Após me desligar por um mês do mundo político, chegou a hora de voltar a atualizar o blog. Como tive tempo para pensar e refletir, em breve vou dar início a uma série de coisas novas aqui neste espaço.
Comentar
Compartilhe