Concurso público em SJB: licitação continua nesta semana
09/01/2018 | 18h25
Prefeitura de SJB
Prefeitura de SJB / Folha da Manhã
É grande a expectativa após o blog ter anunciado (aqui) que a Prefeitura de São João da Barra deu início ao processo para realização de um novo concurso público. Em dezembro, o município publicou um aviso de licitação para contratação de empresa que realizará o certame “para o provimento de diversos cargos efetivos” — o primeiro passo para realização do concurso. As propostas foram entregues no dia 27. Porém, o Instituto Nacional de Concurso Público (INCP), que havia apresentado a melhor proposta, não apresentou a planilha de composição de custo, segundo publicação no Diário Oficial de 6 de janeiro. Desta forma, haverá continuidade da licitação nesta quinta-feira (11).
Vale lembrar que a prefeita Carla Machado (PP) chegou a falar no início do governo sobre a necessidade de um concurso para contratação de fiscais. Além disso, estão em vigências outros dois realizados na gestão do ex-prefeito Neco (PMDB): o da Educação (que tem validade até 7 de março 2019) e o da Saúde (com validade até 10 de junho de 2019).
Compartilhe
Justiça suspende posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho
08/01/2018 | 19h10
A Justiça Federal do Rio suspendeu nesta segunda-feira (8) a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. A decisão, em caráter liminar, é do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal Criminal de Niterói. A Advocacia-Geral da União (AGU) informou que já prepara recurso contra a liminar que suspende a posse de Cristiane, prevista para esta terça-feira (9).
A ação popular foi movida após a denúncia de que Cristiane Brasil foi condenada a pagar R$ 60 mil por dívidas trabalhistas com dois ex-motoristas. O juiz fixou ainda multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento da liminar.
Reflexos na planície goitacá — O impedimento da posse de Cristiane pode impedir, também, o retorno do suplente Nelson Nahim (PMDB) à Câmara dos Deputados. A volta de Nahim foi tema de muitas matérias na imprensa nacional e internacional, sempre destacando o fato da sua condenação em primeira instância no caso de exploração sexual de menores que ficou conhecido como “Meninas de Guarus”. Condenado a 12 anos de prisão, ele ficou em regime fechado por quatro meses até conseguir um habeas corpus.
Em nota, Nahim afirmou ser inocente: “[vou] disponibilizar em cada Gabinete Parlamentar acesso a cópias de todos os documentos da grande e absurda injustiça que fizeram comigo em ser condenado num processo em que a suposta vítima jamais confirmou ter tido qualquer envolvimento comigo”.  
Com informações do G1
Compartilhe
Açu anuncia contratação de consórcio para térmica e previsão de obras
08/01/2018 | 12h12
A Gás Natural Açu (GNA), subsidiária da Prumo Logística, concluiu a contratação do consórcio Siemens e Andrade Gutierrez para a construção da primeira usina termelétrica no Porto do Açu, a UTE GNA I. As negociações entre as empresas foram concluídas após a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizar a transferência da termelétrica UTE Novo Tempo para a UTE GNA I, empresa ligada à GNA. O consórcio será responsável pelas soluções de engenharia, suprimentos e construção da térmica, que terá capacidade instalada próxima a 1,3 GW.  A informação foi divulgada nesta segunda-feira (8).
A instalação da termelétrica é parte do Açu Gas Hub, projeto em desenvolvimento no Complexo Portuário do Açu, cujo objetivo é constituir uma solução logística para o recebimento, processamento, consumo e transporte de gás natural produzido nas Bacias de Campos e Santos, assim como importação e armazenagem de GNL importado.
 A previsão é que as obras de construção da primeira térmica no Porto do Açu sejam iniciadas ainda no primeiro trimestre deste ano. A mobilização dos trabalhadores para prestação de serviço nas obras da termelétrica será realizada pela Rede de Empregabilidade do Porto do Açu, pelo e-mail currí[email protected] Já as contratações diretas da GNA estão sendo divulgadas no portal vagas.com/prumologistica.
A informação também foi publicada no blog Ponto de Vista, de Christiano Abreu Barbosa. 
Fonte: Ascom/Prumo
Compartilhe
Táxis de outras cidades proibidos de transportar passageiros em SJB
05/01/2018 | 11h02
Todo ano é a mesma coisa: a população flutuante de São João da Barra triplica na alta temporada e muitos taxistas de cidades vizinhas, especialmente de Campos, começam a atuar no litoral sanjoanense. Desta vez, considerando que existem permissionários locais, o secretário de Transportes e Trânsito de SJB baixou uma resolução na qual “fica terminantemente vedado o transporte irregular de passageiros por veículos táxi que não possuem licença para prestar esse tipo de serviço de um ponto a outro dentro da circunscrição do município de São João da Barra”.
A resolução, datada de 4 de janeiro, está publicada no Diário Oficia desta sexta-feira (5). O texto diz ainda que a fiscalização já tem verificado a presença desses veículos no município. Por outro lado, não há descrição sobre as sanções, apenas a menção ao artigo 231, inciso VII, do Código de Trânsito Brasileiro, que versa sobre transitar com o veículo efetuando transporte remunerado de pessoas ou bens, quando não for licenciado para esse fim, salvo casos de força maior ou com permissão da autoridade competente.
Em tempo — No município em que o transporte intermunicipal passou por uma intervenção recente do Detro e o serviço continua a ser insuficiente; que também está sem o transporte público municipal há mais de seis meses, e a Prefeitura, mesmo sendo questionada, não emite um posicionamento; que existem poucos táxis cadastrados, sem falar que menos ainda atendem bem e a qualquer horário; que o transporte alternativo aguarda há anos sua regulamentação; em um período que a população flutuante chega, segundo informações oficiais a 100 mil habitantes... não vai ser fácil fiscalizar mais essa medida. E caso consiga coibir os táxis de outras cidades, especialmente os de Campos, vai obrigar muita gente a andar a pé!
Não defendo que se “abra a porteira” para que pessoas de outras cidades tirem a oportunidade dos sanjoanenses que batalham no inverno e querem ganhar um pouco mais na alta temporada. Porém, como o município não dispõe de um bom serviço no transporte, ficam as brechas para que venham não só taxistas, como já vimos até vans de Campos circulando por aqui em muitos verões.
Compartilhe
Após protesto na BR, funcionários da CamposTur buscam ajuda da Câmara de SJB
04/01/2018 | 17h14
Um grupo de 56 funcionários da empresa Campos Tur esteve na tarde desta quinta-feira (4) na Câmara de São João da Barra em busca de ajuda. Eles foram recebidos pelo presidente da Casa, Aluizio Siqueira, e relataram que estão com seus salários atrasados há cinco meses. A empresa — que detinha a concessão do serviço entre o município e a cidade vizinha de Campos — teve seus serviços suspensos no dia 17 do mês passado, por determinação da Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro).
Pela manhã, funcionários da empresa fecharam a BR 356 (Campos-São João da Barra), na altura de Martins Lage. A Folha 1 informou que, segundo a Polícia Militar, foram cerca de 40 funcionários que compareceram ao protesto, que foi pacífico e durou cerca de duas horas e meia, causando um congestionamento de mais de dois quilômetros na rodovia. Fechada por volta das 9h, a pista foi liberada às 10h30.
Aluizio ouviu as reivindicações dos trabalhadores e informou que o melhor caminho a ser seguido pelos funcionários é buscar um acordo através de uma reunião de mediação proporcionada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), sindicato e empresa para que se busquem caminhos de ter recursos de créditos que a empresa tenha a receber a fim de quitar os débitos trabalhistas, que já chegam a cinco meses de salários atrasados, 13º Salário , férias, entre outros, segundo eles.
Em tempo — A intervenção do Detro nas linhas da Campostur era aguardada há muito tempo, visto que a oferta do serviço era precária e parecia que o órgão de fiscalização estava omisso. As empresas que assumiram, emergencialmente, não estão sendo poupadas de críticas, mas dizem estar em período de adaptação, pois assumiram o serviço a menos de um mês. Quando foi anunciada a intervenção, muita gente já sabia que os trabalhadores “pagariam o pato”. Atrasos de salários aconteciam constantemente e a medida do Detro seria a justificativa ideal para não quitar tal dívida.
Por outro lado, corre nos bastidores, que a CamposTur estaria em período de regularização e, assim, poderia reassumir as linhas intermunicipais — tendo, inclusive, o suporte de outras empresas. A informação não é oficial, mas o espaço está aberto para o posicionamento, já que dificilmente a empresa é encontrada para esclarecimentos. Na intervenção, o Detro deu prazo de um ano para a CamposTur regularizar sua situação junto ao órgão.
Com informações da Ascom/Câmara de SJB
Compartilhe
Mais um verão e o mesmo debate sobre a postura de alguns visitantes
03/01/2018 | 20h58
Movimento no fim de tarde onde o rio encontra o mar, no Pontal de Atafona
Movimento no fim de tarde onde o rio encontra o mar, no Pontal de Atafona / Paulo Pinheiro/Facebook
Todo ano a reclamação é praticamente a mesma: os visitantes que não respeitam as práticas de boa convivência no litoral. Esperados para aquecer a economia, sem falar nos laços de amizades que são construídos por famílias nativas com as que veraneiam, alguns visitantes semeiam a desordem. Não são todos, [acredito que] nem de longe a maioria. Mas é uma boa parte que precisa rever os conceitos enquanto visitam as praias e outras cidades. A imagem acima, do repórter fotográfico Paulo Pinheiro, apesar de registrar pouco movimento, já mostra algumas irregularidades, como veículos na faixa de areia e lixo deixado na praia.
No texto abaixo, do capixaba Christiano Pegos, radicado em Atafona há quase uma década, é nítido que ano após anos os problemas são os mesmos. A fiscalização por parte do município muitas vezes é ineficiente, sem dúvida, mas se cada um fizer a sua parte, o convívio fica mais harmonioso. Reflita sobre o texto, mude o que precisa mudar e aproveite o verão:
É engraçado ver nas redes sociais várias pessoas exaltando Atafona, sua beleza, seus encantos e seu bucolismo, participarem de grupos, darem bom dia com fotos e legendas dizendo: 'estou no paraíso'.
Nas redes sociais tudo é bonito e lindo, mas inicia o verão e nós, moradores, vemos a maioria dos veranistas não respeitando o próximo e nem a condição de viver em sociedade.
Vemos lixos espalhados pelas ruas, veículos em alta velocidade pelas principais vias, motoristas parados na contramão ou em esquinas e em cima das calçadas. Além disso, é possível presenciarmos crianças soltas dentro dos carros, na carroceria de caminhonetes, em porta malas abertos e até no banco da frente dos veículos.
Não concordo com o argumento sobre a falta de fiscalização, pois cada um de nós sabemos o que é certo e errado e como devemos nos portar em sociedade. Sobre lixo, idem! Há o recolhimento regular e em dias e horários fixos.
Vamos colaborar, galera! Vamos dar exemplo e cobrar, não só das autoridades mas do seu vizinho, amigo e parente.
*Publicado originalmente no grupo de Facebook “Lembranças de Atafona”.
Compartilhe
Prefeitura de SJB fecha o cerco contra carros de som
03/01/2018 | 17h48
A Prefeitura de São João da Barra, por meio do Decreto: 132/2017, de 28 de dezembro de 2017, proibiu a utilização de sons produzidos por aparelhos de som ou instrumentos instalados em veículos automotores parados ou estacionados nas vias e praças públicas, e em espaços privados de livre acesso ao público, como postos de combustíveis e estacionamentos. 
A proibição do funcionamento dos equipamentos de som automotivo será fiscalizada pela secretaria de Ordem Pública, por meio do setor de Postura, e o descumprimento do decreto acarretará na apreensão do equipamento e do veículo, que poderá ser efetuada, caso necessário, com auxilio de força policial.
Os veículos em movimento, que estiverem causando incômodo, serão autuados em conformidade com o Artigo 228 do CTB, Lei Orgânica e a Lei: 034/2003 (Código de Postura). “Qualquer cidadão que venha a sofrer incômodo proveniente de carro de som poderá formalizar reclamação junto à Ouvidoria da Ordem Pública, que verificará a procedência da queixa junto ao setor de Postura”, informou o secretário de Ordem Pública, Maxwell Araújo.
Já o subsecretário Rodrigo Machado comentou que “geralmente esses veículos que propagam som em volume altíssimo perturbam o sossego dos moradores e trabalhadores, e em alguns casos ocasiona frequentemente o acionamento dos alarmes dos veículos estacionados e a vibração de janelas e portas próximas ao ponto de propagação”. “Além disso, o proprietário do carro de som não se restringe a apreciar o gênero musical de sua preferência, mas também, obrigar a que os demais cidadãos da cidade compartilhem seu gosto artístico”, completou Rodrigo.
Em tempo — A ideia do decreto de proibição é excelente, já que muita gente, realmente, não tem noção ao utilizar o som em seus veículos. Contudo, a fiscalização tem de ser efetiva. Do contrário, vai ser mais uma norma não cumprida no município, como até hoje encontramos veículos na faixa de areia da orla e o tráfego de carroças nas vias públicas em horários proibidos.
Fonte: Secom/SJB
Compartilhe
Deputada Cristiane Brasil é indicada para o Ministério do Trabalho
03/01/2018 | 16h03
O PTB fechou questão em torno do nome da deputada Cristiane Brasil, do Rio de Janeiro, para assumir o Ministério do Trabalho. O nome da parlamentar foi levado pelo presidente do partido, Roberto Jefferson, pai da Cristiane, ao presidente Michel Temer no início da tarde desta quarta-feira (3), no Palácio do Jaburu.
A informação é do jornalista Gerson Camarotti, em seu blog no portal G1 (aqui).
Compartilhe
Leandro Sapucahy no lugar do grupo Melim no Balneário de Atafona
03/01/2018 | 15h13
O projeto “Verão Balneário 2018”, desenvolvido por meio de parceria público-privada no espaço do Balneário, em Atafona, litoral de São João da Barra, tem uma alteração na programação musical deste final de semana. O cantor Leandro Sapucahy será a atração no domingo (7), às 19h, em substituição ao grupo Melim. No sábado (6), está confirmada a apresentação do cantor Mumuzinho, também às 19h.
Nos finais de semana seguintes, a programação do “Verão Balneário 2018” prosseguirá com shows sempre aos sábados e domingos, a partir das 19h. No dia 13 janeiro, tem noite de pagode com os grupos Pique Novo e Promessa do Samba. Domingo, o clima da Bahia irá predominar no Balneário com Tuca Fernandes.
Dia 20 de janeiro, o pagode romântico de Rodriguinho e, dia 21, banda Onze:20. Fechando o mês de janeiro, o grupo Imaginasamba, no dia 27, e Carrossel de Emoções, no dia 28. Em fevereiro, as atrações são Ferrugem, no dia 3, e a dupla Anna e Saulo e os cantores Glauco Zulo e Léo Manhães encerrando o projeto Verão Balneário 2018.
Fonte: Secom/SJB
Compartilhe
Número recorde de embarcações no Açu
02/01/2018 | 13h15
A página oficial da Prumo Logística iniciou o ano celebrando uma boa notícia. O Porto do Açu, em São João da Barra, recebeu 2.401 embarcações ao longo de 2017. De acordo com a publicação da empresa, o número subiu 155%, se comparado ao registrado no ano anterior. Esse é o dado mais expressivo desde a inauguração do Complexo Portuário.
O aumento de embarcações atracando no Açu era fato perceptível aos munícipes, principalmente aos que trabalham no Porto. As atividades no Complexo favorecem a arrecadação de impostos, o que impulsiona a receita de São João da Barra.
A primeira operação no Porto do Açu foi realizada em 2014. A partir de então, o Complexo vem registrando índices constantes de crescimento em diferentes áreas.
Compartilhe
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]