Perdemos
23/03/2019 | 17h05
Nos deixou a poucos instantes o jornalista, escritor, de inteligência acima da média,  Jorge Luiz Pereira dos Santos.  Ex presidente da Fundação  Zumbi dos Palmares,  conduziu por anos o programa líder de audiência no rádio campista, "De Olho na Cidade"...
Logo, mais informações...
Da redação  do Blog da Coluna
Compartilhe
Recorrente
22/03/2019 | 17h21
Compartilhe
Anotei
15/03/2019 | 14h32
Compartilhe
Comte Bittencourt assume como secretário de Governo em Niterói
28/02/2019 | 11h20
Comte Bittencourt, novo secretário de Governo de Niterói, e o prefeito em exercício, Paulo Bagueira
Comte Bittencourt(PPS)  assume logo após o Carnaval a secretaria de Governo em Niterói. O ex deputado estadual, é reconhecido no meio político por sua idoneidade e também  pela sua eficiência na articulação parlamentar.  Comte é presidente estadual do PPS e sua nomeação deve sair até sábado no Diário Oficial. O prefeito em exercício, Paulo Bagueira, vem  insistindo para que o ex-deputado somasse na administração municipal. 
Fortalecendo seu histórico na vida pública, o novo secretário de Governo de Niterói  já exerceu vérios mandatos de vereador do município e de  deputado estadual, foi ex-secretário de Educação e  vice-prefeito na gestão de Godofredo Pinto.
Na Foto: Comte Bittencourt, novo secretário de Governo de Niterói, e o prefeito em exercício, Paulo Bagueira
Fonte: Coluna de Gilson Monteiro
 
 
 
Compartilhe
Inconsequente
22/02/2019 | 19h32
Compartilhe
Mais um na conta
16/02/2019 | 15h06
Compartilhe
Tô sem luz
09/02/2019 | 00h19
Compartilhe
Ainda não disse
02/02/2019 | 10h33
4
Compartilhe
TSE: 15 partidos sem fundo partidário
29/01/2019 | 22h36
Foto site TSE
Instituído pela Emenda Constitucional nº 97/2017, o mecanismo, também conhecido como cláusula de barreira, estabeleceu novos critérios para acesso dos partidos aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
 
Segundo a norma, têm direito aos valores as legendas que, na legislatura seguinte ao pleito de 2018, obtiveram no mínimo 1,5% dos votos válidos nas eleições para a Câmara dos Deputados, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação, com um mínimo de 1% (um por cento) dos votos válidos em cada uma delas. Ou as que elegeram pelo menos nove deputados federais distribuídos em pelo menos um terço das 27 unidades da Federação.
 
Do total de 35 partidos registrados no TSE, 21 terão acesso aos recursos do Fundo, cujo valor global para 2019 foi estabelecido em R$ 927.750.560,00 pela Lei Orçamentária Anual (LOA). Ficaram de fora da divisão dos recursos as legendas que não cumpriram, nas Eleições 2018, os requisitos fixados na cláusula de desempenho.
As 21 agremiações aptas a  recursos do Fundo,  são as seguintes:  PSL, 12,81%; PT, 11,32%; PSDB 6,60%; PSD, 6,43%; PP, 6,12%; PSB, 6,02%; MDB, 6,08%; PR, 5,84%; PRB, 5,58%; DEM, 5,12%; PDT, 5,08%; PSOL, 3,11%; NOVO, 3,07%; PODE, 2,51%; PROS, 2,28%; PTB, 2,26%; SOLIDARIEDADE, 2,18%; AVANTE, 2,06%; PPS, 1,78%; PSC, 1,97%; e PV 1,78%.
Rede, Patriota, PHS, DC, PCdoB, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PRTB, PSTU e PTC, deixarão de receber recursos provenientes do Fundo Partidário a partir de fevereiro.
Site TSE
Por ZéArMando
Compartilhe
Sobre o autor

Murillo Dieguez

[email protected]