TSE: 15 partidos sem fundo partidário
29/01/2019 | 22h34
Foto site TSE
Instituído pela Emenda Constitucional nº 97/2017, o mecanismo, também conhecido como cláusula de barreira, estabeleceu novos critérios para acesso dos partidos aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
 
Segundo a norma, têm direito aos valores as legendas que, na legislatura seguinte ao pleito de 2018, obtiveram no mínimo 1,5% dos votos válidos nas eleições para a Câmara dos Deputados, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação, com um mínimo de 1% (um por cento) dos votos válidos em cada uma delas. Ou as que elegeram pelo menos nove deputados federais distribuídos em pelo menos um terço das 27 unidades da Federação.
 
Do total de 35 partidos registrados no TSE, 21 terão acesso aos recursos do Fundo, cujo valor global para 2019 foi estabelecido em R$ 927.750.560,00 pela Lei Orçamentária Anual (LOA). Ficaram de fora da divisão dos recursos as legendas que não cumpriram, nas Eleições 2018, os requisitos fixados na cláusula de desempenho.
As 21 agremiações aptas a  recursos do Fundo,  são as seguintes:  PSL, 12,81%; PT, 11,32%; PSDB 6,60%; PSD, 6,43%; PP, 6,12%; PSB, 6,02%; MDB, 6,08%; PR, 5,84%; PRB, 5,58%; DEM, 5,12%; PDT, 5,08%; PSOL, 3,11%; NOVO, 3,07%; PODE, 2,51%; PROS, 2,28%; PTB, 2,26%; SOLIDARIEDADE, 2,18%; AVANTE, 2,06%; PPS, 1,78%; PSC, 1,97%; e PV 1,78%.
Rede, Patriota, PHS, DC, PCdoB, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PRTB, PSTU e PTC, deixarão de receber recursos provenientes do Fundo Partidário a partir de fevereiro.
Site TSE
Por ZéArMando
Comentar
Compartilhe
Bem vindo à temporada de soltura de tartarugas
28/01/2019 | 00h11
Na temporada que teve início em Atafona, São João da Barra no dia 28 de Dezembro passado, já aconteceram 5 solturas e dois eventos de orientação ambiental com palestras, a última aconteceu neste Sábado em Farol de São Tomé.  O Programa de Monitoramento de Tartarugas Marinhas(PMTM) tem programadas mais 4 solturas no mês de Fevereiro, nos dias 08/02 e  23/02  em Farol de São Tomé , em frente a sede do Parque Estadual Lagoa do Açu (PELAG/INEA-RJ),  no dia 09/02, soltura e palestra no Balneário de Grussaí_SJB e dia 22/02, em frente ao Polo Gastronômico de Grussaí_SJB.
O trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Porto do Açu, envolve  pesquisa, conservação e manejo das diversas  espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no litoral Norte do ERJ. " Durante todo o ano, o Programa de Monitoramento de Tartarugas Marinhas percorre diariamente 62 km de praias, registrando todo tipo de evidências de Tartarugas Marinhas. Além dos registros reprodutivos, é registrado os encalhes, tanto de animais mortos como de animais vivos. Os animais vivos são encaminhados para o Centro Veterinário para receberem atendimento veterinário e se possível reintegrados na natureza. Já os animais mortos são necropsiados para averiguação de causa mortis. Quase metade dos animais que passam por tratamento tem o lixo como causa". (Site Prumo)
Por ZéArMando
Calendário de solturas e palestras (AQUI)
Calendário de solturas em Fevereiro
 
Comentar
Compartilhe
Ponte da integração a 30% da conclusão
26/01/2019 | 23h29
  • Viaduto vegetado

    Viaduto vegetado

Um encontro casual,  uma conversa boa com amigos engenheiros da PREMAG,  em uma parada  para o tradicional pão com linguiça, na BR-101, nos trouxe a notícia de que todo o material e estrutura necessário para se chegar a 70% das obras da ponte já estão no canteiro, ouvimos mais ainda: " não tem possibilidades de entraves,  vamos completar a obra !   
Detalhe: eles estavam na área acompanhando a execução das obras de passagens de animais, passarelas por sobre as pistas da BR-101, que possibilitam o passear dos bichos entre as copas das árvores de um lado pro outro, do primeiro viaduto vegetado construído em rodovias federais e de passagens subterrâneas para permitir a circulação de animais terrestres. ..
Só boas novas sobre pontes, pros homens e pros bichos !!!
Por ZéArMando
Comentar
Compartilhe
SECRETARIA DE AGRICULTURA E FIPERJ FAZEM PARCERIA COM GRUPO ESPANHOL
26/01/2019 | 21h43
  • .

    .

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Eduardo Lopes esteve nesta quinta feira (24), em Barra de São João, reunido com o grupo espanhol sócio da empresa Mexilhões Sudeste Brasil (MSB),acompanhado do presidente da Fiperj – Fundação Instituto de Pesca do Estado, Vicenildo Medeiros, do prefeito Paulo Dames e de especialistas do setor.
O objetivo foi anunciar parcerias entre a Secretaria e a MSB e a criação de projetos visando ao desenvolvimento econômico e social da região, especialmente das colônias de pescadores artesanais.
De acordo com Eduardo Lopes, o grupo trará a tecnologia necessária para a produção das sementes de mexilhão e pretende não apenas colaborar para o crescimento econômico da região, como também permitir o desenvolvimento social que atenda às necessidades das colônias e associações de pescadores artesanais.
Em Casimiro de Abreu, a MSB se comprometeu em promover assistência aos pescadores, com a criação de salas de creche para promoção de cursos de aperfeiçoamento, recuperação da área pesqueira local, que está abandonada, criação de fábrica de gelo e câmara frigorífica, além de um cais para viabilizar a atracação de barcos sem custos ao pescador artesanal.
- A questão social será a base de nosso comprometimento em Casimiro de Abreu. A esposa do pescador artesanal, por exemplo, poderá trabalhar na empresa. Isso ajudará na renda da família. A previsão é que sejam criados, inicialmente, 500 empregos diretos e outros 1.500 indiretos. Os investimentos iniciais estão em torno de R$ 50 milhões, mas a estimativa é ultrapassar os R$ 300 milhões em todo o projeto - afirmou o secretário.
 Além dos prefeitos de Casimiro de Abreu, Paulo Dames, e de Cabo Frio, Adriano Moreno, também participaram do encontro o coordenador Federal da Pesca RJ, Jaime Marinho, o sócio-presidente da MSB, Segundo Lago, o diretor administrativo, José Manuel Perez Diaz, o diretor jurídico, Rafael Perez Diaz, e demais especialistas, e representantes de colônias e associações de pescadores artesanais.
 Para o presidente da Fiperj, Vicenildo Medeiros, o Estado do Rio de Janeiro deve avançar muito na maricultura.
 - Esta região, onde será implementada a sede de produção de mexilhões, já produz, mas em pequena escala. A nossa parceria é para fazer com que esta indústria avance de forma significativa. O investimento é alto, mas trará desenvolvimento econômico, vai ajudar os pescadores artesanais com laboratório para assistência técnica e qualidade do produto, enfim, é um ganho positivo para todo o Estado - acrescentou.
 O projeto de maricultura da MSB, pioneiro no país, será instalado em Cabo Frio, com investimentos em torno de R$ 500 milhões, em três anos, e produção estimada de 17 mil toneladas, atendendo especialmente o Rio de Janeiro, São Paulo e demais estados, se houver capacidade de produção para atender a demanda. A chamada Fazenda do Mexilhão, localizada em Cabo Frio, com cerca de 800 hectares de extensão e concedida à Seappa pela União, deverá ser utilizada para este fim. De acordo com o grupo espanhol, a iniciativa da produção de mexilhões conta com o apoio da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).
 - Investimos cerca de US$ 3 milhões para desenvolver o projeto. A área de Cabo Frio é rica em nutrientes e por isso possibilita a criação de moluscos, sobretudo de mexilhões. No primeiro ano, começaremos com cerca de duas mil toneladas, no segundo seis mil. Faremos produção de frescos e processados, que seguramente poderão ser exportados. Temos projetos internacionais bem-sucedidos, os mexilhões são consumidos em todo o mundo. A ideia é, em cinco anos, chegarmos a 30 mil toneladas,” explicou o sócio presidente da Mexilhões Sudeste Brasil, Segundo Lago.
 A empresa irá criar ainda um selo de controle de qualidade, o “Mexilhão de Cabo Frio”, que certificará o molusco produzido, processado e elaborado na região. Dessa forma os consumidores poderão identificar a qualidade do produto.
 Para o prefeito de Casimiro de Abreu, o laboratório chega em um ótimo momento, principalmente porque a área, onde irá funcionar, estava abandonada, trazendo diversos prejuízos para o local.
 _ Esperamos que estas parcerias realmente tragam mais emprego, renda e desenvolvimento de nossa cidade”, concluiu o prefeito.
Fonte: Ascom Seappa_ERJ
Por ZéArMando
Comentar
Compartilhe
Toma lá, da cá
25/01/2019 | 19h06
Comentar
Compartilhe
Se já estava ruim
18/01/2019 | 17h00
 
 
Comentar
Compartilhe
Bons ventos
11/01/2019 | 17h43
Comentar
Compartilhe
Só peço a Deus um pouco mais de malandragem
10/01/2019 | 12h07
Amanheceu pra um dia bonito de verão, até eu ligar o rádio no    meu      celular.    - Quem sabe o príncipe virou um chato -   Péssimo dia pra se cantar,  Frejat!   Poucas vezes eu me senti tão, tão...  sem chão,  e sem direção, como neste clarear de dez de Janeiro. É definitivo o que o Arauto do Rei anunciou. É fato que em mim o verbo perdeu a força e a caminhada se afastará um pouco mais  da fé. Me pego olhando pro ninho que um pouco mais vai se esvaziando, isso  me entristece e me alegra,  empurra um olhar mais pra longe no horizonte, bem #praladalinha. Vai voar minha garotinha?  Perdoe por ter deixado que te antecipassem o salto pro ar.    Fico ainda por aqui,  do alto ou de qualquer outro lugar,   vou olhar à volta e entender a parte que poderemos sacudir e arrumar no Yan e Yang deste nosso legado.  Mas antes é fortalecer.
Me dedicarei a releitura da Bíblia e,  a enézima  leitura de Sun tzu...    
No mais:  Eu só peço a Deus um pouco de malandragem...
Por ZéArMando
Não posso deixar de compartilhar a música "Malandragem" interpretada por Cássia Eller...
Minhas escusas  Frejat...
 
Comentar
Compartilhe
No litoral campista
04/01/2019 | 19h42
Comentar
Compartilhe
Brasília: faxina na casa nova
03/01/2019 | 15h23
O presidente Jair Bolsonaro reuniu os 22 ministros nesta quinta-feira (3),  e  determinou uma limpeza geral, começando com um pente-fino nos recursos repassados pelo morador anterior, Michel Temer, e com uma atenção especial aos dos últimos 30 dias. O capitão Bolsonaro,  também quer saber quantos são os imóveis da União, além disso,  deu total liberdade para que seja  exonerado todo  servidor sem estabilidade, indicado pelos  governos anteriores.
 
Nada de  poeira vermelha sobre os móveis, lixo ideológico sobre tapetes e vidros embaçados nas janelas...  No  muque,  vassoura,  flanela, esfregão,  naftalina para evitar reinfestação das insistentes esquerdinhas e,  generosa fragrância  de acácias no ar...  
Por Zé Armando
Comentar
Compartilhe
Desde o berço
02/01/2019 | 23h21
Foto: divulgação Instagram
A Mãe do presidente, Dona Olinda Bolsonaro,  voltou pra São Paulo,  em voo comercial.
Em práticas recentes, onde helicópteros e jatinhos oficiais eram vezeiramente transporte familiar, parece um bom sinal,  de novos tempos... 
 
 
 
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Murillo Dieguez

[email protected]