Campos quebrou - COMENTÁRIOS 29.01.2016
29/01/2016 | 12h41
[caption id="attachment_9850" align="aligncenter" width="1500"]CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR[/caption]
Comentar
Compartilhe
Estacionamento irregular continua sendo a rotina em Campos dos Goytacazes
26/01/2016 | 12h16

Os motoristas que circulam pela cidade continuam  sofrendo com a falta de vagas para estacionar .  E onde faltam vagas, sobram irregularidades.

Em todo lugar tem gente a se  rebelar nesta terra de ninguém.  Neste ato, a  revolta partiu de um de nossos leitores que enviou em um grupo do  Wats App,   duas fotos e uma mensagem com a denuncia .  O amigo é representante comercial e  se utiliza dos  serviços de estacionamento e guarda de veículos na cidade.
" Sou representante do laboratório (xxxxx)  e  faço a rota do norte noroeste fluminense,  só em Campos estas situações estão neste patamar.  Em Macaé por exemplo, estacionamentos estão obedientes as normas do município e me entregam os cupons fiscais,  nas ruas tem um equipamentos instalados, onde se pode comprar  tickets de estacionamento.    Preciso dos cupons fiscais para prestar contas  e ser reembolsado pela empresa, ai em Campos, nos estacionamentos do Centro e Pelinca e na área do Dr. Beda,  quase nunca me entregam um cupom fiscal,   pior ainda é quando deixo o carro no estacionamento do Shopping Estrada, nas minhas viagens ao Rio para as reuniões semanais,  o Shopping estrada pelo que sei lá é área pública, é da prefeitura, deveria ter uma maior preocupação com os impostos que seriam arrecadados em seu próprio quintal. Além do que, se não paga imposto, também não deve pagar seguro, e  eu não ter nenhuma garantia se for roubado ou tiver avaria no meu instrumento de trabalho, que é meu carro.   Só pode ter alguém levando vantagem em cima deste negócio. Olha ai o tipo de papel que a gente recebe". 4d0d338d-8b8d-41c5-9524-05b0b0821463b2e2408d-e53f-4cff-beef-7121deb0142c Sobre o Shopping Estrada,  o Blog da Coluna já havia recebido denuncias de que o período gratuito de 20 minutos  no estacionamento pago, para embarque ou desembarque de usuários, não estaria sendo respeitado, mesmo estando sob um TAC. (AQUI)
O espaço está aberto  a autoridades competentes, que queiram se pronunciar...   Da redação do   Blog da Coluna    
Comentar
Compartilhe
Justiça Itinerante: ônibus já atendendo moradores de São Francisco de Itabapoana
25/01/2016 | 12h33
[caption id="attachment_9815" align="alignright" width="225"]Justiça Intinerante Acesse o site do TJRJ clicando na imagem[/caption] Justiça Itinerante chega em São Francisco de Itabapoana Cerca de 41 mil moradores de todas as localidades do município contam, a partir de hoje, com o atendimento gratuito do ônibus da Justiça Itinerante.    O veículo,  funciona como um cartório móvel, e estará quinzenalmente, sempre às segundas-feiras, das 9h às 15h, na Associação de Moradores,  situada na Rua Joaquim Gomes Crespo, s/n°, ao lado da Escola Municipal Estelita de Araújo.   O objetivo do projeto é  afastar os obstáculos, entre estes a distância ao  Fórum da Comarca, além de  outras dificuldades de  acesso à Justiça.

Em atendimento

[caption id="attachment_9820" align="alignleft" width="245"]O atendimento o "Justiça Itinerante teve início neste 25 de Janeiro O atendimento o "Justiça Itinerante" teve início neste 25 de Janeiro[/caption]

A solenidade de instalação contou com a presença da Desembargadora do TJ-RJ, Dr.ª  Cristina Gaulia,  do Juiz da Comarca de São Francisco,  Dr. Paulo Maurício, do deputado estadual  Bruno Dauaire e do  Prefeito Pedrinho Cherene, além de diversas autoridades municipais.

“ A Comarca de São Francisco quer  fazer mais pela população no que diz respeito a facilitar o acesso à justiça. Hoje,  contando com o apoio total da prefeitura, o  TJ-RJ,  leva a justiça  ao encontro dos cidadãos,  sobretudo aos mais necessitados  ou menos favorecidos,  residentes  em comunidades mais  distantes do centro do município,  onde está a sede  do poder judiciário”, ressaltou o Juiz da Comarca de São Francisco,  Drº Paulo Maurício.

O projeto tem a parceria da Defensoria Pública Geral do Estado e do Ministério Público,  há possibilidade de que  um processo possa ser  finalizado no mesmo dia em que o requerente procura atendimento.   Isso porque o ônibus funciona conectado à rede do Tribunal de Justiça, compartilhando informações processuais de todo o Estado.   "  o  TJ-RJ,  o MP e a Comarca do município, com este programa,  atende   as  demandas judiciárias  da nossa gente,  se tem o foco naquelas pessoas mais  humildes,  é um trabalho conjunto com o município,  uma união de  esforços para melhorar a qualidade de vida da população,  contem comigo sempre  e,  aqui em  São Francisco vai ter  o  total apoio da administração municipal".  Afirmou  o prefeito Pedrinho Cherene.

Pedido atendido

A instalação do  Justiça Itinerante em SFI,  foi uma solicitação do  deputado Bruno Dauaire,   quando em audiência na sedeArnaldo Neto do  TJ-RJ, com o presidente Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho.  Bruno, que é advogado, têm várias proposições em prol da categoria,  dos  servidores da Justiça e para melhorar a qualidade no atendimento à população.   Na  pauta deste  encontro, a solicitação de Bruno  Dauaire  para que um ônibus da justiça itinerante atue em São Francisco de Itabapoana, que  ficou de ser avaliada pelo TJ-RJ.   E agora,  logo no início de 2016 já está atendendo em SFI.   " O ônibus da justiça itinerante é de grande necessidade,  as localidades são muito distantes da sede, que bom que  fomos atendidos pelo Tribunal de Justiça,  é grande a extensão territorial do município e  muitas são as demandas do povo para  o judiciário".  Explicou Bruno.

Serviços prestados pelo projeto Justiça Itinerante · Direito de Família - Ex: ações de divórcio direto, separação consensual de casais e alimentos · Vara da Infância/Juventude e Idoso - Ex: ações de reconhecimento de paternidade, guarda, tutela e adoção · Juizados Especiais Cíveis - Ex: ações em defesa do consumidor, como registro indevido nos cadastros do SPC  e  Serasa e cobranças indevidas por parte de concessionárias de serviços públicos · Juizados Especiais Criminais - procedimentos criminais de menor potencial ofensivo. Ex: crime de lesão corporal leve (violência doméstica) e crime com uso de entorpecentes · Registro Civil de Pessoas Naturais - registro de nascimento tardio, regularização do registro de nascimento, de casamento ou de óbito

Um telefone gratuito (0800 285 2000) tira as dúvidas sobre o projeto.

Armando perfil suavePor Zé Armando Barreto

Comentar
Compartilhe
Wainer Teixeira: secretário fala sobre futuro do PHS em Campos
25/01/2016 | 06h53
Abaixo o texto  do presidente do PHS campista, em resposta ao artigo " PTC e PHS de Campos: como nuvens no céu" , que pode ser lido(AQUI)  publicado dia 22/01  em nosso espaço democrático,  e como tal segue a resposta em nota.    
  Senhor  José Armando Em relação ao artigo postado  no Blog da Coluna  sobre instabilidades no  PHS de Campos. Tive uma reunião de trabalho com o presidente Sandro Matos em São João dos Meriti.  Uma reunião que contou com a presença de Osmar Brias,  que é o coordenador político nacional do PHS,  e um grande amigo.  Fui muitíssimo bem recebido numa conversa de horas no gabinete do prefeito Sandro. Entrei coordenador da sigla em Campos e sai com a missão de coordenar o PHS em toda região Norte Noroeste Fluminense,  em especial Itaperuna.   Nesta última quarta feira conversei com o prefeito  Sandro e definimos sua vinda a Campos para uma reunião de trabalho com a militância do PHS,  a reunião será as 10h do dia 20 de fevereiro,   local estou definindo. também neste dia apresentarei ao presidente,  todos os coordenadores dos municípios que estão sobre minha responsabilidade. Já construímos a nominata de pré candidatos a vereadores  e algumas majoritárias.  Em Campos ao faremos coligação  na proporcional e trabalharemos pata eleger dois vereadores.    O Presidente Sandro Matos quer fortalecer o partido no estado, principalmente eleger deputados , em nível estadual e  federal.    O Sandro tem  experiencia.  Já  foi deputado federal por dois mandatos  e é  prefeito de segundo mandato.  O PHS  de Campos terá um importante papel nas eleições de 2018 que passa necessariamente pelo seu fortalecimento em 2016.  Enviado por Wainer Teixeira Presidente PHS/Campos/RJ
 
Comentar
Compartilhe
SFI: Beto Azevedo tem vitória na justiça federal
22/01/2016 | 22h19
A decisão publicada no último dia 21 de janeiro  derruba a indisponibilidade de bens dos envolvidos nas denúncias  que levaram a cassação do ex prefeito de São Francisco de Itabapoana,   Beto  Azevedo. [caption id="attachment_9797" align="aligncenter" width="1200"]A decisão devolve o controle de seus  bens ao ex prefeito Carlos  Alberto Azevedo A decisão devolve o controle de seus bens ao ex prefeito Carlos Alberto Azevedo[/caption]
Comentar
Compartilhe
"Dinheiro no ralo" _ COMENTÁRIOS 22.01.2016
22/01/2016 | 12h43
[caption id="attachment_9808" align="aligncenter" width="1225"]Clique na Coluna Comentários para melhor visualizar Clique na Coluna Comentários para melhor visualizar[/caption]
Comentar
Compartilhe
PTC e PHS de Campos: como nuvens no céu ...
22/01/2016 | 07h36
Do face ao Blog "Política é como nuvens no céu"... O comandante  do  PTC  estadual,  Daniel Tourinho mandou um alerta, na realidade um recado muito indigesto,  ao Garotinho e a seus ainda aliados.   No caso do vereador Thiago Virgílio(PTC/Campos),  também conhecido por PitBull Rosa,  parece mais  uma ordem,   quase como uma mordaça.     No mesmo ato,  marcou os nomes, compartilhando  a postagem  com  83 páginas de  amigos.   De  verdade, é  um aviso de  que pode acontecer uma   possível mexida no cenário de alianças já  existentes em Campos, especificamente  no PHS,    legenda  ainda alinhada na base do governo e presidida pelo presidente da CODEMCA,   Professor  Wainer Teixeira.   PHS/RJ,   que Daniel Tourinho duvida que  irá caminhar com o grupo do  Garotinho, neste pleito de 2016.   O amigo leitor pode ver  ao final do artigo,  o print da página do vereador Thiago, com a mensagem do seu presidente estadual. Marcados no Facebook Sobre os marcados  na postagem de rede social :    além de Abinho,  presidente do PTN, aliado de Brasão,   páginas de vários partidos, do deputado Paulo Melo e uma marcação que me deixou meio que de "com uma pulga escondida atrás da  orelha em pé":  o  presidente estadual do PTC,  marcou o  articulista social,  Nayt  Junior, assessor especial de Gabinete do deputado Geraldo Pudim(PMDB/RJ),  ex aliado  do Garotinho.   Pudim, hoje discípulo de Picciani, anda 'costurando, costurando, costurando e costurando muito',  alianças  pelos bastidores da política estadual.  Está  pré candidato a prefeitura de Campos no pleito de 2016.      Somando  5 + 5 + 5,  eu digo: será que ai tem ? Fizemos  pedidos de nota aos presidentes de partidos citado no artigo.  Veja os 'prints' da página com a postagem do  Daniel Tourinho [caption id="attachment_9804" align="aligncenter" width="1372"]Daniel Tourinho Page Thiago Virgilio O recado feito pelo presidente do PTC estadual, pode trazer a incerteza aos presidentes municipais...[/caption] Daniel Tourinho  
Comentar
Compartilhe
Site da PMCG ainda fora. Portal da Transparência tem link direto
21/01/2016 | 17h49
A Superintendência de Comunicação da  prefeitura, atenta ao Blog da Coluna, fez resposta a nota "Campos dos Goytacazes ainda com transparência zero".   O superintendente Robson Colla, informou em comentário o link de  direcionamento  ao Portal da Transparência do município, que pode ser acessado  aqui: http://transparencia.campos.rj.gov.br/. O site oficial da prefeitura de Campos, permanece sem acesso.(AQUI) Por Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
Campos dos Goytacazes ainda com transparência zero
21/01/2016 | 04h36
Acesso a informação segue negado a população Ainda nenhuma informação por parte dos representantes da  prefeitura de Campos dos Goytacazes sobre o retorno do acesso as informações do site oficial.   As  notas  sobre atividades e  ações do poder público seguem sendo compartilhadas na rádio oficiosa e no jornal oficioso, pelo prefeito oficioso e assessores oficiosos.
[caption id="attachment_9786" align="alignright" width="1366"]Site da prefeitura de Campos permanece fora do ar Site da prefeitura de Campos  fora do ar por  mais de 7 dias [/caption]
Comentar
Compartilhe
..."numa cidade mais ou menos e até, um governo mais ou menos"...
20/01/2016 | 12h35

"A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos...

Tudo bem!

O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum... é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.

Chico Xavierchico Xavier  
Comentar
Compartilhe
O Papa é verde. Graças a Deus ...
19/01/2016 | 06h22

Um  "Gênesis"  sustentável.  

Em busca de novas informações sobre o  mundo sustentável, nas minhas andanças virtuais cotidianas, me deparei com algumas  matérias no  G1/natureza e  G1/mundosustentavel,  sobre aquela que em minha opinião foi a grande ação,  em prol da conscientização mundial,  da  necessidade  vital  de se pensar e agir sustentabilidade.  De verdade: de inspiração divina !  

Compartilho aqui neste nosso espaço,  dois preciosos fragmentos destas  matérias. 

[caption id="" align="aligncenter" width="605"]Cópias da encíclica sobre o meio ambiente escrita pelo Papa Francisco são vistas nesta quinta-feira (18) no Vaticano (Foto: Andrew Medichini/AP) Clique (AQUI) ou na foto para ler a Encíclica sobre o meio ambiente escrita pelo Papa Francisco (Foto: Andrew Medichini/AP)[/caption]

- A Encíclica Verde do Papa Francisco: Pela 1ª vez na História da Igreja uma encíclica elege o meio ambiente como tema central, apontando a humanidade como responsável por um modelo de desenvolvimento que gera miséria e pobreza, ao mesmo tempo em que devasta os recursos naturais fundamentais à vida. A Encíclica "Laudato Si" repercutiu dentro e fora da Igreja, inspirando mais comprometimento e atitude em favor da nossa "casa comum". -

Assim como Francisco de Assis, o santo no qual se inspira, defensor dos pobres e da natureza, o Papa lança ao mesmo tempo uma reivindicação social, ao denunciar a relação direta entre destruição do meio ambiente, pobreza e exploração econômica, e também uma espiritual.

"Para o Papa, a evolução do planeta é um argumento religioso"... -

- Muchas gracias mi ermano Francisco... Armando perfil suave   Zé Armando Barreto
       
Comentar
Compartilhe
São Francisco de Itabapoana - 21 anos de emancipação
18/01/2016 | 06h02
Maioridade Vinte um anos já é maior de idade. Emancipado de São João da Barra, o município de São Francisco de Itabapoana foi criado pela lei estadual 2.379, de 10 de janeiro de 1995. Possui uma área de 1.122,146 quilômetros quadrados e uma população estimada em 2015 de 41.291 habitantes. Possui cerca de 60 quilômetros de extensão de belíssima praias, destaque para a beleza paradisíaca de Lagoa Doce e a mística Praia de Gargaú. Parque Eólico Ao longo da RJ-196, no trecho entre Gargaú e Sta. Clara está instalado e produzindo energia limpa a única usina eólica do estado do Rio de Janeiro. [caption id="attachment_9673" align="aligncenter" width="595"]1005517_547850462042568_699056401255479117_n Cristo Redentor da Praia de Manguinhos em SFI[/caption] Gente que gosta de gente Portugueses, desde Pero e Gil de Góis, Árabes e Libaneses, com a contribuição do povo Africano vindo escravo, dos nativos Coroados e até o sangue dos holandeses da Ilha da Convivência ajudaram a formar esta gente hospitaleira que como ninguém sabe receber e tratar os visitantes que por lá chegam. E, muitos destes visitantes se apaixonam e por aqui passam a viver. Gente que gosta de trabalhar Um município muito perto de ser 100% terra produtiva, reserva-se as áreas de necessária proteção, entre estas os Manguezais de Gargaú, Guaxindiba e Barra de Itabapoana, ainda necessitados da atenção ideal do órgãos públicos e ambientais e a Estação Estadual Ecológica de Guaxindiba, já delimitada e perto da situação plena de implantação, além de áreas alagadas naturais, resquícios do imenso paraíso ecológico que já foi um dia. Comunidades tradicionais de pescadores, onde o Caranguejo, o Goiamum o Camarão do mar e do rio e peixes de todas as espécimes fazem a alegria e o sustento de milhares de famílias, além de sustentar o comércio. Gente que gosta de festa Povo festeiro, que comemora todos os santos e tradições com uma energia que impressiona, que faz da temporada de verão a grande estação de camaradagem, hospitalidade e bem viver para turistas, veranistas e pra si. Festa que chega ao ápice nas folias de Momo, o carnaval tradicional de São Francisco é um evento imperdível. Em todas as localidades, litorâneas ou no interior do município, Carnaval é festança e alegria garantida e mais importante, para as famílias. Gente que gosta de política Desde sua emancipação, o município vem tendo muita dificuldade em construir uma história política que possa realmente encher de orgulho a sua gente.  Uma após outra,  as administrações municipais vem demonstrando desqualificação e despreparo para fazer de São Francisco de Itabapoana um lugar bom de verdade para se viver e criar as novas gerações. O desenvolvimento empaca nas picuinhas,  ganâncias e interesses pessoais.  Apenas o atual , não teve sua trajetória envolvida em processos  judiciais por abuso e  desvio do erário  e má gestão da coisa pública. A máxima: " casa que falta pão, tomomundo briga e ninguém tem razão"...  é o que se vê sempre.   Município de parcos recursos orçamentários,  se comparados aos bilionários e milionários vizinhos,  como Campos(RJ) e Presidente Kennedy(ES); São Francisco de Itabapoana sobrevive  e chega hoje(18/01), as comemorações de seus 21 anos de emancipação política,  e vai continuar em sua saga por evolução,  afinal o ingrediente mais importante para o desenvolvimento e o progresso de um lugar,  aqui tem:  tem uma gente  maravilhosa,  que como já foi dito  em inspirada poesia:  "  sabe receber e ser bem vinda" ! Parabéns a esta gente iluminada de São Francisco de Itabapoana por sua maioridade cidadã.  Deus é convosco ! Armando perfil suavePor Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
AJUFE rebate advogados que fizeram manifesto contra Sérgio Moro
16/01/2016 | 11h23
DURÍSSIMA NOTA DOS JUÍZES FEDERAIS EM FAVOR DE MORO, DA LAVA JATO E DA JUSTIÇA BRASILEIRA
MORO SÉRIO Nota Pública da Associação dos Juízes Federais do Brasil sobre a Operação Lava Jato Diante do manifesto de advogados da Operação Lava Jato com críticas à atuação do juiz Sérgio Moro, a Ajufe esclarece: A quebra de um paradigma vigente na sociedade nunca vem desacompanhada de manifestações de resistência. Gritam e esperneiam alguns operadores desse frágil sistema que se sentem desconfortáveis com a nova realidade nascente. Há décadas, a imprensa brasileira veicula notícias referentes a desvios de bens e recursos públicos, cujos responsáveis – políticos, empresários, pessoas poderosas – raramente pagavam pelo crime cometido. O poder financeiro lhes possibilitava contratar renomadas bancas de advogados para ingressar com infindáveis recursos protelatórios nos tribunais – manobras que, em geral, levavam à prescrição da pena e à impunidade do infrator. Tal quadro começou a se alterar nos últimos anos, fruto da redemocratização do país e da Constituição Federal de 1988. O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Federal vêm adquirindo cada vez mais autonomia, tanto do ponto de vista orçamentário como operacional. É aí que surge um novo capítulo na história do Brasil. A Operação Lava Jato coroa um lento e gradual processo de amadurecimento das instituições republicanas brasileiras, que não se colocam em posição subalterna em relação aos interesses econômicos. A Justiça Federal realiza um trabalho imparcial e exemplar, sem dar tratamento privilegiado a réus que dispõem dos recursos necessários para contratar os advogados mais renomados do país. Essa ausência de benesses resulta em um cenário incomum: empreiteiros, políticos e dirigentes partidários sendo presos. Aqueles que não podem comprovar seu ponto de vista pela via do Direito só têm uma opção: atirar ilações contra a lisura do processo. Fazem isso em uma tentativa vã de forjar na opinião pública a impressão de que a prisão é pena excessiva para quem desviou mais de R$ 2 bilhões, montante já recuperado pela Operação Lava Jato. A Lava Jato não corre frouxa, isolada, inalcançável pelos mecanismos de controle do Poder Judiciário. Além de respaldada pelo juízo federal de 1º grau, a operação tem tido a grande maioria de seus procedimentos mantidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF4), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Aludir genericamente a violações de regras do “justo processo” sem a correspondente ação judicial reparatória é mero falatório, fumaça, que não gera benefício nem para o cliente pretensamente protegido. O desrespeito aos direitos dos réus, por quem quer que seja, é uma conduta passível de questionamento. Nada impede que um advogado, se estiver certo da violação, postule a devida correção no âmbito da Justiça. Quando há provas de um vício ou equívoco processual, o natural é apresentá-las ao Tribunal, para que se mude o curso do caso. Quando elas não existem, uma carta nos jornais parece um meio de dar satisfação aos próprios contratantes. Os advogados não podem tirá-los da cadeia – as condenações estão sendo corroboradas pelas instâncias superiores do Judiciário – então, a única solução encontrada é reclamar em alto e bom som. Interessante notar como as críticas de alguns poucos advogados revelam o desajeito deles com este novo contexto. Tal se revela sobretudo na busca de neologismos marqueteiros. Chamar de neoinquisição o funcionamento das instituições republicanas é um desrespeito com as verdadeiras vítimas históricas da inquisição, que – todos sabemos – perseguiu, torturou e assassinou por motivos religiosos. Na ausência do que dizer, atacam desmedidamente e revelam escasso conhecimento histórico. A impossibilidade de se ganhar a causa dentro do devido processo legal leva a todo tipo de afronta à decisão tomada em juízo. O manifesto desse pequeno grupo de advogados dá a entender a ideia absurda de que o Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Federal se uniram com o propósito de manejar a opinião pública para pressionar o próprio Judiciário. Não só a história não é factível, como parece o roteiro de uma ficcional teoria da conspiração. A posição institucional da OAB, que mantém uma postura de respeito às instituições, é louvável. A maioria dos advogados têm respaldado as investigações conduzidas. Sabemos que a iniciativa de ataque à Lava Jato é isolada e decorrente do desespero de quem se vê diante da perda iminente e definitiva da causa. Diversos advogados têm endossado as ações da Lava-Jato, em pronunciamentos públicos. As leviandades expressas na carta não encontram eco na advocacia brasileira. Sobre os supostos “vazamentos” de informações sigilosas, destaca-se que os processos judiciais, em regra, são públicos e qualquer pessoa pode ter acesso, inclusive às audiências, salvo nas hipóteses de segredo de justiça de acordo com as previsões legais dos artigos 5º, LX, e 93, IX da Constituição. A publicidade dos processos e das decisões judiciais visa exatamente a garantir o controle público sobre a atividade da Justiça. A magistratura federal brasileira está unida e reconhece a independência judicial como princípio máximo do Estado Democrático de Direito. Assim, reconhece também a relevância de todas as decisões de todos os magistrados que trabalharam nesses processos e, em especial, as tomadas pelo juiz federal Sérgio Moro, no 1º grau, pelo desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato no TRF4, e pelos desembargadores Victor Luiz dos Santos Laus e Leandro Paulsen, que também compõem a 4ª turma. No STJ, sabemos quão operosos são os ministros Felix Fischer, relator dos processos da Lava Jato, e Jorge Mussi, Gurgel de Faria, Reynaldo Soares e Ribeiro Dantas, que compõem a 5ª turma. Eles não se prestam à violação de direitos de qualquer réu. Da mesma forma, confiamos plenamente nos ministros Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, e Celso de Mello, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia e Dias Toffoli, que integram a 2ª turma, bem como nos demais ministros da Corte. Eles dão a garantia final de que os processos da Lava Jato correram conforme o devido processo legal. A magistratura brasileira avançou muito nos últimos anos, assim como a nossa sociedade democrática. Os magistrados não sucumbirão àqueles que usam o Direito e Justiça para perpetuar impunidades sob o manto do sagrado direito de defesa. Antônio César Bochenek Presidente da AJUFE
Fonte: http://www.ajufe.org/imprensa/notas-publicas/nota-publica-da-associacao-dos-juizes-federais-do-brasil-sobre-a-operacao-lava-jato/
Comentar
Compartilhe
Polícia Federal fez operação na Câmara de Vereadores de Macaé
15/01/2016 | 11h32

Polícia Federal investiga fraudes em licitações na Câmara de Macaé

Operação tenta identificar empresas e servidores públicos envolvidos no esquema

Rio - A Polícia Federal realiza uma operação nesta sexta-feira para cumprir cinco mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Macaé. A investigação é consequência da ação denominada "Marco Zero", deflagrada no final de 2014, que apurou fraudes na prefeitura de Carapebus, na Região Norte Fluminense.
[caption id="" align="aligncenter" width="599"] Agentes da Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Macaé[/caption]

Durante a investigação, a PF identificou que sete licitações tinham indícios de fraude, sendo direcionadas para empresas pré-determinadas. O grupo contava com a participação de um jornal da cidade, que publicava dados da licitação, sem atender aos requisitos legais exigidos para a publicidade dos atos.

A operação desta sexta é para procurar identificar as empresas vencedoras das licitações suspeitas e seus representantes, além dos funcionários da prefeitura e políticos que possam ter participado do esquema. Os documentos apreendidos serão analisados para confirmar as fraudes licitatórias, além dos possíveis crimes de associação criminosa e peculato. Fonte: ODia RIO
Comentar
Compartilhe
Piso salarial dos professores terá 11,36% de reajuste e passará a valer R$ 2.135,64
14/01/2016 | 19h48
O ministro Aloizio Mercadante lembrou que, entre os pisos salariais do país, o dos professores foi um dos que mais cresceram (Foto: Mariana Leal/MEC)O piso salarial do magistério será reajustado em 11,36%, conforme determina o artigo 5º da Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008. O novo valor será de R$ 2.135,64 e passa a valer a partir deste mês. O novo valor está sendo divulgado a estados e municípios pelo Ministério da Educação nesta quinta-feira, 14, por meio de aviso ministerial. “A lei tem permitido um crescimento significativo do valor do piso salarial dos professores”, destacou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em entrevista. De 2009 a 2015, o crescimento real do piso salarial do magistério foi de 46,05%, um percentual acima da inflação. “Seguramente foi um dos melhores crescimentos salariais entre os pisos de profissionais”, afirmou. O piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica é o valor abaixo do qual a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios não poderão fixar o vencimento inicial das carreiras do magistério público da educação básica para a formação em nível médio, na modalidade Normal, com jornada de, no máximo, quarenta horas semanais. A atualização considerou a variação do valor anual mínimo nacional por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente na Lei no 11.494, de 20 de junho de 2007. A metodologia para o cálculo considera os dois exercícios imediatamente anteriores ao ano em que a atualização deve ocorrer. Para discutir o alinhamento do investimento salarial para os professores com a receita dos entes federados, em novembro último, foi instalado o Fórum Permanente para o Acompanhamento da Atualização Progressiva do Valor do Piso Salarial Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica. O fórum acompanha uma das estratégias da meta 17 do Plano Nacional de Educação (PNE), que trata do piso. O fórum tem a participação de representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e do Ministério da Educação. O piso salarial do magistério foi criado em cumprimento ao que estabelece a Constituição Federal, no artigo 60, inciso III, alínea e, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias: “Art. 60. Até o 14º (décimo quarto) ano a partir da promulgação desta emenda constitucional, os estados, o Distrito Federal e os municípios destinarão parte dos recursos a que se refere o caput do art. 212 da Constituição Federal à manutenção e desenvolvimento da educação básica e à remuneração condigna dos trabalhadores da educação, respeitadas as seguintes disposições:  (...) III — observadas as garantias estabelecidas nos incisos I, II, III e IV do caput do art. 208 da Constituição Federal e as metas de universalização da educação básica estabelecidas no Plano Nacional de Educação, a lei disporá sobre: (...) e) prazo para fixar, em lei específica, piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica; (...).” Esse dispositivo constitucional foi regulamentado pela Lei nº 11.738/2008. Conforme a legislação vigente, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). MEC/Assessoria de Comunicação Social
Comentar
Compartilhe
Piso salarial dos professores de R$ 2.135
14/01/2016 | 18h25
  Piso salarial dos professores sobe 11,36% e passa a ser de R$ 2.135 Sakla de aulaO piso salarial dos professores terá reajuste de 11,36%, anunciou hoje (14) o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Com isso, o valor passa de R$ R$ 1.917,78, em 2015, para R$ 2.135,64, em 2016. O índice representa um aumento real de 0,69%, considerando a inflação oficial de 10,67%. Ontem (13), o Ministério da Educação (MEC) recebeu dos estados e municípios pedido de adiamento do reajuste para agosto e que o índice fosse 7,41%. Ao anunciar o valor hoje, Mercadante ressaltou que a pasta apenas cumpre a lei vigente. "Muitos estados e municípios têm uma situação mais sensível, o que a gente pede é que haja disposição de diálogo, de busca de negociação entre sindicatos e governos, para que seja pactuado – onde não há condições –, com transparência, uma política de pagamento do piso que seja compatível [com a situação local]", disse Mercadante. Pela lei, o piso vale a partir de janeiro, mas o ministro destacou que isso pode ser negociado entre trabalhadores e governos. Lei do Piso O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo a Lei 11.738/2008, a Lei do Piso, que vincula o aumento à variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Desde de 2009, com o início da vigência da lei, até 2015, segundo Mercadante, o piso dos docentes teve aumento real, ou seja, acima da inflação no período, de 46,05%. Mercadante disse que o percentual de aumento foi um dos maiores entre todas as categorias, públicas ou privadas, mas reconheceu que há uma desvalorização histórica dos salários dos professores. "Herdamos uma situação de salários muito baixo dos professores. Apesar desse crescimento, ainda é um salário pouco atrativo". O piso é pago a profissionais em início de carreira, com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais. Pela lei, os demais níveis da carreira não recebem necessariamente o mesmo aumento. Isso é negociado em cada ente federativo. Em um contexto de crise, estados e municípios alegam dificuldade em pagar o valor definido pela lei. Ontem, os estados pediram que o MEC complementasse o valor aos governos em situação mais delicada, o que também está previsto em lei. Mercadante disse que a complementação pode ser negociada, desde que haja uma proposta consensual entre estados e municípios. Quando receber a proposta, a pasta avaliará a viabilidade, segundo o ministro. Histórico Em 2009, quando a Lei do Piso entrou em vigor, o pagamento mínimo para professores passou de R$ 950 para R$ 1.024,67, em 2010, e chegou a R$ 1.187,14 em 2011. No ano seguinte, o piso passou a ser R$ 1.451. Em 2013, subiu para R$ 1.567 e, em 2014, foi reajustado para R$ 1.697. Em 2015, o valor era R$ R$ 1.917,78. Na série histórica, o maior reajuste do piso foi registrado em 2012, com 22,22%. Apesar dos aumentos, atualmente, os professores recebem cerca de 60% do salário das demais carreiras com escolaridade equivalente. A melhora do salário dos professores faz parte do Plano Nacional de Educação (PNE), lei que prevê metas para a melhoria da educação até 2024. Até 2020, os docentes terão que ter rendimento equiparado ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente. Fonte: Agência Brasil  
Comentar
Compartilhe
Infestação do mosquito Aedes Aegypti em São João da Barra coloca região em perigo
13/01/2016 | 12h15
Mosquito ameaça As diversas  ações  que foram anunciadas de combate  o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue,  zika vírus e chikungunya, em  São João da Barra, no Norte Fluminense, estão paralisadas.  Apenas um pequeno grupo de agentes contratados e, segundo os próprios não totalmente treinados e qualificados para a ação, segue nas visitas aos domicílios. O   mutirão marcado para o dia oito(08/01) em  Atafona, não aconteceu ,  e os programados para Grussaí (15),   Grussaí/outro lado da Lagoa (18) e Açu (29), estão sob ameaça de não serem realizados. [caption id="attachment_9726" align="alignright" width="318"]Agentes de endemia SJB Agentes de Endemias cobram da prefeitura condições dignas de trabalho[/caption] Agentes em greve Aproximadamente 45  agentes de endemias, mais da metade do efetivo ativo, estão em greve.  Segundo informações do comitê de mobilização,  a reivindicação é pela garantia de condições mínimas  de trabalho.  " A prefeitura não está fornecendo o equipamento e material necessário de proteção, trabalhamos em contato com o mosquito transmissor sem receber sequer o repelente para nos proteger,  andamos durante todo o dia debaixo deste sol de verão,  sem  um boné  e  sem protetor,  o uniforme que usamos não mais oferece proteção para o tipo de trabalho,  é ainda o que foi adquirido faz mais de três anos pela administração anterior da prefeita Carla Machado,  nossa situação é precária, nossa condição de trabalho é a pior possível,  cumprimos nossos horários e tarefas,  enquanto mais de uma dúzia de favorecidos estão desviados da função ou até mesmo recebendo sem trabalhar,  precisamos dialogar,  nossos apelos porém  estão sendo ignorados pelo coordenador Márcio Martins e não temos acesso a secretária de Saúde  Denize Esteves; recebemos o aviso de que por ordem do prefeito Neco,  serão computadas faltas nos dias da mobilização.  Queremos ir até o prefeito, que já mandou avisar que não vai nos receber.  É real a possibilidade de uma infestação do mosquito Aedes Aegypti em SJB;   trabalhamos  até  aqui  para cumprir  a exigência de que completemos o ciclo e a prefeitura não nos dá  a condição mínima de desenvolver nosso trabalho. Estamos lutando  para evitar o caos,  infelizmente,  com a cota maior de sacrifício sobre nós servidores agentes de endemias",  que temos que comprar do nosso próprio bolso;  a água, o boné,  o repelente e o protetor solar.  Ficamos todo o tempo em contato com o vetor e,  se não estamos protegidos,  nos tornamos nós mesmos propagadores das doenças, levamos os  vírus para dentro de nossas casas, para junto da nossa família  e vizinhança, queremos apenas que o prefeito nos dê condição digna no trabalho".  A informação veio do Comitê de Mobilização dos Servidores.    Continuamos tentando o contato com gestores da saúde do município. Alerta regional A  paralisação que  acontece dos agentes de endemias  em São João da Barra,  pode ter consequências regionais, Campos e São Francisco que tem  um enorme e constante fluxo de moradores e veranistas com São João da Barra.  A situação já deixa em alerta os gestores de saúde dos municípios vizinhos.  Em Campos o combate ao mosquito da Dengue tem sido intensivo, inclusive com o reforço  de 90 agentes do Exército. Já em São francisco de Itabapoana,  mutirões de combate vem acontecendo sistematicamente, além de campanhas educativas e orientadoras  nas mais diversas localidades, uma atenção especial as comunidades tradicionais de pescadores de Gargaú, Guaxindiba  e Barra de Itabapoana onde aconteceram  maior número de ocorrências.  Por telefone,   a secretaria de saúde de  São Francisco, fez o seguinte informe: [caption id="" align="alignright" width="199"] Divulgação_PMSFI[/caption] "Aqui em  São Francisco ainda não registramos nenhum caso de  ZiKa Vírus e   sabemos que no município vizinho,   já existe um morador em observação com esta suspeita;   o transito de pessoas entre Gargaú,  Atafona e SJB  via Rio paraíba do Sul,  é   bastante intenso.   Tivemos a uns poucos dias um aumento no número nos casos da dengue, fizemos o nosso dever de casa,  reduzimos  os números, e caminhamos para o controle;    São João da Barra precisa fazer o mesmo por lá.    Aumenta em muito a nossa preocupação com esta situação de paralisação no combate ao mosquito aqui tão próximo.   Estamos em alerta máximo".   Disse  a coordenadora   do setor de endemias de SFI,  Vanuza Terra. Armando perfil suave   Por Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
Garotinhos preferem tapumes, ao sorriso de mil crianças
11/01/2016 | 18h44
Abandonadas A  eficiência  dos  modernos  computadores e seus aplicativos,  municiados com bandas de internet cada vez mais "largas",  nos aproximam de novos conhecimentos,   informações e fatos importantes;  alguns agradáveis, e mais todo tipo mais situações  cotidianas;   chegam-nos  também muita coisa  desagradável.     Navegando por um  aplicativo de imagem da Google,  tivemos acesso a uma destas imagens ruins,  realmente muito ruins de se ver.    São imagens de antes do início e atuais de  uma obra pública municipal,   das centenas de obras iniciadas e abandonadas pela   prefeita Rosinha.    Nesta,  até a placa de identificação da obra foi arrancada.  Será que algo existe a  ser  escondido da população? Crianças fora [caption id="attachment_9692" align="alignright" width="353"]E M MARIA LÚCIA Pq TARCÍSIO MIRANDA ANTES da Obra reforma destaque Crianças no pátio da E M MARIA LÚCIA antes da intervenção da prefeitura[/caption] Nas imagens do aplicativo, até o ano de  2013, se podia ver  as crianças daquela escola, estudantes  que no horário de recreio, nas atividades físicas, chegada e saída das aulas,  extravasando suas energias em brincadeiras e fortalecendo  o relacionamento com os colegas no pátio da escola,  que pelo que se pode ver estavam em bom estado de conservação .  Visualmente não parecia  haver nenhuma necessidade de reforma.    De qualquer forma no início de 2014 a prefeita Rosinha iniciou uma obra de reforma na E. M. Maria Lucia,  no Parque Tarcísio Miranda, ainda hoje,  Janeiro de 2016 não se vê o fim da obra.    As crianças permanecem sem poder usufruir desta espaço na escola.   Vizinha uma UBS [caption id="attachment_9693" align="alignleft" width="350"]E M MARIA LÚCIA Pq TARCÍSIO MIRANDA Obra reforma abandonada até 2016 UBS UBS Turf Club (imagens do histórico do Google Maps)[/caption]  Na imagem à esquerda,  um detalhe a ser observado:  ao lado da E M MARIA LÚCIA, temos uma UBS;  reparem no bom estado  do painel que   identifica a UBS.   De mesma data temos numa  imagem acima  a escola municipal,  repetimos;  uma obra aparentemente sem necessidade.  Para que tenhamos parâmetro,  ao  final deste texto pode ser vista a imagem  do mesmo painel de identificação da UBS,  completamente deteriorado;    provavelmente  por não  ter acontecido nesta ferramenta pública de atenção a saúde,  nenhum tipo de cuidado ou  manutenção.   Resta nos averiguar, se o mesmo desleixo aconteceu na parte interna da Unidade Básica de Saúde.     O fato é que imagens de obras inacabadas e ou abandonadas, mostrando a má utilização dos recursos públicos podem ser feitas em Morro do Coco, em Goytacazes, em Travessão,  em  vários bairros de Guarús,  no Esplanada, nas pontes contratadas e não construídas em Palmares,  no Imbé,  Lagoa de Cima, nas ruas do Centro Histórico, nos quiosques inacabados do cais da Lapa, há cerca de 200 metros da  residência oficial  da prefeita Rosinha e do senhor Anthony Garotinho,   e   por todos os recantos, lugarejos e localidades do  município de Campos dos Goytacazes.    Alheios ao caos instalado,   por onde se olha,  se avista  esta gente camuflada  de  gente séria e decente,  vociferando:  está tudo rosa,  é toda nossa esta  "Campos minha cidade, meu amor".   Triste de  ver esta gente ruim, que prefere colocar tapumes  e entulho, onde antes existia  sorrisos de crianças. Sei não, o amor desta gente é  da boca pra fora.   Quem ama de verdade, não mente tanto, e  não maltrata deste jeito !
Aqui as imagens de antes das "obras" e,   da fase atual de abandono na E M MARIA LÚCIA [caption id="attachment_9695" align="aligncenter" width="1918"]As imagens foram compartilhadas do Google Maps. Imagem de fundo (atual ) - Imagens menores destacadas(antes do início da reforma em 2014, com a obra abandonada)[/caption]  
Por Zé Armando Barreto  
Comentar
Compartilhe
Uso da internet é cada vez mais comum entre idosos
11/01/2016 | 18h03

Contentar-se a passar o tempo apenas fazendo crochê ou jogando damas está se tornando coisa do passado para muitos idosos, que cada vez mais se integram à tecnologia.

[embed]https://youtu.be/KE9-tKV4ru0[/embed]
Comentar
Compartilhe
Bola ou Bolinha?
10/01/2016 | 09h04
  [caption id="" align="alignright" width="374"] Brizola ganha homenagens da neta em livro de memórias[/caption] "Garotinho é como uma bola, não tem lado e é oco por dentro"
.
A frase do velho Caudilho,   está no livro da sua neta Juliana Brizola, deputada estadual pelo Rio Grande do Sul. " Meu Avô Leonel" é uma coletânea de frases, bordões e citações polêmicas do líder político Leonel de Moura Brizola. Bola ou Bolinha? Ao ser chamado de "Bolinha" pela Rosinha e, pelo mais próximos, não seria uma coincidência? O fato é que:  Brizola do alto de sua experiência, conhecia profundamente as pessoas, e foi quase perfeito na afirmação.    O único reparo, é que não é bola é bolinha! Por Murilo Dieguez
Comentar
Compartilhe
Cristo foi morar na Praia de Manguinhos
08/01/2016 | 18h08
Sonho antigo da comunidade [caption id="attachment_9662" align="alignright" width="367"]Cristo de Manguinhos Turista fazendo Foto 1 O Cristo Redentor de Manguinhos já recebe turistas e aponta como atração em São Francisco de Itabapoana   (imagem do Facebook)[/caption] A iniciativa de moradores e pescadores da tradicional  comunidade da Praia de Manguinhos, capitaneada pelo articulista social Renatinho Cunha,  que contou ainda com apoio do senhor  Pedrinho Cherene,  Alcaide em  São Francisco de Itabapoana, cidade litorânea do  Rio de Janeiro, colocou sobre as pedras na maré baixa e sobre as ondas do mar na maré alta, uma enorme  imagem do Cristo Redentor. Força e Fé Mais que uma atração turística,  o simbolismo  e a demonstração de  esforço e fé desta gente boa de Manguinhos merece muitos aplausos.     Aqui seguem os nossos parabéns pela iniciativa,  e pela devoção Cristã.   Com certeza um presente,  ao olhos e, aos corações do povo de São Francisco e de todos que tiverem o privilégio de visitar o pequeno paraíso de Manguinhos e avistar este divino detalhe naquela belíssima  paisagem.    
 "  Zé Armando.  Era um sonho antigo dos moradores aqui de  Manguinhos,  numa conversa,  me passaram o desejo de ter uma imagem do Cristo Redentor sobre as pedras,  mobilizamos a comunidade de amigos e pescadores, levei o assunto ao Pedrinho e juntos realizamos,  já tem visitantes fazendo  fotos junto ao Cristo e postando no face, olha lá na minha página;  e  vem ver de perto, ficou muito bonito, coisa de Deus".  Me disse o Renatinho ao telefone.
Tô indo ai no Domingo,  se Deus quiser, pra ver de perto. E que o "Cristo Redentor" abençoe com muitas graças, a nós e a  essa  gente iluminada,  da bela Praia Sanfranciscana. Por Zé Armando Barreto  

Galeria de Fotos

Nas fotos; trabalhando na colocação da escultura: Rosicler Gomes, Bill(artista plástico), pescadores e amigos da comunidade de Manguinhos. [gallery link="file" size="medium" ids="9675,9674,9676,9673,9672,9671,9670,9677"]
Comentar
Compartilhe
Pacote de maldades - Comentários 08.01.2016
08/01/2016 | 12h47
[caption id="attachment_9656" align="aligncenter" width="1083"]Clique na Coluna Comentários para melhor  leitura Clique na Coluna Comentários para melhor leitura[/caption]
Comentar
Compartilhe
Governo vai ao STF para suspender pagamento de seguro a pescadores
07/01/2016 | 20h48
[caption id="attachment_9651" align="alignright" width="300"]Pescador Foto: Zé Armando[/caption]

Seguro-defeso custaria R$ 1,6 bi; governo alega 'incerteza' sobre destinatários.

Em dezembro, Congresso derrubou portaria que cortava o benefício.

A ação visa derrubar um decreto legislativo aprovado em dezembro pelo Congresso que anulava os efeitos de uma portaria dos Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente que também suspendiam o defeso e o pagamento do seguro. Conforme a ação, o pagamento do benefício traria um impacto de R$ 1,6 bilhão aos cofres públicos, que seriam pagos a partir da próxima segunda-feira (11), além de outros R$ 3 milhões em custos operacionais. Na ação, o governo alega "incerteza" em relação aos destinatários do benefício, alegando ser necessário realizar um recadastramento dos pescadores para evitar fraudes no recebimento. Além disso, argumentou ser preciso reavaliar o período para a preservação dos peixes. "O período de recrutamento de uma determinada espécie pode mudar de um ano para o outro devido a alterações climáticas ou outras variações ambientais. Dessa forma, faz-se necessária uma revisão periódica de normas que instituíram períodos de defeso, para que estes não percam totalmente a sua finalidade", argumentou. Segundo o Ministério da Agricultura, a liberação da pesca não causaria impacto no meio ambiente. Deputados contrários à portaria, porém, argumentaram que a liberação da pesca no período reprodutivo poderia comprometer a produção pesqueira no futuro. Na ação, o governo diz que o decreto do Congresso invadiu competência do Executivo e que, com a ação, não está afrontando um direito ao benefício dos pescadores, mas garantindo o livre exercício de sua atividade. Fonte:   G1
Comentar
Compartilhe
Sem água, sem luz, sem celular mas, em Gargaú !!!
06/01/2016 | 06h18

Armando perfil suave"Nossa passagem de ano em São Francisco de Itabapoana, foi   sem   água(CEDAE),   sem   energia(AMPLA),     sem telefonia móvel e internet(VIVO).   Iniciamos 2016 com o pelotão anti bomba, pousando de helicóptero e  detonando  granada exclusiva  das Forças Armadas na    Praça  dos Quiosques em Gargaú.     PT quió Parió, tá ruim , mas tá bom" !

Zé Armando Barreto

No entanto não fomos os únicos privilegiados, muita gente boa deste Rio de Janeiro ganhou um presentinho destes. Leiam na matéria abaixo  do Portal EBC.
Procon multa Ampla por falta de luz em regiões do Rio no fim do ano O Procon do estado do Rio de Janeiro autuou a concessionária Ampla pela falta de energia em diversos municípios fluminenses nos dias 30 e 31 de dezembro. Em alguns pontos, a luz demorou quatro horas para ser restabelecida. Para consumidores de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a situação foi ainda mais grave, com os consumidores ficando às escuras até o dia 2 de janeiro. Além de Duque de Caxias, a falta de energia atingiu Niterói, São Gonçalo, Magé, na região metropolitana do Rio, além de Araruama, na Região dos Lagos, e cidades da região serrana. A falta de luz prejudicou até o abastecimento de água, já que muitas pessoas usam bombas elétricas para puxar a água de poços artesianos. De acordo com a Lei Federal 8.987/1995, que estabelece regras para concessão de serviços públicos, o serviço adequado deve satisfazer as condições de regularidade, continuidade, eficiência e segurança, entre outras. A Ampla tem 15 dias úteis, contados a partir do recebimento da notificação, para apresentar defesa. Caso o prazo não seja cumprido ou os argumentos não sejam aceitos pelo setor jurídico do Procon Estadual, a concessionária será multada em valor não divulgado. A concessionária informou que, tão logo seja notificada pelo Procon, recorrerá da decisão no prazo estabelecido. Fonte: EBC
Comentar
Compartilhe
Mudamos NOS ...
05/01/2016 | 12h07

Nada é impossível de mudar Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo. E examinai, sobretudo, o que parece habitual. Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural nada deve parecer impossível de mudar.

Bertolt Brecht      
Comentar
Compartilhe
Feliz 2016
04/01/2016 | 06h13
Com otimismo a gente alavanca o sucesso, vamos começar com muita motivação e fé, estabelecer metas, objetivos a serem cumpridos, acreditar,  tudo o que a gente desejar vai se tornar realidade nesse ano que está começando... Armando perfil suaveZé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe