Arquiteto campista assina o projeto do Detran de São João da Barra
30/05/2015 | 12h08
[caption id="" align="alignright" width="183"] Prédio da Câmara de SFI[/caption] Será do Arquiteto campista Jean Azevedo a responsabilidade   de   dar vida a  um  anseio antigo  da população de São João da Barra.  O posto fixo do Detran na cidade.   A chegada  do   Departamento   de  Trânsito   vai permitir a proprietários de veículos do município melhor acesso,  e maior comodidade nos serviços de emplacamento,  vistoria   e  carteira   de habilitação.  O  jovem  arquiteto  carrega  no  portfólio,   projetos  de várias   empreendimentos   na   região;   um   destaque,   o  projeto  e  a construção do prédio da nova Câmara de São Francisco de Itabapoana.

Na fábrica de tecido

O prédio do Detran  deverá ser erguido em parte da área da  antiga TECEX.   Neste último dia 15 de Maio,  foi decidido em licitação da EMOP,    que a  WINNER   Empreendimentos   e   Serviços Ltda. será  a  empresa   responsável   pela   elaboração   de   projeto  e orçamentos para a implantação do DETRAN em SJB.

Iniciativa parlamentar

A indicação  a ALERJ para a instalação do posto do DETRAN é do deputado  João Peixoto, a pedido da liderança de seu partido o PSDC de São João da Barra.   Com total envolvimento e participação da prefeitura do município.

Recursos do Estado

O investimento no projeto e na execução da obra será feito pelo governo do estado.  O município terá a responsabilidade de cessão do terreno para a instalação do posto do Detran em São João da Barra.

Por Zé Armando Barreto

Abaixo informações da homologação

Publicado no site do contratante

Comentar
Compartilhe
Vai muito além
29/05/2015 | 20h25
murilo (4).jpg-29-05-2015 Abaixo, vídeo que já tinha sido publicado no blog do Bastos, aqui, sobre a situação. [embed]https://youtu.be/7op0NzRyyhU[/embed]
Comentar
Compartilhe
Ministério do planejamento quer diálogo com sociedade produtiva
28/05/2015 | 20h03
O objetivo é ampliar o diálogo do Governo Federal com os conselhos de políticas públicas, movimentos sociais e entidades da sociedade civil, empresariais e sindicais dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro. Forum Dialoga Brasil  Convitea
Boa Noite Companheiros, a convite da Secretaria Geral da Presidencia da República e do Governo de Minas Gerais, orientado pela Secretaria Executiva da Rede Nacional de Colegiados Territoriais_RNCT; com a responsabilidade de representar os Companheiros Colegiados Territoriais do Estado do Rio de Janeiro; estamos seguindo agora para Belo Horizonte. " Nossa intenção é participar, colaborar na ampliação do debate; apresentando opiniões, valores e idéias, da maneira mais clara e eficiente possível, de modo que, as nossas principais demandas sociais, econômicas e de infra estrutura produtiva, possam ser entendidas e atendidas pelos gestores maiores, enfim; levar as informações que ajudem o desenvolvimento de ferramentas que somem nas decisões do Congresso Nacional sobre o PPA 2016/2019 e; possibilbilitar a presidenta Dilma, um perfeita imagem das necessidades e ações que se mostrem fundamentais ao fortalecimento do seguimento produtivo de base familiar, solidária e sustentável". Zé Armando Muito me honra a missão! José Armando Ribeiro Barreto Rede Rio de Colegiados Territoriais_MDA [email protected] +55 22 999977279
TC RIO 1
Comentar
Compartilhe
É ladrão sim !
28/05/2015 | 06h50
É pra se sentir roubado, e muito roubado; se você vê, às nove da manhã, na porta de uma escola pública no município, uma criança vestida com uniforme do colégio, pedindo na rua: "tio, me dá uma moeda"... Aí incomodado com a situação você entra na escola, procura a diretora e cobra dela uma atitude; recebe como resposta: não tenho pessoal pra monitorar, não tenho professora em sala de aula onde o "Mateuzinho" e seus amiguinhos estudam, não tenho como comprar um cadeado para o portão, onde não tenho o porteiro; eles estão com fome, tenho problemas com a merenda, que quase sempre não atende a todos; eles tem fome, muitas vezes a gente traz de casa o que cozinhar pra eles, não tem como fazer por todos; eu os mando pra casa, e eles ficam por perto da escola; eles pedem, porque tem fome! E só estão fora da escola porque eu não tenho o que fazer !" E desesperou a chorar. Meu dinheiro e de todos os que trabalham, deveria servir para esta solução ! É o dinheiro de impostos, dos royalties e de todas as fontes que deveria servir a solução. É o dinheiro perdido em obras paradas, muitas superfaturadas, licitadas e das licitações direcionadas, que servem ao retorno para pagamentos de coisas pessoais, e a estruturas políticas; dinheiro das festas e dos circos... A vida e o futuro desta, e de dezenas de milhares de outras crianças estão sendo roubadas pelos que só tem foco no "eu" e usam a todos nós! Minha vida, que já não é muita, foi um pouco roubada esta manhã... Busquei a casa do menininho dentro da comunidade e o entreguei a família; não sem enfrentar muita apreensão e cara feia. Nunca tive tive medo de cara feia! Por isso eu afirmo: É ladrão sim ! É muito ladrão ! É ladrão de muitos sonhos infantis ! É ladrão do esperança de todos nós ! É ladrão do futuro destes pequenos ! São ladrões sim ! Zé Armando
Comentar
Compartilhe
Fim da reeleição para prefeitos, governadores e presidente...
27/05/2015 | 23h41
Plenário aprova fim da reeleição para presidente, governador e prefeito O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 452 votos 19 a e 1 abstenção, o fim da reeleição para mandatos executivos (presidente da República, governadores e prefeitos), no âmbito da votação da proposta da reforma política (PEC 182/07). O texto aprovado é o do relatório do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que prevê uma transição. Ela não se aplicará aos governadores eleitos em 2014 e aos prefeitos eleitos em 2012, nem a quem os suceder ou substituir nos seis meses anteriores ao pleito subsequente, exceto se já tiverem exercido os mesmos cargos no período anterior. Fonte: Agência Câmara A exceção para o cargo de presidente da República não cabe porque a presidente Dilma Rousseff, já reeleita, não poderá se candidatar novamente em 2018.
Comentar
Compartilhe
Socorro a municípios produtores de petróleo em Plenário
26/05/2015 | 15h59
[caption width="360" align="alignright"] O texto aprovado nesta terça-feira estabelece que as dívidas contratadas em 2015 e 2016 terão que ser obrigatoriamente pagas até o fim de 2016, no caso dos municípios, e até o fim de 2018, no caso dos estados Foto: Marcos Oliveira/Agencia Senado[/caption]Estados e municípios que tiveram perda de arrecadação com a exploração de petróleo, gás natural, recursos minerais e recursos hídricos (para geração de energia elétrica) poderão tomar empréstimos como antecipação de receitas sem se sujeitar aos limites de endividamento previstos na Resolução 43/2011, do Senado. A excepcionalidade é aberta em projeto de resolução do Senado (PRS 15/2015), de autoria de Marcelo Crivella (PRB-RJ) e Rose de Freitas (PMDB-ES), aprovado nesta terça-feira (26) pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). A proposta, que recebeu relatório favorável do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), restringia a autorização às unidades federativas produtoras de petróleo, mas emendas dos senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA), respectivamente, incluíram no projeto as compensações pelo uso de recursos hídricos e pela exploração de minérios. Estados e municípios produtores de petróleo enfrentaram drástica redução de suas receitas depois que o barril do petróleo caiu de US$ 115, em agosto de 2014, para US$ 45, em dezembro do mesmo ano. Em janeiro de 2015, o barril continuou sendo comercializado por menos de US$ 50, e prevê-se que neste ano o valor médio fique em torno de US$ 60. Perdas Na justificação do projeto, os autores argumentam que, em fevereiro de 2015, a estimativa de perda média dos recursos dos municípios do Rio de Janeiro era de 37,24% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Essas perdas, na avaliação do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), não foram previstas por nenhum analista e representaram extraordinária queda de receitas de estados e municípios dependentes da produção de petróleo. O senador José Agripino (DEM-RN) advertiu que esses estados e municípios entrarão em colapso se a proposta não for aprovada. De forma diferente, o senador Omar Aziz (PSD-AM) observou que a antecipação da receita apenas joga o problema para a frente. Já o senador Roberto Requião (PMDB-PR) preferiu atribuir os problemas enfrentados por estados e municípios à "política recessiva do governo federal", que provocou redução na arrecadação. O senador José Medeiros (PPS-MT) disse que a situação dos municípios do Rio de Janeiro e do Espírito Santo não é diferente da vivida pelas unidades da federação que não receberam a compensações pela desoneração das exportações previstas na Lei Kandir. Ele sugeriu inclui-las na proposta. Problemas O senador José Pimentel (PT-CE) chegou a ler nota técnica do governo mostrando dois problemas da proposta: a controvérsia jurídica que envolve a partilha dos royalties e a volatilidade dos preços do petróleo, que não é passageira. Como o petróleo dificilmente voltará ao patamar de US$ 100 o barril, na avaliação do governo, esses municípios teriam dificuldade para pagar o que tomaram emprestado como antecipação de receitas. Além disso, como observou o senador do PT, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia suspendeu, em caráter cautelar, dispositivos que preveem novas regras de distribuição dos royalties do petróleo contidas na Lei 12.734/2012. Se a decisão cautelar não for referendada pelo Plenário da Corte, valeriam as regras previstas na Lei 12.734/2012, ou seja, os royalties não pertenceriam apenas aos estados e municípios produtores, mas a todos os outros entes. Endividamento No relatório apresentado à CAE, Valadares observou que a proposição não introduz procedimentos inadequados aos mecanismos de controle do endividamento público previstos na Resolução 43/2001. O projeto, acrescentou, visa apenas dar tratamento excepcional e transitório à situação. A proposta, que altera a Resolução 43/2011, terá de ser votada pelo Plenário do Senado, após o parecer da CAE. Emenda de Rose de Freitas afastou a preocupação manifestada por Fernando Bezerra Coelho de que a recomposição das receitas de royalties e participação especial mediante a contratação de operações de crédito transferirá o problema para o próximo governante. O texto aprovado nesta terça-feira, segundo o relator, deixa claro que as dívidas contratadas em 2015 e 2016 terão que ser obrigatoriamente pagas até o fim de 2016, no caso dos municípios, e até o fim de 2018, no caso dos estados. Agência Senado
Comentar
Compartilhe
Plenário da Câmara vai analisar reforma política a partir de terça-feira
22/05/2015 | 19h37
[caption width="300" align="alignright"] Deputados vão analisar separadamente os temas da reforma, como sistema eleitoral, financiamento de campanhas e duração de mandatos Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados[/caption]O Plenário da Câmara dos Deputados dedicará todas as sessões deliberativas, de terça-feira (26) a quinta-feira (28), para a discussão e votação da reforma política (PECs 182/07 e outras). Na segunda-feira (25), a reunião de líderes partidários definirá os procedimentos para a votação da matéria, que deverá ser analisada por partes. Segundo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, os temas poderão seguir a seguinte ordem: sistema eleitoral; financiamento de campanhas; proibição ou não da reeleição; duração dos mandatos de cargos eletivos; coincidência de mandatos; cota de 30% para as mulheres; fim da coligação proporcional; e cláusula de barreira. Se prevalecer essa ordem, o Plenário analisará primeiro o chamado “distritão”, modelo que acaba com o atual sistema proporcional para eleição de deputados e vereadores e determina a eleição dos mais votados pelo sistema majoritário. Caso o “distritão” conseguir o apoio de 308 votos, o Plenário passará para o próximo tema, o financiamento. Do contrário, o Plenário discutirá uma outra opção de sistema, o distrital misto, em que parte das vagas será preenchida pelo sistema proporcional e o restante pelo sistema majoritário. Se esse tema perder, será analisado então o sistema de listas partidárias. E se os três modelos forem rejeitados, mantém-se o atual. O texto dependerá de emendas aglutinativas que poderão ser apresentadas ao longo da votação. Essas emendas surgem do aproveitamento de emendas apresentadas ao texto original e parte ou não do texto, resultando em nova redação que contenha relação com as emendas usadas como suporte. Votação na comissão A votação da PEC 182/07 na comissão especial está marcada para segunda-feira, às 14 horas. Se a votação não ocorrer com celeridade, até a manhã de terça-feira, existe ainda a possibilidade de o presidente da Câmara avocar a matéria para votação diretamente no Plenário. Mandatos De acordo com o parecer do relator da reforma política, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), todos os mandatos terão a duração de cinco anos, contra os quatro atuais. Pela proposta, os cinco anos valeriam ainda para os senadores a partir de 2027. O aumento do mandato está vinculado à ideia do fim da reeleição, exceto para os mandatos dos Legislativos municipais, estaduais, distrital e federal. Para a transição do tempo de mandato coincidir com as eleições gerais unificadas em um único ano, os senadores eleitos em 2018 terão mandatos de nove anos. Atualmente, eles têm mandatos de oito anos. Conforme o substitutivo do relator, o presidente da República, os governadores e os deputados eleitos em 2018 terão mandatos de quatro anos. Já os prefeitos e vereadores eleitos em 2016 terão mandatos de seis anos. Assim, pela proposta, a partir de 2022, todos os mandatos passarão a ser de cinco anos, com exceção dos senadores, para os quais a regra valerá a partir da eleição seguinte. Cláusula de desempenho Quanto à cláusula de desempenho, o relator prevê uma transição nas duas próximas eleições – 2018 e 2022. Pelo texto, somente a partir de 2027 valerá por inteiro a cláusula de desempenho partidário: só terão direito a recursos do Fundo Partidário e acesso gratuito ao rádio e à televisão os partidos com representação no Congresso Nacional que obtiverem no mínimo 2% dos votos apurados, distribuídos em pelo menos 1/3 dos estados, com, no mínimo, 1% do total em cada um deles. Em 2018, terão acesso a recursos do Fundo Partidário e acesso gratuito ao rádio e à TV os partidos com representação no Congresso. Em 2022, só terão direito a recursos do Fundo Partidário e acesso gratuito ao rádio e à TV os partidos com representação no Congresso que obtiverem, no mínimo, 1% dos votos apurados. Congresso Para as 19 horas de terça-feira, está marcada sessão do Congresso Nacional para analisar cinco vetos presidenciais a projetos de lei. Entre os vetos que devem ser votados está o dispositivo relacionado à lei que restringe a fusão de partidos (13.107/15). O trecho vetado da lei concedia prazo de 30 dias para os parlamentares mudarem para um partido criado por meio de fusão, sem a punição de perda do mandato. A justificativa da presidente Dilma Rousseff para o veto foi a de que isso daria aos partidos resultantes de fusão o mesmo caráter de partidos novos. Fonte: Blog Zé Armando
Comentar
Compartilhe
Reunião "fechadíssima" no Trianon
22/05/2015 | 18h15
[embed]https://youtu.be/aw-AGAhEjbg[/embed]
Comentar
Compartilhe
Quem manda é...
22/05/2015 | 18h10
Coluna 22-05-2015
Comentar
Compartilhe
Socorristas pedindo socorro
21/05/2015 | 11h43
Terceirizados da Autopista Fluminense denunciam graves irregularidades
Profissionais da Enseg – empresa contratada para prestar serviços para a Autopista Fluminense, concessionária responsável pela BR-101 no trecho que vai de Niterói até a divisa com o Espírito Santo-denunciam uma completa falta de infraestrutura e alegam ter péssimas condições de trabalho. Os trabalhadores acusam a Autopista Fluminense de omissão e .....
A reportagem na íntegra, no site Notícias Urbanas...(Aqui)
Comentar
Compartilhe
Ponte SFI/SJB - Recursos liberados para nova fase da obra
20/05/2015 | 06h26
Foto ponteAnúncio de liberação de recursos para ponte SFI/SJB O empreendimento foi planejado para ser a nova rota de integração entre os estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. Um novo polo de desenvolvimento econômico, apoiado pelos novos complexos portuários. Um enorme passo para a reintegração e crescimento dos municípios irmãos de São Francisco de Itabapoana e São João da Barra. Polo de produção agropecuária São Francisco tem atualmente na agropecuária sua maior fonte de arrecadação. Um lugar de gente simples e trabalhadora que sofre por não receber os benefícios de município produtor de petróleo, além de ser um dos mais carentes em infraestrutura e investimentos no estado. Obra da ponte avança Estão sendo liberados 30 milhões, com este novo aporte de recursos, o governo de estado espera acelerar as obras e, permitir o avanço para uma nova fase na execução do projeto. Está sendo aguardado para breve, a confirmação e o anúncio oficial do governador Luiz Fernando Pezão. Zé Armando
Comentar
Compartilhe
400 mil pra criar um partido !
19/05/2015 | 14h15
‘Tirar uma sigla do papel pode custar até R$ 400 mil’. Esta frase é do advogado Marcílio Duarte, reconhecido por esta especialidade, e foi informada em reportagem do Jornal O GLOBO. Esta mesma matéria cita o PRONA, que sobre o comando do sindicalista campista, Marcelo Vivório, vem trabalhando pela obtenção de assinaturas para alcançar o registro definitivo do Partido da Reedificação da Ordem Nacional_PRONA. Clique na imagem para acessar a reportagem completa no OGlobo.com [caption id="attachment_8078" align="aligncenter" width="500"]A imagem é print do vídeo no site do jornal OGlobo.com A imagem é print do vídeo no site do jornal OGlobo.com[/caption] . Na reportagem do Globo o destaque para a situação do recém registrado PRONA.
[caption id="attachment_8079" align="alignright" width="150"]Marcelo Vivório - Presidente do PRONA Marcelo Vivório - Presidente do PRONA[/caption]Também está na fila a recriação do Partido da Reedificação da Ordem Nacional (Prona), que catapultou para a Câmara o ex-deputado campeão de votos por São Paulo, Enéas Carneiro, morto em 2007. O autor do projeto, Marcelo Vivório, já tem 250 mil assinaturas. Ele diz que a legenda manterá o perfil de direita, mas será mais flexível em relação a temas como aborto, gays e maioridade penal. Para fugir do rótulo de partido de aluguel, Vivório diz que o novo Prona terá um conselho para “avaliar candidaturas”. — Dr. Enéas é um líder insubstituível. Vamos buscar as lutas deixadas por ele — diz Vivório, que já passou por PRTB e PTN.
Fonte: http://oglobo.globo.com/brasil/tirar-uma-sigla-do-papel-pode-custar-ate-400-mil-diz-criador-de-partidos-16198522#ixzz3aamp3QnC
Comentar
Compartilhe
1ª Mostra Líbano - Goitacá...
19/05/2015 | 04h34
"- Quando o amor vos fizer sinal, segui-o; ainda que os seus caminhos sejam duros e difíceis. E quando as suas asas vos envolverem, entregai-vos; ainda que a espada escondida na sua plumagem vos possa ferir". Kalil Gibran Kalil (trecho do poema O Amor) Recebi via facebook este convite, que de verdade é um presente a participar na história de uma gente alegre, corajosa, vitoriosa e, que muito acrescenta de luz, sabedoria e riquíssima cultura a nossa planície Goitacá. ibano Goytacá mostra de cinema
Amigo José Armando Barreto A Associação Cultural Líbano - Goytacá na pessoa do seu diretor da ala jovem Jean Paul Haddad, tem a honra de convidar você e todos os amigos da cidade de Campos dos Goytacazes e Região para a Primeira Mostra Líbano - Goytacá de Cinema, No dia 20 de Maio às 19:00 horas, Avenida Souza Mota, nº350, Fundão -IFF Guarus, Auditório Roberto Jorge Faria, o local possui 200 lugares, a entrada é franca e os lugares não são marcados, basta chegar no horário e ver o filme. A mostra contara com a exibição do filme "A Última Estação" longa-metragem de Márcio Curi, que abriu o 45º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro, Participou da 8ª Mostra Mundo Árabe de Cinema em São Paulo e teve pré estreias oficiais no Brasil e no Líbano. A história é baseada na trajetória de vida do libanês Tarik. Em meados dos anos 50, juntamente com o irmão mais novo, Karim, eles vêm para o Brasil e, já no navio, iniciam uma grande amizade com outros meninos árabes e sírios, que ao desembarcarem em terras brasileiras, acabam seguindo caminhos distintos. Os anos se passam e após perder sua esposa, o velho Tarik decide cumprir algumas promessas feitas no passado. O muçulmano abandona tudo e resolve atravessar o Brasil, na companhia da filha Samia, em busca dos meninos que fizeram com ele a travessia, 51 anos antes. O Objetivo da Associação Cultural Líbano - Goytacá junto ao Clube Monte Líbano de Campos, O Clube de defesa das raízes libanesas mais antigo do Brasil é preservar a cultura e os costumes dos Libaneses sejam Imigrantes, Descendentes ou admiradores, Pois os Libaneses são parte importante e vital da história do nosso País e da nossa cidade, sendo Campos dos Goytacazes, hoje, a maior colônia libanesa do interior do estado.
Comentar
Compartilhe
Calma, gente!
16/05/2015 | 00h03
murilo (2).jpg-valendo
Comentar
Compartilhe
Shell recebeu luz verde para a prospeção no Ártico, a natureza a luz vermelha...
15/05/2015 | 18h56
Shell recebe luz verde para a prospeção no Ártico [embed]http://www.youtube.com/watch?v=-HmH0AdzoWw[/embed]
Os ambientalistas perderam a batalha: a Shell recebeu autorização do governo norte-americano para, sob certas condições, fazer prospeções no Ártico, ao largo do Alasca. A petrolífera anglo-holandesa quer perfurar seis poços no mar de Chukchi com dois navios que também podem tentar estancar fugas no caso de um acidente. A prospeção pode arrancar no verão se até lá a companhia conseguir as autorizações que ainda faltam, mas que não são difíceis de obter. A decisão do governo norte-americano provocou a cólera dos ecologistas, que têm tentado travar o processo. No inicio de abril, quando era rebocada para Seattle antes de ser alugada à Shell para a prospeção no Ártico, a plataforma de perfuração petrolífera Polar Pioneer foi alvo de uma abordagem no Pacífico por membros da Greenpeace. Os ambientalistas criticam a administração Obama por ter “dado luz verde à Shell para iniciar a prospeção no Ártico apesar de o governo dos Estados Unidos admitir que há uma probabilidade de 75% de um derrame de petróleo no mar de Chukchi se a produção arrancar”, refere Laura Kenyon, da Greenpeace, Estima-se que o Oceano Ártico contenha 20% das reservas mundiais de gás e petróleo não-provadas e que 34.000 milhões de barris de petróleo se encontrarão em águas norte-americanas. Mas o Ártico é um ecossistema extremamente sensível por causa do clima, da fauna e das populações autóctones que dependem dos recursos naturais não poluídos. Barrow, a cidade mais ao norte do Alasca, onde o mar não congela durante 8 meses, é habitada por esquimós inuítes, um povo que vive da caça à baleia e que está contra a prospeção por causa dos riscos que ela implica: “Um pequeno pedaço de gelo pode entupir os aspiradores de vácuo que utilizam para sugar o petróleo. Os metais tornam-se mais frágeis neste ambiente. Quando está muito frio as coisas partem-se mais facilmente. As baleias são extremamente sensíveis, conseguem sentir a poluição nas águas e irão evitar esta área se ela for contaminada”, explica uma local. Em 2012, a Shell realizou as primeiras prospeções nas águas do Alasca, mas teve de suspender os trabalhos depois de problemas com um navio. No ano seguinte, teve de evacuar a plataforma Kulluck, que andou vários dias à deriva nas turbulentas águas do Ártico. Estes incidentes servem de argumento aos ecologistas para dizer que a Shell não tem a tecnologia para levar a cabo o seu projeto sem colocar em risco o ambiente. Fonte: Euronews
Comentar
Compartilhe
A UENF inicia hoje debates de Programas Educativos para Jovens, Adultos e Idosos - I CONPEJA
15/05/2015 | 15h32
[caption id="attachment_8089" align="alignright" width="300"]Clique na imagem para acessar o site do I CONPEJA Clique na imagem para acessar o site do I CONPEJA[/caption]Começou hoje o I CONPEJA I Congresso Nacional de Programas Educativos para Jovens, Adultos e Idosos: Qualidade em Questão O Congresso traz importantes discussões para a região: " vamos fortalecer o diálogo sobre os processos educativos fora da escola, elaborar o diagnóstico de Qualidade do Ensino, entender os já existentes e desenvolver novos Programas e Projetos Educativos para Jovens, Adultos e Idosos. Traremos às mesas de debates a importância do reconhecimento social e interação no diálogo entre programas, projetos e iniciativas, bem como conteúdos em torno da Educação de Jovens, Adultos e Idosos. A Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos e suas confluências estarão nas pautas. Nos disse o Doutor em Sociologia Política da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darci Ribeiro-UENF, Gerson Tavares do Carmo¹. ¹ - Gerson Tavares do Carmo _ Laboratório de Estudos de Educação e Linguagem _ Centro de Ciências do Homem / Uenf
Comentar
Compartilhe
Pesquisa GPP aponta tendências para prefeitura do Rio
15/05/2015 | 00h30
Deu no blog do Cesar Maia Entre os dois cenários em que Cesar Maia está presente, o vereador aparece como 1º e 4º colocado. Pesquisa do Instituto GPP – Prefeito do RJ –09-10 de maio de 2015. Intenção de voto Prefeito cenário 1 (%) Romário – Senador 22,5 Crivella – Senador 18,9 Marcelo Freixo – Deputado do PSOL 11,5 Cesar Maia – Vereador 9,9 Pedro Paulo – Deputado, candidato do prefeito Eduardo Paes 4,3 Clarissa Garotinho – Deputada 2,8 Molon – Deputado do PT 2,4 Intenção de voto Prefeito cenário 2 (%) Cesar Maia 23,5 Marcelo Freixo 22,0 Pedro Paulo 8,9
Comentar
Compartilhe
PPS e PSB, tem fusão aprovada no RIO
14/05/2015 | 23h17
No Rio, PPS e PSB debatem fusão [caption width="210" align="alignleft"] No Rio, PPS e PSB debatem fusão [/caption] A Executiva Estadual do PPS no Rio de Janeiro aprovou, na última segunda-feira, por ampla maioria, a fusão do partido com o PSB, já anunciada pelas duas executivas nacionais. A decisão dá início às conversas entre os dois partidos no estado e já está agendada uma reunião para a próxima quinta-feira (14/05) entre a nova presidente do PSB-RJ, Aspásia Camargo, e os membros da executiva do PPS/Rio Norma Shirley, Roberto Percinoto, Gilvan Cavalcanti e Armando Sampaio (membros da Executiva do PPS/Rio). Já no próximo dia 25 de maio, antes do Seminário do Rio de Janeiro, promovido pelo partido no auditório da Universidade Cândido Mendes, no centro do Rio, haverá uma reunião com os parlamentares e presidentes municipais do PPS no Estado. Também está marcada para o dia 8 de junho uma reunião extraordinária do Diretório Estadual do Rio de Janeiro para apreciar o iniciativa da Executiva estadual. O encontro acontece quatro dias antes da reunião do Diretório Nacional do PPS, que se reúne, em Brasília, com o objetivo de deliberar sobre a proposta de fusão com o PSB. No encontro, que acontece a partir das 10 horas no San Marco Hotel, também serão debatidas questões relativas a convocação de um Congresso Extraordinário do PPS. Fonte: zearmandonet.blogspot.com
Comentar
Compartilhe
A difícil arte de acreditar no inacreditável
14/05/2015 | 22h15
Pior que perder a fé, a esperança é com certeza perder a crença. Eu não consigo acreditar em uma palavra proferida ou em uma ação executada pelos sujeitinhos, que venha com o único interesse de atender as demandas sociais e de garantir um futuro digno ao povo desta terra. -É muita "prozinha " fiada. Todo discurso é bandido, e só acontece pra vender uma realidade maquiada e, com ela tentar roubar o naco de esperança em dias bons que poderiam vir. Ações tipo: viver feliz, rua legal, meninos da harmonia se prestam a intentos eleitoreiros, e as obras só servem aos "retornos" e aos insaciáveis carinhos empresariais. Jà quase estou ouvindo : Saúde, educação, bem estar, justiça social eu prometo... Eu não creio !
Comentar
Compartilhe
Dê nome aos bois
14/05/2015 | 15h54
Até o povo simples do interior se mostra visivelmente insatisfeito com o desconforto a que anda sendo sujeitado, e anda perguntando entre um pastel e um caldo de cana, nos balcões do Mercado Municipal. - Se o " Mocinho falador" sabe do rolo, sabe quem está enrolado. Por quá, ele não sapeca os safados nos rádio, por quá, ele não dá nome aos bois? Seu Amaro Pacová, exaltado e meio engasgado com a fumaça pitada do cigarrinho de palha respondeu pelo outro: " é boizinho janeleiro, manso, come baga na mão e não sacode com a canga"!
Comentar
Compartilhe
Bancada Socialista apoia fusão PSB-PPS
13/05/2015 | 00h15

Bancada Socialista na Câmara manifesta apoio à fusão PSB-PPS

A Bancada do Partido Socialista Brasileiro na Câmara dos Deputados manifesta apoio à fusão da Legenda     com     o Partido Popular Socialista (PPS). Os deputados do PSB entendem que a fusão é importante para o Brasil enfrentar as dificuldades do momento e também propor novos caminhos. A bancada  também   reafirma    a    independência    em relação ao Governo Federal, no intuito de trabalhar nessa nova perspectiva de fusão. PSB e PPS   têm  raízes no início da verdadeira organização dos partidos, quando nasceram    da   esquerda democrática e,   portanto,   são duas forças políticas históricas, com compromissos consolidados na história do Brasil.
[caption id="" align="aligncenter" width="600"] Lideranças maiores dos dos partidos selam acordo de fusão PPS-PSB[/caption] Fonte: Ascom/Liderança do PSB
Comentar
Compartilhe
Justiça suspende prorrogação do prazo para novos contratos do Fies
12/05/2015 | 22h49

O presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador Cândido Ribeiro,  suspendeu hoje (12) a decisão da Justiça Federal de Mato Grosso que determinou a prorrogação do prazo de inscrição para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O desembargador disse que a decisão de prorrogar as inscrições invadiu competência do Poder Executivo, por entender que cabe ao MEC definir as regras de financiamento. “Compete ao FNDE [Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação] definir as regras para sistematização das operações do Fundo e estabelecer limites de crédito para fins de concessão de financiamentos com recursos do Fies”, disse.

Cândido Ribeiro explicou que cabe às instituições de ensino superior e aos estudantes “respeitar os regramentos estabelecidos pelo MEC, quanto aos requisitos para concessão do benefício, porquanto, frente à limitação orçamentária, os recursos disponíveis devem ser racionalmente distribuídos”.

No dia 30 de abril, o juiz federal Raphael Cazelli de Almeida Carvalho determinou que a União e o FNDE prorrogassem o prazo de inscrição, por tempo indeterminado, para os alunos que tentavam ingressar no programa pela primeira vez e que também corrigissem o funcionamento do sistema de informática do Fies, que apresentou instabilidade.

Na ocasião, ao se manifestar sobre o caso, o MEC alegou não ter orçamento para bancar novos contratos de financiamento estudantil.

Fonte:EBC

Comentar
Compartilhe
Uma administração ladeira abaixo
08/05/2015 | 20h05
Murilo nova
Comentar
Compartilhe
Um visionário
02/05/2015 | 13h43
murilo (1)
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Murillo Dieguez

[email protected]