Todos contra o Bispo Crivella
31/03/2014 | 07h28
Uma série de ataque nas redes sociais foi iniciado por exército digital de " mercenários". Os armamentos vão desde pequenas notas com conteúdos subjetivos a bombardeios pesados em uma extensa redes de blogs e jornais digitais. Funciona assim: um dos soldados inimigos, faz uma primeira postagem e o batalhão compartilha em redes sociais e em seu blogs até dar base para ser publicado no Blog do Comandante. . Veja esta "candonga estartada no print " abaixo. [caption id="attachment_5211" align="aligncenter" width="588" caption="Imagem de página de rede social (Facebook)"][/caption]
Comentar
Compartilhe
Exército de "Fakes" invade a internet
29/03/2014 | 19h07
"A internet é um poderoso veículo de comunicação, mas está servindo também para a propagação de atos ilícitos", afirma o procurador regional eleitoral do Rio de Janeiro, Paulo Roberto Bérenger. Ele comanda uma força-tarefa, criada na semana passada, para vasculhar sites de políticos em busca de perfis falsos ou anônimos." O detalhe sórdido é que alguns destes especialistas em informática e já conhecidos criadores e manipuladores de "Fakes"(perfis falsos) são pagos com recursos públicos do município e também com assessorias, nas câmaras municipais e Federal e da Alerj. Se você desconfia de um novo perfil nas redes sociais, simplesmente não os aceite em sua rede de relacionamento. Melhor evitar o perigo de vírus e invasões em sua página. já existem páginas criadas apenas para oferecer imagens para ser utilizadas como Fakes, a campanha eleitoral está ai e o exército de fakes já detona os adversários.... tá ligado ?
Comentar
Compartilhe
Alagamentos: risco real de leptospirose
29/03/2014 | 17h44
[caption id="" align="alignleft" width="620" caption="Leptospirose é transmitida através da urina de rato (Foto: Da Internet))"][/caption] Com as chuvas recentes na cidade de Campos e região e as constantes situações de alagamento, aumenta a preocupação em relação a ocorrência de casos da doença. É preciso reforçar a limpeza de quintais e evitar acúmulo de lixo, em domicílios e nas ruas. Além da limpeza, é importante que as pessoas evitem tomar banho na chuva, principalmente quando as ruas estiverem com acumulo água. Os sintomas são parecidos com os da dengue: febre, dor muscular e dor de cabeça. A orientação é de que aqueles que entraram em contato com água da chuva nos últimos 30 dias e apresentam algum desses sintomas, procure uma Unidade Básica de Saúde e informar ao profissional que estiver atendendo. "Existe cura, o tratamento é totalmente gratuito. Não é uma doença contagiosa, mas é grave e pode levar à morte".
A Leptospirose é uma doença bacteriana que afeta seres humanos e animais e que pode ser fatal Pode ser classificada em: * Forma anictérica (sem amarelamento da pele) ou com poucos sintomas. É a forma mais benigna e presente em 90% dos doentes. * Forma ictérica (pele amarelada) ou Doença de Weil. Forma mais grave que acomete 10% dos doentes, podendo levar à morte. É uma zoonose causada por uma bactéria do tipo Leptospira que, eliminada principalmente na urina de roedores, permanece em coleções de água a espera da pessoa que nela adentre. As pessoas podem contaminar-se também em áreas urbanas alagadas pela chuva. A bactéria invade por pequenas lesões de pele ou pelas mucosas em contato com a água (oral, nasal e ocular).
Comentar
Compartilhe
A Prefeita Rosinha diz que ama; e porque não cuida da nossa cidade?
29/03/2014 | 07h49
De novo o absurdo da incompetência generalizada, cinco anos de "governo" e entre centenas de demandas não atendidas. EEEEEEEEEEEEELA" não consegue acabar com o sofrimento dos moradores daquele trecho final da Av. Felipe Uébe, com 28 de Março, que ficam impedidos de sair ou entrar em suas casas, toda vez que cai uma chuva. Veículos enguiçados, carros voltando pela contra mão, o direito de ir e vir desrespeitado, pessoas desoladas e casas alagadas. Cinco anos e três meses desta conversinha fiada de que ama, já deu ! Se não tem competência pra cuidar, pede pra sair. Olha que tem muita gente boa desta terra fazendo coro na canção de despedida... Vejam as imagens e assistam ao vídeo. [caption id="attachment_5174" align="aligncenter" width="599" caption="Veículos manobrando para voltar na contra mão na Felipe Uébe"][/caption] [caption id="attachment_5179" align="aligncenter" width="599" caption="A proteção da ciclovia pintada recentemente com a cor rocha que também é vista em postes de toda cidade e a água entrando nas casas"][/caption] [caption id="attachment_5180" align="aligncenter" width="599" caption="A desesperança de se sentir prisioneiro em seu próprio espaço"][/caption] E não venham dizer que choveu em um dia, mais que o mês todo. Se houvesse planejamento e eficiência na gestão pública desta "amada", esta e outras situações caóticas não estariam acontecendo ! VEJA O Vídeo (Video carregando)
Comentar
Compartilhe
SOLUÇÃO PARA DIAS DE CHUVA EM CAMPOS
28/03/2014 | 17h27
"... São as águas de Março fechando o verão......" E ai, se "chuver" tudo ? [caption id="attachment_4810" align="alignleft" width="270" caption="Uma solução para uma linha que corte a nossa Av. Felipe Uébe"][/caption] [caption id="attachment_4809" align="alignright" width="270" caption="O modelo da foto começou a circular no Rio de Janeiro no início deste mês."][/caption] "O que serve ao turismo do Rio de Janeiro, serve a solução pra as ruas alagadas desta nossa cidade tão amada. "
Comentar
Compartilhe
" Melhor com ela " - Coluna COMENTÁRIOS(28/03)
28/03/2014 | 12h15
[caption id="attachment_5197" align="aligncenter" width="600" caption="CLIQUE PARA MELHOR VISUALIZAR A COLUNA COMENTÁRIOS"][/caption]
Comentar
Compartilhe
PCE demitiu diretora em Campos e Prefeita Rosinha convocou Edilson para explicaçoes
27/03/2014 | 14h07
Cirúrgico e eficiente o Blog da Coluna tem buscado colaborar com a necessidade de se extirpar os mal gestores e a má gestão de toda a " Amada cidade de Campos" e região. Nenhuma atitude Ainda não temos por parte da prefeita 'Rosinha uma atitude em acordo com seus discursos de progresso e moralidade, feitos em inaugurações "festivas", que também não devem ser de baixo custo e, nas suas falácias em seus meios de comunicação, digamos; " alinhados". Ela diz que está tudo um Amor pela cidade mas, sabe-se de pagamentos a empresa aqui citada, em torno de mais de 5 milhões, em curto período, pouco mais de sessenta dias. Contrato ilegal A verdade é que, depois de pagar milhões dos cofres públicos, dinheiro do povo de Campos, com a prefeita tendo conhecimento da ilegalidade do contrato, declarada pelo Tribunal de Contas do Estado; a Prefeita Rosinha pactuou um novo e milionário contrato com a PCE. Contratos milionários " Recebendo " valores nestes patamares de uma "prefeitura" parceira, fica fácil a esta e outras empresas, amar a nossa cidade de Campos dos Goytacazes ! Nenhuma resposta Deixamos aqui a pergunta: Prefeita Rosinha; na Creche do Jardim Ceasa a PCE fez o que ? Hoje e de contrato novo; a PCE faz o que ? Comentário: Sobre a Creche do Jardim Ceasa; tem aporte de recursos Federais, onde a obra executada não acompanha o valor já pago.(AQUI)
Comentar
Compartilhe
O Promotor foi passear na Secretaria de Obras ?
25/03/2014 | 18h14
Numa recente visita de "cortesia" a Secretaria de Obras da Prefeita Rosinha, o Promotor Público, não se sabe se Federal ou Estadual entre muitas fez a seguinte pergunta: A PCE faz o que ? Dizem que saiu sem esta e muitas outras respostas ...
Comentar
Compartilhe
Deputados Estaduais "adversários", fazem o serviço de Garotinho...
25/03/2014 | 14h46
Fogo amigo ou coisa que se pareça
Os fatos apenas servem a nos aumentar a perplexidade; a quantidade de ataques que vem sofrendo, os potenciais candidatos, que são opositores declarados do Garotinho é realmente de nos por à duvida de: de que lados estes realmente estão. Vocês conseguem identificar quais são ? Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
Transposição pode inviabilizar o Porto do açú
24/03/2014 | 09h50
[caption id="" align="alignright" width="259" caption="Nível no ponto captação de água em Jacareí / SP"][/caption]A disputa pelas águas da Bacia do Rio Paraíba do Sul caminha para a derrota de todas as partes. Se não acontecer a capital São Paulo caminhará ao colapso no abastecimento, do contrário o Rio Paraíba corre o risco de uma redução na vazão que inviabilizaria a captação de água para atender ao DISJB_Distrito Industrial de São João da Barra e consequentemente todo o Complexo Portuário do Açú. A captação para atender o Açú, seria de 10 m³/ s. O detalhe é que com a possibilidade de alteração na vazão do Rio Paraíba do Sul, todos os estudos de impacto ambiental e diagnósticos precisariam ser refeitos. Uma nota com estudos preliminares da Secretaria de Ambiente do Rio apontam que a disponibilidade de água na bacia do Paraíba do Sul já apresenta problemas no período de estiagem. “Em Santa Cecília (ponto de captação da água para o rio Guandu e região metropolitana do Rio), a regra em vigor determina vazão mínima de 250 metros cúbicos por segundo (m³/s) que, pela falta de água, já não é atendida em 8% do tempo (período de estiagem). Só existe um caminho; reunir as partes e os interessados para discutir e avaliar, exaustivamente em busca de solução. Zé Armando Barreto Atualização: O Professor Roberto Moraes também levantou o assunto da captação para o Açú(AQUI)
Comentar
Compartilhe
“Todo poder à mulher e a esperança de um Brasil mais equilibrado”
24/03/2014 | 01h55
TSE lança no Congresso Nacional campanha que convoca mulheres para a política [caption id="attachment_5139" align="alignleft" width="215" caption="Clique para ver o cartaz da campanha"][/caption]“Todo poder à mulher e a esperança de um Brasil mais equilibrado”, enfatizou o ministro Marco Aurélio, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), durante discurso de lançamento da campanha “Mulher na Política”, em sessão solene do Congresso Nacional, realizada no Plenário do Senado na quarta-feira (19). A campanha – composta de um cartaz e de um vídeo e um spot, de 30 segundos cada – incentiva as mulheres a participar da política do país, candidatando-se aos cargos eletivos que estarão em disputa em outubro deste ano. A iniciativa será veiculada nas emissoras de rádio e televisão de todo o país a partir da quinta-feira (20) até 30 de junho, último dia para que os partidos realizem suas convenções para a escolha dos candidatos que concorrerão às Eleições Gerais de 2014. Em sua fala, o ministro Marco Aurélio citou dados que apontam que menos de 9% dos parlamentares eleitos para o Congresso Nacional são mulheres. Além disso, mostrou que o Brasil ocupa o 156º lugar, num total de 188 países, em relação à representação da mulher no Poder Legislativo. O presidente do TSE defendeu o “afastamento do preconceito de qualquer espécie”, inclusive o preconceito de gênero, e lembrou que a população brasileira é formada, em sua maioria, por mulheres. Portanto, segundo o ministro, há a necessidade de uma conscientização maior para que as mulheres efetivamente ocupem lugares de poder. Nesse sentido, o presidente do TSE citou que o Ministério Público Eleitoral tem trabalhado para coibir candidaturas fictícias, que usam as mulheres apenas para preencher a cota obrigatória de 30% de participação do sexo com menor representação política nas eleições, na prática, o feminino. Para o ministro, é preciso que os partidos políticos verdadeiramente apoiem as candidatas mulheres a fim de que elas tenham condições de se eleger, e não apenas as usem como “laranjas” para cumprir o que determina a lei. Em 1997, a Lei das Eleições (Lei nº 9.504) passou a prever a reserva de vagas para a participação feminina nos cargos proporcionais – deputado federal, estadual e distrital e vereador. Em 2009, com a sanção da Lei n° 12.034 (a primeira minirreforma eleitoral), essa participação passou a ser obrigatória. O novo texto, que consta do parágrafo 3º do artigo 10 da Lei nº 9.504, estipula que sejam preenchidas (e não apenas reservadas) “as candidaturas com o mínimo de 30% e o máximo de 70% de cada sexo”. O ministro Marco Aurélio fez um apelo para que a Constituição Federal seja observada no que diz respeito aos fundamentos que preveem a cidadania, a dignidade da pessoa humana, o pluralismo político e a construção de uma sociedade livre, justa e solidária. “Conclamo a todos, especialmente os partidos políticos, para que avancemos socialmente e observemos a lei das leis”, disse. Senado O presidente do Senado, Renan Calheiros, parabenizou a iniciativa do TSE e destacou que, do ponto de vista da publicidade, nunca se fez algo voltado para a participação das mulheres nas eleições. “Obrigado por lançar aqui no Senado essa campanha. A política não pode ser o reduto em que os homens sejam eternamente a maioria”, sustentou, ao destacar que essa realidade mostra que ainda temos um longo caminho a percorrer quando se trata das questões de gênero. “Que as mulheres atendam a esse chamado para que juntos possamos construir um país melhor e sem discriminação”, afirmou. Procuradoria da Mulher no Senado A senadora Vanessa Grazziotin, que comanda a Procuradoria da Mulher no Senado Federal, afirmou que é “muito comum as mulheres falarem de sua luta, mas o que não é comum é os homens falarem desta luta”. A senadora lembrou que a mulher representa mais de 40% da força de trabalho ativa no Brasil e mais da metade do eleitorado e da população, mas a representatividade da mulher no parlamento é de menos de 10%. Vanessa Grazziotin cumprimentou o TSE pela iniciativa, por adotar uma campanha de estímulo à mulher na política. “Não podemos mais conviver com as mulheres subrepresentadas no parlamento brasileiro”, disse a senadora. Ela ainda citou Michelle Bachelet, presidente do Chile, ao dizer que “quando uma mulher entra na política, muda a mulher, mas quando várias mulheres entram na política, muda a política”. “Queremos mudar a política em favor de um país mais desenvolvido, a favor de uma nação que veja como prioridade a qualidade de vida da sua gente”, finalizou. Também ocuparam a tribuna as deputadas federais Elcione Barbalho e Jô Moraes e a ministra Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Procuradora da mulher na Câmara dos Deputados, Elcione Barbalho destacou que “é um grande avanço para a luta política das mulheres, mas principalmente para a cidadania brasileira, o lançamento da primeira campanha pública de rádio e de televisão que incentiva a igualdade de participação de mulheres e homens nas próximas eleições”. Coordenadora da bancada feminina na Câmara, a deputada Jô Moraes afirmou que “esse é um momento simbólico porque as nossas conquistas legais saem da letra fria da lei e dos solitários gabinetes e vêm para a voz das instituições. A Presidência do TSE fala à sociedade que é preciso dar voz à metade da população”. Eleonora Menicucci afirmou que vivemos no século das mulheres. “Estamos no mercado de trabalho, estamos enfrentando a violência contra as mulheres em todos os níveis, estamos ocupando cadeiras nos tribunais, mas a representação na política não reflete o protagonismo da mulher na sociedade brasileira”, observou. A solenidade contou, ainda, com a participação de integrantes do TSE, como as ministras Laurita Vaz e Luciana Lóssio e os ministros Henrique Neves, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira de Carvalho, além de diversos parlamentares das duas casas legislativas.
Assista à reportagem sobre o assunto. Ouça matéria sobre o tema.
Acesse aqui o cartaz, o vídeo e o TSE Mulheres na Politica Spot MIX V2 (1) da campanha. CM/DB, LC
Comentar
Compartilhe
Rio Paraíba do Sul - Fora os políticos; a vez é dos técnicos qualificados !
23/03/2014 | 12h46
A falta de chuvas apenas evidenciou o quadro que é crítico e terminal, em que se encontra o Rio Paraíba do Sul. As diversas intervenções através dos séculos, sem o menor planejamento e com populações " progredindo " às suas margens, deixaram o velho Rio Paraíba sem mesmo forças para pedir socorro. O momento pede uma grande intervenção na recuperação desta poderosa Bacia que fornece água e suporte de vida a milhões de brasileiros. A classe política trata o assunto como estandarte político e, sem conhecimento ou intenção de buscar a solução para o Rio Paraíba como um todo. Politicagem, com interesses sazonais ou políticos eleitorais, partem para uma batalha que eles sabem que , não haverá vencedores, apenas querem combater e conquistar, principalmente os territórios da mídia. Todos precisam ser convidados ao diálogo, à interação institucional, à busca de informações, orientações, para então desenvolver ações com bases técnicas. Imediatamente e urgentemente. As agência das Água; ANA, CEIVAP e as AGEVAP, precisam trazer para si esta responsabilidade. Fazer o trabalho de ontem, hoje, para que possamos manter a esperança de um Rio Paraíba do Sul, Amanhã . Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
Golpe militar em 2014 ....
23/03/2014 | 07h02
No Rio, Marcha da Família tem confronto entre grupos pró e contra intervenção militar
"Parece surreal, mas a coisa tomou corpo ontem na Capital do Estado do Rio de Janeiro. Leiam reportagem da Agencia Brasil(abaixo"
[caption id="" align="alignleft" width="301" caption="Foto |( Fernando Frazão _ABr)"][/caption]Após chamarem de "fascistas" e "terroristas", manifestantes contra e a favor de uma intervenção militar no Brasil entraram em confronto neste sábado (22), em frente ao Palácio Duque de Caxias, no centro do Rio, e policiais militares do Batalhão de Grandes Eventos usaram cassetetes e balas de borracha para acabar com a confusão. Um grupo estimado em 150 pessoas pela Polícia Militar participava da tentativa de reeditar a Marcha da Família com Deus Pela Liberdade, 50 anos depois do movimento que antecedeu o golpe militar em 1964, quando cerca de 50 militantes de movimentos sociais se aproximaram aos gritos de "cadeia, já, para os fascistas do regime militar". Os defensores da intervenção militar responderam aos gritos de "fora, comunistas," e "terroristas", e o clima ficou tenso. A polícia fez um cordão de isolamento para impedir que os dois grupos se confrontassem, mas um homem que participava da Marcha da Família conseguiu furar o bloqueio, passando por cima de uma das saídas de ar próximas ao Panteão e ao monumento do Duque de Caxias e avançou contra os representantes dos movimentos sociais. Depois de agredir um manifestante, ele foi atingido com o cabo de uma bandeira, e os policiais dispersaram o protesto contra a intervenção, usando balas de borracha e cassetetes. Os manifestantes correram para a Central do Brasil, onde parte do comércio fechou as portas. Em pelo menos mais duas ocasiões, manifestantes de lados opostos trocaram socos e chutes em frente ao Quartel-General do Comando Militar do Leste, e a polícia tentou separar as brigas. Durante cerca de 20 minutos, o clima foi de provocação, com palavras de baixo calão, acusações e xingamentos. Depois, o grupo contrário à intervenção militar se manteve em frente à Central do Brasil, enquanto a Marcha da Família continuou ao lado do prédio do Exército, já com número bastante reduzido. O movimento que pedia intervenção militar no país se concentrou na Candelária e seguiu pela Avenida Presidente Vargas, que teve uma de suas pistas interditadas. Com gritos de "fora, PT", "fora, comunismo" e "fora, Dilma", os manifestantes levantavam cartazes que pediam a troca das eleições por um governo militar que "limpasse o Congresso de corruptos". Com bandeiras do Brasil e faixas, o grupo parou diante do Palácio Duque de Caxias e cantou o Hino Nacional. Depois, continuaram os gritos de rejeição ao governo e ao sistema político. Um ativista que transmitia o evento ao vivo pela internet foi hostilizado por membros da marcha aos gritos de "Vá para Cuba, você não é brasileiro". Um dos manifestantes, então, deu um tapa no celular que era usado para a filmagem e o derrubou no chão. Sem se exaltar, o ativista pegou o aparelho de volta e se afastou. Um dos organizadores da Marcha da Família, o cabo da reserva do Exército Emílio Alarcon, ponderou que, apesar dos pedidos de intervenção, a intenção deles não é a instauração de uma ditadura militar. Para ele, as Forças Armadas devem fechar o Congresso e derrubar o Executivo, para convocar novas eleições apenas com candidatos ficha limpa. "A intervenção é constitucional. A gente não está pedindo nada de anormal", disse ele. Para reivindicar a intervenção, os militantes desse grupo usaram o Artigo 142 da Constituição, que diz: "As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do presidente da República, e destinam-se à defesa da pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem". Na interpretação do grupo, tal obrigação de garantir os poderes justificaria a intervenção, já que há problemas institucionais graves que só podem ser resolvidos dessa forma: "seria um reset, formatar de novo o Brasil. Todos os partidos estão envolvidos em corrupção", argumentou Alarcon. O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) compareceu à marcha, mas não se posicionou a favor do pedido de intervenção militar, por entender que isso descaracteriza o movimento. "Estou aqui como um patriota", disse Bolsonaro. Na manifestação contra a marcha, militantes usaram palavras como anencéfalos e assassinos para provocar os defensores da intervenção. Em um dos cartazes, havia o pedido: "Paredão aos torturadores do regime militar". "Este movimento quer a união da ditadura do capital à ditadura militar. Hoje, vivemos a ditadura do capital, porque um governo que remove famílias e leiloa o petróleo e o gás não está em busca dos nossos interesses, e sim dos norte-americanos. Esta marcha é uma demência. Só um tarado pode defender um regime que torturou e matou", disse André de Paula, membro da Frente Internacionalista dos Sem-Teto. A militante dos direitos LGBT Indianara Siqueira também se manifestou contra a Marcha da Família: "São pessoas que acham que perderam muito com a nossa sociedade mais liberal, de certa maneira. Eles falam em família como se nós não tivéssemos uma família, como se não pertencêssemos a nenhuma família e brotássemos como cogumelos do chão", protestou Indianara. Fonte: EBC Editora: Nádia Franco
Comentar
Compartilhe
- Aviso a todos que na terça feira já estaremos em estado de GREVE!!!! -
21/03/2014 | 21h04
Do Facebook.
ATENÇÃO PESSOAL!!! Na terça feira (25/03) teremos ASSEMBLÉIA !! A pauta esta informada!!! Aviso a todos que na terça feira já estaremos em estado de GREVE!!!! E se o sindicato não obter retorno da prefeita até a sexta feira (28/03), faremos uma manifestação em frente a prefeitura no dia 31/03 (segunda feira) e já anunciando a GREVE GERAL de todo o setor público!!! Agora é a Hora!! E para que nessa batalha tenhamos êxito e sucesso.... vai depender da UNIÃO de TODOS!! É mostrando a prefeitura que o GIGANTE DESPERTOU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Comentar
Compartilhe
Vereadores de SFI, mostrando como se faz !
21/03/2014 | 07h11
Um exemplo a ser seguido. [caption id="attachment_5097" align="alignleft" width="300" caption="Na entrada da Nova Câmara as orientações do encarregado da Empresa Winner"][/caption]Uma comissão de Vereadores de São Francisco de Itabapoana acompanhou o Presidente da Câmara Claudinho Viana em visita surpresa ás obras da nova sede do Poder Legislativo. A obra no valor de aproximadamente um milhão e quinhentos é custeada com recursos próprios da Câmara Municipal. " A construção de nova Casa de Leis e do Povo de São Francisco era uma necessidade antiga, desde sua emancipação o município não conseguiu ter uma sede própria do legislativo, o espaço onde os vereadores hoje trabalham é inadequado e pequeno, os cidadãos precisam acompanhar o nosso trabalho de perto, em um ambiente que lhes dê conforto e respeito; por outro lado, os vereadores vão poder oferecer uma melhor estrutura para atendimento aos munícipes e receber deles, todas as informações das necessidades e demandas, próprias e de suas comunidades e localidades." Afirmou Claudinho Viana. [caption id="attachment_5099" align="alignleft" width="200" caption="A comissão de Vereadores chegou sem avisar, mas saiu satisfeita com o que viu no canteiro de obras"][/caption]Estavam na comissão os vereadores: Caboclo de Barra de Itabapoana, Fabinho de Guaxindiba, Yara e Alexandre Barrão do Centro, Jamilton Chaô de Gargaú, Raliston de Barra e Zé Cherene, além do Presidente Claudinho Viana. Comentário - Uma mostra de trabalho, eficiência e respeito com o dinheiro público, que deveria servir de inspiração para os Edis da vizinha Campos dos Goytacazes; onde diariamente surgem denuncias de obras maquiadas, não executadas e fraudadas. Numa atitude simples e eficiente, os vereadores da pequena São Francisco dão o bom exemplo a ser seguido. É saber agora se em Campos, os vereadores querem trabalhar e, com esta preocupação de fazer o bom e o bem feito.
Comentar
Compartilhe
O que é mais fácil ser corrupção ou oposição?
20/03/2014 | 23h15
Campanha da CGU no Facebook obtém repercussão surpreendente Campanha lançada pela Controladoria-Geral da União (CGU) na rede social Facebook tem gerado grande repercussão, a ação, intitulada “Pequenas Corrupções – Diga Não”, já foi visualizada por 7,6 milhões de usuários da rede. O resultado foi possível graças aos 135 mil usuários da rede que compartilharam o conteúdo em suas páginas pessoais e mais de 13 mil que clicaram no botão “Curtir”. O número de compartilhamentos da imagem foi tão grande que chamou a atenção do jornal Folha de S. Paulo. Uma notícia sobre a campanha (leia aqui). A campanha, composta por dez mensagens, busca conscientizar os cidadãos para a necessidade de combater atitudes antiéticas – ou até mesmo ilegais –, que, por fazerem parte do cotidiano, são culturalmente aceitas ou tem a gravidade ignorada. As imagens utilizadas buscam chamar a atenção e promover a reflexão sobre práticas comuns no dia-a-dia dos brasileiros, como falsificar carteirinha de estudante; roubar TV a cabo; comprar produtos piratas; furar fila; tentar subornar o guarda de trânsito para evitar multas; entre outros. Postagem "Pequenas Corrupções – Diga Não" obtém repercussão surpreendente A concepção e a criação da campanha são de responsabilidade da Assessoria de Comunicação Social da CGU, em especial pela equipe responsável pela gestão das mídias sociais. A propagação no Facebook ocorreu de forma totalmente espontânea, num fenômeno conhecido no ambiente digital como viralização. O resultado é ainda mais surpreendente quando se observa que não houve utilização de conteúdo patrocinado nem investimento de recursos em divulgação e publicidade. Histórico Em dezembro de 2012, durante as comemorações do Dia Internacional contra a Corrupção, a CGU perguntou aos fãs da sua página no Facebook o que eles faziam para combater esse crime no dia a dia. A partir das respostas obtidas, surgiu a ideia de elaborar uma campanha específica, que utilizou como referência pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pelo Instituto Vox Populi que listava as dez práticas de corrupção mais comuns no cotidiano dos brasileiros. [caption id="attachment_5093" align="aligncenter" width="599" caption="FAÇA SUA PARTE #contracorrupção"][/caption] Em junho de 2013 houve lançamento da primeira peça da campanha virtual na página da CGU no Facebook. Na ocasião, foram criadas 10 imagens, compartilhadas uma a uma, em dias alternados, no período de um mês. As peças também foram compartilhadas por internautas e perfis de órgãos públicos na rede social, a exemplo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Essa foi a primeira etapa da campanha. Já no dia 2 de fevereiro de 2014, a CGU publicou uma nova arte da campanha, que reuniu oito mensagens da primeira etapa em uma única imagem, que obteve o resultado surpreendente. Conheça o Facebook da CGU Assessoria de Comunicação Social
Comentar
Compartilhe
Vai cair o Secretário da Rosinha ?
20/03/2014 | 12h46
Pelos canteiros de obras só se fala no assunto; o detalhe é que existem sondagem com empresário do seguimento. Tipo assim: " Mais uma raposa pra cuidar da galinhada !"
Comentar
Compartilhe
Rio Paraíba do Sul - Caos anunciado. . . . . . . . . . .(Hoje Reunião da AGEVAP)
20/03/2014 | 00h09
De todas as agressões sofridas pelo velho Paraíba do Sul, esta nova transposição é literalmente a gota d'água. " É a gota d'água que vai faltar !"
A ideia do Governador Geraldo Alckimin é subtrair a água de um braço que abastece a represa de Jaguari, que opera com 38,6% de sua capacidade total, para abastecer represas do Complexo Cantareira que está com 15% de sua capacidade total. [caption id="attachment_5081" align="aligncenter" width="599" caption="Um documento deverá ser elaborado e, será encaminhado a Agência Nacional das Águas"][/caption] " Esta intervenção, se for permitida, acarretará na diminuição da vazão do Rio Paraíba do Sul, pode levar ao caos todo o sistema da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, com real situação até de desabastecimento em todas as cidades por onde passa. Uma carta de repúdio será encaminhado a ANA. " Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
PSDB - Cúpula em Campos neste Sábado.
19/03/2014 | 07h59
O Deputado Luiz Paulo estará em Campos e vai apontar a direção que seguirá o partido em 2014. Os detalhes estarão na "Coluna Comentários", publicada na edição do Jornal Folha da Manhã, desta sexta feira (21)
Comentar
Compartilhe
O dia 15, foi o "Dia da Escola" - Campos comemorou o quê ?
19/03/2014 | 07h50
Campos Goytacazes tem a maior arrecadação per capita do Brasil, considerando-se ás 10 maiores cidades de cada estado, maior que São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, e lamentavelmente ainda ocupa o último lugar no IDEB_Índice de Desenvolvimento da Educação Básica .... Uma instituição tão importante para o mundo não poderia deixar de ser homenageada. No dia 15 de março, comemoramos o Dia da Escola. Depois do contato familiar, é a escola que exerce os papeis mais importantes na vida das crianças, como a alfabetização e o dever de preparar os pequeninos para a vida em sociedade. O termo escola vem do grego “skholê”, que significa descanso ou lazer. Então a escola antigamente era ambiente apenas de lazer? Não é bem assim! A explicação é que na Grécia Antiga as atividades de estudo, pesquisa e filosofia eram exclusivas das pessoas que não exerciam trabalho braçal, ou seja, dispunham de tempo livre. Os jesuítas tiveram um importante papel na fundação das primeiras escolas no Brasil. Em 1779, eram 17 Colégios, 25 Casas Jesuítas e 36 Missões realizando a prática da formação religiosa, cultural, cívica e moral dos filhos dos colonizadores, indígenas e, principalmente, da elite que liderava a sociedade da época. Hoje, com a necessidade de colocar as crianças cada vez mais cedo em escolas, os pais precisam ter a certeza que a instituição vá prover à criança educação de boa qualidade, alimentação e recreação durante o período que seus filhos estarão na escola. Uma nova modalidade de ensino vem ganhando a cada dia mais credibilidade: as escolas em tempo integral. Atualmente, mais da metade dos estudantes brasileiros da educação básica estão na rede integral. Entre as vantagens está a melhora do rendimento do aluno, a implantação da prática de esportes e a ocupação do tempo ocioso. Triste realidade Infelizmente, a Escola no Brasil está longe de ser um exemplo em qualidade, salvos os casos de instituições particulares. Segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), baseado nos indicadores do Censo Escolar 2011, pouco mais de 44% das escolas brasileiras têm apenas a estrutura elementar, que é água encanada, banheiro, energia, esgoto e cozinha. A estrutura ideal, que reúne também biblioteca, sala de informática, quadra de esportes e laboratório de ciências, está presente em apenas 0,6% das escolas brasileiras, segundo informações do estudo. A maioria dessas escolas com infraestrutura ideal estão localizadas nas regiões Sul e Sudeste. Os piores índices se referem aos colégios do Nordeste, que sofrem com a falta de saneamento básico, materiais escolares e até mesmo carteiras – é comum ver crianças estudando no chão. A falta de esgoto via rede pública afeta 86% das escolas municipais, 59% das estaduais e 50% das federais da Região. Letícia de Oliveira Equipe Brasil Escola
Comentar
Compartilhe
Páta quió parió... Não dá em nada !
18/03/2014 | 23h42
[caption id="" align="alignright" width="254" caption="Charge compartilhada da rede"][/caption] Páta quió parió Neguin detona o que é público Frauda até o licitatório. Rouba e "divide" com o bando. Se diz Santo de oratório Obra só com gordurinha Que pro dono engordar Firma vem com fantasminha. Pro fisco poder fraudar Falsifica documentos Diz que culpado é "ocês" Mutreta em Shows do momento. Alcool 92º, descarrega 46º Compra quase inteira,uma eleição . Não respeita o Tribunal. Paga pela decisão Na Picaretagem é o Tal Recebendo a propina. Sustenta a corrupção De empreiteiros só carícias E diz que o outro que é ladrão Abre conta em paraíso. Compra mansão pro cunhado. Avião pro vizinho. Fala que o "padre" é o safado Diz que é o mais abençoado. Pois só vê chifre no alheio Faz jeito de preocupado. Chama o seu lacaio feio Com Fulano tô incomodado. E não sei o que fazer. O sujeito entende o recado. Pede a Deus pra interceder. Dai, uma viúva triste Vida é nada a se perder Vergonha no povo não existe E a Cidade, a perecer Se for "Bão", vira piada ! É bandalheira de dar dó. Dá em nada ! PaTá quió parió..... Zé Armando Barreto
Comentar
Compartilhe
Black Little Boy Blocs
17/03/2014 | 07h42
" Qualquer semelhança é pura coincidência " [caption id="" align="aligncenter" width="500" caption="Charge publicada no " Blog do Noblat " 16_03_2014"][/caption]
Comentar
Compartilhe
Macaé - Racha entre " Verdes e Vermelhos "
16/03/2014 | 10h30
Foi decretada caça aos vermelhos...... Clique na imagem abaixo e leia: " O Bicho Pegou ". [caption id="attachment_5044" align="aligncenter" width="599" caption="Dr. Aluízio(Verde) isola o Pelotão Funke(Vermelho) Clique para ler na Coluna Comentários"][/caption]
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de Campos - Atestado de incompetência -
15/03/2014 | 12h05
[caption id="" align="aligncenter" width="599" caption="CLIQUE PARA AMPLIAR "][/caption]
Comentar
Compartilhe
Eita sujeitinho "Azarado ! " - Comentários desta sexta feira mais que 13
14/03/2014 | 12h39
[caption id="attachment_5032" align="aligncenter" width="599" caption="CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR"][/caption]
Comentar
Compartilhe
Número de servidores estaduais fica praticamente estável em relação a 2012
13/03/2014 | 19h53
ESTADIC 2013: Em 2013, havia 3.120.599 servidores estaduais no país, apenas 0,3% a mais do que em 2012. Houve alta de 3,8% no número de servidores da administração direta e queda de 23,7% na administração indireta. Os estados que destinavam os menores percentuais de seus respectivos orçamentos para a Saúde foram RJ (7,2%), MS (8,7%) e PR (9,0%), enquanto TO (16,9%), MG (16,3%) e PE (16,2%) destinavam os maiores percentuais. Além disso, 17 estados fizeram contratação de serviços de Saúde por meio de Organização Social (AM, RR, PA, MA, PI, CE, RN, PB, PE, BA ES, RJ, SP, SC, MT, GO e DF). Na área ambiental, dos nove estados que não promoviam a gestão de seus aquíferos, quatro (MA, CE, AL e SE) eram do Nordeste. No polo oposto, entre os cinco estados que não implementavam monitoramento da qualidade da água, três (AC, RR e AM) eram da Região Norte. Quanto ao orçamento para políticas de gênero, os maiores valores, em relação ao PIB de cada estado, eram de PE e AL (R$ 197,18 e R$ 95,87 por R$ milhão do PIB estadual). O RJ, com o segundo maior PIB entre os estados, tem o segundo menor orçamento relativo para essa área (R$ 2,05) e o Pará (R$ 0,65), o menor. Em 2013, na área de Assistência Social dos estados, 15,8% dos servidores não tinham vínculo permanente. Em Pernambuco, estavam nesta condição 95,3% dos servidores. Em relação a 2012, o número de estados com Plano de Segurança Alimentar e Nutricional subiu de quatro para dez. Em 2013, SP, AC e RN eram os únicos estados que ainda não possuíam Lei de Segurança Alimentar e Nutricional. Em 2013, todos os estados promoveram ações de Inclusão Produtiva. Entre essas, com exceção do MA, todos realizaram ações de qualificação de mão de obra. Esses são alguns destaques do Perfil das Informações Básicas Estaduais (ESTADIC) 2013, que coleta informações sobre as 27 unidades da federação do país a partir de um questionário respondido pelas próprias administrações estaduais. A publicação completa pode ser acessada em http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/estadic/estadic2013/ Em 2013, havia 3.120.599 servidores estaduais nas administrações direta e indireta, representando 1,6% da população estimada do país para o mesmo ano (201.032.714 habitantes). Os maiores percentuais de pessoas ocupadas em relação à população residente em cada Unidade da Federação estavam no Distrito Federal (5,2%), Acre (4,7%), Amapá (4,2%) e Tocantins (3,6%). O menor percentual foi o da Bahia (0,8%). Pessoal ocupado na administração indireta dos estados reduziu-se em 23,7% Em relação a 2012, o total de servidores caiu 0,3% (ou menos 8.324 pessoas). Destacam-se as quedas de 17,1% entre os regidos pela CLT e de 1,7% entre os estatutários. Por outro lado, houve altas entre os funcionários sem vínculo permanente (13,6%), estagiários (10,7%) e os somente comissionados (9,9%). Entre os servidores, 87,5% estavam na administração direta e 12,5% na indireta. Os estados com maiores percentuais de servidores na administração direta eram Mato Grosso (98,3%), Roraima (97,8%), Rio Grande do Norte (94,1%), Ceará (93,7%) e Distrito Federal (92,5%). Já Sergipe (22,7%) e Bahia (21,0%) tinham os maiores percentuais na administração indireta. Em relação a 2012, houve alta de 3,8% nos servidores da administração direta. Na administração indireta, houve queda de 23,7% (ou menos 121.137 pessoas). Entende-se por administração direta o conjunto de secretarias dos governos estaduais, e por administração indireta as diversas entidades públicas com personalidade jurídica própria: autarquias, empresas públicas, sociedade de economia mista, fundações públicas, fundos e órgãos de regime especial. RJ é o estado que destina o menor percentual do seu orçamento para a Saúde Em 2013, os estados com os maiores orçamentos proporcionais para a Saúde (em relação ao orçamento total dos estados) foram Tocantins (16,9%), Minas Gerais (16,3%) e Pernambuco (16,2%). Já os menores orçamentos proporcionais eram os do Rio de Janeiro (7,2%), Mato Grosso do Sul (8,7%) e Paraná (9,0%). Treze estados destinaram menos de 2,0% do orçamento total da Saúde para a atenção básica (o atendimento inicial aos cidadãos) e as menores destinações foram de Maranhão (0,3%), Roraima (0,3%) e Acre (0,3%). Já Minas Gerais (11,8%) e Rio Grande do Sul (12,9%) foram os únicos a destinar mais de 10% dos seus orçamentos de Saúde à atenção básica. Os secretários de Saúde de 26 estados (a exceção foi o Maranhão) tinham ensino superior completo, 18 deles na área médica. Em 22 estados, os secretários eram do sexo masculino. Em 2013, 17 estados fizeram contratação de serviços de Saúde por meio de Organização Social: Amazonas, Roraima, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso, Goiás e DF. Entre os nove estados que não gerem seus aquíferos, quatro são do NE Em média, a área ambiental recebia 2,24% dos orçamentos dos respectivos estados, variando de 0,13%, em Goiás, a 7,00% em Minas Gerais. Considerando apenas os royalties de petróleo e gás, são dez os estados brasileiros que fazem jus ao seu recebimento. Mas, segundo a ESTADIC 2013, apenas cinco estados (Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Santa Catarina) apontaram o recebimento de royalties como origem dos recursos financeiros para o meio ambiente. Dezoito estados (66,7%) possuíam secretaria estadual exclusiva de meio ambiente e apenas um (RO) não possuía uma secretaria e, sim, departamento, assessoria ou órgão similar. Em 22 estados (81,5%), além da secretaria havia outro(s) órgão(s) (autarquia, departamento ou assessoria) especificamente para o meio ambiente. Entre os temas tratados por esse órgão/assessoria, predominaram: gestão de recursos florestais em 21 estados (77,8%), recursos hídricos em 18 estados (66,7%) e recursos pesqueiros em 9 estados (33,3%). Dos cinco estados que não implementavam monitoramento da qualidade da água, três eram da Região Norte (Acre, Roraima e Amazonas), onde há grande disponibilidade de recursos hídricos. Dos nove estados que não promoviam a gestão de aquíferos, quatro (Maranhão, Ceará, Alagoas e Sergipe) eram do Nordeste, onde tais recursos são extremamente críticos. Apesar de alto o percentual (78%) de unidades da federação que participavam de algum comitê de bacia hidrográfica, chama a atenção que, na Região Norte, a mais provida deste recurso, estados como Rondônia, Amazonas, Pará e Amapá não participem deste tipo de comitê. 14 estados têm legislação sobre ICMS ecológico Todos os gestores estaduais de meio ambiente tinham nível superior completo e 15 (55,5%) tinham pós-graduação. Apenas cinco desses gestores eram de sexo feminino. Dois temas da gestão ambiental nos estados ainda apresentavam baixa participação: a existência de legislação sobre o ICMS Ecológico (14 estados) e os programas ou ações ligados ao pagamento por serviços ambientais (11 estados). Oito estados não possuem orçamento específico para políticas de gênero Em 2013, 40,7% dos estados tinham secretaria exclusiva para tratar das políticas de gênero. Oito estados (Rondônia, Roraima, Sergipe, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul) não possuíam orçamento específico para tais políticas. Entre aqueles com orçamento, Pernambuco teve o maior (R$ 21,7 milhões) e o Pará, o menor (R$ 60,1 mil). Em relação à população feminina em cada estado (Quadro 8), os maiores valores proporcionais do orçamento eram os de Pernambuco e Distrito Federal (ambos com R$ 4,60 por mulher) e o menor, do Pará (apenas a 2 centavos de Real para cada mulher no estado). Em relação ao PIB de cada estado, os maiores valores proporcionais do orçamento estavam em Pernambuco e Alagoas (R$ 197,18 e R$ 95,87 por R$ milhão do PIB estadual, respectivamente). O Rio de Janeiro, segundo maior PIB entre os estados, tem o segundo menor orçamento relativo para as políticas de gênero e o Pará, o menor (respectivamente R$ 2,05 e R$ 0,65 por R$ milhão do PIB estadual). Quanto às estruturas administrativas para políticas de gênero, a mais frequente era a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM): 421 unidades, sendo 49% delas no Sudeste. Para atendimento de mulheres em situação de violência, também existem no país 110 núcleos especializados funcionando em delegacias comuns, sendo que 64,5% estão nas Regiões Sul (37 Núcleos) e Centro-Oeste (34 Núcleos). Estes núcleos inexistem em Rondônia, Acre, Roraima, Pará, Amapá, Piauí, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás. A tipificação da violência sofrida pelas mulheres é importante para o conhecimento deste fenômeno e um balizador para ações específicas. Somente Rondônia, Pernambuco, Sergipe e o Distrito Federal não realizam este tipo de levantamento. 15,8% dos servidores da Assistência Social dos estados não têm vínculo permanente A segunda edição da ESTADIC também investigou a Assistência Social. Havia 17.146 pessoas trabalhando nessa dos estados, que representavam apenas 0,5% do pessoal ocupado nas administrações estaduais e distrital (3.120.599 pessoas). Em 2013, era expressiva a proporção de pessoas sem vínculo permanente (15,8%) na área de assistência social, principalmente em Pernambuco (95,3%), Mato Grosso (52,6%) e Piauí (39,1%). Em 2013, assim como em 2012, todas os estados possuíam estrutura organizacional para a assistência social. Em 17 deles havia estruturas atuando em conjunto com outras políticas, e as áreas mais compartilhadas eram segurança alimentar, trabalho e direitos humanos. As secretarias de assistência social de 13 estados tinham titulares do sexo feminino. Havia quatro gestores com mestrado ou doutorado, 11 com especialização, 10 com ensino superior completo e apenas um gestor da pasta (Sergipe) tinha o ensino superior incompleto. SP, AC e RN não possuem lei de segurança alimentar e nutricional Em 2013, os 26 estados e o Distrito Federal possuíam estrutura organizacional para a política de segurança alimentar e nutricional (SAN), diferentemente de 2012, quando Roraima e Acre declararam não possuir nenhuma estrutura organizacional para o tema. Com relação à Lei Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, 24 Unidades da Federação informaram dispor deste instrumento legal em 2013. São Paulo, Acre e Rio Grande do Norte eram os únicos estados que não possuíam lei. A pesquisa apurou a existência do Plano Estadual de SAN em nove estados e no Distrito Federal, e entre as ações contempladas no plano de todos eles estavam a inclusão produtiva, ações de saúde e nutrição e a capacitação de gestores na área de segurança alimentar. Situação bem diferente da encontrada em 2012, quando apenas quatro estados possuíam o plano. Em 2013, todos os estados promoveram ações de inclusão produtiva As políticas de inclusão produtiva se destinam a estimular a inserção ocupacional através da qualificação profissional e da elevação da escolaridade, entre outras estratégias. Em 2013, todos os estados declararam desenvolver ações, programas ou projetos de inclusão produtiva e de educação profissional e tecnológica, sob a responsabilidade do órgão gestor da política de trabalho e renda, em conjunto com outros setores da administração pública estadual. Vinte e três estados desenvolveram ações de inclusão produtiva rural em 2013. Com exceção do Maranhão, em 2013, e do Amazonas, em 2012, todas as Unidades da Federação realizaram ações de qualificação de mão de obra. Em 2013, 25 estados realizavam ação de inclusão produtiva para os beneficiários do Programa Bolsa Família, incluindo Amazonas, Rio Grande do Norte e São Paulo, que em 2012 haviam informado que não implementavam tal ação. Em 2013, o governo federal (27) e o Sistema Nacional de Aprendizagem (Sistema ‘S’) (26) foram relacionados pelo maior número de governos estaduais como parceiros na execução de ações de inclusão produtiva. As organizações não-governamentais foram citadas como parceiras por 20 administrações estaduais, enquanto 22 mencionaram parcerias com governos municipais. Os governos estaduais também estabeleceram parceria com instituições financeiras (19), universidades (20) e instituições relacionadas a pessoas com deficiência (17). IBGE Comunicação Social 13 de março de 2014
Comentar
Compartilhe
Grussaí pede socorro!
13/03/2014 | 11h25
[caption id="attachment_5001" align="alignleft" width="293" caption="" Alojamento " - Imagem da Internet"][/caption]- O prefeito de São João da Barra deveria se preocupar com os trabalhadores do Açu que estão jogados em Grussaí, tirando a paz dos moradores sem responsabilidade nenhuma das empresas do Açu! O sindicato da construção civil não fiscaliza as empresas A LLX deveria ter um PROJETO para reunir TODOS OS TRABALHADORES DAS EMPRESAS EM ALOJAMENTOS OBRIGANDO AS EMPRESAS REUNIREM SEUS TRABALHADORES E SEREM RESPONSÁVEIS PARA QUE NÃO FIQUEM SOLTOS TIRANDO NOSSA PAZ! Aumentou o índice de assaltos, mortes, drogas e estupro em Grussaí! Investigue…as empresas dão pequena quantia para os trabalhadores para que se mantenham com comida e local para morar, daí juntam 15 homens em uma pequena casa e vira bagunça! Não tem responsável da empresa como era na época do Eike que cada empresa colocavam seus trabalhadores em hotéis ou alojamentos com um funcionário responsável zelando pelo comportamento deles, evitando brigas, garrafadas e drogas! Estão em condições sub humanas! - (SIC) Da Comentarista Ana Garcia(SJB)
Comentar
Compartilhe
Não vai ter Copa ?
12/03/2014 | 19h36
SE NÃO TIVER DIREITOS NÃO VAI TER COPA - O Brasil receberá a Copa do mundo de 2014, porém, a população que não foi consultada é quem vai pagar o preço. Tudo não passa de um grande espetáculo com o dinheiro do contribuinte. É mais que comprovado que a Copa não agrega valores para os países das quais foram sede. Hoje no Brasil vivemos em uma situação caótica do SUS, de pessoas despejadas para construção de estádio, falta de investimento na educação, infraestrutura e outros sistemas. A previsão é que os investimentos para o Mundial alcancem R$ 33 bilhões --o país vai custear 85,5% das obras relacionadas ao evento, com dinheiro dos governos federal, estaduais e municipais. _- ( Folha de São Paulo) O Movimento está sendo organizado e convocado nas redes sociais e parece irradiar de São Paulo para todas cidades sedes de jogos nesta Copa de 2014. O 3° Ato será amanhã às 18H. No dia 25 de janeiro de 2014 aconteceu o 1º Ato Contra a Copa, em São Paulo. Com aproximadamente 1500 pessoas, o ato era composto por movimentos sociais e ativistas. A manifestação seguia pacífica até o momento em que a polícia iniciou sua ação repressiva. A violência desenfreada por parte da polícia resultou em espancamentos, manifestantes hospitalizados e cerca de 150 pessoas detidas. Este documentário busca mostrar o 2º Ato Contra a Copa que aconteceu em São Paulo, no dia 22 de fevereiro de 2014. [caption id="attachment_4990" align="aligncenter" width="599" caption="Clique na imagem para assistir ao vídeo "][/caption] Do Facebook/Folha de São Paulo
Comentar
Compartilhe
Simpatia para ganhar dinheiro - estou fazendo, dá certinho !
12/03/2014 | 17h21
[caption id="attachment_4985" align="aligncenter" width="567" caption="Serve também para quem está pleiteando aumento de salário ..."][/caption]
Comentar
Compartilhe
RH: batendo sem olhar!
12/03/2014 | 06h19
" Ele só elogiou Rafael Diniz porque ele não é candidato." [caption id="attachment_4981" align="alignleft" width="164" caption="E o Coringa ainda não entrou na história !"][/caption] . Os que circulam despercebidos pelos corredores da Câmara é que sabem das coisas ! Um assessor de um vereador da situação me disse agora a pouco. " Faça as contas véio: Marcão é candidato, Nildo é candidato e o Fred foi no pacote por conta da candidatura da irmã, ele só poupou o Rafael ! Fez o serviço do adversário. Ele é campeão do fogo amigo !
Comentar
Compartilhe
TSE reforça transparência com programa de TV sobre Eleições 2014
11/03/2014 | 16h13
Uma iniciativa pioneira do TSE entrou no ar há pouco mais de um mês na TV Justiça. Trata-se do programa “Eleições 2014 - uma conversa com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral”, no qual jornalistas convidados dos mais diferentes meios de comunicação participam de uma conversa informal com o presidente da Corte, ministro Marco Aurélio, a respeito das eleições gerais deste ano e outros temas de interesse do eleitor. O debate, que tem duração média de 30 minutos, é feito de forma direta, sem intermediários, e sem nenhum tipo de restrição ou censura imposta aos convidados. “A ideia da conversa é esclarecer, acima de tudo, os eleitores sobre as balizas que devem nortear uma eleição democrática”, destacou o ministro Marco Aurélio. No primeiro programa, exibido no dia 4 de fevereiro, os jornalistas fizeram perguntas ao presidente sobre as Resoluções das eleições deste ano e a relação entre a sociedade, a política e o voto. No segundo, veiculado no dia 11 de fevereiro, os temas abordados foram financiamento de campanhas e Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar nº 135/2010). Os terceiro e quarto programas exibidos nos dias 18 e 25, respectivamente, falaram sobre a força das ruas versus a força das urnas e o processo eleitoral. Ao final de cada gravação realizada no Plenário do Tribunal, os participantes elogiaram a iniciativa ao considerá-la uma forma de abertura que vai ao encontro da transparência de informações e o esclarecimento do eleitor. Exibição Além de ser transmitido toda quarta-feira, às 13h30, pela TV Justiça, o programa também é disponibilizado na página da Justiça Eleitoral no YouTube (www.youtube.com/justicaeleitoral). Basta entrar na playlist Programa Eleições 2014 para ter acesso a todas as edições, quantas vezes quiser. JP/DB
Comentar
Compartilhe
FENORTE sofre invasão de hackers(2.ª em 60 dias)
11/03/2014 | 02h23
No intervalo de pouco menos de 60(sessenta dias) duas invasões criminosas, foram feitas ao site institucional da FENORTE. No dia 10 de Janeiro uma invasão no banco de dados do site da Fundação Estadual Norte Fluminense_FENORTE; no ato criminoso, foi retirado o acesso aos usuários habilitados, e excluídos dados e notícias de ações desenvolvidas, eventos articulados e ou executados pela Fundação, também informações de atividades em quais o órgão do Governo do Estado participou. Cabe a informação de que o site é hospedado na própria instituição e recebe assistência de pessoal qualificado e efetivo. Após o ataque e a recuperação do acesso, as informações e dados excluídos vinham sendo recuperadas, tendo suas páginas, vínculos e links de direcionamento sistematicamente reativados no site. A invasão teve evidente objetivo; excluir os setores do site com informações de ações e atividades recentes da nova gestão do Presidente Nelson Nahin. Em momento seguinte; a situação de suposta "inatividade" da instituição FENORTE, foi amplamente divulgada em blogs, aconteceram citações de mesmo conteúdo em programas de rádio local, carta de deputado ao governador e, até no plenário da ALERJ. Nesta sexta(07_03) uma nova invasão ao banco de dados, utilizando-se de mesma logística, procedimentos e características. A intenção; excluir informações de atividade recente da gestão do Presidente Nelson Nahim. Nesta ação apenas parte das informações foram subtraídas pelos criminosos. As Notícias e informações que foram possíveis preservar remanescentes podem ser vistas (AQUI), e o processo de recuperação das excluídas será reiniciado, além da instalação de novos Firewalls.(proteção) Ficam as perguntas: A quem interessa denegrir a imagem da instituição ? A quem iria favorecer a falta das informações das atividades atuais da FENORTE ? Quantos se somam a esta insistente perseguição ? O documento anexo informa as características da invasão e os procedimentos dos funcionários do setor responsável pela manutenção do site.[caption id="attachment_4971" align="aligncenter" width="571" caption="Clique na imagem para melhor visualizar"][/caption] As medidas necessárias a identificação e criminalização dos responsáveis estão sendo tomadas pela Diretoria da Administrativa da FENORTE. Ascom FENORTE
Comentar
Compartilhe
Estado entrega aos alunos a história do Liceu de Humanidades(10_03_2014)
10/03/2014 | 08h40
O investimento total para a recuperação do espaço foi de R$ 7,5 milhões. Colégio tem 32 salas de aula e deve receber esse ano 761 alunos. [caption id="" align="alignleft" width="600" caption="A História e a Memória Cultural de Campos com investimentos do Governo do Estado"][/caption]Será inaugurado nesta segunda-feira (10) o prédio do Liceu de Humanidades de Campos, no Norte Fluminense. O espaço tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional passou por reforma geral e restauração para trazer mais comodidade e conforto aos alunos. A reinauguração da unidade escolar vai contar com a presença do secretário de Estado de Educação, Wilson Risolia. O investimento total em obras foi de R$ 7,5 milhões. Já em equipamentos foram gastos R$ 400 mil. As intervenções aconteceram em dois prédios diferentes: no principal, onde funciona a direção, e no lateral, que antigamente era uma senzala e hoje abriga nove salas de aula e um laboratório de Química. Para a diretora administrativa da Regional Norte Fluminense, Ana Clara Chagas, a reforma do prédio foi um presente para a cidade de Campos. "O Liceu é uma escola tradicional no município e todo o seu prédio, um ícone para os moradores. Um espaço, que já era belíssimo pela a sua própria arquitetura, ganhou uma nova cara ", disse. A estrutura do colégio é formada por 32 salas de aula, auditório, biblioteca, ginásio, cozinha, refeitório e laboratórios. Neste ano, a unidade receberá 761 alunos do Ensino Médio. O Liceu de Humanidades de Campos faz parte do investimento da Seeduc de R$ 75 milhões em 14 escolas entregues este ano, novas ou que passaram por reforma geral, ampliação e/ou restauração. Fonte: G1
Comentar
Compartilhe
R$ 836,00 recebem os Garis de Campos dos Goytacazes(Com acordo em R$ 1.1 mil, termina a greve no Rio)
08/03/2014 | 14h55
Gosto um bom bate papo, e pela manhã estava ali pela pracinha da Igreja do Saco, quando três Garis devidamente "alaranjados", numa pequena pausa do trabalho diuturno, faziam uma rodinha de boa conversa; meu tino me apontou que a conversa era sobre a greve dos garis no Rio, cheguei pra perto: - Edinho: (Gari a 3 anos) " vai ser bom pra gente, aumentando o pessoal do Rio a gente vai ter o mesmo direito." Curioso, após o cumprimento, perguntei: Quanto ganha um trabalhador da limpeza urbana, como você Edinho ? A tristeza no olhar dele me tirou as energias; ele respondeu que era uns 836 de salário, mais uns benefícios, 900 e pouco ! Mas vocês estão acompanhando o movimento do Rio? A resposta foi um movimento afirmativo com a cabeça. Logo falou: é disso que estamos falando aqui, mas a nossa data ainda é em Junho ! Vai aqui uma sugestão: Professor Suledil, a "grana farta" são divulgadas multimídia as maravilhas que já chegaram e as que estão por vir na "Nossa Cidade, Nosso Amor"; porque não demonstrar que estas maravilhas e bondades, podem ser compartilhadas com as pessoas que retiram o lixo de nosso convívio domiciliar, estes trabalhadores são cidadãos especiais, vai lá, vamos bater palmas e mandar vivas por merecimentos se o professor acertar com a Vital a antecipação deste ajuste nos salários para os garis de Campos; sem aditivos aos contratos, é óbvio. Para lhe refrescar a memória; lembras a podridão que se formou em toda a cidade de Campos, quando eles cruzaram os braços por meio dia, no ano passado. Eu e a população alertados pelo caos que foi criado na Cidade do rio de Janeiro, estamos de olhos abertos e, os garis do município de Campos, pelo tom das conversas de hoje de manhã também estão ! Em 2013: Funcionários da Vital Engenharia cruzam os braços pela manhã em Campos( Site Ururau ) [caption id="attachment_4958" align="aligncenter" width="599" caption="Fevereiro de 2013: Garis cruzam os braços em Campos dos Goytacazes"][/caption] Comentário" Pimenta no dos outros é refresco!" Atualização ás 20:08 h : Após 8 dias de paralisação, termina greve dos garis no Rio[caption id="attachment_4964" align="alignright" width="300" caption="Lideranças do Movimento, Sindicato, Prefeitura Rio, Procuradoria do Trabalho e COMLURB se reunirão e fecharam o acordo."][/caption] Paralisação começou no dia 1º; limpeza deve durar 3 dias, diz secretário. Prefeitura aceitou contraproposta de garis de R$ 1,1 mil, aumento de 37%.(AQUI) Do G1 Rio
Comentar
Compartilhe
Secretário Edilson Peixoto - Vá pra ponte que partiu
08/03/2014 | 05h31
Ponte do Rio, que cai Se as 49 pontes foram construídas com o mesmo padrão de qualidade e execução da ponte sobre o Rio Mocotó do Imbé; não passem por cima delas, e nem por baixo. Parece piada do "secretário¹" de Obras, Urbanismo e Infraestrutura de Goytacazes, mas não é; é deboche, é desrespeito, é sacanagem com os campistas que vivem lá em cima, é picaretagem com o dinheiro público! A pergunta é: Quem fez, se fez, por quanto fez e se vai fazer direito ? Pois com certeza;todo mundo já recebeu o seu; pagamento ! Ponte de Papel, não aguentou nem 1 ano A Ponte sobre o Rio Mocotó do Imbé foi entregue "reformada" no início de 2013, nesta ocasião o site da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes informava:[caption id="attachment_4936" align="alignright" width="300" caption="A "reforma" teve durabilidade de menos de 1 ano (Imagem reportagem RJ TV Norte Fluminense)"][/caption] (AQUI) Do site da prefeitura . - "A ponte de madeira sobre o Rio Mocotó mede 20 metros de extensão por 4,5 metros de largura e sua reforma consiste em três fases, que compreendem a correção da mesoestrutura, infraestrutura e superestrutura. A mesoestrutura diz respeito ao meio da ponte que, segundo o técnico em estradas da Secretaria de Obras e Urbanismo, Carlos José dos Santos, é a parte que necessitava de mais reparos, já que seu balanço estava muito intenso. Para torná-la mais segura, foi preciso trocar parte das vigas de sustentação. Já na parte de infraestrutura da ponte, foram reforçadas as estacas. Em sua megaestrutura, que é a última etapa de construção, novos barrotes agora a compõe. Por último, passadeiras transversais ao sentido dos barrotes também darão mais estabilidade aos carros que passam no local. O técnico em estradas ressalta que a ponte dará ainda mais segurança aos transeuntes no local. " - (SIC) Postado por: Lara Abreu - 11/01/2013 12:08:00"http://www.folha1.com.br/_midias/wp/blogs/blogdacoluna/?p=4934&preview=true No site: http://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=16531 . [caption id="attachment_4941" align="alignleft" width="190" caption="Imagem da Ponte reformada divulgada no site da PMCG em 11_01_2013"][/caption] [caption id="attachment_4942" align="alignright" width="190" caption="Ponte do Mocotó do Imbé ( 1 ano após a "reforma")"][/caption] Assista o Vídeo da reportagem da RJ INTER TV 2ª Edição (AQUI) [caption id="attachment_4949" align="aligncenter" width="599" caption="CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR A REPORTAGEM"][/caption] Após a reportagem os eficientes assessores de imprensa da PMCG, correram para divulgar notícias sobre 50 pontes reformadas e ou construídas no município. (O Blog da Coluna vai ver de perto estas obras de "pontes" da Secretaria de Obras e blá ...blá....blá....) secretário¹ : A letra minúscula acompanha o que está no site institucional da PMCG
Comentário: A PCE_PROJETOS DE CONSULTORIA E ENGENHARIA fiscalizou ?
Comentar
Compartilhe
- Coluna " COMENTÁRIOS " 07_02_2014 " Bunda vende tudo ".
07/03/2014 | 10h15
[caption id="attachment_4932" align="aligncenter" width="599" caption="Clique para ampliar e melhor visualizar"][/caption]
Comentar
Compartilhe
PRaia de Ipanema ( hoje 06_03_2014 )
06/03/2014 | 23h03
[caption id="attachment_4926" align="aligncenter" width="598" caption="Clique na foto para acessar postagem sobre " Greve dos Garis. ""][/caption] Veja (AQUI) Fotos do Caos criado na Cidade Maravilhosa por uma meia dúzia de criminosos. E se fosse na sua cidade ?
Comentar
Compartilhe
Garotinho também no Lixódromo ? ( Orange Blocs )
06/03/2014 | 12h30
Parece que o fora Cabral não para. Depois dos Blacks chegam os ORANGE BLOCs A chegada anunciada de chuvas na cidade do Rio de Janeiro, seria o caos, pois o lixo não recolhido entupiria toda a rede de galerias de águas pluviais, o que provocaria inundações e o colapso total na cidade maravilhosa. Isso é mais que um ato criminoso, é terrorismo, deve ser tratado como tal.
Veja abaixo a reportagem do Jornal Extra. Líderes da greve dos garis foram candidatos pelo partido de Garotinho Pelo menos quatro são filiados ao Partido da República (PR) RIO - Pelo menos quatro líderes do comando de greve dos garis têm algo em comum: são filiados ao Partido da República (PR), o mesmo do deputado e ex-governador Anthony Garotinho. Os nomes de Domingos Lopes Fernandes, Célio Viana , Alexandre Pais da Silva e João Carlos Bonfim Rosa constam do cadastro de associados ao partido disponível no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Célio Viana e Domingos Fernandes, inclusive, foram candidatos a vereador em 2012. Os quatro integraram uma comissão de dez representantes que se reuniu na quarta-feira, na Comlurb, com o defensor-geral do Estado, Nilson Bruno. Em 2010, Célio Viana, de 48 anos, só conseguiu 392 votos e não foi eleito. Ele se apresentava na cédula eleitoral como Célio Gari, o mesmo nome que usa numa rede social, na qual postou uma foto ao lado de Garotinho, no dia 20 de fevereiro. Durante o encontro de quarta-feira na Comlurb com o defensor público Nilson Bruno, Célio foi o único dos dez que não aceitou a contraproposta da empresa. Ao EXTRA, Célio negou que a greve tenha envolvimento de políticos e que exista relação do movimento com as eleições deste ano. . — Não há qualquer candidato envolvido nas reivindicações[caption id="" align="alignright" width="280" caption="Célio Gari posa em foto com ex-governador Anthony Garotinho (foto da Internet)"][/caption] da categoria. Não temos nem panfletos e carro de som, por falta de dinheiro. Esse é um movimento dos garis — disse. Nesta quarta-feira, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região José da Fonseca Martins Junior deferiu uma nova liminar, reafirmando a ilegalidade da greve e suspendendo o salário dos garis que não compareçam ao trabalho, conforme pedido feito pela Comlurb à Justiça. A decisão também permite a demissão dos líderes do movimento por justa causa. De acordo com os líderes movimento, a categoria quer vencimentos de R$ 1.680, já incluído o adicional de 40% por insalubridade, em vez dos R$ 1.224,70 acordados pelo sindicato com a Comlurb. Os grevistas também pedem auxílio-alimentação diário de R$ 20, em vez de R$ 16, participação nos lucros, melhores condições de trabalho e transparência no plano de cargos e salários. A greve foi deflagrada no sábado de carnaval, por um movimento à parte do Sindicato dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação do Rio, que representa a categoria. Na segunda-feira, quando montanhas de lixo começavam a se acumular pelas ruas da cidade, o sindicato fechou às pressas um acordo com a Prefeitura do Rio, prevendo reajuste salarial de 9% para os garis. Os grevistas, porém, não aceitaram. Fonte: Priscila Belmonte e Ana Paula Viana, do Extra (Email · Facebook · Twitter)
Comentar
Compartilhe
PF na caça Fantasmas do PDT
06/03/2014 | 08h24
Segundo inquérito concluído na semana passada, há indícios da participação de Manoel Dias em esquema para colocar militantes do PDT na folha de pagamento de entidade que prestava serviços ao ministério, em contrato de R$ 11 milhões BRASÍLIA - A Polícia Federal concluiu inquérito sobre desvio de recursos do Ministério do Trabalho e pediu a abertura de investigação sobre o titular da pasta, Manoel Dias, no Supremo Tribunal Federal. Conforme relatório concluído na semana passada e remetido à Justiça, há indícios da participação de Dias em esquema para empregar militantes do seu partido, o PDT, como funcionários fantasmas de uma entidade que firmou convênios com o ministério, recebendo R$ 11 milhões. A investigação da PF partiu de revelações de um ex-dirigente do PDT em entrevista ao Estado em setembro do ano passado. Ex-presidente da Juventude do partido em Santa Catarina, John Sievers – que à época era presidente do diretório estadual do PDT – contou que em 2008, a mando do ministro Dias, recebia pagamentos mensais da Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Rio Tijucas e Itajaí Mirim (ADRVale), com sede em Brusque (SC) e comandada por pedetistas. Na prática, porém, prestava serviços à Universidade Leonel Brizola, braço da legenda para a formação política da militância. "Quem me passou (as orientações) foi o Manoel (Dias). Meu salário foi pago através da ADRVale", afirmou Sievers. As afirmações ao Estado foram reiteradas à PF. Outros filiados ao PDT confirmaram que constavam da folha de pagamentos da ONG sem nunca ter trabalhado para ela. Em seu relatório, a PF pede a remessa dos autos ao Supremo, única instância que pode autorizar investigação criminal de ministros. Dias, cuja base eleitoral é Santa Catarina, nega ter dado ordem para as irregularidades e diz não temer a abertura de um inquérito: "Nunca me envolvi em corrupção", disse. Supremo. Em seu despacho, o delegado Anníbal Wust Gaya afirma: "Por se tratar de autoridade com foro por prerrogativa de função, e aparecendo o nome do atual ministro Manoel Dias como possível corresponsável pela contratação indevida de empregados à empresa ADRVale, com indícios de malversação de verba federal, propõe-se a imediata remessa do presente feito ao Supremo, para continuidade da persecução penal". Caberá à Justiça Federal em Santa Catarina decidir se envia ou não o caso à Corte em Brasília. Só após a manifestação do Supremo é que o ministro poderá ser o centro das investigações. À PF Sievers entregou extratos bancários e contou ter recebido da ADRVale, após acerto com Dias na sede do PDT em Florianópolis, valores que variam de R$ 800 a R$ 1.335, entre fevereiro e outubro de 2008, na condição de "vigilante" e "assistente". Na prática, segundo sua versão, viajava a cidades do interior a serviço da universidade do partido, que também era comandada pelo agora ministro do Trabalho. Outro ex-integrante da Juventude do PDT, Fábio da Silva Pereira Machado contou ter sido escolhido por Dias para prestar serviços "a uma ONG sediada em Brusque". Na verdade, ele exercia cargo comissionado na Prefeitura de Balneário Camboriú (SC). "Embora admita o recebimento do numerário, Fábio sustentou que nunca foi auxiliar administrativo da ADRVale", afirma o relatório da PF. Outro envolvido, o ex-vereador pelo PDT em Guaramirim (SC) Caubi dos Santos Peixoto, figurava na folha de pagamentos da entidade como vigilante. Em depoimento, ele disse desconhecer como seu nome foi parar ali. Segundo a PF, Peixoto "afirmou que jamais recebeu qualquer valor da ADRVale, desconfiando de que sua inclusão no cadastro de empregados tenha sido realizada como forma de ‘esquentar’ o dinheiro gasto em outra atividade." O pedetista foi candidato a deputado estadual em 2010, quando mantinha contatos frequentes com Dias, e recebeu R$ 10 mil do Fundo Partidário para a campanha. Não se elegeu. Sem depor. A PF pediu explicações ao ministro mas não pôde intimá-lo, já que ele tem foro privilegiado. Diz o inquérito que Dias constituiu advogado nos autos e teve acesso a peças da investigação, mas não prestou depoimento voluntariamente. O inquérito da PF focou o principal convênio do Trabalho com a ADRVale, executado entre 2007 e 2009. Ao todo, segundo o Portal da Transparência, foram liberados R$ 6,9 milhões para a entidade realizar cursos de qualificação profissional. Na época, o ministério era comandada por Carlos Lupi (PDT-RJ), que deixou o cargo em 2011 após denúncias de que cobrava propina para liberar o registro de sindicatos e de que desviava recursos do partido. Com base em depoimentos e relatórios da Controladoria-Geral da União, a PF concluiu que houve irregularidades como desvio de recursos, subcontratações ilegais e não comprovação de que os cursos pactuados foram feitos. Cinco ex-dirigentes da ADRVale, hoje inativa, foram indiciados por formação de quadrilha, peculato e dispensa indevida de licitação. À Justiça a PF relatou que, apesar de sucessivos pedidos, a gestão de Manoel Dias no Trabalho sonegou dados do convênio. Além disso, não enviou dados sobre a análise da prestação de contas. A pasta alega não ter recebido informações completas porque um incêndio atingiu as instalações da ADRVale. Fonte: Estadão(03_02)
Comentar
Compartilhe
Sem compras de votos , quem seriam os vereadores ?
05/03/2014 | 15h52
"2014 é ano de ganhar dinheiro, já cadastrei 80 cabeças, tenho ordem de montar um exército aqui em São Francisco. Já tenho o candidato desde uma conversa boa, ontem aqui no Boi Canário¹ " Numa tenda à beira rio, em Gargaú Carnaval, muito sol, bons amigos, vento nordeste abençoando e empurrando as nuvens pra bem longe, beirinha d'água na Lagoa de Gargaú e, cachacinha das boas, puã de Caranguejo na mão, camarãozada fresquinho que o Genaldo me presenteou na chegada da pescaria, crocantes , fritos no azeite e alho, e bem ali à nossa mesa; também alguns amigos dos amigos, muita conversa sobre as cores dos biquínis das "donas alheias"; e do nada, um destes amigos dos amigos, atravessa o papo e derrapa pros lados das " conversas e atenções pré eleitorais", e lá veio contando histórias esquisitas, e mandando as "novidades" ou, pelo menos para mim, quase novidades; bem na ponta da mesa que deveria ser só de amigos; um especialista em ganhar dinheiro sujo na época das eleições, mandou essa: " Eu trabalhei em Campos para o Vereador "Tatal de Tal² "; levei seis meses fazendo o trabalho de cadastrar o pessoal para balançar bandeira nos comícios e acompanhar nas caminhadas; 100 depois 300, na última semana chegaram a 420; balançando bandeira ou não o "dindin" ia pro bolso; bateu certinho nas contabilidade no final; comigo também ele está cumprindo o compromisso que é de me pagar 1300 contos! " Curioso feito um gato Mesmo achando que ele estava meio por conta da empolgação "etílica momesca", e porque não tendo o conhecimento e a intimidade com o sujeito; eu me aventurei e perguntei: ele tira do bolso e te paga ? A resposta me assustou ! Ele disse que não tem contra cheque e nem nada, que assina um recibo na hora de sacar o dinheiro, todos os meses . Me tirou a graça e tirou o sono, é cachorrada, é canalhice e eu pergunto: Será que tem, e quantos seriam os que estão recebendo dinheiro para fazer a política suja de compras de votos, por RPA³ da prefeitura. Enquete: Se estas compras de votos não existissem, quem destes " representantes do povo estariam eleitos" ? Zé Armando Barreto Boi Canário¹ : Bloco carnavalesco tradicional da Praia de Gargaú, também tem o Boi Pernambuco , Boi Tradição e o Bloco Siri na Lata. Tatal de Tal² : Nome fictício do vereador eleito em Campos, com as práticas ilícitas eleitoreiros citadas pelo indivíduo agregado à nossa mesa. RPA³ : Recibo de Pagamento a Autônomo, muito utilizado pelas administrações municipais locais
Comentar
Compartilhe
Deputado Mendonça Filho pede o fim dos Black Blocs.
02/03/2014 | 00h47
[caption id="attachment_4886" align="aligncenter" width="592" caption="Quem quiser manifestar vai ter mostrar a cara"][/caption]
Comentar
Compartilhe