Te desejo...
29/12/2015 | 11h42

Quero agradecer...

Agradecer o tempo que você dedica à leitura dos meus artigos de todos os sábados e do meu blog! São 9 anos inteirinhos que estamos juntos... Agradecer as inúmeras manifestações, recortes e reflexões sobre os mesmos, o que me dá cada vez mais inspiração e energia para continuar escrevendo… enfim agradecer o seu carinho… Quero hoje, nos últimos dias de 2015, te parabenizar por todas as lutas vencidas e pelas que você ainda vai vencer… por todos os desafios encarados de frente, com coragem (que não é ausência de medo), buscando sempre a melhor escolha, ou tendo a humildade de reconhecer o erro, voltar atrás e recomeçar… Tudo isso vale um enorme abraço… sinta-se carinhosamente abraçado por mim…Te desejo muita saúde e muita fé, pois ambas são imprescindíveis e interligadas, pois quando não temos saúde necessitamos exercitar mais ainda a nossa fé e quando temos, é necessário sempre agradecer pelo dom da vida. Te desejo todo o tempo do mundo, pois o tempo anda muito escasso em nossas vidas… tempo para abraçar seus filhos, seus pais, seus avós, tempo para beijar o seu amor, tempo para jogar uma conversa fora com os amigos, mas especialmente desejo que você dedique um tempo para você mesmo… para que você possa se conhecer melhor, se amar mais, se frustrar menos, sonhar muito, e que suas realizações tenham a mesma intensidade dos seus sonhos.

Desejo que você tenha muita alegria por todo o seu caminhar e que a felicidade vá se construindo solidamente, passo a passo. Que nos momentos tanto de alegria quanto de tristeza você tenha sempre em mente que TUDO PASSA…  e, como nos diz Shakespeare… “O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores…”. Desejo que você trabalhe muito, mas que não se torne um escravo do trabalho. Desejo, então, a sua liberdade interior, pois essa ninguém pode aprisionar e mesmo que tenhamos amarras na vida, quando conquistamos a nossa liberdade interior somos eternamente livres. Desejo muito que você seja feliz com você mesmo, que se olhe no espelho e se reconheça ao invés de ver refletida a imagem de um estranho, de uma pessoa infeliz, querendo sempre ser outra coisa além do que é. Desejo que os quilos a mais sejam perdidos e que o exercício físico faça parte da sua vida para que você busque sempre um estado melhor de saúde.

Desejo que você seja feliz com o que você é, e não com o que as pessoas querem que você seja. Desejo que você se encontre na oração, seja qual for sua religião, pois o importante é que busquemos o caminho da religiosidade e nele nos encontremos com Jesus, pois todos os caminhos da oração nos conduzem a Ele. Desejo que você gaste muito mais tempo com a sua família e com os seus amigos, pois isso é o que levamos da vida, o resto são apenas circunstâncias, necessidades e opções… pois as pessoas que verdadeiramente nos importam e são imprescindíveis em nossas vidas merecem nosso carinho, nosso acolhimento e principalmente nosso ouvir e para isso, desejo que em 2016 você possa ser um ombro amigo, um ouvinte maravilhoso para as pessoas que te cercam e que você se permita, antes de tudo, ouvir o seu eu interior, pois somente entenderá o outro se você conseguir, antes de tudo, ouvir o seu próprio eu. Desejo que você se arrisque, se emocione, se jogue de cabeça em tudo que você faz e que ame e seja apaixonado pela sua vida…

Que o brilho nos seus olhos seja constante, que a vida não seja apenas vivida mas que seja vencida, dia a dia, numa construção harmoniosa. Desejo que os seus problemas não se tornem uma tempestade, mas que sejam do tamanho de um simples copo d´água que apenas com uma colherzinha de açúcar possam ser melhor digeridos. Desejo que você sempre possa fazer o bem, não importa a quem, pois a vida é uma roda gigante e ora estamos em cima podendo estender as nossas mãos a quem precisa e ora estamos embaixo precisando de mãos que nos apoiem e nos envolvam com a sua solidariedade. Façamos sempre a nossa parte. Desejo que você olhe sempre para os lados e veja como Jesus te abençoa em todas as coisas que Ele te oferece em sua caminhada… coisas tão simples e de tanto valor em sua vida que merecem, neste momento da virada, uma pausa para agradecer por cada uma delas. Desejo...

Um ano novo verdadeiramente novo... Em que as famílias e as pessoas possam se amar com pureza d´alma... Um ano sem medidas para o amor, em que a família esteja sempre em nosso cardápio, pois para fazermos uma família precisamos de vários e muitos ingredientes... Família é um prato difícil de preparar... porém delicioso para degustar, saborear sem pressa. Construir uma família exige coragem e devoção, paciência, abnegação, cuidado, carinho, “ser ouvido e saber ouvir”. Não é para qualquer um, mas para os que desejam verdadeiramente querer viver esse espírito... “O tempo põe a mesa, entre escolhas e determinação vem o número de cadeiras e os lugares. Súbito, feito milagre, a família está servida. Família é afinidade, é “à Moda da Casa”. E cada casa gosta de preparar a família do seu jeito. Para mim, a nossa “Moda da casa” não existe sem a presença essencial de nossos amigos sinceros e de coração, das minhas irmãs postiças, dos meus tios e primas, que verdadeiramente fazem à diferença em nossa vida...

E assim vamos construindo as famílias com temperos exóticos e especiarias, se misturados com delicadeza, tornamos a família mais colorida, interessante e saborosa. Tem gente que ainda acredita na família perfeita. Bobagem. Tudo ilusão. Não existe... Porque a melhor família é a que é temperada com amor... E é isso que eu desejo intensamente para 2016... que o mundo possa amar...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Um Natal de Esperança...
18/12/2015 | 20h41

O mês de dezembro é sempre um mês de término. Término do ano, término de ciclos de trabalho, término de alguns projetos... Mas todo “término” vem acompanhado de um “início”, um “renovar”, um “repensar”, um “recomeçar”. O mês de dezembro traz o mistério e a magia com ele, pois celebramos o maior acontecimento de todos os tempos: o nascimento de Jesus! Você já sentiu o cheiro do Natal?  O cheiro do Natal tem sabor de família, de almoços que entram tarde adentro, de risos, encontros com primos, tios, avós, amigos... de lembranças da infância.... O cheiro de Natal nos remete também as luzinhas das árvores, das casas  enfeitadas, luzes que querem ser como faróis a iluminar nossos pensamentos, nossa vida. Luzes que nos fazem refletir nossos atos,  nossa postura frente à vida, iluminando nossa caminhada com um "que"  de esperança, de sonhos....

A noite de 24 de dezembro vem com cheiro de Papai Noel, da bondade que o bom velhinho nos inspira, coração mais emotivo, do mistério da chaminé,  da viagem das renas, da presença dos nossos anjos da guarda (amigos e família), da oração agradecendo a VIDA de JESUS, e de tudo que Ele fez, faz e fará  SEMPRE por nós. É perfume no ar!!! Mas nem todos têm a oportunidade de sentir este perfume.

 No ano passado tive a oportunidade de vivenciar e experimentar um Natal diferente, que me fez aprender e refletir sobre a vida! Através de um trabalho desenvolvido por Eleonora Martins com os moradores de rua. Passamos todo o mês de dezembro dedicando os nossos fins-de-semana aos nossos convidados, conversando e convidando-os para o nosso almoço, uma verdadeira celebração da vida! Quanto aprendizado tivemos nestes dias! Sempre saíamos com nossos filhos em dois carros, parávamos, conversávamos, ouvíamos suas historias de vida, dávamos o que tínhamos: um pouco de atenção e carinho, um lanche, pois para muitos deles aquela era a única refeição do dia. E... quanto aprendizado! Quantas histórias de vida! Muitos estão na rua devido ao alcoolismo, outros por problemas psíquicos, outros pelo desequilíbrio social e assim por diante. Não sabíamos se todos iriam comparecer ao almoço no dia 25, ficava sempre a dúvida, pois os laços de quem mora na rua trazem sempre muita desconfiança... Mas qual não foi a nossa surpresa! No dia 25 estávamos lá, junto a todos que aderiram a esta campanha de amor ao próximo. E quando estávamos nos últimos preparativos para nos encontrarmos no local combinado, Rafaela, uma das minhas filhas, me ligou: “Mamãe, estão todos aqui e trouxeram seus amigos, alguns até que não conhecemos!”.

Que felicidade! Nos reunimos, rezamos um Pai Nosso de mãos dadas, agradecemos a Jesus e pedimos por cada um que estava ali. Fizemos questão de cantar, de servi-los, de conversar e interagir com eles, dando um pouco da nossa atenção, e o mais importante: ouvi-los! Cheguei até a ouvir de uma pessoa: “De que adianta fazer isso em um mês apenas, em um almoço por um dia?” Respondi apenas, que para muitos que estavam ali, aquele era o único dia no ano que tiveram “apenas aquele almoço, aquela celebração”! E nós fomos os mais beneficiados pela grande oportunidade de servir, pois saímos do conforto das nossas casas para visitar um mundo muito diferente da nossa realidade. Levamos os corações cheio de amor e trouxemos uma intensa sensação de paz e harmonia dentro de nós. Existem momentos que vivenciamos que deixam em nós uma grande sensação de bonança, e esse com certeza premiou a todos nós envolvidos nesta celebração. Natal é isso! Se parássemos de falar e criticar e tivéssemos mais atitude, talvez esse não fosse o “único” dia para alguns! Não falo de assistencialismo, pois não comungo desta forma de ajudar! Falo da atenção, de mover as pessoas para que possam reencontrar seu rumo de vida! Falo de doação de tempo, de carinho, tão em falta nos dias de hoje. Falo de não pensar em Natal de presentes materiais apenas, mas de presentes espirituais, humanísticos, que podemos dar tirando de dentro da gente!

NATAL DO KIKO

Este ano vamos fazer este almoço novamente! Estamos programando um Natal muito alegre para pessoas carentes e para os moradores de rua da nossa cidade. Faremos este momento muito especial como uma forma de homenagear o nosso querido Kiko el Kik... porque ele é o Natal todo dia...

Menino travesso que a todos abraçava e ajudava indistintamente com os seus braços largos e com um coração maior do que tudo. Kiko era a alegria em pessoa e transbordava sua alegria em bondade, pedindo a todos e por todos. Em nenhum momento o víamos triste, ele é a esperança no sorriso, a certeza de que o amor transcende e vive em nós. Carol, fruto desse amor, é uma prova viva, assim como Mary e Dr. Maron, Camila, Érika e Renata... que transbordam um Kiko vivo, nos presenteando sempre com a sua vida... Kiko... uma estrela que brilha entre nós... Será um momento especial de partilha e esperança. Estamos preparando um almoço de Natal e estaremos distribuindo presentes que foram doados por todos os seus amigos, nossas famílias, irmãs do ‘”Auxiliadora” e professores do ISECENSA. A campanha ainda continua... estamos arrecadando sandálias havaianas de todos os números. Quem quiser colaborar pode deixar suas doações na portaria do ISECENSA. Cada um de nós pode fazer diferente neste Natal! Um bom Natal a todos e que o trenó de Papai Noel venha carregado de ternura, amor, solidariedade e carinho... que a esperança continue a brilhar e que a nossa fé não esmoreça...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
A Tendência ...
17/12/2015 | 13h01

É ser FELIZ ....

Não importa o momento...

as dificuldades ...

mas o que você faz e quem você escolhe no seu caminho para estar  junto ...

Simples assim ...

a felicidade está no caminho...

Uma boa e iluminada quinta-feira ...

Com afeto,

Beth Landim 

Comentar
Compartilhe
Arte e tropicalidade ...
16/12/2015 | 12h22

Os cartões-postais se exibem, desinibidos, em várias direções. As casas do Rio de Janeiro levam essa vantagem de ter maravilhas naturais avistadas das janelas. Mas há muito mais: a farta luz do sol inspira olhares estrangeiros como o do arquiteto paulista Roberto Migotto a criar projetos commais liberdade cromática. De frente para a Pedra do Arpoador, tradicionalmente, o pôr do sol recebe aplausos dos mais emocionados.

Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)

“Em vez de quebrar tudo, reaproveitei. Seria imprudência eliminá-los”, diz Migotto. Na reforma, a vista para o mar, antes interrompida por caixilhos pesados, recebeu guarda-corpo e panos de vidro que permitem vislumbrar um horizonte imenso na varanda. O corredor que dava acesso ao estar foi limitado no fim para dar origem à adega. 

Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)

“Nosso desejo era uma casa com a leveza do mar, certa sofisticação, sobretudo contemporânea, mas atemporal. Queríamos também valorizar as peças do acervo familiar que fizeram parte da nossa vida”, conta a proprietária. Ela se refere à coleção particular que reúne o traço nobre de Djanira, um belo Alfredo Volpi, duas obras de Vik Muniz e preciosos Portinaris – seleção de peso da arte brasileira.

Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)

Coral, verde e off-white surgem elegantes no estar, como uma base essencialmente tropical que estimula as escolhas seguintes. 

Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)

“Ele contemplou nossas expectativas de beleza e funcionalidade, respeitou gostos e objetivos”, diz a moradora. Para a varanda, ambiente que concentra a família em diversos momentos do dia, o arquiteto reservou um espetáculo único.

Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
As ondas fortes entram nos interiores em um interessante efeito: a parede revestida de espelhos reflete a vista, agora em 360 graus. Assim, o mar é obra de arte onipresente para receber amigos, ler ou apenas pensar na vida. “Ficou de uma leveza imensa”, resume Migotto, que gosta de se desafiar sempre em busca de insights como esse, no Brasil e na Europa, para onde tem levado sua assinatura.
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)

Talvez, o fato de um paulista (com olhos atentos ao mundo) projetar um apartamento carioca para moradores que também não são do Rio tenha reforçado o magnetismo do conjunto. Afinal, todas as ideias seguiram o mesmo objetivo – encantar-se todos os dias coma Cidade Maravilhosa.

Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Apartamento Rio de Janeiro (Foto: Andre Nazareth/ divulgação)
Comentar
Compartilhe
Varrendo meu quintal primeiro...
11/12/2015 | 22h58

São tantas as crises por que estamos passando, que tudo parece turvo...

Crise política, crise econômica, crise de valores, crise ética, epidemia de dengue, que associada a zika e chikungunya, chega ao nível de uma calamidade! Sim, calamidade por que falamos de seres humanos! Todas as outras crises iremos vencer! Cedo ou tarde, dependerá de nosso grau de cultura e educação, de nossa vontade de exercermos nosso direito de cidadania que não se exaure nas urnas, mas permanece diariamente e só pode ser alimentado através da Educação. Mas no atual momento, a crise mais grave que vivemos é a do mosquito Aedes Aegypti. Sim, somos reféns de um mosquito, símbolo insignificante, talvez representante legítimo de todas as crises acima mencionadas. Porém, é hora de unirmos esforços, pois as crianças que estão nascendo com microcefalia, jamais terão suas vidas normalizadas. As seqüelas permanecerão. E isto é gritante, pois estamos falando de Vidas! E neste sentido temos que gritar por uma Saúde Pública, federal, estadual, municipal, que num esforço conjunto e numa força tarefa, enfrentem com todas as armas e continuamente, a luta contra o Aedes Aegypti.

O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgou que até 28 de novembro foram notificados 1.248 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 311 municípios de 14 unidades da federação e que o governo permanece realizando todos os esforços para monitorar e investigar, de forma prioritária, o aumento do número de casos de microcefalia no país. O estado de Pernambuco registra o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar aumento de microcefalia em sua região. Entre o total de casos já foram notificados sete óbitos, segundo o boletim.

Nesta lição, fica claro, que assim como em todas as outras crises mencionadas, nossa parte torna-se imprescindível... Para tomar medidas preventivas e impedir que a dengue chegue até a sua cidade ou município, veja alguns cuidados importantes: Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água; Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada; Não jogue lixo em terrenos baldios; Mantenha sempre a boca de garrafas vazias para baixo; Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje; Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda; Se for guardar pneus velhos em casa, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva; Limpe as calhas com freqüência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água; Lave com freqüência, com água e sabão, os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana; Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão, toda semana e a água desses vasos trocada com freqüência.

E se pararmos para pensar, nada na vida deve ficar estagnado, pois até a água apodrece... Portanto cabe a sociedade civil e a cada família estar em vigília, em primeiro lugar com “seu quintal”, depois no vizinho, na rua, no bairro, na cidade, no estado, no país! Quantas e quantas vezes temos assistido a pedradas nos telhados e a falarem do quintal dos outros, mas nos esquecemos do próprio quintal! Vamos ao nosso quintal tirar o lixo da alma. Renovar-se, faz parte do ciclo da vida. O corpo envelhece sem a nossa permissão... A alma só envelhece se nós permitimos... Assim é a vida, precisamos estar em constante vigília e renovação, primeiro conosco, depois com nossas atribuições e consequentemente com as atribuições da sociedade.

Não podemos permitir uma geração crescente de seres humanos, infectados por uma doença ainda no ventre materno. É grave demais, é trágico demais! Não podemos ficar de braços cruzados! Comecemos pelo nosso quintal, pelas nossas atitudes e em conjunto com a crise da dengue, que possamos com mais este sofrimento, termos um aprendizado de cidadania, onde o voto não se encerra na urna, mas é exercido diariamente. Estamos desde o início de dezembro vivenciando o Natal! O Papa Francisco noz diz que: "O verdadeiro Natal, começa daquele Rei menino nascido pela decisão pessoal de Deus e que, portanto, constitui uma esperança porque o futuro se apóia nele, a promessa da paz. Este rei não precisa de conselheiros pertencentes aos sábios do mundo, pois, em Si mesmo traz a sapiência e o conselho de Deus. A força de Jesus aparece em sua fragilidade de menino. Ele é o Deus forte e assim nos mostra, face aos pretensiosos poderes do mundo, a fortaleza própria de Deus". Na noite de Belém se cumpriu a profecia em um modo imensamente maior do quanto os homens poderiam intuir. O Papa nos diz que ficou superada "a distância infinita entre Deus e o homem".

Que possamos então sentir a presença de Jesus de forma especial neste período de Natal. Que Sua Presença nos remeta a um olhar autêntico, aquele olhar puro que nasce com o ser humano, desprovido de vaidades e poderes... aliás, com poderes de fazer o bem, envolvidos de bondade, sinceridade, de amor ao próximo, e nisto tudo, se enquadra a luta contra dengue... que nada mais é do que lutar pela dignidade humana, lutar pela vida, e vida plena de liberdade...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
UM EXEMPLO...HUMILDADE E SABEDORIA...
07/12/2015 | 19h01
 Nada é tão contagioso como o EXEMPLO ...
A humildade nos conduz a SABEDORIA ...
simples assim...
Papa Francisco ...
1
2
3
4Com afeto ,
Beth Landim
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Elizabeth Landim

[email protected]