Forte como ventania... Doce como brisa...
30/08/2013 | 23h13

Suas raízes vieram de longe! Vindo do Líbano, no pós-guerra, Sr. Cherdan, o seu pai, chegou a Miracema... Amigo dos amigos, adorava um bom papo, homem de palavra e de firmeza, membro da maçonaria... Sua mãe, Dona Badhia, faleceu quando ele ainda era bebê no parto do seu irmão, mas a maternidade de Dona Almaza o cobriu de carinho e afeto fazendo com que se sentisse imensamente amado, lhe entregando um legado, desde o berço, o de possuir imenso amor... Amor à vida, a profissão, a sua amada família e, sobretudo amor à Medicina, que exerce com tanta sublimação...

E então a brisa leve de Miracema o trouxe até nós... Jovem de apenas 14 anos, chegou a Campos, trazendo em sua bagagem determinação em vencer e muitos sonhos. Veio morar com D. Teresa e estudar no Liceu. Vida apertada, mas vida feliz... Em uma de suas passagens pelo Liceu, na pracinha jogando bola junto aos colegas e “matando aula”, o diretor foi até lá e o repreendeu. Ele então perguntou: “Porque o senhor está chamando minha atenção?”. E o diretor respondeu: “Eles são ricos, não terão as mesmas dificuldades que você caso não estudem e se tornem ótimos profissionais. Você tem que estudar, não tem recursos...” Este foi o primeiro e constante aprendizado entre inúmeros outros... A educação liberta...

Aos 17 anos passou em primeiro lugar para Medicina na UFF, mas optou por fazer sua graduação na UERJ, onde poderia morar na casa de um tio na Tijuca, proprietário de um armarinho. E então, para ajudar nas despesas, à noite, ele ajudava ao tio que também forrava cintos, nos acabamentos... Nesta época de acadêmico ele comprava grapete com pastel para almoçar e ainda guardava metade da garrafa para o jantar... Aluno brilhante na UERJ, sempre teve enorme facilidade para aprender, com um raciocínio rápido e certeiro, ele iniciou os seus plantões no Hospital Pedro Ernesto, em Vila Isabel.

Nesta ocasião já tinha conhecido a “sua” Mary... Com a desculpa de perder o ponto do ônibus que deveria descer para chegar a casa, foi nos bailes, do Instituto de Educação na Tijuca, que esta história de amor e de vida teve início. Enquanto acadêmico de Medicina realizou o seu Internato no Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, onde teve experiências inusitadas e enriquecedoras. Recém formado foi chamado para servir na Marinha e ainda fazia residência médica. Mas como as tempestades, que fazem os carvalhos aprofundarem suas raízes, os bons ventos o trouxeram de volta para fincar as suas raízes sólidas e firmes em nosso chão... Um ano depois foi chamado para dar plantão no Hospital Ferreira Machado, onde permaneceu por 25 anos, atuando no setor de Tuberculose. Viajava semanalmente para cá, aos domingos, até 1973, ano em que recebeu o convite para lecionar Clínica Médica na Faculdade de Medicina de Campos.

Mudou-se então para Campos com Mary e Kiko, e aqui formou sua linda família com a chegada das filhas Érika e Camila e depois a nora Renata e a encantadora neta Carol... Este espaço é pequeno para revelar toda a sua história de vida... Um homem que não tem hora nem lugar. Professor há 42 anos e médico de homens e de almas, temos certeza que deixa marcas indeléveis em seus alunos com sua sempre insaciável vontade de aprender e de ensinar. Um homem que não asfixiou sua criança interior, sempre sério, às vezes até sisudo. Possui uma criança totalmente pura e arteira dentro deste imenso coração que, em muitas horas, deixa aflorar no seu largo sorriso sincero e verdadeiro. Um homem puro, que fala com toda sinceridade tudo o que pensa! Assim é Dr. Maron! Seus olhos claros são para nós como um farol, mirando a luz da vida a cada amanhecer. Lutando através do seu conhecimento, da sua arte que é a medicina, mas acima de tudo, lutando com a força de sua humanidade, por cada instante de vida. Médico respeitado e professor altamente exigente.

Por toda a sua vida que não cabe nestas breves linhas, o ISECENSA, diretores, professores, funcionários, alunos e toda a nossa Campos, juntos temos a honra de te homenagear com o Laboratório de Unidade de Terapia Intensiva Cardiorespiratória Dr. Maron El Kik, o segundo de todo o Estado do Rio de Janeiro, que estaremos inaugurando neste mês que se inicia, no ISECENSA, para retribuir toda a sua dedicação aos alunos, pacientes e a ciência da Medicina que você tão bem representa. O laboratório contará com ventilador mecânico, monitor cardíaco para monitorar freqüência cardíaca, pressão arterial e traçado de eletrocardiograma e com pulmão artificial, possibilitando, desta forma, a simulação de um paciente de UTI.  Este laboratório confirma a busca do ISECENSA pela excelência do aprendizado dos seus alunos.

Você, Dr. Maron, não é imorrível, mas já se tornou um imortal, pois deixa em cada um de nós as marcas do seu aprendizado e de sua ciência. Cada aluno que passa por você leva dentro de si a lembrança da exigência, mas carrega um aprendizado inesquecível e altamente humano.

Forte como uma ventania, você luta bravamente através da sua arte de medicar e de ensinar, nos trazendo a doce e leve brisa que chega até nós como se fosse o raiar de um dia, cheia de luz para clarear e acender os candeeiros de nossa existência.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Não precisa mudar...
30/08/2013 | 11h15
 

Um bom e gostoso  final de semana ...

Uma boa sexta feira para todos nós...

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=AtiUjdAy84I[/youtube]

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Não te deixes destruir...
29/08/2013 | 17h04

Não te deixes destruir... Ajuntando novas pedras e construindo novos poemas. Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça. Faz de tua vida um poema...

E viverás no coração dos jovens e na memória das gerações que hão de vir. Esta fonte é para uso de todos os sedentos. Toma a tua parte... Cora Coralina

Com afeto,

Beth Landim

 

 
Comentar
Compartilhe
Museu de Arte Contemporânea - Niterói-RJ
27/08/2013 | 09h54

O museu de arte contemporânea  de Niterói,

por si só é de uma beleza arquitetônica

indescritível ...mas visto pela sensibilidade das lentes de Júlio Falcão

nos remete a várias interpretações  do "belo"...

Nos mostra o poder do nosso olhar...

Então ...apreciemos ...

 

         

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
A ciência que varre o lixo...
23/08/2013 | 22h16

Nesta última quinta-feira, depois da chuva torrencial que tivemos esta semana, o sol abriu e nos acolheu em seus braços nos ofertando uma tarde ensolarada e colorida num lindo entardecer de inverno. Mais tarde, a lua cheia a nos iluminar, nos reportou aos versos de Fernando Pessoa... Põe quanto é no mínimo que fazes... Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive.”

E sob esse luar fomos inundados por uma emoção indescritível. Misto de dever cumprido, amor ao próximo, bem querer, de conseguir dar mais um passo... Falo do Projeto Universidade Bairro da Comunidade Tamarindo, desenvolvido pelo ISECENSA nesta Comunidade há quatro anos e que nesta data inaugurou a Fábrica Escola de Vassouras Ecológicas. Projeto aprovado pela FAPERJ (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro), que foi inaugurada, em sua sede própria, na Vila Tamarindo. Um projeto de grande sustentabilidade que através da reciclagem do plástico (PET) transforma o lixo em vassouras ecológicas (atualmente um grande problema ambiental nas cidades).

E tão bom seria se pudéssemos varrer os vários lixos que produzimos... Sim, porque temos nosso lixo pessoal, que tantas e tantas vezes demoramos para varrer e arejar. São tantas as formas de lixo produzidas, que se cada um fizesse uma pequena parcela, com sinceridade, sem maquiagem, com o coração puro, com toda certeza teríamos um mundo melhor!

A ciência, mais uma vez, feita para a humanização da sociedade, veio para nos demonstrar que a educação é um bem sagrado! Que a educação revoluciona, liberta, humaniza, transborda bondade e também varre o lixo... Além da demonstração de que o trabalho dignifica o homem, que a educação é libertadora, este projeto sócio acadêmico, demonstra claramente o objetivo principal da academia: a pesquisa e a ciência alcançando e transformando o ser humano. Além da geração de renda para as mulheres da Vila que irão trabalhar como empreendedoras individuais, a Fábrica Escola de Vassouras Ecológicas é um laboratório a céu aberto para os alunos dos cursos de Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica e o curso de Administração. A Empresa Júnior do ISECENSA vai gerenciar a qualidade do produto, o marketing, o escoamento das vendas e a produtividade da fábrica, em uma demonstração clara de unidade entre teoria e prática. Este projeto reúne sustentabilidade através da geração de renda e responsabilidade social e ambiental. Sentimos-nos plenos da energia da consciência solidária e do unir forças por um mundo melhor! Assim como eu, que não contive as lágrimas, professores, alunos, moradores, todas as irmãs salesianas se emocionaram. A inauguração contou com a presença da Madre Geral das Irmãs Salesianas Filhas de Maria Auxiliadora, Madre Yvonne Reungoat, que mesmo sendo francesa, nos falou claramente para a Comunidade Acadêmica e para a Comunidade da Vila Tamarindo que a abertura daquele espaço era possível pela linguagem universal que é a linguagem do amor. Desta forma Comunidade Tamarindo e Comunidade Acadêmica do ISECENSA falam uma só linguagem em prol de um mundo melhor e mais humano.

Como disse nossa Diretora Geral Ir. Suraya Chaloub: “Hoje a Comunidade do Auxiliadora - ISECENSA e a Comunidade Tamarindo são uma só Comunidade. Atribuímos mais esta conquista a soma dos esforços de todos nós engajados no Projeto Universidade Bairro: ISECENSA, Comunidade, irmãs, professores e alunos.”

Mais do que abrir os portões da nossa fábrica, abrimos o nosso coração, para juntos escrevermos uma nova história nesta Vila. Uma história carregada de carinho, alegria, bondade, educação e competência de todos os profissionais e alunos que ali trabalham, já há quatro anos, neste projeto.

É indescritível a emoção de estarmos ajudando a construir e escrever a história junto com os moradores da Vila Tamarindo, para que sejamos um país digno, autônomo, responsável, onde o trabalho é valorizado e produz frutos de independência social, onde cada conquista tem o suor de cada profissional e morador desta Vila! Que venham mais Vilas Tamarindo!!! Que nossos corações estejam sempre abertos para o trabalho responsável, mas acima de tudo, que possamos enxergar todo o trabalho realizado sempre com “os olhos da alma”! Finalizo deixando para vocês, meus leitores, a mensagem que Francine, representante da Associação de Moradores nos deixou: “Hoje tentei descobrir do que o abraço é capaz. Quando bem apertado, ele ampara a tristeza e diminui o medo... Se for cheio de ternura, ele guarda segredos e jura cumplicidade... Um abraço de verdade divide lágrimas e fica feliz em comemorar qualquer coisa... Abraços são pequenas orações de fé e força! A todos vocês do ISECENSA um abraço carinhoso de toda a Comunidade Tamarindo!”

Ficamos, então, com a ciência que varre o lixo...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Feira de São Cristóvão...
23/08/2013 | 11h24

A Feira de São Cristóvão é a opção carioca arretada para comprar, comer e se divertir, pois oferece artesanato, comida, bebida, folclore e muita música... programa divertidíssimo... pitoresco... O Centro Municipal Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas está localizado no Bairro de São Cristóvão, local de fácil acesso, com estacionamento para 800 veículos. O reduto funciona como um ímã para mais de trezentas mil pessoas todo mês. A Feira sintetiza o Nordeste e oferece ao visitante tudo que a região dispõe, exibindo, nas suas quase setecentas barracas, sua riqueza tradicional e proporcionando, ainda, a animação característica da terrinha: Som do Nordeste, forró, xote, baião, xaxado, repente, embolada, martelo, arrasta-pé, maracatu e outros sons bem genuínos... que não nos deixa ficar sem mexer o corpo...

As fotos de Julio Falcão, grande artista na arte de fotografar, retrata a vida pungente da feira...

Deixo então um pouquinho da Feira de São Cristovão para vocês apreciarem...

Funcionamento: terça à quinta: 10h às 18h com entrada franca e aos finais de semana das 10h de sexta às 21h de domingo.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Hoje é dia de Lua Cheia ...
21/08/2013 | 10h59

Laveder faz parte do coletivo The World At Night, que reúne 30 dos melhores astrofotógrafos do planeta.

Ele  possui uma sensibilidade que nos inspira ...pois temos sempre uma lua maravilhosa a nos iluminar...ouvir nossas confissões...

guardar nossos melhores segredos...e muitas vezes nem para o  alto olhamos...

Aliás, olhar para o alto nos faz sempre pessoas melhores ...admire ... deixe sua imaginação te levar até bem perto da lua ...

e  por coincidência,hoje é dia de lua cheia...admire ...e não esqueça de conversar com a Lua e fazer o seu pedido...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
APRENDENDO COM OS ANIMAIS ...
19/08/2013 | 17h43

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JA8VJh0UJtg[/youtube]

 

 

Para começarmos bem a semana ...carinho gera carinho...

E como é bom !!!

Se tivermos a sensibilidade e a  percepção que os animais possuem...

já será um bom começo...pensemos nisso , não guardemos para nós ,

o que podemos dar de melhor aos outros ...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Coisas simples... grandes ensinamentos!
16/08/2013 | 22h46

Outro dia li um texto muito interessante de Ninon Rose Hawryliszyn e Silva e gostaria de transcrevê-lo, pois traz uma reflexão profunda e nos leva a repensar sobre a forma como encaramos os desafios que existem em nossas vidas!

Em seu texto, Ninon conta:

“Estes dias vi uma formiga que carregava uma enorme folha. A formiga era pequena e a folha devia ter, no mínimo, dez vezes o tamanho dela. A formiga a carregava com sacrifício. Ora a arrastava, ora a tinha sobre a cabeça. Quando o vento batia, a folha tombava, fazendo cair também a formiga. Foram muitos os tropeços,  mas, nem  por isso,  a formiga desanimou  de sua tarefa.  Eu a observei e acompanhei,  até que chegou próximo a um buraco, que devia ser  a porta de sua casa. Foi quando pensei: “Até que enfim ela terminou seu empreendimento”. Ilusão minha. Na verdade, havia apenas terminado uma etapa. A folha era muito maior do que a boca do buraco, o que fez com que a formiga a deixasse do lado de fora para, então, entrar sozinha. Foi aí que disse a mim mesmo: “Coitada, tanto sacrifício  para nada.” Lembrei-me ainda do ditado popular: “Nadou, nadou e morreu na praia.”

Mas a pequena formiga me surpreendeu. Do buraco saíram outras formigas, que começaram a cortar a folha em pequenos pedaços. Elas pareciam alegres na tarefa.  Em pouco tempo, a grande folha havia desaparecido, dando lugar a pequenos pedaços e eles estavam todos dentro do buraco. Imediatamente, comecei a refletir sobre minhas experiências. Quantas vezes desanimei diante do tamanho das tarefas ou dificuldades? Talvez, se a formiga tivesse olhado para o tamanho da folha, nem mesmo teria começado a carregá-la. Invejei a persistência, a força daquela formiguinha.

Naturalmente, transformei minha reflexão em oração e pedi a Jesus que me desse a tenacidade daquela  formiga, para “carregar” as dificuldades do dia-a-dia. Que me desse a perseverança da formiga, para não desanimar diante das quedas. Que eu pudesse ter a inteligência, a sabedoria dela, para dividir em pedaços o fardo que, às vezes, se apresenta grande demais. Que eu tivesse a humildade para partilhar, com os outros, o êxito da chegada, mesmo que o trajeto tivesse sido solitário.

Pedi a Jesus a graça de, como aquela formiga, não desistir da caminhada, mesmo quando os ventos contrários me fazem virar de cabeça para baixo, mesmo quando, pelo tamanho da carga, não consigo ver, com nitidez, o caminho a percorrer.

A alegria dos filhotes que, provavelmente, esperavam lá dentro pelo alimento, fez aquela formiga esquecer e superar todas as adversidades da estrada. Após meu encontro com aquela formiga, saí mais fortalecida em minha caminhada. Agradeci a Jesus por ter colocado aquela formiga em meu caminho ou por me ter feito passar pelo caminho dela. Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente.

Este texto nos deixa a lição de que a vida é um aprendizado e que se pararmos para refletir, as coisas mais simples (assim como a pequena formiga), muitas vezes, são aquelas que mais nos ensinam a valorizar a natureza divina que é vida!

A história da formiga nos ensina que a razão de nossas vidas somos nós, nossa família e nossos amigos. Afinal, foi com ajuda que ela conseguiu colocar a folha dentro do buraco. Vale lembrar que a nossa paz interior deve ser nossa meta de vida.

E lembre-se: Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você. Não coloque objetivo longe demais de suas mãos. Abrace os que estão ao seu alcance hoje. Se andas desesperado por problemas profissionais, financeiros, amorosos, ou de relacionamentos familiares, busca em teu interior a resposta para acalmar-te, pois você é reflexo do que pensas diariamente. Trabalhe, trabalhe muito a seu favor. Pare de esperar a felicidade sem esforços. Pare de exigir das pessoas aquilo que nem você conquistou ainda. Critique menos, trabalhe mais. E, não se esqueça nunca de agradecer. Agradeça tudo que está em sua vida nesse momento, inclusive a dor. Nossa compreensão do universo ainda é muito pequena para julgar o que quer que seja na nossa vida.

"A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las."

Pense nisso e tenha uma boa semana!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
BOULEVARD RUN
15/08/2013 | 16h50

O Boulevard Run foi mais um grande evento esportivo realizado em Campos dos Goytacazes pela FERA Assessoria Esportiva. Contou com uma grande organização, kits com camisas de alta qualidade, frutas diversas, hidratação com água e isotônicos. Todos esses detalhes são reflexo do grande cuidado e carinho dispensados aos participantes pelos organizadores Ronaldo Maciel, JH Ferrari e seu staff.  E nesse contexto, mais uma vez, o ISECENSA marca presença, apoiando esse grandioso evento que contou com a participação de mais de 400 corredores de rua, que se desafiaram em percursos de 5 e 10Km.

Atletas reunidos pré largada, mais de 400 corredores inscritos.

Os curso de Educação Física e Fisioterapia do ISECENSA em grande sintonia e parceria, uniram-se nas pessoas dos professores Anderson Morales, Camila Santana e Felipe Jorge, para juntos, coordenarem um atendimento aos atletas, instruindo-os na explicação do percurso, dando dicas de aquecimento e preparo pré corrida e inovando com um protocolo de Crioimersão pós prova, tudo isso realizado com a participação importantíssima dos alunos. A técnica de Crioimersão é conhecida por promover prevenção e acelerar a recuperação muscular;  é realizada imediatamente após a prova, através da imersão do corpo em água com gelo em temperaturas bem baixas, promovendo assim a redução imediata do metabolismo minimizando os danos tissulares pós esforço extenuante.

Professor Anderson Morales (curso de Educação Físca) e o Fisioterapeuta Felipe Jorge (Diretor da Clínica Escola Maria Auxiliadora) realizando Crioimersão nos atletas.

Atendimentos de Crioimersão, feitos por alunos e supervisores, utilizando termômetro infravermelho para assegurar a temperatura da água e a temperatura corporal dos atletas.

Além dos atendimentos realizados, foi com grande alegria que o Diretor da Clínica Escola Maria Auxiliadora Felipe Jorge, teve o grande prazer de entregar o belíssimo troféu de primeiro lugar ao atleta Luiz Cláudio da Silva, que é paciente da Clínica. O mesmo vem lutando a cerca de 6 meses contra uma lesão tendinosa. A cada dia se sente melhor e conseguindo resultados cada vez mais expressivos. O corredor sempre faz questão de agradecer e ressaltar a importância da Fisioterapia na vida de um atleta profissional. Na Boulevard Run o Luizinho (como é carinhosamente chamado na Clínica) conquistou o primeiro lugar geral nos 5 Km, batendo grande corredores de Campos e região, mostrando estar próximo dos 100% de sua recuperação.

Coordenador da Clínica Escola Maria Auxiliadora entregando o troféu ao grande campeão Luiz Cláudio da Silva, que leva no peito a CEMA e sempre enaltece a Fisioterapia.

Os coordenadores Camila Santana e Felipe Jorge com o grande campeão Luiz Cláudio da Silva.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
CAMÕES...
14/08/2013 | 10h27

Para uma noite gostosa... vale a pena reler Camões...

que mesmo depois de séculos consegue ser tão atual...

Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer; É um andar solitário entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade É servir a quem vence o vencedor, É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade; Se tão contrário a si é o mesmo amor?

Camões

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
ÀS MARGENS DO LAGO GUTIERREZ...
10/08/2013 | 22h01

...Lago Gutierrez... acordávamos todos os dias com este lago a nos presentear ao abrirmos a janela do quarto...  Férias.... A brincadeira não podia faltar... Muito gostoso...

Na vida temos que ousar sempre... nos jogarmos de cabeça..

sermos inteiros em nossas atitudes ...

"Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive."

Fernando Pessoa

E é no salto... no sonho... nos desafios... que sentimos o sangue correr quente...

e a vida vibrar diferente... pois  "...sonhar é acordar-se para dentro", nos diz Quintana.

"O rio corre, bem ou mal, sem edição original... e a brisa, essa, de tão naturalmente matinal, como tem tempo, não tem pressa..."

Fernando Pessoa

A queda faz parte sempre...

E o bom humor e a determinação são indispensáveis para continuarmos...

Dar a mão... levantar... começar de novo...

Pois como nos diz o poeta Vinícius de Moraes...

"E a coisa mais divina que há no mundo... é viver cada segundo como nunca mais..."

"Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos." Exupèry

E então... o porto seguro... que o abraço diz TUDO...

E a vida nos presenteia com o que temos de melhor... SEMPRE ...

É amar sem precisar ver... É sentir o inexplicável...

É ter a presença  incomparável de pessoas...

Fazendo a eternidade nos momentos de intensidade... Isso basta...

E então, agradecer... agradecer... agradecer... sempre... a vida  e as pessoas que fazem

com que nosso caminho se torne sempre colorido...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Para apreciar... Jardim Botânico...
07/08/2013 | 22h10

Para apreciarmos a beleza do Jardim Botânico...suas árvores...o verde...as flores...

Um belo passeio ...ótima inspiração ...

Ter sensibilidade é também educar nossos olhos ...

nossos ouvidos ....nossos sentimentos...

Deixo com vocês as belíssimas fotos de Julio Falcão...

Apreciemos então...vamos dar uma volta...

                 

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Suavidade, delicadeza e simplicidade...
03/08/2013 | 17h12

Como a fumaça branca que saiu da chaminé da Capela Sistina no dia 13 de março de 2013 anunciando o nosso novo Papa Francisco, o cardeal Jorge Mario Bergoglio, nos trazendo suavidade e esperança, assim também foi a sua chegada as nossas terras brasileiras. Um homem de Deus que nos deixou marcas indeléveis que o tempo jamais irá apagar, ao contrário, marcas que serão cada vez mais solidificadas pela forma como foram vivenciadas por todos nós brasileiros e povos de todos os continentes ao redor do mundo, unidos em uma só vibração de amor e fé. Fomos verdadeiramente agraciados com a sua estadia entre nós, Papa Francisco!!! Todos nós brasileiros nos incluimos neste bordão que tanto lhe foi ofertado em sua caminhada pelas ruas, nas celebrações, em seu trajeto, em seu palco maior que foi a praia de Copacabana: “Nós somos a juventude do Papa!!!”. Todos nós nos tornamos jovens e recebemos com amor e gratidão a sua energia, o seu amor, os seus exemplos de fé tão viva e aprendemos com a sua  sabedoria envolvida em plenitude pelos seus incontáveis exemplos de humildade. Sua chegada pedindo licença a todo povo brasileiro foi a verdadeira demonstração de humildade e de um pastor que se mistura ao seu rebanho: "Para ter acesso ao povo brasileiro é preciso ingressar pelo portal de seu imenso coração. Por isso, permito-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta. Peço licença para entrar e transcorrer esta semana com vocês, não trago ouro nem prata, trago Jesus em meu coração”.

Francisco é um papa que vai ao encontro do povo, no meio da multidão se sente em casa e sorri o sorriso dos que encontram a verdadeira paz. Mantém o mesmo testemunho de humildade que marcou a sua trajetória na Argentina. Nem a chuva, nem o sol, foram capazes de afastá-lo do povo, em meio a milhares de guarda-chuvas seguia abençoando e cumprimentando a todos com a sua alegria inigualável sem se incomodar com a chuva que caia sobre ele... Francisco nos deu o testemunho a todo o tempo, do que é estender a mão ao outro, estendendo a mão e parando a todo o momento para beijar, cumprimentar, tocar a todos que pelo caminho o esperavam, abençoando em especial a todos os pequeninos.

A inspiração do seu nome – Francisco – nunca combinou tanto com uma pessoa quanto a de Jorge Mario Bergoglio. O pastor que se mistura a multidão e emana fé, caridade e esperança, tal qual o Santo de Assis que revolucionou a igreja pela sua opção radical pela pobreza. E isto o papa faz sem nenhum esforço, pois vem de dentro, vem da forma como viveu a sua vida inteira. São Francisco mais do que um belo nome e uma justa homenagem, foi um testemunho de fé, o compromisso com uma missão e é uma constante inspiração para Jorge Mario.

“Um pouco de misericórdia torna o mundo menos frio e mais justo”, foi este afeto que ele nos trouxe. Esse calor humano de desmistificar uma figura tão acessível hoje ao povo e a todos nós como ele vem fazendo. O Papa Francisco é extremamente afetuoso, disponível, acolhedor e acima de tudo, sabe o que é compaixão, pois se sensibiliza com a dor do outro. Traz consigo uma compaixão que revoluciona, que age, que não é estática no sentir, mas que traz no seu exemplo, no seu agir e nas suas diretrizes o próprio testemunho do encontro com Jesus, como ele mesmo nos falou: “Nunca esqueçamos que o verdadeiro poder é o serviço”.

A devoção a Nossa Senhora, traço marcante do novo papa, é parte da fé do povo brasileiro. Devoto de Santa Terezinha, Francisco se emocionou e nos emocionou em sua visita ao Santuário de Aparecida. E mais uma vez a simplicidade esteve presente como num encontro confluente das águas, pois a pequena imagem terracota foi encontrada por três pescadores, no Rio Paraíba do Sul, na cidade de Guaratinguetá...

Então mais uma vez unimos o Santo de Assis, o Papa Francisco, os três pescadores que nos trouxeram Nossa Senhora Aparecida e voltamos sempre ao mesmo ponto de origem: a simplicidade. Em sua visita ao nosso solo brasileiro, Francisco nos mostrou o verdadeiro sentido de peregrinar... Deixar tudo que nos pesa, tudo que é demais, para ir ao encontro de Jesus, buscar com total liberdade a felicidade. E isso ele nos falou a todo tempo. Não tenham medo de buscar a felicidade, não tenham medo de ser felizes... Outro grande exemplo é de saber ouvir, saber ouvir a voz do novo, a voz dos jovens, saber ouvir a sabedoria dos mais idosos, e acima de tudo, nunca julgar.

Quando em sua entrevista, Ilze Scamparini lhe perguntou o que acha dos gays, ele respondeu: “Se uma pessoa é gay e procura Jesus, e tem boa vontade, quem sou eu para julgá-la?” Maior exemplo do que este não há. Que tenhamos olhos e ouvidos para guardar tudo isso que vivemos esta semana em nossos corações, mas em um coração novo, revigorado, cheio de fé e esperança a serviço de ir sempre ao encontro do outro. Desta forma estaremos sempre em contato com Francisco, conversando com ele através das nossas atitudes e orações, nos encontrando com ele, em Jesus. Sua visita não se encerrou com a sua volta a Roma, pois sua presença permanece entre nós e será motivo sempre de comprometidas reflexões e ações diárias de nossa parte. Abençoado Papa Francisco, como ele sempre nos pede, rezemos por ele, pois com certeza estaremos sempre em suas orações...

Abençoado Papa Francisco, como ele sempre nos pede, rezemos por ele, pois com certeza estaremos sempre em suas orações...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Toques suaves da alma...
01/08/2013 | 21h58

Se a gente cresce com os golpes duros da vida...

também pode crescer com os toques suaves da alma...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Elizabeth Landim

[email protected]