A aurora boreal no Canadá...
28/02/2013 | 11h27

A aurora boreal no Canadá ....

a  mágica dança das luzes ...aprecie e deixe seu pensamento ir longe...

Não há carros, nenhum ruído, vilarejos ou qualquer outro traço de seres humanos. Apenas o Frances Lake Wilderness Lodge, um dos hotéis mais remotos do mundo, fincado junto ao lago homônimo no sudeste da selvagem província canadense de Yukon – dentro do Círculo Polar Ártico. Ali, no inverno, faz-se exercício, por meio de trekkings com esquis de fundo. Eles podem durar uma tarde ou uma semana sem que se veja qualquer outra pessoa. É entre os meses de setembro e abril que o lodge exibe seu maior trunfo: os trekkings seguem na direção norte, para apreciar a mágica dança no céu das luzes da aurora boreal. Nas noites claras, o Frances Lake é um dos melhores locais do mundo para admirar o fenômeno...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
UM DIA...
25/02/2013 | 15h49

Assisti ao filme “Um Dia”...

Impossível qualquer um de nós não se identificar com o enredo meio clássico dos desencontros entre duas pessoas que se amam e talvez nem saibam disso. Impossível não se arrepiar com uma história que mostra a inocência do amor verdadeiro, que vai crescendo enquanto a gente também cresce e permanece em meio a todas as nossas mudanças. Assistam!!!

O enredo nos conta que Emma e Dex ficam juntos na noite da formatura e, durante 20 anos, voltam a se encontrar no mesmo dia. Eles são protagonizados por Anne Hathaway e Jim Sturgess. Em 15 de julho 1988, Emma Morley e Dexter Mayhew passam juntos a noite após a formatura na Universidade de Edimburgo, um dia que irá marcar suas vidas para sempre. Eles se amam e a química rola facilmente, mas ambos sabem que no dia seguinte serão obrigados a trilhar caminhos diferentes. Ela é uma garota tímida, cheia de ambições, mas com pouca autoconfiança. Ele, um playboy mulherengo que quer se aventurar pelo mundo. Mesmo com tantas diferenças, um está sempre presente no pensamento do outro. Os dois se afastam, trocam cartas, se encontram, se desencontram - e o ponto de partida é sempre o dia 15 de julho de cada ano, por duas décadas, eles se encontram para reviver a noite em que se conheceram. Mas chega um momento em que apenas algumas horas juntos não é mais suficiente.

E aí podemos refletir em quantas vezes em nossas vidas deixamos de falar eu te amo... que bom que você está aqui... que saudade! Deixamos de dar um abraço carinhoso em nossos filhos, de sermos afetuosos com as pessoas, etc. Quantas decisões prorrogamos, quantas coisas deveríamos ter feito e só prorrogamos... Deixamos para “um dia”, mais na frente, quando estiver financeiramente equilibrado... quando estiver profissionalmente sólido... quando estiver emocionalmente melhor... e assim vamos passando a vida, sem vivê-la com a intensidade que devemos verdadeiramente vivê-la!

Parafraseando Mário Quintana, quando em meio aos seus pensamentos nos fala tão belas coisas ligadas aos sentimentos ... “Um dia percebemos que o comum não nos atrai... Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom... Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você... Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..." Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso... Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais... Enfim... Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito... O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras...” Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Quando se trata de amor, então, não podemos “perder o tempo das coisas”, deixar de viver... deixar de falar... ter medo... ter timidez... Demonstre seus sentimentos... Não deixe para depois ... Não se feche...

Não podemos viver do passado. O passado constitui nossas raízes, nosso amadurecimento. Nem tão pouco viver do futuro... “Um dia”... ficar esperando só nos sonhos... O presente é a concretização dos nossos sonhos... que temos que conquistar, muitas vezes a duras penas, mas que depende de nós, pois quando queremos muito alguma coisa, o universo conspira a nosso favor... E depois de tantos desencontros, quando eles perdem o medo de assumirem o amor, o inesperado acontece... Não vou aqui relatar o filme, pois a surpresa também faz parte de nossas vidas. Esta parte deixo para que vocês assistam no cinema... que, aliás, é um ótimo lugar para namorar e se divertir, pois viajamos junto com o filme para os lugares e vidas dos personagens.

E como nos diz Charles Chaplin... “As melhores e as mais lindas coisas do mundo não se podem ver nem tocar. Elas devem ser sentidas com o coração. Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam, e do caos nascem às estrelas. Não se mede o valor de um homem pelas suas roupas ou pelos bens que possui, o verdadeiro valor do homem é o seu caráter, suas idéias e a nobreza dos seus ideais.” e nos diz ainda… “Tua caminhada ainda não terminou… A realidade te acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida necessita de tuas palavras e do teu silêncio. Se amanhã sentires saudades, lembra-te da fantasia e sonha com tua próxima vitória. Vitória que todas as armas do mundo jamais conseguirão obter, porque é uma vitória que surge da paz e não do ressentimento. É certo que irás encontrar situações tempestuosas novamente, mas haverá de ver sempre o lado bom da chuva que cai e não a faceta do raio que destrói. Tu és jovem. Atender a quem te chama é belo, lutar por quem te rejeita é quase chegar a perfeição. A juventude precisa de sonhos e se nutrir de lembranças, assim como o leito dos rios precisa da água que rola e o coração necessita de afeto. Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais. Teus passos ficaram. Olhes para trás… mas vá em frente, pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te.”

Uma boa e amorosa semana para todos!!!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Elizabeth Landim

[email protected]