Orquideoterapia...
31/05/2011 | 21h58

Ligue o som e  curta um pouquinho...

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=zCzMTjSUq3I[/youtube]

Com muito afeto para você,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
TUDO COMEÇA COM UM OLHAR...
30/05/2011 | 12h54

 

Tudo começa com um olhar

Emocionante!!!  Momentos de intensa oração, alegria, fé e agradecimento... Assim foi a celebração da Grande Festa de Maria do “Auxiliadora”, com o belíssimo e irretocável texto de Ir. Suraya Chaloub e Ir. Luzia Carvalho. Com o tema “Tudo começa com um olhar”, vivemos momentos de grande evangelização. E o mais bonito era ver crianças, jovens e adultos, alunos, ex-alunos, pais de alunos, todos irmanados no mesmo amor à Maria.

Maria que deve ser entendida dentro do mistério Cristão. O tema da celebração partiu da experiência do ator italiano – Pedro Sarubbi – que interpretou o personagem Barrabás no filme “A Paixão de Cristo” de Mel Gibson. Esse filme foi para ele motivo de conversão, durante as filmagens, ao sentir o olhar de Jesus. Capturado por um olhar. Arrastado por uma beleza jamais imaginada. Pedro Sarubbi girou o país para contar sua história de conversão após participar do filme.

Entre os vários momentos de evangelização, a encenação de várias passagens focalizou: Jesus olhando para a hemorroíssa; Matheus (9,21-22) - “A mulher se joga aos pés de Jesus, que a levanta olhando-a nos olhos”...  E quantas e quantas vezes, olhamos para Jesus, com fé, como a hemorroísa?...

 

Ou

quando da cura dos leprosos – Lucas (17,11-19) - “Jesus acompanha com o olhar a caminhada dos leprosos, até que acontece a cura”... E apenas um voltou para agradecer... Quantas vezes voltamos para agradecer?...

Ou

quando da cura do cego de nascimento – Marcos (10,46-53) “Senhor que eu veja, Jesus olhando-o perguntou, tu crês que posso fazer isso?” E a sua fé, o curou... E às vezes somos tão fracos na fé...

 

 

Ou quando da distribuição do pão, Matheus (14,15-21) – “Jesus observa com olhar paterno seus discípulos fazendo à distribuição dos alimentos a multidão”... E às vezes não sabemos somar, que dirá dividir...

 

Ou

quando da traição de Judas - Lucas (22,47-48) – “Jesus olhando Judas pergunta-lhe: Com um beijo entregas o filho do homem?”... A traição que está ligada à falta de amor, de consciência, de princípios e valores, de omissão...

 

 

 

Ou quando da negação de Pedro - Lucas (22, 54-62) – “Jesus olhou para Pedro, justamente no momento em que ele negara conhecê-lo”. “Como marcou, o olhar de Jesus no olhar de Pedro! Pedro se lembrou e até chorou de arrependimento. É assim o seu olhar mais profundo que o mar, mais forte que um vulcão, mais veloz do que o vento, de qualquer pensamento.

É o olhar de meu Jesus dentro do seu coração... O olhar de Deus não falha. Pode crer que este olhar está olhando para você.”

O olhar de Jesus a Pedro, não era de censura, era um olhar carregado de amor. A intensidade desse olhar modificou a vida de Pedro. Seu choro foi de dor e arrependimento... Pois quantas vezes deixamos de perdoar, por muito menos. Quantas vezes alimentamos a raiva em nosso coração...

A última cena culmina com o eloqüente e incomparável olhar de Jesus para Maria, sua mãe, no calvário. Olhar que ultrapassa o singular e o pessoal. Jesus confere a sua mãe, a maternidade universal: “Mulher, eis aí o teu filho! Filho, eis aí a tua Mãe!”

A celebração foi uma leitura do evangelho a partir do olhar de Jesus, mostrando-nos que a bíblia não deve ser lida literalmente, mas sim com consciência e coração. Cerca de 280 alunos-professores-atores e mais de três mil participantes (pais, alunos, ex-alunos, professores e funcionários) deste momento de fé e alegria que culminou com a emocionante coroação de Nossa Senhora Auxiliadora pelos alunos do 3º ano do Ensino Médio. A celebração da missa foi presidida pelo Padre Murialdo Gasparetti. Nas palavras de Ir. Suraya pudemos sentir a emoção de compartilharmos momentos incomparáveis: “Há uma energia imensa que emana do olhar de Jesus. Olhar de um justo, de um coração que pulsa a vida, que sorri, porque ama plenamente sem julgamentos, sem preconceitos, sem distinções.” Uma magia de luz e de amor tomou conta de todos.

E assim, é o “Auxiliadora”, chão que seus ex-alunos jamais esquecem, porque aquece e muda a vida de todos aqueles que por lá passam. É gratificante trabalhar em uma escola que se faz família, se faz presente, pois tudo começa com um olhar!... A Grande Festa em homenagem a Nossa Senhora Auxiliadora teve a Produção Executiva de Ir. Suraya Chaloub, Coordenação Geral de Ir. Luzia Alves de Carvalho, Coordenação de infra-estrutura de Ir. Aparecida Ferreira, Elza Landim e Beth Landim, Direção Artística de Fábio Neto,  Coreografia de Beatriz Póvoa, Seleção de cantos e coral de Ir. Carmelita Agrizzi, Produção de Imagens de Guto – BL, Produção Gráfica de Nathércia Damian bem como a participação de todos os alunos, professores, funcionários, além de vários profissionais de iluminação, efeitos especiais, produção de imagem e sonorização que participaram deste grande evento!

Com afeto,

Beth Landim

 

Comentar
Compartilhe
Sabi Sabi!!!
26/05/2011 | 21h15

Hotel Sabi Sabi  - África

Sabi Sabi na África do Sul, é uma reserva privada de 65 mil hectares na parte sudoeste do Kruger National Park, a cerca de 500km de Johannesburgo. O local, imerso em uma das mais espetaculares reservas naturais de que se tem notícia, é determinado pela intensidade natural que fez a fama da África. Ali impera o clima da Savana sob a perspectiva da existência pura e rústica dos grandes e pequenos animais. Os grandes cinco, como Elefante, Leopardo, Leão, Rinoceronte e Búfalo passeiam por alí, acompanhados de girafas, zebras, chitas e mais de outros 200 bichos.

Por terra ou ar, sempre de Johannesbourgo,encontra-se  aposentos que  custam alguns tostões, a dita exclusividade. São alguns conjuntos de pequenos hotéis, divididos por estilos, atitudes e texturas, unidos pela ética e filosofia local. Recomenda-se o mínimo de 3 dias no local para que se possa aproveitar todas as aventuras.

O local conta com uma estrutura hoteleira de mesmo e engraçado nome, famoso por sua extravagância, luxo, conforto e confronto. Conceito que mescla a quintessência do glamour aos meandros na natureza sufocante. O minimalismo de um alojamento rústico, aliado ao design de um hotel premiado proporciona ápice do selvagem-chique, seja ele o visitante, seja ele o próprio hotel.

Suíte Amber

Hotel Sabi Sabi África
SABI SABI  - EARTH LODGE Earth Lodges são construções subterrâneas circulares utilizadas por culturas do passado, similares a uma verdadeira toca humana, utilizadas por antigos povos africanos. O pedaço mais rústico e talvez mais inacreditável do Sabi Sabi faz uma releitura destas ancestrais moradias. Visto a distância, este pedaço do hotel se camufla e mescla-se com a natureza, e, para os desapercebidos, pode parecer que ele não existe, fato somente refutado enquanto se atravessam os buracos que nos transportam terra abaixo. No subsolo são 13 luxuosíssimas suítes, todas equipadas com piscina privativa, chuveiros externos, entalhes e adornos feitos a partir de raizes das árvores vivas do telhado, e, pasmem, serviço de mordomo exclusivo. Destaca-se a presidencial Amber, de sauna exclusiva e decoração subliminar. Refeições podem ser feitas na aréa interna ou externa do mesmo, onde à luz de velas, será possivel desfrutar de uma impactante experiência. Fora isso, a adega conta com mais de 6000 garrafas de vinhos, muitos deles raros. O Earth Logde conta também com o Amani Spa, um spa exclusivo para os hóspedes, cuidadosamene decorado com principios místicos da cultura africana, misturando elementos naturais e holísticos, para levar ao cliente descanso, paz, relexão e cuidados com o corpo e a mente, com a utlização do tratameno batizado por eles de "Cura pela essência da África". O spa oferece tratamentos de beleza, massagens variadas, hidroterapia, um conjunto de tratamento para casais e uma área de meditação Zen. É um dos buracos mais chiques do planeta. SABI SABI - SELATI CAMP Inspirado nas matizes, mobílias e estilísticas das linhas férreas da segunda metade dos 1800's, construídas para explorar o ouro na escarpa de Drakensberg e levar ao litoral de Moçambique, o Sabi Sabi - Selati Camp remonta a um passado de marchas, lutas e pioneirismos que constituem o orgulho e história Sul-Africana. Emule-se a um verdadeiro lorde inglês em momentos de safari sob um tempo cujo mal a fotografia havia sido inventada, e hollywood era apenas nada. Fora pinturas, ver um leão pela primeira vez, era de fato vê-lo pela primeira vez, contudo, no Sabi Sabi este mesmo espanto se repete todos os dias quando a noite portando sua lanterna old scholl ouvem-se os sons dos animais. As refeições são feitas no estilo fazenda, servidos na própria cozinha ou nas varandas de cada aposento. SABI SABI - BUSH LODGE De natureza, fauna e geografia peculiar, a região que compreende as fronteiras da África-do-Sul, Botsuana e Zimbábue, e inclusive repousam o Kruger e a Sabi Sabi, é chamada Bushveld. Eterno e atual combustível de toda a sorte e fortuna da economia sul-africana, a região foi, e ainda é, uma das maiores reservas minerais do mundo. Trocando em miúdos: ouro, diamantes, e muito mais. De tema étnico, homenagem a tantos povos que sangraram pelas riquezas deste subsolo, está o Sabi Sabi - Bush Lodge. São 25 quartos espaçosos com suas respectivas "casas de banho", embalados em sempre grandes janelas e fachadas de vidro. Esculturas em madeiras, feitas por proeficiêntes locais, recuperadas das árvores mortas do parque, podem ser apreciadas em todos os jardins.

Sempre é bom conhecermos coisas novas ...Em especial pela maravilhosa fauna e cultura étnica!!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
DENGUE MATA! PREVINA-SE!
24/05/2011 | 16h41

A dengue aparece como um dos maiores problemas de saúde pública do país. Na última década, foram registrados cerca de 3,5 milhões de casos – entre eles, 12 mil da forma grave da doença (hemorrágica) – e 900 mortes.

Baixo nível de saneamento básico, lixo, intenso adensamento demográfico, abastecimento irregular de água, histórico de epidemias, todos estes fatores formam o cenário favorável para que o mosquito se prolifere. A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que a urbanização acelerada e o déficit da limpeza urbana foram dois pontos fundamentais, nos últimos 30 anos, para o favorecimento da doença no Brasil.

O curso de Enfermagem do ISECENSA, através de suas ações de prevenção junto às comunidades, vem atuando no processo de informação ao cidadão e luta contra a dengue, doença que pode levar à morte nos seus casos mais graves.

É uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida, no Brasil, através do mosquito Aedes aegypti, também infectado pelo vírus. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.

No Brasil já foram encontrados quatro sorotipos que caracterizam a doença: dengue tipo 1, 2, 3 e 4.  O vírus tipo 4 não era registrado no País há 28 anos, mas em 2010 foi notificado em alguns estados, como o Amazonas e Roraima.

A dengue tipo 4, apresenta risco a pessoas já contaminadas com os vírus 1, 2 ou 3, que são vulneráveis à manifestação alternativa da doença. Complicações podem levar pessoas infectadas ao desenvolvimento de dengue hemorrágica.

A dengue pode se apresentar – clinicamente – de quatro formas diferentes : Infecção Assintomática (ausência de sintomas), Dengue Clássica, Febre Hemorrágica da Dengue e Síndrome de Choque da Dengue. Dentre eles, destacam-se a Dengue Clássica e a Febre Hemorrágica da Dengue, com maior ocorrência.

A dengue é transmitida para o homem através da picada do mosquito Aedes aegypti (a?d?s do grego “odioso” e ægypti do latim “do Egipto”). Mais conhecido como mosquito da dengue, ele pertence a uma espécie de mosquito da família Culicidae proveniente de África e que já pode ser encontrado por quase todo o mundo, com mais ocorrências nas regiões tropicais e subtropicais, sendo dependente da concentração humana no local para se estabelecer.

O mosquito da dengue (Aedes aegypti) é o vetor de doenças graves, como o dengue e a febre amarela, e por isso o controle de sua reprodução é considerado assunto de saúde pública.

O Aedes aegypti é um mosquito que se encontra ativo e pica durante o dia, tendo como vítima preferencial o homem. É de difícil controle, já que seus ovos são muito resistentes e sobrevivem vários meses até que a chegada de água propicia a incubação, o mosquito da dengue deposita seus ovos em diversos locais e rapidamente se transformam em larvas, que dão origem às pupas, das quais surge o adulto. Assim como na maioria dos demais mosquitos, somente as fêmeas se alimentam de sangue para a maturação de seus ovos; os machos se alimentam apenas substâncias vegetais e açucaradas.

A ação mais simples para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito, já que não existem vacinas ou medicamentos que combatam a contaminação. Para isso, é preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a repr odução.

A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente.Colocar areia nos pratos de vaso ,não deixar pneus jogados acumulando água ,etc...

Como a proliferação do mosquito da dengue é rápida, além das iniciativas governamentais, é importantíssimo que a população também colabore para interromper o ciclo de transmissão e contaminação. Para se ter uma idéia, em 45 dias de vida, um único mosquito pode contaminar até 300 pessoas.

É importante ressaltar que todo cidadão deve se responsabilizar pela manutenção de locais limpos, sem lixo e água parada, evitando assim a reprodução do mosquito conseqüentemente melhorando nossas estatísticas em relação à doença. Uma boa saída são os mutirões comunitários, que influenciam positivamente na redução no número de casos de dengue.

 

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Reciclando com charme...
23/05/2011 | 09h24

Para os que ainda acreditam que precisam de vasos caros para montar um jardim incrível, com  uma ideia simples, simples. Pneus antigos pintados com cores vivas e sobrepostos criam uma instalação bacana no jardim. O que acho mais interessante é que esta pode ser uma ótima maneira de criar uma barreira física entre espaços sem ter de construir um muro, por exemplo. A foto vem de longe, do Olivewood Gardens & Learning Center, um centro dedicado a educação ambiental nos Estados Unidos,  enviada pra mim por minha filha Carol,  futura arquiteta , como dica também de profilaxia contra a dengue, utilizando de forma bem charmosa os pneus, o que comprova seu bom gosto, além da utilização de materias reciclados que ajudam na preservação do meio ambiente!!!

Realmente não faltam lições de reciclagem na foto!

Os arquitetos e  paisagistas têm procurado incluir plantas além da área comumente reservada a elas. Entre as possibilidades, destaco os muros de casas e paredes de apartamentos. Assim como os painéis verdes, treliças e vasos tomam o plano vertical em busca de diferentes efeitos. O paisagista Alexandre Furcolin exemplifica muito bem o que cito acima com esta parede pontuada por vasos – aliás, que não abrigam exclusivamente plantas, mas pontos de iluminação com focos de luz sobre o banco. Ótima solução para jardins de todos os tamanhos, inclusive de varandas.

Neste caso, a arvoreta fica bem junto ao muro e cria uma bela sombra sobre os móveis de jardim. Ah, o melhor é que a espécie cresce de 4 a 6 m, então dá para tê-la em áreas menores.

Esta sugestão tem cara de casa de praia e de campo, mas cabe perfeitamente numa varanda. Quem gosta da luz de velas, pode investir neste pendente que vem com espaço para plantas. A peça é simples de fazer – lógico que com a mãozinha de um serralheiro. Basta criar a estrutura aramada com ganchos e prendê-la ao teto por meio de correntes. . Dentro dos vidros, você pode alternar entre velas e plantas. Na foto, veem-se bulbos, mas como aqui eles não são comuns, dá para colocar cactos ou suculentas. Fonte: Daisy Pink Cupcake

Encontrar os amigos é sempre prazeroso. Preparar a casa para recebê-los, mais ainda. Sempre  que recebo , tento deixar o ambiente charmoso e acolhedor , nem que seja a maneira como dispor a sobremesa,a arrumação da mesa, as velas etc.. Tem os minivasos que abrigam velas em vez de plantas, o garrafão também com vela e uma variedade grande de arranjos com plantas, como minirrosas, agapantos, margaridas, entre outras.

Mesmo com esse friozinho , o outono é uma estação especial. Quando o sol dá sinais de vida, a luz é das mais lindas, suave e acolhedora para um fim de tarde entre amigos. É verdade que sempre encontro um motivo para reunir gente, mas vocês não concordam? Vinho, frutas, queijos e um cantinho no jardim dispensam as superproduções. Se quiser melhorar o esquema, copos com velas podem ser pendurados em galhos de árvores, em pérgolas, como na foto, ou soltos sobre a mesa. A luz natural cai e a gente abusa das velas! O que acham?

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Quem sou deixa marca!
21/05/2011 | 15h35

Uma professora de Nova York decidiu honrar cada um de seus alunos que estavam por se graduar no colégio, falando-lhes da marca que cada um deles havia deixado. Chamou cada um dos estudantes à frente da classe, um a um. Primeiro, contou a cada um como haviam deixado marca na vida dela e na da turma. Logo presenteou cada um, com uma faixa azul, impressa com letras douradas, na qual se lia:  “Quem sou deixa marca.” Por fim, a mestra decidiu fazer um projeto de aula para ver o impacto que o reconhecimento teria na comunidade. Deu a cada aluno mais três faixas azuis e lhes pediu que levassem adiante esta cerimônia de reconhecimento. E que deveriam acompanhar os resultados, ver quem premiou quem, e informar à turma no final de uma semana. Um dos alunos foi ver um jovem executivo de uma indústria próxima e o premiou por tê-lo ajudado com o planejamento de sua carreira. Deu-lhe uma faixa azul, e colou-a em sua camisa. Em seguida deu-lhe as duas faixas extras e lhe disse: “Estamos fazendo em aula um projeto de... ‘reconhecimento’, e gostaríamos que você encontrasse alguém a quem premiar e lhe desse uma faixa azul.”

Mais tarde, nesse mesmo dia, o jovem executivo foi ver seu chefe que tinha reputação de ser uma pessoa amargurada, e lhe disse que o admirava profundamente por ser um gênio criativo. O chefe pareceu ficar muito surpreso. Então o jovem executivo lhe perguntou se ele aceitaria o presente da faixa azul e se lhe dava permissão de colocá-la em sua camisa. O chefe disse: “Bem… claro!” Então o jovem executivo pegou uma das faixas azuis e a colocou no casaco do chefe, bem sobre seu coração, e, oferecendo-lhe a última faixa, perguntou: “Poderia pegar esta faixa extra e passá-la a alguém mais a quem queira premiar? O estudante que me deu estas faixas está fazendo um projeto de aula, e queremos continuar esta cerimônia de reconhecimento para ver como vai afetar as pessoas.” Nessa noite, o chefe chegou a casa, sentou-se com seu filho de 14 anos, e lhe disse: “Hoje me aconteceu algo incrível. Estava no meu escritório e um de meus empregados veio e me disse que me admirava; então me deu uma faixa azul por me considerar um gênio criativo. Imagina! Ele pensa que eu sou um gênio criativo! Logo me pôs uma faixa azul que diz: “Quem sou deixa marca”. Deu-me uma faixa extra e me pediu que encontrasse alguém mais a quem premiar. Quando eu estava dirigindo para casa esta noite, comecei a pensar a quem poderia premiar com esta faixa, e pensei em ti. Quero premiar a ti. Meus dias são muito agitados e quando venho para casa, não te dou muita atenção; grito contigo por não tirar boas notas e pela desordem em teu quarto. Por isso, esta noite, só quero sentar-me aqui e… bem… te dizer que és muito importante para mim. Tu e tua mãe são as pessoas mais importantes em minha vida. És um grande garoto e te amo muito!”

O garoto surpreendido começou a soluçar e a chorar, e não conseguia parar. Todo o seu corpo tremia. Olhou para seu pai e entre lágrimas lhe disse: “Papai, momentos atrás me sentei em meu quarto e escrevi uma carta para ti e para mamãe, explicando porque iria tirar a minha vida, e lhes pedia que me perdoassem. Eu pensava que vocês não se importavam comigo. A carta está lá em cima, mas não creio que eu vá precisar dela, depois de tudo o que conversamos. Seu pai subiu ao segundo piso e encontrou a carta, sincera e cheia de angústia e dor. No dia seguinte, o chefe regressou ao trabalho totalmente modificado. Já não estava amargurado, e se empenhou em fazer todos os seus empregados saberem que cada um deles faz a diferença. Por outro lado, o jovem executivo ajudou muitos outros jovens a planejarem suas carreiras, inclusive o filho do chefe, e nunca se esqueceu de recordar-lhes que eles deixavam marcas em sua vida, pois quem você é, deixa marca.

Porque sempre deixamos nossas marcas nas pessoas com quem convivemos. Experimente bater um prego na parede, ou na madeira. Quando o retiramos, fica a “cicatriz” do prego! Podemos preencher nossas vidas com “marcas” ou com “cicatrizes” de carinho, de afeto, testemunhos de fidelidade, amor, sinceridade... Porque as pessoas se vão... Então, não custa nada sermos atenciosos, equilibrados emocionalmente ao lidar com nossos filhos, colegas de trabalho, amigos, família... para que deixemos sempre as marcas do amor por onde passamos! Pense nisso, sejamos sempre lembrados pelo carinho, pelo afeto que compartilhamos, porque até um “não” pode ser dado desta forma...

“As pessoas se esquecerão do que você disse… as pessoas se esquecerão do que você fez… mas as pessoas nunca se esquecerão de como você as fez sentir…”

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
ILHA JEJU
20/05/2011 | 10h59

Uma ilha surrealista é o principal destino turístico dos sul-coreanos.

Destinos Incríveis: Ilha Jeju
Esculturas em Pedra Vulcânica - Foto: Al Tellure

Já ouviu falar da Ilha Jeju?

Um destino incrível e pitoresco na Coréia do Sul.

Jeju é um ilha vulcânica.

Seu panorama é uma mistura de cores e texturas que resultam num cenário surreal e único.

Uma paisagem quase dramática que mescla florestas, cavernas de lava, praias deslumbrantes, montanhas alucinantes, cachoeiras de fazer cair o queixo muito mais.

(Monte Halla, Foto: Unesco)

Na Ilha Jeju está o ponto mais alto de toda a Coréia do Sul.

O  incrível Monte Halla é cinematográfico, em sua cratera há um deslumbrante lago de água cristalina.

É um suntuoso vulcão adormecido.

Nessa mescla de incríveis paisagens, a impressão que estamos em um cenário de um filme de Peter Jackson é recorrente e inevitável.

(Foto: Unesco)

Com um clima sub-tropical semelhante ao havaí, a ilha Jeju é o destino mais querido do coreano, graças a esse clima ameno e climão de praia.

O resto todo da península sul-coreana tem um clima mais hostil, então, feriado na Coréia, já sabe: Jeju!

(Foto: Alan Yang, divulgação)

Além das paisagens e atrações, Jeju tem grande relevância científica graças aos seus Tubos de Lava.

São longos canais formados por antigas erupções, que saiam do centro da terra em direção à superfície.

Como a última erupção na ilha ocorreu há mais de 800 anos, a rocha esfriou, transformando esses canais subterrâneos em longos labirintos de cavernas, um deslumbre.

(Foto: Unesco)

A preservação da ilha é garantida pela Unesco, que a elegeu como patrimônio mundial da humanidade.

Pelas fotos dá para saber porque.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
LEVANDO O VERDE PRA DENTRO DE CASA...
17/05/2011 | 22h25

Deixo pra vocês  algumas fotos que utilizam o paisagismo, o verde como figura central da decoração de ambientes. Existe cada vez mais uma tendência em colocar a natureza dentro de casa, porque além de humanizar o ambiente, o verde  nos traz relaxamento, harmonia e uma sensação de liberdade e de renascimento.....

Portanto vamos apreciar e aprender como fazer para deixar mais bonitos e charmosos os ambientes em nossa casa!

Às vezes é bom trocar as coisas um pouco de lugar, repaginar a casa e a vida!!!!

Faz um bem enoooooorrrrmmme........

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Gostava tanto de você....
16/05/2011 | 17h49

Para tornar nossa semana mais gostosa.............

Relembrar Tim Maia é sempre muito bom....

Aumente o som e permita-se este momento...

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=MfWj3sVRuds[/youtube]

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Sacudindo a terra...
13/05/2011 | 21h22

Divido com vocês uma estória que nos traz uma bela reflexão.

Um dia, o cavalo de um camponês caiu num poço. Não chegou a se ferir, mas não podia sair dali por conta própria. Por isso o animal relinchou fortemente durante horas, enquanto o camponês pensava no que fazer. Finalmente, o camponês tomou uma decisão cruel: concluiu que o cavalo já estava muito velho e não servia mais para nada, e também o poço já estava mesmo seco, precisaria ser tapado de alguma forma.

Portanto, não valia a pena se esforçar para tirar o cavalo de dentro do poço. Ao contrário, chamou seus vizinhos para ajudá-lo a enterrar vivo o cavalo. Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terra dentro do poço. O cavalo não tardou a se dar conta do que estavam fazendo com ele, e relinchou desesperadamente.

Porém, para surpresa de todos, quietou-se depois de umas quantas pás de terra que levou. O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu. A cada pá de terra que caía sobre suas costas o cavalo a sacudia, dando um passo sobre esta mesma terra que caía ao chão.

Assim, em pouco tempo, todos viram como o cavalo conseguiu chegar até a boca do poço, passar por cima da borda e sair dali trotando. A vida vai lhe jogar muita terra, todo o tipo de terra. Principalmente se você já estiver dentro de um poço.

O segredo para sair do poço é sacudir a terra que se leva nas costas e dar um passo sobre ela. Cada um de nossos problemas é um degrau que nos conduz para cima, não devemos reclamar do que ocorre conosco e sim, buscar forças para vencer. Podemos sair dos mais profundos buracos se não nos dermos por vencidos. Use a terra que te jogam para seguir adiante e vencer seus obstáculos.

Pois os obstáculos fazem parte do nosso crescimento e da vida. Às vezes olhamos para trás, e pensamos, talvez hoje, eu teria tido outra atitude ao passar por aquela experiência... Sim, porque a maturidade chega com o tempo e o aprendizado se faz presente em nossas vidas, através dos erros e dos acertos. Mas para isso, é preciso também que saibamos parar de vez em quando para refletir sobre a nossa caminhada. Reconhecer nossos erros, reconhecer os erros dos outros, porque podemos aprender pelo amor ou pela dor... Na maioria das vezes, não conseguimos enxergar pelo amor... Às vezes está tudo tão claro a nossa frente, é tão fácil, que não valorizamos o que temos... As pessoas de confiança que fazem de tudo para fazer o melhor no trabalho, os amigos sinceros, a saúde, a família... E então tratamos mal a quem nos ama, não damos o devido valor a quem há anos está ao nosso lado, seja no trabalho ou na vida, dedicando todos os minutos para que possamos seguir em frente...

Às vezes, damos mais ouvido a pessoas que chegam a tão pouco tempo em nossa caminhada, do que as que já estão há tempo e com sinceridade caminhando conosco, lado a lado, e aí fazemos como o homem, jogamos as pás de terra porque fica mais fácil, ao invés de verdadeiramente buscarmos soluções corretas, sinceras e gratas pelo tempo de serviço que o cavalo tão bem prestou ao homem.

Todo o esforço, toda a luta, todo este empenho é sempre válido para salvar ou ajudar alguém... Se o cavalo tivesse entregue os pontos, e ficasse a se lamentar e gritar e chorar, mesmo assim já estaria morto, e pior, seria enterrado vivo... Pensemos então, que gritar, chorar, esbravejar nunca resolverá nossos problemas. Temos que pensar calmamente para procurarmos soluções, pois temos a obrigação de sermos felizes, de sermos pessoas que com coragem (que não é a ausência do medo, mas o controle sobre ele) enfrentam seus problemas, independente da idade, do sexo, da condição econômica e etc...

Sacudamos sempre a terra que jogam em nossas costas, pois no mundo, não faltará nunca “o lobo em pele de cordeiro”, ou o invejoso que precisa te atingir para tentar subir, ou o acomodado que desiste facilmente de enfrentar obstáculos, e assim por diante... Porque encontramos sempre em nosso caminho, aquele que chora conosco em nossas horas de tristeza, mas encontramos muito poucos, pouquíssimos, dos que se alegram com as nossas conquistas e vitórias!

Que este cavalo possa simbolizar, a vontade de lutar sempre, e não se acomodar em qualquer fase ou idade que tenhamos, pois devemos recordar sempre que o passado é história, o futuro é mistério, o presente é uma dádiva e por isso se chama presente.

Para ser feliz, basta vivermos de forma simples e harmoniosa, sempre libertando o nosso coração da desarmonia; libertando a nossa mente das preocupações; simplificando a vida; dando mais e esperando menos... e sempre amando mais, aceitando a terra que jogam sobre nós, pois ela pode ser a solução e não o problema.

Desejo a você que amanhã seja um dia ainda melhor do que foi hoje!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
CAVERNAS....
12/05/2011 | 19h45

Cavernas do Brasil e do Mundo

As mais incríveis cavernas e grutas do Mundo

Cavernas do Brasil e do Mundo

Berço da humanidade, as cavernas que antigamente abrigavam nossos remotos antepassados, hoje são vistas como verdadeiras obras de arte da mãe natureza, algumas até parecem ser de outro mundo ou dimensão. Ainda sim, são os lugares menos explorados pelo bicho Homem na Terra, talvez esteja aí o motivo de algumas delas serem tão belas e exclusivas. Pensar em caverna, nos leva a pensar em profundidade, em escuridão e medo, mas também nos leva a pensar em beleza extraordinária, em refúgio seguro ,em amor intenso!!

Cada um tem a "caverna " que escolhe.... Eu prefiro me aventurar na segunda opção e você?

CAVERNA DONGZHONG – CHINA
Mas há outras opções também.Veja esta escola ... Agora imagine se esse lugar não tem nenhum aspecto similar á atmosfera acadêmica, ou pior ainda, se esse lugar é simplesmente um lugar entre rochas...  Pois bem, dificilmente alguém já pensou em colocar seus filhos para estudarem em uma CAVERNA!
Ter aulas dentro de uma gruta deve ser bem interessante, ou não, dependendo das dificuldades caustrofóbicas que você tiver.
Mas não achem que uma escola em um local tão pitoresco é mera suposição de uma mente fértil. Na China isso realmente existe, o nome da escola é Dongzhong, traduzindo, “dentro da caverna”. Dezenas de crianças da vila Miao, estudam lá, praticam educação física, têm aulas de matemática, se divertem na hora do recreio, enfim, levam uma vida escolar normal. Quem deve gostar bastante são os professores de geografia! A escola foi fundada em 1984 e abriga cerca de 200 alunos.
CAVERNA WAITOMO GLOWWORM – NOVA ZELÂNDIA
Já imaginou como seria ir até uma caverna que tem iluminação própria? E não estamos falando de qualquer iluminação. É simplesmente magnífico, são pontos e linhas em um tom único de azul florescente, formando belos traçados, capazes de fazer qualquer um se emocionar enquanto observa. Essa é a Caverna de Waitomo Glowworm na Nova Zelândia. O que mais chama a atenção nisso tudo,é como que esse verdadeiro céu estrelado de Waitomo é formado. Preste atenção, o responsável por toda essa beleza é o Arachnocampa Luminosa, não entendeu? É complicado mesmo, esse é o nome cientifico do verme, isso mesmo, verme que causa esse belo efeito na caverna.
Os vermes bioluminescentes tecem um ninho de seda no teto da caverna, onde se penduram. Dentro de uma cápsula especial na cauda do verme ocorrem reações químicas. É graças a essas reações que o lindo efeito de Waitomo é possível. O motivo de toda essa complexidade é puramente selvagem, centenas de fios descem do teto para capturar insetos como uma linha de pesca. Os pobres insetos voadores, inexplicavelmente não resistem a luz produzida pelos vermes e são sempre prezas fáceis. A nós humanos resta apenas o prazer de contemplar mais essa incrível obra da Natureza.
LA CUEVA DE LOS CRISTALES – MÉXICO
Uma gruta com mais de 290 metros de profundidade, em uma cidadezinha industrial, no norte do México, Chihuahua. Dentro dessa gruta, acreditem se quiser, podemos encontrar cristais de até 11 metros de comprimento! Um dos mais valiosos tesouros geológicos e científicos da face da Terra. O nome da mina é Nica, e ela realmente parece ser fruto de um delírio. Quem  vê tem a sensação de estar em um sonho, a ficha demora a cair, muitas vezes sequer cai. É algo monstruoso, que não parece fazer parte dessa dimensão. Os maiores cristais do planeta foram descobertos apenas no ano 2.000, pelos irmãos Eloy e Javier Delgado, agora pensem quantas maravilhas tão ou mais incríveis como essa ainda não tivemos o prazer conhecer.
OAutras cavernas fantásticas do mundo:
La cueva Del fantasma: A caverna do fantasma, Venezuela.
Nela cabem 2 helicópteros confortavelmente.
Eisriesenwelt – Austrália: Maior caverna de gelo do mundo
Fantastic Pic – EUA – Maior furna dos EUA continental.
Lançada do topo, leva 8 segundos para uma pedra tocar o chão.
No Brasil também temos cavernas hipnotizantes:
TOCA DA BOA VISTA – CAMPO FORMOSO BA
Enorme! É a maior caverna do Brasil, ela tem impressionantes 107 km de extensão, maior que a distância entre São Paulo e Santos, mas seu formato é labiríntico e o efeito desse labirinto é fantástico. Suas dimensões chegam até 20 metros de altura e 70 metros de largura. É um outro Mundo escondido em Campo Formoso, como a maioria das incríveis cavernas espalhadas pelo Mundo, parece não fazer parte deste planeta. Uma viagem a outra dimensão, sem sair do Brasil.
GRUTA DA TAPAGEM – ELDORADO SP
Ou, Caverna do Diabo. Apesar do nome ela lembra em alguns detalhes, o famoso estilo barroco. A luz é artificial, mas as verdadeiras esculturas rochosas de autoria da Mãe Natureza não podiam ficar no escuro não é mesmo?  Apenas 6.500 metros dela já foram explorados, e só 700 metros estão abertos para visitação, mas mesmo assim ela é a maior caverna do estado de São Paulo.
CURIOSIDADES:
É no Brasil, mais precisamente na Amazônia, no município de Barcelos, que se encontra a caverna mais profunda do mundo, o Abismo Guy Collet.
Desejo que você encontre a sua ...
Com afeto
Beth Landim
Comentar
Compartilhe
Dividindo com quem precisa...
11/05/2011 | 15h23

Dia das Mães  com alunos e professores do ISE, na Beneficiência Portuguesa! Pois saber dividir é um aprendizado constante em nossas vidas.... porque na verdade quem divide, sempre MULTIPLICA!!!!

O Grupo HUMANISE, formado pelos alunos do curso de Enfermagem do ISECENSA, coordenado pelas professoras Elizabeth Rocha e Aline Marques, realizou no dia 06/05/11, visita aos setores de Clínica Médica, Traumatologia feminina, Câmera Hiperbárica, Oncologia e Maternidade do Hospital Beneficência Portuguesa de Campos em homenagem ao Dia das Mães.

A proposta do Grupo de Humanização na Saúde do ISECENSA é levar calor humano aos pacientes internados nos hospitais, pois já ficou mais do que provado que o carinho, o cuidado, a atenção e o amor são excelentes remédios!!!

Entre as várias atividades, músicas,versos e presentes foram ofertados a todas as pacientes.

Fizemos homenagem também às funcionárias do Hospital, que são mães e dedicam parte de sua vida no cuidado aos pacientes.

Todos os momentos, inclusive a preparação dos alunos em ensaios, foram cercados de muita emoção, indicando que as relações humanas são fundamentais nas ações de saúde.

Nossos sinceros agradecimentos aos funcionários da Beneficência Portuguesa de Campos, que tornaram viável a prática da humanização em saúde, favorecendo assim, a formação de futuros profissionais Enfermeiros, que além do conhecimento técnico, também desenvolvem seu lado humano no processo de cuidar.

E parabéns aos alunos do curso de Enfermagem que enxergam na humanização em saúde, uma estratégia fundamental na recuperação dos pacientes, facilitando assim a melhora no seu estado de saúde.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Hoje em São Paulo...
10/05/2011 | 18h40

Está acontecendo  em São Paulo a Feira Interdidática 2011 no Palácio das Convenções do Anhembi para o setor educacional brasileiro.A Interdidática 2011 terá a duração de três dias, com a proposta de aglomerar em um mesmo ambiente diversas empresas que ofertam produtos e serviços ao setor educacional brasileiro. A edição 2011 da Interdidática firma sua posição com relação à oferta de novas tecnologias ligadas à educação.

Eventos Integrados da Interdidática 2011 debatem temas sobre a nova aprendizagem para o século 21 e sobre políticas educacionais para inclusão digital.

Especialistas do Brasil e do exterior irão compartilhar experiências e informações exclusivas junto a um público formado por educadores e gestores educacionais de diversos níveis, em um ambiente de muita interação e troca de experiências, durante as atividades do Fórum Internacional de Tecnologia Educacional – Nova Aprendizagem e Inovação na Educação com as TIC, cuja sessão plenária de abertura terá a presença de Roberto Carneiro (Portugal), seguida, nos seus três dias de realização, de 10 a 12 de maio de 2011, por conferências proferidas pelos professores Yves Punie (Espanha) e Katie Salen (Estados Unidos), entre outros importantes keynotes. Para a Conferência dos Municípios “Políticas Educacionais para Inclusão Digital” a palestra da professora Betina Von Staa (Brasil) é aguardada com expectativa pela comunidade da educação.

O Futuro da Aprendizagem: Como a Rede "Mainstream" Mudará os Espaços na Aprendizagem

Palestrante: Prof. Dr. Yves Punie, do Institute for Prospective Technological Studies – Espanha.

Sinopse: Nesta conferência se apresenta a consulta a peritos e especialistas, sobre as expectativas de mudanças para a aprendizagem no futuro e as oportunidades de educação e formação. Processos de ensino-aprendizagem devem se tornar mais flexíveis. Os professores se tornarão orientadores e guias em um processo de aprendizagem personalizado, autorregulamentado e colaborativo. Escolas vão se abrir para a sociedade através da integração de recursos externos e práticos de aprendizagem, incluindo o uso da tecnologia. Mas será que essas mudanças também levam à transformação educacional, que é o grande desafio da educação, e adaptação de nossas instituições de formação às necessidades do mundo digital?

Do Projeto à Aprendizagem: Desenvolvendo um Jogo com Base na Escola

Palestrante: Profa. Msc. Katie Salen, do Instituto Quest to Learn (Q2L) de Nova Iorque – EUA

Sinopse: Em 2007, integrando um trabalho da Fundação MacArthur (EUA), Katie Salen teve a ideia de uma escola que usaria o “jogo como aprendizagem” como uma forma de capacitar e envolver os alunos em todas as esferas da vida. Quest to Learn (Q2L) é o resultado desta colaboração, uma escola pública do ensino médio em Nova Iorque, projetada para ajudar os alunos a fazer uma ponte entre literacias antigas e novas, através da aprendizagem sobre o mundo como um conjunto de sistemas interligados. Esta palestra irá focar no núcleo de aprendizagem dos diretores da escola e a forma como estes princípios desempenham a prática no dia-a-dia dos professores e dos alunos.

Impacto de Integração de Tecnologia Educacional em Municípíos de Ideb Baixo, Médio e Alto. O que muda na Escola e quem se beneficia mais em cada caso?

Profa. Dra. Betina Von Staa - Coordenadora de Pesquisa em Tecnologia Educacional

O fator que mais influencia o desempenho dos alunos no mundo inteiro é a escolaridade das suas mães, que é é um elemento que dificilmente pode ser alterado no ambiente educacional. Sendo assim, torna-se necessário investir em soluções que atendam a forte demanda por educação dos alunos oriundos de ambientes menos privilegiados, sem deixar de atender à forte curiosidade dos alunos que naturalmente têm melhor desempenho escolar. Nesta apresentação, observaremos resultados de projetos que envolvem tecnologia educacional, realizados em municípios com Ideb inicial baixo, médio e alto. Os resultados serão avaliados em termos de evolução do desempenho e da taxa de aprovação dos alunos, que compõem o Ideb. Além disso, observaremos o desenvolvimento de outros fatores relacionados à qualidade na educação, tais como a adoção de práticas pedagógicas eficazes e diversificadas, a promoção de equidade no ensino e aprendizagem e o envolvimento da família e da comunidade na formação das crianças. Contataremos que muito pode ser feito para suprir as necessidades educacionais de todos.

Sessão Plenária de Abertura - Semana Internacional da Tecnologia Educacional

Moderador: Prof. Dr. Roberto Carneiro, da Universidade Católica Portuguesa e Presidente do Centro de Estudos dos Povos e Culturas de Expressão Portuguesa – Portugal.

Com afeto e investimento sempre na educação,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Não quero dinheiro....
09/05/2011 | 16h20

 

 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=1MZVeG3ZJQw[/youtube]

Só Quero AMAR....

Pare um pouquinho o que você está fazendo e deixe-se levar por Tim Maia....

Aumente o som e viaje nos pensamentos...  deixe a música entrar em seu coração e a melodia embalar seus sonhos....

Existem algumas coisas que o dinheiro não compra... e uma delas é o amor sincero !

É tão bom nos sentirmos amados e amar também...

Nos faz mais jovens e parece que podemos tudo...

Então ..... Aproveitem ...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
MÃE, AMOR QUE TRANSCENDE...
06/05/2011 | 23h59

Mãe, o que falar pra você neste dia? Pois você é tudo... E para você as palavras são pequenas, os gestos de carinho são poucos, diante de seu amor incondicional de Mãe. Com você, experimento o amor profundo, enxergo com a alma e com o coração, sinto o verdadeiro sentido da BONANÇA!

Você, com toda a sua sabedoria, nos ensina sempre, mesmo no silêncio, que a paciência do tempo nos auxilia a enfrentar os contratempos, e a transformar sempre a dor em amor. Este é o legado que você nos deixa sempre... Pois a esperança faz morada em seu ser e os sonhos continuam cada vez mais vivos em sua vida, refletindo em nós, seus filhos e netos que tanto a amamos.

Seu nome ELZA significa “águas profundas”, e lhe cai tão bem, pois você não convive com a superficialidade, mas com as profundezas dos sentimentos e da doação. E hoje, por sua nobreza e desprendimento, peço licença a você para homenagear outras duas mães que como você transformaram a dor em amor, e trazem nos olhos o brilho da maternidade, da doação, da vida, da superação dos limites do espaço físico e do tempo e amam incondicionalmente, pois conseguiram alcançar o amor transcendente.

Assim como você, da sua experiência com nossos irmãos gêmeos Amaro e Ricardo, que de forma imperceptível para nós filhos, que não vimos o seu sofrimento, e sim uma mulher pronta para seguir em frente, a amar sempre, e ter certeza da fé que carrega dentro de você, de forma tão bela e nobre... Seu brilho é a nossa luz interior...

Hoje não vou falar do seu lado empresarial, profissional, artístico e desportivo, que você desempenha maravilhosamente bem, mas vou seguir o seu exemplo apreendido no que você nos ensina sempre: a dividir e a ser desprendidos. Quero então dividir a sua homenagem com duas mães muito especiais como você. Tenho a certeza de que você se orgulhará disso!

Falo de Lia Mirian Aquino Cruz e Cicinha Chagas Freitas, mães de amor incondicional... Mães que assim como a minha, passaram pela dor, mas escolheram o amor como escudo, como timoneiro a guiar aos ventos, seus momentos de saudade... Uma dor, que mesmo permanecendo, elas tiveram a sabedoria e a fé para não transformá-la em sofrimento e em amargura.

Pelo contrário, falar de Lia Mirian e Cicinha é como ver o irradiar dos raios do sol, a alegria contagiante, o esforço sobre-humano que fazem para a todos tocar com amor e afeto em seus corações. Solidárias, extremamente humanitárias, elas vencem a ausência física, sendo mães em tempo e alma de Gilberto Filho e Alexandre Magno, pois confiaram seus filhos ao colo de Jesus, assim como a minha mãe confiou os gêmeos Amaro e Ricardo.

Sua fé as conduz ao amor transcendente, e elas vivem intensamente esse amor por seus filhos. Gilberto e Alexandre estão vivos em seus corações, pois vivem esta maternidade com toda a intensidade do mundo. E é este exemplo, este outro olhar, que tanto temos que aprender com vocês...

O olhar do dom da vida, do agradecer, do se reerguer, do acreditar e ter fé, mesmo quando a dor dilacera nosso coração, mas nos faz mais firmes do que uma rocha, e vocês com toda a firmeza reúnem, agregam a família, os amigos, tem sede de viver, porque transformaram a dor em amor, um amor incondicional e vivo em seus corações, que por isso passa para os nossos corações...

Não tem como olhar para Lia e não sentir avidez pela vida, pela família, mulher de talento nas artes, pianista e concertista como poucas, mestra em inglês, fluente no francês, empresária de sucesso.  Lia tem sede de viver, tem amor por Gilberto, Gilberto Filho e Graziela,  pelo seu neto João Pedro, tem a juventude exalando como um perfume e nos leva a essa atmosfera mágica, com seu sorriso, seu magnetismo, sua sinceridade (tão rara de se ver)...

Cicinha é sempre um aconchego, seu bom humor, sua alegria, "sua Femac"... Cicinha professora,empresária brilhante que não conseguimos dissociar da sua Femac, e vice-versa, assim como não conseguimos dissociar Cicinha de Edwar, de Júnior, de Cid, de Luciano e de Gabriel.

A Cicinha solidária, sempre pronta a qualquer hora para colocar a mão na massa, para ajudar, trabalhar e receber os amigos. Mulher que sabe o que quer, que junto a Edwar ajudou a colocar cada tijolo da Femac e a construir uma família linda. Sinceridade, bom humor, disponibilidade, vigor, juventude, são marcas suas que você nos deixa constantemente.

Mulheres de nobreza de alma, Elza, minha mãe, Lia Mirian, Cicinha, que nos ensinam a cada dia, que não perderam seus filhos, mas dividiram mais cedo o colo com Jesus, e que trocaram a dor pelo amor, tendo a generosidade, a sabedoria e a fé, para iluminar cada vez mais os caminhos de todos que neles passam junto com vocês, e ser um farol a nos guiar, do que é verdadeiramente ser MÃE!

Agradeço, ainda, a presença de Ir. Suraya Chaloub, exemplo de maternidade espiritual. Talvez, bem mais difícil de alcançar, pois precisamos nos desprender de tudo para adotarmos a figura materna de tantos filhos e suas tantas especificidades. Isto você faz com maestria!

A vocês e a todas as mães, todas as honras!!!

Toda minha admiração e amor!!!

Vocês são como uma Serenata de Amor, a tilintar suavemente, brilhantemente, todos os dias em nossos corações!!!

Com afeto e com o perfume das rosas,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Orientações preventivas para os casos de Conjuntivite
03/05/2011 | 23h12

Estamos passando por um surto de conjuntivite em nossa região. Trata-se de uma doença infecto-contagiosa, caracterizada por uma inflamação da conjuntiva ocular, que pode ser causada por vírus ou bactéria, e em geral é de alta transmissibilidade. Pode acometer crianças e adultos, sua evolução pode provocar prurido, edema palpebrar, ardência nos olhos, vermelhidão, cefaléia, até casos mais graves da doença.

Suas formas de transmissão são pelo contato com objetos ou superfícies contaminadas, espirros ou tosse próximos de outras pessoas, além disso, para que haja infecção o indivíduo deve apresentar depressão imunológica.

No ISECENSA, através do curso de Enfermagem, têm sido feitas orientações regulares quanto às formas de prevenção à doença, e algumas orientações importantes são:

1. Evitar troca ou empréstimo de utensílios pessoais (talheres, copos, material escolar, maquiagem, celulares, computadores), todos são potenciais carreadores de microorganismos.

2. Evitar tocar corrimãos, maçanetas ou superfícies de locais públicos;

3. Fazer uso de óculos de grau ou escuros

(o que já faz uma barreira física, dificultando o contágio);

4. Diminuir as aglomerações;

5. Evitar o uso de lentes de contato neste período;

6. E a dica mais importante, devido à falta de controle natural de transmissibilidade da doença, é importante que TODOS lavem as mãos com água e sabão com freqüência (isso reduz muito as chances de contágio).

É importante lembrar que embora seja uma doença infecto-contagiosa, com um surto atual bastante virulento, podemos estar próximos a pessoas que já estão contaminadas e ainda não apresentaram sinais ou sintomas (período de incubação da doença), porém nestes casos o potencial infeccioso está presente, sendo o potencial de disseminação da doença destes indivíduos ainda mais importante, pelo fato de não saberem que estão infectados, não tomam medidas preventivas.

Nas residências e empresas, o pessoal da limpeza deve ser orientado a fazer limpeza em vários períodos do dia das maçanetas, corrimãos, balcões e qualquer outra superfície de contato com pano limpo e álcool a 70%, única forma de inativar o microorganismo.

A doença nunca deve ser tratada sem a orientação médica, onde deverá ser avaliado o tipo de conjuntivite (viral ou bacteriana) e traçado o tratamento adequado para caso, o ideal é que se façam compressas com soro fisiológico gelado (promove conforto e diminui o edema). As pessoas infectadas devem se afastar de suas atividades de trabalho, permanecer isoladas em seu domicílio, bem como separar seus objetos pessoais dos demais membros da casa.

É prudente que todos saibam as informações a respeito da doença para que possamos preveni-la.

Lembremos sempre que:

MEDIDAS SIMPLES, SALVAM VIDAS.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Cidade de Maranguape!
02/05/2011 | 14h22

Um pouco de humor com Chico Anysio para você!

Pare um pouquinho o que você está fazendo e permita-se  rir um pouco ..... sempre faz bem pra vida!!!

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Eyj8DS0i6mg[/youtube]

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Elizabeth Landim

[email protected]