PRÍNCIPE OU SAPO?!
30/04/2011 | 19h52

O mundo assistiu ao casamento real da Princesa Kate Middleton e do príncipe William. Uma história de amor que aos olhos do mundo tem ritos, pompas e glamour, mas que para os corações de Kate e William tem a profundidade da entrega, da união, da esperança de construir juntos o caminho da felicidade, de formar uma família.

O casamento consiste numa “declaração” oficial para o mundo em que vivemos, de que aceitamos os valores, a história de vida, a família, enfim, o amor do “outro” como nosso! O que mais me chamou a atenção ontem, na “declaração” de Kate e William, foi a segurança de Kate, fruto de um amor consistente e cúmplice de William. Kate era dona de si, assim como William, embora plebéia. A cumplicidade dos dois e o amor que no simples olhar de um para o outro era perceptível, é capaz de se tornar tão grande, quantos os obstáculos que a vida e o casamento muitas vezes passam.

Porque a vida de todos nós, não é feita somente de dias felizes... nem a dos príncipes... exemplos não nos faltam para esta constatação.

E então, vem a pergunta, príncipe ou sapo? Muitas vezes procuramos por um príncipe e o radicalismo da procura só nos faz enxergar o sapo... E aí a desilusão, a frustração, o vazio...

Porque cada um de nós não é só príncipe ou só sapo. Carregamos um pouco de príncipe e um pouco de sapo. E é esta mescla, esta miscigenação, que seduz o outro, que equilibra os relacionamentos, que torna a todos nós, normais e príncipes. Pois o carinho, a atenção, o cuidado, o simples “arrumar de mesa com uma flor”, a gentileza de abrir a porta do carro ou da “vida”, o perguntar para o outro: Você está feliz?... O que quer fazer hoje?..., já nos torna príncipes...

É de cuidados que vamos regando as relações e quando estamos juntos, literalmente de corpo e alma, não há estrelas que não possamos alcançar... nem sonhos que não possamos realizar, porque somos um para o outro...

Mas temos nossos momentos de sapo, onde muitas vezes o egoísmo impera, a pequenez reduz o caminho, as disputas vazias, os ciúmes, nos tornam pessoas pequenas e feias de coração.

E então precisamos sempre refletir, para que não sejamos na maior parte do tempo, como o sapo... Mas que tenhamos a simplicidade e clareza do pensar, para pedirmos desculpas, voltar atrás e reconhecer os erros, dar outra chance... Porque sempre existe uma chance para o amor. A felicidade é isto, partilhar as pequenas e grandes coisas com as pessoas que amamos.

Desejo de coração que Kate e William sejam muito felizes, pois mesmo a distância, percebemos nos olhares dos dois que eles verdadeiramente se amam. A vida nos ensina que o amor não consiste em olhar um para o outro, mas sim em olhar juntos, para fora, na mesma direção, pois o significado das coisas não está em si, mas sim em nossa atitude com relação a elas.

Há sempre uma chance de recomeçar, de transformar sapos em príncipes, de transformar o feio em belo, de sermos pessoas melhores, de caminharmos de forma mais equilibrada e feliz. É sempre tempo de recomeçar.

Que Kate e William, assim como todos os casais “enamorados” possam enxergar com os olhos da alma, do coração puro, na mesma direção.

Eu já encontrei  o meu príncipe e você ?.......

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Canção do Dia de Sempre ...
28/04/2011 | 12h51

Um pouco de poesia com Mário Quintana...

Tão bom viver dia a dia… A vida assim, jamais cansa… Viver tão só de momentos Como estas nuvens no céu…

E só ganhar, toda a vida, Inexperiência… esperança… E a rosa louca dos ventos Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio: Sempre é outro rio a passar. Nada jamais continua, Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança Das outras vezes perdidas, Atiro a rosa do sonho Nas tuas mãos distraídas…

Com afeto e  carinho ,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Underground: Os metrôs mais incríveis do mundo
26/04/2011 | 10h14

Uma odisséia subterrânea

Underground: Os metrôs mais incríveis do mundo

Metrô de Munique - Alemanha (por fora)
Dos transportes públicos, o metrô sempre é escolhido como o favorito! Além de ser o mais rápido e prático, o metrô tem um certo ar cool, concentrando uma variedade de pessoas diferentes, todos com pressa para chegar em algum lugar.
Metrô de Munique - Alemanha
Diferentemente de filmes trash como Plataforma do Medo, o metrô da cidade alemã impressiona e surpreende a cada estação. Todas são absolutamente limpas, sem lixo sem pixações .Enquanto algumas estações são ultramodernas com um teto espelhado, outras são antigas e parecem que foram conservadas desde os anos 30.
Em seis linhas, estão 93 estações com 91km no total e é possível conhecer bem a cidade. Se for ficar por um tempo razoável uma boa ideia é pedir o "tíquete de um dia" que custa cerca de 5,40 Euros (R$12,30) e vale por 24 horas ou então o "cartão de city tour" que além das passagens, dá desconto em um monte de atrações turísticas, e custa a partir de 9,90 Euros (R$22,50).
O metrô de Paris - França
Inegavelmente a língua que os turistas se sentem mais a vontade fora do seu país é o inglês, e o metrô de Paris apesar de não ter as informações em inglês, é muito tranquilo de usar.
Como tudo na cidade, o segundo metrô mais antigo do mundo é puro charme!
O carnê com 10 bilhetes custa 11,60 Euros (R$ 26,40).
O metrô de Moscou - Rússia
Um metrô muito bonito e com uma arquitetura clássica digna de um czar (que jamais andaria de metrô).
Uma curiosidade é que além das pessoas, muitos cachorros andam pelo transporte subterrâneo da cidade. A evolução do ato de passear se dá provavelmente porque estão atrás de comida, mas eles simplesmente entram e saem nas estações que bem desejam.
A passagem custa cerca de 15 Rublos (R$1,20).

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=CpP-Kv16ylg[/youtube]

O metrô de Pequim - China
Com as olimpíadas, o governo deu uma bela modernizada no seu sistema de metrô que hoje conta com mapas de tela touch-screen, TVs de LCD, um ótimo sinal para celulares e o mais importante, o anúncio das estações é bilíngue.
Um paraíso da tecnologia para você se sentir em uma sociedade a la Minority Report .
As passagens custam cerca de 2 yuans (R$0,50).
Pyongyang - Coréia do Norte
À 150 metros de profundidade, estamos na verdade falando de um bunker dos transportes. Completamente planejado para um ataque nuclear, as estações possuem instalações para abrigar os militares.
. A decoração fica por conta do rosto de Kim Jon Il e outros líderes políticos, todos muito simpáticos, estampados nas paredes.
Para entrar, moedinhas no valor de 5 Won (praticamente 5 reais também).
Desejo que no Brasil, possamos ampliar nossa rede de metrô, para que tenhamos um transporte de qualidade e eficiência aliado a economicidade, principalmente com dois grandes eventos que o Brasil sediará.
Com afeto ,
Beth Landim

Comentar
Compartilhe
TEMPO DE PÁSCOA...
21/04/2011 | 13h14

Neste tempo de Páscoa é essencial refletirmos sobre nossa vida e olhar em direção ao céu, encontrando no transcendente a resposta de que a eternização consiste no gesto de fazer-nos presente independente do tempo e do espaço, no coração das pessoas, assim como Jesus se faz presente em nossas vidas!

A mensagem simples que mudou o mundo para sempre foi: "Ele não está mais aqui. Ele ressuscitou"! A Páscoa trata do sentido da nossa vida, da razão da vida do ser humano. Ela trata da eternidade. Esse fato muitas vezes fica perdido na correria da sobrevivência diária. Ficamos presos nas buscas frenéticas e na corrida da vida, totalmente absorvidos e orientados pelas exigências do mundo! A Páscoa trata da ressurreição: a de Jesus e a nossa.

Em Jesus, os cristãos descobriram que fazer-se presente nos outros é o verdadeiro sentido da ressurreição. Daí vêem que o plano completo para suas vidas vai se concretizar, realizar e ser compreendido ao longo da vida, na perspectiva do eterno.  Essa é a essência da Páscoa. As palavras ecoam por toda a criação: Ele não está mais aqui no plano físico, mas vive em nossos corações, através da mensagem magnífica que deixou para a humanidade!

É tempo de Páscoa! Tempo de relembrar o  amor e a humanidade que Jesus  nos deixou como exemplo e  desejo de crescer como indivíduo, como profissional, como amigo, como cristão...

Cada dia é um presente único e deve ser vivido intensamente, buscando uma vida melhor, de um Brasil mais honesto, de um mundo mais justo. Mas isso depende de cada um de nós e de todos, todos mesmo, cada um dando sua contribuição.

Páscoa é renascimento, é recomeço, é uma nova chance para gente melhorar as coisas que não gostamos em nós. Para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho e vermos que hoje somos melhores do que fomos ontem. Páscoa é tempo de começar tudo de novo. De nos libertarmos de tudo que nos aflige e nos desanima e recomeçarmos um novo tempo. Abandonar tudo o que é velho e antigo e olhar pra frente com coragem. Nos dedicarmos à vida como quem sorve o sumo de um fruto saboroso.

RENOVE-SE! Marque sua presença com a vida que faz desabrochar coisas novas. É PÁSCOA!  Porque é uma alegria poder caminhar,sentir-se vivo ,superar os desafios da vida e buscar com todas as forças a felicidade.... Sinta a felicidade de transformar-se em homem novo. Cada dia que passa VOCÊ faz PÁSCOA. Cada vez que faz um irmão viver, maravilhar-se com a vida, é PÁSCOA!

Páscoa é tornar as coisas novas. Páscoa é libertação. Páscoa é o encantamento do amanhecer. Páscoa é você deixando PAZ e AMOR no caminho por onde anda. Procuremos, efetivamente, seguir a mensagem de amor, de retidão deixada pelo grande exemplo que foi JESUS ou Seu sacrifício de amor terá sido em vão. Que em nossa imperfeição possamos melhorar a cada dia para superarmos os obstáculos com dignidade e não esquecermos de transmitir às novas gerações os exemplos do bem viver ,do ombro amigo ,da sinceridade, do desprendimento para com o outro ,dos olhos que vêem com a alma. Que as belas mensagens enviadas sejam fixadas em nossas mentes e em nossos corações  e não se esgotem no domingo de Páscoa.

É no comum da vida que se prova a arte de bem viver.

Experimentamos a páscoa vivendo o dia-a-dia como tempo de  dádiva , pense nisso e tenha uma FELIZ PÁSCOA!

Com afeto e muitos "coelhinhos" ....

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Sacolas Criativas... Muito legal!!!
18/04/2011 | 09h23

Nada como aliar o bom humor a tudo que fazemos!

Ter bom humor e criatividade é sinal de inteligência.

O humor faz toda a diferença na vida das pessoas.

Pessoas leves, criativas e bem humoradas carregam menos peso nos desafios da vida e sempre encontram uma solução para os seus problemas.

Para você um pouquinho das sacolas criativas "bem humoradas" para te inspirar e alegrar seu dia...

Qual delas você mais curtiu???

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
80, 95 ou 103 ... o que importa é saber viver ... sonhar sempre ...
15/04/2011 | 22h30

Estava outro dia a observar as pessoas que com 80, 95, ou 103 anos, por exemplo, possuem sonhos a realizar. Por isto estas pessoas são excepcionais, felizes e admiráveis. Não estão na vida esperando o tempo passar, mas estão querendo mais tempo aqui na Terra, mais vida, mais trabalho, mais felicidade, estão à procura do “VIVER”.

Então, lendo Cora Coralina (1889 – 1985) pude perceber o quanto sua vida falava disso. Quando jovem, interessou-se por poesia e romances lendo tudo o que lhe chegava às mãos. Começou a escrever os seus primeiros textos aos 14 anos de idade, publicando-os nos jornais locais apesar da pouca escolaridade, uma vez que cursou somente as primeiras quatro séries, com Mestra Silvina. Publicou nessa fase, o conto Tragédia na Roça. Aos 70 anos, com problemas financeiros, decidiu fazer doces de frutas para vender. Tinha orgulho de jamais ter escrito para se lamentar da vida. Preferia, ao invés, louvar as coisas da terra e sua gente.

Na década de 80, passou a se corresponder com o poeta Carlos Drummond de Andrade, que admirava seu talento, a qualidade do seu caráter e a considerava uma mulher de espírito. Em 1983, lança "Vintém de Cobre-Meias, Confissões de Aninha", recebendo em seguida os o título de Intelectual do Ano da União Brasileira de Escritores e o troféu Juca Pato, tendo sido a primeira mulher a ser agraciada com eles. Cora Coralina foi homenageada no Festival Nacional de Mulheres nas Artes e recebeu o título de doutora honoris causa, concedido pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Cora Coralina amava o que fazia, jamais desistiu dos seus sonhos, e só conheceu o sucesso aos 80 anos. Mas Cora jamais desistiu de expressar nos seus “escritinhos”, seus lindos poemas, seu amor pela vida, sua paixão por escrever.

Estes sonhos também passam por Oscar Niemeyer hoje aos 103 anos, um arquiteto brasileiro reconhecido internacio- nalmente como um dos grandes renovadores da arquitetura no século XX, com obras de destacado valor em vários países do mundo. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes (1935), começou a trabalhar com Lúcio Costa, criando uma parceria de sucesso internacional sob orientação do arquiteto franco-suíço Le Corbusier, para projetar a sede do Ministério da Educação e Saúde, hoje palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro. Com Lúcio Costa projetou o pavilhão brasileiro da Feira Internacional de Nova York (1939). De volta ao Brasil foi convidado pelo então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek, para projetar um conjunto arquitetônico para a Pampulha. Com o passar do tempo abandonou o ângulo reto em favor das linhas curvas. Convidado pelo presidente Juscelino Kubitschek para elaborar o projeto para a construção de Brasília, sugeriu a abertura de um concurso nacional para o plano geral da cidade, concurso ganho por Lúcio Costa. Porém, projetou ali vários edifícios públicos que incluem o palácio da Alvorada (residência presidencial) e a capela anexa, o palácio do Planalto, o edifício do Supremo Tribunal Federal e o do Congresso Nacional, a catedral e o Teatro Nacional, e idealizou obras de tal beleza que levaram as Nações Unidas a declarar Brasília patrimônio cultural da humanidade em 1987. A consagração de seu talento veio com a exposição montada em no Musée des Arts Décoratifs, do Louvre, em 1964, a primeira exposição que a instituição dedicava a um arquiteto. Em seu projeto de vida, Oscar Niemeyer sonha, supera e continua querendo criar traços novos...

Compartilhando desses mesmos sonhos por viver, temos em Campos D. Diva Goulart que hoje completa 95 anos.  Esta “pequena grande” mulher, jornalista por formação, representa um grande exemplo de amor e de dedicação ao próximo. Educadora convicta fundou e está à frente da Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (APOE), que desenvolve de forma brilhante e sublime um trabalho reconhecido por todos de nossa cidade como de excelência e dedicação aos portadores de necessidades especiais.

A APOE representa tanto para D. Diva que existe uma simbiose completa: ao pensarmos na APOE, pensamos em D. Diva e ao pensarmos em D. Diva pensamos na APOE. D. Diva marca a vida das pessoas por seus atos e atitudes com o próximo. Nela não encontramos palavras vazias. Em sua essência encontramos firmeza, suavidade, amor ao próximo, mas acima de tudo, saber respeitar e amar as diferenças de cada pessoa.

Dedico à senhora o poema de Cora Coralina - Saber Viver:

“Não sei… se a vida é curta, ou longa demais pra nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura… enquanto dura.”

Com admiração e afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Drummond...
13/04/2011 | 22h08

"Não importa onde você parou … em que momento da vida você cansou… o que importa é que sempre é possível e necessário

“Recomeçar”.

Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo… é renovar as esperanças na vida e o mais importante… acreditar em você de novo…

Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado. Chorou muito? Foi limpeza da alma. Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia. Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para “chegar” perto de você.

Recomeçar… hoje é um bom dia para começar novos desafios. Onde você que chegar? Ir alto…  sonhe alto… queira o melhor do melhor… pensando assim trazemos pra nós aquilo que desejamos… Se pensarmos pequeno coisas pequenas teremos …. Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar em nossa vida. Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura."

Carlos Drummond de Andrade

Com afeto e poeisa,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
NOVOS DESIGNS!!!
12/04/2011 | 17h04

Mudança de conceito aliada ao bom gosto nos trazem peças inusitadas e contemporâneas!

As imagens falam por sí...

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
A ENTREVISTA!
09/04/2011 | 13h40

Li esta entrevista de Max Gehringer e achei muito interessante...

“Existem muitos Gurus que sabem dar respostas criativas para as grandes questões do mercado de trabalho. Aqui vai um pequeno resumo de uma entrevista com o famoso Hendolf Green.

Pergunta: Ainda é possível ser feliz em um mundo tão competitivo? Resposta: Quanto mais conhecimento conseguimos acumular, mais entendemos que ainda falta muito para aprender. É por isso que sofremos. Trabalhar em excesso é como perseguir o vento. A felicidade só existe para quem consegue aproveitar agora os frutos do seu trabalho.

Pergunta: O profissional do futuro será um individualista? Resposta: Pelo contrário, o azar será de quem ficar sozinho, porque se cair não terá ninguém para ajudá-lo a levantar.

Pergunta: Que conselho o senhor daria aos jovens que estão entrando no mercado de trabalho? Resposta: Que é melhor ser criticado pelos sábios, do que ser elogiado pelos insensatos. Elogios vazios são como gravetos atirados numa fogueira.

Pergunta: E para os funcionários que tem chefes centralizadores e perversos? Resposta: Muitas vezes os justos são tratados pela cartilha dos injustos, mas isso passa. Por mais poderoso que alguém pareça ser, essa pessoa ainda será incapaz de segurar sua própria respiração.

Pergunta: O que é exatamente sucesso? Resposta: É o sono gostoso. Se a fartura do rico não o deixa dormir, ele estará acumulando ao mesmo tempo a sua riqueza e a sua desgraça. Belas e sábias respostas! Eu só queria me desculpar pelo fato de que não existe nenhum Hendolf Green, eu o inventei. Todas as respostas embora extremamente  atuais foram retiradas de um livro escrito há 2.300 anos, o Eclesiastes do Velho Testamento bíblico. Mas se eu digo isso logo no começo, muita gente talvez nem teria interesse em continuar a ouvir.”

Nós, seres humanos, temos uma predisposição para não lermos o que se relaciona aos ensinamentos de Jesus, que representam um manancial de sabedoria, resposta para todas as nossas perguntas e aflições. Geralmente a nossa busca a estes momentos de conforto e de conhecimento da palavra de Deus somente se dá através da dor. Devemos, portanto, buscar uma sedimentação diária para a nossa fé.

O hábito da oração faz com que as nossas preces emanem do nosso coração, onde DEUS habita. A meditação muito nos auxilia neste processo, pois é uma atividade do mais íntimo do ser humano, envolvendo uma profunda quietude subjetiva através do esvaziamento da mente e do encher-se com a luz que emerge da divina chama interior. É uma disciplina que não se ensina nos livros. Todos estamos trilhando o caminho para Deus, mas alguns tem mais consciência dessa viagem do que outros. Alguns vagam numa corrente preguiçosa, enquanto outros se lançam ao seu destino como que guiados por uma bússola. Nos esquecemos, constantemente, de que o tempo não retorna para realizarmos o que não realizamos, dizer o que não dissemos, viver o que não vivemos. Muitas vezes nos perguntamos como começar? Se você alguma vez contemplou com deslumbramento uma noite estrelada ou se maravilhou com o milagre de uma flor silvestre, você já começou a meditar. Não basta somente iniciar este processo. Devemos exercitá-lo diariamente, sentindo todos os benefícios que o contato com o divino traz para a nossa vida, para o nosso cotidiano.

A Graça de Deus é concedida a todos nós a cada dia. O oceano é vasto e ilimitado, mas a quantidade de água que você pode pegar dele é determinada pelo tamanho do recipiente que você leva até suas margens. Abra seu coração libertando-se das diferenças restritas e, assim, reconheça a verdade de que o Divino habita em todos. Se o recipiente for pequeno, você não pode enchê-lo além de sua capacidade limitada. Nunca estamos sós em nossa caminhada. Jesus nos envia os anjos para caminhar lado a lado conosco.

Os anjos não são seres alados distantes da nossa realidade, na maioria das vezes surgem em nossa vida nos tocando de forma positiva e afetiva. São as pessoas conhecidas ou desconhecidas que estão sempre a praticar o bem, nos tocando afetivamente com a sua bondade, seus conselhos, sua disponibilidade... Diante de tantas constatações das dádivas de Deus em nossa vida, devemos intensificar a nossa busca pelo caminho melhor, mais próximo de Jesus, e sentirmos a sua misericórdia nos tocar os corações e as mentes. Como vimos na entrevista de Max GeHringer, os ensinamentos de Jesus estão ao alcance das nossas mãos e do nosso coração, cabe a nós o despertar para esta busca interior pela iluminação, nos lembrando constantemente de que nós não somos seres humanos tendo uma experiência divina, mas sim seres divinos tendo uma experiência humana.

Independente da nossa religião, devemos buscar sempre a nossa religiosidade e não nos envergonharmos nunca de buscar o conhecimento bíblico, como também de externar a palavra de Jesus e as milhares de graças que recebemos. Quando dividimos coletivamente o conhecimento e as graças nos fortalecemos enquanto Igreja, porque a Igreja não está nas paredes. A Igreja somos nós! Uma boa semana para todos!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
LUTO.
08/04/2011 | 11h19

Neste momento, nos cabe rezar e nos solidarizar com as famílias que perderam suas crianças no episódio que aconteceu na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Não posso deixar de registrar a atitude de dois meninos feridos, junto a uma professora que buscaram socorro e encontraram o Sargento Alves, impedindo assim que o psicopata alcançasse o segundo andar e ferisse mais crianças.

Morreram 12 crianças e 13 estão feridas, sendo 4 em estado grave.

Ficamos horrorizados e estarrecidos ao tomarmos conhecimento deste fato, pois não é comum em nosso país  vivenciarmos este tipo de tragédia.

A escola é um templo de libertação, caminho para o crescimento humanitário. Terreno fértil onde as nossas crianças recebem além da educação,  a fertilização em seus corações de muitas sementes que germinadas lhes darão um futuro mais digno.

Que possamos nos unir neste momento através das nossas orações individuais e coletivas, formando uma grande corrente de fé e de esperança por um mundo melhor.

Os pais destas crianças, mesmo em meio a tanta dor, expressaram a nobreza dos seus sentimentos através da doação dos órgãos dos seus pequenos filhos, aliviando dores alheias.

Que esta dor inenarrável possa ser dividida com todos nós brasileiros, através das vibrações de conforto e de aconchego a esses corações dilacerados.

Meu  repúdio e a NOSSA oração para estas famílias, crianças e professores.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
5!
07/04/2011 | 10h06

O Isecensa recebeu, nos dias 24 e 25 de março, a visita da comissão avaliadora do MEC, representada por duas Professoras Doutoras, para obter o reconhecimento do curso de Psicologia.

Reconheceram como modelo a Clínica de Psicologia Anita Balestieri, não somente pela infra-estrutura, mas também  pelos excelentes serviços prestados e desenvolvidos. Outro destaque foi o Laboratório de Neuropsicologia, por ser um empreendimento inédito para pesquisa e contar com inovações pós-modernas. Muito admiradas, observaram que o ISECENSA é uma das quatro melhores instituições que já visitaram no Brasil, desde 1997.

Nas considerações finais, a comissão de avaliadores atribui o conceito máximo em todas as dimensões avaliadas, como redigido no texto: “Em razão do acima exposto (que é o conceito máximo: 5) e considerando ainda as referências de qualidade dispostos na legislação vigente, nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) e neste instrumento de avaliação este Curso de Psicologia apresenta um perfil excelente de qualidade”.

O relatório inicia o seu texto dizendo: “toda a infra-estrutura do ISECENSA é de uma qualidade exemplar”, deixando bem evidente que a Instituição possui instalações de alto nível e zela pela qualidade do ensino, contendo uma biblioteca de 1.460 títulos com 2.276 livros somente para o curso de Psicologia, num acervo total de 21.397. Relata ainda, com ênfase, que o curso possui infra-estrutura para atender pessoas com necessidades especiais, ressaltando a presença de uma discente cadeirante e um docente com deficiência visual.

O ISECENSA prima pelo compromisso com a educação, qualidade e ética. Receber a nota máxima do MEC nas três dimensões avaliadas reflete a prática do nosso trabalho diário. Mais do que formar profissionais competentes, temos o compromisso de aliar o profissionalismo ao lado humano.  Esta constatação pelo MEC nos enche de orgulho e nos faz mais comprometidos ainda em darmos continuidade a um trabalho educacional que prima pela excelência.

Toda a excelência de um trabalho se deve ao comprometimento de uma equipe.

Parabenizo e agradeço a todos os professores, funcionários, alunos,  ao coordenador do curso de Psicologia - Paulo Arthur Buchvitz, e aos profissionais da Clínica de Psicologia Anita Ballestieri por estarmos juntos construindo este diferencial na educação da nossa Campos,  formando uma só família: ISECENSA.

Faço minhas as palavras da nossa Diretora Geral - Ir. Suraya Chaloub - e me orgulho de fazer parte desta grandiosa instituição como Vice-diretora dos Institutos Superiores.

Com afeto e muito orgulho,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Para se deliciar...
06/04/2011 | 12h46

Nada como a água do mar, dos rios, das cachoeiras... Mas a piscina tem também o seu lugar, principalmente, quando completa a arquitetura e a natureza do lugar.

Pra vocês recortei as 5 mais incríveis piscinas!!!

Resort San Alfonso Del Mar, Chile A piscina do San Alfonso tem números incríveis. Com 1 quilômetro de extensão e 80 mil metros quadrados, a piscina chilena é arrebatadora. Custou a bagatela de US$ 1,5 bilhões e sua manutenção gira em torno dos US$ 4 milhões por ano, surreal.
A maior do mundo!
Murni's Villa - Ubud, Bali Frequentemente eleito com um dos lugares mais lindos do mundo, Bali tem em Ubud, o exagero da perfeição. Hospedar-se no Murni's é um privilégio único e tão marcante, que há turistas que acabam largando tudo. A piscina não precisa de adjetivos ou descrições, basta ver a foto que entenderá. Hotel VillaMahal - Kalkan, Turquia Já teve a sensação em nadar em uma piscina com borda infinita? Já? Se não foi na piscina do VillaMahal, você não esteve na borda infinita mais incrível do mundo, isso basta. É como nadar num céu de água sem nuvens. Hotel Rangali Island - Maldivas Para compertir com o azul turquesa do mar das Maldivas, a piscina tem que ser loucamente linda e aqui está: a piscina do Rangali Island é isso aí, dispensa comentários. Allegra Hotel, Turquia Os turcos sabem fazer piscina, não? Não tive como deixar uma outra de fora. O Allegra Hotel talvez tenha a borda infinita mais infinita do mundo (se é que podemos mensurar o infinito). Tropical Hotel - Manaus, Amazonas - Brasil Uma piscina de águas brasileiras, a Tropical Hotel de Manaus é  uma das mais bonitas. Seja por sua beleza assim como sua localização. Em plena Amazônia, debruçada nas águas escuras do Rio Negro, fazendo um contraste fantástico de cores. Sim, o Brasil tem lindas e exóticas piscinas.

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
CACHORRADA!!!
05/04/2011 | 13h15

Bob

Interessante, quando parei para pensar sobre cachorros, motivada pela observação aos meus, fiquei a pensar...

Cachorro, não precisa de mansões, ou carros importados, para eles, não importa se seu dono é rico ou pobre, preto ou branco, feio ou bonito, homem ou mulher...

Importa sim, o carinho que ele recebe, a atenção a ele dispensada.

Marley

E é interessante perceber, que ele está sempre pronto a nos fazer festa, nos agradecer, está sempre pronto a nos retribuir muito mais do que damos.

Sua fidelidade, é outro ponto a ser observada.

Ziggy

O cachorro nunca trai seu dono...

O cachorro, sempre escolhe um dono na casa, é ele quem escolhe.

Acredito que escolhe pela atenção e pelo carinho dispensado, pelo tratamento.

O cachorro não fala, mas se expressa pelo olhar, pelo abanar do rabo, pela festa que nos faz, pela lambida gostosa...

Sua sinceridade é marca expressiva!

Quem nunca teve um cachorro ?

Geralmente quem possui um animal de estimação sempre tem a oportunidade de trabalhar suas emoções, sensibilidades  e afetos.

Zeus e Marrone

Nick

Existem pessoas que nunca tiveram a experiência de cuidar de um animal e portanto não tiveram a oportunidade de dimensionar o quanto é prazeroso  esse convívio.

Vejo por exemplo, os cães que são guias de pessoas com deficiência visual, os que são treinados para resgate de pessoas nas catástrofes, os cães farejadores de drogas, enfim, além da alegria e do carinho os cães nos auxiliam.

Vão aí as fotos de Bob, Marley, Ziggy, Luck, Nick, Zeus e Marrone na ordem postada.

Luck

Uns ficam na cidade e outros na fazenda, não são lindos ?....

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
A ÚLTIMA VIAGEM DE TÁXI.
01/04/2011 | 22h43

Divido com vocês uma linda mensagem de amor e de vida.

“Houve um tempo em que eu ganhava a vida como motorista de táxi. Os passageiros embarcavam totalmente anônimos. E, às vezes, me contavam episódios de suas vidas, suas alegrias e suas tristezas. Encontrei pessoas que me surpreenderam. Mas, nenhuma como aquela da noite de 25 de julho do último ano em que trabalhei na praça. Havia recebido, já tarde da noite, uma chamada vinda de um pequeno prédio de tijolinhos, em uma rua tranqüila, no centro histórico de Curitiba. Resolvi atender a última chamada que deveria ser breve.

Quando cheguei ouvia cachorros latindo longe. O prédio estava escuro. Havia uma única lâmpada acesa numa janela do térreo. Este passageiro pode ser alguém que necessita de ajuda, pensei.  Assim, fui até a porta e bati.

“- Um minutinho”, respondeu uma voz fraca e idosa.

Ouvi alguma coisa ser arrastada pelo chão…

Depois de uma pausa longa, a porta abriu-se. Vi-me então diante de uma senhora bem idosa, pequenina e de frágil aparência. Usava um vestido estampado e um chapéu bizarro! Se equilibrava numa bengala, enquanto segurava com dificuldade uma pequena mala.

Dava para ver que a mobília estava toda coberta com lençóis. Não havia adornos sobre os móveis.A velha senhora, esboçando então um tímido sorriso, pediu-me: “- O senhor poderia me ajudar com a mala?”.  Eu peguei a mala e ajudei-a a caminhar lentamente até o carro. Enquanto se acomodava ela me agradeceu.

“- Oh, disse-me ela, você é um bom rapaz!”.

Quando embarcamos, deu-me um endereço e pediu:

“- O senhor poderia ir pelo centro da cidade?”

Este não é o trajeto mais curto, alertei-a prontamente.

“- Eu não me importo. Não estou com pressa.

Meu destino é o último, o asilo dos velhos.”.

Surpreso, eu olhei pelo retrovisor. Os olhos da velhinha brilhavam marejados.

“- Eu não tenho mais família e o médico me disse que tenho muito pouco tempo de vida.”.

Disfarçadamente desliguei o taxímetro e perguntei:

“- Qual o caminho a senhora deseja que eu tome?”.

Nas horas seguintes nós dirigimos por toda a cidade. Ela mostrou-me o edifício na Barão do Cerro Azul em que havia trabalhado como ascensorista. Passamos pelo Centro Cívico, em que ela e o esposo tinham vivido como recém-casados, e também por uma Igreja no Alto da Glória, aonde comemoraram as Bodas de Ouro. Ela pediu-me que passasse em frente a uma loja na Rua Dr. Muricy, que ela dizia ser um clube alemão, que tinha um grande salão de dança que ela freqüentara quando mocinha.

Às vezes pedia-me para dirigir vagarosamente em frente a um edifício ou esquina e ficava com os olhos fixos na escuridão. Olhava e suspirava… E assim rodamos a noite inteirinha. Passamos por parques, praças, restaurantes, tudo o que vinha vindo na sua imaginação e lembrança.

Quando os primeiros raios do sol surgiram no horizonte, ela disse de repente: “- Estou cansada e pronta. Vamos agora!”.

Seguimos para o endereço que ela havia me dado. Chegamos a uma pequena casa de repouso. Duas atendentes caminharam até o táxi e logo se acercaram da senhora, a quem pareciam esperar. Eu abri o porta-malas do carro e levei a pequena valise até a porta. A senhora, já sentada em uma cadeira de rodas, perguntou-me então pelo custo da corrida. “- Quanto lhe devo?”, ela me perguntou, pegando a bolsa.

Respondi que não devia nada, pois tinha outros passageiros.

“- Você tem que ganhar a vida, meu jovem!”.

Ela insistiu, disse que não precisava mais de dinheiro, e colocou 2 mil reais no bolso da minha camisa. Eu não quis aceitar, mas ela foi incisiva e quase sem pensar, curvei-me e dei-lhe um abraço.

Ela me envolveu comovidamente, me deu um beijo afetuoso e disse: “- Você deu a mim bons momentos de alegria, como não tinha há tanto tempo. Visitamos não só lugares, mas momentos que eu vivi. Só Deus é quem sabe o quanto você fez por mim. Obrigada, meu amigo!”.

Apertei a sua mão e caminhei até o carro. Era como o som do término de uma vida…

Sai daquele lugar com meu coração batendo de uma forma diferente. Dirigi olhando o centro da cidade amanhecendo ao fundo e não conseguia parar de chorar e pensar em como vivemos e ao que damos valor, se daqui não levamos nada. Naquele dia não peguei mais passageiros. Dois dias depois tomei coragem e voltei no asilo para ver como estava a minha nova amiga e quem sabe passear com ela de novo. Disseram-me, então, que na noite anterior, seu coração parou durante a noite, e ela adormecera para sempre, em paz e feliz.”

Em geral nos condicionamos a pensar que nossas vidas são os nossos objetivos e o nosso futuro. Mas a vida nos leva a vivenciar grandes momentos. Todavia, os grandes momentos nos pegam desprevenidos e ficam guardados em nossa alma. Quando nos damos conta vimos que nos esquecemos deles. As pessoas podem não lembrar exatamente o que você fez, ou o que você disse, porém elas sempre se lembrarão da forma carinhosa que você as tratou. Podemos fazer a diferença na vida das pessoas!!!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
José Alencar - um legado!
01/04/2011 | 16h06

José Alencar Gomes da Silva, 24º vice-presidente eleito do Brasil, deixou para todos nós brasileiros o legado do trabalho, da luta, de acreditar na vida.

Nascido em Itamuri, Município de Muriaé, em 17 de outubro de 1931, faleceu em  São Paulo no dia 29 de março de 2011.

Empresário e político brasileiro, foi senador pelo estado de Minas Gerais e vice-presidente do Brasil de 1º de janeiro de 2003 a 1º de janeiro de 2011.

Foi um dos maiores empresários do estado de Minas Gerais. Construiu um império no ramo têxtil, sendo a Coteminas sua principal empresa. Elegeu-se vice-presidente da República do Brasil em 2003, conseguindo a reeleição em 2006, assegurando, portanto, a permanência no cargo até o final de 2010.

Filho de Antônio Gomes da Silva e Dolores Peres Gomes da Silva começou a trabalhar com sete anos de idade, ajudando o pai em sua loja. Tinha 14 irmãos e irmãs. Quando fez quinze anos, em 1946, foi trabalhar como balconista numa loja de tecidos conhecida por "A Sedutora". Em maio de 1948, mudou-se para Caratinga, para trabalhar na "Casa Bonfim". Notabilizou-se como grande vendedor, tanto neste último emprego, quanto no anterior. Ainda durante sua infância, entrou para o movimento escotista.

Sua carreira profissional e empresarial alavancou-se aos dezoito anos quando iniciou seu próprio negócio. Para isto contou com a ajuda do irmão Geraldo Gomes da Silva, que lhe emprestou quinze mil cruzeiros. Em 31 de março de 1950, abriu a sua primeira empresa, denominada "A Queimadeira", localizada na cidade de Caratinga. Vendia diversos artigos: chapéus, calçados, tecidos, guarda-chuvas, sombrinhas, etc. Manteve sua loja até 1953, quando decidiu vendê-la e mudar de ramo.

Iniciou seu segundo negócio na área de cereais por atacado, ainda em Caratinga. Logo em seguida participou,  em sociedade,  de uma fábrica de macarrão, a "Fábrica de Macarrão Santa Cruz".

Em 1963, constituiu a Companhia Industrial de Roupas União dos Cometas, que mais tarde passaria a se chamar Wembley Roupas S.A. Em 1967, em parceria com o empresário e deputado Luiz de Paula Ferreira, fundou, em Montes Claros, a Companhia de Tecidos Norte de Minas, Coteminas. Em 1975, inaugurava a mais moderna fábrica de fiação e tecidos que o país já conheceu.

A Coteminas cresceu e hoje são onze unidades que fabricam e distribuem os produtos: fios, tecidos, malhas, camisetas, meias, toalhas de banho e de rosto, roupões e lençóis para o mercado interno, para os Estados Unidos, Europa e Mercosul.

Porém, seu maior legado é a sua fé, sua luta pela vida. Em nenhum momento vimos um José Alencar revoltado, nem tampouco resignado. Lutava como quem tem alegria de celebrar a vida e ultrapassar todos os percalços que ela nos apresenta. Chamou-me a atenção quando seu médico perguntou se ele queria acompanhar o nascimento da neta e o batizado. Ele prontamente respondeu que não, o que ele queria mesmo era levá-la a universidade.

Este era o "Zé Alencar". Homem obstinado pela vida e pela felicidade. O que o mantinha vivo eram os seus sonhos, pois quando deixamos de sonhar, de desejar, já morremos ! E este para mim é o maior legado que ele nos deixou: sua obstinação em sonhar, em lutar, o amor pelo trabalho e o valor que dava ao ser humano. José Alencar priorizava a vida!!! Homem franco e ético, com certeza fará falta ao Brasil.

Fica seu exemplo, sua marca!

Com afeto,

Beth Landim

Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Elizabeth Landim

[email protected]