Lançamento
23/01/2017 | 18h29
Foi escriturada e registrada em cartório pela Faezam Infraestrutura Urbana a compra de uma área de aproximadamente 970 mil m² no Alphaville, com frente para a Avenida Artur Bernardes, considerada o filé mignon daquela região.
No local será lançado o Villa Real, um loteamento com aproximadamente 3.000 lotes, no que promete ser um dos maiores empreendimentos imobiliários da cidade. O lançamento da primeira fase está previsto para março.
Comentar
Compartilhe
Ótima campanha
23/01/2017 | 16h01
O governo do Rio Grande do Sul lançou a campanha educativa de trânsito "Este poderá ser o melhor verão da sua vida. Ou não - Escolha chegar bem". A ótima campanha de conscientização é fruto de uma parceria do Daer, Detran-RS, Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) e Comando Rodoviário da Brigada Militar.
A criação é da agência Moove Comunicação Transmidia. O filme, que pode ser conferido abaixo, foi produzido pela Zeppelin Filmes.
Fontes: Detran-RS e Portal da Propaganda
Comentar
Compartilhe
Rei do Uber
22/01/2017 | 16h35
Em dezembro São Paulo ultrapassou San Francisco e Cidade do México como o maior mercado de Uber no mundo. O Rio também está entre as 5 cidades de maior uso de Uber.
Fonte: Lauro Jardim - O Globo
Comentar
Compartilhe
Há 20 anos
22/01/2017 | 11h19
Arquivo Folha - Janeiro de 1997
Comentar
Compartilhe
Batido o martelo
20/01/2017 | 18h58
Foi batido o martelo e a Folha fará em maio a sua tradicional feijoada, em sua 26ª edição, ininterrupta. A data da Feijoada da Folha versão 2017 será 28 de maio, um domingo, no Espaço Versailles.
O evento reúne anualmente convidados do jornal, agregando as principais lideranças dos meios político, empresarial e social de Campos e da região, além de clientes, amigos e parceiros da Folha da Manhã.
O tema em 2017 será o centenário de Chacrinha, comemorando os 100 anos do Velho Guerreiro. Como ele dizia, "quem não se comunica, se trumbica!". A Feijoada movimenta anualmente o varejo de moda da cidade, com o tradicional traje em preto e branco.
Comentar
Compartilhe
Tá sobrando
20/01/2017 | 18h04
O número de salas comerciais de alto padrão vazias no Rio de Janeiro alcançou no final de 2016 o percentual recorde de 25,6%. Ou seja, a cada 4 salas comerciais classe A, 1 está vazia. O percentual de vacância do Rio historicamente nunca passava de 20%.
Os emprendimentos novos são os que mais sofrem, tendo impressionantes 96% de salas comerciais vazias. Em Campos há também relevante vacância nas salas comerciais, que tiveram uma grande oferta de empreendimentos e novas salas nos últimos anos.
Fonte: Radar on-line - O Globo
Comentar
Compartilhe
Velocidade na terra
20/01/2017 | 10h29
.
Comentar
Compartilhe
Há 20 anos
19/01/2017 | 20h25
Arquivo Folha - 02 de janeiro de 1997
Comentar
Compartilhe
Final feliz
19/01/2017 | 19h40
O leitor Márcio Lanes entrou em contato hoje, através de e-mail, para informar que as 2 parcelas em atraso da restituição da Damha, referentes ao distrato da compra de um imóvel, foram quitadas hoje, à vista, após a publicação da nota feita aqui ontem.
Márcio tentou vários contatos com a Damha, por diversos meios, para solucionar a questão. Sem solução, revoltado com o descaso, trouxe a público o seu protesto, através da nota "Leitor reclama da Damha", publicada ontem.
Há ainda parcelas a vencer. Estaremos de olho.
Comentar
Compartilhe
É grave a crise
19/01/2017 | 17h12
Desde o final do ano passado a região perdeu as três concessionárias de bandeira Kia, localizadas em Campos, Macaé e Cabo Frio. Elas fecharam as portas e pertenciam ao Grupo Colaneri, que manteve aqui na cidade a concessionária da Peugeot e da Citroen.
O grupo comprou as bandeiras da Kia em meados de 2012, quando a concessionária ainda funcionava aqui em Campos na Rua Formosa. Após adquirir um grande terreno na Avenida Artur Bernardes, o Grupo Colaneri decidiu montar ali as concessionárias Kia e Citroen, conforme foi anunciado aqui em primeira mão em abril de 2013.
Em março de 2016 o grupo incluiu nas instalações a Peugeot, trazendo a marca de volta a Campos, em notícia publicada aqui. Diante da recessão econômica que afundou o país, as vendas de veículos novos seguem em queda. Em 2016 foram vendidas 1,989 milhão de unidades, uma queda de 20% em relação a 2015, no quarto ano seguido de declínio.
O número de 2016 é o pior nos últimos 11 anos e é quase a metade de 2012, quando foram vendidos 3,6 milhões de unidades. Com seguidas quedas nas vendas anuais, o número de concessionárias vem diminuindo consideravelmente. Em 2015, 1.047 concessionárias foram fechadas. Em 2016, até outubro, outras 680 haviam baixado as portas.
Fontes: Corredores de Verdade, Metro, Exame e AutoEsporte
Comentar
Compartilhe