Prêmio Valioso para as Melhores Iniciativas no Combate ao Câncer
22/09/2020 | 22h54
BNB SAÚDE
Reta final para as inscrições no Prêmio C³ que premiará as iniciativas mais inovadoras no combate ao câncer
Esta é a última semana para se inscrever e concorrer ao prêmio (em dinheiro) que busca por ideias que auxiliem pacientes e cuidadores durante a jornada do tratamento contra o câncer
Em sua segunda edição no Brasil, o Prêmio C³ é aberto a qualquer pessoa que tenha uma ideia que possa aliviar os desafios cotidianos das pessoas afetadas pelo câncer, incluindo o fardo crescente dos efeitos da pandemia causada pelo coronavírus, que impactam tanto pacientes quanto cuidadores. O prêmio vai financiar 3 ganhadores com até US$ 200.000* em doações, recursos e suportes adicionais para que as ideias possam ser colocadas em prática.
O propósito do prêmio é diminuir as diferenças e desigualdades dentro do sistema de saúde, as quais aumentam ainda mais a complexidade do tratamento para pessoas sem recursos financeiros.
 
 
Qualquer pessoa que tenha tido contato com o câncer sabe que o tratamento é complexo - além da medicina tradicional, é preciso encontrar soluções para os desafios diários da jornada do paciente.
Por isso, a Astellas Oncologia lançou o Prêmio C³ (Changing Cancer Care, ou na tradução literal, Mudando os Cuidados com o Câncer) em 2016, com o objetivo de estimular o desenvolvimento de ideias inovadoras que auxiliem no tratamento do câncer para pacientes, cuidadores e seus entes queridos, promovendo soluções que causem um impacto positivo em suas vidas.
 
 
Para o Dr. Roberto Soler, Diretor Médico da Astellas, o Prêmio C³ representa o compromisso da companhia com seus pacientes “A Astellas tem o objetivo de desenvolver terapias inovadoras para nossos pacientes com câncer e o C³ mostra nosso empenho em estimular soluções revolucionárias para melhorar a vida deles e das pessoas que os acompanham no dia a dia.
Reconhecemos a importância crítica que a inovação externa serve para nos ajudar a transformar ciência inovadora em valor para os pacientes”, afirma. “Além disso, a participação do Brasil no prêmio é uma excelente oportunidade para demonstrar a capacidade de inovação do país e, especialmente, a possibilidade de agregar a visão de um sistema de saúde complexo e heterogêneo”, completa.
As inscrições para o prêmio já estão abertas no site (www.C3Prize.com) até 28 de setembro. Confira abaixo 5 motivos para se cadastrar:
 Impactar positivamente a comunidade de câncer, além da medicina tradicional
A Astellas Oncologia está convidando qualquer pessoa com uma ideia que possa ter um impacto nos cuidados com o câncer a se inscrever. Nenhuma ideia é simples demais.
 Aliviar os desafios na luta contra o câncer
Algumas das melhores ideias vêm da experiência em primeira mão, de quem viveu os desafios do câncer, alimentando sua paixão por facilitar a jornada dos outros.
 Ter recursos para tirar a ideia do papel
Vencedora do Prêmio C³ de 2019, a Audrey Guth teve a ideia de expandir o alcance e o impacto da Nanny Angel Network, que oferece assistência infantil gratuita e especializada a mães com câncer, além de estabilidade e habilidades de enfrentamento às famílias durante esse período desafiador.
 Com o apoio do Prêmio C³, Audrey conseguiu criar a infraestrutura e a tecnologia da Nanny Angel Network, construindo um novo sistema de gerenciamento de aprendizado para voluntários e implementar um novo sistema de gerenciamento de cliente virtual. “Mal sabíamos que todos trabalharíamos em casa devido ao COVID-19 e que teríamos que entregar nosso programa por meios virtuais”, disse. "Portanto, estávamos bem posicionados para poder continuar oferecendo nossa programação enquanto trabalhamos remotamente".
 Fazer parte de uma comunidade que faz a diferença no tratamento do câncer
Abby Westerman, mais uma vencedora do Prêmio C³, fundou a Fundação B-Present em memória e inspiração de sua filha, que teve leucemia e faleceu em 2016.
Abby usou o apoio do Prêmio C³ para lançar uma versão beta do 'B-There', uma ferramenta de conexão de pacientes e apoiadores com base online para reduzir a barreira para que jovens adultos com câncer permaneçam conectados com amigos, oferecendo uma maneira rápida, fácil e de baixo estresse para controlar visitas, transmitir atualizações de status e solicitar Itens.
 "Juntos, podemos fazer a diferença na mudança no tratamento do câncer", diz. “Sou muito grata pelo Prêmio C³, não apenas pela experiência, conexões e recursos que ele forneceu para nos ajudar a inflamar ainda mais um movimento entre jovens adultos para ampliar a importância da presença, mas por encontrar soluções e tranquilizar-nos de que todos podemos fazer a diferença no tratamento do câncer. ”
 É fácil de se inscrever
O processo de inscrição em www.C3Prize.com é simples. As inscrições serão aceitas até 28 de setembro de 2020. Após as inscrições, a Astellas selecionará os finalistas do 5º ano do Prêmio C³ em dezembro de 2020. Cada finalista receberá treinamento para ajudar a se preparar para o discurso finalista em março de 2021, onde apresentarão suas ideias a um painel de juízes especialistas.
 Como o prêmio é dividido
- Um grande vencedor: US$ 100.000.
- Dois vencedores do prêmio inovação: US$ 50.000 cada.
 Sobre a Astellas Farma Brasil
 Astellas Farma Brasil, uma afiliada da Astellas Pharma Inc., localizada em Tóquio, no Japão, é uma empresa farmacêutica dedicada à melhoria da saúde das pessoas em todo o mundo através da provisão de produtos farmacêuticos inovadores e confiáveis. A Astellas Farma Brasil se concentra em Urologia, Oncologia, Imunologia e Doenças Infecciosas como principais áreas terapêuticas. A Astellas está na linha de frente da mudança na saúde para transformar ciência inovadora em valor para os pacientes. Para mais informações sobre Astellas Farma Brasil, visite: www.astellas.com/br
 
 
 
 
 
 
Compartilhe
Delegado Bruno Cleuder Assume a DH de Niterói e S. Gonçalo
22/09/2020 | 16h44
BNB DE 1ª
Conhecido por sua passagem bem-sucedida por Itaperuna, onde foi auxiliar da 143ª e posteriormente titular por um bom período, o delegado da PCERJ, Bruno Cleuder, acaba de ser promovido, saindo da 134ª DP, de Campos dos Goytacazes, na qual também se destacou, para a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, assumindo uma das especializadas de maior visibilidade do Estado do Rio, verdadeira vitrine da PCERJ.
Bruno ganhou em Itaperuna o codinome de Implacável, pelos complicados casos solucionados; coordenação de complexas operações realizadas, muitas em parcerias com o 29º BPM; pela objetividade e pela inteligência.
O também professor universitário e de cursos preparatórios para concursos da carreira policial, Bruno Cleuder, segue uma trajetória brilhante e vai deixando boas impressões por onde passa.
 
Bruno Cleuder
Bruno Cleuder / Reprodução
 
Compartilhe
CACI-UniRedentor, por um Mundo com mais Empatia
22/09/2020 | 09h27
BNB DE 1ª
O CACI (Clínica Escola Redentor), mantido pela UnIRedentor/Afya Educacional, oferece serviços de saúde com qualidade para a população desde 2002.

Nesses 18 anos de existência, a Clínica atendeu a milhares de pessoas nas mais diversas especialidades, sempre com carinho e atenção, em que o profissional coloca-se no lugar do outro, entendendo e respeitando as necessidades de cada um, em seus momentos mais difíceis: exatamente os que envolvem a saúde, quando o ser humano está mais fragilizado física e emocionalmente.

Esta missão tem sido efetuada com sucesso pelos renomados especialistas da área de Saúde que atuam no CACI.

Na clínica-escola, os alunos das diversas graduações da área de Saúde, incluindo Medicina, desenvolvem, sob a supervisão de experientes professores, as competências e conhecimentos adquiridos nos seus respectivos cursos, diariamente em busca da melhoria da qualidade da saúde da população regional.

As consultas são coordenadas e executadas por profissionais de renome na comunidade acadêmica, dentro dos padrões de qualidade da UniRedentor/Afya e, o melhor, sem custos para o paciente, em um trabalho de grande valia para os setores menos favorecidos da sociedade.

Confira quem atende e as referidas especialidades nas consultas que, podem ser agendadas, no Centro Municipal de Saúde Dr. Raul Travassos, pelo SUS:

? Dr Alessandro Piccinini (Pediatria)
? Dr Daniel Do Valle (Pediatria)
? Dr Edinei Peixoto (Clínica Médica)
? Dr Hugo Valinho (Clínica Médica)
? Dr Marcio Carvalho (Cardiologia)
? Dr Marcio Novaes (Clínica Médica)
? Dr Paulo Fernando Bastos (Dermatologia)
? Dr Pedro Henrique Bichara (Ortopedia)
? Dr Tarcílio Machado (Pediatria)
? Dra Alcineia Brum (Pediatria)
? Drª Bruna Passalini (Dermatologia)
? Drª Fernanda Girão (Ginecologia)
? Drª Juelma Vazzi (Cardiologia)

PROFISSIONAIS NÃO MÉDICOS (TERAPEUTAS) SUS
? Fonoaudiólogo
? Psicólogo
? Fisioterapeuta
? Psicopedagogo
? Nutricionista (*)
(*) taxa social

EXAMES CLÍNICOS- SUS
? Processamento Auditivo Central
? Imitanciometria
? Audiometria tonal e vocal
? Teste da orelhinha
? Teste da linguinha (*)
? Eletrocardiograma (*)
(*) taxa social

Consultas agendadas pelo próprio CACI ou pelo telefone 22-38243812 e 22-997847844, gratuitamente:

? Dr Bruno Brum (Reumatologia)
? Drª Alcione Giraldo (Hematologia)
? Drª Estela Tebaldi (Gastroenterologia)
? Drª Sâmia Salles (Endocrinologia)
? Drª Vanessa Siqueira (Neurologia Adulto)
? Dr Bruno Brum (Reumatologia)
? Drª Alcione Giraldo (Hematologia)
? Drª Estela Tebaldi (Gastroenterologia)
? Drª Sâmia Salles (Endocrinologia)
? Drª Vanessa Siqueira (Neurologia Adulto)

O CENTRO DE ATENDIMENTO CLÍNICO DE ITAPERUNA-CACI
FICA NA RUA JOSÉ EGÍDIO TINOCO, Nº 79- CIDADE NOVA, ITAPERUNA-RJ


DIAS E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:
2ª feira - 07h às 22h
3ª, 5ª, 6ª feira- 07h às 18h
4ª feira- 07h às 20h

É a UNIREDENTOR oferecendo de volta à cidade de Itaperuna e região todo o carinho e credibilidade recebidas destas, com um atendimento clínico/médico de excelência, sob o pilar de uma missão infindável de cuidar com carinho e competência.
Compartilhe
BPM de Petrópolis-RJ tem 1ª Comandante Mulher
21/09/2020 | 16h44
BNB POLÍCIA
 
 
A Tenente-Coronel Simone de Almeida Silva assumiu na manhã desta sexta-feira (18/09) o comando do 26° BPM (Petrópolis). Pela primeira vez em seus 30 anos de história, a unidade sediada em Petrópolis será comandada por uma mulher. Ela assumiu o posto do também Tenente-Coronel Christoph Carvalho Bezerra Leite, que será o novo subsecretário de Comando e Controle da Polícia Militar.
 
 
Além da Tenente-Coronel Simone, que ocupava o cargo de subcomandante do 2º BPM (Botafogo), outras duas mulheres estão à frente de unidades de área: a Tenente-Coronel Andréia Ferreira da Silva Campos, do 28º BPM (Volta Redonda); e a Tenente-Coronel Luciana Rodrigues de Oliveira, 37º BPM (Resende).
Ao ingressar na Polícia Militar, em 2000, a Tenente-Coronel Simone atou no início da carreira de oficial da Corporação na unidade de Petrópolis e, durante a última década, foi diretora de Administração da Subsecretaria Adjunta de Operações Aéreas do Rio de Janeiro (entre 2010 e 20130; secretária do Estado Maior Geral (entre 2013 e 2016); chefe de Escritório de Programas de Prevenção do Estado Maior (2017); chefe de Gabinete da Secretaria Estadual de Vitimização do Rio de Janeiro (2019); e subcomandante do 4º BPM (São Cristóvão) e do 2º BPM (Botafogo).
 
 
A Tenente-Coronel Simone registra mais uma etapa da história da presença da mulher na Polícia Militar do Rio de Janeiro. As mulheres começaram a ingressar na Corporação em 1982 com a primeira turma de praças e, um ano depois, com a primeira turma de oficiais. Hoje, dos quase 45 mil integrantes da Corporação, as mulheres representam 12% do total da tropa. Além de comandar três das 39 unidades de área no estado, as oficiais mulheres ocupam postos-chaves nos setores administrativos e nas áreas de ensino e saúde.
 
Compartilhe
Memórias de um Administrador Parte X
21/09/2020 | 15h19
Por Leandro Bazeth Levone
 
 
Como mencionei na última crônica aqui no BNB, eu era extremamente tímido, brinco que sofria de timidez paralisante. E tinha pânico só de pensar em falar em público.
 
 
Quando ainda criança, me recordo que, quando chegava alguma visita, à minha casa, eu corria para o quarto para não ter que falar com ninguém. Era uma timidez extremamente exacerbada.
 
 
Muitos me perguntam: o que fiz para vencer isso? E a resposta é sempre a mesma: Eu tinha um sonho, e mesmo que parecesse impossível, nunca desisti dele.
 
 
Então com muita determinação, esforço e estudos, sempre com um passo de cada vez, segui em frente superando os obstáculos e derrotando os medos.
 
 
Comecei a vencer essa timidez, quando me vi trabalhandi na oficina elétrica aos 12 anos, como já registrado aqui nessas crônicas. Precisava interagir com os clientes, precisava comprar mercadorias, e o desafio maior: vender.
 
 
O meu segundo grau foi em formação de professores no Colégio Estadual Flávio Ribeiro de Rezende, onde precisei estagiar, ministrando aulas para alunos da primeira à quarta série nas escolas do município.
Foi uma experiência muito boa. Falar para crianças me deixava mais confortável e conseguia me sair bem.
 
 
Mas apresentar um trabalho para a minha turma no colégio ainda era extremamente difícil e uma tarefa que por muitas vezes foi frustrante. Eu simplesmente não conseguia.
 
 
Iniciei minha primeira graduação, em Administração, e o problema permanecia, não conseguia apresentar um trabalho, expor uma ideia em público.
 
 
Mas como ser um Administrador sem falar em público?
 
 
Veio mais um desafio, o de assumir a Secretaria de Administração do Município de Natividade-RJ. E como ser um Secretário Municipal sem falar em público?
 
 
Eu já reconhecia o problema desde muito novo, e sempre me encantava ao ver quem sabia se expressar bem.
 
 
Com pouco dinheiro para fazer um curso de oratória que, na época, só se conseguia nas grandes cidades, comecei a comprar DVDs de cursos parecidos. Sempre que dispunha de algum recurso financeiro comprava um DVD de como falar bem em público. Era o que tinha para me preparar.
 
 
E como sempre digo, Deus usa pessoas como anjos na nossa vida para nos ajudar, dessa vez foi o Professor e Administrador Paulo Roberto Falcão, o melhor e mais completo profissional da administração que tive a oportunidade de conhecer e também de aprender muito.
 
 
Na época, Falcão trabalhava na Unig e me convidou para ministrar uma palestra para os alunos dos cursos de Administração e de Ciências Contábeis da Instituição.
 
 
Enfrentei o pânico de falar em público como palestrante pela primeira vez. Devido ao nervosismo, não fui bem. Mas o professor Falcão viu potencial em mim e pouco tempo depois, me convidou para ser professor no programa de Pós-Graduação da UFRJ, programa no qual ele coordenava aqui em Itaperuna.
 
 
A UFRJ comemorou dias atrás 100 anos de história, destes 100, 50 deles foram com o Falcão.
É um grande professor do curso de Administração da Instituição.
 
 
De pronto aceitei o convite, era o meu sonho de ser professor universitário se realizando. E ainda melhor do que eu jamais poderia imaginar. Ser professor de Pós-Graduação antes de passar pela graduação e da UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro, uma das melhores e mais conceituadas Instituições de Ensino do Brasil e do Mundo.
 
 
Com muito medo enfrentei o desafio. E o sonho de ser professor universitário que sempre fez parte da minha vida, desde a minha infância trabalhando e sonhando, muitas vezes sujo de graxa naquela pequenina oficina finalmente se concretizava.
E com a ajuda do professor  Falcão, preparei minha primeira aula, desta vez, diferente da palestra, bem mais preparado, mas ainda com um medo imenso, e o resultado, também diferente da palestra, foi muito positivo.
 
 
Ter força de vontade é essencial para nos manter firmes na caminhada. Sabemos que é muito fácil olhar para as situações difíceis com vontade de desistir. Mas é preciso firmeza e determinação para superar os obstáculos e alcançar a vitória tão desejada.
 
 
Não podemos deixar nunca o medo de falhar superar a vontade de conseguir.
 
 
O temor de falar em público, a timidez ainda não estavam superados, pelo contrário, ainda faltava muito, mas já tinha dado um passo gigantesco para vencer essa guerra.
 
 
Porém fica para a próxima crônica aqui no BNB os desdobramentos desta guerra travada contra a timidez e o medo de falar em público.
 
 
Deixo como sempre uma reflexão para vocês:
 
 
"Trabalho, determinação, busca pelos sonhos e nunca desistir diante das dificuldades. Isso sim faz com que o universo conspire a seu favor".
 
 
 
 
Leandro B. Levone (*)
 
 
PROFESSOR Leandro Bazeth Levone é Administrador, Diretor na Universidade Estácio, Coach de Carreiras, membro da Sociedade Brasileira de coaching com especialização certificada pela Universidade de Harvard nos EUA, Coordenador de MBA em Gestão Pública, Palestrante, Consultor de Negócios e Consultor Governamental, com Mestrado em Economia Empresarial pela UCAM, e Mestrado em Gestão Regional e Planejamento de Cidades pela UCAM, Mestrando em Negócios Internacionais pela Universidade do Estado da Flórida, sendo aprovado em primeiro lugar em todo o Brasil para cursar este programa de Mestrado, Pós-graduado em Gestão e Desenvolvimento Empresarial pela UFRJ, especialista – pós-graduado em Direito Público pelo IDP – Instituto Brasiliense de Direito Público, pós-graduado - MBA Executivo Internacional em Gestão de Projetos na Fundação Getúlio Vargas e pós-graduado em Teologia Internacional.
Foi Secretário Municipal de Administração do Município de Natividade de dezembro de 2005 a julho de 2010, ano em que se tornou Secretário Municipal de Administração, Fazenda e Planejamento em Natividade onde permaneceu até maio de 2015, com ampla experiência no desenvolvimento de projetos e soluções públicas e privadas, com carater visionário relacionado ao uso e importância da inovação disruptiva, e é Professor convidado nos cursos de Pós-graduação Lato Sensu – MBA da FACC-UFRJ (Faculdade de Administração e Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio de Janeiro), desde 2009.
Compartilhe
Cão Perdigueiro Peverella, Vinho com Lealdade Canina
21/09/2020 | 14h32
COLUNA DE VINHOS JOÃO RICARDO RODRIGUES
Algumas uvas que cruzaram o Atlântico acabaram encontrando uma nova morada em terra brasilis, e hoje em dia são praticamente achadas somente por aqui. É o caso da uva Peverella que desembarcou no Brasil no final do século XIX, com os imigrantes italianos.
 
Vinda do Norte da Itália, da Região do Vêneto a Peverella foi a primeira variedade branca de Vitis Vinífera a ser cultivada no Brasil, sendo a principal casta branca da Serra Gaúcha entre os anos 20 e 70, quando os seu cultivo entrou em declínio devido a chegada de novas variedades que contavam com maior estímulo comercial, o que ocasionou a substituição dos vinhedos levando a Peverella à quase extinção.
 
O nome Peverella tem origem na palavra do dialeto vêneto “pevero” que significa pimenta. É uma uva de fácil cultivo e de boa resistência a doenças, alguns vinhedos sobreviveram por décadas sem tratamento nenhum, a sua casca apresenta pequenas pintas escuras que lembram pimentas pretas e no paladar apresenta um toque picante fazendo jus ao seu nome.
 
JRR
 
Nos últimos anos o interesse pela Peverella tem aumentado, principalmente por pequenas vinícolas, garagistas e vinhateiros que estão resgatando os antigos vinhedos, alguns com idade entre 50 e 70 anos, a maioria situados na região de Bento Gonçalves, onde existe em torno de apenas 20 hectares de vinhedos.
 
O nosso vinho de hoje caracteriza bem esse trabalho de resgate da uva Peverella
 
Projeto do enólogo Arlindo Menoncin os vinhos da Cão Perdigueiro são verdadeiramente vinhos de produção artesanal ou "vinho garagista".
As uvas Peverellas foram caçadas em vinhedos nos caminhos de pedra de Bento Gonçalves. O mosto fermentou com as cascas por 7 dias, e após o término da fermentação, foi envelhecido em barricas de brandy de Carvalho Francês, por 3 meses. Foram elaboradas apenas 240 preciosas garrafas!
 
Abrimos aqui um parêntese para falar um pouco sobre o vinho laranja.
 
O vinho laranja ou âmbar remonta aos primórdios da história do vinho que iniciou na região da Geórgia (no Cáucaso) e na Armênia.
 
Na verdade, no início todos os vinhos brancos eram laranjas!!
 
Nesse processo ancestral de vinificação do vinho branco o mosto é fermentado junto com as cascas, passando para o vinho características de vinhos tintos, como cor, aromas, sabores e tanino. Ou seja, o que define os vinhos laranjas é serem feitos de cepas brancas, mas tratados como se fossem vinificados para tintos.
 
Os vinhos laranjas, apresentam uma riqueza de aromas com frutas cítricas, mineral, notas florais, ervas e no paladar se caracteriza pela untuosidade e frescor.
 
 
 
O Vinho
 
Cão Perdigueiro Peverella, safra 2019.
 
No visual, laranja (âmbar), apresenta turbidez devido a não ser filtrado;
 
No nariz, aromático muita fruta cítrica, casca de laranja, florais, pimenta e ervas;
 
Na boca, no ataque apresenta uma leve pimenta, taninos suaves, acidez destacada, untosidade, corpo médio, final persistente com uma leve mineralidade.
 
 
 
 
JRR
 
Compartilhe
9 Candidatos à Prefeitura de Itaperuna
17/09/2020 | 20h51
DE 1ª/ BNB com Angelo Lorenzini
Todas as convenções foram realizadas, deixando corrida à Casa-Grande com um histórico número de competidores.
PARTIDOS COLIGADOS E CANDIDATOS
Em ordem aleatória-
PSOL 50- Saulo Azevedo- vice- Rilma França
PRTB 28- Eugênio da Itanet, vice- Prof. Godoy
AVANTE 70- Cel Boechat, vice- Décio Macedo
SOLIDARIEDADE 77- Paulo Rogério Bandole Boechat, vice- Ari de Souza
PDT/ PROS-12 Rogério Garcia, vice- Dr. Américo
REPUBLICANOS/PTB/PSB-10 Kadu Novaes, vice- Dr. Denilton
PSD/PP/DC/PL/PSDB/PSL/PSC/Podemos/Patriotas- 55 Alfredão, vice- Nel
DEM/MDB/CIDADANIA- 25 Dr. Marcus Vinícius, vice- Batista da Água
PMB-35- Jeane Hespanhol, vice- Marcela Mazorque
Compartilhe
Homem vence preconceito e faz sucesso como "manicuro"
17/09/2020 | 20h27
BNB DE 1ª
Por Anderson Gonçalves Vieira
 
Com 249 mil seguidores no Instagram, Wallace Costa, de 30 anos, conhecido como Rei das Unhas, vem chamando a atenção de milhares de pessoas nas redes sociais. Nascido e criado na Favela da Kelson’s, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, o ex-atendente de lanchonete têm alcançado sucesso
 

Casado com Dalila Rubim, de 24 anos, e pai de Lorenzo, de 2 anos e 11 meses, Wallace vai contra qualquer estereotipo que qualquer um possa ter. Arrasa nos alongamentos e nos acabamentos, fazendo suas clientes, no geral mulheres, irem de todas as partes do Rio para poder ficarem mais belas, pelas mãos do Rei.
 
 
Porém nem tudo foi um mar de rosas. Desde cedo, teve que driblar o preconceito, para manter seu sonho aceso: “Já enfrentei muito preconceito, hoje em dia nem tanto, tem uns e outros com mentes pequenas, mas não ligo. Faço o que me sinto bem, pois aprendi a driblar estes tipos de coisa, fazendo o meu corre e mostrando no dia-a-dia o meu trabalho. O preconceito ficou lá atrás”, diz o manicuro.
 

Através do reconhecimento que tenho tido, isso me inspira a não querer parar, e não ouvir críticas destrutivas de quem não conhece o quanto lutei pra chegar até aqui. Já formei mais de 4.000 alunos, e em breve estarei ministrando curso online na plataforma Hotmart. Através da unha, comprei carro, casa, salão, dentre outras coisas. Anteontem inaugurei meu Centro técnico, tenho minha família estruturada, através do Ramo da Unha”, revela Wallace, que mesmo com a pandemia tem viajado pelo Brasil dando workshops, o próximo será no dia 30 de setembro, em Cuiabá, Mato Grosso.
Ele já formou mais de 4.000 alunos, e em breve vai lançar um curso online na plataforma Hotmart
 

Para saber mais sobre o trabalho de Wallace, você pode segui-lo em: www.instagram.com/reidasunhasoficiall/
 
Compartilhe
Renatinho Medeiros e Gordinho são Confirmados em Convenção Cardosense
16/09/2020 | 10h04
BNB ELEITORAL
Ontem aconteceu a quarta e última convenção cardosense, desta vez dos partidos MDB, PSDB e PMB, apontando oficialmente o atual vereador Renatinho Medeiros como pré-candidato a prefeito e o empresário Gordinho da Madeireira, a vice. A dupla conta com o apoio do atual vice, e prefeito de CM por duas vezes, Renato Jacinto.
O evento foi à noite no CM Social Clube no Centro da Cidade Carinho.
(O BNB agradece à Rádio Transmania FM e ao diretor Cillas Jr pelas informações)
Foto: entrecidades.net
Renatinho e Gordinho
Renatinho e Gordinho / Foto Arquivo Partidário
Compartilhe
Os Gatos de Itaperuna-RJ e a Energia Roubada
15/09/2020 | 20h48
BNB EM 1ª MÃO
A pedidos do BNB-Blog NinoBellieny, a Enel revela a quantidade de energia surrupiada na Cidade da Pedra Preta
Cerca de 13% da energia elétrica distribuída pela Enel Distribuição Rio, no município de Itaperuna, é furtada por meio de ligações irregulares, também conhecidas como “gato”.
É o que diz o levantamento relativo ao primeiro semestre de 2020.
Furtar energia é crime, com pena prevista de um a quatro anos de reclusão. Além disso, a prática prejudica a qualidade do fornecimento do serviço e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica.
Nos próximos meses, a empresa vai intensificar mais o combate ao furto de energia, com inspeções constantes e operações conjuntas com a Polícia Militar para coibir a fraude.
 
 
 
 
BNB com Assessoria de Comunicação da Enel
Compartilhe
Sobre o autor

Nino Bellieny

[email protected]