4 cidades terão eleições suplementares no Estado do Rio
08/08/2018 | 20h56
Quatro municípios terão eleições suplementares no dia 28 de outubro

Os municípios de Aperibé, Iguaba Grande, Laje do Muriaé e Mangaratiba irão realizar eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice em 28 de outubro deste ano, mesmo dia do segundo turno das eleições gerais. A data foi definida nesta quarta-feira (8) pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), ao aprovar, por meio de resolução, o calendário dos pleitos suplementares, fixando os prazos e regras do processo eleitoral.

Há uma semana, o Tribunal Superior Eleitoral autorizou a realização dessas eleições suplementares no último domingo de outubro. De acordo com o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, não há impedimento técnico para a realização das eleições suplementares em concomitância com o pleito ordinário.
Compartilhe
O Coronel e o Ditador
07/08/2018 | 01h04
Conto de Lina Meirelles Couto*


No meio de grandes montanhas de pedras pretas em um lugar muito, muito distante daqui, abrigava-se
um pequeno povoado, onde morava um ambicioso coronel,dono da maioria das terras, das forças de trabalho, dos meios de produção, da vida árdua e até das almas em servidão.
Um certo dia, um murmurinho tomou conta do vilarejo.
Notícias vindas da capital davam conta de que um homem destemido estava disposto a
cortar o chicote e livrar o povo tão sofrido das garras impiedosas do velho coronel.

O clima no povoado era de euforia. Por todos os lados a esperança crescia e todos falavam na possibilidade da mudança de seus destinos.
Muito barulho se fez.
Aquele homem que prometia a libertação como quem promete doce à uma criança e que apelava para a sutilidade da fé, estimulou covardemente a esperança do povo cansado de ser explorado.
Alimentou dessa maneira as suas forças e protegido pelo escudo humano que gritava em coro o seu nome, massacrou o poderio do coronel. “Agora estamos livres! Agora teremos alguém que realmente olhará por
nós! Boas novas virão”, pensaram.
Aquele vento de esperança soprou forte sobre as montanhas, fez as nuvens pesadas e tempestuosas que flutuavam por ali há anos, sumirem. Agora o céu estava claro e a paz reinava naquele sofrido povoado.
Parecia...
Não demorou muito para que todos percebessem que as nuvens de tempestade não foram embora de fato. Apenas recuaram para atrás das montanhas e se esconderam, formando uma das forças mais
poderosas e devastadoras que já se viu.
Um ciclone de grandes proporções, que levantaria a poeira das incertezas, arrancaria tetos de
vidro e não deixaria pedra preta sobre pedra branca. Em pouco tempo, dentro do povoado o pesadelo também se personificou: o Salvador era na realidade um ditador. Massacrava não só coronéis, mas
qualquer um que ousasse cruzar o seu caminho, sendo ele pobre ou rico, forte ou fraco. Perseguiu, ameaçou, oprimiu e construiu seu desgoverno sobre uma extensa base de espinhos, sangrando não só inimigos, mas principalmente aliados, agora descalçados, obrigados a aceitar seus mais loucos devaneios.

A esperança evaporou. A libertação virou prisão. A fé não removeu montanhas, mas derrubou-as. O povo estava mais uma vez aprisionado, acuado, sem um horizonte comum.
Do coronel ao ditador. Da confiança ao desapontamento. Da calamidade a,desgraça. Da incerteza de um futuro melhor a evidência do caos total. O povoado se perdeu e na ânsia de escrever uma nova e linda história de “Era uma vez”, acabou por escrever um drama de “não foi dessa vez”.

E nesse conto não tão conto assim, neste povoado nem tão distante assim, um novo capítulo há de ser escrito: e vai ter guerra, vai ter revolução. Talvez uma batalha medieval onde a espada da justiça há de decepar tiranias e libertar o povo, que da corte já deixou faz tempo de ser o bobo.
E quem sabe essa história tenha ainda um lindo fim, afinal, desde que o mundo
é mundo, o bem sempre vence no final.

Por Lina Meirelles Couto em 07/08/2018.
*Lina é professora universitária e mora em Petrópolis
Compartilhe
POLICIAL DO 29º BPM MORRE EM ACIDENTE
03/08/2018 | 17h36
PUBLICADO ORIGINALMENTE NA FOLHA ONLINE

O policial militar Leonardo Magalhães Moreira, de 38 anos, morreu e outro ficou ferido em um acidente que aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (3), no km 103 da BR 356, na altura da localidade de Outeiro, em Cardoso Moreira. O soldado Magalhães estava junto a um sargento em uma viatura do 29º Batalhão de Polícia Militar (Itaperuna), que capotou na rodovia e saiu da pista. O carro era de Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense.

O Corpo de Bombeiros informou que foi até o local, mas Magalhães foi encontrado já sem vida. Por meio de nota, a PM lamentou a morte do soldado e informou que a viatura retornava de Campos e seguia para Itaperuna quando derrapou e atingiu a cabeceira de uma ponte, capotando em seguida. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local do acidente e informou que o trânsito ficou lento. No momento do ocorrido, chovia, e a pista estava escorregadia.

O sargento, de 42 anos, foi socorrido com ferimentos superficiais e levado para o Hospital Ferreira Machado (HFM). De acordo com a assessoria da unidade, o sargento passou por exames e seu estado de saúde, até o início da tarde, era considerado estável.

O corpo do soldado Magalhães foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos. Ele estava na Corporação há cinco anos e deixa esposa e um filho. Ainda não há informações sobre o sepultamento.
Compartilhe
Aluno Ganha Medalha de Ouro em Seletiva para Olimpiadas de Profissões
03/08/2018 | 17h30

Aluno da Firjan SENAI Campos é medalha de ouro na seletiva para a WorldSkills, maior olimpíada de profissões do mundo
Ralph Crespo disputou com estudantes de todo o país e garantiu vaga para disputar o Mundial na Rússia em 2019

O aluno da Firjan SENAI Campos, Ralph de Sousa Crespo, foi medalha de ouro na seletiva para a WorldSkills Competition e garantiu uma vaga para representar o Brasil na maior olimpíada de profissões do mundo, que acontece em Kazan, na Rússia, em 2019.

Ralph competiu na ocupação Soldagem e disputou com competidores de várias partes do país. A prova aconteceu em Várzea Grande, Mato Grosso .

A WorldSkills reúne os melhores alunos de mais de 60 países. A disputa é por medalhas em modalidades que correspondem às profissões técnicas da indústria e do setor de serviço, dentro de padrões internacionais de qualidade. Organizada pela WorldSkills International – entidade que trabalha, há mais de 65 anos, para o desenvolvimento e a excelência das ocupações técnicas, a disputa reúne jovens qualificados de países e regiões das Américas, Europa, Ásia, África e Pacífico Sul.

Ralph já havia vencido as etapas de Campos e a estadual ( Olimpíada do Conhecimento) e vinha se preparando desde o ano passado para a nacional. “ Ele sempre foi muito dedicado, treinava pelo menos 8 horas por dia com muito empenho”, conta o instrutor Leandro Moreira, que acompanhou Ralph nos treinamentos.

As provas da Seletiva WorldSkills acontecem de junho a agosto em todo o país e terão a participação de 17 do Rio. Participam da fase nacional os vencedores da Etapa Estadual que apresentaram o melhor desempenho em todos os estados, avaliando conhecimento técnico e execução. Vence o competidor que cometer menos erros durante as provas.
Compartilhe
O Potencial Desperdiçado
01/08/2018 | 07h59
 
Para o Dr Sergio Bastos Jr, fisioterapeuta especializado em Microfisioterapia, nosso potencial máximo pode estar escondido atrás de traumas e crenças limitantes. Mas podemos liberar essa força para garantir uma vida mais plena e feliz. Veja como no texto abaixo.
“Você está usando todo o seu potencial? E por potencial entenda suas qualidades, seus talentos, seu poder de escolha”. O questionamento é do fisioterapeuta especializado em Microfisioterapia, Dr Sergio Bastos Jr., da Biointegral Saúde, de São Paulo. Ele segue: “quantas vezes percebemos só depois que podíamos ter feito algo diferente, mas que nos deixamos levar por inúmeros fatores, como traumas, problemas (como dores, doenças), crenças limitantes, e não nos permitimos decidir ou optar livremente”? Mas, como saber se temos algo nos limitando? “Alguns aspectos são facilmente detectados, por terapias, testes, mas existem fatores que estão escondidos, literalmente, no corpo. São traumas gravados nas memórias celulares e a Microfisioterapia pode ajudar a desvendar esses segredos”, explica Sergio.

Usar nosso potencial máximo pode ser a melhor definição de felicidade, pois com essa capacidade vem a certeza de que fizemos nosso melhor, independentemente dos resultados. O arrependimento e a culpa podem ser nossos maiores algozes, dependendo da situação. Quem nunca se pegou pensando: “por que não fiz o que eu realmente queria?”. Às vezes, não temos essa resposta, porque os fatores são muito interiores.

Sergio revela: “já atendi pacientes que tinham dificuldade para tomar decisões e achavam que essa era uma característica pessoal, apenas. Então, aceitavam que tinha que ser assim. Mas a descoberta de traumas cuja memória não estava na mente consciente, e sim escondidos nos tecidos celulares do corpo os ajudou a perceber que as escolhas não eram desprovidas de história, e que acabam sendo direcionadas por medo de sofrer novamente o que o organismo já havia sentido antes”.

Difícil de entender? “É só pensar que mesmo as lembranças que esquecemos, ou seja, que são apagadas da mente, mas que nos trouxeram emoções fortes e nos marcaram desde a concepção, ficam registradas em lugares determinados do corpo”, explica Sergio, que revela: é a Microfisioterapia que ajuda a encontrar esses registros, mostrando o que realmente é um traço de personalidade e o que é simplesmente uma crença apoiada em uma memória traumática”. Talvez você não seja livre para escolher, não esteja utilizando todo o seu potencial de vida e agora pode ser a hora de descobrir.


Texto de origem-BioIntegral Saúde
Compartilhe
Autorizada a 2ª Térmica no Porto do Açu
31/07/2018 | 09h31
Ministério de Minas e Energia autoriza implantação de 2º térmica no Porto do Açu

Com geração de 3GW de energia, o Açu se tornará o maior
parque termelétrico da América Latina

 O Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, assinou hoje, 30, na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), a autorização para a implantação da Usina Termelétrica GNA II, que será desenvolvida pela empresa Gás Natural Açu (GNA) no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). O empreendimento contará com 1.673 MW de capacidade instalada.

“Estamos conseguimos avançar no sentido de garantir energia barata e limpa para o Brasil e as perspectivas são muito animadoras. Realizamos a entrega de outorga de 80 empreendimentos, que foram vencedores dos leilões A-4 e a A-6. Dentre eles, temos iniciativas no estado do Rio de Janeiro: as UTEs GNA I e GNA II e a Usina Vale Azul, que será implantada no município de Macaé. Minha expectava é que com o tempo possamos descentralizar essa produção, para diminuir o custo-final dessa energia para os demais estados brasileiros”, afirmou o ministro.

Desenvolvido pela Gás Natural Açu (GNA), parceria entre a Prumo Logística, a BP e a Siemens, a GNA II sagrou-se vencedora do leilão A-6, que aconteceu em dezembro de 2017. O início da operação comercial desta unidade está previsto para janeiro de 2023.

“Com a outorga da segunda termelétrica, o Porto Açu se transforma no maior complexo termelétrico da América Latina, com 3GW de capacidade instalada, o que para nós é motivo de muito orgulho”, destacou Bernardo Perseke, presidente da GNA.

De acordo com José Magela, presidente da Prumo Logística – holding que desenvolve o Porto do Açu – “serão mais de R$ 8 bilhões investidos até 2023 na instalação das 2 termelétricas a gás natural e no terminal de regaseificação de GNL, o que significa geração de emprego e renda e desenvolvimento econômico não só para o Norte Fluminense, como para todo o Brasil”.

Em março deste ano, a GNA iniciou a construção da UTE GNA I, que começa a operar em janeiro de 2021. Ainda neste semestre, também será iniciada a construção do terminal de regaseificação de gás natural (GNL), com capacidade para 21 milhões m³/dia.

A instalação das termelétricas é parte do Açu Gas Hub, projeto em desenvolvimento no Complexo Portuário do Açu, cujo objetivo é constituir uma solução logística para importação e armazenagem de Gás Natural Liquefeito (GNL), assim como para o recebimento, processamento, consumo e transporte de gás natural produzido nas Bacias de Campos e Santos. O gás natural é considerado item fundamental para o desenvolvimento do complexo portuário.

Ferrovia
Ainda durante o evento, o Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, falou sobre a importância da ligação ferroviária para o Porto do Açu, por meio da ferrovia Rio-Vitória (EF-118). “Nós precisamos criar uma infraestrutura de acesso e transporte ao Porto do Açu, tanto ferroviária, quanto rodoviária. É incompatível termos esse complexo industrial sendo desenvolvido e não ter a ligação logística necessária”, afirmou.

José Magela, presidente da Prumo Logística, reiterou o pleito. “O Porto une o Brasil ao mundo. Agora temos que unir o mundo ao Brasil, por meio de um anel ferroviário. A Rio-Vitória vai transformar a realidade do Rio e trazer desenvolvimento econômico para os Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo”, concluiu.


Mais informações

Bárbara Bortolin - [email protected]
(21) 3725-8028 / 98141-9143

Débora Rolando – [email protected]
(21) 3725-8109/ 987514902

Fernanda Corrêa – [email protected]
(22) 2133-1230 / (22) 99712-7143
Compartilhe
Como Usar a Emoção em Ano de Eleição
30/07/2018 | 16h51
Como usar a gestão da emoção em ano de eleição?

Viemos de uma realidade de duros golpes, que enfraqueceram nossa credibilidade enquanto nação. Será que estamos preparados para escolher nosso próximo governante? A gestão da emoção pode ser o caminho para que essa escolha seja mais consciente.

Como usar a gestão da emoção em um ano de eleição? Para Tarsia Gonzalez, gestora e palestrante, mais de 2 décadas de experiência em gestão de pessoas, essa talvez seja a única forma de efetivamente levantar a cabeça e voltar a acreditar em um futuro possível. Segundo ela, a gestão da emoção pode ser o caminho para que o voto seja mais consciente: “viemos de uma realidade de duros golpes, que enfraqueceram nossa credibilidade enquanto nação. Estamos todos com as emoções desequilibradas, escolhendo lados e desenvolvendo discussões acaloradas, que raramente nos dão algum direcionamento”, explica ela.

Prestes a lançar seu primeiro livro, que vai falar exatamente sobre a necessidade de novos líderes e de nos apaixonarmos novamente pelo Brasil, Tarsia segue sua reflexão: “mas, então, o que fazer? Nos últimos anos, alimentamos uma sociedade sem força para combater os duros golpes desferidos por uma política sem moral. Fomos comandados por herdeiros indolentes, que trataram as riquezas do nosso país como se fossem parte de seus brinquedos”. A gestora analisa: “os golpes constantes e os partidos com promessas de diferentes filosofias, sem ação efetiva, promoveram uma decepção generalizada. Estamos desacreditados do futuro”.

Para Tarsia, o assunto é ainda mais grave do que parece: “o choque de realidade que aconteceu no Brasil foi consequência de anos e anos de uma enorme cegueira. Estamos fingindo para nos mesmos como nação, nos boicotando”. A gestora acredita que só há um modo de reverter essa situação: a gestão da própria emoção. “Precisamos operar uma mudança individual, interna, para que ela se reflita no coletivo. Se formos ´para as urnas acalorados, permitindo que raivas, desapontamentos e rivalidades superficiais nos liderem, que tipo de escolha faremos?”, enfatiza ela.

Mas como usar a gestão da emoção?

Ela indica: “Primeiro, leia sobre o assunto. Meu mentor Augusto Cury, criador da teoria da Gestão da Emoção, tem um modo maravilhoso de nos direcionar. Gerenciar as próprias emoções é conseguir centrar o pensamento, entender o que nos move, promover o silêncio ativo. E questionar-se: o que estou escolhendo para mim e para o Brasil? Por que estou fazendo essa escolha? Tudo parte da tomada de consciência”, explica Tarsia, que complementa: “se somos pessoas conhecedoras da verdade e queremos um novo Brasil, precisamos usar a gestão da emoção a nosso favor. É hora de fazermos uma grande mesa redonda do eu, ver onde erramos, onde deixamos de exercer nosso real papel e a, partir de disso, fazer escolhas mais assertivas e condizentes com as nossas vontades”.

“Não podemos prever o futuro, mas podemos refletir sobre maneiras de permitir que todos se apropriem, de maneira consciente, da necessidade de transformar. A mente humana é uma mistura de emoções e através da gestão de nossas emoções e sentimentos de decepção, raiva, desconfiança podemos criar novas formas de escolher nossos próximos líderes e, assim construir um recomeço”, finaliza Tarsia Gonzalez.
QUEM É TARSIA GONZALES
Sobre Tarsia Gonzalez

A carreira de Tarsia Gonzalez na empresa Transpes, criada por seu pai, Tarsicio Gonzalez, deu a ela experiências em duas áreas extremamente especiais e congruentes: qualidade e gestão. Formada em psicologia e especializada em Alta Performance em Liderança pela Fundação Dom Cabral, Tarsia participou ativamente dos movimentos que levaram a Transpes a ser eleita, por três anos consecutivos, uma das Melhores Empresas para se trabalhar pela revista Você S/A. Hoje, Tarsia viaja o Brasil ajudando a moldar novas lideranças e a reavivar a chama da paixão pelo Brasil em jovens corações.



Mais informações

Tarsia Gonzalez | http://tarsiagonzalez.com.br/| [email protected]

Informações para a imprensa:

Planta e Cresce | [email protected] | 11 2594-7891 e 99497-8523
Compartilhe
16 Anos de uma Grande História: A Saga Redentoriana
29/07/2018 | 10h09
Domingo de alegria para a UniRedentor
De Itaperuna para o Brasil em 5.840 dias e 140.160 horas
 
 
Há 16 anos, em um dia 29 de julho, uma segunda-feira, nascia a Faculdade Redentor e em seu DNA, vinha o código da vitória. Hoje, a adolescente instituição de ensino superior, já mostra maturidade e sabedoria, espalhada pelo Brasil com seus cursos de Pós- Graduação e seus inúmeros cursos de Graduação, como a forte Medicina em Itaperuna.
Seja em Campos, onde abriga a segunda unidade, ou em Paraíba do Sul e Queimados, vindas posteriormente, a UniRedentor sempre baseou-se solidamente, chegando para ficar e elevar-se.
Detentora de inúmeros índices de qualidade chancelados pelo próprio MEC-Ministério da Educação,tornou-se por méritos próprios um Centro Universitário e hoje, a instituição passa a firme ideia de que já nasceu grande.
 
 
Mas tem por detrás de tudo isso, uma história de fé, competência e superação, transformando-se nestes 16 anos em uma potência educacional, nascida em Itaperuna e preparada para todos os desafios.
A UniRed passa realmente a ideia de ter nascido grande, porém embora embrionário na época, o espírito sempre foi inquebrantável e portanto, gigante.
Faltava apenas o tempo para confirmar. É o que tem acontecido dia após dia. Longa vida para a IES.
FATOS HISTÓRICOS OCORRIDOS EM 29 DE JULHO
29 de julho é o 210.º dia do ano no calendário gregoriano (211.º em anos bissextos). 
 
 
1824 - Nasce Alexandre Dumas Filho, escritor francês.
1836 - Inauguração do Arco do Triunfo de Paris. A primeira pedra foi colocada em 1806.
1856 - Um tratado de amizade e navegação é assinado em Assunção entre a Confederação Argentina e a República do Paraguai.
1856 - Morre Robert Schumann, compositor alemão.
1860 - Nasce a princesa imperial brasileira Isabel no Rio de Janeiro.
1883 - Nasce Benito Mussolini, estadista italiano.
1886 - Inauguração do navio espanhol de guerra "Destructor", idealizado pelo marinheiro Fernando Villaamil e que serve de modelo para todas as Marinas do mundo.
1890 - Morre Vincent Van Gogh, pintor holandês.
1899 - Acordo de Haia, através do qual todos os países europeus se comprometem a não usar gases asfixiantes nas guerras.
1900 - O anarquista Breci assassina em Monza o rei da Itália, Humberto I, que é sucedido por Víctor Manuel III.
1907 - O coronel britânico Robert Baden-Powell funda a organização dos escoteiros, no acampamento juvenil da ilha de Brownsea, no condado de Dorset.
1960 - A Nasa divulga o programa espacial civil Apollo. O programa deveria abranger vôos tripulados à Lua e enviar sondas aos planetas de Marte e Vênus.
1962 - O presidente do Peru, Manuel Prado, após onze dias de confinamento na Ilha de San Lorenzo, parte para o exílio em Paris, por imposição da Junta Militar presidida pelo general Ricardo Pérez Godoy.
1968 - A Tchecoslováquia e a União Soviética se reúnem para acertar a paz durante a Primavera de Praga, tentativa de aproximação com o Ocidente.
1975 - A OEA revoga o bloqueio imposto a Cuba em 1964.
1979 - Morre Herbert Marcuse, filósofo alemão.
1981 - Casamento do Príncipe Charles da Inglaterra com Lady Diana Spencer.
1983 - O cineasta espanhol Luis Buñuel, diretor de O discreto charme da burguesia, morre aos 83 anos de cirrose hepática.
1984 - Seqüestro de um avião venezuelano, com 82 passageiros a bordo, por um comando que exige a entrega de 250 armas. A policia resgatou os reféns e matou os dois membros do comando, em Curacao.
1986 - Os presidentes da Argentina, Raúl Alfonsín, e do Brasil, José Sarney, firmam em Buenos Aires os acordos econômicos de integração mútua, base da futura criação de um Mercado Comum Latinoamericano.
1987 - Uma rebelião na Penitenciária do Carandiru, em São Paulo, deixa 30 mortos.
1994 - O comediante Mussum, que iniciou sua carreira no grupo Os Originais do Samba e consagrou-se nos Trapalhões, morre aos 53 anos.
1998 - O Governo Federal privatiza a Telebrás.
2000 - O presidente do Peru, Alberto Fujimori, tome posse, no seu terceiro mandato consecutivo, com protestos nas ruas por suposta fraude eleitoral. Seis pessoas morrem no incêndio provocado do edifício do Banco de la Nación.
2000 - Morre René Favaloro, cirurgião argentino, inventor do "by-pass" coronário em 1967. 
2002- É fundada a Faculdade Redentor na cidade de Itaperuna , Região Noroeste do Estado do Rio de Janeiro.
Compartilhe
Comunicado da Justiça Eleitoral Itaperuna/S. J. de Ubá
27/07/2018 | 19h00
Da presente data até o dia 31/08/2018:

O Ex.mº Juiz da 107ª Zona Eleitoral, Dr. José Roberto Pivanti, avisa a todos os eleitores que receberam carta convocatória para atuarem nas Eleições de 2018 e ainda não tomaram posse, que deverão comparecer no Cartório Eleitoral com urgência, não deixando para o último prazo, vez que os treinamentos iniciarão na primeira semana de Setembro. O Cartório Eleitoral funciona das 11 as 19h, de segunda a sexta-feira, na Avenida Cardoso Moreira, 485, fundos/altos.


Atenciosamente
Suziane Rossi Silva Girão
Chefe de Cartório
107ª ZE - Itaperuna/São José de Ubá
Tel. 3824-3353

Compartilhe
TSE Mantém Inelegível Ex-Governadora do Rio
26/07/2018 | 09h35
RE-RJ mantém inelegibilidade de Rosinha Garotinho

Na sessão plenária desta quarta-feira (25), o TRE-RJ, ao julgar recurso eleitoral, manteve a condenação da ex-governadora do Rio Rosangela Barros Assed Matheus de Oliveira, a Rosinha, por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016. Com a decisão, Rosinha fica inelegível por oito anos, a contar de 2016. A Corte entendeu que, durante sua gestão à frente da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, a ex-governadora participou de um esquema de concessão e distribuição, de forma fraudulenta, do programa assistencial "Cheque Cidadão", visando à obtenção de votos no pleito de 2016.
De acordo com o voto da relatora, desembargadora eleitoral Cristiane Frota, "de junho a julho de 2016, oficialmente, houve um acréscimo de 1.203 agraciados com o programa assistencial, o que se revela muito acima da média mensal de inclusão de novos beneficiários. Entretanto, o incremento do programa não revela toda a extensão do ilícito. A partir de julho de 2016, três meses antes do pleito, o número de beneficiários do aludido programa mais do que dobrou, alcançando o número de 30.470 beneficiários".
Ainda de acordo com o voto da relatora, a gravidade do abuso de poder político e econômico se revelou "na extrapolação desse uso de recursos públicos em benefício da promoção de uma determinada plataforma política, com a nítida aptidão de influenciar a livre e consciente vontade do eleitor, a desestabilizar a lisura que é esperada nos pleitos, inclusive porque os candidatos beneficiados com o esquema passaram a concorrer em desigualdade de forças com aqueles que não detém da mesma estrutura dos órgãos municipais".
A Corte também manteve a inelegibilidade, por oito anos, de Giselle Koch Soares, à época coordenadora do Programa Cheque Cidadão; de Ana Alice Ribeiro Lopes Alvarenga, que era secretária municipal de Desenvolvimento Humano e Social; e de Francisco Arthur de Souza Oliveira e Mauro José da Silva, candidatos, respectivamente, a prefeito e a vice pela Coligação Frente Popular Progressista de Campos nas eleições de 2016, que também tiveram seus registros de candidatura cassados. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Processo relacionado: RE-66926
Direto da Ascom-TSE
Compartilhe
Sobre o autor

Nino Bellieny

[email protected]