Foragido e afastado da Câmara de SFI, Jarédio perde mais uma no TRE
23/10/2018 | 00h25
Divulgação
Afastado da Câmara de São Francisco de Itabapoana desde o início do mês passado, o parlamentar Jarédio Azevedo (SD) teve mais um recurso negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Nesta segunda-feira (22), a Corte negou um habeas corpus que pretendia reverter a questão do afastamento.
Por decisão do juiz Alexandre Rodrigues de Oliveira, da 130ª Zona Eleitoral, o parlamentar foi afastado do cargo após o Ministério Público Eleitoral (MPE) denunciar que ele na campanha eleitoral de 2016, o vereador teria prometido a eleitoras beneficiárias do programa social Bolsa Família cirurgias a seus parentes em troca do voto e da assinatura de termo de doação eleitoral, no valor de R$ 600.
Na segunda-feira (15) passada, um mandado de segurança impetrado pela defesa do vereador afastado também foi negado pelo TRE. No dia seguinte, a prisão preventiva foi decretada porque Jarédio descumpriu a medida cautelar que proibia contato direto ou indireto com testemunhas. Um vídeo apresentado à Justiça mostrou o advogado do réu em contato com uma das testemunhas. Esse diálogo foi enquadrado como contato indireto. E o réu é considerado foragido desde então.
 
 
Compartilhe
Criação de emprego formal em setembro é a maior para o mês em cinco anos
22/10/2018 | 20h41
Taxa de desemprego em abril chega em 13.6%
Taxa de desemprego em abril chega em 13.6% / Divulgação
Beneficiada pelos serviços e pela indústria, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em setembro, o maior nível para o mês em cinco anos. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, 137.336 postos formais de trabalho foram criados no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível tinha sido em setembro de 2013, quando as admissões tinham superado as dispensas em 211.068. A criação de empregos totaliza 719.089 de janeiro a setembro e 459.217 nos últimos 12 meses.

Na divisão por ramos de atividade, sete dois oito setores econômicos criaram empregos formais em setembro. O campeão foi o setor de serviços, com a abertura de 60.961 postos, seguido pela indústria de transformação (37.449 postos) e pelo comércio (26.685 postos). A construção civil abriu 12.481 vagas, seguida pelos serviços industriais de utilidade pública (1.091 vagas), administração pública (954) e extrativa mineral (403).

O nível de emprego caiu apenas no setor da agropecuária, que demitiu 2.688 trabalhadores a mais do que contratou no mês passado. Tradicionalmente, setembro registra contratações pela indústria, que começa a produzir para o Natal. Em contrapartida, o mês registra demissões no campo, por causa da entressafra de diversos produtos.

Nos serviços, os grandes destaques foram o comércio e a administração de imóveis, valores mobiliários e serviço técnico, que abriu 25.872 postos, e os serviços de alojamento, alimentação, reparação, manutenção e redação, com 13.168 vagas. A indústria foi impulsionada pelos produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico, com 29.652 postos.

Regiões

Todas as cinco regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 62.177 postos, seguido pelo Sudeste (38.933 vagas). Foram abertos 18.063 postos no Sul, 10.262 no Norte e 7.901 no Centro-Oeste.

Na divisão por estados, apenas o Mato Grosso do Sul demitiu a mais do que contratou, com o fechamento de 2.645 postos formais de trabalho. As maiores variações positivas no saldo de emprego ocorreram em São Paulo (22.448 vagas), Pernambuco (21.414), Alagoas (15.179) e Paraná (9.487).
Fonte: Agência Brasil
Compartilhe
Afastado do mandato e foragido, Jarédio ainda recebe da Câmara de SFI
19/10/2018 | 21h04
Divulgação
Com mandado de prisão expedido desde a última terça-feira (16), o vereador Jarédio Azevedo (SD), afastado da Câmara de São Francisco de Itabapoana, continua foragido. No entanto, mesmo fora do cargo desde 4 de setembro por decisão judicial, o parlamentar não teve o salário suspenso. E agora, mesmo foragido e até se for preso, continuará recebendo.
Ao determinar o afastamento do vereador, o juiz Alexandre Rodrigues de Oliveira disse que “as questões administrativas relacionadas à remuneração e demais vantagens do cargo serão regulados pela legislação local”. A decisão foi tomada em plenário, pelos vereadores, já que o regimento da Casa prevê que esses casos devem ser apreciados pelos parlamentares. E a decisão precisou de maioria absoluta, de dois terços dos vereadores.
O juiz responsável pela 130ª Zona Eleitoral decidiu afastar Jarédio do cargo no início do mês passado. Segundo denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE), na campanha eleitoral de 2016, o vereador teria prometido a eleitoras beneficiárias do programa social Bolsa Família cirurgias a seus parentes em troca do voto e da assinatura de termo de doação eleitoral, no valor de R$ 600.
Na última segunda-feira (15), um mandado de segurança impetrado pela defesa do vereador afastado foi negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Já no dia seguinte, a prisão preventiva foi decretada porque Jarédio descumpriu a medida cautelar que proibia contato direto ou indireto com testemunhas. Um vídeo apresentado à Justiça mostrou o advogado do réu em contato com uma das testemunhas. Esse diálogo foi enquadrado como contato indireto.
 
 
Compartilhe
Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
18/10/2018 | 20h54
O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (18) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. E o resultado aponta a mesma tendência revelada pelo próprio instituto, na semana passada (aqui), além das pesquisas que foram divulgadas nesta semana pelo Ibope (aqui) e o Paraná Pesquisas (aqui): é ampla a vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) sobre Fernando Haddad (PT).
O mais recente levantamento Datafolha foi realizado nessa quarta (17) e quinta-feira (18) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Bolsonaro tem 59%, enquanto Haddad chega a 41%. No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 58% e Haddad, 42%.
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
Votos totais
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
Jair Bolsonaro (PSL): 50%
Fernando Haddad (PT): 35%
Em branco/nulo/nenhum: 10%
Não sabe: 5%
Fonte: G1
Compartilhe
Ibope no Rio de Janeiro, votos válidos: Witzel tem 60%; Paes, 40%
17/10/2018 | 18h56
O Ibope divulgou nesta quarta-feira (17) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para governador no Rio de Janeiro. O levantamento foi realizado entre segunda-feira (15) e quarta-feira (17) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Wilson Witzel (PSC) com 60% e Eduardo Paes (DEM) 40%. Mais cedo, o instituto Paraná Pesquisas também divulgou pesquisa de intenção de votos para o governo do Estado. 
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
Nos votos totais, Witzel tem 51%, enquanto Paes soma 34%. Brancos e nulos chegam a 9%. Já 5% dos entrevistados responderam não saber em quem responder.
Rejeição
A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. Paes lidera no índice negativo. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Rio de Janeiro que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:”
Eduardo Paes
Com certeza votaria nele para governador - 21%
Poderia votar nele para governador - 18%
Não votaria nele de jeito nenhum - 48%
Não o conhece o suficiente para opinar - 11%
Não sabem ou preferem não opinar - 2%
Wilson Witzel
 Com certeza votaria nele para governador - 40%
Poderia votar nele para governador - 14%
Não votaria nele de jeito nenhum - 18%
Não o conhece o suficiente para opinar - 26%
Não sabem ou preferem não opinar - 2%
Com informações do G1
Compartilhe
Paraná Pesquisas: Bolsonaro amplia vantagem sobre Haddad
17/10/2018 | 18h48
Segundo pesquisa do instituto Paraná, encomendada pela Crusoé, divulgada nesta quarta-feira (17), Jair Bolsonaro (PSL) tem 60,9% dos votos válidos, contra 39,1% de Fernando Haddad (PT). A vantagem do capitão da reserva do Exército para o petista, a 11 dias das urnas, é de quase 22 pontos. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.
Nos votos totais, Bolsonaro soma 52,9%, enquanto Haddad chega a 33,9%. Ainda de acordo com o levantamento, 9,4% dos eleitores dizem não votar em nenhum dos dois, enquanto 3,8% afirmam estar indecisos.
A sondagem foi realizada entre 14 e 17 de outubro com 2.080 entrevistas em 162 municípios. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a inscrição BR-04446/2018.
Compartilhe
Ligações perigosas do tráfico com a política em Campos
17/10/2018 | 11h06
Ligações perigosas
A operação Verde Oliva, deflagrada nessa terça-feira (16) pelas polícias Civil, Militar e o Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), foi para as ruas com o objetivo de fechar o cerco contra o tráfico (aqui). Mas revelou outras ligações perigosas. Um atleta do Campos Atlético Associação, o Yuri, de 23 anos, seria titular na partida desta quarta-feira (17) contra o Queimados (aqui), pela semifinal da Série B2. Só que acabou preso. Ele é um dos artilheiros do clube na temporada. Também revelou que “Cotó”, apontado como chefe da facção Terceiro Comando Puro (TCP), dava ordens da prisão para execuções na região de Guarus e articulava apoio político.
Investigação necessária
Foi da cadeia, em conversas telefônicas com comparsas, obtidas com autorização da Justiça, que Cassiano Soares da Silva Vicente, o “Cotó”, teria proibido carreatas de alguns candidatos, mas liberou apoio a outro, não identificado, que teria boas propostas: emprego, advogado, conversar com ele na cadeia e, ganhando o pleito, um salário todo mês. Não ficou claro quem era esse candidato, tampouco se as conversas realmente aconteceram, mas a Justiça e o Ministério Público Eleitoral devem procurar mais informações sobre isso. Além da indecorosa relação com o tráfico, os relatos são relacionados a uma possível compra de votos.
Desserviço eleitoral
O eleitor brasileiro ainda não teve a oportunidade de assistir a um debate de alto nível entre os presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). No entanto, os dois, nessa terça, resolveram duelar em outra arena: a virtual. Foi um desserviço dos postulantes à sucessão de Michel Temer (MDB), a essa altura do campeonato, em uma campanha marcada por fake news e muitas declarações odiosas nas redes sociais — sem falar nos casos de violência física. Depois não adianta pedir aos militantes uma campanha limpa, se os dois, que estão no centro da disputa, agem de forma diferente. Isso é até imaturo para dois candidatos ao Planalto.
Novo Sistema
O cronograma de audiências públicas para apresentação do projeto novo modelo de transporte público de Campos e para ouvir a população seguiu ontem em Campos. Desta vez, a reunião aconteceu em Dores de Macabu. Hoje o encontro será em Farol de São Thomé. O objetivo é implantar um novo sistema para melhorar o serviço de transporte no município, que é alvo de constantes reclamações dos usuários.
Resultados
Após notificar centenas proprietários de terrenos e imóveis abandonados para a limpeza dos locais, a superintendência de Posturas de Campos avaliou como positivo os resultados do mutirão de combate a terrenos abandonados na área urbana, que causam uma série de transtornos aos vizinhos. Espera-se, agora, que a limpeza se mantenha com frequência por parte dos responsáveis pelos espaços.
Fechado
Os Correios encerram as atividades em 41 agências de 15 estados do país nessa terça. A boa notícia é que nenhuma unidade pertence a Campos ou outros municípios da região, mas cabe ressaltar a indignação de alguns moradores que não recebem suas correspondências em casa, como deveriam, e são obrigados a enfrentar filas na unidade de distribuição na avenida Sete de Setembro.
Carla em Brasília
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), marcou presença em Brasília, nessa terça, acompanhada de vereadores da bancada governista. Eles visitaram gabinetes dos deputados federais em busca de emendas para o município, principalmente com os parlamentares que apoiaram no último pleito. Presidente da Câmara de SJB, Aluizio Siqueira (PP) contou que o prazo para emendas termina no próximo dia 1º e, por isso, eles estiveram conversando com os deputados do Rio. Os pedidos são para as áreas de saúde e infraestrutura.
Com o jornalista Mário Sérgio
*Publicado nesta quarta-feira na Folha da Manhã
Compartilhe
Primeira pesquisa do segundo turno no Rio: Witzel tem 67,8%; Paes, 32,2%
17/10/2018 | 10h04
O instituto Paraná Pesquisas divulgou nesta quarta-feira (17) a primeira pesquisa de intenção de votos no segundo turno para governador no Rio de Janeiro. Após a ascensão meteórica na reta final do primeiro turno, o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) continua em crescimento e registra 67,8% dos votos válidos, ante 32,2% do seu adversário, Eduardo Paes (DEM). Para obter o percentual de votos válidos, o instituto de pesquisa exclui os brancos, nulos e as abstenções. É a mesmo procedimento adotado pela Justiça Eleitoral na apuração dos votos.
Já no cenário de votos totais, Witzel tem 59%, enquanto Paes chega a 28,1%. Dos entrevistados, 8,4% responderam que não vão votar em nenhum dos candidatos, enquanto 4,6% disseram ainda não saber.
O Paraná Pesquisas também apurou a rejeição aos candidatos. No índice negativo, Paes chega a 56,4%, enquanto Witzel tem 27,2%.
Corrida presidencial — A sondagem também traz números sobre a corrida presidencial entre os eleitores do Rio de Janeiro. Em votos válidos, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) tem a preferência de 70,8% do eleitorado fluminense, enquanto Fernando Haddad (PT) chega a 29,2%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a inscrição BR-00671/2018 e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), com a inscrição 06546/2018. Foram entrevistados 1.860 eleitores fluminenses entre os dias 14 e 16 de outubro. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.
Compartilhe
Prefeita e vereadores de SJB buscam emendas em Brasília
16/10/2018 | 20h08
Prefeita e vereadores nos corredores das Câmara dos Deputados
Prefeita e vereadores nos corredores das Câmara dos Deputados / Reprodução/Facebook-Ronaldo Gomes
 
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), cumpre agenda em Brasília nesta terça-feira (16), acompanhada de vereadores da bancada governista. Eles visitaram gabinetes dos deputados federais em busca de emendas para o município, principalmente com os parlamentares que apoiaram no último pleito.
Presidente da Câmara de SJB, Aluizio Siqueira (PP) contou que a comitiva esteve em vários gabinetes de deputados. “Fomos informados que o prazo de emendas termina no dia 1º de novembro. Por isso, viemos na frente pedir para nossa cidade, especialmente para área da saúde, mas também nas questões de infraestrutura”, afirmou Aluizio, destacando que seus pedidos foram direcionados ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), inclusive para questão do esgoto do loteamento Porto Seguro, na sede do município.
Além de Carla e Aluizio, também estão em Brasília os vereadores Alex Firme (PP), Elísio Motos (PDT), Gersinho Crispim (SD), Ronaldo da Saúde (Pros) e Sônia Pereira (PT).
O blog não conseguiu contato com a prefeita.
Compartilhe
Juiz decreta prisão de vereador afastado de SFI
16/10/2018 | 16h42
Jarédio Barreto
Jarédio Barreto / Divulgação
O juiz eleitoral de São Francisco de Itabapoana, Alexandre Rodrigues de Oliveira, determinou nesta terça-feira (16) a prisão preventiva do vereador afastado Jarédio Azevedo (SD). Ele está fora do cargo desde 4 de setembro, acusado de compra de votos e apresentação de documentos falsos na prestação de contas da campanha de 2016. Nessa segunda-feira (15), O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve (aqui) a decisão de primeira instância que afastou o parlamentar do cargo.
O juiz eleitoral atendeu pedido do Ministério Público. Um vídeo apresentado à Justiça mostra o advogado do réu em contato com uma das testemunhas. Segundo o MP, ele a induziu a prestar depoimento. A medida cautelar imposta a Jarédio proibia de contato direto ou indireto com as testemunhas. No caso, o diálogo do advogado com a testemunha é enquadrado como contato indireto.
Segundo a decisão judicial, o vereador afastado deverá ficar preso pelo prazo necessário à instrução do processo. Jarédio terá de ficar em cela distinta dos demais detentos. Se não houver sala adequada, o juiz manda oficiar o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, solicitando sala de Estado Maior para fins de cumprimento da prisão preventiva.
O vereador afastado é considerado, por ora, foragido. A Polícia Federal já foi comunicada para cumprimento da decisão. Confira a decisão do juiz e o mandado de prisão já expedido:
 
 
 
 
Compartilhe
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]