Médicos apresentam contraproposta para fim da greve em Campos
15/08/2019 | 18h37
José Roberto Crespo no Folha no Ar
José Roberto Crespo no Folha no Ar / Isaías Fernandes
O Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) apresentou nesta quinta-feira (15) contraproposta à Prefeitura com as condições para encerrar a greve iniciada no dia 7 de agosto. Na quarta-feira (14), a assembleia da categoria rejeitou o “pacto pela Saúde”, assinado por representantes do Simec e do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio (Cremerj) na noite anterior (aqui), junto com o prefeito Rafael Diniz (Cidadania) e Abdu Neme, secretário de Saúde. No novo documento, a primeira solicitação dos profissionais da medicina é de um cronograma de melhorias nas unidades de saúde do município (confira a pauta completa no fim do post).
— A greve hoje não é dos médicos, é da saúde pública. Nossa primeira cobrança é por um cronograma, com reformas e outras melhorias nas unidades de saúde, das condições de trabalho. Recebemos informações até de falta de termômetro e dipirona injetável. Aí dizem que Rafael comprou milhões em remédio, mas não chegou. Outra coisa é com relação a gratificações e substituições. O prefeito falou em pagar 50%. E os outros 50%, quando seriam pagos? O pessoal também precisa tirar férias. São esses os principais pontos — afirmou o presidente do Simec, José Roberto Crespo.
Apesar de ser apontada como causa da greve, a falta de estrutura das unidades de saúde sequer foi tratada no documento assinado na Prefeitura na última terça. A repercussão nas redes sociais ao fato não foi das melhores e agora este é o primeiro ponto do documento apresentado pelo Sindicato.
No chamado pacto pela Saúde, a Prefeitura acenou com o pagamento de 50% das substituições e 50% das gratificações nesta sexta-feira (16), abono das faltas no setor ambulatorial e a autorização do gozo das férias, sem o pagamento imediato do 1/3 de férias, sem custos adicionais ao município, conforme previsto no decreto 183/2019, publicado no Diário Oficial do dia 12 de julho, de contingenciamento de gastos.
Como a assembleia rejeitou a oferta, todas as propostas foram suspensas. Por outro lado, a Prefeitura confirmou para sexta o pagamento de 50% das gratificações e substituições aos profissionais de 3º grau da Saúde.
Em nota, a Prefeitura de Campos informou que “recebeu a pauta de reivindicações, que será analisada, e aguarda o prosseguimento das negociações. O valor referente ao pagamento dos 50% referentes a substituições e gratificações está reservado para quando houver o cumprimento do acordo”.
Com relação ao cronograma de obras solicitado pelo Simec, a administração municipal informou que “apesar de a nova realidade do município, com royalties de petróleo em declínio, a Prefeitura está investindo na melhoria das unidades da rede municipal de Saúde. Apenas em 2019, o investimento em equipamentos médicos e mobília já chega a R$ 4,5 milhões. Só de medicamentos e materiais médicos já foram investidos R$ 29 milhões. A distribuição de medicamentos para as unidades acontece normalmente. As reclamações devem ser feitas de maneira pontual para que seja uma apuração. Além disso, 10 Unidades Básicas de saúde (UBS) estão sendo reformadas e as UPHs São José e Travessão, entregues à população. Obras no Hospital Geral de Guarus estão em fase de licitação, o que está previsto, também, para o Hospital Ferreira Machado. Esta nova realidade foi apresentada à categoria em reuniões nesta semana. Campos sofre com a drástica redução de receitas oriundas dos royalties do petróleo. Este ano as perdas já acumulam R$ 96 milhões”.
Pauta de reivindicações dos médicos:
Compartilhe
Médicos rejeitam pacto pela Saúde e continuam em greve
14/08/2019 | 21h03
A greve dos médicos continua em Campos. Terminou na noite dessa quarta-feira (14), na Faculdade de Medicina, mais uma assembleia do Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) e a categoria definiu pela manutenção da paralisação, iniciada no dia 7 de agosto. Nessa terça-feira (13), o pagamento de 50% das substituições, 50% das gratificações e abono das faltas no setor ambulatorial durante a greve foram propostos pelo prefeito Rafael Diniz (Cidadania) e pelo secretário municipal de Saúde, Abdu Neme, em reunião com o presidente do Simec, José Roberto Crespo, o representante do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio (Cremerj), além de outros profissionais da medicina. Chamado de “pacto pela Saúde”, o documento agradou aos presentes na reunião, mas não foi aprovado pela assembleia nesta quarta.
O comando da greve foi formado por servidores lotados no Hospital Geral de Guarus (HGG) e Ferreira Machado. Segundo o Simec, a greve continua por tempo indeterminado.
— Os servidores da Saúde decidiram em assembleia a não retornarem aos seus postos de trabalho nesse momento, em razão do não aceite à proposta do poder público municipal, haja vista que as reivindicações não foram contempladas a contento. Os médicos querem voltar a trabalhar, mas com a garantia de melhores condições de trabalho, para que tenham como exercer um atendimento de qualidade à população — disse José Roberto.
Na reunião com o prefeito na última terça, além do presidente do sindicato estiveram o coordenador do Cremerj, Rogério de Souza Bicalho Filho; os médicos Cyntia Azeredo Cordeiro e Luis Alberto Mussa Tavares, além da advogada do Simec, Anara Guedes Coenzey. Outro ponto abordado na proposta foi sobre a autorização do gozo das férias, sem o pagamento imediato do 1/3 de férias. Com isso, não haverá impacto em custos adicionais ao município, conforme previsto no decreto 183/2019, publicado no Diário Oficial do dia 12 de julho.
No entanto, durante a assembleia, os posicionamentos dos servidores da emergência e do ambulatório foram diferentes, apesar de não divergentes. De forma geral, as reivindicações da categoria foram mantidas e a proposta apresentada pelo município rejeitada. O Simec vai formular uma contraproposta.
A Prefeitura de Campos informou que vai aguardar o posicionamento oficial através do sindicato da categoria, “assegurando que adotará todas as medidas cabíveis para garantir o atendimento da população. Os termos do acordo restarão suspensos até que o município seja formalmente informado sobre a decisão da categoria”.
Compartilhe
Reforço nos batalhões do interior prometido por Witzel a Bruno Dauaire
09/08/2019 | 21h08
Eleito com discurso de forte apelo pela segurança pública, o governador Wilson Witzel (PSC) convocou mais de 500 aprovados em concurso para policial militar desde o início do ano. Líder do PSC na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado Bruno Dauaire disse, em entrevista a uma rádio no Rio de Janeiro, que Witzel o prometeu que após a formação dos agentes, os novos PMs com origens no interior vão retornar à região para recompor os efetivos dos respectivos batalhões.

— Nossa luta sempre foi por esses homens e mulheres que precisam se arriscar a centenas de quilômetros de suas casas — disse Dauaire.
Compartilhe
Campos paga RPA e DAS dia 15
08/08/2019 | 19h04
O pagamento dos prestadores de serviço por Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) e em cargo comissionado acontecerá no próximo dia 15. O pagamento dos servidores estatutários ativos, aposentados e pensionistas foi realizado no prazo e está em dia.

A data inicial era esta sexta-feira (9), mas devido à queda de repasse de royalties - R$ 67 milhões a menos em relação ao mesmo período de 2018 – e à expectativa de participações especiais em valor menor que o mesmo período do ano passado, o pagamento teve que ser adiado. O secretário de Gestão Pública, André Oliveira, destaca que a administração municipal não vem medindo esforços para realizar os pagamentos.

— Em função da realidade em que vivemos, os planejamentos estão tendo que ser refeitos, mas a equipe econômica do governo municipal vem se reunindo e trabalhando constantemente para conseguir manter os pagamentos — disse.
Compartilhe
Lista de prefeitáveis em SJB não para de crescer
08/08/2019 | 17h14
A política em São João da Barra ganhou mais pré-candidatos a prefeito para 2020. Entrevistado desta quinta-feira (8) do programa Folha no Ar, da Folha FM 98,3, o ex-prefeito Betinho Dauaire apontou pelo menos oito nomes de oposição — ou terceira via — que estão no tabuleiro. Do outro lado, está a prefeita Carla Machado (PP) e seus aliados.
Candidata natural à reeleição, a prefeita entraria na disputa pelo quarto mandato. Porém, ainda precisa resolver uma pendência na Justiça Eleitoral. Em decorrência da operação Machadada, Carla foi condenada em primeira e segunda instâncias a oito anos de inelegibilidade. O recurso ainda vai ser julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas a sanção está suspensa, por ora, está suspensa. De toda sorte, caso reverta consiga ser candidata, terá de escolher outro vice (aqui), já que Alexandre Rosa (PRB) não pode concorrer ao cargo pela terceira vez seguida.
Na oposição, o vereador Franquis Areas (PL) já teve nome lançado por Betinho (aqui), que ratificou a preferência (aqui), e contaria com apoio (aqui) até do governador Wilson Witzel (PSC). Mas não há unanimidade entre os opositores a Carla.
Outras candidaturas se desenham, sobretudo nas redes sociais. Alguns com nomes já testados nas urnas, como candidatos a vereador, outros que querem estrear na disputa eleitoral, já como candidatos a prefeito em 2020. Estão na lista o empresário Renê Fernandes (Patri), o advogado e professor Juliano Rangel (PDT), o radialista Emilson Amaral, o empresário Márcio Nogueira, João Paulo Almeida (a caminho do PSDB), Maike Lalanga, Paulo Mendes (Psol) e André Fontoura (Cidadania).
O deputado estadual Bruno Dauaire (PSC) é outro nome cotado, mas sua entrada no tabuleiro inviabilizaria a candidatura de Franquis, aliado de longa data da sua família. O parlamentar não confirma se é pré-candidato para a eleição do próximo ano, mas deixa claro o desejo de disputar a Prefeitura que já foi administrada pelo seu avô Alberto Dauaire e pelo pai, Betinho.
Muita água vai rolar até as convenções partidárias e definições das candidaturas. Só que São João da Barra nunca teve tanto pré-candidato a prefeito como agora. Talvez seja efeito do último pleito, que elegeu Witzel, até então um ex-juiz federal nada conhecido — o candidato 1%, como ele mesmo faz questão de lembrar — a governador. Só é bom salientar que uma eleição nunca é igual a outra. E as primeiras pesquisas, em breve vão começar a nortear os caminhos.
Compartilhe
Genásio não vai tentar reeleição a vereador em 2020
08/08/2019 | 10h12
Genásio no Folha no Ar
Genásio no Folha no Ar / Isaías Fernandes
Líder do governo Rafael Diniz (Cidadania) na Câmara de Campos, o vereador Genásio (PSC) afirmou em entrevista ao Folha no Ar, da Folha FM 98,3, nessa quarta-feira (8) que não vai disputar a eleição de 2020 como candidato a vereador. Ele disse que será um “soldado do grupo do prefeito”, mas não confirmou se será candidato a algum cargo, como o de vice-prefeito, por exemplo.
Na entrevista, que teve como pauta principal a proposta de CPI do Previcampos (aqui), Genásio também disse que não vê o deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) como candidato a prefeito de Campos no próximo ano, além de tecer duras críticas ao grupo garotista, afirmando que a marca do governo passado, sob comando da ex-prefeita Rosinha Garotinho (Patri), é a corrupção.
Compartilhe
Betinho Dauaire, ex-prefeito de SJB, nesta quinta no Folha no Ar
07/08/2019 | 19h25
Genilson Pessanha
O ex-prefeito de São João da Barra Betinho Dauaire (PR) é o entrevistado desta quinta-feira (8), do programa Folha no Ar, da Folha FM 98,3. Na pauta, a perspectiva para o cenário eleitoral sanjoanense e história da política regional. Betinho foi prefeito em São João da Barra entre 1997 e 2004. Depois, concorreu ao mesmo cargo em mais duas oportunidades: 2008 e 2012, sendo derrotado pela prefeita Carla Machado (PP) e pelo ex-prefeito Neco (MDB). O programa vai ao ar às 7h. Além de acompanhar a entrevista pelo rádio, é possível assistir e interagir pala live do Facebook, na página Folha FM 98,3.
A família Dauaire é tradicional na política sanjoanense. O pai de Betinho, Alberto Dauaire (que faleceu aos 89 anos em abril de 2016), obteve 11 mandatos consecutivos: três vezes vereador, exercendo várias vezes a presidência do Legislativo municipal, no período que vai de 1950 a 1962; prefeito de SJB, de 1963 a 1966; sete vezes deputado estadual, de 1966 a 1995, período em que ocupou, por duas vezes, secretarias de Estado na gestão dos governadores Jeremias Matos Fontes e Leonel de Moura Brizola. Um dos filhos de Betinho, Bruno Dauaire (PSC) exerce o segundo mandato consecutivo de deputado estadual.
Os Dauaire, tanto Bruno, como Betinho, sempre são nomes cotados como possíveis candidatos a prefeito em SJB.
Em tempo — Após um breve período de férias, o blog retoma as atualizações nesta quarta-feira (7).
Compartilhe
Mulheres e servidores ganham destaque na reforma administrativa de SJB
22/07/2019 | 20h34
A reforma administrativa da prefeita Carla Machado (PP), em São João da Barra, não teve tantos contornos políticos como especulado, mas deu destaque a servidores de carreira e reforço o time de mulheres no comando de secretarias — dos cargos do primeiro escalão, aproximadamente 40% têm mulheres no comando: Administração, Agricultura, Assistência Social e Direitos Humanos, Comunicação Social, Meio Ambiente e Serviços Públicos, Procuradoria-Geral e Saúde. A própria prefeita foi a primeira mulher eleita para o cargo no município e hoje governa em seu terceiro mandato.
 
 
Os servidores concursados estão no comando de cinco pastas: na Educação e Cultura, Daniel Damasceno; Fazenda, Renato Timotheo; Assistência Social, Michelle Pessanha; Comunicação Social, Mônica Terra e Agricultura, Marcela Toledo.
Para a prefeita, o comprometimento com a gestão pública levou mulheres e servidores aos cargos em questão. Ela também enfatiza o comprometimento dos homens no governo, mas ressalta a necessidade de quebrar o paradigma de desigualdade entre os gêneros em todos os segmentos. “A todos só peço que tenham humildade e disposição para trabalhar. Temos muito serviço à frente”, salienta.
A secretaria de Saúde, agora, tem à frente a médica cubana Arleny Valdes. Ela chegou à cidade em 2014 para atuar no Programa Mais Médicos, do governo federal. Mesmo após o rompimento do acordo Cuba e Brasil, permaneceu na cidade na coordenação do programa “Atenção Básica”. “O convite da prefeita Carla é um desafio e sou grata pela confiança, certa de que estou respaldada por uma grande equipe de trabalho em prol do setor de saúde”, disse, ressaltando ainda que sua meta é a descentralização de alguns serviços para oferecer atendimento com maior qualidade em todos os distritos e fortalecer a atenção primária.
Na Agricultura, Marcela Toledo também chega cheia de projetos e pronta para desmistificar qualquer preconceito. “Me sinto honrada, como mulher e técnica, em ter recebido esse convite da prefeita para ficar à frente de uma pasta tradicionalmente ocupada por homens. Quero deixar um olhar feminino, associado ao conhecimento. Nossa meta é aumentar a orientação técnica ao produtor, diversificar a produção, fortalecer a agroindústria, inovar com o turismo rural e tirar a mulher do campo da invisibilidade, já que são muito ativas na cadeia produtiva da agropecuária”, explica.
Outra mulher chamada pela prefeita para atuar no primeiro escalão foi a secretária de Administração, Alessandra Santos. Ela também se diz orgulhosa pela valorização do papel da mulher na administração pública promovida pela prefeita Carla. “Honrada ainda por ser cidadã sanjoanense, como tantos outros colegas, que estudou nas escolas públicas do município. Muito feliz por fazer parte de um governo que valoriza não só a mulher, mas pensa no cidadão como um todo”. Para Alessandra, sua marca no governo Carla Machado é manter sempre em dia os direitos dos servidores, prezando pelo atendimento de qualidade.
Servidora concursada e sanjoanense, a secretária municipal de Comunicação Social, Mônica Terra, também reconhece que os desafios são muitos, mas se sente grata à prefeita Carla por oportunizar a valorização e profissionalização do servidor na esfera pública. “Como mulher regida por outra, que mostra força e sabedoria, espero conduzir com maestria este cargo e demonstrar a amplitude da Comunicação. A pasta é canal de interlocução do governo com a população. Meu papel é manter a comunidade informada sobre as ações do governo. Eu e minha equipe estamos aqui para servir”, disse.
Michelle Pessanha também é servidora de carreira. À frente da Assistência Social e Direitos Humanos, uma das pastas mais emblemáticas da administração pública por necessitar de um olhar diferenciado sobre as urgências da população, principalmente a mais carente, se diz pronta para a missão. “O papel da mulher no governo Carla simboliza para mim a sensibilidade, valorização e reconhecimento ao servidor de carreira aliado ao conhecimento técnico. O município de São João da Barra passa por transformação, está em expansão, inclusive populacional, com o progresso oriundo do Porto do Açu, e não estamos livres das mazelas. Por isso, sabemos dos desafios sociais a enfrentar", ressalta Michelle.
A advogada Eveline Serra, que assumiu a Procuradoria-Geral, é taxativa: “Minha maior meta é atuar de forma preventiva, mediante a provocação dos demais órgãos da administração municipal, a fim de evitar demandas judiciais desnecessárias, sempre pautada na legalidade e moralidade”. Sobre ser mulher em papel de destaque na sociedade em geral, lembra que, as barreiras estão sendo quebradas, mesmo a passos curtos no Brasil, país, na sua opinião, predominantemente machista e patriarcal.
Fechando o time de colaboradoras no primeiro escalão, no todo sete, a secretária de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Joice Pedra, diz que o trabalho em equipe e a liderança de um gestor que luta pelo melhor da sua cidade faz toda a diferença no resultado final. Ao contrário das demais colegas, ela não chega agora ao comando da pasta, está atuando junto à prefeita desde o início, primeiro, como sub e, posteriormente, como secretária. “O melhor de tudo é fazer parte de um governo comprometido com a população”, define.
Compartilhe
Quissamã antecipa primeira parcela do 13º salário
22/07/2019 | 20h07
A Prefeitura de Quissamã liberou nesta segunda-feira (22) a primeira parcela do 13º salário dos servidores municipais. Os valores representam mais de R$ 3 milhões injetados na economia local. O pagamento acontece em um momento especial, quando a cidade se prepara para a Feira Agropecuária e Turística, que será aberta nesta quinta-feira (25) e vai até domingo (28).
Além do pagamento do funcionalismo mantido em dia, nos últimos dois anos, a atual gestão concedeu reajuste salarial de 10% aos servidores – 5% em 2018 e 5% em março deste ano, e acréscimo de 30% no valor do tíquete-alimentação, que passou de R$ 297,73 para R$ 387,04.
— A Prefeitura segue empenhada em manter o equilíbrio das contas públicas, assegurando os compromissos com o servidor público, peça fundamental em nosso trabalho. Além de valorizar os trabalhadores, a medida também beneficia o comércio — ressaltou a secretária municipal de Fazenda, Simone Moreira, acrescentando que na próxima semana, nos dias 30 e 31, a Prefeitura pagará os salários do mês de julho.
Compartilhe
Médica cubana à frente da Saúde e mais mudanças na Prefeitura de SJB
22/07/2019 | 19h23
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), fez mais alterações no primeiro escalão do seu governo. A médica cubana Arleny Valdes Arias, que chegou ao município pelo programa Mais médicos, do governo federal, foi escolhida para comandar a pasta da Saúde. Ela entra no lugar de José Antônio Paulo Fonseca, que agora é coordenador municipal de saúde do trabalhador. Na Administração, quem assume a pasta é Alessandra Soares dos Santos. O cargo estava vago desde que Flávio Raposo Neves voltou para o Turismo, Esporte e Lazer.
Na secretaria de Segurança Pública, o novo titular é o policial militar Anderson da Silva Campinho. Rodrigo Machado, que comandava a pasta, agora fica como coordenador do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Na Guarda Municipal, Marcelo Reis da Silva foi nomeado comandante.
As portarias foram publicadas no Diário Oficial da última sexta-feira (19). Confira todas:
Compartilhe
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]