SJB é a cidade com o maior PIB per capita do Rio e a 9ª no país
15/12/2017 | 21h16

São João da Barra ficou em 1º lugar no ranking das cidades com maior PIB per capita do estado do Rio, pelo segundo ano consecutivo. Os dados foram divulgados nessa quinta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento é referente ao ano de 2015. Ainda segundo os dados do IBGE, SJB conseguiu a 9ª colocação no ranking nacional, sendo a única cidade do estado entre as 20 mais ricas do país.
O PIB per capita é o produto interno bruto dividido pela quantidade de habitantes, e é utilizado para analisar a qualidade de vida de um país, estado ou cidade.
O indicador mostrou que, para cada morador da cidade, é gerada riqueza de R$ 211,9 mil. Quissamã, também no Norte Fluminense, é a 4ª colocada, com R$ 106,4 mil.
Varre-Sai, no Noroeste Fluminense, e Conceição de Macabu, no Norte, estão entre os últimos colocados. As duas cidades ficaram em 88º e 89º lugar com R$ 14,06 mil e R$ 13,6 mil, respectivamente, entre as 92 cidades do estado do Rio de Janeiro.
Com informações do G1
Compartilhe
Carla Machado antecipa pagamento de dezembro dos servidores municipais
15/12/2017 | 14h41
Divulgação
A Prefeitura de São João da Barra vai antecipar o salário de dezembro de todos os seus servidores. No dia 20 de dezembro, a previsão é que a administração municipal quite a segunda parcela do 13º salário dos seus comissionados, que não receberam junto com os efetivos em novembro. Já no dia 22 de dezembro, a próxima sexta-feira, serão depositados os proventos do mês trabalhado de todos os servidores. No mesmo dia 22, não 20 como chegou a ser divulgado, os efetivos receberão o abono natalino no valor de R$ 250. As informações foram confirmadas com o secretário de Administração de SJB, José Antônio Fonseca.
A prefeita Carla Machado (PP) iniciou o ano, primeiro da sua atual gestão, pagando aos funcionários até o 5º dia útil do mês subsequente ao trabalhado. A partir de julho, ela anunciou que o pagamento voltaria a ser efetuado dentro do período trabalhado, tendo como limite o último dia útil do mês.
Compartilhe
Prefeitura de SJB inicia processo para novo concurso público
15/12/2017 | 13h00
Prefeitura de SJB
Prefeitura de SJB / Folha da Manhã
A Prefeitura de São João da Barra publicou no Diário Oficial um aviso de licitação para contratação de empresa para serviços de planejamento, organização e realização de concurso público “para o provimento de diversos cargos efetivos”. Este é o primeiro passo para realização de mais um concurso no município. As propostas serão apresentadas no dia 27 de dezembro. A tendência é que a Prefeitura realize o certame no próximo ano.
Vale lembrar que a prefeita Carla Machado (PP) chegou a falar no início do governo sobre a necessidade de um concurso para contratação de fiscais. Além disso, estão em vigências outros dois realizados na gestão do ex-prefeito Neco (PMDB): o da Educação (que tem validade até 7 de março 2019) e o da Saúde (com validade até 10 de junho de 2019) e . Na última sessão da Câmara, a prefeita enviou ao Legislativo um projeto, já aprovado, que autoriza a contratação de mais concursados da Saúde.
A portaria para o pregão presencial foi publicada no DO dessa quinta-feira (14).
Compartilhe
Brasil ou 1001? Veja qual empresa atenderá cada localidade de SJB
14/12/2017 | 12h27
No mesmo decreto em que o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) suspende a empresa Sanjoanense Campostur das linhas entre Campos e São João da Barra, determina que o serviço seja assumido emergencialmente, a partir de segunda-feira, 18 de dezembro, pelas empresas Brasil e 1001. O número de veículos, contudo, parece bem reduzido. As empresas deverão divulgar, em breve, os horários de atendimento aos usuários.
Veja na tabela abaixo quais empresas serão responsáveis por atender cada localidade:
Cabe salientar que a portaria do Detro deixa claro que a Campostur está em situação irregular. Caso busque a regularização, a intervenção poderá ser revista.
Compartilhe
Detro suspende ônibus da Campostur das linhas entre Campos e SJB
14/12/2017 | 10h46
A secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), suspendeu os serviços prestados pela empresa Sanjoanense Campostur nas linhas entre os municípios entre Campos e São João da Barra. A intervenção passa a valer a partir da 0h de segunda-feira, 18 de dezembro. O Detro considerou diversas irregularidades, mas salienta na mesma portaria que caso a situação seja regularizada, a medida pode ser reavaliada.
As empresas Brasil e 1001 vão assumir o serviço emergencialmente, com o mesmo valor da tarifa cobrado pela Campostur, pelo prazo de um ano. Poderão sair antes, caso o Detro consiga realizar a licitação das linhas. 
Nos “considerandos” do Detro para intervenção nas linhas estão “as inúmeras reclamações quanto à qualidade do serviço prestado pela Empresa de Ônibus Sanjoanense Campostur LTDA., destacando a falta de ônibus, o descumprimento de horários e o péssimo estado de conservação dos veículos“, a irregularidade da frota junto à autarquia, não regularizadas nem mesmo, segundo o Detro, após várias oportunidades.
O blog tenta, sem sucesso, contato com a empresa Sanjoanense Campostur.
Em março deste ano o blog fez uma análise quanto as serviço prestado pela empresa:
Compartilhe
IPTU, nova secretaria e abono na extensa pauta da Câmara de SJB
13/12/2017 | 16h53
A Câmara de São João da Barra encerrou os trabalhos do ano com uma sessão extensa — e também com algumas questões polêmicas. Os vereadores aprovaram o projeto de lei encaminhado pelo Executivo que visa atualizar a planta genérica do município o que, consequentemente, vai acarretar no aumento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). A tabela com o percentual de aumento para cada localidade ainda não foi divulgada. O vereador Franquis Areas (PR), da bancada de oposição, foi o único a votar contra o reajuste que considera absurdo. Eziel Pedro (PMDB), também da oposição, não esteve na sessão. Com o claro (e justo) objetivo de amenizar o impacto do reajuste na vida do contribuinte, os vereadores apresentaram uma emenda para que o reajuste seja feito de forma gradativa e proporcional nos próximos cinco anos, a partir de 2018. Conforme informado no release da Câmara, o reajuste do IPTU visa cumprir “exigência feita pelo Tribunal de Contas do Estado”. Completa na sessão deste quarta, a base governista — Aluizio Siqueira (PP), presidente da Casa; Alex Firme (PP); Caputi (POD); Elisio Rodrigues (PDT); Gersinho (SD); Ronaldo da Saúde (Pros) e Sônia Pereira (PT) — votou pela aprovação. Esse, porém, não foi o único assunto que movimentou a sessão.
Os parlamentares, exceto o vereador de oposição, ainda aprovaram mais um projeto do Executivo, que dispõe sobre a criação na estrutura organizacional do município da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico. Franquis criticou a criação da pasta: “A Prefeitura alega não ter dinheiro e suspende benefícios dos servidores, a transferência de renda para população e agora, no fim do ano, vem criar essa secretaria. São 33 novos cargos comissionados”.
Foi aprovado o projeto do Executivo que concede um abono natalino de R$ 250 aos servidores públicos ativos, exceto aos comissionados e contratados temporariamente, como já havia sido antecipado pela própria prefeita Carla Machado (PP) em outubro. O depósito será efetuado no próximo dia 20. De autoria dos vereadores, três requerimentos ligados ao funcionalismo público foram encaminhados à análise do Executivo. No primeiro, Alex e Aluizio requereram à Secretaria de Administração que faça um estudo a fim de elaborar e implantar o Plano de Cargos, Carreira e Salários para os concursados do Programa de Saúde da Família (PSF), Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), Especialista em Saúde Bucal (ESAUB) e Programa de Agentes de Combate às Endemias (PACE).
 
No segundo requerimento, Alex, Aluizio e Sônia solicitaram à Administração e à Procuradoria que realizem um estudo técnico para correção no enquadramento salarial dos servidores que exercem as funções de auxiliar e agente administrativo na Prefeitura. A terceira matéria, proposta por Aluizio, Gersinho e Caputi, foi requerida a adequação do cargo de motorista de ambulância para condutor de ambulância, com novo piso salarial baseado na Lei 1.459/16.

Parceria com a Apae e novas vagas para concursados

Ainda nesta quarta, os vereadores aprovaram o projeto que abre vagas para cargos de provimento efetivo referentes ao último concurso público, realizado pela Prefeitura na área da saúde. Desse modo, será permitindo convocar candidatos que foram aprovados no certame, nas funções de: enfermeiro, técnico em enfermagem, farmacêutico, médico socorrista e médico de segurança do trabalho.
Outro projeto importante visa autorizar o município a formalizar termo de colaboração ou fomento com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São João da Barra (Apae) para desenvolver projetos relacionados ao atendimento para habilitação e reabilitação das pessoas assistidas pela associação. Outra novidade é o projeto de lei que visa conceder incentivos fiscais à iniciativa privada para a realização de projetos educacionais, esportivos e culturais.
Os vereadores aprovaram ainda o projeto a criação da Escola Municipal Doutor Newton Alves, que vai funcionar em salas cedidas pelo Estado, em Atafona, no Colégio Estadual que também homenageia o advogado que doou a área para construção da escola.
Atualizado às 19h01 de 14/12 — Alterações de informações envidas de forma equivocada pela assessoria da Câmara quanto às pautas relacionadas aos servidores. 
Compartilhe
Candidatura de Denise Frossard ao governo estadual é tida como certa
13/12/2017 | 15h03
O PPS tanto insistiu que já está quase certa a candidatura de Denise Frossard ao governo do estado. Na semana passada, a juíza aposentada e ex-deputada federal esteve na votação para presidente do diretório do partido. Inicialmente, ela se colocou à disposição para a disputa no Senado.
Mas o partido a quer como postulante ao governo estadual, com apoio do PSDB. Se baterem o martelo, esta será a segunda vez que Frossard concorrerá ao cargo de governadora. Em 2006, candidatou-se à sucessão de Rosinha Garotinho. No segundo turno, foi derrotada por Sérgio Cabral, que chegou a chamá-la de blefe. Hoje, ele está preso. E Rosinha em prisão domiciliar.
Nome de peso
A parceria já está sendo comemorada por integrantes de ambos os partidos, que acreditam que a ex-juíza, responsável pela prisão dos chefões do jogo do bicho na década de 90, seja um nome de peso. “Acho importante que a Denise concorra a governadora. Num momento de extrema crise ética, com a política tão contaminada pela corrupção, ela é uma excelente opção, vai dar um gás à disputa”, afirmou a vereadora Teresa Bergher, presidente do diretório municipal do PSDB na capital fluminense.
Fonte: Informe/O Dia
Compartilhe
Abono do servidor de SJB também na pauta da Câmara desta quarta
13/12/2017 | 09h10
Prefeitura de SJB
Prefeitura de SJB / Folha da Manhã
Além da revisão de valores da planta genérica do município, que altera o valor do IPTU, como informei aqui, a Câmara de São João da Barra também vai votar aprovar nesta quarta-feira (13), última sessão ordinária deste ano, o abono natalino de R$ 250 para os servidores da administração municipal. Conforme anunciado desde outubro pela prefeita Carla Machado (PP), o valor será pago no dia 20 de dezembro, data para a qual também está sendo especulado — ainda sem confirmação oficial — o pagamento referente ao mês trabalhado.
Compartilhe
Câmara de SJB vota aumento do IPTU nesta quarta
12/12/2017 | 21h30
Está prevista para esta quarta-feira (13), na Câmara de São João da Barra, a votação de um projeto de lei que vai alterar o valor do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). Há três anos, em dezembro de 2014, na gestão do ex-prefeito Neco (PMDB), a Casa reprovou, por unanimidade, o projeto que tinha por objetivo instituir a nova planta genérica do município. À época, chegou a circular na cidade a informação de que o aumento seria de mais de 500% no imposto em algumas localidades e em outras poderia chegar a 1000%. Neste ano, já na gestão Carla Machado (PP), existia a expectativa de a votação ocorrer desde o mês passado. Os valores também são considerados “salgados”. Chegou a ser discutido entre os vereadores um escalonamento, mas o percentual ainda não foi divulgado.
Dos nove vereadores que atuavam na legislatura anterior e reprovaram o aumento — coincidentemente na mesma época em que Campos reajustava o imposto — sete continuam com mandato: Aluizio Siqueira (PP), Alex Firme (PP), Elísio Rodrigues (PDT) Eziel Pedro (PMDB), Franquis Areas (PR), Ronaldo Gomes (Pros) e Sônia Pereira (PT). Em 2014, a matéria teve parecer contrário das Comissões de Justiça e Redação e Finanças e Orçamento. Em conjunto, os vereadores indicaram o recadastramento imobiliário para correção de possíveis distorções, como explicou o então presidente da Casa, que continua o mesmo, Aluizio Siqueira.
Também terão direito a voto na sessão desta quarta os vereadores Gersinho (SD) e Caputi (POD).
A revisão da planta genérica do município não acontece desde 1978. O aumento, alguns parlamentares garantem, será inevitável. Já qual será o percentual, só na sessão para conferir!
Compartilhe
Chequinho: TRE julga Kellinho e Miguelito nesta quinta
12/12/2017 | 20h30
Documentos foram apreendidos durante período eleitoral
Documentos foram apreendidos durante período eleitoral / Folha da Manhã
A semana está movimentada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com relação aos processos originados da operação Chequinho, deflagrada na eleição do no ano passado em Campos, e que apontou a troca do programa Cheque Cidadão por votos em Campos. Na segunda-feira (11), a Corte negou o recurso do vereador Thiago Virgílio (PTC) e desproveu os embargos de declaração do parlamentar Jorge Rangel (PTB). Nesta terça (12), o recurso eleitoral também foi negado à vereadora Linda Mara (PTC). Nesta quarta (13), quem está com recurso em pauta é o vereador Ozéias (PSDB). Já na quinta-feira (14), a Corte estadual vai analisar os recursos dos vereadores Kellinho (PR) e Miguelito (PSL).
Com as decisões proferidas até o momento, Rangel deverá ser afastado da Casa primeiro, como já ocorreu com Jorge Magal (PSD) e Vinicius Madureira (PRP). Linda Mara e Thiago Virgílio ainda poderão apresentar os embargos de declaração em segunda instância antes de o caso subir para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Também poderão apresentar os embargos, caso sejam mantidas as condenações de primeira instância, Ozéias, Kellinho e Miguelito.
Condenações em ações penais — Além das condenações na esfera eleitoral, Jorge Rangel, Kellinho, Linda Mara, Ozéias, Miguelito e Thiago Virgílio foram condenados, em ações penais, à prisão em regime semiaberto por participação no “escandaloso esquema” de troca de Cheque Cidadão por votos na última eleição municipal, além da persa dos respectivos mandatos. Ainda cabe recurso.
O primeiro caso sentenciado na esfera criminal foi o do ex-governador Anthony Garotinho (PR), condenado a quase 10 anos em regime fechado por liderar o “escandaloso esquema”. Ele chegou a ficar em prisão domiciliar após a sentença, mas a medida foi revogada pelo TSE. Atualmente, Garotinho está preso em Bangu, mas como desdobramento da operação Caixa d'água.
Compartilhe
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]